Issuu on Google+

CADERNO DE QUESTÕES Processo Seletivo - 2005

Realização:

ATENÇÃO Neste Caderno de Questões, você encontra: 10 (dez) questões de Português; ! 10 (dez) questões de Matemática; ! 10 (dez) questões de Ciências: 4 (quatro) de Física, 3 (três) de Química e 3 (três) de Biologia; ! 10 (dez) questões de Estudos Sociais: 5 (cinco) de História e 5 (cinco) de Geografia. ! Só inicie a prova após a autorização do Fiscal. Duração máxima da prova: 4h (quatro horas), incluindo o tempo para o preenchimento do cartão de respostas. Saída dos candidatos: após 1 (uma) hora do início da prova. O candidato ao sair poderá levar o Caderno de Questões. Os Fiscais não estão autorizados a prestar qualquer esclarecimento sobre a resolução das questões.

Em cada questão só há uma opção correta de resposta, portanto evite rasurar seu Cartão de Respostas, pois em hipótese alguma ele será substituído. Não dobre, amasse ou escreva em seu Cartão de Respostas; apenas confira seus dados, leia as instruções para seu preenchimento e assine no local indicado. É obrigatória sua assinatura no Cartão de Respostas. O gabarito oficial da prova objetiva será divulgado no endereço eletrônico http://www.tradecensus.com.br e no Posto de Inscrição, dois dias após a realização da prova. Recursos contra formulação ou gabarito de qualquer questão desta prova deverão ser entregues no prazo máximo de 48 horas após a divulgação do gabarito no Posto de Inscrição do CEFET/RJ Maracanã. As respostas aos recursos serão divulgadas junto com o resultado da prova da 1ª fase, no dia 23/11/04, a partir das 17h, no Posto de Inscrição do CEFET/RJ - Maracanã e no site www.tradecensus.com.br, devendo o candidato certificar-se de que foi aprovado para a 2º fase. Os candidatos aprovados para a 2ª fase do concurso farão prova no dia 27/11/04, das 9h às 13h, no CEFET/RJ, Rua General Canabarro, 485, Maracanã (conforme art.13 §1 do Edital). BOA PROVA

Informações tel.: (21)2722-1815

Processo Seletivo - 2005

Não é permitido que os candidatos se comuniquem entre si. É proibida também a utilização de equipamentos eletrônicos.


Língua Portuguesa Leia o texto abaixo e responda às questões de 01 a 05.

02) O emprego da vírgula na frase “Pra você eu conto, Chico” (linhas 19 - 20) foi feito em obediência a uma norma de pontuação que também justifica o emprego da(s) vírgula(s) na frase: A) Quando a Professora Marta chegou à escola, todos ficaram encantados com sua simpatia. B) Marta, a primeira mulher que eu amei, era a minha professora de História. C) Eu, Professora Marta e meus colegas fizemos várias excursões. D) Marta, minha professora de História, era muito bonita. E) Professora Marta, posso lhe fazer uma pergunta?

TEXTO 1 Pra você eu conto

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32

Esses dias, no nosso grupo de bocha, ficamos recordando os tempos de colégio. Você sabe, Chico, que depois de uma certa idade as pessoas gostam de lembrar o passado; em geral são as coisas boas que nos vêm à mente, os momentos agradáveis. Falávamos de nossos professores; todos tinham uma história a contar, eu tinha um professor que era assim, eu tinha uma professora que era assado. E você, Juca? - me perguntaram. - Não tem nada para contar? Porque eu estava quieto, Chico; quieto, todo o tempo. Sou muito conversador, você sabe, mas nesse dia eu estava quieto. - Não - respondi. - Não lembro nada interessante. Mentira. Eu tinha, sim, algo a contar. Mas não o faria. Porque não queria chorar na frente deles, sabe, Chico? Ainda sou daquele tempo em que se dizia, homem não chora. Homem - e gaúcho, ainda por cima! - chorando? Nunca. Eu não daria tal vexame. Pra você eu conto, Chico. Porque você é meu neto, e esta é uma história que a gente conta para netos. Quero falar a você da primeira mulher que eu amei. Marta. A minha professora de História. Eu tinha sua idade, Chico: quatorze anos. E era assim como você: magro, desengonçado. Tímido. Mais tímido do que você, até. Meu Deus, como eu era tímido! Não conseguia sequer me aproximar de uma garota: ficava vermelho, começava a gaguejar. Meus amigos debochavam de mim, e o resultado é que eu me sentia ainda pior. Com vontade de morrer, às vezes. Palavra. (Moacyr Scliar)

03) Se o trecho em discurso direto “E você, Juca? - me perguntaram. - Não tem nada para contar?” (linhas 8 9) fosse redigido em discurso indireto, na voz do personagem narrador, teria a seguinte redação: “Me perguntaram se eu não tinha nada para contar”. Das opções abaixo, a única em que a transposição do discurso direto para o indireto está INCORRETA é: A) - Não - respondi. - Não lembro nada interessante. / Eu respondi que não me lembrava de nada interessante. B) - Não - eu disse com convicção. - Sou homem e, portanto, nunca vou chorar na frente de ninguém. / Eu disse com convicção que sou homem e que, portanto, nunca vou chorar na frente de ninguém. C) - Eu tinha - declarou ele - uma professora que era um espanto. / Ele declarou que tivera uma professora que era um espanto. D) - É mentira - Chico objetou-me - você amava a professora e não teve coragem de confessar isso aos amigos. / Chico objetou-me, dizendo que eu mentia, pois amava a professora e não tivera coragem de confessar isso aos amigos. E) - Professora Marta - perguntei - posso ir ao banheiro? / Eu perguntei à Professora Marta se podia ir ao banheiro.

01) No pequeno relato que faz ao neto Chico, o personagem narrador situa-se em dois momentos da própria vida, a maturidade e a adolescência. Em relação a cada um desses momentos, ele se refere a características de seu temperamento, as quais podem ser definidas, respectivamente, como: A) inibição quando tinha de enfrentar situação de relacionamento com o sexo oposto / machismo imposto por educação segundo a qual o homem não pode chorar; B) forte emoção ao recordar momentos agradáveis do passado / prudência ao tratar de assuntos que não lhe traziam boas recordações; C) timidez todas as vezes que se recordava de sua professora de história / vergonha quando sentia vontade de chorar, por ser homem e gaúcho; D) obrigação de, por ser homem e gaúcho, superar as próprias emoções / profundo acanhamento, principalmente diante da figura feminina; E) angústia, a ponto de pensar na própria morte, por causa do deboche dos amigos / fingimento, evitando a verdade, quando o assunto não lhe agradava.

04) Nas opções abaixo foram feitas modificações na redação do trecho “Sou muito conversador, você sabe, mas nesse dia eu estava quieto” (linhas 10 - 12). Das modificações feitas, a única em que houve alteração do sentido da frase é: A) Nesse dia eu estava quieto, embora eu seja muito conversador, você sabe. B) Você sabe, sou muito conversador, porém nesse dia eu estava quieto. C) Sou muito conversador, você sabe, nesse dia, entretanto, eu estava quieto. D) Mesmo sendo muito conversador, você sabe, nesse dia eu estava quieto. E) Você sabe, nesse dia eu estava quieto, ainda que seja muito conversador.

02

Tel.: (21)2722-1815


05) Na frase “Quero falar a você da primeira mulher que eu amei” (linhas 21 - 22), se for substituído o termo sublinhado por um pronome oblíquo átono sintaticamente correspondente, a frase terá a seguinte redação: “Quero lhe falar da primeira mulher que eu amei”. Das substituições feitas nos itens abaixo, aquela em que a correspondência sintática está INCORRETA é: A) Os amigos recordavam o tempo de colégio / Os amigos recordavam-no. B) O avô perguntou ao neto se também era tímido / O avô lhe perguntou se também era tímido. C) O avô abraçou o neto, emocionado. / O avô lhe abraçou, emocionado. D) Um dos amigos contou aos companheiros a história da professora . / Um dos amigos contou-a aos companheiros. E) Os amigos gostavam de lembrar o passado. / Os amigos gostavam de lembrá-lo.

ensurdecedores. Não os levamos suficientemente ao Playcenter, ao shopping, não lhes demos suficientes hambúrgueres e cocas, não lhes compramos todos os sorvetes e roupas que gostaríamos de ter comprado. Eles cresceram sem que esgotássemos neles todo o nosso afeto. No princípio, subiam a serra ou iam à casa de praia entre embrulhos, bolachas, engarrafamentos, natais, páscoas, piscina e amiguinhos. Sim, havia as brigas dentro do carro, a disputa pela janela, os pedidos de chicletes, cantorias sem fim. Depois chegou o tempo em que viajar com os pais começou a ser um esforço, um sofrimento, pois era impossível deixar a turma e os primeiros namorados. Os pais ficaram exilados dos filhos. Tinham a solidão que sempre desejaram, mas, de repente, morriam de saudades daquelas “pestes”. Chega o momento em que só nos resta ficar de longe torcendo e rezando muito (nessa hora, se a gente tinha desaprendido, reaprende a rezar) para que eles acertem nas escolhas em busca da felicidade. E que a conquistem do modo mais completo possível. O jeito é esperar: qualquer hora podem nos dar netos. O neto é a hora do carinho ocioso e estocado, não exercido nos próprios filhos e que pode morrer conosco. Por isso os avós são tão desmesurados e distribuem tão incontrolável carinho. Os netos são a última oportunidade de reeditar o nosso afeto. Por isso é necessário fazer alguma coisa a mais, antes que eles cresçam.

Leia o texto abaixo e responda às questões de 06 a 10. TEXTO 2 Antes que eles cresçam

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 49 40 41

Há um período em que os pais vão ficando órfãos de seus próprios filhos. É que as crianças crescem independentes de nós, como árvores tagarelas e pássaros estabanados. Crescem sem pedir licença à vida. Crescem com uma estridência alegre e, às vezes, com alardeada arrogância. Mas não crescem todos os dias, de igual maneira, crescem de repente. Um dia sentam-se perto de você no terraço e dizem uma frase com tal maturidade que você sente que não pode mais trocar as fraldas daquela criatura. Onde é que andou crescendo aquela danadinha que você não percebeu? Cadê a pazinha de brincar na areia, as festinhas de aniversário com palhaços e o primeiro uniforme do maternal? A criança está crescendo num ritual de obediência orgânica e desobediência civil. E você está agora ali, na porta da discoteca, esperando que ela não apenas cresça, mas apareça! Ali estão muitos pais ao volante, esperando que eles saiam esfuziantes sobre patins e cabelos longos, soltos. Entre hambúrgueres e refrigerantes nas esquinas, lá estão nossos filhos com o uniforme de sua geração: incômodas mochilas da moda nos ombros. Ali estamos, com os cabelos esbranquiçados. Esses são os filhos que conseguimos gerar e amar, apesar dos golpes dos ventos, das colheitas, das notícias e da ditadura das horas. E eles crescem meio amestrados, observando e aprendendo com nossos acertos e erros. Principalmente com os erros que esperamos que não repitam. Há um período em que os pais vão ficando um pouco órfãos dos próprios filhos. Não mais os pegaremos nas portas das discotecas e das festas. Passou o tempo do ballet, do inglês, da natação e do judô. Saíram do banco de trás e passaram para o volante de suas próprias vidas. Deveríamos ter ido mais à cama deles, ao anoitecer, para ouvirmos sua alma respirando conversas e confidências entre os lençóis da infância e os adolescentes cobertores daquele quarto cheio de adesivos, posters, agendas coloridas e discos

(Affonso Romano de Santana) 06) O texto 02 retrata as impressões de um pai a respeito da sensação de brevidade do tempo no processo de convivência com os filhos. Em suas impressões, ele retrata principalmente: A) o isolamento em que ficam os pais devido à indiferença dos filhos, quando estes crescem e assumem a conduta da própria vida; B) o receio dos pais diante do crescimento dos filhos, devido aos problemas graves de falta de segurança nos dias atuais; C) a angústia dos pais diante do crescimento dos filhos, pois os valores da sociedade atual são bastante diferentes dos valores vivenciados por eles; D) o sentimento de orfandade dos pais em relação aos filhos, quando estes começam a adquirir independência para tomar suas próprias decisões; E) a solidão dos pais, que só é diminuída quando os netos nascem e eles podem compensar a ausência dos filhos.

03

Tel.: (21)2722-1815

42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71


07) O trecho do texto em que fica clara a idéia de independência do jovem em relação aos pais, para comandar o seu próprio destino, é: A) “Crescem com uma estridência alegre e, às vezes, com alardeada arrogância.” (linhas 5 - 6); B) “A criança está crescendo num ritual de obediência orgânica e desobediência civil.” (linhas 15 - 16); C) “E eles crescem meio amestrados, observando e aprendendo com nossos acertos e erros.“ (linhas 27 28); D) “Saíram do banco de trás e passaram para o volante de suas próprias vidas.” (linhas 35 - 36); E) “Depois chegou o tempo em que viajar com os pais começou a ser um esforço, um sofrimento, pois era impossível deixar a turma e os primeiros namorados.” (linhas 52 - 55). 08) No período “Ali estão muitos pais ao volante, esperando que eles saiam esfuziantes sobre patins e cabelos longos, soltos” (linhas 18 - 20), se o autor quisesse substituir a palavra sublinhada por outra, sinônima e adequada ao contexto, só NÃO poderia substituí-la pela palavra: A) alegres; B) radiantes; C) jubilosos; D) estonteantes; E) exultantes. 09) No preenchimento das lacunas da frase “Se os pais não ______ de tempo para amar os filhos, mais tarde ______ com o amargo sentimento de exílio e solidão”, para que sejam observadas as normas da língua, têm de ser usadas, respectivamente, as formas verbais: A) dispuserem / conviverão; B) disporem / conviverão; C) dispuseram / conviveriam; D) dispõe / convivem; E) dispossem / conviviam. 10) No período “Chega o momento em que só nos resta ficar de longe torcendo e rezando muito (nessa hora, se a gente tinha desaprendido, reaprende a rezar) para que eles acertem nas escolhas em busca da felicidade” (linhas 58 - 62), as palavras sublinhadas formas flexionadas dos verbos desaprender e reaprender - foram formadas a partir do verbo aprender pelo processo da derivação prefixal, e seus prefixos significam, respectivamente: A) negação e anterioridade; B) afastamento e oposição; C) negação e repetição; D) separação e movimento para trás; E) oposição e repetição.

04

Tel.: (21)2722-1815


Matemática 11) Um livro tem 3cm de espessura, desprezando-se a capa. Considerando-se que o livro tem um total de 200 folhas, a espessura, em metros, de uma folha desse livro é: -2 A) 1,5.10 ; -2 B) 6.10 ; -4 C) 1,5.10 ; -4 D) 6.10 ; -3 E) 1,5.10 .

16) Simplificando-se a fração algébrica encontramos: A) 1;

,

B) C) D) 0;

12) Ana e Paulo têm 2 filhos: Yasmin com 9 anos e Yan com 15 anos. Paulo é 5 anos mais velho do que Ana e a idade dele pode ser dividida exatamente pelas idades de seus filhos. A idade de Ana pode ser: A) 40 anos; B) 45 anos; C) 27 anos; D) 36 anos; E) 30 anos.

E) 17) O composto de uma substância A e de uma substância B é vendido por R$ 26,00 o kg. A substância A é vendida por R$ 30,00 o kg e a substância B por R$ 20,00 o kg. O preço do composto é calculado em função das quantidades das substâncias e seus preços. As quantidades de A e B no kg desse composto deverá ser, respectivamente: A) 200g e 800g; B) 500g e 500g; C) 700g e 300g; D) 600g e 400g; E) 800g e 100g.

13) Ao adquirir um plano de uma empresa de telefonia celular, um usuário escolheu um plano pelo qual pagaria R$ 68,00 mensais, com direito a utilizar 100 minutos em ligações, assumindo o compromisso de pagar R$ 1,02 por minuto excedente. No mês passado, o usuário utilizou nesse plano 2 horas e 15 minutos em ligações e pagou por esse serviço: A) R$ 185,30; B) R$ 107,30; C) R$ 117,30; D) R$ 103,70; E) R$ 113,70. 14) Com o aumento do preço do petróleo no mercado internacional, o preço da gasolina foi reajustado em 4% para o consumidor. No entanto, haverá necessidade de um novo reajuste de 3% sobre o preço atual, a partir do próximo mês, para repassar totalmente o reajuste do petróleo. Após esse segundo reajuste, o preço da gasolina, para o consumidor, terá sofrido, em relação ao preço inicial, um aumento de: A) 7%; B) 7,12%; C) 8,2%; D) 7,2%; E) 8,12%. 15) Um aluno, ao fazer o simulado de uma prova com 70 questões, gastou, em média, 3 minutos na resolução de cada questão. Desse modo, ao terminar o tempo disponível para a prova, percebeu que havia deixado 14 questões em branco. Para que nenhuma questão ficasse sem resolução, neste simulado, esse aluno deveria gastar na resolução de cada questão um tempo médio de: A) 2 minutos e 15 segundos; B) 3 minutos e 45 segundos; C) 5 minutos; D) 2 minutos e 40 segundos; E) 2 minutos e 24 segundos.

05

Tel.: (21)2722-1815


18) Os gráficos abaixo mostram a taxa de variação de indigência no Brasil, no campo (áreas rurais) e nas regiões metropolitanas. A pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas considera indigente aquele que não ganha o necessário para a aquisição de uma cesta de alimentos que garanta um consumo diário de 2888 calorias, nível recomendado pela Organização Mundial de Saúde. Observando-se os gráficos, podemos afirmar que a miséria:

19) Usando 2 setores circulares e 1 retângulo, um arquiteto projetou um ventilador de teto com uma única hélice em acrílico conforme figura abaixo. A área da hélice em metros quadrados é: (considere = 3,14) 70cm

40cm

30cm A) B) C) D) E)

0,3712; 0,628; 1,7024; 6,28; 7,12.

20) A rampa de acesso a uma roda-gigante permite a entrada no brinquedo a uma altura de 2,70m e forma 0 com o solo um ângulo de 30 , como mostra a figura. A distância percorrida por uma pessoa na rampa para entrar no brinquedo corresponde a 3/5 da altura máxima atingida pela pessoa no brinquedo. Essa altura é de:

2,70m 30

A) B) C) D) E)

A) nas regiões metropolitanas, em 2003, atingiu uma taxa de 51%; B) em 2003, cresceu nas regiões metropolitanas, mas caiu no campo, em relação a 2002; C) nas regiões rurais, cresceu a partir de 2002; D) nas regiões metropolitanas, cresceu entre 2001 e 2002; E) nas regiões rurais, tem taxa menor que 50%, em 2003.

06

9m; 3,24m; 2,30m; 5,40m; 8m.

Tel.: (21)2722-1815

0


Ciências FÍSICA

QUÍMICA

21) Quando os corpos se movem com uma velocidade constante ao longo de toda a trajetória realizam um movimento uniforme. Os corpos que se movem com velocidades variáveis realizam um movimento variado. Raramente um corpo realiza um movimento uniforme. Um bom exemplo é o dos ponteiros do relógio, que percorrem espaços iguais entre os números, em intervalos de tempos iguais e sucessivos. Analise o caso a seguir. Duas cidades distam 400Km entre si. Um trem faz todo o percurso em 4 horas. A velocidade, inicialmente baixa, vai aumentando até chegar a 120Km/h e depois, pouco a pouco, vai diminuindo, até parar completamente. A velocidade média desse trem é de: A) 400 Km/h; B) 120 Km/h; C) 100 Km/h; D) 40 km/h; E) 4 Km/h.

25) Duas substâncias sólidas são colocadas em um líquido de densidade intermediária. A substância cuja densidade é menor que a densidade do líquido fica na superfície e a substância cuja densidade é maior que a densidade do líquido vai para baixo. Esse método de separação de misturas heterogêneas chama-se: A) sublimação; B) decantação; C) flotação; D) levigação; E) centrifugação. 26) Os elementos químicos, ao se combinarem, formam milhões de compostos. Alguns elementos não se combinam naturalmente, porque seus átomos encontram-se isolados na natureza, constituindo os gases nobres. Os outros átomos tendem a adquirir eletrosferas iguais às dos gases nobres. Fazem isso ganhando ou perdendo o menor número de elétrons. Ao ganhar ou perder elétrons, os átomos deixam de ser neutros e passam a ser denominados: A) prótons; B) íons; C) elétrons; D) âmnions; E) nêutrons.

22) Qualquer superfície polida, capaz de refletir a luz numa só direção, recebe o nome de espelho. Quando a imagem é o resultado da ilusão produzida pelos raios luminosos refletidos no espelho, dizemos tratar-se de: A) imagem virtual; B) lentes divergentes; C) imagem difusa; D) imagem real; E) imagem prismática.

27) Se você deixar algumas bolinhas de naftalina em seu guarda-roupa para espantar as traças, vai observando, depois de algum tempo, que as bolinhas começam a diminuir de tamanho até desaparecer. Esse fenômeno pode ocorrer com qualquer substância, desde que as condições de pressão e temperatura sejam adequadas. A essa mudança de estado chamamos: A) vaporização; B) condensação; C) calefação; D) sublimação; E) fusão.

23) Os corpos podem ser postos em movimento, ter sua trajetória modificada, seu movimento impedido, ou ainda sofrer deformação. A causa que produz tais efeitos é denominada força. Corresponde à intensidade da força: A) a reta segundo a qual a força atua; B) o ponto material onde a força atua; C) a orientação do deslocamento sobre a direção da força; D) a capacidade da força de produzir efeitos maiores ou menores; E) a gravidade que atua na direção vertical de baixo para cima. 24) Uma máquina ou um homem realizam trabalho quando vencem uma resistência ao longo de um trajeto. O tempo gasto para a realização de um mesmo trabalho pode variar. Chamamos a capacidade de realizar trabalho num determinado tempo de: A) resistência; B) alavanca; C) interferência; D) movimento; E) potência.

07

Tel.: (21)2722-1815


BIOLOGIA 28) A vida de um ser humano inicia-se nove meses antes do nascimento. Tudo começa com uma única célula formada pela união de uma célula masculina e outra feminina. Desse momento em diante, a célula divide-se em muitas outras, constituindo um novo organismo. Sobre esse tema, leia com atenção os itens abaixo. I - O fenômeno de união das células masculina e feminina. II - Nome da única célula que se forma, proveniente dessa união. III - Local onde se desenvolve o novo ser. A opção que apresenta os nomes que designam os três fatos acima, na ordem em que ocorrem, é: A) ovulação / zigoto / ovário; B) testículo / ovo / útero; C) fecundação / ovo ou zigoto / útero; D) fecundação / zigoto / ovário; E) união / tuba uterina / útero. 29) O conjunto formado pelo Sol e pelos nove planetas que giram em torno dele forma o Sistema Solar. Abaixo, estão relacionadas características de alguns desses planetas: I - De brilho intenso, é conhecido como estrela-d'alva, sendo sua atmosfera rica em gás carbônico. II - É conhecido como Planeta Vermelho e apresenta clima ameno com verões muito quentes. III - É o maior planeta do Sistema Solar e sua atmosfera é rica em hidrogênio. IV - É o que possui o maior número de satélites conhecidos, cerca de vinte. Os planetas com essas características são, respectivamente: A) Mercúrio, Marte, Vênus e Plutão; B) Saturno, Marte, Júpiter e Plutão; C) Urano, Netuno, Júpiter e Saturno; D) Vênus, Marte, Júpiter e Saturno; E) Vênus, Marte, Saturno e Júpiter. 30) A dependência do homem em relação às plantas é tão antiga quanto a sua própria existência. Desde a Pré-História, o homem já buscava, nos vegetais, os alimentos necessários à sua sobrevivência e os remédios para males do corpo. A fotossíntese é o fenômeno que determina essa importância das plantas. Sobre a fotossíntese, é INCORRETO afirmar que: A) o gás carbônico e a água são usados como materiais de construção de glicose; B) é o processo de montagem de matéria orgânica; C) seu objetivo principal é a liberação de oxigênio; D) a fotossíntese realizada pelas algas nos oceanos é responsável por mais de 80% do oxigênio liberado para a atmosfera; E) as plantas à noite continuam respirando como de dia.

08

Tel.: (21)2722-1815


Estudos Sociais 33) Na segunda metade do século XVIII, teve início na Inglaterra um processo de desenvolvimento que recebeu o nome de Revolução Industrial. Ao longo do século XIX, o progresso experimentado pelos países capitalistas intensificou as rivalidades de natureza econômica e política que havia entre as nações industrializadas. Nesse contexto, analise as afirmativas a seguir:

HISTÓRIA 31) A atividade econômica mais importante para os países ibéricos, sob o ponto de vista mercantilista, era a mineração. Pode-se, então, afirmar que: A) tanto a Espanha quanto Portugal tiveram a sorte de encontrar, de imediato, grandes jazidas de minerais, sendo que a primeira explorou a prata e o segundo o ouro; B) a mão-de-obra utilizada pelos espanhóis foi a indígena, submetida ao trabalho compulsório, maus tratos e fome, sendo isto, inclusive, considerado causa da dizimação de sua população; C) a mão-de-obra utilizada pelos portugueses, inicialmente, foi a indígena, logo substituída pela africana, ambas submetidas ao trabalho escravo e às difíceis condições de trabalho nas minas; D) não houve problemas quanto ao transporte desses minérios para a Europa, porque o Tratado de Tordesilhas foi respeitado e garantia a posse da América e sua exploração por parte de Portugal e Espanha; E) esta atividade pouco contribuiu para o fortalecimento das Monarquias Nacionais, porque a maior parte do lucro, nas mãos da burguesia, apenas consolidava a política mercantilista.

I - A industrialização na Europa contou com transformações no processo de trabalho, como a concentração de trabalhadores em unidades fabris, com especialização em determinados ramos da produção e utilizando freqüentemente a mão-de-obra feminina e infantil. II - Pode-se definir Revolução Industrial como um conjunto de transformações no processo produtivo que, ao utilizar máquinas que permitissem reduzir o custo com mão-de-obra, provocava o esvaziamento das cidades e a volta dos trabalhadores ao campo. III - A segunda fase da Revolução Industrial pode ser identificada com o aparecimento de novos setores de atividades que transformam os padrões de produção, tais como o uso da metalurgia (aços especiais, alumínio e materiais sintéticos) e novas fontes de energia (eletricidade e petróleo). IV - A industrialização iniciada na Inglaterra disseminou-se por vários países europeus, que passaram a desfrutar da natural expansão de novos mercados consumidores e mais fornecedores de matérias-primas. V - O período que se estendeu da segunda metade do século XIX até o início da Primeira Guerra Mundial ficou marcado na história pela expansão imperialista que se traduziu no neocolonialismo, cujo objetivo era repartir o mundo entre as grandes potências capitalistas.

32) Os processos de independência dos países americanos, sejam de colonização inglesa, portuguesa ou espanhola, contam com aspectos em comum, entre os quais se pode destacar o seguinte: A) o conflito de interesses entre colonos americanos e suas respectivas metrópoles existiu desde o início da colonização; B) além das revoltas coloniais, os historiadores apontam a Revolução Industrial como fator que apressou o fim do sistema colonial, porque as práticas do capitalismo industrial se chocavam com as do colonialismo mercantilista; C) as novas idéias propagadas pelos filósofos iluministas foram geradoras dos ideais de libertação contra a opressão colonial e serviam de inspiração a todos os movimentos de independência, inclusive a Inconfidência Mineira, movimento precursor de independência no Brasil; D) os movimentos de ruptura entre as colônias e suas metrópoles podem ser fundamentados na identidade entre independência política aliada à independência econômica; E) no plano internacional, movimentos como o iluminismo, a expansão industrial inglesa e as guerras napoleônicas, além das crises locais, foram responsáveis pela emancipação política das colônias americanas.

Sobre as afirmativas acima, pode-se dizer que: A) somente I, III e V estão corretas; B) somente I, II e IV estão corretas; C) somente II, III e V estão corretas; D) somente I, III e IV estão corretas; E) todas estão corretas.

09

Tel.: (21)2722-1815


34) O quadro político europeu transformou-se entre o final do século XIX e o início do século XX. A Europa passou a viver um período de confrontos que vai gerar uma corrida armamentista e que acabou por desencadear um conflito generalizado, com conseqüências internacionais. Sobre este tema está INCORRETO afirmar que: A) a política de alianças estabelecida às vésperas da Primeira Guerra Mundial era feita por meio de acordos, definindo situações em que países aliados se ajudariam mutuamente em caso de guerra; B) mesmo considerando que nem todos os países do mundo participaram diretamente do conflito (1914 / 18) e que seu campo de batalha se restringiu à Europa, pela primeira vez uma guerra foi considerada mundial porque afetava, direta ou indiretamente, quase todo o mundo; C) as condições de paz impostas no término da Primeira Guerra Mundial não levaram em consideração os interesses étnico-regionais, e a Alemanha e seus aliados foram considerados responsáveis pela guerra e condenados a pagar pesadíssimas indenizações; D) os Estado Unidos saíram da Primeira Guerra Mundial com grandes vantagens econômicas que, no entanto, escondiam contradições do capitalismo, encaminhando o país uma crise econômica (1929) que só foi superada graças à ação positiva e imediata da Bolsa de Valores de Nova York; E) numa Alemanha faminta e humilhada pela derrota na Primeira Guerra e ainda envolvida pela crise econômica, os nazistas ofereciam o orgulho patriótico e propunham uma política econômica que violava os acordos firmados no Tratado de Versalhes.

GEOGRAFIA 36) O Jornal O Globo, na edição do dia 16/03/04, publicou a seguinte notícia: “Acordo União Européia / Mercosul pode sair em maio - Delegado europeu diz que bloco pode fazer concessões no setor agrícola. A União Européia (EU) quer fechar em maio, pelo menos na esfera política, o acordo de livre comércio com o Mercosul para que o entendimento possa ser efetivamente assinado em outubro”. Sobre essa notícia, leia as afirmativas abaixo. I - Esse acordo será de grande importância para a formação da ALCA, já que os Estados Unidos esperavam por essa parceria há muito tempo. II - Esse acordo fortalece a relação entre a América do Sul e a Europa, na esfera econômica e política. III - Com a criação de uma zona de livre comércio, os produtos circularão livremente nos países que compõem o bloco. IV - Esse acordo fortalece o MERCOSUL, pois faz com que não haja uma dependência econômica tão forte com relação aos EUA. V - O que atrasa as negociações são os produtos industrializados brasileiros de alta tecnologia que encontram subsídios na política de proteção ao mercado europeu. Acerca das afirmativas acima, pode-se dizer que: A) apenas I e II são corretas; B) apenas II, III e IV são corretas; C) apenas V é correta; D) apenas II, III e V são corretas; E) todas são corretas.

35) Sobre a Segunda Guerra Mundial, Winston Churchill, primeiro-ministro inglês, afirmou em um pronunciamento no Parlamento: “Esta guerra, de fato, é uma continuação da anterior”. Assim sendo, os desdobramentos ou efeitos deste segundo conflito podem ser assim identificados: A) a ditadura nazista não subestimava os povos conquistados, porque acreditava na força produtiva do ser humano e na sua capacidade intelectual; B) a descolonização da Ásia e da África foi um fenômeno histórico decorrente da Segunda Guerra, pois os países europeus que possuíam colônias saíram enfraquecidos do conflito e não tiveram condições de impedir a libertação de suas colônias; C) a Guerra Fria foi um conflito político-ideológico travado entre a União Soviética e os Estados Unidos que se restringiu à reorganização geográfica da Europa; D) para os Estados Unidos, as políticas nacionalistas dos países latino-americanos eram vistas como ameaças comunistas e a OEA (Organização dos Estados Americanos) foi criada para combater esta tendência comunista no continente; E) o Japão, grande vítima das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki, contou com a ajuda americana na sua recuperação econômica, ganhando grandes fatias do mercado internacional, preocupando-se em não interferir, nem afetar o mercado e a economia norte-americana.

37) Com a globalização da economia, as empresas passaram a ter muito mais possibilidade de investir seu capital. O mundo desenvolvido passou a se unir em blocos econômicos. O desenvolvimento de um bloco econômico é marcado pela evolução em várias etapas. O estágio em que os países-membros de um bloco unificam as taxas alfandegárias para os países de fora deste bloco é conhecido como: A) mercado comum; B) área de livre comércio; C) união aduaneira; D) globalização; E) truste ou cartel.

10

Tel.: (21)2722-1815


38) O efeito estufa é um fenômeno natural muito importante para a nossa sobrevivência na Terra, porém, devido ao aumento da emissão de gases poluentes na camada atmosférica, ele se tornou um “impacto ambiental”. Possíveis conseqüências deste impacto para nosso planeta são: A) diminuição das temperaturas próximas ao solo, ocasionando estabilidade da circulação atmosférica e aumento da concentração de gases poluentes nas grandes cidades, cujo efeito é o número mais acentuado de doenças respiratórias na população; B) elevação da temperatura global, provocando o derretimento das calotas polares e o conseqüente aumento dos níveis dos oceanos; C) queda assustadora da temperatura da Terra em razão da grande poluição ocasionada pela emissão de gases poluentes na camada atmosférica; D) combinação do enxofre com o nitrogênio, gás responsável pela destruição de florestas e de monumentos e pela acidificação de lagos; E) aumento da temperatura em escala local, originada pelo desmatamento e pela diferença de pressão entre as áreas centrais e as periféricas.

40) Observe a tabela abaixo. ESTRUTURA ETÁRIA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA (%) FAIXA ETÁRIA 1940 1950 1960 1970 1980 1990 2000 Jovens 53,5 52,5 53,0 53,0 49,59 45,0 40,0 0 -19 anos Adultos 42,5 43,5 42,5 42,0 44,23 48,0 50,8 20 - 59 anos Idosos 4,0 4,0 4,5 5,0 6,0 7,0 9,0 60 anos ou mais Fonte: IBGE. Anuário estatístico do Brasil e Síntese de indicadores sociais.

Após a análise da tabela da estrutura da população brasileira, verificamos que: I - a população de adultos apresentou crescimento até 1950, entrando em decréscimo na década de 1960 e retomando o crescimento na década de 1990. II - a população de jovens continuou apresentando um grande crescimento por todas essas décadas, tornando-se o maior percentual da população brasileira. III - houve um crescimento significativo dos idosos nos últimos 10 anos. IV - não houve controle de natalidade nos últimos 30 anos, o que justifica um grande crescimento da população jovem. V - durante a década de 1960 e 1970, o percentual de adultos superou o de jovens e idosos, motivado pelo controle de natalidade ocorrido na década de 1940.

39) O gaúcho Getúlio Vargas, presidente que mais tempo governou o Brasil, deixou um legado de conquistas para o trabalhador brasileiro. Neste ano de 2004 em que se completam 50 anos de sua morte, ainda vemos trabalhadores brasileiros lutando por esses direitos. Atualmente, uma das categorias de trabalhadores que mais tem lutado pelo reconhecimento de seus direitos é a dos trabalhadores rurais chamados bóias-frias. O bóia-fria é definido como: A) agricultor que mora na propriedade rural, tem carteira de trabalho assinada e direitos trabalhistas assegurados; B) trabalhador sazonal que recebe por empreitada e tem participação na safra; C) trabalhador que reside na cidade mais próxima, trabalha na época da entre-safra das lavouras sazonais e, mesmo sem ter carteira de trabalho assinada, tem seus direitos trabalhistas assegurados; D) diarista que reside nas proximidades dos campos agrícolas, sem nenhum vínculo trabalhista com o proprietário rural, recebendo de acordo com sua produtividade; E) trabalhador especializado na agricultura altamente mecanizada, própria dos latifúndios com mais de 100 hectares, com boa remuneração e que tem seus vínculos trabalhistas garantidos.

Das alternativas acima, são INCORRETAS: A) II, IV e V; B) I, II e V; C) II, III e IV; D) II, III e V; E) I, II e III.

11

Tel.: (21)2722-1815


O N H U C S R A

Tel.: (21)2722-1815


O N H U C S R A

Tel.: (21)2722-1815


O N H U C S R A

Tel.: (21)2722-1815


O N H U C S R A

Tel.: (21)2722-1815


Realização:

Informações tel.: (21)2722-1815


CEFET-RJ2005