Page 1

FOLHA DE ITAPETININGA FOLHA DE ITAPETININGA quinta-feira,25 de outubro de 2012.

ANO XLIll

Nº 6.308

home-page: www.folhadeitapetininga.com.br

Edição nº 6.308

página 1

s o n 43 A

nga tini e p Ita ião Com e Reg

Diretora - Proprietária: Benedita Rosely Salem Cerqueira

Itapetininga, quinta-feira, 25 de outubro de 2012.

e-mail: comercial@folhadeitapetininga.com.br

Criado o Sistema Municipal de Cultura de Itapetininga Itapetiningano homenageado pelo Comando Geral da Polícia Militar

Na noite desta ultima segunda-feira, a Câmara Municipal de Itapetininga aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei 141-12, instituindo o Sistema Municipal de Cultura de Itapetininga como principal articulador, no âmbito municipal, das políticas públicas de cultura, e que tem por finalidade promover o desenvolvimento humano,social e econômico, visando garantir efetivas condições para o pleno exercício dos direitos culturais, es-

tabelecendo mecanismos de gestão compartilhada com os entes federados e a sociedade civil, com a participação de todos os segmentos sociais atuantes no meio cultural. O Plenário Humberto Pellegrini, da Câmara Municipal de Itapetininga, esteve totalmente lotado durante a discussão do projeto. O projeto aprovado criou ,paralelamente, o Conselho Municipal da Política Cultural, que será integrado por dez membros titulares e respectivos suplen-

tes, indicados pelo Poder Executivo, e onze membros titulares e respectivos suplentes, representando a sociedade civil, preferencialmente através dos seguintes segmentos : Artes Cênicas (Teatro e Dança); Artes Plásticas e Áudio Visual; Memória e Patrimônio; Livro e Literatura, Artesanato, Cultura Tradicional, Folclore; Musica, Hip Hop, Teatro do Sesi, Distritos Rurais e Economia Criativa

Nova lei evita que preso permaneça encarcerado após cumprir pena

O itapetiningano Marco Antonio de Almeida Bueno, carinhosamente conhecido em toda nossa comunidade por “Ruela”, foi homenageado pelo Comando Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Em expressiva solenidade presidida pelo Comandante Geral da PM, Cel PM Roberval Ferreira França, no templo da Igreja Assembléia de Deus do Brás, à Avenida Celso Garcia 560, Marco Antonio recebeu a Medalha de Mérito Comunitário,destinada a galardoar personalidades civis e militares, policiais militares e entidades publicas ou particulares, que por sua atuação excepcional tenham se destacado em ações comunitárias, apoiando e valorizando as atividades da Policia Militar do Estado de São Paulo. Essa homenagem ao ilustre conterrâneo traz um justo motivo de orgulho a Itapetininga

Itapetininga oferece Especialização em Gestão de Saúde Itapetininga oferece uma opção gratuita para profissionais da Saúde que desejam fazer uma pós-graduação. A Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), através do Polo de Educação a Distância “Chopin Tavares de Lima” da UAB (Universidade Aberta do Brasil) está com inscrições abertas para o Curso de Especialização em Gestão de Saúde. São 50 vagas na

cidade. O curso é destinado a candidatos de nível superior que exercem atividades em órgãos públicos ou terceiro setor. A duração do curso é de 15 meses, entre o período de

18 de fevereiro de 2012 a 30 de junho de 2014. As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de novembro. Outras informações pelos telefones 32734590 e 3273-4466.

Fatec está com inscrições abertas para o vestibular 2013 A Fatec (Faculdade de Tecnologia) Professor Antônio Belizandro Barbosa Rezendeestá com inscrições abertas para o vestibular 2013. No total, a Faculdade oferece os cursos gratuitos de

Agronegócio (com 40 vagas no período matutino e 40 vagas no período noturno); Análise e Desenvolvimento de Sistemas (com 40 vagas no período matutino e 40 vagas no período noturno) e Comércio Exterior (com 40 va-

gas no período vespertino e 40 vagas no período noturno). Para se inscrever, o interessado deve se cadastrar até o dia 9 de novembro no endereço eletrônico www.vestibular fatec.com.br

A Presidenta da República, Dilma Roussef, sancionou, no mês passado, a lei que cria o sistema de acompanhamento das execuções penais, totalmente informatizado, de forma a evitar que presos que já cumpriram suas penas e deveriam estar livres, continuem encarcerados nas penitenciárias. Conforme se recorda, os mutirões carcerários do Conselho Nacional de Justiça- CNJ encontraram em 2010, vinte mil presos que já deveriam estar em liberdade e que só o foram pelo trabalho desses mutirões, corrigindo ,assim injustiças, desafogando o sistema carcerário e inclusive trazendo economia aos cofres públicos, já que cada preso custa algo em torno de R$ 1.800,00 mensais.Os detalhes estão na página 2

Núcleo da Criança há 7 anos prestando atendimento de excelência aos pequenos itapetininganos Em Itapetininga, as crianças recebem atenção especial, e isso não acontece somente através da construção de escolas e dos investimentos no ensino. O município é um dos poucos do Estado a oferecer um Núcleo de Atenção Integrada à Saúde da Criança. Pioneiro na região, o Núcleo Atenção Integrada à Saúde da Criança “Doutor Nelson Francisco Fava”,

implantado pela Administração Municipal, é um serviço de saúde infantil que atende hoje cerca de 550 crianças com idades entre zero e 11 anos, que apresentam transtornos de desenvolvimento neuropsicomotor, distúrbio de linguagem e de fala, de comportamento e distúrbio motores. O programa é desenvolvido pela Prefeitura de Itapetininga através da Secretaria de Saúde.

O serviço recebe crianças encaminhadas pelas unidades básicas de saúde do município, escolas e instituições de amparo a crianças. A partir de 2007, o ambulatório passou a receber bebês de risco e prematuros encaminhados pela maternidade através *Projeto Nascer*. No programa de estimulação precoce, eles são acompanhados e as mães orientadas quanto aos cuidados gerais dos bebês.


página 2

Edição nº 6.308

FOLHA DE ITAPETININGA quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Sancionada lei para evitar que preso siga na cadeia após cumprir pena Dentro de no máximo um ano, o Brasil deverá ter um sistema informatizado contendo as informações de todos os presos do país, entre elas a data em que começaram a cumprir a pena e a data em que deverão ganhar a liberdade. Com esse banco de dados nacional, o governo espera acabar com um problema recorrente do sistema carcerário brasileiro — pessoas que continuam presas mesmo depois de terem cumprido integralmente a pena. Entre agosto de 2008 e abril de 2010, por exemplo, os mutirões carcerários liderados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) encontraram 20 mil presos que já deveriam ter sido libertados. Graças aos mutirões, eles foram soltos logo em seguida. A criação do sistema de acompanhamento das execuções penais está prevista numa lei que foi sancionada

na sexta-feira passada pela presidente Dilma Rousseff e publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União (Lei 12.714/12). O projeto que deu origem à lei foi elaborado pelo Ministério da Justiça, que coordena as políticas nacionais de segurança pública. Chegou à Câmara dos Deputados em novembro do ano passado. Aprovado lá, o texto foi -remetido para o Senado — onde tramitou como PLC 61/ 12 e teve Eunício Oliveira (PMDB-CE) como relator. Também aprovado pelos senadores, foi enviado de volta para a Câmara. O aval final dos deputados federais foi dado em 22 de agosto. Cofres públicos — Com a nova lei, criamse parâmetros para evitar o constante esquecimento de pessoas que já cumpriram suas penas nos estabelecimentos prisionais — explica o secretário de Assuntos Le-

gislativos do Ministério da Justiça, Marivaldo Pereira. Há outro benefício. O banco de dados informatizado significará economia para o país. Pelos cálculos do Ministério da Justiça, cada preso custa aos cofres públicos algo em torno de R$ 1.800 por mês. O sistema de dados será alimentado pela polícia, pelos juízes e pelos diretores das prisões (ou das unidades de internação, quando se tratar de adolescente). Entre os dados que serão incluídos, estão o nome do preso, a data da prisão, o crime cometido, a pena a ser cumprida, as faltas graves cometidas dentro da prisão, os dias de trabalho ou estudo (que ajudam a reduzir a pena), os dias remidos (que foram descontados da sentença original) e os dias que faltam para a libertação. Não será um banco de dados estático. A polícia, os

juízes e os diretores das prisões deverão atualizá-los constantemente. Regime aberto Como o sistema será informatizado, o juiz responsável pelo caso, o promotor de Justiça e o advogado do preso receberão com antecedência notificações automáticas com a data da libertação ou da concessão de algum benefício, como a liberdade condicional ou a progressão de regime (a passagem do regime fechado para o regime semiaberto, ou do semiaberto para o aberto). Os próprios presos também deverão ter acesso às -informações. Apesar de as políticas -públicas de segurança serem coordenadas pelo Ministério da Justiça, as ações propriamente ditas são, na maioria, executadas pelos estados. A lei recém-sancionada prevê que o sistema de acompanhamento das execuções penais

será desenvolvido pelo governo federal. Os bancos de dados estaduais deverão ser capazes de “conversar” uns com os outros. Com o objetivo de acelerar a adaptação dos estados, o governo federal poderá en-

viar-lhes dinheiro. De acordo com a nova lei, o prazo para que o sistema nacional de acompanhamento das execuções penais esteja em funcionamento termina em setembro do ano que vem.

Embraer espera manter ritmo Plano de contingência em petróleo de produção em 2013 deve sair em breve, diz Ibama A Embraer precisará fechar novas vendas de jatos comerciais nos próximos seis meses para manter o ritmo de produção de aeronaves em 2013 no mesmo patamar deste ano. A chance mais próxima é uma possível encomenda da Delta Air Lines, que deve escolher ainda em 2012 o fornecedor que renovará sua frota de aviões regionais, disse nesta quarta-feira o presidente-executivo da fabricante brasileira, Frederico Curado. A Embraer terminou setembro com carteira de pedidos (backlog) na aviação comercial de cerca de 6,2 bilhões de dólares, com 178 jatos civis a serem entregues a clientes --o equivalente a 1,5 ano de produção. Alguns analistas questionam se a fabricante será capaz de manter a produção no

segmento comercial nos níveis atuais, de pouco mais de 100 unidades neste ano, em um cenário de companhias aéreas postergando decisões de renovação de frota regional diante das incertezas na economia global. Curado disse que a confiança da Embraer em manter o nível de produção é baseada no fato de a fabricante já ter iniciado outros anos em situação mais desconfortável de backlog do que agora. "Há uma crescente atividade (comercial) com grandes companhias aéreas e regionais (nos EUA) sobre frotas", afirmou. Em seguida, em tom de cautela, o executivo disse que há risco pequeno de a Embraer ter que diminuir a produção no próximo ano, e que não existe chance de elevála. Ele se recusou a informar

Adriana Quintella Ozi advogada R. Vicente Eugênio Piedade, 230 - Vila Barth CEP 18205-610 - ITAPETININGA -SP e-mail: adrianaozi@aei.com.br

(15) 3272-4447

a analistas quanto da linha de montagem de aviões comerciais já está ocupada em 2013 com o atual backlog, indicando apenas que a empresa tem os próximos seis meses para preencher espaços disponíveis na produção do ano que vem. A Embraer divulgou na noite de terça-feira lucro de 32,5 milhões de reais no terceiro trimestre, contra prejuízo de 200 mil reais um ano antes. A ação da empresa recuava 1,25 por cento às 12h55 na bolsa paulista, depois de ter subido quase 3 por cento no começo do pregão. O papel perdeu força após a abertura da bolsa de Nova York, onde está concentrada a negociação de ações da Embraer. CÉU AZUL ALIMENTOS LTDA

CONTRATA Pessoas portadoras de necessidades especiais Os candidatos devem procurar a empresa na Rodovia Raposo Tavares, km 177, ou pelos e-mails: marcio.beneton@ceuazul.ind.br samuel.oliveira@ceuazul.ind.br

O presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Volney Zanardi, afirmou nesta quarta-feira que o Plano Nacional de Contingência (PNC), em elaboração pelo governo para minimizar os danos causados por vazamentos de petróleo, deve sair em breve. Zanardi participou ontem de reunião na Casa Civil, último estágio para a aprovação do documento que precisará ainda da assinatura da presidente Dilma Rousseff

para que seja feito um decreto. 'Deve sair logo', disse Zanardi, ao apresentar palestra no XIV Congresso Brasileiro de Energia (CBE), realizado pela Coordenação dos Programas de Pós-Graduação de Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). No entanto, o presidente do Ibama evitou prever quando o PNC será finalizado. De acordo com ele, atualmente o trabalho está em fase de 'algumas correções' no texto que será apresen-

tado à presidente da República. A elaboração do PNC, previsto em lei desde 2000, está atrasada. O assunto veio de novo à tona com o vazamento de petróleo no campo de Frade, na Bacia de Campos, da americana Chevron, no fim do ano passado. Com o incidente, diversos setores da sociedade voltaram a cobrar a necessidade do PNC. A notícia de o decreto já estaria quase pronto já foi anunciada algumas vezes.

Sindicato dos metroviários anuncia greve para a próxima segunda-feira Os metroviários anunciaram que entrarão em greve a partir da próxima segunda-feira (29/10). A decisão foi tomada na noite dessa terça-feira (28/10), em uma assembleia realizada pela categoria. Os traba-

lhadores ficarão de braços cruzados por tempo indeterminado. Segundo o secretário administrativo do Sindicato dos Metroviários, Anderson Ferreira, a categoria pede novos concursos e contra-

tações. De acordo com a categoria, as áreas de operação, bilheteria e manutenção estão defasadas de mão-de-obra. Haverá uma reunião entre o governo e a categoria nessa quinta-feira às 17 horas.

Redação Administração, Publicidade: Rua Saldanha Marinho, 532 - Centro • Fone/Fax: (15) 3271-1576 Oficina: Rua Sofia Cerqueira, nº 125 - Centro CEP 18200-005 • Itapetininga • São Paulo Registrado no Cartório Oficial de Registro de Pessoa Jurídica de Itapetininga sob o nº 004437

homepage: http://www.folhadeitapetininga.com.br e-mail: redacao@folhadeitapetininga.com.br Proprietários: Benedita Rosely Salem Cerqueira e filhos Jornalistas Responsáveis: José Octávio Salem Cerqueira - Registro nº 52.755/SP Marcello Salem Cerqueira - PR1226 Diretores Adjuntos:José Octavio Salem Cerqueira e Marcelo Salem Cerqueira Redator Chefe: Silas Gehring Cardoso Repórter: Jorge Luiz de Almeida - MTB 37782 Diretor Comercial - Carlos Renato M. Gomes, José Raimundo Correia Diagramador: Henrique José de Oliveira Almeida

Colaboradores Alberto Isaac, Carlos José de Oliveira, Darcy Pereira Pinto, Dirceu de Campos, Dr. Bastos, Dr. Jorge Paunovic, Joel Franco, Proj. Amar Bem (Dr. Moacir Costa), Manoel Silvério, Marcos Cintra, Mauro M. Leonel, Maria do Carmo A. Franco, Waldomiro B. Carvalho, Roque Rolim Guilherme. Representante Exclusivo: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Brasília. Consórcio Brasileiro de Imprensa - CBI - Av. José Maria Whitaker, 890 CEP: 04057-000 - SÃO PAULO - SP FONE: (11) 5589-4643 - FAX (11) 5589-4662 A redação nao se reponsabiliza pelos conceitos e artigos assinados. Fica esclarecido que os colaboradores com colunas assinadas não tem vínculo empregatício com a Editora Folha de Itapetininga Ltda, exceto os que tiverem

ESCRITÓRIO DE V


FOLHA DE ITAPETININGA quinta-feira,25 de outubro de 2012.

página 3

Edição nº 6.308

POLICIAIS

SINIAV começa monitoramento a partir de Janeiro de 2013 O ano de 2013 vai começar diferente para uma parte dos motoristas brasileiros. Pelo menos inicialmente para quem vai pegar um carro novo. O SINIAV – um tipo de SIVAM para carros – vai entrar em operação em todo o país, começando obrigatoriamente pelos carros novos. Todos – sem exceção – terão que sair de fábrica com o chip de rastreamento. O chip do SINIAV estará sempre ativo e identificando

o veículo em qualquer ponto do território nacional. O dispositivo vai custar R$ 5,00 e será cobrado do proprietário na hora de licenciar. Ele vai permitir que os órgãos de trânsito fiscalizem a frota nacional, a fim de evitar roubo/furto de veículos/ cargas, controlar tráfego, restringir acesso em zonas urbanas, fiscalizar velocidade média, aplicar multas, localizar veículos roubados, enfim, uma série de funções agregadas. O sistema vai utilizar uma

série de antenas fixas ou móveis para fiscalizar a frota. Além disso, os carros usados também deverão ser equipados com o chip até Julho de 2014. Os estados vão programar as instalações individualmente. O serviço deve ser feito no momento do licenciamento. Quem não portar o chip terá de pagar multa de R$ 127,69, além de ter cinco pontos na CNH e ter o veículo retido.

* Clínica * Banho e Tosa

*Pet Shop *Rações

*Medicamentos/Vacinas

Rua Lopes de Oliveira, 125 Centro-Itapetininga/SP

CROSP-5.209

Clinica Ger al - Or todontia Geral Ortodontia Internet gratuita WI-FI. Venha conferir

Implantes

Cirurgias Avançadas Dr. Carlos Alberto do Nascimento Telefone para Contato 3271-0889 Rua Alberto Ernesto Güinter, 22 - Rechã - Tel.: 3307-3152 Rua Natal Favalli, 519 - Angatuba - Tel.: 3255-1205 Rua Monsenhor Soares, 1.032 - Centro - Itapetininga/SP


página 4

Edição nº 6.308

FOLHA DE ITAPETININGA quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Reinvidicações de sem-teto serão atendidas pelo Ministério das Cidades Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e o Ministério das Cidades, por meio da Secretaria de Habitação, firmaram acordo, após um grupo do movimento promover uma manifestação na manhã desta quartafeira (24/10) em frente ao ministério para garantir o recebimento de recursos destinados à construção de moradias pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. O ministério informou que irá publicar uma normativa dentro de dez dias, atendendo um dos pedidos dos manifestantes. O movimento quer também reajuste do valor repassado às entidades

da sociedade civil para a construção de habitações pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. No dia 5 deste mês, uma portaria determinou o aumento do valor repassado às empreiteiras, que passou de R$ 65 mil para R$ 76 mil. Segundo o gerente de projetos do Ministério das Cidades, César Ramos, a publicação da normativa que irá igualar os valores recebidos por construtoras e entidades civis já era prevista. Ele explicou que no caso de entidades, o processo é "um pouco mais complicado, porque tem que passar por um conselho", por isso o reajuste referente às empreiteiras foi

publicado antes. Em relação às outras reivindicações do movimento facilitar o cadastramento de entidades no programa habitacional e o pagamento de aluguel às famílias que deixaram o acampamento Novo Pinheirinho, em Ceilândia, no Distrito Federal , o ministério não fixou prazo para solucioná-las. No entanto, discussões internas irão tratar do processo de cadastramento. Quanto ao auxílio para os ex-moradores da comunidade, o ministério deve intermediar a negociação com o governo do Distrito Federal, responsável pelo apoio financeiro.

Anvisa suspende 30 lotes Crédito imobiliário soma de diurético usado no R$58,6 bi de janeiro a controle da hipertensão setembro--Abecip A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu nesta quarta-feira (24/10) a distribuição, o comércio e o uso de 30 lotes do medicamento Hidroclorotiazida 25 mg, fabricado pelo Instituto de Tecnologia em Fármacos. O remédio é um diurético utilizado no controle da hipertensão. De acordo com resolução publicada no Diário Oficial da União, o processo de fabricação do produto foi alterado sem aprovação da Anvisa. O fabricante, segundo a agência, teria incluído uma etapa de moagem do insumo farmacêutico que não estava prevista. "Não há dados no

registro do produto que comprovem a segurança e eficácia com esta alteração e o tamanho das partículas do produto após a moagem. [A inclusão da moagem no processo de fabricação] pode afetar o desempenho e interferir na estabilidade e dissolução, entre outros requisitos", informou a agência, por meio de nota. Os lotes suspensos são: 12030260, 12030261, 12030262, 12030263, 12040407, 12040408, 12040413, 12040414, 12040415, 12040446, 12040447, 12040448, 12040461, 12040462, 12040463, 12040464,

12040465, 12040466, 12060585, 12060586, 12060587, 12060588, 12060589, 12060590, 12060591, 12060592, 12060593, 12060594, 12060595 e 12060596. A Anvisa publicou também no Diário Oficial a apreensão, a inutilização e a proibição da divulgação do produto Mel com Ervas (com indicação terapêutica para asma). O mesmo irá acontecer com todos os demais produtos sujeitos à vigilância sanitária fabricados pela Facon-Fabricação e Comércio de Cosméticos e Produtos Naturais Ltda. A empresa não possui autorização de funcionamento naAnvisa.

Estudantes vão iniciar campanha por mais verba para a educação A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e a União Nacional dos Estudantes (UNE) irão procurar senadores para defender a aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE). Depois do segundo turno

das eleições, a entidades lançarão a campanha Somos todos 10%. A UNE vai distribuir 70 mil jornais, além de cartazes e adesivos, chamando os estudantes para a campanha. A presidente da Ubes, Manuela Braga, diz que a educação básica é carente e

tem grandes desafios, como a evasão escolar e qualidade do ensino. "A destinação de 10% do PIB para a educação vai nos colocar em outro patamar. Esses recursos darão melhor estrutura, além de remunerar melhor os professores", disse Manuela.

Manifestantes conseguem negociar e preparam para desocupar ministério Cerca de 200 pessoas do movimento dos trabalhadores sem teto estão desde as 10h30 desta quarta-feira (24/ 10) no saguão do ministério das Cidades. Eles tinham três demandas relacionadas a questão da moradia. Os manifestantes queriam o aumento da verba para o programa minha casa, minha

vida, que foi acordado com a pasta e será implantado em até 10 dias, além da facilitação do cadastro no programa, que atualmente é muito burocrático, e o reestabelecimento do pagamento de auxílio aluguel para os antigos ocupantes de Pinheirinhos, até que eles recebam terras.

Um protesto parecido está acontecendo em São Paulo, e os manifestantes em Brasília esperam a resolução no estado paulista para encerrar o protesto juntamente com os representantes de SP. A situação está pacífica e os policiais apenas monitoram para evitar tumultos.

Os recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) voltados a financiamento imobiliário somaram 58,6 bilhões de reais nos nove meses de 2012 até setembro, abaixo dos 58,9 bilhões liberados um ano antes, informou a associação que representa o setor no país, Abecip, nesta quarta-feira. A projeção da entidade é de que o crédito imobiliário no país totalize 95,9 bilhões de reais em 2012 como um todo. Nos 12 meses entre outubro de 2011 e se-

tembro deste ano, o crédito imobiliário no Brasil atingiu 79,7 bilhões de reais alta de 5 por cento sobre o intervalo anterior. Se considerado apenas o mês de setembro, os recursos para compra e construção de imóveis caíram 16 por cento sobre agosto, somando 6,91 bilhões de reais, enquanto na relação anual houve queda de 6 por cento. "Apesar do desempenho mensal não tão vigoroso, a variação positiva dos últimos 12

meses revela que o crédito imobiliário continua mantendo dinamismo, registrando volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis de quase 80 bilhões de reais", afirmou a Abecip em nota. No mês passado foram financiados 37,7 mil imóveis, queda de 17,5 por cento em relação a agosto e de 14,5 por cento sobre setembro do ano passado. Entre janeiro e setembro, foram financiadas 332,4 mil unidades, 9,3 por cento menos que no mesmo período do ano passado.

Conselho do MP poderá requerer processo sobre Demóstenes O processo administrativo que investiga supostas irregularidades cometidas pelo ex-senador e procurador de Justiça do Ministério Público de Goiás, Demóstenes Torres, poderá ser requerido pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A decisão será tomada na reunião plenária prevista para a tarde desta quarta-feira

(24/10). Os conselheiros receberam, em 24 de setembro, o pedido dos ministérios públicos de Goiás e da União para que conduzam as investigações sobre o ex-senador. Essa solicitação foi encaminhada à Corregedoria Nacional que analisa reclamação disciplinar sobre Demóstenes Torres.

Segundo a assessoria do conselho outra possibilidade é o CNMP abrir um processo administrativo disciplinar (PAD) paralelo ao conduzido pelo MP de Goiás. Na pauta de reunião deliberativa desta quarta-feira estão ainda 13 itens, além do que trata da situação do procurador Demóstenes.A

Natação & Fitness

* Atividades : Natação - Hidroginástica - Acqua Mix - Musculação * Programas : Bodypump - Power Jump Bodycombat

Rua Benedito Leonel Ferreira, 71 / Tel: 3373-3535/3511-5174


FOLHA DE ITAPETININGA Quinta-feira, 25 de outubro de 2012

página 5

Edição nº - 6.308

Suíno alcança maior preço médio do ano no RS, diz entidade A Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs) divulgou que o preço médio do quilo do suíno vivo avançou R$ 0,03 na semana encerrada na terça-feira (23), alcançando R$ 3,09. O valor é o maior do ano, segundo a associação. O preço mínimo pago pelo quilo do suíno vivo su-

biu para R$ 3,02 (ante R$ 2,98 na semana anterior) e o máximo avançou para R$ 3,27 (ante R$ 3,21). A cotação do produto na agroindústria está entre R$ 2,50 e R$ 2,60. A estimativa de custos de produção segue na casa de R$ 3,00. No caso dos insumos, a tonelada do farelo de

soja paga à vista teve preço médio de R$ 1,14 mil, ante R$ 1,2 mil na semana anterior. Com apenas três criadores indicando compra de milho na última semana, a saca de 60 quilos do cereal voltou a ultrapassar R$ 30, sendo negociada, em média, a R$ 32,67 (ante R$ 29,93 na semana anterior).

Cielo vê expansão de setor de cartões entre 15% e 19% em 2013 A Cielo, maior processadora de meios de pagamento do país, acredita que a indústria poderá crescer até 19 por cento em 2013, em um momento que a concorrência tende a ficar mais desafiadora e pressionar margens. A companhia trabalha com um cenário de crescimento entre 15 e 19 por cento na indústria de meios de pagamentos eletrônicos em 2013, informou o presidente da companhia, Rômulo de Mello Dias, nesta quarta-feira. "Se olharmos para o PIB no ano que vem, obviamente dá para dizer que vai ser melhor do que foi este ano. Porém, a penetração dos meios de pagamento eletrônicos acreditamos que vai continuar crescendo em termos de 'mid-teens' (cerca de 15 por cento)", disse Dias, mais cedo nesta quarta-feira, em teleconferência com analistas sobre resultado divulgado na véspera. "Seria desafiador a indústria apresentar um crescimento acima de 20 por cento (...) Estimamos algo entre 'mid-teens' e 'high-teens' para a indústria", acrescentou. Segundo o executivo, a dinâmica competitiva do setor de pagamentos eletrônicos está se mostran-

do "mais desafiadora" diante da entrada de novos competidores como a Elavon, mas que a Cielo continua "absolutamente confiante em nosso modelo de negócio e nas parcerias estabelecidas". Ele manteve estimativa de queda de 5 a 7 pontos básicos na taxa líquida de desconto, cobrança da empresa de cartões sobre cada transação registrada pelos lojistas que usam sua máquina de pagamento, até o final do próximo ano. No terceiro trimestre, o chamado "MDR" ficou em 103 pontos. Dias reconheceu que as margens da companhia ficarão pressionadas com o maior número de concorrentes. "Percentualmente falando, (a Cielo) apresentará menores margens, Mas o crescimento será bastante robusto, ainda é um negócio bastante interessante", disse a jornalistas. A Cielo encerrou o terceiro trimestre com uma taxa de penetração de terminais de pagamento sem fio de 44 por cento, acima dos 42 por cento do segundo trimestre e dos 31 por cento do mesmo período do

ano passado. Apesar da empresa preferir um crescimento da base de terminais fixos, que não sofre problemas com sinal de conexão de operadoras de telefonia móvel, Dias afirmou que a demanda dos lojistas por aparelhos sem fio está crescendo pela comodidade propiciada por eles, que têm aluguel maior que o dos fixos. "No nosso plano de negócios, banda larga era prioridade, porém quando conversamos com clientes, o cliente prefere o 'wireless' pela comodidade (...) por isso acreditamos que tem potencial de crescer percentualmente em nossa base." O presidente da Cielo afirmou ainda que a empresa não espera que o aluguel unitário dos terminais cresça nos próximos trimestres por conta da competição maior no mercado, principalmente no pequeno e médio varejo, "sobretudo por ofertas mais agressivas de nossos principais concorrentes". Apesar disso, ele disse que a receita nominal como um todo deve a v a n ç a r, a p o i a d a n o crescimento do mercado.

ANP abre concurso para 152 vagas em 7 cidades A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou edital de concurso público para 152 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de nível superior. Os salários variam de R$ 9.623,20 a R$ 11.374. As vagas são para as cidades de Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre, Manaus, Salvador, Belo Horizonte e São Paulo. São 22 vagas para analista administrativo, 15 para especialista em geologia e geofísica do petróleo e gás natural e 115 para especialista em regulação de petróleo e derivados, álcool combústivel e gás natural. As inscrições podem ser feitas das 10h de 29 de outubro às 23h59 do dia 19 de novembro pelo site www.cespe.unb.br/concursos/ANP_12. A taxa é de R$ 80 para as vagas de analista e de R$ 100 para as oportunidades de especialista. Analista administrativo Os cargos de analista administrativo são para as áreas de arquivologia, ciência contábeis, jornalismo, administração, análise de sistemas, ciência da computação, processamento de dados, sistemas de informação, informática, engenharia da computação, engenharia de sistemas e engenharia de redes. O vencimento básico, com a gratificação de desempenho, é de R$ 9.623,20. Após a primeira avaliação de desempenho, o salário pode chegar a R$ 10.429. Especialista em geologia e geofísica do petróleo e gás n a t u r a l

As vagas de especialista em geologia e geofísica do petróleo e gás natural também são de nível superior. O vencimento básico, com a gratificação por desempenho, é de R$ 10.019,20. Após a primeira avaliação de desempenho, o salário pode chegar a R$ 11.374. Os candidatos devem ter graduação nas áreas de geologia, engenharia geológica ou geofísica. Especialista em regulção de petróleo e derivados, álcool combustível e gás nat u r a l Os cargos são de nível superior. O vencimento básico, com a gratificação por desempenho, é de R$ 10.019,20. Após a primeira avaliação de desempenho, o salário pode chegar a R$ 11.374. São oferecidas vagas para candidatos com nível superior em qualquer área ou com formação nas áreas de ciências econômicas, engenharia civil, engenharia de produção, engenharia elétrica, engenharia eletrônica, engenharia mecânica, engenharia mecatrônica, engenharia metalúrgica, engenharia naval, engenharia do petróleo, engenharia de minas, engenharia química, engenharia cartográfica, química, engenharia química biologia, ciências biológicas, oceanografia, oceanologia, engenharia ambiental, análise de sistemas, ciência da computação, processamento de dados, sistemas de informação, informática, engenharia da computação, engenharia de sistemas, engenharia de redes ou curso superior completo na área

de tecnologia da informação, química e química industrial. Todos os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas, de conhecimentos básicos e específicos, prova discursiva, que compreende uma redação de texto dissertativo e duas questões práticas, e avaliação de títulos. Ainda haverá curso de formação para os cargos de especialista em geologia e geofísica do petróleo e gás natural e especialista em regulação do petróleo e derivados, álcool combustível e gás natural. O curso será ministrado na cidade do Rio de Janeiro. Os candidatos nomeados estarão subordinados ao regime jurídico único dos servidores civis da união, das autarquias e das fundações públicas federais Na data provável de 18 de dezembro será publicado no Diário Oficial da União edital informando a consulta aos locais e ao horário de realização das provas. As provas objetivas serão aplicadas no dia 13 de janeiro, no turno da tarde, nas 26 capitais e no Distrito Federal. Já a perícia médica, para os candidatos que se declararem com deficiência, será nas cidades do Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Manaus, São Paulo e Distrito Federal. O concurso terá validade de 1 ano e poderá ser prorrogado, uma única vez, pelo mesmo período.

G.E.AP.A - Grupo de Evangelização e Apoio aos Portadores da AIDS - Itapetininga/SP

...35 anos de tradição Curso para renovação de carteira de habilitação diurno e noturno Vende-se 7 galoes de defensivo Agricola GLIZ MAX fone: 96204484 Vende-se 30 novilha Nelore 96204484

Av. Francisco Válio, 438 - Centro- Itapetininga - SP Fone: (15) 3271-2273


página 6

Edição nº - 6.308

FOLHA DE ITAPETININGA Quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Valério já pega 12 anos de cadeia em regime fechado Depois de considerar culpados 25 réus do mensalão e absolver 12, o Supremo Tribunal Federal (STF) começou ontem a calcular as penas dos condenados. Na primeira sessão dedicada à dosimetria, os ministros não conseguiram terminar de calcular sequer a pena do primeiro réu: o operador do esquema, Marcos Valério. Foram imputadas penas a somente três dos nove crimes pelos quais ele foi condenado. Mesmo assim, Valério já tem sobre os ombros 11 anos e oito meses de reclusão, o suficiente para colocá-lo no regime fechado de prisão. Ele também já foi condenado a pagamento de multa de R$ 978 mil. A cifra foi fixada em valores da época dos ilícitos e será corrigida na época da execução. Em nenhum dos casos examinados Valério pegou pena mínima, mas também não recebeu a máxima. Hoje, os ministros retomarão o cálculo das penas dele. Só no fim, formalizarão a decisão sobre o regime de cumprimento. Pela lei brasileira, penas de prisão superiores a oito anos devem ser cumpridas em regime inicialmente fechado. O STF também deixou para decidir no fim se o réu restituirá aos cofres públicos o dinheiro desviado.

Antes de começar a calcular as penas, os ministros decidiram que quem absolveu um réu por determinado crime não pode participar da dosimetria. Ricardo Lewandowski, revisor do processo, autor do maior número de absolvições, concordou com a solução. Dias Toffoli discordou. Queria participar do cálculo da pena dos réus que absolveu. O presidente da Corte, Carlos Ayres Britto, e Gilmar Mendes concordaram com Toffoli, mas a maioria venceu. - Como é que o magistrado que absolveu pode, depois, se pronunciar sobre agravantes ou atenuantes (da pena)? É uma contradição lógica, além de ser um gravame para a própria consciência do magistrado - disse Lewandowski. - Não vejo razões para quem absolveu não participar da dosimetria afirmou Toffoli. Foi o relator, Joaquim Barbosa, quem decidiu começar a dosimetria pelo chamado núcleo publicitário. Para Valério, líder do grupo, Barbosa sugeriu pena de dois anos e 11 meses pela condenação de quadrilha - um crime para o qual o Código Penal determina pena de um a três anos. Ele também sugeriu o pagamento de multa, mas os colegas lembra-

ram-lhe que não há multa prevista no Código Penal para quadrilha. Para chegar ao número, o relator levou em conta o grau de culpabilidade, os antecedentes, a conduta social, a personalidade, os motivos, as circunstâncias e as consequências do crime, bem como o comportamento da vítima. Barbosa considerou intensa a culpa do réu, mas ponderou que Valério não tem antecedentes criminais: - Há ações judiciais em tramitação contra Marcos Valério, mas, enquanto o plenário não resolver essa pendência (sobre a influência de ações não concluídas nos antecedentes de

um réu), não vejo condições de aplicar maus antecedentes. O ministro considerou graves os motivos e as consequências do crime, a compra de apoio político no Congresso. As circunstâncias também, já que tudo foi combinado com a cúpula do PT. Sobre as conse quê nc ia s d o c r ime , afirmou: - A compra de apoio político no Congresso pôs em risco o regime democrático, a independência dos poderes e o sistema republicano, em flagrante ofensa à Constituição. A pena foi aumenta-

da, ainda, porque Valério tinha posição de liderança em relação aos sócios, que também integravam a quadrilha. Para o relator, não houve atenuantes. O voto de Barbosa foi acompanhado por cinco ministros. Só não participaram Lewandowski, Rosa Weber, Toffoli e Cármen Lúcia, por terem absolvido o réu. Pelo crime de corrupção ativa no episódio de pagamento de propina ao então presidente da Câmara João Paulo Cunha, Barbosa fixou a pena em quatro anos e um mês de reclusão, mais 180 diasmulta. O total ficou em R$ 432 mil. O voto foi seguido por todos os sete ministros aptos a votar. "palavra emprestada da medicina" O passo posterior foi votar as penas de Valério referentes às práticas de peculato - que pode gerar de dois a 12 anos de prisão. O primeiro peculato analisado foi o ocorrido na Câmara: a SMP&B embolsou dinheiro público em troca de serviços não prestados. Barbosa fixou pena de quatro anos e oito meses de reclusão, mais 210 dias-multa (R$ 546 mil). Para Barbosa, o motivo do crime influenciou negativamente na fixação da pena: - Marcos Valério pretendeu não apenas enriquecer ilicitamente, mas também obter sua remu-

neração pela prática concomitante de outros crimes em proveito do PT. Barbosa disse que o dinheiro desviado, quase R$ 1 milhão, também influenciou na pena. - Considero que quanto mais alto o desvio, mais reprovável a conduta e mais grave as consequências para o bem jurídico protegido - afirmou, recebendo o apoio de sete ministros. Lewandowski e Toffoli tinham absolvido e não votaram. Os ministros não concluíram a votação sobre corrupção ativa por Valério ter subornado o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato em troca da liberação de R$ 73,8 milhões do fundo Visanet para a SMP&B. Barbosa fixou a pena em quatro anos e oito meses, mais o pagamento de 210 diasmulta (R$ 504 mil). Foi a primeira vez que Lewandowski divergiu do relator. Ele propôs três anos, um mês e dez dias de reclusão, mais R$ 108 mil. Houve discussão. - A palavra dosimetria é interessante, ela é emprestada da Medicina, é como a dose de um remédio. Esse remédio não pode ser menor ou maior que o necessário, tem que ser na dose certa - argumentou Lewandowski. - E não pode ser barateado também - respondeu Barbosaç

Brasileiros são contra Mais profissionais descriminalização de estão dispostos a aceitar drogas, diz pesquisa vaga em outro país Pesquisa realizada pelo instituto DataSenado a respeito da reforma do Código Penal revela que os brasileiros não são favoráveis à descriminalização do uso e do porte de drogas, uma das propostas do novo Código em análise por uma comissão especial da Casa. De acordo com o levantamento, 89% dos entrevistados não apoiam a iniciativa. O instituto entrevistou por telefone 1,2 mil pessoas de 119 municípios.

Em relação ao sistema penal, 36% dos entrevistados apoiam o aumento de 30 anos para 50 anos o tempo máximo de prisão. Além disso, 70% defende a redução de pena para os que trabalham na prisão. A redução da maioridade penal de 18 para 16 anos é apoiada por 35% dos participantes da pesquisa. Houve ainda entrevistados que defenderam a redução da maioridade para 14 anos (18%) e 12 anos

(16%). Um em cada quatro entrevistados defendeu redefinição da maioridade para aplicar a lei penal, mas não definiu uma idade específica. A proposta de reforma do Código Penal foi elaborada por um grupo de juristas e está em análise em uma comissão especial. O texto já recebeu mais de 109 emendas. A previsão é que o relator-geral, senador Pedro Taques (PDT-MT), apresente um parecer inicial até 21 de novembro.

Dilma defende Inovar-Auto e prorroga IPI menor até fim do ano A presidente Dilma Rousseff anunciou a prorrogação do IPI reduzido para veículos --que terminaria no final do mês-- até 31 de dezembro deste ano. Durante cerimônia de aber-

tura do Salão do Automóvel em São Paulo nesta quarta-feira a presidente fez uma ampla defesa do novo regime automotivo, o Inovar-Auto. "Nós queremos gerar

tecnologia, porque o nosso país tem um desafio e chama-se o desafio da produção, e produzir vai significar para o nosso país ter uma imensa capacidade de inovar", disse a presidente.0

A vida de expatriado está se tornando atraente para mais profissionais ao redor do mundo. Mas com algumas condições, como o salário, o país de destino e o apoio oferecido para a família. Segundo uma pesquisa realizada pela Ipsos com mais de 12 mil pessoas em 24 países, um quarto dos profissionais aceitaria trabalhar em outro país por um período de até três anos se a mudança significasse um aumento de pelo menos 10% na remuneração mais do que os 19% registrados no ano passado. No Brasil, o número sobe para 27%. Os países com mais profissionais dispostos

a deixar a terra natal são o México, onde 39% responderam afirm a t i v a m e n t e , e a A rgentina (36%). Mas enquanto os profissionais prontos para fazer as malas ainda são minoria, o número de funcionários que acham que poderiam ser convencidos a adotar a vida de expatriado é consideravelmente maior. Quase metade (45%) diz que aceitaria uma vaga em outro país se o pacote de incentivos fosse atraente ou se a empresa oferecesse apoio para que o parceiro também encontre um emprego no exterior. Outros incentivos que motivariam profissionais a considerar a mudança são a oportunidade de voltar para a

mesma vaga depois de dois anos, passagens aéreas para visitar a família durante o período e uma viagem paga para conhecer o país antes da decisão. O número de profissionais que afirmam que nada os convenceria a deixar o país de origem é de 35%. Boa parte dos entrevistados (42%) concorda que o país de destino seria um fator essencial na decisão de aceitar ou não a oferta. Entre os lugares mais citados como desejados pelos profissionais estão os Estados Unidos (34%), Reino Unido (22%), Austrália (20%) e Canadá (20%). O Brasil foi a primeira escolha de apenas 5% dos potenciais expatriados.


FOLHA DE ITAPETININGA Quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Edição nº - 6.308

página 7

Matérias - Uol Esportes

Folha nos Esportes Assunção diz que jogará a Série B se o Palmeiras cair e critica a demissão de Felipão O volante Marcos Assunção rechaça deixar o Palmeiras em caso de rebaixamento para a Série B. Mesmo confiante na permanência da equipe na elite do Brasileirão, o meio-campista afirmou que adiará sua aposentadoria dos gramados e permanecerá na equipe em 2013 se o clube cair para a segunda divisão nacional. “Se cair, aí sim continuarei jogando e farei com que o Palmeiras volte aonde nunca deveria ter saído”, disse Assunção, em entrevista à TV Bandeirantes. “Para nós jogadores não passa pela cabeça que não vamos permanecer [na Série A]. Sabemos das dificuldades, mas não tem outra alternativa. Outras pessoas não farão por nós o que te-

mos que fazer”. Assunção também falou sobre a mudança de comando no Palmeiras durante a disputa do Brasileirão. O volante criticou a demissão do técnico Luiz Felipe Scolari e isentou o treinador pelo momento complicado do time na competição nacional. “Felipão não teve culpa nenhuma. É um excelente treinador, uma excelente pessoa, tinha uma amizade muito boa com ele. Mas é mais fácil você tirar o treinador do que 30 jogadores. É injusto. Por isso não quero ser treinador um dia”, afirmou o volante. Com dores no joelho direito, Assunção foi poupado pelo técnico Gilson Kleina na eliminação da Copa Sul-

Americana na última terçafeira, na derrota para o Millonarios-COL por 3 a 0. Jogando no sacrifício no Brasileirão, o volante faz questão de rechaçar o rótulo de herói palmeirense neste momento de crise. “Existem pessoas de grandes empresas que se machucam e trabalham machucadas. Não é nenhum sacrifício, esse é meu trabalho e tenho que fazer da melhor maneira possível”, opinou Assunção. “Quando chego na concentração é tratamento, montamos a fisioterapia no meu quarto. O fisioterapeuta e o massagista vão para o hotel e lá tem todos os aparelhos, como se eu ficasse no departamento médico”.

A 50 dias de jogo, despedida de São Marcos já tem 15 mil ingressos vendidos O staff de São Marcos informou que 15 mil ingressos já foram vendidos para a despedida do ex-goleiro de Palmeiras e seleção brasileira. A marca foi alcançada a 50 dias do jogo, marcado para o dia 12 de dezembro de 2012, no Estádio do Pacaembu. Os 19 mil ingressos que restam ainda podem ser comprados no site Futebolcard.com.br. O evento colocará em campo os campeões da Libertadores de 1999 pelo time do Palestra Itália con-

tra o time da seleção brasileira de 2002, que foi pentacampeã do mundo com o goleiro como um dos principais nomes. Alguns outros jogadores que não estavam em nenhum dos dois elencos, como Edmundo, por exemplo, também marcarão presença. O eterno camisa 12 já tem acordos com a Suvinil, Topper, EMS, Case/ NewHolland e Tenis Pé, além de ser embaixador da Nova Arena e também do Palmeiras. O ex-goleiro

ainda quer assinar acordo como uma seguradora e com uma empresa do ramo automotivo em breve. A ideia é explorar a fase de investimento no futebol que o mercado publicitário fará até a Copa do Mundo de 2014. Desde o início de outubro, Marcos ainda "divide" a espaço com Luiz Felipe Scolari na mesma agência de marketing, que tem Juan Brito, ex-gerente de marketing do Palmeiras, como proprietário.

Envolvido em nova polêmica, Adriano realiza treino após três dias afastado do Fla Após três dias afastado da rotina de treinamentos com bola e trabalhos físicos no Flamengo, Adriano apareceu no Ninho do Urubu na manhã desta quartafeira. O atacante cumpriu o horário combinado, não se atrasou à reapresentação do elenco e participou de intensa atividade no campo do centro de treinamento. No entanto, o Imperador se vê envolvido em nova polêmica por causa de uma possível

quarta falta desde que assinou contrato com o clube. De acordo com o jornal Extra, o terceiro dia seguido de folg a d o I m p e r a d o r n ão estava previsto pela diretoria do Flamengo. O atacante teria atividade marcada para terça-feira em uma academia na Barra da Tijuca e não apareceu. Léo Moura e Maldonado, que também não foram liberados por estarem em fase de recuperação de le-

sões, foram ao local e trabalharam com o preparador físico Marcos Lima. Adriano faltou, segundo a reportagem. Um site especializad o em esporte tentou contato com a assessoria de imprensa e membros da comissão técnica do Flamengo, mas não obteve resposta sobre a possível indisciplina de Adriano. O otimismo de parte da diretoria do Flamengo pode sofrer um novo golpe. Adriano, após pouco mais de duas semanas de treinamentos intensos e uma participação de cerca de 50 minutos em um jogo-treino, apresentava um comportamento praticamente exemplar até então. Ainda não há data certa para a rees-

treia do atacante com a camisa rubro-negra. A expectativa de parte da comissão técnica do clube é que Adriano melhore seu condicionamento físico durante esta semana para ter alguma chance de jogar contra o Atlét i c o - M G, n o p r ó x i m o dia 31. A decisão final será tomada pelo técnico Dorival Júnior. Adriano encontra sua maior barreira para voltar a jogar oficialmente justamente no treinador do Flamengo. Dorival, que não pertence à ala entusiasta do clube, mantém enorme cautela ao tratar do caso e ainda precisará ser convencido por outros membros do departamento de futebol para autorizar a reestreia do Imperador.


página 8

Edição nº - 6.308

FOLHA DE ITAPETININGA Quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Oportunidades e bênçãos, Remendos tributários e que são desperdiçadas com a desoneração da folha futilidades e ociosidade

O governo federal segue fragilizando a estrutura brasileira de impostos. Os remendos fiscais continuam guiando as ações da equipe econômica, configurando assim um caminho certo para o País continuar tendo um dos piores sistemas tributários do mundo, como periodicamente apura o Fórum Econômico Mundial. No momento o foco dos remendos tributários tem sido a contribuição previdenciária patronal. Setores deixam de recolher para o INSS os 20% sobre a folha de pagamentos e passam a pagar 1% ou 2% sobre o faturamento. Em duas etapas anteriores foram contemplados 15 segmentos e na terceira fase, anunciada em setembro para ter validade a partir de 2013, esse número chegou a 40. Desonerar a folha de salários da forma como vem sendo feito implica menor benefício para setores dotados de um parque tecnológico moderno e para as empresas que terceirizam parte expressiva da produção. Outro aspecto relevan-

Marcos Cintra te é que a medida só vale para produtos específicos. Se uma empresa tem apenas uma parte de sua receita obtida através dos produtos enquadrados na legislação ela terá que apurar a contribuição previdenciária devida sobre duas bases e emitir uma guia para o recolhimento do tributo sobre o faturamento e outra guia para a contribuição sobre a folha de pagamentos. Um terceiro ponto é que o processo de desoneração da folha se concentra na indústria, quando quase 70% dos trabalhadores atuam no setor de serviços. Portanto, o remendo na contribuição previdenciária

Kit Medidor de Glicemia Performa – R$ 39,90 (Monitor + Lancetodor+agulha) Balança Digital – R$ 49,90 Fita teste Accu Chek Active c/ 50 n – R$ 75,00 Fita teste Accu Chek Performa c/ 50 n – R$ 79,00 Monitor de pressão digital pulso Omron R$ 159,00 Temos Fraldas Geriatricas Cobrimos Qualquer oferta da concorrencia OS MELHORES PRODUTOS E OS MENORES PREÇOS!!!

R.: Padre Albuquerque, 182

patronal terá impacto diferenciado sobre a cadeia produtiva e acentuará a burocracia fiscal. Essa desoneração parcial não configura uma ação neutra sobre a produção, uma vez que provoca efeitos diferenciados sobre o ônus fiscal das empresas, gerando severas distorções nos preços relativos. A medida terá alcance limitado em termos de elevação da competitividade sistêmica da economia brasileira. A formalização de empregos será menor por não abranger plenamente os prestadores de serviços. Como alternativa aos remendos casuísticos do governo, a Confederação Nacional de Serviços (CNS) prepara um projeto que terá maior alcance em termos de aumento da competitividade do sistema como um todo. A entidade propõe a substituição dos 20% do INSS sobre a folha de pagamentos de todos os setores por uma Contribuição sobre a Movimentação Financeira (CMF) com alíquota de 0,88%. Simulando o impacto da proposta da CNS em 110 produtos evidencia-se expressiva redução da carga tributária e melhor capacidade de competição das empresas. A atual contribuição previdenciária tem impacto entre 8,8% e 15,8% sobre os preços dessas mercadorias e com a CMF esse peso cairia para entre 1,4% e 3,2%. Estudo recente da Fundação Getulio Vargas (FGV) revela que a proposta tem efeito positivo de 1,33 ponto percentual no PIB, 1,34 ponto percentual no nível de emprego e 1,51 ponto percentual na demanda global. A inflação terá recuo de 0,98 ponto percentual. Cumpre dizer que o projeto da CNS pode ser o ponto de partida para uma reforma tributária ampla mais à frente, pois simplifica a estrutura fiscal, reduz os custos administrativos para o governo e as empresas e combate a sonegação, melhorando o padrão de incidência tributária.

("Porque a todo aquele a quem me foi dado, muito será pedido, e ao que muito confiaram, mais contas lhe tomarão" - Lucas, Capítulo 12, versículo 48) Muitas pessoas desperdiçaram seu tempo com futilidades, que não trazem qualquer proveito. Passaram o dia falando mal dos outros, praticam modalidades esportivas que colocam em risco a própria vida e a de terceiros, e um grande número de outras atividades similares. Há pessoas que foram abençoadas com a saúde, a fortuna, a boa aparência, as oportunidades na vida; mas que, no entanto, desperdiçam a grande oportunidade de utilizar isso tudo para contribuir para a felicidade sua e dos que estão à sua volta. Por outro lado, há pessoas que mesmo enfrentando grandes dificuldades e contratempos, sabem fazer sua vida uma grande seqüência de realizações. São aquelas pessoas que ajudam a modificar a mentalidade da sua época, e mais que isso, dão sempre o grande exemplo de solidariedade humana. É claro que cada caso é uma história diferente. Há pessoas dignas, que alcançaram o sucesso financeiro e sabem usar essa estrutura para o seu bem estar e para o bem estar dos outros. São as pessoas empreendedoras, que estão gerando empregos, gerando renda, enfim, beneficiando a sua comunidade. Por

Silas Gehring Cardoso Ajori 033 isso mesmo, não se pode fazer uma análise genérica. O importante a ser destacado aqui, é praticamente todas as pessoas, independente da sua situação econômica ou social, podem fazer algo em benefício das outras pessoas e da sociedade em geral. Quem não tem recursos para auxiliar materialmente os outros, tem pelo menos, a possibilidade de levar uma palavra de estímulo, consolo, uma palavra de ânimo, en-

fim, prestar benefício aos outros, independente do dinheiro. Quantas pessoas não estão nos hospitais, asilos, prisões, etc, querendo um pouco de atenção, uma conversa amiga. Mesmo na rua quantas vezes uma pessoa que está enfrentando algum drama, não pode ter seu "astral" levantado por uma palavra de encorajamento ? Se cada um fizer o pouco ao seu alcance, a comunidade como um todo tende a melhorar. A receita é menos egoísmo e mais solidariedade. Silas Gehring Cardoso é redator chefe dos jornais Folha de Itapetininga e Tribuna Popular e presidente da AJORI Associação dos Jornalistas e Radialistas da Região de Itapetininga.

(*) Marcos Cintra Cavalcanti de Albuquerque é doutor em Economia pela Universidade Harvard (EUA), professor titular e vice-presidente da Fundação Getulio Vargas. I n t e r n e t : www.marcoscintra.org / E-mail: mcintra@marcoscintra.org - Twitter: http://twitter.com/marcoscintra.

DESP ACHANTE POLICIAL DESPACHANTE

Competência e R esponsa bilidade Responsa esponsabilidade Transf erência, licenciamento ansferência, licenciamento,, 1º emplacamento emplacamento,, reno vação de CNH, IPV A, m ultas enov IPVA, multas ultas,, etc etc..

Financiamento em até 12x. O mais completo escritório de despachante da Rua Capitãoregião. José Leme, Nª 258 Telefones: 3271-9155 e Telefax: 3271-8084

Campos Sales, 395 FONE 3272-6300 Aristides Lobo, 128 FONE 3271-0105 Itapetininga Shopping FONE 3373-1577

TUDO EM ATÉ

6x


FOLHA DE ITAPETININGA Quinta-feira, 25 de outubro de 2012

página 9

Edição nº - 6.308

Prefeitura Municipal de Sarapuí

Matéria escura aprisiona estrelas solitárias, mostra estudo da Nasa Estrelas que são arremessadas para fora de suas galáxias não ficam vagando perdidas pelo cosmo, mas “presas” em casulos invisíveis de matéria escura, afirma nova pesquisa da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana). Além de explicar a radiação misteriosa que marca boa parte do céu, e vista apenas em ondas infravermelhas, a descoberta anunciada nesta quintafeira (25) sugere que a matéria escura, área invisível que só pode ser detectada indiretamente pela força

gravitacional que exerce ao seu redor, não é tão escura como pensavam os astrônomos. “O brilho de fundo infravermelho no nosso céu tem sido um grande mistério. Temos provas de que essa luz é das estrelas que persistem na galáxia”, explica o autor do estudo, Asantha Cooray, da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. “Individualmente, elas são muito fracas para serem avistadas, por isso, acreditamos que estamos vendo seu ‘brilho coletivo’." A equipe de Cooray fez

cerca de 250 horas de observações de um pedaço do universo conhecido como Campo de Bootes, que cobre um arco equivalente a 50 Luas. Segundo a pesquisa, dois fenômenos explicam o surgimento dessas estrelas solitárias: no começo do universo, o choque entre galáxias em expansão expulsou algumas estrelas de seus berçários originais. Além disso, os aglomerados também crescem quando engolem galáxias-anãs, um processo confuso que pode favorecer a presença dos corpos errantes.

Folha 25/10  
Folha 25/10  

O melhor e mais moderno jornal da região

Advertisement