Page 1

CAVALO CRIOULO Milhares de simpatizantes se reúnem a partir de hoje na quinta edição do Redomão na Lagoa

Divulgação

Página 13 www.jornalfolhadosul.com.br

R$ 2,50

BAGÉ, SÁBADO E DOMINGO, 12 e 13 DE JANEIRO DE 2013 - Ano 3 - N° 821

Mudança na fachada do prédio deveria ser desfeita, afirma Bruno

Presidente do Conselho de Patrimônio diz que obra do 3º B Log é irregular

Antonio Rocha

Alertada por leitores, reportagem do Jornal FOLHA do SUL de ontem mostrou uma obra que muda parte da fachada do prédio do 3º Batalhão Logístico de Bagé – o B Log. A repercussão da publicação foi imediata e trouxe manifestação do Conselho Municipal de Patrimônio Histórico de Bagé, órgão que informa a necessidade de autorizações que não foram obtidas pelo comando da unidade militar junto à prefeitura. O comandante garante que teve autorização do prefeito Dudu, mas nenhum documento formal foi enviado ao quartel. Página 15

MAGISTÉRIO Secretária Janise Collares informa que há condições de garantir repasse do piso no município

Página 7

CASO SiSU Defensoria Pública pede mais prazo para que estudante bageense revise prova do ENEM

Página 16

ESTIMAÇÃO Lojas e empresas veterinárias de Bagé já não oferecem mais animais de raça para venda

Página 6

SEGURANÇA Bageense desaparecido é preso em Jaguarão por suspeita de ter assassinado a própria mãe

Página 18

O TEMPO HOJE Bagé - RS Sol com algumas nuvens. Não chove.

13º

27º


2

SÁBADO E DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

OPINIÃO

Fotos do Dia

Plantão de assinaturas

O Jornal FOLHA do SUL comunica aos interessados que sua equipe de assinaturas cumpre, na manhã de hoje, período de plantão para atender a grande demanda de pedidos decorrentes da Operação Relâmpago. Por isso, se os telefones estiveram um tanto quanto ocupados durante os dois últimos dias, aproveite o sábado para encaminhar um bom negócio, afinal, conhecimento, informação e atualidades não têm preço.

Fotos: Antonio Rocha

Perdeu a fé, e agora?

Perigo constante

Se transitar pelas ruas da cidade já traz algum risco por causa de animais de grande porte soltos em logradouro público, deslocar-se pelas vias asfaltadas que dão acesso à cidade requer atenção redobrada. O

Bispo diocesano

flagrante de Antonio Rocha mostra o momento em que uma tropilha faz a passagem do asfalto arriscando a segurança de motoristas e passageiros dos veículos. O registro foi feito na RSC – 473.

Um jovem desse imenso Brasil diz que sempre buscou respostas para suas angústias existenciais e nunca foi plenamente satisfeito, por isso abandonou a fé. Diz que ficou mais cético, pois o marxismo e a filosofia o influenciaram muito. Após perder a mãe, há dois anos, a crise voltou. A morte o assusta e angustia. Segundo ele, a igreja decepciona e não acolhe. E pergunta: o que fazer? Muita alegria em receber sua mensagem, apesar da situação de angústia que você narra. A grande verdade é que muitos de nós tem buscado, pela vida afora, respostas sem encontrá-las. Aí ocorrem duas coisas: ou buscamos nas fontes erradas ou elas estão na nossa frente e não conseguimos enxergá-las. As respostas da vida, especialmente as que vem de Deus, nem sempre ocorrem no tempo que esperamos. Às vezes é preciso caminhar, amadurecer, aguardar a hora da colheita. É como o arroz na panela; a gente tem que esperar que ele cozinhe, aos poucos, apressar as coisas pode atrapalhar e prejudicar o resultado final. Não vou aceitar sua alegação de que “perdeu a fé”. Fé é dom de Deus e a gente não perde. Ou nunca teve uma fé verdadeira ou os problemas do cotidiano colocaram uma poeira sobre ela. Basta um sopro (quem sabe do Espírito Santo?) e tudo pode voltar à normalidade. Em sua desorientação você atira para todos os lados. Sua crise de fé não vem nem do marxismo, da filosofia ou da perda de sua mãe. Ocorre que você não zelou pela fé, não foi vigilante e ela agora está como que estacionada. Vamos voltar a colocá-la em movimento, pela oração, pela meditação da Palavra, pelas boas obras, pelos sacramentos, pela vida em comunidade... A morte nos inquieta, sim, se não temos a certeza (olha a fé aí, gente!!!) que ela leva a um encontro vivo e pessoal com Deus. Na morte, a vida não nos é tirada, mas transformada. Ali fechamos os olhos para enxergar melhor... a verdade, veja bem, você não “perdeu” sua mãe. Você sabe onde ela está: o corpo (o acidental) no cemitério e a alma (a essência) na Casa do Pai. Na verdade, medo da morte é medo de Deus. A fé nos ensina que Deus é amor, paz, salvação e acolhida... Ora, se temos a certeza que a morte é um encontro, não temos porque temê-la. Não acha? Você se queixa da igreja-instituição. De fato, por ser “santa e pecadora”, ela tem seus defeitos e carece de conversão. Mas há comunidades magníficas que acolhem e mostram a verdadeira face do Ressuscitado. Procure descobrir uma delas e não seja tão rigoroso. Ignore alguns defeitos da igreja humana e admire as qualidades da divina.

Chegou a vez de Márcia Torres

No início da tarde de ontem, no plenário da Câmara de Vereadores, o presidente do Legislativo, Paulinho Parera (PT), empossou Márcia Torres (PT) como vereadora. Márcia tem uma longa trajetória política. Começou no PDT e em 1997 ingressou no Partido dos Trabalhadores (PT). Já atuou como chefe de gabinete e diretora geral da Câmara. “Chegar aqui, como vereadora, é um sonho realizado e me dedicarei para que o mandato seja do povo, que foi quem me colocou aqui, coloco desde já o gabinete à disposição de todos, trabalharemos para atender cada um de modo especial”, registrou.

CNPJ. 11.381.681/0001-00 Endereço: Rua Bento Gonçalves, 49-E/ Fones: Assinaturas: (53) 3242-1020 Redação: (53) 3311-3915 jornalismo.folhadosul@gmail.com anunciosfs@gmail.com www.jornalfolhadosul.com.br Impressão Correio do Povo

Direção Administrativa: Jônio Tavares Ferreira de Salles Neto Comercial: Leisa Soria Marketing e eventos: Fabiano Marimon Circulação: Aceguá, Bagé, Candiota, Dom Pedrito, Hulha Negra, Lavras do Sul e Pinheiro Machado

Colunistas AfonsoPereira HammChefes - Domde Gílio Felício REDAÇÃO - Editor Geral: Glauber Pereira Chefes de Redação: REDAÇÃO -Colaboradores: Editor Geral: Glauber Redação: Marcelo Pimenta e Silva e Emanuel Müller Coordenadora Fernando Mainardi -Edgar - Josias Borges - Léo Vieira - Luiz MarceloMuza Pimenta e Silva e Emanuel Müller Coordenadora Comer- Comercial: Camila Soares Gerente de Circulação: Daniel Guasque cial: Augusto Lídia Munhos de Circulação: Daniel Guasque Luís Lara - Gerente Sérgio Meth - Waldir Alves Ramos Revisão: Taisa Soares Reportagem: Gilmar de Quadros Revisão: Lorena Robaina Reportagem: Gilmar de Quadros Estagiárias: Juliana Andina – Jéssica Pacheco Rochele Barbosa - José Higino Gonçalves - Marcos Pintos - Murilo Dotto Arte Rochele Barbosa José Higino Gonçalves - Marcos Pintos - Murilo Final: Quélen Leal Niela Bittencourt Repórter Fotográfico: Antonio Rocha Dotto Diagramação: Cristiano Lameira e Wilson Cesar Alpoim Leite


EMPRESARIAL

Indicadores econômicos INDICADORES

Valor

Salário Mínimo Salário Regional Global 40 TR CDI SELIC IPCA IPC IGP-M INPC

R$ 678,00 R$ 700,00 128,310% 0,000% 6,900% 7,25% 0,60% 0,687% -0,03% 0,54%

Atualização 2013 2013 11 de janeiro 2013 11 de janeiro 2013 11 de janeiro 2013 11 de janeiro 2013 nov.12 nov.12 nov.12 nov.12

MOEDAS

2,0375

2,0381

2,0100

2,1300

Euro (em R$)

2,7204

2,7215

Libra (em R$)

3,2887

Pesos arg.(em R$)

0,4123

0,4126

Pesos Ur.(em R$)

0,1061

0,1051

João Azambuja fala sobre melhorias do clube para verão 2013

O happy hour que começa a partir das 20h de hoje visa reunir os sócios e comemorar a temporada que termina ao final do mês de fevereiro. “Possuímos uma média de mil sócios no BTC e queremos começar as comemorações uma vez que, depois de muitos anos sem acontecer, traremos em março a tradicional festa Verde e Branco”, salienta João Azambuja. Atualmente, o BTC conta com quatro quadras de tênis de saibro, ginásio de tênis coberto, ginásio poliesportivo, quatro canchas de bolão oficiais, cancha de bocha coberta e iluminada, dois campos de futebol sete, sendo um iluminado, Moto Grupo BTC com sede, playground, dois salões sociais, sauna seca e

Venda

Dólar turismo (em R$)

Jéssica Pacheco

O Bagé Tênis Clube começa sua temporada de verão 2013 com diversas novidades. Além de ser o único que possui piscina térmica e vestiários com calefação, o clube também traz de volta a tradicional festa Verde e Branco. Hoje, à noite, para comemorar a abertura junto aos sócios, a banda Coronel Pitaco foi convidada para fazer um happy hour. De acordo com o presidente do BTC, João Azambuja, o clube busca inovar e satisfazer seus sócios. A começar pelo funcionamento, de domingo a domingo, o clube conta com grande área e diversas opções de lazer. “Remodelamos nossas piscinas, em que a parte interna é toda em azulejo, o que contentou os frequentadores do clube”, fala o presidente.

3

Compra

Dólar Comercial

Bagé Tênis Clube realiza happy hour hoje por Jéssica Pacheco

SÁBADO e DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

a vapor, piscina adulto, juvenil e mirim, churrasqueira com carramanchão e livre, área de recreação, departamento de sinuca, restaurante e lancheria, mesas de ping pong, mesas de pebolim, quadra de vôlei de areia e estacionamento próprio. Para se associar os interessados devem entrar em contato através do telefone 53 32417314. O clube oferece diversas modalidades para os usuários, sendo que, para os sócios, as aulas de tênis, natação, hidroginástica, pilates aquático, entre outras, possuem desconto. Já a utilização da piscina térmica, que funciona das 7h15min às 22h30min, sem fechar ao meio dia, durante todo ano, é gratuita para quem for associado.

3,2901

Espaço Josias Borges do Investimento Previdência Privada

É indicado como o começo de tudo. O importante na Previdência Privada é começar o quanto antes. Embora todos os investimentos que uma pessoa possa fazer, a previdência segue sendo útil por diversos fatores, como, por exemplo, segurança quanto à ações judiciais, possibilidade de indicação de beneficiários, regime especial de imposto de renda, etc. Pensando nos filhos É uma ótima iniciativa para os papais de plantão, fazer um plano de previdência para seus filhos. É importante começar o mais rápido possível, até porque um dos principais fatores que influenciam na rentabilidade de determinado investimento, é o fator tempo. Quanto antes se começa, menor o custo para formar um grande patrimônio. Primeiro milhão É difícil fazer uma previsão exata, até porque a economia está sujeita a diversas oscilações nas taxas de juros e, inclusive, no mercado acionário. Entretanto, o sonho do primeiro milhão ficará bem mais próximo se você começar a poupar imediatamente parte de seus rendimentos. No caso dos filhos pequenos, é mais fácil ainda. Dificilmente, com aportes mensais e disciplina, este bebê deixará de ser um milionário em sua idade adulta. A hora do resgate O resgate na previdência pode ser feito de três maneiras principais: 1 – Resgate total: o segurado pode simplesmente resgatar o valor total depositado no fundo de previdência; 2 – Aposentadoria vitalícia: você irá receber um salário que terá aumento real todo o ano, durante o resto de sua vida. Entretanto os recursos não são repassados aos herdeiros; 3 – Aposentadoria programada: você pode dizer por quantos anos irá resgatar o valor que lhe pertence, consumindo não só os rendimentos, mas também o montante principal. Desta forma, ao final do período estipulado, os recursos terão se esgotado.


4

SÁBADO E DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

Emanuel Müller

POLÍTICA Muza Visão Geral

emamuller@gmail.com

Liderança indefinida

Ainda não está definida a liderança do governo no Legislativo. Uma reunião estava marcada para o último dia 9, logo após a cerimônia de posse do secretariado municipal, na Prefeitura. Entretanto, como alguns vereadores se retiraram antes do fim da solenidade, o encontro acabou transferido. A intenção é encontrar

Edgar Abip Muza

um nome de consenso entre os quatro partidos que formam a base aliada - PT, PMDB, PRB e PR. Outro detalhe é que em breve o PT terá de escolher o novo líder da bancada. A função era ocupada por Téia Pereira, que agora está à frente da Secretaria Municipal de Saúde.

Prós e contras da cerimônia de posse do secretariado O ato que marcou a posse do primeiro escalão de Dudu Colombo foi repleto de inovações positivas e alguns contratempos. O pior, sem dúvida, foi a escolha do local. Com a posse de 25 integrantes, entre secretários e coordenadores, era óbvio que o salão nobre da Prefeitura ficaria pequeno. E parece que ninguém se deu conta disso. Até porque uma cerimônia de tal envergadura comporta parentes, amigos, correligionários e colegas dos empossados, bem como imprensa e autoridades. Havia pessoas esparramadas, literalmente, pelos corredores, nas escadas de acesso ao salão nobre, pelo salão oval e até as

portas do gabinete do prefeito foram abertas para comportar o público. Outro fato bastante difícil foi a falta de água mineral gelada para oferecer aos presentes. O único bebedouro disponível fica em um corredor entre os salões nobre e oval. Acontece que o aparelho não estava ligado. E a água saía à temperatura ambiente - o que com a quantidade de pessoas parecia uma água para chimarrão. Nesse ponto, entretanto, houve boa vontade da equipe da prefeitura, buscando atender da melhor forma a quem solicitava o líquido gelado.

Entretanto, há de se destacar um lado extremamente positivo em relação ao atendimento prestado aos veículos de comunicação. Antes do início da solenidade, os secretários e coordenadores ficaram à disposição da imprensa, no salão oval. Como o ato estava marcado para às 20h e jornais, rádios e televisão têm horários para fechamento, proporcionar um contato antes dos discursos para facilitar a cobertura jornalística do evento merece louvor. Os profissionais puderam conversar com quem quiseram, inclusive com o próprio prefeito Dudu Colombo.

Lelinho, o atrapalhado Um fato curioso ocorreu na cerimônia de posse do secretariado, no salão nobre da Prefeitura, na noite do último dia 9. De todos os vereadores da bancada governista, apenas Lelinho (PT) não estava presente. Questionado sobre a ausência, bem ao seu jeito e

com muita sinceridade, admitiu: “me atrapalhei”. E não deu mais detalhes. Outra curiosidade na cerimônia é que três vereadores da oposição participaram do ato. Lá estavam Bocão Bogado, Carlinhos do Papelão e Geraldo Saliba, todos do PTB.

Uílson Morais busca informações sobre lei da espera nas filas de bancos O vice-presidente da Câmara de Bagé, Uílson Morais (PMDB), visitou o presidente municipal do partido em Porto Alegre, o vereador Valter Nagelstein. Aliás, o correligionário é bageense, filho do advogado Mathias Nagelstein. Durante a visita o vereador procurou informações sobre a Lei de Regulamentação para o tempo de espera nas filas de bancos na capital. Morais pretende apresentar um projeto para a alteração da Lei Municipal em Bagé que disciplina o quanto as pessoas devem aguardar pelo atendimento nas agências. Mas não deixa de ser um fato curioso. O autor da Lei Municipal bageense é nada mais, nada menos, que o atual prefeito Dudu Colombo. A espera máxima é de 30 minutos, podendo aumentar para 45 minutos em véspera ou após feriados.

Antonio Rocha

Vice-presidente do Legislativo busca informações em Porto Alegre

Briga acirrada pelo segundo escalão

Após a divulgação do secretariado de Dudu Colombo os ânimos pareciam mais calmos nos agentes políticos ligados ao Executivo. Mas não é bem assim. Há uma verdadeira “briga de foice no escuro” para alguns cargos do segundo escalão de governo. E até

pela indicação de cargos de confiança para o terceiro nível. A saber: embora o trabalho siga, em tese, normalmente em órgãos como o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), Coordenadoria de Direitos Humanos e Gabinete de Relações Internacio-

nais, os cargos são alvo de disputa interna. As direções do Instituto Municipal de Belas Artes (Imba), Biblioteca Pública Municipal e Procon também estão na mira de diferentes partidos. Definição, mesmo, só a partir da próxima semana.

Vai começar o segundo mandato de Dudu

Embora o secretariado já esteja formado, o início dos trabalhos deve começar na próxima segunda feira. Desde a posse até o final de semana, o secretário anterior estará prestando contas a quem entra. É claro, os que permaneceram estão com tudo em cima. Segunda é dia 14 de janeiro. Muita gente criticou a demora no anúncio dos novos secretários. Cada um tem sua opinião. Eu nunca me preocupei com a divulgação do secretariado. É um ‘tem’ que só interessa ao prefeito eleito e seus compromissos com os partidos aliados. A nós importa apenas o que o novo (ou antigo) secretário irá fazer. Quais suas decisões e se merecem críticas ou elogios. A demora, no entanto, teve sua razão de ser. A disputa pela secretaria da Saúde foi muito forte entre PT e PMDB. Tanto é verdade que escutei muitas versões sobre quem assumiria. Quando ficou decidido que uma das correntes petistas é quem tinha direito no cargo, surgiu uma “pequena” discussão interna. Como se sabe, a corrente liderada por Mainardi tinha sugerido um nome, que não era da vereadora Téia. O objetivo do atual secretário de Agricultura era ficar com os dois cargos na mão. A Téia permanecia vereadora e o indicado do Mainardi seria o secretário. É claro que o governo não aceitou. O objetivo maior do Dudu era empossar a suplente Márcia Torres com a titularidade do cargo de vereadora. Para isso precisava que a vereadora Téia assumisse a secretaria. Como já se anunciava, acabou acontecendo a permanência de Janice Collares e Nadal nas secretarias de Educação e de Habitação. A terceira suplente, Márcia, acabou assumindo a vereança. Pode se dizer que, enquanto os secretários forem mantidos, a formação da câmara será a atual. Como em política tudo é possível, mudanças poderão acontecer no trajeto. Uma coisa é certa, o governo já tem a maioria no Legislativo. Não só pela decisão do voto popular como pela precaução e demora nas negociações para formação do secretariado. Como diria o Benito di Paula: “tudo está em seu lugar”. Até quando? É a pergunta mais escutada na universidade da sete.

Uma das bandeiras fortes do PT

Está caindo por terra a estatização. Falar em privatizar e/ ou terceirizar os serviços era combatido com unhas e dentes. Era considerado “pecado mortal”. O partido defendia que tudo tinha que ser comandado pelo governo. Nas primeiras privatizações, realizadas no governo FHC, o movimento contrário atingiu as ruas do país. Só faltou irem “às vias de fato”. Quando assumiu o governo, o PT mudou o discurso. O Lula começou devagar, mas começou. A dona Dilma, no entanto, está botando os braços. Ela viu que só o dinheiro público não pode cuidar da infraestrutura. Como a máquina lhe foi entregue “inchada” e o gasto público lá em cima, sentiu que muitas obras não seriam construídas e, a Copa do Mundo e Olimpíadas, corriam riscos. O que ela fez: privatizou alguns aeroportos. A empresa privada começou a investir e, é claro, vai colher seus dividendos durante o tempo que explorar. As estradas estão no mesmo caminho. Só assim poderemos incentivar a indústria a investir no crescimento. Quanto à energia, assunto tratado na coluna de ontem, ela vai privatizar. Com isso vai garantir investimento para o crescimento do país. Os grupos mais “radicais” não queriam, enquanto o governo era de partido adversário. Agora, como são seus companheiros, está tudo bem. A diferença para mim é que sempre esteve bem. Tanto governos passados como o atual têm que privatizar para poder crescer. Os dois estão certos. Errados são os contra do passado. Pois bem, mesmo assim o jornal britânico The Economist, o mesmo que criticou as medidas econômicas ditadas pelo Mantega, fez a seguinte afirmação quanto às privatizações: “Dilma despertou para privatização”. Reportagem diz que o governo brasileiro atrasou plano das novas concessões, especialmente dos aeroportos, por relutar em aderir às privatizações. Revista lembra que muitos planos da infraestrutura não saem do papel e cita a Copa de 2014. Para o Economist, o atual governo brasileiro foi “tardiamente convertido” às privatizações. Vale o ditado popular “antes tarde do que nunca”. Concordam ou não?


Sテ。ADO e DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

5


SÁBADO E DOMINGO

6

12 e 13 de janeiro de 2013

RURAL

Mercado agrícola Produtos

Acompanhamento de preços recebidos pelos produtores do Rio Grande do Sul Unidade Mínimo Médio Valores em reais

Arroz em Casca FeijÃo Milho Soja Sorgo Granifero Trigo Boi para Abate Cordeiro para Abate Suino Tipo Carne Vaca para Abate Leite (valor liq recebido)

50 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg 60 Kg Kg vivo Kg vivo Kg vivo Kg vivo Litro

34,50 90,00 26,00 60,00 22,50 30,00 3,15 3,20 2,00 2,80 0,65

Máximo

35,46 110,58 28,04 63,32 22,95 33,04 3,21 3,71 2,52 2,89 0,74

17.01.2013 a 11.01.2013

36,50 132,00 31,00 68,00 23,60 43,00 3,30 4,30 2,80 3,00 0,83

Fonte: EMATER/RS-ASCAR

Agrovino comprova bom Lei do microchip para momento da ovinocultura gaúcha animais não tem adesão por Niela Bittencourt

por Marcelo Pimenta e Silva A cada mês de janeiro um evento destaca o potencial e a qualidade da ovinocultura gaúcha. Bagé sedia esse evento, é a Agrovino, em sua quinta edição, um espaço que comprova o bom momento da ovinocultura do Rio Grande do Sul. Ontem, o Parque da Associação e Sindicato Rural foi palco do julgamento da Raça Corriedale. Produtores destacavam a qualidade dos animais da raça e o bom público em todos os dias do evento, comprovavam que a feira promovida pela Associação Bageense de Criadores de Ovinos, a Abaco, juntamente com a Associação e Sindicato Rural, está consolidada. O presidente da Abaco, Geraldo Brossard de Melo, ressalta que o julgamento dos animais Corriedale foi um sucesso. No final do dia, haveria a entrega do Troféu Walmore Not. “Criamos esse prêmio em homenagem ao publicitário que nos auxiliou a criar o nome Agrovino. Infelizmente, ele nos deixou. Então é uma homenagem in memorian a este grande amigo”, afirma Geraldo

Antonio Rocha

Evento na sede da ABACO contou com bom público em todos os dias

Brossard que aponta duas inovações da feira que ocorreram ontem à noite: uma era o primeiro remate noturno da feira, o Remate de Rebanho Geral; a outra foi o lançamento oficial da 1ª Feira de Cordeiros do Pampa, que irá ser realizada na sexta Agrovino em janeiro de 2014. “Vamos procurar apoio governamental seja municipal quanto estadual, para realizarmos uma grande feira com centenas de cordeiros para que possamos ofertar não só para produtores, mas também

para invernadores”, explica Geraldo Brossard que destaca o bom momento da ovinocultura. “Nas palestras que tivemos na quinta-feira, pudemos ver dados significativos que o projeto Mais Ovinos no Campo está mostrando com a retenção de matrizes de forma significativa, e o Fundo Ovinos que auxiliará as instituições com apoio monetário, o que comprova que o Governo do Estado está trabalhando para que a ovinocultura cresça cada vez mais”, destaca o presidente da Abaco.

Programação A Agrovino prossegue neste sábado com o remate de Produção da Cabanha São Matheus o Remate da Abaco. O remate ocorre às 16h e convidados. No domingo, ocorre a saída dos (Ovinos com Deps Corriedale e Ideal). Após, animais do Parque da Rural

Os microchips são a digital dos cães: sua implantação não é obrigatória, salvo em raças consideradas ferozes, e talvez por isso a adesão não ocorreu na cidade. Nem proprietários de animais nem petshops recorreram ao chip. Das oito lojas de animais consultadas, apenas uma trabalhava com a venda e implantação do chip no animal. A veterinária Rochele Figueira, contudo, diz que a procura é pequena. Conforme a profissional, apenas aqueles donos que vão viajar com seus bichos procuram esse recurso. O chip é colocado no dorso do animal por meio de uma injeção. Ele permanece sob a pele e é percebido como uma semente. É por meio dele que um animal roubado ou fugitivo pode ser identificado. Nesse chip constará o registro do pet assim como seu nome e de seus proprietários, além da localização de ambos. Ao mesmo

tempo, para ela, a presença do chip inibe o abandono – um dos problemas nas cidades. A veterinária Carina Madruga não vende o microchip tampouco implanta nos animais em seu petshop. Ela, tal qual Rochele, não conta com nenhum cliente que já tenha implantado o item. No local, não houve sequer procura por isso. Para ela, isso se deve ao fato de não ser obrigatório. A empresária diz ainda que não há divulgação e, de fato, o chip só tem utilidade caso o animal se perca. Já a veterinária e empresária Lívia Alves diz que nunca houve procura no local. Mas para ela, trata-se de um item importante. Inclusive, ela sugere uma campanha para adesão, tanto por parte dos proprietários de animais de estimação como pelos petshops. “Se houver, vou aderir e passar a vender e implantar nos animais”, comenta.

Não há animais à venda

A reportagem também pesquisou no mercado a fim de verificar se há venda de cães de raça, isso entre agropecuárias e petshops. Nenhuma empresa afirmou a comercialização. A coordenadora da Vigilância Sanitária de Bagé, Luana Machado, diz que, de fato, não há nenhuma empresa registrada para comercialização de animais na cidade. Contudo, ela garante que há venda clandestina. Inclusive, garantiu que o município passará a fiscalizar e multar aqueles que atuarem dessa forma. A fiscalização ocorrerá mediante denúncia. Para obter o registro, explica ela, os exemplares de raça precisam ser castrados e microchipados. Luana explica que a lei municipal obriga o microchip em animais de raças consideradas ferozes - apenas nesses casos.


GERAL

Município deve repassar o reajuste do piso nacional do magistério aos professores

Arquivo/FS

O Ministério da Educação (MEC) divulgou ontem, a alteração do valor do piso nacional do magistério da educação básica. O reajuste anual foi o menor dos últimos anos, fechando em 7,97%. Enquanto em 2012 o aumento foi de 22%. A justificativa apresentada para tal valor foi a desaceleração do crescimento econômico. Passando de R$ 1.451 para R$ 1.567. O reajuste começa a valer em fevereiro. O novo salário é calculado a partir do custo anual do aluno nos últimos dois anos e, é contabilizado pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em Bagé, o piso nacional do magistério é pago desde 2009, a secretária de Educação, Janise Collares, disse que o município ainda não tem uma decisão oficial se deve ou não conceder o reajuste para os professores e que o Governo Municipal sempre fez economia para conseguir pagar o piso. Além disso, ela acrescenta que a SMED tem recursos para conceder o aumento. Acredita que a decisão deve ser favorável à categoria. “Creio que iremos pagar como sempre pagamos. Mas eu ainda não me reuni com o prefeito Dudu”, salienta. O secretário da Fazenda, Tirso Delabary, disse que não iria se manifestar sobre o assunto e que uma comissão deve ser formada para tomar a decisão.

Secretária Janise acredita que deve pagar reajuste do piso nacional

O magistério estadual Para a presidente do 17º Núcleo do Sindicato dos professores do Rio Grande do Sul (Cpers-Sindicato), Ana Lúcia Cabral, o reajuste foi baixo e

mais uma vez, assim como no ano passado, a categoria dos professores do Estado não vai receber o aumento. Pois o Governo do Estado não paga o piso

nacional. Ela diz que a luta pelo pagamento do piso continua e que a possibilidade de greve para o início do ano letivo não está descartada.

SÁBADO e DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

7


8

SÁBADO E DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

REGIÃO/GERAL

Folador nomeia primeiros secretários Divulgação/FS

Nazionélia Ferreira, do PT, será a titular da Secretaria de Educação. Já Gildeison Pereira (PDT) irá ocupar a função de secretário de Cultura. Folador destaca que ainda não definiu os demais nomes do primeiro escalão. O chefe do Executivo candiotense sequer aponta uma data para o anúncio. “Estamos realizando a composição dentro da nova realidade do município”, destaca Folador. A Prefeitura conseguiu fechar 2012 de forma positiva, mas manterá uma política de austeridade nas contas para evitar surpresas. A prioridade, segundo o prefeito, será honrar os compromissos já assumidos e estabelecer as obras prioritárias no começo da nova gestão. “Temos que viver de acordo com o que arrecadamos. Tivemos muitas perdas em 2012 e vamos nos enquadrar em um novo momento administrativo”, salienta. De acordo com Folador, no Prefeito irá anunciar nomes do primeiro escalão aos poucos final do ano passado o município pagou R$ 190 mil O prefeito de Candiota, Luiz Carlos Folador, de- em precatórios, oriundo de dívidas de administrações finiu os nomes dos dois primeiros integrantes do novo anteriores. “Já conseguimos negociar o passivo da secretariado do município para a gestão 2013/2016. dívida a médio e longo prazo”, assegura o prefeito.

Parceria entre Prefeitura e DAER recupera avenida Visconde de Ribeiro Magalhães

Foi concluída uma operação tapa-buracos na avenida Visconde de Ribeiro Magalhães, trecho compreendido entre o trevo do 21 e a BR-153. A ação foi realizada graças a uma parceria firmada entre a Prefeitura de Bagé e o DAER, no

qual, segundo informou o secretário Eduardo Mendes, o órgão estadual entrou com os materiais e a Secretaria Municipal de Atividades Urbanas participou com o maquinário e operadores. O prefeito Dudu Colombo relata que a Prefeitura buscou a parce-

ria para agilizar a recuperação da via, que é de responsabilidade do DAER. “Mais uma vez, graças ao nosso excelente relacionamento com o Governo do Estado, conseguimos recuperar este importante acesso da nossa cidade”, comentou Dudu.


Aumento na evasão escolar preocupa Conselho Tutelar de Bagé por Marcelo Pimenta e Silva

GERAL

Marcelo Pimenta e Silva

Conselheiros mostram preocupação com alto índice de evasão escolar

O ano de 2012 apresentou um preocupante dado, segundo o Conselho Tutelar do município de Bagé. Conforme o órgão o número de evasão escolar aumentou na rede escolar de Bagé, seja ela municipal, estadual e federal. A estimativa é apresentada pelo número de Fichas de Comunicação de Aluno Infrequente encaminhado até o Conselho Tutelar. Em 2012 foram 1080 fichas. A conselheira coordenadora do órgão, Vera Lúcia da Silva Brião, ressalta que há uma negligência dos pais, que não acompanham a vida escolar dos filhos. “Os pais são os principais responsáveis por esse acompanhamento, não a escola ou o conselho. Eles é que têm que monitorarem a frequência dos filhos porque o pai tem a obrigação não apenas de fazer a matrícula desses alunos, mas dar todo o suporte e ver se ele está indo à aula”, afirma. O conselheiro Everaldo Cruz ressalta que os números são preocupantes e que atingem todas as escolas de Bagé, mas por serem maioria, as escolas municipais de bairros, são as que apresentam maiores índices

de evasão escolar. “Começamos o ano de 2012 fazendo um mutirão, indo nas escolas com mais casos registrados, fazíamos palestras tentando demonstrar a importância da permanência na sala de aula, mas encontrávamos dificuldades. Muitas vezes da própria família do aluno, que apresentava uma resistência ao nosso trabalho e também por colocar a culpa na escola”, argumenta o conselheiro que vê nos casos de infrequência e evasão escolar uma mudança de percepção das famílias aos valores básicos de uma sociedade. “As famílias desses alunos, em sua maioria, são desestruturadas. Muitas contam com pais que apresentam um histórico de problemas como alcoolismo ou drogas. Dessa forma, elas não veem a importância da educação na vida dessas crianças e adolescentes. O que os preocupa em manter um filho na escola é a possibilidade de cumprir alguma penalidade por isso, ou, principalmente, perder algum benefício social como a bolsa família”, destaca. Essa mudança nos valores também é destacada pela conselheira

vice-coordenadora, Cleide Rolim da Silva Cimirro. “Hoje em dia falta o comprometimento das famílias. Há diversos trabalhos sociais que são voltados às famílias mais pobres, e que tem o objetivo de que esses jovens possam compreender a importância da educação. No entanto, a falta de interesse dos pais em relação aos filhos nas escolas é uma realidade”, declara. Segundo os conselheiros, outro agravante para um maior acompanhamento do órgão a todos os casos de evasão escolar está no fato de serem cinco conselheiros para uma cidade com mais de 110 mil habitantes. Nesse caso, por realizarem outros trabalhos que enfocam a segurança de crianças e adolescentes, muitas vezes não há condições de definirem estratégias como campanhas educativas para que esses números diminuam. “Acontece muitas vezes de conseguirmos que um aluno retorne à escola. Aí ele permanece por um, dois meses, e novamente saí. Infelizmente, as famílias deveriam ter um maior comprometimento nesse assunto”, opina Everaldo Cruz.

SÁBADO e DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

9


10

SÁBADO E DOMINGO

12 e 13 de janeiro de 2013

SOCIAL

NO POSTO Jardim do Castelo, quinta-feira, à noitinha, colegas reunidas: Gislaine Ribeiro, Cleusa Veiga, Zina Assunção, Luz Escudeiro, Maria Amélia de Souza Rossi; só faltou Jacira Vaz porque está em Tramandaí. As amigas falavam, falavam, falavam... NA ESTÂNCIA de Ana Maria e Bóris Delabary , em Lavras, houve reunião da família Souza; 104 ao todo puderam comparecer: tios, primos, irmãos, sobrinhos dançaram muito após o churrasco servido ao meio-dia em ponto. De Cuiabá, Guilherme Loureiro de Souza. Ah, Carolina Souza Gonçalves veio de Porto Alegre com o namorado e disse que a filha Marta só não estava li porque foi passar férias na Europa. Aplausos! Hanan Laila formanda do Curso de Farmácia Urcamp, cola grau hoje, às 18h, Clube Comercial

DIA 5 de março, está agendado o primeiro jantar deste ano entre os membros da Aciba. Na ocasião, o prefeito Dudu Colombo fará uma apreciação do Natal Luzes no Pampa. Mas, muitos dos enfeites da decoração de rua ainda permanecem onde estavam, quando já deveriam estar guardados. Não lhes parece? Aqui é sempre assim... PROPOSTA bacana é a do Jorginho Fara que vai na casa do aluno ministrar aula de inglês, ênfase na conversação... BEM ESCOLHIDO, engº Antônio Luís Silva secretário municipal de Transporte e Circulação. Aliás, algumas secretarias precisam do conhecimento técnico de seu titular; é o caso da saúde. Fui claro?... MORADORA há quinze anos nos Estados Unidos, Cristina Rochetti está em Bagé e foi retocar o visual no salão de Paulo Veiga... TEMPORADA em Camboriú, Vinícius e Viviane Becker com a filha Valentina, uau! HOJE, às 19h, no Clube Comercial, formatura Urcamp: Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição e Psicologia. Finalmente, elaboraram um calendário com as datas respectivas. Por exemplo: dia 19, Agronomia e Veterinária; dia 23, Arquitetura e Urbanismo; dia 26, Biologia, Educação Física, Matemática, Pedagogia e Comunicação Social. Depois, em março: Direito (15) e Administração (23). Aplausos! ONTEM, Marcelo Sarmento Barata Kalil colou grau em Direito – PUC/RS. Os pais dele, Heloísa e Milton Salim Kalil, foram anfitriões de big festa em Porto Alegre... NO RIO, Elza Maria Brasil Loureiro de Souza passa boa temporada no apartamento que tem na rua Peru, Copacabana. Acontece que ela mandou reformar o ap... todinho; ficou um luxo só!... QUEM vem de lá passar alguns dias aqui na estância Rio Negro é Gleni Prates da Silveira; a amiga Nori Franco Sá já está na cidade e juntas vão descansar na confortável estância de Gleni, uau! NESTAS tardes de minhas férias pela metade fui buscar leituras novas. Tentei: Cinquenta Tons de Cinza - da autora inglesa E.L. James, um sucesso de vendas no mundo. Uma prosa simples que conta a história de como o milionário Christian Grey se apaixona pela estudante Anastasia. Não apreciei o livro e passei a ler: “Feliz por dentro”, livro da Marta Medeiros que estava à espera de leitura há três ou quatro meses. A Medeiros escreve coisas do cotidiano de todos nós, por isso é fácil gostar do que ela escreve: um abraço, um sorriso, uma lágrima. Mesmo situações ingênuas ganham reforço na interpretação da autora... DEPOIS, dei uma passadinha por algumas das cartas trocadas entre Mário de Andrade (1893-1945) e Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982); cartas reunidas por Pedro Meira Monteiro que proporcionam uma panorâmica do modernismo no Brasil. Os dois amigos paulistanos corresponderam-se entre 1922 e 1944. Unidos por afinidades pessoais que remontavam aos preparativos da Semana de Arte Moderna, mas eventualmente apartados por corteses divergências de cunho estético e político, viveram a maior parte desse período em cidades diferentes. Sérgio, no Rio, Mário, em São Paulo.

Raquel Kalil Alencar é formanda de Odontologia na PUC, dia 25 de janeiro


SOCIAL

SÁBADO E DOMINGO

12 e 13 de janeiro de 2013

11

Maria Victória Guarenti Pinto passou no exame de proficiência em Língua Inglesa da Universidade de Cambridge, Inglaterra, uau!

Formandos da Biologia, Éderson França de Machado, Débora Ortz, Joice Cruz, Jordano Machado, Maria da Graça Cabral, Rafaela Vidart e Vitor Melo, dia 26 de janeiro no Comercial, clic Jorge Goulart

Tayni Berdet Jardim, filha de Lisiane e Dilsomar Jardim, comemora hoje os 15 anos com festa, uau!

Joice Gonçalves e Luciano Carvalho Flores casaram-se em dezembro MAS, não estava satisfeito por inteiro com minhas escolhas. Foi aí que tive outra ideia, muito melhor, reler Machado de Assis e Jorge Amado. Primeiro, DOM CASMURRO, romance de Machado de Assis que havia lido pela primeira vez quando estava ainda no ginásio. Além de ter sido traduzido para outras línguas, esse continua a ser um dos livros fundamentais da literatura brasileira. O segundo que estou relendo é “São Jorge dos Ilhéus”, de Jorge Amado, um verdadeiro painel junto das lutas e conquistas da terra e pelo crescimento do Brasil, no sul da

Bahia, região das fazendas cacaueiras. O autor reproduz a realidade da vida numa fazenda de cacau, as disputas políticas, o regime de semi-escravidão, ou seja, a vida construída em torno das “árvores dos frutos de ouro”. O livro se inicia com a chegada de Carlos Zude a Ilhéus e com reminiscência deste com coisas do passado e o reencontro moderno com esta terra tão especial. O romance com Julieta e a prosperidade da região com a riqueza do cacau. O drama dos trabalhadores rurais, em muitos pontos, ainda há semelhança com situações vividas no país hoje.


12

SÁBADO E DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

ENTRETENIMENTO

Lua Nova em Capricórnio promete novidades em sua carreira. Caso seja um profissional independente ou empresário, espere por uma nova parceria ou novo contrato. Caso seja um colaborador, seu sucesso será reconhecido.

Lua Nova em Capricórnio renova sua vida doméstica e os relacionamentos familiares. Caso um de seus pais esteja com algum problema, pode esperar por uma boa melhora. Emoções e sentimentos voltam ao equilíbrio.

Lua Nova em Capricórnio promete novidades em questões relacionadas a negócios e contatos com estrangeiros e empresas fora do Brasil. Um novo projeto pode surgir ou ainda a revisão em um projeto antigo. Fé renovada.

Lua Nova em Capricórnio renova sua energia mental e seu humor, melhorando os relacionamentos com irmãos e amigos. Uma nova viagem, a trabalho ou por lazer, pode surgir. Ótimo momento para acordos e contatos.

Lua Nova em Capricórnio renova suas energias e coloca no lugar emoções e sentimentos que vêm incomodando você nos últimos dias. As finanças também passam por um processo de renovação. Uma sociedade é firmada.

Lua Nova em Capricórnio movimenta positivamente suas finanças, prometendo aumento significativo de seus rendimentos. O momento é ótimo para rever gastos e reorganizar suas contas. Um contrato pode ser firmado.

Lua Nova em Capricórnio renova seus relacionamentos depois de dias de maior aprofundamento, conversas e alguma tensão. O momento é ótimo para rever sua maneira de se relacionar. Um namoro ou uma sociedade pode começar.

Lua Nova em seu signo promete renovar suas energias. A fase continua intensa e cada vez mais exigente. Algumas mudanças em seu entorno podem trazer melhora significativa ao seu dia a dia e sua vida em geral.

Lua Nova em Capricórnio renova seu dia a dia de trabalho e promete dar andamento a projetos antigos e surgimento de novos projetos. Um novo trabalho pode surgir, caso esteja querendo mudar. Promoção.

Lua Nova em Capricórnio traz renovação e faz com que você se aprofunde em seu mundo emocional, revendo algumas energias e sentimentos. A fase é ótima para cuidar de si e de sua saúde. Sentimentos antigos são deixados para trás.

Lua Nova em Capricórnio promete renovar sentimentos e emoções que vêm incomodando você nos últimos dias, especialmente os relacionados ao amor e ao romance. Caso esteja só, uma nova paixão pode surgir.

Lua Nova em Capricórnio renova suas amizades e movimenta sua vida social com convites a festas, eventos e reuniões. Amizades ganham um novo colorido com a aproximação de novas pessoas. Novos projetos em andamento.

Constância não acredita que Laura seja amante de Laranjeiras. Laura tenta se aproximar de Elias, que foge ao ver Isabel. Bonifácio decide abrir o capital da fábrica. Gisele insulta Laura, que revida, dizendo que Laranjeiras a atacou. Teodoro pede Sandra em casamento. Mario tenta convencer Diva a aceitar seu talento como comediante. Edgar e Laura discutem. Laura não aceita a proposta de Constância de repudiá-la publicamente e ser solidária às escondidas. Diva resolve fazer comédia e compartilha com Frederico. Zé Maria convida Isabel para jantar.

Juliana pede para Felipe ouvir o que ela tem a dizer sobre Fábio. Otávio e Giocondo acertam os detalhes do plano contra Roberta. Dino flagra Nenê beijando Veruska, e acaba descobrindo que a secretária esconde um segredo. Giocondo teme ser reconhecido por Felipe. Zenon ameaça Carolina. Charlô comemora a harmonia entre Felipe e Juliana. Felipe resolve presentear Roberta. Carolina afirma para Nieta que ficará no lugar de Juliana. Montanha insiste para Ulisses desistir de lutar. Roberta se anima com a possibilidade de exportar as roupas da Positano. Juliana desconversa quando Vânia pergunta se ela gostou de beijar Nando. Felipe interrompe uma reunião de Roberta e Giocondo e reconhece o impostor.

Morena enfrenta Russo na frente de Lucimar. Pescoço é chamado para ir à delegacia. Helô fica intrigada com Lívia. Nunes pede Wanda em casamento. Carlos confessa a Leonor sua paixão por Antonia. Farid implica com Bianca. Ayla pede para Sarila acompanhá-la quando for conhecer seu pretendente. Barros fala para Helô que viu Morena e Jéssica em uma boate. Théo comenta com Ciro que acredita ter visto Morena na rua. Áurea insiste que o filho fique noivo de Érica. Helô avisa que quer conversar com Morena e Jéssica. A delegada garante a Mustafa que encontrará a família biológica de Aisha. Morena tenta falar com Helô. Creusa afirma a Stenio que sua patroa quer reatar com ele. Rosângela entrega o gravador para Irina.

FINAL DE SEMANA NO CINE 7 AMANHECER PARTE 2 (LEGENDADO) ÀS 19:00 ATÉ QUE A SORTE NOS SEPARE ÀS 21:15

00:10 Prova do Crime 01:00 Corujão do Esporte 01:40 Sexo com Amor? 03:40 A Sombra e a Escuridão 06:05 Globo Educação 06:25 Globo Ciência 06:50 Globo Ecologia 07:15 Globo Universidade 07:40 Ação 08:00 Vida e Saúde 08:30 Anonymus Gourmet 09:00 RBS Esporte 09:30 Sítio do Picapau Amarelo 09:45 A Turma da Mônica 10:00 TV Globinho 11:30 Patrola 12:00 Jornal do Almoço 12:30 Curtas Gaúchos 12:50 Globo Esporte 13:20 Jornal Hoje 13:50 Estrelas 14:45 TV Xuxa 16:10 Caldeirão do Huck 18:25 Lado a Lado 19:10 RBS Notícias 19:30 Guerra dos Sexos 20:30 Jornal Nacional 21:10 Salve Jorge 22:15 Big Brother Brasil 13 22:45 Zorra Total 23:45 O Ex-Namorado da Minha Mulher 01:45 Claquete 02:45 Show de Desenhos 04:00 Igreja Mundial 06:50 Popcorn TV 07:00 Lassie 07:30 O Encantador de Cães 08:00 Vitória em Cristo 09:00 Surtel Vision 09:30 AgroBand 10:00 Imóvel Class 10:30 Esporte Revista 11:00 Chef Zé Luiz 11:30 Carmem Flores com Você 12:00 Vitória em Cristo 13:00 Acontece 14:30 A Vida Moderna de Rocko 14:45 Invasor Zim 15:15 Aaahh!!! Monstros 15:25 Rocket Power 15:45 Desafiando os Limites 18:50 Band Cidade 19:20 Jornal da Band 20:25 Show da Fé 21:20 Mr. Bean 21:30 Projeto Fashion 22:15 Operação Águia

ANIVERSÁRIOS 12/01 - Helen Assumpção - Márcio Vinicius Garcia - Pablo Meira Costa - Clarissa Lacerda Soares Klein - Caio Sarmento Belleza - Bruno Beledo

13/01 - Arilson Schio - Maria Luiza Brignol Leite - Washington de Assis Vaz - Carlos Coutinho dos Santos

Valdir Oliveira Valente, aniversaria dia 13/01

01:15 Jornal do SBT 02:00 Dois Homens e Meio 02:30 The Big Bang Theory 03:00 Supernatural 04:15 Fringe 05:00 The Secret Circle 06:00 Chaves 07:00 Sábado Animado 12:15 Masbah 12:45 Um Maluco no Pedaço 13:15 As Visões da Raven 13:45 Eu, A Patroa e as Crianças 14:15 Programa Raul Gil 18:30 Aventura Selvagem 19:15 Chaves 19:40 SBT Brasil 20:30 Esquadrão da Moda 21:30 SuperNanny 22:15 Férias ao Sol

00:00 Câmera Record 01:15 Programação IURD 07:00 Nosso Tempo 08:00 Fala Brasil Especial 10:00 Esporte Fantástico 12:00 The Love School 13:00 Balanço Geral Especial 14:00 Record Kids - Pica Pau 15:15 Cine Aventura 18:00 O Melhor do Brasil 20:00 Jornal da Record 20:30 O Melhor do Brasil 22:15 A Fazenda de Verão 23:00 The Cape


GERAL

SÁBADO e DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

13

Redomão na Lagoa: a prova que é uma festa para apaixonados por cavalos crioulos por Marcelo Pimenta e Silva

Alexandre Teixeira

Fomento à doma Conforme o criador e proprietário da Cala Bassa, Marcelo Móglia, o principal objetivo da prova é fomentar os domadores que são peças importantes para as competições equestres como o prestigiado Freio de Ouro, entre outras. “Eles são as figu-

ras mais importantes no trabalho de uma cabanha. Por isso, o objetivo do Redomão na Lagoa é descobrir novos talentos. É uma prova que coloca em média 100 potros no mercado e eles têm até 40 dias para serem domados. Dessa forma, isso faz com que mais

pessoas possam domar cavalos, e por outro lado, as provas servem para que a cabanha conheça a genética e a aptidão de cada animal”, salienta Móglia que enfatiza que a prova auxilia para que se teste e dome uma geração de mais de cem potros.

Marcelo Móglia aponta que o evento vem crescendo a cada ano e a previsão até domingo é que cerca de duas mil pessoas prestigiem o Redomão na Lagoa. A infraestrutura montada na Estância da Lagoa, em Aceguá, é um diferencial para quem

irá passar o final de semana no evento. Há restaurante e lancheria e, durante a noite, há um baile para animar quem estiver acampado no local. Quem passeia pelos acampamentos encontra visitantes e competidores de diversos estados do país, como Santa Catarina,

Paraná, São Paulo, Rondônia e de muitas cidades gaúchas, além de países como a Argentina e Uruguai, por exemplo. Toda a estrutura do local de acampamento possui energia elétrica oferecendo maior comodidade a quem vai até a Estância da Lagoa.

Neste sábado, ocorre a primeira passada do Redomão na Lagoa. Todos os competidores participam. No domingo, pela manhã, apenas os 20 potros mais pontuados disputam na prova de paleteada. À tarde, a grande final, com apenas os 10 potros classificados para a prova decisiva

do Redomão na Lagoa. O domingo também contará com a final de paleteadas oficiais e argentinas, mas que não fazem parte do evento principal. A prova que chega a mais uma edição é definida também pelo seu aspecto empreendedor, pois possibilita atender a uma demanda de novos

domadores para que se mantenha a tradição e a qualidade da raça crioula. “A prova possibilita que se gere emprego, já que nesse período de 40 dias de doma, ocorre um movimento grande para os domadores, ocasionando assim um incentivo a essa mão de obra”, finaliza Marcelo Móglia.

1º lugar: Box: 58 - Bico de Lacre Cala Bassa, por Napoleão do Puruna x Gafieira Cala Bassa, proprietário: Marcos Gonçalves e Roberto Porto Rotta, ginete: Thomaz Gonçalves, patrocinador: Azevedo Bento; 2º lugar: Box: 4 - Belga Cala

Bassa, por Honesto Simpatia x Suerte Cala Bassa, proprietário: Luis Fernando Martinez, ginete: Zeca Macedo, patrocinador: Trevo; 3º lugar: Box: 31 - Babaquara Cala Bassa, por Igualito Cala Bassa x Firmeza 1034 do Diplomata, proprietário: Ale-

xandre Martendal, ginete: Elinton Pinto, patrocinador: Malbran; 4º lugar: Box: 71 - Bom Moço Cala Bassa, por Igualito Cala Bassa x Piraí 1330 do Papito, proprietário: Alex Maciel, ginete: Alex Maciel, patrocinador: Frigorífico Kroth.

Infraestrutura

No pódio, os destaques do Redomão 2012 Um evento que reúne milhares de simpatizantes apaixonados pela raça crioula. Um espaço para quem aprecia provas campeiras possa observar a potência do cavalo crioulo. Um certame em que a importância dos domadores, que transformam promessas em verdadeiros campeões, é ressaltada com premiações de destaque. Uma verdadeira festa para diversas gerações que têm em comum a paixão pelo cavalo crioulo. Todas as frases acima podem traduzir o que é o Redomão na Lagoa - evento realizado pelas cabanhas Firmeza e Cala Bassa, que chega neste final de semana a sua quinta edição -,

no entanto, a cada ano, novos aspectos lhe conferem o status que vai além das fronteiras estaduais e nacionais. Hoje, é a prova de potros com maior premiação no Brasil. São 100 mil reais em prêmios. O grande campeão leva uma camionete Renault Duster para casa. Outros prêmios dos patrocinadores são oferecidos para os demais competidores que chegarem até o 10º lugar. Na disputa, 80 potros e potras (40 machos e 40 fêmeas) de até dois anos de idade que foram vendidos no remate realizado pelas cabanhas no dia 30 de novembro do ano passado, tendo uma grande oferta de filhos do multicampeão Piraí 1569 do Brazão.

Disputas no sábado e domingo

Destaque da edição de 2012


14

SÁBADO E DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

GERAL

Prefeitura deve diminuir número de funcionários apenados por Juliana Andina Em reunião na tarde de ontem, o diretor do Presídio Regional de Bagé reuniu-se com o prefeito da cidade para acertar a diminuição do número de apenados que prestam serviços para o Governo Municipal. Os presidiários de regime semi-aberto ou aberto trabalham através do Protocolo de Ação Conjunta (PAC), firmado entre as duas entidades no ano de 2000. Como explica o diretor do Presídio, Márcio Morales, durante a

Antonio Rocha

reunião foi acertado que o número de apenados deve reduzir pela metade. “Hoje 40 apenados trabalham através deste convênio, porém o prefeito afirmou que neste primeiro trimestre será necessária a redução do número de funcionários contratados devido à retenção de gastos”, conta. Cada presidiário recebe um salário de R$ 622, mais adicional de 10%. De acordo com Morales, a prefeitura deverá readmitir os funcionários após

o período determinado. “Este tipo de oportunidade é bom para o próprio detento como para o presídio que recebe verba encaminhada da Susepe relativo ao número de empregados”, coloca. O contrato do PAC foi atualizado no ano de 2012, e tem capacidade para empregar 60 detentos, podendo o órgão público contratar quantos presidiários tiver necessidade. A expectativa é de que nestes três primeiros meses cerca de 20 apenados sejam mantidos.

Efetivo deve ser reduzido pela metade

Protocolo de Ação Conjunta É o instrumento que possibilita às entidades privadas oferecer trabalho remunerado aos apenados. Para entidades públicas e municípios é necessário firmar instrumento denominado de Convênio. O protocolo nada mais é do que um gerenciamento do Estado/Susepe

entre o empregador e o prestador de serviço, que neste caso, é o próprio apenado. O Protocolo de Ação Conjunta é regido pela lei nº 7.210/84 denominada Lei de Execuções Penais, nos artigos 28 ao 37 e seus respectivos incisos. O Estado/Susepe, que representa o indivíduo privado de liberda-

de, gerencia as partes envolvidas na execução da atividade laboral. Fica a cargo do empresário o fornecimento do material permanente de matéria-prima, equipamentos de segurança e/ou local de trabalho, caso seja oferecido aos apenados dos regimes semi-aberto e aberto e o em-

presário deseje que estes trabalhem na própria empresa. Como benefícios, a participação do projeto traz ao apenado a remição de pena, profissionalização, aumento da autoestima e contribuição ao orçamento familiar. Para o empresário, contribui para a isenção

de todos os encargos sociais devidos aos demais empregados, custos menores de produção, oportunidade de exercer a responsabilidade social, contribuir para a redução da reincidência criminal enquanto agente de inserção social e colaboração com a segurança pública.


15 GERAL Habitar Brasil quer lazer e conscientização SÁBADO e DOMINGO

12 e 13 de janeiro de 2013

Antonio Rocha

Fachada anterior e atual

Mudança no letreiro teria ocorrido sem autorização dos órgãos competentes

Alteração na fachada do 3º B Log é irregular por Fernanda Mendonça As obras que estão sendo feitas no 3° Batalhão Logístico - Batalhão Presidente Médici (3º B Log), desde a última quarta-feira, continuam intrigando não só a população da cidade como o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental do Município de Bagé (Compreb). O presidente do Compreb, Guilherme Rodrigues Bruno, conversou com a reportagem da FOLHA do SUL e afirmou que a intervenção na fachada do prédio é ilegal, pois o local é tombado pelo patrimônio histórico e sem autorização do Conselho, nenhuma reforma podia ter sido feita. “Para se fazer uma obra em qualquer prédio é preciso encaminhar um projeto para a prefeitura. Quando é o caso de ser um local protegido, o projeto tem que ter a autorização do Compreb.” Bruno conta que um pedido de autorização para a realização da obra no quartel, chegou de maneira

informal, sem ser protocolada, na manhã do dia 9, ao conhecimento do órgão. Porém, na tarde do mesmo dia, as mudanças na sede do 3º Batalhão já estavam em andamento. “Na noite de quarta-feira, na reunião do Compreb, o pedido foi apresentado, mas resolvemos não aprovar”. Porém já era tarde demais. O que pode ser alegado, de acordo com o presidente, é que o município não tem jurisdição sobre os prédios federais, mas quando se trata de prédios do patrimônio histórico, a alegação é inválida. “O exército sempre colaborou com a conservação do patrimônio. Não acredito que tenha sido de má fé”, pondera. Apesar da declaração, ele relata que recebeu um telefonema do comandante tenente-coronel, Davi Rodrigues de Oliveira, há umas três semanas, quando foi questionado sobre o procedimento para realizar a reforma. Mesmo sendo avisado em

relação dos trâmites, a mudança foi feita sem autorização legal. Além disso, rumores de que o comandante queria fazer a revitalização tinham chegado até o presidente, mas nada pode ser feito até o fato se concretizar. O presidente ainda comenta que o quartel depende muito da sua história para se manter vivo e que a retirada do letreiro para alteração do nome é uma forma de falsificar os fatos históricos. “O letreiro que estava escrito 12º Regimento de Cavalaria, feito em argamassa, foi quebrado para a inscrição do nome atual do B Log.”. Outra integrante do Conselho, Heloísa Beckman, diz que para mudar uma fachada seria preciso que a instituição apresentasse um projeto visual, elaborado por profissionais especializados. “O prédio faz parte do patrimônio do município, que é reconhecido por preservar a sua história, e a instalação de tantos quartéis também conta essa tradição de lutas”, afirma Beckman.

O comandante do Batalhão Logístico - Batalhão Presidente Médici (3º B Log), tenente- coronel Davi Rodrigues de Oliveira, que vai passar o comando no próximo dia 16, conversou por telefone com a reportagem da FOLHA do SUL. A autoridade argumentou que estão sendo feitas diversas reformas no local e que essas visam à preservação do prédio. É o caso das janelas, para quais existe um projeto que prevê verba para revitalização dos objetos com o mesmo material do qual elas foram construídas. Especificamente sobre o caso da fachada, ele confirmou que alterou o nome da corporação. “Um quartel não pode ficar com o nome de outro.

Quando um local é desativado e outro quartel é sediado ali, é lógico que se troque o nome, pois ele não pode ficar com o nome que não é seu”, destaca o comandante. Ele também argumentou que não houve uma afronta às leis municipais, nem à população e nem ao patrimônio, mesmo não tendo procurado nenhum órgão competente, a não ser o prefeito Dudu Colombo, que segundo Oliveira, teria dado a autorização para a obra. Porém, sem nenhum documento por escrito. O comandante comenta que sempre foi parceiro, juntamente com o seu Batalhão, do movimento de preservação da história bageense. “Não foi

feita uma alteração do prédio e sim uma adequação do nome na fachada, que serviu para que os bageenses identificassem o quartel como B Log e não mais como o 12º Regimento de Cavalaria”, explica. Sobre o prefeito ter autorizado tal obra, o secretário de Coordenação e Planejamento, Gustavo Moraes, declarou que Dudu não seria leviano a esse ponto e conclui que o que pode ter acontecido é uma conversa entre os dois, Dudu e o comandante, mas não a permissão. Além do mais, Moraes acrescenta que seria preciso um documento por escrito para qualquer alteração no prédio do quartel. A tentativa de contato com o prefeito não teve êxito.

O que diz o comandante

Glauber Pereira

Guilherme afirma que obra é irregular

Procedimentos legais Diante do fato concreto da alteração da fachada, o presidente do Compreb relata que o letreiro deverá ser reconstruído ou a reminiscência deverá ser preservada, ou seja, as ruínas do letreiro devem permanecer, mesmo que embaixo da outra inscrição. “O letreiro, que continha o nome do 12º fazia parte do prédio, da sua constituição arquitetônica, portanto não poderia ter sido alterado. O fato pode conduzir a uma mentira histórica”, afirma o presidente. O procedimento legal seria feito

através da Secretaria Municipal de Coordenação e Planejamento (Scoplan), que intimaria o responsável pela alteração do prédio, já que a obra não está regularizada. Em conversa com o secretário da pasta, Gustavo Moraes, ele confirmou que a obra é irregular, já que não existe nenhum pedido de autorização na sua secretaria. Sendo assim, o acionamento dos responsáveis pela mudança no letreiro deve ser feito pelo próprio Conselho, que entrará em contato com a instância municipal máxima do exército.

por Niela Bittencourt O verão para a comunidade do bairro Habitar Brasil não é a melhor estação. Para os moradores, falta um local para o lazer, sobretudo das crianças. Há muitas na comunidade, conforme enfatizaram à reportagem. Falta também conscientização por parte da população, que segue depositando lixo nas ruas, calçadas e em terrenos baldios. Para alguns, a atitude é consequência dessa deficiência. O esgoto preocupa também, assim como as condições das ruas e a irresponsabilidade dos motoristas, que ignoram o limite de velocidade na zona urbana. A dona de casa Cleusa Maria Conde Pinto, 55 anos, reside no Habitar Brasil há 13 anos. Ela diz que até não há muito do que reclamar. O posto de saúde, apesar de atender a dois bairros, conta com um serviço considerado adequado. Ainda que apenas oito fichas sejam distribuídas por dia para consultas. Se é preciso algo, isso é uma praça para que a criançada possa desfrutar. Ela diz que é um a reivindicação antiga, que poderia acabar com uma série de problemas. Entre eles, a do depósito de lixo no campo, localizado em uma área central do bairro. É o que afirma a dona de casa Mara Regina Jardim, 50 anos. “É uma vergonha:

o caminhão do lixo passa por aqui três vezes por semana. Espero que façam alguma coisa. Tenho cinco netos e um filho de dez anos e fico preocupada com eles brincando em meio à sujeira”, argumentou. Outra reivindicação é em relação ao esgoto, que corre a céu aberto em quase todas as ruas da comunidade. De acordo com Mara, “não é que não haja canalização, mas entupimento de bocas de lobo”. Isso, segundo ela, desde que reside por ali, há 13 anos. Já a dona de casa Jéssica Miranda, 20 anos, diz que está preocupada com o tráfego de automóveis, diante da proximidade com a recém pavimentada avenida Leonel Brizola. Ela relata que ao mesmo tempo em que isso é um conforto para aqueles que chegam à comunidade, é um perigo para quem vive naquela área. Jéssica comentou que já não arrisca deixar seus filhos brincarem na frente da residência. Mãe de dois meninos, de três e um ano de idade, a jovem argumenta que “ninguém respeita ninguém”. Para ela, o bairro Habitar Brasil também é sinônimo de insegurança. Quando questionada se deixaria a comunidade, ela diz que sim, se tivesse condições para isso. Mas, ponderou, que na cidade esses são problemas comuns. “Bagé não é a mais a mesma”, manifestou. Niela Bittencourt

Lixo depositado em área imprópria

Bagé vai contar com Observatório da Criminalidade Um contrato firmado entre a Prefeitura Municipal de Bagé e a Faculdade de Direito de Santa Maria (Fadisma) vai garantir a execução e implantação do Observatório da Criminalidade. O ato de assinatura contou com a presença do prefeito Luís Eduardo Colombo e do diretor da Fadisma, Eduardo Rocha. O evento aconteceu na manhã

desta sexta-feira. Na ocasião, o coordenador do Gabinete de Gestão Integrada, Milton César Leite, destacou que há mais de R$ 335 mil disponíveis através de convênio entre a Prefeitura e Ministério da Justiça. “O observatório tem como objetivo principal identificar e mapear a violência em Bagé”, diz. Além da Fadisma, o processo terá o apoio da Urcamp e Faculdade Ideau.


16

SÁBADO E DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

GERAL Autora do primeiro caso poderá revisar provas e recorrer até terça-feira

SiSU: Justiça suspende segunda liminar bageense por Niela Bittencourt

Fotos: Antonio Rocha

Gustavo Chies Cignachi

Thaniza Ferraz de Borba

Lucas Almeida Figueiredo

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região suspendeu, ontem, segunda liminar concedida pela Justiça Federal de Bagé. Assim, tanto a divulgação dos resultados, como todo o cronograma do Sistema de Seleção Unificada, será mantido. É preciso lembrar que na quintafeira o TRF4 já havia suspendido uma liminar bageense. Na nova decisão, o juiz federal Nicolau Konkel Júnior alegou que o edital do Exame Nacional do Ensino Médio estabeleceu “rigoroso procedimento de revisão das provas dissertativas elaboradas pelos participantes, compreendendo, inicialmente, avaliação por dois examinadores distintos e, caso necessário, reavaliação por um terceiro expert”. Assim, o estudante Lucas Almeida Figueiredo só terá acesso as suas provas no dia 6 de fevereiro. A liminar concedida pelo juiz federal Gustavo Chies

Cignachi solicitava acesso imediato. O jovem de 21 anos, que cursa Direito na Universidade da Região da Campanha e buscava uma bolsa integral pelo Programa Universidade Para Todos, considerou a decisão do TRF4 lamentável. Para ele, qualquer candidato deveria ter acesso à correção das provas para contestar os resultados, caso discordasse da avaliação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). A estudante Thaniza Ferraz de Borba, autora da ação que culminou na primeira liminar que também suspendia o cronograma do SiSU - suspensa pelo TRF4 na quinta-feira -, conquistou o direito de acesso às provas. Porém, o prazo concedido pelo Ministério da Educação para que ela pudesse recorrer acabou ontem ao meio dia. Assim, a Defensoria Pública da União de Bagé solicitou a prorrogação do prazo para a

segunda-feira. Cignachi, por sua vez, determinou um novo prazo: até a próxima terça-feira. A decisão é passível de recurso. A defensora pública Patrícia Ubal Przybylski Blumenkrantz argumentou que o envio das provas ocorreu às 22h da quintafeira. Dessa forma, Thaniza não teria tempo hábil para verificar a correção junto a professores. A profissional diz que o tempo disponibilizado pelo INEP coincidiu com a decisão do TRF4 que impusera reserva de vagas para a bageense. Thaniza disse à reportagem que considerou justa a decisão quanto à reserva de vagas e que não teria, de fato, como cumprir o prazo estabelecido para revisão de seus exames, já que precisa buscar profissionais para isso. Para Patrícia, contudo, ao que parece, houve a tentativa de não cumprir a determinação judicial de reserva de vagas, concedendo um prazo, ainda que incoerente.


GERAL

Prefeitura garante manutenção para ruas e praças por Juliana Andina

Fotos: Antonio Rocha

a : -

a z s Setor responsável afirma que capina demora por causa de férias dos funcionários o Com o calor é normal que a cumpre a escala de serviço. “Nossa a comunidade procure as praças para equipe é composta por quatro funA tomar chimarrão, sentar à sombra ou cionários, responsáveis por manter o aproveitar o fim de tarde ao ar livre. corte de grama de 40 praças espalhau Porém, a comunidade reclama da das pelo município. Mantemos uma falta de manutenção de brinquedos e média de corte de grama de uma pracorte da grama, que torna o ambiente ça por dia, o que nos garante no final m feio e perigoso. da semana cinco praças limpas”, fala. o De acordo com o coordenador Os enfeites utilizados durante de praças da Secretaria de Atividades o projeto “Luzes no Pampa”, já estão r Urbanas (SMAU), Leonardo Marisendo retirados. A equipe da SMAU o nho, os brinquedos passam por fiscatrabalha em turno extra das 20h até 2h a lização constante. “Estamos sempre da madrugada. Marinho salienta que . cuidando e fazendo a manutenção os adornos de Natal foram muito bem e dos brinquedos para que não ocorra cuidados pela população. “Os enfeites o nenhum acidente”, coloca. após retirados ficam sob responsabil Quanto ao pasto alto ele ex- lidade da Aciba, que os guardará em Próximo à Catedral São Sebastião plica que a equipe é pequena, mas local adequado”, completa. pasto deixa paisagem feia

Limpeza das vias públicas Já a capina, poda das árvores e recolhimento do corte da grama é feito pela equipe de limpeza pública, coordenada por Taiguara Brasil, que afirma que o serviço ocorre, mas de forma mais lenta. “Neste período muitos funcionários saem em férias, por isso estamos com pouca gente.

O trabalho vem sendo realizado, estamos organizados por localidades”, descreve. Brasil fala que a limpeza da avenida Santa Tecla terminou nesta semana e agora se encaminham para o centro. “Nossa equipe ainda trabalha com a poda das árvores, quando existe algum

pedido na secretaria. Na próxima semana iniciamos a retirada do pasto do centro da cidade”, aponta. O interessados em pedir limpeza ou informar sobre brinquedos danificados podem entrar em contato com a SMAU pelo telefone (53) 3240-5181.

SÁBADO e DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

17

Abertas inscrições para projeto “Conheça a nossa Aduana” da Receita Federal Com o objetivo de reforçar a imagem institucional inserida na política de transparência, acontecerá, em Bagé, no dia 28 de janeiro, o projeto “Receita Federal convida: Conheça a nossa Aduana”. Na ocasião, será aberta uma visitação da sociedade às dependências da Receita Federal, em diversas unidades do país. Entre 09h e 12h, vai ser feita a

apresentação das atividades aduaneiras no auditório da sede, localizada na rua Marcílio Dias, nº 801. Já no período da tarde, a partir das 14h, os participantes irão até Aceguá para conhecer o funcionamento do plantão. Poderá participar somente uma pessoa por entidade e as inscrições devem ser feitas antecipadamente através do número 3242-4078 com Letícia, Rafael ou Murilo.


18

SÁBADO E DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

SEGURANÇA

Homem suspeito de matar a mãe é preso em Jaguarão O principal suspeito de ter matado a própria mãe em Pelotas, foi preso na tarde de ontem na cidade de Jaguarão, na zona Sul do Estado. Segundo a Polícia Civil, o homem de 32 anos foi detido ao retornar para o Brasil, já que teria fugido sem do-

cumentos para o lado uruguaio. De acordo com a polícia, ele confessou o crime e acabou preso. Maria do Carmo Lopes Paiva, de 60 anos, foi encontrada morta com uma facada no pescoço, na manhã da última quinta-feira.

Mulher tenta entrar no presídio com celular escondido em massa de pastéis Uma jovem de 18 anos foi detida na manhã desta sexta-feira quando tentava entrar no Presídio Regional de Bagé (PRB) com um aparelho de telefone celular escondido dentro de um pacote de massas

para pastéis. Ela foi identificada como Danielle Martins de Freitas e, segundo a ocorrência policial, a encomenda seria entregue para o companheiro da acusada, Micael Ibanhe, que cumpre pena no PRB.

BM intercepta assaltantes em Lavras do Sul Na noite da última quintafeira, um policial militar vinha de São Gabriel pela RSC-473 quando estranhou a movimentação em uma área rural. Desconfiado, ele entrou em contato com a Brigada Militar de Lavras do Sul que foi até uma fazenda, localizada no 1º Distrito do Salso, no interior do município. Quando chegaram, os policiais avistaram uma Saveiro, de placas IGW-3621, de Santa Maria,

e um Corsa, com placas IJK-0553, também de Santa Maria, que estavam na estrada. A polícia não soube precisar quantos homens estavam nos automóveis, porém eles fugiram, deixando para trás os veículos carregados com objetos como TV, geladeira e freezer que teriam sido retirados na fazenda pertencente a Mariana Macedo de Macedo. Além disso, também teria sido roubado do local um revólver calibre 38.

OBITUÁRIO Luiz Antônio Netto Machado, 53 anos, caldeireiro. Residia na rua Venâncio Aires, nº 641. Deixa os filhos Igor, Ives, Renata, Natália e Tainara. Alisia Corralles Rey, 79 anos, doméstica inativa. Residia na rua Antônio Padre Boton, nº 964. Era casada com Pascácio Rey. Inez Martins Camargo, 85 anos. Era casada com Giminiano Pereira. Residia na rua Monteiro Alves, nº 643. Deixa os filhos Eva Marta, Marisete, Dagmar, Jorge Adail, Onor César, Adão Abel e Solani Margarete.

Fato motiva família a trocar de bairro o quanto antes

Vítimas de atropelamento retomam rotina após acidente

Fotos: Antonio Rocha

Na casa de nº 241, na rua nº 801, do bairro Habitar Brasil, mora um casal de vencedores. Pelo menos é assim que se consideram o líder comunitário e presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), Josué Monteiro, de 45 anos, e a esposa dele, Márcia Adriana Rodrigues Prado, 34 anos. Ambos sofreram um acidente na madrugada da última segunda-feira, depois que um motorista bateu violentamente na carroça em que vinha o casal. O condutor fugiu sem dar assistência para as vítimas. A porta aberta na sala da residência dava ao ambiente da família um ar de calmaria, como se ali ninguém tivesse escapado da morte dias antes. Mesmo com o braço imobilizado, Josué não largava do bom e velho chimarrão enquanto falava. “Agradeço pela minha filha de sete anos que não quis voltar junto naquele dia”, conta. Marido e mulher tinham saído minutos antes do bairro Camilo Gomes e, pouco antes de chegarem em casa, foram atingidos por um Corsa. “O carro apareceu do nada. Ele vinha com as luzes apagadas, eu tenho retrovisor e não vi nada”, explica. Apesar do fato, Josué pretende falar com o autor o quanto antes. “A gente quer ver se encontra o motorista para fazer um acordo amigável”, adianta. O impacto destruiu a carroça, único meio de locomoção da família, que acabou recolhida pelas autoridades. Josué relata que não lembra muito sobre o que aconteceu. “Depois da batida eu fiquei desmaiado por aproximadamente 10 minutos”, diz. Um susto e tanto para quem nunca havia sofrido nenhum acidente. Márcia fala que quando Josué acordou só queria saber do cavalo e da filha. “Ele levantou de susto, assim como quem acorda de um sono”, fala. Após ficar hospitalizado na Santa Casa de Caridade por 36 horas, ele foi liberado na tarde da última terça-feira. Considera-se um sortudo, já que teve “apenas” o pulso esquerdo

quebrado e um corte entre a nuca e a orelha direita. A companheira teve aranhões nos braços e na barriga, além de ter levado cinco pontos em um dos joelhos. Eles

relatam que o apoio dos vizinhos tem sido fundamental no processo de recuperação. “Tem horas que a nossa sala fica pequena”, brinca ele.

Na ocasião, eles usavam na carroça um cavalo que era de um vizinho, pois não era tão assustado quanto o pertencente à família. Mesmo depois do choque, o animal foi trazido troteando para casa por vizinhos. Os

gastos com remédios veterinários já somam R$ 200,00, só que, segundo Josué, já fazia três dias que o equino estava só deitado e não levantava. “O veterinário já veio aqui e olhou, mas ele está quase morto”, diz. Josué já

sabe que terá que comprar um cavalo para o vizinho ou entregar o próprio como pagamento. No final da tarde de ontem, at redação da FOLHA do SUL foi infor-F mada de que o animal havia morrido.C e g tem uma importante missão no locald em que mora. “Eu aprendi a gostar dop Habitar Brasil, vou ter que encontrara um sucessor para ficar no meu lugart como líder comunitário”, finaliza. g

Cavalo era emprestado

Vizinhos tentam auxiliar no tratamento

Não resistiu e morreu ao final de tarde

A

Para Josué eles estavam no lugar errado e na hora errada

Mudança de bairro será antecipada Além das sequelas físicas, a família planeja mudar de bairro o quanto antes. Josué fala que eles já haviam se programado para fazerem a mudança na metade de 2013, porém,

depois do acidente tudo mudou. “A minha mulher ficou traumatizada”, esclarece. O destino já é conhecido: bairro Camilo Gomes. No local mora a sogra de Josué. Entretanto, ele ainda

B


ESPORTES

19

SÁBADO E DOMINGO 12 e 13 de janeiro de 2013

Município sedia abertura da copa de categorias de base

Forte representação em Três Coroas Em Três Coroas, no Vale do Taquari, acontece hoje a abertura oficial da 8ª Copa Cidade Verde de categorias de base. O Projeto Descobrindo Talentos, desenvolvido pela Secretaria Municipal da Juventude, Esporte e Lazer e coordenado pela professora Maísa Tolledo, leva suas categorias sub-15 e sub-17. Na primeira, a estreia será neste domingo, às 18h40min, contra o Projeto Fabrício Souza, de Canoas. Na segundafeira, às 17h, o São José; na terça, às 17h10min, o adversário será o Degafut de Novo Hamburgo. A categoria sub-17 joga no domingo, às 9h, contra o Gramadense;

segunda-feira, às 10h30min, diante do Genoma Colorado de Viamão e, na terça, às 13h30min, enfrentará o Degafut. O treinador Totonho conta com os atletas Mateus Neto, Gabriel, Cadinho, Rudieri, Andrei, Igor, Pierre, Gélson, Marcos Vinícius, Felipe, Alessandro, Ranieli, Gil, Marcos Adriano, Jaílson, Camboto, Vítor, Vainer, Jardel, Leandro e Ricardo. Já a Escola Conveniada Grêmio de Futebol Bagé, sob o comando de Roberto César Silveira Padilha, leva três categorias. A sub-11 começa no domingo, às 14h, contra o Americano de Novo Hamburgo, enfrentando ainda, na primeira fase, o Atlético Prima-

vera, na segunda-feira, no mesmo horário, e o Ivoti, na terça, às 15h20min. A sub-13 terá como adversários o Degafut, domingo; São José, segunda-feira, e Genoma Colorado de Taquara, na terçafeira, todos às 15h. A categoria sub-14 terá, na fase classificatória, os seguintes jogos: domingo, às 10h40min, Genoma Colorado de Santa Cruz do Sul; segunda-feira, às 9h, Portuguesa de Desportos de São Paulo; na terça, às 10h40min, 15 de Novembro de Campo Bom. Contando as duas delegações bageenses, serão quase 100 jovens atletas buscando seu espaço no futebol.

Atrações do torneio da parceria A Liga Bageense de Futebol de Veteranos, sempre voltada a homenagear a memória de personagens destacados do esporte local, instituiu o Torneio de Verão, categorias 40 e 50 anos, ambas em disputa dos troféus “Joaquim Ferreira dos Santos”, falecido no ano passado. A loja AP Esportes e o Jornal FOLHA do SUL abraçaram a ideia. O empresário

Antônio Carlos Machado Ferreira vai disponibilizar os troféus para campeão e vice em cada categoria. Master, 50 anos, terá sua primeira rodada neste sábado à tarde, no Complexo Esportivo Presidente Médici, com os jogos União Ferroviário x Hulha Negra, Palmeiras x Nacional, Três Corações x Grêmio dos Subtenentes e Sargentos, Santa

Flora x Brasil, São Luiz x Arvorezinha, folgando o São Pedro. Domingo pela manhã, também no Militão, os atrativos dos 40 anos, segunda rodada, com os confrontos Nápoli x São Simão, campo 3; Caieira x Stand, 7, folgando o Aimoré. Vencedores da primeira rodada, Nápoli e Caieira têm três pontos, contra zero dos demais.

higinobage@yahoo.com.br

UM GRANDE GOLEIRO – Para os históricos (levando em consideração também a faixa etária) torcedores bageenses, a figura de Olímpio José dos Santos é lembrada carinhosamente. Neste sábado, em Dom Pedrito, onde reside desde abril de 1955, o torneiro mecânico aposentado, cercado pelo carinho de familiares, completa 83 anos. Ele despontou no Bagé, em 1948, jogando entre 1949 e 1951 pelo Guarany e encerrando a carreira profissional no Farroupilha, em 1954. O filho único dos saudosos “seu Neco” (Boaventura dos Santos) e dona Sarita Montedo dos Santos é um personagem especialíssimo.

TRANSMITINDO CONHECIMENTOS – Jairo, 50 anos (cujo nome é João Carlos Rodrigues), foi camisa 1 do Guarany, 14 de Julho de Livramento, Grêmio Santanense, Cruzeiro de Porto Alegre, São Borja, Pelotas e Gabrielense. No Bagé, trabalhou como preparador de goleiros e, inclusive, treinador das categorias de base e do time profissional. Agora, apoiado pela direção jaldenegra, abre novo espaço com a escolinha de goleiros, para jovens de 12 a 17 anos, mediante mensalidade de R$ 20. Está à disposição dos interessados para inscrições, diariamente, no Pedra Moura. SUB-20 – Pelo Sul-Americano, na Argentina, o Brasil enfrenta neste sábado, às 21h, o Uruguai, com transmissão pelo canal SporTV. Anteontem, Brasil 1x1 Equador. Os gols, no primeiro tempo, foram marcados por Miguel Parrales para os equatorianos e Matheus (filho do antigo atacante Bebeto) para os brasileiros. COPA CENTENÁRIO – Decisão neste domingo, no Passo da Areia, em Porto Alegre, São José x Juventude. Na luta pelo terceiro lugar, Cruzeiro x Santa Cruz. TVCOM, canal 36 da NET, mostra a rodada dupla, a partir das 17h. FUTEBOL JÚNIOR – Gaúchos na Copa Cidade de São Paulo no fim de semana: Internacional, Grêmio Osasco, Grêmio Porto Alegrense x Grêmio Prudente, SER Caxias x JV Lideral do Maranhão, Juventude x Penapolense. AMISTOSO – Jogo Brasil x França confirmado para 9 de junho, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. CAIXEIRAL - hoje, às 18h, na sede campestre, Grenal entre os associados do clube.

A força do futebol amador Promovido pela Secretaria Municipal da Juventude, Esporte e Lazer, o campeonato citadino de futebol amador, primeira e segunda divisões, é um amplo certame, capaz de motivar e até mesmo rivalizar comunidades de todos os pontos da cidade. Exemplos não faltam. Pois, o domingo 13 de janeiro, deve levar uma verdadeira multidão ao Complexo Esportivo Presidente Médici para os jogos de volta das semifinais da primeira divisão.

No campo 2, o confronto Bairro Ivone x Pedra Branca, ambos da zona Leste. A vantagem, pelo melhor retrospecto, é do Bairro Ivone, promovido este ano à chamada “Taça de Ouro”. Mas o Pedra Branca tem forte tradição, inclusive luta pelo bicampeonato. No jogo de ida, chegou a estar vencendo por 2x0 até os 37 minutos finais, acabando por permitir o empate. No campo 3, outro clássico, Bangu x São Martim, o primeiro

da zona Leste, o segundo, da Norte. Bangu, a melhor campanha da primeira fase, ganhou a primeira partida da série por 2x1, jogando, pois, com a vantagem de poder perder por diferença de até um gol. O adversário tem histórico respeitável. Que a desportividade seja a marca maior do domingo festivo no Militão. Na decisão do título da segunda divisão, Porto x Malafaia, os jogos serão nos dias 20 e 27 de janeiro.

Bageensidade em Santa Maria Quando atendeu o chamado telefônico da reportagem do Jornal FOLHA do SUL, Rinaldo Lopes Costa, o Badico, encontrava-se no estádio Alceu Carvalho, em Santiago, na região Central do Rio Grande do Sul. Dois motivos importantes para tal: voltar à cidade em que atuou em 1988/1989, nesta última temporada goleador da segundona gaúcha pelo Cruzeiro, o que lhe

valeu, no ano seguinte, a contratação pelo Internacional de Porto Alegre. E, também, para prestigiar o filho Vinícius, volante do Cruzeiro santiaguense, no jogo contra o Colorado da capital pela Taça de Futebol Juvenil, de caráter internacional. O porquê da ligação: com o Bagé abrindo mão do movimento que leva (ou levava?) em conta o objetivo de antecipar para o primei-

ro semestre o início da segundona, que jogadores jalde-negros vão se transferir para o Internacional de Santa Maria, que terá Badico como treinador na Divisão de Acesso, em 2013? Ele responde, dizendo que o zagueiro Héberson e o meia Fernandinho já estavam acertados. Agora, há expectativa da confirmação dos reforços do goleiro Fernando Costa e os dos meias Alex e Luís Fernando

9/1/13

FEDERAL 1º 60.234 2º 66.690 3º 48.084 4º 35.071 5º 66.981 MEGA-SENA Nº 1458

02 04 16 33 44 51 LOTOMANIA Nº 1313 08 12 16 17 24 26 28 35 47 48 51 52 53 57 61 81 89 93 95 96

LOTOFÁCIL Nº 853 02 03 05 06 08 09 11 12 17 18 19 20 21 22 23 QUINA 3090 03 12 54 62 67 DUPLA-SENA Nº 1140 Primeiro sorteio 05 10 16 20 37 38 Segundo sorteio 02 03 17 20 27 32


www.jornalfolhadosul.com.br

Gaúcho

FOLHA SUL

BAGÉ, SÁBADO E DOMINGO, 12 E 13 DE JANEIRO DE 2013


Folha do Sul Gaúcho Ed. 821 (12/01/2013)  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you