Page 1

RECORDES

Os 70 anos da Cabanha Firmeza entram para história ao registrar maior faturamento de um remate de equinos no país e o maior da raça crioula no planeta: R$ 6,5 milhões Página 6 www.jornalfolhadosul.com.br

Gaúcho

FOLHA SUL

R$ 1,50

BAGÉ, SEGUNDA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2013 - Ano 3 - N° 1095

Festival Internacional de Cinema da Fronteira encerra quinta edição com sucesso

O legado para as futuras gerações Fotos: Renata Lima

POLÍTICA Câmara entra no último mês do período ordinário com projetos polêmicos Página 4

NATAL Lar Santo Estêvão reúne padrinhos e crianças em programação festiva

Página 11

Na noite do último dia 30, um grande espetáculo marcou o encerramento do 5º Festival Internacional de Cinema da Fronteira, que culminou com a cerimônia de premiação. O grande vencedor do festival na mostra regional foi “Vozes que Ouvi”, de Antônio Almeida, laureado com melhor filme, melhor direção, e com o prêmio Memória e Patrimônio - História da Cidade. O filme também foi o primeiro selecionado para a Mostra Internacional do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa. As ações realizadas durante o evento já deixam saudade em Bagé. Na Mostra universitária, “Lembranças de Maura” recebe três prêmios. A expectativa para 2014 é de um crescimento ainda maior da programação, devido ao envolvimento de estudantes e a participação cada vez maior dos bageenses nas oficinas desenvolvidas no período pré-festival. Página

PROTESTO

CONCURSO Aplicação de provas para agentes de saúde e visitadores do PIM envolvem expectativa e apreensão

Página 12

5

SACERDÓCIO

BRAVO A emoção de quem acompanhou a apresentação de uma orquestra pela primeira vez

Página 12

SANGUE Problema técnicos atrasam coleta do Hemocentro de Pelotas e geram reclamações Página 13 O TEMPO HOJE Bagé - RS

Comunidade utiliza arte para cobrar rapidez na reforma da Escola Justino Quintana

Página 11

Emoção marca a ordenação de padre bageense que irá atuar em Rio Grande

Página 13

31º 15º

Céu claro, com predomínio de sol ao longo do dia


SEGUNDA-FEIRA

2

2 de dezembro de 2013

OPINIÃO

ENQUETE

Sérgio Meth

Internautas aprovam instalação de ambulantes no Calçadão

A resposta SIM - A transferência dos ambulantes para um local específico e adequado trará inúmeras vantagens: não comprometerá a circulação de pedestres junto às calçadas; não trará competição desleal aos comerciantes que tem, em suas portas, os ambulantes; e, ao mesmo tempo, será uma forma de tornar a profissão destas pessoas regularizada e adequada - recebeu 66,7% dos votos.

Durante a semana, a enquete apresentada na página do jornal FOLHA do SUL, na internet, abordou a proposta da prefeitura de Bagé apresentada a entidades do município que prevê a instalação dos ambulantes que atuam junto às calçadas da cidade no Calçadão. O projeto, que prevê o uso do local por um período inicial, conta com espaços delimitados (140 x 75 cm), cobertos e padronizados. Neste sentido, questionamos aos leitores se eles concordavam com a medida apresentada.

A resposta NÃO - Além dos espaços previstos não terem abrangência suficiente para os ambulantes se instalarem, são pequenos – essa medida é apenas paliativa e, simplesmente, adiará a resolução de um problema que atinge a cidade há alguns anos - recebeu 33,3% dos votos.

Enquete da semana

A organização. Personalidades de renome nacional e internacional trazem experiências e orientações sobre a produção de filmes e documentários, sejam eles curtas ou longas metragem. As parcerias com a iniciativa privada proporcionam uma diversidade de temas, desenvolvendo o estímulo criativo de cineastas, estudantes ou simplesmente admiradores da Sétima Arte.

O Festival Internacional de Cinema da Fronteira encerrou no último dia 30 com sucesso. Mais uma vez as mostras, oficinas e programações atraíram pessoas de todo o mundo para Bagé. As produções locais tem cada vez mais destaque e o estímulo para a realização de filmes traz à tona a realização de trabalhos de destaque, sejam eles amadores ou profissionais. Agora, a mobilização da comunidade é para que a Unipampa ofereça um curso de Cinema. Na sua opinião, qual o segredo para o sucesso do festival?

A popularização. O acesso aos equipamentos também ficou mais barato. Escolas e universidades estimulam os alunos a trabalharem com cinema, transformando projetos acadêmicos em reflexos da atuação de um segmento ou da sociedade como um todo. A possibilidade de um curso superior vai atrair um olhar ainda maior sobre Bagé e a tendência é a qualificação das produções realizadas. Participe: www.jornalfolhadosul.com.br

Josias Borges

Títulos públicos: investimentos seguros e rentáveis Os Títulos Públicos Federais não representam nenhuma novidade para quem acompanha este espaço. É a modalidade de investimento considerada mais segura dentro de uma economia, e, por consequência disso, com imensa procura por parte de investidores locais e internacionais. A lógica do mercado financeiro nos diria que os Títulos Públicos, por serem considerados os mais seguros, apresentariam as menores taxas de rendimento certo? No campo teórico sim, entretanto, esta modalidade de investimento vem apresentando uma excelente performance, superando com folga outras aplicações, como muitos CDBs e a poupança. Talvez você esteja se perguntando o motivo disso. Uma das causas certamente é a inflação, a outra é as taxas de juros praticadas no Brasil. Para compreender melhor, vamos observar as características de cada título: Nota do Tesouro Nacional - NTN: estes títulos têm como característica principal a correção do seu dinheiro através da inflação, adicionando um cupom de juros além da inflação ao seu capital. É a garantia de um ganho real, ou seja, rentabilidade superior a inflação. Caso a inflação esteja alta (como vemos hoje), o investidor irá re-

ceber maiores quantias referentes a inflação, além de receber uma taxa de juros. Esta taxa, idealmente é de 6% ao ano, podendo oscilar de acordo com a taxa Selic. No curto prazo estes títulos podem oscilar positivamente ou negativamente. Letra Financeira do Tesouro - LFT: a principal característica destes títulos é o seu risco. Por ser um título que vai pagar ao investidor o desempenho da Taxa Selic, é praticamente impossível que as LFTs apresentem remuneração negativa. Este título só cresce, apresentando rentabilidade maior ou menor, de acordo com a variação da taxa Selic. Notas do Tesouro Nacional - NTN: as NTNs são títulos extremamente interessantes, por serem pré-fixados. Pré-fixado significa que você já sabe quanto irá resgatar no final do investimento, no vencimento do título. Esta modalidade é ultra-conservadora, por se tratar de um título público e por se tratar de um investimento pré-fixado. Lembrando: não é por ser conservador, que a rentabilidade é baixa. Este investimento permitirá a você ampliar seus rendimentos na medida em que a Taxa Selic estiver mais elevada no momento da compra. Pense nestas possibilidades e tenha um ótimo dia.

Parlamento

A ideia de três poderes independentes é relativamente recente, datando da época das revoluções Americana e francesa, no final do século 18. Mas sempre existiram câmaras de debates e de votações de leis desde a antiguidade. O senado romano e cartaginês sao exemplos destas instituições. Mesmo a presença de um rei ou imperador não iria prescindir de tal instituição, por maior que fosse o poder de tais monarcas. Mas a forca politica pequena do legislativo e a dependência em relação ao monarca sempre foram fatores que deixaram margem a desmandos do poder executivo, ou seja do monarca. Conhecidos são particularmente as atitudes dos imperadores romanos que muitas vezes pouco caso faziam do Senado. Calígula chegou ao extreme de nomear seu cavalo favorite senador, aparentemente com pouca resistência da “oposição”. De qualquer forma protestar nesta situação apenas levaria ao premio de ser decapitado. A decapitação “rápida” era reservada aos cidadãos romanos, enquanto que a crucificação lenta e dolorosa era para os não romanos. Com o advento do Iluminismo e das revoluções que se seguem, os parlamentos passam a ter função importantíssima dentro das modernas democracias. Os governos democráticos, tanto republicas como monarquias que se multiplicam, inicialmente na Europa e mais tarde mundo afora, ao longo do Seculo 19 se veem forcados a ter estas instituições sobre o risco de não haver legitimidade para os atos do governo. Governos ditatoriais sempre querem fechar estas casas, ou pelo menos tê-las sob controle. Um parlamento combativo, com debates e discussões é sintoma evidente de uma democracia forte. Um parlamento em que pouco se discute e que os atos do legislativo são aprovados quase sempre “por unanimidade” e sem maiores problemas são indícios de falta de liberdade politica ou pelo menos de um executivo desproporcionalmente forte em relação ao legislativo. Nos dias de hoje, muitos são aqueles que falam que têm “saudades” da ditadura, ou que prefeririam ver o Congresso fechado. Mas a maioria nem mesmo se apercebe do que está dizendo. Querer apedrejar o parlamento sem no entanto entender como as forces politicas funcionam eh como tentar matar uma mosca com um tiro de canhão, provavelmente a mosca irá morrer mas vai levar junto muito mais. Nossa câmara dos vereadores, em Bagé, é um bom exemplo da necessidade de uma casa de debates legislativos. Certamente muito é debatido ali, tanto a situação como a oposição são atuantes e combativas, com varias discussões sendo muitas vezes veiculadas pela imprensa. Podemos assim ter certeza de que pelo menos em parte, varias das demandas e queixas da população são com certeza conhecidas pelo executivo que não pode assim se eximir de suas responsabilidades. Como diria Churchill: a democracia é um sistema horrível, mas ainda não inventaram nada melhor.

Sérgio Meth é professor da UNIPAMPA – Universidade Federal do Pampa – Campus Bagé

Aniversário

josias.borges@gbinvestimentos.com.br

Fabiana Rodrigues

- Morvan Meirelles Ferrugem - Antônio José Almeida Fuchs - Selmar Garcia - Edson Paiva Junior - Jorge Maubrigades - Edma Moraes Porto - Fabiana Teixeira - Fabiane Gadea - Maria Eni Moreira Zabala - Maria Beatriz Massondo Pereira

facebook.com/JornalFolhaDoSul

Direção

CNPJ. 11.381.681/0001-00 Endereço: Rua Bento Gonçalves, 49-E/ Fones: Assinaturas: (53) 3242-1020 Redação: (53) 3311-3915 jornalismo.folhadosul@gmail.com anunciosfs@gmail.com www.jornalfolhadosul.com.br Impressão Correio do Povo

Administrativa: Jônio Tavares Ferreira de Salles Neto Comercial: Leisa Soria Marketing e eventos: Fabiano Marimon Circulação: Aceguá, Bagé, Candiota, Dom Pedrito, Hulha Negra, Lavras do Sul e Pinheiro Machado

Marcelle Ceolin Repórter Fotográfico: Cristiano Lameira Colunistas Colaboradores: Afonso Hamm - Dom Gílio Felício -Edgar Muza - Josias Borges - Léo Vieira - Luiz Fernando Mainardi Luís Augusto Lara - Sérgio Meth - Waldir Alves Ramos - Eurico Salis - Fernando Velloso

REDAÇÃO - Editor Geral: Glauber Pereira Subeditor Geral: Felipe Valduga Chefe de Redação: Marcelo Pimenta Coordenadora Comercial: Vanessa Gonçalves Gerente de Circulação: Daniel Guasque Comercial: Fabiana Rodrigues Estagiárias: Giuliana Bruni - Renata Lima Revisão: Stela Vasconcellos Reportagem: Emanuel Müller - Fernanda Diagramação comercial: Diego Almeida Mendonça - Gilmar de Quadros - José Higino Gonçalves - Juliana Andina Diagramação: Cristiano Lameira e Vinícius Silva - Marcos Pintos - Niela Bittencourt - Rochele Barbosa - Stela Vasconcellos -


GERAL

Indicadores econômicos INDICADORES Salário Mínimo Salário Regional TJLP SELIC IGP-M

VALAR ATUALIZAÇÃO R$ 678,00 2013 R$ 770,00 2013 5% a.a. 10% nov 2013 + 0,26% julho2013

MOEDAS COMPRA Dólar Comercial 2,335 Dólar turismo (em R$) 2,230 Euro (em R$) 3,172 0,379 Pesos Ur.(em R$) Pesos arg.(em R$) 0,1104

VENDA 2,337 2,440 3,175 0,379 0,1104

Eletroágua Iluminação reinaugura hoje Ao completar 14 anos, o grupo Eletroágua - que começou com os irmãos Leandro e Leonardo Hendler Hahn e depois abriu a Eletroágua Iluminação – reinaugura, hoje, uma loja contemporânea, que exibe um belo show room de luminárias. A nova Eletroágua Iluminação, de propriedade de Quéli Hendler Hahn, abre hoje ao público na esquina entre a avenida Tupy Silveira e a rua Fernando Machado. Até o dia 7, a loja terá descontos de até 50%. Uma ação social vai arrecadar brinquedos para crianças carentes até o dia 15. São cerca de três mil itens em produtos. Chamam a atenção de quem chega os lustres de cristal e a variedade em iluminação de jardim. Quéli salienta que a empresa tem completo setor de iluminação para paisagismo, decoração infantil e casa em geral.

Foto: Gleider Ayres

Complemento

3

Stela Vasconcellos Maria La Teja inicia promoção hoje A grande temporada de Natal começa hoje na Maria La Teja. “Criamos este evento com a intenção de convidar nossas clientes para conhecer nossa nova coleção. Começa, neste dia, uma super promoção que vai até 31”, explica a empresária Débora Campos. Todas as compras realizadas com pagamento à vista ou no crédito de uma mais uma prestação terão 20% de desconto. O prazo vai parcelar em até seis vezes, em todos os cartões.

A empresária Daniele (Dani) Campos mostra que a loja ganhou um espaço com peças das coleções passadas, pelo preço fixo de R$ 49. Há shorts jeans, vestidos, blusas e calças, além de uma variedade grande de peças com um preço especial. Durante o mês, a loja fará sorteios de brindes, como cheque-presente e outras surpresas. Todas clientes que realizarem compras a partir de hoje estarão concorrendo.

Onde: Av. Mar. Floriano, 1389 Fone: 3311-4404

Imobilar arrecada brinquedos

Quéli apresenta mostruário aceso

Show room Com 150 metros quadrados, a loja se diferencia pelo mostruário da área de vendas. Basta ligar e todos os modelos podem ser conferidos acesos. Os lustres de cristal custam

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013

menos do que o consumidor imagina, já que há modelos menores e cheios de detalhes a partir de R$ 335. Novidades na linha de led

também se destacam, como fitas, mangueiras e lâmpadas. Até velas de led são opções de presente neste Natal. O estoque oferece ainda dezenas de modelos de abajur e cúpulas.

Quéli relata que o prédio obra, até ficar pronto. A Eletro- elétrico e hidráulico agora será passou por mais de um ano de água especializada em material ampliada Onde: Av. Tupy Silveira, 1801 Fone: 3241-0088 E-mail: iluminação@eletroagua.com.br

Visando beneficiar crianças de Bagé, a equipe da Imobilar realiza anualmente a Campanha Natal Solidário. A iniciativa arrecada brinquedos novos, que são distribuídos a crianças carentes. Neste ano, os beneficiados serão os alunos da escola municipal do bairro Habitar Brasil, que, no dia 14 de dezembro, receberão a visita do Papai Noel e uma grande festa preparada pela empresa. A iniciativa parte dos colaboradores da empresa, que não medem esforços para bus-

Foto: Stela Vasconcellos

Doações são benvindas

car contribuições. Além disso, muitas empresas parceiras e condomínios administrados pela Imobilar participam campanha. As doações podem ser entregues na sede da Imobilar.

Onde: Av. Sete de Setembro, 641 Fone: 3242-2378

Núria muda Árvore Solidária Neste ano, a Árvore Solidária da Núria está com novos enfeites. São cartões feitos pelos assistidos do Caminho da Luz. Os cartões estão à venda na loja pelo valor de R$2,50 e 100% do valor será em benefício da

instituição. Os cartões são muito coloridos e criativos e certamente serão muito apreciados por aqueles que receberem. No ano passado, a árvore exibiu cartinhas da Casa da Menina.

Onde: Rua Caetano Gonçalves, 831 Fone: 3242.4238

Gylson Collares em Bagé O bajeense Gylson Collares, hairdresser do badalado Il Giardino de Porto Alegre e visagista formado em Paris, estará no salão de Marta Delabari nesta segunda-feira, para cuidar pesso-

almente do dia da noiva da irmã, Simoni Collares. Em breve, Gylson retorna a Bagé para atender as clientes que se anteciparam e agendaram seu horário. Informações: 3242.0853.


4

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013

Emanuel Müller

POLÍTICA emamuller@gmail.com

Projetos como a alteração de alíquota de prestadores de serviços pelo SUS e contratações emergenciais devem voltar à pauta

Câmara deve ter nova rodada de polêmicas esta semana

Pricilla Reis

Engana-se quem pensa que as discussões desta semana, no Legislativo, serão mais calmas. Assuntos “encardidos” prometem novos embates entre as bancadas governista e de oposição. Embora as dissidências quanto à votação da Lei Orçamentária Anual e Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2014 tenham colocado PP e PTB de lados opostos quanto ao pedido de vistas de Antenor Teixeira às propostas, é bem provável que os partidos voltem a estar unidos. A certeza é a discussão sobre o projeto de lei, de autoria do Executivo, que altera a alíquota do Imposto Sobre Serviços nas áreas de saúde, assistência médica e congêneres, de 1% para 2% desses serviços credenciados ao SUS. A oposição, em especial o PTB, alerta para o risco de os atuais prestadores de serviços pedirem o descredenciamento e, por conseqüência, prejudicar o atendimento da população. Os governistas alegam que trata-se de uma adequação constitucional e, embora haja lei municipal sobre o assunto, a legislação federal estabelece o percentual mínimo que deve ser cobrado.

Outro projeto que em vistas e volta à discussão é o que altera legislação municipal e cria seis novas vagas de ronda e quatro de farmacêuticos na Secretaria Municipal de Saúde. A dúvida que paira é sobre a tramitação dos projetos que preveem a contratação emergencial de 60 agentes comunitários de saúde

e 23 auxiliares de saúde bucal. As propostas tramitam desde setembro na Câmara e a oposição sempre conseguiu barrar o andamento. Os projetos relativos às contratações aguardam parecer jurídico na Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final (CCJ), que devem ser conhecidos esta semana.

Comenta-se, nos bastidores do Legislativo, que o governo poderá utilizar uma estratégia semelhante à de Antenor Teixeira (PP) há cerca de duas semanas. Com propostas tendo ultrapassado o prazo regimental estacionadas nas

comissões, o progressista pediu em plenário a nomeação de um relator para acelerar a tramitação das matérias. O governo poderia fazer o mesmo no caso dos projetos envolvendo a contratação emergencial dos agentes de saúde.

Um dos temais mais polêmicos levado à tribuna pela vereadora Sônia Leite (PP) é a obra que prevê a pavimentação na RSC-473, a estrada Bagé-Lavras. Sônia criticou a viagem do governador Tarso Genro à China, enquanto o trabalho realizado na rodovia estadual segue a passo de tartaruga. “A população clama e necessita do termino desta obra. Quantos milhões serão gastos com esta comitiva? Será que este valor não poderia vir para terminar

este asfaltamento?”, questiona a progressista. Há poucos dias, Sônia deu uma cutucada indireta aos dois deputados estaduais da região. Sem citar nomes, a vereadora fez uma crítica a Luís Augusto Lara e Luiz Fernando Mainardi. Ao defender a atuação do presidente da Assembléia Legislativa, Pedro Westphalen, que encaminhou uma moção de apoio assinada por todos os deputados estaduais ao ministro

da Educação, Aloísio Mercadante, para o curso de Medicina em Bagé, Sônia desabafou. “O deputado Pedro Westphalen foi eleito para atuar como deputado e trabalha muito, não precisa ficar ocupando outros cargos no Executivo”, dispara Sônia. A progressista ainda complementou. “Aposto que em 2014 temas como Anel Rodoviário e a estrada Bagé-Lavras devem acelerar porque é ano eleitoral”, reitera.

Vereadores voltam a analisar propostas causadoras de divergência entre situação e oposição

Estratégia

Sonia Leite questiona obra da Bagé-Lavras mais uma vez

Edgar Abip Muza Muza Visão Geral

O ano está terminando como começou

Para que não pensem coisas do “arco da velha”, o título sugere ampliação do que quer dizer “terminar como começou”. Ora, o Brasil está vivendo uma onde de denuncias (algumas fundamentadas, outras nem tanto) que começou nos correios. Por causa de uma “ninharia” de quatro mjl reais, atiradas no colo de um funcionário indicado pelo PTB de Roberto Jefferson, o país está passando por uma “depuração” jamais vista. Tenho a impressão que o José Dirceu, e seus comparsas de governo, se pudessem voltar no tempo, não tentariam, com gravação e tudo, jogar a “culpa” no Robertão. Negociariam a “divida” de campanha, em parcelas iguais e sucessivas. Acontece que tem muita gente que, ao assumir um cargo de chefia, “se acha”. Pensa que tudo pode. Ou por outra, imagina que se “na ditadura podia, porque na democracia não vai poder?”. Então para não divagar muito e confundir os leitores, os quatro mil reais foram os culpados. O Robertão, que não é “flor que se cheire”, ao ver que os “malandros” queriam se livrar da “pagar á conta”, primeiro advertiu e depois denunciou. Prestou um grande serviço à nação, não tenho dúvida. Mas só denunciou porque não pagaram a fatura. De lá para cá, principalmente quando Lula deixou de ser presidente, ás instituições tem funcionado plenamente. Não é só no caso mensalão. Em tudo. Agora nada vai para debaixo do tapete. A imprensa livre tem “conseguido” informações e denunciado fatos. La vem a Policia Federal, Ministério Público, Controladoria da República e todas as instituições fiscalizadoras, para cima dos fatos. Investigação completa. Acaba dando no que deu. Prisão dos mensaleiros. Não pensem que eu concordo com tudo que é denunciado? Grande coisa, dirão os leitores, o senil concordar ou discordar. É verdade, sei disso. Mas comento e dou opinião mesmo correndo o risco de errar. Como já errei muitas vezes. Agora não contem com minha omissão. Hoje a realidade dos presídios brasileiros está nas páginas de jornais e revistas. É o caos. Mas porque só agora vem á tona? Porque grandes nomes da política nacional foram presos. Um golpe mortal na impunidade. As damas que foram para a prisão estão tomando banho frio. Convivem com baratas. Têm um vaso sanitário a ser dividido entre 10 delas. Os colchões estão direto no chão. Não tem beliche. Tomam sol em conjunto. É uma perseguição a quem outrora vivia em apartamentos luxuosos? Não. É a realidade de nossos presídios. O preso comum, que rouba uma galinha, sofre há muito tempo com estes problemas. Como a Constituição afirma que “somos todos iguais perante a Lei”, azar do goleiro. Mas pelo menos a população fica sabendo que não pode haver privilégios. Por um lado é bom porque os governos vão começar a investir na melhoria dos presídios. Não para dar conforto aos presos comuns. Isso deveria ter sido feito antes da prisão dos “magnatas”. O ano está terminando como começou. Denúncias e mais denúncias. Agora com ingrediente novo: Eleições. Abrandaram as TTdenúncias contra Paulo Maluf, coisa que acontecia sempre em ano pré-eleitoral. Dois motivos levaram ao abrandamento. Ele foi importante na eleição do Haddad em São Paulo. O Lula conseguiu coligar com o “velho corrupto” como sempre foi taxado. Aliás, propiciou a frase que vai ficar para a história política brasileira: “Agora somos todos iguais”. O inimigo em São Paulo é outro. O objetivo de todo o partido é ocupar o governo. São Paulo é importante para a concretização de projetos de governo. Então o alvo agora é o PSDB. O mesmo que está por ser julgado pela participação do mensalão de Minas. O Azeredo, que já foi presidente do PSDB, usou do mesmo sistema denunciado pelo Jefferson. Agora, mais denúncias, em que pese a fonte não confiável, que estão sendo investigadas. Que bom para a democracia. Nada vai para debaixo do tapete. Pelo menos a oposição (tem isso no Brasil?) está sendo “detonada” onde é mais forte, em São Paulo. Estou a imaginar as “baixarias” da campanha eleitoral. Principalmente nas redes sociais. Não há nada tão ruim que não possa piorar. Mas faz parte do jogo. Tenho uma única duvida e que divido com os leitores. Em dezembro, começa o período de recesso. Normalmente, seguindo o ditado popular, o país começa a funcionar após o carnaval. Os processos. Os protestos. As denúncias. As investigações, continuarão durante o recesso?. A imprensa continuará divulgando a movimentação dos mensaleiros presos? Aqui outra frase popular: Se correr o bicho pega, se parar o bicho come. Se acompanhar os movimentos dos presos, estarão dando notoriedade, até eleitoral, para as “figurinhas”. Se parar corremos o risco que eles sejam tratados com certa mordomia. Que venha logo o carnaval. Concordam?


GERAL

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013

5

Zeca Brito diz que evento se legitimou como integrador da produção local e internacional

Todo festival tem seu fim

O V Festival Internacional de Cinema da Fronteira oterminou, na noite do último asábado, depois de uma cerimôunia que agregou a sétima arte

à musica e ao feminino, assim como a proposta desta edição. Apresentações musicais, destaque para o músico e ator africano, Mamadu Baio, com

intervenções cinematográficas e vozes femininas, homenagem e premiação finalizaram o evento que começou no dia 25 de novembro.

reconhecimento dos jurados, mais mde 3 mil estudantes, além de avaliamdores técnicos, foram os ganhadores ado Cine Fronteirinha. Na modalidarde, mais de 20 curtas-metragens de ,dois minutos de duração concorrearam, produzidos pelos estudantes de o áescolas municipais, da rede estadual me de instituições de ensino da cidade ade Lavras do Sul. “Nós levamos

cinema para dentro da escola e realizamos um sonho que para muitos era impossível”, declarou uma das cineastas idealizadora do projeto, Bere Borges. Uma das premiadas na categoria Campanha Social foi a estudante do 8ª ano da E.M.E.F. Antônio Fued Kalil, localizada no bairro Passo das Pedras, Caroline Silva Paiva. Responsável pelo rotei-

ro de “Pense Nisso”, que fala sobre a prática de bullying no colégio. “ Eu fiquei surpresa com o prêmio. Não estava esperando”, comentou a vencedora. Além dos pequenos, o talento do Núcleo de Audiovisual da Pessoa Idosa (Napi) também foi reconhecido com a exibição de curtas produzidos no núcleo, que lhe renderam o prêmio de menção honrosa

o o Cine Fronteirinha s Os primeiros a receberem o

aMostra internacional . Depois, foi a hora de agraciar oos curtas que disputaram a Mostra uInternacional Competitiva. Que oteve vencedor nas categorias de

Melhor Roteiro, Melhor Ator, .Melhor Atriz e Melhor diretor de aFotografia, que premiou Pedro Jorage “A navalha do meu avô”, como o .o ganhador não estava presente, o patrono do festival, Jean-Claude aBernardet, que atuou na produção orepresentou o diretor. Além do sprêmio, o teórico também levou mpara casa o troféu São Sebastião, asímbolo do evento. “Eu estou surspreso e feliz. Espero poder seguir .contribuindo com o festival”.

o m Mostra universitária O Os melhores curtas que con,correram na Mostra Universitária stambém foram conhecidos. Entre éeles, o filme, “27 corações”, de Cris eAdelyn, produzido por estudantes a ,da Universidade Federal do Pampa m(Unipampa) campus Bagé, que leavou o premio de Melhor direção de ofotografia e Melhor direção de arte. a .O melhor filme da região a Para fechar a premiação e da categoria, “Vozes que ouvi”, r ,de Antonio Almeida, conta a -história do Rádio em Bagé e ,ganhou Melhor Direção e Meolhor Filme, além do e Prêmio sMemória e Patrimônio – história

Padilha recebeu prêmios por Xerife da Fronteira

Vencedores

Mostra internacional

Melhor Roteiro: “Cabeça Papelão” - Juliana Calasang e Quiá Rodrigues Melhor ator: Jesuita Barbosa – filme “Melhor amigo” Melhor atriz: Sandra Dani, pelo filme “Linda, uma história horrível” Melhor diretor: Pedro Jorge, com o filme “A Navalha do Avô” Melhor filme: “Bába 105” Menção honrosa: “Os Filmes estão Vivos”

Mostra Universitária Baio se apresentou Alice Simões Pires

Mostra regional

Na Mostra Regional, que exibiu as produções locais, o destaque foi para os curtas realizados a partir das oficinas de cinema, que fazem parte do festival e ocorrem durante o todo o ano. Entre eles, o Cerco, de Federico Bonani, que ganhou o troféu

por melhor direção de arte e melhor atriz. Outra produção local que foi reconhecida foi “ Xerife da Fronteira”, de Tamile Padilha, que recebeu Melhor Trilha Sonora, Melhor Fotografia e Prêmio Patrimônio e Memória, categoria Personagem.

da cidade, sendo agraciado com R$ 1,5 mil . “Em qualquer tipo de arte não se faz nada se não tiver espaço e oportunidades e elas foram dadas pelo festival de cinema”, ressaltou Almeida. Ele acrescentou que independente de qualquer troféu, o filme é um presente para Bagé e uma forma de resgate histórico. Para a surpresa de todos, o diretor artístico Padilha recebeu prêmios por Xerife da Fronteira do evento, Zeca Brito, subiu ao palco e comunicou que o Melhor para a mostra internacional o portanto “ Vozes que ouvi” é a Filme da mostra regional, está Festival de Cinema Itinerante primeira produção selecionada automaticamente classificado da Língua Portuguesa – FEStin, para o festival.

O fim Para Brito a quinta edição do Festival Internacional de Cinema da Fronteira se tornou de fato internacional, no seu mais pleno significado. O fato é justificado

Fotos: Renata Lima

pela qualidade das produções de fora do Brasil que foram exibidas. “ Filmes como a Batalha de Tabató foi premiado no Festival de Berlim e teve a sua segunda apresentação

na América do Sul, aqui em Bagé”. O diretor artístico declarou ainda que o evento legitimou a sua ideologia de integrar a produção local com a internacional.

Melhor direção de arte: Daniel Miragem – do filme “27 corações” Melhor desenho de som: Rafael Nadai e Elionai Dias - filme Lembranças de Maura Melhor montagem: Isabel Cardoso – filme O matador de Bagé Melhor direção de fotografia: Eduarda Nevel – filme “27 corações” Melhor Roteio: Gabriel Paixão – “Catálogogargola” Melhor atriz: Berta Zemel – filme “Lembranças de Maura” Melhor ator: Gabriel Paixão – filme “Cena” Melhor direção: Bruna Lessa – filme “Lembranças de Maura” Melhor Filme: “Lembranças de Maura”

Mostra Regional

Roteiro: Eduardo Sousa, Fabiane Lazzaris, Jefferson Wayner, Mariane Roca e Óli Caetano – filme “Duas Casas” Direção de fotografia: Edison Larronda, João Vicente de Oliveira – film “Xerife de Fronteira” Direção de arte: “O Cerco” Montagem: Jefferson Wayner – filme “Auto-destruição” Trilha sonora: Ricardo Belleza e Power Band – filme” Xerife de Fronteira” Melhor atriz: Mayara Rodrigues – filme “O Cerco” Melhor ator: Lucas Trindade – filme “O Mensageiro” Menção honrosa: “Narradores de Bagé” Melhor Direção: Antonio Almeida, Edison Larronda, Tom Peres e Paulo Renato Pinheiro – filme “As Vozes que Ouvi” Melhor filme: “As Vozes que Ouvi”

Prêmio Memória e Patrimônio

Categoria História da Cidade: “As Vozes que Ouvi”, de Antonio Almeida, Edison Larronda, Tom Peres e Paulo Renato Pinheiro Categoria Personagem: “Xerife de Fronteira”, de Tamile Padilha Categoria Oralidade e Memória: “Causos e Memórias”, equipe NAPI Bagé Categoria Lendas e mitos: “A origem do Monstro da Panela do Candal”, de Larissa Soares Categoria Patrimônio Arquitetônico: “Vaidosas Casas”, de Edison Larronda Categoria Patrimônio Natural: “Duas Casas”, de Mariane Rocha Categoria Patrimônio Esquecido: “Por que um Teatro”, de Tom Peres, Helen Cortezolli e Paulo Renato Pinheiro Categoria Patrimônio Perdido: “Ferreiro”, Luis Gustavo Esteves Categoria Patrimônio Artístico: Reminiscências, Edison Larronda e Diogo Ferreira Categoria Usos, Costumes, Tradição e Folclore:” Narradores de Bagé”, IFSul, direção coletiva Premio Especial Zuleica Torrealba: “Unidos pela Força e Determinação”, de Cármen Moreira


6

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013

Mercado agrícola PRODUTOS

RURAL

Acompanhamento de preços recebidos pelos produtores do Rio Grande do Sul UNIDADE MÍNIMO MÉDIO Valores em reais

Arroz em Casca Feijão Milho Soja Sorgo Granífero Trigo Boi para Abate Cordeiro para Abate Suíno Tipo Carne Vaca para Abate Leite (valor líq. recebido)

50 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg Kg vivo Kg vivo Kg vivo Kg vivo Litro

31,00 90,00 26,00 53,80 22,40 30,00 3,20 3,30 2,10 2,90 0,70

MÁXIMO

32,64 123,58 28,35 56,66 22,73 31,46 3,29 3,69 2,59 2,95 0,75

25.02.2013 a 01.03.2013

35,00 140,00 31,00 59,00 23,00 35,00 3,40 4,20 2,80 3,10 0,83

Fonte: EMATER/RS-ASCAR

Recorde mundial em Bagé

por Valéria do Canto Maciel Não possuo bola de cristal, mas, no último caderno Campo do Jornal Folha do Sul, escrevi aquilo que parecia ser inevitável. Previ quebra de recordes no mercado do cavalo crioulo. Não deu outra. Os 70 anos da Cabanha Firmeza entraram para história, ao registrar vários recordes em um só evento. Maior faturamento de um remate de equinos na história do país e maior faturamento da raça no mundo. Foram 6,5 milhões de reais. Outro recorde foi a venda da égua mais valorizada da raça, comercializada por R$ 1 milhão e 50 mil. A égua não sairá de Bagé. Zuleika Torrealba é muito conhecida pelo trabalho de valorização e conservação do patrimônio arquitetônico e cultural da cidade. Seu estabelecimento rural, a Cabanha da Maya, tem trabalhado muito para conservação e desenvol-

vimento do patrimônio genético em Bagé, por isso arrebatou a mãe de Piraí 1569, a égua Firmeza 1211 do Palanqueiro, considerada uma “fábrica” por seu neto, Gonzalo Torrealba. Outro recorde quebrado foi com a venda de Piraí Retinto, maior valor para um indivíduo, com apenas um ano de idade. O condomínio comprador pagou R$ 1 milhão pelo potro. Para coroar o trabalho da Firmeza e Cala Bassa, o Remate Redomão na Lagoa, que aconteceu no sábado, teve o faturamento de R$ 2,7 milhões. Durante os dois eventos, a família valorizou o seu passado, aqueles que construíram a marca Firmeza. No final do Leilão, toda família entrou em pista para agradecer aos amigos, clientes e funcionários. Valorização merecida a cada um dos personagens. Assim que se faz história.

Desde a última quinta-feira, dia 28, até ontem, o Parque da Associação e Sindicato Rural foi sede de diversas atividades

ligadas ao cavalo crioulo. A quinta edição do Tempranito e a nona festa da Família Crioulista de Bagé levaram um bom pú-

JG Martini/Especial FS

Firmeza 1211 do Palanqueiro, a égua mais valorizada da raça foi comercializada por 1 milhão e 50 mil reais à Cabanha da Maya

Tempranito destaca alta qualidade de exemplares crioulos Na sexta-feira, o 5º Tempranito teve 108 animais inscritos. Quem julgou os animais foi Vinicius Freitas, secretariado por Mauricio

Machado. O destaque foi para a genética do Piraí 1569, onde as três primeiras fêmeas eram filhas do multicampeão.

ficou com Erva Santa Cala Bassa, do expositor Marcelo Rezende Móglia, da Cabanha Cala Bassa de Aceguá. Já Erva Doce Cala Bassa, também da Cabanha Cala Bassa, conquistou a premiação de Terceira Melhor Fêmea. A premia-

ção de Quarta Melhor Fêmea ficou com Chimarrita do Barulho, dos criadores e expositores Francisco Martins Bastos Sobrinho e José Ivelton Castagna, da Cabanha do Barulho, do município de Barra do Quaraí, RS.

O julgamento dos trios de fêmeas premiou como Melhor Trio de Fêmeas o Box 85 composta por Basca Vaporosa, Basca Vincha e Basca Venta Rascada, da expositora Mariana Franco Tellechea e Filhos, da Cabanha Basca, de Uruguaiana. Já o segun-

do melhor Trio, o Box 91, também foi para Cabanha Basca, com as éguas Basca Vertente, Basca Vicuña e Basca Valpa. Como terceiro melhor Trio de Fêmeas, o Box 83, composta por Erva Santa Cala Bassa, Estampilla Cala Bassa e Erva Buena Cala

Bassa, da Cabanha Cala Bassa, do expositor Marcelo Rezende Móglia. Como quarto melhor trio, o Box 92, composto por Aurora do Itapororó, Andariega do Itapororó e Ambiciosa do Itapororó, da Cabanha Itapororó Santa Marta, de Alegrete.

No sábado, dia 30, a Rural de Bagé sediou a Paleteada Força B, cujo primeiro lugar ficou Cristina Linhares e Eduardo Loureiro de Souza de Bagé. Em segundo lugar, Leonardo Teixeira e Arthur Quadros, de Santa Vitória do Palmar e em terceiro lugar Eduardo Loureiro de Souza e Joana Azevedo, de Bagé.

No domingo houve a final da Paleteada da Sorte. Em primeiro lugar, Aluizio Peres e Eduardo Loureiro de Souza que receberam o troféu e o prêmio de R$ 3mil. O segundo lugar foi para o município de Quaraí, com Renan Saldanha e Tiago Piaggio, que receberam troféu e premiação de R$ 2 mil. Na terceira colocação, Ru-

dipenso e Ildo Quevedo, de Bento Gonçalves, receberam troféu e premiação de R$ 1mil. O quarto lugar foi para Aluizio Peres e Carlos Loureiro de Souza, de Bagé que receberam troféu e a premiação de R$ 700. E, em quinto lugar, Mariana Silveira e Fernando Feldens, de Santana do Livramento que foram premiados com R$ 500 e troféu.

Fêmeas

Machos Na categoria machos, o Grande Campeão foi Chasque Caladero, do criador e expositor Manuel Luís Benevenga Sarmento, da Estância São Francisco, de Bagé. O Reservado de Grande Campeão foi para Campana Afeitado, do criador e expositor Mário Moglia Suñe, da Cabanha Campana, de Bagé. Já

blico à entidade para prestigiar provas campeiras e julgamentos morfológicos. Na quinta-feira, houve a Prova de Potros 21 Dias.

o Terceiro Melhor Macho foi para Vianna Duke, do criador e expositor Alessandro Viana de Freitas, da Cabanha Vianna, de Araucária no Paraná. Já o quarto melhor macho ficou com Lanceiro do Igiquiquá, do criador e expositor Nelson Bastos Pinto, da Cabanha Igiquiquá, de Uruguaiana.

Nas fêmeas, a Grande Campeã e Melhor Exemplar da Raça foi para Santa Estrella Elegância, do criadores e expositores Silvio Luis Rickes e Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Santa Estrella, Aceguá. A Reservada Grande Campeã

Trios de fêmeas

Paleteadas


o e o e e e m

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013

7


8

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013

SOCIAL “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos” Charles Chaplin

Thaís Helena Brasil Tavares no Camarote Paralelo MP, em noite de balada no Parador Griffe. Clic Léo Pacheco

Adriana Meneguini (poderosa!) e Lucia Gomes, pela lente de Diones Alves na AZ Galeria

Vera Jardim, Janice Zago, Ecyla Tavares e Caia Martins marcando presença no lançamento de Vida Peregrina. Clic Léo Pacheco

Mariana Kalil e o inseparável mascote Bento (ganha voz nos textos da sua dona) na noite em que a jornalista autografou Vida Peregrina, na Solaetela. Clic Léo Pacheco

Luciano Batistella receu o prêmio Master, em Porto Alegre, pela qualidade e excelência prestados nos serviços automotivos da Dinapolli Car Service. Nota Dez!

Benette Bernardi e Rose Rosa, atentas no papo com Jussara Casarin na AZ Galeria. Vernissage 30x30. Clic Diones Alves


9

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013

SOCIAL

Vera Jardim, Janice Zago, Ecyla Tavares e Caia Martins marcando presença no lançamento de Vida Peregrina. Clic Léo Pacheco Tity Pons, ao lado de suas obras no vernissage de 30x30. As cores e movimentos, características do traço da artista plástica. Clic Diones Alves

Bernardete Nicoloso e Helena Ubert integram o casting de artistas da exposição 30x30, inaugurada quarta-feira, 27, na AZ Galeria. Clic Diones Alves Astral! Lucinha Kalil e Beth Sá, marcando presença no momento literário protagonizado por Mariana Kalil

Rosane Nocchi Kalil e Rejane Karam Osório (recebe amanhã, às 20h, para brindar os nove anos do Atelier Fazendo Arte) na sessão de autógrafos de Vida Peregrina. Clic Léo Pacheco O colunista Gilmar de Quadros esteve anfitrião no Concerto Álvaro Godoy/Prêmio Bravo ao entardecer da última sexta-feira. Clic Jônio Salles

Ícones de beleza, elegância e simpatia, Jussara Maia e Cláudia Bittencourt, em clic de Léo Pacheco para Paralelo MP. Solaetela

Vestibular Anhanguera 2014 Já estão abertas as inscrições!

Cursos Semipresencias: Recursos Humanos Serviço Social Pedagogia

Confira nossos cursos Online e MBA! Descontos de 10% para Servidores Públicos.

www.vestibulares.br

(53) 3247.7494

Rua Flores da Cunha, 226 (ao lado da Receita Federal)


10

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013


GERAL Grupo Entreatos e comunidade escolar saem às ruas

Arte para pedir agilidade na reforma da escola Justino Costa Quintana Um protesto bem humorado tomou conta da avenida Sete de Setembro na manhã de sábado. O grupo de teatro Entreatos, em parceria com a comunidade escolar da instituição de ensino Justino Costa Quintana, que está interditada desde o dia 7 de agosto, pediu agilidade nas obras e verba para a educação. No final do ato, os manifestantes construíram um muro simbólico em frente ao prédio do colégio. Responsável pela ideia do protesto, o idealizador e ator do

Mudança de rotina

Entreatos, Tom Peres, contou que o grupo costuma fazer ações de reivindicação em prol de questões locais. Além disso, ele comentou que o colégio possui um dos teatros mais adequados da cidade e que a história do grupo começou no Justino. A diretora da escola, Sonia Barbosa, comentou que há preocupação quanto a situação dos alunos no próximo ano, mas que a princípio todos devem permanecer onde estão. “ Para o nosso prédio é certo que não

Responsável pelos estudos da neta, Marta Cougo Soares, contou que a rotina é outra desde que houve a interdição da escola. “ Nós não temos mais contato com os professores, pois não deixamos nossos filhos na escola. Eles vão de ônibus”.

Plano de Necessidades de Obras

A Secretaria de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano do Rio Grande do Sul informou, no último dia 29, que a Escola Estadual Justino Quintana será contemplada na primeira etapa do Plano de Necessidades de Obras (PNO). O projeto foi finalizado e encaminhado ao Ministério da Edu-

voltamos” . Ela ainda acrescenta que a equipe administrativa permanece sem local para trabalhar. “ Senão tiver um prédio, como vamos fazer as matrículas?”, questiona. Tudo que está ao alcance da direção está sendo feito, de acordo com Sonia, porém alguns prejuízos não têm como ser evitado. Um deles é o momento da confraternização entre os estudantes, a hora do recreio, que tem que ser feito em sala de aula por falta de espaço.

Isso, segundo Marta dificulta, pois não sabe como está sendo o desempenho escolar da menina. Ela acrescenta que a neta sente falta da merenda e do recreio e que se sente insegura em relação ao ano letivo do ano que vem.

cação ainda no dia 22 de novembro. O PNO prevê a reforma completa e ampliação de suas instalações, com a construção de um novo bloco de salas de aula. O projeto contempla 17 itens básicos: Sala de estudos para professores, quadro escolar branco, aparelhos de ar, água quente, piso nas áre-

as externas, paisagismo, PPCI e Acessibilidade, quadra coberta, instalações elétricas, instalações hidráulicas, cozinha e refeitório, cercamento e iluminação, ambiente wireless, sala ambiente cultural, cisterna e água de vertentes, monitoramento eletrônico e identidade visual.

Alegria e agradecimentos marcam Festa de fim de ano no Lar Santo Estêvão No último dia 29, os alunos do Lar da Criança Santo Estevão receberam o carinho de seus padrinhos na festa de final de ano. Na ocasião, houve a comemoração de 17 nos de adoção da entidade pela mantenedora, vereadora Sônia Leite, e comunidade. O evento contou ainda com a presença de representantes de clubes de serviços, apoiadores e veículos de comunicação. Na oportunidade, foi inaugurada a pintura externa da entidade e o revestimento do pátio, doados pelo Grupo Amor Solidário e Lions Bagé Centro. Também houve a tradicional chegada do Papai Noel. Sônia agradeceu o apoio recebido da população, já que o Lar é mantido pela campanha

Foto: Indiara Deamici/Especial FS

Crianças receberam carinho de padrinhos e puderam abraçar Papai Noel

“Adote uma Criança”. “São nossos padrinhos e apoiadores que fazem com que consigamos manter o Lar com uma folha de pagamento com cinco funcionárias e taxas de luz e água em dia”, relata a vereadora. A benção foi realizada pelo bispo

Dom Gílio Felicio, pelo padre Luciano Gouvea e pelo pároco americano Stephan Brow. Neste ano, a comunidade do Bairro Santa Flora também ganhou a iluminação de Natal do prédio do Lar da Criança Santo Estevão.

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013

11


SEGUNDA-FEIRA

12

2 de dezembro de 2013

GERAL

Brava noite

Orquestra Jovem do Sesi teve regência do maestro Edison Wiethölter

Na noite da última sextafeira, dia 29, milhares de bageenses puderam assistir a mais uma edição do Concerto Bravo. O evento, que homenageia personalidades de destaque em Bagé, por meio de distinção

concedida pelo Jornal FOLHA do SUL, tem como destaque a apresentação da orquestra jovem, compostas por músicos do Sesi de Lajeado. Ao som de um repertório eclético, os troféus foram entre-

gues, pelos jovens do Rotaract e Interact, aos 18 agraciados. Bageenses e personalidades que trabalharam no município receberam o prêmio Bravo Álvaro de Godoy e Mérito Anunciação de Godoy.

Fotos: Adilson Roccini

Contratenor José Artigas Lemos vai cantar no próximo dia 8 em Nova Iorque

A primeira vez

O barítono Conrado Vies foi o solista da orquestra

Para quem nunca tinha assistido a apresentação de uma orquestra, a noite foi emocionante. É o caso da moradora do residencial Charrua, Margarete Dias Silva, que mesmo com dificuldade de locomoção, utilizando

muletas, foi assistir ao espetáculo na Praça Esporte. Ela chegou cedo, por volta das 16h e acompanhou o ensaio dos músicos. “É a primeira vez que eu vejo uma orquestra. É muito diferente de tudo que já

vi”. A dona de casa comentou que a música entrou em sua alma e a emocionou. “ Eu sempre quis conhecer uma orquestra pessoalmente, mas se não fosse assim, num lugar aberto, eu não teria essa oportunidade”.

Seleção, embora gera polêmica, pode ter homologações antes do Natal

Concurso público para agente de saúde e visitador do PIM mobiliza 2,5 mil candidatos

O concurso público municipal para agentes de saúde, auxiliar de saúde bucal e visitador do PIM (Primeira Infância Melhor) levou cerca de 2,5 mil concorrentes a realizar o processo seletivo para os cargos nesse domingo. A prova, com 30 questões objetivas, de múltipla escolha, foi destinada para níveis fundamental e médio e ficou a cargo da empresa Pontua Concursos. O processo visa recompor parte do quadro efetivo de servidores, sendo 221 vagas de

trabalho, 123 imediatas e 98 para cadastro reserva. O concurso foi alvo de polêmicas, já que só foi lançado graças a demissão de 123 trabalhadores da saúde depois a suspensão do convênio entre município e Universidade da Região da Campanha (Urcamp). Após a decisão, o sindicato dos agentes de saúde entrou na justiça pedindo a suspensão do concurso. Além de ainda estar solicitando a reintegração de alguns dos servidores certificados, que

garante que os profissionais passaram por processo seletivo antes de ingressar na rede. Uma audiência sobre o tema deve acontecer no ano que vem. De acordo com a secretária municipal de Saúde, Aura Stela Pereira (Téia), o concurso foi organizado e apresentou resultado satisfatório. “Que chegou ao meu conhecimento ocorreram apenas dois casos de pessoas que não olharam o seu local de prova e acabaram não conseguindo fazer”.

além de gostar da área. “ Eu já trabalhei como cuidadora de idosos”. Para fazer a seleção, ela se dedicou aos estudos. Jane contou que a prova não estava difícil.

Outra candidata, que também disputou uma vaga para agente de saúde, foi Jane Pinto. “A prova não tava fácil, não”, opinou. Porém, a candidata está

As candidatas Jane Cardoso Gonçalves diz que decidiu se inscrever para agente de saúde do bairro onde mora, Pedra Branca, já que conhece a função e a considera tranquila,

Os resultados

Téia informou que hoje os data comemorativa. “Assim que o gabaritos devem ser divulgados resultado for homologado, vamos na página da Pontua Concursos. chamar os aprovados”. Após, será aberto um prazo para D recursos, de cerca de três dias e um período de avaliação destes recursos, que deve se estender por uma c semana, segundo a gestora. A boa f notícia, de acordo com Téia, é que B a empresa garantiu a possibilidade a de homologar os resultados do cond curso antes do Natal. Sendo assim, d eles podem ser chamados antes da “ v a d confiante, pois fez pesquisas e estudou as principais doenças. A f concorrente comentou que apesar o do salário não ser alto, a estabili- Aura declarou que o concurso foi um presente p dade e os adicionais compensam. h de Natal para a comunidade


GERAL Cerimônia emociona fieis católicos

Religiosos participam da ordenação de padre bageense

A cerimônia realizada na Igreja Nossa Senhora da Conceição, no último sábado, levou centenas de fieis a assistir a ordenação do bageense, frei Nilo Cardoso Trindade, de 48 anos. A missa especial foi acompanhada por 30 sacerdotes, pelo bispo Dom Gílio Felício, por representantes da ordem dos Capuchinhos e pelo ministro da Universidade Saint Leo da Flórida (EUA), Stephan Brown. O presbítero descobriu sua vocação na idade adulta e percorreu um longo caminho para se tornar padre. Professou os votos temporários em 2005 e os a perpétuos em 2010. Na sua preparação, graduou-se em Filosofia e em Teologia, completando a formação humana e cristã. Dom Gílio Felício, comentou que Trindade passou por diversas etapas preparativas na vida fraterna e pastoral e respondeu a um chamado de Deus.Ele agradeceu a Deus por apresentar o Frei e garantiu que o religioso está preparado para ser um bom missionário. Quanto à vocação, sua irmã,

Fotos: Renata Lima

Frei Nilo Trindade recebe saudação dos presentes

Rosália Cardoso Trindade, que estava presente na cerimônia contou que desde menino ele frequentava as missas e ajudava na preparação das cerimônias. “Nós saiamos da escola e íamos para a igreja ajudar na preparação da missa”. Ela estava emocionada em ver o irmão ser ordenado padre. O novo líder religioso também participava,

na sua juventude, de grupos de Emaús e trabalho com os jovens. A base para a atuação como padre deve ser Jesus Cristo e o povo, que será sua motivação para levar a alegria do senhor. Trindade, apesar de ter sido ordenado em Bagé, será vigário na Paróquia Nossa Senhora da Penha, na cidade de Rio Grande, onde já reside.

Ação de coleta de sangue enfrenta percalços A unidade móvel coordenada pelo Hemocentro Regional de Pelotas esteve, mais uma vez, na cidade para coletar sangue de voluntários, tendo em vista que, no final do ano, a demanda tende a ser maior e, por isso, os estoques devem ser repostos. A captação ocorreu no sábado e movimentou a área externa do pronto socorro, onde o ônibus ficou instalado, porém, um problema na centrífuga, que avalia o material, e a ausência do médico do município, que deveria ficar responsável pela ação, atrasou o processo e gerou reclamações de quem tinha chegado cedo para fazer a doação. A assistente social de captação do Hemopel, Gisele Pinto,

comentou que a expectativa da ação era coletar, pelo menos, 100 bolsas, o que superaria a última visita na cidade, em outubro, em que cerca de 40 pessoas compareceram na ação. A profissional acrescentou que antes de coletar o material, os voluntários passam por triagem de saúde, em que é medida pressão e temperatura, e por entrevista. Após, é retirada uma pequena quantidade de sangue, que é avaliado e se cumprir os quesitos técnicos estabelecidos, é feita a coleta. Apesar de não ter banco de sangue em Bagé, Gisele esclarece que a captação de doadores é de responsabilidade do município, mas que na maioria das vezes o

número de doadores não supre a demanda. “É claro que nós nunca vamos deixar o município sem sangue, se tivermos no estoque”. A assistente social exemplifica que na cidade de São Lourenço, menor que Bagé, as ações de coleta chegam a 180 bolsas de sangue. Uma das possíveis causas da pouca adesão às campanha é a falta de praticidade na hora de doar, já que não existe um lugar fixo para isso na cidade. “A praticidade é um dos principais fatores para incentivar os doadores”. Para finalizar, a profissional explica que as bolsas de sangue coletadas na cidade são direcionadas para suprir a demanda dos bageenses.

Doar para fazer o bem

Um dos voluntários que compareceu para doar sangue foi o advogado Miguel Roberto Barcellos Parera. Ele diz que é a primeira vez que participou da campanha, mas se arrepende de não ter feito o gesto antes. “Eu fiquei sabendo aqui, conversando com as pessoas, que a gente se sente melhor depois de doar. Mais leve”. O principal motivo que o fez comparecer a ação foi fazer o bem ao próximo. “ Muitas pessoas precisam de sangue e há carência de doadores”.

Voluntários se fizeram presentes na campanha

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013

13


SEGUNDA-FEIRA

14

2 de dezembro de 2013

SEGURANÇA

OBITUÁRIO

- Pedro Ponciano Pereira Barbosa, 63 anos, motorista, casado com Maria Orani da Silva Barbosa. Residia em Nova Santa Rita, RS. Deixa os filhos Lucimara, Andreia, Pedro André, Luis Alexandre, Carla Simone e Fernanda - Eliane Terezinha Alberti, 56 anos, dona de casa. Residia na rua Guinemer Goulart, 61, bairro Stand. Deixa os filhos Edson Michel e Cristiane - Ernestina Gonçalves Mendoieta, 98 anos, aposentada. Residia na rua Melani Granier, 1201, Menino Deus.

Tentativa de homicídio em supermercado do bairro Castro Alves Uma briga resultou em tentativa de homicídio em um supermercado do bairro Castro Alves, na rua Angélica Jardim, por volta das 12h30min de ontem. Leandro Souza Valente, 28 anos, recebeu di-

versas facadas pelo corpo. Atendido pelo Serviço Móvel de Urgência (SAMU), Valente foi encaminhado para o hospital São Sebastião, onde permanecia internado até a tarde de ontem.

O suspeito de ter praticado os golpes é morador do Castro Alves. O proprietário do mercado tem imagens das agressões e também apresentou a faca, de uso doméstico, que teria sido usada no crime.

Buraco pode ter causado capotamento

Um buraco no Corredor da Cicade pode ter sido a causa do capotamento do veículo Peugeot 306 XS, placas CFR 3343 de Candiota, conduzido por Wilian Leite. O acidente aconteceu por volta das 11h15min. A suposição é que o motorista tenha perdido o controle do carro após passar no buraco.De acordo com os moradores da localidade, é o segundo acidente causado pelas más condições da via. Lesionado, Leite foi levado a Santa Casa de Caridade, mas já foi liberado.

Fotos: Renata Lima

Carro ficou bastante danificado

Jovem é alvo de tiros em Dom Pedrito

Cursos presenciais e a distância.

• Administração - 800h • Enfermagem - 1600h • Segurança do Trabalho - 1200h MATRÍCULAS ABERTAS /senacrsoficial

Senac Bagé

@senacrs

Rua Marechal Floriano, 1456 Fone: 3242.7233 senacrs.com.br/bage

Dervi Ávila Costa Junior, de 25 anos, estava em frente a uma casa noturna de Dom Pedrito, na rua Abreu Fialho, no sábado, por volta das 4h, quando foi atingido, na nádega esquerda, por um disparo de arma de fogo. O autor dos disparos seria um dos ocupantes do veículo Fiat/Uno, de cor verde.

A Brigada Militar foi informada do fato e dos possíveis suspeitos da tentativa de homicídio e começaram a acompanhar o carro. Durante a perseguição, os policias avistaram um dos ocupantes jogando um revólver calibre 32 pela janela do veículo. As autoridades conseguiram abordar o Uno na rua Três de Outubro. Na

abordagem, foram encontrados dois facões no interior do veículo. Os três indivíduos foram encaminhados à Delegacia de Polícia. A vítima reconheceu que Jadres Luis da Rosa Pereira, 29 anos, havia efetuado os disparos. Pereira foi preso em flagrante e encaminhado ao Presídio Estadual de Dom Pedrito.

Materiais recicláveis, que estavam armazenados nos fundos do terreno da lancheria Só Filé, localizado no bairro São Judas, pegaram fogo. As chamas atingiram parte da cozinha auxiliar do estabelecimento. O vizinho José Ricardo Pereira, contou que estava no pátio da sua casa e ouviu barulhos de explosão. Quando olhou em dire-

ção à lanchonete, viu as chamas e pediu ajuda de outros moradores, que, com baldes, apagaram parte do fogo. Os Bombeiros foram chamados e as chamas foram controladas rapidamente. O proprietário do Só Filé, Éber Almeida, esclareceu que guardava plásticos e alumínios, que, posteriormente, eram doados a

recicladores. Ele não entende como tudo começou: “ Não posso afirmar o que aconteceu, mas não entendo como o material pegaria fogo sozinho”. O empresário ainda não calculou o prejuízo, mas informou que o fogo consumiu parte do telhado e do forro da cozinha. “ O prejuízo podia ser maior. Eu agradeço aos meus vizinhos pela ajuda”.

Alerta dos vizinhos evitou acidente de grandes proporções


ESPORTES

15

SEGUNDA-FEIRA 2 de dezembro de 2013

Evento tenístico supera todas as Resumo esportivo expectativas Realizada nas cinco quadras de saibro do Bagé Tênis Clube, com 12 partidas no Círculo Militar, a 2ª Copa Clínica Previtali (cujos resultados definitivos não eram conhecidos até o final desta edição) atingiu o mais absoluto sucesso. Coincidindo com a abertura oficial de piscinas do BTC, o torneio atraiu a presença de tenistas de todo o Estado, mais São Paulo e Argentina, com atletas profissionais. Diego Mattos, do Petrópolis Tênis Clube, de Porto Alegre, é franqueado da Associação dos Tenistas Profissionais, atualmente, o 1.100, tendo ocupado a 413ª posição no ranking mundial, individualmente, e 209 em duplas. José Desena é, no momento, o número 1 da Argentina. Deles, o presidente

Divulgação/FS

higinobage@yahoo.com.br

BRASILEIRÃO – Sábado, pela Série A, Corinthians 0 x 0 Internacional, Fluminense 2 x 2 Atlético Mineiro.

BRASILEIRÃO (II) – Última rodada da Serie B: Chapecoense 1 x 0 Palmeiras, Ceará 0 x 3 Joinville, ASA 1 x 0 São Caetano, Avaí 1 x 0 Boa Esporte, Bragantino 1 x 1 Figueirense, América de Natal 2 x 2 Oeste, América Mineiro 0 x 0 ABC. Classificados para a Serie A Palmeiras, 79 pontos; Chapecoense, 72; Sport Recife, 63, e Figueirense, 60. Rebaixados: ASA, São Caetano, Paysandu x Guaratinguetá.

AMISTOSO – Sub-17 do Guarany 4 x 0 seleção do Quartel General. Novo confronto entre ambos será sexta-feira, no estádio Antônio Magalhães Rossell. Pichler, Azambuja, Gomes, Diego e Desena

do Bagé Tênis Clube, João Azambuja, e os diretores Maurício Gomes e Bruno Pickler ouviram a plena satisfação pela estrutura colocada à disposição dos tenistas visitantes e a perfeita organização do evento.

A primeira luta na terra natal Divulgação/FS

Lutador bageense Anderson Canhão

Depois de se destacar no levantamento de peso, inclusive com o título mundial de sua categoria, o bageense Anderson Canhão está agora inteiramente voltado para o MMA. No dia 14 de dezembro, ele terá sua primeira luta em Bagé, no ginásio da Escola São Pedro. Sua vida é voltada inteiramente para o esporte. No momento, está empenhado na construção do próprio centro de treinamentos, em sua casa, no bairro Ivone, além de ministrar aulas de aeroboxe (com música) e chute-boxe. É, também, personal, dando aulas em domicílio. Ele destaca o incentivo recebido, em forma de apoio, de Farmácias Alves, Academia Corpo e Movimento, Machado Lanches, Supermercado Varejão, Bazar e Cia. e Marca Agropecuária.

RODRIGO CAETANO – O executivo de futebol do Fluminense e que já trabalhou no Grêmio e no Vasco da Gama, poderá ser contratado pelo Internacional.

SUB-16 – Pela Copa José Carlos Teixeira Giorgis, Guarany/ Descobrindo Talentos 9 x 0 Guarany/Escolinha, gols de Álvaro (dois), Vinícius (dois), Leandro (dois), Éverton, Matheus Lopes e Lucas. O jogo Escola do Grêmio 1 x 0 São Martim foi suspenso aos 30 minutos do primeiro tempo, por incidentes, enquanto o Stand pediu adiamento de sua partida contra a Escola do Grêmio, por motivo de luto.

VETERANOS - Jogos do fim de semana pelos campeonatos da Liga Bageense de Futebol de Veteranos: master, 50 anos, Juventus 3 x 2 São Carlos, Gente Bem 6 x 1 Nacional. São Luiz 3 x 0 Hulha Negra, São Pedro 1 x 1 Grêmio. No torneio paralelo, União Ferroviário 1 x 1 Santa Flora, Três Corações 3 x 2 Palmeiras. Ontem pela manhã, sênior, segunda divisão, Gaúcho 3 x 2 Caieira, Unidos do Povo Novo 2 x 1 Caixeiral, Prado Velho 1 x 1 Aimoré. Na primeira divisão, São Martim 4 x 3 São Pedro, Asa Branca 5 x 1 Hulha Negra, Arvorezinha 2 x 1 Fiorentina, Stand 2 x 0 Industrial, 2º Esquadrão Independente 4 x 3 Mascarenhas de Morais.

VETERANOS (II) - Pela categoria 60 anos da Secretaria Municipal da Juventude, Esporte e Lazer, a rodada do fim de semana apresentou Juventus 2 x 2 Caixeiral, Flamengo 3 x 2 Hulha Negra, Gente Bem 2 x 0 Caieira.

30/11/13 FEDERAL

1º 94.680 2º 24.316 3º 43.868 4º 71.854 5º 17.646 MEGA-SENA Nº 1552 07 18 24 26 39 46 LOTOMANIA Nº 1405 04 06 15 24 25 35 38 41 42 50 55 58 65 71 80 87 89 96 97 00

LOTOFÁCIL Nº 988 01 03 05 07 09 11 12 13 15 16 17 19 20 24 25 QUINA 3354 16 20 28 62 72 DUPLA-SENA Nº 1233 Primeiro sorteio 04 16 20 28 31 37 Segundo sorteio 01 02 18 37 39 47


www.jornalfolhadosul.com.br

BAGÉ, SEGUNDA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2013

Gaúcho

FOLHA SUL

Folha do Sul Gaúcho Ed. 1095 (02/12/2013)  
Advertisement