Page 1

PROGRAMAÇÃO

DANÇA

Abertura do Natal Celeiro da Paz é neste domingo

Academia Biodinâmica apresenta 14ª Mostra de Dança

Página 7

Chance de chuva a qualquer hora

Página 8

Min 10° Max 20°

Campos Novos (SC), sexta-feira, 18 de novembro de 2016 • Ano 4 - Nº 161 • R$ 2,50

PREFEITO E SECRETÁRIO DE OBRAS SÃO INDICIADOS POR HOMICÍDIO CULPOSO Após seis meses de investigações, Polícia Civil conclui inquérito do acidente que ocasionou a morte do funcionário público Geraldo Mafioletti e responsabiliza o prefeito Nelson Cruz e secretário de obras, Aldocir Michelotto.

Página 11

INVESTIMENTO

R$ 115,9 MILHÕES

COPERCAMPOS INAUGURA SUPERMERCADO EM CAPINZAL Página 15

Esse é o orçamento estimado pela Prefeitura de Campos Novos em 2017. Número é apenas 3,65% maior que o deste ano.

CICLOTURISMO Página 3

CICLISTAS ENCARAM DESAFIO DE PEDALAR QUASE 400 QUILÔMETROS Página 12


2

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

DA REDAÇÃ0

PREVISÃO DO TEMPO HOJE

O DESAFIO DOS NOVOS PREFEITOS

Parcialmente nublado

DOMINGO

Max 21° Min 9°

Parcialmente nublado

Max 21° Min 10° Fonte: weather.com

você fotógrafo

Em geral, o principal desafio dos prefeitos será uma cruzada para reconstruir as combalidas finanças públicas sem aumentos da carga de impostos ou com aumentos mínimos. A razão é que a carga tributária brasileira já atingiu patamares elevados e a margem para seguir expandindo as alíquotas de tributos está se esgotando, mesmo porque há limites técnicos para o tamanho da carga, como também há limites ao quanto a sociedade suporta e aceita. O elevado e perigoso déficit nas contas públicas resulta em parte da queda do Produto Interno Bruto (PIB) nos últimos quatro anos, mas resulta também do inchaço da máquina estatal, do aumento do quadro de pessoal e das concessões aos servidores nos três poderes. O funcionalismo público brasileiro conta com estabilidade, não corre o risco de sem ficar sem emprego na recessão e, além disso, adicionou alguns direitos típicos do mercado privado de trabalho, como 13.º salário. O problema é que, quando a crise se aprofunda e as receitas tributárias caem, como aconteceu no Brasil nos últimos anos, essa situação e a pressão dos sindicatos de servidores levam os governantes a fazer concessões, e as finanças públicas entram em colapso.

Gean Luiz Pasquali registrou o lindo céu de Joaçaba no último sábado (12).

DESCE

SOBE DÓLAR

A reconstrução financeira dos municípios dependerá de aumento do PIB – que faz a arrecadação do governo crescer em todos os níveis –, mas também exigirá um choque de gestão capaz de reduzir desperdícios, medidas para desinchar a máquina estatal e melhoria da eficiência dos processos administrativos e operacionais. O fato é que a tendência provada das finanças nos municípios tem sido de deterioração sistemática, o que leva inevitavelmente à diminuição dos investimentos e piora na qualidade dos serviços públicos.

INFLAÇÃO

O dólar disparou com a onda de aversão ao risco por conta da vitória de Donald Trump nos Estados Unidos e pela ausência de atuação do Banco Central brasileiro no mercado de câmbio. O dólar bateu a máxima de R$ 3,3882, em alta de 5,54%. Foi a maior alta em mais de seis anos, desde 6 de maio de 2010 (5,56%). Segundo dados do BC, há US$ 6,491 bilhões em contratos de swap tradicional - equivalentes à venda futura de dólares - que vencem em 1º de dezembro e que, se o BC mantivesse o movimento até então, poderiam ser anulados se os leilões de reversos fossem mantidos neste mês. Em outubro, o BC anunciou que não anularia integralmente os contratos que venceram em 1º de novembro, o que também gerou pressão altíssima sobre a moeda norte-americana. No Chile, o presidente do BC, Ilan Goldfajn, afirmou nesta sessão que a autoridade monetária está monitorando as condições do mercado de câmbio para ajudar a não colocar mais pressão e que, se for necessário, tomará as “medidas adequadas”.

Os prefeitos não poderão depender do governo estadual nem do governo federal, pois também estes estão com suas finanças combalidas e terão de viver com seus próprios recursos, aí incluídos aqueles transferidos por força de lei, como o Fundo de Participação dos Municípios nas receitas de tributos estaduais e alguns impostos federais. O desafio está posto.

C O N E XÃO FACEBOOK

Curta a página da Folha Independente. Faça sugestões de conteúdo. Comente.

Endereço

Rua São João Batista, 97, sala 102. Centro, Campos Novos (SC) - Cep: 89.620-000

Telefone

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, citou durante palestra em evento promovido pela Universidade do Chile, o resultado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de outubro, cuja alta acumulada em 12 meses foi de 7,87%. “A inflação acumulada de outubro foi de cerca de 7,8%. A inflação está baixando muito rápido”, afirmou. Segundo ele, a intenção do BC é fazer a inflação retornar para a meta de 4,5% em 2017 e em 2018, mantendo o índice sob controle nos anos seguintes. “Já temos resultados, já nos animamos um pouco mais nos últimos seis meses”, comentou. Ele destacou a volatilidade, mas ponderou que isso é “normal” em função do cenário externo. “A bolsa de valores indica que os investidores esperam por um futuro melhor”, afirmou Goldfajn, que também destacou, em um gráfico, a queda das taxas de juros de 5 anos no Brasil. “A taxa de juros de 5 anos já baixou 525 pontos-base no Brasil”, disse.

facebook.com/folhain

Reportagens

Francieli Parenti | MTB 4513/SC-JP Gisiane Agostini | MTB 4440/SC-JP

Projeto Gráfico e Diagramação Herton Farias | MTB 4198/SC-JP

(49) 3541-2522

Empresa Jornalística Planalto Sul Ltda. ME

Diretora Administrativa

CNPJ: 10.478.439/0001-88

Diretora de Conteúdo

IE: 255.771.290

AMANHÃ

Max 20° Min 10°

O Brasil entra o ano de 2017 com nova safra de prefeitos, alguns novos, outros reeleitos para o segundo mandato. Nas campanhas eleitorais, invariavelmente o que mais se vê é um rosário de promessas, sempre com a função clara de conquistar votos, muitas delas dissociadas das condições legais e financeiras.

A opinião expressa em artigos assinados é de responsabilidade de seus autores, não expressando necessariamente a opinião da Folha Independente.

Chance de chuva a qualquer hora

Circulação Campos Novos, Abdon Batista, Brunópolis, Celso Ramos, Ibiam, Monte Carlo, Vargem e Zortéa. Impresso na Gráfica Tipobel Tiragem 2 mil/semana

Gisiane Agostini | contato@folhaindependente.com.br Francieli Parenti

Assinaturas

| jornalismo@folhaindependente.com.br

assinaturas@folhaindependente.com.br

Jornal filiado ao Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina (SJSC), Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado de Santa Catarina (Sindejorsc), Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos Novos (CDL/CN) e Associação Empresarial Rural e Cultural de Campos Novos (Acircan).


3

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

OPINIÃO

TRANSPARÊNCIA

UM NOVO COMEÇO DE ERA Por Antonio Gavazzoni* Eu vejo a vida melhor no futuro. Eu vejo um mundo em que conseguiremos nos apropriar de tal forma das tecnologias disponíveis que deixaremos de ser tão escravos da falta de tempo. Tudo o que conquistamos com o acesso a tanta informação acabou nos sufocando e criando uma legião de ansiosos. Nos últimos tempos vivemos orgulhosos de trabalhar até altas horas, de não ter tempo para nada, de misturar vida profissional e pessoal, de ter cada vez menos pausas para ser... humanos. Mas isso cansa. Faz mal. Não nos preenche. Estamos começando a nos dar conta dos perigos do vazio de uma vida ocupada demais, como já pregava Sócrates. A evolução é lenta, mas é assim, experimentando, que a humanidade se transforma. Acredito que chegamos a um ponto de inversão de alguns valores. Se temos tanta tecnologia e informação ao nosso dispor, para que nos desgastamos tanto? Por que perdemos tantas horas das nossas vidas no trânsito quando temos acesso a inúmeras ferramentas de contato remoto? Por que passamos tanto tempo longe de nossas famílias quando podemos produzir a partir de qualquer lugar? O que é mais importante: apresentar resultados ou bater ponto? Essas são apenas algumas possibilidades que já começam a tomar corpo nas organizações mais modernas. Basta pesquisar, ler, assistir palestras para conhecer iniciativas que, embora isoladas, pipocam no Brasil e no mundo. A mudança começou e não tem mais volta. Estamos no século 21, mas trabalhando com modelos do século 20. E quando digo trabalhando, falo dos modelos de trabalho mesmo. Nossas organizações, via de regra, trabalham com controle top-down, de cima para baixo. Esse conceito de poder precisa ser revisto. As informações devem fluir de maneira mais horizontal, em que o papel do líder é dar a direção e garantir as ferramentas. Dar autonomia e poder de decisão. Isso requer descentralização, e por isso não será tão fácil. As regras rígidas precisam ser substituídas por valores e a principal

“moeda” deve ser a confiança. O sigilo deve dar lugar à transparência. A especialização e a estabilidade darão lugar às carreiras híbridas e adaptáveis. E quando chegarmos a esse ponto, não trabalharemos por sustento, mas por propósitos. Seremos cobrados não por presença, mas por produtividade. Se esse futuro ainda parece distante das empresas privadas, nas organizações públicas essas alternativas são verdadeiros tabus. Mas o fato é que nossos modelos estão definitivamente insustentáveis - social, econômica, política e ambientalmente. De alguma forma eles se transformarão. E assim como todas as grandes mudanças, essas também não se concretizarão rápido nem sem desgaste. Talvez não aconteçam na nossa geração - mas elas acontecerão. Aprenderemos a cultivar o desapego - por poder, por status, por lugares. Aprenderemos a abrir mão das burocracias. Porque simplesmente não haverá espaço nem recursos para continuar nos bancando da mesma maneira. Porque a sociedade saberá distinguir o que não pode mais continuar como está. Porque atingiremos o limite da nossa submissão a um modelo que não nos satisfaz. Porque novas gerações estão chegando e enxergando um mundo diferente. Cedo ou tarde, queiramos ou não, cairá o muro de hipocrisia que insiste em nos rodear.

Antonio Gavazzoni é secretário de Estado da Fazenda e doutor em Direito Público

PREFEITURA DE CAMPOS NOVOS PREVÊ ORÇAMENTO DE R$ 115,9 MILHÕES EM 2017 A prefeitura enviou sextafeira (11), o projeto de lei da Lei Orçamentária Anual (LOA) à Câmara de Vereadores

A previsão orçamentária municipal de 2017 será de R$ 115,9 milhões, valor dividido entre todas as secretarias, programas e fundações. A prefeitura enviou sexta-feira (11), o projeto de lei da Lei Orçamentária Anual (LOA) à Câmara de Vereadores. O valor é 3,65% maior do que o orçamento de 2016, de R$ 111,9 milhões. A Câmara deve votar a LOA até dezembro, antes do recesso parlamentar. O total apontado para o orçamento é maior também do que o previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias, de R$ 111,3 milhões, aprovada ainda no primeiro semestre. A audiência pública para apresentação da LOA 2017 aconteceu no plenário da Câmara na noite de quinta-feira (10), com explanação do controlador interno da Prefeitura, James Adálcio dos Santos. Ele explicou que para a elaboração do orçamento, a prefeitura leva em conta os recentes cenários divulgados para a economia em 2017, que se refletem nas estimativas da receita do município pela projeção das expectativas de crescimento da economia brasileira. Num cenário de queda de arrecadação, a LOA apresenta apenas uma correção monetária, abaixo da inflação. Dos quase R$ 116 milhões a serem trabalhados no próximo ano pelo novo prefeito eleito, a prefeitura representa 65,48% (R$ 75,9 milhões) e o restante é dividido com a Câmara de Vereadores, que terá orçamento de R$ 3,6 milhões e com as funda-

ções e autarquias, totalizando R$ 40 milhões. A secretaria de Educação tem a maior participação no orçamento, com R$ 37,8 milhões. Em seguida aparece a Saúde com R$ 24,9 milhões. A secretaria de transportes, obras e urbanismo deve receber R$ 18,7 milhões. As principais receitas tributárias são de transferências constitucionais, como FPM e ICMS, entre outros. As receitas de transferências correntes previstas na LOA serão de R$ 83,1 milhões. A receita tributária, incluso os valores arrecadados com o IPTU, a previsão é de R$ 13,7 milhões. Por meio dos serviços prestados à população, a

prefeitura pretende arrecadar R$ 9,7 milhões. Lembrando que todos esses valores são previsões, ou seja, podem não se confirmar. No ano passado, por exemplo, a projeção era de R$ 104,2 milhões, no entanto, foi arrecadado R$ 104,1 milhões, mesma tendência que segue em 2016. Conforme o Portal da Transparência, o município já arrecadou R$ 103,7 milhões até quarta-feira (16). Faltando um pouco mais de um mês para fechar o ano financeiro, é difícil que a prefeitura execute o que planejou na LOA de 2016, pouco mais de R$ 111,9 milhões.

DIVISÃO DO ORÇAMENTO POR ÁREA ORGÃO

PREVISÃO 2016 (RS)

PREVISÃO 2017 (R$)

GABINETE

2.550.000,00

2.453.669,38

PLANEJAMENTO

770.875,00

597.567,21

ADM E FAZENDA

10.877.500,00

9.703.340,08

EDUCAÇÃO

35.860.000,00

37.845.320,83

SOCIAL

1.950.055,00

2.934.215,63

AGRICULTURA

860.375,00

1.187.359,92

IND. E COMÉRCIO

1.576,500,00

1.557.203,05

TRANSP./OBRAS/URB. 18.595.000,00

18.769.359,77

ESPORTE E LAZER

910.000,00

783.263,28

RES. CONTINGÊNCIA

200.000,00

100.000,00

F. AGROPECUÁRIO

515.000,00

397.124,65

F. CULTURAL

348.750,00

310.882,35

F. ASSIS.A SOCIAL

1.639.000,00

2.301.103,93

FUNREBOM

330.000,00

368.062,00

F. ROT. HABITACIONAL

270.000,00

108.634,45

F. INFÂNCIA

82.075,00

38.511,20

SAMAE

7.759.000,00

7.729.981,80

HOSPITAL

9.656.000,00

10.051.670,42

FUNDO DE SAÚDE

13.696.000,00

14.874.919,58

FUNDEMA

391.757,00

277.971,43

PODER LEGISLATIVO

3.117.500,00

TOTAL

R$ 111.853.825,42

|

3.602.660,94 R$ 115.992.821,90


4

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

HOMENAGEM

DIRCEU CARNEIRO RECEBE O TÍTULO DE CIDADÃO LAGEANO Divulgação

O ex-prefeito, ex-deputado federal e ex-senador será homenageado na Câmara de Vereadores em comemoração aos 250 anos do município

Uma das principais referências da política catarinense nas últimas décadas receberá o devido reconhecimento da cidade na qual fez história. Aos 71 anos, o ex-prefeito, ex-deputado federal e ex-senador Dirceu Carneiro será reverenciado com o título de “Cidadão Lageano”. E a data da homenagem não poderia ser mais apropriada: terça-feira, dia 22 de novembro, exatamente quando Lages completa 250 anos de fundação. Realizado pela Câmara de Vereadores de Lages, com apoio do Instituto Dirceu Carneiro e da empresa Catarinas Comunicação, o evento ocorrerá às 19h30 no Legislativo Municipal. A homenagem é uma indicação do vereador Gerson dos Santos (PSD) e reunirá familiares, amigos, autoridades e companheiros da militância política de Dirceu. “É uma honra ver meu pai ser homenageado em vida, com saúde e lucidez, justamente num dia tão importante para a cidade que ele tanto ama. Ainda que ele não esteja mais ocupando cargos eletivos, jamais se afastou da política, e percorre o Brasil dando palestras. A história dele nos inspira, grandes personalidades do país o admiram, e isso muito nos orgulha”, diz Ana Helena Carneiro, filha de Dirceu e presidente do Instituto Dirceu Carneiro.

QUEM É DIRCEU CARNEIRO É provável que ele tenha sido a única ou uma das pouquíssimas pessoas do mundo a tomar chimarrão na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque. Com seu inconfundível bigodão que o acompanha há anos, Dirceu José Carneiro, 71, teve a

Dirceu Carneiro, ex-senador, foi prefeito de Lages de 1977 a 1982 honra de levar para dentro de um dos lugares mais importantes do planeta esse forte símbolo da cultura lageana. Talvez o fato de ter nascido no ano em que acabou a 2ª Guerra Mundial – Caçador, 23 de março de 1945 – tenha feito de Dirceu um homem ligado à história. Em 1992, na condição de primeiro-secretário do Senado Federal e sob os olhares atentos do Brasil inteiro, Dirceu foi o responsável por comunicar oficialmente ao então presidente Fernando Collor que este havia sido cassado. “Que isso sirva de exemplo de democracia para a América Latina”, disse Dirceu a Collor no ato. Depois de pegar a assinatura de Collor, Dirceu foi até o gabinete de Itamar Franco, então vice-presidente, e exatamente às 10h27min, encontrou Itamar e disse a ele: “Assumo a responsabilidade perante a nação de comunicar que, a partir das 10h20min de hoje, o governo do presidente Collor está suspenso. Tenha boa sorte, e que Deus o ajude a governar o país”. E este episódio protagonizado por Dirceu Carneiro tornou-se a notícia sobre o Brasil que mais circulou no mundo no século passado. Mas antes de viver este histórico momento, Dirceu formou-se em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (URGS) em 1968, foi vice-prefeito de Lages na gestão de Juarez Furtado entre 1972 e 1976 e prefeito nos seis anos seguintes, ten-

do o médico Celso Anderson de Souza como vice. Neste período, à frente da prefeitura de Lages, Dirceu criou um sistema de saúde pública pelo qual os médicos iam ao encontro dos moradores, e não o contrário. O modelo tomou proporções nacionais, serviu de inspiração para o Governo Federal e resultou na criação do Sistema Único de Saúde (SUS), o mais completo – ainda que longe de perfeito – sistema de saúde pública do mundo. Em novembro de 1979, Dirceu teve participação em outro episódio da história nacional. Em sua própria casa, ele escondeu alguns estudantes procurados pela polícia depois de participarem da Novembrada, quando o então presidente João Figueiredo enfrentou uma manifestação popular no Centro de Florianópolis. Senador constituinte em 1988 – mandato de 1987 a 1995 -, Dirceu abandonou a carreira política há duas décadas e hoje se dedica à família, à agricultura e à pecuária. Atualmente, divide o seu tempo entre a casa em Lages e a fazenda em Campos Novos. Torcedor do Internacional de Porto Alegre, churrasqueiro de todo fim de semana – nem que esteja sozinho – e apaixonado por andar a cavalo, Dirceu é casado desde 1970 com Terezinha Carneiro. Este é Dirceu Carneiro. Político de história, estudioso, paizão, tradicionalista e com um bigodão conhecido nos mais poderosos gabinetes.

POLÍCIA MILITAR EM AÇÃO

LIGUE O FAROL BAIXO AO TRANSITAR EM RODOVIAS Texto: Subtenente PM Oliveira

Desde o dia 8 de julho de 2016, passou a vigorar a Lei 13.290/2016, que determina o uso obrigatório de farol baixo durante o dia em rodovias. Um assunto que, geralmente não é fiscalizado pela Polícia Militar, mas é de suma importância como orientação aos leitores. A obrigatoriedade da utilização do farol baixo ligado durante o dia tem por objetivo aumentar a segurança nas estradas. A Lei 13.290/2016 foi publicada no Diário Oficial da União em 23 de maio de 2016. Apesar de muitos motoristas não ter o hábito de ligar os faróis durante o dia, trata-se de um procedimento bastante simples e que no decorrer desses quatro meses, mesmo com um período impedido de multar, através de liminar judicial,

já se tem a certeza de que esta lei é uma das poucas que surgiu efeito e vem contribuindo para a redução da ocorrência de acidentes frontais nas rodovias e salvando inúmeras vidas. O trânsito brasileiro é um dos que mais matam no mundo. São quase 50 mil vítimas fatais por ano. Com a entrada em vigor desta lei, com certeza diminuiu os acidentes de trânsito por falta de visibilidade, entendo eu, além do que não acrescentou nenhum custo extra aos motoristas, apenas se lembrar de ligar os faróis baixos ao adentrar nas rodovias e assim evitar ser multado. A baixa visibilidade é uma das principais causas de acidentes de trânsito nas rodovias, sempre que ocorre um acidente de trânsito em

rodovias, os condutores envolvidos continuam relatando que não visualizaram o outro veículo a tempo para tentar uma manobra e evitar a colisão. Quem viaja seguidamente, sabe da importância da visibilidade, e agora depois da lei, quando um carro vem em direção contrária com o farol apagado, você já percebe e diferença na visibilidade. A nova lei alterou o inciso I do Artigo 40 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o qual passou a vigorar com a seguinte redação: “o condutor manterá acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e durante o dia nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias”. O Conselho Nacional de Trânsito (Con-

tran) já havia editado uma resolução recomendando o uso de farol baixo nas rodovias durante o dia, mas somente a recomendação não estava surgindo efeito, o que obrigou os legisladores entenderam que deveria ser lei, o que a obrigatoriedade com força de multa levaria os motoristas a adotarem a medida o que no meu modo de ver, surtiu efeito. Os motoristas que desrespeitarem a nova lei serão autuados com infração média, multa de R$ 130,16 e perda de quatro pontos no prontuário do motorista. Esta orientação vale mais para a conscientização dos motoristas, do que a questão de multa. Não se preocupe com a multa e dê valor à vida. Ligue o farol baixo ao entrar na rodovia.


5

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

“Um dia, um evangélico será eleito presidente” Horas depois da vitória de Marcelo Crivella na eleição para a prefeitura do Rio de Janeiro, Marcos Pereira, presidente licenciado do PRB, fez um desabafo em sua conta no Instagram: “Ao longo dos anos, Crivella e os evangélicos, especialmente os da Igreja Universal, têm sofrido todo tipo de preconceito”. Ministro da Indústria e Comércio do governo Michel Temer, bispo licenciado da Universal, Pereira repete que apenas dez dos 22 deputados federais do partido são ligados à igreja – mas não esconde os vínculos com a potência evangélica. Foi Pereira quem comandou de fato o crescimento do PRB, que saltou de 80 para 105 prefeituras. Em entrevista a revista Época, ele atribui a vitória de Crivella ao desgaste da classe política e ao conservadorismo. “A sociedade brasileira não aprova essas discussões mais liberais”, diz. E prevê: “Não tenho dúvidas de que, um dia, um evangélico será presidente do Brasil”.

O PRB teve um crescimento de mais de 30% no número de prefeituras nessas eleições municipais e conquistou sua primeira capital. A que atribui esse desempenho? Planejamento, trabalho e discurso. No ano passado, visitei 23 estados. Trazia a mensagem de que a sociedade precisava resgatar a boa política. E convidava as pessoas a se filiar ao partido: “Você que é de bem, quer o bem de seu país, venha se sentar à mesa com a gente”. José Alencar [vice de Lula, filiado ao PRB] dizia que precisávamos resgatar o republicanismo, o interesse público. Diante do desgaste que a classe política vem sofrendo, nós tivemos esse crescimento, como um partido novo. O senador Marcelo Crivella já havia tentado a prefeitura do Rio duas vezes. O que fez de diferente? Ele vinha numa crescente de recall, de imagem, de reconhecimento. Em 2014, foi ao segundo turno com o [governador Luiz Fernando] Pezão. Tudo o que ele dizia sobre os problemas econômicos e financeiros do Rio, naquela campanha, aconteceu. Há um desgaste dos governos carioca e fluminense, uma frustração do eleitor. Crivella disse que sua vitória representa a “preservação dos valores tradicionais da civilização cristã ocidental” e uma “mensagem contra a legalização do aborto, a liberação das drogas e a discussão da ideologia de gênero”. O senhor concorda?

Concordo na medida em que precisamos avaliar que realmente, não só no Brasil, mas no mundo todo, há uma valorização dos princípios mais conservadores, inclusive nos Estados Unidos, com Donald Trump. O Brasil foi governado por 13 anos por um partido considerado de esquerda, com ideias mais liberais, e a sociedade verificou que não deu certo. Então, vamos agora dar uma guinada.

Reprodução

Marcos Pereira, Ministro da Indústria e Comércio

O PRB é um partido de direita? Centro-direita. Nós somos favoráveis à livre­ iniciativa, ao capitalismo. Eu, Marcos Pereira, sou ca-pi-ta-lis-ta. Somos favoráveis à geração de emprego, e o capital não tem como viver sem o trabalho, e vice-versa. A sociedade brasileira não quer essa discussão, não aprova essas discussões consideradas mais liberais. As pesquisas mostram isso. Mas sabemos dialogar, não somos intolerantes.

A sociedade brasileira é conservadora? Ainda é, em todos esses sentidos. Porque é da cultura, da colonização, da gênese da sociedade brasileira. Uma sociedade religiosa, em grande maioria cristã. E os valores cristãos são conservadores, não tem jeito. Quando algum desses temas chega à Câmara, há uma Frente Parlamentar da Família, com evangélicos e católicos, de quase 200 deputados, que é um espelho da sociedade. Como o Estado deve tratar políticas públicas relacionadas aos costumes? Depende. Li que o Ministério do Turismo está lançando uma cartilha para ensinar a lidar com turistas LGBT. Eu sou favorável. Sou favorável a políticas públicas de controle da natalidade, de uso de preservativos por questão de doenças sexualmente transmissíveis. São políticas para o cidadão. Agora, dizer que uma criança de 5 anos tem de escolher se é menina ou menino, e o Estado incentivar isso... Eu acho que isso é um dever da família. O Estado tem de dar educação no sentido da essência, do conhecimento. Mas valores e princípios têm de ficar a cargo da família. Tem de tomar cuidado. Se há uma criança que está se descobrindo e tem tendências homossexuais, o Estado tem de dar apoio, reprimir discriminações. Ela não pode ser discriminada. Mas daí a criar um estímulo. Como Crivella vai conciliar suas posições pessoais com uma sociedade como a carioca, com seu ecumenismo, sincretismo, laicidade e seus festejos? Separando a função pública das convicções religiosas. A Constituição fala da laicidade do Estado. Somos contra a confusão entre religião e Estado. Ele pode ser, como religioso, não adepto do Carnaval. Enquanto prefeito, não pode criar embaraço à realização do Carnaval, deve incentivar e apoiar. Não vejo conflito em um prefeito, especificamente o Crivella, enquanto homem público, incentivar para que melhore a qualidade do Carnaval e também da Parada Gay. Ele foi eleito para governar para todos.

Os principais postos da direção do PRB são ocupados por dirigentes da igreja. Por quê? Talvez porque o partido tenha sido criado assim. Estamos mudando. Já trouxe para a Executiva outras pessoas que não têm vínculo algum. A gente não pergunta a religião quando a pessoa vai se filiar.

Em 2011, Crivella afirmou: “Não sei se será na nossa geração, mas os evangélicos ainda vão eleger um presidente”. Isso vai acontecer? Não tenho dúvidas. É um processo natural. O Brasil elegeu um ateu [referência a Fernando Henrique Cardoso, que se diz agnóstico], católicos, uma mulher. É da democracia. Não é que os evangélicos vão eleger um presidente da República, é diferente. Eu não tenho dúvida de que um dia um evangélico será eleito presidente da República. E ele, seja quem for, vai ser eleito pelos evangélicos, pelos católicos, pelos macumbeiros, pelos ateus. Você acha que em 1,7 milhão de votos do Crivella só tem evangélicos? De jeito nenhum! Como seria o governo de um presidente da República evangélico? Seria um governo como vai ser o governo do Crivella: para todos, laico. O bispo Edir Macedo, fundador da Universal, afirma no livro Plano de poder que “a potencialidade numérica dos evangélicos como eleitores pode decidir qualquer pleito eletivo”. A religião influencia a eleição? Não se trata da religião. Trata-se de valores. Crivella me mostrou mensagens que recebeu do Dom Orani [Tempesta, arcebispo do Rio] de madrugada. “Crivella, estou orando por você agora, às 3 horas da manhã.” A primeira manifestação do Crivella após a vitória teve um pai-nosso.

Como o PRB pretende se posicionar em 2018? O partido cresceu, tem tempo de TV igual ao DEM, maior que o PDT. E vai governar a partir de janeiro um contingente de eleitores muito maior, então vai ter um protagonismo maior. Não tenho como antecipar se vai estar mais próximo de alguma liderança porque é cedo. A retomada da discussão da cláusula de barreira é uma ameaça à legenda? O PRB concorda com essa regra que limita o número de partidos? Essa questão não me preocupa, porque devemos superar essas barreiras em 2018. Estamos formando um partido político de verdade. Quem tiver competência vai se estabelecer. Quem não tiver acaba sendo eliminado. O PRB não é um partido de aluguel, é um partido de verdade. E também não é um partido da igreja. O senhor assumiu um Ministério da Indústria esvaziado. O PRB está satisfeito com o espaço no governo? Já estava combinado com o presidente Michel Temer que a Apex [agência de fomento a exportações] iria para a esfera do Ministério das Relações Exteriores e o BNDES ficaria com o Planejamento. Quando escolhi o Desenvolvimento, fui informado disso. Foi combinado. O partido, do tamanho que tem, está contemplado com espaços no governo? Acho que pode melhorar. Está contemplado, mas pode melhorar.


6

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

MOTOCICLISMO

MOTOCICLISTAS FORMALIZAM O SLAVES MOTO CLUBE

A irmandade Slaves existe desde 1999 como grupo de motociclistas, reunindo integrantes de Campos Novos e de municípios da região do Vale do Rio do Peixe. No sábado (12), a irmandade subiu degraus formalizado os Slaves Moto Clube (MC), com estatuto e código de princípios, sem personalidade jurídica e sem fins lucrativos. O presidente eleito por aclamação foi Jean Simon, o Tuco. A assembleia aconteceu na sede do MC, o Covil, localizado no centro de Campos Novos. O Slaves MC reúne integrantes que buscam um meio onde possam trocar impressões sobre viagens, equipamentos e esquecer por algumas horas, na companhia de amigos, a correria do cotidiano. Segundo os fundadores, o clube tem por objeto a promoção dos valores de amizade, lealdade, honestidade, ética, companheirismo e comprometimento entre seus membros, no trabalho ininterrupto, incansável e incessante pelo engrandecimento do clube, através da prática do motociclismo “oldSchool” ou “velha escola” e da “KustomKulture”, promovendo viagens, eventos e o estilo de vida “bikeroldschool”. Para ser um integrante, é preciso manter para seu uso em atividades relativas ao clube uma motocicleta Harley-Davidson, ou do segmento comercialmente denominado “custom”, “chopper”ou triciclo, com personalização e equipamentos livres.Além disso, a indicação de novos integrantes não é simples-

João Paulo Pereira - O Fotográfo

Evento foi no sábado, reunindo integrantes do moto clube de Campos Novos e da região do Vale do Rio do Peixe

Slaves oficializaram a irmandade como moto clube mente para fazer número. Além de rodar com a galera, rodar com o moto clube, é preciso ser parceirocom os demais integrantes para receber o brasão ou escudo. O grupo instituiu o conselho dos “FreeBirds” como órgão máximo de caráter consultivo, legislativo e auxiliar do clube, formado pelos membros com mais de 50 anos de idade e os fundadores.O clube é dividido geograficamente em áreas, para os fins de expansão, e conforme as necessidades, são nomeados diretores de área hierarquicamente

subordinadas ao presidente. As áreas, três até agora: Área 1 (Campos Novos - sede), Área 2 (baixo Vale do Rio do Peixe – Zortéa, Capinzal, Ouro, Piratuba e Ipira) e Área 3 (médio Vale do Rio do Peixe – Joaçaba, Herval D’ Oeste e adjacências), embora seus diretores estejam subordinados à presidência, possuem autonomia administrativa, inclusive para a implantação dos próprios locais de festas e hospedagem de membros do clube de outras cidades e inclusive de outros clubes.

TEATRO

GRUPO ‘TEATRANDO POR AÍ’ ESTREIA TURNÊ NA REGIÃO DE CAMPOS NOVOS

Às vezes a gentileza se perde, some e vai parar em todos os lugares. A assertiva, que bem poderia virar soneto ou servir de epígrafe de livro, é interpretada pelo grupo Teatrando Por Aí como ato humanitário e de afirmação política. E é para falar de gentileza, essa velha senhora que anda esquecida por aí, que a trupe de Florianópolis estreia nova turnê em Santa Catarina. A partir de 21 de novembro, ‘Onde foi parar a dona Gentileza?’ chega às escolas públicas de Campos Novos, Anita Garibaldi, Abdon Batista e Celso Ramos, em um total de 22 apresentações gratuitas. Também nesta turnê, a trupe de Florianópolis fará, no fim de semana, duas apresentações gratuitas para a comunidade Barra do Leão, próximo a Capinzal, e no assentamento São José, próximo ao distrito de Guarani. A turnê conta com o patrocínio da Enercan – Campos Novos Energia S.A, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, a Lei Rouanet, e é voltada para o público pré-adolescente

e adolescente, entre 10 e 15 anos. Segundo a coordenadora de Projetos Sociais da Enercan, Aline Serafini, “é uma grande satisfação poder viabilizar novamente para a região da Usina Hidrelétrica Campos Novos as apresentações do grupo Teatrando Por Aí. Isto porque torna possível proporcionar às crianças que vivem distantes de grandes centros urbanos o contato com bons espetáculos de teatro e maior acessibilidade à cultura, transmitindo sempre uma mensagem de melhoria do convívio em comunidade e preservando importantes valores humanos, como pode ser presenciado na peça teatral ‘Onde foi parar a Dona Gentileza?’.” O espetáculo integra o projeto cultural Caravana Teatral nas Escolas, iniciativa do grupo Teatrando Por Aí para levar teatro infantil às escolas públicas do ensino fundamental de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Segundo Eder Schmidt, ator e coordenador geral do projeto, cada turnê é aguardada com alegria pelo grupo que já tem oito anos de estrada. “Foram mais de 550 apresentações em escolas públicas, cerca de 60 mil alunos contemplados e um sentimento de orgulho por esse projeto cultural”, afirma Schmidt.

O projeto Caravana Teatral nas Escolas, completa o ator, “consiste em levar a arte teatral para os públicos infantil e juvenil das escolas públicas de ensino fundamental em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, contribuindo para a sua democratização e popularização”. Divulgação

De 21 a 30 de novembro, grupo de Florianópolis fará 22 apresentações gratuitas da peça “Onde foi parar a dona Gentileza?”

A peça conta a história de Malu, uma adolescente que costuma ter hábitos gentis


7

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

PROGRAMAÇÃO

ABERTURA DO NATAL CELEIRO DA PAZ É NESTE DOMINGO Simpatia de Natal vai marcar abertura do clima natalino em Campos Novos, numa parceria CDL e Rádio Simpatia FM

Está confirmada para domingo, 20 de novembro, a abertura oficial do Natal Celeiro da Paz 2016, às 19h30. Como forma de fomento às vendas e incremento da economia no fim de ano, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), com apoio da prefeitura municipal realiza o Natal Celeiro da Paz, com sorteio de prêmios aos consumidores, horários estendidos do comércio camponovense, decoração natalina e programação artística gratuita na Praça Lauro Müller. Além deste domingo, a programação artística ainda acontecerá em outras três datas: 04, 18 e 23 de dezembro. Neste domingo, a programação será em parceria com a Simpatia FM. A terceira edição do Simpatia de Natal vai mobilizar a sociedade através de um desfile que parte da Biblioteca Pública Municipal até o palco da Praça Lauro Muller, às 19h30. Este ano, a ação terá o tema “O que vejo da minha Janela”, proposto por uma ou-

vinte da Simpatia FM, Jozelene Delavi de Souza, inspirada no conto “Ideias do Canário” de Machado de Assis. Na obra um homem vai promovendo ações positivas em cada cidade que ele viveu observando sob olhar da janela de sua moradia as transformações ocorridas. É neste sentido que mais 16 entidades constituídas em Campos Novos escolheram um tema específico para manifestar durante o desfile seu desejo de uma comunidade melhor e, ainda a Simpatia FM promove nas escolas um concurso de redação com alunos da rede de ensino de Campos Novos do 5° ao 8º ano, sendo que a entrega da premiação também ocorrerá no domingo. O Lendas Car Club vai estar conduzindo o Papai Noel em um veículo antigo, fechando o desfile. “A intenção é envolver a comunidade na abertura do Natal”, destaca a gestora da CDL, Vilmair Delfes Devido a atrasos no processo licitatório para aquisição dos insumos para a decoração natalina, a CDL não colocou na programação o acendimento das luzes neste domingo. Apenas uma parte da decoração estará finalizada até domingo. Em virtude do ano eleitoral, a Prefeitura

estava impedida de fazer repasses a entidades, por isso, ficou responsável pela compra dos materiais de decoração e contratação de mão de obra por meio de processo licitatório. O investimento da prefeitura é de R$ 130 mil, além de R$ 27 mil de patrocínios investido na contratação da programação artística. A noite ainda reserva abertura da casa do Papai Noel e show com Dani e Rafa. Promoção de vendas Para essa edição da promoção Natal Celeiro da Paz, a CDL pretende distribuir 550 mil cupons e além dos prêmios para os clientes, haverá novamente um sorteio especial voltado aos vendedores como forma de incentivo e projeção da campanha. Os prêmios da campanha para os consumidores serão um Chevrolet Onix e 5 vales-compras de R$ 1 mil cada. Já a premiação para os vendedores serão cinco vales-compras de R$ 500 e para o vendedor do ganhador do carro, um vale-compra de R$ 1 mil. O investimento total da CDL com os prêmios foi de R$ 70 mil e cerca de 150 empresas participam da promoção neste ano. Os sorteios serão concentrados em duas datas, 4 e 23 de dezembro na Praça Lauro Müller.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA 20 DE NOVEMBRO (DOMINGO) 19h30 - Desfile Simpatia de Natal 20h30 - Chegada do Papai Noel - Abertura Oficial do Natal Celeiro da Paz - Abertura da Casa do Papai Noel 21h15 - Show com Dany e Rafa

4 DE DEZEMBRO (DOMINGO) 19h - Abertura da Casa do Papai Noel - Apresentação Alunos ACADAV 19h30 - Caravana Rádio 104,9 FM 21h - 1° Sorteio Promoção Natal Celeiro da Paz 21h15 - Sorteio Ervateria Anzolin 21h30 - Show com Xiru Missioneiro

18 DE DEZEMBRO (DOMINGO) 19h - Abertura da Casa do Papai Noel

19h15 - Apresentação Alunos CAESP Menino Deus 19h30 - Apresentação Alunos AMA 19h45 - Overdose Rap 20h30 - Canto Livre 21h15 - Show com Vanderlei Santos 22h – Show com Jones Ribeiro

23 DE DEZEMBRO (SEXTA-FEIRA) 19h - Abertura da Casa do Papai Noel 19h15 - Show com Valdeci e Oscar 20h - Show com Banda Raio de Luz 20h45 - Show com Elizeu e Cristiano 21h15 - 2° Sorteio da Promoção

Natal Celeiro da Paz 21h30 - Show com Cesar

Heitor

ESTADO

GOVERNO ENCAMINHA PROJETOS PARA EXTINÇÃO DE ESTATAIS O processo deve ser iniciado com o envio de um projeto de lei que prevê o fim das atividades da Codesc e da Cohab

O governador Raimundo Colombo, em companhia dos secretários de Estado Antonio Gavazzoni (Fazenda), Nelson Serpa (Casa Civil) e João Mattos (Administração), reuniu a imprensa na manhã de sexta-feira (11), na Casa D’Agronômica, em Florianópolis, para divulgar os planos referentes a nova etapa de reestruturação administrativa do Executivo. Entre as medidas em destaque, estão as extinções da Companhia de

Divulgação

Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (Codesc), da Companhia de Habitação do Estado de Santa Catarina (Cohab) e da Besc Corretora de Seguros e Administradora de Bens Móveis e

Raimundo Colombo durante anúncio das medidas para contenção de gastos

Imóveis (Bescor). O processo deve ser iniciado com o envio de um projeto de lei à Assembleia Legislativa que prevê o fim das atividades da Codesc e da Cohab. Com relação a Bescor, a medida não será necessária, uma vez que já existe autorização legislativa para isso. Colombo afirmou que a extinção da Cohab, Codesc e Bescor surge como uma nova iniciativa para buscar o equilíbrio nas contas públicas, já que

o governo não pretende promover aumentos de impostos, mesmo diante da previsão de que a situação não se altere muito pelos próximos 15 meses. “Não há expectativa de aumento da receita tão cedo, por isso teremos que tomar mais medidas de redução de custos. Temos trabalhos em vários setores, alguns em estudo e hoje vamos dar o primeiro passo em mais três”. A estimativa com a extinção das estatais é de uma economia anual aos cofres públicos catarinenses de mais de R$ 42 milhões. O planejamento do governo prevê a execução de um plano de demissão voluntária incentivada

para os 144 empregados dos órgãos em processo de encerramento. Na Cohab são 95 empregados, dos quais 42 já estão aposentados pelo INSS. A Codesc tem 43 empregados, 15 já aposentados pelo INSS. Por fim, a Bescor tem seis empregados e nenhum aposentado. O programa de demissão leva em consideração o tempo restante de aposentadoria, com incentivo financeiro limitado a R$ 600 mil por empregado, com pagamentos de no mínimo seis e no máximo 36 parcelas mensais. Os empregados terão prazo de 30 dias para inscrição no plano e o desligamento será feito de forma escalonada ao longo de 12 meses.


Sexta-feira, 18 de novembro 2016

HORÓSCOPO

DANÇA

ACADEMIA BIODINÂMICA APRESENTA 14ª MOSTRA DE DANÇA

21/03 a 20/04

Tudo que perturbar as pessoas com que você se relaciona, perturbará a você também. Quanto mais mitigar os problemas que supostamente seriam alheios, maior paz de espírito você também terá e, assim, todos ganharão, pois o espírito de colaboração se consolidará.

Touro

Evento acontece neste sábado (19) e vai reunir no palco os amantes da dança com idade entre 2 a 50 anos

A Academia Biodinâmica realiza neste sábado, dia 19 de novembro, as 19h, no Clube Aqua Camponovense, a 14ª Mostra de Dança. O evento cultural reunirá ao palco aproximadamente 100 bailarinas e bailarinos. O evento tradicional de apresentações dos trabalhos realizados na academia, vai reunir no palco os amantes da dança com idade entre 2 a 50 anos que tornarão a noite especial. Muito além de cultuar a arte da dança, montar um festival requer organização e acompanhamento. A integração entre os dançarinos é um momento bastante enriquecedor por compartilhar ideias e dificuldades comuns entre os alunos. Dentro ou fora do palco, é um evento consolidado pela tradição, pelo profissionalismo e pela pluralidade dos participantes. Sem caráter competitivo, a Mostra pretende apresentar aos pais, familiares e a toda comunidade o trabalho desenvolvido durante o ano, além de promover a troca de experiências entre os dançarinos e estimular o desenvolvimento

Áries

21/04 a 20/05

MOSTRA DE DANÇA DA BIODINÂMICA SERÁ NESTE SÁBADO, 19

Tudo que você percebe funcionando errado precisa ser corrigido, sem esperar que ninguém cumpra sua responsabilidade. Talvez você deva se adiantar e exercer papéis que não seriam de sua alçada. Porém, pense em propiciar o progresso em vez de ficar dando sermões nas pessoas.

Gêmeos

21/05 a 20/06

A força dos desejos é imbatível, é preciso administrá-la com sabedoria. Todo desejo que você reprimir voltará com maior força no futuro e cobrará a conta. Por isso, é necessário você aceitar seus desejos e montar estratégias inteligentes para se aproximar da realização.

Câncer

21/06 a 20/07

Boas intenções não são suficientes, é preciso colocar em prática aquilo que motiva sua alma a pensar no bem-estar das pessoas próximas. O caminho do inferno é pavimentado pelas boas intenções que nunca foram postas em prática, por isso saia da inércia e tome atitudes claras.

Leão cultural. A sua finalidade é oportunizar aos dançarinos, elenco formado por crianças e adultos, a vivência artística, a participação no processo criativo, o entendimento de um espetáculo e a experiência do palco. A cultura e a arte difusas por meio da dança serão expressas em 17 apresentações focadas em estilos diversificados, como o jazz, danças contemporâneas, danças urbanas, além do belo e encantador ballet. O espetáculo completa 14 anos em 2016 e a

evolução de cada edição é explícita em cada apresentação. Ingressos estão disponíveis com os bailarinos ou na Academia Biodinâmica no valor de R$ 5. “Esperamos que nossos alunos consigam revelar seu potencial e mostrar os talentos que a cidade camponovense possui. Deixamos um convite muito especial para que toda comunidade prestigie este evento”, disse Isadora Proner, organizadora da Mostra e professora de ballet da Biodinâmica.

21/07 a 22/08

Tenha cuidado para não dar o dito pelo feito, pois são coisas diferentes. Tudo o que você prometer, tenha a bondade de cumprir. É assim que as coisas vão entrar no trilho e a principal alma beneficiada com isso será a sua. O clima é tenso, mas há chance de tudo ser organizado.

Virgem

23/08 a 22/09

Você terá o que você quer, o assunto que ocupa sua mente não é esse. Porém, qual seria o custo disso? Há várias maneiras de garantir a fruição de seus desejos: se importando com o bem-estar alheio ou deixando os pudores de lado e se importando apenas consigo mesmo.

Libra

23/09 a 22/10

SUGESTÃO DE LEITURA

O CÓDIGO DA MUDANÇA Othon Gama

Esta é uma semana perfeita para você encarar esses assuntos familiares que andou evitando. É preciso cortar amarras, deixar o passado com todas as confusões em seu devido lugar, mas isso não acontecerá fingindo que nada acontece e, sim, domando o touro na unha.

Escorpião 23/10 a 21/11

É preciso enfrentar as questões que estão mal resolvidas para lhes dar o melhor fim possível, já que só assim poderá ter liberdade para continuar em frente e progredir com assuntos mais interessantes. Deixe o passado para trás e abrace o futuro promissor que é disponível.

Sagitário 22/11 a 21/12

Chegou a hora de fazer uma triagem entre as pessoas que você se acostumou a chamar de amigas, mas que o tempo transformou em outra coisa. Renove tudo, aproxime-se das pessoas que sejam interessantes e benéficas aos seus projetos, e tome distância de todas as outras.

Capricórnio 22/12 a 20/01

Sua alma ainda não consegue ter clareza suficiente para reconhecer se tudo que anda acontecendo é favorável ou adverso, pois é enorme a tensão à sua volta. Você verá, no entanto, que à medida que a tensão for diminuindo e você retomando o domínio, tudo estará muito bem.

Aquário Em “O Código da Mudança”, Othon Gama apresenta o método 3D de mudança de hábitos e desenvolvimento de excelência, que revoluciona o processo de conquista dos seus objetivos por meio do que a ciência tem de mais avançado, das nossas emoções e da prática. Neste livro, você aprenderá não só o que e como fazer, mas também a desenvolver as competências emocionais necessárias para passar por todas as fases da mudança e, o melhor, permanecer nela.

21/01 a 19/02

Quanto mais você sabe a respeito das pessoas próximas, mais sua alma se recolhe para fazer reflexões íntimas, algumas muito duras. Porém, se esforce para que seu coração não se torne amargo, e aproveite tudo o que acontece para crescer e ser maior do que um dia foi.

Peixes

20/02 a 20/03

Cada passo que você precisa dar agora envolve riscos enormes, porém você chegou até aqui e agora com a alma motivada pela necessidade de progredir. Por isso, seria tolice desistir e voltar atrás. O medo que você sente não sinaliza uma catástrofe que se avizinha, mas uma conquista magnífica.


Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Ele originou-se do estilo boêmio, surgiu na Europa, se espalhou por diversas culturas, e hoje, domina o mundo dos acessórios. O estilo é inspirado nos exageros ciganos que carregam na quantidade de acessórios. A ideia hoje em dia é combina formas, tamanhos e cores, de maneira que fique harmônico e cheio de estilo. Para as mais delicadas a dica é usar os mix de anéis delicados, entrando na tendência sem abandonar sua personalidade. Vem pra DZ Acessórios e encontre um mix de anéis para chamar de seu!!

MIX DE ANÉIS

EXPEDIÇÃO

FESTA

Mais uma edição do Futerror realizada com sucesso. O encontro de amigos do Felipe Götz é aguardado todos os anos por diferentes galeras e já virou ponto de encontro de vários novembros... Tudo pra comemorar o aniversário do Felipe. Toda felicidade amigo! A festa foi sábado, 12, na SER Coocam.

Treze integrantes do Moto Clube Bixo do Mato realizaram a expedição Chuy/Praia do Cassino. A aventura aconteceu na maior praia do mundo percorrendo um trajeto de 240 quilômetros de praia, curtindo a liberdade e as belas paisagens de moto. A expedição saiu de Campos Novos no dia 2 de novembro e retornou domingo, dia 6.

VISITA Alexandre Machado e Camila Rossi visitaram familiares e amigos no feriadão. Além disso, apreciaram as comidinhas e bebidas da Wine House.

9


10

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

ABDON BATISTA

PREFEITO LUCIMAR VOLTA DE BRASÍLIA COM BOAS NOTÍCIAS Divulgação

A busca de recursos para dar sequência às obras em andamento e também para iniciar novos projetos foi o objetivo da viagem do prefeito abdonense

A viagem a Brasília do prefeito Lucimar Salmória, que ocorreu entre os dias 7 e 10 de novembro, renderam bons frutos para o município. Foram três dias na capital federal, onde visitou boa parte dos parlamentares catarinenses, sendo eles deputados e senadores, além de representantes de vários ministérios. Mas o primeiro compromisso da agenda, ainda na segunda-feira (7), foi o Congresso de Novos Gestores, que serviu para que tanto os prefeitos de primeira viagem, quanto os reeleitos, recebessem informações a respeito de gestão pública, suas competências e as formas corretas de gerir seu município com responsabilidade. No tocante a recursos sua busca foi mais uma vez incansável e de lá trouxe boas novidades para os munícipes, prin-

COLATTO ASSEGUROU R$ 300 MIL DE EMENDA PARLAMENTAR PARA ABDON BATISTA EM 2017 cipalmente para a área agrícola. Através de emenda parlamentar do deputado federal Valdir Colatto, o município será beneficiado com R$ 300 mil para aquisição de equipamentos agrícolas. Valor que já está assegurado no orçamento da união para 2017, de acordo com o prefeito Lucimar. Lucimar também se reuniu com os demais deputados da região, onde aproveitou para pleitear mais recursos, que segundo ele, representam os anseios e as necessidades da gente abdonense. ”Por enquanto, assegurados, temos os R$ 300 mil do deputado Collato, e estamos na expectativa para que nos próximos dias recebamos alguma posição favorável dos demais deputados onde a gente deixou

nossos pedidos. E caso algum não seja aprovado voltaremos a cobrar. É desta forma que costumamos agir e estamos logrando êxito. Precisamos ir à luta, pois ninguém vem nos oferecer nada em Abdon”, completou o prefeito Lucimar Salmória. O prefeito abdonense ainda agradece a disposição e o empenho dos parlamentares catarinenses que sempre estiveram com as portas abertas para atender aos pedidos e dentro do possível auxiliar o município. Garante ainda, que vai seguir lutando para atingir seu maior objetivo como administrador público, que é garantir a melhoria da qualidade de vida da população abdonense.

CAMPOS NOVOS

PROGRAMA CAMPEÕES DA VIDA REALIZA 6º ENCONTRÃO O encontro reuniu as 100 crianças participantes do programa mais os alunos do GEM Waldemar Rupp

O Programa Campeões da Vida – Núcleo Campos Novos, projeto desenvolvido pelo Instituto Guga Kuerten no Grupo Escolar Municipal (GEM) Deputado Waldemar Rupp através do apoio da Campos Novos Energia (Enercan), realizou dia 10 de novembro, o seu 6º Encontro de Integração. O encontro reuniu as 100 crianças participantes do programa mais os alunos do GEM Waldemar Rupp, proporcionando uma série de atividades

como a competição de soletrando, além de brincadeiras e práticas esportivas como tênis, futebol, vôlei, amarelinha, corda elástica, oficinas de pintura facial e de pintura e os brinquedos infláveis. O programa Campeões da Vida trabalha com as crianças sob quatro pilares: ensinar a ser, a conviver, a conhecer e a fazer, levando aos alunos o autoconhecimento, a socialização e o desenvolvimento físico e cognitivo. O diretor da escola, Antônio Salvador Marquês, disse ver o programa como um ganho muito grande nesses seis anos de atividade no GEM Waldemar Rupp. “Muitas dessas crianças não teriam a oportunidade de acesso a essa variedade de atividades. Eles trazem um reforço

pedagógico com cunho esportivo. Isso ajuda os alunos a aprenderem jogando, brincando e a viver de forma solidária, tornando-os mais disciplinados através das ações em conjunto que acontece com a escola”. Este é o sexto ano em que a Enercan realiza o apoio para que o Programa Campeões da Vida seja viabilizado em Campos Novos. Através dos apoios a diversos projetos socioambientais, educacionais, esportivos, culturais e de apoio à criança e adolescente e à 3ª idade, a Enercan contribui de forma significativa para a melhoria da qualidade de vida na região, possibilitando maior desenvolvimento das comunidades do entorno da Usina Hidrelétrica Campos Novos.


11

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

POLÍCIA

Polícia Civil conclui inquérito do acidente do ocasionou a morte do funcionário público Geraldo Mafioletti e responsabiliza o prefeito Nelson Cruz e secretário de obras, Aldocir Michelotto

A Polícia Civil de Campos Novos concluiu o inquérito da morte do subsecretário de urbanismo, Geraldo Mafioletti, após seis meses de investigação. O funcionário público morreu após um soterramento de terra numa obra da prefeitura no Bairro Nossa Senhora de Lurdes, em 19 de maio. Segundo o delegado de comarca, Adriano Almeida, o acidente poderia ter sido evitado se existissem equipamentos de segurança na obra pública. O inquérito foi entregue ao Ministério Público no dia 10 de novembro.

Diante dessa circunstância, a Polícia Civil responsabilizou criminalmente o secretário de obras, Aldocir Michelotto e o prefeito Nelson Cruz, pois não observaram o dever de cuidado ao permitirem a realização da obra sem a observância das normas técnicas previstas na legislação que trata da segurança em obras e/ou construções. Cerca de 10 testemunhas foram ouvidas, onde foi colhido farto conjunto probatório, além da perícia realizada pelo Instituto Geral Perícias (IGP), que identificou e pontuou diversas irregularidades na realização da obra. Segundo o delegado Adriano Almeida, que coordenou a investigação, a Polícia Civil descobriu graves irregularidades na execução obra, como a falta de equipamento de proteção individual para os trabalhadores; falta de escadas e rampas dentro da vala; falta de escoras; falta de sinalização; falta de taludes, para ga-

Divulgação

PREFEITO E SECRETÁRIO DE OBRAS SÃO INDICIADOS POR HOMICÍDIO CULPOSO

MORTE DO SUBSECRETÁRIO DE URBANISMO, GERALDO MAFIOLETTI, VÍTIMA DE SOTERRAMENTO, PODERIA TER SIDO EVITADA, CONCLUI POLÍCIA rantir estabilidade ao local, falta de isolamento no perímetro; falta de projeto de execução e, também, falta de anotação de responsabilidade técnica por profissional habilitado. Ainda, de acordo com o delegado Adriano, todas estas irregu-

laridades contribuíram para o desmoronamento das paredes laterais da vala, o que resultou no óbito do Secretário Geraldo Mafioletti. “Soma-se a isso, o fato de que o senhor Aldocir, Secretário de Obras havia sido avisado pelos trabalhadores a

respeito da possibilidade de desmoronamento no local, entretanto, nada fez para evitá-lo”, informou o delegado. Em razão de suas condutas negligentes, a Polícia Civil indiciou o secretário de obras Aldocir Michelotto e o prefeito Nelson Cruz, responsabilizando-os pela ocorrência do acidente, devendo ambos responder pelo crime de homicídio culposo. Dessa forma, além de indiciar o secretário de obras, a Polícia Civil representou ao Poder Judiciário pelo encaminhamento do inquérito policial ao Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina (TJ/SC) a quem incumbe julgar o prefeito, em razão do foro por prerrogativa de função. Em caso de condenação, a pena é de um a três anos de prisão, podendo ser aumentada em um terço pela inobservância de regras técnicas de profissão.

EDUCAÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS FISCALIZA A EXECUÇÃO DO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO Fiscalização ocorrerá nos 295 municípios catarinenses e objetivo é traçar uma espécie de radiografia da educação em SC

O Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC) irá avaliar a situação dos 295 municípios catarinenses quanto à execução dos Planos Municipais de Educação. O objetivo é verificar se as prefeituras estão seguindo as diretrizes, metas e estratégias para a implantação da política educacional prevista no Plano Nacional de Educação (PNE) para o período 2014/2024. Ofício circular foi encaminhado aos prefeitos, solicitando que os responsáveis pelos controles internos de todos os executivos muni-

cipais respondam o questionário eletrônico, a partir de informações prestadas pelas secretarias de Educação. O levantamento, que busca obter elementos necessários ao diagnóstico da educação municipal, será realizado até o dia 30 de novembro. A resposta é obrigatória, conforme previsto na Instrução Normativa N. TC-024/2016, publicada no Diário Oficial Eletrônico do TCE/SC n. 1962. A previsão do auditor substituto de conselheiro, Gerson dos Santos Sicca, é que até o fim deste ano seja traçada uma espécie de radiografia da educação em todos os municípios do Estado. Segundo ele, os dados serão considerados na definição das auditorias a serem incluídas nas programações de fiscalização do Tribunal de Contas.

“A garantia do pleno acesso a uma educação de qualidade é um desafio posto aos entes federativos e à sociedade brasileira, além de ser tarefa essencial para a construção de um país justo, democrático e plural”, afirmaram o presidente Luiz Roberto Herbst e o auditor substituto de conselheiro Gerson dos Santos Sicca, responsável pelo gerenciamento e acompanhamento do trabalho no TCE/SC, na apresentação do questionário. Conforme destacado pelo presidente e pelo auditor, no ofício circular, o PNE é o marco de um compromisso de todos os entes federativos com o aprimoramento quantitativo e qualitativo da educação brasileira. “Representa um desafio em termos de construção e de execução de políticas públicas, a ser

vencido entre 2014 e 2024”, ressaltam. A Portaria N.TC-307/206 constituiu, no TCE/SC, grupo para auxiliar no gerenciamento e acompanhamento do Acordo de Cooperação Técnica celebrado entre o Ministério da Educação (MEC), o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a Associação Nacional dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) e o Instituto Rui Barbosa (IRB). Deverá ser padronizada a metodologia de fiscalização, estimulada a transparência em relação aos recursos investidos em educação, além de aplicada sanção a gestores públicos que não se comprometerem com as ações dos planos de educação. O auditor fiscal de controle externo do TCE/SC Renato Costa, coordenador da implantação da iniciativa na

Corte catarinense, explica que somente deverão ser respondidas as questões referentes às metas e às estratégias estabelecidas no Plano de Educação aprovado pelo município.

REDE NACIONAL O TCE/SC foi uma das 34 Cortes de Contas do país que aderiu ao acordo de cooperação técnica e operacional para monitoramento das ações do Plano Nacional de Educação (PNE) 2014/2024 (Lei Federal nº 13005/2014) e da Lei de Transparência. Os esforços para o cumprimento da parceria também levarão em conta a Resolução Atricon nº 03/2015, que aprovou as diretrizes de controle externo relacionadas à temática “Controle externo nas despesas com educação”. A norma estabelece que os Tribunais de Contas devam considerar como atuação prioritária a fiscalização da aplicação dos recursos destinados à educação.


12

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

CICLOTURISMO

CICLISTAS ENCARAM DESAFIO DE PEDALAR QUASE 400 QUILÔMETROS Pelo sexto ano consecutivo, ciclistas da Acican fizeram um passeio de longa distância

km. Um carro de apoio acompanhou todo o trajeto e o grupo retornou de ônibus. A viajem é planejada durante o ano inteiro, desde a escolha do roteiro até a preparação física dos ciclistas. A primeira foi até a capital Florianópolis e contou com a participação de 15 ciclistas em 2011. A segunda viagem realizada em novembro de 2012, percorreu aproximadamente 430 km até Gramado (RS) e contou com 20 ciclistas. Em 2013, os ciclistas foram até Capão da Canoa, litoral gaúcho. Em 2014, os ciclistas pedalaram aproximadamente 450 quilômetros entre Passo Fundo e a cidade de São Borja, na divisa com a Argentina. No ano passado, o grupo percorreu o Vale Europeu, entre Timbó e Indaial.

Ciclistas completaram o desafio de bike até São Francisco do Sul

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE SANTA CATARINA 2ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE CAMPOS NOVOS – SC EDITAL DE LEILÃO e INTIMAÇÃO 1º Leilão: 30/11/2016 às 15 horas (valor não inferior ao da avaliação). 2º Leilão: 14/12/2016 às 15 horas (pela melhor oferta, desde que valor não vil - a partir de 51% do valor de avaliação). Local: Átrio do Fórum da Comarca de Campos Novos/ SC – Rua Lauro Müller, nº 121, Centro, Campos Novos – SC. Daniella Bianchini Spuldaro, Leiloeira Pública Oficial e Rural, devidamente autorizada pelo Exmo. Senhor Doutor Juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Campos Novos - SC, Dr. Juliano Schneider de Souza, venderá em Hasta Pública Presencial, na forma da lei, em data, hora e local supracitados, na modalidade ad corpus e no estado em que se encontram os bens penhorados nos processos a seguir descritos: Processo nº: 0004199-63.2012.8.24.0014 Exequente: Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Associados Altos da Serra – Sicredi Altos da Serra Executados: Indústria e Comércio de Papéis e Embalagens N S de Iemanjar Ltda. – ME (Campos Novos Embalagens Ltda – ME) e Leomar Manoel Padilha Bem: UM TERRENO RURAL, com área de 74.112,50m² (setenta e quatro mil, cento e doze metros e cinqüenta centímetros quadrados) de propriedade de Leomar Manoel Padilha, dentro de uma área maior de 296.450,00m² da “Invernada dos Negros”, Campos Novos - SC, matriculado sob nº 19.796, do CRI da Comarca de Campos Novos, confrontando ao Norte com sucessores de Natalício Pereira de Lima; ao Sul, com Rui Padilha Rosa; ao Leste, com Luiz Eri Padilha da Rosa; e Oeste, com Enedir Padilha da Rosa. Avaliado em R$ 91.875,00 (noventa e um mil, oitocentos e setenta e cinco reais), em 27.09.2016.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ELEIÇÕES SINDICAIS Faço saber, pelo presente Edital, a todas as empresas de jornais e revistas deste Estado, em pleno gozo de seus direitos estatuários, que no dia 16 de dezembro de 2016, no período das 10h às 16h, será realizada Assembléia Geral Extraordinária deste Sindicato, na sede social da entidade sito à Rua Conselheiro Mafra, 758 Sala 102 Edifício Comercial Kosmos 1º andar, nesta Capital, para a eleição da Diretoria, do Conselho Fiscal, dos representantes em entidades superiores e seus respectivos suplentes, para o triênio 2017-2019. O registro de chapas deverá ser feito no período compreendido entre 16/11/2016 e 01/12/2016, na Secretaria do Sindicato, no horário: das 10h às 12h e das 14h às 16h (art. 47, alíneas “a” e “b” do Estatuto). É estabelecido o prazo de 5 (cinco) à 15 (quinze) dias após o registro da chapa para eventual impugnação de candidatura (art. 47, alínea “c” do Estatuto). Na hipótese de não haver quorum suficiente para realização da eleição, será realizada uma nova assembléia no dia 17/12/2016. Permanecendo a falta de quorum nesta segunda convocação, será realizada uma terceira assembléia no dia 20/12/2016 (art. 47, alínea “d” do Estatuto). Faço saber, ainda, que a Secretaria da entidade está habilitada a esclarecer e informar a qualquer empresa associada sobre o processo eleitoral. Florianópolis, 16 de novembro de 2016. Ronaldo Roratto Presidente

Folha Independente

Estava amanhecendo o sábado (12) quando os ciclistas da Associação de Ciclistas de Campos Novos (Acican) partiram para seu sexto grande desafio de cicloturismo. Todos os anos, desde 2011, no mês de novembro, os amigos iniciam o pedal em Campos Novos e rumam a um destino definido e organizado pelo grupo. A aventura de bike neste ano, foi até São Francisco do Sul, litoral norte de Santa Catarina e contou com a participação de 20 ciclistas. Foram três dias de muito pedal, diversão e amizades pelo caminho com passagem pelas cidades de Pouso re-

dondo, Rio do Sul, Pomerode, Jaraguá do Sul e Joinville. O objetivo principal do grupo é promover o cicloturismo na região de Campos Novos, divulgando a alegria, felicidade e bem-estar físico e mental que o ciclismo proporciona a seus praticantes. O trajeto inicia cedo, com mais de seis horas de pedal diários e o roteiro foi concluído na segunda-feira (14), mesclando trechos de elevação acentuada e pedal leve. No primeiro dia, o itinerário partiu de Campos Novos até Pouso Redondo, percorrendo aproximadamente 145 Km. No segundo dia de viagem (13), a equipe chegou a Pomerode, em outros 132 Km. Na segunda (14), os ciclistas seguiram até São Francisco do Sul, percorrendo o último percurso de 95

SINDICATO DAS EMPRESAS PROPRIETÁRIAS DE JORNAIS E REVISTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA

Pelo presente edital, ficam intimados os executados, cônjuges ou conviventes; credores hipotecários, pignoratícios ou anticréticos; usufrutuários; proprietários/coproprietários, senhorio direto, nos termos do art. 889, incisos e Parágrafo Único do NCPC. A arrematação será procedida com pagamento à vista, ou poderá ser parcelada, com oferta de no mínimo 25% (vinte e cinco por cento) à vista, e o restante em até 30 parcelas mensais corrigidas monetariamente pela taxa Selic, garantido pela hipoteca do próprio imóvel, ou com caução em caso de bens móveis; todavia, eventual atraso no pagamento incidirá multa de 10% sobre o saldo devedor em favor do exequente. A comissão da Leiloeira, paga à vista, será de 5% (cinco por cento), e correrá por conta do arrematante, adjudicante, em caso de arrematação ou adjudicação; e de 2% pelo remitente, em caso de acordo/remição. A comissão da Leiloeira é ônus sucumbencial, portanto, não será devolvida a comissão em caso de desistência. Nos casos de dissolução consensual entre as partes e/ou nos casos de suspensão ou extinção da ação depois de iniciados os atos preparatórios da hasta pública, esta somente será suspensa após o pagamento das custas e demais despesas processuais, inclusive aquelas da leiloeira, observado o mínimo correspondente a 200 URCE´s. Maiores informações com a Leiloeira, escritório na Rua Fausto de Souza, nº 14, Centro, Lages/SC, pelos fones/ fax (49) 3229-2486 ou 9913-0550, ou através do Edital veiculado no site www.dbsleiloes.com.br . Daniella Bianchini Spuldaro Leiloeira Oficial - AARC 214 Leiloeira Rural - 033


13

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

PECUÁRIA

SC TEM A MENOR INCIDÊNCIA DE BRUCELOSE BOVINA DO PAÍS

Santa Catarina é o estado brasileiro com a menor incidência de brucelose bovina. Com apenas 0,9% dos rebanhos infectados, o estado é classificado pelo Ministério da Agricultura como de “Risco Muito Baixo”. Apesar de poucos animais acometidos por brucelose bovina no estado, a Secretaria da Agricultura e da Pesca e a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) emitiram na terça-feira (8), uma Nota Técnica para orientar os produtores e trabalhadores do meio rural sobre os riscos da doença. Hoje, a Cidasc tem 150 propriedades com a presença de brucelose bovina registradas em Santa Catarina, número que representa 0,075% do total de propriedades rurais do estado. Os animais acometidos pela doença são abatidos sanitariamente e os proprietários indenizados pela Secretaria da Agricultura, através do Fundo Estadual de Sanidade Animal (Fundesa). O secretário da Agricultura, Moacir Sopelsa, explica que o Fundesa faz parte da política de defesa sanitária do Governo do Estado e que, em 2016, já foram investidos mais de R$ 2,8 milhões para o pagamento de indenizações. “Com a indenização, os produtores podem adquirir animais sadios para continuarem a produção de carne e leite. Lembrando que a erradicação da brucelose não é importante apenas para a saúde dos rebanhos, mas também para a saúde da família e dos funcionários rurais”, afirmou. Por ser transmissível para os seres humanos, a presença de animais doentes nas propriedades rurais pode colocar em risco a saúde dos trabalhadores e suas famílias. O principal sintoma da brucelose nos bovinos é o aborto e a transmissão para os humanos acontece pelo contato com o feto e tecidos do aborto, ao limpar retenções de placenta, e também ingerindo leite cru e

produtos derivados do leite sem pasteurização ou sem fervura. A Secretaria da Agricultura e a Cidasc indicam que os produtores usem luvas para trabalhar com os animais, principalmente em partos. Em caso de abortos nos animais, o produtor deve procurar a Cidasc para mais informações. A Secretaria da Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, realiza exames clínicos e laboratoriais em todas as pessoas que tiveram contato com os bovinos doentes, ou se alimentaram do leite ou queijo deste rebanho. O tratamento é gratuito e os pacientes são monitorados pela diretoria durante dois anos. A brucelose bovina se espalha entre os animais principalmente através da pastagem, já que, quando a vaca sofre o aborto, a bactéria causadora da doença (Brucella) pode permanecer viva por cerca de seis meses na vegetação. Em todo país é exigido dos produtores que façam exames nos animais comprados para reprodução, que podem ser realizados por mais de 400 médicos veterinários habilitados pelo Ministério da Agricultura em todas as regiões do estado. A orientação da Cidasc é que, independente das exigências sanitárias da legislação, o produtor deve sempre buscar a assistência veterinária para a correta identificação e

controle de doenças em sua propriedade, com consequente aumento da produtividade, dos lucros e redução dos riscos sanitários para os animais e humanos. Além do controle do trânsito de reprodutores, a Cidasc realiza vigilância ativa na cadeia produtiva do leite, com amostras de leite testadas para brucelose. Caso a amostra tenha resultado positivo, serão feitos exames de sangue nos animais. Em 2016, mais de quatro mil exames em leite foram realizados em diferentes regiões. No município de Seara, a prefeitura e a Cidasc trabalham juntas e até o momento já foram testadas 460 amostras de leite, com apenas três resultados positivos. Estas propriedades estão sendo visitadas pela médica veterinária do município para coleta de sangue e investigação da doença.

INFORMATIVO TÉCNICO

O COBALTO NA SEMENTE DE SOJA O cobalto é um micronutriente essencial e precursor da enzima cobamina (vitamina B 12) na biologia de bactérias fixadoras de nitrogênio da atmosfera (Bradyrhizobium). Depois de absorvido pela semente de soja o cobalto ocupa posição preferencial à de ferro nos sítios da leghemoglobina, por esse motivo o cobalto no tratamento de sementes pode causar sintomas de deficiência de ferro na folha unifoliolada de soja. O sintoma

VACINAÇÃO O uso da vacinação em massa, com a vacina B19, é recomendado apenas para estados que possuem altos índices da doença, portanto é proibida em Santa Catarina. O rebanho catarinense pode ser vacinado com amostra RB51, seguindo as normas do Regulamento Técnico do Programa de Erradicação da Brucelose Bovina e Bubalina no Estado de Santa Catarina. Divulgação

Com apenas 0,9% dos rebanhos infectados, o estado é classificado pelo Ministério da Agricultura como de “Risco Muito Baixo”

de deficiência induzida de ferro aparece nas plântulas de soja, após a germinação, até duas semanas depois da emergência. Ao formar-se a primeira folha trifoliolada, pela baixa mobilidade de cobalto, a deficiência induzida de ferro desaparece sem causar danos ou impacto negativo sobre as plantas de soja. A aplicação de cobalto nas sementes, em geral, tem cobertura desuniforme por isso, na lavoura, aparecem plantas isoladas com deficiência induzida de ferro na folha unifoliolada e outras, sem o sintoma. O amarelecimento da folha nas plântulas de soja preocupa o agricultor, entretanto,a deficiência induzida de ferro não causa prejuízo ao desenvolvimento das plantas nem redução no rendimento de grãos.

Eng. Agr. Nelson da Costa Junior – Gerente Técnico.

As mais avançadas soluções ao agronegócio você encontra na Verdes Campos BR-282, km 345, Ernesto Zortea, saída para Joaçaba Telefone: (49) 3544-2770 Filial Brunópolis - Rua Joaquim Rosa Nº 321 Telefone: (49) 3556-0268


14

Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

AVISO DE LICITAÇÃO MUNICÍPIO DE CAMPOS NOVOS LEILÃO Nº 004/2016 O Município de Campos Novos torna público que fará realizar no dia 05 de dezembro de 2016 às 14h, nas dependências da Secretaria Municipal de Transportes, Obras e Urbanismo, situada na Rua Genoval Alves Sampaio, n° 90, Bairro Santo Antônio, Campos Novos/SC, o LEILÃO DE BENS INSERVÍVEIS AO MUNICÍPIO DE CAMPOS NOVOS. O Edital que está amparado na lei de licitações encontra-se à disposição dos interessados no site www.camposnovos.sc.gov.br ou na sede da Prefeitura, localizado na Rua Expedicionário João Batista de Almeida nº 323, no horário das 13h30 às 18h30, diariamente. Campos Novos, 17 de novembro de 2016.

Nelson Cruz Prefeito Municipal


Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

15

INVESTIMENTO

COPERCAMPOS INAUGURA SUPERMERCADO EM CAPINZAL • Participe da 8º Festa do Quilombo na Comunidade Invernada dos Negros. Será dia 20 de novembro com a seguinte programação: 9h – Procissão de Nossa Senhora Aparecida, saída da Comunidade do Candido até a Corredeira. 10h – Início da Laçada Vaca Mecânica. 11h – Santa Missa. 12h – Almoço. 15h – Matine com o Conjunto Herança de Gaiteiro. Participe. • Os Festeiros, Cônsules de Nossa Senhora, trabalhadores, organizadores, juntamente com os Padres do Santuário de Tupanci (RS), convidam para Romaria a Nossa Senhora da Saúde. Será dia 27 de novembro. Desde já te acolhemos com votos de boas vindas. • Vem aí, o Bingão de Natal, do Lions Clube Aliança. Será dia 10 de dezembro no Salão Paroquial, com premiação de R$ 2 mil. Valor da cartela R$ 3,00. Participe! Divulgação

A Copercampos inaugurou na quarta-feira (16), em Capinzal, o segundo supermercado da rede em outro município. A solenidade de inauguração contou com a presença de aproximadamente 500 pessoas, entre elas, diretores, gerentes e funcionários da cooperativa, além de autoridades locais. Com investimento aproximado de R$ 14 milhões, o novo empreendimento da Copercampos conta com mais de 3,7 mil m² de área construída, capacidade para 100 vagas de estacionamento, além dos setores tradicionais de hortifrúti e açougue, possui também área de alimentação em anexo a padaria e quatro salas comerciais anexas disponíveis para locação. De início são 55 novos empregos. O Supermercado Copercampos de Capinzal está localizado no trevo de acesso ao município de Piratuba, bairro São Cristóvão. Horário de atendimento é das 09h às 21h de segunda a sexta-feira e aos sábados das 09h às 20h. Hoje a Copercampos conta com cinco Lojas de Supermercados, sendo três localizadas em Campos Novos, uma em Otacílio Costa e outra em Capinzal.

Divulgação

Cooperativa inaugura sua quinta loja de supermercados da rede Copercampos

Investimento da Copercampos foi de R$ 14 milhões no novo supermercado


Sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Folha Independente Nº 161 18/11/2016