Page 11

Folha do E. Santo Sexta-Feira, 29 de Janeiro de 2010

esporte RIVALIDADE

Superado pelo rival, Fluminense precisa vencer equipe da Baixada

Em prévia do Fla-Flu, Tricolor encara o Duque de Caxias

A

festa de gala da semana está marcada para o próximo domingo, contra o rival Flamengo, mas antes o Fluminense tem compromisso sério e tentar deixar a ansiedade do clássico de lado. Para reassumir a liderança da chave e manter os 100% de aproveitamento, o Tricolor encara o Duque de Caxias, nesta quintafeira, às 19h30m (de Brasília), no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela quarta rodada da Taça GB. Com três vitórias em três jogos, o Tricolor é o vice-líder do Grupo A, com nove pontos, atrás apenas do Flamengo, que tem 12 e um jogo a mais. Por outro lado, o Duque de Caxias fica sem chance de classificação para a semifinal caso não vença. O time da Baixada tem apenas um ponto, ocupa a quinta posição. Flu ‘esquece’ clássico Na expectativa de contar com Fred, que se recupera de lesão no pé direito e será reavaliado momentos antes da partida, o Flu luta contra a ansiedade para que chegue logo o Fla-Flu. Ciente de que um triunfo deixa bem encaminhada a classificação para a semifinal, o elenco prega seriedade para evitar o desvio de foco. Maicon rechaçou a possibilidade de algum jogador se poupar na partida e garantiu seriedade máxima. - Não acontece isso em lugar nenhum. Quem quiser ser poupado, pede ao treinador para não jogar. Todo mundo que entrar em campo vai se dedicar até o fim. Só depois vamos pensar no clássico.

Cuca orienta Alan em treinamento nas Laranjeiras. Caso Fred seja vetado, atacante será o substituto.

Longe do Rio de Janeiro pela segunda vez no Carioca, estreou em Campos contra o Americano, o Tricolor não terá problemas em atuar em Volta Redonda. Confiante na presença do torcedor, Maicon disse que a equipe se sentirá em casa. - É melhor para o Fluminense. Nossa torcida será maior lá. Vai ser bom.

Sem Diguinho e Leandro Euzébio, suspensos, Cuca faz mistério na equipe que mandará para campo. A tendência, no entanto, é que Diogo e Thiaguinho sejam escalados, com a mudança do esquema para o 4-4-2. Duque de Caxias joga a vida Com apenas um ponto na competi-

ção, o Duque de Caxias praticamente dá adeus a qualquer chance de classificação para a semifinal em caso de tropeço. Para a partida, o treinador Álvaro Miranda conta com a boa fase do goleiro Getúlio Vargas, recuperado de lesão e que ainda não sofreu gol na competição, e no oportunismo do atacante Marcelo, revelado nas Laranjeiras, para surpreender.

Curtinhas: Andrade fala sobre Zico voltar ao Fla Treinador não gostou de falta cobrada por Bruno. Álvaro será julgado nesta quintafeira. Depois de Zico dizer que gostaria de voltar ao Flamengo e da presidente Patrícia Amorim deixar as portas da Gávea abertas, Andrade também fez sua parte para fortalecer a possibilidade. Após a vitória contra o Americano, na última quarta-feira, no Maracanã, o treinador deixou sua mensagem de apoio. - A importância do Zico para o Flamengo é muito grande.

Não sei qual cargo, mas só a presença dele aqui seria muito importante – disse Andrade. No fim do jogo contra o Americano, o Flamengo teve uma falta na entrada da área. Sem Petkovic em campo, a torcida pediu para Bruno cobrar. O goleiro arriscou, mas a bola bateu na barreira, rendendo um perigoso contraataque para o adversário. Andrade não aprovou o que aconteceu. - Às vezes acaba indo no embalo da torcida. Talvez

aquele não fosse o momento adequado (do Bruno ser o cobrador) e eu achei isso. Mas são conversas do dia a dia e vamos resolver essa questão – disse o técnico. Julgamento Álvaro será julgado pelo TJD nesta quinta-feira à tarde por conta da sua expulsão contra o Duque de Caxias, na primeira rodada da Taça Guanabara. O zagueiro foi indiciado no artigo 254 (jogada violenta) e pode ser suspenso de dois a seis jogos.

A importância do Zico para o Flamengo é muito grande. Diz Andrade.

11

esporte

mais

Cachoeiro de Itapemirim (ES)

‘Te peço que lute com força’

Enquanto luta para escapar da morte após receber um tiro na cabeça, o atacante Salvador Cabañas vai recebendo apoio de familiares, amigos e solidários. Nesta quinta-feira, o exzagueiro argentino Fernando Cáceres, que passou por uma situação semelhante recentemente, se juntou à corrente positiva e mandou uma carta ao paraguaio. Segundo o jornal argentino “Olé”, Cáceres não poupou palavras para, em um texto emocionante, desejar melhoras para Cabañas. “Te peço que lute com todas as forças. Os milagres existem. Você vai conseguir. Lute, lute e não se dê por vencido. Espero que em breve possamos conversar e recordar os nossos feitos como provas de que viver vale a pena. Um grande abraço e toda a força do mundo” afirmou o ex-jogador, no depoimento publicado pelo diário. O ex-zagueiro argentino Fernando Cáceres, que já defendeu a seleção do seu país e clubes como Valencia e Zaragoza, foi alvejado por tiros durante um assalto em Buenos Aires, em novembro do ano passado. Menores tentaram roubar o seu veículo e acertaram o rosto do ex-jogador. Ele perdeu o olho direito e parte da audição, mas vem se recuperando bem desde o episódio. Cabañas foi baleado na cabeça na última segunda-feira em uma possível briga de bar na Cidade do México. Ele foi submetido a uma cirurgia para retirada, em vão, do projétil. Segundo especialistas, as chances do jogador da seleção paraguaia voltar aos gramados é remota.

Jornal Folha do E. Santo  

Edição 4039