Page 1

Cristiano Ritta descreve que prisões de 2012 chegaram ao reconhecimento de cinco acusados em oito assaltos. Desde então, um novo grupo com a participação de menores vem atuando na cidade Página 19

TRÂNSITO

Divulgação/FS

SEGURANÇA Delegado afirma que onda de arrombamentos e furtos é resultado da ação de nova quadrilha

Motorista de um Volkswagen Gol morre em choque contra caminhão perto de Candiota Página 21

www.jornalfolhadosul.com.br

Gaúcho

FOLHA SUL

R$ 1,50

BAGÉ, SEXTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2014 - Ano 4 - N° 1260

Tapetes coloridos foram arrumados a uma temperatura de -1º C

Renata Lima

Celebração de Corpus Christi enfrenta dia frio

Fiéis marcaram presença no centro da cidade desde as 8h30min da amanhã de ontem para uma tarefa nobre: enfeitar a rua com os tradicionais tapetes de serragem e outro materiais frutos da devoção e da criatividade. À tarde, eles foram o caminho para a procissão que representa o corpo e o sangue de Cristo, na celebração católica da Eucaristia. Mais de mil devotos acompanharam o percurso entre a Igreja Nossa Senhora Auxiliadora e Matriz de São Sebastião, sob a liderança do bispo Dom Gílio Felício. Páginas 16 e 17

MAGISTRATURA Diretor do Fórum local avalia nova pesquisa que traça perfil dos juízes em todo Brasil

Resultado de trabalho do Conselho Nacional de Justiça aponta maioria masculina e branca. Dados revelam baixo índice de formação em cursos de pós-graduação entre magistrados Página 20

CULTURA Diretor de documentário contrapõe versões regionais sobre Guerra do Paraguai

Página 10

HISTÓRIA Juca Giorgis publica artigo que analisa abordagem dos jornais de Bagé sobre a I Guera Mundial

Página 11

SEGURANÇA Bageenses avaliam atividades da primeira Balada Segura realizada em Bagé

Página 21 O TEMPO HOJE Bagé - RS

14º 1º

Predomínio de sol, apenas com pouca variação de nuvens. Geada.


2

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

OPINIÃO

Editorial Glauber Pereira

glauber.pereira@hotmail.com

Luiz Coronel

Escritor, poeta e publicitário

Documentários: educação audiovisual

O telefone prestimoso

A curadoria do Museu Dom Diogo e a Associação dos Amigos dos Museus de Bagé promoveram um daqueles encontros que se revelam necessários sob qualquer ponto de vista. O teatrinho da Urcamp foi sede, na noite da última quarta-feira, para um debate que se faz, ao mesmo tempo, oportuno e interessante: a Guerra do Paraguai (1864-1870). O encontro de lideranças comunitárias ligadas à área da cultura e da produção audiovisual é oportuno porque aproveita da presença de uma equipe inteira que se dedica ao trabalho de realizar um documentário sobre aquele que é o maior conflito armado da América Latina. Assim, usufrui proveitosamente das observações do diretor Matheus Ruas a respeito das diferentes e até contraditórias versões sobre a guerra que existem no Brasil, no Uruguai, no Paraguai e na Argentina. Assim como a história passa a ser contada sob diferentes versões, também a denominação oferecida à conflagração acabou diferente para cada nacionalidade: No Uruguai e na Argentina ela é lembrada como Guerra da Tríplice Aliança, já no Paraguai é a Guerra Grande. Contudo, a oportuna presença de Ruas, que dirige o trabalho para o History Channel, antecipa aos bageenses uma linha crítica que pretende aprofundar

Devo reconhecer que hoje estou como uma ripa de enchente, batendo nos barrancos, trancado nos aguapés. Porém, o causo que me disponho a destrinchar como galeto no prato, atiça minha memória. Ele se passou precisamente na Pensão da René, na baixada, como então se dizia. Num domingo de outono, chegou e desembarcou, cheia de malas e fricotes, uma tal de Rosaura Murtinho, segundo seu nome de guerra. Dizer que era bonita seria apequenar seus encantos. Lindaça dos pés a cabeça. Uma cópula inadiável, segundo os mais arrebatados. De contido falar, mas quando sorria escancarava as cortinas para um pátio ensolarado. Tinha cara de flor e bunda de bandolim. Parecia moça de finos tratos, tal a delicadeza dos gestos. A pensão, que estivera entregue às traças, agora resplandecia. Os fazendeiros tinham certo orgulho de ter por suas as moças que eram de todos. Suas gabolices não iam além do alarde de afirmar que as moças largavam seus acompanhantes para festejar suas presenças. Rosaura estava livre e saltitante como as andorinhas no clarear do dia. Numa quinta-feira, garboso e aprumado em brilhantinas, lá estava Venâncio Gutierrez, o Filé de Borboleta. Rosaura estava de sobreaviso sobre os parcos recursos que se agasalhavam nos bolsos do empedernido Don Juan de Bagé. Com seu porte de bailarino espanhol, estendendo saludos a quantos e tantos, a figura do Filé impunha-se sobre o recinto. E por ali se quedou, gavionando as raparigas à sua volta. A todo momento, saltava de seu bolso um celular da mais alta modernidade. Dizia-se que pregava botão e aquecia água para o mate, tão vastas as habilitações do aparelho. O encontro com Rosaura estava escrito na cabeceira das camas, ou nas linhas que o destino escreve, nem sempre com boa caligrafia. Breve estarão a sós. São pombas rolas em arrulhos. Lembram aquele casal açucarado que monta guarda em cima do bolo de noivas. Na vitrola, um bolero esparramava os relatos de patéticos amores. Ouvia-se entre as carícias dos enamorados um “não” de lá, um “sim” de cá, sem que se formalizassem as condições indispensáveis ao conúbio amoroso. A moça sabia valorizar o seu pedaço e tinha faro para identificar as guaiacas recheadas de pilas. Sem reales ou pesos, grana, cheque ou cartão de credito, nada feito, pois a fila anda. Com astúcia e murmúrios ao pé do ouvido, Filé oferece um mimo convincente e compensatório: - Eu te dou meu celular! Bueno, em passo compassado o casal sobe a escadinha, acende o abajour lilás, e o resto fica por conta de quem tenha intimidade com os deslizes e arrebatamentos que ocorrem sobre os lençóis. O chuveiro despede o suor dos corpos, o casal retorna às suas galas. Despem-se os cabides e vestem-se as criaturas. Rosaura, é claro, cobra o justo e ajustado ressarcimento pelo venturoso passeio pelas curvas de seu corpo. É quando desenrola-se o fulminante diálogo: - Agora me dá o telefone! Filé, com principesca elegância, pega a caneta, uma folha de papel e rabiscando numero após número, generosamente alcança à moça seu telefone: - Por supuesto. Meu telefone é (...). E quero que saibas que esse telefone eu só dou para pessoas de minha mais alta consideração e secreta intimidade! (1) Luiz Menezes; (2) Jaime Caetano Braum

o debate sobre os motivos e consequências da Guerra a partir de depoimentos e de uma análise bibliográfica atualizada. Isso pressupõe que o diretor pretende ir além das obras revisionistas que surgiram na década de 70 que apontavam a Tríplice Aliança como um grupo de opressores e genocidas. Muitos dados novos surgiram após tais leituras, que oferecem um quadro bem mais complexo do que o limitado quadro “culpado ou inocente” pintado naquelas obras. Ao completar 150 anos, a Guerra do Paraguai volta a demonstrar sua relevância histórica. Sobretudo, a partir do registro em documentário para um veículo internacional, que oferece a chance de que o ambiente histórico latino-americano passe a ser rediscutido à luz de pesquisa e da comparação entre as diferentes perspectivas. Contudo, um dos mais relevantes benefícios da discussão e do próprio documentário é o fato de se conquistar uma ferramenta capaz de sensibilizar as escolas e os estudantes. Se atualmente a maior crítica ao estudo da História é a frieza da transmissão de dados e datas, com uma obra audiovisual, pode-se dar vida à história, colorir tais dramatizações com as cores da realidade e transformar conteúdos em conhecimentos. Josias Borges

Compra de Imóveis X compra de Fundos Imobiliários A compra de imóveis é uma das modalidades de investimento mais praticadas pelos investidores Brasileiros. Exatamente devido a este fato, se faz necessário um comparativo entre as principais formas de investir em imóveis. Uma delas é através da compra direta, a outra, através dos Fundos de Investimentos. Veja: 1 - Quanto a facilidade para comprar: enquanto para comprar qualquer imóvel físico você precisa passar por todo trâmite legal, passando por escritura, documentos em cartório, etc., através dos Fundos Imobiliários, é necessário apenas que você tenha uma conta em uma corretora e envie a ordem on-line para executar esta compra; 2 - Quanto aos custos: o custo existente para compra de uma cota de fundo imobiliário é apenas o de corretagem, o que hoje está em torno de R$ 15,00, dependendo da corretora escolhida. Já a compra física do imóvel envolve custos de comissão, impostos, escritura, etc.; 3 - Quanto a tributação: os dividendos recebidos pelos fundos imobiliários isentos de Imposto de Renda para pessoa física. São os chamados rendimentos não tributáveis. O detalhe é que existe

uma tributação de 20% sobre o ganho de capital. Caso você tenha comprado uma cota por R$ 100 e vendido por R$ 120, existe tributação de R$ 20% sobre o lucro. Lembrando: somente em caso de venda da cota. Diferente dos Fundos Imobiliários, o imóvel físico tem seus rendimentos (aluguel) tributado em pelo menos 15%, além de tributação sobre o ganho de capital, conforme legislação vigente; 4 - Quanto aos rendimentos: os Fundos Imobiliários costumam distribuir rendimentos mensais para os cotistas. Este rendimento corresponde a uma parte do lucro auferido pelos fundos, e hoje é difícil encontrar um fundo que pague menos que 0,7% ao mês, tendo em alguns casos rentabilidades superiores a 1%; 5 - Quanto a liquidez: Os Fundos Imobiliários podem ser vendidos a qualquer momento através do sistema de Bolsa de Valores. Após a venda, basta aguardar 3 dias para o dinheiro entrar na conta do vendedor. Os imóveis físicos levam, geralmente, mais tempo para serem vendidos, e são vendidos inteiros, ou seja, você dificilmente conseguirá se desfazer de apenas parte do imóvel. Claro que o assunto vai muito além, mas por hoje é isso. Tenha um ótimo dia!

Trechos do próximo volume da Comédia Gaúcha.

facebook.com/JornalFolhaDoSul

Direção

CNPJ. 11.381.681/0001-00 Endereço: Rua Bento Gonçalves, 49-E/ Fones: Assinaturas: (53) 3242-1020 Redação: (53) 3311-3915 jornalismo.folhadosul@gmail.com anunciosfs@gmail.com www.jornalfolhadosul.com.br Impressão Correio do Povo

Administrativa: Jônio Tavares Ferreira de Salles Neto Comercial: Leisa Soria Marketing e eventos: Fabiano Marimon Circulação: Aceguá, Bagé, Candiota, Dom Pedrito, Hulha Negra, Lavras do Sul e Pinheiro Machado

Repórter Fotográfico: Cristiano Lameira - Tiago Rolim de Moura Colunistas Colaboradores: Afonso Hamm - Dom Gílio Felício -Edgar Muza - Josias Borges - Léo Vieira - Luiz Fernando Mainardi Luís Augusto Lara - Sérgio Meth - Waldir Alves Ramos - Eurico Salis - Fernando Velloso - César Jacinto

REDAÇÃO - Editor Geral: Glauber Pereira Subeditor Geral: Felipe Valduga Chefe de Redação: Marcelo Pimenta Coordenadora Comercial: Vanessa Gon- Estagiária: Renata Lima çalves Gerente de Circulação: Daniel Guasque Comercial: Fabiana Rodrigues Diagramação comercial: Diego Almeida Revisão: Lucimar Camargo Nunes Reportagem: Gilmar de Quadros - José Diagramação: Cristiano Lameira e Vinícius Silva Higino Gonçalves - Juliana Andina - Marcos Pintos - Niela Bittencourt - Stela Vasconcellos - Marcelle Ceolin - Rochele Barbosa


EMPRESARIAL

Indicadores econômicos INDICADORES Salário Mínimo Salário Regional TJLP SELIC IGP-M

VALAR ATUALIZAÇÃO R$ 724,00 2014 R$ 868,00 2014 5% a.a. 10,5% a.a fev. 2013 + 0,29% nov. 2013

MOEDAS COMPRA Dólar Comercial 2,228 Dólar turismo (em R$) 2,130 Euro (em R$) 3,104 Pesos Ur.(em R$) 0,0971 Pesos arg.(em R$) 0,280

VENDA 2,229 2,360 3,106 0,0967 0,279

SEXTA-FEIRA

3

20 de junho de 2014

Stela Vasconcellos

Preços imobiliários Raska promove promoção apresentam desaceleração de jeans e bolsas Renata Lima

Em abril, o preço do metro quadrado dos imóveis à venda nas cidades pesquisadas, que compõem o Índice FipeZap, ficou 0,5% mais caro, com variação abaixo da inflação esperada de 0,80% pelo Boletim Focus do Banco Central. Das 16 localidades avaliadas, 15 tiveram variações abaixo da inflação esperada, com o preço dos imóveis em queda. “É a valorização mais baixa desde que o Índice FipeZap teve o seu início no ano de 2010. Todas as capitais da Região Sul tiveram quedas nominais no preço dos imóveis com valores de venda abaixo dos registrados em março”, observa o diretor da empresa especializada em negócios imobiliários MS Properties, Maurenio Stortti. Porto Alegre é a cidade que sofre a maior redução, com variação de 0,37% em fevereiro, -1,07% em março e -1,35% em abril. Das cidades pesquisadas, apenas Fortaleza teve valorização acima da inflação, registrando alta de 1,38% em relação ao mês anterior. O índice aponta uma média a partir de imóveis anunciados para venda de acordo com o relatório de metodologia da Fipe. Assim, bairros específicos podem apresentar comportamentos distintos dentro das cidades que compõem o FipeZap.

RS mais barato na Copa

Raquele apresenta coleção de calças

A Raska esta promovendo uma mega liquidação. Todos os Jeans e bolsas estão com 30% de desconto à vista, 25% de desconto para compras em 30 dias e 10% nas compras parceladas. A promoção possibilita que as clientes possam renovar

Bazar

o guarda-roupa antes do inverno acabar. A loja trabalha com todos os cartões e com cheque. As condições de pagamento são imperdíveis. As confecções Animale, Bob Store, Le Lis Blanc, Carmim e Cantão estão separadas

por tipo de peça. No setor de calçados, as marcas Arezzo e Capodarte estão em evidência, em modelos diversos de sandálias e sapatos, que podem ser combinados com diferentes tamanhos das bolsas Victor Hugo.

A pesquisa divulgada no site TripAdvisor, especializado em viagens, reservas de hotéis e aluguéis por temporada, garante que Porto Alegre é a terceira sede mais barata da Copa do Mundo de Futebol. A curiosidade desperta diversas comparações, inclusive em relação ao custo de vida. A cidade mais barata foi considerada Cuiabá, com um gasto diário total de R$ 1.024. Depois aparece São Paulo, com R$ 1.069, e em seguida, Porto Alegre, com R$ 1.088. O Rio de Janeiro foi a sede mais cara, com um total de R$ 1.529. Para calcular o preço de um jantar em cada cidade, o TripAdvisor considerou o custo de uma taça do melhor vinho da casa. Já o lanche inclui refrigerante e uma porção de batatas fritas em estabelecimentos localizados nas proximidades dos estádios dos jogos.

A empresária Raquele Vei- novidades na seção de bazar. Nes- copos, taças, aparelhos de jantar, ga enfatiza que a loja tem muitas te setor, as clientes vão encontrar faqueiros entre outras novidades.

Onde Av. Sete de Setembro, 1 248 Fones: 3240-6802 e 3241-7705 Ofertas válidas para o dia 20/06/2014 ou enquanto durarem os estoques. Imagens meramente ilustrativas.

Refrigerante Soda ou Sukita 2l

Cerveja Bavaria Pilsen* latão, 473ml

2,99

1,59

cada

CARTÃO DE CRÉDITO PERUZZO • • • •

Cadastro rápido e fácil* Até 45 dias sem juros Fatura pela internet Pagamento da fatura na loja

FAÇA AGORA O SEU.

*Sujeito à aprovação de crédito.

Amaciante Mon Bijou 2l

4,89

cada

Coxa/Sobrecoxa Carrer c/ dorso, congelada, kg

Maçã Gala kg

3,78

1,99 Cafe em Pó Melitta 500g

7,69

Açúcar Cristal Santa Isabel 5kg

6,88

Capa de Filé resfriada, kg

Pizza Sadia 460g

7,99

cada

*Beba com moderação. Conforme Código de Autorregulamentação Publicitária de 12/09/03. NÃO VENDEMOS BEBIDAS ALCOÓLICAS PARA MENORES DE 18 ANOS. (Art. 81, Estatuto da Criança e do Adolescente).

9,88


4

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

Mercado agrícola PRODUTOS

RURAL

Acompanhamento de preços recebidos pelos produtores do Rio Grande do Sul UNIDADE MÍNIMO MÉDIO Valores em reais

Arroz em Casca Feijão Milho Soja Sorgo Granífero Trigo Boi para Abate Cordeiro para Abate Suíno Tipo Carne Vaca para Abate Leite (valor líq. recebido)

50 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg Kg vivo Kg vivo Kg vivo Kg vivo Litro

33,00 90,00 22,00 62,00 18,20 32,00 4,00 3,50 2,85 3,50 0,78

MÁXIMO

35,32 125,40 23,12 64,18 19,30 33,64 4,14 4,00 2,93 3,72 0,90

37,50 180,00 28,50 66,50 21,30 35,80 4,30 4,50 3,00 3,90 1,07

29.5.2014 a 5.6.2014 Fonte: EMATER/RS-ASCAR

Agricultura Plantio de pastagens de empresarial financia inverno prossegue no Estado R$ 128 bilhões Os financiamentos concedidos para a agricultura empresarial entre julho de 2013 e abril deste ano somaram R$ 128,67 bilhões, alta de 37,8% sobre o resultado obtido no mesmo período da temporada 2012/13 (R$ 93,34 bilhões). Do total, R$ 88,95 bilhões foram destinados às modalidades de custeio e comercialização e R$ 26,30 bilhões para as de investimento. Entre as operações de custeio, destaque para o Programa de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), que aplicou R$ 8,96 bilhões, R$ 910 milhões acima dos recursos inicialmente programados (R$ 8,05 bilhões), aumento de 19,7% se comparado aos R$ 7,48 bilhões aplicados em 2012/13. Já nas modalidades de investimento, os produtores

contrataram R$ 11,18 bilhões pelo Programa de Sustentação de Investimento Rural (PSIBK), que financia a aquisição de máquinas e equipamentos, resultado 15,9% superior aos R$ 9,65 bilhões contratados na safra passada. Em relação ao crédito para armazenagem, dos R$ 4,5 bilhões disponibilizados para a agricultura empresarial, foram comprometidos R$ 3,58 bilhões. Desse total, foram R$ 654 milhões pelo PSI-Cerealistas e R$ 3,08 bilhões pelo Programa de Construção e Ampliação de Armazéns (PCA). A avaliação das contratações do crédito agrícola é atualizada mensalmente pelo Grupo de Acompanhamento do Crédito Rural, coordenado pela Secretaria de Política Agrícola (SPA/Mapa).

A semana que passou apresentou um quadro climático com a predominância de temperaturas baixas, ocorrência de geadas e chuvas bem distribuídas na maioria dos municípios do Estado. Neste contexto, em locais onde ocorreu geadas, as áreas de pastagens nativas estão mais fibrosas, perdendo qualidade e quantidade de forragem. De acordo com o Informativo Conjuntural elaborado pela Emater/RS-Ascar, mesmo com a redução da qualidade e oferta destas forragens para os rebanhos, especialmente os bovinos de corte e ovinos, em muitas propriedades estas forrageiras

nativas são a principal reserva de alimento para os rebanhos. De maneira geral, em todas as regiões as pastagens cultivadas de inverno, principalmente aveia, azevém e trevos, foram implantadas e, em alguns municípios, estão em fase de germinação e desenvolvimento inicial. Em outros locais, onde os produtores realizam a integração lavoura-pecuária, as pastagens cultivadas de inverno, estabelecidas na resteva das lavouras de soja e milho, estão apresentando bom desenvolvimento vegetativo e uniformidade. As pastagens cultivadas perenes de inverno,

como trevos e cornichão, também estão apresentando bom desenvolvimento, sendo que alguns produtores já possuem pastagens em condições de utilização no sistema de pastoreio direto. Em muitas propriedades, os criadores já iniciaram a utilização de pastagem de inverno, principalmente pastagens de aveia, que é a espécie mais precoce cultivada no solo gaúcho. Em alguns locais, o excesso de umidade nos campos afetou o desenvolvimento das pastagens cultivadas, prejudicadas também pelo intenso pisoteio dos animais.

Com o retorno do sol, foi possível avançar na implantação do trigo, chegando a 35% do total projetado para esta safra, que é de 1.153.223 hectares. Regiões importantes como Santa Rosa e Ijuí já alcançam 45%. O

plantio, de maneira geral, mesmo com o recente aumento, está atrasado em relação ao mesmo período do ano anterior, assim como em relação à média dos últimos anos. Porém, não impacta na projeção de safra até o

momento. Com a perspectiva de tempo seco e ensolarado até o fim de semana, o plantio deverá ter um ritmo mais acelerado. Dos 35% do total semeado com trigo, 33% estão em germinação e desenvolvimento vegetativo.

Culturas de inverno


RURAL

Vazio sanitário da soja: estratégia para controlar a incidência da ferrugem asiática O chamado vazio sanitário iniciou no último domingo em estados como o Mato Grosso e é um período de ausência de plantas vivas nas lavouras de culturas como a da soja e do feijão, por exemplo. No caso da oleaginosa, esse período possibilita a diminuição da incidência precoce da ferrugem asiática. Ou seja, o vazio da soja não visa eliminar a ferrugem, porém preveni-la, sendo assim uma estratégia de manejo na lavoura. O período pode ser de 60 a 90 dias e foi estabelecido considerando o tempo máximo de viabilidade da doença que é de 55 dias. Realizada desde o ano de 2006, em estados como Mato Grosso, Goiás e Tocantins, a ação teve no ano seguinte, a publicação pelo Ministério da Agricultura da Instrução Normativa Número 2, que ins-

tituía o Programa Nacional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja (PNCFS). Com essa normativa, os estados foram obrigados a criarem comitês de controle da Ferrugem Asiática da Soja, além de que as instâncias intermediárias do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa), em cada estado, deveriam elaborar um calendário de semeadura de soja, com período de pelo menos de 60 dias, sem a presença de plantas cultivadas ou voluntárias. Hoje, 12 Estados adotam o período do vazio sanitário regulamentado. São eles: Tocantins, Maranhão, Pará, Bahia, Rondônia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, São Paulo, Minas Gerais e Paraná, sendo que o produtor que não cumprir esta norma durante o período,

estará sujeito a penalidades como multas. Já o Rio Grande do Sul optou pela não realização do vazio sanitário. A justificativa está no fato de as condições climáticas não permitirem o desenvolvimento da oleaginosa, durante a entressafra. Para o presidente da Associação dos Arrozeiros de Bagé, Ricardo Zago, essa forma de controle é eficaz no controle da praga, evitando que os produtores façam diversas aplicações de fungicidas, o que elevaria ainda mais os custos da lavoura. Zago alerta que mesmo que na região Sul as baixas temperaturas e a geada possam eliminar o surgimento do fungo, sempre é cauteloso que os produtores fiquem atentos e façam o controle na propriedade, eliminando as plantas vivas nas lavouras.

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

5


6

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

REGIÃO

Pinheiro Machado assina convênio do Programa Estradas em Desenvolvimento O município de Pinheiro Machado, assinou recentem e n te com o governo d o Estado adesão ao Programa Estradas em Desenvolvimento, da Secretaria Estadual de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano.

A solenidade contou com a presença do deputado Luís Augusto Lara. O convênio prevê a utilização pelo município de 800 horas/máquina para recuperação de estradas vicinais, alcançando um valor de R$

159,6 mil em serviços, através de licitação realizada pelo governo estadual. Em contrapartida, o município disponibilizará dois caminhões, um rolo compactador e uma retroescavadeira para realização destes serviços.

Nova rodada de negociações deve ser marcada

Encontro entre sindicatos e Marfrig termina sem acordo Representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Industrias de Alimentação de Alegrete, Bagé e São Gabriel participaram no último dia 18 de uma nova rodada de negociações com o Marfrig Group visando ao dissídio coletivo dos empregados nos três municípios. Entretanto, o terceiro encontro entre as partes não apresentou uma proposta de acordo com o interesse dos trabalhadores. De acordo com o presidente do STIA/Bagé, Luiz Carlos Cabral, houve alguns avanços em relação às reuniões anterio-

res, mas muitas questões ainda ficaram em aberto para um novo encontro. Entre eles o percentual de reajuste dos trabalhadores e a definição sobre o Piso Normativo da categoria. “Devemos agendar uma nova reunião em breve entre os sindicatos e o Marfrig para tentar chegar a um acordo, em especial referente aos índices de cláusulas sociais e econômicas que venham em benefício dos trabalhadores”, ressalta Cabral. A empresa deve apresentar uma contraproposta às reivindicações apresentadas pelos sindicatos.

AVISO DE EDITAL PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ O Município de Bagé/RS torna pública a licitação: PREGÃO PRESENCIAL 028/2014 - Contratação de Empresa para a Prestação de Serviços de Auxiliar de Segurança Privada no Município. Abertura dos envelopes no dia 03 de julho de 2014, às 9:30h. Edital disponível no site www.bage.rs.gov.br . Informações: (53) 3240 5005, das 8:30h às 14h.

Ministério da Educação

AVISO DE LICITAÇÕES Pregão Eletrônico nº 012/2014 PREGÃO ELETRÔNICO, DO TIPO MENOR PREÇO, PARA REGISTRO DE PREÇOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAL DE CONSUMO: ÁGUA MINERAL, DESTINADOS À UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA – REITORIA E OS DEZ CAMPI Abertura das propostas: 07/07/2014, às 09h. Entrega das propostas: a partir de 17/06/2014, às 08h. Local: www.comprasnet.gov.br. O edital encontra-se disponível nos sítios www.comprasnet.gov.br e http://www6.unipampa.edu.br/licitacoes/.


SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

7


8

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

POLÍTICA Felipe Valduga

Sancionado piso salarial para agentes CPIs devem ter relatórios de saúde concluídos até metade de julho comunitários Os agentes comunitários de de 2015, o piso seria reajustado

Presidente do Legislativo confirma pretensão de levar votação para abertura de processante ao plenário ainda este mês

Suélen Delabari - Especial/FS

Reuniões ocorrem às segundas e quintas-feiras

Os últimos dias têm sido intensos para os componentes das Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) instauradas na Câmara de Bagé. As investigações que apuram irregularidades no Parque do Gaúcho e na folha de pagamento da prefeitura são focadas, neste momento, na realização de oitivas. E, de acordo com o presidente do Legislativo,

Uílson Morais (PMDB), trata-se do último passo para dar início à elaboração dos relatórios das averiguações. Presidente da CPI do Parque e relator da comissão da Folha, o peemedebista, inclusive, adianta que a ideia é concluir ambos os relatórios até 15 de julho. “Na próxima semana mesmo, devemos ouvir os depoimentos restantes da CPI

da Folha, que não se apresentaram até agora, e, então, já poderemos dar início ao relatório”, estima. Vale lembrar que na quintafeira não ocorreu a reunião da Comissão do Parque, em função do feriado instituído no Legislativo. Nem mesmo a sessão ordinária ocorreu. Com o “mini recesso”, as tratativas voltam ao Legislativo, de fato, na segunda-feira próxima.

É quase que evidente que, desde o início das investigações, uma das intenções verificadas nos vereadores, principalmente dos de oposição, é de utilizar o resultado destas investigações para a abertura de uma Comissão Processante no Legislativo. Claro que, para isto, a ideia

terá que ser aprovada por dois terços dos vereadores. Doze para ser mais exato – em caso de número quebrado soma-se mais um. E é exatamente aí que reside um impasse. A oposição conta, na atualidade, com nove votos – três a menos que o necessário. Em manifestações na tribuna,

parlamentares tentam sensibilizar situacionistas lembrando que ninguém deve apoiar ações irregulares, mesmo sendo da mesma sigla. Morais, à coluna, argumenta que existe, de fato, a pretensão de que tal votação ocorra já nos próximos dias. “Este mês ainda devemos botar em votação”, antecipa.

Polêmica

Ecoarte será declarada de utilidade pública O projeto de Lei (047/14) que prevê a declaração da Associação de Defesa da Ecologia Ampla e da Arte (Ecoarte) como de utilidade pública será votado

na sessão de ordinária da próxima segunda-feira. A matéria passou em segunda discussão no último encontro, dia 16, e conforme o cronograma

previsto, irá ao plenário para ser votada. Vale lembrar que como a proposta é assinada pelos 17 parlamentares do Legislativo, deverá ser aprovada por unanimidade.

saúde têm direito, desde quartafeira, a piso salarial de R$ 1.014 em todo o país. Ao sancionar a medida, a presidente Dilma Rousseff vetou dispositivos que tratavam do reajuste do valor, da organização das carreiras e de incentivo da União para fortalecimento das áreas de atuação desses profissionais. O novo piso foi aprovado em maio pelo Senado com parte das mudanças feitas pela Câmara dos Deputados ao projeto original do ex-senador Rodolpho Tourinho. A lei decorrente da sanção (12.994/2014) garante o valor mínimo de R$ 1.014 a todos os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, vinculados à União, aos estados e aos municípios, que cumpram jornada de 40 horas semanais. Um dos pontos mais debatidos pelos senadores, no entanto, permanece indefinido: o critério de atualização do piso. De acordo com o texto da Câmara, a partir

pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), mais a variação do PIB de dois anos antes, mesma sistemática aplicada ao salário mínimo. Os senadores, porém, derrubaram essa regra e definiram que os reajustes seriam estabelecidos por decreto do Executivo - o que acabou vetado por Dilma sob alegação de afronta à Constituição. De acordo com a lei, a União deverá prestar assistência financeira complementar aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios, para cumprimento do piso. O estabelecimento de um prazo de doze meses para a elaboração, nos estados e municípios, de planos de carreira específicos para as carreiras dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias foi vetado. Segundo Dilma, “obrigar outros entes federativos a elaborarem planos de carreiras, inclusive com estipulação de prazo, viola o princípio da separação dos poderes”.

Nova pesquisa mostra necessidade de segundo turno nas eleições para presidente Pesquisa da CNI/Ibope, divulgada ontem, apresentou uma perspectiva de eleições apertadas no pleito para presidente deste ano. A análise demonstrou Dilma Rousseff (PT) com 39% dos votos, o candidato do PSDB, Aécio Neves, com 21%, e o pré-candidato do PSB, Eduardo Campos, com 10%. Os demais concorrentes, pastor Everaldo (PSC) ficou 3% das intenções de voto. Magno Malta (PR) teve 2% e José Maria (PSTU) 1%. Brancos e nulos

atingiram 13% e indecisos 8%. Com a análise, seria necessário a realização de segundo turno. O estudo ocorreu entre os dias 13 e 15 de junho, e entrevistou 2.002 pessoas em 142 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa ainda apontou que Dilma venceria a disputa em segundo turno. Contra Aécio, o percentual de votos da petista seria 43% contra 30% do tucano. Brancos e nulos somaram 19% e indecisos 8%.


POLÍTICA Estudo deve determinar viabilidade do transporte

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

9

Edgar Abip Muza Muza Visão Geral

Vereador pedritense quer linha de ônibus para Caxias do Sul Unanimidade é burra:

O vereador de Dom Pedrito, Douglas Peralta (PSDB), protocolou, neste mês, um requerimento no Legislativo Municipal, solicitando ao Departamento Autônomo de Estradas e Rodagens (Daer) um oestudo de viabilidade a respeito ldas linhas de ônibus que ligam a região da Campanha e o município sde Caxias do Sul. Segundo ele, quase que diariamente, familiares de pedritenses -que na atualidade moram em Caxias, eprocuram o gabinete do parlamentar questionando os atuais itinerários. eEle argumenta, no requerimento, que -Dom Pedrito e Caxias do Sul têm uma ligação forte, contabilizando auma média superior a cinco mil pedritenses, hoje, trabalhando na cidade do Norte gaúcho. s “Encaminhei o requerimento oao Daer, para literalmente facilitar o transporte das pessoas que se valem dessa rota, sejam para trabalho, con-tatos pessoais e também familiares. ,No requerimento que encaminhei, e o A partir do dia 1° de julho de 2014, não será permitida a veiculae ção de propaganda partidária gratuiata e de nenhum tipo de propaganda política paga no rádio e na televisão. A norma, prevista no Calendário Eleitoral e na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97), proíbe ainda que as emissoras transmitam, em sua programação normal e nos noticiários, imagens de realização de pesquisa

Divulgação/FS

Douglas Peralta busca avaliar demanda existente

propus ao Daer um estudo de viabilidade, legal e administrativamente, para ver se terá demanda para o transporte e se realmente será efetivo. Vejo como bons olhos essa linha,

assim como temos para Porto Alegre direto, também passando por Bagé, pode ser para Caxias do Sul. Dom Pedrito vai ganhar, caso a linha seja instituída”, argumenta o parlamentar.

Propaganda partidária será proibida no próximo mês ou qualquer tipo de consulta popular de natureza eleitoral em que seja possível identificar o entrevistado ou que haja manipulação de dados. A partir dessa data, as emissoras também não poderão dar tratamento privilegiado a candidato, partido político ou coligação, bem como veicular ou divulgar filmes, novelas, minisséries ou qualquer outro programa com alusão ou crí-

tica a candidato ou partido político, mesmo que dissimuladamente – exceto em programas jornalísticos ou debates políticos. A lei veda ainda a divulgação de nome de programa que se refira a candidato escolhido em convenção, ainda quando preexistente, inclusive se coincidente com o nome de candidato ou com a variação nominal por ele adotada.

Nelson Rodrigues

Mais uma vez lembro do grande jornalista, para comentar fatos do momento. Temos visto de tudo pelo mundo afora. Temos visto de tudo pelo Brasil. Não excluo nada por ser menos importante. Às vezes as coisas com aparência de pouca importância, acabam sendo importantes. Considero o termo unanimidade, taxada de burra, semelhante a generalização que também o é. Generalizar tem a intenção de denegrir uma classe. Por exemplo: afirmar que os políticos são corruptos, não espelha a realidade. Não é justo. Alguns são corruptos. Talvez, não sei, a maioria. Mas todos não. E isso acontece com quase todas as classes sociais. Pois bem, em minha profissão convivo com grande parte da sociedade. Sociedade não é só a alta. Todos nos fazemos parte de uma sociedade. Como estamos em plena Copa do Mundo tenho lido e escutado um monte de bobagens. Nem todos acompanham noticiários. Alguns não estão nem aí para fatos políticos. É um direito que devemos respeitar, embora isso sirva para alienar o cidadão. E é neste ponto que gostaria de trocar ideia com os leitores. O que tenho observado é uma tentativa de aproveitamento do resultado de campo em benefício de uma campanha, já que estamos em período eleitoral. Como todos sabem, fui contra (grande coisa!) a realização do Mundial no Brasil. Fundamentei em algo que passa desapercebido do grande público: o contrato monstro que beneficia apenas um lado: A FIFA. Primeiro porque nem todos os brasileiros teriam condições de assistir no campo, os jogos realizados. O trabalhador não tem dinheiro para pagar o ingresso. Segundo, fosse realizada no Brasil ou qualquer outro país, quem tem televisor, a grande maioria do povo brasileiro, assistiria de qualquer maneira sem sair de casa. As exigências da FIFA, que é promotora do espetáculo, são draconianas. Os investimentos brasileiros na infraestrutura, parte deles, ficariam para uso do povo. Mas as arenas, construídas em Estados que não tem futebol atrativo, seriam verdadeiros elefantes brancos. Além do mais, o que escrevi sete anos atrás, está se confirmando. A corrupção campeia. O orçamento calculado na época foi superfaturado e três vezes maior. Quando dona Dilma foi vaiada, junto ao Blatter (presidente da FIFA), na Copa das Confederações, onde o Brasil saiu campeão grande parte da população começou a se inteirar dos acontecimentos. A partir daí, a equipe de governo e seus marqueteiros passaram a avaliar se na abertura da Copa a presidente iria discursar. Não queriam arriscar outra vaia em período eleitoral. E isso fez parte do noticiário nacional durante mais de mês. Acabou prevalecendo o “não deve discursar”. Mas levou, não por isso, uma vaia imensa. Sua simples presença já foi motivo para a vaia. Até aí, tudo bem é democracia. Não foi a primeira e nem será a última. Vaia sim, ofensas não. Acontece que tem gente que não pode ver um microfone ao alcance que “solta o verbo”. E aí começou o Febeapá (Festival de Besteira que assola o país), criação do jornalista Sergio Porto. O Lula interpretou de uma maneira. A maneira Lula. Gilberto Carvalho interpretou de outra. Vamos a ambas. O que disse o Lula? Leiam: ”Lula afirmou que as vaias vieram da elite de brancos que compareceu ao Estádio. Podiam examinar sua mãos que não tinham calo”. Não era do povo trabalhador. Já o Gilberto Carvalho, contrariando seu ídolo, afirmou o seguinte: “me permitam, pessoal, no Itaquerão não tinha só elite branca, não. Não fui para o jogo, mas estive ao lado [do Itaquerão], numa escola (…), fui e voltei de metrô. Não tinha só elite no metrô. Tinha muito moleque gritando palavrão dentro do metrô que não tinha nada a ver com elite branca”.

Voltei

Confirmou-se o que já sabíamos. O espetáculo não foi organizado para pobres. O espetáculo foi organizado visando a próxima eleição. Não só apostando que o Brasil será campeão, como o resultado positivo dentro de campo deixará seus dividendos eleitorais e no caso de alguns poucos, financeiros. Porque gastar o que gastaram deve ter enchido o bolso de muitos “parceiros”. Pelas declarações acima, os próprios dirigentes do PR continuam “batendo cabeça”. Cada um diz uma coisa. Porém, o movimento “volta Lula” está em grande efervescência. Concordam ou não?


10

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

GERAL

Guerra do Paraguai é tema de seminário na Urcamp Fotos: Tiago Rolim de Moura

Um seminário promovido pelo Museu Dom Diogo de Souza reuniu, no teatrinho da Universidade da Região da Campanha, na noite da última quarta-feira, um público interessado em saber mais sobre o documentário gravado no município de Aceguá sobre a Guerra do Paraguai. O diretor do documentário, Matheus Ruas, falou sobre o que buscou contar sobre a história. Curiosidades e passagens que não estão nos livros escolares. Ele destacou, por exemplo, que a guerra é contada de diferentes formas, em cada um dos países envolvidos. Mas que se engana quem acredita que, de fato, o Brasil é o vilão da história, papel que atribiui a Argentina (aliada do Brasil na guerra). A falta de interesses em comum é uma das característi-

cas dessa guerra, que se difere de outras. Ruas explica que a Argentina queria expandir seu território e o Paraguai estava nessa lista. “Foi o Brasil quem freou isso”, comenta, ao lembrar que, na verdade, o Paraguai pode agradecer ao Brasil o fato de ter se reerguido. Para se ter uma ideia, o Brasil nunca cobrou do Paraguai, por exemplo, a dívida de guerra. “Então, podemos dizer que o Brasil até foi bonzinho”, brinca. Uma das passagens mais marcantes e mais lembradas da Guerra do Paraguai é a batalha em que o exército brasileiro mata crianças, velhos e mulheres. “Mas quem é o mais culpado: quem mata ou quem coloca crianças para defender um país”, pondera, ao comentar que esse é um dos debates mais interessantes do

documentário que deverá ser concluído até o final do ano. O produtor Flávio Cantão também participou do debate e, sobre a passagem, diz que o exército brasileiro, após o término da batalha, ficou apavorado diante da cena. “Eu não tenho uma opinião formada sobre isso, se soldados, durante a guerra, deveriam recusar diante das crianças. Isso é um debate interessante”, comenta o diretor, lembrando que o Paraguai, nesse momento, já deveria ter percebido que havia perdido a guerra. Aliás, no documentário ele propõe a mudança da data que a História considera como fim da Guerra do Paraguai. De fato, teria ocorrido um ano antes do 1º de março de 1870. Deveria ser considerado como 1º de

janeiro de 1869, quando uma ção. “Quando o inimigo toma bandeira do Brasil é colocada o território, é o fim da guerna capital paraguaia, Assump- ra”, justifica.

O diretor comenta outra passagem que mostrou a participação e inteligência do povo gaúcho para defender suas terras. “O povo daqui é diferenciado. As tropas eram de veteranos. Homens que foram criados o trabalho no campo e para guerrear”, diz. Enquanto esses estavam em guerra, mulheres, idosos e crianças estavam nas cidades – o Rio Grande do Sul contou com 18 mil homens na

Guerra do Paraguai (o maior contingente). Quando os paraguaios invadiram a cidade gaúcha de São Borja, todos fugiram. Os soldados paraguaios já não contavam com mantimentos. Cientes disso, os gaúchos deixaram seus alimentos nas residências e envenenaram tudo. Como consequência, os soldados adoeceram e, assim, foram facilmente dominados pelo exército brasileiro, quando

esse chegou ao local. Outra passagem interessante é quanto ao presidente do Paraguai, Solano Lopes. Psicólogos fazem uma análise da personalidade do homem que queria defender sua terra e que foi até as últimas consequências para manter a guerra. No Paraguai, Solano Lopes é considerado herói. A escolha pela Guerra do Paraguai ocorreu dentre outras duas opções da-

das ao History Channel. Ruas queria falar sobre a história do gaúcho Getúlio Vargas e os 60 anos de sua morte, também sobre o Barão de Mauá, outro gaúcho. O canal foi atraído pelo fato que, em 2014, o início da Guerra completa 150 anos. Além disso, considera a Guerra do Paraguai como um marco, levando em consideração que fortaleceu o Exército brasileiro, já que anos mais

Bravura gaúcha

Evento buscou esclarecer dúvidas sobre História

tarde, grandes nomes militates foram responsáveis pela proclamação da República – Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto. Além disso, o diretor defende que conhecer a história é importante. O documentário tem como público alvo jovens de 13 a 15 anos. Estudantes que, para ele, ainda poderão mudar o Brasil. “Conhecer a História é não repetir os erros do passado”, argumentou.


GERAL

Livro aborda em artigo como I Guerra Mundial foi vista pelos jornais de Bagé

Reprodução/FS

Ao completar cem anos do primeiro grande conflito mundial da humanidade, é tempo de analisar como a 1ª Guerra Mundial repercutiu no Brasil. Essa é a proposta principal do livro do Círculo de Pesquisas Literárias (Cipel) que lança a obra “1ª Guerra Mundial – Reflexos no Brasil”. Nesta coletânea de artigos, há um texto escrito pelo desembargador bageense José Carlos Teixeira Giorgis que analisa como a Guerra Mundial foi observada pela imprensa local; no caso os jornais “O Dever e o Correio do Sul”. Giorgis relata que o convite para participar da obra surgiu a partir das diversas palestras históricas que o Memorial do Judiciário do RS (em que é diretor) promoveu nestes últimos cinco anos, aliadas ao ingresso no Instituto Histórico e Academia Militar de História, fatos que proporcionaram novas e ricas amizades, como frisa Juca Giorgis: “entre elas com os professores Hilda e Moacir Flores, que me introduziram na cooperativa de escritores e pesquisadores (CIPEL), que editam uma ou duas vezes por ano livros sobre determinado assunto relevante e atual”, conta.

Memória de Bagé

O pesquisador comenta que sempre tanto nos artigos semanais como em textos mais longos, voltase para assuntos relacionados com Bagé. Ação que é entendida como um comprometimento pessoal com a memória da cidade. “Nesse caso, como já fiz em relação à Revolução Russa de 1917, quis seguir a trilha aberta pelo Cláudio Lemieszek quando analisou a conduta do “Correio do Sul” e de “O Dever “em relação à Revolução de 1923, pois os dois jornais são fontes inesgotáveis sobre os grandes acontecimentos. Aliás daqui há cinquenta anos, seguramente, os pesquisadores estarão debruçados na “Folha do Sul” e no “Minuano” para entender determinados fatos”, comenta. Giorgis ressalta: “certa vez eu disse ao Gilmar de Quadros que

Posicionamento da imprensa Juca Giorgis destaca que quanto às notícias em si, com pequenas diferenças de estilo, os periódicos quase transcreviam o mesmo, pois elas vinham das agências telegráficas, que eram novidades. O público, inclusive, ia às portas dos jornais, inteirar-se das últimas, devido à falta do rádio e da televisão. Por serem do período da imprensa partidária, tanto o Dever, quanto o Correio do Sul tinham posições ideológicas opostas. Assim como muitos autoArquivo/FS

Giorgis: pesquisa nos jornais “O Dever e Correio do Sul” mostra como imprensa local abordou a guerra

Obra é uma coletânea de artigos que analisam repercussão do conflito no Brasil

ele talvez não tivesse ideia da importância das colunas dele para o futuro em examinar rotinas, nomes e eventos que ajudam a reconstruir toda uma época. O jornal é a grande expressão e testemunho dos tempos passados. Então, usando o método do Cláudio, selecionei um rico material recolhido por um estimado jornalista amigo sobre a Primeira Guerra aqui. Os historiadores locais já buscam estas fontes e cada vez mais as selecionarão à míngua de outros dados”, aponta.

res já difundiram, um era maragato outro positivista/castilhista/borgista, portanto em determinados momentos, segundo Giorgis, transparece críticas a Borges ou elogios à conduta dele, principalmente nos combativos artigos de Fanfa Ribas e Adolfo Luiz Dupont, “dois editorialistas que não ficavam nas minudências, mas brandiam espadas furiosas um contra o outro, embora, ao que se diga, eram amigos que se encontravam seguido para saborear um vermû no bar do

Hotel do Comércio... Todavia, em relação à guerra em si, foi importante a movimentação das entidades das etnias, como a espanhola, portuguesa e italiana que muito ajudaram a Cruz Vermelha em angariar recursos para seus compatriotas. Também de relevo que nesta época incendiou o Theatro 28 de Setembro, cuja importância histórica é notável para Bagé, local em que cantou Enrico Caruso, por vários dias”,salienta o desembargador.

Perguntado sobre os próximos projetos de pesquisa, Juca Giorgis frisa que os amigos sabem que ele é compulsivo nas pesquisas e na imaginação, mas ruim de transpiração. Assim, acumulam-se em um setor de seu apartamento, pesquisas e levantamentos sobre temas que o interessam. “Sem modéstia digo: ali há vários livros jurídicos e históricos à espera de que os digite. Mas há vida lá fora me esperando...Ou: ainda há, cada vez menos vida...Terminado meu Mestrado temporão agora no meio do ano, vou insistir comigo em algo jurídico e histórico. Neste último objetivo desenvolver a presença de Caxias em Bagé durante a Revolução Farroupilha, trabalho já iniciado e inspirado em outro mais amplo, mas em todo o Rio Grande, de meu primo Luiz Ernani Caminha Giorgis. E

também algo sobre Silveira Martins, examinado facetas peculiares da vida do grande político e tribuno (controvérsia sobre o local de nascimento; vida maçônica, como magistrado e advogado; e talvez com respeito à escravidão). Por falar em maçonaria, há muito devo aos irmãos de fraternidade publicar (aumentada)a palestra feita no centenário de minha loja Amizade sobre ela e as oficinas bajeenses, hoje já numerosas”, relata o desembargador que é apaixonado por história e pesquisas que também reitera que a pesquisa sobre a 1ª Guerra será ampliada em uma obra própria com o título do artigo que está publicado na coletânea “A grande guerra na imprensa de Bagé”. O livro “1ª Guerra Mundial – Reflexos no Brasil”, já se encontra à venda na livraria LEB.

Próximos projetos

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

11


12

SEXTA-FEIRA

SOCIAL

20 de junho de 2014

“De todos os prazeres, nenhum se compara com aquele que resulta da prática do Bem” MP

Telefonema do Céu

D

ia desses, em meio à correria do trabalho, meu telefone toca. Estava tão concentrado debruçado sobre um texto que pensei em não atender – como sempre faço, inclusive, quando preciso entrar na frequência da concentração. A chamada era desconhecida. Não atendi mesmo. Tocou de novo. Aí algo dentro de mim silenciou, parei e senti como se meu anjo da guarda soprasse ao ouvido: “atende porque vais ganhar teu dia, tua semana, tua vida...” Atendi. Do outro lado da linha, com a voz embargada, uma mulher apresentou-se como a mãe de Luan e Luana, as duas crianças que partiram naquele acidente que ocorreu há poucas semanas... Minha nossa, dei um pulo. Depois de apresentar-se, essa mãe começou a falar coisas que me calaram fundo... Lições que me inspirariam a voltar a escrever sobre o delicado tema. Imaginem que se trata de uma família veementemente Daniela Bastos, Josiane Brasil, Elisa Coradini, Dirlene evangélica – crentes fervorosos mesmo. E como todos sabem, Caminha, Cilene Bueno, Cica Ferreira, Miriam Kummer sigo uma linha espiritualista sustentada pelos antigos preceitos e Lissandra Simões trajaram modelitos Nory Boutique socráticos, ou seja, acredito em reencarnação, acredito em vida em desfile durante o Miss Dom Pedrito após a morte, acredito em Ação e Reação, em fim, acredito que A vice-prefeita no hoje somos o reflexo do ontem. “Não te conhecemos, mas de Dom Pedrito, queremos te dizer que com teu texto consolaste um pai e uma Adriana Lara, junto mãe que vivem a dor de perder dois filhos”, disse ela. Nesse a miss teen Erika momento o céu se abriu e senti algo lindo pairar na minha Menuzzi e a senhorita Dom Pedrito atmosfera mental. Mesmo tendo linhas contemplativas tão Isadora Bueno em distintas e vivendo num tempo onde radicais se digladiam em evento assinado pelo nome da religião, só podemos concluir que, diante de Deus, colunista Sidney somos todos seus filhos, independente de seguir essa ou aquela Castilhos e pelo crença. Temos mais é que estender a mão mesmo, isolando os missólogo Gabriel Castilhos. Em julho, credos como fez o Bom Samaritano com aquele pobre homem Gabriel desembarca à caminho de Jericó... na cidade para Depois, foi a vez do pai assumir a linha. Com a voz baixa, organizar o Miss quase inaudível, ele disse que a partir do momento que ambos Bagé, com chancela Nory Boutique leram o texto, meu nome estaria para sempre na lista de orações da igreja deles. Nesse mesmo dia eu estava um pouco triste, vivendo as angústias das minhas próprias incertezas. Fui literalmente reerguido pela notícia que receberei todos os dias os bálsamos da oração de pessoas que nem me conhecem pessoalmente. Poxa, isso sim é caridade. Depois, agradeceu por eu não tê-los julgado como tantos fizeram. Ele se referia ao uso do cinto e das cadeirinhas especiais para crianças. Disse ao pai que não cabe a mim e nem a ninguém julgá-los, mas que o acidente servira como exemplo prático para tantos pais que procedem da mesma forma. Ponto. Repeti a ele uma frase de Platão que diz ser “o verdadeiro sábio aquele que aprende com a experiência do outro”. Assim que desliguei o telefone fui ao pátio, olhei para o céu azul e agradeci a Deus por ter tido uma boa oportunidade de ser útil. Prometi que a partir daquele As Gomes: Fernanda, Dione (atemporal) dia vou atender o telefone mesmo estando no maior grau de e Fernanda na torcida pelo Brasil no jogo concentração. Vá que seja do céu novamente... contra a seleção mexicana


SOCIAL

Setentinhas nas quadras Super bacana foi a homenagem que o Departamento de Tênis do Cantegril prestou aos tenistas com mais de 70 anos durante almoço em 15 de junho. Na lista de atletas setentinhas estiveram Auro Acevedo, Daniel Marques, Carlos Bosco Araújo, Carlos Médici, Victor Brussius, Carlinhos Peduzzi, Teófilo Collares, Luís Carlos Xavier, Joaquim Barbosa, Manoel Piragibe Teixeira, Pedro Dirceu dos Santos e Roberto Cachapuz. Durante o evento também aconteceu a entrega das Premiações da disputa do Torneio Roland Arroz/Chalet Agropecuária, que integrou a 2ª Etapa do Circuito Bageense de Tênis, realizado entre os dias 6 e 8 de junho.

As dentistas Claúdia Hartwig, Tanani Carvalho, Márcia Infantini, Beatriz Dias, Ana Claúdia Habecost, Ana Claúdia Rochinhas e Rosângela Reis na sede da Associação Brasileira de Odontologia Regional Bagé

Celi dos Santos entregando homenagem ao marido, Pedro Dirceu, durante evento promovido pelo Departamento de Tênis do Cantegril Clube

Luís Duarte, Bóris Delabary, Heitor Birnfeld, Pedro Orabe, Paulo Prates, Virgilio Zanella, Mário Bezerra, Adilson Rodrigues e Renato Salim durante o 2º Simpósio de Câncer Oral da Região da Campanha

Flash News · A locomotiva social do high porto-alegrense, Vitor Raskim, envia convite para dois eventos de alto quilate na joalheria SARA (leia-se Moinhos Shopping). O primeiro, hoje, lança a coleção “Mata Atlântica”, com peças que expressam só brasilidade. O segundo rola amanhã, quando a Hublot apresentar os lançamentos assinados por seus designers suíços. STOP! A Hublot é parceira da FIFA na cronometragem dos jogos da Copa do Mundo. · Da Associação Rural, chega outro convite, esse para a coletiva de imprensa que apresentará o 1º Simpósio Produção de Soja na Região da Campanha – evento idealizado pela diretoria da Rural integrando a 58ª Etapa do Fórum Permanente do Agronegócio. O evento acontece na próxima terça, 24, em parceria com o Sistema Farsul. · Logo mais, todos os caminhos levam ao Obino Hotel para mais uma edição das Noites de Boteco. Seguindo a linha “seu ouvido agradece”, Tony Conrad sobe ao palco com o pop rock que conquistou os botequeiros. No comando da picape, ele, o Dj que é a cara do Mercado Café, Murilo Dotto. · Ontem, Lúcia Segredo Blanco recebeu amigas e clientes para a hora do chá. Na ocasião, a empresária apresentou as últimas novidades em décor que chegaram a sua Mimos y Regalos. · Na casa de Aninha e Kiwal Parera acontece, amanhã, o chá de fralda de mais um netinho deles: Paulo Antônio Bandeira Parera, filho de Roberta e Paulinho Parera. · Em setembro, um dos maiores pintores realistas da atualidade desembarca em Bagé. Ernesto Frederico Scheffel reside em Florença e chega à Rainha da Fronteira a convite da sua amiga Martha Barbosa Corrêa. Martinha é uma das poucas privilegiadas que tem a honra de ter um retrato seu assinado pelo artista brasileiro radicado na Itália.

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

13


QUINTA-FEIRA

20 de junho de 2014

ENTRETENIMENTO

ANIVERSÁRIOS

HORÓSCOPO - Alcides Cantarelli - Aline Chaves Lopes - Eduardo Rodrigues - Matheus Costa Cardoso - Felipe Colares - Elsa Mota - Ben Hur Munhoz O Espetacular HomemAranha 2 - A Ameaça de Electro

15h 20h30min

17h45min

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

© Revistas COQUETEL

Machado de Assis, escritor "imortal"

É feita pela modelo em frente à câmera Item informado no convite de uma festa

(?) peito, ordem para ir embora (gíria)

Osso desgastado em corredores

Autor (abrev.)

Planta utillizada na alimentação do gado

Status da nobreza feudal

Urna, em inglês

Sinal que delimita citações

Ninharia Enfeite do centro de mesas

Autor (abrev.)

bem a

(?) Gillan, vocalista do Deep Purple

A Lua entra em sua fase Minguante noAnimal signo por de Peixes, indicando um momento de caçado restrição cães em suas finanças. Não se envolva emgalgos novos investimentos hoje e nos próximos dias. Esta Tudo, fase é passageira em inglês e em seguida ela aponta para o crescimento e expansão financeiras. Insano (pop.)

(?) peito, ordem para ir embora (gíria)

Andar; caminhar Desprezados (bras.)

1º 87.930 2º 21.685 3º 12.575 Ninharia 4ºEnfeite 93.090 do de 5º centro 43.701

(abrev.)

LOTOFÁCIL Nº 1070 Status da nobreza 10 11 feudal

Urna, em inglês

BANCO

13 27 61 68 74 77 95 99

QUINA

Aquelas mulheres Que alívio!

O "non02 06 13 26 53 60

(?) School, estilo de Nº 1461 Bart e tatuagem Lisa, em (ing.) 01 02 06 08 relação ao seriado 17 21 22 23 "Os Simpsons" (TV) 34 44 50 57

stop" não tem escalas

3516 Antoni 05 44 53 67 Do-(?), 77

Gaudí, técnica de pressão arquiteto digital catalão DUPLA-SENA

Forma de venda da torta

Nº 1290 Primeiro sorteio 02 22 25 26 34 40 Segundo sorteio 16 24 31 32 35 41

Aquelas mulheres A S P A S

Do-(?), técnica de pressão digital

L E B R E

Forma de venda da torta

69

P O S E

(?) School, estilo de Bart e tatuagem Lisa, em (ing.) relação ao seriado "Os Simpsons" (TV)

2/in. 3/all — old — pro — urn. 6/alfafa — patela. 8/bagatela. 12/cereja do bolo.

BANCO

Antoni Gaudí, arquiteto catalão

O "nonstop" não tem escalas

69

Solução

Que alívio! Planta utillizada na alimentação do gado

Sinal que delimita citações

04 09 12 13 16 18 19 20 21 22 23 24 25

mesas

LOTOMANIA

Osso desgastado em corredores

A Lua entra em suaPedro faseBial, Minguante em seu signo e sua energiaapresentavital pode ser derrubada. dor denada, TV Não é hora de começar espere alguns dias. O demomento pede descanso e dimiAnimal nuição cargade ritmos. Se isso não for feito, sua saúde pode ressentir pela baixa energética. Doutora

MEGA-SENA Nº 1609

Região com nove estados (BR)

(?) bono: para o bem do povo (latim)

(?) marinhas: são protegidas pelo Tamar

Machado de Assis, escritor "imortal"

A Lua entra em sua fase Minguante no signo de Peixes e pede que você pare e reflita com mais profundidade em seus relacionamentos, tanto os pessoais quanto os profissionais. O Molusco envolve preparação para uma nova momento desprovido fase que começa em alguns dias. de concha

(?) bono: para o bem do povo (latim)

Animal de carga Doutora (abrev.)

Feitio da antiga lira (Mús.)

tomadas anteriormente. O momento envolve a preparação para uma fase mais voltada a novos inícios, portanto, não comece nada agora.

Região Feitio da 18/06/14 com nove FEDERAL antiga lira estados (Mús.) (BR)

Pedro Bial, apresentador de TV Molusco desprovido de concha

ras. O momento pede reavaliação de metas. Um ótimo aspecto entre ela, Saturno e Júpiter promete crescimento.

crianças Equivale a um período universitário

(?) Gillan, vocalista do Deep Purple

Tudo, em inglês Insano (pop.) Andar; caminhar Desprezados (bras.)

(?) investigativo: área Num (?) e fechar de Medicina (?): auxilia É feita pela modelo em frente à câmera na identificação da Título de em que olhos: rapidamente atuou Tim "causa mortis" Item informado no Alvo de campanhas Salomão, convite de uma festa Dois ingredientes da em Israel Lopes de bancos de sangue cerveja A Lua minguante em Peixes, signo compatível A Lua entra em sua fase Minguante em Peitoquepede que você pare para rever projetos aoO seu, xes e você fica ainda mais fechado e calado. final que envolvam pessoas e empresas estrangei- É hora de rever conceitos e atitudes que foram (pop.)

Lua Minguante em Peixes faz com que você se volte mais para si mesmo, trazendo mudanças emocionais e transformações em sua vida. O momento pede que você pare e reflita. Um Diâmetro Antigo ótimo Júpiter, Saturno e Lua pro(símbolo) castigoaspecto entre mete bons acordos de negócios. aplicado a Queira

(?) marinhas: são protegidas pelo Tamar

Diâmetro (símbolo) Queira bem a

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Soldados do exército romano (Ant.)

Animal caçado por cães galgos Antigo castigo aplicado a crianças Equivale a um período universitário

A Lua entra em sua fase Minguante no signo de Peixes e você vai preferir ficar na sua entre os seus, de preferência em sua casa. Não é hora de começar nada, especialmente uma reforma ou concretizar a compra de um imóvel. Fase mais voltada para as emoções © Revistas COQUETEL

A B O L R I O I C R I A A L D N E P M U A E S T N E T E L E L A I A T I G E N

Soldados do exército romano (Ant.)

Num (?) e fechar de olhos: rapidamente Alvo de campanhas de bancos de sangue

A Lua entra em sua fase Minguante em Peixes e pede que você reavalie projetos profissionais e planos de carreira. Não é hora de começar nada hoje, nem nos próximos dias. Lua, Saturno e Júpiter unidos positivamente prometem progresso logo depois destes dias. www.coquetel.com.br

R D E J A O I O N A R D N M A T O A L A R I R S T R M A O R D U R A G A F A S U V F O N A

(?) investigativo: área Título de em que Salomão, atuou Tim em Israel Lopes

Lua Minguante em Peixes pede que você dê um tempo para si mesmo no que diz respeito ao seu coração. Um romance deve ser revisto e reavaliado. Procure dar um tempo para si mesmo, pois sua energia vital está mais baixa. Criatividade também passa por dificuldades.

E S N O B A D O S

Medicina (?): auxilia na identificação da "causa mortis" Dois ingredientes da cerveja O toque final (pop.)

A Lua entra em sua fase Minguante no signo de Peixes, deixando você mais fechado e menos voltado para as atividades sociais. O momento envolve dificuldades nos trabalhos em equipe, que devem ser revisados e reavaliados. Você vai preferir isolar-se neste período.

L C E L E G V A P A L D A A S E M L E U P R U A L F O L O R

www.coquetel.com.br

A Lua entra em sua fase Minguante em Peixes e sua energia pode ser prejudicada. Se puder, tire alguns dias para descansar. Senão, diminua o ritmo de trabalho. o momento envolve revisão de projetos e paciência, caso esteja esperando a resposta de um emprego.

E

cinema programação

A Grande Beleza

Hoje a Lua entra em sua fase Minguante no signo de Peixes e você deve parar. Não comece nada durante os próximos dias, pois sua energia vital está bastante baixa. Júpiter, Lua e Saturno em ótimos aspectos entre si prometem renovação das energias.

P

- Cláudio Vítor Vieira - Rosângela Teixeira Resende - Tereza Oliveira Magalhães - Carlos Passos Médici - Deise Fagundes Sanchez - Carlos Passos Médici - Deise Fagundes Sanchez - Hélen Ferreira Saralegui

2/in. 3/all — old — pro — urn. 6/alfafa — patela. 8/bagatela. 12/cereja do bolo.

14


GERAL

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

15

Filme

Crônica

Antônio Almeida

Isabella

Tá certo. O mundo anda meio de cabeça para baixo. A paciência está impaciente, as conversas são virtuais e os olhos só possuem olhos para visualizar monitores. Por incrível que pareça as pessoas não andam lá muito receptivas. As mãos ganharam dedos novos e mais parecem extensões de teclados e aparelhos de controle remoto. Por algum motivo, esqueceram a boa energia e o calor que um aperto de mãos, possui. Particularmente, tento entender essa loucura que o século XXI imprimiu em todos nós. Os apelos, necessidades e essa eterna disputa com o tempo acabou produzindo a mais real e verdadeira frase das últimas décadas: Não tenho tempo. Por conta dela, nos afastamos de quem mais gostamos, deixamos de dar um alô para os amigos, perdemos o nascer do sol e sequer conseguimos descrever o cheiro da terra molhada depois da chuva. Toda a evolução tecnológica que experimentamos, os avanços da medicina e das ciências em geral parecem querer afirmar que somos autossuficientes. Com uma trajetória assim não é de se duvidar que muito em breve Deus estará sendo descartado como um periférico qualquer e, assim sendo, por água abaixo irão valores insubstituíveis como, por exemplo, a família. O que surgirá a partir desse momento ficará por conta das grandes incógnitas que a vida possui, uma carta na manga incapaz de ser decifrada a não ser por ela mesma. A bem da verdade, devo confessar que não me dou por vencido. Por mais pessimismo que possa haver ainda acredito nas pessoas e nos impagáveis gestos que provocam sorrisos, lágrimas e a intensa euforia de se poder respirar. Se é que algo anda faltando aos humanos é a certeza e a convicção de que humanos somos, nada mais do que isso. O ciclo da vida é rápido e toda a complexidade que habita nosso corpo de nada serve quando essa finita máquina começa a dar pane. Por essas e outras é que alimento a convicção de que nada está perdido. Há sempre um alento em cada nascimento. Cada novo ser que desembarca nesse planeta vem com a bagagem cheia de boas e esperançosas energias. Isabella chegou essa semana, com certeza cheia de luz. Será feliz, muito amada pelo Renato e a Luh. Crescerá assim, também sabendo amar, para esperança do mundo. av_almeida@yahoo.com.br

Coisas de louco

O fato do sujeito ser um paciente psiquiátrico não quer dizer que ele não seja inteligente ou intelectualmente bem dotado. Pois, em atenção a essa possibilidade conto duas estórias que são pertinentes. Certa vez um camarada ia viajando de carro pelas bandas do Uruguai e quase na sua chegada ao destino, quando já se avistava a cidade, furou um pneu. Já era ao entardecer, o fulano tirou a jaqueta, remangou-se, deu de mão no macaco etc e tal. Afrouxou as porcas e as retirou colocandoas dentro da taça do aro, que já havia sido retirada e estava ao lado, no leito da estrada. O dia vinha caindo cada vez mais, quando, enquanto a roda era trocada, passou um carro no mesmo sentido e atingiu a taça, virando as porcas que se esparramaram na escuridão que já havia chegado. E ai, o que fazer? Olhou para

o acontecido, coçou a cabeça e nisso, ao levantar o olhar, avistou um prédio grande e iluminado a uns 500 metros de distancia, resolvendo ir até lá pedir socorro, talvez telefonar. Ao ir se aproximando, viu que o tal prédio se tratava de um manicômio, mas foi em frente. Bateu, esperou um pouco e logo foi atendido por uma pessoa com roupas listradas ao comprido e de chinelo, que ele achou que fosse um interno da instituição. Mas resolveu contar-lhe a sua estória:—-O amigo sabe, eu estava viajando, assim, assim e acabei por isso ficando sem as porcas da roda.... O sujeito que o atendeu, ouviu-o atentamente, pensou e disse:—-Muito simples meu senhor, a cidade está perto; pegue uma porca emprestada de cada uma das outras rodas, coloque de forma precária na roda que foi trocada, vá devagar até o seu

Ricardo Belleza

O Homem Duplicado

Enemy - Canadá, Espanha (2013)

Suspense fantástico dirigido por Denis Villeneuve, baseado na obra de José Saramago. Um professor de história (Jake Gyllenhaal) descobre, por acaso, um sósia. Ele resolve ir atrás de seu duplo, um ator de filmes “B”. Esse filme segue a linha de diretores tipo David Lynch e David Cronenberg, realizadores que exploram o estranho. “O homem duplicado” tem uma finalização de imagem toda amarelada, que dá o clima para contar a história irreal. A fotografia da cidade de Toronto é incrível, sufocando o espectador em uma selva de pedra que traz arquiteturas de diversas épocas. A música também ajuda, em muito, na atmosfera sinistra da história. Jake Gyllenhaal está muito bem apresentando dois personagens iguais fisicamente, mas, com distintas personalidades. Ainda temos no filme a atriz Mélanie Laurent, a “Shoshana” do filme “Bastardos Inglórios”, no papel da esposa do protagonista, e Sarah Gadon interpretando a mulher do sósia. A musa de David Lynch, Isabella Rosselini, faz uma ponta evidenciando as influências cinematográficas de Villeneuve.

destino e lá peça melhor socorro. O fulano grelou os olhos de satisfação pela solução inteligente do seu socorrista e disse: - Mas muito obrigado mesmo, cidadão. E, depois de uma pausa, completou: - O senhor sabe, eu pensei no início que o senhor fosse louco, desculpe E o outro respondeu É verdade, eu sou louco, mas burro eu não sou! ################# Um outro destes indivíduos havia sido internado injustamente num manicômio e vivia tentando convencer o médico a dar-lhe de volta a liberdade, alegando ser uma pessoa sã. Tanto foi que, um dia, o médico resolveu liberá-lo sob uma certa supervisão que lhe faria durante um tempo, para se certificar. Perguntando:

Coluna do Doutor

José Brasil Teixeira

- Mas e daí fulano, o quê que tu vais fazer fora daqui? - Ah! Eu vou procurar emprego e trabalhar, trabalhar, trabalhar!! — Mas para quê? Perguntou o médico. — Ah, eu vou trabalhar para me casar e dar uma casa para mulher. Até aí tudo bem, pensou o médico e liberou-o por uns tempos; passado o qual, procurou novamente o suposto insano e viu que ele havia casado e dado realmente a casa para a esposa. E aí perguntou-lhe: — E agora, o que mais vais fazer? — Ah, doutor, eu vou trabalhar, trabalhar, trabalhar, trabalhar. — Mas por que?Perguntou o médico.

— Quero ter filhos e comprar uma estância para cada um deles. E passado alguns anos, o médico o procurou, vendo que ele havia conseguido o seu intento. Àquela altura estava convencido que o fulano realmente era mentalmente são. E arriscou uma última pergunta: — E agora que mais tens a fazer? — Ah, doutor, eu ainda vou trabalhar, trabalhar, trabalhar. —-Ainda! Surpreendeuse o médico.—-Mas para quê? — Ah,doutor, quero comprar uma bunda nova. E o médico, mais surpreso, ainda: — Mas porque? — Ah, doutor, porque a minha está sempre suja e ainda está rachada no meio!!!


16

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

GERAL

A procissão de Corpus Christi reuniu mais de mil fiéis, que deixaram a Igreja de Nossa Senhora Auxiliadora em direção a Catedral de São Sebastião. Eles percorreram a principal avenida da cidade, a Sete de Setembro. O bispo Dom Gílio Felício explica que a data

Fotos: Renata Lima

Procissão de Corpus Christi colore ruas de Bagé

Mais de mil fiéis acompanharam bispo pela avenida Sete de Setembro

remete a um dos principais símbolos da Igreja, o pão, que é o corpo de Cristo. Gládis Rosa, 58 anos, comenta que participa da procissão porque é católica e acredita ser importante participar de todas as atividades. “Missas e procissões para santos”, diz.

A justificativa é simples: “eu me sinto bem, mais feliz por participar”. Já Maria de Rita, 75 anos, afirma que esse é um momento para agradecer pela saúde da família. “E rezar, não podemos perder o hábito de rezar. É importante sempre pedir a Deus por nossa saúde e

Gládis Rosa, 58 anos

segurança. E precisa acreditar”, finaliza. O bispo Dom Gílio Felício percorreu o trajeto pelo tapete confeccionado pela comunidade bageense. Trata-se de uma tradição da data - prática que começou em Portugal e chegou ao Brasil por meio

dos colonizadores e se manteve com o passar dos anos. É também considerada uma manifestação artístico-cultural. A confecção dos tapetes reúne centenas de bageenses, que acordam mais cedo no feriado nacional para colorir as ruas da cidade.


GERAL

SEXTA-FEIRA

17

20 de junho de 2014

Comunidade se mobiliza para confecção de tapetes de Corpus Christi Por volta das 8h, a temperatura na Região da Campanha era de um grau negativo. A sensação térmica era ainda mais baixa, mas isso não impediu a participação dos bageenses na tradicional confecção do tapete de Corpus Christi. O diretor da escola Leopoldo Maieron, Paulo César Teixeira, compareceu com uma turma de estudantes e professores. Para ele, esse é o momento para confraternizar. “Interagimos uns com os outros e com as outras escolas. A gente se diverte em um clima de descontração”, comenta. O estudante da escola Justino Quintana, João Cardoso, de 11

anos, participa da confecção dos tapetes há nove anos. Ele afirma que gosta da atividade e que é o momento de oferecer algo a Deus. “Acho muito legal fazer parte dessa tradição”, afirma. O artista Carlo Andrei também colaborou: ele estava no espaço do Instituto Municipal de Belas Artes e escolheu retratar Jesus. Sobre o processo, garante que é interessante e difícil. “Desenhar é fácil, mas trabalhar com cores e serragem é muito difícil”, comenta. Ainda ao afirmar que essa é uma experiência enriquecedora. “É válido, estou me arriscando em outra linguagem”, diz.

Dom Gílio confraterniza com Movimento Familiar Cristão

O bispo Dom Gílio Felício acompanhou os trabalhos voluntários. No espaço do Movimento Familiar Cristão participou de um ato de celebração – o grupo tocou e cantou com a participação do clérigo. Ele diz que a atividade mostra a união da comunidade católica em louvar a Deus por meio da confecção de tais símbolos, que remetem ao pão de Cristo, ao seu corpo, que é um símbolo da fé. O bispo admite que é com alegria que participa e contempla a participação popular. “Vejo o grande entusiasmo e disposição de todos para fazer o melhor, não para a Igreja, mas para Deus”, finalizou.

Trabalho começou cedo, com frio de um grau negativo

Fotos: Renata Lima

Carlo Andrei faz obra de arte na Sete de Setembro


18

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

GERAL

Bageense diz que Brasil passa da primeira fase na Copa do Mundo Na próxima segunda-feira, a Seleção Brasileira enfrenta a Seleção de Camarões a partir da 17h. É o terceiro e último jogo da primeira etapa da Copa do Mundo, a fase classificatória. O empate no segundo confronto, com a Seleção Mexicana, desanimou a torcida brasileira e bageense. Ao que parece, os gaúchos não estão tão confiantes quanto à vitória da Seleção. Dizem acreditar que o Brasil se classificará para as oitavas de finais, mas que não irá longe na competição, ainda que sedie a Copa do Mundo de 2014 e ainda que o grupo de jogadores seja comandado pelo técnico gaúcho Luiz Felipe Scolari. A reportagem foi às ruas perguntar sobre a expectativa para a próxima partida.

Enquete Qual a expectativa para o próximo jogo do Brasil, último da primeira fase da Copa do Mundo?

Eu acredito que o Brasil vai ganhar com três gols a um. Passa tranquilo da primeira fase. Precisa passar. O último sofrimento já foi suficiente. Mas para o Brasil é assim: nada é fácil. Max D’ávila, 35 anos, policial militar

Minha torcida, na verdade, é para a Alemanha. Acho que vai ser legal a Alemanha ganhar porque está com um time formado há um bom tempo. Mas vai ser legal se o Brasil ganhar, é claro. Marcos Almeida, 19 anos, estudante

Vai ganhar e passar da primeira fase, mas não vai muito longe na competição. Pelo menos até agora, não convenceram. Júlio César Bueno, 54 anos, auxiliar administrativo

O Brasil vai sair do sufoco. Não vai fazer muita coisa, mas vai dar pra ganhar. Norival Pacheco, 73 anos, aposentado


GERAL

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

19

Conforme os dados da Delegacia de Polícia de ProntoAtendimento, o número de registro de ocorrências policiais como, assaltos, furtos e arrombamentos aumentou significativamente nas últimas semanas. No último final de semana, mais de seis ocorrências evidenciaram os furtos em residências e veículos. Segundo o delegado da Polícia Civil da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas, Cristiano Ritta, o que se tem notado é uma nova quadrilha de criminosos. “Com as prisões realizadas no ano passado, onde testemunhas

reconheceram diversos criminosos, hoje temos uma nova turma atuando nos roubos e furtos em Bagé”, destaca. Ritta comenta que a participação de adolescentes é evidente. “Temos encontrado materiais, fruto dos roubos em posse de jovens de 14 a 17 anos. Além disso, a ligação deles é forte com o tráfico de entorpecentes, o que mais uma vez evidencia a cadeia de crimes”, garante. De acordo com Ritta, essas novas atuações de roubos e furtos deve-se à abertura de uma “brecha” para os bandidos. “Como prendemos uma quadrilha de assaltantes, abriu um nicho para

novos criminosos”, enfatiza. Só neste ano, Bagé já registrou seis assaltos de motociclistas à mão armada. “A atuação é quase a mesma, com motos e capacetes, armados com revólveres e atuam em duplas”, salienta. Em 2013, dos oito assaltos, foram presos cinco acusados de atuar em roubos. Neste ano, ainda não há nenhuma prisão. “Estamos em investigação destes assaltos, já recuperamos alguns objetos e notamos grande participação de adolescentes na receptação e no tráfico de drogas, fruto do dinheiro da venda dos objetos roubados”, encerra.

Arquivo FS

Onda de arrombamentos e assaltos revela que há uma nova quadrilha atuando em Bagé

Delegado Cristiano Ritta


20

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

GERAL Perfil dos magistrados mantém-se com maioria de brancos e homens A magistratura brasileira é composta majoritariamente por homens. Segundo os números preliminares do Censo dos Magistrados, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no final do ano passado, 64% dos juízes são do sexo masculino. Eles chegam a representar 82% dos ministros dos tribunais superiores. Os dados foram divulgados dia 16 de junho, no Plenário do CNJ, durante a 191ª Sessão Ordinária do Conselho. Realizado pelo Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ/CNJ) entre 4 de novembro e 20 de dezembro de 2013, o levantamento também aponta que a maioria da magistratura é casada ou está em união estável (80%) e tem filhos (76%). A idade média de juízes, desembargadores e ministros é de 45 anos. Na Justiça Federal estão os juízes mais jovens, com 42 anos, em média. Em geral, a carreira dos magistrados começa aos 31,6 anos de idade, enquanto a das magistradas começa aos 30,7 anos.

Bagé

Divulgação/FS

Tiago Rolim de Moura

Diretor do Fórum de Bagé, Juiz Max Akira Senda de Brito

Presidente da OAB, Roberto Hecht

Em relação à composição étnico-racial da carreira, juízes, desembargadores e ministros declararam ser brancos em 84,5% dos casos. Apenas 14% se consideram pardos, 1,4%, pretos e 0,1%, indígenas. Segundo o censo, há apenas 91 deficientes no universo da magistratura, estimado em pouco mais de 17 mil pessoas, segundo o anuário estatístico do CNJ Justiça em

Números, elaborado com base no ano de 2012. A jornada de trabalho diária dos juízes é, em média, de 9 horas e 18 minutos. Os juízes em início de carreira (substitutos) têm a maior carga horária de trabalho, com 9 horas e 37 minutos. Além do trabalho jurisdicional, 14% dos magistrados também realizam atividades docentes – 63% deles informaram possuir pós-graduação.

De acordo com o diretor do Fórum de Bagé e Juiz da 3ª Vara Cível, Max Akira Senda de Brito, há um projeto tramitando para implantação de cotas nos concursos para a magistratura. “A proposta tem um grande apoio para haver mais magistrados de outras etnias “, destaca. Em Bagé, são sete juízes: cinco homens e duas mulheres, informa. “Acredito que as mulheres estão mais interessadas, participando de concursos com mais frequência”, confirma. Brito ressalta que os juízes não se especializam mais por falta de tempo pela elevada demanda de trabalho. “Somente aqui na 3ª Vara Cível tenho mais de nove mil processos. O acesso a mestrado, doutorado e especializações são em cidades distantes, mas demanda tempo e dias da semana para estudos, o que não dispomos. Na verdade, priorizamos o trabalho e os processo”, garante.

OAB

Segundo o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, subsecção Bagé, Roberto Hecht, a oportunidade de ingresso na magistratura é para todos. “Acredito que tenhamos minoria de algumas etnias. Porém, o que caracteriza ter mais brancos e homens é por proporcionalidade. Também acredito que hoje não é tão desejada pela classe. Os bacharéis em direito não têm mais vontade de fazer a magistratura”, destaca. Hecht também enfatiza que os custos para especializações são altos. “Como só há em lugares distantes, é preciso muito tempo de deslocamento”, finaliza.

Pesquisa

O objetivo do estudo foi identificar o perfil da magistratura brasileira, razão pela qual o questionário consultou os magistrados brasileiros sobre informações pessoais e profissionais. Dos 16.812 magistrados em atividade no País, 10.796 responderam ao questionário eletrônico proposto pelo CNJ, o que indica índice de resposta de 64%.


SEGURANÇA

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

Acidente na BR-293 acaba em morte Marcos Alexandre Garcia Almeida, 31 anos, morreu em um acidente no quilômetro 135 da BR293, por volta das 23h da última quarta-feira. Ele dirigia um Gol placa IGR 9394, de Bagé. Conforme a Polícia Rodoviária Federal, Almeida se deslocava de Candiota em Direção a Pinheiro Machado quando colidiu com uma carreta Scania placa IGQ 1962, de Campina das Missões, que se deslocava de Pelotas em direção a Candiota. O caminhão era conduzido por Erno Neis, de 60 anos, que saiu ileso do acidente. Ainda de acordo com a polícia, baseada em vestígios encontrados no local, o Gol realizava ultrapassagem em local proibido e sem visibilidade,

quando colidiu frontalmente com a carreta, que transitava em sua mão correta de direção. A polícia destaca que o condutor do Gol estava com a CNH vencida, além de ser habilitado somente na categoria A. O veículo também estava com licenciamento atrasado (2012). O motorista da carreta foi submetido a teste de etilômetro e não foi constatada ingestão de bebida alcoólica. Foi acionada perícia, que deslocou-se de Pelotas. Os veículos foram removidos para depósito do Detran em Bagé e ficaram à disposição da polícia judiciária. A rodovia ficou com trânsito em meia pista, das 23h25min da última quarta-feira até às 5h20min de ontem.

Fotos: Divulgação/FS

Marcos Alexandre Garcia Almeida, 31 anos Gol ficou totalmente destruído

Fotos: Tiago Rolim de Moura

Primeira blitz da Balada Segura visa conscientização A primeira operação da Balada Segura, na noite de sexta-feira, foi simbólica. Foi o momento de dar início a uma série de atividades cujo principal objetivo é reeducação de motoristas. Na avenida Sete de Setembro, profissionais do Departamento Nacional de Trânsito, agentes de trânsito, além de vereadores e agentes do governo, assim como secretários e o prefeito Dudu Colombo distribuíram aos motoristas panfletos. Também foi o momento de conversar sobre o projeto. O Balada Segura terá, obrigatoriamente, uma blitz por semana. A motorista Clésis Alano foi parada e garante que aprova a iniciativa, levando em consideração que, no trânsito, muitas vezes corre-se riscos em decorrência da imprudência de alguns motoristas. É o que também afirma o motociclista Lukas Souza de Luiz. Ele comenta que o desrespeito é constante no trânsito. Ações como essa podem mudar a realidade. Apesar de nunca ter se envolvido em um acidente, disse que já se viu em situações de perigo como consequência da imprudência de outros condutores.

21

Legislativo gaúcho promulga emenda que desvincula Corpo de Bombeiros da Brigada Em ato no Salão Júlio de Castilhos do Palácio Farroupilha, logo após encerrar-se a sessão plenária , na terça-feira, dia 17, foi promulgada pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa a emenda à Constituição que desvincula o Corpo de Bombeiros da Brigada Mi-

litar (PEC 232 2014, do Poder Executivo). Com a aprovação (em segundo turno, durante a sessão) e a imediata promulgação, a matéria deverá ser publicada no Diário Oficial de amanhã, sexta-feira, dia 20, passando a vigorar a partir desta data.

Dicas de segurança Paulo Véras Simões Pires Delegado aposentado da Polícia Civil

Está previsto uma fiscalização por semana

Se sua casa tiver vidraças grandes, tome medidas para evitar que quem está na rua possa vigiar os seus movimentos e de seus familiares. Use cortinas ou películas nos vidros que impeçam alguém de invadir a sua privacidade com objetivos escusos. OBITUÁRIO

Lidia Pereira Viana, 67 anos. Residia na Rua dos Radialistas, 831, no bairro Passo das Pedras. Casada com José Viana. Deixa os filhos Heloisa Ivanes.

Edith Macielo Pimentel, 99 anos. Residia na rua Doutor Pena, 132, no centro da cidade. Viúva. Deixa os filhos Ivone, Jeni Maria, Josefina e Julio.

Alceu Alves Pereira, 63 anos. Residia na rua Odilon Alvares, 663, no bairro Getúlio Vargas. Deixa os filhos Juliano e Thais.

Jandyr Cruz, 91 anos. Residia na rua Vereador Antonio Brito, 347, no bairro Parque Marília.Deixa os filhos Maria Solange, Everaldo e Antonio Roberto. Prefeito Dudu Colombo participou do ato de mobilização


22

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

ESPORTES

Guarany intensifica trabalho Finalistas surgem amanhã Coordenado pelo desportista Everton Gonçalves, o campeonato de integração de futebol sete da Zona Leste viverá um fim de semana dos mais importantes. Para a tarde deste sábado, no Centro Social Urbano dr. Attila Taborda, estão programados os jogos de volta das semifinais, servindo para apontar os dois finalistas.

Num dos confrontos, o Furacão terá a vantagem do empate, eis que ganhou, na primeira partida, por 1x0, do Nacional, a quem somente a vitória interessará. No outro jogos, Porto, credenciado por melhor campanha precisa do empate com o Bayer, depois do 1x1 no primeiro confronto da série.

Depois do adiamento, pelo mau tempo, a primeira rodada do campeonato citadino de futebol amador, segunda divisão, está programada para a tarde do domingo, 22 de junho, no Complexo Esportivo Presidente Médici.

Os jogos serão em reservas (13h30min) e titulares (15h30min): São Simão x União Floresta, campo 2; Caieira x Nápoli, 3; Fiorentinha x SER Espanha, 4; Nacional x Valério Doce, 5; Daeb x Estrela Dalva, 6; Fronteira x Alcides Almeida, campo 7.

A bola vai rolar no Militão

Presença confirmadíssima no zonal Sul Fronteira da Copa Regional, o Guarany trabalha agora para a reformulação de seu grupo de jogadores, que terá

novamente Osvaldo Rolim como treinador. O empresário Tiago Fúlber, representando a empresa parceria, está empenhado diretamente nos

contatos com jogadores que vestiram a camisa alvirrubra no primeiro semestre. Cléber Oliveira e Gustavo Guerra foram os dois primeiros recontratados.

Resumo esportivo higinobage@yahoo.com.br

JOGOS DO SESI – Pela modalidade futsal livre, hoje, às 20h, no ginásio do Serviço Social da Indústria, ASM x Cerealista Coradini. Anteontem, Companhia Riograndense de Minerações 5x4 Companhia de Geração Técnica de Energia Elétrica, RVT-B 7x6 Correios e Telégrafos, Pampeano-B 11x6 Votorantim. O SUSTO – O zagueiro holandês Bruno Martins deixou o hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre, e viajou ontem para o Rio de Janeiro. Ele sofreu traumatismo craniano leve no jogo contra a Austrália, anteontem, no Beira-Rio, na vitória dos holandeses por 3x2. JUVENTUDE – O clube caxiense vai disputar o grupo Serrano e a Copa FGF com sua equipe sub-19. O treinador é Tiago Nunes, ex-Bagé. FARROUPILHA – O tricolor pelotense confirmou presença na Copa Regional e Copa Federação.

SANTA CRUZ – O clube da “capital do fumo” terá Vosmir Luís Fabian como treinador na Copa FGF e na Regional. SÃO JOSÉ – O ex-jogador Gilson Maciel serrá o treinador do Zequinha na Copa Regional. VIOLÊNCIA - Ian Wright, ex-jogador da Inglaterra e que trabalhava na cobertura da Copa, no Brasil, teve de voltar inesperadamente a Londres, onde sua família foi vítima de assalto. COMEMORAÇÃO – Carlos Alberto Marques dos Santos, o Chita, muito ligado ao futebol amador, especialmente o Arvorezinha, festeja aniversário hoje. COMEMORAÇÃO (II) – Também o engenheiro civil Eduardo Silva Mendes, atual presidente do GE Bagé, aniversaria nesta sexta-feira.


ESPORTES

Fracasso dos campeões Foi manchete no mundo inteiro a precoce eliminação da Espanha da Copa do Mundo de 2014, depois das derrotas de 5x1 para a Holanda e 2x0 para o Chile. Os espanhóis, campeões mundiais em 2010, decepcionaram amplamente e,

agora, apenas cumprirão tabela diante da Austrália, também já eliminada. Jamais o Chile havia ganho dos espanhóis. No ano passado, pela Copa das Confederações, no Maracanã, a Espanha foi goleada pelo Brasil por 3x0. O resultado

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

23

Copa do Mundo tem como ponto alto a integração

Porto Alegre, capital da festa

negativo foi atribuído por muitos críticos ao desgaste de uma seleção cujos jogadores vinham da difícil temporada europeia. Mas, agora, com tempo suficiente para a preparação para o mundial, foi um verdadeiro vexame.

Decepção e briga em campo

Reprodução/FS

Holandeses tomaram conta das ruas em Porto Alegre

Camarões cresceu muito em termos de futebol nos últimos anos no plano mundial, em Copas e Jogos Olímpicos. Mas, no Brasil, não confirmou o seu cartel. Estreou perdendo por 1x0 para o México e, anteontem, foi eliminada na

goleada de 4x0 para a Croácia. O craque do time, o atacante Samuel Eto’o não jogou contra os croatas, por estar contundido. Os próprios jogadores camaroneses mostraram o descontrole emocional, brigando entre si durante a partida.

Já a Croácia, que, na estreia, perdeu por Brasil por 3x1, com muitas constatações à arbitragem japonesa, mostrou diante de Camarões um futebol simples e objetivo. Vai decidir vaga contra o México.

A segunda rodada da fase classificatória, grupo A, da Copa do Mundo foi encerrada anteontem, com Croácia 4x0 Camarões. Classificação: Brasil, 4 pontos e saldo 2; México, 4 pontos e saldo 1; Croácia, 3 pontos; Camarões, zero. Próximos jogos: segundafeira, às 17h, Brasil x Camarões, México x Croácia. Pelo grupo B, classificados Chile (que ganhou por 2x0 da Espanha) e Holanda (3x2 na Austrália). Australianos e espanhóis estão eliminados. Classifi-

cação: Holanda e Chile, 6 pontos e saldo 5; Espanha e Austrália, zero. Última rodada, dia 23, às 13h, Holanda x Chile, Espanha x Austrália. Grupo D terá hoje, às 13h, Itália x Costa Rica. Pelo grupo E, hoje, às 16h, Suíça x Rússia; 19h, Honduras x Equador. Classificação: Suíça e Rússia, 3 pontos e saldo 1; Equador e Honduras, zero. Pelo grupo F, amanhã, às 13h, Argentina x Irã; 19h, Nigéria x Bósnia. Classificação: Ar-

gentina, 3 pontos; Irã e Nigéria, 1; Bósnia, zero. Pelo grupo G, amanhã, Alemanha x Gana; domingo, Estados Unidos x Portugal. Classificação: Alemanha, 3 pontos e saldo 4; Estados Unidos, 3 pontos e saldo 1; Portugal e Gana, zero. Pelo grupo H, Coreia do Sul x Argélia (em Porto Alegre), Bélgica x Rússia. Classificação: Bélgica, 3 pontos; Rússia e Coreia do Sul, 1 ponto; Argélia, zero.

Dia a dia da Copa

Filipe Duarte, que já havia mandado um pequeno relato antes do início da competição. Hoje, ele fala um pouco sobre o que viu durante a festa holandesa, nas ruas do bairro onde mora, na capital. “Muita gente do mundo inteiro. Só ontem, conversei com holandeses, australianos, nigerianos, chilenos, sul-coreanos e uruguaios. Cidade Baixa completamente lotada na madrugada”, afirma. Ele acredita que Porto Alegre recebeu um número maior de turistas do que o esperado. “A Lima e Silva e a República tiveram de ser fechadas pela EPTC. Os bares não dão conta. Tem muita gente na rua mesmo”, completa.

Nem tudo foi festa em Porto Alegre. Duarte relata que houve momentos de tensão durante as festividades da Copa. “Estava indo cobrir a festa e me ligaram da rádio (Guaíba) avisando sobre o protesto, porque nosso repórter que estava lá tinha sido ferido por uma bomba. Achei que fosse

mentira”, relata Duarte, que relata grande nervosismo ao saber do ferimento do colega por uma bomba da BM. “Meu colega fraturou um dedo e levou 12 pontos na mão. Um cinegrafista chileno foi atingido no rosto. Por sorte, estava de máscara de gás, então, só arranhou a testa”, finaliza.

Manifestações

Cristiano Soares / Reprodução

Brasileiro naturalizado croata, Eduardo da Silva marcou contra Camarões

por Vinícius Silva Com a disputa da Copa do Mundo, o Brasil recebe dezenas de milhares de torcedores dos mais diversos confins do mundo. Em algumas cidades-sede, o movimento de turistas tem superado as primeiras previsões. Na terça-feira, Porto Alegre foi invadida por um mar laranja, formado por milhares de torcedores da Holanda, que vieram até a capital para acompanhar a vitória suada dos Oranges contra a Austrália. Apesar dos primeiros prognósticos pessimistas, o fato é que a cidade vem recebendo, e bem, a grande massa de viajantes do mundo. A reportagem da FOLHA do SUL fez contato com o jornalista

Profissionais de imprensa sofreram nos tumultos entre manifestantes e BM


www.jornalfolhadosul.com.br

da

Copa

FOLHA SUL

Gaúcho

Contracapa

BAGÉ, SEXTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2014

Bageense marca presença nos bastidores da festa em Brasília

Do Pampa ao Cerrado mento da revista dos torcedores, o que causou grandes transtornos. A organização pediu que os torcedores chegassem com, pelo menos, três horas de antecedência para o jogo. Contudo, muitos torcedores deixaram para chegar na hora final o que, segundo a entidade, foi a causa das grandes filas persistentes até boa parte do primeiro tempo. O fato não ocorreu na partida de ontem, quando a Colômbia bateu a Costa do Marfim por 2 a 1.

Cristina está empolgada com oportunidade

Problemas à parte, o fato é que temos uma bageense que se prepara, há alguns meses, para a jornada de trabalho que cerca uma partida de Copa do Mundo. A professora aposentada Cristina Plentz, 56 anos, mora em Brasília há cerca de oito anos. Ela afirma que desde setembro de 2013 vem participando de atividades preparatórias, sejam online ou presenciais. “A preparação forte na minha área foi há poucos dias do mundial mas, antes, já havia trabalhado no credenciamento”, completa. Cristina relata que apenas ouviu falar da manifestação durante a exibição da Taça Fifa, em função do trabalho. Apesar disso, o clima por lá é festivo, com

enfeites nas janelas dos prédios e bandeiras do Brasil em muitos locais públicos. “Sou manifestante contra os erros mas, agora, estou fazendo o que gosto”, completa. Cristina tem importante função nos bastidores do Mané Garrincha, uma vez que trabalha no setor de identificação. “Trabalho no controle de acesso às áreas restritas. Sem autorização, crachá ou pulseira, não entra”, relata Cristina, que elogia o sistema de segurança nas dependências do estádio. “Há 150 seguranças em cada piso do estádio. Tenho acesso à todas as áreas, mas não é brincadeira”, completa. Além do contato com a torcida, Cristina tem se aproximado

dos profissionais de imprensa, principalmente estrangeiros. “Todo mundo gente finíssima. Almoçamos juntos, tomamos café da manhã. Dia desses, um sueco estava atrapalhado para traduzir para o português uma lista em inglês. Eu e um colega ajudamos e ele, para agradecer, nos levou até a sala de imprensa sueca e nos presentou com doces deliciosos”, completa. Apesar do trabalho ser voluntário, Cristina destaca o valor da oportunidade que tem. “Gente conversando, trocando ideias com pessoas do mundo todo. Amo esporte. Qualquer um no meu lugar agiria da mesma forma. Não há dinheiro no mundo que pague”, finaliza.

Bastidores

Divulgação FS

por Vinícius Silva O estádio Mané Garrincha recebeu, ontem, a segunda partida programada para acontecer em Brasília. No total, serão sete jogos, incluindo a disputa de terceiro lugar, que acontecerá no próximo dia 12. O estádio está entre os mais caros do mundo, uma vez que teve um custo próximo a 1,5 bilhão de dólares. Apesar da soma, o primeiro jogo disputado na capital federal, Suíça e Equador, foi marcado por problemas, principalmente, no mo-


BAGÉ, SEXTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2014 - Ano 2 - N° 96

CONTEMPORÂNEO


MP

Bagé, 20 de junho de 2014

Redação

2

Beauty Moment

Concordo que as baixas temperaturas são sinônimos das mais charmosas produções quando o assunto é moda. A possibilidade de inúmeros e ecléticos acessórios que são possíveis nessa época do ano, valorizam qualquer visual. Mas confesso, que muitas vezes é bem difícil escolher o que vestir quando o destino é a balada. Para ajudar as leitoras nesta prazerosa missão, a Strelitza apresenta um editorial com looks quentinhos e não menos estilosos para quem vai cair na noitada e não quer perder a elegância. O cenário escolhido não poderia ser outro: uma própria casa de festas. Em Vida & Harmonia, mais uma vez a beleza e a vaidade em pauta. Para isso, Contemporâneo entrevistou a empresária que trouxe a franquia da D’Pil para Bagé. Ela explica tudo sobre um método que vem chamando a atenção de homens e mulheres: o fotorrejuvenescimento. Em Ambiente & Decoração, o novo e charmoso espaço da Casa Hermosa, inaugurado na última sexta-feira. Em Papo com MP, Marcos Pintos fala sobre as cores que vão reinar no closet masculino neste inverno. Em Tendência, “a moda do Brasil”, saiba como aproveitar as peças com cores do Brasil mesmo depois da Copa. Em SABORES, um docinho cheio de significados, aprenda a fazer os bem-casados da Neisa Confeitaria. Produzimos para vocês. Boa leitura! Marcelle Ceolin

BAGÉ, SEXTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2014 - Ano 2 - N° 96

CONTEMPORÂNEO

CONTEMPORÂNEO

Para a maquiagem do editorial de moda da Strelitza, a make artist Tainá Brito buscou inspiração nas folhas de outono e usou tons de bronze – com e sem brilho. O bronze sem brilho foi usado em todo o côncavo do olho, com esfumado horizontal em tons de marrom e preto. Já o cobre brilhoso foi usado na parte interna do olho e abaixo do delineador. Na linha d’água do olho, Tainá usou lápis marrom. Com blush bronze fez contorno facial, afinando nariz e as maçãs do rosto, fazendo a correção nas sobrancelhas. Nos lábios, gloss show da Dior nº 335 – uma mescla entre pêssego e bronze. Confira o resultado nas páginas centrais.

Dica de Esmalte by Green Gold Esmalteria

No ano da Copa do Mundo do Brasil, a Beauty Color deu o pontapé inicial para agitar a torcida Canarinho com o lançamento da coleção Claudia Leitte Copa 2014. Criada para as brasileiras que querem torcer pela Seleção Brasileira com muita vibração brilho, a nova coleção é Jornalista - Pós-graduanda em Moda eformada pelas quatro cores da bandeira nacional, escolhidas e batizadas pela cantora Claudia Leitte, que traz esmaltes de A modelo Strelitza glitter para deixar as unhas é a gatíssima Maria cheias de glamour neste Lauar L o m e s , d e 1 7 mundial. As quatro cores da Claudia anos, estudante do 3º Leitte Copa 2014 somam-se ano do Ensino Médio. às opções de cores da coleção É a primeira vez dela Seleção Oficial Beauty Color, em ConteMPorâneo. Na lançada pela marca em outubro capa, Maria veste short do ano passado, para que a com franjas e blusa torcedora brasileira possa Coca-Cola + carteira e a c e s s ó r i o s E s p a ç o variar de cor a cada jogo. Fashion + bota Schutz. A locação escolhida foi a Gabana.

Capa

Conheça as cores: Dekolê (Verde) Claudinha Bagunceira (Dourado) Pancadão Frenético (Azul) Tarraxinha (Prata)

Dicas da Casa das Revistas No mês dos namorados, a revista Marie Claire traz entrevista com o casal desejo Débora Nascimento e José Loreto

EXPEDIENTE Jornal FOLHA do SUL Editor Geral Glauber Pereira Edição e Reportagem Marcelle Ceolin Diagramação Cristiano Lameira

Fotografia Editorial Diones Alves Fotos Divulgação

Colaboração Marcos Pintos

Revisão Gerenciamento Comercial Lucimar Camargo Nunes Leisa Soria

Este caderno é um suplemento do Jornal FOLHA do SUL, não pode ser vendido separadamente.

Em clima de Copa do Mundo, a diva gaúcha Fernanda Lima posou para capa da revista Glamour


Cores masculinas do inverno

Papo co m M P

Bagé, 20 de junho de 2014

CONTEMPORÂNEO

3

MP

por Marcos Pintos

Existem duas maneiras de considerar as cores de inverno na moda masculina: o espectro tradicional de tons frios com algumas pitadas de amarelo e vermelho ou seguir as tendências sugeridas pela indústria da moda. No primeiro caso temos uma cartela fixa composta pelas cores frias, ou seja, tons de verde, azul e violeta combinados com marrom, branco, preto e toda a gama de cinza. No segundo encontramos uma

cartela elaborada baseada em tendências de mercado e estudos comportamentais que demonstram qual rumo o consumo vai tomar. Em alguns momentos muitas dessas cores se repetem, em outros, surgem cores fortes e tons inesperados, criando contrastes interessantes e elegantes, contribuindo para que o visual masculino se torne mais rico. Vejamos então o primeiro caso:

Cores de inverno tradicionais O azul é uma cor fria e tem o poder, na quantidade certa, de “esfriar” as outras duas cores primárias que são quentes. Sua mistura com o amarelo gera o verde, com o magenta cria o violeta, e dosando bem esse mix chegaremos ao burgundy, roxo ou ao verde oliva, cores onipresentes nas vitrines durante a temporada de frio. Mas o inverno não se restringe às cores frias, os

looks ganham vida com matizes quentes que ganham tons mais fechados como o marrom, abóbora, goiaba e mostarda. A composição feita com duas cores frias e uma quente em espaços equidistantes no disco cromático é conhecida como combinação triática e rende bons resultados no inverno, criando looks equilibrados, como foi mostrado aqui.

Veja um exemplo: Tendências para a estação apresentadas pela Pantone A Pantone LLC é uma empresa de Nove Jersey, EUA, considerada uma autoridade mundial em cores. Seu fundador Laurence Herbert criou um sistema de identificação, combinação e comunicação de cores que permite a indústria reproduzi-las fielmente, esta metodologia se tornou fundamental nas artes gráficas, arquitetura,

decoração e no setor têxtil, entre outros. Todos os anos a Pantone elege a cor do ano – desta vez é a Radiant Orchid – e indica as matizes que estarão mais presentes no inverno e no verão, mas é importante destacar que esta escolha ocorre com base em pesquisas que varrem o mundo a procura de influências de cor que sejam significativas.

Opinião de MP Entender melhor com funciona as combinações de cores e as opções disponíveis para este inverno vão te ajudar a coordenar melhor seus looks, mas não é uma regra exata, há quem use tons quentes em abundância nesta época e se dê muito bem, mas acredito que aqueles

que buscam um visual masculino marcante podem se beneficiar com as cores frias e alguns tons quentes apenas pontuando a combinação, como em peças mais discretas e acessórios. Em caso de dúvida (ou pânico), apele para os cinzas, preto, branco e jeans. Esses nunca falham!


MP E por falar em bandeira, as cores da bandeira do Brasil nunca estiveram tão na moda. Se você acha que usar a combinação verde e amarela nas roupas é impensável, saiba que dá sim para usar as cores do Brasil sem ficar caricata. Separamos alguns looks para inspirar as torcedoras a mesclar peças verdes, azuis e amarelas e montar composições cheias de estilo para usar também depois que a Copa acabar. Nas lojas, as peças nestas três cores povoam as vitrines. O segredo é abusar da criatividade. Além de caprichar no look, aproveite para ousar na maquiagem, unhas e acessórios. Também não é necessário usar todas as cores de uma só vez. Uma ou duas cores são suficientes para montar um look bacana. Os acessórios complementam e são opções mais em conta. Mas dá para complementar o look com chapéus, cintos, faixas no cabelo, bandanas, lenços, óculos colorido, pulseiras entre muitos outros. Se recordarmos, na tendência blocking color duas das combinações mais populares eram o azul e verde ou azul e amarelo. Partindo daí, o que parecia impossível já começa a ficar mais familiar. Ou ainda, combine com outras peças de cor neutra, como o branco ou o preto, ou aposte no jeans azul como base para combinar com as cores da bandeira. As mais ousadas podem escolher looks monocromáticos e criar um contraste somente nos acessórios, ou fazer uma mistura de estampas e texturas para ficar estilosa durante o mundial. Inspire-se! Ouse!

Mo da & Co nteúdo

4

Bagé, 20 de junho de 2014

CONTEMPORÂNEO

Torcedora Fashion: Inspire-se nas cores da bandeira

Calças coloridas são ótimas, após a Copa, use no verão com rasteirinhas e sapatinhas e nos dias frios com botas em tons sóbrios. Calça neutra combina na medida com as cores da bandeira

Cardigans podem ser usados com cinto, como mostra o primeiro look. Para quem optar por saia e estiver friozinho no dia do jogo, use com meiacalça e bota

Tricots e blazers são ótimas opções. Os tricots podem ser usados não só com calças, mas também com saias. Enquanto os blazers podem compor look formal ou até mesmo algo bem despojado se jogado com jeans destroyed por exemplo

Jaquetinhas de couro ecológico são tão versáteis que te acompanham no dia a dia até a balada

Aproveite um vestido ou saia longa que já tenha e complemente o look com tricot ou acessório


As cores do Brasil - parte I Depois de se inspirar com os looks das fashionistas dê uma olhada no que garimpamos nas principais lojas de Bagé. Selecionamos peças versáteis que podem ser usadas de diversas maneiras durante e depois da Copa do Mundo. Entretanto, como é só uma página não foi possível colocar todas as peças nesta edição. Na próxima sexta-feira, vamos mostrar mais peças, azuis, verdes e amarelas. Escolha a que faz o seu estilo! Brincos folheados a ouro - Angélica Pratas e Folheados

Tendência

Bagé, 13 de junho de 2014

CONTEMPORÂNEO

5

MP

Blazer em linho Detalhe Modas

Calça jeans destroyed Colcci Fun - Madalena Kids

Na decoração, os objetos amarelos também são tendência. Portaretrato - Objeto Direto Jaqueta em couro ecológico - Básica Mulher

Lingerie em renda Hope- Pé por Pé Camisa Base Outlet Temppo Tricot Urban Chic

Bota Tanara - Madalena Calçados

Anel em ouro branco com esmeraldas - Lenir Lenço Intuição Acessórios Jaqueta lã batida Mania de Viver

Tricot Juliana Gevaerd Solaetela

Abrico Asics - Madalena Sports


MP

Lo o k B ook

6

Bagé, 20 de junho de 2014

CONTEMPORÂNEO

Strelitza traz looks inspiração de estilo até nos dias

Calça, body, bolsa e acessórios Espaço Fashion + sapato Schutz

Vestido, casaco e acessórios Espaço Fashion + bolsa e sapato Schutz


BAGÉ, SEXTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2014 - Ano 1 - N° 41

SABORES ensina você a preparar um doce tradicional em festas de casamentos. A credibilidade do docinho é tanta que também está sendo servido em visitas a recém- nascidos e festas de negócios. Já sabe qual é? Aprenda a fazer o bem-casado da Neisa Confeitaria. Boa leitura!


2

SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

Curiosidades Gastronômicas

Significado do bem-casado

O bem-casado é um doce popular em Portugal e no Brasil, principalmente nas festas de casamento, com mais de 100 anos de existência. Além do sabor bastante doce, destaca-se pela atenção dada à elaboração das embalagens com que são produzidos, feitas geralmente de papel crepom e fitas de cetim. Este doce é considerado uma das principais marcas do matrimônio. O delicioso docinho representa a união selada pela cumplicidade e respeito mútuo, significa que o casal pode se tornar um só, e que mesmo sendo duas pessoas diferentes, estão agora unidas pelo amor e para sempre. Confere doçura e sofisticação em qualquer evento.

Lenda

Para se ter muita sorte nessa união, deverá ser distribuído um bem-casado a cada convidado. Diz a lenda, que todo aquele que saborear o docinho, estará sendo abençoado com a mesma sorte e felicidade. Basta fazer um pedido antes de dar a primeira mordida.

Tipos de bem-casados:

- Bem-casados: como o próprio nome diz são destinados a essa data especial, o casamento, dando boa sorte aos casais e convidados. - Bem-nascidos: destinados a nascimentos e batizados, para dar boas-vindas ao bebê desejando-lhe vida feliz e saudável. - Bem-vividos: destinados a aniversários e bodas, comemorando assim os anos vividos, união feliz e amor eterno. - Bem-sucedidos: destinados a eventos e empresas, celebra o sucesso, a prosperidade e fortuna.

Notas gastronômicas Expediente Reportagens:

Marcelle Ceolin

Esta edição semanal é encartada no Jornal FOLHA DO SUL GAÚCHO e não pode ser vendida separadamente. Editor-geral: Glauber Pereira Fotos: Divulgação Diagramação: Cristiano Lameira Revisão: Lucimar Camargo Nunes

Neisa Confeitaria Agende seu evento na Neisa Confeitaria. No segundo piso, você encontra um espaço diferenciado e toda comodidade que sua festa merece. E se seu evento for em horário de atendimento da confeitaria não será cobrado nenhum valor de aluguel. Para mais informações pelo telefone 3242.4423. Da Maya Porão Hoje é dia de música ao vivo no Porão, com Samba, Bossa Nova e MPB. Mais informações e reservas pelos telefones (53) 3311.1967 horário comercial ou (53) 3312.1203 e (53) 3312.1204 após às 16h. O Da Maya Café fica aberto de terça a sexta-feira das 14h às 18h30min, sábado e domingo das 15h às 18h30min, no mesmo horário da Exposição Iberê Camargo “Um Homem a Caminho”. Essa é a última semana da exposição, que encerra dia 22. Retrô Bar Neste sábado, dia 21, vai ter show do Luciano Pavão no Retrô Bar. O bar abre às 18h30min, o show começa por volta das 22h. O Retrô fica na Marcílio Dias, n º 1166. Não perca!


SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

3

Bem-Casado Um doce tradicional, que não pode faltar em casamentos. Os bem-casados são cheios de significados e além de casamentos, são servidos também em visitas aos recém-nascidos. A empresária Neisa Budó conta que desde que começou a trabalhar com confeitaria faz bem-casados e que os pedidos pelos tradicionais docinhos de casamento se mantêm constantes. Quando atendem festas, sua filha, Viviane Budó, é responsável por montar a mesa de doces. Os bem-casados não podem faltar, seja para bons fluidos, decorar ou entregar como lembrança aos convidados. A Neisa Confeitaria funciona diariamente das 10h às 19h30min, sem fechar ao meio-dia.

Ingredientes 6 gemas; 3 claras em neve; 6 colheres de sopa de açúcar;

Recheio baba de moça

4 colheres de sopa de farinha; Faça uma calda 2 colheres de sopa de amido; em ponto de fio com 1 colher de chá de fermento. uma xícara de açúModo de preparo car e meia xícara de Bata as claras em neve, junte o açúcar devagar, coloque água, deixe amornar e as gemas, bata mais um pouco, peneire lentamente a fari- acrescente seis gemas nha misturada com o amido e fermento sobre a primeira passadas na peneimistura. Forre uma assadeira com papel manteiga, colo- ra, 100 ml de leite de que a mistura dentro de um saco de confeiteiro. coco e uma colher de Pingue sobre o papel pequenas porções, leve ao forno café de amido, volta quente até assar. Depois de prontos recheie com baba de ao fogo até engrossar, moça e passe pelo fondat*. desliga o fogo, coloca *O fondat é ideal comprar pronto nas casas de confei- baunilha e uma colher taria. de manteiga.

Neisa diz que bem casados são pedidos sempre, principalmente em festas de casamento

Dica Se preferir pode trocar o recheio por doce de leite. Rende aproximadamente 30 bolachinhas médias


SEXTA-FEIRA 20 de junho de 2014

in no Mercado Café

Ana Cláudia Lignon e Augusto Rub

Ana Elvira e Maria Augusta Tava res lanchando em Neisa Confeitaria

Catarina Marques e Milena Cougo nos embalos do Mercado Café

Daiane e Antônio Coradini curtiram o Dia dos Namorados no Da

André e Eveline Previtali no Dia dos Namorados no Da Maya Porão

Maya Porão


Bagé, 20 de junho de 2014

para produções cheias mais frios de inverno

Look B o o k

CONTEMPORÂNEO

Vestido e acessórios Espaço Fashion + jaqueta Coca-Cola + gola Missbella + bolsa e sapato Schutz

Colete, blusa e colar Espaço Fashion + saia Missbella + bolsa e sapato Schutz Saia, tricot e acessórios Espaço Fashion + camisa Farm + bolsa Lucy in the Sky

Copa do Mundo também é época de estar na moda

sinta-se

primallioficial lojaprimalli Carlos Mangabeira, 09. Fone: 3242 8160

7

MP


MP

Vida & Harmonia

8

Bagé, 20 de junho de 2014

CONTEMPORÂNEO

Fotorrejuvenescimento A busca por qualidade de vida está cada vez mais em voga. Consequentemente é crescente a busca por técnicas e tratamentos estéticos, com a autoestima elevada fica mais fácil levar a vida de uma forma mais leve. A D’pil oferece tratamentos estéticos unissex que utilizam tecnologia de ponta e podem ser realizados de forma rápida, eficaz e indolor. Para tal, são utilizados equipamentos de última geração, com cadastro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), certificação de qualidade do Inmetro e CE (Certificado Europeu). O fotorrejuvenescimento cutâneo é realizado com IPL (luz intensa pulsada), estimula a proliferação de fibras de colágeno, deixando a pele com aspecto mais jovem e saudável. Este tratamento atenua rugas e linhas de expressão e dá luminosidade à pele, deixando-a lisinha, bonita e saudável. A diferença em relação à fotodepilação – que utiliza a mesma técnica, é que apesar de ser a mesma máquina, são programas diferentes. “O que determina a diferença entre os processos é o alcance da luz. Na fotodepilação, há maior penetração da luz, enquanto no fotorejuvenescimento, a exposição é mais superficial”, sintetiza Juliana Gimenez, responsável pela D’Pil em Bagé. São quatro áreas do corpo em que é possível realizar o fotorrejuvenescimento: o rosto (que compreende a extensão da testa ao queixo), o pescoço (extensão entre queixo e clavícula), o colo (extensão entre clavícula e peitoral) e as mãos (ambas correspondem a uma área). Para a obtenção de resultados visíveis satisfatórios, são indicadas, em média, 10 sessões, mas a empresária Luciana Gimenez salienta que cada indivíduo possui uma fisiologia. “Isto inclui diferentes tipos de pele e níveis de envelhecimento, por estes motivos, o número de sessões pode sofrer variações para menos ou mais, se com três sessões por exemplo, a pessoa estiver satisfeita, pode ser suficiente”. Não é novidade que os homens estão cada vez mais vaidosos, e consequentemente procuram por tratamentos estéticos sem anseios ou preconceitos, Juliana confirma esse dado. “A grande procura pelo público

Juliana Gimenez diz que procura pelo tratamento é maior por homens que por mulheres

masculino foi uma surpresa, mais de 50% dos clientes de fotorrejuvenescimento são homens”, pontua. Luciana explica que é necessário, em média, um intervalo de 15 a 20 dias entre as sessões. O tratamento é indicado para indivíduos entre 30 e 60 anos. “No entanto, existe a possibilidade de realização do tratamento em pessoas mais jovens que apresentem sinais de envelhecimento precoce”, pondera. Cada sessão de face leva entre 15 e 30 minutos, enquanto as sessões de pescoço, colo e mãos, levam de 10 a 20 minutos. Entretanto, as regiões submetidas ao fotorrejuvenescimento não podem ser expostas ao sol ou a raios UVA (emitidos em técnicas de bronzeamento artificial) durante o tratamento. Neste período, é imprescindível a utilização de filtro solar com fator de proteção 30 no mínimo. Juliana salienta que essa é a melhor época do ano para fazer qualquer um dos tratamentos com luz intensa pulsada. “Esta época é ideal porque as partes estão automaticamente cobertas em função das baixas temperaturas e os raios solares não são tão intensos. Então, começando agora, até o verão o tratamento estará concluído”, finaliza.


Bagé, 20 de junho de 2014

Cuidados com a pele Durante o tratamento é imprescindível a hidratação diária. Como a luz desidrata a pele, neste período é necessário hidratar em dobro. A rede criou uma linha própria com hidratantes corporais e faciais para todos os tipos de pele e tratamento de hidratação profunda.

Indicações

-Envelhecimento da pele da face, colo e mãos; -Flacidez e rugas; -Ausência de vivacidade e brilho da pele.

Vida & Harmonia

Tudo o que você precisa saber sobre...

CONTEMPORÂNEO

9

MP

Contraindicações

Preço

-Gravidez e amamentação; -Medicações fotossensibilizantes; -Patologias cutâneas; -Epilepsia.

R$60 por área e sessão.

Recomendações:

Durante o tratamento -Não utilizar nenhum medicamento fotossensibilizante (ex.: Rouacutan); -Evitar exposição ao sol; -Utilizar filtro solar com, no mínimo, fator de proteção 50; -Hidratar a pele todos os dias. Após o tratamento -Para um resultado mais duradouro, recomenda-se o uso contínuo do filtro solar com, no mínimo, fator de proteção 30.

Teste sua sorte

Em alguns exemplares das revistas Shape e Malu há alguns cupons que valem uma sessão grátis em qualquer franquia da D’Pil do Brasil.

Uma dúvida frequente é quanto à durabilidade do tratamento. A empresária explica que o resultado não é definitivo, pois o organismo humano está em constante processo de envelhecimento. Portanto, é necessário realizar uma manutenção periódica do tratamento. “O tempo entre as manutenções varia de acordo com a fisiologia de cada indivíduo e será indicado após avaliação, que deverá ser realizada sem custo algum na D’pil”, conclui. Em Bagé, a D’Pil fica na rua Marcílio Dias, 1134. Telefone para contato é 3312-2030 e o email, bage_rs@dpilbrasil.com.br. A avaliação é gratuita, além de verificar se há alguma contraindicação, é possível tirar dúvidas e receber todas as informações sobre o tratamento.

Emulsões D’pil

Emulsão Hidroprotetora Corporal D’pil: Esta emulsão é indicada para o pré e pósdepilatório, ajuda na manutenção de uma pele sedosa e bem hidratada. Com uma fórmula à base de água, hidrata e acalma a pele, podendo ser usada após os tratamentos com luz intensa pulsada e também no dia a dia. Minimiza possíveis danos que podem surgir por consequência da desidratação produzida pela fotodepilação e fototerapia. Contribui para obter os resultados esperados com total segurança. O ideal é usá-la pelo menos cinco dias antes e cinco dias depois do tratamento. Porém, seu uso contínuo durante todo o tratamento melhora a eficácia e garante maior proteção para a pele. Creme Facial Hidroprotetor D’pil: Com este creme o rosto recebe todo o cuidado necessário. Isso porque sua fórmula foi especialmente desenvolvida para trazer mais elasticidade e vitalidade a todos os tipos de pele. Revitaliza a pele seca melhorando a suavidade e elasticidade, hidrata profundamente e alivia a irritação da pele. Contém propriedades hidratantes e protetoras das algas marinhas aliadas as propriedades suavizantes e calmantes do pepino, resultam em um Creme Facial excelente efeito sobre a pele. Hidroprotetor D’pil

Emulsão Hidroprotetora Corporal D’pil


MP

Am b ie n te e Deco r a ç ã o

10

Bagé, 20 de junho de 2014

CONTEMPORÂNEO

Casa Hermosa inaugura novo espaço com showroom contemporâneo Na última semana, a Casa Hermosa reinaugurou um novo espaço, mais amplo e com showroom - preparado por um time de peso - que surpreendeu quem já passou por lá. Entretanto, a ideia da equipe foi deixar o espaço no estilo da Casa Cor (a mais completa mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas). Ou seja, com espaços pensados por diferentes profissionais com o que há de mais atual no mercado. Um ponto em comum entre os projetos é a presença de cor. Cada ambiente tem pelo menos um ponto colorido, além de serem cleans e extremamente funcionais.

Lofts são opções de moradia moderna e jovem. Com pé direito, duplo e ambientes conjugados, o loft projetado pelas arquitetas Carla Schons, kátia Vinciprova e Luciani Corrêa atende às necessidades de um jovem casa descolado e sem filhos que gosta de receber amigos. O projeto apresenta ambientes aconchegantes para dormir, trabalhar e para momentos de lazer com a divisão dos espaços feita de forma sutil. Com uma cartela de cores claras no mobiliário, o ambiente é sofisticado e transmite conforto

Dormitório de casal foi desenvolvido pela arquiteta Maria de Fatima Barbosa com a proposta de atender às necessidades de um jovem casal, seguindo tendências atuais: com linhas retas e estilo clean. A arquiteta optou pelo uso de cor para realizar contraste com acabamentos e espelho bronze para dar requinte e ampliar espaço

Equipe que comanda Casa Hermosa, Gustavo dos Santos, Paulo Pacheco, Martha Souza e Cláudio Pina em noite de inauguração


Bagé, 20 de junho de 2014

Am b ie n te e Deco r a ç ã o

CONTEMPORÂNEO

Para receber, curtir, compartilhar momentos de prazer, alegria e amizade, as arquitetas Magali Nocchi Colares e Tatiana Pacheco projetaram um ambiente gourmet amplo e prático, valorizado por ilha com mesa espelhada, bancada gourmet, aéreos com cristaleira e painel com TV

Home theater projetado pela designer Martha Souza e a estudante de arquitetura Érica Lopes reproduz ambiente jovem e descontraído, idealizado para estar entre amigos, assistindo TV e filmes favoritos. Foi exaltado o colorido através da laca alto brilho que contrasta com preto e branco dos painéis. Atrás da televisão, a opção foi colocar espelho, dando amplitude e leveza ao móvel. Os nichos servem para dar apoio a livros e objetos de decoração, assim como aparador em “L” situado atrás do sofá Para muitas pessoas, a cozinha é a alma da casa. A beleza deve estar presente, mas a cozinha precisa ser funcional. Partindo da importância deste ambiente, a arquiteta Rachel Morgado projetou uma cozinha moderna e prática. No revestimento da banca, ousou azulejos em patchwork. Outro diferencial é a horta anexada à mesa, que além de enfeitar aromatiza o espaço, proporcionando uma verdadeira experiência sensorial

Bancada de atendimento destinada a apresentações e negociações com clientes foi desenvolvida pelo arquiteto Dagoberto Calzia. Projetada com intenção de atender as necessidades da relação loja x cliente. O principal diferencial é a conexão dos computadores com a televisão, para que os projetos sejam apresentados de forma ampla

11

MP


fashion ople

CONTEMPORÂNEO Bagé, 20 de junho de 2014

pe

Fotos: Divulgação

Fernanda Lucarelli Veiga na Objeto Direto A empresária Anelise Sonza entregando um mimo da moikana by Urban Chic para Guga Barreto e Ester Souza Lopes, um dos casais vencedores da promoção de Dia dos Namorados da Pop Rock

Casa da Amizade e Loja MG, Alda Magda Gaffrée e Alaíde Quadros no chá que comemorou 54 anos da entidade

Ana Paula Pachla e Luiza Medeiros na Sela e Salto Fernanda Tavares e Cris Zago, que veste belíssimo casaco Ton Âge by Nory Boutique, entregando a Gustavo Bulcão a carteira da OAB

Tatiana Louzada e as Filhas Marina e Isadora, modelos por um dia para Strelitza. Clic Diones Alves

Laura Coradini em tarde de compras na Solaetela, recepcionada pela empresária Leilah Kalil Castro

Ana Oyarzábal Guterres e sua tia Ceres Oyarzábal na Lumina

Feliz contemplada com a cesta do Dia dos Namorados da Angélica Pratas e Folheados, Regina Baldissera

Fernanda Cabral desfilando com os filhos, Julia e Henrique para Coqueta. Clic Diones Alves

Ana Walker escolhendo alguns modelitos no Outlet Temppo

Folha do Sul Gaúcho Ed. 1260 (20/06/2014)  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you