Issuu on Google+

Dica de Livro Ano XI - Edição n° 494 Sul Fluminense, 5 a 11 de abril de 2013 redacao@folhadointerior.com.br Distribuição Dirigida

Interior forte, Estado forte!

Página 10 - Entretenimento

VR: contaminação da CSN deve retirar 750 pessoas do V. Grande 4 Siderúrgica terá ainda que indenizar proprietários e recuperar terreno de condomínio residencial construído em cima de depósito de substâncias prejudiciais à saúde; multa pode chegar a R$ 50 milhões. Página 5 - Cidades

Prefeitura inicia obras no Hospital da Mulher Página 6 - CIdades

Barão Vermelho faz show em VR Banda celebra 30 anos do lançamento do disco de estreia com a turnê nacional “+ 1 Dose”. Página 10

Sider lança campanha ‘Comprou, Ganhou’ Ação marca a chegada da coleção Outono/ Inverno; clientes serão premiados com um bowll. Página 9 Marcus Modesto

TJ revoga liminar e Maércio deixa prefeitura de Barra do Piraí Página 2 - Geral

Centro de BM tem mais de 40 lojas fechadas

Volta Redonda do Rock 2013 terá Detonautas, CPM 22 e Raimundos Página 6 - Cidades

Parque da Cidade terá o maior complexo esportivo de B. Mansa Página 12 - Esporte

Página 8 - Economia


Geral

2

TJ revoga liminar e Maércio deixa prefeitura de BP

Por Carlos Alberto Bhering

Transporte Inter-Hospitalar de recém-nascido de risco: uma prática de grande responsabilidade No Brasil, a mortalidade neonatal precoce (1ª semana de vida) é responsável por cerca de 70% da mortalidade infantil. Infelizmente, em nosso país muitas gestantes de risco dão a luz em locais inadequados para prestar cuidado a recém-nascido (RN) com problemas. Diante desta dura realidade não existe alternativa que não a transferência para um serviçoqualificado. O que tem nos preocupado é que mesmo sendo o transporte interhospitalar um componente integral do processo de cuidado neonatal, existemvários desafios que podem colocar o bebê em risco. O objetivo da transferência é adequar o nível de assistência neonatal às condições do RN. Entretanto, não podemos deixar de ressaltar que a maneira mais segura de se transportar uma criança de risco é o útero materno. Não há menor dúvida de que amortalidade neonatal é mais baixa quando o nascimento de um RN de alto risco ocorre em centros terciários bem equipados, em termos de recursos materiais e humanos. Portanto, caso não haja plenas condições de atender o RN, devemos primeiro tentar atransferência da gestante. Vários estudos descrevem situações graves relacionados a transporte neonatal. E o mais alarmante é saber que isto ocorre pelo simples fato de que muitos serviços não cumprem uma série de normas tão bem estabelecidas na literatura e que orientam um bom transporte neonatal. Antes da transferência, é necessário que haja uma comunicação de médico para médico, devendo ser fornecida à equipe de transporte e ao hospital de destino a avaliação e a evolução clínica detalhada do paciente, bem como o resultado de exames e prescrições. Além disto, os pais precisam estar cientes das condições clínicas do filho, do risco da patologia e o local para onde será transferido. Para que o transporte seja seguro, além de uma equipe bem treinada, é essencial que seja feita uma adequada estabilização clínica do paciente antes de coloca-lo na UTI móvel. É inaceitável que medidas intempestivas, tais como colocar a criança em uma ambulância sem antes estabiliza-la adequadamente com o único intuito de retirá-la o mais rápido possível do hospital de origem, sejam praticadas por uma equipe de saúde que se propõe a atender o binômio mãe-filho. Tais condutas só servem para aumentar o risco para o bebê. A equipe de transporte deve contar, além do condutor do veículo, com 2 profissionais (médico e enfermeira) e que pelo menos um deles seja capaz de executar todos os procedimentos necessários para o cuidado do RN. É importante ressaltar que segundo a RESOLUÇÃO nº 1.672/2003 do Conselho Federal de Medicina,os procedimentos e orientações nas ações de transferência da rede hospitalar devem ser supervisionados por médico, não podendo este se omitir na sua função tutelar da vida como bem indisponível. O transporte realizado por equipe não treinada representa um aumento de 60% no risco morte em relação ao realizado por equipe qualificada. Portanto, a equipe de transporte precisa ser uma extensão da UTI e em nenhum momento o RN deve ficar prejudicado pelo processo de transporte. Assim sendo, é muito importante que, uma vez que a transferência de um bebê se faça necessária, todas as medidas que garantam um transporte seguro sejam adotadas contribuindo desta forma para redução da morbimortalidade neonatal. * Carlos Alberto Bhering é diretor médico da PROBABY e Professor Titular de Saúde da Criança e do Adolescente da USS - Vassouras- cabhering62@gmail.com

Tutuca confirma CVT em Barra Mansa O secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, afirmou a retomada das obras do CVT, o Centro Vacacional Tecnológico, de Barra Mansa no pró-

ximo mês, com previsão de inauguração em seis meses. O CVT de Barra Mansa será o mais moderno da região Sul Fluminense e estará entre os maiores do estado. A

5 a 11 de abril de 2013

unidade atenderá o setor Metal Mecânico e vai oferecer 17 cursos, para cerca de 2.300 alunos por ano e com investimentos superiores a R$ 5,5 milhões.

Chefe do Executivo e vice são investigados por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação Barra do Piraí O desembargador federal do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRERJ), Sérgio Schwaitzer, revogou, na quarta-feira, dia 3, a liminar que mantinha o prefeito Maércio de Almeida (PMDB) no cargo. Em sua decisão, o juiz relator do caso argumenta que a realização de novas eleições no município não geraria insegurança entre a população, “porque o período legislativo teve início há poucos meses, não havendo que se falar, portanto, em quebra da continuidade administrativa, com danos diretos ao cidadão”. Segundo advogados ligados ao caso, o presidente da Câmara Municipal, Espedito Monteiro de Jesus (PRB), assumiu interinamente os trabalhos no Palácio 10 de Março.

De acordo com a análise de advogados, “o desembargador Sérgio Schwaitzer entendeu que o Direito não assiste os acusados, frente às provas apresentadas contra eles, apontando que a legitimidade do pleito foi ferida pelo abuso do poder econômico, bem como pelo uso indevido dos meios de comunicação”. Para profissionais que acompanham a tramitação do processo, desta vez, a situação de Maércio e Dr. Júnior é mais delicada, “visto que eles só poderão voltar à prefeitura caso todos os sete juízes do tribunal se reúnam e deem uma decisão que lhes seja favorável”. O jornal Folha do Interior tentou contato com o Maércio de Almeida, mas não obteve retorno nas ligações.

Barra Mansa receberá 1,7 mil jovens na Jornada da Juventude Uma equipe da JMJ (Jornada Mundial da Juventude), realizou reunião, na quinta-feira, dia 4, na ACIAP (Associação Comercial, Industrial, Agropastoril e Prestadora de Serviços) de Barra Mansa, para apresentar o evento para entidades representativas do município, que receberá 1,7 mil jovens estrangeiros. Cerca de 30 pessoas participaram do encontro. Na ocasião, o prefeito Jonas Marins se prontificou a apoiar o projeto. “Estou à disposição para atender esses jovens”, afirmou. “Podemos observar a grandiosi-

dade deste projeto e a nossa responsabilidade, já que ele vai movimentar a cidade inteira”, disse o prefeito. De acordo com a apresentação, a CSN está patrocinando o evento em Volta Redonda e a Faculdade Dom Bosco em Resende. O encontro incentivou que a cidade busque patrocínio com suas empresas também. “Fiquei muito surpreso com a grandiosidade do evento, temos que aproveitar para tirar tudo de bom dessa experiência”, disse o vice presidente da ACIAP, Arivaldo Correa Mattos na reunião.

Expediente Empresa Jornalística Folha do Interior Redação: R. Jose Marcelino de Camargo, 1.041, sala 801, Centro – Barra Mansa – RJ CNPJ – 05.587.149/0001-32 Insc. Estadual: 77.531.688 – Insc. Mun.: 525.218 Telefones: (24) 33248666 / (24) 81146262 E-mail: redacao@folhadointerior.com.br Site – www.folhadointerior.com.br

O Jornal Folha do Interior é uma publicação exclusiva da Emp. Jornalística Folha do Interior. Os textos não podem ser reproduzidos. Os artigos, colunas e opiniões assinados são de responsabilidade exclusiva de seus autores sob todos os aspectos legais e não vinculam a opinião do jornal. Circulação semanal às sextas-feiras nas cidades: Barra Mansa, Volta Redonda, Porto Real, Quatis, Pinheiral, Piraí e Rio Claro. Impressão: Gráfica Diário do Vale

Diretor e Editor – Vinicius Ramos Jornalismo (Site) – Marcus Modesto Colaboradores – Luciano Ribeiro, José Roberto Medonça.


Política

5 a 11 de abril de 2013

3

Renine terá que explicar dívida de R$ 6 milhões ao Conselho do Saae Conselho Deliberativo da autarquia reprova balancetes de 2012 e ex-diretor será convocado Yuri Melo

Barra Mansa O Conselho Deliberativo do Saae de Barra Mansa vai convocar o ex-diretor executivo da autarquia para explicar a dívida de R$ 6 milhões, deixada pelo governo anterior com fornecedores do Serviço Autônomo de Água e Esgoto. A decisão foi tomada na primeira reunião do conselho, realizada na última segunda-feira, dia 01. Durante o encontro foram analisados e reprovados, por unanimidade, os balancetes do Saae dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2012. Além do ex-diretor, será convocada para a reunião, prevista para acontecer na próxima segundafeira, dia 08, às 17h30, na sede da autarquia, no Centro, a consultoria jurídica da autarquia. “Os documentos foram reprovados porque da forma que foram apresentados não há condições de identificar a dívida que a autarquia tem com os fornecedores. Só com a Vega é R$ 1 milhão e com a Light cerca de R$

500 mil”, informou o vicepresidente do Conselho Deliberativo do Saae, vereador Marcelo Cabelereiro. Segundo ele, o conselho – que conta com a participação de membros do executivo, legislativo, entidades, sindicatos e sociedade civil – tomou conhecimento da dívida através do atual governo que, ao assumir, encontrou o rombo na autarquia. “A população quer esclarecimento e eu quero saber o porquê dessa dívida e se houve negligência do governo passado”, ressaltou. De acordo com o vicepresidente do conselho, além da dívida de R$ 6 milhões, o Saae tem aproximadamente R$ 1,5 milhão de ações trabalhistas. “Faremos um levantamento para apurar se houve irresponsabilidade da administração passada no recolhimento dos direitos trabalhistas”, disse Marcelo, lembrando que recentemente funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços para a autarquia paralisou os ser-

Marcelo cobra explicações

viços devido ao não pagamento dos salários. Segundo ele, outra preocupação do conselho é que, apesar dessas dívidas, existe uma pre-

Em-Off Pátio de Manobras A diretoria da ACIAP e o prefeito de Barra Mansa, Jonas Marins (PCdoB), realizam na próxima quinta-feira, dia 11, uma reunião para apresentar à cidade a atual situação das obras do Pátio de Manobras. O evento na sede da Aciap começa às 19 horas e vai dar o que falar. Vem chumbo grosso na asa do ex-prefeito de Barra Mansa. Maioria O prefeito de Barra Mansa, Jonas Marins (PCdoB) pode começar a ter problemas com o Legislativo. Muitos vereadores não estão satisfeitos com o tratamento que vêm recebendo e com o trabalho de alguns secretários do governo.

Alias... Por falar em secretários....Parece mesmo que o poder subiu à cabeça de alguns secretários de Barra Mansa. Pé no chão e humildade sempre devem sempre nortear o servidor público, mesmo que seja cargo comissionado. “Eles estão e não são e podem cair há qualquer momento”, disse um leitor do jornal. Na berlinda Demorou um pouco, mas o governo do prefeito Jonas Marins começou a mostrar as diversas irregularidades do ex-prefeito Zé Renato, que hoje ocupa cargo na prefeitura de Resende. São rombos e mais rombos. Zé Renato pode passar os próximos anos

de sua vida política tentando explicar à Justiça e ao Tribunal de Contas do Estado o porquê de tantos problemas. Pior: deve ter que pagar muitas multas e ainda se tornar inelegível. Renine O ex-diretor do Saae de Barra Mansa, Renine Cesar de Oliveira, vai passar por maus bocados. Terá que explicar os rombos no Saae Barra Mansa. Nota da Redação Depois de algum tempo inativa, a Coluna Em-Off está de volta às páginas do jornal Folha do Interior. Quem quiser colaborar email para redacao@folhadointerior.com.br.

visão orçamentária para conceder reajuste de 8% para os funcionários do Saae. “É impossível a autarquia dar esse aumento com

toda essa dívida”, frisou. O jornal Folha do Interior tentou contato com ex-diretor do Saae, mas ele não foi localizá-lo.

Beleza quer usa planta no combate à dengue Barra Mansa pode ganhar, em breve, um novo aliado na luta contra o mosquito da dengue. Segundo o vereador Carlos Roberto de Carvalho, o Beleza, será apresentado à Câmara de Vereadores um projeto de lei que estimula o uso depredadores naturais no combate ao mosquito transmissor da doença. O vereador expôs a ideia nesta semana, durante reunião realizada no Centro Cultural da Vila Nova, com a secretária de Saúde, Amélia de Oliveira, e representantes de entidades. De acordo com o vereador, além de manter a vigilância eliminando criadouros do mosquito, a população pode utilizar uma planta cha-

mada crotalária. Com suas flores, ela atrai libélulas, que se alimentam do mosquito. Os ovos destes insetos predadores também são postos em água limpa e parada e, quando eclodem,suas larvas se alimentam das larvas do Aedes aegypti. Barra Mansa já teve 253 casos confirmados, sendo 40% na Região Leste. Com 1,5% de infestação, a cidade fica classificada entre as de médio risco. Juntas, Vila Nova e Vista Alegre tiveram, ainda segundo a Secretaria, 63 notificações, 33 casos descartados, 21aguardando o resultado e 9 confirmados.


Cidades

4

5 a 11 de abril de 2013

Violência aumenta em Barra Mansa e preocupa autoridades Onda de assaltos em bairros nobres, tráfico de drogas, assassinatos e outros crimes deixam cidade em alerta Barra Mansa Quarta-feira, dia 3 abril, 12h30min, bairro Nova Esperança. Enquanto autoridades iniciavam os preparativos e contatos para uma grande reunião onde seriam discutidas soluções para o problema da violência em Barra Mansa, um homem de 46 anos é preso em flagrante por tráfico de drogas, no Nova Esperança. Policiais militares apreenderam com Carlos Pereira, de 46 anos, 20 embrulhos de maconha, que totalizam 142,2 gramas. Carlos admitiu ser dono da droga, e que, como estava desempregado, venderia cada embrulho por R$50. Na madrugada do mesmo dia, o motorista de caminhão José Luiz Benedet, de 57 anos, teve seu veículo, um semi reboque e a carga que levava para o Rio de Janeiro roubados: materiais de construção no valor de R$ 11,3 mil. Ocorrências como estas, vêm se tornan-

do cada vez mais comuns na 90ª DP em Barra Mansa. De acordo com dados da AISP 28, (Área Integrada de Segurança Pública), em 2011 foram 24 ocorrências de roubos a estabelecimentos comercias; em 2012, foram 38, um aumento de 63%, e esse número vem aumentando. Em 2013, mesmo sem divulgar dados os números são alarmantes. E para tentar reverter o quadro, na quintafeira, dia 4, o Comitê Integrado de Segurança Pública de Barra Mansa, formado pela secretaria municipal de Ordem Pública, Coordenadoria de Defesa Civil, Conselho Tutelar, Corpo de Bombeiros e polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal; se reuniu na sede da ACIAP (Associação Comercial, Industrial, Agropastoril e Prestadora de Serviços), para discutir as questões de segurança na cidade. “Estamos preocupados com os assaltos constantes,

Hemonúcleo de BM está com estoque reduzido em 40% O Hemonúcleo de Barra Mansa está com estoque reduzido em cerca de 40% por conta da queda do número de doadores. A unidade precisa urgentemente de todos os tipos sanguíneos, principalmente “O negativo”. “Há muitas pessoas com doenças graves, que fazem transfusões regularmente e que correm o risco de serem prejudicadas com a falta do produto. É importante que a população se conscientize e doe sangue o ano todo”, disse o coordenador do Hemonúcleo, Flávio Fagundes, lembrando que a unidade de Barra Mansa abastece o Hospital da Mulher, a UPA e a Santa Casa de Misericórdia. Em casos emergenciais, são enviadas bolsas de sangue para hospitais de Valença e Vassouras.

Para doar sangue, o voluntário precisa estar em boas condições de saúde, pesar mais de 50 kg, não ter ingerido bebida alcoólica na véspera e não estar em jejum. Flávio orienta também que o doador deve evitar alimentos gordurosos até três horas antes da coleta. A doação dura em média 15 minutos e todo o material utilizado é descartável, oferecendo total segurança. Além disso, o doador tem direito a um dia de folga no trabalho. Os homens podem doar a cada dois meses e mulheres a cada três meses. O Hemonúcleo fica na Santa Casa, na Rua Pinto Ribeiro, nº 205 A, Centro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 07h às 11h. Mais informações pelo telefone (24) 3322-8430

os comerciantes têm reclamado e pedido ajuda. Como temos uma parceria com a prefeitura de Barra Mansa, pedimos auxílio para uma solução”, disse o vice presidente da ACIAP, Arivaldo Correa Mattos, que representou a presidente, Carla Caravieri, na reunião. No encontro, também foi discutido a falta de movimento na cidade de sábado a partir da 0h até as 8h de segundafeira, além de moradores de rua na cidade e a falta de ilu-

minação na entrada do bairro Santa Rosa; fatores que podem beneficiar os assaltantes. “É o mesmo grupo de pessoas que se envolvem nesses assaltos, sabemos que o traficante fica em casa e coloca os menores para levar a droga. Não podemos conviver com essas situações”, disse o presidente da Comissão de Segurança da Câmara de Vereadores Denílson Câmara, complementando que as ações da polícia têm que funcionar, e que

a justiça tem que ajudar. “A situação realmente não está boa, as coisas vem piorando. O momento é diferenciado e de violência. Não tem como continuar dessa forma”, afirmou o prefeito Jonas Marins. As autoridades, que incluíam polícia militar, polícia rodoviária, guarda municipal, entre outros; continuaram a reunião para discutir estratégias a serem implantadas, de modo a reverter a situação do município.


Cidades

5 a 11 de abril de 2013

5

E agora Benjamin? Mais de 750 pessoas terão que deixar suas casas no Volta Grande 4; metais pesados e cancerígenos, como o cádmio e ascarel, foram encontrados no solo das casas; Secretaria do Ambiente também quer estudo em área próxima onde vivem mais de 1,5 mil pessoas Volta Redonda O secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, anunciou na quinta-feira, dia 4, em entrevista coletiva, que a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) será multada em até R$ 50 milhões e que a Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) solicitaram à Justiça que a companhia seja obrigada a retirar imediatamente 750 pessoas que residem em um terreno contaminado com substâncias tóxicas e potencialmente cancerígenas no Condomínio Volta Grande IV, em Volta Redonda, na Região do Médio Paraíba. Estudos técnicos comprovaram que o terreno onde foi construído o condomínio tem altas concentrações de metais pesados, hidrocarbonetos e outras substâncias tóxicas, como bifenilas policloradas (ascarel), proibidas no país. O terreno foi doado em 1998 pela CSN para o Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda, com a condição expressa de que fosse utilizado para fins residenciais. Uma ação civil pública impetrada na Justiça, no ano passado, pelo Ministério Público levou à elaboração de um estudo técnico realizado pela empresa Nickol do Brasil Ltda, que teve de ser complementado por outros estudos e validado por técnicos do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). A validação foi concluída há poucos dias, no final de março. “Foram cometidos vários crimes ambientais. A CSN colocou em risco a vida das pessoas, sonegou informações e não fez as análises exigidas. A empresa terá de retirar e indenizar as pessoas, remover todo o lixo que está lá embaixo, fazer os estudos restantes e descontaminar toda a área, inclusive o lençol freático, além prestar toda a assistência de saúde para os moradores”, disse Minc. Segundo os estudos técnicos, as concentrações de

substâncias tóxicas, situadas numa área de 10 mil metros quadrados, ultrapassam em muito os níveis máximos tolerados, tanto para áreas agrícolas quanto residenciais. Mais de 20 substâncias foram constatadas nos estudos, entre as quais metais pesados como antimônio, bário, cádmio, chumbo, cromo, níquel e zinco; hidrocarbonetos como benzeno, benzopireno, fenantreno e hexaclorobenzeno; e bifenilas policloradas (ascarel). A concentração de cromo, por exemplo, chega a 500% do nível máximo tolerado; a de benzopireno, 2.000%; e a de bifenila policlorada (ascarel), 9.000%. “Trata-se de uma situação muito grave, com famílias vivendo em cima de um coquetel de lixo químico”, disse o secretário do Ambiente. Minc ressaltou que os estudos abrangem somente um setor do Condomínio Volta Grande IV, onde vivem cerca de 750 dos 2.257 moradores da região. O Relatório de Diagnóstico Socioambiental, realizado pela empresa Diagonal, no segundo semestre de 2012, revelou, entre outras informações, que 90% dos domicílios fizeram escavações em seus terrenos, e em 13% deles havia cultivo de hortaliças ou árvores frutíferas, que também podem ter sido contaminadas. A siderúrgica CSN também será notificada para iniciar, em 15 dias, os estudos técnicos necessários para avaliar o nível de contaminação do restante do Condomínio Volta Grande IV, podendo ser necessária a remoção de mais moradores. O secretário esclareceu que, inicialmente, o estudo realizado pela Nickol, empresa contratada pela CSN, não indicava a necessidade de remoção dos moradores. Mas esta não foi a conclusão dos técnicos do Inea após a validação dos dados. De acordo com ofício encaminhado em 3 de abril pela presidente do Inea, Marilene

Ramos, à 3ª Vara Cível de Volta Redonda, onde tramita a ação civil pública, o parecer da Gerência de Licenciamento de Risco Ambiental e Tecnológico do órgão ambiental, elaborado após vistorias técnicas, concluiu que “apesar de haverem sido produzidos estudos técnicos que não entenderam necessária a remoção dos moradores do local, é incontestável que a população do Condomínio Volta Grande IV já esteve e permanece exposta a níveis intoleráveis de risco à saúde humana”. Minc acrescentou que a empresa também deverá ser punida pela sonegação de informações e por não cumprir as notificações do Inea. De acordo com Marilene Ramos, medidas de controle e prevenção para as ações que envolviam a escavação de solo não foram devidamente implementadas após notificação de setembro de 2012. Além disso, o Inea não recebeu até o momento um plano de ação para o cum-

primento das exigências, e a CSN não vem cumprindo as determinações da legislação ambiental no que se refere ao gerenciamento de áreas contaminadas. O valor da multa, que conforme a legislação ambiental de infrações ambientais pode chegar a R$ 50 milhões, será definido na próxima segunda-feira, em reunião do Conselho Diretor do Inea. Além disso, a CSN terá de indenizar os moradores e recuperar e descontaminar o condomínio, o lençol freático e terrenos adjacentes. Minc ressaltou que a empresa pode sofrer outras punições, estabelecidas pela Justiça, incluindo novas multas e penas de prisão. As primeiras denúncias envolvendo o Condomínio Volta Grande IV começaram em 2004, por conta da proximidade de uma área de dispensa de resíduos da CSN. Houve suspeitas de vazamento, mas os estudos realizados não confirmaram essa hipótese. Existe a possibilidade, no entanto, de que a contami-

nação do terreno tenha ocorrido durante o processo de transporte dos resíduos tóxicos da CSN para a área de dispensa, pois no terreno do condomínio funcionaria uma área de transbordo, em que o material seria descarregado dos caminhões antes de ser armazenado.

CSN diz desconhecer laudo da SEA Em nota divulgada ao jornal Folha do Interior, a Companhia Siderúrgica Nacional disse que ‘já realizou sob supervisão dos órgãos ambientais mais de cinco amplos estudos nos últimos 13 anos a respeito do Bairro Volta Grande IV e nenhum deles apontou perigo ou risco iminente à saúde dos moradores. A Companhia não tem conhecimento do conteúdo do laudo divulgado hoje pela Secretaria do Meio Ambiente do Rio’.


6

5 a 11 de abril de 2013

Prefeitura inicia obras no Hospital da Mulher Reformas incluem melhorias na UTI neonatal, interditada pela Vigilância Sanitária do Estado, e lavanderia da unidade Barra Mansa As obras de recuperação da UTI Neonatal e da lavanderia do Hospital da Mulher, localizado no bairro Ano Bom, em Barra Mansa, se iniciaram nesta semana. O investimento é no valor de R$ 140 mil e a expectativa é de que as melhorias sejam concluídas em 60 dias. “Nosso prazo inicial era de 30 dias, mas quando os operários começaram o serviço, constatamos que a situação do teto era pior do que imaginávamos. Há muitos vazamentos na rede hidráulica, mas tudo vai ser reparado”, afirmou a secretária de Saúde, Amélia Feitosa. Ela garantiu que apesar dos vazamentos e rachaduras nas paredes, a estrutura do prédio não está comprometida. “Não seríamos irresponsáveis de colocar a vida de centenas de pessoas em risco. Não há problemas estruturais no imóvel”, pontuou a secretária. Sobre o laudo de interdição da UTI neonatal emitido pela Vigilância Sanitária Es-

tadual, o diretor do Hospital da Mulher, Nilton Camargo, explicou que essa unidade já estava fechada antes da interdição. “Estávamos cientes dos problemas e antes do laudo da Vigilância Sanitária, já tínhamos interditado o local”, esclareceu, informando que a prefeitura fechou convênio com clínicas particulares de Barra Mansa e Resende para transferência de recém-nascidos que necessitassem de cuidados especiais enquanto a obra não termina. “Temos uma UTI móvel estacionada 24 horas no hospital. Qualquer necessidade, o bebê será removido imediatamente”, contou Nilton. Para as obras da lavanderia, foi feito um aditivo no contrato com a empresa que presta serviços para a UPA. “Agora, essa empresa também vai cuidar da rouparia do hospital”, disse Nilton, informando que os demais serviços do hospital continuam funcionando normalmente. “O Hospital da Mulher não está fechado. Pelo contrário, nossa equipe está aqui, pronta para atender à população”.

A secretária de Saúde também informou que em breve chegarão ao hospital os equipamentos de climatização, um investimento de R$ 93 mil. “Nosso compromisso é com a saúde dos pacientes e a climatização dos ambi-

entes vai trazer mais conforto para eles”, disse Amélia. Após estas obras, a direção do Hospital investirá em outras melhorias, como pintura externa e interna, recuperação da rede elétrica e dos reservatórios de água e

serviços como readequação da segurança, instalação de travas eletrônicas, melhorias na iluminação externa e interna e da área da recepção, instalação de campainhas de avisos nos leitos e colocação de portas de vidros temperado.

Volta Redonda do Rock 2013 terá Detonautas, CPM 22 e Raimundos A Secretaria Municipal de Cultura (SMC) de Volta Redonda divulgou as bandas nacionais que irão animar a edição de 2013 do Volta Redonda do Rock. Em sua 6ª edição o VR do Rock vai acontecer na Ilha São João nos dias 17, 18 e 19 de maio, recebendo 22 bandas de Volta Redonda e os shows de Detonautas, CPM 22, Raimundos, Dead Fish, Korzus e Matanza. O público estimado para o evento é de 8 mil pessoas por dia. As bandas de Volta Redonda que irão se

apresentar foram escolhidas através de um sorteio realizado entre seus representantes que participaram das reuniões - realizadas na sede da SMC, para definir o formato do VR do Rock 2013 - com ampla participação popular. As bandas nacionais foram escolhidas pelos participantes nas reuniões. A secretária de cultura de Volta Redonda Rosâne Gonçalves Pinto Mendonça se disse satisfeita com a interação que aconteceu com as bandas da cidade para a realização

do evento. “ Quanto ao sorteio das bandas locais a secretária diz que foi um processo democrático. “As bandas tiveram um prazo para fazerem seus cadastros e no dia informado fizemos um sorteio na presença de todos” comentou Rosâne. As 22 bandas sorteadas para participar do evento são de Volta Redonda e serão distribuídas nos 3 dias acordo com a grade abaixo. A SMC ressaltou que a ordem da apresentação das bandas locais ainda não foi definida.


5 a 11 de abril de 2013

7


8

5 a 11 de abril de 2013

De portas fechadas Muitas lojas localizadas em ruas e avenidas de grande movimento comercial em Barra Mansa estão fechadas; preço alto do aluguel e pagamento de “luva” são os grandes motivos do fechamento dos estabelecimentos Fotos: Marcus Modesto

Barra Mansa Ao andar pelas avenidas e ruas de Barra Mansa, é cada vez mais comum encontrar estabelecimentos comerciais com as portas fechadas. Ao longo das Avenidas Joaquim Leite e Domingos Mariano, e nas ruas José Marcelino de Camargo e Dario Aragão, 33 locais estão fora de funcionamento, sendo que 11 deles têm estampado o anúncio “Alugase”. Esse número pode parecer pequeno, porém, a quantidade é considerada bem alta, visto que as ruas e avenidas em questão são as de maior movimento no município. “O preço alto dos aluguéis é a grande razão para tantas lojas fechadas”, informou o consultor imobiliário, João de Barros. “O valor é reajustado anualmente de acordo com o IGPM, o Índice Geral de Preço de Mercado, que é um índice do Governo Federal e mede a inflação”, explicou. O mercado de aluguéis está muito aquecido e, de acordo com o corretor João de Barros, o valor, tanto de aluguéis quanto de venda de imóveis, perderam o parâmetro. “O preço de um aluguel varia de uma loja para a outra. Características como fachada, estado de conservação e tamanho são levadas em consideração e, graças ao aquecimento do mercado, os proprietários vêm colocando preços bem altos”, disse, explicando que esses valores podem variar de uma calçada para a outra. “Da Rua Rio Branco até a Igreja da Matriz, por exemplo, há variação de preço. Tudo isso de acordo com o fluxo de pedestres”. Questão da “luva” – a “luva” é um tributo extracontrato, que existe em todo o Brasil, mas não é legalmente aceito. Este é um dos fatores que atrapalham a locação também, por serem, geralmente, muito altos. Tuca: “Crescer a massa salarial faz crescer o comércio”

Avenidas Domingos Mariano e Joaquim Leite concentram maior parte dos estabelecimentos fechados em Barra Mansa

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Antônio César e Silva, o Tuca, disse em entrevista ao JORNAL FOLHA DO INTERIOR, que a prefeitura tem conhecimento dos estabelecimentos fechados, mas informou também que estes pararam de funcionar na última administração. “A situação do município está normal e esses imóveis foram fechados em outros anos. Com a entrada da nova administração, o setor vai se dinamizando aos poucos”, explicou o secretário, informando que as lojas têm que se preparar para a concorrência nesse momento que a cidade vive. O secretário informou o que é necessário para conter os fechamentos. “Crescimento econômico. Gerar empregos e formar mão de obra qualificada e especializada. Quando você cresce a massa salarial, você cresce também o comércio, porque este vai onde o consumidor está”. “Nos últimos 12 anos, Barra Mansa caiu em 50% a sua participação no ICMS, o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços. Estamos trabalhando para reverter esta ‘curva’, mas isso ocorre a médio e longo prazo”, disse Tuca, concluindo que o município tem a menor arrecadação per capita de IPTU e ISS do Sul do Estado.


9

5 a 11 de abril de 2013

Barra Mansa prorroga pagamento do IPTU Imposto pode ser pago em cota única, com 30% de desconto, até o dia 15 de abril Barra Mansa A secretaria de Fazenda de Barra Mansa prorrogou o prazo para o pagamento do IPTU, o Imposto Predial e Territorial Urbano em cota única, com desconto de 30%. Os contribuintes que ainda não pagaram o imposto têm até o dia 15 de abril para efetuar o pagamento. “O objetivo da prorrogação é possibilitar que as pessoas que recebem até o quinto dia útil do mês também tenham direito ao desconto, que é um dos maiores da região”, informou o secretário municipal de Fazenda, Douglas Durante. De acordo com o secretário, foram entregues aproximadamente 65 mil carnês. “Deste total, 50% já quitaram o imposto em cota única e 18% pagaram a primeira parcela”, disse Douglas, acrescentando que o valor

pago com o imposto será revertido em benefícios para população nas áreas da saúde, educação, infraestrutura e lazer. Douglas informou que, junto com o carnê, está sendo enviado um formulário de atualização do contribuinte, que deve ser entregue na Gerência de Arrecadação Fazendária, na prefeitura. “Essa atualização é para beneficio e segurança do próprio contribuinte, evitando extravio, entrega incorreta na casa de terceiros ou devolução pelos Correios”, frisou. O pagamento do IPTU só pode ser feito nas agências bancárias da Caixa Econômica Federal. Dúvidas podem ser esclarecidas no setor de atendimento da Secretaria de Fazenda, que funciona no térreo da prefeitura, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30.

Sider lança campanha ‘Comprou, Ganhou’ Ação marca a chegada da coleção Outono/Inverno; clientes serão premiados com um bowll Volta Redonda Sempre pensando em ações inovadoras para os seus clientes, o Sider Shopping lançou na quarta-feira, dia 3, a campanha “Comprou, Ganhou”, que tem por objetivo marcar o inicio da coleção Outono/Inverno 2013. Além disso, a campanha também visa premiar os clientes com um bowl – recipiente apropriado para caldos e sopas – personalizado e exclusivo, para que os clientes aproveitem ainda mais o clima frio que está para chegar. A campanha está em sua primeira edição e, de acordo com a gerente de Marketing, Camile Teixeira, vai funcionar da seguinte forma: a cada R$ 400 reais em

Metalsul apóia Seminário de Logística em Volta Redonda CSN, Vale, ArcelorMittal, Gerdau e V&M confirmaram presença Volta Redonda vai sediar, entre os dias 18 e 21 de junho, o 32º Seminário de Logística da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (ABM). Com o tema “Gestão da Logística: como garantir a sustentabilidade da cadeia de suprimentos”, o evento espera enriquecer e validar posições técnicas, ampliar o relacionamento entre clientes e fornecedores, permitir

a identificação de potenciais parceiros e estreitar relacionamentos. Os organizadores estimam participação de 250 pessoas e espera receber mais de 20 trabalhos técnicos. Entre as empresas já confirmadas estão CSN, Vale, ArcelorMittal, Gerdau e V&M. Paralelo ao seminário acontecerá uma exposição de empresas possibilitando importantes contatos que

resultem em negócios, novas parcerias e atualização tecnológica. As empresas associadas ao Metalsul terão 10% de desconto na inscrição do e v e n t o . (www.abmbrasil.com.br).

compras o cliente poderá trocar suas notas fiscais pelo bowl, no balcão do programa Sider Prime. As notas são acumulativas e, sendo assim, pode-se untar notas fiscais de várias lojas para atingir o valor de troca. A promoção é válida até o dia 14 de abril, para compras feitas durante esse período, e qualquer pessoa pode participar. - Nosso objetivo é sem-

pre buscar formas criativas de valorizar e satisfazer nossos clientes. E esta ação é importante no sentido de presentear nosso público e também divulgar a coleção que já está nas lojas. O shopping está cheio de novidades para a nova estação, e a campanha é um meio de incentivarmos as pessoas a conhecerem e nos visitarem -, ressaltou Camile.


Entretenimento

10

5 a 11 de abril de 2013

“Notas de um Percurso Gráfico” celebra 51 anos da obra de Clécio Penedo Exposição já passou pelo Museu Histórico Nacional e volta a Barra Mansa Barra Mansa Na sexta-feira, dia 12 de abril, a partir das 20h, o Centro de Cultura Estação das Artes de Barra Mansarecebe ”Notas de um Percurso Gráfico-51 anos da arte de Clécio Penedo”. Uma das exposições mais expressivas do artista, que já passou pelo Museu Histórico Nacional e volta a Barra Mansa trazendo consigo a novidade da imersão pelos traços e técnicas do artista. A exposição pretende mostrar como Penedo pensava e produzia seus trabalhos, sempre marcados pela preocupação social. A exposição está sendo organizada pela família, amigos e profundos conhecedores da arte e da pessoa Clécio Penedo e ficará aberta a

visitas até o fim de maio. O projeto é realizado em parceria com a Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro.

“Esquenta Fronteiras” nesta sexta

Arte nas Escolas Além da exposição, haverá a promoção de debates com a fala de artistas e atividades educativas com professores e artistas nos sábados, dias 13 e 20 de abril, das 14h às 17h. Também serão realizadas oficinas com alunos do Colégio Municipal Clécio Penedo, no bairro Nova Esperança, que leva o nome do artista. Um dos principais nomes do desenho contemporâneo, Penedo é lembrado pelas criações que o tornaram conhecido mundialmente, ao mesclar elementos étnicos com a cultura pop. Foram mais de 30 ex-

“Esquenta Fronteiras” em Volta Redonda nesta sexta O Fronteiras Volta Redonda vai ficar pequeno nesta sexta-feira, dia 5, quando a casa noturna recebe o projeto “Esquenta Fronteiras”. Abrindo a festa e fazendo um som chique e contagiante do DJ Igor R com o melhor do Lounge e House Music (Electro Lounge). Depois DJ Pokemón, eleito um dos melhores DJS de Funk do Brasil, mandando ao vivo, criando uma sintonia única. Para atender pedidos e estreando no Fronteiras, o pagode e samba do grupo Mitos do Samba. Mulher de graça.

posições individuais e 40 coletivas no Brasil e no exterior. Apesar de ter nascido na cidade de Bom Jardim, em Minas Gerais, Clécio Penedo viveu a maior de sua vida em Barra Mansa,

Barão Vermelho faz show em VR Banda celebra 30 anos do lançamento do disco de estreia com a turnê nacional “+ 1 Dose” O banda Barão Vermelho está de volta para celebrar os 30 anos do lançamento do disco de estreia da banda, de 1982. A turnê “+ 1 Dose” começou pelo Rio de Janeiro, em outubro de 2012, e já passou por várias cidades, sempre com lotações esgotadas, e seguirá viajando pelo Brasil até o final e abril de 2013. Volta Redonda recebe o show na sexta-feira, dia 19 de março, às 23h, na PET – Clube dos funcionários. Na estrada, o Barão conta com a formação atual, reunindo Guto Goffi (bateria), Roberto Frejat (guitarra e voz), Peninha (percussão), Rodrigo Santos (baixo) e Fernando Magalhães (guitarra), além da participação especial do tecladista Maurício Barros, integrante da formação original do Barão. No palco, serão apresentadas canções do disco de estreia, como “Billy Negão”, e sucessos da banda, como

“Pro dia nascer feliz”, “Declare Guerra”, “Maior Abandonado”, “Por Você”, “Pro Dia Nascer Feliz”, “Pense e

Dance”, além de “Sorte e Azar”, última parceria inédita de Cazuza e Frejat, que ficou de fora do álbum de 1982.

VR tem sua primeira Bienal do Livro Entre os dias 26 e 28 de abril, acontece a 1ª Bienal do Livro de Volta Redonda. O evento é realizado pelo Instituto Dagaz, em parceria com Academia Voltarredondense de Letras e a Associação de Moradores dos Bairros Volta Grande I e III. O evento acontece no Condomínio Cultural situado à Rua Sargento Paulo Moreira, nº 248, Bairro Volta Grande III, Volta Redonda.

onde foi educador, secretário de educação e diretor da então faculdade de artes do Centro Universitário de Barra Mansa. Clécio faleceu em 2004, vítima de câncer aos 67 anos.

Não Violência A história de uma ideia perigosa Grandes conquistas, ao longo da história, foram alcançadas através da não violência. Desde suas origens aos grandes ativistas, passando por Jesus Cristo, Buda e Maomé, até Gandhi e Martin Luther King Jr., Mark Kurlansky traça o caminho da não violência e mostra que muitas ideias modernas, como a União Europeia, as Nações Unidas e a abolição da escravatura, originaram-se desse movimento. Segundo o autor, a história do mundo é uma história de guerra. São ensinadas suas causas e consequências, além da sua importância na formação de culturas e estabelecimento de novos regimes. Assim, os conflitos acabaram consagrados como métodos dominantes de conquista e reconhecimento de territórios e idéias. Ao longo de Não violência, ele aponta os diferentes motivos para as guer-

ras ao longo do tempo. Junto a eles, estão as contradições em decisões como as cruzadas religiosas e o intervencionismo de George W. Bush, que fomentaram conflitos por razões questionáveis. Com um grande leque de referências, o autor deixa clara também a diferença entre a não violência e o pacifismo – o último não se compromete com a ideia de atuação ativa, enquanto a não violência é aplicada com o intuito de agir por mudanças. É, ao final, um estudo sobre as guerras e seu papel, interesses econômicos, as religiões e a forma como conflitos podem ser resolvidos. Não Violência Autor: Mark Kurlansky Preço: R$ 34,90 Páginas: 240 Editora: Objetiva


5 a 11 de abril de 2013

Social

Fazendeiro Endinheirado: o novo sucesso de Tatá Bonfim Vídeo Clip bateu recorde de acessos na região com milhares visualizações em 20 dias O cantor Tatá Bonfim tem muitos motivos para comemorar. Após lançar seu primeiro vídeo clip, “Fazendeiro Endinheirado”, recebeu a notícia que em 20 dias ele foi visto mais de 2 milhões e 500 mil vezes. Na região ainda não tinha um vídeo com uma aceitação tão boa, em tão pouco tempo. “ Estou muito feliz com o carinho do público e a quantidade de visualizações no Youtube. Isso é reflexo de dedicação e de um trabalho sério”, disse o artista. O vídeo foi gravado no sítio Estrela Federal em Barra Mansa e contou com a participação da atriz global Rafaela Castro, que atualmente atua na novela Salve Jorge e fãs do músico de Barra do Piraí, Angra dos Reis e Barra Mansa.

A vocalista da Banda D`Hanks Angélica Ribeiro - Ela arrasa.

Cinema Inflável em Barra Mansa

Deputado Vagner Montes e Deputado Iranildo Campos

O Colégio Municipal Joaquim Rodrigues Peixoto Júnior, no Boa Vista, recebe dia 6 de abril o projeto Cinema Inflável, com o curta Linear e o filme Antes que o Mundo Acabe. Dia 7 é a vez do bairro Vila Nova, no Colégio Paulo Basílio com o curta Com Vista Para o Céu e o longa “Uma professora Muito Maluquinha! Vale a pena conferir de perto e apoiar projetos culturais.

Comprometimento O prefeito de Piraí, médico Luiz Antônio, tem feito um belo trabalho na cidade. Estive por lá dia desses e pude ver de perto.

11


12

5 a 11 de abril de 2013

Parque da Cidade terá o maior complexo esportivo de B. Mansa População pode esperar novidades na área, como implantação de projetos de esportes, construção e cobertura de quadras nas escolas e apoio aos atletas da cidade Barra Mansa Com a mudança de governo em Barra Mansa, muitas mudanças vão ocorrer na área de esporte e lazer. Em entrevista exclusiva ao Jornal FOLHA DO INTERIOR, o secretário de Juventude, Esporte e Lazer, Christiano Vieira, declarou que a população pode esperar muitas novidades por aí. “Atualmente, 900 pessoas são beneficiadas pelos projetos da prefeitura na área. Porém, estamos em processo de recontratação de funcionários e estagiários para ampliar nossos projetos, como o Meninos de Ouro”, informou. Ainda de acordo com o secretário, os projetos, antigamente, eram voltados, principalmente, para a terceira idade. “Vamos implantar novos projetos, tanto para a terceira idade quanto para os jovens, e trazer as pessoas para conhecer o Centro de Lazer e nossos programas”. Outra novidade são os convênios com os clubes Municipal e Asteca. “O Clube Municipal, localizado no Centro da cidade, está em processo de aluguel para a implantação de alguns projetos da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer. O convênio com o Clube Asteca também está sendo restabelecido”, disse o secretário. Christiano disse também que vai construir e cobrir as quadras das escolas municipais. “A grande diferença deste governo é que enxergamos o esporte como investimento, não como despesa”, declarou. “O esporte, além de dar mais coordenação motora, melhorar o de-

sempenho na escola e a qualidade de vida; afasta as crianças e jovens das drogas, por isso, nossa missão é levá-lo até as áreas mais carentes e de maior vulnerabilidade social”. As atividades que serão implantadas na Secretaria incluem natação (com formação de equipe para competição), hidroginástica, ampliação do tênis, handebol, dança de salão, ginástica localizada, ATI (Academia da Terceira Idade), futebol de campo, futsal, tai chi chuan e Kung-fu. Os moradores de Barra Mansa interessados em se inscrever devem procurar a Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer, situada à Rua Adolfo Klotz, nº 523, Santa Rosa, de segunda a sextafeira, das 7h às 22h. Os documentos necessários são uma foto 3x4, atestado médico e comprovante de residência.

Barra Mansa e o Governo Federal pelo Esporte A igualdade partidária entre o Ministro de Esporte, Aldo Rebelo, e o prefeito de Barra Mansa, Jonas Marins, pode trazer bons projetos para a cidade. Segundo o secretário Christiano, eles foram ao Ministério e recuperaram 4 emendas parlamentares para o município, que já estão contratadas pela Caixa Econômica Federal. Com essas emendas, serão construídos 2 campos society, a cobertura de uma quadra e o aquecimento da piscina do Centro de Lazer. Este investimento deve chegar a R$ 1,2 milhão. “Estou surpreso de ver a organização do PCdoB. O prefeito Jonas e eu recebemos emails e telefonemas diariamente de pessoas querendo nos ajudar. Barra Mansa vai ser prioridade no

Esporte e vamos fazer a diferença, porque essa é a grande oportunidade da cidade”. O Ministério do Esporte vai implantar em Barra Mansa também um Cen-

tro de Iniciação Esportiva, o CIE. “Barra Mansa será uma das 300 cidades a receber este programa, além de um ginásio de 7 mil m2, que será construído no Parque da Cidade”.

Parcerias para Barra Mansa A Secretaria cedeu espaço para as crianças e adolescentes da ONG Construindo Sonhos realizarem os treinos de Rugby. O grupo de luta greco romana do CEAT também está treinando no Centro de Lazer e está economizando cerca de R$ 800 com o aluguel. “Estamos abertos a receber a população e os esportistas para que possamos ajudá-los”, informou o secretário. A Secretaria está começando a cadastrar as entidades ou associações ligadas à juventude para discutir políticas públicas e criar o Conselho Municipal de Juventude. Outra novidade é, com a Lei de Incentivo ao Esporte, construir projetos e captar apoio de empresas privadas. O time de futsal de Barra Mansa, as equipes prémirim e infantil de vôlei e o Leão do Sul também têm parceria e apoio da Secretaria.


2013411195120