Page 1

08 DE OUTUBRO DE 2013

A1

T E R Ç A - F E I R A , 0 8 D E O U T U B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 3 1

TERÇA-FEIRA

nº 1031, ANO 10 R$ 2,00

HISTÓRIA DE SIQUEIRA CAMPOS

O ÚLTIMO VOO AO PASSADO Diferente do sonho de Ícaro, mas com algumas semelhanças a ponto de merecer a menção. João Ramos foi o prefeito de Siqueira Campos idealizador e construtor do aeroporto do município, em 1952. O objetivo era ter vôos regulares para grandes centros, o que logo aconteceu com a instalação da Real Transportes Aéreos, que oferecia aviões saindo diariamente de Siqueira Campos com rumo a Curitiba e São Paulo. No entanto, o sonho de João Ramos não durou nem três anos e a falta de passageiros tornou inviável a continuidade da linha. PÁG. A8 - Por Lucas Aleixo

FOLHA EXTRA

NOVOS BARRACÕES INDUSTRIAIS DE IBAITI PODEM ABRIGAR 300 POSTOS DE EMPREGO Município conseguiu verba de R$ 450 mil para construir três barracões no parque industrial. De acordo com o secretário de Indústria e Comércio de Ibaiti, João de Barros, já estão acordadas as empresas que ocuparão estes espaços, devendo gerar a partir do momento da instalação 300 novos postos de emprego. O secretário afirma que o parque industrial já é uma realidade e que deverá proporcionar a abertura de muitas outras vagas de emprego. PÁGINA A3

O secretário João de Barros é otimista e faz projeções animadoras para Ibaiti

DIVULGAÇÃO

PROFISSIONALIZAÇÃO

Projovem forma dezenas de alunos no Norte Pioneiro O Programa Projovem Trabalhador formou dezenas de alunos nas cidades de Ibaiti, Joaquim Távora e Siqueira Campos durante a semana passada. Em cada município houve uma cerimônia contando com autoridades para a entrega dos diplomas aos formandos. Receberam certificação todos os alunos que obtiveram 75% ou mais de frequência nos arcos ocupacionais executados, sendo os cursos com 350 horas de qualificação. PÁGINA A4

FALANDO SÉRIO

PSB em alta Com o recente ingresso de Marina Silva ao PSB o partido do pré-candidato a presidência da república (e também governador de Pernambuco) Eduardo Campos está em alta nas mídias. PÁGINA A3

WENCESLAU BRAZ

Curso de piscicultura reúne 200 trabalhadores rurais O município de Wenceslau Braz realizou na semana passada um curso de piscicultura em parceria com o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e a secretaria de Agricultura e Meio Ambiente do município. Com o objetivo de ampliar o conhecimento dos trabalhadores rurais gerando produtos de mais qualidade, o curso contou com a presença de 200 alunos divididas em 15 turmas com carga horária de 16 horas, conciliando teoria e prática. PÁGINA A4

PORTOS

Empresários rejeitam plano de Gleisi O setor produtivo paranaense rejeitou a proposta da ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, sobre o novo plano de arrendamento de áreas no Porto de Paranaguá. O plano foi apresentado semana retrasada em reunião na Fiep, e desagradou a todos. PÁGINA A3


T E R Ç A - F E I R A , 0 8 D E O U T U B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 3 1

A2

OPINIÃO

COMIDA CASEIRA DE SABOR ÚNICO

Transtorno Bipolar, tem certeza? Por CLAUDIA PEDROZO Escritora do ‘Fãs de Psicanálise’

Nestes tempos modernos as doenças emocionais são diagnosticadas numa velocidade que algumas vezes beira o desleixo com o ser humano. Hoje é comum ouvirmos as pessoas anunciarem com orgulho que possuem algum transtorno de comportamento, a que a Psicanálise chama de Neuroses (Transtorno Obsessivo Compulsivo, Síndrome do Pânico, por exemplo) ou de Psicoses (Esquizofrenia, Transtorno Bipolar, Paranoia). Parece que receber o diagnóstico alivia e explica as atitudes e sofrimentos vivenciados pelo indivíduo e seus familiares, talvez alivie a culpa por ter falhado em alguma coisa, mesmo que este diagnóstico seja o de uma doença mental grave, como o são as Psicoses. Recentemente conversando com uma conhecida, ela me contou sobre sua irmã de 15 anos, que foi diagnosticada pelo psiquiatra como portadora do Transtorno Bipolar. Olhei admirada e perguntei o que a irmã fazia que justificasse o diagnóstico. Minha conhecida disse, desolada, que a irmã não tem mais jeito! Que faz coisas malucas em casa, como ameaçar se jogar do prédio onde mora sempre que a mãe diz não a algum capricho, ameaçar quebrar a casa toda quando é contrariada pela mãe, fumar de forma afrontosa diante da mãe, que não quer que ela fume, sair vestida de forma bem vulgar e ter aventuras sexuais com muitos meninos. O engraçado disso tudo é que a garota só surta quando é contrariada. Quando a mãe vai leva-la em alguma “baladinha”, ela vai o caminho todo ofendendo a mãe e ameaçando se jogar do carro se a mãe diz não para alguma de suas vontades. Se a mãe ameaça contar aos amigos o tipo de comportamento que ela tem, na hora ela muda de atitude. Neste dia em que conversamos minha conhecida me falou que estava preocupada com a irmã, que simplesmente tinha feito as malas e ido, sozinha e sem a autorização da mãe, passar uma semana numa outra cidade, na casa de algum parente. Também estava preocupada com a mãe, que estava ficando deprimida com toda essa situação conflitante. A garota abandonou a escola, porque não queria acordar cedo para estudar, então faltava, faltava e faltava. Faltou tanto que acabou perdendo a vaga. O médico que diagnosticou o Transtorno Bipolar passou a medicação, mas a moçoila se recusa a tomar. Enfim a situação nos lembra um trem bala sem freios! Bem… não conheço a irmã da minha conhecida. Nunca a vi, mas posso inferir (fazendo o que chamamos de Psicanálise Selvagem, aquela que a maioria dos leigos faz, dando palpites nas situações) que a garota sofre de… falta de educação, mais precisamente de falta de limites!

O Transtorno Bipolar, antes chamado de Psicose Maníaco Depressiva, é uma patologia grave caracterizada pela alternância de estados depressivos e maníacos, sendo estes entendidos como estado de imensa euforia, onde o indivíduo se acha um deus, se acha invencível, acredita que tudo pode fazer. Fica inconveniente, faz coisas impensáveis, pois perde a inibição social. Na fase depressiva o humor fica depressivo, a auto estima fica baixa, o sujeito só quer ficar na cama, dorme o dia todo, mas não é um sono reparador. Do nada o estado pode se alterar para o estado oposto extremo. As causas do Transtorno Bipolar ainda são desconhecidas. As pesquisas mostram-se inconclusivas. Acredita-se que a combinação de múltiplos fatores deflagre a doença, entre eles a genética facilitadora e a influência de fatores ambientais e psicossociais. Levando em consideração que a adolescência é uma fase da vida marcada por grande “stress”, onde o jovem está mais inseguro, indefinido, sendo invadido por uma enxurrada de hormônios, que o levam a uma maior exposição a comportamentos de risco, regados a irresponsabilidades, tais como uma sexualidade desregrada e o uso de drogas ilícitas, este pode ser o cenário perfeito para o surgimento da doença. Todos nós passamos por variações de humor ao longo da vida. Um dia estamos mais tristes em outros mais eufóricos. Porém isso não quer dizer que sejamos portadores desta patologia. No caso da irmã da minha conhecida, vejo sintomas de uma rebeldia adolescente, aliada a questões edipianas mal resolvidas, a uma baixa auto estima, a um sentimento masoquista consigo mesmo e sádico com a mãe que precisa ser punida em função do conflito edipiano. Também há a possibilidade de um possível agravante de assédio sexual sofrido pela menina na infância. O que esta adolescente mostra é a existência de muitos conflitos recalcados que devem ser resolvidos para que não evolua para uma patologia psicológica realmente mais grave, como a que foi diagnosticada pelo médico. Sugiro uma boa terapia para as duas, mãe e filha! Uma para se reconhecer no papel de mãe, deixando de se deixar manipular pela jovem de 15 anos e a garota para que possa se entender, resolver seus traumas e conflitos… ambas merecem parar de sofrer.

Comente o artigo

WWW.ISSUU.COM/FOLHAEXTRA

CHARGE DA EXTRA

A importância Jorge Amado na televisão Por CHARLES DALAN JESUS DOS SANTOS Professor de História, Poeta, Ator, Dramaturgo.

J

orge Amado é um dos maiores autores com adaptações da televisão brasileira. Foram e são verdadeiro sucesso como: Tieta do Agreste, Gabriela, Cravo e Canela, Teresa Batista Cansada de Guerra, Dona Flor e seu dois Maridos e Tenda dos Milagres. A obra de Jorge Amado conheceu adaptações no cinema, teatro e televisão, seus livros ganharam tradução em 55 países, e em 49 idiomas, além de ganharem adaptações em Braille e em fitas gravadas para deficientes auditivos. Jorge Amado de Farias nasceu em 10 de agosto de 1912, em Itabuna, Bahia. Passou sua infância entre Salvador e sua cidade natal. Em 1918, é alfabetizado por sua mãe, em 1927, começa a trabalhar como repórter no Diário da Bahia e em 1931, é aprovado na Faculdade de Direito da então Universidade do Rio de Janeiro. Em 1931, com apenas 18 anos Jorge lança seu primeiro romance, “O país do carnaval”, que recebeu elogios da crítica. O país do carnaval é um livro que conta a história de Paulo Rigger, um jovem filho de um rico fazendeiro, que passou sete anos em Paris estudando direito e ao retornar ao Brasil, passa os primeiros dias no Rio de Janeiro e tenta compreender que a festa popular serve para manter o povo alienado. Esse baiano usou as palavras para expor seus sentimentos, as injustiças e as mazelas sofridas pelo povo brasileiro, lutando sempre por uma sociedade e um mundo mais justo e fraterno. Jorge usava o poder da literatura para denunciar os problemas sociais, econômicos, políticos, como a desigualdade, injustiça e a truculência dos coronéis do nordeste. Esse jogo de poderes é que fez Jorge um revolucionário voraz, sempre lutando para dar ao seu povo mais esperança e dias melhores. Um homem muito sensível, mais preocupado com o futuro do país e de seu povo. Em uma via-

gem para Maceió, especialmente para conhecer Graciliano Ramos , (autor de Vidas Secas, Caetés, Angústia e São Bernardo), Jorge conhece as ideologias do comunismo e acaba se filiando no partido (PCB), Partido Comunista

ela vai morar na cidade em busca de trabalho, moradia e comida; Tieta se prostitui e depois de um tempo, torna-se cafetina em São Paulo, razão de sua riqueza e de seu elo com poderosos, apesar de ter um conflito com seu pai,

a indagações diversas. Cria-se um elo entre telespectador e seus personagens como se esse fosse parte de sua realidade. O vínculo entre personagem e telespectador torna-se tão familiar que em algumas vezes é mais

Jorge usava o poder da literatura para denunciar os problemas sociais, econômicos, políticos, como a desigualdade, injustiça e a truculência dos coronéis do nordeste. Esse jogo de poderes é que fez Jorge um revolucionário voraz, sempre lutando para dar ao seu povo mais esperança e dias melhores.

Brasileiro. Jorge é visto por muitos como um revolucionário, em 1932 sensibiliza com as fortes desigualdades sociais do país, passa a fazer parte do Partido Comunista Brasileiro (PCB, fundado em 1922, o partido mais antigo do Brasil ainda em atividade). Jorge Amado bateu o recorde de vendas e só foi superado por outro grande autor em número de vendas, apenas por Paulo Coelho. Mas, seu estilo literário romântico ganhou fascinação no imaginário de seus leitores; tamanha importância possuía a literatura de Jorge Amado. Sua literatura é importante para seu leitor como é também para televisão, teatro e cinema. Quem não tinha a oportunidade de ler seus livros, tinha a oportunidade de sentir o sabor de ver no teatro, cinema ou na televisão a sua obra ganhando vida na interpretação dos artistas. Os artistas transmitia para o telespectador aquilo que estava no imaginário de Jorge Amado. Os personagens de Jorge Amado carregam as características do povo brasileiro, um povo sofrido, humilde, honesto, mas acima de tudo trabalhadores, isso fica bem claro na personagem Tieta. Ao ser expulsa de casa pelo pai,

Tieta nunca se esqueceu da família, ao retornar a terra natal com dinheiro e influência política, traz para sua comunidade e família benefícios como a instalação da luz elétrica. O que chama mais atenção nessa personagem, é sua simpatia, humildade e a sensualidade feminina em uma época de muita discriminação, onde mulheres eram vista pela sociedade como submissão ao mundo machista. Tieta com toda modéstia, sobe virar o jogo e dar a volta por cima mesmo tendo que vender seu corpo. Jorge Amado transporta o leitor do plano literário para o visual, oferecendo-lhe a oportunidade de materializar o que antes fora concebido apenas em sua imaginação. O telespectador deslumbra-se ao ver seus personagens “vivos” em cena, suas paisagens com todas suas cores e vigor, suas paixões e desilusões. O público, ele não assiste apenas, mas naqueles instantes em que está conectado com seu aparelho e vivencia a obra juntos com seus personagens, chegando até a interagir com eles. Participando de conversas, oferecendo-lhes conselhos e em alguns momentos respondendo

fácil crer no que é assistido do que no que é vivenciado em sua realidade. É neste ínterim que o discurso político de Jorge Amado em muitas de suas obras como “Capitães de Areia”, “Tenda dos Milagres” e “Teresa Batista Cansada de Guerra” ganha força. Sem perder a linha poética Jorge Amado introduz a veracidade aos seus personagens em um contexto social que em muitas vezes estes não vivenciam e não terminam com um final feliz. Em Capitães de Areia, podemos ver a coragem das crianças desprovidas de qualquer amparo social, largadas ao destino inserto e que vão ser marginalizadas. A trajetória dos meninos, que enfrentam os representantes do poder e roubam os ricos para repartir entre os pobres o produto do roubo entre os companheiros pobres e abandonados.

Comente o artigo

WWW.ISSUU.COM/FOLHAEXTRA

Conhecer-se pela letra Por MARIANO SOLTYS

Escritor do Recanto das Letras

S

empre sofri com minha letra. Acho que isso não se devia apenas ter ou não ter letra feia, mas algo além sempre desconfiei haver. Para tanto, restava alguma ciência a ser descoberta sobre o tema. Notei que as pessoas mudam de letra quando amadurecem, e que inventam uma série de coisas. Descobri assim a ciência ou arte da grafologia, que já fez uma série de análises e classificou pessoas e comportamentos de acordo com sua letra. Notei assim que ter letra feia não me tornava pior que as pessoas, e que nem eu deveria imitar a letra delas. A história dessa ciência chamada grafologia começou com estudiosos em muito intuitivos, observadores, como com Camilo Baldi, Lavater, Preyer e outros na Itália. Na frança Michon, Pieux e outros. Importante é que há uma análise de caráter, e que as pessoas que tem falta de sinceridade revelam isso pela letra. Logo, a letra pode ser bonita e a pessoa não ser confiável, por uma série de fatores. Os traços, as formas, os movimentos, a força no pa-

pel, disposição do texto na folha, tamanho do texto e assim por diante. Em muito se usa atualmente em testes psicológicos, para uma carteira de motorista, ou mesmo admissão em emprego. Mas por mais que se finja, não se pode esconder quem se é. Escrevo muio rápido. Assim notei que isso revela a inteligência. Acho que revela mais a evolução, pois aprendemos a escrever lentamente e copiando letras, e copiando comportamentos quando crianças. Quando crescemos, construímos nossa própria grafia, assim como nossa própria personalidade. Pessoas mais desenvolvidas têm muitas vezes letras bem diferentes. Exemplo claro é dos médicos, que são exemplos no livro que vi, de pessoas boas, de grande autoestima e segurança. Mas sua letra é feia? Como diz ditado popular, a beleza não põe a mesa. O tema da interpretação é muito vasto, mas se pode agora pensar em algumas leituras. Primeiro se pode ver o tamanho da letra. Se sua letra é pequena, isso mostra que também é uma pessoa inteligente, e mesmo não dá

muita bola para a opinião das pessoas. Já a letra grande mostra que a pessoa deseja ter uma notoriedade, fama, mas não aceita muito críticas. A inclinação das letras também mostra muita coisa. Uma letra reta, em noventa graus, mostra uma pessoa segura. Já uma letra muito inclinada para a direita mostraria uma pessoa muito bondosa, dependente e que talvez não saiba dizer não. Uma letra inclinada à esquerda pode revelar uma pessoa que deseja se afastar da sociedade, que tem certa aversão as pessoas. Vi uma vez um professor de pósgraduação, que se não me falha a memória era Juiz de Direito, que tinha essa grafia. Mas a assinatura também revela muito da pessoa. Quanto mais enfeitada, pior é. Pelo que notei em estudos, alguns cortes e outros traços podem revelar até a tendência ao suicídio, mesmo a tendência a enrolação ou desonestidade nos negócios. Não se demora a notar alguma assinatura dessas ao longo dos anos que passam, nos passando de relance. Vi uma vez em um processo a assinatura de um advogado, com

essa tendência suicida. No que se refere a assinatura com traço de enrolação, já vi em algum vendedor. Porém, um traço comum é a linha abaixo da assinatura, que revela um reforço de si mesmo, uma forma de se afirmar. Vale lembrar que essas ciências devem ser usadas para compreender as pessoas, e não julgar. São tendências, e assim como tendências, às vezes nunca podem se realizar. O interessante é que se perceba o quanto o ser humano é maravilhoso, e que uma letra feia não indica nada, assim como a aparência corporal pode não indicar nada. A sociedade nos prova todos os dias essas coisas. A letra é mais a assinatura da verdade que nos aparece como padrão, movimento inconsciente do caráter.

Comente o artigo

WWW.ISSUU.COM/FOLHAEXTRA


T E R Ç A - F E I R A , 0 8 D E O U T U B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 3 1

COLUNA DA PÁGINA FALANDO SÉRIO

PSB em alta Com o recente ingresso de Marina Silva ao PSB o partido do pré-candidato a presidência da república (e também governador de Pernambuco) Eduardo Campos está em alta nas mídias. Com dois nomes relativamente fortes para a corrida presidencial a sigla deve ganhar muitos outros adeptos neste meio tempo até o pleito em outubro do ano que vem. No entanto existe uma dúvida grande: quem será o candidato do PSB à presidência: Eduardo Campos ou Marina Silva? Vale lembrar que “chapas puras”, como são chamadas chapas com candidatos da mesma sigla como titular e como vice, não costumam ter tantas adesões de outros partidos, e no caso da união política da dupla poderia haver uma rejeição entre outras legendas. Enfim, é esperar para ver.

Bom para Richa Agora, em terras paranaenses essa união é bom para o atual governador do Estado, Beto Richa (PSDB), que tem em Luciano Ducci, maior nome do PSB no Paraná, um fortíssimo aliado. Desta forma o governador teoricamente teria o apoio de dois candidatos à presidência: o tucano Aécio Neves e o nome do PSB. Claro que no primeiro turno ficaria difícil, já que Richa obviamente apoiará Aécio, mas em um suposto segundo turno no Estado muito provavelmente o governador teria todo o apoio político do PSB para se reeleger.

No Norte Pioneiro O PSB no Norte Pioneiro também vem crescendo. Atualmente conta com o deputado Hermas Brandão Junior como maior nome na região. E se por um lado ele sairá do cenário político por hora, seu pai, Hermas Brandão, volta a política pelo mesmo partido e deve agregar ainda mais lideranças regionais para a legenda. Atualmente o PSB conta com três prefeituras entre os municípios que fazem parte da Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro): Ibaiti, com o prefeito Roberto Regazzo, o Betão, Siqueira Campos, com o prefeito Fabiano Lopes Bueno, o Bi, e Cambará, com o prefeito João Mattar. Além disso são dezenas de vereadores da sigla na região.

Deputados federais desistindo Somando essa força regional, o fato de que vários deputados federais fortes não disputarão a reeleição, como Ratinho Junior (PSC), Abelardo Lupion (DEM), Dr Rosinha (PT) e talvez até André Vargas (PT) e a abertura de uma grande lacuna com esses nomes fora da jogada se chega ao seguinte resultado: tudo indica que o PSB tenha um nome genuinamente do Norte Pioneiro para disputar o cargo de deputado federal, fazendo dobradinha com Hermas Brandão.

Reza a lenda... ...que além disso, Hermas possa não ser o único candidato a deputado estadual pelo PSB com “residência eleitoral” no Norte Pioneiro e que o partido trabalha para que alguma outra liderança também da região e filiada à sigla seja candidato. Com todos esses fatores e boatos é fácil acreditar que de fato o Norte Pioneiro tenha outros nomes do PSB tentando a sorte como candidatos a deputado.

VIDA PÚBLICA

A3

Ibaiti consegue recursos para investir em parque industrial Verba de R$ 450 mil será responsável por construir três barracões industriais, que deverão abrigar 300 postos de emprego LUCAS ALEIXO Ibaiti

O recurso liberado para Ibaiti investir na construção de três barracões industriais, que serão instalados no parque industrial do município, deverão abrigar cerca de 300 novos postos de emprego. A estimativa é do secretário da Indústria e Comércio de Ibaiti, João de Barros. A liberação do recuso aconteceu na semana passada e foi através do PAM (Programa de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios). O valor é de R$ 450 mil e tem como objetivo incentivar a geração de empregos no município. O secretário João de Barros é otimista e faz projeções animadoras para Ibaiti neste segmento a médio prazo. “Muitas vezes o processo de industrialização é lento, e acaba sendo alvo de críticas. No entanto, é preciso esclarecer que a industrialização em Ibaiti é sim um pouco lenta, mas é porque ela acontece de forma concreta, sólida e estruturada”, explica. João de Barros detalha que o município já tem acordo com as empresas que deverão se instalar ou abrir filiais em Ibaiti assim que os barracões esti-

verem prontos. “Vai ser de imediato. No momento que estes barracões estiverem prontos as empresas estarão aptas a se instalar imediatamente e começarem os trabalhos aqui. A gente só não divulga os nomes destas empresas por pedidos dos próprios empresários, por questões comerciais deles. Mas a população de Ibaiti pode ter certeza absoluta que a geração de emprego é uma realidade para nossa cidade”. Além destes três acordos, o secretário também adianta que existe um acordo já estabelecido entre a prefeitura de Ibaiti e uma empresa de grande porte que deverá até o final de 2014 ter um braço instalado no parque industrial do município. “Estamos acertados com uma empresa forte, de grande porte, que de início irá gerar pelo menos 200 empregos diretos em Ibaiti. Não é para agora, mas até o final de 2014 não há dúvida que essa empresa também estará instalada por aqui”, adianta João de Barros. POLÍTICA DE ATRAÇÃO Para conseguir acordos com os empresários o secretário da Indústria e Comércio de Ibaiti afirma que foi imprescindível uma política ousada de atração de empresas. “Toda prefeitura oferece uma ou outra coisa,

FOLHA EXTRA

João de Barros faz projeções animadoras para Ibaiti a questão é que nós demos garantias vantajosas para as empresas. Visitamos uma série de empresários e corremos atrás mesmo. Se não for assim não se consegue atrair mais empresas. E o resultado disso será a criação de centenas de vagas de emprego para os moradores de Ibaiti”. PARQUE INDUSTRIAL O parque industrial de Ibaiti ainda não está completamente pronto em

virtude das negociações com vizinhos da área para que a metragem do parque seja a maior possível, porém se sabe que ele fica localizado às margens da BR-153, próximo à cidade. “Estamos finalizando a questão do parque, só acertar algumas negociações com vizinhos para aumentarmos nossa área. Acredito que em 15 dias já teremos todas as definições burocráticas”, finaliza João de Barros.

Empresários rejeitam plano de Gleisi “As cooperativas paranaenses vão ser prejudicadas com essa proposta do governo federal”, diz Ocepar DIVULGAÇÃO

DA ASSESSORIA ADJORI-PR

O setor produtivo paranaense rejeitou a proposta da ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, sobre o novo plano de arrendamento de áreas no Porto de Paranaguá. O plano foi apresentado semana retrasada em reunião na Fiep, e desagradou a todos. "O atual plano não contempla nenhum espaço especial as cooperativas paranaenses, que respondem por 20 milhões de toneladas de grão e por 40% dos frangos exportados no Brasil. A mudança vai implicar e novos investimentos, que vão comprometer a produtividade do setor cooperativo", disse João Paulo Koslovski, presidente da Ocepar. A ausência de Gleisi no encontro foi sintomática, mas os motivos foram maiores do que os problemas no trem de pouso do avião da FAB, os empresários e representantes do setor produtivo além de não gostar da proposta da ministra ficaram em dúvidas quanto aos investimentos anunciados. Isso porque o diretor da Secretaria dos Portos, Rogério Menescal, desmentiu a ministra e disse que a proposta do governo federal previa R$ 1,6 bilhão em investimentos (até 2019) e não R$ 2,6 bilhões, conforme adiantado por Gleisi à imprensa. A ministra ficou irritada com a previsão de Menescal e pediu para ele se retratasse em nota pública. REVISÃO Menescal se retratou, mas comprometeu a abrir espaço para discussões técnicas, coordenadas pela administração dos portos e com a

participação do setor produtivo par mudar a proposta. De qualquer forma, sobraram muitas críticas para a ministra e seu plano. "Este plano precisa pensar em 20, 30 e 50 anos. As mudanças que colocam no corredor de exportação o açúcar podem comprometer a qualidade do produto. Hoje o espaço adequado é o cais oeste, que fica perto do ramal ferroviário e ajuda em ganhos de produtividade ao fazer com que o setor dispute espaço para obter local no porto, o governo ajuda a comprometer o setor de açúcar e etanol, já tão prejudicado e com deficit", disse Miguel Tranin, presidente da Alcoopar. "Esta proposta está diferente do que o setor discutiu no Paraná. As propostas levantadas não levam em conta a demanda local, que atende todo o mercado nacional", disse Sérgio Malucelli da Fetranspar. CNA CONTRA "O Paraná foi o primeiro estado a ter um Plano Diretor de Zoneamento de Paranaguá e de Antonina e nada foi aproveitado. O PDZ de Paranaguá foi feito em pleno consenso com a sociedade produtiva e organizada, levando em conta o desenvolvimento de todo o Brasil. A Câmara de Logística do Agronegócio do Ministério da Agricultura vai agir forte para mudar a proposta apresentada para a Paranaguá, da mesma forma que fez no Pará, inclusive mobilizando a bancada do agronegócio", disse Luiz Antonio Fayet, representante da CNA na Câmara Temática de Infraestrutura e Logística do Agronegócio do Ministério da Agricultura "Há um temor que as mudanças propostas reflitam, e deverão refletir, se continuar assim,nos preços FOBs de Paranaguá, afetando os

Proposta de Gleisi não agradou aos empresários preços dos produtos brasileiros cotados na bolsa de Chicago. Ao reduzir as áreas para a exportação multicarga, a proposta tira a possibilidade do Paraná e estados vizinhos de exportar produtos com maior valor agregado. Hoje vendemos carnes de frango e de porco a mais de R$ 2.500 por tonelada, enquanto que a soja é de apenas R$ 200 por tonelada", completou Fayet. BASE CONTRA Nem Sérgio Souza (PMDB), suplente de Gleisi no Senado, e Orlando Pessuti (PMDB), da base aliada da ministra, gostaram do plano. "A proposta tirou de fora áreas de expansão como as regiões do Imbucuí e Imbuguaçu. É preciso discutir e ouvir mais a população para se chegar a uma proposta mais adequada para o Brasil", disse Pessuti.

"A ministra Gleisi e o ministro Leônidas não comparecerem. A reunião seria muito solene e não avançaríamos como avançamos. O governo federal precisa ouvir as sugestões dos paranaenses que são especialistas nos assuntos portuários, ajudando inclusive na elaboração do marco legal dos portos", disse Souza. "O plano não aponta nenhuma ação direta para melhorar as condições logísticas de Paranaguá. Outra falha é a mudança do modelo de Paranaguá que hoje é um porto multicargas para nos tornarmos um porto de graneis. Isto vai comprometer os pequenos e médios produtores, que exportam por pequenos cais", disse Maria do Socorro de Oliveira, representante dos trabalhadores portuários de Paranaguá.


T E R Ç A - F E I R A , 0 8 D E O U T U B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 3 1

A4

CIDADES

Projovem forma dezenas de alunos no Norte Pioneiro DA REDAÇÃO

O Programa Projovem Trabalhador formou dezenas de alunos nas cidades de Ibaiti, Joaquim Távora e Siqueira Campos durante a semana passada. Em cada município houve uma cerimônia contando com autoridades para a entrega dos diplomas aos formandos. Receberam certificação todos os alunos que obtiveram 75% ou mais de frequência nos arcos ocupacionais executados, sendo os cursos com 350 horas de qualificação. Em Ibaiti foram 48 formandos nos cursos de Administração, Alimentação e Serviços Pessoais. A cerimônia, na tarde de quinta-feira (3) contou com diversas autoridades, como secretário do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Claudio Romanelli, e o prefeito local, Roberto Regazzo, o Betão (PSB). Na oportunidade o prefeito destacou a importância destes jovens na busca por uma qualificação profissional, atendendo uma demanda do mercado. “Hoje estes jovens estão tendo a oportunidade de ter um diploma, e as empresas

procuram funcionários qualificados, portanto invistam em vocês. E agradecemos ao Romanelli e sua equipe, pois sem esse suporte essa realização não seria possível”. Já no município de Joaquim Távora foram 36 trabalhadores nas áreas de Telemática e Serviços Pessoais que também receberam de Romanelli os certificados na noite da quintafeira. O prefeito Gelson Mansur (PSDB) destacou alguns dos benefícios que o município tem conquistado com apoio do governo do Estado para melhoria da geração de emprego e renda, por meio da Educação profissional e elencou algumas conquistas para vários outros segmentos. “Parabéns a todos vocês que lutaram até o fim para concluir os cursos e obrigado por cada um de vocês contribuir para a construção de um município melhor”. Por fim, em Siqueira Campos a formatura de 24 pessoas nos cursos de Telemática e Serviços Pessoais aconteceu na tarde de sexta-feira (4). “A Educação anda junto com as oportunidades que a gente tem na vida. E vocês agarraram essa oportunidade e fizeram o curso até o fim. Mas aqui não é o fim, é o come-

COLUNA DA PÁGINA AGRONEGÓCIOS

DIVULGAÇÃO

Betão e Romanelli entregam diploma a formanda ço, o começo de um novo tempo”, enfatizou Romanelli, se dirigindo aos formandos. “Daqui para frente vocês têm que continuar estudando, porque através do processo de conhecimento, vocês podem mu-

dar as suas vidas e a vida das pessoas que vocês amam”, completou. Em novembro mais turmas do Projovem nos municípios de Curiúva, Jaboti e Ribeirão Claro também se formarão.

Curso de piscicultura reúne 200 trabalhadores rurais em Wenceslau Braz WILLIAN NUNES - FOLHA EXTRA

DA REDAÇÃO

O município de Wenceslau Braz realizou na semana passada um curso de piscicultura em parceria com o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e a secretaria de Agricultura e Meio Ambiente do município. Com o objetivo de ampliar o conhecimento dos trabalhadores rurais gerando produtos de mais qualidade, o curso contou com a presença de 200 alunos divididas em 15 turmas com carga horária de 16 horas, conciliando teoria e prática. “O curso de piscicultura está sendo oferecido em todos os municípios, o foco do curso não é oferecer oportunidade de emprego no futuro frigorífico, já que a maioria dos inscritos já tem sua renda própria, mas sim incentivar, ensinar e treinar o produtor rural no trabalho do dia a dia”, comenta Janet Armstrong, engenheira agrô-

Os alunos foram divididos em 15 salas noma e responsável pela capacitação. O curso apresentou conteúdos como a trabalhos com o solo, o bem estar animal,biometrias, anatomia de peixes, legislação da piscicultura no Paraná, abate e comercialização, retorno econômico e riscos de atividades, além de vários outros temas que embasaram os agricultores em todo o percurso. “É importantíssimo que trabalhe-

mos sabendo o que estamos fazendo. O Paraná é o estado que mais tem qualidade na agricultura, portanto capacitar o trabalhador rural é fundamental para que o produto chegue com mais qualidade, ainda, no mercado”, declarou a engenheira. O Senar oferece 300 cursos com certificado para quem se interessa. “Os cursos são todos de qualidade e oferecem certificação. Propor-

cionamos estudos abrangentes relacionados ao campo, desde a formação do maquinista a uma simples técnica de matar formigas e pragas. É só procurarem o sindicato que com certeza teremos uma capacitação para a área procurada”, informou o presidente Paulo Varlei, presidente do Sindicato Rural Patronal de Wenceslau Braz, responsável por proporcionar tais oportunidades aos brazenses.

Casal é preso por tráfico de drogas em Wenceslau Braz DA REDAÇÃO

Um casal foi preso em flagrante pela Polícia Militar de Wenceslau Braz no último sábado (5) acusado de tráfico de drogas.

Segundo informações da PM, o casal era monitorado há meses pelo Serviço de Inteligência após a polícia receber inúmeras denúncias de que os dois estariam traficando drogas. A prisão aconteceu após os policiais receberam a informação de que o casal havia ido até Curitiba

para buscar drogas que seriam revendidas em Wenceslau Braz. Assim a PM manteve uma equipe na rodoviária de Wenceslau Braz, e quando o coletivo chegou o casal foi abordado logo após desembarcar. Na bolsa da mulher os policiais encontraram aproximadamente

300 gramas de maconha e oito porções pequenas de cocaína. No celular da acusada também foram encontradas mensagens relacionadas ao tráfico de drogas. A dupla recebeu voz de prisão e foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil do município.

Café: governo e produtores buscam saída para a crise do setor Cafeicultores pediram urgência na aprovação do registro e a liberação dos princípios ativos Cyantraniliprole e Chlorantraniliprole/Abamectin, utilizados no controle da broca. O governo deve definir até o final deste ano as medidas de apoio ao setor cafeeiro para a safra 2014/2015, que começa ser colhida a partir de abril. O assunto foi discutido em reunião realizada nesta quinta-feira, 3/10, no Ministério da Agricultura. O presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), deputado federal Silas Brasileiro (PMDB/MG), e o presidente da Comissão Nacional do Café Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Breno Mesquita, juntamente com dirigentes das cooperativas de cafeicultores, se reuniram com o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Gerardo Fontelles, e o diretor do Departamento de Café, Jânio Zeferino da Silva. Na reunião, o governo se comprometeu a apresentar um cronograma das medidas de apoio à cafeicultura que serão implementadas no próximo ano, com a programação da liberação de recursos para ordenamento da oferta e venda da produção em melhor cenário de preços. Em função de problemas na definição no orçamento, houve atraso na definição das medidas de apoio à cafeicultura nesta safra. Os recursos do Funcafé para financiar a estocagem e comercialização do café, além do capital de giro das cooperativas e empresas do setor, começaram a ser liberados apenas no mês passado. No encontro também foi discutida a possibilidade de criação de uma coordenação geral no Ministério da Agricultura para as culturas perenes, que seria responsável pela coleta de números da cafeicultura mundial, a fim de permitir melhor planejamento para o setor. O ponto central do encontro foi o pedido de suspensão automática, por 90 dias, do pagamento das parcelas de crédito rural da cafeicultura. Os produtores argumentam que o adiamento é necessário para que possa "avaliar a situação financeira do setor e apresentar sugestões que visem sanar, definitivamente, a grave falta de renda na atividade". Os cafeicultores também pediram ao governo urgência na aprovação do registro e a liberação dos princípios ativos Cyantraniliprole e Chlorantraniliprole/Abamectin, desenvolvidos pelas empresas DuPont e Syngenta, que são utilizados no controle da broca do café. Eles alegam que não existe um substituto eficaz para o endossulfan, que foi banido do mercado neste ano. Uma das reivindicações dos produtores atendida pelo governo foi a autorização para entrega do café dos contratos de opções em armazéns privados credenciados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A medida vale para o próximo leilão e para os outros três realizados nas últimas semanas. Antes os produtores deviam entregar o café em quatro armazéns oficiais: Bauru (SP), Colatina (ES), Uberlândia (MG), Apucarana (PR) e Irecê (BA). Os produtores reclamavam que muitos municípios cafeeiros estavam distantes dos armazéns públicos, o que inviabilizava a participação no leilão.

USDA deixa estoques de soja e milho acima de previsão do mercado Relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) apontou em 3,84 milhões de toneladas, ou 141 milhões de bushels, os estoques de soja em 1º de setembro. O volume ficou acima do que o mercado esperava: próximos a 125 milhões de bushels (3,4 milhões de toneladas), o que se configuraria o mais baixo em nove anos e o segundo mais baixo desde 1977. O número desta segunda-feira (30) foi 17% menor na comparação com o de setembro de 2012. Para o milho, o USDA apontou ainda que os estoques trimestrais somaram 20,93 milhões de toneladas, ou 824 milhões de bushels. Da mesma forma que a soja, o volume do órgão norte-americano foi acima das projeções de mercado, anteriormente em 17,48 milhões de toneladas.Do trigo, os estoques foram avaliados em 50,34 milhões de toneladas, ou 12% a menos que o registrado no mesmo mês de 2012.


T E R Ç A - F E I R A , 0 8 D E O U T U B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 3 1

ERRATA Na edição 1021 do dia 20 de setembro de 2013, a Folha Extra publicou o caderno B com número de edição errôneo, onde está como edição 1020, o correto seria 1021 e na página B4 a tarja nominal em que se refere ao município de Jundiaí do Sul, refere-se, na verdade, a Wenceslau Braz.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

A5

EDITAIS

IBAITI

JABOTI

AVISO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 079/2013

ATO HOMOLOGAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº. 74/2013

A Prefeitura Municipal de Ibaiti, torna público que fará Dispensa de Licitação para Aquisição de Camisetas Brancas, para formatura de alunos do PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas, das escolas municipais de Ibaiti. VALOR: R$ 4.995,90 (Quatro Mil Novecentos e Noventa e Cinco Reais e Noventa Centavos). AMPARO LEGAL: Art. 24, Inciso I, da Lei nº 8.666 de 21 de junho de 1993. Ibaiti, 02 de Outubro de 2013. COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Wilson Oscar Petry Presidente

HOMOLOGO os atos de julgamento, de classificação e adjudicação por parte da Pregoeira, do objeto licitado, referente à Licitação Modalidade Pregão Presencial nº. 74/2013, do tipo menor preço por item, referente a Aquisição de um Caminhão Basculante Equipado com Caçamba, de acordo com as especificações constantes no Contrato de Repasse nº 0385438-19/2012/MDA/CAIXA, Convênio nº 769689/2012, vencedor: BADEN AUTOMOTORES LTDA, inscrita pelo CNPJ nº. 02.777.356/0001-61, inscrição Estadual nº.90.170.031-16 com sede na Rua Dolores Peralta, 100 A - Londrina, pelo valor de R$ 198.000,00 (cento e noventa e oito mil reais), para que produza seus efeitos legais. Jaboti, 27 de setembro de 2013. Vanderley de Siqueira e Silva Prefeito Municipal,.

PORTARIA nº. 164, de 02 de outubro de 2013.

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A Cooperativa Agrícola Mista do Norte Pioneiro torna público que recebeu do IAP Jacarezinho-PR, a Licença de Operação para Comércio e Armazenamento de Agrotóxicos, a ser implantada na Avenida Paraná, 230, Centro, no município de São José da Boa Vista - PR.

JOAQUIM TÁVORA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA – ESTADO DO PARANA EXTRATO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO N.º 024/2013 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º 075/2013 PARTES: MUNICIPIO DE JOAQUIM TAVORA (PR) e a SILVIO A. TEIXEIRA – PEÇAS AGRICOLAS- ME OBJETO: Aquisição de peças para implementos agrícolas. VALOR: R$ 1.900,00 ( um mil e novecentos reais) VIGÊNCIA: 31/12/2013. FORO: Comarca de Joaquim Távora, Estado do Paraná. Joaquim Távora (PR), 02 de outubro de 2013.

WENCESLAU BRAZ

Art. 1º. Fica prorrogado por mais 60 dias o prazo da Portaria n° 126/2013.

JABOTI

Art. 2º. Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação Registre-se, publique-se e cumpra-se. Jaboti, 02 de outubro de 2013.

EXTRATO DO CONTRATO Nº. 136/2013 REFERENTE PREGÃO ELETRONICO Nº. 74/2013 CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE JABOTI, CNPJ: 75969.667/0001-04, situado na Praça Minas Gerais 175, Jaboti Paraná, CEP 84.930-000. CONTRATADO: BADEN AUTOMOTORES LTDA, inscrita pelo CNPJ nº. 02.777.356/0001-61, inscrição Estadual nº.90.170.031-16 com sede na Rua Dolores Peralta, 100 A - Londrina. OBJETO: Aquisição de um Caminhão Basculante Equipado com Caçamba, de acordo com as especificações constantes no Contrato de Repasse nº 038543819/2012/MDA/CAIXA, Convênio nº 769689/2012. VALOR DO CONTRATO: R$ 198.000,00 (cento e noventa e oito mil reais). VIGENCIA: O prazo de vigência do contrato é a partir da data da sua assinatura em 27 de setembro de 2013 até 31 de dezembro de 2013, podendo ser podendo ser prorrogado, mediante termo aditivo, nos termos da Lei 8.666/93 em conformidade com as necessidades da administração. FORO: Comarca de Tomazina, Estado do Paraná. Jaboti, 27 de setembro de 2013. Vanderley de Siqueira e Silva Prefeito Municipal,. Felipe Berger Prochet, Representante Legal.

VANDERLEY DE SIQUEIRA E SILVA Prefeito Municipal

IBAITI DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 079/2013-PMI Processo Administrativo nº. 149/2013 DESPACHO DE HOMOLOGAÇÃO Com base nas informações do Processo de Dispensa de Licitação nº 079/2013, referente a AQUISICAO DE 546 CAMISETAS, no valor total R$ 4.995,90 (Quatro Mil Novecentos e Noventa e Cinco Reais e Noventa Centavos), foi observado o previsto no art. 24, I da Lei nº8.666/93, HOMOLOGO a referida contratação da Empresa GORETI CONFECCOES LTDA CNPJ: 04.086.793/0001-64. Publique-se. Ibaiti-PR., 07 de outubro de 2013. ROBERTO REGAZZO Prefeito Municipal

IBAITI AVISO DE LICITAÇÃO (Repetição) O Município de Ibaiti, Estado do Paraná, torna público que fará licitação na modalidade Pregão Presencial nº. 046/2013.OBJETO: Aquisição de pedrisco, rachão 4”, pedra brita graduada, pedra brita nº01 e pó de pedra, destinados a recuperação de vias pavimentadas da área urbana e dos Distritos do município. Conforme quantitativos, especificações e detalhamentos constantes no Termo de Referência deste edital. VALOR TOTAL MÁXIMO: R$ 56.496.00 (cinquenta e seis mil, quatrocentos e noventa e seis reais); ABERTURA: 09h00m do dia 18 de Outubro de 2013. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES: A cópia do Edital e demais informações, encontram-se à disposição dos interessados no endereço: Praça dos Três Poderes, 23, centro, no município de Ibaiti, Estado do Paraná, ou pelo telefone (43) 3546-7456, no horário comercial, das 08h00min às 11h30min e das 13h00min às 17h00min. Ibaiti (PR), 07 de Outubro de 2013. Glauber Sória Lameu Pregoeiro

JOAQUIM TÁVORA DECRETO 2.902/2013 O Prefeito Municipal de Joaquim Távora, Estado do Paraná, usando de suas atribuições e fundamentado na Lei Municipal 667/89; DECRETA ART. 1º. Fica exonerado a pedido Sr. SEBASTIÃO APARECIDO LOPES, portador da cédula de identidade RG nº 14.051.849-6-SSP-SP., para exercer as funções de Diretor do Departamento Municipal de Obras e Serviços Urbanos - Símbolo CC-1. ART. 2º. Este Decreto entra em vigor nesta data, revogadas as disposições em contrário. Joaquim Távora, 07 de outubro de 2013. GELSON MANSUR NASSAR PREFEITO MUNICIPAL

JUNDIAI DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAÍ DO SUL PORTARIA Nº 114/2013 O Prefeito do Município de Jundiaí do Sul, Estado do Paraná, usando das atribuições que lhe são conferidas por Lei, RESOLVE Autorizar o Departamento de Recursos Humanos a conceder o pagamento de Diferença de Vencimentos a servidora municipal, Ivaneti Zanelato Garrido, Auxiliar de Serviços Gerais, referente ao mês de agosto de 2013. Revogam-se as disposições contrárias, e com posterior publicação. PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE Gabinete do Prefeito do Município de Jundiaí do Sul – PR, 07 de outubro de 2013. Marcio Leandro da Silva Prefeito Municipal

JABOTI ATO HOMOLOGAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº. 72/2013 HOMOLOGO os atos de julgamento, de classificação e adjudicação por parte da Pregoeira, do objeto licitado, referente à Licitação Modalidade Pregão Presencial nº 72/2013, do tipo menor preço por item referente à aquisição de medicamentos emergenciais faltantes na farmácia do Posto de Saúde de Jaboti destinadas a manutenção da Secretaria Municipal de Saúde para o exercício de 2013, à proponente NAVARRETE & FAUSTINO LTDA, inscrita pelo CNPJ nº 06.789.068/0001-88 e estabelecida na Rua Jose Candido Filho, centro da cidade de Jaboti Paraná, CEP 84.930-000, que totalizou um valor global de R$ 22.436,20 (vinte e dois mil quatrocentos e trinta e seis reais e vinte centavos), por apresentar o menor preço por item, para que produza seus efeitos legais. Jaboti, 03 de setembro de 2013. Leandro Moreira dos Reis, Gestor do Fundo Municipal de Saúde.


T E R Ç A - F E I R A , 0 8 D E O U T U B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 3 1

PINHALÃO

Prefeitura Municipal de Pinhalão Estado do Paraná

JABOTI LEI Nº. 32/2013. Dispõe sobre o Plano Plurianual do Município de Jaboti para o período de 2014 a 2017.

PORTARIA Nº 128/2013 O Prefeito Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais; RESOLVE CONCEDER a partir desta data, 30 (trinta) dias de férias aos servidores abaixo relacionados: - Benedito Donizete de Oliveira - Carmo Gonçalo Rodrigues - Francieri Batista Facorneiro Terezin - Ione Dias Chaves dos Santos - Joana Darc de Almeida Ribeiro - Joelma de Fátima Terezin - Sebastião Lopes Polonha Pinhalão 07 de Outubro de 2013. REGISTRE-SE E PUBLIQUE-SE C LAU D I N E I B E N E T T I Prefeito Municipal

WENCESLAU BRAZ

A Câmara Municipal de Jaboti Estado do Paraná aprovou e eu Prefeito Municipal de Jaboti, sanciono a seguinte Lei: Art.1°. Esta Lei institui o Plano Plurianual do Município de Jaboti para o quadriênio 2014/2017, em cumprimento ao disposto no art.165, § 1º, da Constituição Federal. Parágrafo único. Integram o Plano Plurianual: Anexo II – Programas de Governo; Anexo III – Demonstrativo por programa de Governo; Anexo VI – Demonstrativo por função e Subfunçao; Despesas por fonte de Recurso Anexo de metas e prioridades; Programas – físico / financeiro Art.2°. As prioridades e metas para o exercício financeiro de 2014, conforme estabelecido no Anexo IV desta Lei está em consonância com a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2014. Art.3°. A alteração ou a exclusão de programas constantes do Plano Plurianual, assim como a inclusão de novos programas, será proposta pelo Poder Executivo, por meio de projeto de lei de revisão anual ou específico, ou ainda, através da Lei de Diretrizes Orçamentárias nos termos do contido no inciso VI, do art. 133, da Constituição do Estado do Paraná. § 1° A proposta de alteração ou inclusão de programas deverá demonstrar a compatibilidade com as diretrizes, objetivos e metas definidos no Plano Plurianual. § 2° A proposta de exclusão de programas conterá a exposição das razões que justifiquem o seu impacto nas diretrizes, objetivos e metas definidas no Plano Plurianual. Art. 4°. A inclusão, exclusão ou alteração de ações orçamentárias no Plano Plurianual poderá ocorrer por intermédio da lei orçamentária anual ou de seus créditos adicionais, apropriando-se ao respectivo programa, as modificações conseqüentes. Parágrafo Único - De acordo com o disposto no caput deste artigo fica o Poder Executivo, autorizado a adequar às metas das ações orçamentárias para compatibilizá-las com as alterações de valor ou com outras modificações efetivadas na lei orçamentária anual. Art. 5º. Os valores financeiros estabelecidos para as ações orçamentárias são estimativos, não se constituindo em limites à programação das despesas expressas nas leis orçamentárias e em seus créditos adicionais. Art. 6°. O Poder Executivo Municipal poderá aumentar ou diminuir as metas físicas estabelecidas no Plano Plurianual, a fim de compatibilizar a despesa orçada com a receita estimada em cada exercício, de forma a assegurar o permanente equilíbrio das contas públicas. Art. 7°. Ficam dispensadas de discriminação no Plano Plurianual as ações cuja execução restrinja-se a um único exercício financeiro.

OUTRAS PUBLICAÇÕES SUMULA DE REQUERIMENTO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO DE REGULARIZAÇÃO Salvado Tamm torna público que requer do Instituto Ambiental do Paraná – IAP a Licença de Operação de Regularização para produção de carvão vegetal , no município de Wenceslau Braz – PR.

A6

EDITAIS

Art. 8°. O Poder Executivo poderá firmar compromissos e convênios, com a União, o Estado e Municípios, na forma de pacto de concertamento, definindo atribuições e responsabilidades das partes, com vistas à execução do Plano Plurianual e de seus programas. Paragrafo Único - Os pactos de concertamento, de que trata o “caput” deste artigo abrangerão os programas e ações que contribuam para a consecução dos objetivos do Plano Plurianual, em nível municipal e de desenvolvimento inter-regional, e definirão as condições em as partes, inclusive a sociedade civil organizada, participarão do ciclo de gestão do Plano Plurianual.

Art. 9°. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, produzindo efeitos a partir de 1° de janeiro de 2014. Gabinete do Prefeito, em 30 de Setembro de 2013.

VANDERLEY DE SIQUEIRA E SILVA PREFEITO MUNICIPAL

EXTRATO DO CONTRATO Nº. 134/2013 REFERENTE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 72/2013 CONTRATANTE: FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE JABOTI CNPJ nº 09.350.164/0001-13, situado na Praça Minas Gerais, 175, Jaboti Paraná, CEP 84.930-000. CONTRATADO: J NAVARRETE & FAUSTINO LTDA, inscrita pelo CNPJ nº 06.789.068/0001-88 e estabelecida na Rua Jose Candido Filho, centro da cidade de Jaboti Paraná, CEP 84.930-000. OBJETO: Aquisição de medicamentos emergenciais faltantes na farmácia do posto de saúde municipal de Jaboti para o exercício de 2013. VALOR DO CONTRATO: R$ 22.436,20 (vinte e dois mil quatrocentos e trinta e seis reais e vinte centavos). VIGENCIA: O prazo de vigência do contrato é a partir da data da sua assinatura em 03 de setembro de 2013 até 31 de dezembro de 2013, podendo ser podendo ser prorrogado, mediante termo aditivo, nos termos da Lei 8.666/93 em conformidade com as necessidades da administração. FORO: Comarca de Tomazina, Estado do Paraná. Jaboti, 03 de setembro de 2013. Leandro Moreira dos Reis, Gestor do Fundo Municipal de Saúde de Jaboti. Contratado, João Faustino Júnior, Responsável Legal.

PINHALÃO Prefeitura Municipal de Pinhalão Estado do Paraná PORTARIA Nº 127/2013 O Prefeito Municipal de Pinhalão, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais; RESOLVE NOMEAR o Senhor AMAURY DE JESUS DECOL, portador do RG nº 7.709.5012.SSP/PR e do CPF nº 943.479.729-20, aprovado em Concurso Publico, Edital nº 01/2011 de 30/09/2011, homologado em 10/02/2012, para exercer o Cargo de Motorista, junto a Secretaria Municipal de Administração, nível 01 do quadro de salários dos Servidores do Município. Edifício da Prefeitura Municipal de Pinhalão Em 07 de Outubro de 2013. EGISTRE-SE E PUBLIQUE-SE C LAU D I N E I B E N E T T I Prefeito Municipal


A7

VARIEDADES

T E R Ç A - F E I R A , 0 8 D E O U T U B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 3 1 T E R Ç A - F E I R A , 0 8 D E O U T U B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 3 1

L E I R B A G OR

Agora ferrou

O PENSAD

POR LUCAS ALEIXO A polícia só existe pra manter você na lei, lei do silêncio, lei do mais fraco: ou aceita ser um saco de pancada ou vai pro saco. A programação existe pra manter você na frente, na frente da TV, que é pra te entreter, que é pra você não ver que o programado é você. Acordo, não tenho trabalho, procuro trabalho, quero trabalhar. O cara me pede o diploma, não tenho diploma, não pude estudar. E querem que eu seja educado, que eu ande arrumado, que eu saiba falar Aquilo que o mundo me pede não é o que o mundo me dá. Consigo um emprego, começa o emprego, me mato de tanto ralar. Acordo bem cedo, não tenho sossego nem tempo pra raciocinar. Não peço arrego, mas onde que eu chego se eu fico no mesmo lugar? Brinquedo que o filho me pede, não tenho dinheiro pra dar. Escola, esmola! Favela, cadeia! Sem terra, enterra! Sem renda, se renda! Trecho da música “Até Quando?”, de Gabriel, O Pensador

CHARGE

MÚSICAS PARA ADESTRAR

MACACO

E A POBREZA ARTÍSTICA

Não se ofenda, mas boa parte das músicas feitas hoje em dia é para adestrar macaco. No sentido literal mesmo. E boa parte das pessoas que dançam aquela desgraça de quadradinho sei lá do que deveria estar em uma jaula para exibição. Não é ser rabugento, chato, nem nada do gênero. É só uma constatação. Muito triste por sinal. Ou vai falar que você se sente bem em ver um (suposto) ser humano, da mesma espécie que você, dançando isso? Pois bem. Uma vez perguntaram ao músico Marcelo Nova como ele se sentia ao ver que as pessoas não dançavam suas músicas. E ele respondeu que não fazia música para adestrar macaco. Genial. Aliás, ele é um gênio, suas letras são geniais e suas respostas são igualmente geniais. É o tipo de reposta nível “eu bebo porque é líquido, se fosse sólido comê-lo-ia”, dado por Jânio Quadros a um repórter que o tentou constranger perguntando o porquê do então candidato ao governo do São Paulo bebia. Mas voltando aos seres com intelecto de macaco, a resposta de Marcelo Nova foi quase uma previsão do que viria pela frente. E não é só a música que está deprimente, a classe artística em si também é tosca. Por exemplo, quais são os humoristas brasileiros bons? Rafinha Bastos, Danilo Gentili e Marcelo Adnet. E só. Para piorar, o primeiro da lista vive desempregado e o terceiro trabalha na Globo – que é pior que estar desempregado, do ponto de vista da liberdade artística, já que agora ele se resume a fazer versões de clipes antigos no Fantástico. E já que citei esse programa, misericórdia, que coisa mais chata. Agora está rolando essa mania de querer emagrecer gente gorda. Deixem quem é gordo ser gordo. Quer morrer aos 50 anos de colesterol e artérias entupidas, porém feliz, que assim seja! Antes um gordo feliz do que um magro infeliz. E de que adianta ter tanta saúde se no Brasil está sempre correndo risco de ter gripe A, dengue ou levar um tiro de bala perdida? É uma exposição ao ridículo completamente desnecessária que me faz pensar que só vão ali personalidades em plena decadência tentando a qualquer custo manter o nome em evidência, ou ao menos longe do esquecimento. Querem fazer o Ronaldo fenômeno emagrecer? Coloquem ele com aqueles três travestis com quem ele teve tanto destaque na mídia em um quarto fechado durante dois dias. Pronto. Agora ter que ficar vendo aqueles quatro que atualmente fazem parte deste quadro chorarem ao perceber que não perderam 1cm sequer de pança enquanto espero para assistir o seriado Revange é muito, mas muito triste. Mas muito triste mesmo! Pior do que ter que ver gordo se lamentando em rede nacional é ver a Preta Gil nesse estado. Faz qualquer um sentir vergonha alheia. E como diria o já citado Rafinha Bastos: “quer perder peso facilmente? Amputa uma perna”.

Quem usa os serviços da Oi Brasil Telecon sabe que o negócio é complicado, te faz passar raiva dia sim, dia não. Agora a questão parece ir para um patamar impensável: piorar. Tudo por conta da fusão entre a tal da Oi e a Portugal Telecon. Se a Brasil Telecon já é ruim imagina a versão portuguesa disso? Você liga para o atendimento, espera 348 minutos para ser atendido e então um Manuel diz: “ora, pois, em que posso ajudar?”. Se serve de consolo pelo menos poderemos fazer piadas de português para alguém de fato nascido na terrinha.

Facebook ameaçado O pitbull de uma artista quase famosa escapa, um dentista bate nele com uma barra de ferro e os usuários do facebook que quase pagaram a conta. Tudo porque a briga entre Luize Altenhofen e um vizinho foi parar na rede social. Aí justiça pra cá, determinação judicial pra lá, e o facebook ficou ameaçado de ser tirado do ar. O problema não é brigar, isso é normal. Às vezes pode até fazer bem. O problema é dar baixaria na rede social, aí não pode. Muita falta de atitude. Chega a ser até uma carência.

Carência e o facebook Aliás, essa coisa de carência no facebook está cada dia mais evidente. As pessoas não receberam amor dos pais, não têm atenção em casa ou sei lá, e ficam a todo custo procurando chamar a atenção dos demais usuários da rede social. Ninguém quer saber se você está cozinhando, se você vai pra academia, se você está triste ou doente ou ainda se você comprou um carro novo. Pare de querer que as pessoas curtam seus posts (até porque se você tem esse tipo de intelecto provavelmente você só posta lixo) e vá fazer algo de fato útil à humanidade.

Nariz na testa Isso não é uma expressão, aconteceu literalmente. Provavelmente você viu isso, e, assim como eu, deve ter achado bem tosco. Um chinês foi notícia em todos os portais de notícias de internet por ter um nariz artificial implantado na testa. Ele está lá com o objetivo de se adaptar ao corpo para posteriormente substituir o nariz original (que está com defeito), falando a grosso modo.

Qual a diferença entre wenceslau braz e o deserto do saara? em wenceslau braz chove.

Consequências Pessoas, ter um nariz na testa, além de muito bizarro, pode ser meio complicado, né? Por exemplo, se o china tiver caspa ele pode atolar o nariz feito em laboratório com as pequenas “cascas capilares”. CHARGE - LUIZ CARLOS FERREIRA - FOLHA EXTRA

Podia ser pior Sim, por outro lado podia ser muito pior. Imagina se o nariz da testa estivesse em pleno funcionamento e o cidadão ficasse gripado. Isso poderia resultar em excrementos nasais rumando para os olhos! Visualizar isso foi amedrontador, quase apocalíptico. E eu espero sinceramente que você já tenha feito suas refeições de hoje, ou que não fique pensando nisso enquanto ingere alimentos.


T E R Ç A - F E I R A , 0 8 D E O U T U B R O D E 2 0 1 3 - E D. 1 0 3 1

ESPECIAL

A8 FOTOS: LUCAS ALEIXO - FOLHA EXTRA

VOE PELA REAL BRASIL

Siqueira Campos nas asas de um sonho Com a fundação do aeroporto local, em 1952, uma companhia área passou a operar vôos para estes dois destinos, porém o pouco movimento de passageiros tornou inviável a continuidade da linha, que não durou nem três anos

LUCAS ALEIXO Siqueira Campos

Provavelmente você não saiba, mas Siqueira Campos já teve vôos regulares partindo do aeroporto local rumo a Curitiba e São Paulo. E a grande possibilidade dos caros leitores não terem conhecimento disso é a data: meados da década de 50. A história tem início precisamente com a fundação do então chamado Aeroporto Municipal de Siqueira Campos em 7 de setembro de 1952, às margens da PR-424, entre Siqueira Campos e Salto do Itararé, na primeira gestão do prefeito João Ramos. Para a prefeitura realizar a obra, devido a falta de orçamento, o prefeito realizou mutirões entre os moradores locais e assim João Ramos, um entusiasta da aviação, pode finalmente realizar um dos seus maiores sonhos: proporcionar a Siqueira Campos linhas áreas com vôos diários para Curitiba e São Paulo, com escala em Jacarezinho, tendo início em 1953. A empresa responsável pelos vôos era a Real (mais detalhes no Box). “Meu pai gostava muito da aviação e um dos maiores sonhos dele era ver Siqueira Campos tendo vôos para cidades grandes. Ele acreditava que isso seria um grande progresso para a cidade e para a região”, afirma João Ramos Filho, filho do exprefeito e hoje com 73 anos, ainda morador de Siqueira Campos. “Meu pai lutou muito para ter esse aeroporto aqui. Ele foi um prefeito visionário, pensava

grande e não mediu esforços para ver os aviões decolando de Siqueira Campos. Para construir o aeroporto ele pegou uma motoniveladora que estava encostada no pátio do DER, após ir até Curitiba pedir permissão para o governo, e a reformou por inteiro para poder fazer a terraplanagem da pista”, afirma João, lembrando que o pai foi responsável pela construção de escolas e postos de saúde no município, o que até então praticamente não existia. E os esforços do ex-prefeito eram tamanhos que ele chegava a mandar os filhos viajarem

sem ter necessidade apenas para “movimentar” a linha área. “O meu pai fazia tanta questão da empresa área daqui que fazia eu e meus irmãos viajar só por viajar, porque o movimento era pouco e ele queria contribuir ainda mais para a permanência da Real em Siqueira Campos”. Entre as viagens desnecessárias João conta que certa vez, de Curitiba para Siqueira Campos, durante uma forte tempestade o piloto se perdeu e acabou sobrevoando cidades vizinhas na tentativa por achar o destino correto. “Era uma chuva muito forte, não se via nada. Os passageiros fica-

João Ramos Filho é um dos filhos do ex-prefeito João Ramos: tristeza pelo fim do sonho do pai

ram com medo, muitos rezando em voz alta até, e eu lembro de ter sobrevoado Santo Antonio da Platina bem baixo, depois Salto do Itararé também bem baixo, já com uma chuva mais fraca. Aí o piloto veio seguindo a estrada de Salto para Siqueira e conseguimos chegar”, relembra. Outra história é de uma passagem vendida na agência da Real de Siqueira Campos com destino a Itália. “Existiam muitos italianos nos Barbosas, e certa vez eles compraram aqui em Siqueira Campos uma passagem para Itália. O avião saiu daqui com rumo para São Paulo e de lá eles FOTOS: ARQUIVO MUSEU DE SIQUEIRA CAMPOS

Agência da Real em Siqueira Campos fotografa em 1953; localizada centro da cidade, ao lado da igreja matriz

partiram, mas a passagem foi comprada na agência de Siqueira Campos”, conta João. Mas nem os esforços do prefeito visionário foram suficientes para manter Siqueira Campos na “rota área” brasileira. Antes de completar três anos de viagens regulares, o movimento escasso fez com que a permanência dos vôos se tornasse inviável. “Foi uma pena, mas não tinha movimento grande mesmo, e aí parece que não compensava mais. Infelizmente não durou nem três anos”, lamenta-se João. “Foi uma grande decepção para o meu pai, já que ele tinha lutado tanto por isso. Ele ficou muito triste. E é uma tristeza que a gente também carrega, de ver que esse sonho dele infelizmente até hoje não se tornou realidade, e na região não existe aeroporto com vôos comerciais”. AEROPORTO DE SIQUEIRA CAMPOS Se ao menos serve de consolo, João Ramos, falecido em 2001 aos 91 anos, pelo menos pode ver o aeroporto fundado por ele ser reformado em 1982 e ter a pista de 1,2 km completamente asfaltada. No entanto, a triste curiosidade é que quando da reforma, o espaço foi rebatizado para Aeroporto Aguinaldo Pereira de Lima, também ex-prefeito de Siqueira Campos e posteriormente deputado, homenageando assim um dos grandes colaboradores do espaço, porém deixando o idealizador e construtor do aeroporto esquecido. Atualmente o aeroporto de Siqueira Campos recebe regularmente aeronaves particulares de pequeno e médio porte, sendo um dos melhores espaços do Norte Pioneiro para aterrissagens e decolagens.

DIVULGAÇÃO

REAL TRANSPORTES AÉREOS Real A Redes Estaduais Aéreas Ltda – Real Transportes Aéreos (embora seja difícil determinar se esse nome foi o desde o começo ou se veio após as fusões) foi uma empresa de aviação fundada em 1945 por Vicente Mammana Neto, com sede em São Paulo. Nos anos 50 a companhia aérea incorporou diversas outras pequenas empresas, se tornando um dos maiores nomes deste segmento na época, inclusive fazendo vôos internacionais para países como Estados Unidos e Japão e chegando a ter uma frota de 117 aeronaves. Apesar disso, a empresa convivia com sérios problemas financeiros e em 1961 foi absorvida pela Varig.

FOLHA EXTRA ED 1031  

FOLHA EXTRA ED 1031

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you