Issuu on Google+

04 DE DEZEMBRO DE 2013

QUARTA-FEIRA

A1

Q U A R T A - F E I R A , 0 4 D E D E Z E M B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 6 1

nº 1061, ANO 10 R$ 2,00

PARANÁ COMPETITIVO

Investimentos finalmente chegam à região, mas valor é mínimo se comparado a outras regiões

DIVULGAÇÃO

Após dois anos e meio, o programa Paraná Competitivo finalmente chegou ao Norte Pioneiro, até então a única região do Estado sem a presença de recursos do programa (que em dois anos e meio já investiu quase R$ 25 bilhões em empresas privadas do Paraná). Nesta terça-feira o governo do Estado anunciou investimentos de R$ 14 milhões na Frangos Pioneiro, em Joaquim Távora, para a ampliação do abatedouro da empresa. Contudo, comparando os valores, percebe-se que o Norte Pioneiro ainda pena na questão de investimentos industriais. PÁGINA A8 - Por Lucas Aleixo

ALEMOA ANTÔNIO DE PICOLLI

Richa anuncia alta de 4,6% do PIB do Paraná em 2013

DIVULGAÇÃO

Corpos das duas vítimas de afogamento são encontrados Os corpos dos dois homens que morreram afogados na prainha na Alemoa foram encontrados nesta terçafeira (3) por uma equipe do Corpo de Bombeiros de Santo Antônio da Platina. Ambos foram encontrados há alguns metros do local onde o barco que estavam virar, durante a tarde do último domingo (1). PÁGINA A4

O governador Beto Richa (PSDB) anunciou nesta terça-feira (03) um crescimento de 4,6% para o Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná neste ano. Durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Paraná (Cedes), realizada no Palácio Iguaçu, Richa destacou que o bom ambiente de negócios contribuiu para puxar a taxa paranaense. PÁGINA A3

Aluna da rede pública desenvolve Aquecedor sustentável para escola

EDUCAÇÃO

A aluna Taynara Lyandra Antonio , do 9º Ano da Escola Estadual do Campo Maria Ferreira, localizada no distrito administrativo da Cachoeira, em Ribeirão Claro, foi a representante paranaense no Projeto de Consumo de Energia Racional Sustentável em um encontro realizado em Brasília na última semana. PÁGINA A4

A comissão especial da Câmara dos Deputados que discute a reformulação do ensino médio aprovou o relatório final que apresenta mudanças para reformação da modalidade.

Comissão aprova mudanças para o ensino médio PÁGINA A3


Q U A R T A - F E I R A , 0 4 D E D E Z E M B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 6 1

A2

OPINIÃO

COMIDA CASEIRA DE SABOR ÚNICO

O enorme presente Por KAREN CÂMARA

Médica e Psicanalista

Artistas e pensadores vivem perplexos — não sabem o que filmar, escrever, formular. Sinto em mim mesmo como é difícil criar sem esperança ou finalidade Um amigo meu, cultíssimo, tem um filho muito “conectado” na internet. E o menino disse a ele: “Pai, você sabe tudo que já aconteceu, mas não sabe nada que está acontecendo”. O pai, como todos nós, embatucou. A mutação cultural dos últimos anos foi tão forte, a turbulência no mundo pós-industrial dissolveu tantas certezas, que caímos num vácuo de rotas. Artistas e pensadores vivem perplexos — não sabem o que filmar, escrever, formular. Sinto em mim mesmo como é difícil criar sem esperança ou finalidade. Como era gostoso nosso modernismo, os cinemas novos, os movimentos literários, as cozinhas ideológicas. Os criadores se sentiam demiurgos falando para muitos. Sei que, neste exato momento, jovens filhos da web, os “hackers” da arte devem estar rindo de mim. Por isso, lembro a frase de Drummond: “Cansei de ser moderno, quero ser eterno...” (“frase manjada”, dirão meus inimigos...); tudo bem, mas sinto muita falta do tempo em que alguma “síntese”, mesmo ilusória, nos era oferecida. Aí, a “contemporaneidade”, esse “faz-tudo” do novo vocabulário, inventou a “utopia da distopia”. Nada como uma boa distopia para saciar nossa fome de certezas. Vá em qualquer exposição de arte e veja o “conceito” ou a “narrativa” (outras palavras de mil utilidades) das obras: “o futuro vai ser uma bosta”. E os artistas vibram de orgulho, radiantes como profetas do nada. A fruição poética é impedida, como se o prazer fosse uma coisa reacionária, “alienada”, nos levando a ignorar o “mal do mundo”. Há uma encruzilhada de linguagens, uma mutação no pensamento. As palavras que eram nosso muro de arrimo foram esvaziadas e ficamos à deriva. Por exemplo, “futuro”. Que quer dizer? Antes, era visto como um lugar a que chegaríamos. Agora, no lugar de “futuro”, temos um presente incessante, sem ponto de chegada. Pela influência do avanço tecnológico da informação e pelo mercado global, foram se afastando do grande público as criações artísticas e literárias, as ideias filosóficas, os valores. “Toda aquela dimensão espiritual chamada antigamente de cultura que, ainda que confinada nas elites, transbordava sobre o conjunto da sociedade e nela influía, dando uma razão de ser para a existência” — escreveu Vargas Llosa. Passamos a viver diante de telas — ou TV ou games que nos matam a fome de sentido. Surgiu uma “segunda vida” digital e audiovisual que nos afasta do antigo vazio da realidade misteriosa. Nas telas, nos games nossa existência se explica; é só seguir as regras do jogo. Agora, na falta das “grandes narrativas” do passado, estamos a idealizar irrelevâncias, porque ali pode haver pistas para novas “verdades” a desvelar. Nunca tivemos tantos criadores, tanta produção cultural enchendo nossos olhos e ouvidos com uma euforia medíocre, mas autêntica. A aura deslizou da obra para o próprio autor. Há uma grande vitalidade neste cafajestismo poético, enchendo a “web” de grafites delirantes. Não sei em que isso vai dar, mas o tal “futuro” chegou. Talvez este excesso de “irrelevâncias” esteja produzindo

um acervo de conceitos “relevantes”, ainda despercebidos. Podemos nos arriscar ao erro com mais alegria; mas, isso não pode justificar um desprezo pela excelência. As tentativas de “grande arte” são vistas com desconfiança, como atitudes conservadoras, diante da cachoeira de produções que navegam no ar. Isso me lembra o tempo em que achávamos que o “fluxo da consciência”, “the stream of consciousness”, ou o discurso psicótico continham uma sabedoria insuspeitada. Hoje há uma espécie de presente eterno, que esqueceu o passado ou as influências dele. Como se crianças nascessem por geração espontânea, sem pai nem mãe. Uma psicanalista me disse que estão todos desesperados na profissão, porque os pacientes não têm mais interioridade. Não têm sobre o que refletir. A psicanálise está diante de um tipo de subjetividade inesperada. Nas artes, o mesmo. Na literatura nova atual, sente-se que a busca não é só de um tema ou assunto, mas que a preocupação maior é “como” escrever. Como ser “contemporâneo”? Como buscar um sentido para a falta de sentido? A própria superficialidade ou talvez a vulgaridade, a irrelevância sejam relevantes — acham. A irrelevância é buscada. Temos de ter um “não enredo”, um “não final” , uma “não explicação” buscada. A utopia da distopia. Há livros cultuados na literatura contemporânea que são absolutamente insuportáveis, mas que são vendidos (e lidos?) para milhões que acham aquilo arte “da hora”. É o difícil superficial, o óbvio disfarçado de profundo. Aliás, a própria crítica está intimidada, porque “julgar” algo pode denotar que o sujeito que ousou fazê-lo teria opiniões conservadoras, que ele seria um crítico “estraga prazer”, um intrometido. Será que houve a morte da “importância”? Ou ela seria justamente esta explosão de conteúdos e autores? O “importante” seria agora o quantitativo? Não sei; mas, se tudo é “importante”, nada o é. A importância de uma obra reside no grau de decifração da vida de seu tempo e para onde ela aponta, mesmo no túnel sem luz. Se olharmos as obras primas de, digamos, Jan Van Eyck, o gênio holandês, vemos ali todo o espírito da Idade Média, revelada nos detalhes mais banais, mesmo nas encomendas de príncipes ou cardeais. Contudo, é preciso que esses tópicos sejam discutidos, pois na tal conversa do pai erudito com o filho conectado, a resposta do pai poderia ser: “Você acha que sabe tudo que está acontecendo e nada sabe sobre o que já aconteceu”. Por isso, dou uma pequena contribuição ao assunto: tenho um filho de 13 anos. Eu, zeloso pai, botei o Quarteto de Cordas opus 133 de Beethoven para que ele ouvisse um momento máximo da história da música. Ouviu tudo atentamente enquanto, no ritmo exato do quarteto, jogava um game, no Xbox. Beethoven e o game se uniram em harmonia. Talvez haja futuro.

Comente o artigo http://issuu.com/ folhaextra

Por um outro dezembro Por MARCUS FAUSTINI

Jornalista, documentarista, diretor teatral e escritor

S

omos seres culturais, nossa potência e fragilidade. Esse dezembro sabe disso e faz de tudo para capturar nossa potência, eis a nossa fragilidade Dezembro nos torna frágeis. Um mês inteiro em que o mundo das mercadorias avança sobre nós, com diversos avatares, devastando tudo que não é parecido com elas. Fica fora desse dezembro o entendimento do país em que vivemos, a experiência com a arte, as vivências afetivas que não são mediadas pela monetização. Os projetos singulares e comunitários. Mas isso tudo é feito de forma envolvente, convocando todos os nossos sentidos, o que demonstra nossa fragilidade. O afeto é reduzido a um intercâmbio entre os sujeitos a partir da renda. Esse dezembro usa fragmentos e restos de culturas históricas de solidariedade (seja religião ou práticas comunitárias), mimetiza em aparência, mas altera seu sentido e controla nossos desejos para um único repertório de formas de celebrar que faz girar o mundo da circulação de mercadorias. Eis o objetivo perverso de tamanho ilusório jardim das delícias diante de nós. Sem essa circulação frenética, o

capitalismo não aumenta seu lucro. Esse dezembro quer uma outra mercadoria que temos ou podemos ter (no endividamento fantasioso do crédito), o dinheiro. E ele é pragmático, faz de tudo para isso. Somos seres culturais, nossa potência e fragilidade. Esse dezembro sabe disso e faz de tudo para capturar nossa potência, eis a nossa fragilidade.

cie e as aparências de produtos. Todo processo de decisões que faz chegar esse produto até nós é escondido. De outro lado, a convocação para o consumo assume ar de guerra, mimetizando toda a programação de lutas e campeonatos — até o dono de uma loja de artigos domésticos e eletrônicos se torna um “cabra macho” que luta pelo melhor preço para

menos carro. Tem carro que vira bicho! Não estamos propondo aqui ignorar este mundo, uma abstinência moral ou militante que depois nos devolve numa ressaca, com entrega total, ao longo dos outros meses, a essa convocação. Sabemos que nada mais está fora do sistema em que vivemos. Que ele é rápido em capturar inven-

Todo tipo de estratégia é usado para a captura de nossa atenção para o mundo das mercadorias. Fazendo delas espelhos de nossos desejos. Reduzindo nossas possibilidades de ação ao consumo. Todo tipo de estratégia é usado para a captura de nossa atenção para o mundo das mercadorias. Fazendo delas espelhos de nossos desejos. Reduzindo nossas possibilidades de ação ao consumo. De um lado, esse mundo das mercadorias se apresenta como promessa de afeto, de “ma vie en rose”, onde a vida no mundo das mercadorias seria um supermercado sensual, amoroso, nos envolvendo em escolhas de consumo em que precisamos nos preocupar apenas com a superfí-

você, e sua tarefa é não deixar de fazer parte desse time. E, saiba, nenhuma classe fica de fora, o mundo sedutor das imagens da mercadoria também oferece um universo particular, especial, apenas seu, como forma de se distinguir de outros. Um lugar único, de prazeres únicos. Finalmente, para todos, temos o refrigerante que oferece paz, amor, carinho, desde que exista sua presença na mesa da ceia. Ah, os comerciais de carro são os mais agressivos, tentando ser tudo,

ções e formas de vida alternativas. Entretanto, pequenos e permanentes foras são necessários, mesmo dentro, para mantermos a bússola do humano. Por isso, aproveito este espaço para uma convocação afetiva de um papel mais ativo dos sujeitos para um outro dezembro.

Comente o artigo http://issuu.com/ folhaextra


Q U A R T A - F E I R A , 0 4 D E D E Z E M B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 6 1

A3

VIDA PÚBLICA

Richa anuncia alta de 4,6% do PIB do Paraná em 2013 AEN

O governador Beto Richa (PSDB) anunciou nesta terça-feira (03) um crescimento de 4,6% para o Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná neste ano. Durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Paraná (Cedes), realizada no Palácio Iguaçu, Richa destacou que o bom ambiente de negócios contribuiu para puxar a taxa paranaense. “Vivemos um momento histórico, com grandes investimentos industriais e criação de milhares de novos empregos em todos os setores. Aliado a isso, o agronegócio, que é o motor da nossa economia, demonstra toda a sua capacidade, batendo recorde de produção”, disse o governador Beto Richa. O índice calculado pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) mostra a expansão do PIB de janeiro a setembro de 2013, em comparação com igual período de 2012. No País, a variação foi de 2,4% no mesmo espaço de tempo, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O economista Francisco José Gouveia de Castro, do Ipardes, confirma que a maior intensidade de crescimento da economia paranaense em relação à média brasileira pode ser atribuída à

DIVULGAÇÃO

forte recuperação da renda do agronegócio, a vitalidade do mercado de trabalho e à produção industrial. SETORES Na agricultura, os preços internacionais favoreceram o setor. Além disso, o Estado colheu uma safra recorde de verão em 2013. Foram colhidas mais de 23 milhões de toneladas - 31% maior que a do ano anterior. Na indústria, a produção do Estado, medida pela Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF), do IBGE, cresceu 4% entre janeiro e setembro de 2013 sobre o mesmo período de 2012. No País, o índice ficou positivo em 1,6%. Três segmentos industriais apresentaram crescimento destacado no Paraná, puxados pelos bons resultados da agropecuária. A fabricação de veículos teve alta de 15,5% - especialmente pela maior produção de caminhões. No ramo de máquinas e equipamentos a alta foi de 15,1%, enquanto a área de produtos químicos teve acréscimo de 14,2%. No comércio, o faturamento real (com dedução da inflação) do varejo no Paraná registrou ampliação de 6,8%, entre janeiro e setembro de 2013. Neste setor, o aumento das vendas de combustíveis (11%) e veículos (8,8%) foi influenciado pelo aumento da renda no campo. Em razão do aquecimento do emprego e da renda dos paranaenses, houve altas expressi-

Governador fez o anúncio dauten reunião do Cedes vas no comércio de produtos farmacêuticos e de perfumaria (10,5%), artigos de utilização doméstica (10,1%), eletrodomésticos (9,4%), livros, jornais e revistas (8,2%) e material de construção (7,5%). EMPREGO De acordo com o IBGE, o efetivo de mão de obra da indústria do Paraná cresceu por 41 meses sem interrupção, entre março de 2010 e julho de 2013. Mesmo com os declínios de constatados em agosto e setembro, o empre-

go fabril paranaense ficou posito em 0,5% no ano. Além disso, as estatísticas do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), mostram que o Paraná foi o terceiro maior gerador de ocupações com carteira assinada no País janeiro e outubro de 2013, respondendo por 8,6% das vagas líquidas abertas, ficando atrás somente de São Paulo (29,8%) e Minas Gerais (10,2%). “É igualmente fácil notar um pronunciado componente de interiorização nos fluxos incrementais do fator trabalho no

Governo dispensa licenciamento para atividades agrícolas de baixo impacto ambiental O objetivo é garantir maior agilidade para os produtores rurais, que precisam do documento para adquirir empréstimos e financiamentos, e desafogar as atividades do órgão responsável pelo licenciamento e fiscalização ambiental no Paraná DA ASSESSORIA O governo do Paraná, através do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), dispensou o licenciamento ambiental para diversas atividades agrícolas de baixo impacto e que contribuem para o desenvolvimento rural. O objetivo é garantir maior agilidade para os produtores rurais, que precisam do documento para adquirir empréstimos e financiamentos, e desafogar as atividades do órgão responsável pelo licenciamento e fiscalização ambiental no Paraná. “Essa é uma demanda antiga dos produtores rurais que dependiam do documento do IAP para conseguir crédito e empréstimos junto às instituições financeiras, que entendiam ser necessária uma declaração do IAP em que a atividade rural estava de acordo com a legislação. Dessa forma, diminuímos a demanda do IAP que é enorme e ajudamos aqueles que querem contribuir para o desenvolvimento sustentável do nosso Estado”, explicou o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto. As atividades dispensadas de Licenciamento Ambiental Estadual estão listadas na portaria nº 304/2013, que revoga a portaria nº 090/2011. Com a nova

portaria as atividades ficam automaticamente dispensadas do requerimento da declaração da Dispensa de Licenciamento Ambiental Estadual (DLAE) pelos produtores rurais e a sua emissão por parte do IAP. “Com a portaria, os proprietários rurais estão dispensados do licenciamento ambiental emitido pelo IAP e assim estão automaticamente, autorizados pelo órgão, a realizar as obras e operar as atividades listadas na Portaria. Contudo, deve ser respeitada a legislação ambiental vigente e atender as exigências estabelecidas nas demais legislações do Estado, e também nas esferas Federal e Municipais.”, explica a Diretora de Monitoramento Ambiental e Controle da Poluição, Ivonete Chaves. Entre as diversas atividades que foram dispensadas de licenciamento ambiental estão: benfeitorias e equipamentos para apicultura; aquisição de diversos maquinários, sistemas de rastreabilidade de animais; implantação e reformas em pomares e produção de flores; recuperação de pastagem; adequação de solo para plantio; implantação e melhorias em sistemas de armazenagem, secagem e beneficiamento de sementes. As mudanças não isentam os proprietários rurais de suas respon-

sabilidades quanto a preservação do meio ambiente e de obedecerem aos limites estabelecidos nas normas ambientais. AMARZENAGEM Com a portaria, o Paraná deve aumentar a sua capacidade de armazenagem de grãos nas propriedades rurais, podendo trabalhar melhor a logística de transporte da carga. A dispensa do licenciamento ambiental facilita a implantação, ampliação e operação de armazéns, silos, equipamentos de secagem e beneficiamento de produtos agrícolas não industrializados em propriedades rurais, fora do perímetro urbano. O limite máximo para armazenagem da produção estabelecido na portaria é de até 7.500 toneladas e deve atender os critérios para controle das emissões atmosféricas estabelecidos no artigo 1º da resolução SEMA 058/2007. “A portaria contribui para atender um déficit de armazenagem do Estado que gira em torno de 10 milhões de tonelada e irá beneficiar um grande número de produtores rurais no Estado”, comenta o presidente do IAP. Segundo dados da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP), em 2013, o potencial de produção de grãos foi de 37

milhões de toneladas para uma capacidade de armazenagem de apenas 27 milhões, o que significa um déficit para armazenagem de 30% da safra. “Os produtores rurais paranaenses tinham dificuldades de investir em armazéns e um pequeno número deles possui unidade armazenadora na sua propriedade. As poucas unidades que existem estão instaladas em propriedades de médio e grande porte, cuja capacidade armazenadora é de silos para mais de 10.000 sacas de 60 kg”, explicou o coordenador do Departamento Técnico e Econômico da FAEP, Pedro Loyola. Ele lembra que há um extrato fundiário representativo de propriedades produtoras de grãos, principalmente soja e milho, que tem interesse em investir em armazéns. “Diante dessa oportunidade de reduzir o déficit em armazenagem nos próximos anos e como o Paraná possui uma estrutura fundiária com 92% dos imóveis rurais com área consideradas pequenas e médias, a FAEP analisou a viabilidade econômica e financeira de alguns projetos para esse universo representativo de produtores investirem em silos. A análise revelou que a maioria dos projetos são viáveis”, conta Loyola.

Estado, retratado na participação de 92,1% do interior no volume de postos formais criados no setor industrial - que exibe remunerações em média 40% superiores aos demais setores”, analisa o economista do Ipardes. Segundo ele, desde 2011 a contribuição dos municípios do interior no emprego industrial foi de 82%, contra 67,8% no intervalo 2003-2010. “Ressalte-se que o acréscimo do pessoal ocupado com carteira assinada na indústria no interior vem acontecendo sem a perda de embalo da Região

Metropolitana de Curitiba, tem a menor taxa de desemprego do País”, afirma Gouveia de Castro. 2014 Para o economista Francisco José Gouveia de Castro, o Paraná deve manter a boa performance em 2014 com base na recuperação da produção e rentabilidade do agronegócio; maturação da carteira de mais de R$ 26 bilhões de empreendimentos do programa Paraná Competitivo; e impulsão dos investimentos em obras de infraestrutura.

Comissão aprova mudanças no ensino médio DA ASSESSORIA

A comissão especial da Câmara dos Deputados que discute a reformulação do ensino médio aprovou o relatório final que apresenta mudanças para reformação da modalidade. Entre as propostas está o ensino médio integral para 50% dos alunos da etapa de ensino no prazo de cinco anos após a aprovação da matéria. O objetivo é que, em dez anos, a totalidade das escolas ofereça o ensino médio com sete horas diárias de atividades em sala da aula. Outra mudança determina que a grade curricular seja dividida por área de conhecimento, e não mais por disciplina. No último ano do ensino médio, os estudantes poderão escolher um destes segmentos: linguagens; matemática; ciências da natureza e humanas; ou, ainda, optar pela formação profissional. Além disso, o aluno, ao concluir o ensino médio, poderá cursar nova-

mente o 3º ano, priorizando uma outra área do conhecimento. O relatório estabelece ainda que o ensino médio noturno só poderá ser cursado por pessoas com mais de 18 anos e terá uma carga reduzida de quatro horas diárias, com duração de quatro anos. Membro da Comissão Especial, o deputado federal Alex Canziani (PTB) adianta quais serão os próximos passos da Comissão. “Vamos encaminhar as principais propostas para o MEC. Também vamos elaborar um projeto de lei com essas propostas. E para o ano que vem vamos criar uma nova Comissão para avaliar essas mudanças que estamos propondo, como o currículo mais enxuto, entre outras propostas que vão refletir significativamente para mudarmos o nosso ensino médio para melhor”, destacou o deputado da educação, que também preside a Frente Parlamentar da Educação do Congresso Nacional. O Ministério da Educação anunciou investimento de R$ 1 bilhão no Pacto Nacional pelo fortalecimento do ensino médio, que prevê a formação continuada de professores do ensino médio público. DIVULGAÇÃO

Deputado Canziani é um dos integrantes da comissão


Q U A R T A - F E I R A , 0 4 D E D E Z E M B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 6 1

CIDADES

COLUNA DA PÁGINA

ALEMOA

AGRONEGÓCIOS

Corpos das duas vítimas de afogamento são encontrados

Brasil exporta em novembro 150% mais ante mesmo mês de 2012

Antônio Alves e Odair dos Santos morreram afogados após o barco que estavam virar, no último domingo ANTÔNIO DE PICOLLI

DA REDAÇÃO

Os corpos dos dois homens que morreram afogados na prainha na Alemoa foram encontrados nesta terça-feira (3) por uma equipe do Corpo de Bombeiros de Santo Antônio da Platina. Ambos foram encontrados há alguns metros do local onde o barco que estavam virar, durante a tarde do último domingo (1). O primeiro corpo a boiar foi de Antônio Alves, de 51 anos, por volta das 8h30 de ontem. A segunda vítima, Odair dos Santos, 37 anos, só apareceu por volta das 19h30, já quando os bombeiros se preparavam para ir embora, levando em consideração que as buscas são realizadas apenas durante o dia. O ACIDENTE Além de Antônio e Odair, outras duas pessoas ocupavam um pequeno barco com o objetivo de pescar, próximo a prainha da

Mergulhadores dos bombeiros durante as buscas pelos corpos Alemoa. Quando o barco virou, os outros dois ocupantes conseguiram nadar até a parte rasa da represa, porém as duas vítimas não tiveram a mesma sorte e morreram afogadas.

Desde então uma equipe de bombeiros de Santo Antônio da Platina tem realizado buscas para localizar os dois corpos que estavam desaparecidos. Os corpos das duas vítimas, que

eram moradores do próprio distrito da Alemoa, foram encaminhados ao IML (Instituto Médico Legal) de Jacarezinho e deverão ser liberados em breve para as famílias realizarem os procedimentos fúnebres.

NORTE PIONEIRO

Aluna da rede pública desenvolve aquecedor sustentável para escola Projeto foi escolhido para representar o Paraná em evento realizado em Brasília DA ASSESSORIA Ribeirão Claro

A aluna Taynara Lyandra Antonio , do 9º Ano da Escola Estadual do Campo Maria Ferreira, localizada no distrito administrativo da Cachoeira, em Ribeirão Claro, foi a representante paranaense no Projeto de Consumo de Energia Racional Sustentável em um encontro realizado em Brasília na última semana. Alunos de todos os estados brasileiros levaram concepções para tornar a escola onde estudam sustentável. O aquecedor é fruto do trabalho coordenado pela professora Maria Dalva

A4

do Prado, que contou com o apoio do diretor Cesar Henrique Pancier e da pedagoga Tânia Aparecida Nogueira. Taynara e outros 26 delegados de todos os estados brasileiros apresentaram alternativas sustentáveis para equipamentos usados cotidianamente em lares brasileiros. Apenas ela e outro aluno foram escolhidos para representar o Núcleo de Educação de Jacarezinho na eliminatória regional, realizada em Cambará. Taynara foi escolhida para representar a região na etapa estadual, em Curitiba e, em seguida, foi eleita para a etapa nacional, em Brasília. O trabalho consiste em um projeto

de aquecedor de água que pode ser usado em escolas e residências, feito com materiais recicláveis. O mecanismo usa a luz do sol para aquecer a água e deve ser implantado no estabelecimento de ensino e em residências da comunidade escolar até meados de 2014. Atualmente, os estudantes do 9º Ano estão recolhendo o material que será usado para construir os aquecedores. Na próxima quarta-feira (4) uma palestra sobre consumo de energia será ministrada aos alunos, como parte do projeto. Para participar do projeto, alunos de todo país apresentaram projetos relacionados aos quatro elementos - terra, ar, fogo e água. A DIVULGAÇÃO

Professora, pedagoga, aluna e diretor da Escola Estadual do Campo Maria Ferreira

ideia era tornar os estabelecimentos de ensino sustentáveis e posteriormente aplicar os conhecimentos desenvolvidos na comunidade onde a escola está localizada. Os delegados presentes em todas as etapas votaram nas melhores iniciativas nas categorias fogo, terra, ar e água. Segundo a aluna de 14 anos, que participou pela primeira vez de um concurso como esse, foi possível controlar bem a ansiedade na hora de apresentar seu trabalho. “Fiquei muito feliz, nem imaginava que fosse para Brasília”, contou. Para a pedagoga, o resultado não foi inesperado pelo desempenho acadêmico da estudante. “Ela sempre foi uma excelente aluna, participa do grêmio estudantil e foi escolhida dentro da escola”, disse. “Ficamos muito felizes, orgulhosos dela, ela merece”, completou. De acordo com a professora, o tema foi sugerido em sala de aula e decidido pelos alunos. “Nosso projeto começou este ano e vai continuar o ano que vem com a construção do aquecedor solar”, adiantou. “Estamos coletando o material que será usado na construção e vamos ensinar os alunos a fazer o mesmo aquecedor para suas residências”. O diretor do estabelecimento de ensino, Cesar Henrique Pancier, classificou o trabalho como “excelente” e frisou o destaque obtido pela escola após o resultado. “Elevou o nome da escola na região e no estado, foi maravilhoso”, avaliou. “Ficamos muito satisfeitos com o envolvimento da professora e dos alunos”, continuou. “Foi importante porque os alunos viram que estudam numa escola do campo, mas que levou um trabalho até Brasília”, concluiu.

As exportações brasileiras de soja em grão somaram 647,9 mil toneladas em novembro, um volume 56,9% menor que as 1,503 milhão de toneladas embarcadas um mês antes, mas 150% acima das 259 mil toneladas verificadas no mesmo intervalo de 2012, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (2/12) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A receita gerada pelas vendas externas do grão atingiu US$ 349,3 milhões no mês passado, uma quantia 57,4% inferior aos US$ 819,7 milhões faturados em outubro e 110% menor que os US$ 166,1 milhões obtidos em novembro do ano anterior, segundo o ministério. O levantamento mostrou, ainda, que o preço médio da soja exportada em novembro foi de US$ 539,20 por tonelada, o que representa um recuo de 1% frente aos US$ 545,10 por tonelada apurados um mês antes e de quase 16% ante os US$ 641,60 por tonelada registrados em igual período de 2012. O Brasil embarcou 1,265 milhão de toneladas de farelo de soja em novembro, 16,5% mais que as 1,086 milhão de toneladas exportadas de outubro. Na comparação com as 969,9 mil toneladas embarcadas em novembro de 2012, a alta foi de 30,4%, relatou o MDIC. As vendas do produto ao exterior no último mês geraram US$ 716,6 milhões, uma quantia 23,8% maior que os US$ 578,5 milhões obtidos em outubro e 21,4% superior aos US$ 590,4 milhões registrados em novembro do ano passado, informou o ministério. As exportações brasileiras de óleo de soja somaram 87 mil toneladas no mês passado, 48,5% menos que as 168.896 toneladas embarcadas em outubro deste ano, mas 42,8% acima das 60,9 mil toneladas exportadas em novembro de 2012, conforme o relatório do MDIC. A receita com os embarques de óleo de soja atingiu US$ 80,4 milhões em novembro de 2013. O montante é 47% menor que os US$ 152,03 milhões apurados no mês anterior, mas fica 10,8% acima dos US$ 72,6 milhões faturados no mesmo período de 2012, revelou o ministério.

Exportação brasileira de café cresce 8,3% em novembro

A exportação brasileira de café em novembro passado (20 dias úteis) alcançou 2,712 milhões de sacas de 60 kg, o que corresponde uma elevação de 8,3% em relação ao mesmo mês do ano passado (2,504 milhões de sacas). Em termos de receita cambial, houve queda de 28,7% no período, para US$ 376,8 milhões em comparação com US$ 528,5 milhões em novembro de 2012. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (2/12) pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Quando comparada com o mês anterior, a exportação de café em novembro apresenta queda de 7% em termos de volume, pois em outubro passado o País embarcou 2,917 milhões de sacas. A receita cambial foi 11,3% maior, considerando faturamento de US$ 424,7 milhões em outubro. Segundo o MDIC, no acumulado de janeiro a novembro, houve diminuição 18,6% na receita cambial com exportação de café em grão. O Brasil faturou US$ 4,236 bilhões em comparação com US$ 5,183 bilhões no mesmo período de 2012. A participação do café no embarque de produtos básicos pelo Brasil entre janeiro e novembro caiu de 2,3% em 2012 para 1,9% em 2013.


Q U A R T A - F E I R A , 0 4 D E D E Z E M B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 6 1

WENCESLAU BRAZ

Órgão Gestor e gerenciador da ata de Registro: Prefeitura Municipal de Wenceslau Braz - PR Objeto: “Seleção de proposta visando ao registro de preço para contratação de empresa especializada em recarga de tonners e cartuchos”. Processo: 100/2013 Modalidade: Pregão Presencial Validade da Ata: 12 meses Empresa Vencedora: Carlos Roberto Egea Vargas ME. Item Qtde

Und

Descrição

PINHALÃO

AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 72/2013 REGISTRO DE PREÇO O Município de Wenceslau Braz - PR torna público que fará realizar na sede da Prefeitura Municipal, processo licitatório na modalidade Pregão Presencial, que tem por objeto “Seleção de propostas visando ao registro de preços para Aquisição de Materiais de Consumo Hospitalar”. A abertura dos envelopes se dará no dia 17 de dezembro de 2013, às 09:00 horas. Esclarecimentos poderão ser obtidos no Edifício da Prefeitura Municipal, pelo fone: (43) 3528-1010 e 3528-1157. Wenceslau Braz-Pr, 03 de dezembro de 2013. Mônica de Oliveira Pregoeira Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE WENCESLAU BRAZ- PR EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇO PREGÃO PRESENCIAL Nº 67/2013

Valor Unitário R$

LOTE 01 Recarga De Cartucho De 1 12 Und 28,00 Tinta Para Imp. Hp Nº 15 Recarga De Cartucho De 2 12 Und 30,00 Tinta Para Imp. Hp Nº 17 Recarga De Cartucho De 3 108 Und 20,00 Tinta Para Imp. Hp Nº 21 Recarga De Cartucho De 4 108 Und 25,00 Tinta Para Imp. Hp Nº 22 Recarga De Cartucho De 5 93 Und 20,00 Tinta Para Imp. Hp Nº 27 Recarga De Cartucho De 6 69 Und 25,00 Tinta Para Imp. Hp Nº 28 Recarga Cartucho Tinta 7 144 Und 19,00 P/ Imp. Hp Nº 122 Black Recarga Cartucho Tinta 8 144 Und 21,00 P/ Imp. Hp Nº 122 Color Recarga De Cartucho De 9 32 Und 20,00 Tinta Para Imp. Hp Nº 56 Recarga De Cartucho De 10 32 Und 25,00 Tinta Para Imp. Hp Nº 57 Recarga Cartucho Tinta 11 252 Und 20,00 P/ Imp. Hp Nº 60 Black Recarga Cartucho Tinta 12 228 Und 25,00 P/ Imp/ Hp Nº 60 Color Recarga De Cartucho De 13 60 Und 20,00 Tinta Para Imp. Hp Nº 74 Recarga De Cartucho De 14 60 Und 25,00 Tinta Para Imp. Hp Nº 75 Recarga Tinta Hp Nº 951 15 136 Und 29,00 Ciano Recarga De Tinta Hp Nº 16 136 Und 29,00 951 Magenta Recarga De Tinta Hp Nº 17 136 Und 30,00 951 Amarelo Recarga De Tinta Hp Nº 18 150 Und 30,00 950 Preto Recarga Cartucho Tinta 19 140 Und 30,00 P/ Imp. Hp Nº 901 Black Recarga Cartucho Tinta 20 140 Und 25,00 Imp. Hp Nº 901 Color Recarga De Toner Hp 21 155 Und 50,00 Laser Jet 12a Recarga De Toner Hp 22 104 Und 50,00 Laser Jet 35a Recarga De Toner Hp 23 110 Und 50,00 Laser Jet 36a Recarga De Toner Hp 24 12 Und 50,00 Laser Jet 92a Recarga De Toner Hp 25 324 Und 50,00 Laser Jet 285 A Recarga De Toner 26 30 Und 50,00 Sansung Ml 1610 D2 Recarga De Toner 27 30 Und 50,00 Sansung Ml 2010 Recarga De Toner 28 116 Und 50,00 Sansung Scx 4200 Recarga De Toner 29 12 Und 100,00 Sansung Scx 5530 Recarga De Toner 30 111 Und 50,00 Sansung Scx 4623f Recarga De Toner 31 24 Und 50,00 Lexmark E 120 Recarga De Toner 32 24 Und 100,00 Lexmark E 260 Recarga De Toner Hp 33 24 Und 100,00 4959 Recarga Toner Brother 34 24 Und 50,00 Tn 450 Recarga Toner Brother 35 36 Und 100,00 Tn 580 Recarga De Toner 36 24 Und 100,00 Brother Tn 650 Recarga De Toner Xerox 37 10 Und 100,00 106r01631 -Ciano Recarga De Toner Xerox 38 10 Und 100,00 106r01632 - Magenta Recarga De Toner Xerox 39 10 Und 100,00 106r01633 - Amarelo Recarga De Toner Xerox 40 10 Und 100,00 106r01634 - Preto As descrições dos itens, e mais informações, estão disponíveis na Prefeitura Municipal, pelo fone: (43) - 35281157.

Wenceslau Braz-Pr, em 03 de dezembro 2013. Mônica de Oliveira Pregoeira Municipal

JOAQUIM TÁVORA DECRETO Nº 2.912/2013. O Prefeito Municipal de Joaquim Távora, Estado do Paraná, usando de suas atribuições e fundamentado nas Leis Municipais 667/89 e 958/2005; DECRETA ART. 1º. Fica exonerado, a pedido, o Sr. ANTÔNIO ROMULO SENHORINI FILHO portador da cédula de identidade RG nº 5.521.173-6 SSP/PR e CPF/MF nº 156.496.638-07, das funções de Diretor do Departamento Municipal de Agricultura Símbolo CC-1. ART. 3º. Este decreto entra em vigor nesta data, revogadas as disposições em contrário. Joaquim Távora, 03 de dezembro de 2013. GELSON MANSUR NASSAR PREFEITO MUNICIPAL

JUNDIAÍ DO SUL CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE JUNDIAÍ DO SUL – PR ATO NORMATIVO Nº 001/2013 DELIBERAÇÃO Súmula: Aprovar o Plano de Trabalho e o Termo de Adesão para solicitação da Construção do Centro de Referência de Assistência Social – CRAS no exercício de 2014 conforme o Edital nº 085/2013 (Deliberação nº085/2013 do CEAS/ PR) no Município de Jundiaí do Sul – PR. O CMAS (Conselho Municipal de Assistência Social) de Jundiaí do Sul, no uso das atribuições, que lhe conferiu a Lei n° 356/2010, e, considerando a Deliberação da Plenária realizada em 12 de Novembro de 2013, que discutiu em amplitude os meios, métodos e mecanismos para a “construção do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social” no exercício de 2014 no Município de Jundiaí do Sul PR, bem como, o teor do “Plano de Trabalho e Termo de Adesão”, na conformidade do Edital 85/2013 do CEAS/PR. RESOLVE DELIBERAR: Art. 1° - Fica aprovado o Plano de Trabalho e o Termo de Adesão para solicitação da Construção do Centro de Referência de Assistência Social – CRAS no exercício de 2014 conforme o Edital nº 085/2013 (Deliberação nº085/2013 do CEAS/PR) no Município de Jundiaí do Sul – PR. Art. 2° - Esta deliberação entra em vigor a partir da data de publicação e revoga disposições contrárias.

Jundiaí do Sul PR, 12 de Novembro de 2013. Lucelene Aparecida de Moraes Vieira Presidente do CMAS

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE JUNDIAÍ DO SUL – PR ATO NORMATIVO Nº 002/2013 DELIBERAÇÃO Súmula: Aprovar o Plano de Ação e o Termo de Adesão ao Incentivo Família Paranaense – IFP para cofinanciamento estadual dos serviços socioassistenciais tipificados, no âmbito da Proteção Social Básica e Proteção Social Especial, do Aprimoramento da Gestão do SUAS e dos Benefícios Eventuais conforme a Deliberação nº042/2013 do CEAS/PR no Município de Jundiaí do Sul – PR. O CMAS (Conselho Municipal de Assistência Social) de Jundiaí do Sul, no uso das atribuições, que lhe conferiu a Lei n° 356/2010, e, considerando a Deliberação da Plenária realizada em 03 de Dezembro de 2013, que discutiu em amplitude os meios, métodos e mecanismos para a execução do recurso - no Município de Jundiaí do Sul PR, bem como, o teor do “Plano de Ação e Termo de Adesão”, na conformidade com o disposto na Deliberação nº 042/2013 do CEAS/PR. RESOLVE DELIBERAR:

PREFEITURA MUNICIPAL DE WENCESLAU BRAZ - PR EDITAL DE HABILITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DA PROPOSTA REF: PREGÃO PRESENCIAL 69/2013 A pregoeira comunica aos interessados no fornecimento do objeto do pregão presencial nº 69/2013, que após a análise e verificação da documentação apresentada pelas proponentes, decidiu habilitar e classificar: Nº. Proponente Item Valor 14% do valor 01 AM – Tecnologia e Gestão em Serviços Ltda - Me 1 compensado Wenceslau Braz-Pr, 29 de novembro de 2013. Mônica de Oliveira. Pregoeira Municipal

Art. 1° - Fica aprovado o Plano de Ação e o Termo de Adesão para o cofinanciamento estadual dos serviços socioassistenciais tipificados, no âmbito da Proteção Social Básica e Proteção Social Especial, do Aprimoramento da Gestão do SUAS e dos Benefícios Eventuais conforme a Deliberação nº042/2013 do CEAS/PR no Município de Jundiaí do Sul – PR. Art. 2° - Esta deliberação entra em vigor a partir da data de publicação e revoga disposições contrárias.

A5

EDITAIS

Jundiaí do Sul/PR, 03 de Dezembro de 2013. Lucelene Aparecida de Moraes Vieira Presidente do CMAS

DECRETO 123/2013 Súmula: Abre Crédito Adicional Suplementar no orçamento geral do exercício de 2013, e dá outras providencias. O Prefeito Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e em conformidade com o disposto na LEI 1181/2013 de 03 de dezembro de 2.013, (Crédito Adicional Suplementar); Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal a abertura de Crédito Adicional Suplementar, no Orçamento Geral do Município, no exercício de 2013, no valor de R$ 65.500,00 (sessenta e cinco mil e quinhentos reais), conforme segue: 02 – EXECUTIVO 01 – GABINETE DO PREFEITO 04.122.0008.2.002 – MANUTENÇÃO DO GABINETE DO PREFEITO 018 – 3.3.90.39.00.00.00.00 – 1000 – Outros serv. de terc. – pessoa jurídica.R$ 18.000,00 03 – ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS 01 – ASSESSORAMENTO SUPERIOR 04.122.0006.2.007 – MANUT DA FOLHA DE PAGAMENTO – ADM GERAL 025 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc. e vantagens fixas-pessoal civil...R$ 21.000,00 04.123.0006.2.003 – MANUT DAS ATIVIDADES DA SEC DE ADM E FINANÇAS 036 – 3.3.90.39.00.00.00.00 – 1000 – Outros serv. de terc.-p. jurídica............R$ 7.000,00 04.131.0006.2.004 – DIVULGAÇÃO DE ATOSO OFICIAIS 037 – 3.3.90.39.00.00.00.00 – 1000 – Outros serv. de terc.-p. jurídica............R$ 2.000,00 05 – EDUCAÇÃO 03 – FUNDO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO 12.306.0005.2.026 – MANUTENÇÃO DO PROGRAMA DE MERENDA ESCOLAR 100 – 3.3.90.32.00.00.00.00 – 1103 – Mat., bem ou serviços de distr gratuitaR$ 5.000,00 07 – SAÚDE PARA TODSOS 02 – FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 10.301.0010.2.031 – MANUT. DA FOLHA DE PAGTO. DA SAÚDE 182 – 3.1.90.13.00.00.00.00 – 1303 – Obrigações patronais...........................R$ 7.500,00 08 – AGROPECUÁRIA 01 – AGROPECUÁRIA 20.122.0009.2.040 – MANUTENÇÃO DO DEPTO. AGROPECUÁRIO 221 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc. e vantagens fixas-p. civil............R$ 4.000,00 10 – INDUSTRIA, COMERCIO TURISMO E MEIO AMBIENTE 18.542.0007.2.058 – FUNDO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE 303 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc e vantagnes fixas-p. civil.............R$ 1.000,00 TOTAL............R$ 65.500,00 Art. 2º . – Para cobertura do crédito aberto no artigo anterior, serão utilizados recursos provenientes da anulação ou redução das seguintes dotações, como segue: 03 – ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS 01 – ASSESSORAMENTO SUPERIOR 04.122.0006.2.007 – MANUT. DA FOLHA DE PAGTO.-ADM. GERAL 026 – 3.1.90.13.00.0.00.00 – 1000 – Obrigações patronais.............................R$ 12.000,00 28.843.0000.0.000 – AMORTIZAÇÃO DA DIVIDA INTERNA 038 – 3.2.21.00.00.00.00 – 1000 – Juros sobre a divida contratada................R$ 5.000,00 039 – 4.6.90.71.00.00.00 – 1000 – Principal da divida contratada...................R$ 8.000,00 02 – FINANÇAS 043 – 3.3.90.47.00.00.00.00 – 1000 – Obrigações tributarias/contributivas.....R$ 6.000,00 04 – VIAÇÃO E OBRAS PÚBLICAS 03 – URBANISMO 17.512.0012.1.006 – CONSTRUÇÃO DE GALERIAS DE ÁGUAS PLUVIAIS 076 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1000 – Obras e instalações.............................R$ 1.000,00 05 – EDUCAÇÃO 01 – GABINETE DO SECRETARIO 12.122.0005.2.017 – MANUT. DE DEPTO DE EDUCAÇÃO 078 – 3.3.90.30.00.00.00.00 – 1000 – Material de consumo............................R$ 2.800,00 079 – 3.3.90.33.00.00.00.00 – 1000 – Passagens e desp. com locomoção.....R$ 1.200,00 080 – 3.3.90.39.00.00.00.00 – 1000 – Outros serv. de terc.-p. jurídica............R$ 1.200,00 02 – MANUTENÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL 12.361.0005.1.007 – CONSTRUÇÃO, AMPLIAÇÃO E REFORMAS 082 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1000 – Obras e instalações..............................R$ 5.000,00 083 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1103 – Obras e instalações..............................R$ 5.000,00 06 – ESPORTE E CULTURA 01 – ESPORTE 13.392.0003.2.028 – MANUT. DA DIVISÃO DE CULTURA 152 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc e vantagnes fixas-p. civil.............R$ 2.000,00 153 – 3.1.90.13.00.00.00.00 – 1000 – Obrigações patronais...........................R$ 700,00 02 – CULTURA 159 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc e vantagnes fixas-p. civil.............R$ 1.000,00 160 – 3.1.90.13.00.00.00.00 – 1000 – Obrigações patronais...........................R$ 700,00 164 – 3.3.90.31.00.00.00.00 – 1000 – Prem. Culturais, artísticas....................R$ 2.000,00 166 – 3.3.90.36.00.00.00.00 – 1000 – Outros serv. de terc.-p. física...............R$ 2.200,00 07 – SAÚDE PARA TODOS 02 – FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 10.301.0010.1.011 – AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO P/ UNIDADES DE SAÚDE 177 – 4.4.90.52.00.00.00.00 – 1303 – Equip. e mat. Permanente...................R$ 7.500,00 09 – ASSISTENCIA SOCIAL 02 – FUNDO MUN. DE ASSIST. SOCIAL 08.244.0002.2.047 – MANUT. DO FUNDO MUN. DE ASSIST. SOCIAL 253 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc. e vantagens fixas-p. civil............R$ 2.200,00 TOTAL...........R$ 65.500,00 Art. 3º. – Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação revogada as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 03 de dezembro de 2013. CLAUDINEI BENETTI Prefeito Municipal


Q U A R T A - F E I R A , 0 4 D E D E Z E M B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 6 1

A6

EDITAIS

PINHALÃO ERRATA DECRETO 121/2013 Súmula: Abre Crédito Adicional Especial no orçamento geral do exercício de 2013 e dá outras providencias. O Prefeito Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e em conformidade com a LEI 1179/2013 de 28 de novembro de 2013: DECRETA Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal a abertura de Crédito Adicional Especial, no Orçamento Geral do Município, no exercício de 2013, no valor de R$ 292.250,00 (duzentos e noventa e dois mil e novecentos e cinqüenta reais), conforme segue: 07 – SAÚDE PARA TODOS 02 – FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 10.301.0010.1.053 – REQUALIFICAÇÃO MINIPOSTOS DE SAÚDE BAIRRO SILVA REIS 413 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1339 - Obras e instalações..............................R$ 57.150,00 10.301.0010.1.054 – REQUALIFICAÇÃO MINIPOSTOS DE SAÚDE DISTRITO DE LAVRINHA 414 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1340 – Obras e instalações..............................R$ 137.550,00 10.301.0010.1.055 – REQUALIFICAÇÃO MINIPOSTOS DE SAÚDE BAIRRO DECOL 415 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1341 – Obras e instalações..............................R$ 98.250,00 TOTAL.............R$ 292.950,00 Art. 2º . - Para cobertura do crédito aberto no artigo anterior, serão utilizados recursos provenientes do Ministério da Saúde, Requalificação de UBS, como segue: Recurso do Ministério da Saúde Fonte 1339 Ministério da Saúde-Requalificação UBS ...........................R$ 57.150,00 Fonte 1340 Ministério da Saúde-Requalificação UBS ...........................R$ 137.550,00 Fonte 1341 Ministério da Saúde-Requalificação UBS ...........................R$ 98.250,00 TOTAL...............R$ 292.950,00 Art. 3º. – Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação revogada as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 28 de novembro de 2013. CLAUDINEI BENETTI Prefeito Municipal

LEI 1181/2013 Súmula: Abre Crédito Adicional Suplementar no orçamento geral do exercício de 2013, e dá outras providencias. A Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná aprovou, e, Eu, Claudinei Benetti, Prefeito Municipal sanciono a seguinte lei: Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal a abertura de Crédito Adicional Suplementar, no Orçamento Geral do Município, no exercício de 2013, no valor de R$ 65.500,00 (sessenta e cinco mil e quinhentos reais), conforme segue: 02 – EXECUTIVO 01 – GABINETE DO PREFEITO 04.122.0008.2.002 – MANUTENÇÃO DO GABINETE DO PREFEITO 018 – 3.3.90.39.00.00.00.00 – 1000 – Outros serv. de terc. – pessoa jurídica.R$ 18.000,00 03 – ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS 01 – ASSESSORAMENTO SUPERIOR 04.122.0006.2.007 – MANUT DA FOLHA DE PAGAMENTO – ADM GERAL 025 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc. e vantagens fixas-pessoal civil...R$ 21.000,00 04.123.0006.2.003 – MANUT DAS ATIVIDADES DA SEC DE ADM E FINANÇAS 036 – 3.3.90.39.00.00.00.00 – 1000 – Outros serv. de terc.-p. jurídica............R$ 7.000,00 04.131.0006.2.004 – DIVULGAÇÃO DE ATOSO OFICIAIS 037 – 3.3.90.39.00.00.00.00 – 1000 – Outros serv. de terc.-p. jurídica............R$ 2.000,00 05 – EDUCAÇÃO 03 – FUNDO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO 12.306.0005.2.026 – MANUTENÇÃO DO PROGRAMA DE MERENDA ESCOLAR 100 – 3.3.90.32.00.00.00.00 – 1103 – Mat., bem ou serviços de distr gratuitaR$ 5.000,00 07 – SAÚDE PARA TODSOS 02 – FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 10.301.0010.2.031 – MANUT. DA FOLHA DE PAGTO. DA SAÚDE 182 – 3.1.90.13.00.00.00.00 – 1303 – Obrigações patronais...........................R$ 7.500,00 08 – AGROPECUÁRIA 01 – AGROPECUÁRIA 20.122.0009.2.040 – MANUTENÇÃO DO DEPTO. AGROPECUÁRIO 221 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc. e vantagens fixas-p. civil............R$ 4.000,00 10 – INDUSTRIA, COMERCIO TURISMO E MEIO AMBIENTE 18.542.0007.2.058 – FUNDO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE 303 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc e vantagens fixas-p. civil.............R$ 1.000,00 TOTAL.......................................................R$

65.500,00 Art. 2º . – Para cobertura do crédito aberto no artigo anterior, serão utilizados recursos provenientes da anulação ou redução das seguintes dotações, como segue: 03 – ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS 01 – ASSESSORAMENTO SUPERIOR 04.122.0006.2.007 – MANUT. DA FOLHA DE PAGTO.ADM. GERAL 026 – 3.1.90.13.00.0.00.00 – 1000 – Obrigações patronais.............................R$ 12.000,00 28.843.0000.0.000 – AMORTIZAÇÃO DA DIVIDA INTERNA 038 – 3.2.21.00.00.00.00 – 1000 – Juros sobre a divida contratada................R$ 5.000,00 039 – 4.6.90.71.00.00.00 – 1000 – Principal da divida contratada...................R$ 8.000,00 02 – FINANÇAS 043 – 3.3.90.47.00.00.00.00 – 1000 – Obrigações tributarias/ contributivas.....R$ 6.000,00 04 – VIAÇÃO E OBRAS PÚBLICAS 03 – URBANISMO 17.512.0012.1.006 – CONSTRUÇÃO DE GALERIAS DE ÁGUAS PLUVIAIS 076 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1000 – Obras e instalações.............................R$ 1.000,00 05 – EDUCAÇÃO 01 – GABINETE DO SECRETARIO 12.122.0005.2.017 – MANUT. DE DEPTO DE EDUCAÇÃO 078 – 3.3.90.30.00.00.00.00 – 1000 – Material de consumo............................R$ 2.800,00 079 – 3.3.90.33.00.00.00.00 – 1000 – Passagens e desp. com locomoção.....R$ 1.200,00 080 – 3.3.90.39.00.00.00.00 – 1000 – Outros serv. de terc.-p. jurídica............R$ 1.200,00 02 – MANUTENÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL 12.361.0005.1.007 – CONSTRUÇÃO, AMPLIAÇÃO E REFORMAS 082 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1000 – Obras e instalações..............................R$ 5.000,00 083 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1103 – Obras e instalações..............................R$ 5.000,00 06 – ESPORTE E CULTURA 01 – ESPORTE 13.392.0003.2.028 – MANUT. DA DIVISÃO DE CULTURA 152 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc e vantagens fixasp. civil.............R$ 2.000,00 153 – 3.1.90.13.00.00.00.00 – 1000 – Obrigações patronais...........................R$ 700,00 02 – CULTURA 159 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc e vantagens fixasp. civil.............R$ 1.000,00 160 – 3.1.90.13.00.00.00.00 – 1000 – Obrigações patronais...........................R$ 700,00 164 – 3.3.90.31.00.00.00.00 – 1000 – Prem. Culturais, artísticas....................R$ 2.000,00 166 – 3.3.90.36.00.00.00.00 – 1000 – Outros serv. de terc.-p. física...............R$ 2.200,00 07 – SAÚDE PARA TODOS 02 – FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 10.301.0010.1.011 – AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO P/ UNIDADES DE SAÚDE 177 – 4.4.90.52.00.00.00.00 – 1303 – Equip. e mat. Permanente...................R$ 7.500,00 09 – ASSISTENCIA SOCIAL 02 – FUNDO MUN. DE ASSIST. SOCIAL 08.244.0002.2.047 – MANUT. DO FUNDO MUN. DE ASSIST. SOCIAL 253 – 3.1.90.11.00.00.00.00 – 1000 – Venc. e vantagens fixasp. civil............R$ 2.200,00 TOTAL..........R$ 65.500,00 Art. 3º. - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação revogadas as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 03 de dezembro de 2013. CLAUDINEI BENETTI - Prefeito Municipal

ERRATA LEI 1179/2013 Súmula: Abre Crédito Adicional Especial no orçamento geral do exercício de 2013 e dá outras providencias. A Câmara Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná aprovou, e, Eu, Claudinei Benetti, Prefeito Municipal sanciono a seguinte lei: Art. 1º. - Fica autorizado ao Poder Executivo Municipal a abertura de Crédito Adicional Especial, no Orçamento Geral do Município, no exercício de 2013, no valor de R$ 292.950,00 (duzentos e noventa e dois mil e novecentos e cinqüenta reais), conforme segue: 07 – SAÚDE PARA TODOS 02 – FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 10.301.0010.1.053 – REQUALIFICAÇÃO MINIPOSTOS DE SAÚDE BAIRRO SILVA REIS 413 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1339 - Obras e instalações..............................R$ 57.150,00 10.301.0010.1.054 – REQUALIFICAÇÃO MINIPOSTOS DE SAÚDE DISTRITO DE LAVRINHA 414 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1340 – Obras e instalações..............................R$ 137.550,00 10.301.0010.1.055 – REQUALIFICAÇÃO MINIPOSTOS DE SAÚDE BAIRRO DECOL 415 – 4.4.90.51.00.00.00.00 – 1341 – Obras e instalações..............................R$ 98.250,00 TOTAL..................R$ 292.950,00 Art. 2º . - Para cobertura do crédito aberto no artigo anterior, serão utilizados recursos provenientes do Ministério da Saúde,

Requalificação de UBS, como segue: Recurso do Ministério da Saúde Fonte 1339 Ministério da Saúde-Requalificação UBS ...........................R$ 57.150,00 Fonte 1340 Ministério da Saúde-Requalificação UBS ...........................R$ 137.550,00 Fonte 1341 Ministério da Saúde-Requalificação UBS ...........................R$ 98.250,00 TOTAL...............R$ 292.950,00 Art. 3º. - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação revogadas as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão, em 28 de novembro de 2013. CLAUDINEI BENETTI Prefeito Municipal

SANTANA DO ITARARÉ LICENÇÃO DE OPERAÇÃO Súmula: Pedido de Renovação de licença de operação do senhor João Caetano Pereira, Torna Público que requereu junto ao IAP de Jacarezinho a sua Licença de Operação, para produção de Carvão Vegetal, para o empreendimento abaixo descrito: Empresa: João Caetano Pereira Atividade: Carvoaria Endereço: Fazenda Monjoleiro Município: Santana do Itararé - Pr

OUTRAS PUBLICAÇÕES SUMULA DE PEDIDO DE LICENÇA DE INSTALAÇÃO E RECEBIMENTO DE LICENÇA PREVIA . APROCER COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL torna público que requer do Instituto Ambiental do Paraná – IAP a Licença de Instalação e recebeu a Licença Previa nº 35505 para comércio e armazenagem de defensivos,adubos, fertilizantes agrícolas, corretivos de solo e tratamento fitossanitário no município de Wenceslau Braz PR.


Q U A R T A - F E I R A , 0 4 D E D E Z E M B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 6 1

A7

VARIEDADES DIVULGAÇÃO

PASSATEMPO

SOBRE

SEXO

Sinais de que ele é ruim de cama

VAI RÁPIDO DEMAIS AO PONTO Antes de você decidir se quer que a coisa vá adiante, ele coloca as mãos nos seus seios ou no seu bumbum. Epa, alto lá! "O homem que tem pressa fora da cama terá pressa quando estivermos nela. Ou sofre de ejaculação precoce ou não se importa em me deixar à vontade", diz a estudante de medicina Renata, 28 anos. TEM LÍNGUA DE HÉLICE DE VENTILADOR Pode parecer meio óbvio, mas um cara que não sabe beijar dificilmente se sairá bem entre os lençóis. "Um beijo bem dado é meio caminho andado", acredita a publicitária Roberta, 31 anos. Você deve conhecer o tipo. BEBE DEMAIS OU USA DROGAS O cara que passa dos limites no álcool dificilmente surpreenderá entre quatro paredes. Em excesso, a bebida é um fator depressivo. O final infeliz também vale se o sujeito usa drogas, pois, enquanto aproveita a viagem, pode deixar você a ver navios. PROMETE O MELHOR SEXO DE SUA VIDA E vocês nem se beijaram. Nesse caso, a propaganda não é a alma do negócio. "Estava com um grupo de amigos em um bar e a conversa na mesa era sobre sexo. D1 de uma hora de muita risada, o amigo de um conhecido se achou no direito de dizer que iria me mostrar como sexo no primeiro encontro podia ser maravilhoso e que eu agradeceria a ele pelo resto da vida", conta a dentista Laura, 34 anos. "Levei na brincadeira, mas a coisa foi esquentando e fomos para a casa dele. Achei que poderia ser divertido colocá-lo à prova. O cara ficou tão ansioso que não rolou nada. E, claro, nunca me ligou depois do vexame." NÃO SABE ONDE É O CLITÓRIS Fique fora dessa! "Mais um pouquinho para a esquerda, mais para cima... não, mais para baixo. Isso, agora mais rápido. Não tão rápido...", descreve a advogada Ana Paula, 37 anos, que já fez esse papel. Tentou ajudar o moço dizendo quando estava "ficando quente". Tudo em vão. DIZ QUE MULHER QUASE NUNCA CHEGA LÁ NA PRIMEIRA VEZ É o tipo de homem que não gosta de assumir coisa alguma, nem relacionamentos nem a responsabilidade de agradar uma mulher na cama. "Estava de olho em um gatinho do trabalho. Um belo dia, no almoço, ele solta essa declaração genial. Perdi o interesse", conta a publicitária Karina, 33 anos. "Sim, há o risco de acontecer, mas se o cara vai logo dizendo que não será bom é porque nem vai se esforçar." RECLAMA QUE NÃO DÁ SORTE NO AMOR Pode ser que tenha mesmo azar e escolha sempre garotas que não querem compromisso. Pode ser que seja um canalha e não queira admitir. Mas há chances também de o moço não agradar entre os lençóis. "Na terceira vez em que saímos, acabamos no apê dele. Ele só sabia fazer papai-emamãe. E não tinha pegada", relembra a enfermeira Ana, 29 anos. "Entendi o motivo da falta de sorte."

CAÇA-PALAVRAS DA FOLHA SAÚDE Você está tentando ganhar músculos e está com dificuldade? A Folha Extra preparou, hoje, um caça-palavras saudável e com dicas para quem quer chegar a tal objetivo.

"Crô: O Filme" estreia em primeiro lugar nas bilheterias brasileiras De sexta (29) a domingo (1º), o filme sobre o mordomo da novela "Fina Estampa", com Marcelo Serrado, foi visto por 337 mil pessoas, arrecadando cerca de R$ 4,4 milhões DAS AGÊNCIAS

A comédia nacional "Crô: O Filme", de Bruno Barreto, estreou em primeiro lugar nas bilheterias brasileiras. De sexta (29) a domingo (1º), o filme sobre o mordomo da novela "Fina Estampa", com Marcelo Serrado, foi visto por 337 mil pessoas, arrecadando cerca de R$ 4,4 milhões. As informações são da consultoria especializada Rentrak. "Jogos Vorazes: Em Chamas", com Jennifer Lawrence, ficou na segunda colocação. No final de semana, o filme foi visto por 300 mil pessoas, faturando R$ 3,9 milhões. Há três semanas em cartaz, o longa dirigido por Francis Lawrence já arrecadou R$ 31,8 milhões, com 2,7 milhões de ingressos vendidos no Brasil. "Thor: O Mundo Sombrio", estrelado por Chris Hemsworth, ficou em terceiro lugar, com 174 mil espectadores e R$ 2,45 milhões arrecadados entre sexta e domingo. No total de cinco

semanas em cartaz, o longa que traz Natalie Portman como par romântico do herói nórdico foi visto por 4,5 milhões de pessoas (faturando R$ 58,4 milhões). Na quarta posição, a comédia nacional "Meu Passado Me Condena" foi vista por 116 mil pessoas, arrecadando R$ 1,5 milhão. Em seis semanas de exibição, o filme com Fábio Porchat e Miá Mello levou 2,88 milhões de pessoas às salas de cinema, faturando R$ 32,36 milhões. A animação "Um Time Show de Bola", de Juan José Campanella, ficou no quinto lugar, com 99 mil espectadores e R$ 1,4 milhão arrecadado. O filme estreou na última sexta-feira (29). Em sexto lugar, o também estreante "Vovô Sem Vergonha", mistura de ficção e pegadinhas do grupo Jackass, faturou R$ 1,22 milhão (95 mil ingressos vendidos). "Sobrenatural: Capítulo 2", de James Wan, ficou na sétima colocação, seguido de "Blue Jasmine", de Woody Allen. "Capitão Phillips", de Paul Greengrass, ficou em nono lugar, na frente da animação "Bons de Bico".

Atores de "50 Tons de Cinza" filmam primeiras cenas do longa Tudo indica que eles filmavam a cena em que Grey convida a jovem para sair do café e descobre que ela é solteira DAS AGÊNCIAS

O esperado filme "50 Tons de Cinza" começou a ser filmado neste domingo (1º) em Vancouver, no Canadá. Nas fotos, divulgadas pelo site Just Jared, Anastasia Sttele, vivida por Dakota Johnson, e Christian Grey ( Jamie Dornan), em um café. Tudo indica que eles filmavam a cena em que Grey convida a jovem para sair do café e descobre que ela é solteira. Neste domingo, a autora da saga erótica, E.L. James, publicou a imagem da primeira claquete da produção. Dornan substitui Charlie Hunnam, que desistiu do papel no início deste mês alegando falta de tempo pois também atua na série "Sons of Anarchy". Sites especularam que o ator estava insatisfeito com o excesso de atenção que ganhou dos fãs da série ou que queria mais participação no roteiro do que os diretores estavam dispostos a dar.

O ator fará par com Dakota Johnson, escalada para o papel de Anastasia Steele. A atriz é filha de Don Johnson e Melanie Griffith e já atuou em "Anjos da Lei" (2012) e "Rede Social" (2010) – no qual fez uma cena com Justin Timberlake. De acordo com o site, Dornan e Billy Magnussen fizeram testes com Dakota na última sexta-feira. Nenhum outro ator foi testado. Em junho, a produtora Universal anunciou que o longa tem lançamento previsto para o dia 1º de agosto de 2014 nos Estados Unidos. O filme será dirigido por Sam Taylor-Johnson, de "O Garoto de Liverpool" (2009). Baseado no best-seller da britânica E.L. James, o filme acompanha a relação sadomasoquista do bilionário de 27 anos Christian Grey (Dornan) com a estudante Anastasia Steele ( Johnson). A trilogia foi traduzida em 52 línguas e já vendeu mais de 90 milhões de cópias em todo o mundo. O filme, dirigido por Sam Taylor-Johnson, tem previsão de estreia para fevereiro de 2015, nos Estados Unidos.

- FRANGO: as proteínas de origem animal são consideradas as melhores para os MÚSCULOS. Um FILÉ grande tem 32 gramas de PROTEÍNA e quase nada de gordura. Se você prefere a carne vermelha, fique com os cortes magros (coxão mole, PATINHO, alcatra). - FEIJÃO com ARROZ: Essa parceria é perfeita porque os aminoácidos do feijão se unem aos do arroz e formam proteína. Assim, juntos, ajudam a reparar os músculos. Fonte de CARBOIDRATO, o arroz ainda fornece energia, outro combustível importante para o processo de recuperação da musculatura. – OVO: Qual a parte melhor para os músculos: a CLARA ou a gEMA? As duas! A clara é riquíssima em ovoalbumina, uma proteína formada por aminoácidos do tipo LEUCINA, que, por ser de fácil absorção, é um dos componentes dos suplementos whey protein e BCAA. E a gema carrega GORDURAS boas (monoinsaturada e ômega 3), substâncias com o poder de combater os processos INFLAMATÓRIOS provocados durante o exercício, facilitando a recuperação dos músculos. – BANANA: Minutos antes de MALHAR, esqueça a proteína. Nesse momento, você precisa da energia rápida do carboidrato. ÁGUA: Até os músculos pedem água. Isso porque a síntese de proteína acontece com mais facilidade quando as CÉLULAS estão bem HIDRATADAS.

03/12/13

Ú P Í L O Ã É Z A I J Ó Ú S I E Á T B H N Õ C L F

Cr

X S Ê E Ò V T Í S C N Ú Q Ã É V M G E H Ã Í Ó E R

à X Ô Ú S É O V E Í F F U R S P É K U Ú Ê J S U A

 S B Ú Â Â M Á  M Q A L A C É L U L A S R O C N

S O T A R D I O B R A C D A T Ê Ç Ê F M A A H I G

S L Õ M R Â X Õ Ç C V A M R M Ç V Q Ó Ò Ô H N N O

M U Ê B Õ A Á Ê A N T S K Í F A X C S E R L I A Q

S C Ô É A S L B R A Â T L M D J T J B F U A T B N

F S Ç R R N I C R O Ã J I E F Õ É Ó M N Í M A P J

D Ú H K W Í A D O V T J I Â H Ò V L R Z K O P À U

P M E I Ü Õ I N Z C G L Z Ô K C V Q I I J E Ô Q E

E P G Ò L H J A A E X W Ó H D E C G P F O Z S Í É

A Í H J Ê Ç Í E A U Ú Ô J S Ó G G S D I Q S Ü S Ô

Í H G O R D U R A S Í T Q H É Ò Õ A N Í E T O R P

PREVISÃO ASTRAL ÁRIES (21 MAR. A 20 ABR.) Ótimo dia pra começar os planos de viagem e descanso no fim do ano. Você está contando com faro bom para oportunidades e um senso agudo nas escolhas, inclusive financeiras. Afetividade generosa expande chances amorosas.

LIBRA (23 SET. A 22 OUT.) Altos e baixos - e mais surpresinhas no trabalho - abrem o dia, e você tem de ser rápido em mostrar que se adapta a novos arranjos. Espremido entre as demandas do chefe e as dos subalternos, só a diplomacia o salvará. Amor em baixa.

TOURO (21 ABR. A 20 MAI.) Pegue firme no trabalho hoje amanhã, dias de plantio e fecundidade - capricho na apresentação e no trato com assistentes e colegas torna tudo mais fácil de tocar. Assessoria de alguém de Sagitário estimula ainda mais. Amor em alta.

ESCORPIÃO (23 OUT. A 21 NOV.) Amizade firme e leal, de muito tempo, a prova de intempéries, em destaque.. Fazer plano com gente que você conhece bem é a pedida pra hoje. Inclua boa dose de estudo, busque informações e troque experiências. Novidade no trabalho!

GÊMEOS (21 MAI. A 20 JUN.) Participação intensa em eventos sociais e reuniões hoje - você vai brilhar e seu sucesso está garantido. Fique atento a um convite inesperado, pois será bom mostrar em outros lugares os seus talentos. No amor, observe mais e aja menos.

SAGITÁRIO (22 NOV. A 21 DEZ.) Seu humor variável deixa as pessoas um tanto atordoadas ainda hoje. Retire-se para onde possa ser simplesmente, sem ter que fazer um teatrinho para os outros. Adiando decisões, tomará a direção correta em alguns dias. Espere.

CÂNCER (21 JUN. A 21 JUL.) Tome conta direitinho do seu dinheiro hoje! Tentações de fim de ano aumentam agora. Mas Mercúrio e Urano advertem para itens de má qualidade com aparência boa. Adie compras. Afetos seguem bem. Um admirador observa você.

CAPRICÓRNIO (22 DEZ. A 20 JAN.) Astral dinâmico que pede coragem e um espirito mais atirado, que confie no futuro, a despeito do que pode ser palpável hoje. Se você é capaz de dar um tal passo ousado, conseguirá sentir o gostinho de liberdade, que alegrará seu dia.

LEÃO (22 JUL. A 22 AGO.) O entusiasmo desta fase astral contagia você - e é fácil se convencer de que tem razão, e seu caminho é correto; convencer os outros de seus argumentos é mais simples, os aplausos chegam rápido. Você brilha, e no amor, complementação.

AQUÁRIO (21 JAN. A 19 FEV.) Compromissos pendentes aos montes, e pouco tempo para realizar tudo que você prometeu aos outros. E agora? Negocie, de hoje a 5ª feira, os novos prazos; filtre e peneire e cumpra o que for acertado. Anote ideias novas. Amor em alta!

VIRGEM (23 AGO. A 22 SET.) Virginianos precisam contar com um ambiente domestico acolhedor e liberal para seus caprichos e instabilidades hoje. Proteja a sua inwww.lideranca.org/word/palavra.php timidade, evitando gente indiscreta. Projetos em comum unem no amor, trabalhe a fundo neles.

PEIXES (20 FEV. A 20 MAR.) Seu sucesso está patente, você se esforçou há meses e agora é reconhecido, tudo se realiza. Impossível fugir, tem de enfrentar e assumir. A vida intima, familiar, doméstica, caseira, fica em segundo plano por enquanto. É assim o ritmo astral agora.


Q U A R T A - F E I R A , 0 4 D E D E Z E M B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 6 1

A8

DESTAQUE

DIVULGAÇÃO

PARANÁ COMPETITIVO

Investimentos em Joaquim Távora ainda não aliviam desigualdade entre Norte Pioneiro e demais regiões LUCAS ALEIXO

O anúncio de um investimento de mais de R$ 14 milhões para a ampliação do abatedouro da Frangos Pioneiro, em Joaquim Távora, feito no fim da tarde de terça-feira (3), ainda não alivia a desigualdade entre os investimentos do programa Paraná Competitivo em outras regiões no comparativo com o Norte Pioneiro. Para se ter uma ideia, a soma dos investimentos do programa chega a quase R$25 bilhões, porém Curitiba e Ponta Grossa praticamente monopolizam os recursos, sendo responsável por ficarem com R$ 19 bi-

lhões deste montante. Outro ponto negativo em relação ao Norte Pioneiro é que a região apenas agora recebe os primeiros investimentos oriundos do programa, sendo que o Paraná Competitivo existe há dois anos e meio. Os recursos do programa são empréstimos feitos do governo do Estado para empresas privadas, porém com algumas grandes vantagens, entre elas um generoso prazo para quitar a dívida. O objetivo é fortalecer a indústria paranaense e gerar mais postos de emprego. DÉFICIT REGIONAL Uma reportagem recente publicada no jornal Folha de Londrina retratou esta triste realidade do Norte Pioneiro, sendo até então a região é a única do Es-

Hoje temos pouquíssimas empresas de médio e grande porte, e por esse motivo um programa deste tamanho acaba ficando praticamente longe de nós, infelizmente. De repente era uma oportunidade de um grande avanço para as empresas, de gerar mais postos de empregos, mas ambém uma empresa de pequeno porte não tem condições de participar deste tipo de financiamento”

Frangos Pioneiro é a primeira empresa da região a participar do programa Paraná Competitivo tado a não receber investimentos do programa. As explicações para esta situação podem ser várias, mas o resultado é um só: um lento e atrasado processo de industrialização regional. E entre estas explicações, a própria industrialização lenta do Norte Pioneiro é a principal delas, uma vez que, com raras empresas de médio ou grande porte, programas como o Paraná Competitivo acabam

passando despercebidos por estas bandas, criando assim um circulo vicioso, onde a falta de progressos na área não traz recursos e a falta de recursos não cria progressos industriais. Para o prefeito de Ibaiti, Roberto Regazzo, o Betão (PSB), que também é empresário, o maior motivo dos investimentos deste gênero não chegarem com vigor ao Norte Pioneiro é mesmo a falta de grandes empresas na região. FOLHA EXTRA

“Hoje temos pouquíssimas empresas de médio e grande porte, e por esse motivo um programa deste tamanho acaba ficando praticamente longe de nós, infelizmente. De repente era uma oportunidade de um grande avanço para as empresas, de gerar mais postos de empregos, mas também uma empresa de pequeno porte não tem condições de participar deste tipo de financiamento”, lamenta Betão. Para o presidente da Acisc (Associação Comercial e Industrial de Siqueira Campos), Anderson Adalton da Silva, a região ainda pena com a falta de empreendedorismo e cooperativismo por parte de alguns empresários. “O que gente vê no dia a dia é que as empresas, em alguns casos, parecem ter medo de crescer. Sem investimentos, sem parcerias, sem aprimoramento é difícil progredir. E não é só no caso do Paraná Competitivo que o Norte Pioneiro passa quase em branco. Só para se ter uma ideia, promovemos cursos e mais cursos para empresários, e a participação é sempre pequena. Então se não há participação em pequenos programas, quanto mais em programas de grande porte”, pondera.

“CULPA” DOS MUNICÍPIOS O prefeito de Ibaiti, no entanto, alerta para outra questão: a falta de investimento por parte das prefeituras na questão da industrialização. “Claro que nossa vocação é principalmente agrícola, agora não podemos ficar presos a isso assistindo outras regiões conseguindo empresas e recursos sem tentar de alguma forma amenizar esta questão”, adverte. De acordo com Betão, os municípios precisam ter uma política mais sólida com relação a atração de novas empresas. “Aqui em Ibaiti temos a consciência de que precisamos trazer mais empresas, se possível até de médio e grande porte, porque isso é fundamental para o desenvolvimento da economia, com aumento na arrecadação de impostos e geração de empregos. Então estamos investindo tudo que podemos no nosso Parque Industrial, inclusive já temos recursos para construir cinco barracões industriais, para darmos os primeiros passos para mudar esse cenário de atraso industrial e quem sabe dentro de alguns anos participar efetivamente dos próximos programas como o Paraná Competitivo. Não tenho dúvida que esse é o caminho”, revela o prefeito.


FOLHA EXTRA ED 1061