Page 1

HISTÓRIA DA MINHA RUA y owsk

omp r T . l . Ma

R

eri

ch Baca

Engordando o porquinho

Com carreira militar atrelada ao ensino, o Marechal foi Patrono do Magistério do Exército

Disk Economia indica onde comprar mais barato Pág. 02

Pág. 03

ANO I I - Nº 32 - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

SINOPSE EDITORA

Folha Cabral

1ª QUINZENA DE JUNHO DE 2013

do

Foto: Ippuc

CABRAL

-

BACACHERI

-

JUVEVÊ

-

HUGO LANGE

-

AHÚ

-

ALTO DA GLÓRIA

-

BOA VISTA

-

ALTO DA XV

Ser ou não ser, eis a questão

Trajeto foi ampliado, mas os custos também. Com a inclusão de quatro estações, totalizando uma extensão de 18 km, metrô curitibano tem orçamento dobrado para R$ 4,4 bilhões Pág. 05

Grama do Jockey Paraná vai produzir vira pista de pouso cola cirúrgica de emergência anti-hemorrágica Pág. 05

Pág. 06

Hospital da Zona Norte será construído no Santa Cândida Pág. 06


2

Folha Cabral

ATU A L IDADE

-

do

EDITORIAL

-

Pec 37

Contra a impunidade política :: Por Ricardo Dias

Um dos principais temas dos protestos populares de junho foi o arquivamento de uma proposta de emenda na Constituição Federal. Protocolada com o número 37, no ano de 2011, a PEC 37 prevê que o poder de investigação criminal fosse uma tarefa exclusiva de policiais civis e militares. Se aprovada, o Ministério Público (MP), a Receita Federal, o Banco Central, os Tribunais de Contas e Controladoria Geral da União deixariam de realizar investigações, que hoje são feitas em caráter colaborativo. Para termos uma noção da dimensão do impacto, tornou-se pública a informação que atualmente mais 34 mil investigações estão nas mãos desses órgãos. A proposta insultou o Ministério Público, autor de investigações famosas como as que levaram a deposição do Collor e as do caso Mensalão. Há suspeitas de um grande jogo de interesses dentro do próprio Congresso para que o MP não atuasse diretamente na fis-

Folha Cabral do

Fone: (41) 3042-2133 folhadocabral@hotmail.com

EXPEDIENTE Diretor geral e redator chefe: Ricardo A. Dias (DRT-PR 5504) Departamento comercial: Adilson Silva | Cel.: 9135-0636 Departamento financeiro: Thays de Freitas Dias Reportagem: Jordana Basilio Uanilla Marcela Piveta (DRT-PR 8071) Diagramação: Rodrigo A. Romani (DRT-PR 7756) Criação e arte final: Débora Carolina Colombo Revisão: Uanilla Marcela Piveta (DRT-PR 8071) 1ª quinzena de junho

As matérias assinadas não expressam, necessariamente, a opinião deste jornal.

calização de crimes políticos. O fato é que em um país tão carente do cumprimento da lei e da aplicação de penas em casos de corrupção, como é o Brasil, a aprovação da PEC traria ainda mais brechas para que muitos processos “terminassem em pizza”. Em nações desenvolvidas, as investigações entre a polícia e o Ministério andam lado a lado, o que fortalece os ideais de democracia. Precisa ficar claro, para toda sociedade, é que exemplos de conduta duvidosa sempre existirão, na polícia, no senado, nas instituições e na sociedade civil em geral. O que prejudica a nação é quando a legislação abre precedentes que facilitem a vida dos criminosos. Agora os parlamentares agem com pressa pois, assustados com as manifestações populares em todo país, querem dar respostas sobre os pontos mais polêmicos das reivindicações. Significa que os cartazes nas ruas e pressão popular andam surtindo efeito.

A FOLHA DO CABRAL Distribuição em centenas de pontos comercias da região. Circula pelas principais vias, em uma rota que envolve os bairros Cabral, Bacacheri, Juvevê, Hugo Lange, Ahú, Boa Vista e Alto da Glória.

20.000 leitores por edição!

Disk economia facilita na hora das compras Você sabia que é possível consultar os melhores preços de mercadorias em Curitiba, numa comparação entre cerca de 16 supermercados da capital? São mais de 302 itens que podem ser pesquisados entre as 14 categorias que incluem bebidas, café e cia; biscoito; carnes e frios; cereais; confeitaria e panificação; hortifrutigranjeiros; laticínios; massas; material de higiene; material de limpeza; marcenaria; molho e condimentos; produtos de épocas especiais; e pesquisa de ovos de chocolate. As consultas podem ser feitas online, pelo site da prefeitura, ou por telefone. Pelo site, é possível montar listas de compras, com informações

discriminadas em tabela, como as unidades de medida, a quantidade por unidade, a quantidade de produto selecionada, além dos valores calculados da compra. Uma boa forma de economizar tempo e dinheiro.

SERVIÇO: Telefone: (41) 3262-6564 Horários de atendimento: Manhã: 8h às 12h / Tarde: 14h às 18h Site: disqueeconomia.curitiba.pr.gov.br


Folha Cabral

3

do

R.

sky w o p rom cheri Mal T Baca

HISTÓRIA DA MINHA RUA Roberto Trompowsky Leitão de Almeida nasceu na cidade de Desterro, atual Florianópolis, em 1853. Ingressou no Exército aos 16 anos de idade, como praça do 1º Batalhão de Artilharia a Pé no Rio de Janeiro. Cursou a Escola Militar, mas sua aptidão para o Magistério começou a despontar logo após concluir a formação como oficial. Sua carreira sempre esteve voltada para a atividade de ensino-aprendizagem. Depois de ser promovido a Primeiro Tenente, em 1876, habilitouse em Ciências Físicas e Matemática. Nomeado professor da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, tornou-se um brilhante docente. No posto de Tenente-Coronel, comandou o Colégio Militar do Rio de Janeiro, e, já como Coronel, ocupou cargo de comandante da Escola Militar da Praia Vermelha. Quando foi incumbido à Aditância Militar junto à Grã-Bretanha, Suíça e Itália, afastou-se da área educacional. Pouco depois, recebeu a missão de delegado técnico, assessorando Rui Barbosa, em Haia, na Conferência Internacional da Paz. Trompowski ascendeu ao generalato e desempenhou a função de Comandante da 3ª Brigada de Artilharia (Cruz Alta/RS) e da 2ª Brigada de Ca-

valaria (Alegrete/RS). Em 8 de fevereiro de 1919, aos 66 anos, foi reformado compulsoriamente no posto máximo da hierarquia militar, o de Marechal. Além de Patrono do Magistério do Exército, foi Patrono da Associação de Professores Militares do País. Reconhecido como um dos maiores matemáticos de sua época, faleceu em 2 de agosto de 1926, aos 73 anos de idade. Em sua homenagem, o Exército Brasileiro criou a medalha Marechal Trompowski, destinada aos cidadãos ou instituições que mereçam destaque por relevantes contribuições ao ensino militar. Seu nome também designa diversos estabelecimentos de ensino e ruas pelo Brasil, como a do Bairro Bacacheri.

Férias escolares 11 dicas para entreter os pequenos durante o recesso das aulas Quando o assunto é o que fazer com as crianças durante as férias a grande dica é criatividade. Especialistas em desenvolvimento infantil reforçam que, mesmo em casa, os pais e responsáveis podem elaborar atividades que alegrem e estimulem a capacidade de criação dos pequenos. Pequenos chefes - Chame-os para a cozinha! Uma boa oportunidade de preparar sanduíches, bolos e lanches rápidos. Eles podem usar legumes, verduras e frutas e confeitos para decorar as refeições. Reciclagem - Uma tarefa para estimular a consciência ambientar é transformar pedaços de giz de cera em cubinhos coloridos. Basta derreter os lápis velhos e colocá-los em forminhas de gelo. Camisetas coloridas - Camisetas brancas podem ficar lindas com uma arte em tinta. A brincadeira ajuda a estimular a criatividade e organização nas crianças.

O Marechal foi destaque no exército e no ensino. Hoje é homenageado no Bacacheri

Dia de sol - Os finais de semana podem ficar muito mais divertidos com um piquenique no parque.

Sementinha - Cultivar uma plantinha no jardim ou em um pequeno vaso é uma boa dica para motivar o senso de preservação da natureza e de responsabilidade. Corrente do bem - Reúna, junto com os seus filhos, os livros, brinquedos e roupas que ele não usa mais e visitem uma instituição de caridade juntos. Uma maneira diferente para ensinar sobre valorização. Maratona de filmes - Aproveite um dia em família para assistirem juntos a alguns filmes infantis que os pais gostavam quando crianças e outros da idade deles. Dia de esportes - Ajude-o a aprender algum esporte novo. Vale desde uma aula experimental de tênis ou natação até uma partida de jogos de tabuleiro. Casa dos avós - Passar um dia na casa do vovô e da vovó estreita as relações familiares e ainda garante algumas horinhas de folga aos pais. Caça ao tesouro - Uma brincadeira que pode ser feita sozinha ou ainda com os amiguinhos da escola ou condomínio. Reúna as crianças e proponha uma caça ao tesouro pela casa. Espalhe pistas com desafios e charadas. O prêmio final pode ser uma cesta de doces com sucos em caixinha e mini bolos com um filme em DVD, para assistirem e lancharem depois da brincadeira.


4

Folha Cabral do


Folha Cabral

CAP A

do

5

Metrô deve sair, mas os custos dobraram Prefeitura e sociedade intensificam debates sobre a tão discutida implantação do novo modal em Curitiba. Trajeto foi ampliado e linha poderá chegar ao Cabral Depois de colocar o traçado na ponta do lápis, a administração municipal de Curitiba concluiu o orçamento inicial para a implantação do um novo modelo de transporte público em Curitiba sobe para R$ 4,4 bilhões. A novidade é que o trajeto da obra foi ampliado e um novo método construtivo foi colocado em pauta, a pedido do prefeito da cidade, Gustavo Fruet. A prefeitura conclui que agora serão necessários mais R$ 2,1 bilhões que o previsto até agora, dinheiro que será solicitado ao governo federal ainda este ano. Este adicional, somado ao valor inicial das obras, indicam que o projeto custará quase do dobro do estimado no início dos estudos, em 2011. Caso a verba federal seja confirmada o metrô poderá chegar até o Terminal do Cabral – foram incluídas quatro estações em relação à primeira projeção. Inicialmente, essa etapa ligaria a Cidade Industrial (CIC) ao Centro, na altura da Rua XV de Novembro. A Prefeitura agora espera pegar carona no projeto da presidente Dilma Rous-

sef que destinará R$ 50 bilhões para a área de mobilidade urbana, anunciado em resposta aos protestos populares de junho. De acordo com informações da Secretaria de Planejamento, o aumento no custo deve-se devido a três fatores principais: a variação da taxa de câmbio, a inflação dos últimos anos e à ampliação de seis quilômetros no traçado.

Tatuzão O projeto incial previa a construção de 22 quilômetros de linha do metrô exclusivamente nas modalidades Cut and Cover (túnel mais raso em um sistema em que se escava e se cobre) e NATM (túnel escavado próximo à superfície). Agora, a prefeitura incluiu um terceiro método, o Shield, conhecido popularmente como “tatuzão”. Para a prefeitura essa forma de construção é mais rápida e interfere menos na superfície, o que na teoria, atrapalharia bem menos o trânsito no entorno das obras.

Novo projeto do metrô curitibano Quatro novas estações foram incluídas, totalizando mais seis quilômetro de linha metroviária. Agora a prefeitura apresenta a inclusão de paradas no Passeio Público, Alto da Glória, Juvevê e Terminal do Cabral.

Engenharia paranaense debate a construção do metrô A sociedade civil também debate a implantação do modal. Cerca de 200 profissionais das áreas tecnológicas de todo Paraná acompanharam o seminário Metrô em Curitiba, realizado no final de junho, Com o tema “Contribuições da Engenharia”, o evento foi promovido pelo Instituto de Engenharia do Paraná (IEP) Sindicato dos Engenheiros do Paraná (Senge-PR), e pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) para colaborar de forma técnica com soluções que possam ampliar o debate sobre a implantação do metrô na capital do Estado.

tantas, descobrir melhores métodos construtivos que menos penalizem habitantes e as ruas onde as obras serão realizadas”.

O evento aconteceu na sede da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e reuniu o coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Civil do Crea, Luiz Capraro, pelo presidente do IEP, Cássio José Ribas Macedo, pelo presidente do Senge-PR, Ulisses Kaniak, e pelo coordenador do curso de Engenharia Civil da PUCPR. Ricardo José Bertin.

O secretário de Planejamento e Gestão da prefeitura de Curitiba, Fábio Scatolin, reforçou que a mobilidade urbana é o grande tema e principal desafio da atual gestão. Segundo ele, o projeto do metrô curitibano deve ser concluído até agosto deste ano e a previsão de licitação é até o final de 2013.

“É preciso reunir a comunidade científica para avaliar o ônus e o bônus da construção do metrô em Curitiba”, acrescentou Ribas Macedo. “A proposta desse encontro é, entre

Para o presidente do Senge-PR, o engenheiro eletricista Ulisses Kaniak, as três entidades representam toda a Engenharia do Estado, que não pode deixar de dar sua contribuição sobre a questão. “É visível o aumento da população e há anos o transporte público permanece o mesmo. Nossa meta não é saber se determinado método é bonito ou não, barato ou não. Esse assunto é de mobilidade pública, é de Engenharia”, resumiu.

Se tudo correr dentro das expectativas da atual administração, as obras da construção começam em maio do ano que vem, pouco antes do início da Copa do Mundo, e terminam em quatro ou cinco anos.

Foto: Divulgação IEP

Especialistas analisaram os custos da obra a gestão do sistema metroviário urbano durante o seminário


6

Folha Cabral

S A ÚDE

do

Investindo na Saúde Richa confirma repasse de verbas para construção de hospital no Santa Cândida Foi anunciado pelo governo do Estado o repasse de R$ 30 milhões à prefeitura para a construção do Hospital da Zona Norte, no Bairro Santa Cândida. Os outros R$ 30 milhões necessário para a efetivação da obra virão de repasse do Ministério da Saúde. Com a finalidade de atender Curitiba e Região Metropolitana, o hospital será construído no limite entre Curitiba e o município de Colombo. De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, cerca de 30% dos pacientes que têm atendimento em hospitais da capital são oriundos das cidades vizinhas.

Com a projeção de atender pacientes da capital e região metropolitana, somando mais de 3 milhões de habitantes, o hospital receberá principalmente vítimas de traumas. O custo total da construção está estimado em aproximadamente R$ 60 milhões e a obra tem previsão para 2016. “Toda a população será beneficiada, pois essa nova unidade hospitalar irá desafogar os hospitais que hoje fazem este tipo de atendimento”, afirmou Caputo Neto, secretário da Saúde. De acordo com o projeto elaborado pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), em conjunto com as secretarias municipais de Saúde de Meio Ambiente, serão cerca de 20 mil metros quadrados de área construída, distribuídos em dois pavimentos, com estrutura para atendimento aos casos de urgência, emergência e ambulatório, além de 200 leitos de internamento, 30 deles em

Foto: José Gomercindo/ANPr

Governo vai destinar R$ 30 milhões para as obras do Hospital UTIs e 170 em enfermarias. “Será uma contribuição importante para os hospitais da capital, pois os pacientes vão fazer todos os exames que precisam ali mesmo”, explicou Caputo Neto. No total, serão destinados R$ 54,2 milhões para a área da saúde de Curi-

tiba e Região Metropolitana. Além do valor aplicado na construção do Hospital, os outros R$ 18 milhões irão para a construção de um centro de atendimentos especializados, com R$ 6,2 milhões para a construção de cinco unidades básicas de saúde na capital.

Cola para estancar hemorragias será produzida no Paraná Com fabricação inteiramente nacional, o selante poderá ser usado no tratamento de pessoas com dificuldade de coagulação Primeira cola de fibrina, com produção 100% nacional, vai ser confeccionada no Paraná. Usado para reduzir ou deter hemorragias em cirurgias e tratamentos de pessoas com dificuldade de coagulação, como as diabéticas, o selante será produzido pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) em parceria com a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Serão produzidos na forma de selante e adesivo, e o seu princípio ativo biológico (trombina, fibrinogenio e fator XIII recombinantes). Já

existem, nesse segmento, produtos derivados do plasma humano, mas isso reduz a oferta e eleva os preços, restringindo o seu uso. A prova de conceito da cola já foi concluída pelo Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBPM) e sua produção vai ser compartilhada pela fabricante de produtos químicos e farmacêuticos, Cristalina, e pelo Tecpar. Com investimento previsto de R$ 54 milhões, o projeto agora passa pela fase de estudos pré-clínicos. A produção nacional e distribuição para o SUS

e setor privado devem acontecer a partir de 2018. O mercado mundial de cola de fibrina saltou de US$ 2,78 bilhões, em 2007, para US$ 5,51 bilhões no ano passado. Estima-se que, atualmente, o Brasil é responsável por 1% desse mercado. A Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP) foi aprovada pelo Ministério da Saúde, em consórcio entre Tecpar, Instituto de Biologia Molecular do Paraná, Fundação Oswaldo Cruz e Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia.

O selante será produzido pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) em parceria com a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Deveria ter pousado no Bacacheri, mas foi parar no Tarumã A alteração da rota foi uma manobra de emergência do piloto de uma aeronave particular Um avião de pequeno porte precisou fazer um pouso de emergência, no início deste mês. O fato aconteceu no gramado do Jockey Club do Paraná, o piloto pediu auxílio a Infraero porque estava com problemas

técnicos no trem de pouso. Na aeronave estavam o instrutor de voo e um aluno, eles estavam se preparando para pousar no Aeroporto do Bacacheri. O Corpo de Bombeiros foi acionado para dar apoio aos tripulantes, as-

sim como todas as operações de salvamento para situações preventivas. Depois de muitas voltas ao redor da pista de pouso, a aeronave conseguiu descer sem problemas que afetassem a segurança da tripulação. O incidente aconteceu quando,

durante aula de voo, o avião de modelo Cesna 152, apresentou problemas técnicos. Nenhum dos dois teve ferimentos grave. A Aeronáutica já informou que um inquérito será instaurado para apurar as causas do acidente.


Folha Cabral

E N T RE T E NIM E N TO

Fonte: estrelaguia.com.br

do

HORÓSCOPO QUINZENAL Áries: Momento especial para retomar assuntos em família, inclusive costumes especiais e diversões. A expressão de sentimentos estará mais intensa na vida amorosa.

Libra: Alguns sacrifícios serão vivenciados para sanar problemas ou para acelerar novas metas. Na vida amorosa, não deixe que a dedicação a quem gosta tire sua individualidade.

Touro: Assuntos familiares e ajustes domésticos tendem a marcar o período com esclarecimentos importantes. Bom momento para esclarecer mal entendidos

Escorpião: Novos contatos e decisões em grupo beneficiarão metas. Bom momento para retomar vivências junto a amizades e também para que outras surjam. Assuntos familiares tomarão sua atenção.

Gêmeos: Momento especial para repensar suas finanças, conter o consumismo e ponderar interesses materiais. Câncer: A época é propensa para revisões em papéis que envolvam negócios. Atente-se com impulsos ou posturas exageradas na vida amorosa ou se estiver em paquera.

Respostas na página 2

7

Sagitário: Exercite sua paciência com atividades físicas ou distrações culturais. Seja atento para não intervir em assuntos das pessoas que mais gosta. Capricórnio: Período para valorizar a cortesia e a diplomacia nas relações, por mais que haja diferenças. Na vida amorosa, exercite mais seu romantismo.

Leão: Momento em que novas motivações e reconhecimento influenciarão sua vida profissional. Aproveite mais horas da semana para exercitar suas crenças

Aquário: Há mais tendências para esclarecer assuntos que envolvam sociedades ou algum tipo de parceria. Na vida amorosa, algumas confidências serão mais frequentes.

Virgem: Poderá aproximar pessoas, tanto no convívio de amizades como em relações de trabalho. Tendências a cuidados com a estética.

Peixes: Terá mais oportunidades para atividades que façam bem ao corpo e a mente. Hora para revitalizar energias.


Jornal Folha do Cabral - Edição Nº 32  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you