Page 1

Marcelo Pimenta e Silva

JOÃO TURCO

SEGUNDA-FEIRA, 24.6.2019 Bagé, ano 9 , n° 2763

No dia de São João, matéria relembra a trajetória de libanês que homenageou o santo com capela e obelisco pág. 6

Reprodução/FS

FUTEBOL FEMININO DEMONSTRA A IMPORTÂNCIA DA EQUIDADE DE GÊNEROS

ÍCONE

O carnaval bageense perde um de seus principais nomes incentivadores da festa popular, Wanda Saury da Rosa, de 97 anos pág. 5

Arquivo/FS

Com a realização da Copa do Mundo de seleções femininas, o futebol repercute uma realidade que atinge, em muitos casos, às mulheres: a disparidade dos rendimentos salariais em comparação aos homens. Essa distinção é tema de reportagem especial que aborda como a comunidade local enxerga essa situação, além de analisar como se dá o apoio às jogadoras brasileiras que representam o país no campeonato realizado na França. pág. 12

COMUNICAÇÃO Café com a Redação discute potencial de empreendimentos inovadores na cidade

pág. 11

VIOLÊNCIA Jovem de 28 anos é morto no bairro Stand e Bagé soma o quarto homicídio do ano

pág. 14

SEGURANÇA Agentes registram ocorrências de arrombamento, assalto e furto durante final de semana pág. 14

ESPORTE Guarany enfrenta o Gaúcho em Passo Fundo e decidirá vaga no Estrela D’Alva

pág. 15

PREVISÃO DO TEMPO

25º 17º

Sol e muitas nuvens à tarde.


2 FOLHA DO SUL

Segunda-feira, 24 de junho de 2019

OPINIÃO

DIVALDO

JOÃO BATISTA MONTEIRO CAMARGO

LARA

Prefeito de Bagé

Advogado e professor

EM BREVE, MAIS OITO QUILÔMETROS EM CIMA DO ASFALTO

P

ercorrer as ruas do bairro Dois Irmãos é sinônimo de surpresa e das boas. Ver ruas asfaltadas, sem buracos, sem barros e oferecendo boa trafegabilidade é meu sonho e de todos os bageenses. Para quem não sabe, recebemos Bagé com quase 400 quilômetros de ruas sem qualquer tipo de calçamento e isso, mesmo com a melhor das boas vontades, com toda a força de trabalho que temos imprimido nestes dois anos e meio, não é possível chegar a tantos lugares e para resolver essas questões em definitivo, como temos feito nestes lugares. Quando estipulamos metas e anunciamos durante minha campanha eleitoral, em 2016, definimos que 50 quilômetros de asfalto seria o possível. Hoje, somando lugares que receberam asfalto completamente novo e os trechos de asfalto já existentes recuperados com o trabalho da nossa Usina, chegamos a 34 quilômetros desde que assumimos Bagé. Essa marca já é maior do que de governos anteriores inteiros. Mais do que um orgulho para mim e para toda nossa equipe, que já pode afirmar que nosso governo foi o que mais colocou asfalto em Bagé; essa marca serve como estímulo para fazermos mais, muito mais. Ainda temos mais de um ano e meio pela frente e muito ainda pode ser feito. Nos próximos meses, iniciaremos mais oito quilômetros, oferecendo continuidade ao projeto de asfaltamento da zona leste e pavimentando os trajetos das linhas de ônibus de bairros, como o Ipiranga e Pedra Branca. Serão mais 13 milhões investidos e que estavam praticamente perdidos, pois foram aprovados em 2011 para execução destas obras e que, devido ao tempo parado e sem ação, estavam quase cancelados no governo federal. Tivemos que ir a Brasília, antes mesmo de assumirmos e garantir que faríamos o trabalho e, conforme temos apresentado, conclusão de trabalho, liberamos mais recursos. O primeiro lote foi para o Dois Irmãos, um bairro que recebe 21 quadras de asfalto e que, nesta semana, conclui o trabalho de colocação de asfalto em 100%, faltando apenas um último trecho da rua Fernando Ferrari, e outro pequeno, da Rafael Cabeda. Falando em asfalto, estamos resolvendo, em paralelo, outra questão importante, a mudança de local da nossa Usina de Asfalto, que estava instalada no Bairro Popular e agora será realocada para o Cascalheira da Embrapa, na BR-153. Um local apropriado, distante de residências. Nossa Usina já realizou operações que somam 14 quilômetros de pavimentação, o que inclui toda a extensão da avenida Padre Abílio Sponchiado, importante via de ligação dos bairros da zona leste ao centro, a Dr. Penna, a Monsenhor Costábile Hipólito e tantas outras. Os mais recentes locais recuperados pelo asfalto produzido na usina foram a Barão do Itaqui, Dr Freitas e diversas outras do bairro Getúlio Vargas, incluindo as de acesso à UPA. A usina levará considerável tempo para se estabelecer no novo local e, pensando neste período, estamos comprando asfalto e colocação de fora, para que nossa cidade não pare de se desenvolver na infraestrutura. Assim, vamos caminhando, a passos largos e cada vez mais, em cima do asfalto.

camargojoao@hotmail.com

OAB VETA INGRESSO DE INDIVÍDUOS QUE TENHAM COMETIDO VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER OU LGBTQI+

P

ara Honneth (2003), a evolução da sociedade é retratada pelo impulso da luta pelo reconhecimento acarretado pelos conflitos sociais. O autor lança a tese de que toda má distribuição pode ser revolvida por uma política de reconhecimento própria, em que se baseia na ideia de que se deve conceber padrões distributivos existentes como resultado da luta pelo reconhecimento. Assumida como defensora do feminismo, Fraser (2001) ressalta que o não reconhecimento conduz a uma subordinação institucionalizada e não a uma deformação da identidade, subordinação esta que reflete na incapacidade de igual participação na vida social, barrando o tratamento igualitário. Uma questão suscitada por Fraser (2001) consiste na afirmação de que as lutas por reconhecimento das identidades culturais apresentem a tendência de serem negligentes com as injustiças econômicas. Ou seja, demandas materiais, notadamente em tempos em que as desigualdades sociais assolam os países centrais. Pontua o mutualismo entre as teorias voltadas para a injustiça social com as teorias que têm como viés as injustiças culturais, sendo necessário romper com a dicotomia teórica quanto ao trato das injustiças: ambas as teorias são necessárias. Como já mencionado aqui a igualdade e a diferença são dimensões consideradas aparentemente inconciliáveis, por serem pressupostos contraditórios, por isso, no que tange ao tratamento igualitário, ressalta-se que este é um pressuposto da redistribuição ao passo que para o reconhecimento, o pressuposto é reconhecer a singularidade de cada indivíduo, por meio da valorização de suas diferenças. Afastando-se dos modelos de Honneth e Taylor – a do reconhecimento identitário, seria necessária a conjunção de uma política econômica socialista, de modo a reduzir as diferenças sociais, assim como a adoção de uma política cultural desconstrutivista, para a desconstrução das identidades e não sua afirmação. Vale lembrar que os estudos de gênero são uma das consequências das lutas libertárias dos anos 60, mais particularmente dos movimentos sociais de 1968: as revoltas estudantis de maio, em Paris; a primavera de Praga, na Tchecoslováquia; os black panthers; o movimento hippie e as lutas contra a guerra do Vietnã nos EUA; a luta contra a ditadura militar no Brasil. Todos esses movimentos lutavam por uma vida melhor, mais justa e igualitária. É justamente no bojo destes movimentos “libertários” que foi identificado um momento-chave para o surgimento da problemática de gênero. Ele se dá em um primeiro momento quando as mulheres que deles participavam perceberam que, apesar de militarem em pé de igualdade com os homens, nestes movimentos, tinham um papel secundário. Raramente elas eram chamadas a assumir a liderança política: quando se tratava de falar em público ou de se escolher alguém como representante do grupo, elas sempre eram esquecidas e cabia-lhes, em geral, o papel de secretárias e de ajudantes de tarefas consideradas menos nobres, como fazer faixas ou panfletear. No Ocidente, o conceito de gênero está relacionado ao de sexualidade, o que promove uma imensa dificuldade no senso comum – que se reflete nas preocupações da teoria feminista – de separar a problemática da identidade de gênero e a sexualidade, esta marcada pela escolha do objeto de desejo. O indivíduo não pode ser pensado sozinho: ele só existe em relação. Basta que haja relação entre dois indivíduos para que o social já exista e que não seja nunca o simples agregado dos direitos de cada um de seus membros, mas um arbitrário constituído de regras em que a filiação (social) não seja nunca redutível ao puro biológico (HÉRITIER, 1996, pag. 288). A ciência, tal como se conhece, parece dar explicações “neutras” e “objetivas” para as relações sociais. No entanto, a ciência que se aprende desde a escola reflete os valores construídos no Ocidente desde o final da Idade Média, os quais refletem apenas uma parte do social: a dos homens, branco e heterossexuais. É comumente utilizada a palavra Homem com H maiúsculo se referindo à humanidade como um todo, incluindo nela homens e mulheres. Mas o que os estudos de gênero têm mostrado é que, em geral, a ciência está falando apenas de uma parte desta humanidade, vista sob o ângulo masculino; não foi por acaso que, durante alguns séculos, havia poucas cientistas mulheres, necessário se torna agora seguirmos na mudança deste cenário, das pequenas a grandes ações. Com isso, percebe-se um avanço nos posicionamentos da Ordem dos Advogados do Brasil, quando impede na entrada de seus quadros, indivíduos que tenham cometido violência contra a mulher e contra a comunidade LGBTQI+ por não terem requisito necessário e fundamental a inscrição de novos advogados, qual seja, idoneidade moral. Por lógico, não é a ação isolada que fará com que deixe de existir a discriminação, mas certamente é um fator importante a ser considerado, afinal um grupo dos responsáveis por “fazer justiça”, os advogados e advogadas, não poderão ingressar no quadro se tiverem os registros de desrespeito e violação a esses nichos sociais. Reprodução/FS

RICARDO BELLEZA

Músico e cinéfilo

ROLLING THUNDER REVUE – EUA – (2019)

Documentário dirigido por Martin Scorsese.

O

filme mostra os bastidores e as apresentações da turnê de 1975 de Bob Dylan. Além das músicas traduzidas com legendas em português, o novo filme de Scorsese também traz entrevistas atuais e da época com o próprio Bob Dylan, Joan Baez, Allen Ginsberg e Joni Mitchell. A canção Hurricane, que conta a prisão de Rubin “Hurricane” Carter por um crime que não cometeu, é executada ao vivo e destrinchada no filme, que também mostra Knockin’ on Heaven’s Door, Romance in Durango, entre outras. Rolling Thunder Revue foi feita para o Netflix e Scorsese mais uma vez surpreende com uma narrativa bem-humorada, mas, às vezes, melancólica. Um grande abraço a todos.

FOLHA DO SUL CNPJ. 11.381.681/0001-00

Endereço: Rua Bento Gonçalves, 49-E Fones: Assinaturas: (53) 3242-1020 Redação: (53) 3311-3915 jornalismo.folhadosul@gmail.com anunciosfs@gmail.com www.jornalfolhadosul.com.br Impressão Gráfica Jornal Zero Hora

Direção Geral: Leisa Soria

Editora Geral: Márcia Sousa

Gerente Administrativo: Carlos Henrique Gerzson Neto

Subeditor: Marcelo Pimenta

Gerente Financeiro: Tanise Ferreira Arce

Diagramação: Ben Hur Munhoz - Cristiano Lameira

Reportagem: Niela Bittencourt - João Alberto de Miranda Filho - Anderson Ribeiro Coluna Social: Gilmar de Quadros - Marcos Pintos Papo de elevador: Gladimir Aguzzi Conteúdo online: Francine Leite - Carlos Barbieri

/jornalfolhadosulbage /folhadosul O jornal Folha do Sul não se responsabiliza pelas opiniões emitidas pelos colunistas e colaboradores em suas colunas assinadas.


Segunda-feira, 24 de junho de 2019

INDICADORES ECONÔMICOS

VITRINE EMPRESARIAL por Francine Leite

MOEDAS

francineleites@gmail.com

CONSELHO BAGEENSE DA MULHER EMPREENDEDORA REALIZA 1ª EDIÇÃO DE MOSTRA

Divulgação/FS

Entidade é responsável pelo evento que reúne moda, beleza e bem-estar

A

manhã, terça-feira, dia 25 de junho, o Conselho Bageense da Mulher Empreendedora (Cobame) realizará um café da manhã para o lançamento oficial da 1ª edição da Mostra Cobame, um evento que promete reunir, no domingo, dia 14 de julho, no Cantegril Clube, das 15h às 20h, as principais tendências e inovações nos segmentos de moda, beleza e bem-estar. A mostra Cobame tem como objetivo fomentar o empreendedorismo local. O evento apresenta-se como rico em oportunidades, tanto para aqueles que irão prestigiar as empresas e apreciar os produtos e serviços quanto para as empresas que estarão expondo, interagindo e estreitando relacionamento com um grande público. Quem apresenta o evento e também estará em exposição no local é a Óptica Bagé. De acordo com integrante do Cobame, Mauren Letícia Delabari Porto,

DO SUL

os patrocinadores também estarão com seus espaços realizando abordagem e demonstração dos serviços. Na mostra, será possível encontrar as empresas expositoras, área gourmet com livre acesso e consumo, oferecendo degustação de produtos ao público presente, além de espaço kids, com Lollicreative e Jumpfest, para a criançada. “É um evento incrível é imperdível para toda a família”, ressalta Mauren. A mostra Cobame é em benefício a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), em que o valor do ingresso é uma contribuição mínima de R$ 5, por pessoa. Estarão em exposição as empresas: Coqueta, Evolufitness, Estética Renovar, La Sarotti, MD Marta Delabari Concept, Estação da Moda, Angélica Pratas e Armazém dos Orgânicos. O layout do evento está sob responsabilidade do ArqArt

ASSINE AGORA

Ateliê, a trilha sonora fica a cargo do DJ Enevax. Entre os patrocinadores estão: Sicredi, Shirley Souza Beleza e Autoestima, Mór Comunicação Visual. São apoiadores: MP Consultoria, W/Pinheiro Contabilidade, D'pill, Dra. Helena Grimaldi, Plancópias Gráfica Expressa. Além da ArqArt, DJ Enevax e Cantegril clube, são parceiros da 1ª edição da mostra Cobame: restaurante Quitanda, Moranguinho, Pratto Perfetto, Cupcakeria da Nena, Maristela Doces e Salgados, Petít Bonbon Patisserie e Cantinho Doce. Mauren ainda destaca que há espaços disponíveis para as empresas que queiram conhecer mais sobre a mostra e participar como expositor. Informações podem ser obtidas durante o café da manhã de lançamento, pelas redes sociais da entidade, com a diretoria ou com a secretaria do Cobame, no turno da tarde, pelo telefone (53) 3241 4119.

32421020

Dólar comercial Dólar turismo (em R$) Euro (em R$) Pesos ur.(em R$) Pesos arg.(em R$)

COMPRA

VENDA

3,823 3,800 4,347 0,108 0,089

3,823 4,030 4,349 0,108 0,089

FOLHA DO SUL 3 SALÁRIO MÍNIMO [REGIONAL]

SALÁRIO MÍNIMO [NACIONAL]

R$ 1.196,47

R$ 998,00

Comércio em foco Programação neurolinguística para pequenos negócios Com o objetivo de contribuir para o sucesso do negócio alterando comportamentos e formas de comunicação do empreendedor, o Sebrae RS promoverá a palestra on-line Programação Neurolinguística (PNL) para pequenos negócios. A ação é gratuita e acontecerá dia 27 de junho, às 15h. O palestrante será o consultor de empresas Sandro Schuh e as inscrições gratuitas devem ser feitas pelo link http://bit.ly/pnlsebrae. A gestora de Soluções do Sebrae RS, Rubia Dornelles, destaca que é mais uma oportunidade de capacitação para quem quer se tornar um empreendedor bemsucedido, conhecendo novas técnicas de comunicação. A Programação Neurolinguística (PNL) é uma ferramenta de comunicação baseada na maneira como o cérebro funciona e aprende. Com a utilização é possível promover mudanças e atingir as metas estabelecidas. Durante a palestra, com duração de uma hora, Sandro Schuh mostrará como os instrumentos de PNL podem alterar o seu comportamento e da equipe, aumentando as chances de alcançar melhores resultados com o negócio. Os participantes também terão a oportunidade de encaminhar perguntas para o palestrante, que responderá on-line. Schuh atua com coaching para vendas consultivas – quando o vendedor assume o papel de consultor – e complexas – que exigem alta especificidade do nicho de atuação da empresa – e treinamento em PNL. Foi executivo na área de relacionamento com clientes em diferentes empresas e hoje trabalha com qualificação de equipes de venda com foco no aumento da taxa de conversão.


4 FOLHA DO SUL

Segunda-feira, 24 de junho de 2019

POLÍTICA por Márcia Sousa

PP REÚNE DIRETÓRIO NESTA SEGUNDA-FEIRA

marciasifa@hotmail.com

EDGAR MUZA VISÃO GERAL

Divulgação/FS

TUDO TEM ACONTECIDO EM UM ÚNICO DIA

Q H

uinta-feira (20) dia de Corpus Christi foi outro dia em que muitas coisas vieram à tona na Justiça e no governo federal. Começo por Pernambuco onde mais um prefeito foi preso. Para o Ministério Público de alguns estados e municípios não têm feriado. E agora não tem também dia santo. A guerra contra corruptos está acontecendo do Oiapoque ao Chuí. E isso alivia “a raiva” do cidadão comum que já estava se acostumando com agentes públicos se locupletaram com dinheiro “suado” pago por todos nós através de impostos. Ao mesmo tempo, adverte possíveis “candidatos” a meter a mão no dinheiro do povo. Acostumem-se que “nem dia santificado livra corruptos da prisão”! Isso aconteceu em Camaragibe, onde o prefeito, Demóstenes Meira (PTB), foi preso e afastado do cargo por medida cautelar. O petebista é investigado por corrupção; fraude em licitação; lavagem de dinheiro e organização criminosa. A investigação começou em dezembro de 2018, com objetivo de prender integrantes de organizações criminosas. Com o prefeito, foram presos casais de empresários que teriam participado da roubalheira. Lá, diferente de outras cidades brasileiras, quem comandou as ações foram o Ministério Público e a Polícia Civil, autorizados, é claro, pelo juiz da comarca. Em 18 de dezembro do ano passado, o Ministério Público de Pernambuco abriu o procedimento para apurar irregularidades. Menos de seis meses e os investigados tiveram voz de prisão. Em alguns casos, notamos rapidez nas investigações. Em outros nem tanto. Em áudios enviados pelo WhatsApp, Demóstenes Meira ordenou que os funcionários comissionados comparecessem ao bloco de carnaval Canário Elétrico, no dia 17, no qual sua noiva, a secretária municipal da Ação Social, Taty Dantas, cantaria. Camaragibe fica na região metropolitana do Recife. A cidade tem cerca de 150 mil habitantes. Corruptos do Brasil, tremei!

Nova sede da sigla está situada na General Osório

oje, a partir das 18h, acontece a primeira reunião do diretório do PP sob a presidência da vereadora Sonia Leite. Uma das propostas de campanha da progressista era conseguir uma sede para o partido. Nesse curto espaço de tempo, ela já conseguiu o prédio, localizado na General Osório, pró-

ximo ao cemitério, que foi cedido por dois membros do PP. Sonia disse que com a executiva já foram realizadas três reuniões. Contudo, com o diretório, que é formado por 60 progressistas, incluindo os suplentes, será o primeiro encontro. Ela contou que vai agradecer o apoio que recebeu na convenção municipal em maio,

onde obteve quase 100% dos votos dos filiados. A presidente comentou que neste primeiro momento, o foco é a organização do partido, como a busca de antigos filiados e o cadastro de novos. “Após a organização do partido, a executiva irá pensar as eleições de 2020 e pré-candidatos para concorrer”, disse.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) promove, na próxima quinta-feira, audiência pública para discutir a minuta de resolução que disporá sobre a filiação partidária, o encaminhamento de dados pelos partidos políticos à Justiça Eleitoral e a instituição do novo Sistema de Filiação Partidária (Filia). A audiência será realizada na sede do TSE, às 10h. A filiação partidária é o ato pelo qual um

eleitor aceita, adota o programa e passa a integrar um partido político. Esse vínculo que se estabelece entre o cidadão e o partido é condição de elegibilidade. O Filia é o meio eletrônico pelo qual a Justiça Eleitoral recebe as informações encaminhadas pelos partidos políticos acerca dos filiados, com as finalidades de arquivamento, publicação e verificação do cumprimento dos

prazos para efeito de registro de candidaturas. De acordo com o artigo 16 da Lei dos Partidos Políticos (Lei 9.096/1995), só pode filiar-se a partido o eleitor que estiver em pleno gozo dos direitos políticos. A minuta de resolução acerca do tema e que será discutida está disponibilizada para consulta prévia atendendo ao prazo de 30 dias de antecedência da data da audiência.

O Projeto de Lei 2159/19 altera a Lei dos Partidos Políticos (9.096/95) para criar novas hipóteses de cancelamento do registro civil e do estatuto dos partidos. De acordo com a legislação atual, os cancelamentos ocorrem quando há decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) comprovando que o partido recebeu recursos financeiros de procedência estrangeira; está subordinado a entidade ou governo estrangeiros; não prestou contas à Justiça Eleitoral; ou mantém organização paramilitar. Conforme a Agência Câmara Notícia, a proposta passa a prever que os cancelamentos ocorrerão também nos casos em que o TSE condenar dirigentes do partido por ato doloso de improbidade administrativa ou comprovar que o partido deixou de aplicar, no caso dessas condenações, as sanções disciplinares previstas no estatuto.

Para fins de cancelamento do registro e do estatuto do partido, segundo o texto, basta que um dos dirigentes, membros do diretório nacional, do conselho fiscal ou de comissões executivas seja condenado pelo crime de improbidade, mesmo que já não exerça mais a função. O projeto assegura aos membros não condenados o direito de filiarse a outro partido dentro do prazo de 30 dias após o trânsito em julgado da decisão do TSE que cancelar o registro civil e o estatuto do partido político. Autor do projeto, o deputado General Girão (PSL-RN) afirma que a legislação atual já é capaz de assegurar a autenticidade do sistema representativo e defender os direitos fundamentais definidos na Constituição Federal, mas “não dispõe, ainda, sobre punição a partidos que, desviando dos princípios da moralidade e da probidade administrativa, tornam-se

Em debate a resolução sobre filiação partidária

Pablo Valadares/Especial FS

Registro de partido em caso de improbidade pode ser cancelado

Quem demarca terra e quem manda sou eu

Não preciso dizer que o autor da frase foi o presidente Bolsonaro. A declaração foi divulgada no dia de Corpus Christi. Aí muitas pessoas afirmam que ele é ditador. Diferente de muitos ditadores, ele simplesmente tem sua maneira de falar. Quantos ministros ele já exonerou porque não se enquadraram em seu modo de governar. Ou em seu projeto de governo, inclusive três ou quatro generais. Agora, o tema foi o envio de uma MP (Medida Provisória) que reverte decisão do Congresso Nacional e transfere da Funai para o Ministério da Agricultura a demarcação de terras indígenas. Para ele (Jair), “quem demarca terra indígena sou eu, não é ministro. Quem manda sou eu nessa questão, entre tantas outras. Eu que sou presidente, que assumo ônus e bônus”. Ele acrescentou que respeita o Congresso e que havia combinado com o ministro Onyx Lorenzoni que a questão poderia ficar na Funai se houvesse consenso entre os líderes. “O que acertei com Onyx na questão da Funai foi que, se houvesse acordo entre a cúpula da Câmara, partidos, retornaríamos para lá”. Jair foi mais longe e criticou o Ibama, ao afirmar que “o órgão vai parar de atrapalhar quem quer produzir”. Uma coisa é certa: ele segue o que diz a lei. O responsável é sempre o Executivo. E aqui vale para presidente da República, governadores e prefeitos. No que não deixa de ter razão. Alguns criticam a maneira de anunciar as decisões. Poderia ser mais “light”. Até agora, ninguém contestou suas razões ditas (ou não) grosseiramente. Com este tipo de declaração é que conquistou 55% do eleitorado. Então...

Bolsonaro defende Onyx e admite problemas

Girão disse que algumas legendas se tornaram verdadeiras organizações criminosas

verdadeiras organizações criminosas”. O projeto será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e, em seguida, pelo plenário da Câmara dos Deputados.

A Casa Civil deixará de comandar os assuntos parlamentares. A Secretaria de Governo, que será chefiada pelo general Luiz Eduardo Ramos, ficará responsável pela articulação política. Tirou de Lorenzoni a responsabilidade pela articulação com o parlamento. Em parte atende reivindicação da Câmara dos Deputados e, principalmente, de Rodrigo Maia, do mesmo partido (DEM). Criticas contra o governo por falta de interlocução com a Câmara, vêm sendo feita há um bom tempo. Provocou, inclusive, um ambiente hostil entre Bolsonaro e Maia. Lembram do “bate boca” entre ambos, quando o presidente da República estava no Exterior (não lembro se no Chile ou Paraguai). Eu, aqui de fora, quero crer que isso agradou também a Onyx. Tinha certa dificuldade em se comunicar com seus companheiros do mesmo partido. Então, me parece que neste aspecto ficou de “bom tamanho”.


Segunda-feira, 24 de junho de 2019

GERAL

WANDA FUZILICA:

O CARNAVAL BAGEENSE PERDE UM EXPOENTE Fotos: Divulgação/FS

Carnavalesca dançando na praça Silveira Martins

W

anda Saury da Rosa, 97 anos, morreu ontem, em casa. Uma das porta-estandartes mais experientes da cidade, Wanda Fuzilica, como era chamada, entrou no sambódromo até quando a saúde lhe permitiu. Apaixonada por carnaval, Wanda começou como porta-estandarte aos 10 anos de idade. Contudo, nas últimas folias de Bagé, ela desfilou como baiana. Ao longo da vida, representou diversas entidades carnavalescas, mas seu coração era da Escola de Samba Aliança. Aos 97 anos, ela deixa um legado de alegria e paixão pelo carnaval e o samba. Ao ser publicado que ela havia morrido, nas redes sociais do jornal Folha do Sul, diversas pessoas comentaram e prestaram homenagens à sambista. “Bagé perde sua carnavalesca mór”. “O mundo do samba bageense perde um dos seus grandes expoentes”. “Lembro dela com muito carinho, sempre alegre”. Estes foram apenas alguns dos comentários em reverência à Wanda.

Uma grande família Ela deixa uma família grande. Fuzilica teve sete filhos, mais de 90 netos, mais de 90 bisnetos e mais de 15 tataranetos. Vaidosa, Wanda gostava de combinar roupas e estar bem perfumada. Foi lavadeira, ama de leite e dedicavase a benzeduras. Enquanto teve disposição e saúde, Wanda se fez presente nas festas de lançamento dos carnavais, inclusive foi uma das baianas mais antigas da cidade e princesa da terceira idade. Há poucos anos, ela rodou o vestido com as cores da Aliança, na praça Silveira Martins. Uma trajetória que inspira e incentiva muitas pessoas, pois sua alegria contagiante ensinou a viver uma vida bem vivida. O velório está sendo realizado na capela São Judas Tadeu. O sepultamento será, hoje, às 9h, no cemitério da Santa Casa de Caridade de Bagé.

Adorava combinar as roupas que usava

FOLHA DO SUL 5


6 FOLHA FOLHA DO DO SUL SUL

Segunda-feira, Segunda-feira,24 24 de de junho junho de de 2019 2019 Arquivo/FS

GERAL

A CAPELA E O OBELISCO DA SÃO JOÃO: A DEVOÇÃO DE UM

LIBANÊS QUE FEZ HISTÓRIA EM BAGÉ

O

s católicos celebram nesta segunda-feira a devoção a São João. Em Bagé, uma rua exemplifica o quão forte é essa relação de fé para com este santo. Trata-se da São João, no bairro Getúlio Vargas. Há décadas, ela desperta a atenção de quem por ali transita. Isso porque bem no meio da rua há um obelisco, localizado em frente a uma singela capela, erguida para reverenciar o santo. A via, que está localizada entre a Borges de Medeiros e a Pinheiro Machado, é denominada como "avenida"; pelo menos é o que consta na placa fixada no obelisco. No entanto, foi nessa rua de poucos metros que viveu o comerciante libanês conhecido na comunidade bageense como "João Turco". João José de Oliveira (nome que registrou, traduzindo o de sua origem familiar no Líbano) chegou ao Brasil em 1913, com 20 anos de idade. Ele era imigrante de Sebhel e, assim como as centenas de famílias de descendentes de povos do Oriente Médio, veio para Bagé para trabalhar em prol do desenvolvimento da cidade e da região. João Turco começou atuando no Mercado Público Municipal, onde logo faria muitas amizades e

se destacaria como empresário. Ele vendia uma variedade de produtos importados e seu armazém exibia o famoso cartaz "Tem de Tudo". Sua popularidade também se estendia devido às ações em ajudar o próximo. Sempre no mês de junho, ele patrocinava quermesses para os carentes. Esses eventos aconteciam rotineiramente ao redor da capela que foi inaugurada, justamente, no dia 24 de junho de 1933. No ano seguinte, como consta na placa fixada no obelisco, foi inaugurado o monumento sob a gestão do prefeito Luís Mércio Teixeira. A escritora bageense Elizabeth Macedo Fagundes, em sua obra "Inventário Cultural de Bagé", ressalta que a festa durava três dias. O evento reunia crianças, jovens e idosos, ricos e pobres. A quermesse era ornamentada com fogueiras, fogos de artifício e balões. Havia muita comida e prêmios para as competições realizadas no evento, integrando a comunidade do bairro e de outras localidades. O comerciante também se notabilizou em ações de benfeitoria, como a doação costumeira de alimentos para indigentes do hospital da Santa Casa de Caridade. Também apoiou o esporte, fundando a equipe São

Templo e monumento chamam a atenção

João, além de patrocinar festas populares como o carnaval. João José de Oliveira morreu em 25 de janeiro de 1946, aos 53 anos. Em reportagem publicada no dia 19 de junho de 2013, uma de suas netas, a também comerciante, Vera Lúcia Wassaf, comentou: "Tenho muito orgulho de ser descendente de um cidadão que veio de outro país, enfrentou

dificuldades e venceu-as com alegria e generosidade. Ajudou muitas pessoas e sua história está até hoje preservada na rua São João Batista, com a capela e o obelisco". Após a morte do comerciante, a capela São João foi doada aos salesianos, que mantêm o templo em funcionamento até os dias de hoje, sob coordenação da

Paróquia São Pedro. Como em diversos locais da cidade, a história de mais de 200 anos de Bagé está inscrita em monumentos e prédios. No Getúlio Vargas, a devoção religiosa a São João está representada em uma capela e um curioso obelisco que há mais de oito décadas ressaltam a trajetória de mais um estrangeiro que aqui chegou para fazer história.


Segunda-feira, 24 de junho de 2019

FOLHA DO SUL 7


8 FOLHA DO SUL

SOCIAL

Segunda-feira, 24 de junho de 2019

Segunda-feira, 24 de junho de 2019

FOLHA DO SUL 9

SOCIAL

‘‘

“TodosÉfalhamos. mais fácil Reconhecer obter o queésepreciso. deseja Perdoar com um e pedir perdão, a melhor forma de seguirmos a sorriso do que à ponta da espada” caminhada humana sem pesos estagnantes” William Shakespeare

PUNTA & PAZ DE ESPÍRITO Salve, salve amigos leitores de Paralelo MP! Escrevo a primeira coluna da temporada inverno 2019 numa manhã nublada em Punta del Este. O balneário dorme e o sentimento de paz domina a atmosfera. À minha esquerda, o Rio da Prata honra a sua alcunha brilhando com a arborizada Isla Gorriti em segundo plano. Logo a frente, o bosque composto por centenas de pinheiros marítimos enche os olhos. Muitos dizem que Punta seria “triste” nessa época do ano. Pois bem, aos amantes da paz de espírito, da beleza e do sossego garanto: trata-se de um oásis. Bageenses que vibram nessa vibe estão por aqui. Dentre eles, meus anfitriões, Esther e Pedro Bordini com as filhas Martina e Constança. O que lhes dizer sobre eles?! Pedro, um gentleman. De temperamento tranquilo, amante de bons vinhos e da boa mesa, pessoa perfeita para trocar experiências. Esther? Minha nossa, que astral! Uruguaia nata, com ela não há tempo ruim. Ao seu lado, risadas são garantidas a todo momento. As meninas, educadas e encantadoras, completam o círculo familiar. Vibrando na frequência dessa atmosfera curativa, envio energias salutares a todos que nos acompanham neste início de semana. Hasta!

Norinha Teixeira, anfitriã do soberano do Principado de Mônaco, Albert Alexander II a bordo do iate Madame Kate

Maria Inês Vaz Belleza pelas lentes paralelas

HOMENS NA COZINHA

Bombando a venda de ingressos para o “Homens na Cozinha”. Fernando Risch, Marcelo Mansur e Gabriel Peters são os chefs da vez no evento marcado para o dia 5 de julho, no salão nobre da Associação Rural. Oitenta ingressos foram disponibilizados em favor dos assistidos pela Liga de Combate ao Câncer, logo, é importante garanti-los com antecedência. Trata-se de um dos momentos mais bacanas da temporada social – o “Homens na Cozinha” reúne nomes conhecidos em torno da causa da Liga garantindo noite de agradáveis reencontros. Os passaportes podem ser adquiridos junto as integrantes da entidade.

Juiz André Vasconcellos Vieira e Márcia Alves Vieira fotografados pela coluna em noite de feijoada no belo apartamento de Punta del Este

ARRAIAL CHIC

Proprietários do International College, Raquel e Rolando Rozemblum no jantar oferecido por Cristina e Amilton Silveira

Clínica Nutrivida e Cachivache selam parceria e realizam “Arraial Chic” na próxima quartafeira, 26. Nutricionista Cássia Medeiros e empresária Maria Esther Bordini irão receber na Cachivache garantindo diversão, gastronomia típica e promoções. Na ocasião, Cássia fará o pré-lançamento do e-Book de receitas saudáveis Nutrivida junto a apresentação e degustação do “kit gourmet de lanchinhos zero por cento culpa” – parceria da clínica com Cantina Fitness. O movimento tem start às 15h30min estendendo-se até as 20h30min. Ao pôr do sol, DJ Hyra aterrissa na loja para comandar a picape. #Promete!

Cristina e Amilton Gaffrée da Silveira recebendo o arquiteto argentino Javier Gentili e sua esposa, Maria Fernanda, na Rainha da Fronteira


ENTRETENIMENTO

Segunda-feira, 24 de junho de 2019

ANIVERSÁRIOS

10 FOLHA DO SUL

Ana Celina de Azambuja Anelise Silva da Silva Antônio Augusto Oliveira Aristides João Silva Elenir Soares Pires

Guilherme Mery Messias Maria Umbelina Jardim Mário Nei Junior Neusa Cardoso Martins Roberta Adriana Madeira

Rodrigo Tavares Resende Rosa Maria Molina Stéphane Caminha Bedin Vanberg Rodrigues

João Leite Soares HORÓSCOPO ÁRIES

21/03 a 20/04

Tente não negligenciar a papelada se você quiser evitar complicações inúteis e dispendiosas.Porém, seria bom ser mais cuidadoso com a sua dieta.

TOURO

21/04 a 20/05

RESUMO DE NOVELAS

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

© Revistas COQUETEL

Antecede o número do interurbano (?) de vênus: previne as DSTs

Romance de Machado de Assis

Castigo imposto ao Estado preso na solitária que tem Mira Sor- recebido imigrantes da Venezuela vino, atriz

C

Roxo, verde e laranja

amilo flagra Chiclete e Vivi próximos e fica desconfiado. Régis avisa que vai se casar e Gladys decide fazer um jantar. Evelina tenta convencer Maria da Paz a se casar com Régis. Fabiana e Rock descobrem o segredo de Agno.

Seu estado de ânimo está recebendo um impulso e você vai se beneficiar de um surgimento de ideias otimistas e dinâmicas.

Espécie de pílula adocicada

Paciente do obstetra

23/09 a 22/10

Você vai estar em excelente forma em geral. Preste atenção no que você come e isso vai aumentar seus níveis de energia. 23/10 a 21/11

obstetra Modelo de saia muito curta

I S O L A M E N T O

Ocasião; oportunidade

Ao deus(?): ao acaso

R A D A N

Raduan Nassar, Prêmio Camões 2016 Parte da fruta usada em iogurtes

Divindade maior da Mitologia nórdica

E, em inglês Sintoma de gravidez

C A M I S A

adocicada

(?)-culpa: reconhecimento do erro (lat.) Administrador de fazenda (bras.)

Fio de algodão enrolado para costura

3/and — azo — mea — our — vie. 10/astronomia. 11/carlos gomes.

Solução

Raio (abrev.)

51

51

E N J O O A Z O A D U

C R R O O U R R T E A S I S S M Ã E A C M U D I N A N D R I A A R V I M I A M E S

BANCO

H

ulya surpreende Muge e Berk e os pega no flagra. Efsun sofre com fortes dores nos quadris. Arda entrega para Fulya o colar de Hasret, que decide ir procurá-lo, mas encontra Hulya e é humilhada. Vida, em francês

21/02 a 20/03

Sua disposição meditativa está pedindo que você, com razão, tire um tempo para relaxar enquanto persegue os seus pensamentos mais profundos.

Status de Neymar, no futebol

Vida, em francês

Solução

PEIXES

Tribunal de Contas da União (sigla)

(?) PúblicoPrivada, contrato de prestação de obras ou serviços Erguer

21/01 a 20/02

No (?): de pronto

Tribunal de Contas da União (sigla)

AQUÁRIO

Você vai fazer contatos interessantes que abrirão portas para você. Há previsão de amizades positivas florescentes no futuro.

Oligopólio de sete famílias no Brasil Dedicou à A mais Princesa antiga das Isabel sua ciências ópera "O Escravo"

Raio (abrev.)

Maior vulcão ativo da Europa

Maior vulcão ativo da Europa

CAPRICÓRNIO 22/12 a 20/01 Você vai se sentir mais confiante e decidido a tornar os seus sonhos realidade.Você está em grande forma e gera energias sem chamar a atenção.

E, em inglês Sintoma de gravidez

Sufixo diminutivo de "lagostim"

Sufixo diminutivo de "lagostim"

Fio de algodão enrolado para costura

No (?): de pronto

Você vai ter uma infeliz tendência a idealizar o passado. Se você for longe demais com isso, correrá o risco de estragar seus relacionamentos.

(?) PúblicoPrivada, contrato de prestação de obras ou serviços Erguer

Status de Neymar, no futebol

C

ibele e Benjamin compartilham da desconfiança de Bruno. Dalila/Basma se faz de vítima para Jamil. Zuleika expulsa Almeidinha de seu consultório. Elias vê o carro de Miguel na oficina e se preocupa. Oligopólio de sete famílias no Brasil Dedicou à A mais Princesa antiga das Isabel sua ciências ópera "O Escravo"

22/11 a 21/12

Divindade maior da Mitologia nórdica

M

arta tenta animar Mercedes, que está fragilizada. Larissa estranha o comportamento de Filipa. Manu sente ciúmes ao ver João almoçando com Moana. Catraca diz a Filipa que deu a galinha de barro para Dirce.

BANCO

SAGITÁRIO

Ao deus(?): ao acaso

I S M O S L A L M O E A N T A O U R C E T T O N S G

ESCORPIÃO

Você vai encontrar maneiras inteligentes de abordar coisas que facilitarão o diálogo com as pessoas ao seu redor.

(?)-culpa: reconhecimento do erro (lat.) Administrador de fazenda (bras.)

R

LIBRA

Modelo de saia muito curta

Ocasião; oportunidade

G R A L H A R E A T S T RO L O S

Raduan Nassar, Prêmio Camões 2016 Parte da fruta usada em iogurtes

Você vai precisar relaxar totalmente para acalmar a atividade cerebral que o está guiando, mas que também é cansativa.

P O L P A

23/08 a 23/09

Imposto Sobre Serviços (sigla)

LOTOMANIA 21.06.19 00 01 08 09 11 15 16 27 54 58 61 63 67 68 69 78 79 89 93 95 DUPLA-SENA 1951 1º PRÊMIO 05 09 32 37 41 49 2º PRÊMIO 10 19 26 33 35 46

3/and — azo — mea — our — vie. 10/astronomia. 11/carlos gomes.

Mover-se na água Ave de voz estridente

22/07 a 22/08

Você terá tempo para se concentrar em um projeto pessoal, mas não comente nada ainda. Você vai rever a sua saúde e o seu estilo de vida diários.

VIRGEM

Turismo (abrev.)

R C A A D M A I N S A G R P A O L L H P A A A S T L O

LEÃO

Adereço da noiva Diante disso

FEDERAL 22.06.2019 1º 37117 2º 71539 3º 80239 4º 46873 5º 78405 LOTOFÁCIL 1830 01 03 05 08 10 11 12 14 17 18 19 20 22 23 24 MEGA-SENA 2162 11 16 22 30 34 42 QUINA 5001 12 32 45 64 80

C R O U R T E S S S Ã E C M U I N N D I A R V I I A E S

Você está em muito boa forma e tem uma maneira mais criteriosa para gerenciar seus níveis de energia.

LOTERIAS

É exposta em galerias Elogio (fig.)

M U R S O A R L D A O I A M A A A Z O D U A C E R T N A J N O M G O M

21/06 a 21/07

(?)-estar: incômodo Reagir à comédia

Transferidos para outra data

C D O M A D I I G R P O I D R E M A C A I D D A I M D I E Ç A C A R

Você precisa ficar longe de sua rotina para encontrar um nível de relaxamento mental, o que lhe está faltando no momento.

CÂNCER

Nosso, em inglês

21/05 a 20/06

C D O M A D I I G R P O I D R E M A C A I D D A I M D I E Ç A C A R

GÊMEOS


Segunda-feira, 24 de junho de 2019

FOLHA DO SUL 11

GERAL

Café com a Redação

POTENCIAL DE PRODUTOS E INOVAÇÕES DA REGIÃO SÃO DESTAQUES DE PROGRAMA

I

niciativas de produção viabilizadas pelo potencial primário da região de Bagé e da Campanha. Esse foi o tema que reuniu os participantes do programa Café com a Redação, no sábado, transmitido pela rádio Pop Rock e pelas redes sociais do jornal Folha do Sul. Na Casa JW, o café recebeu

Giovâni Silveira Peres, da Vinícola Batalha Vinhas e Vinhos, que também é diretor técnico da Associação dos Produtores de Vinhos Finos da Campanha Gaúcha; Sônia Pisetta, sócia e administradora da Agroindústria Azeites do Pampa, e Margaritha Cobuci, dermatologista da Reviva Cosméticos.

Peres detalhou um histórico da vitivinicultura na região da Campanha que demonstra que a atividade produtiva não é uma “novidade”. Conforme ele, a primeira vinícola do Rio Grande do Sul e do Brasil com registro no Ministério da Agricultura foi a Quinta do Seival, em Bagé, no século 19. Já na década de 70 do século passado, a empresa Almadén, da Califórnia, indicou um pesquisador que estudou e elegeu a região da Campanha como a melhor para a produção de vinhos finos. Assim, a empresa se instalou primeiramente em Bagé, no ano de 1972, sendo depois transferida para Santana do

Livramento, onde detém o maior vinhedo do país em uma única propriedade com mais de 400 hectares. “Com a abertura das nossas fonteiras para os vinhos importados, houve uma grande necessidade de melhoria da qualidade dos vinhos nacionais. Assim, grandes empresas da Serra Gaúcha compraram propriedades na região e implantaram os seus vinhedos e, hoje, os principais vinhos premiados são daqui. Paralelo a isso, pequenos empreendedores locais começaram o plantio de vinhedos e hoje estão com a produção de vinhos e em 2010 surgiu a Associação de Vinhos Finos Campanha Gaúcha”, detalhou.

Margaritha Cobuci informou que há dois anos lançou a marca Reviva, que é uma linha de cosméticos. Ela explicou que começou a conversar com os produtores locais de uva e passou a estudar sobre a produção de cosméticos a partir do resíduo da uva para vinho. “Eu pensei como

transformar isso em cosméticos. Então, pegamos um pequeno lote de resíduos secos da uva para vinhos e levamos para um laboratório de pesquisa para transformar, inicialmente, em produtos como shampoo, condicionador, hidratante, esfoliante corporal, sabonetes e aromatizantes. “Foi

Anderson Ribeiro

Vitivinicultura: uma tradição da Campanha

Cosmético com resíduos de uva

Debates acontecem todos os sábados na casa JW

surpresa muito boa. A partir daí fizemos o registro na Anvisa, todo aquele processo para produção em larga escala. Dessa forma, a partir de agora, sabemos que é viável, que faz bem, que tem uma

grande pegada ambiental e que dá para transformar o resíduo da uva em produto cosmético. A partir de agora, estamos industrializando esse produto. Primeiramente, temos que produzir em São Pau-

lo, porque ainda não temos uma indústria, mas, num futuro próximo, a minha ideia é montar uma indústria em Bagé para fazer todo esse processo direto”, anunciou Margarita Cobucci.

Por sua vez, a sócia e administradora da Agroindústria Azeites do Pampa Ltda., Sônia Pisetta, recordou que o programa Brasil Próximo, na década passada, possibilitou estudos profissionais em olivicultura na Itália. “O nosso sócio, o engenheiro agrônomo Emerson Menezes fez o curso e, na época, já tinha produtores

individuais fazendo o cultivo, foi aí que pensamos como viabilizar essa cadeia produtiva, somar esses esforços. Assim, nos unimos e somos nove empreendedores que plantam oliveiras e, neste ano, nós tivemos a nossa primeira colheita”, relatou Sônia. Ela destacou que a empresa conseguiu, por meio da agroindústria,

extrair azeite dessa safra de oliva. O empreendimento também já recebeu produção de olivais de clientes de outros municípios. “Com isso, tem-se um propósito de incentivar a olivicultura da região, fomentá-la, apoiando o pequeno produtor e firmando uma aproximação maior com as universidades”, frisou.

Empreendimento reforça potencial da olivicultura


12 FOLHA DO SUL

Segunda-feira, 24 de junho de 2019

GERAL

Sob os holofotes

O FUTEBOL E A NECESSIDADE DE DEBATE SOBRE EQUIDADE DE GÊNEROS Reprodução/FS

Marta mostra símbolo da campanha Go Equal

Apoio e desprestígio

O ano é 2018: antes mesmo do início dos jogos, o comércio bageense ostenta em suas vitrines o verde e o amarelo. E a maioria das peças publicitárias aproveitam a temática para atrair consumidores. Nos dias dos jogos, a grande maioria das empresas montam uma verdadeira estratégia para que funcionários e clientes possam conferir as partidas. Há locais que param as atividades e se reúnam para 90 minutos de festa. Afinal, a Seleção Brasileira está em campo.

O ano é 2019, mais uma Copa do Mundo, mais uma vez a Seleção Brasileira está em campo. Mas desta vez é a feminina. Um time que conta com Marta: considerada por seis vezes a melhor do mundo. Na maioria das vitrines não há verde e amarelo, ou qualquer menção à Copa, e o apoio às atletas está muito restrito às redes sociais. Quem mais fala sobre o tema, é claro, são as mulheres que, assim como Marta faz em campo, tentam chamar atenção para a luta pela equidade de gêneros.

A reportagem do Folha do Sul, porém, verificou duas felizes iniciativas. Em uma óptica, localizada na Sete de Setembro, principal avenida da cidade, o verde e amarelo tomou conta de uma das vitrines. O gerente Alan Jardim garante que a ideia foi de um colega e que foi muito bem-recebida por todo o quadro de colaboradores. "Apreciamos muito as meninas. Queríamos prestigiar e dar apoio", garante. E a decoração e, mais do que isso, a intenção chamou atenção dos consumidores. Pelos

O

Por Niela Bittencourt

Mundial de Futebol Feminino tornou a jogadora Marta a maior artilheira em copas. Antes mesmo das oitavas de final, a profissional somou 17 gols marcados. Mas, em campo, ela não evidencia apenas seu talento e o das colegas de Seleção. Chama atenção para uma realidade que não é restrita ao esporte: a disparidade entre os rendimentos salariais de homens e mulheres. Ao usar uma chuteira sem patrocínio, e se negar a receber valores que são muito inferiores aos oferecidos aos jogadores, Marta chamou atenção para a campanha "Go Equal", que defende a equidade de gênero no esporte. E o protagonismo tem gerado debate. Algo que é relevante sobretudo para aqueles que lutam por uma sociedade menos machista. A titular da Coordenadoria da Mulher, Cândida Navarro, comenta que, por vezes, já foi questionada quanto à veracidade da informação de que há desigualdade. Ela pondera que é preciso entender que tal realidade é ainda mais evidente quando alguém chega ao cargo de chefia. A coordenadora explica: os adicionais salariais costumam ser diferentes para homens e mulheres que chegam a uma chefia e desempenham a mesma função. Em síntese, na iniciativa privada, é como se o trabalho dos homens valesse mais do que o de uma mulher. "A maioria continua determinando que o homem é melhor para a maioria dos trabalhos", argumenta, ao ressaltar a importância da jogadora ter atraído os holofotes para tal situação. Mas Cândida diz que é preciso expandir essa visibilidade, "para que ultrapasse o período da Copa e chegue às próximas

gerações". Ela questiona: "Será que a sociedade e a mídia vão continuar propondo esse debate pós-copa? Será que o incentivo e o reconhecimento à atuação do futebol feminino serão só agora?" Cândida defende que é preciso incentivar os jovens a continuarem esse diálogo e investir cada vez mais na construção de políticas públicas para promoção da mulher e para garantia de direitos. Pois, afinal, a realidade, atualmente, é de total desigualdade. "Sempre que a escolha for muito direta, entre empregador e empregado, há essa tendência de ser pelo homem; e se for pela mulher ela vai ter uma proposta de salário menor. É como se trouxesse com ela não só uma bagagem de qualificação profissional, mas alguns problemas que a empresa vai ter que administrar", pontua. Ela elenca o que, por vezes, é usado para desmerecer a mulher como força de trabalho: o período pré-menstrual e a possibilidade de engravidar e, assim, permanecer, por lei, em licença são exemplos. "É assim que o mundo trata as mulheres, como seres inferiores", ressalta. E essa é, sim, uma questão mundial, como defende a profissional, por isso a relevância do posicionamento de Marta. "Que bom que ela tomou essa atitude e levantou essa bandeira: haverá aqueles que passarão para o nosso lado nessa luta. Acredito que isso vá render. É preciso que haja o grito para que as pessoas acordem", argumenta. "Precisamos desconstruir essa cultura machista; educar as novas gerações para mudar esses padrões de comportamento e de pensamento, de modo que a igualdade seja sentida e que não seja preciso uma provocação", acrescenta.

menos três consumidoras compartilharam com a equipe o fato de terem considerado bacana o apoio da empresa para o futebol feminino. Em uma livraria e café, também localizada na Sete de Setembro, as partidas têm sido conferidas por funcionários e clientes. O empresário Richarles Nogueira justifica que partiu dele a ideia. "Tenho mais interesse hoje de olhar e acompanhar, muito pelo patriotismo que elas têm em defender a Seleção e que a gente não vê no masculino. Nelas a gente

vê uma garra, uma vontade. Isso me motivou a ligar a televisão e acompanhar", explica. Ele diz acreditar que, antes, as pessoas achavam que futebol era só o masculino, mas que agora vê que o apoio está crescendo. "As pessoas que entram se surpreendem que está passando o jogo feminino", diz, sobre aqueles clientes que apenas entraram para consumir os produtos. Nogueira conta que, na partida contra a Itália, quando Marta cobrou o pênalti, quem estava no café vibrou muito.


Segunda-feira, 24 de junho de 2019

FOLHA DO SUL 13


14 FOLHA DO SUL

Segunda-feira, 24 de junho de 2019

SEGURANÇA

Detido por arrombar HOMEM É MORTO A TIRO salão de beleza e NO STAND furtar televisão Divulgação/FS

A Brigada Militar comunicou na Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA) que foi acionada, via 190, para comparecer no bairro Getúlio Vargas, onde um homem estaria arrombando um salão de beleza. Quando a viatura chegou ao local, segundo o registro, populares informaram que o criminoso teria fugido, em dire-

ção ao Jardim do Castelo, com uma televisão enrolada em um cobertor. Na avenida José do Patrocínio, os agentes encontraram o indivíduo com uma televisão 42 polegadas, um cobertor, uma chave de fenda e uma camiseta preta. Objetos que teriam sido furtados. O homem foi autuado em flagrante e recolhido ao presídio.

Dupla tenta roubar em obra e é escorraçada por vigilante

No sábado, um homem, que trabalha como vigilante em uma obra, na rua Marcílio Dias, bairro das Laranjeiras, foi agredido por dois indivíduos. Porém, eles não chegaram a levar nada do local. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA). Conforme o boletim de ocorrência, por volta das 3h, o vigilante foi fazer ronda no pátio da obra,

quando foi surpreendido por dois homens. Um deles, que estava encapuzado, lhe agarrou pela gola e jogou de costas na parede. Consta que, o vigilante pegou um facão que estava ao seu alcance e foi para cima dos criminosos. Eles fugiram e deixaram um carrinho de supermercado no local. Provavelmente, utilizariam o objeto para carregar os equipamentos furtados.

ÓBITOS Marcos Tadeu de Oliveira Pereira, 72 anos, aposentado, em união estável com Marilia Munhoz de Paulo. Residia no bairro Tiaraju. Deixa as filhas Cristiane, Fernanda e Adriana. Marlene de Fátima Borges Umpierre, 61 anos, pedagoga, casada com Francisco Tácito Dorneles Umpierre. Residia em Lavras do Sul. Deixa as filhas Andrea, Márcia, Taciane e Anelise. Zoila Rodrigues Lemos, 73 anos, dona de casa, casada com Joaquim Soares Lemos. Residia no bairro São Judas. Deixa os filhos Jerry, Marcelo, Marcos e Patrícia. Denair Nunes Brasil, 81 anos, dona de casa, viúva. Residia no bairro Alcides Almeida. Deixa os filhos Magda, Luiz, Fátima e Lauro.

Rafael Bassan Ziebell, 28 anos

R

afael Bassan Ziebell, 28 anos, foi morto a tiros, na sexta-feira, no bairro Stand. A Brigada Militar foi acionada para comparecer no local, com a informação que teria ocorrido disparos de arma de fogo. Chegando na rua Kalil a Kalil, os policiais identificaram Ziebell ferido. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendeu o homem e encaminhou ao hospital, porém, ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Conforme o boletim de ocorrência, dois homens em uma motocicleta passaram e alvejaram a vítima. Esse é o quarto homicídio de 2019. A investigação fica a cargo da 1ª Delegacia de Polícia, coordenada pela delegada Daniela Barbosa de Borba.

Indivíduo é flagrado quebrando tudo dentro de casa Um homem foi preso pela Brigada Militar, ontem, por volta das 6h30min, no bairro Pedra Branca. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de ProntoAtendimento (DPPA). Os policiais foram informados que o indiciado estaria quebrando tudo dentro de casa. Diante das informações, os agentes se deslocaram e, ao chegar no local,

encontraram o indivíduo quebrando a mesa da cozinha com um pedaço de madeira. Mesmo com a chegada da guarnição, ele teria continuado a destruir os móveis, inclusive investindo contra os policiais. Consta que, ele teria se jogado no chão em cima dos cacos de vidro. A cena toda foi testemunhada por diversos

familiares que estavam no local. O homem foi algemado e levado até a delegacia. Durante o trajeto, ele teria chutado diversas vezes a parte interna da viatura e ameaçado a vítima. A autoridade policial arbitrou uma fiança de R$ 3 mil, que não paga. Após os trâmites legais, ele foi conduzido ao Presídio Regional de Bagé.

Assaltou, foi perseguido por mototaxista e preso pela Brigada Militar A Brigada Militar realizava patrulhamento na avenida Sete de Setembro, quando, por volta das 5h de ontem, uma guarnição foi abordada, no centro da cidade, por uma pessoa que informou ter sido assaltada. De posse das características do assaltante e a informação de que ele teria fugido em direção à praça da Catedral, os policiais

realizaram diligências e prenderam o indivíduo. O caso foi registrado na DPPA. De acordo com o boletim de ocorrência, o homem teria abordado a vítima, mostrado uma faca e exigido que entregasse o aparelho celular. Consta que, um mototaxista estaria perseguindo o assaltante e começou a passar a localização dele para

os policiais. Entre as ruas Tiradentes e Conde de Porto Alegre, ele foi abordado. O indivíduo estava com o celular que roubou da vítima e a faca que utilizou. O criminoso foi encaminhado ao pronto-socorro e conduzido até a delegacia, onde foi autuado em flagrante. Após as formalidades legais, foi recolhido ao presídio.


FOLHA DO SUL 15

ESPORTES

Semifinais da Terceirona

GUARANY EMPATA COM GAÚCHO E DECIDIRÁ VAGA EM BAGÉ

O

Por 54 minutos, Alvirrubro segurou vantagem até sofrer o gol que igualou placar

Guarany viajou 500 quilômetros até Passo Fundo, no Planalto Médio, para os primeiros 90 minutos das semifinais da Terceirona, em jogo ocorrido na ensolarada manhã deste domingo e vencia a partida até que cedeu o empate, em 1 a 1, nos acréscimos do segundo tempo. Com um gol marcado no final da primeira etapa, o time ficou com a vantagem na mão por 54 minutos, mas não resistiu à pressão constante do time do Planalto Médio. O invencível Guarany de Bagé de 2019 começou a partida pela primeira vez neste torneio jogando contra um time que se encaixava de fato com a proposta do técnico Vanderson Pereira. O pragmático Alvirrubro é montado para suportar a pressão do adversário e encaixar contra-ataques em velocidade e foi isso que marcou a tônica do primeiro tempo. O organizado Gaúcho, jogando em casa, tinha o apoio da torcida e apostou na ofensividade para vencer a melhor defesa da Terceirona. O primeiro lance de perigo foi a favor do Alvirrubro, que em cobrança de falta, mandou a bola para a linha de fundo. O líder do Periquito em campo, Felipe Dartora, era quem conduzia o ataque dos donos da casa e dominou as ações, enquanto o Guarany, de Jaime, adiantava a marcação e apertava o setor de criação de jogadas do adversário. Com mais da

metade do tempo com a posse de bola, o Gaúcho chegou com perigo principalmente na bola parada, em cobranças de falta, sempre comandado por Dartora. Na primeira metade da etapa, o Periquito teve ao menos quatro chances de gol, a maioria em lançamentos de profundidade na área, porém, sem levar perigo real à meta do seguro goleiro Éder, do Guarany. Aos 43’, em jogada de contra-ataque, Rafinha escapa pela lateral direita e do fundo, cruza a bola na cabeça de Robinho, que no centro da pequena área, mandou a redonda sem chances de defesa para o fundo das redes do Gaúcho. Em um momento crucial da partida, o Guarany marcava o tento fora de casa que dava a vantagem do gol qualificado e um resultado extremamente favorável, a exemplo do que aconteceu contra o Santa Cruz, nas quartas de final. Na segunda etapa, o time do técnico Fabiano Borba foi inteiro para dentro da intermediária alvirrubra e empilhou chances de gol, com bola na trave aos 20’ e perdeu uma chance incrível de gol com Felipe. O nervosismo do setor de criação do Gaúcho na busca do resultado fazia com que a defesa alvirrubra tivesse segurança em manter o placar, que é uma característica notável do grupo treinado por Vanderson Pereira. Mesmo com o time modificado devido a lesões de alguns destaques do elenco, a regularidade

do time em campo não muda em relação à proposta de jogo. É um time voluntarioso que sabe se comportar sob pressão, mesmo na casa do adversário. Porém, ao ceder espaços cada vez mais generosos a uma das melhores equipes da competição, o Alvirrubro praticamente deixou de atacar a meta do Gaúcho, com poucos contra-ataques perigosos e num deles, Bolt escapou sozinho pela intermediária, mas perdeu a bola na hora do arremate. Cada vez mais perigoso, o Periquito era empurrado pelo maior público do ano na Arena BSBios, com 917 torcedores, e sentia que o empate era questão de tempo. Após pressionar e empilhar chances claras de gol, nos acréscimos, aos 47’, em mais um escanteio alçado na área, o zagueiro Bruno Brum subiu e recebeu a bola na segunda trave da meta alvirrubra e mandou para o gol. Motivado, o Periquito ainda levou perigo e ficou perto de virar o jogo em outro escanteio cabeceado por Erick, por cima do travessão. O Guarany volta para Bagé com a leve vantagem de um empate sem gol levar o time à final, porém, contra o aguerrido time do Gaúcho, segurar o jogo como aconteceu contra o Santa Cruz, não será suficiente. A semana promete muita expectativa com o possível retorno do artilheiro Andrei e de Bruno Meurer, além do lateral, Kevin, para reforçar o ainda invicto Guarany de Bagé na busca pelo ascenso.

FICHA TÉCNICA

1 X 1 ESCALAÇÃO William, Boni (Vítor), Otávio, Bruno Brum , Erick, Felipe (Henrique), Adilson, Maylon, Rafinha (Gustavo), Matheus, Dimitry

Éder, Igor, Diego Rocha , Rafinha, Jaime , Willian Guedes (Josué), Diego Abreu (Lucas), Vagner , Robinho (Bolt), Baggio, Itamar.

Técnico: Fabiano Borba

Técnico: Vanderson Pereira

ESTÁDIO Arena BSBios – Passo Fundo/RS

Estádio do time de Passo Fundo recebeu maior público do ano

Fotos: Lucas Tibolla / Rádio Uirapuru / Especial FS

Segunda-feira, 24 de junho de 2019


FOLHA DO SUL

Segunda-feira, 24 de junho de 2019 ASSINATURAS E ANÚNCIOS: 3242 1020 REDAÇÃO: 3311 3915

Profile for Folha do Sul Gaúcho

Jornal Folha do Sul, 24 de junho de 2019  

Jornal Folha do Sul, 24 de junho de 2019  

Advertisement