Issuu on Google+

Ano X - Edição n° 479 Sul Fluminense, 30 de novembro a 6 de dezembro de 2012 redacao@folhadointerior.com.br

Dica de Livro

Distribuição Dirigida

Interior forte, Estado forte!

Página 10 - Entretenimento

ORÇAMENTO

Municípios têm, juntos, quase R$ 3 bi em 2013 Previsão é feita com base na previsão orçamentária de cada cidade; perdas podem chegar a R$ 48 milhões, caso a presidente Dilma Roussef sancione a lei que cria novas regras para distribuição dos royalties do petróleo. Página 3 – Política

Espetáculos encerram ano da Fundação Porto Real

Porto Real recebe final da Interestadual de MotoCross No fim de semana, cidade será palco de um dos maiores eventos de MotoCross do país. Página 12 - Esporte

OSBM no Natal da Lagoa Página 10 - Entretenimento

Durante 4 dias, alunos apresentam espetáculos bem produzidos; Escola de Dança Fundação é referência mundial. Página 8 - Cultura

Exclusivo: Cláudio Chiesse confirma carnaval nas ruas de Barra Mansa Página 6 - Cultura

ABS Aeronaves vai investir R$ 18 milhões em Resende Página 9 - Economia


Geral

2

Natal do Metalúrgico tem sorteio de dois carros 0Km

Jesus foi tentado? No evangelho de Mateus (4,1-11) há a passagem onde Jesus teria sido tentado pelo diabo.”Então, o Espírito conduziu Jesus ao deserto, a fim de ser tentado pelo diabo. Jejuou durante quarenta dias e quarenta noites e, por fim, teve fome (...)”.A narrativa continua: “Em seguida, o diabo conduziu-o a um monte muito alto e, mostrando-lhe todos os reinos do mundo com a sua glória, disse-lhe:”Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares”. Respondeu-lhe Jesus: “Vai te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto”. Então, o diabo deixou-o e chegaram os anjos e serviram-no(...). Está muito claro que esse “diabo” achava que era dono do mundo, além de acreditar que a Terra era plana, por desconhecer sua esfericidade, ofereceu tudo o que seus olhos conseguiam ver até o limite da linha do horizonte. Nota-se que o narrador, e não o diabo, não tinha a menor noção de geografia. Dado interessante é que se no cristianismo o diabo tentou Jesus, no Bhagavad Gitá, livro da religião hindu, escrito quatro séculos antes dos evangelhos, Krishna também foi tentado pelo diabo. Buda com idade de 30 anos fez jejum e penitência e é tentado por Mara, o demônio, após quarenta dias e quarenta noites de abstinência. Hórus foi tentado por Satã, deduz-se que daí a teoria de Satanás e dos demônios contida nos evangelhos criada pelo profeta persa Zoroastro, em 331a.C, foi incorporada pelos egípcios. Hórus, assim como Jesus mil anos depois, também lutou no deserto, durante quarenta dias, contra as tentações de Satã, numa luta simbólica entre a luz e a escuridão. Portanto, a mencionada tentação de Jesus nada mais é que o reflexo de culturas religiosas incorporadas aos evangelhos. Infelizmente a população em geral, por não conhecer os livros de outras religiões não sabe que muitas estórias contadas na bíblia são plágios de outras culturas religiosas mais antigas que a própria bíblia. Luciano Ribeiro é pesquisador

Nesta terceira edição, Sindicato ainda sorteia poupanças e outros prêmios; troca de cartelas para Bingo já pode ser feita na sede e subsedes Sul Fluminense O Natal dos metalúrgicos do Sul Fluminense, promovido pelo terceiro ano consecutivo pelo Sindicato dos Metalúrgicos, é para toda a família, com playground, praça de alimentação, estacionamento gratuito e um grande show de pagode com o grupo Novo Lancy. Os associados que passarem pela Ilha São João no dia 16 de dezembro vão ter a chance de ganhar dois carros zero quilômetro, duas poupanças de R$ 10 mil e outras duas de R$ 5 mil, além de vários eletrodomésticos nos prêmios extras. Tudo, para os vencedores do bingo que acontecerá lá a partir do meio-dia e quinte. Os trabalhadores e aposentados não associados ainda conseguem se filiar ao Sindicado para concorrerem aos prêmios deste ano. A troca de cartelas pode ser feita na sede do Sindicato, à Rua Gustavo Lira, nº 9,

Livro digital X livro físico no Grebal Estudiosos, professores, especialistas e estudantes participam neste sábado de uma mesa redonda, que tem como objetivo fundamentar com mais consistência o debate sobre livro digital e livro físico. Com o tema “Livro do futuro e o futuro do livro”, a reunião está sendo promovida pelos componentes do Leitura em Movi-

30 de novembro a 6 de dezembro de 2012

mento, um grupo que conta com mais de 1,2 mil membros no Facebook. Comporão a mesa a professora, pedagoga e coordenadora da Sala de Leitura da Prefeitura de Barra Mansa, Elizabeth Gonçalves de Souza, o professor Mestre em Língua Portuguesa, Alexandre Batista da Silva e a presidente da Academia Barra-

mansense de História, Rozan Silva. A mesa será mediada pelo advogado, editor e estudioso de Bibliologia Brasileira, Pedro Valente. O encontro, voltado para todos os interessados no assunto, será neste sábado, dia 1° de dezembro, às 9 horas, no Grêmio Barramansense de Letras, à Avenida Argemiro de Paula Coutinho, 44, Barra Mansa.

no Centro de Volta Redonda; e nas subsedes em Resende, à Rua Dr. Tavares, nº 130, Centro ou Barra Mansa, à Rua Ary Fontanelli, nº 362, Estamparia. Para pegar a cartela, os associados devem apresentar os contracheques de setembro e outubro; sócios aposentados devem levar as duas últimas mensalidades pagas. Também é preciso trazer um brinquedo, que será doado pelo Sindicato, deixando o Natal de muitas crianças mais feliz. “É o terceiro ano que pre-

paramos essa grande festa para trabalhadores e aposentados associados ao nosso Sindicato, para que eles tenham oportunidade de comemorar um pouco do Natal com os amigos e colegas de trabalho, e ainda concorrerem a um presentão de Natal. A gente batalha o ano inteiro pelo melhor para o trabalhador, quando chega ao final do ano temos que comemorar juntos”, declarou Renato Soares, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense.

COOPERATIVA AGRO-PECUÁRIA DE QUATIS LTDA EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

O presidente da Cooperativa Agro-Pecuária de Quatis Ltda., no uso das atribuições estatutárias, e de acordo com decisão do Conselho de Administração convoca os Associados em gozo dos legítimos direitos, para participarem da Assembleia Geral Ordinária, a se realizar no dia 17 de Dezembro de 2012 (Segunda-Feira) em primeira convocação às 14 horas com presença de dois terços de Cooperados, e não havendo quorum, às 14h30min em segunda convocação com a presença da metade mais um dos Cooperados e persistindo a falta de quorum às 15 horas em terceira e última convocação com quorum mínimo de 10 (dez) Cooperados, em sua Sede Social, na Rua Vereador Victor Marcondes Sampaio, nº 60, em Quatis – RJ para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: 01)Prestação de Contas do Ano de 2011. 02)Assuntos Gerais Quatis, 22 de Novembro de 2012 Heleno de Melo Faria Diretor – Presidente

Expediente Empresa Jornalística Folha do Interior Redação: R. Jose Marcelino de Camargo, 1.041, sala 801, Centro – Barra Mansa – RJ CNPJ – 05.587.149/0001-32 Insc. Estadual: 77.531.688 – Insc. Mun.: 525.218 Telefones: (24) 33248666 / (24) 81146262 E-mail: redacao@folhadointerior.com.br Site – www.folhadointerior.com.br

O Jornal Folha do Interior é uma publicação exclusiva da Emp. Jornalística Folha do Interior. Os textos não podem ser reproduzidos. Os artigos, colunas e opiniões assinados são de responsabilidade exclusiva de seus autores sob todos os aspectos legais e não vinculam a opinião do jornal. Circulação semanal às sextas-feiras nas cidades: Barra Mansa, Volta Redonda, Porto Real, Quatis, Pinheiral, Piraí e Rio Claro. Impressão: Gráfica Diário do Vale

Diretor e Editor – Vinicius Ramos Jornalismo (Site) – Marcus Modesto Colaboradores – Luciano Ribeiro, José Roberto Medonça e Luciano de Paula.


30 de novembro a 6 de dezembro de 2012

Política

3

Oito municípios, com quase R$ 3 bilhões Essa é a previsão orçamentária para os municípios do Sul Fluminense em 2013; impacto pode chegar a R$ 48 milhões, caso nova lei de distribuição dos royalties seja sancionada pela presidente Dilma Roussef. Arquivo/Folha do Interior

Sul Fluminense Os municípios são Angra dos Reis, Barra Mansa, Itatiaia, Piraí, Porto Real, Resende, Rio Claro e Volta Redonda. Juntos, os oito movimentarão cerca de R$ 3 bilhões no próximo ano. A previsão foi feita com base nos valores apresentados pelas prefeituras às Câmaras de Vereadores e em nenhuma das cidades a votação foi finalizada. Estes números, porém, podem diminuir, caso a presidente Dilma Roussef sancione a proposta Ibsen, aprovada pela Câmara dos Deputados, que prevê nova forma de distribuição dos royalties do petróleo, uma espécie de compensação financeira paga pelos exploradores. Atualmente, estados e municípios produtores recebem uma parcela maior dos royalties pagos pelas empresas. União fica com 40%, Estados com 22,5% e municípios produtores, com 30%. A Emenda Ibsen propõe que 30% sejam destinados aos Estados, 30% aos municípios, sem diferenciação entre produtores, e 40% à União. A justificativa para essa divisão é de que os royalties

são uma espécie de compensação às administrações locais, pelo fato de o recurso ser finito. Além disso, essas localidades, em tese, têm mais gastos com infraestrutura e prevenção de acidentes, por exemplo. Segundo a Agência Nacional do Petrólo (ANP), o Brasil arrecadou R$ 7,9 bilhões em royalties no ano passado. Na última segunda-feira, dia 26, cerca de 200 mil pessoas participaram da passeata “Veta, Dilma”, realizada na cidade do Rio de Janeiro, com o objetivo de sensibilizar a presidente Dilma Roussef, para que ela vete o projeto de Lei. Entre os prefeitos de municípios do Sul Fluminense que marcaram presença no ato, estão o de Angra dos Reis, Tuca Jordão, e o de Resende, José Rechuan e de Vassouras, Renan Vinícius. O deputado Estadual Gustavo Tutuca participou do ato, acompanhado do prefeito eleito de Piraí, Luiz Antônio. “Para muitos municípios fluminenses, os royalties do petróleo representam uma das principais fontes de arrecadação. Por isso, a redução da receita decorrente da

aprovação da lei que redistribui os recursos da exploração de petróleo vai significar uma enorme derrota para o Estado do Rio de Janeiro” afirmou o prefeito de Resende. De acordo com os dados do Governo do Estado, caso o projeto de lei não seja vetado, o estado e as cidades fluminenses poderão perder, já em 2013, R$ 3,4 bilhões. Até 2020, a perda pode chegar a R$ 77 bilhões. Semanas atrás, o governador Sérgio Cabral, em um discurso, chegou a colocar em xeque a realização da Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016, caso haja a sanção da presidente da República. Os cálculos das perdas foram feitos por técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Estado, tomando como base o barril de petróleo ao custo de U$ 90. Para o Deputado Federal Zoinho, que participou da manifestação, as novas regras de distribuição dos royalties do petróleo ameaçam contratos já firmados. “Houve uma quebra do pacto federativo, ameaça a contratos já firmados e, por

Para Rechuan, muitas cidades dependem dos recursos dos royalties para custear a máquina pública

isso, essa covardia não pode prosperar. É fundamental para Rio de Janeiro e Espírito Santo, e para os municípios produtores, continuar recebendo uma fatia maior dos Royalties. Os municípios já

têm compromissos assumidos com esse recurso e a modificação nas regras de distribuição dos Royalties pode causar danos incalculáveis à Economia de todo o Estado”, ponderou Zoinho.

Orçamentos anuais X perdas A queda no orçamento das cidades, caso a nova lei de distribuição dos royalties seja aprovada, pode chegar a 80% do valor que cada uma recebe. No caso de Resende, a perda deve ser em torno de R$ 400 mil por mês, o que, de acordo com o prefeito José Rechuan, vai prejudicar o pagamento de fornecedores, o cumprimento de contratos, como de limpeza urbana, e os investimentos da Prefeitura em infraestrutura, principalmente em um momento

em que o município se prepara para receber grandes indústrias. “Com a vinda da Nissan, aproximadamente 50 empresas prestadoras de serviços da montadora deverão se instalar também na cidade, o que vai representar a criação de, pelo menos, 20 mil novos postos de trabalho até o ano de 2018. Isso fará ainda que o município tenha de 50 mil a 80 mil pessoas a mais”, declarou Rechuan, cuja administração deve movimentar R$ 375

milhões de reais em 2013. Para Angra dos Reis, cujo orçamento está na casa dos R$ 933 milhões para o próximo ano, as perdas podem passar dos R$ 23 milhões. Segundo o prefeito Tuca Jordão, no contexto de perdas, Angra pode ter comprometida a execução de obras de infrestrutura, como construção de escolas, quadras, áreas de lazer, postos de saúde e creches, além de diversos outros investimentos públicos. Caso as novas regras para a distribuição dos royalties

seja sancionada, outros municípios terão perdas significativas em seus orçamentos. Volta Redonda, a maior cidade do Sul Fluminense e R$ 889 milhões de orçamento para o próximo ano, verá seus cofres cerca de R$ 12 milhões mais pobres. Barra Mansa deixará de receber cerca de R$ 11 milhões e Porto Real, dona de uma das maiores rendas per capta do estado do Rio e de um orçamento de R$ 212 milhões para 2013, perderá mais de R$ 7 milhões de reais.

Orçamento público é a previsão do que vai ser arrecadado e as autorizações para os gastos, ou seja, receita e despesa. Todas as normas de padronização e elaboração estão definidas na Lei Federal 4320 de 1964. Receitas são o conjunto de recursos que o poder público prevê arrecadar para custear as despesas que pretende e necessita realizar. As despesas orçamentárias podem ser Correntes e de Capital.


4

Educação

30 de novembro a 6 de dezembro de 2012

Uma instituição com responsabilidade social Com 45 anos de idade e três campi, o UGB mantém cursos de Licenciatura em tempos de Tecnologia, lança cursos técnicos em 2013 e muda a vida das pessoas Camila Neves/UGB

Sul Fluminense São cerca de 5 mil alunos matriculados, em mais de 25 cursos nos três campi da instituição, em Volta Redonda, Barra do Piraí e Nova Iguaçu. Em 45 anos recém completados, um sem número de profissionais lançados no mercado. Seu lema bem que poderia ser “mudar a história da vida das pessoas pela Educação”, mas não é. O Centro Universitário de Volta Redonda (UGB) tem em sua lista de objetivos mais que isso. “A instituição presta um serviço social ao município de Volta Redonda e às cidades vizinhas, porque oferece a cidadãos de todas as classes sociais a oportunidade de cursar uma faculdade. Aqui há pessoas que talvez não pudessem passar pelo Ensino Superior em outras faculdades, principalmente pelo custo financeiro”, explicou a Pró-Reitora Acadêmica Elisa Alcantara, citando ainda outros pontos importantes. “O UGB forma o profissional, melhora o nível de conhecimento das pessoas e tem responsabilidade social”. Em 2012, serviços mantidos pela instituição ajudaram alunos da rede estadual de ensino do município a se preparar melhor para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), colaboraram com o aumento do conhecimento de professores das redes públicas e, por meio de um progra-

Vestibular é neste domingo

“O UGB forma o profissional, melhora o nível de conhecimento das pessoas e tem responsabilidade social”

ma de inclusão digital, colocaram idosos da cidade em contato com a rede mundial de computadores. Outra preocupação é quanto à manutenção dos cursos de Licenciatura. Enquanto no país, alunos buscam, de forma nunca antes vista, cursos das áreas tecnológicas, a instituição mantém em seus quadros os cursos de graduação em Letras, Matemática, Ciências Biológicas, História e Geografia. “Há os que argumentam que as áreas das Licenciaturas são aquelas que oferecem salários mais baixos ou com menos ofertas de vagas. Isso não é verdade. Os jovens precisam ver esta carreira como de fato ela é: uma carreira promissora”, disse Elisa. Na sua opinião, é necessário,

porém, que haja melhor valorização do profissional, “porque uma instituição com corpo docente forte é uma instituição forte”. Atualmente, o UGB emprega cerca de 700 pessoas, entre professores e colaboradores, o que coloca a empresa entre as que mais geram empregos na cidade, colaborando, diretamente, para a economia do município. “Há os indiretamente beneficiados, como a família de cada um dos nossos colaboradores. Então, além do trabalho social, dos cursos com preços acessíveis e de, assim, conseguir mudar a vida das pessoas, a instituição ainda fomenta a Economia local”, concluiu a Pró-Reitora.

As inscrições para o vestibular sem encerram nesta sexta-feira, dia 30. No domingo, milhares de candidatos invadem as três unidades da instituição para concorrer às vagas em cursos como Direito, Administração, Logística, Gestão em Recursos Humanos, Gestão Ambiental, Arquitetura e Urbanismo, Enfermagem, Biomedicina, Artes, Engenharia Mecânica, Engenharia Civil e Engenharia de Produção, entre outros. São áreas das quais todo mundo já ouviu falar, mas boa parte das pessoas não tem conhecimento da abrangência técnica de cada uma ou do mercado de trabalho. “Para essas pessoas, há estágio, visitas técnicas e outras formas que as apresentam à prática das teorias que elas conhecem em sala de aula”, lembrou Elisa Alcantara. Segundo ela, a partir de 2013, a instituição passa a oferecer cursos técnicos nas áreas de Enfermagem, Administração, Publicidade e Propaganda e Informática. “São cursos técnicos, com duração de 18 meses, para aqueles que cursaram o Ensino Médio”, completou ela.

Inbrands de Piraí comanda comércio eletrônico de moda A formalização de uma parceria importante promete trazer mais prosperidade ao município. A cessão de um imóvel, feita pela Prefeitura de Piraí ao grupo Inbrands, foi assinada esta semana. No local, a empresa instalou seu novo centro de distribuição do nicho de moda, que já é responsável pela totalidade das vendas pela internet, de 9 griffes famosas, entre elas Richards, Ellus, Bin-

tang e Salinas. A empresa gera mais de 130 novos empregos na cidade. A assinatura da cessão foi feita pelo prefeito Arthur Henrique Gonçalves, o Tutuca e a diretora de administração do Inbrands, Patrícia Pugas, nas dependências da empresa, no bairro Nova Esperança. O Prefeito Tutuca historiou todo o procedimento que possibilitou a assinatura do acordo e destacou que

o Inbrands está contribuindo também para a efetivação de uma das metas do processo de desenvolvimento do município, que é ampliar o mercado de trabalho para a mão de obra feminina: “Temos dado atenção especial ao processo de atração de empresas que ofertem emprego para as mulheres e vemos aqui que o Inbrands está colaborando para isso”, afirmou Tutu-

ca, diante de dezenas de funcionários da empresa, mulheres em grande parte. Tutuca citou também que a Prefeitura está investindo cerca de R$ 20 milhões de recursos próprios na construção de polo empresarial, entre Arrozal e Varjão, onde o grupo Inbrands terá espaço para ampliar suas atividades e, conseqüentemente, gerar mais empregos.


30 de novembro a 6 de dezembro de 2012

Saúde

Os riscos do Rh negativo Bebês de gestantes com fator Rh Negativo correm mais riscos de morte por anemia

Sul Fluminense A três meses de dar a luz, Cristina Mara Carvalho, de 18 anos, jovem e mãe solteira, disse ter abandonado o pré-natal por alguns meses e quando retornou com o resultado do exame com o tipo sanguíneo, teve uma surpresa, é Rh negativo e o pai positivo. Um assunto complexo e por vezes desconhecido pelas mulheres, casos como esse podem trazer uma série de complicações, se a

mãe não for orientada adequadamente. O agente Rh é uma proteína sanguínea que pode estar presente (positivo) ou não (negativo) no sangue humano. Eritroblastose fetal é uma doença hemolítica causada pela incompatibilidade do sistema Rh do sangue materno e fetal. Ela se manifesta quando o fator Rh da mãe é negativo e o do feto, positivo. Quando isso acontece, durante a gestação a mulher produz anticorpos anti-Rh para tentar destruir o agente Rh do feto, considerado “intruso”. Esses anticorpos podem voltar para a placenta e danificar o desenvolvimento dos glóbulos vermelhos do bebê, causando uma anemia no feto que pode ser de muito suave a muito grave.

Como se proteger A prevenção é o melhor tratamento para a doença hemolítica por incompatibilidade de RH e deve começar antes mesmo de a mulher engravidar. O exame de tipagem sangüínea deve ser feito no início do pré-natal. “Caso a mulher seja Rh negativo, será feito um exame (Coombs indireto) para ver se ela já é sensibilizada. Caso seja Coombs indireto positivo, o laboratório vai quantificar para ver se ela tem poucos ou muitos anticorpos. As sensi-

bilizadas devem ser acompanhadas por pessoas especializadas em medicina fetal. Se ela for negativa (não sensibilizada), ela devera receber uma imunoglobulina anti-Rh para que não venha se sensibilizar caso o filho nasça Rh positivo”, disse Bhering, lembrando que esta imunoglobulina deve ser feita até 72 após o parto. Caso não seja feita esta mulher terá cerca de 10% de chance de desenvolver anticorpo, o que pode comprometer uma próxima gestação.

Medidas pós-parto Segundo o Ministério da Saúde, além da imunoglobulina para as mães, em casos de urgência no recém-nascido, a primeira medida terapêutica é substituir seu sangue por meio de transfusão de sangue negativo, que não será destruído pelos anticorpos anti-Rh da mãe que pas-

saram ao filho através da placenta. Como vivem cerca de três meses, as hemácias transferidas serão substituídas aos poucos pelas do bebê cujo fator Rh é positivo. Quando isso ocorrer por completo, não haverá mais anticorpos anti-Rh da mãe na circulação do filho.

Segunda gestação, maior risco O primeiro filho apresenta menos risco de desenvolver a doença do que os seguintes, porque a mãe Rh- ainda não foi sensibilizada pelos anticorpos anti-Rh. No entanto, na falta de tratamento, esses anticorpos produzidos na primeira gestação podem destruir as hemácias do sangue dos próximos fetos Rh positivo, como explicou o médico pediatra e diretor da UTI Neo Natal PróBaby, Carlos Alberto Bhering. “Se a mãe é sensibilizada e engravidar novamente, o ideal é que seja acompanhada na medicina fetal. Neste serviço especializado, através da punção do cordão umbilical utilizando ultrassom, o médico consegue ver se o feto é Rh positivo e o grau de anemia. Depende do grau da anemia, o feto poderia entrar em insuficiência cardíaca e nascer muito grave”, disse.

5


Cultura

6

30 de novembro a 6 de dezembro de 2012

Novo secretário e a Cultura para 2013 Cláudio Chiesse, em entrevista ao jornal FOLHA DO INTERIOR, destacou a importância do resgate da memória barramansense e da necessidade de implantação de programas que levem cultura às comunidades da periferia Barra Mansa Gastronomia, música, cinema, poesia, redação, pintura e, claro, as festas tradicionais do município. Estes foram alguns dos assuntos abordados por Cláudio Eduardo Chiesse de Castro, em entrevista ao jornal FOLHA DO INTERIOR. O comunicador de 54 anos assume a Superintendência da Fundação de Cultura de Barra Mansa, a partir de 1° de janeiro, com a equipe do prefeito eleito no município Jonas Marins (PCdoB). A festa de São Sebastião e o Carnaval, as duas primeiras festas do ano que serão promovidas pela Fundação, são o início do mandato de Chiesse à frente da Fundação. E, reforçando a promessa feita durante a campanha de Jonas Marins à prefeitura, o secretário confirmou a transferência da maior festa do país para as ruas da cidade. Segundo ele, o carnaval de rua volta pra rua em 2013. “Ainda não é possível afirmar o trajeto que as escolas de samba e os blocos farão durante os desfiles. Isso só poderá ser definido após a nova equipe estudar a viabilidade de cada possibilidade”, explicou ele. Há algumas opções, dentre as quais o evento ser realizado totalmente na Avenida Joaquim Leite ou na Avenida José Marcelino de Camargo, ambas no Centro da cidade. A realização de bailes no Parque da Cidade também não está descartada. O assunto será discutido no próximo dia 10, em reunião entre o prefeito eleito, a equipe da Fundação e os carnavalescos de Barra Mansa. A festa de São Sebastião será mantida, assim como a corrida, que já é tradição no 20 de janeiro. Para a nova gestão, há, entre os objetivos para a área da Cultura, a realização de concursos culturais, como de poesia, com a participação de estudantes das escolas da rede municipal de ensino.

Projeto Cultura Itinerante Marcus Modesto

Outra vertente, que pretende levar entretenimento e Cultura aos moradores de todas as regiões da cidade, é uma espécie de “caminhão cultural”, que colocaria espetáculos circenses, teatrais e cinematográficos perto dos moradores. “Com este projeto, que seria desenvolvido em parceria com as associações de moradores, todos os bairros teriam acesso a peças, shows e filmes, gratuitamente, ali, perto de suas casas”, detalhou Cláudio. Para ele, a necessidade de promoção de atividades culturais nas periferias do município será uma das prioridades. “Os bairros mais distantes do Centro vão ser beneficiados com atividades também. Boa parte desses moradores ficou esquecida nos últimos anos e não teve acesso a eventos perto de casa”, lembrou ele. Uma grande novidade que promete movimentar jovens em todo o município são os concursos de curtas. Neles, cujos temas definidos previamente, os candidatos inscreverão filmes curtos, que poderão ser feitos até por telefones celulares e ipads, que concorrerão em categorias distintas.

Dia do Rock e Dia do Choro Os trabalhos do superintendente da Fundação de Cultura de Barra Mansa começaram tão logo ele foi convidado pelo novo prefeito, para assumir a chefia da pasta. Animado e motivado, Cláudio Chiesse garantiu que projetos importantes serão trazidos para a cidade. “Há planos de criar uma Casa do

Artista, para expor trabalhos das pessoas do nosso município, da realização de Domingo no Parque, com apresentação de artistas locais, para valorizar nossa população, de atividades para marcar datas importantes, mas pouco lembradas, do nosso calendário”, enumerou ele, referindo-se a datas como Dia do Choro e Dia do Rock.

Pra quem espera mudanças dentro da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, a notícia, novamente reiterando o que disse Jonas Marins em sua campanha, é que as mudanças virão, principalmente quanto aos locais de apresentação do grupo musical mantido pela prefeitura, por meio da Fundação de Cultura. “Hoje, a orquestra se apresenta no município apenas uma vez por mês. O grupo precisa, sim, se apresentar para outros públicos, fora daqui, mas não somente. A população de Barra Mansa precisa ver seus filhos se apresentarem em eventos importantes da cidade, ou durante atividades de la-

zer no parque, por exemplo”, frisou o novo secretário de Cultura. Escritores, cantores, atores e poetas terão chances de mostrar seu trabalho. Por meio de um Projeto de Lei Municipal de Incentivo à Cultura, Cláudio Chiesse pretende criar um programa de incentivo a estes artistas. A ideia é que eles apresentem seus projetos à Fundação e, após estudos de viabilidade, feitos por uma equipe específica, que avaliarão potencial artístico e possibilidades de retorno ao município, por exemplo, poderão ser financiados pela própria administração.


30 de novembro a 6 de dezembro de 2012

7


Cultura

8

30 de novembro a 6 de dezembro de 2012

Espetáculos encerram ano da Escola de Dança Fundação Porto Real Durante 4 dias, alunos apresentam espetáculos bem produzidos; Escola de Dança Fundação é referência mundial Porto Real A Escola de Dança Fundação Porto Real promove entre os dias 6 e 9 de dezembro o Espetáculo de Dança Gala. Realizado no Ginásio Poliesportivo do Município, o evento tem como objetivo apresentar o resultado dos trabalhos desenvolvidos durante todo o ano de 2012 pelos 200 alunos que participam do projeto. Em quatro noites, o público poderá assistir a apresentações de jazz, sapateado, dança contemporânea e balé clássico, em dois espetáculos que recria os clássicos Alice nos País das Maravilhas e A Fantástica Fábrica de Chocolate. “Todos os anos, o público se surpreende, não só pela qualidade do espetáculo apresentado, como pela produção e pelos efeitos especiais que podem ser vistos durante a peça. Já produzimos

neve, raios e tempestades e carruagem de princesa. Para este ano, muitas surpresas aguardam o público”, disse a diretora geral da Fundação, Emília Prota Bernardeli. A quinta-feira, dia 6, será o primeiro dia do evento e os portões serão abertos às 20h30min. No primeiro ato, os alunos vão apresentar uma coreografia criada por eles intitulada Identidade. Logo após a apresentação, haverá a formatura dos alunos, que os certifica como profissionais em dança. E após a solenidade que forma os alunos, o grupo apresenta a coreografia criada pela professora e diretora artística Alice Arja, Sinfonia do Rio de Janeiro. No segundo dia, 7 de dezembro, a partir das 19h 30min, os espectadores assistirão a apresentação de Balé Clássico, na interpreta-

Fundação Porto Real

ção de Alice no País das Maravilhas. No dia seguinte, sábado, os alunos apresentam o musical A Fantástica Fábrica de Chocolate, a partir das 20h30min. No encerramento, domingo, dia 9, os dançarinos reapresentam os espetáculos

Alice no País das Maravilhas e A Fantástica Fábrica de Chocolate. Neste dia, os portões serão abertos às 18h30min. Todas as apresentações envolvem cerca de 300 pessoas, entre bailarinos, produtores, diretores, mães e voluntários.

O Espetáculo de Dança faz parte da festa de encerramento do ano da Escola de Dança Fundação Porto Real. A primeira edição do evento foi em 2006, quando os bailarinos do projeto apresentaram o espetáculo Quebra-Nozes. Desde então, o evento faz parte do calendário oficial do município. “Este encerramento é resultado de todo o trabalho positivo realizado durante o ano de 2012. Nosso maior orgulho é descobrir grandes talentos da dança e dar a eles a oportunidade de crescerem, ao ponto de chegarem a se apresentar em grandes escolas do mundo”, destacou a diretora geral da Fundação. Os ingressos para todos os espetáculos podem ser adquiridos na bilheteria do Ginásio Poliesportivo, a preços populares.

De Porto Real para o mundo

A Escola já encaminhou, desde a sua fundação, mais de 30 alunos para estudarem dança na Europa e nos Estados Unidos, o que faz dela uma referência mundial quando o assunto é participação em festivais de dança e formação de profissionais

altamente qualificados. “O trabalho da fundação nesta festa de encerramento e durante todo o ano, envolve, não somente professores e o quadro administrativo da instituição, mas todas as famílias dos alunos, os próprios alunos e,

principalmente, os amigos da escola, que hoje formam um mega mutirão para a realização dos projetos aplicados na Escola de Dança”, reiterou Emília. Para fazer parte do projeto Escola de Dança Fundação Porto Real, os interessados

deverão procurar a Escola, no mês de janeiro, quando o período de inscrições para novos alunos é aberto. Todos os candidatos passam por testes de aptidão, para que especialistas avaliem o potencial de cada um. A instituição ofe-

Fotos: Fundação Porto Real

rece aulas de jazz, sapateado, dança contemporânea, dança de salão, jazz livre e balé clássico. Para se profissionalizar, os alunos estudam durante 8 anos, com aulas teóricas, práticas, avaliações e boletins, como uma escola regular.


30 de novembro a 6 dezembro de 2012

Economia

9

ABS Aeronaves vai investir R$ 18 milhões em Resende Empresa do ramo de aviação vai gerar mais de 50 empregos; estimativa é construir quatro aeronaves por mês Jorge Trindade

Resende Outra empresa para o município, desta vez no ramo de aviação. O anúncio foi feito esta semana pela prefeitura de Resende. As negociações foram fechadas poucos dias antes, e a empresa, ABS Indústria de Aeronaves AB Super, vai começar a fabricar o primeiro avião de pequeno porte em oito meses. A empresa fará um investimento de aproximadamente R$ 18 milhões, e se instalará num hangar de dois mil metros quadrados, em um espaço dentro da área do Aeroporto Agulhas Negras, gerando, inicialmente, 50 empregos. “A expectativa da ABS In-

dústria de Aeronaves é de fabricar quatro aeronaves por mês, dos modelos FK Super Anfíbio, para dois lugares e FK Super, para três lugares”, destaca o secretário de Indústria e Tecnologia, Edgar Moreira. A ABS Indústria de Aeronaves AB Super é uma das frentes de negócios da Commat Comércio de Máquinas, que tem sede no Rio de Janeiro e atua no mercado brasileiro há 17 anos oferecendo soluções para o segmento de logística. A empresa tem como foco de negócio o desenvolvimento, produção e comercialização de aeronaves ultraleves, modelos anfíbios ou não, para promover a aviação desportiva.

Empresa tem como foco de negócio o desenvolvimento, produção e comercialização de aeronaves ultraleves, modelos anfíbios ou não, para promover a aviação desportiva

Projeto incentiva geração de combustível de resíduos O Governo do Estado do Rio de Janeiro lançou esta semana sua Política Estadual de Gás Natural Renovável, no âmbito do Programa Rio - Capital da Energia, uma iniciativa inédita na América Latina. O Projeto de Lei, entregue pelo secretário Julio Bueno ao presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Mello, na abertura do seminário de Gás Natural promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, prevê incentivos à geração do combustível a partir de resíduos orgânicos, contribuindo para a redução da produção dos gases de efeito estufa no Estado. “A ideia é promover o aumento da participação do biogás na matriz energética do Estado do Rio de Janeiro”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno, destacando também a importância do projeto para o aproveitamento de

resíduos orgânicos, que deverá favorecer a descentralização e interiorização da economia. A Política Estadual de Gás Natural Renovável tem como objetivos prioritários fomentar a utilização do biogás gerado em aterros sanitários, e a distribuição como gás canalizado pelas concessionárias de Ceg e Ceg Rio. De acordo com o projeto de lei, as duas serão obrigadas a adquirir todo GNR produzido no Estado, limitados a 5% do volume de gás convencional a ser entregue ao mercado. Não será incluído nesse volume, o gás destinado às usinas térmicas. Os preços e os prazos adequados a viabilizar a eficiente produção e transporte do Gás Natural Renovável serão regulados pelo Estado, por meio da Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa).

MAN atinge 100 mil veículos exportados A MAN Latin America, fabricante dos caminhões e ônibus Volkswagen e caminhões MAN, acaba de alcançar a marca de 100 mil veículos exportados em 31 anos de operação. Um VW Constellation 19.320 Titan Tractor enviado à cidade de Córdoba, na Argentina, fez com que a marca chegasse ao patamar histórico. Só nos últimos dez anos, a montadora exportou mais de 76 mil caminhões e ônibus Volkswagen – em 2012, os caminhões MAN TGX começaram a ser montados em Resende, e a nova marca chegou a mercados como o Peru e o Uruguai. Trinta e cinco unidades dos caminhões VW 11.130 e 13.130, enviadas

ao Paraguai e ao Chile em 1981, marcaram o início da história das exportações da MAN Latin America. Nesta época, a fabricação dos veículos era feita na Fábrica 4, em São Bernardo do Campo, no estado de São Paulo. Em 1º de novembro de 1996, após um curto período de produção na unidade do Ipiranga, também em São Paulo, Resende passou a sediar as Operações de Caminhões e Ônibus Volkswagen. Aqui são fabricados os cerca de 100 modelos Volkswagen enviados a mais de 30 países da América Latina, África e Oriente Médio, além dos MAN TGX destinados ao mercado brasileiro.

www.folhadointerior.com.br


Entretenimento

10

30 de novembro a 6 de dezembro de 2012

Orquestra Sinfônica de Barra Mansa no Natal da Lagoa OSBM se apresenta com Emílio Santiago, Mallu Magalhães e Simone Barra Mansa/Rio A Orquestra Sinfônica de Barra Mansa participa, pelo quarto ano, da festa de abertura da Árvore de Natal da Lagoa, no sábado dia 01 de dezembro. Assim como nos anos anteriores, a Orquestra se apresenta ao lado de gran-

des nomes da música brasileira: Emílio Santiago, Mallu Magalhães e Simone. A OSBM será regida por seu diretor artístico,o Maestro Vantoil de Souza Júnior e pretende impressionar o público com sua qualidade técnica e versatilidade. A Árvore de Natal da La-

Deu no New York Times Deu no New York Times é fruto das experiências vividas pelo correspondente norte-americano Larry Rohter durante quase quatro décadas passadas no Brasil. Enviado do New York Times ao país entre 1999 e 2007, o jornalista já havia desempenhado a mesma função no final da década de 70 e no começo dos anos 80 na revista Newsweek e no jornal The Washington Post. Ao longo de todos esses anos, cruzou o Brasil entrevistando de presidentes e a anônimos. Só pelo jornal nova-iorquino, publicou mais de 500 reportagens. Retrato do país que passa muito longe do Brasil “para gringo ver”, Deu no New York Times traz ainda algumas das melhores reportagens do correspondente sobre o Brasil e os brasileiros publicadas no jornal americano. Acompanhando os textos, o jornalista acrescenta comentários nos quais aproveita para dizer tudo que tinha vontade mas não podia, devido às restrições impostas por sua posição no NYT. Aqui, ele revela pela primeira vez os bastidores da polêmica tentativa, por parte do governo Lula, de expulsá-lo do país. Para Ro-

hter, as razões que motivaram a tentativa de sua expulsão foram muito além do que uma simples indignação do presidente diante da reportagem do jornalista americano sobre seus hábitos etílicos. “Foi astuto da parte deles confundir Lula com o Brasil e argumentar que, ao “insultar” Lula, eu estava de algum modo também insultando a honra de todo o Brasil. Isso era demagogia, é claro. Mas é também uma técnica eficaz se você está tentando esconder alguma coisa muito desagradável ou desviar a atenção de falhas maiores, que, é claro, era exatamente a situação em que o PT se encontrava”, escreve Rohter no capítulo “Lula e eu”.

Deu no New York Times Autor: Larry Rother Páginas: 416 Preço: R$ 47,90 Editora: Objetiva

goa é o terceiro maior evento do Rio de Janeiro, estando atrás apenas do Revéillon e do Carnaval. O primeiro convite para participar do evento aconteceu em 2008,

após a produtora da Árvore conhecer o trabalho da Orquestra no Festival Vale do Café. Impressionada com a qualidade técnica da Orquestra, que faz parte de um projeto só-

Mostra de Arte e Cidadania no Zélia Arbex O Espaço das Artes Zélia Arbex, na Vila Santa Cecília, recebe até 9 de dezembro, a 1ª Mostra de Arte e Cidadania, que reúne obras feitas pelos abrigados da Casa de Custódia de Volta Redonda, confeccionados em oficinas realizadas a partir de um trabalho voluntário, que conta com o apoio da prefeitura de Volta Redonda. Entre

os materiais utilizados para a confecção dos trabalhos estão palitos de picolés, tecidos, calotas de carro, papelão, pregador de roupas, entre outros. O trabalho ajuda a melhorar a autoestima dos custodiados que aguardam julgamento na unidade prisional. O projeto tem a participação de cerca de 250 custodiados.

cio educacional do interior do Estado, a produtora os convidou pela primeira vez e, desde então, a Orquestra participa deste evento assistido por milhares de pessoas.

Consciência Negra em VR A Câmara de Volta Redonda realiza na próxima segunda-feira, dia 3, uma Sessão Solene em comemoração ao Dia da Consciência Negra. O evento, que deve reunir autoridades, políticos e a sociedade civil, acontece às 7 e meia da noite, no Plenário da Câmara, à Avenida Lucas Evangelista, 511, Aterrado.

BELLA DA SEMANA

Fernanda Almeida, a Garota Kaiser Fernanda Almeida chega deliciosa para sua estreia no Bella da Semana. A modelo adora as coisas boas da vida e não resiste a um jantar a dois, ainda mais se for com um homem inteligente, educado e divertido. Se você é como ela, não pode perder por nada toda beleza das curvas da Fernanda em fotos que pegam fogo! Ela foi a Garota Kaiser e você pode ver tudo no site www.belladasemana.com.br


30 de novembro a 6 de dezembro de 2012

Social

11

Aniversário de 30 anos do Metalsul Por Angélica Leal

A festa de 30 anos da Metalsul, realizada na noite da última quarta-feira, no salão do Ricardo Buffet, em Volta Redonda, reuniu muitos empresários para comemorar a data. A cerimônia contou com vários pronunciamentos e homenagens de pessoas que desde o início se empenharam para que o Metalsul desse certo. O coquetel sempre impecável do Ricardo Buffet, a decoração e a música deixaram o ambiente muito agradável. Parabéns a todos!

Carlos Eduardo, gerente da Caixa Econômica e a colunista Maria Emília Mário da Alfa Tronic, Caio Martins, Nayara Martins e Aline Dutra da empresa Itam

Augusto Franco, diretor geral da Firjan, Nilmar Pereira, Henrique Nora, Presidente da Regional da Firjan, Ana Cristina e Henrique, Presidente Metalsul

Marcelo Mendes, proprietário da KSA informática e Jorge Moreira, gerente da KSA

O casal Manoel Duarte e arquiteta Carla Duarte

Carla Caravieri, Presidente da ACIAP, Daniela Alvarenga e a Jornalista Flávia Resende

NutriCare SICOOB - Jair Fusco, Alexandre Caneda, Sebastião Carlos,Janaína, Danielle e Ritianny

Mário Sila, assessor da mantenedora do UBM e sua esposa Ana Paula

NutriCare lança linha hospilarar de alimentos da Danone e Nestlé com a presença de nutricionistas da região


Esporte

12

30 de novembro a 6 de dezembro de 2012

Fim de semana radical em Porto Real Município recebe final da Copa Interestadual de MotoCross, um dos maiores eventos de MotoCross do país Porto Real Sábado e domingo de muita lama e adrenalina, com aventuras radicais em Porto Real. É o fim de semana da final da Copa Interestadual de MotoCross, um dos maiores eventos do país. O ponto de concentração será o Restaurante e Pesque Pague Medley, cujo acesso fica no quilômetro 291 da Rodovia Presidente Dutra, na segunda entrada para a cidade. Os treinos serão no sábado, a partir de 1 hora da tarde. No domingo, haverá treinos livres, as 9 horas da manhã. As provas da 7ª etapa acontecem das 11 às 17h. No local, está sendo montada estrutura completa, com

lanchonete, vestiários, banheiro e estacionamento, para atender aos atletas e ao público, além de pernoite nos boxes e lago para pesca. No domingo, será servido almoço com comida campestre e pratos da culinária mineira, com self-service por R$ 25 reais. A pista é um circuito com 1,2 mil metros nível intermediário A entrada é franca e os organizadores pedem que o público traga familiares e amigos e sugerem a doação de 2 quilos de alimentos não perecíveis, que serão dados a entidades de Porto Real. Concorrem nesta sétima etapa, as categorias: CRF 50F, 50cc, 65cc, 85cc, 230F / MX-N / MX 2 Amador / MX

Intermediária / MX 30 / MX 40 / MX 45 / MX 2 / MX Open / Regional. As seguintes categorias largaram juntas com classificação separada, CRF 50F e 50cc, CRF 230F e MXN, 40 e 45. Os dez primeiros colocados de cada categoria ganharão troféus e os de todas as categorias ganharão produtos como luva e manopla, óculos e capacete.

Arquivo

As seguintes categorias largaram juntas com classificação separada, CRF 50F e 50cc, CRF 230F e MXN, 40 e 45

Retrocesso no futebol brasileiro O técnico Luiz Felipe Scolari, campeão do mundo em 2002, estáde volta ao comando da Seleção Brasileira. Outro que está de volta é Carlos Alberto Parreira, que vai assumir a coordenação de futebol . Scolari e Parreira assumirão a responsabilidade de levar o Brasil ao Hexa, em sua segunda Copa no país. No futebol, tudo pode acontecer. Na minha modesta opinião, trata-se de um retrocesso que não tem mais tamanho. Desde que Scolari ganhou a Copa do Mundo em 2002, o futebol do Brasil perdeu em qualidade, mas valorizou os famosos “brucutus”. Ressuscitaram o Parreira, que estava aposentado desde a Copa da África, em 2010, e Felipão, principal responsável pelo rebaixamento do Palmeiras, no Campeonato Brasileiro. Pelo Menos é Minha Opinião

Rua Mário Ramos, Centro, Barra Mansa - Tel.: 3401-0778


201212791312