Issuu on Google+

Fim do horário de verão traz uma hora a mais de folia no Festival de Marchinhas em Santa Thereza

Fotosa: Tiago Rolim de Moura

CARNAVAL I

CARNAVAL II

Exposição na Casa de Cultura faz resgate histórico da festa em Bagé

Página 11

Página 5

www.jornalfolhadosul.com.br

Gaúcho

FOLHA SUL

R$ 1,50

BAGÉ, SEGUNDA-FEIRA, 17 DE FEVEREIRO DE 2014 - Ano 4 - N° 1026

Interação e tecnologia na vitivinicultura do Pampa

Vinícola Guatambu apresenta aos visitantes processo de elaboração da bebida

POLÍTICA Votação de projeto de reajuste do funcionalismo não deve ocorrer em data desejada pelo Executivo

Página 4

Tiago Rolim de Moura

DEFASAGEM Sindicato dos Trabalhadores Rurais demonstra preocupação com perdas salariais da categoria nos últimos anos Página 6 TRADICIONALISMO Tema “Projeto Social” fará parte de próximos concursos para escolha de prendas e peões

Página 10

OPORTUNIDADE Concurso para Unipampa reúne cerca de sete mil candidatos entre Bagé e São Gabriel Página 10 SEGURANÇA Plantão é mercado por prisões ligadas ao tráfico e apreensão de caça ilegal em Dom Pedrito

Página 14

Na manhã de ontem, a vinícola Guatambu abriu suas portas para dar início à abertura oficial da colheita da uva desta safra. Os visitantes puderam conhecer a história do local e o processo de elaboração da bebida. Os convidados tiveram acesso a informações sobre a produção do vinho e a preocupação com a sustentabilidade para os cuidados como energia e água utilizadas na fabricação de vinho. Uma das atenções para os presentes foi a oportunidade de ajudar na seleção de uvas, que passavam pela esteira. No fim da atividade, após o almoço, os visitantes foram à Estância dos Leões, onde puderam colher os primeiros cachos. Página 12

O TEMPO HOJE Bagé - RS

Sol com algumas nuvens. Não chove.

29º 17º


SEGUNDA-FEIRA

2

17 de fevereiro de 2014

OPINIÃO

ENQUETE Internautas acreditam que lei da obrigatoriedade de guias de turismo em excursões locais não surtirá efeito Nos últimos dias, a enquete do jornal FOLHA do SUL na internet, questionou os leitores sobre a entrada em vigor, desde o dia 10 de janeiro, da lei municipal proposta pelo vereador Divaldo Lara, que determina a obrigatoriedade da presença de Guias de Turismo em excursões realizadas na cidade. Para o parlamentar, a capacitação de profissionais, bem como o acompanhamento, serão fundamentais, até mesmo em vista da proximidade da Copa do Mundo. Perguntamos aos internautas se eles concordam com a medida. Enquete da semana

No último dia 14, o Ministério da Saúde arquivou a denúncia contra o médico cubano Maikel Ramirez Valle, que atua em Candiota, pelo programa Mais Médicos. O profissional realizou um atendimento junto ao hospital de Candiota, o que seria considerado ilegal, tendo em vista que as regras do programa permitem a prestação de serviços apenas junto aos postos de saúde. O caso ganhou repercussão nacional, já que houve denúncia de um médico de Bagé ao Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, que solicitou o descredenciamento de Candiota do programa. O Ministério da Saúde, entretanto, entendeu que houve excepcionalidade do caso, já que se tratava de um atendimento de urgência devido à falta de médico plantonista, naquele momento, no hospital.Entretanto, se o caso se repetir, o município será descredenciado do Mais Médicos. Você concorda com o desfecho do caso?

A resposta NÃO - A inserção de um profissional não surtirá efeito, porque, na atualidade, o município não conta, de fato, com um roteiro claro para os visitantes. Os próprios horários de funcionamento dos espaços são vagos, o que impede, muitas vezes, a realização de uma visitação em um único dia - recebeu 56.1% dos votos. A resposta SIM - Muito se fala em turismo no município, mas, até hoje, a estrutura existente, mesmo com diversos pontos atrativos, carece de condições favoráveis para estimular a visitação. A presença de Guias, não apenas garantirá um plus ao serviço, mas irá torná-lo profissional - recebeu 43.9% dos votos. SIM. A função principal do médico é salvar vidas. Punir o profissional cubano com o descredenciamento seria abusivo, tendo em vista que ele prestou socorro à vítima. Além disso, se o médico plantonista estivesse atendendo naquele momento, o problema não teria ocorrido. Por outro lado, cabe ao município de Candiota garantir o atendimento com profissionais habilitados no hospital - e deslocar o cubano não passou de uma solução paliativa. NÃO. A existência de regras do Mais Médicos é clara: os atendimentos dos profissionais ligados ao programa devem ser prestados dentro de postos de saúde. Embora a repercussão tenha sido maior devido à participação do médico cubano, o município deveria receber uma advertência pela ausência, mesmo que momentânea, do médico plantonista designado para prestar o atendimento. Tanto o Sindicato Médico quanto o Conselho Federal de Medicina agiram corretamente ao denunciar o caso. Participe: www.jornalfolhadosul.com.br Josias Borges

Sem medo do mercado de ações

A oscilação do mercado de ações pode causar uma grande incerteza em grande parte das pessoas que procuram alternativas de investimentos. Comprar um determinado ativo sem ter certeza da rentabilidade, tampouco sem saber se a rentabilidade será negativa ou positiva, parece não ser um bom negócio. Em tempos de mercado acionário de alta, ninguém parece preocupar-se muito com isso, pois os ganhos constantes criam uma certa segurança no investimento em ações, segurança esta que não existe, assim como com o mercado acionário em baixa, cria uma certa expectativa de que ele seguirá assim para sempre. Independente do período, alta ou baixa, o mercado de ações não deve ser avaliado da mesma maneira que avaliamos um investimento em renda fixa, por exemplo. Para investir em ações, sem medo, uma boa estratégia é constituir essas ações ao longo do tempo. Lembre-se de que ação é patrimônio. O detalhe é que este patrimônio tem

seu valor modificado todo dia de acordo com o humor do mercado e a performance da empresa. Constituir uma carteira de ações ao longo do tempo utilizando uma parcela pouco considerável de seus investimentos e sempre reaplicar os rendimentos, fará com que você constitua esta carteira de renda variável (ações), de maneira segura e sem oferecer grandes riscos ao seu patrimônio. Embora esta carteira seja constituída através de uma pequena parte de seu patrimônio, devido ao grande potencial do mercado acionário, este investimento poderá fazer toda diferença nos seus rendimentos. O mercado de ações é um mercado saudável e tem suas regras próprias. O que causa prejuízos, muitas vezes, é o fato de os investidores insistirem em extrair do mercado de ações rendimentos que este não está programado para proporcionar. Investir de maneira madura neste setor tem trazido excelentes resultados ao longo do tempo. Uma ótima semana a todos!

Sérgio Meth

A mesma praça

Diz a lenda (de origem grega) que quando Pandora abriu a caixa secreta dos deuses para ver o que causava tantos ruídos dentro da caixa, dela saíram todos os males para afligir a humanidade. Ao perceber o seu erro, ela teria fechado a caixa. Um ruído ainda havia na caixa. Com muita desconfiança, ela abriu a caixa e ai saiu a Esperança. A Esperança seria assim o espírito que iria nos consolar no meio das tormentas da vida. O filósofo alemão Nietzsche, certa vez, escreveu que a Esperança seria, na verdade, o último dos males da Caixa de Pandora. Nos dias atuais, andar na nossa cidade está começando a se tornar, tal como os males da Caixa de Pandora, uma tortura a nos atormentar. O capim está tomando conta das praças e das ruas, sinais luminosos estão quebrados, já por semanas, e a quantidade de lixo largado nas ruas aumenta a cada dia. A situação está tão ruim que existe tanto mato nos canteiros centrais que acaba se tornando uma aventura atravessar uma rua. Acidentes nos cruzamentos da cidade, onde os sinais luminosos deveriam estar funcionando, se tornaram parte do dia a dia. Cuidado é necessário ao andar nas calçadas para não se escorregar em alguma casca de banana a espreita. Obviamente, a administração de uma cidade do tamanho de Bagé é algo complexo e se torna necessário um desconto para entendermos as limitações da administração, leia-se Prefeitura Municipal. Mas, as pessoas nos cargos da administração são também membros da comunidade e assim como qualquer cidadão, também eles terão que atravessar ruas, passar em cruzamentos ou simplesmente andar nas calçadas. Não basta o anuncio de que será feita uma licitação. Anúncios funcionam da mesma maneira que a Esperança nietzschiana da Caixa de Pandora: ficamos a esperar por algo que “acontecerá”. Acontecerá? Quando? Escrevo estas linhas com a preocupação das aulas que começam agora. Particularmente, os canteiros no meio das ruas se tornaram um perigo tremendo pela falta de visão ao se atravessar as mesmas. Surpreendente é não termos tido nenhuma tragédia maior (que seja conhecida), mas, como na Lei de Murphy, as chances de tal acontecer a partir de agora será infinitamente maior com milhares de jovens indo e voltando da escola todo dia. A Lei de Murphy é aquela que diz que a probabilidade de uma torrada cair com a parte da manteiga para baixo é proporcional ao valor do tapete. Ruas minimamente limpas e sem mato, sinais luminosos funcionando, enfim que andar na nossa querida Rainha da Fronteira não seja uma aventura digna de Tarzan é o que esperamos todos nós que seja feito pela administração municipal. Também não menos importantes são as nossas praças. Motivo de orgulho de todos nós, moradores de Bagé, não podem ser deixadas de lado sem o devido cuidado. Tomar um chimarrão com família e amigos, numa tarde de domingo, numa das nossas praças é um prazer que, muitas vezes, não existem em outras cidades. Após uma semana cansativa em que a população gera a riqueza que sustenta a comunidade, incluindo ai os impostos, que são o combustível do sistema público, nada mais prazeroso que uma tarde ensolarada em um ambiente aconchegante como se espera de uma praça bem cuidada. Deixo, por fim, a sugestão para os gestores municipais de que os canteiros possam ser “adotados” pelas empresas locais, com placas nos canteiros com os nomes das empresas adotadoras. Este procedimento existe em outras cidades gaúchas e traria vantagens para todos. Ao “adotar” um canteiro a empresa se compromete a cuidar e manter ali um pequeno jardim. Com a natural disputa pelo canteiro mais bonito, isto traria beleza e orgulho para a nossa cidade. Mais flores e menos mato. Sérgio Meth é professor da UNIPAMPA – Campus Bagé ANIVERSÁRIOS

- Clarissa Rezende Curra - Vergino Antônio A. Pires - Marcelo Llano de Brito - Arlindo Thomaz - Antônio Cristoldo - Cláudio Fernandes Brasil

- Loren Garcia Medeiros Borges - Micael Martins - Alexandra Moreira Martins - Adriana Gaffrée Burns - Dalva Waiss

facebook.com/JornalFolhaDoSul

Direção

CNPJ. 11.381.681/0001-00 Endereço: Rua Bento Gonçalves, 49-E/ Fones: Assinaturas: (53) 3242-1020 Redação: (53) 3311-3915 jornalismo.folhadosul@gmail.com anunciosfs@gmail.com www.jornalfolhadosul.com.br Impressão Correio do Povo

Administrativa: Jônio Tavares Ferreira de Salles Neto Comercial: Leisa Soria Marketing e eventos: Fabiano Marimon Circulação: Aceguá, Bagé, Candiota, Dom Pedrito, Hulha Negra, Lavras do Sul e Pinheiro Machado

Marcelle Ceolin Repórter Fotográfico: Cristiano Lameira - Tiago Rolim de Moura Colunistas Colaboradores: Afonso Hamm - Dom Gílio Felício -Edgar Muza - Josias Borges - Léo Vieira - Luiz Fernando Mainardi Luís Augusto Lara - Sérgio Meth - Waldir Alves Ramos - Eurico Salis - Fernando Velloso

REDAÇÃO - Editor Geral: Glauber Pereira Subeditor Geral: Felipe Valduga Chefe de Redação: Marcelo Pimenta Coordenadora Comercial: Vanessa Gonçalves Gerente de Circulação: Daniel Guasque Comercial: Fabiana Rodrigues Estagiárias: Giuliana Bruni - Renata Lima Revisão: Gilmar de Quadros Reportagem: Emanuel Müller - Fernanda Diagramação comercial: Diego Almeida Mendonça - Gilmar de Quadros - José Higino Gonçalves - Juliana Andina Diagramação: Cristiano Lameira e Vinícius Silva - Marcos Pintos - Niela Bittencourt - Rochele Barbosa - Stela Vasconcellos -


GERAL

Indicadores econômicos INDICADORES Salário Mínimo Salário Regional TJLP SELIC IGP-M

VALAR ATUALIZAÇÃO R$ 724,00 2014 R$ 868,00 2014 5% a.a. 10% nov. 2013 + 0,29% nov. 2013

MOEDAS COMPRA Dólar Comercial 2,430 Dólar turismo (em R$) 2,395 Euro (em R$) 3,289 Pesos Ur.(em R$) 0,1134 Pesos arg.(em R$) 0,305

VENDA 2,432 2,535 3,291 0,1129 0,305

SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

3

Stela Vasconcellos Divulgação/FS

Campo Novo amplia negócios

Tiago Rolim de Moura

Sandra, Cláudia e Medeiros fecham novo negócio

Mais um franqueado se integra à Mopar Assessoria Alexandre Grehs e João Paulo Ceolin acompanham venda e assistência

por Stela Vasconcellos A empresa Campo Novo, que completou sete anos, vem ampliando a oferta de máquinas, peças e implementos agrícolas de dois anos para cá. Em 2006, eram apenas fertilizantes e, hoje, a equipe acompanha a vida nas lavouras da região, oferecendo assistência especializada. Os sócios-proprietários, Alexandre Grehs e João Paulo Seixas Ceolin, atentes todas as culturas,

Semeadoras

comercializando semeadoras, pulverizadores e carretéis de irrigação. O foco está no produto aplicando, enfatiza Grehs. “A venda está alicerçada no conhecimento”, sintetiza. Além de contar com profissionais treinados na assistência técnica, Campo Novo presta serviço diretamente nas propriedades. O setor de peças complementa a assistência, com dezenas de opções

a pronta-entrega. “O objetivo é suprir as linhas mais complexas. Queremos estar especializados nessas três linhas”. A empresa trabalha com as marcas Vende Tudo Panther, Montana e Setorial. Para plantadeiras e pulverizadores, a assistência é gratuita no primeiro ano, após a primeira safra, garante Grehs, que é sócio-gerente da empresa.

As semeadoras adubadoras semente, tipo balde, em polietileno, discos perfurados para diferentes de arrasto Vence Tudo Panther com capacidade de 38 quilos ou 48 culturas, oferece uma elevada prepossui reservatório individual de litros. Com sistema de dosador por cisão na distribuição dasemente.

Produtos da Montana

A linha Parruda, da Montana Agriculture, é composta por máquinas de sucesso no Brasil, que oferecem vantagens em suspensão, regulagem de bitola, caixa de câmbio com diferencial de 10 velocidades à frente a

duas à ré, tanque principal com duas opções de capacidade e bomba de pulverização com mais força e rapidez, entre outros itens de inovação. O arrasto Ranger proporciona lucratividade, eficiência e durabilida-

de, rapidez e eficácia na aplicação de defensivos. O pulverizador Ranger, da Montana, é feito sob medida para quem gosta de aliar custo por área tratada, com o menor preço dos pulverizadores de sua categoria.

O Hidro-roll Setorial foi desenvolvido para facilitar a prática da irrigação e fertilização em qualquer tipo de terreno.

Sua estrutura reforçada oferece maior estabilidade no transporte. Os modelos são giratórios e o carretel, construído com tubos

retangulares, propiciando maior resistência mecânica à tração da mangueira, evitando que murche a estrutura central.

Irrigação Setorial

Onde: Av. Santa Tecla, 2053 | Fone: 3242-9273

A vontade de ter um negócio próprio surgiu no inicio de 2013, mas Cláudia Jardim e Jacson Medeiros não sabiam ainda qual seria o segmento escolhido. Como eles têm experiência nas áreas Mopar Assessoria, resolveram investir na franquia. Perspectiva de sucesso de um negócio já experimentado; marca consagrada no mercado; empresa premiada pelo PGQP (Programa Gaúcho da Produtividade e Qualidade); reconhecida com o selo Quality Brasil, oferecido pela Sociedade Brasileira de Educação e Integração; capacitação e orientação permanente aos franqueados, entre outras vantagens, contaram na hora da decisão. Cláudia explica que o atendimento vai se estender pela região, embora a sede seja junto à Mopar de Bagé. Os interessados nos serviços de assessoria e consultoria podem solicitar uma visita dos franqueados.

Orientação

O franqueado da Mopar Assessoria conta com o apoio do software Crescendo Juntos, que possui ferramentas de gestão de pessoas e processos. Gestão de Pessoas ( pesquisa de clima organizacional, avaliações de desempenho e normativas,rotatividade, absenteísmo, entrevista de admissão e de desligamento entre outras), Gestão de processos ( implantação e auditoria do sistema 5S e procedimentos operacionais padrão), Planejamento estratégico ( metas, itens de desempenho,analise de ambiente entre outras) se tornam simples e fáceis nas boas práticas. O sistema pode ser utilizado em qualquer empresa independente do número de funcionários, tanto no setor da indústria, serviços ou comércio, assim como na área rural. Sendo assim, os franqueados estão certos de que o negócio, constantemente, possibilita aprendizado e desafios. Segundo Sandra Farias de Moraes, proprietária da Mopar, “o papel dos franqueados é contribuir assessorando nas organizações para o bem-estar comum, visando seu crescimento e elevando a auto-estima do ser humano.

Onde Rua Caetano Gonçalves, 1654 Fone:


4

SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

POLÍTICA

Emanuel Müller

emamuller@gmail.com Presidente quer incluir na pauta projeto que reduz diárias da Câmara e com isso a convocação pode ficar para depois do dia 20

Extraordinárias para votação do reajuste do funcionalismo pode demorar

Divulgação FS

A ideia do Executivo de protocolar a proposta de reajuste do funcionalismo municipal em 5,68%, além do vale-refeição no valor de R$ 9,00, no último dia 14, na Câmara, pode não ter o resultado esperado. A ideia original era de que a realização de sessões extraordinárias para apreciação do projeto ocorresse no dia 19. Entretanto, embora a iniciativa tenha sido encaminhada com regime de urgência, a data ainda não está definida. Como há um prazo regimental de 48 horas para convocação dos vereadores, dificilmente, haverá prazo legal para a realização da sessão no dia 19, como queria o Executivo - sob alegação de que o reajuste poderia ser incluído na folha do mês de fevereiro. Existe outro fator que pode causar empecilho ao governo municipal. O presidente da Câmara, Uílson Morais (PMDB), quer incluir na pauta o projeto que visa à diminuição do valor das diárias no Legislativo. Entretanto, a proposta ainda não está concluída. “Eu vou convocar extraordinárias, mas gostaria que o projeto de redução das diárias estivesse

na pauta. Ainda não tenho uma data definida”, relata Morais. Nos bastidores, comenta-se que as extraordinárias ficariam para depois do dia 21. Inclusive, para a semana seguinte. Entretanto, há um fator político importante. Como um grupo de servidores marcou uma audiência pública para o dia 20, às 18h, no Legislativo, a antecipação de extraordinárias para votar o re-

ajuste poderia “esfriar” o evento. A reportagem apurou que a oposição, em caso de convocação, deve pedir vistas da proposta. Além disso, não haveria disposição de uma representação do Executivo na audiência pública - algo que ocorreu também em 2013, quando o PTB pediu um evento semelhante. Naquela oportunidade, apenas o então líder do governo, Caio Ferreira (PT), compareceu.

No último dia 15, o grupo de servidores realizou um encontro, para finalizar a proposta ao Executivo, e solicitar aumento salarial da categoria. A expectativa é de que hoje a iniciativa seja finalizada para ser levada ao conhecimento dos servidores na audiência pública

que deverá ocorrer dia 20. O projeto visa o fim do complemento salarial através de uma nova proporção de cálculos sobre os níveis, tendo em vista uma alteração no estatuto do funcionalismo já existente. O grupo também avaliou a proposta protocolada pelo Executivo, na Câmara, no

último dia 14, (destaque na edição deste fim de semana da FOLHA do SUL), considerando- a em descompasso com o comprometimento assumido no final da greve de 2013, pelo município, de que haveria um estudo para melhoria da situação dos servidores.

Mobilização

Grupo de servidores reuniu-se no último dia 15 para definir ações

Parera vai a POA tratar sobre municipalização da RSC 473 Munique Monteiro/EspecialFS

O vereador Paulinho Parera (PT) cumpre agenda na capital gaúcha neste dia 17. O parlamentar vai ao Palácio Piratini, onde participa de reunião com o chefe da Casa Civil do governo estadual, Carlos Pestana. O objetivo é tratar sobre a municipalização do trecho da RSC-473. A proposta foi aprovada pela Câmara, em 2013, e transformada na lei municipal 5210, já sancionada pelo prefeito Dudu Colombo. São 4.830 metros que constam no projeto - do Bagé Tênis Clube até o trevo de São Domingos. Em novembro do ano passado, Parera e a vereadora Cláudia Souza (PR) mantiveram os primeiros contatos para agilizar o processo de municipalização do trecho. Agora, o petista tenta acelerar os trâmites, já que como se trata de uma rodovia estadual é necessária a aprovação por parte do governo do Estado - que precisa doar a área ao Município. A proposta também precisa ser aprovada na Assembléia Legislativa. Vereador quer agilizar tramite junto ao governo do Estado

Edgar Abip Muza Muza Visão Geral

Que coincidência! Ou proposital? É claro que não me omito de dar opinião em todos os temas que caem em meu colo. Principalmente após separar a coincidência do proposital. O assunto que trato, hoje, aparentemente nada tem a ver um com o outro. Como sou um senil desconfiado, vou tentar aproximar um do outro. A notícia se espalhou neste final de semana porque vinha sendo mantida em segredo. Mas a imprensa, quando quer, vai a fundo e descobre. Mais uma denúncia de corrupção. Pagamento de propina a dirigentes da Petrobras. A manchete chega a ser assustadora, em primeiro momento, no entanto com uma análise mais profunda, chega-se a conclusão de que o mensalão foi executado pro trombadinhas. Leiam: “Petrobras recebeu propina de empresa holandesa” Auditoria da SBM Offshore aponta pagamento de 30 milhões de dólares de suborno para fechar contratos de aluguel de plataformas do pré-sal. Como funcionava o esquema? “Em 10 de abril de 2012, a empresa holandesa SBM Offshore, a maior fabricante de plataformas marítimas de exploração de petróleo do mundo, iniciou uma investigação interna para apurar denúncias de que funcionários de suas subsidiárias pelo mundo corrompiam autoridades para conseguir contratos com governos e empresas privadas, entre 2007 e 2011. Há duas semanas, as conclusões da investigação foram publicadas na Wikipedia, a enciclopédia colaborativa da internet. Os documentos mostram que houve pagamento de propina em Guiné Equatorial, Angola, Malásia, Itália, Cazaquistão, Iraque e no Brasil, onde funcionários e intermediários da Petrobras teriam recebido pelo menos 30 milhões de dólares para favorecer contratos com a companhia holandesa”. Alguns afirmarão:”Viram como não somos exclusivos em propina?” Nos documentos, agora tornado público, consta o pagamento de propina de 3% do valor do contrato, ficando 1% com o intermediário e 2% com diretores da Petrobras. José Antônio de Figueiredo, funcionário de carreira da Petrobras há 34 anos, trabalhava no departamento de compras internacionais na gestão José Sérgio Gabrielli, tratou da renovação do aluguel de uma plataforma de petróleo sem ter de passar por licitação. Em maio de 2012, já sob o comando de Graça Foster, foi promovido a diretor de Engenharia, Tecnologia e Materiais e membro do conselho de administração. Coincidentemente, após o início da investigação por parte da empresa Holandesa, José Sérgio Gabrielli resolveu trocar a presidência da então maior empresa brasileira, por um cargo na prefeitura da Bahia. Afirmei aqui neste espaço que ele não pediu demissão. Ele foi forçado a pegar o boné. Já estava circulando a notícia do mau negócio na compra de uma empresa petrolífera nos Estados Unidos que deixou um “rombo” na Petrobras. O Figueiredo na época era quem determinava a necessidade, ou não, de uma licitação. Como alguns contratos foram realizados sem a devida licitação, aí é que morava a corrupção. E a propina era fornecida aos facilitadores do negócio. Esta é a notícia atual. Em véspera de eleição tornase uma bomba. Com estamos acostumados, pode passar “de chapéu na nuca” pela maioria da população. Pois bem, onde está a justificativa minha para o título que encabeça a coluna de hoje? Leiam:‘Comentaristas na TV em extinção’. Pois é assim a coisa. Tem muita gente que acompanha praticamente uma emissora de televisão e seus noticiários. Eu acompanho quase todos. Três críticos do SBT foram demitidos. Eles tinham opinião própria. Porém, e sempre há um porém, no caso da propina na Petrobras, se deram mal. Sentaram o “porrete” e a pressão política fez o dono do SBT demiti-los. Os que foram mandados embora são: Denise Campos de Toledo, Carlos Chagas e José Nêumanne Pinto. Segundo consta, o atual diretor de jornalismo do SBT, é muito ligado ao presidente do PT, Rui Falcão, que teria pedido a demissão dos três. Como se sabe, ainda existem muitas dúvidas a respeito da quebra do banco Panamericano, do Grupo Silvio Santos, e a decisão tomada pelo governo teria facilitado o fechamento das contas, em que o simpático proprietário do grupo ainda saiu com muito dinheiro no bolso. Então nada mais natural do que retribuir o favor. Coincidência ou proposital?


GERAL

SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

5

Exposamba reúne arquivos históricos da festa popular

A história do carnaval na Casa de Cultura

Tiago Rolim de Moura

Um trabalho realizado por um grupo de ex-alunos do curso do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - Carnaval (Pronatec), Organização de Eventos, dá as primeiras batidas para o começo do carnaval. A “Exposamba” reúne na Casa de Cultura Pedro Wayne até o dia 6 de março, com a intenção de resgatar a história da festa mais popular do Brasil, registros fotográficos, fantasias e sambas enredo que já brilharam na passarela da cidade. A diretora da casa de cultura, Anacarla Flores, fala sobre a importância do local receber este tipo de projeto. “É um resgate histórico das escolas e blocos carnavalescos e a casa de cultura acolheu essa ideia”. A gestora ainda lembrou que atividades como esta acabam se tornando uma preparação para o carnaval de rua. “Nós não podemos deixar o carnaval morrer. O carnaval é um segmento importante na cidade”. Para finalizar, Anacarla diz que espera a todos na Exposamba: “esperamos todos os públicos”. O local fica aberto de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, sem fechar ao meio dia. Muitos visitantes é o que também espera um dos organizadores da exposição, o exaluno do Pronatec e vice-presi-

dente da Associação Bageense de Entidades Carnavalescas (ABEC), Zé Cláudio Pinto. Ele contou que a primeira edição do evento ocorreu em dezembro do ano passado, quando a turma de Organização de Eventos concluiu o curso. Porém um grupo de sete alunos, mais duas pessoas envolvidas com a festa, resolveram ampliar a exposição e começaram a buscar mais arquivos. “Nós fomos nas associações, pegamos os endereços das entidades carnavalescas e fomos em uma por uma pedindo fotos”. Pinto acrescenta que a questão de Bagé não ter o registro histórico da festa era discutido em sala de aula e despertou os estudantes para a questão.O vice-presidente da ABEC relata que apesar da falta de costume de receber pessoas interessadas em arquivo do carnaval, o grupo foi bem recepcionado. “ Agora está começando, aos poucos, a acontecer a história do carnaval”. O trabalho não deve parar, o grupo pretende dar seguimento a exposição e ampliála. “Queremos saber como o carnaval acontecia na Sete de Setembro. Por enquanto não temos muitas fotos de desfile. A maioria são dos barracões”. A mostra deve voltar a acontecer pelo menos uma vez por ano, garante o organizador.

Vivência na folia Um dos visitantes da Exposamba foi o carnavalesco e compositor, Domingos Sávio Robaina Meneses. Nele, a exposição despertou lembranças e saudade. “É interessante poder

Público prestigiou a exposição

ver as escolas no ontem e no hoje. É uma forma de poder perceber a evolução das entidades”. Meneses que viver o carnaval 24 horas por dia, 365 dias por ano, como afirma, relatou

que viu a exposição com um olhar profundo. “É uma injeção de ânimo. O carnavalesco vem aqui e pode até achar as fantasias engraçadas, mas se vê o quanto a sua escola ou bloco melhorou”.


6

SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

Mercado agrícola Produtos

RURAL

Acompanhamento de preços recebidos pelos produtores do Rio Grande do Sul Unidade Mínimo Médio Valores em reais

Arroz em Casca Feijão Milho Soja Sorgo Granífero Trigo Boi para Abate Cordeiro para Abate Suíno Tipo Carne Vaca para Abate Leite (valor líq. recebido)

50 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg Kg vivo Kg vivo Kg vivo Kg vivo Litro

33,50 120,00 21,00 60,50 18,40 30,00 3,70 3,50 2,90 3,30 0,71

Máximo

35,64 137,82 23,19 62,48 19,37 31,95 3,95 3,94 3,09 3,54 0,85

3.02.2014 a 7.02.2014

39,00 180,00 26,00 67,00 21,30 33,50 4,05 5,20 3,50 3,70 0,99

Fonte: EMATER/RS-ASCAR

“Uma das maiores perdas acumuladas do piso salarial está aqui”, diz Brasil Com a data base do piso regional prevista para 1º de março, a meta dos trabalhadores rurais de Aceguá, Bagé e Hulha Negra será reverter um quadro considerado ainda injusto. Isto é o que revela o vice-presidente do Sindicato e coordenador de Departamento de Assalariados, Saúde e Previdência Social, Milton Brasil.

Em entrevista concedida à FOLHA do SUL, Brasil destacou que, nos últimos anos, a categoria foi uma das que menos foi beneficiada no período de reajustes. “No início do plano real, quando o mínimo nacional era de R$ 100, o trabalhador rural recebia R$ 142,36. Contudo, hoje, enquanto o mínimo regional é de R$ 868, nossa base é

R$ 750”, aponta. E acrescenta: “é um dos piores do Estado”. “É muito pouco. Pelo rigor do trabalho, que é pesado, que expõe o trabalhador à chuva e ao sol. Além disto, com descontos para habitação, alimentação e INSS, o que vai para a mão do trabalhador não chega nem a R$ 600”, evidencia.

tes do Estado, como na região Norte”, conta. Apesar disto, Brasil argumenta que “o mínimo deveria ser, no mínimo, o piso regional do RS”. Ou seja, R$ 868,00. “Hoje o trabalhador é mais exigido em termos de capacitação. Também é polivalente, atendendo diversas demandas. Queremos, assim, que o retorno seja mais justo”, defende.

O vice-presidente do Sindicato destaca que as negociações são aguardadas. “Mesmo sendo para março, sabemos que deverá se estender. Mas penso que o importante é mudarmos este panorama. O Estado, quando aprovou o novo piso regional, este ano, na Assembleia Legislativa, teve unanimidade. Assim, espero que isto reflita, também, para os trabalhadores do campo”, conclui.

Valor ideal Brasil aponta que as tratativas neste sentido já iniciaram. Lembrou que as demais cidades (fora Bagé, Aceguá e Hulha Negra), como Candiota, realizam suas próprias negociações. “Em Candiota, o salário é de R$ 773, mais R$ 77,30 de insalubridade. O que já é um pouco melhor”, revela. Para ele, o ideal seria algo em torno de R$ 890. “Como já vem sendo aprovado em par-

ABHB prepara mais uma edição do PampaPlus

A Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), em parceria com a Embrapa e o Núcleo de Estudos de Produção de Bovinos de Corte e Cadeia Produtiva (NESPRO – UFRGS), vai promover nos dias 20, 21 e 22 de março, a VI edição do Curso Internacional de Melhoramento de Bovinos de Corte – PampaPlus. Este ano, as atividades serão realizadas na sede da Embrapa Pecuária Sul, em Bagé. As inscrições podem ser feitas até o dia 19 de março. A ficha de inscrição está disponível no site da ABHB (na seção de documentos). Após preenchida, a mesma deve ser enviada, junto ao comprovante de pagamento, para o e-mail secretaria.hereford@braford. com.br. A Associação oferece condições especiais para turmas, com descontos de 20% para inscrições de cinco alunos (válido até o dia 27 de fevereiro). Informações pelo telefone (53) 3242-1332.

Divulgação/FS

Curso internacional de melhoramento de bovinos de corte acontece em março na Embrapa

Investimento O valor da inscrição para o público em geral é R$ 250. Já para os associados da ABHB é de R$ 150. O investimento para estudantes e criadores inscritos

no PampaPlus é de R$ 100. Inspetores técnicos credenciados na ABHB são Isentos. Os valores têm 10% de desconto até o dia 20 fevereiro.


SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

7


8

SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

SOCIAL

“Estilo e bom gosto são características inerentes à alma. Dinheiro não os compra por mais que queira” MP

Paralelo entrevista A jornalista Ana Carla Garmendia é bageense radicada em Paris. Clic Luiza Garmendia

E

la partiu de Bagé em 1986 sabendo onde queria chegar. Determinada, Ana Clara Garnendia formou-se em Jornalismo pela PUCRS para integrar a lista das mais respeitadas jornalistas de moda do país. Colaboradora de revistas do calibre de Vogue e it blogueira, a capricorniana nascida em 4 de janeiro mora em Paris de onde bateu um “pingue-pongue” esperto com a coluna, direto do seu apartamento, localizado bem ao lado da biblioteca François Miterrand. Sem rodeios, a jornalista respondeu as perguntas da pauta com personalidade ao falar sobre as suas lembranças da infância bageense, sobre a sua vida na Europa e, claro, sobre moda. Com vocês, Paralelo Entrevista com Ana Carla Garmêndia. 1. O que representa para ti colaborar com revistas poderosas do mundo fashion, como a Vogue, por exemplo? Uma conseqüência de um trabalho feito com muita dedicação. E também fruto do meu network. 2. Como é a tua rotina na “Cidade Luz”? Rotina normal. Acordar, trabalhar, ir à academia, almoçar e sair pela cidade para fotografar. Na agenda sempre há exposições ou, ainda, lançamentos nas lojas. 3. O que há na França que falta ao Brasil? Chocolate Praliné da confeitaria Maliturne. 4. O que há no Brasil que falta à França? Os meus amigos e a minha família. O calor humano. Amo meu país. 5. Qual a tua definição de moda e quando iniciou teu relacionamento com essa cena? Moda para mim é algo que entra no coletivo e que todo mundo faz. Pode ser uma roupa, uma música, um restaurante. Meu relacionamento com a moda começou quando era bem pequena. Eu tinha pesadelos e minha mãe falava para pensar em roupas bonitas. Ali começou meu sonho e minha realização. 6. O que representa para ti cobrir a Paris Fashion Week, semana de moda mais badalada do planeta? Hoje é algo normal. Chego a pensar: Afff mais uma! (Risos). Mas quando comecei fiquei realmente muito feliz. Ainda fico, mas hoje tenho muito trabalho, então é uma semana muito dura, onde nada pode sair errado. Tenho uma empresa e muitos clientes importantes para atender. E isso é uma pressão maravilhosa, mas não posso deixar

de me superar. 7. Quais os teus estilistas prediletos? Rick Owens, Stella Mcartney e Chloé. 8. Como vez a atual conjuntura da moda brasileira? Não vejo. Acompanho apenas a moda internacional. Prefiro não falar de um assunto onde não estou envolvida para dar minha opinião. 9. O que não pode faltar no guarda roupa de Ana Carla Garmendia? Sapatos italianos. Camisetas e camisas, uma calça preta justa e alguns vestidos de tricô. 10. Qual a tua melhor lembrança da infância? Os finais de tarde em família quando ficávamos à volta da lareira tomando chimarrão e os parentes e amigos iam visitar. As longas noites de afeto e conversa com meu pai. O cachorroquente que minha mãe preparava no café da manhã de nossas férias de julho. Os finais de tarde no Cantegril. 11. Há previsão de vinda à Bagé? Não. Sempre penso, mas não consigo chegar. Mas um dia chego. 12. Ana Carla Garmendia por Ana Carla Garmendia? Determinada e tímida. Voilà!


SOCIAL

SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

9

Restô luxo.com A cena gastronômica promete iniciar a temporada 2014 bombando na Rainha da Fronteira. Em março, mais um restô com proposta diferenciada chega para somar ainda mais nobreza ao menu de opções dos bageenses. O nome ainda é segredo, mas, a coluna adianta que o local será onde fora o Moranguinho, restaurante localizado naquele belíssimo casarão de estilo eclético (leiase 1941) na Bento Gonçalves. Sua proprietária é Eloni Monteiro, bageense que partiu há exatos vinte anos para estudar Administração e trabalhar em São Paulo. Em busca da qualidade de vida singular que temos por aqui, Eloni retorna trazendo na bagagem idéias sofisticadas que já estão sendo colocadas em prática numa obra que promete agradar em cheio os amantes da excelência. A arquiteta Joelma Mendes está responsável por assinar o trabalho de restauração criando ambientes que contarão a história do local lincada ao conforto contemporâneo para almoços ao meio dia e eventos à noite – com serviço gourmet completo. Outro ambiente top será o sunset lounge. Pensado para a happy hour, ele terá o charme que esses espaços must have sugerem com atmosfera para bons drinques, finger foods e música de qualidade. O serviço estará a cargo do chef Paulo Roberto, mestre gourmet que passa temporada em São Paulo aprimorando-se na arte de preparar sushi. Ainda esta semana Paralelo dará rasante na obra prometendo trazer os detalhes em primeira mão até vocês. Bagé realmente torna-se referência gastronômica no interior gaucho. Qualidade de vida também é comer bem. Nara Maria e Valter José Pötter, proprietários da premiada Guatambu Estância do Vinho, brindando os 39 anos de casamento

Flash News

Depois de curtir as férias no Morro de São Paulo, Bahia, Mateus Marin deu rasante na city antes de retornar à rotina porto-alegrense

Iolanda Silveira com a filha Flávia em recente tour por Istambul, Turquia

Simpatia de mãe para filha: Dorinha Romero com sua Laura em tarde de beleza no salão de Marcos Senna

Jerônimo Costa e Tamires Chen na Plaza Santo Domingo, em Cartagena, Colômbia

· Os personagens de capa da revista Donna ZH deste domingo foram Zeca Brito, Luíza Ollé, Eguer Viana e Rafael Tombini, caps do Maria do Bairro – pioneiro no retorno dos blocos de rua carnavalescos em Porto Alegre. No inicio era apenas uma caixinha de som para 20 pessoas, hoje, o Maria do Bairro reúne mais de 20 mil foliões na Rua Sofia Veloso no bairro Cidade Baixa. #Bárbaro! · Artista que vem chamando a atenção pela arte detalhista que cria é Thales Fraga. Com pouco mais de 20 anos, o jovem coloca em suas obras a sensibilidade evidente que confere vida ao traço. Alooou galerias bageenses, procurem saber mais sobre o cara. · Quem desfruta do conforto majestoso do condomínio Imperiale, em Punta, são Miriam e Jorge Kaé + Júlia + Jorginho. · Em Floripa, a atriz Alice Simões Pires. Também na “Ilha da Magia” estão Fabiana e Fábio Lucas. No Cassino, as amigas Berenice de Souza e Núbia Juliani. Em Londres, Lucas Egas. Também na Europa Adriana Cleary + James + Katherine + Geórgia em tour por Inglaterra, França, Holanda e Suíça. Na temporada de inverno parisiense, Chelei e Lindonor Peruzzo Júnior. · Ao sunset do último sábado, Maíra Valente Casarin disse Sim a Aury Lopes em bonita cerimônia na Ilha das Flores, às margens do Guaiba. A noiva usou modelo assinado por Carolina Isoppo, estilista conhecida pelas esplêndidas grinaldas de cristal que assina.


SEGUNDA-FEIRA

10

17 de fevereiro de 2014

GERAL

Concurso da Unipampa leva mais de 7 mil candidatos à disputa O concurso público da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), com o objetivo de preencher um total de 107 vagas, divididas em 35 cargos de funções técnico-administrativa, ocorreu na tarde de ontem, dia 16, em Bagé e São Gabriel. As oportunidades para candidatos com formação de nível médio, técnico e superior com remuneração mensal que variam de R$ 1.912,99 a R$ 3.138,70, acrescido de auxílio-alimentação no valor de R$ 373, foram disputadas por 7.811 concorrentes. O cargo mais procurado foi Auxiliar Administrativo, em que a densidade ficou em 186 candidatos por vaga, para o campus Bagé. Uma das concorrentes do concurso foi Munique Monteiro, que fez a prova na escola São Pedro, apesar de ser jornalista e de haver vagas para a sua profissão, ela optou pelo cargo de Assistente Administrativo, que têm 20 vagas a disposição. “Há somente três vagas para jornalismo em todo o Estado, enquanto que para administrativo somente para Bagé são 20 vagas”, justifica a escolha.

Resultados

Tiago Rolim de Moura

Candidatos chegam à Universidade Federal do Pampa para início da prova

A profissional comenta, que assim como ela, muitos que têm ensino superior optaram por fazer a prova para o nível médio. “Decidi me inscrever porque primeiro ainda não havia feito nenhum concurso, então, um pouco foi pela experiência, e o maior motivo é buscar uma estabilidade profissional que só um concurso pode proporcionar”. Munique conta que não estudou muito, mas deu uma revisada no conteúdo com o auxílio de páginas do Facebook, de estudo coletivo: “não achei difícil o conteúdo, penso que esta bem acessível”. Como está de férias,

ela voltou para a cidade somente para fazer o concurso, e espera ter ido bem na prova. Além dela, quem também entrou na disputa por uma vaga de Assistente Administrativo foi a engenheira florestal, Cristiane Menezes. A candidata relatou que a prova estava fácil e acredita que tenha se saído bem, apesar de não ter tido uma rotina de estudo. “ Algumas questões eram até meio banais”. Cristiane, assim como a maioria dos seus colegas de sala de aula, deixaram o local de prova no tempo mínimo estipulado, uma hora e meia após o começo.

Os gabaritos preliminares da empresa organizadora www. velmente a partir das 19h de hoje, da prova serão divulgados na in- fundatec.org.br e universidade de acordo com informações da ternet, nos endereços eletrônicos www.unipampa.edu.br, prova- Fundatec.

Seminário prepara prendas e peões para os próximos concursos O II Seminário de Peões e Prendas da 18ª Região Tradicionalista (RT) ocorreu, ontem, durante o dia todo, no CTG Campo Aberto. Organizado por peões e prendas, o evento contou com a participação de cerca de 50 pessoas e debateu questões ligadas à cultura regional e às maneiras de vivenciá-la. Entre os temas debatidos estiveram “O que a cidade mostra do campo”, com Severino Rudes Moreira, e “Vivência e convivência no Tra-

Cursos presenciais e a distância.

• Administração - 800h • Enfermagem - 1600h • Segurança do Trabalho - 1200h MATRÍCULAS ABERTAS /senacrsoficial

Senac Bagé

@senacrs

Rua Marechal Floriano, 1456 Fone: 3242.7233 senacrs.com.br/bage

dicionalismo Gaúcho”, com a diretora cultural da 18ª, Paula Oliva. O coordenador da 18ª RT, Gilberto Silveira, comentou que o evento cumpriu o seu papel de congregar prendas e peões e informar sobre os assuntos do dia-a-dia do público. Entre estes, a fala do Rudes Moreira que abordou o campo na cidade, levando em consideração o contexto da região da Campanha. O palestrante se utilizou de dinâmica de grupo para

expor suas ideias. Já a diretora cultural abordou as regras dos próximos concursos de prendas e peões, estadual e regional, que terão representantes de Bagé. Uma das novidades, contadas por Paula,foi a inclusão do quesito projeto social, que deve ser cobrado nos próximos concursos. Sendo assim, quesitos como simpatia e boas maneiras perderão parte do seu valor, como explicou Silveira.


GERAL

SEGUNDA-FEIRA

11

17 de fevereiro de 2014

Uma hora a mais de folia em Santa Thereza

Quem pode aproveitar uma hora a mais de festa,com o fim do Horário de Verão, foram os foliões que lotaram o Centro Histórico de Vila de Santa Thereza para mais uma noite de carnaval “No tempo da Marchinha” realizada há seis anos e embalado ao som de música do início dos anos 20. Com a proposta de resgatar a memória do local, que abrigava bailes para os trabalhadores das Charqueadas no final da produção de charque,

Fotos: Tiago Rolim de Moura

Milhares de bageenses brincaram o carnaval

os bailes seguem os moldes antigos e agradam aos visitantes. Pela primeira vez no carnaval de Santa Thereza, Sonia Maria Domingues Moreira diz que adorou a experiência e vai voltar para outra noite de folia. “É lindo. Melhor que isso não existe”. A foliã conta que as marchinhas lembram a sua juventude e trazem saudade. “Eu pulo carnaval desde criança”. Para abrilhantar a festa Sonia investiu em um chapéu com flores. “Eu comprei para vir no

Para o casal Alves não existe rivalidade

baile”, afirma. Quem também investiu no visual para a noite de festa foi Lady Lu. Ela preparou uma roupa especial para o primeiro baile que foi em Santa Thereza. O que mais chamou a sua atenção foi o respeito. “Aqui é uma festa familiar. Todos se respeitam”. Ela disse que já deixou de participar de festas de rua, pois nem sempre o comportamento das pessoas é respeitoso. “ Aqui eu posso dançar em paz”.

Grenal no carnaval

O casal de gremista e colorado é presença garantida “No tempo da marchinha”. Denise e Claudir Alves curtiram a folia com as camisetas dos seus times para mostrar que no amor e no esporte não tem lugar para a rivalidade. “No esporte não precisar haver rivalidade”. A paz também continua na hora do jogo, segundo Denise. “Torcemos para times diferentes, mas nos respeitamos”. Além de aproveitar o carnaval, o casal mata

a saudade da juventude. “Essas músicas são do meu tempo de jovem”, comenta Denise. Mais carnaval “No tempo das marchinhas” ainda terá mais uma noite de carnaval no próximo sábado, dia 22, a partir das 20h30min. No local também são vendidos os tradicionais pastéis e bebidas, com renda revertida para a Associação Pró Santa Thereza. Além do espaço de comercialização de máscara e outros adornos carnavalescos.


12

SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

GERAL

Convidados puderam acompanhar processo de produção da bebida

Guatambu abre a sua colheita da uva junto ao público A vinícola Guatambu abriu suas portas, ontem, para os apreciadores do vinho. Os visitantes puderam conhecer a história do local e o processo de elaboração da bebida. Além de colher as primeiras uvas brancas da safra, dando início a colheita da uva branca. Para contar um pouco da trajetória da Fazenda Guatambu e da família Pötter, proprietária do negócio, foi mostrado um vídeo, relembrando os principais acontecimentos até a chegada da vinícola. Outro ponto de destaque descrito pela família é a preocupação da empresa com a sustentabilidade e com a preservação do Bioma Pampa, pensando nisso a arquitetura do local foi planejada de forma a

não afetar o meio ambiente e não destoar das paisagens da região, investindo numa arquitetura parecida com as fazendas e no resgate da história dos 56 anos do agronegócio. Já quando o assunto é sustentabilidade, a Guatambu possui um projeto piloto, que utilisa placas para capturar a energia solar, a ideia deve ser expandida em breve para que o sol seja fonte completa de energia. A empresa também usa água captada da chuva, que passa por um processo de tratamento. O sucesso da vinícola é garantido, segundo o proprietário, José Valter Potter, pois a família não esquece do conceito: foco no trabalho, dedicação, inovação e diversificação.

Quando o assunto é o processo pelo qual passa uva antes de virar vinho e chegar até a mesa do consumidor, entrou em cena a enóloga Gabriela Potter. Para entrar na indústria, onde tudo ocorre, os visitantes precisaram vestir uniforme, com avental e toca, na intenção de manter os padrões de higiene. Logo de saída, foram mostrados os tanques que armazenam a uva já processada, que aguarda o tempo certo para sofrer novos processos. Além de ver, os visitantes também puderam colocar a mão na massa e ajudar na seleção de uvas, que passavam pela esteira. Quem viveu essa experiência aprovou; foi o caso do marqueteiro, Erizoli Oliveira da Silva . Ele contou que é um amante do vinho e possui uma pequena produção em

sua fazenda somente para consumo da família. Para conhecer a vinícola, Silva veio de Guaíba, cidade onde mora. Porém, já percorreu distâncias ainda mais longas, tudo para conhecer como a bebida chega a sua mesa. “Nós conhecemos vinícolas espanholas e chilenas. Somos adeptos ao vinho”, comenta o marqueteiro, que enfatizou também a importância da produção para a região. “Tomou uma dimensão planetária e abre muitas janelas para o mundo”. Ele descreve a sensação de selecionar as frutas: “é incrível ver a natureza se transformando”. No fim da atividade, após o almoço, os visitantes foram à Estância dos Leões, onde estão plantadas as parreiras, e colherem os primeiros cachos de uva branca.

Fazendo o vinho

Fotos: Tiago Rolim de Moura

Visitantes observam o processo de elaboração do vinho

Público pode ajudar na seleção da fruta

Silva se diz um apreciador da bebida


SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

13


14

SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

SEGURANÇA Traficante conhecido como Gordo é preso na “boca” que levava o seu nome Divulgação/FS

Motorista não ficou machucado

Caminhão carregado tomba na BR 153 Um caminhão saiu da pista e capotou na BR 153, Km 584, município de Hulha Negra, no último sábado, dia 15, por volta das 16h. O veículo estava carregado

de rejeito para adubo, mas o material não foi danificado. O condutor saiu ileso do acidente. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) está apurando as causas do acidente.

OBITUÁRIO Evanes da Rosa, 38 anos, trabalhador rural, casado com Sirlei da Silva Santiago. Residia no Assentamento Conquista do Cerro, Candiota. Deixa os filhos Alairton, Iohana, Alan Junior e Iago. Silvia Nunes Bittencourt, 84 anos, dona de casa, viúvo. Residia na rua Barão do Amazonas, 180, Centro. Deixa o filho Adriana de Fátima. Cesar Fernando Trindade Silveira, 49 anos, funcionário público municipal, solteiro. Residia na rua Juvêncio Lemos, 392, Centro. Deixa o filho Pedro Ciríaco. Maria Luiza Lopes Garcez, 80 anos, aposentado, viúva. Residia na rua Walmor Not, 1598, Centro. Deixa os filhos João Gaspar, Cleiber, Vera Malvina. Teodoro de Ornelas, 80 anos, aposentado, casado com Maria Iracema de Ornelas. Residia na rua Padre Germano, 299, Getúlio Vargas. Deixa os filhos Maria Claudete, Dora Denise, Douglas Alberto, Maria Ivonete, Marta Rosanir, Olga Alberdanha Cardoso, 99 anos, dona de casa, viúva. Residia na rua Gaspar Silveira Martins, 98, Estrela Dalva. Deixa os filhos Wilson, Valdoir, Vilma, Valnira.

Tiago Rolim de Moura

Depois de mais de um ano de monitoramento realizado pelo departamento de inteligência da Brigada Militar, na última sexta-feira, dia 14, por volta das 21h30min, os policiais do Pelotão de Operações Especiais (POE) prenderam em flagrante Elisandro Gomes da Silva Azambuja, 23 anos, vulgo Gordo. O traficante foi encontrado na Boca do Gordo, local que levava o seu apelido, no bairro Prado Velho, em uma parada de ônibus, localizada na rua 741. Os agentes explicaram que eles estavam fazendo patrulhamento

de rotina e que foram informados que Azambuja estaria com toda a droga no local. Sendo assim, os policiais o abordaram e encontraram cerca de 70g de maconha; com Azambuja ainda estavam dois menores, um deles, segundo o POE, seria o tesoureiro e estava com R$ 97, em cédulas pequenas, o que facilita o troco e é uma das características da comercialização de drogas, além de outro adolescente que seria um consumidor. O traficante foi levado para o Presídio Regional de Bagé.

O que parecia ser apenas um furto de celular acabou em recuperação de veículo na noite do último sábado, dia 15. A Brigada Militar recebeu um telefonema, às 20h, informando de que um cidadão teve o seu aparelho de celular furtado, e que o autor do crime havia fugido em um Gol preto. Na rua Dr. Penna, uma guarnição da policia visualizou um carro com as mesmas características informadas e o abordou. No Gol estavam, além do motorista, Roger Machado Leonel da Silva, 22 anos,

mais seis pessoas. Depois de verificar a situação do carro, a Brigada Militar descobriu que o veículo placas INY 0976, encontrava-se desde às 16h de sábado em ocorrência de furto. Silva ainda apresentava sinais visíveis de embriaguez, o que foi comprovado pelo teste do bafômetro. Sendo assim, foi dada voz de prisão e o indivíduo foi conduzido com os demais que estavam no veículo até a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, onde foi feito o fragrante de embriaguez ao volante e o condutor foi levado para o Presídio Regional

de Bagé. Os demais, depois de identificados, foram liberados.

Ainda na mesma noite de sábado, por volta das 21h20min, outra guarnição do POE, em patrulhamento de rotina, no bairro Ivo Ferronato, abordaram dois homem, um de 22 anos e o outro

menor de idade, 17 anos. Com eles foi encontrado cerca de 7g de maconha e R$ 22 em dinheiro trocado. A dupla estava sentada em frente ao Centro Comunitário do bairro, na rua 156.

Ambos foram levados para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), o menor foi liberado, logo em seguida, e o maior responderá por posse de entorpecente.

Na madrugada do último dia 15, a Patrulha Rural da Brigada Militar de Dom Pedrito, em ação, na estrada da Serrinha, abordou um veiculo Gol. No interior do carro foram encontrados cinco animais silvestres, sendo três tatus e duas

mulitas, todos abatidos. Também foi encontrado um revólver calibre 22, com sete munições, sendo três deflagradas. O condutor do veículo foi preso em flagrante por crime contra a fauna e porte ilegal de arma de

fogo, conduzido ao Pronto Socorro e, após, à Delegacia de Polícia para lavratura do Auto de Prisão em Flagrante. O veículo foi recolhido ao depósito pois estava com licenciamento atrasado e o condutor não tinha habilitação.

Azambuja foi pego na parada de ônibus, onde costumava vender drogas

Furto de celular acaba em recuperação de veículo Divulgação/FS

Silva foi levado ao Presídio

Posse de entorpecente no Ivo Ferronato

BM efetua prisão em Dom Pedrito por crime contra fauna e porte ilegal de arma


ESPORTES

15

SEGUNDA-FEIRA 17 de fevereiro de 2014

Guarany define o primeiro Bar temático está se consolidando amistoso Sérgio Galvani/EspecialFS

Depois de folgar no domingo, o grupo de jogadores do Bagé volta, hoje, aos treinamentos, com o treinador Murilo Costa e o preparador físico Andriani Padilha. Durante a semana, novos atletas começam a treinar no Pedra Moura, alguns em fase de avaliação. Nos próximos dias, o departamento de futebol profissional deverá acertar amistosos contra equipes da região, dentro do processo de intensificação do trabalho preparatório à segunda divisão de profissionais, que começa em

março. Na relação do GE Bagé com sua torcida e a comunidade em geral, vale o registro de que o bar temático, no estádio Pedra Moura, em funcionamento, diariamente, a partir das 19h, vem registrando movimento intenso. A cada noite, as atrações musicais se renovam. “É um espaço que se consolida e todos são convidados a frequentálo”, diz o presidente em exercício, Eduardo Silva Mendes, destacando o apoio constante de diretores, que se revezam a cada noitada.

As conquistas do judô Novos frutos do trabalho do Projeto Descobrindo Talentos, coordenado pela professora Maísa Tolledo Pereira e desenvolvido pela Secretaria Municipal da Juventude, Esporte Treinamentos da equipe para temporada 2014 começam essa semana e Lazer, foram colhidos no fim A abertura oficial da tem- Omar Souza, sendo completada rubro está sendo recuperado, de semana. Na parceria com a equipe porada de 2014, pelo Guarany, pelo supervisor Sérgio Rochel, os treinamentos, a partir de está confirmada para quarta- massagista Birinha e roupeiro quinta-feira, serão realizados no da Academia Tatsuya, do sensei feira, 19 de fevereiro, às 19h, Luís Jardim. E, também, serão Complexo Esportivo Presidente na sede Belchior Silva Dias, apresentados os atletas já acerta- Médici. O Milan, equipe amadora no estádio Antônio Magalhães dos com o clube, grupo formado, Rossell. Na ocasião, a direto- basicamente, por jogadores até da Grande Porto Alegre, será o ria vai apresentar a comissão 23 anos de idade, entre eles pelo primeiro adversário alvirrubro na técnica, formada pelo treinador menos seis que serão trazidos temporada, no dia 8 de março, Ben-Hur Marchiori, auxiliar por Marchiori. Igualmente serão no estádio Antônio Magalhães técnico Jesus Antônio Munhoz integrados ao elenco vários joga- Rossell. A delegação visitante Padilha (Totonho), preparador dores comandados por Totonho ficará alojada no Centro de Treifísico Roberto César Silveira na bem-sucedida equipe sub-17. namento e Formação de Atletas Como o gramado alvir- do Guarany, em área do Militão. Padilha e treinador de goleiros

Gilmar Severo, a equipe participou de importante competição de judô, em Canoas, obtendo medalhas de ouro com Igor Leite Sena, sub-13; prata, Lohanny Soares, 13, Isabela Soares, 15, e Thassiele Garcia Batista, sub-18; bronze, Ricardo Soares, sub-13, Deivid Garcia e Matheus Jardim, sub-18.

Resumo esportivo higinobage@yahoo.com.br

GAUCHÃO – Em evento-teste para a Copa do Mundo, no Beira-Rio, o Internacional goleou o Caxias por 4x0, gols de Rafael Moura e Fabrício, dois cada. GAUCHÃO (II) –Amanhã, na abertura de nova rodada, o Internacional, equipe de melhor aproveitamento no campeonato, enfrentará o Juventude. AMISTOSO – Como visitante, o Brasil de Farroupilha, do treinador bageense Gilmar Gasparoni (Suca), empatou em dois gols com o Glória de Vacaria, que contratou o experiente goleiro Marcelo Pitol. CARIOCA – O Fluminense, com dois gols de Walter, o Gordo, que jogou apenas os 15 minutos finais, goleou o Boavista por 4x1. Também no sábado, Macaé 0x0 Nova Iguaçu, Friburguense 3x0 Audax Rio, Cabofriense 1x0 Resende. PAULISTA – São Paulo e Portuguesa de Desportos ficaram no 0x0. Outros jogos de sábado: Botafogo de Ribeirão Preto 3x1 Mogi Mirim, XV de Novembro de Piracicaba 3x2 Oeste de Itápolis, Comercial de Ribeirão Preto 0x0 São Bernardo, Atlético Sorocaba 1x0 Ponte Preta. SEXAGENÁRIO – Hélio Francisco Dutra da Silva, o popularíssimo Cambau, completa, hoje, 60 anos ao lado de familiares e amigos. Ele foi zagueiro juvenil do Guarany, tendo como treinador o saudoso professor José Peri Ungaretti, sendo diretor na época Ildefonso Flores. Teve, também, uma breve passagem pelo São Paulo de Rio Grande, na época treinado por Sérgio Satte.

15/02/14 FEDERAL

1º 66.752 2º 69.547 3º 32.412 4º 56.885 5º 97.514 MEGA-SENA Nº 1574 06 27 28 33 46 48 LOTOMANIA Nº 1427 07 11 12 16 25 29 34 40 41 54 63 64 67 70 71 83 88 93 94 96

LOTOFÁCIL Nº 1019 01 02 03 04 05 07 08 10 12 17 18 20 21 22 23 QUINA 3418 53 59 67 72 75 DUPLA-SENA Nº 1255 Primeiro sorteio 04 07 14 27 32 41 Segundo sorteio 05 06 12 29 36 47


www.jornalfolhadosul.com.br

BAGÉ, SEGUNDA-FEIRA, 17 DE FEVEREIRO DE 2014

Gaúcho

FOLHA SUL


Folha do Sul Gaúcho Ed. 1157 (17/02/2014)