Page 1

SAÚDE Rede Feminina promove o Outubro Rosa 2018

PECUÁRIA Página 10

Remate da Renascença fatura 18% a mais do que em 2017

Chuvas com trovoadas

Página 15

Min 15° Max 25°

Campos Novos (SC), sexta-feira, 28 de setembro de 2018 • Ano 5 - Nº 252 • R$ 3,50

FINANCIAMENTO DO SUS É UM DOS PRINCIPAIS DESAFIOS DO PRÓXIMO PRESIDENTE Sistema de saúde atende 75% dos brasileiros. No ano passado, a União aplicou R$ 115,3 bilhões em saúde, o que representa 43,4% do total de recursos públicos investidos no SUS. Os municípios entraram com R$ 81,8 bilhões (30,8%), e os estados com R$ 68,3 bilhões (25,8%).

Página 3

COMUNIDADE

CONTAS PÚBLICAS

MÉDICO ERROL GARCIA VOLTA A CAMPOS NOVOS APÓS 40 ANOS Página 4

Despesas de pessoal da Prefeitura de Campos Novos ficaram abaixo do limite máximo da LRF, mas ainda fora do limite prudencial

MEIO AMBIENTE

Página 7

O LIXO QUE VIRA ARTE Página 8


2

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

DA REDAÇÃO

PREVISÃO DO TEMPO HOJE

EMPREGO, ESPERANÇA E DESALENTO

Chuvas com trovoadas

AMANHÃ

Max 25° Min 15°

Parcialmente Nublado

DOMINGO

Max 26° Min 16°

Chuvas com trovoadas

Max 26° Min 16° Fonte: CPTEC-INPE

A opinião expressa em artigos assinados é de responsabilidade de seus autores, não expressando necessariamente a opinião da Folha Independente.

Da janela do trabalho, Dhiêmis Metz Pinheiro fotografa a vista privilegiada de Balneário Camboriú

você fotógrafo

O presidente Michel Temer se animou tanto com os dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) que se antecipou ao Ministério do Trabalho e comemorou no Twitter, na véspera da divulgação oficial. As contratações superaram as demissões em 110 mil empregos com carteira assinada no mês de agosto – na rede social, Temer havia falado em “mais de 100 mil”, o que viu como sinal de que “o Brasil está no rumo certo. Em plena recuperação”, já que este é o melhor resultado para um mês de agosto desde 2013 e o segundo melhor de 2018, perdendo apenas para abril. Os números do Caged, efetivamente, têm pontos a celebrar. Destaca-se, especialmente, o fato de os saldos terem sido positivos em todas as regiões brasileiras – apenas Acre, Sergipe, Maranhão, Espírito Santo e Rio Grande do Sul tiveram números negativos (o caso gaúcho é o mais grave, com 4 mil vagas perdidas). Da mesma forma, quase todos os setores da atividade econômica também geraram empregos. O ramo de serviços foi responsável por mais da metade do saldo geral de agosto, com 66 mil novos postos de trabalho, seguido pelo comércio (17,8 mil), indústria de transformação (15,7 mil) e construção civil (11,8 mil). A agropecuária foi o único setor onde houve mais demissões que contratações (3,3 mil), mas tem saldo positivo tanto em 2018 (87,5 mil) quanto no acumulado de 12 meses (6 mil). O Ministério do Trabalho ainda divulgou números referentes às novas modalidades de contratação introduzidas pela reforma trabalhista. Houve saldo positivo nos contratos de trabalho intermitente (4 mil empregos) e de regime de tempo parcial (3,1 mil). Também ocorreram 15 mil desligamentos por acordo entre empregado e empregador, em que este paga metade da multa rescisória e aquele pode sacar parte do saldo do Fundo de Garantia depositado em seu nome. Mas um outro dado divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na semana passada mostra que o presidente pode ter exagerado um pouco na empolgação. A Pnad Contínua apontou o maior nível de desalento de toda a série histórica iniciada em 2012. O desalento é a situação de quem está desempregado e já desistiu de encontrar trabalho, independentemente do motivo. No trimestre encerrado em julho, esse foi o caso de 4,8 milhões de brasileiros. O estudo do IBGE aponta dinâmicas preocupantes: não são apenas aqueles que estão desempregados há mais tempo que estão desistindo de se recolocar, mas também pessoas que acabaram de ser demitidas estão entrando em situação de desalento. As taxas também têm crescido entre pessoas com nível médio e superior, e entre chefes de família, o que é um reflexo especialmente cruel da crise econômica em que o Brasil foi lançado há alguns anos pela irresponsabilidade lulopetista.

MORTALIDADE INFANTIL

MULTAS Apenas nos primeiros sete meses deste ano, o número de multas aplicadas a quem usa o celular enquanto dirige já é 33% maior do que em todo o ano passado. Os dados são do Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf), mantido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). De janeiro a julho, segundo o órgão, esse tipo de infração resultou na aplicação de 759,7 mil multas em todo o país. Ao longo de 2017, as multas impostas pelo uso de celular ao volante somaram um total de 571,6 mil. O alerta sobre os riscos e ameaças no uso de celular ao volante foi reforçado durante a Semana Nacional de Trânsito, que começou no último dia 18 e encerrou na terça-feira (25). Classificada como “gravíssima” pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a infração por uso de celular ao volante pesa no bolso. São R$ 283,47, além de sete pontos anotados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

C O N E XÃO FACEBOOK

Curta a página da Folha Independente. Faça sugestões de conteúdo. Comente.

Endereço

Rua São João Batista, 97, sala 102. Centro, Campos Novos (SC) - Cep: 89.620-000

Telefone

Uma criança ou um adolescente menor de 15 anos morreu a cada segundo em 2017 em alguma parte do mundo, “principalmente por razões evitáveis”. A estimativa é que, no total, 6,3 milhões de pessoas tenham morrido no ano passado. Os dados são do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Organização Mundial da Saúde (OMS), Divisão da População ONU e Banco Mundial, que divulgaram relatório mundial sobre mortalidade infantil na semana passada. 85% do total das mortes (5,4 milhões) ocorreram nos primeiros 5 anos de vida. Dessas mortes, aproximadamente a metade é de recém-nascidos, em decorrência de complicações durante o parto, pneumonia, diarreia, sepse neonatal [infecção bacteriana] e malária. No caso de crianças e adolescentes de 5 a 14 anos, as principais causas são lesões por causa de afogamento e de acidentes de trânsito.

facebook.com/folhain

Reportagens

Francieli Parenti | MTB 4513/SC-JP Gisiane Cordeiro | MTB 4440/SC-JP

Projeto Gráfico e Diagramação Herton Farias | MTB 4198/SC-JP

(49) 3541-2522

Empresa Jornalística Planalto Sul Ltda. ME

Diretora Administrativa

CNPJ: 10.478.439/0001-88

Diretora de Conteúdo

IE: 255.771.290

DESCE

SOBE

Circulação Campos Novos, Abdon Batista, Brunópolis, Celso Ramos, Ibiam, Monte Carlo, Vargem e Zortéa. Impresso na Gráfica Tipobel Tiragem 2 mil/semana

Gisiane Cordeiro | contato@folhaindependente.com.br Francieli Parenti

Assinaturas

| jornalismo@folhaindependente.com.br

assinaturas@folhaindependente.com.br

Jornal filiado ao Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina (SJSC), Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado de Santa Catarina (Sindejorsc), Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos Novos (CDL/CN) e Associação Empresarial Rural e Cultural de Campos Novos (Acircan).


3

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

SAÚDE

OPINIÃO

OS DOIS LADOS DA POLÍTICA Por Paulo Dalla Nora* É consenso que estamos vivendo um dos períodos de mais intensa polarização política na história recente do Brasil e do mundo: movimentos extremos ganham voz e mobilizam seguidores em diversos países. A política como instrumento de busca e formação de um ponto de equilíbrio, onde os diversos grupos sociais se sintam representados e não haja um sentimento de derrota de alguns, parece ter perdido força. Assistimos o desentranhamento de um novo uso para a política: uma ferramenta para impor um lado através da destruição das ideias do oponente. Deixa-se de ter adversários e passa-se a ter inimigos. Essa visão da política como terreno de confronto parte do pressuposto que é possível uma vitória total, como se fosse possível “aniquilar” o oponente e implanta apenas um lado da agenda. A realidade é que não existe força política no Brasil capaz de tal façanha e na democracia as vitórias são sempre parciais. Ainda bem que é assim. Nesse contexto, um dos pontos de maior debate é o papel das redes sociais, em seus vários formatos, no engajamento cívico e político dos cidadãos. A primeira questão que se coloca é a dúvida quanto aos pesos dos aspectos negativos e positivos que a nova tecnologia impulsiona: em que medida essas novas ferramentas estão criando um distanciamento e fricção entre os cidadãos e seus representantes e a política, ao exigir um comportamento “purista” e sem concessões dos mesmos. A outra hipótese seria a proximidade que a tecnologia permite emular gerar um fortalecimento do exercício da cidadania e, gerar dessa forma, uma aproximação entre o cidadão e as instituições que os representam. Essa aproximação pode permitir a melhor compreensão da dimensão dos desafios que precisam ser enfren-

tados e as escolhas associados a eles. Os que acreditam na política como uma ferramenta de formação de um “terreno do entendimento” têm a responsabilidade e obrigação de trabalhar para que as tecnologias sejam um instrumento que também aproxime e engaje o cidadão com os seus representantes, que ajude no entendimento de que compromissos e concessões precisam ser firmados para que o processo político avance objetivamente para impactar nossas vidas. Não significa que iniciativas que buscam influenciar e legitimamente pressionar para atender a sua agenda não sejam importantes, mas precisamos cuidar para que o espaço da tecnologia não seja preenchido apenas com essa narrativa de confrontamento, que de certa forma impede o exercício da busca dos consensos necessários ao mínimo funcionamento das instituições. Se cairmos na tentação do uso da tecnologia apenas como ferramenta de “marcação” de posições estaremos matando esse espaço da construção do consenso e vamos regredir para a era das pelejas tribais só que na velocidade digital.

Paulo Dalla Nora é cofundador do aplicativo Poder do Voto

FUTURO PRESIDENTE TERÁ DE ENFRENTAR FINANCIAMENTO DO SUS Sistema de saúde atende 75% dos brasileiros

A revitalização do Sistema Único de Saúde (SUS), responsável pelo atendimento exclusivo de cerca de 75% da população brasileira, hoje estimada em 208,5 milhões de pessoas, está entre os principais desafios do próximo presidente da República, juntamente com a segurança pública e a geração de empregos. Segundo dados do Ministério da Saúde, o SUS é um dos maiores sistemas de saúde do mundo: em 2017 foram realizados 3,9 bilhões de atendimentos na rede credenciada. Entre os procedimentos mais frequentes, ao longo do ano passado, estão, por exemplo, consulta médica em atenção básica e especializada, visita domiciliar, administração de medicamentos em atenção básica e especializada, aferição de pressão arterial e atendimento médico em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). A estrutura do SUS em todo o Brasil envolve 42.606 unidades básicas de saúde e o mesmo número de equipes do programa Saúde da Família, 596 UPAs, 2.552 centros de atenção psicossocial (Caps), 1.355 hospitais psiquiátricos, 436.887 leitos, 3.307 ambulâncias, 219 bancos de leite humano e 4.705 hospitais conveniados (públicos, filantrópicos e privados). Para financiar essa rede de atendimento, a pasta da Saúde tem o maior orçamento da Esplanada dos Ministérios. Em 2018, a previsão no Orçamento Geral da União é de R$ 130,2 bilhões, sendo R$ 119,3 bilhões para ações e serviços públicos. Quem está na ponta do sistema, no entanto, reclama de subfinanciamento da saúde pública. Segundo o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Leonardo Vilela, as verbas federais são “absolutamente insuficientes” para custear o sistema público, o que vem obrigando os estados e os municípios a ampliarem sua participação. Isso, conforme Vilela,

resulta em hospitais privados conveniados quebrando, filantrópicos endividados e atendimento precário nos hospitais públicos. “Se o próximo presidente não resolver a questão do financiamento, o sistema vai entrar em colapso”, afirmou. O diagnóstico do presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Mauro Guimarães Junqueira, segue a mesma linha. “Os repasses federais vêm caindo nos últimos tempos. Não levam em conta aumento da população, nem o aumento do desemprego que joga mais pessoas no SUS, nem o envelhecimento da população, com consequente aumento das doenças crônicas. Também não considera os avanços tecnológicos, que custam caro”, argumentou. Cálculos feitos pelos dois conselhos, com base em dados do Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (Siops), do Ministério da Saúde, mostram uma linha decrescente no fluxo de recursos federais para financiamento da saúde pública. Em 1993, a participação da União era de 72%, dos municípios, 16%; e dos estados, 12%. Em 2002, a União entrou com 52,4% das verbas, os municípios, com 25,5%; e os estados, com 22,1%. No ano passado, a União aplicou R$ 115,3 bilhões em saúde, o que representa 43,4% do total de recursos públicos investidos no SUS. Os municípios entraram com R$ 81,8 bilhões (30,8%), e os estados com R$ 68,3 bilhões (25,8%). Os dois secretários reconhecem a necessidade de melhorar a gestão do sistema público, por meio do treinamento e capacitação de gestores dos hospitais e unidades de saúde, mas argumentam que, ainda assim, a verba é insuficiente para atender a demanda da população. Segundo Vilela, a crise econômica, além de reduzir a arrecadação de impostos, colocou no sistema os trabalhadores desempregados que perderam planos de saúde, sobrecarregando ainda mais a rede pública. “Até para melhorar a gestão precisamos de mais recursos,

pois um dos caminhos, a informatização, custa dinheiro”, disse. Para o Conasems, um dos caminhos para ampliar o financiamento da saúde pública é a revisão da política de isenções fiscais concedidas a setores produtivos. “As desonerações representam mais do que o dobro do orçamento do Ministério da Saúde”, afirmou. Além disso, os conselhos defendem revisão das competências dos três entes da Federação e da repartição da arrecadação, bem como de leis que engessam a administração pública, refletindo diretamente na gestão do sistema de saúde.

REFERÊNCIA Apesar das dificuldades, o Ministério da Saúde vê no SUS áreas de referência mundial. São bons exemplos a terapia antirretroviral, o sistema público de transplantes, o programa de imunizações, o banco de leite materno e a assistência farmacêutica. O SUS fornece 22 antirretrovirais, em 38 apresentações farmacêuticas, para o tratamento de portadores do HIV em todo o país. A organização do banco de leite humano brasileiro é referência para 40 países, sendo que 23 têm cooperação internacional com o Brasil para utilização do modelo. Segundo o Ministério da Saúde, o SUS mantém o maior sistema público de transplantes de órgãos do mundo, servindo de referência para outros países. No Brasil, 87% dos transplantes de órgãos sólidos são feitos no SUS, cujo paciente tem acesso à assistência integral – exames preparatórios, cirurgias, acompanhamento e medicamentos pós-transplantes. A rede brasileira tem centrais de transplantes nas 27 unidades da Federação e conta com 13 câmaras técnicas nacionais, além de 494 estabelecimentos que realizam transplantes e 1.244 equipes habilitadas. Há também 70 organizações de busca de órgãos e 62 bancos de tecidos.


4

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

COMUNIDADE

MÉDICO ERROL GARCIA VOLTA A CAMPOS NOVOS APÓS 40 ANOS ERROL GARCIA É MÉDICO E COORDENADOR DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM PASSO FUNDO (RS)

Camponovense nato, o médico volta a cidade após mais de 42 anos de atuação na medicina em Passo Fundo

Em meados dos anos 60, um jovem deixava pai, mãe, seus amigos e Campos Novos, sua terra natal, em busca de uma ambição profissional: ser médico. Após uma jornada árdua, porém, realizadora, Errol Garcia decidiu voltar para casa, após mais de 42 anos atuando como médico em Passo Fundo para ampliar os quadros de especialidades em saúde em Campos Novos. Em conversa com a reportagem do Folha Independente, ele rememorou o passado, falou de sua trajetória profissional e sobre as dificuldades da medicina. Uma notícia relevante para os camponovenses devido a vasta experiência no dia a dia de hospitais e no ensino da Medicina, podendo contribuir relevantemente para a melhora da saúde no município. Errol possui graduação em Medicina pela Universidade de Passo Fundo (1976), fez residência médica em cirurgia geral e cirurgia digestiva. Atuou durante 30 anos como professor titular de Técnica Operatória e Clínica Cirúrgica da Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo (UPF) e coordenador geral e preceptor de cirurgia da residência médica do Hospital São Vicente de Paulo até março/2014, quando então a residência passou a ser federalizada. Atuou na elaboração do projeto pedagógico da faculdade de Medicina da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) em Passo Fundo e atualmente é coordenador de residência médica da UFFS, compreendendo como campo de prática, o Hospital São Vicente de Paulo e o Hospital da cidade de Passo Fundo. Um pouco incrédulo, Errol Garcia conta que o médico que fez seu parto profetizou que aquele guri recém-nascido seria médico. Verdade ou não, a vocação para a Medicina se manifestou muito cedo. “Não acredito muito nisso, minha mãe me contou essa história quando entrei na faculdade. Só sei que nunca pensei em fazer outra coisa na vida”, disse. Naquela época, a UPF contava com sete residências em especialidades médicas, hoje oferta 35 especialidades médicas, com cerca de 270 médicos residentes atualmente. Errol também participou da comissão de avaliação do MEC dos Programas de Residência Médica em faculdades do país inteiro. Errol conta que nunca se desligou da sua terra natal e que a presença de muitos amigos foi primordial em sua escolha de voltar a cidade. “Tinha pensado em morar no litoral, mas cheguei a conclusão que seria mais um e aqui estão meus amigos, me recebem muito bem e além de que gosto muito da cidade. Tenho uma filha médica em Passo Fundo e meus dois filhos que moram em Balneário Camboriú, então vai ser um local próximo onde eu possa manter contato com eles. Mas minha ideia não é incomodar ninguém, pelo contrário, se eu puder ajudar em alguma coisa estou à disposição, até porque Campos Novos é uma cidade muito agraciada por ter uma equipe médica muito capaz, com capacidade de resolver a maioria dos problemas que a população necessita. Tem limitações nos tratamentos e temos condições de encaminhar para centros maiores,

onde mantemos contato para benefício da população camponovense”, destaca. Ainda estudante na graduação em Medicina, durante os períodos de férias, Errol Garcia auxiliava os médicos locais nos atendimentos no Hospital Dr. José Athanázio, na época ainda gerenciado pelas irmãs da Congregação de Notre Dame. Aqui obteve seus primeiros conhecimentos práticos na Medicina. Reconhece com gratidão os ensinamentos e troca de experiências com os médicos Riscala Fadel, Clinton Ko Freitag, Mauro Vieira e Wilmar Forrer. “São médicos que me deram grandes oportunidades na minha formação. Isso não dá pra esquecer, além das irmãs que sempre me esperavam nas férias para ajudar. Meus colegas saiam para curtir as férias e eu pra curtir o Hospital, que funcionava muito bem para aquela época”, relembra. Outra lembrança inesquecível são os amigos da “turma”, as tardes no Clube Camponovense, onde ocorriam os carnavais, os bailes de gala e jogos de snooker e pôquer. Um acontecimento marcante de sua vida, foi o reencontro com a turma no primeiro encontro “Amigos e Emoções”, após 40 anos, o qual foi um dos apoiadores, junto com Derly de Souza, o Kifas, Sady Jacomel e Dercílio Corrêa. O primeiro ocorreu em 2003, o segundo em 2013 e neste ano está agendado para o dia 17 de novembro.

Errol é filho de Ramon Garcia, imigrante espanhol que após viajar o mundo como mochileiro, escolheu Campos Novos para viver. Ramon trouxe o cinema para Campos Novos, o extinto e famoso Cine São João, uma das poucas opções de entretenimento para os jovens da época, além de ser responsável pela construção de uma usina termelétrica movida a vapor de caldeira, em tempos de abastecimento precário de energia. “Campos Novos não tinha energia elétrica, meu pai viajou a São Paulo, comprou os equipamentos da usina e montou tudo, depois doou a prefeitura”, conta. Neste primeiro momento, o médico desdobra a semana nas suas atividades profissionais em Passo Fundo e nos atendimentos em Campos Novos, de quarta a domingo. “Sou da opinião que não devemos ficar a vida inteira fazendo as mesmas coisas, porque chega uma hora que cansa. Há uns cinco ou seis anos estou conversando com o pessoal e tentando largar as coisas que fazia em Passo Fundo. Acho que ajudei bastante a cidade, ajudei no crescimento da Medicina, tanto que hoje Passo Fundo é considerado um dos três polos mais importantes da região Sul em termos de especialidades médicas. Mas chega uma hora que é preciso passar o bastão pra outros e voltando pra cá, não vai ser de maneira abrupta, vai ser a conta gotas, preciso ir passando as atividades para colegas mais novos que tenham vontade de fazer coisas boas pela cidade. Mas provavelmente vou manter o relacionamento com o hospital e a UPF e também com a residência médica”, explica.

BAIXA QUALIDADE Conforme relatório divulgado recentemente pela Organização Mundial da Saúde (OMS), diagnósticos imprecisos, erros de medicação, tratamento inadequado ou desnecessário, instalações e práticas clínicas impróprias ou pouco seguras, além de profissionais de saúde sem treinamento e experiência adequados, são problemas em todos os países, ricos ou pobres, o que compromete avanços na saúde em todo mundo. Errol Garcia, comenta que isso ocorre pelos incentivos a abertura de faculdades de Medicina e que nem sempre ofertam um ensino de qualidade e pela falta de médicos realmente vocacionados à profissão. “No Brasil não falta médicos, estão mal distribuídos. Em

segundo lugar, a abertura de muitas faculdades de Medicina com qualidade muito ruim, com péssimas notas no ENADE, o que na minha opinião deveriam ser fechadas. Em terceiro, imposição da família de que seus filhos sejam médicos. Eu parei de dar aula pela má educação de certos alunos, cansei. O cara bom é aquele que quer ser médico, não pela imposição seja de quem for. Em sala, era capaz de dizer quem era médico por vocação ou quem estava na faculdade porque os pais queriam, porque acham que vão ficar ricos. Os médicos saem da faculdade com 10% do que deveriam saber, aí escolhem uma área específica na residência, entendem de alguma coisa, mas não tem visão integral do paciente”, finaliza.


Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

5

“A arquitetura deve permitir que as pessoas conversem” Paulo Mendes da Rocha, Arquiteto comunista. O desastre de uma experiência ou outra de governo objetivo dentro desse sistema não anula a reflexão sobre o interesse das transformações, feitas com rapidez histórica na chamada revolução. A ideia de revolução que estou falando, e sobre a qual estou me demorando, é feita pelo povo, para o povo e com o povo, se possível sem morrer ninguém. Não é uma visão sanguinária. É uma visão de realização de altos ideais humanos há muito tempo sonhados, como qualquer navegação, qualquer ferrovia construída em uma cidade.

Às vésperas de completar 90 anos, o arquiteto Paulo Mendes da Rocha recebeu uma homenagem. Alguns de seus projetos que nunca saíram do papel, como a piscina pública pensada para a Praça da República, estão expostos em uma Ocupação do Itaú Cultural. Foi nesse ambiente, entre maquetes e desenhos, que Paulo recebeu a reportagem da revista Isto É. Mesmo avesso à fama, acolheu com carinho todos aqueles que pararam para tirar uma foto ou parabenizá-lo por alguns de seus trabalhos, que incluem o Museu Brasileiro da Escultura e o SESC 24 de Maio, inaugurado em 2017. São obras como essa que exemplificam sua ideia de que a arquitetura deve ser responsável por unir as pessoas e permitir que elas conversem, já que ninguém pode viver no isolamento. Sem se ater ao passado, ele demonstra interesse na expansão humana além da Terra, desde que os problemas daqui possam ser resolvidos antes que seja tarde demais.

A Ocupação P. M. R. reúne diversos projetos que não saíram do papel. O senhor se arrepende de não ter erguido algum deles? A arquitetura é uma forma de conhecimento como qualquer outra. Você pode falar disso o quanto quiser, não precisa alguém pagar ou te encomendar um projeto. Claro que eu trabalho para ganhar a minha vida. Preciso ser pago. Mas algumas especulações você não resiste a fazê-las, independente de alguém encomendá-las ou não. Por exemplo, essa história da piscina na Praça da República. É, aparentemente, um absurdo, ainda mais quando se fala de verde. É o que eu acho que São Paulo gostaria: uma piscina de 100 metros por 50, com dois solários, um de cada lado, além de duas torres de acesso e que cobrisse uma área enorme, livre, no chão, para o povo fazer o que quiser. Para mim, é uma imagem da cidade mais interessante que plantar arvorinhas, compreende? Qual o grande problema das cidades contemporâneas? Planejamento territorial. As cidades feitas sem planejamento territorial amplo são um desastre. A cidade contemporânea tem sucesso, como ideia, realizada pela possibilidade da verticalização,

ou seja, prédios altos, onde você consegue adensar a população. Porque só assim é que tem sucesso a rede de esgoto, telefonia, energia elétrica, etc. São Paulo começou com o loteamento de terrenos para casas na Avenida Paulista. Não tem cabimento editar o recurso da verticalização em cima dessa matriz anterior. Existem exemplos de sucesso dessa verticalização em harmonia com o espaço público? Na Avenida Paulista o melhor exemplo disso é o Conjunto Nacional, porque ele foi feito na quadra inteira. Você não tem uma garagem com automóvel saindo a cada 20 metros. Eles saem pela rua secundária, coisas assim. O chão é todo público, com teatro, cinema, livraria, café, restaurantes. Os escritórios estão lá em cima. Virtudes fantásticas. O Copan é outro exemplo em que o chão continua o espaço da cidade. Andando por ali você não tem um bloqueio. Tem cafés, cinemas, restaurantes. As casas estão todas em cima, com a virtude de ter apartamentos de 50 metros quadrados e outros de 150. Ou seja, não é o tamanho da casa que distingue se é popular ou não.

São Paulo é uma cidade gigante. Qual o papel da arquitetura e do urbanismo na manutenção dela como uma cidade viável para se viver? Eu teria horror nessa entrevista de parecer alguém que exibe sabedoria. Digo o que penso com atenção, mas posso também estar enganado. São Paulo, essa cidade só existe porque só aqui havia trabalho, nessa miséria de coisas que não foram feitas. Destruíram até aquilo que estava feito, como a Central do Brasil, que ligava São Paulo ao Rio de Janeiro. Não só não fizeram, ou melhor, não fizemos, não desenvolvemos um plano ferroviário no Brasil, a ponto de destruir, até, em benefício do caminhão e das rodovias, por interesses escusos. E, com isso, um fenômeno como São Paulo surgiu, uma cidade de 20 milhões de habitantes. O que é uma estupidez. Fruto da falta de desenvolvimento territorial como ocupação inteligente do homem que trabalha. São Paulo tem solução? Tem se falado muito em mobilidade urbana, em usar bicicletas? Ah sim, se puderem nos fazer de palhaços ainda vamos andar de bicicleta, ou andar em cima de uma coisa que tem uma roda e

um motor. Andar de bicicleta é para quem quiser, não pode ser uma alternativa de transporte. O automóvel em si é uma estupidez que não tem tamanho. Além de poluir a atmosfera, você faz um cretino queimar esse troço, o petróleo, retirado das entranhas do planeta, para transportar seu pequeno corpo de 80 quilos arrastando uma lataria de 800 quilos. Um absurdo total. Nós continuamos com essa besteira toda, quando seria, talvez, muito mais estimulante enfrentar, com clareza, a graça inteligente de processos realmente capazes de transformar a natureza e torná-la efetivamente habitável. É muito interessante considerar isso. O senhor vê exemplos dessa transformação? O melhor exemplo que temos disso apareceu no âmbito da Revolução Soviética. Foi um movimento inteligente, de cientistas, engenheiros, arquitetos e artistas chamado construtivismo soviético. Nesse movimento, o planejamento territorial amplo para amparar a ideia de cidade estava contido com clareza. Todo estudante de arquitetura deveria ser levado a ler. E não se trata de dogmatismo nem se trata propriamente de defesa de nenhum princípio

Como manter a memória de uma cidade no meio de tanta verticalização? A memória anda conosco. Ela não está na parede da casa ou na porta da casa. Essa é outra questão muito discutida. Uma coisa ou outra pode ficar como monumento. Mas essa mania que nós temos de tombamento de qualquer porcaria não faz sentido. Tomara que pegue fogo e se derrube tudo, porque são coisas frágeis, sem significado algum. Antes de mais nada, além das coisas que já construímos e estão destinadas à vida pública, a natureza por si não abriga o homem como a gente imagina. Isso é uma fantasia tola. A natureza é um inferno. Nós temos que viver em um habitat construído por nós, em uma natureza transformada. As cidades são construídas artificialmente porque é desejável que seja assim. Já estamos ensaiando a expansão da vida humana no universo. Ou seja, há para esses projetos largos horizontes. Por isso mesmo essas asneiras feitas por aqui não tem cabimento. Ainda faz sentido morar em casas? Nenhum sentido. A graça da nossa vida prevê essa concentração de pessoas. Você tem que encontrar essas pessoas. Por exemplo, qual seria o objeto supremo da

arquitetura? Eu te digo: é amparar a imprevisibilidade da vida. Se eu sei que o metrô passa no mesmo lugar a cada três minutos, eu não tenho pressa de encontrar meu amigo. Eu vou no botequim tomar uma cerveja. Isso está ligado à liberdade das decisões. É uma vida ativa altamente criativa. Outra resposta: qual é o objeto da arquitetura? É permitir que conversemos. O senhor passou por tantas mudanças no Brasil e no mundo. Como o senhor vê essa eleição? Essa eleição é um absurdo montado com a estupidez acumulada. Só de imaginar a existência de 30 partidos. A ideia de um partido político é que ele tenha um programa capaz de seduzir os seus adeptos. Ora, como um país pode ter 30 projetos? A rigor, nós devíamos condenar alguém a senador. Ele tinha que aceitar encostado na parede. Em 2006 o senhor ganhou o Prêmio Pritzer, o mais importante da arquitetura. Qual o sentimento de receber essa homenagem? É comovente ver que os outros olham o trabalho que você fez. Mas ganhar prêmio é um inferno. Tira o sossego da vida. É preferível você passar quieto. Ninguém saber quem é você é melhor. Não é que trabalho com sucesso não te dê grande prazer. Dá grande prazer. A arquitetura virou um artigo de luxo? A arquitetura é uma forma de conhecimento indispensável. Não é para ser de luxo. Essa coisa que vemos na TV já é uma degenerescência da ideia. Nós temos de evitar a degenerescência. Mas é que há um produto a vender. Se você aceita a lei de mercado como o objeto do homem, então a arquitetura virou um produto. Tem que ter popular e de luxo, tudo isso.


6

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

BELEZA

EMILY CARLESSO PARTICIPA DE CONCURSO DE BELEZA NACIONAL Beleza Fashion Brasil reunirá 100 candidatas de todos os estados brasileiros e Campos Novos terá representante

A camponovense Emily Iurkewicz Carlesso, 15 anos, vai participar do Beleza Fashion Brasil, acirrado concurso de beleza no cenário infantil e infanto-juvenil, que reunirá 100 participantes de todos os estados, de 12 a 13 de outubro em Campo Grande (MS). Emily é filha de Doriney e Edilaine Carlesso. As vencedoras da etapa nacional irão concorrer internacionalmente com as despesas de passagens e inscrição pagas pelo evento nacional. Organizado pela diretora Edenir Vaz, o concurso terá como tema a cultura grega. Enquanto o tão sonhado dia não chega, Emily se prepara com os figurinos, planeja os penteados, tem empenho especial nos cuidados com beleza e estética, além de muito estudo. Os concursos de beleza também proporcionam às candidatas a desenvolverem habilidades como oratória, postura e confiança e proporcionam experiência de palco e noções de moda. Sua mãe possui um ateliê de costura e é responsável pela confecção de todos os vestidos da candidata. Além disso, Emily precisa fazer uma prova de talento, onde exibirá suas habilidades ao piano. Emily ingressou nos concursos de beleza no ano passado, conquistan-

Emely Carlesso foi agraciada com o título Miss Santa Catarina Américas neste ano

do o título de 1ª Princesa Pré-Teen no 1º Miss Stars organizado por Eliamar Mayer e Antônia Amarante Walter, em Campos Novos. Em Curitiba, conquistou o vice Miss Luxo. Já neste ano, em 21 de julho, foi agraciada com o título Miss Santa Catarina Américas em Araranguá. O concurso é organizado por Rodrigo Lisboa, o que a escalou na representação estadual no concurso na-

cional em Mato Grosso do Sul. Emily pede o apoio e a torcida de todos os camponovenses. A candidata está em todas as redes sociais. Por todas as despesas envolvidas, ela também busca empresas interessadas em patrocina-la. Emely conta com apoio de Eliamar Mayer nos eventos que participa. Eliamar programa mais um concurso, o 2º Miss Stars, em 2019.

ESPORTE

COPA RÁDIO CULTURA REUNIU 860 ATLETAS A competição denominada “Taça Victor Eduardo Machado” se encerrou no domingo (23) Uma homenagem póstuma ao esportista Victor Machado, realizada no Ginásio Municipal Humberto Calgaro durante as 10 partidas finais da Copa Rádio Cultura, emocionou a família, público e atletas, que compareceram em número expressivo ao ginásio na noite de domingo (23). A final do campeonato que levou o nome de “Taça Victor Eduardo Machado” contou com a presença da família do atleta que foi homenageado pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. Uma placa foi entregue à família, que usou camisetas com a imagem de Victor Machado. Uma faixa “Pedimos Justiça, Buscamos Paz” foi apresentada em quadra pelos atletas, em um momento de forte emoção, ao lembrar a morte do esportista no início de 2018, agredido e morto no centro de Campos Novos por um grupo de adolescentes. Os pais de Vitor, Luizão e Gorete Macha-

do, agradeceram a iniciativa da secretaria e da Rádio Cultura em lembrar do jovem de 33 anos, que era presença marcante nos campos e quadras de Campos Novos. A Copa Rádio Cultura de Futsal de Categorias de Base “Taça Victor Eduardo Machado”, promovida pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer e Rádio Cultura, com apoio da Liga Camponovense de Futebol, anotou 458 gols em 117 partidas, com uma média de 3.91 gols por jogo. A Copa iniciou em 11 de agosto, no Ginásio de Esportes Humberto Calgaro, nas categorias sub 7/9/11/13/ 15 e 17. Foram 72 times - 62 equipes masculinas e 10 femininas, com o envolvimento de mais de 860 atletas. Equipes dos municípios de Capinzal, Ouro, Videira, Celso Ramos, Ibiam, Vargem, Abdon Batista, Campos Novos participaram da competição. O secretário de Esporte, João Nilson de Oliveira, ressaltou que a Copa Rádio Cultura, foi considerada a maior competição regional de categorias de base da região. João enfatizou a prioridade da secretaria com as categorias de base, a fim de manter crianças e adolescentes no esporte.

RESULTADOS MASCULINO • Sub 7 - 1° lugar - Furacão Laboratório Vida; 2° lugar - Auxiliadora ; 3° lugar Copercampos B • Sub 9 - 1° lugar – Copercampos; 2° lugar – Pinheiros; 3° lugar - Futsal Auxiliadora • Sub 11 - 1° lugar - Furacão/Sintricavi; 2° lugar - Escolinha do Grêmio; 3° lugar Capinzal Futsal, • Sub 13 - 1° lugar - Furacão/Samilla; 2° lugar - Abdon Batista; 3° lugar - Celso Ramos • Sub 15 - 1° lugar - Geração 14; 2° lugar Abdon Batista; 3° lugar - Geração 15 • Sub 17 - 1° lugar - Geração 17; 2° lugar – Vargem; 3° lugar - Frigideira FEMININO • Sub 13 - 1° lugar - Anita Garibaldi; 2° lugar – Vargem; 3° lugar – CAIC. • Sub 15 - 1° lugar - Anita Garibaldi; 2° lugar - Rafael Dal Pai; 3° lugar - CN Futsal • Sub 17 - 1° lugar – Brunópolis; 2° lugar CN Futsal; 3° lugar - Vargem Fonte: Radio Cultura FM


7

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

CONTAS PÚBLICAS

EXECUTIVO APRESENTA NÚMEROS DO SEGUNDO QUADRIMESTRE Mais de 800 mil pessoas cometem suicídio por ano no mundo. Isso representa uma morte a cada 40 segundos

Atendendo uma das exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), a Prefeitura de Campos Novos apresentou a avaliação do cumprimento das metas fiscais do 2ª quadrimestre de 2018, com relação a execução de receitas e despesas e aplicação dos índices obrigatórios até o mês de agosto. A audiência pública ocorreu na segunda-feira (24), na Câmara de Vereadores. Além disso, trouxe os índices dos gastos com funcionalismo do Executivo e do Legislativo de Campos Novos, além do desempenho financeiro dos dois poderes. No comparativo da receita arrecadada e a meta de arrecadação prevista na Lei Orçamentária de 2018, o Executivo já arrecadou R$ 84 milhões do total previsto de R$ 122,6 milhões até o fim do ano, representando 68,51% da meta fiscal de 2018. A média mensal de arrecadação foi de R$ 10,5 milhões. Se comparado com o mesmo período do ano passado, onde a prefeitura arrecadou R$ 77,3 milhões até o mês de agosto de 2017, houve incremento de receitas de R$ 6,7 milhões neste ano. Na composição das receitas, as transferências correntes do Estado e da União representam a maior fonte, cerca de R$ 73,2 milhões. As arrecadações de tributos municipais, como o Imposto Sobre Serviços (ISS), o Imposto

Predial e Territorial Urbano (IPTU), assim como a prestação de serviços totalizaram R$ 19,1 milhões. Quanto as despesas, a prefeitura disse que liquidou uma despesa de R$ 76,7 milhões, registrando superávit orçamentário de R$ 7,3 milhões no período, recursos que serão empregados na liquidação das despesas empenhadas, que até agosto somam R$ 92,8 milhões. Os empenhos são valores formalmente reservados no orçamento para quitar os compromissos assumidos com terceiros, assim que um serviço ou bem é contratado. (Veja abaixo, o quadro da execução das despesas até o mês de agosto). De acordo com os números apresentados, as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) quanto aos setores da Saúde e Educação estão sendo cumpridas. A área da Saúde, que deve receber pelo menos 15% do total da receita corrente líquida (RCL), recebeu investimentos na ordem de 22,99%. A Educação, que deve ficar com pelo menos 25%, recebeu 33,92% no período, segundo a Prefeitura. Os gastos com Saúde nos primeiros oito meses foram de R$ 18,9 milhões e com Educação, R$ 24,3 milhões. Quanto aos recursos do Fundeb, a Prefeitura destacou que aplicou 88,99% do total para a remuneração dos profissionais do magistério, acima do mínimo exigido por lei, de 60%. Os gastos com pagamento de pessoal ficaram abaixo do limite máximo pela primeira vez desde 2016 no Executivo municipal, mas ainda

fora do limite prudencial. A prefeitura destinou 53,45% da RCL para o pagamento do funcionalismo, dentro do limite máximo permitido pela LRF, que para o Executivo é 54%. O valor divulgado para efeito do cálculo foi de R$ 123 milhões de RCL e uma despesa líquida com pessoal de R$ 65,7 milhões realizada nos 12 meses imediatamente anteriores à agosto/2018. Já os gastos com folha de pagamento na Câmara de Vereadores foram de 1,84% quando o limite máximo seria de 6%, totalizando R$ 2,2 milhões nos últimos 12 meses. O secretário de planejamento e coordenação geral, Vilmar Antônio Ferrão, avaliou o cenário das contas públicas com relação as despesas do funcionalismo. “Conseguimos baixar o índice da folha do funcionalismo, e estamos trabalhando nisso fortemente e o resultado vem com o tempo. É obvio que passamos por várias situações, agora com o plano de educação e o concurso público então tem um estudo muito grande no impacto da folha e essa é uma preocupação que temos. Estamos aplicando hoje 33% na educação, mas ultrapassar isso, fica difícil o município aguentar, vamos aplicar os recursos que forem necessários, mas vamos trabalhar com o mesmo patamar de investimento na educação. Por outro lado, o índice está muito ligado com a arrecadação, então precisamos recuperar recursos, algumas receitas que estão fora do município, como IPTU em atraso, fazendo com que o Preficam alcance o maior número de pessoas. Também temos a situação do

marco regulatório, que vai desafogar a folha. Então são várias situações que temos que trabalhar dentro do nosso planejamento estratégico. Mas no geral, estamos no caminho certo”, destaca.

EXECUÇÃO DAS DESPESAS Legislativo

1.467.879,36

Administração

4.750.654,49

Segurança Pública

470.051,89

Assistência Social

2.455.713,78

Saúde

20.751.947,12

Educação

24.331.733,40

Cultura

231.589,29

Urbanismo

4.889.034,80

Habitação

59.414,28

Saneamento

5.227.358,66

Gestão Ambiental

86.332,50

Agricultura

1.116.354,52

Indústria

833.528,97

Comércio e Serviços

255.401,97

Transporte

6.068.981,71

Desporto e Lazer

1.078.126,91

Encargos Especiais

2.653.698,47

TOTAL

R$ 76.727.802,12

ESPORTE

CAMPOS NOVOS VAI SEDIAR SELETIVA DA OLESC Competição que ocorre no próximo final semana reunirá atletas das regiões de Campos Novos, Videira e Caçador

A 8ª Secretaria do Desenvolvimento Regional (ADR) de Campos Novos, sedia no próximo final de semana, de 28 a 30 de setembro (sexta a domingo), a 5ª Etapa Seletiva da 18ª Edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (OLESC), que se realizará no município de Campos Novos. A seletiva reunirá atletas das regiões de Campos Novos, Videira e Ca-

çador. As disputas serão entre os municípios de Brunópolis, Campos Novos, Celso Ramos, Caçador, Fraiburgo, Lebon Régis, Pinheiro Preto, Tangará e Videira. Conforme a integradora educacional da Gerência Regional de Educação (GERED), da ADR Campos Novos, Clarice Luvison, as modalidades a serem disputadas são handebol masculino e feminino, futsal masculino e feminino, basquetebol masculino e voleibol masculino e feminino. Os jogos do futsal ocorrem no Ginásio de Esportes Humberto Calgaro, basquetebol no Ginásio da Escola

Básica Municipal Santa Julia Biliart, voleibol no Ginásio de Esportes do Colégio Auxiliadora e handebol no Ginásio Municipal Osni Jacomel. A etapa seletiva classifica para o Estadual da OLESC que acontece no período de 30 de novembro a 8 de dezembro em Indaial/ Timbó. O secretário executivo da ADR, Jairo Luft, afirmou que a 8ª ADR está pronta para receber os atletas. “Estamos prontos para receber a todos os atletas e dirigentes que estarão presentes na etapa seletiva da 18ª Edição da OLESC, que se realizará no muni-

cípio de Campos Novos. Eventos esportivos como este, além de outros objetivos, servem de congraçamento entre atletas, técnicos, dirigentes e desportistas em geral, contribui para formar novas amizades, traz novas experiências e novos ensinamentos para todos nós. Desejamos que vençam os melhores, mas que a vitória seja construída com lealdade e respeito ao adversário, onde o espírito esportivo esteja acima de qualquer coisa. Somente assim, teremos cidadãos conscientes do seu papel na sociedade para construir um futuro melhor”.


Caderno i

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

HORÓSCOPO

SUSTENTABILIDADE

LIXO QUE VIRA MÚSICA E TEATRO Prêmio “Sabe o Lixo? Virou Arte!” vai premiar os melhores trabalhos em música e teatro em outubro

Com o objetivo de sensibilizar os jovens sobre o aproveitamento de materiais recicláveis e a preservação ambiental, os municípios de Abdon Batista, Anita Garibaldi, Campos Novos e Celso Ramos recebem a 2ª edição do prêmio “Sabe o lixo? Virou Arte”, com ações durante todo esse ano. O mais interessante, é que o projeto cria arte a partir de objetos e coisas que costumeiramente descartamos. Alunos e professores da rede municipal participam de oficinas de teatro e cenários, alfabetização cênica e de música instrumental, com instrumentos confeccionados com materiais recicláveis, como metal, madeira, plástico e outros. O projeto é uma produção cultural do Instituto Humaniza, realizado pelo Ministério da Cultura, com patrocínio da Enercan, mediante benefícios fiscais da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). As oficinas de música instrumental com instrumentos feitos com material reciclado foram ministradas entre os meses de abril e maio pelo grupo Patubatê de Brasília (DF). Já as oficinas de alfabetização cênica com “Aldeia Teatral” de Machadinho (RS). Ao fim do projeto, ocorre o concurso de música e teatro produzidos com material reciclado com show do Grupo Patubatê e alunos que participaram das oficinas. Antes disso ocorrem as etapas municipais, onde são classificados as músicas e peças teatrais que vão disputar a final. Em Campos Novos, a etapa municipal ocorreu na última terça-feira (25), onde foram selecionadas seis apresentações em cada modalidade. Todas as escolas participantes da rede municipal classificaram-se para a final, sendo Escola Santa Júlia Billiart, Novos Campos, Jardim Bela Vista, Waldemar Rupp e CAIC – Nair Gris. A final está programada para o dia 20 de outubro, em Abdon Batista, onde serão conhecidos os vencedores do concurso, entre as escolas dos municípios do entorno da UHE Campos Novos.

Áries

21/03 a 20/04

Outorgue a razão, não lute para a ter sempre ao seu lado. É hora de você permitir que métodos que difiram dos seus sejam os que comandem a prática desta parte do caminho. Assim você aprenderá algo diferente também.

Touro

21/04 a 20/05

Coloque mãos à obra, porque hoje os resultados vêm com mais facilidade e eficiência. Ainda que sua alma esteja um pouco atordoada pelos dias anteriores, mesmo assim valerá a pena seguir em frente e entrar em ação.

Gêmeos

21/05 a 20/06

Agora é quando é possível que suas razões prevaleçam sem que seja necessário discutir, apenas porque essas esclarecem em vez de convidar ao confronto, por terem críticas embutidas. A razão ilumina, não critica.

Câncer

21/06 a 20/07

Esse vigor renovado que circula pela sua alma pode ser aproveitado para você encarar os assuntos que normalmente fariam sua alma buscar a forma de os driblar. O confronto dará hoje muito bons resultados.

Serão distribuídos R$ 20 mil em premiações do 1º ao 4º lugar de cada categoria, sendo que 60% do valor do prêmio será destinado em investimento nas escolas vencedoras e 40% em realização de atividades para os alunos. O show do grupo Patubatê também está programado no encerramento. O grupo é conhecido no mundo por fazer seus instrumentos com latas, toneis, baldes, panelas e peças de automóveis e ser protagonistas do chamado “som sustentável”. Mistura de ritmos brasileiros e sonoridade única, são ingredientes de uma receita perfeita para um show que mistura percussão e música eletrônica.

Crianças das redes municipais de ensino do entorno da UHE Campos Novos desenvolvem instrumentos musicais a partir de materiais recicláveis

Leão

21/07 a 22/08

As pessoas só precisam de um pouco de incentivo para saírem do marasmo em que se encontram. Você está numa boa posição para oferecer esse incentivo, que há de ser firme, mas suave ao mesmo tempo. Tudo com elegância.

Virgem

23/08 a 22/09

Aproveite o dia para colocar tudo em ordem, para fazer mais do que normalmente faria, porque os resultados trariam alívio. Considere que hoje seja esse futuro incerto para o qual tudo, no passado, foi empurrado.

Libra

23/09 a 22/10

Em algum momento você terá de intervir nos acontecimentos e fazer valer suas razões. Esse momento pode ser hoje, mas para tanto você precisa tomar a iniciativa, porque se esperar a deixa do destino tudo seguirá igual.

Escorpião 23/10 a 21/11

Sentir-se bem sem nada de novo ou diferente ter acontecido é um sinal de recuperação que não há de ser tratado como algo banal, pois, fala de um futuro próximo em que sua recuperação pode ser consolidada. É assim.

Sagitário 22/11 a 21/12

DICA DE FILME (OU SÉRIE) BREAKING BAD Com cinco temporadas disponíveis na Netflix, o seriado considerado umas das melhores séries, mostra a vida do químico Walter White, que não bastasse ter de lidar com a frustração de dar aulas para adolescentes no ensino médio, lidar com um filho com paralisia cerebral, uma esposa grávida e dívidas intermináveis, é diagnosticado com câncer no pulmão. Após sofrer um colapso, ele abraça uma vida de crimes, começando a produzir e vender metanfetaminas com um de seus ex-alunos.

SUGESTÃO DE LEITURA UMA BREVE HISTÓRIA DO TEMPO Uma das mentes mais geniais do mundo moderno, Stephen Hawking guia o leitor na busca por respostas a algumas das maiores dúvidas da humanidade. Com ilustrações criativas e texto lúcido e bem-humorado, Hawking desvenda desde os mistérios da física de partículas até a dinâmica que movimenta centenas de milhões de galáxias por todo o universo.

O entendimento está facilitado hoje e, por isso, seria interessante que você buscasse as pessoas com que houve falta de sintonia nos últimos dias e que, na prática, são necessárias para seus projetos. Hoje sim.

Capricórnio 22/12 a 20/01

Acomode seus interesses no cenário que se descortina hoje, porque muito provavelmente encontrará circunstâncias favoráveis, talvez não definitivas, mas que, com certeza, ajudarão a você se aproximar aos objetivos.

Aquário

21/01 a 19/02

Para irritar-se, sempre haverá razões poderosas como tigres na noite. Para acalmar-se, as razões nunca se apresentam com tamanho vigor. De uma ou de outra maneira, tudo recai sobre você e nas escolhas que fizer.

Peixes

20/02 a 20/03

Um dia tudo é muito difícil e confuso, no seguinte parece que o céu se abre e ilumina tudo com facilidade e simplicidade. Vai entender os enigmas da vida! Importa apenas que você surfe com destreza em suas ondas.


Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

9

+ beleza

AS CORES DE CABELO QUE VÃO BOMBAR Para se preparar para a próxima temporada, que tal se jogar nas novas tonalidades de cabelo do momento? Segundo o cabeleireiro Anderson Couto, a época traz tonalidades quentes para os fios.

RUIVO

De acordo com o profissional, esse tom “está muito em alta”. Ele varia do escuro para o claro dependendo do tom de pele da pessoa. Caso você escolha adotar o ruivo, Anderson reforça o uso de shampoo e condicionador específicos para cabelos coloridos, assim o tom acobreado ficará por mais tempo nos fios.

LOIRO DOURADO

Para adotar os fios puxados para o dourado, o cabeleireiro indica manter as raízes naturais e aplicar uma cor mais quente de loiro no resto do comprimento. Para manter o tom, a dica do profissional é trocar o condicionador por uma máscara hidratante, e usar, pelo menos uma vez por semana, um óleo nutritivo nos fios.

GRUPO COPERCAMPOS FAZ VIAGEM AOS EUA Há 24 anos, a Copercampos promove viagem técnica aos Estados Unidos da América. O grupo com 25 pessoas, entre associados e profissionais da cooperativa embarcou no dia 19 de setembro, com destino a Nova Iorque. A viagem a fim de visualizar novidades do agronegócio do país integra o programa de valorização dos produtores rurais associados e de funcionários com mais de 10 anos de serviços prestados a Copercampos. O roteiro da viagem de conhecimentos contempla, além de city tour por Nova York, visitas a Washington, Indianápolis, Sant Louis no Missouri, Illinois, Chicago, Lafayate – Universidade de Purdue, Orlando e Miami. Além de visita em pontos turísticos, o 24º

Grupo Copercampos terá conhecimentos sobre a agricultura americana, com palestras e apresentações de trabalhos com biotecnologia, além de visitas em fazendas, onde se visualiza o cenário de produção e experiências são trocadas com produtores locais. Neste ano, o diretor executivo Clebi Renato Dias e a assessora da diretoria Alessandra Fagundes Sartor estão acompanhando o grupo. Além de associados fidelizados e profissionais, a Copercampos disponibiliza a viagem para integrantes do Núcleo Feminino e do Programa Jovens Empreendedores Copercampos – JEC. O retorno para o Brasil está agendado para dia 4 de outubro.

BOLSAS DE BAIXO DOS OLHOS? Esconda da forma certa. Ao invés de aplicar a sua base com bolinhas, aplique com riscos esfumados e ai espalhe de vez. Vai ficar mais leve e iluminado.


10

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

SAÚDE

REDE FEMININA PROMOVE O OUTUBRO ROSA Outubro Rosa estimula a luta contra o câncer de mama, alcançando o mundo de forma bonita, elegante e feminina

De acordo com os dados recentes do Instituto Nacional de Câncer (INCA), a partir de 2018, estima-se que cerca de 59.700 novos casos de câncer de mama sejam diagnosticados no Brasil por ano. O número indica que a cada 100 mil mulheres, cerca de 56 desenvolvem a condição. Os dados alarmantes posicionam a neoplasia como a segunda que mais acomete mulheres em todo o mundo. Diante da realidade, a melhor medida continua sendo a prevenção. É isso que impulsiona o Outubro Rosa, um mês dedica à disseminação de informações sobre os direitos e a importância de olhar com atenção para a saúde da mulher. Mais do que levantar dados, a campanha visa garantir às mulheres atendimento, assistência médica e suporte emocional, garantindo prevenção, diagnóstico e tratamento de qualidade. A Rede Feminina do Combate ao Câncer (RFCC) de Campos Novos definiu a programação do Outubro Rosa 2018, visando sensibilizar mais uma vez, para a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, além de estimular a prevenção de outros tipos de doenças cancerígenas, como o câncer de colo de útero. A Rede Feminina aliás, movimenta-se durante o ano todo, atribuindo em seus encontros, diálogos e explicações sobre o câncer

de mama uma forma de exercitar o trabalho voluntario. O diagnóstico precoce é de extrema importância visto que a possibilidade de cura é de 100% - por isso, representa o grande foco da campanha. Entrando em contato com o médico do SUS e ao cadastrar-se será encaminhado ao processo de exames, também podendo optar aos procedimentos particulares. Independentemente da idade ou sexo, todos estão sujeitos a doença. A probabilidade de homens serem acometidos pelo

câncer de mama é rara, mas pode acontecer. A abertura oficial do Outubro Rosa, acontece na próxima segunda-feira (1) na Associação Atlética Copercampos, às 19h (confira programação abaixo). Estão previstos atendimentos nos postos de saúde, palestras, Missa de ação de graças, entre outras atividades. Em outubro, as voluntárias estarão visitando comunidades e empresas, além da sede da Rede funcionar de segunda à sexta, das 14h às 17h30 durante todo o mês.

PROGRAME-SE • 1/10 – 19h – Abertura na Associação Atlética Copercampos com palestra com a Dra. Natália Gehrke Gomes, “Mulher de Fases” e logo após show palestra “Menina Moça Mulher... Doces Recordações” com Lucyan Maryan. O ingresso é uma peça de roupa para o brechó da RFCC.

• 23/10 – 19h30 - Palestra com a professora Jéssica Romeiro Mota - Empoderamento e Importância da Mulher na Sociedade. Local - Unoesc

• 2/10 - Visita das voluntárias ao Hospital Dr. José Athanázio no setor de mamografia

• 27/10 - Dia D de Saúde nas unidades de saúde, com atendimentos médicos das 8h às 12h e das 13h às 16h.

• 6/10 – 10h - Abraço Rosa na Praça Lauro Müller

BALCÃO DA CIDADANIA Câmara de Vereadores presta serviços através do Balcão da Cidadania, serviços que são oferecidos sem custo ao cidadão. O serviço surgiu no ano de 2011 com a proposta de prestar esclarecimentos e orientações, atender reclamações dos munícipes, além de fazer encaminhamentos para os órgãos públicos competentes para solução da questão colocada.

SERVIÇOS OFERECIDOS PELO BALCÃO DA CIDADANIA: - Curriculum Vitae, - Certidão Negativa Eleitoral, - Projetos Sociais, - Emissão online de CND, - Ofícios, - Declarações, - Preenchimentos de guia de Previdência Social (GPS), - Boletim de Ocorrência (B.O) – perda de documentos ou objetos.

SEGUNDA VIA - Certidão de Nascimento, - Certidão de Casamento, - Certidão de óbito, - CPF, - Agendamento de Perícias do INSS, - Casamento Comunitário. _

O horário de atendimento do Balcão da Cidadania é de segunda a sexta-feira das 7h às 19h.

• 25/10 – 19h - Missa em ação de graças celebrada pelo Pe. Fabrício Farias no Santuário Nossa Senhora Aparecida

INFORMATIVO DA PREFEITURA DE VARGEM

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA (PSE)

PLANTIO DE MUDAS DE ÁRVORES NATIVAS

No dia 11 foi realizado mais um encontro do Programa Saúde na Escola (PSE) na Escola Estadual Deputado Augusto Bresola e do Grupo Escolar Municipal Padre Alberto Leopoldo Bosing. Foi trabalhado nos três períodos com todas as turmas do Ensino Regular e também no período da noite com o CEJA. As responsáveis pelo trabalho foram a Assistente Social da Unidade de Saúde Rita Melo e a profissional responsável pelo combate à dengue Ângela dos Passos, as mesmas entregaram marcadores de livros com algumas dicas de combate a dengue. O objetivo deste encontro é mostrar para a população o quanto é importante o assunto, e que podemos evitar com pequenas atitudes, pois só depende de nós.

No dia 21, os alunos, professores, direção e funcionários do Grupo Escolar Municipal Padre Alberto Leopoldo Bosing, realizaram o plantio de mudas de árvores nativas nas proximidades da escola. A atividade teve como objetivo a homenagem ao dia da árvore e a sensibilização das crianças sobre a importância de preservar o meio ambiente. A ação contou com o apoio da CTG Brasil, proprietária da UHE Garibaldi, na ocasião representada pelo técnico ambiental Edson Zanchett onde fez uma breve explicação sobre a importância da preservação do meio ambiente. A empresa doou aproximadamente 350 mudas de árvores nativas, que além de serem plantadas na escola foram distribuídas para as crianças.

GRUPO ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL

Alunos plantaram árvores nativas nas imediações da escola

No dia 6, foi realizado mais um encontro com os participantes do Grupo Estilo de Vida Saudável. O encontrou contou com uma oficina ministrada pela nutricionista Ana Cristina Recalcati, onde foi realizada uma das receitas do caderno entregue as participantes. Lembrando que no encontro anterior a receita foi direcionada aos hipertensos e este mês foi direcionada aos diabéticos. Eles realizaram um bolo de farinha de aveia com maça, sendo que o açúcar foi substituído pelo adoçante. Os participantes puderam levar o caderno para casa, permitindo assim que as outras receitas possam ser realizadas. Lembrando que o intuito da profissional e da equipe de saúde é mostrar que uma alimentação saudável está sempre ao nosso alcance. A equipe da Unidade de Saúde agradece a todos e informa que na primeira quinta-feira do mês de outubro acontecerá o próximo encontro do Grupo Estilo de Vida Saudável.


Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

11


12

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

INFORMATIVO PREFEITURA DE ABDON BATISTA

Praça recebe decks de madeira plástica

SAÚDE REGISTRA MAIS DE 6,5 MIL ATENDIMENTOS EM AGOSTO O município de Abdon Batista possui aproximadamente 2,6 mil habitantes e Administração Municipal através da Secretaria de Saúde disponibiliza na Unidade de Saúde José Mocelin, serviços que vão desde atendimentos e procedimentos médicos, até o deslocamento de pacientes para outras cidades, além de serviços odontológicos, visitas domiciliares de agentes de saúde, fisioterapia, entre outros. Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, somente no mês de agosto foram realizados 6.559 atendimen-

tos de saúde no município, além de 1.525 deslocamentos de pacientes com carros da saúde, que somam 23.565 quilômetros percorridos. “A saúde pública reflete diretamente na qualidade de vida dos nossos cidadãos. Hoje o município conta com dois profissionais médicos, além de cirurgiãs-dentistas, psicóloga, equipe de enfermagem, agentes de saúde, enfim, profissionais capacitados e estrutura de qualidade para oferecer o melhor a população abdonense”, destaca o prefeito Lucimar Salmória.

ABDON BATISTA SE DESTACA EM COMPETIÇÕES ESPORTIVAS

NOVA ETAPA DA REVITALIZAÇÃO DA PRAÇA CENTRAL As obras de revitalização da Praça Central do município de Abdon Batista, iniciaram com uma nova etapa nos últimos dias, onde teve início a colocação de decks de madeira plástica, para preservar as raízes das árvores já existentes no local. A Praça Central do município passa por reformas que irão melhorar a mobilidade urbana, assegurar acessibilidade, valorizar também a revitalização urbana já

ATIVIDADE COM IDOSOS CHAMA ATENÇÃO PARA SAÚDE DO CORAÇÃO

O nome do município de Abdon Batista subiu ao pódio em quatro oportunidades no último final de semana em competições na região realizadas nos municípios de Anita Garibaldi e Campos Novos. Na cidade de Campos Novos as equipes da Escolinha de Futsal ficaram vice-campeãs da Copa Rádio Cultura “Taça Victor Eduardo Machado” nas categorias Sub-13 e Sub-15 masculino. Já em Anita Garibaldi o município obteve o 2º lugar no voleibol misto e no futsal feminino, com destaque para a atleta Emanuelli Simioni (Manu) do futsal que foi artilheira da competição com 16 gols.

A Secretaria Municipal de Saúde em parceria com Secretaria de Assistência Social de Abdon Batista promoveu na quarta-feira (19) uma tarde alusiva ao Dia do Mundial do Coração celebrado no dia 29 de setembro. Cerca de 130 idosos participaram das atividades. Ação realizada no Centro Multiuso, Santin Palavro Junior, contou com alongamento, brincadeiras e muita diversão, além de palestra, ministra-

POLÍTICA

da pelo médico do ESF, Dr. Emídio Lemos, que alertou para os cuidados com a saúde do coração. Dia Mundial do Coração é comemorado em 29 de setembro e tem como objetivo lembrar a importância desse órgão e dos cuidados que são necessários para ter um coração saudável, conscientizando a população sobre os riscos das doenças do coração, que podem ocorrer em qualquer idade.

ELEIÇÕES

MAURO MARIANI EM VISITA A CAMPOS NOVOS CDL e Acircan entregam reinvindicações ao candidato ao governo Mauro Mariani

A coligação “Santa Catarina Quer Mais” visitou o município e ouviu pleitos do setor produtivo

A coligação “Santa Catarina Quer Mais”, liderada pelo candidato ao governo, Mauro Mariani, visitou Campos Novos na sexta-feira (21), e se comprometeu com os pleitos do setor produtivo, principalmente o agronegócio. Mariani e os candidatos ao Senado, Jorginho Mello e Paulo Bauer, receberam as reivindicações da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Empresarial, Rural e Cultural Camponovense (Acircan). Entre os principais pontos estão a redução e isenção de impostos, investimentos em capacitação e inovação. Mariani ressaltou que o Estado precisa prestigiar quem produz. “Sou pequeno empresário e sei o que é empreender no país, comprar matéria-prima e pagar funcionários, enfrentar dificuldades. E o setor produtivo precisa ser valorizado, gente que produz, seja no campo, na cidade, na indústria, gente que acorda cedo e dorme tarde”, destacou ele, defendendo

realizada no município, com por exemplo, a implantação de asfalto, ciclovias, passeios padrões, plantação de mudas de ipê, planta escolhida como símbolo do município. “Nossa praça contará com um layout moderno que contempla melhorias de infraestrutura, iluminação, parque infantil e irá manter e proteger a arborização do local”, enfatiza o prefeito Lucimar Salmória.

o agronegócio. “Em Santa Catarina, 90% da produção agrícola é feita por pequenas propriedades. Temos a responsabilidade de proteger esses pequenos negócios, com incentivos fiscais, levando energia trifásica e internet para todas as propriedades rurais, desburocratizando e simplificando processos de legalização”, frisou. “O estado não pode atrapalhar quem produz, tem de estimular, gerando emprego e renda para nossa gente”. O emedebista ainda garantiu que irá encarar o turismo e a inovação como grandes eixos de desenvolvimento do Estado.

Ele também anunciou que pretende criar linhas de financiamento de R$ 5 mil a R$ 50 mil voltadas para o micro e pequeno empresário, além de pavimentar mil quilômetros de estradas vicinais. Representado os candidatos da chapa proporcional, o deputado Romildo Titon destacou que Campos Novos tem todo o direito de reivindicar uma melhor atenção ao setor produtivo. “Conhecida como celeiro catarinense, Campos Novos é um dos maiores polos produtores. O produtor rural dá resultado ao Estado e por isso o governo precisa atender o setor”.

APLICATIVOS PARA AS ELEIÇÕES ESTÃO DISPONÍVEIS PARA DOWNLOAD Para o pleito deste ano, a Justiça Eleitoral disponibilizou seis aplicativos para que o eleitor exercite seu direito ao voto com praticidade e segurança. Todos os aplicativos podem ser baixados em smartphones ou tablets, nas lojas Google Play e Apple Store, gratuitamente. O e-Título é uma via digital do título de eleitor. O e-Título informa o endereço do local de votação, além de informações sobre a situação eleitoral. No caso dos eleitores que já fizeram o recadastramento biométrico e têm sua foto na base de dados da Justiça Eleitoral, o documento digital poderá ser utilizado para a identificação na hora de votar. O aplicativo Mesários é destinado aos aproximadamente dois milhões de mesários que trabalharão nas Eleições 2018. Outros aplicativos são: Pardal permite encaminhar denúncias de irregularidades eleitorais; JE Processos que permite acompanhar o andamento de processos que tramitam na Justiça Eleitoral; Boletim na Mão permite que o cidadão verifique se o BU impresso na sua seção corresponde ao recebido pelo sistema de totalização de votos; e o Resultados, que o eleitor deve baixar para acompanhar a apuração do resultado após o encerramento da votação, previsto para as 17h do dia 7 de outubro.


13

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

PRODUTIVIDADE

PRODUTOR DA COOCAM É CAMPEÃO NACIONAL EM CONCURSO DE SOJA Cerca de cinco mil produtores do Sul do Brasil participaram do Concurso da Syngenta e Marcelo Spautz, de Lebon Régis, conquistou o 1º lugar no PIN Soja 2018

O produtor Marcelo Spautz, 37 anos é pai de família e morador de Lebon Régis – Meio Oeste de Santa Catarina, cidade que tem sua economia baseada na pecuária e agricultura. Desde criança se identificou com o meio rural, acompanhava seu pai na lida do campo, por isso, sempre esteve envolvido no mundo agro. Naquela época a família tirava o sustento trabalhando na pecuária. Aos 18 anos de idade, Marcelo iniciou sua trajetória profissional e começou a se dedicar no setor agrícola em uma pequena área, de apenas 15 hectares. Com foco e determinação, o produtor foi crescendo e acompanhando a evolução do setor e, embora não tenha finalizado o curso superior – administração de agronegócios, sempre buscou conhecimento para crescer e inovar. De lá para cá, os números vem aumentando, tanto na área plantada como na produtividade das lavouras. Junto com dois sócios, André e Alessandro Barpp, hoje Marcelo planta quase 800 hectares de grãos. Toda essa dedicação já lhe renderam bons frutos. O primeiro reconhecimento aconteceu em 2013, quando foi vencedor de um concurso estadual, por ter atingido a marca de 76.3 sacas de soja por hectare. O último foi na semana passada, quando foi destaque no Brasil, no concurso Produtividade Integrada (PIN Soja). Cerca de cinco mil produtores do Sul do Brasil participaram do Concurso da Syngenta. O sojicultor da filial da Coocam de Lebon Régis, somou produtividade de 101 sacas/ha, com área plantada de 18 hectares da oferta, conquistando o 1º lugar no PIN Soja 2018. O 2º colocado foi para um produtor do Paraná e o 3º lugar é do Rio Grande do Sul. Outras regiões produtoras do país também estavam na disputa. Cerca de 30 produtores da Coocam participaram do Concurso nas categorias PIN Soja e no protocolo GranoTop, neste último Marcelo também foi destaque a nível de cooperativa. No GranoTop, ele plantou 30 hectares e colheu 206 sacas/ha de milho Supremo Vip3. Os técnicos da Coocam realizaram todo o acompanhamento e monitoramento, desde o plantio até a colheita, posicionando os produtores nos melhores momentos e extraindo o máximo de cada ferramenta, assim,

repassando orientações essenciais aos participantes. Desta forma, os profissionais também são reconhecidos pela empresa organizadora do Concurso. O engenheiro agrônomo e gerente da filial da Coocam de Lebon Régis, João Batista dos Passos, acompanhou todo o desenvolvimento das áreas de soja e milho do produtor Marcelo Spautz. Ambos ganharam uma viagem com acompanhante para o Rio Grande do Norte, pelo destaque da cooperativa e lá foi divulgado os nomes vencedores à nível de Brasil. Com a ajuda de profissionais competentes, seja na propriedade com seus sócios e colaboradores, ou na cooperativa através de técnicos qualificados, Marcelo se orgulha por levar o nome da região em destaque nacional. “Foi uma grande satisfação ter ganho esse prêmio, poder levar o nome de nossa região, que tem uma capacidade de produzir cada vez melhor e com qualidade, é surpreendente e gratificante esse resultado. Isso só foi conquistado devido a nossa grande parceria com a Coocam e a Syngenta. A Coocam pela parte de sementes e assistência técnica e a Syngenta pelo portfólio de produtos defensivos em geral. Quero agradecer também a minha equipe de trabalho que, com amor e dedicação, juntos conseguimos conquistar essa meta”, disse o produtor. A gerente regional da Syngenta, Edina Marcon, também se orgulha por constatar que sua regional é referência no Brasil. “Os grandes ganhadores, tanto da produção de soja quanto de milho e também de milho silagem, estão dentro de minha regional, todos em Santa Catarina. É um orgulho ver

os níveis de produtividades que estão sendo atingidos pelos nossos agricultores, que fazem as práticas de manejo corretamente”, compartilha Edina. O presidente da Coocam, João Carlos Di Domenico, reforça o quanto é gratificante ver os associados da cooperativas quebrando recorde de produtividade, onde competem com outras regiões fortes do país, especialmente quando se fala em produtividade de soja e milho. “Para produzir mais de 100 sacas por hectare tem que ter tecnologia e conhecimento, mas também excelência, capricho e muita vontade. Parabéns ao Marcelo pela conquista e dedicação. Obrigado ao nosso colaborador João Batista pelo excelência nos trabalhos prestados”, enalteceu João Carlos Di Domenico.

SOMATÓRIA DE ESFORÇOS A parceria entre a Coocam e a Syngenta se fortalece a cada ano, com resultados cada vez mais surpreendentes. Ambas atuam com objetivos semelhantes quando se fala em desenvolvimento do agronegócio brasileiro e iniciativas para colaborar com o crescimento dos produtores rurais. O grande propósito em comum quando nas lavouras é o melhor aproveitamento da área plantada, agregando valores. No caso do concurso PIN Soja, o resultado se deu pela somatório de esforços e ganhos. Na opinião de Edina Marcon, pequenos detalhes podem fazer a diferença. Segundo ela, os programas da Syngenta tem como intuito, fazer com que o agricultor olhe com carinho e tenha um cuidado diferenciado com suas áreas, com essa atenção re-

dobrada, ele consegue efeitos surpreendentes. “A utilização de um portfólio robusto com um manejo adequado pode trazer incrementos e aumento de produtividade surpreendentes na rentabilidade da propriedade”, disse a gerente regional da Syngenta. Segundo o engenheiro agrônomo da Coocam, o resultado positivo no concurso se deu graças à parceria com o produtor que confiou no trabalho dos profissionais e nas sementes da Coocam – isso aliando ao portfólio da Syngenta, além da troca de ideias e experiências entre todos os envolvidos. “A Coocam possui um departamento técnico muito bom e isso tem dado bons resultados. É um orgulho para nós essa premiação”, ressalta João Batista dos Passos, reforçando a qualidade das sementes Coocam. “Nossa semente é reconhecida a nível nacional, está entre as melhores da região”. A produtividade média do sojicultor da Coocam vencedor do PIN – 101 sacas de soja por hectare – ficou muito acima da média brasileira, que segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é de 56 sacas/ha.

SEMENTES COOCAM Produzir sementes de qualidade, com alta germinação e vigor, é prioridade na Coocam. Neste ano, a cooperativa investiu mais de R$ 1,5 milhão em equipamentos e adequações, triplicando a capacidade de produção e aumentando ainda mais a qualidade da semente. As melhorias e equipamentos novos estão distribuídos na UBS e TSI da cooperativa. As Sementes Coocam tem ainda uma identificação que reconhece a qualidade fisiológica superior das sementes produzidas no estado catarinense – Sementes de Santa Catarina Qualidade Superior – Selo Vigor+”. Além de todo os critérios e normas adotadas, as sementes Coocam são rastreadas, assim, o produtor pode conferir todos os caminhos da semente, desde testes em laboratório, tratamentos realizados e na multiplicação no campo sementeiro.

PIN SYNGENTA O programa PIN Soja – abrange três importantes compromissos assumidos pela Syngenta em seu Plano de Agricultura Sustentável. Isso porque a aplicação das Soluções Integradas da empresa tem como objetivo viabilizar o alcance de mais produtividade usando menos recursos e insumos, fomentar a preservação ambiental e assegurar que os produtores envolvidos recebam orientações sobre a correta aplicação de tecnologias.


14

Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

JUDICIÁRIO

PRESENÇA DE JUIZ É OBRIGATÓRIA EM AUDIÊNCIA DA LEI MARIA DA PENHA

DISTROFIA MUSCULAR DE DUCHENNE A descrição da Distrofia muscular de Duchenne, foi feita pelo neurologista Frances Dr. Guillaine Benjamin Amand Duchenne, em 1868, como sendo a perda progressiva dos movimentos, levando a uma fraqueza muscular generalizada. A distrofia muscular de Duchenne (DMD) é um distúrbio genético ligado ao cromossomo X, que afeta principalmente indivíduos do sexo masculino. O quadro clínico geralmente é notado quando a criança começa a andar, passa muito tempo engatinhando, vindo a adquirir marcha tardiamente após os 18 meses. Inicialmente percebem-se quedas frequentes, dificuldade para subir escadas, levantar-se do chão e correr, principalmente quando comparadas a crianças da mesma faixa etária devido a fraqueza muscular generalizada. Quando a fraqueza atinge os músculos respiratórios utilizam-se aparelhos que auxiliam esta função. Outras complicações que podem associar-se, são as deformidades em articulações e na coluna (escoliose severa). As contraturas e deformidades esqueléticas se intensificam apos o uso frequente da cadeira de rodas. O tratamento exige uma avaliação individual e acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, que podem amenizar os sintomas, melhorando a qualidade de vida e diminuindo a alta morbidade e óbito precoce desses pacientes. Equipe APAE Clínica – Campos Novos/SC.

Liminares obtidas pelo MP proíbem que audiências de retratação, previstas na Lei Maria da Penha, sejam conduzidas por estagiário em Campos Novos

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve uma série de medidas liminares no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) contrárias à prática adotada pelo Juízo Criminal da Comarca de Campos Novos de delegar a um estagiário ligado ao Juizado Especial Criminal a condução das audiências de retratação, previstas na Lei Maria da Penha, nas quais a mulher pode desistir da representação criminal contra o agressor. As medidas liminares foram deferidas em reclamações ajuizadas pela 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Campos Novos contra a sistemática adotada pelo Juízo local, ao entendimento de que ela afronta a Lei Maria da Penha, que consigna expressamente que “só será admitida a renúncia à representação perante o juiz, em audiência especialmente designada com tal finalidade”. Nas reclamações, a Promotora de Justiça Raquel Betina Blank sustenta que as audiências de retratação têm função de conferir um maior grau de conscientização da mulher sobre as consequências

da desistência, que afastará a punição do agressor, bem como esclarecê-la sobre os benefícios e medidas de proteção trazidos pela Lei Maria da Penha. A Promotora de Justiça destaca, ainda, que a audiência de retratação é uma oportunidade de colher da mulher elementos acerca da situação na qual se encontra em relação ao agressor, e avaliar a necessidade de, por vezes, até mesmo ampliar a proteção que lhe é deferida por meio das medidas protetivas de urgência, uma vez que pode estar se retratando por pressão do agressor. “Ora, delegar esta solenidade para um estagiário (in casu, vinculado ao Juizado Especial Criminal da Comarca) é esvaziar por completo o sentido do instituto, até porque chega-se à incoerência de que a vítima não pode se retratar perante o Delegado de Polícia, mas o pode fazê-lo perante um estudante de Direito”, completa a Promotora de Justiça.

As medidas liminares foram concedidas por decisões monocráticas de Desembargadores do TJSC. Algumas suspendem determinadas audiências até que o mérito da Reclamação seja julgado. Outras determinam que audiências já marcadas sejam efetivamente presididas pelo Juiz de Direito, sendo que em pelo menos uma delas há a determinação de que o rito previsto na Lei Maria da Penha seja cumprido em todas as hipóteses de retratação, sob pena de nulidade. Para a Promotora de Justiça, as decisões liminares vem ao encontro dos interesses e dos direitos assegurados às vítimas de violência doméstica e representa uma conquista às mulheres da Comarca de Campos Novos, que apenas agora passarão a receber o tratamento jurídico e o rito processual correto, à luz da Lei Maria da Penha. A expectativa é que as liminares venham a ser confirmadas quando do julgamento do mérito das Reclamações.

CAPACITAÇÃO

ABERTAS INSCRIÇÕES PARA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO O curso é gratuito e com possibilidade de estágio remunerado

Com o intuito de preparar e capacitar a juventude camponovense, a Administração Municipal, em parceria com o Senac Campos Novos, realiza o Curso Técnico em Administração, com a possibilidade de estágio remunerado na Prefeitura de Campos Novos. Ao todo, 40 vagas foram disponibilizadas para jovens com idades entre 16 a 22 anos e que estejam cursando ou que tenham concluído o ensino médio. O curso tem a carga horária de 1.000h e é totalmente gratuito. As inscrições iniciaram no dia 24 de setembro e poderão ser feitas até o dia

9 de outubro. O início das aulas está previsto para o dia 19 de novembro de 2018. O curso tem prazo de duração de dois anos. As aulas serão ministradas no espaço do SENAC Campos Novos, localizado na Rua Benjamin Colla, nº 289, de segunda à quarta-feira no horário das 19h15 às 22h. O meio de ingresso será através de inscrição e processo seletivo, sendo que dentre as 40 vagas serão observados os seguintes critérios: 10% das vagas reservadas a alunos com necessidades especiais conforme art. 17, §5º da Lei 11.788/2008; 5% das vagas reservadas a alunos encaminhados pelo CRAS, CREAS e serviços de acolhimento da Secretaria de Assistência Social do Município de Campos Novos; 50% das va-

gas reservadas a alunos que tenham concluído o Ensino Médio em escola pública e 35% das vagas para ampla concorrência. Informações podem ser obtidas pelo telefone 3541-6207.

REQUISITOS • Ter entre 16 e 22 anos; • Ter concluído o ensino médio ou estar cursando o ensino médio no período matutino; • Não ter exercido anteriormente, qualquer cargo ou emprego registrado e remunerado. • Residir em Campos Novos Link do regulamento: http://senac.sc/3lX592 Link de inscrição: http://senac.sc/42Nnq0


Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

15

PECUÁRIA

REMATE DA RENASCENÇA FATURA 18% A MAIS DO QUE EM 2017 ANIMAIS ANGUS DA FAZENDA RENASCENÇA FORAM COMERCIALIZADOS EM DIVERSAS REGIÕES DE SANTA CATARINA E PARANÁ

Leilão é um dos maiores do Estado dedicado a raça Angus

O 9º Remate Destaques Angus da Fazenda Renascença realizado no domingo (23), no Parque Leônidas Rupp em Campos Novos comercializou quase a totalidade das 160 cabeças disponíveis, representando crescimento de 18% no faturamento com relação a 2017. Foram leiloados exemplares da raça Angus registrados (30 machos e 50 fêmeas, vermelhos e pretos), além de animais cruzas Angus. A média dos touros foi de R$ 9.008,42 e das fêmeas registradas foi de R$ 5.131,42. Já os machos cruza Angus, o valor médio foi de R$ 1.812,77 (6,50 o quilo) e as fêmeas cruzadas, com valor médio de R$ 1.918,99 (R$ 5,99 o quilo). O destaque do leilão foi o reprodutor New Direction, sangue americano fechado, filho do consagrado touro Andras New Direction na AB T20 BIA, da Genex, empresa norte-americana líder em genética animal e que já vem contratando Angus nacional. Esse touro foi comercializado por R$ 12 mil, o maior valor do evento. De acordo com o proprietário da Fazenda Renascença, Nelson Serpa, o remate reuniu comprados de várias regiões do Estado,

como do Alto Vale do Itajaí, Oeste, Meio-Oeste e Planalto Norte, inclusive do estado do Paraná. Ele avalia como positivo os resultados dessa edição, apesar do cenário de crise. “Esperávamos um preço superior, mas reconhecemos o momento que estamos passando. Importante de conseguimos vender, houve liquidez, apenas seis animais não foram vendidos. Considero o evento positivo e esses animais adquiridos vão contribuir em muito para melhorar a genética no Estado. Por toda repercussão do evento, esses animais que sobraram vão ser vendidos tranquilamente. O faturamento foi um pouco melhor, em torno de 18% superior ao ano passado”, comemora. O pecuarista avalia o cenário da pecuária. “O momento é de crise, de muita insegurança sobre o processo eleitoral, não há clareza do que vai acontecer no futuro, então

é evidente que as pessoas ficam inseguras em fazer investimentos. Segundo aspecto, o consumo de carne está em retração, a demanda está pequena, o preço está baixo, então represa no frigorífico e vai afetar o produtor. O cenário não é dos mais promissores para quem quer investir. Da porteira pra fora, é o mercado e o cenário econômico que determina. O agronegócio que sustentou o PIB começa a dar sinais de problemas, principalmente pela oscilação do dólar. Eu imagino que passado o processo eleitoral, a tendência é a pecuária ganhar em eficiência e pecuária eficiente se dá com raça precoce no processo, e a maior precocidade vem do Angus. Não vamos avançar se não contar com genética que traga essa precocidade. O consumidor está cada vez mais exigente, quem não quiser ficar para trás vai ter que se preocupar com isso”, destaca.

CLIMA

PRIMAVERA COM POSSIBILIDADE DE NOVO EPISÓDIO DO EL NIÑO O prognóstico indica que as chuvas deverão ficar acima da faixa normal

A Primavera no Hemisfério Sul começou no dia 22 de setembro e termina no dia 21 de dezembro, às 20h22, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), as características meteorológicas da estação começaram a ser observadas alguns dias antes, com chuvas mais intensas e frequentes nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, marcando o período de transição entre a estação seca e a estação chuvosa. Tanto o Cptec quanto o Inmet registram a possibilidade da chegada, ao fim da estação, do El

Ninõ, fenômeno atmosférico oceânico caracterizado por um aquecimento anormal das águas superficiais no oceano Pacífico Tropical. O El Ninõ pode afetar o clima regional e global, mudando os padrões de vento a nível mundial e afetando os regimes de chuva em regiões tropicais e latitudes médias. “Os modelos analisados mostram aumento de temperatura da superfície do mar sobre o Pacífico Equatorial para o trimestre outubro - novembro - dezembro de 2018, indicando a previsão de ocorrência do fenômeno El Niño para este trimestre, embora ainda não seja possível estimar a intensidade desse episódio”, conforma nota técnica sobre o período divulgada na sexta (21) pelo Cpetc. “A maioria dos modelos dinâmicos e estatísticos, gerados pelos principais centros internacio-

nais de Meteorologia, indicam uma probabilidade superior a 60% que se desenvolva um novo episódio de El Niño, durante o fim da primavera/2018 e início do verão de 2019”, diz a nota técnica do Inmet. Caso haja uma confirmação do fenômeno El Niño, ele provavelmente será de curta duração e terá intensidade baixa ou moderada. “É fundamental esperar por atualizações futuras do progresso do El Niño através do monitoramento da TSM no Pacífico, pois existem outros fatores, como a temperatura na superfície do oceano Atlântico Tropical e na área oceânica próxima à costa do Uruguai e da Região Sul, que poderão influenciar o regime de chuvas no Brasil, dependendo da combinação destes fatores durante esta estação”, afirma a nota técnica do Inmet.

• A Diretoria da Comunidade do Assentamento Betinho, convida para Almoço Festivo. Dia 30 deste mês. Ingresso à venda, no valor de R$25,00. Programe-se! • A Comissão e Festeiros da Capela Santa Terezinha do Distrito de Bela Vista, convida para a grandiosa Festa em Honra Santa Terezinha. Dia 11/11. Programação: 10h - Santa Missa, 12h churrasco com completo serviço de cozinha, á tarde diversões diversas. Agende-se!


Sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Folha Independente Nº 252 28/09/2018  
Folha Independente Nº 252 28/09/2018  
Advertisement