Page 1

FOLHA DE ITAPETININGA FOLHA DE ITAPETININGA Terça-feira 25 de junho de 2013

ANO XLIll

Nº 6.402

homepage: www.folhadeitapetininga.com.br

Edição nº 6.402

Itapetininga, terça-feira 25 de junho de 2013

Diretora-Proprietária Benedita Rosely Salem Cerqueira

página 1

nos A 44 ga nin peti o a t I giã Com e Re

E-mail: comercial@folhadeitapetininga.com.br

Governador Alckmin anuncia que pedágio em SP não terá aumento em 1º de julho O “show” de Toquinho foi adiado para 14 de julho

O esperado show “Toquinho Voz e Violão”, que seria apresentado( com os convites gratuitos e esgotados), no último domingo,23,às 19 hs.,na sede social do Clube Venâncio Ayres, integrando o Circuito Cultural Paulista, foi adiado para o dia 14 de julho,no mesmo local e horário. Os convites já distribuídos deverão ser apresentados na nova data do show. Motivos de ordem técnica com equipamentos de som que acompanham o artista, forçaram e justificaram o imperioso adiamento, segundo a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo,parceira, com a prefeitura, nesta promoção da Secretaria de Estado da Cultura. No esperado e adiado espetáculo, Toquinho,cantando seus sucessos, rende homenagem ao saudoso poeta, seu parceiro,Vinicius de Moraes. No show, Toquinho tem junto dele, no palco, a cantora Anna Setton, 29 anos, que desde outubro de 2011 vem participando como convidada especial de seus shows.

Dia 27, 5ª feira, Polícia Militar detém menor traficando drogas começará a Festa de N.Srª na Vila Nova Itapetininga do Perpétuo Socorro

Medida vale para os 6,4 mil quilômetros de rodovias sob concessão O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta segunda-feira, 24, no Palácio dos Bandeirantes, que não haverá reajuste das tarifas de pedágio nos 6,4 mil quilômetros de rodovias sob concessão no Estado de São Paulo. “O reajuste será zero, não haverá nenhum reajuste. Vamos manter os contratos, mas conseguimos, num esforço bastante grande, equacionar esse problema para não ter nenhum reajuste e não onerar o usuário do sistema”, disse o governador. A elevação das tarifas é prevista em contrato, seguindo o índice da inflação anual medida pelo IPC-A acumulado entre junho de 2012 e maio de 2013, calculado pelo IBGE, que somou 6,5%. Com a redução zero anunciada hoje, na prática, até 1º de julho de 2014, data base dos reajustes, não haverá majoração dos pedágios. O reajuste zero é resultado de um esforço conjunto entre a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP) e a Secretaria de Estado de Logística e Transporte (SLT). Para permitir a manutenção dos valores atuais das tarifas por mais um ano serão necessárias a adoção de quatro ferramentas. A primeira é a redução em 50% do ônus variável que a ARTESP recebe das tarifas de pedágio, que baixará de 3% para 1,5%. Essa verba custeia as atividades da Agência na regulação e fiscalização dos contratos junto às 19 concessionárias, na fiscalização das obras e prestação de serviços das administradoras das rodovias. Não haverá redução de funções da ARTESP, mas uma economia, já que atualmente a Agência está locali-

zada em prédio próprio, houve otimização das ações com melhorias na informatização e novas tecnologias de gestão. A segunda medida adotada é o início de cobrança do chamado eixo suspenso dos caminhões. Nas pistas estaduais sob concessão, os veículos comerciais que tivessem um eixo suspenso, sem contato com o solo, não pagava pedágio. A partir de 1º de julho, todos os eixo dos caminhões estarão tarifados, assim como o que já acontece em todas as rodovias federais. Uma terceira ferramenta utilizada pelo Governo do Estado para permitir o reajuste zero é utilizar os créditos que o poder concedente tem junto às concessionárias com obras atrasadas. Estes créditos decorrentes de atrasos de obras – previstos em contrato – estão sendo transformados em índice porcentual e utilizados no balanceamento do reajuste zero. A última medida se encaixa junto aos contratos em que não há atraso de obra. Neste caso, o Governo do Estado abrirá mão do pagamento do ônus fixo que recebe das concessionárias e aplicará essa verba no reajuste zero. Todas essas medidas constam das negociações que estão sendo desenvolvidas desde 2011 junto às concessionárias e foram antecipadas neste momento para garantir a manutenção dos valores atuais das tarifas. As negociações continuam, com o objetivo de diminuir nominalmente as tarifas de pedágio em todo o Estado de São Paulo. “Nós estamos fazendo um trabalho de dois anos e meio para contratos de longo prazo. Estamos desde o início implantando o Ponto a Ponto, quebramos o monopólio do Sem Parar e estamos rediscutindo todos os contratos", afirmou Geraldo Alckmin.

FALECIMENTOS Srª Angela Cristina Jensen Isaac Menck

Por volta das 18h30, do último domingo, 23, na Rua Pedro Orsi,na Vila Nova Itapetininga, os policiais militares Cb Poles e SdGilmar, foram acionados para verificação de tráfico de entorpecentes defronte a EE.”AtalibaJuliodeOliveira”,na Vila Nova Itapetininga. Com as características do menor denunciado, os policiais o localizaram e foi

abordado.Indagado,informou que era ex-interno da Fundação Casa e traficava novamente, vendendo porções de cocaína a 20 reais.O menor M.E.L.F.L.( 17 anos) foi apreendido em flagrante delito por ato infracional/tráfico de entorpecentes e encaminhado,juntamente com sua genitora, à DelPol,sendo autuado e recolhido à disposição da Justiça.

Na Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro,das Vilas Barth e São José, terá início nesta próxima 5ª feira,27, a festa em louvor à Padroeira, que se prolongará até o dia 6 de julho, com ampla programação. Na abertura,5ª feira, Dia da Padroeira, haverá missa às 19h30, com o tema “ Eu vos saúdo, Ó Maria,Mãe do Perpétuo Socorro”,sendo celebrante o Pe.Elcio, Reitor do Seminário,com a Liturgia a cargo da Comunidade N.Srª do Perpétuo Socorro. Na 6ªfeira,28, missa às

19h30,com o tema “Eu vos saúdo, Ó Virgem Poderosa”, sendo celebrante o Pe.Pedro Luiz, da Paróquia Bom Jesus, da Quadra. A programação recreativa começará 6ª feira, dia 28, logo após a missa, com “ação entre amigos”, no barracão da igreja,havendo todas as noites comes e bebes em várias barracas, com muitas atrações,entre música,pescaria,cama elástica e entretenimentos. O convite é da comissão de festeiros e do pároco, Pe.Reinaldo Machado Ramos.

Com a idade de 54 anos, faleceu nesta cidade neste último domingo, 23, a srª Angela Cristina Jensen Isaac Menck, casada com o sr.Paulo Cesar Martins Menck. Era biomédica e deixou as filhas Tacia, Marihá e Andrea.O sepultamento teve lugar ontem, às 16 hs., no Cemitério Municipal São João Batista.

Srª Iolanda Aleixo Machado Rodrigues No último dia 23, domingo,faleceu em Itapetininga a srª Iolanda Aleixo Machado Rodrigues.Contava com 55 anos,aposentada,viúva de Ozildes Agostinho Rodrigues. Ela foi sepultada ontem, às 14 hs,no Cemitério Municipal São João Batista.


página 2

Edição nº 6.402

FOLHA DE ITAPETININGA Terça-feira 25 de junho de 2013

Atividade econômica cresce 1,2% no início do 2º trimestre

A economia brasileira iniciou o segundo trimestre de 2013 com um ritmo de crescimento pouco mais acelerado do que o registrado durante o primeiro trimestre deste ano, segundo aponta o Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica, conhecido como "PIB mensal", que teve alta de mensal de 1,2% em abril. Em relação ao mesmo período de 2012, o crescimento foi de 4,3%. No acumulado do ano (de janeiro a abril, o crescimento da atividade econômica chegou a 2,5%. Do ponto de vista da oferta agregada, a indústria cresceu 2,5%, o setor agropecuário, 1,0%, e o de serviços,

0,7%. "Vale notar que o bom desempenho da safra agrícola deste ano está produzindo expansão de dois dígitos da atividade agropecuária nas comparações interanuais." Pela análise da demanda agregada, os investimentos seguem em alta. Em abril, o avanço verificado foi de 6,5% em relação ao mês anterior e de 15,8% sobre o mesmo período de 2012. No acumulado dos quatro primeiros meses de 2013, os investimentos mostraram alta de 6,1% frente ao primeiro quadrimestre de 2012. De acordo com a pesquisa, divulgada nesta segundafeira (24), as exportações cresceram 1,3% e as importações, 7,9%.

Já o consumo das famílias caiu 0,4% e o consumo do governo, 0,2%. De acordo com os economistas da Serasa Experian, o resultado da atividade econômica teve influência positiva do efeito calendário (deslocamento do feriado da Páscoa para março e o feriado de Tiradentes caindo num domingo), gerando mais dias úteis de produção que o usual. "Os economistas da Serasa Experian alertam que tal efeito-calendário será revertido em maio/13, mês em que será devolvida, ainda que parcialmente, a alta de 1,2% na atividade econômica verificada em abril/ 13", diz a Serasa, em nota.

Japão e Brasil querem acordo de Endividamento das famílias sobe cooperação nuclear, diz agência para 44,2% em abril, novo recorde O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, retomarão na próxima semana em Tóquio as negociações sobre a cooperação nuclear civil, informou a agência de notícias nipônica Kyodo nesta quinta-feira (20). As negociações visam um acordo que permita às empresas japonesas vender a companhias brasileiras tecnologia e equipamentos para centrais atômicas. As negociações nucleares entre Brasil e Japão, que foram interrompidas pelo acidente nuclear de Fukushima em março de 2011, acontecerão durante uma reunião entre Abe e Dilma Rousseff prevista para quinta-feira da próxima semana (27), segundo a agência. Um pacto de cooperação nuclear civil estabelece um marco jurídico para garantir

a não proliferação, mas autoriza a utilização pacífica e a transferência de tecnologias e equipamentos atômicos, assim como combustível. O encontro acontecerá como parte das conversações sobre o reforço das relações econômicas bilaterais. Japão e Brasil já haviam iniciado negociações em janeiro de 2011 para um pacto de cooperação nuclear civil para o uso pacífico da energia atô-

mica. O acidente de Fukushima, provocado pelo terremoto e tsunami de 11 de março de 2011, forçou a suspensão das negociações, mas o governo de Abe, no poder desde dezembro de 2012, está decidido a reativar as centrais no Japão, assim como a promover a tecnologia nuclear nipônica no exterior. O Brasil tem duas centrais nucleares em funcionamento.

O nível de endividamento das famílias com os bancos avançou em doze meses até abril deste ano e atingiu o patamar recorde de 44,2%. Segundo informações divulgadas pelo Banco Central, nos doze meses até março o

indicador estava em 43,9%. "Isso é resultado de alguns fatores, como o crescimento menor do país, que gera menos renda, e, principalmente, por conta da alta da inflação, que acaba corroendo parte da renda das

famílias, que buscam mais empréstimos", explicou o vice-presidente da Associação de Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Miguel Ribeiro de Oliveira.

Governo federal não vai transigir na manutenção da lei e ordem A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira que o governo federal não irá "transigir" na manutenção da or-

dem e da de lei, em reunião com governadores e prefeitos no Palácio do Planalto. A presidente também

reiterou o pedido para que o Congresso Nacional aprove a destinação de recursos dos royalties de petróleo para a educação.

SP: 400 mil crianças precisam ser vacinadas contra paralisia infantil Natação & Fitness

* Atividades : Natação - Hidroginástica - Acqua Mix - Musculação * Programas : Bodypump - Power Jump - Bodycombat , DANÇA DE SALÃO / Y PILATES (pilates de solo) / Y RITMOS / ACQUA MIX

Rua Benedito Leonel Ferreira, 71 / Tel: 3373-3535/3511-5174 Redação Administração, Publicidade: Rua Saldanha Marinho, 532 - Centro • Fone/Fax: (15) 3271-1576 Oficina: Rua Sofia Cerqueira, nº 125 - Centro CEP 18200-005 • Itapetininga • São Paulo Registrado no Cartório Oficial de Registro de Pessoa Jurídica de Itapetininga sob o nº 004437

homepage: http://www.folhadeitapetininga.com.br e-mail: redacao@folhadeitapetininga.com.br Proprietários: Benedita Rosely Salem Cerqueira e filhos Jornalistas Responsáveis: José Octávio Salem Cerqueira - Registro nº 52.755/SP Marcello Salem Cerqueira - PR1226 Diretores Adjuntos:José Octavio Salem Cerqueira e Marcelo Salem Cerqueira Redator Chefe: Silas Gehring Cardoso Repórter: Jorge Luiz de Almeida - MTB 37782 Diretor Comercial - Carlos Renato M. Gomes, Diagramadores: Henrique José de Oliveira Almeida

Colaboradores Alberto Isaac, Carlos José de Oliveira, Cláudio Souto , Darcy Pereira Pinto, Dirceu de Campos, Dr. Bastos, Dr. Jorge Paunovic, Joel Franco, José Raimundo Correia, Manoel Silvério, Marcos Cintra, Mauro M. Leonel, Waldomiro B. Carvalho.

Representante Exclusivo: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Brasília. Consórcio Brasileiro de Imprensa - CBI - Av. José Maria Whitaker, 890 CEP: 04057-000 - SÃO PAULO - SP FONE: (11) 5589-4643 - FAX (11) 5589-4662 A redação nao se reponsabiliza pelos conceitos e artigos assinados. Fica esclarecido que os colaboradores com colunas assinadas não tem vínculo empregatício com a Editora Folha de Itapetininga Ltda, exceto os que tiverem contrato assinado com a mesma.

Faltando um dia para o fim da campanha de vacinação contra a paralisia infantil no estado de São Paulo, a Secretaria Estadual da Saúde informou nesta quinta-feira (20/6) que a meta da campanha não foi alcançada. A secretaria pretendia vacinar pelo menos 2,4 milhões de crianças, mas, até o momen-

to, 2 milhões de crianças foram vacinadas. A campanha teve início no dia 8 de junho. Até esta sexta-feira (21/6) poderão ser vacinadas crianças com mais de 6 meses e menos de 5 anos de idade. A vacina é segura, e os efeitos colaterais raros. Denominada Sabin, é aplicada por meio de gotas.

Os pais ou responsáveis que levarem seus filhos aos postos de saúde para tomarem a vacina contra a poliomielite poderão atualizar as doses de outros tipos de vacina. Para isso, é necessário levar a caderneta de vacinação. Desde 1988, São Paulo não registra casos de paralisia infantil.


FOLHA DE ITAPETININGA Terça-feira 25 de junho de 2013

página 3

Edição nº 6.402

Polícia

Polícia Técnico-Científica ganhará 1.853 novos cargos A Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC) terá o seu efetivo reforçado por 1.853 novos cargos, que serão preenchidos por concurso público. As vagas estão previstas em Projeto de Lei Complementar (PLC) encaminhado, no dia 22 de maio, pelo governador Geraldo Alckmin à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Nesta quarta-feira (19), menos de um mês depois de apresentado, o PLC 16/ 2013 foi aprovado pelos deputados por unanimidade e na íntegra. A matéria, que ainda será sancionada e promulgada pelo governador, é resultado de um conjunto de ações estratégicas anunciado por Alckmin e pelo secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, no mês passado. Denominado “SP Contra o Crime”, o programa visa diminuir os índices criminais e reforçar os quadros das polícias Civil e Científica. Os novos cargos da SPTC representarão um investimento de cerca de R$ 135 milhões por ano. As contratações reforçarão as equipes do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto Médico-Legal (IML), que são subordinados à SPTC. São 200 vagas para médico legista, 529 para perito criminal, 55 para desenhista técnico-pericial, 120 para fotógrafo técnico-pericial, 155 para auxiliar de necropsia e 110 para atendente de necrotério policial – todos de 3ª classe. Além disso, estão previstos mais 600 cargos de oficial administrativo e 84 de técnico de laboratório. Todas as vagas serão preenchi-

* Clínica

*Pet Shop

* Banho e Tosa

*Rações

*Medicamentos/Vacinas

Rua Lopes de Oliveira, 125 Centro-Itapetininga/SP

das por meio de concurso público. Quando o PLC foi encaminhado à Alesp, Grella explicou que a medida aumentará a eficácia e a agilidade das perícias. Alckmin, por sua vez, ressaltou a importância do recorde de contratação. “Uma verdadeira revolução, um aumento de 60% dos recursos humanos. Reforçaremos a inteligência, a perícia, toda a parte tecnológica para a gente rapidamente investigar, elucidar crimes e prender criminosos”. Mais concursos Também estão em andamento concursos públicos para desenhista (sete vagas), médico legista (77), agente de telecomunicação (1), perito criminal (103), investigador (433), escrivão (244), agente policial (391), papiloscopista (103), auxiliar de ne-

cropsia (16), auxiliar de papiloscopista (113) e atendente de necrotério (22). Valorização Em outubro de 2011, as polícias passaram por uma reestruturação. Na Polícia Civil, a 4ª classe foi extinta, houve a criação de 20 vagas para delegado de classe especial, promoção automática - os policiais serão promovidos à 2ª classe ao completarem 15 anos de serviço, e à 1ª classe, quando tiverem 25 anos de carreira. Um aumento salarial também foi concedido pelo Governo do Estado. O reajuste foi de 27,7% no salário base dos policiais civis, militares e científicos. O acréscimo proporcionado aos policiais foi incorporado em duas etapas, 15% em julho de 2011 e 12,7% em agosto de 2012.

Empreendimentos Imobiliários S/C Ltda.

R. Silva Jardim, 724 Fones: 3271-7720 / 32717721 e 3271-7722

CROSP-5.209

Clínica Geral - Ortodontia - Implantes

Cirurgias Avançadas Dr. Carlos Alberto do Nascimento Telefone para Contato (3271 0889) Rua Alberto Ernesto Güinter, 22 - Rechã - Tel.: 3307-3152 Rua Natal Favalli, 519 - Angatuba - Tel.: 3255-1205 Rua Monsenhor Soares, 1.032 - Centro - Itapetininga/SP


página 4

Edição nº 6.402

FOLHA DE ITAPETININGA Terça-feira 25 de junho de 2013

Ministro estuda importar médicos para melhorar atendimento no SUS "Não se faz saúde sem médico". Com essa frase, Alexandre Padilha, ministro da Saúde, aponta um dos principais desafios de sua pasta e do país. O ministério analisa propostas para importar médicos estrangeiros para compor os quadros em hospitais públicos, iniciativa que tem gerado polêmica. "Chegou a hora de o Brasil planejar o número de médicos que quer ter", afirma Padilha ao Valor. O déficit de médicos no país - 1,9 profissional por mil habitantes, enquanto na Argentina, por exemplo, são três por mil pessoas; e na Espanha, quatro - soma-se a outros importantes desafios do setor, como dar qualidade ao Sistema Único de Saúde (SUS), reduzindo o tempo de espera para atendimento, e explorar ao máximo as parcerias públicoprivadas. "Não basta avaliar a saúde no Brasil por seus indicadores [o país é referência

no tratamento da aids, em imunização, bate recordes em transplantes, por exemplo]. Temos que aperfeiçoar a humanização do atendimento", diz Padilha. Integrantes do ministério e do governo, além de empresários e especialistas, vão debater assuntos ligados à saúde pública brasileira hoje no seminário "Saúde: desafios de hoje e amanhã", promovido pelo Valor com apoio da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma). O ministério, que completa 60 anos em julho, também vai aproveitar o evento para anunciar hoje dois novos medicamentos contra hepatite C - Telaprevir e Boceprevir - disponíveis em 110 hospitais de referência em todo o país. O tratamento deve beneficiar 5,5 mil pacientes, evitando que entrem na fila do transplante. Essa ação pode gerar economia de R$ 378 milhões com transplantes

de fígado no SUS. Outro importante medicamento que começa ser distribuído pelo sistema é o Fator VIII Recombinante, para o tratamento da hemofilia. O remédio é resultado de parceria para transferência de tecnologia entre a Hemobras e a multinacional Baxter. "Apenas três empresas no mundo produzem esse medicamento", diz Padilha. Na semana passada, o ministério anunciou novos acordos de transferência de tecnologia. O país conta com 90 Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PDPs) que envolvem a transferência de tecnologia para a produção, no Brasil, de 77 medicamentos. "O SUS tem suas vitórias, mas há limites", diz Antonio Britto, presidente-executivo da Interfarma. Para ele, é preciso discutir a atual capacidade de universalizar o acesso à população. "Tivemos uma redução extraordinária da mortalidade

Crédito para inovação em saúde tem demanda de R$ 1,3 bilhão, diz BNDES O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou em comunicado que o programa Inova Saúde - Equipamentos Médicos encerrou suas inscrições com demanda de R$ 1,3 bilhão. A linha de crédito foi lançada em abril deste ano pelo banco em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Ministério da Saúde para projetos de inovação em equipamentos médicos. As consultas de empréstimo foram enviadas ao banco até o dia 14 de junho, com 145 manifestações de interes-

se, segundo o BNDES. De acordo com a instituição, a demanda inicial foi mais de duas vezes superior ao orçamento do programa. Em seu informe, o BNDES detalhou que o Inova SaúdeEquipamentos Médicos conta com orçamento de R$ 600 milhões, sendo R$ 275 milhões do BNDES, R$ 275 milhões da Finep e R$ 50 milhões do Ministério da Saúde. O principal objetivo do plano, lembrou o banco, é coordenar as ações de fomento à inovação na área de saúde, integrando os instrumentos de apoio disponibilizados pe-

las três instituições. Ainda segundo o BNDES, a etapa seguinte do Inova Saúde será a análise e homologação das propostas recebidas, que deverá ser concluída até 12 de julho. As cartas de manifestação de interesse serão analisadas por um Comitê de Avaliação formado por técnicos do BNDES, Finep e Ministério da Saúde, informou o banco. As empresas que tiverem seus pedidos homologados vão apresentar um plano de negócios, ou seja, projeto com informações mais detalhadas do plano de inovação proposto pela empresa, destacou a instituição.

infantil, o sucesso do programa de vacinação, mas temos de ficar atentos aos índices de insatisfação da população em relação à dificuldade de acesso". Atualmente, 25% da população brasileira (cerca de 50 milhões de pessoas) têm seguro privado. "Mas esses 25% consomem 55% do total gasto com saúde. Os outros 75% [cerca de 150 milhões de pessoas], que dependem exclusivamente do SUS, consomem os 45% restantes", diz Britto. Os gastos do país com saúde, acrescenta Britto, ficam em 8,8% do PIB - a média mundial é de 9,4%. "Não é verdade que se gasta pouco com saúde no Brasil, mas precisa ser melhor avaliado." Outro ponto que precisa ser planejado é o envelhecimento da população nos próximos anos. "Como esse modelo se sustenta no futuro? ", questiona o executivo. "Tem que se analisar

questões econômicas. O governo tem se apoiado nas PDPs, mas o país importa 88% dos princípios ativos dos remédios que produz." O país tem como base parte dos modelos de saúde implantados nos EUA e na Europa. "Na Europa, onde o Estado se coloca como provedor de saúde, o modelo é motivo de orgulho do continente, mas a crise financeira pode comprometer esse sistema", pondera Britto. Nos EUA, o governo fez suas apostas baseada na oferta privada de serviços, o que traz injustiças para uma parte considerável da população, que fica marginalizada. Para Judith Salerno, diretora-executiva do Instituto de Medicina dos Estados Unidos, o desafio fundamental para o sistema de saúde americano é que, ao contrário de outros países desenvolvidos, os EUA não prestam cuidados de saúde universal. "Hoje, mais de 46

milhões de americanos não têm seguro de saúde". As reformas instituídas, em 2010, com a promulgação da "Affordable Care Act" (ACA, lei conhecida como Obamacare) vai estender a cobertura a essa parcela da população a partir de outubro de 2014, por meio do programa público Medicaid e a criação de mercados de seguros de saúde, conhecidos como intercâmbios, onde os americanos podem comprar seguro de saúde privado. A diferença fundamental entre os sistemas de saúde brasileiro e dos EUA é que o Brasil oferece cuidados de saúde universal e gratuito como um direito dos cidadãos. "Os EUA ainda não está lá. No entanto, com maior acesso vem maiores desafios ao Brasil, país grande e diversificado geograficamente. Atendimento de qualidade terá de guiar os dois países no futuro", diz Judith.

Senado avalia adoção de malha fina para políticos A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado deve discutir amanhã o projeto que prevê a inclusão automática de políticos com mandato conquistado nas urnas na malha fina da Receita Federal. Esse regime de análise das declarações é mais rigoroso que o adotado para a maioria dos contribuintes. O projeto é do senador Cristovam Buarque (PDT-DF). Para Buarque, o regime especial de fiscalização deve ser aplicado aos políticos porque eles estão investidos da função de administrador de bens coletivos e dispõem de poderes que, na ausência de controles, podem ser usados indevidamente. A proposta será analisada em decisão ter-

minativa pela comissão. Na "malha fina", conforme observou o senador, a confrontação regular da variação patrimonial das declarações com o nível de renda pode evitar irregularidades praticadas que, às vezes, só são descobertas muito tempo depois dos atos de improbidade. O voto do relator, senador Eduardo Suplicy (PT-SP), é favorável ao texto, em desacordo com o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Nesse colegiado, o relator, senador Francisco Dornelles (PP-RJ), considerou a proposta inconstitucional por reservar aos "agentes públicos" tratamento desigual em relação aos demais contribuintes.

Dornelles lembra que é proibida qualquer distinção em razão da ocupação profissional ou função exercida. A maioria seguiu o parecer do senador e decidiu rejeitar a matéria. Ainda de acordo com Dornelles, a proposta estabelece a presunção de que os agentes públicos são suspeitos, mesmo antes da apuração de irregularidades em sua situação patrimonial. Suplicy discorda e diz que o texto não adota o princípio de que todo ocupante de mandato eletivo seja um infrator em potencial, mas a ideia de que todo cidadão detentor de altas responsabilidades, no papel de agente político, deve se submeter a rigores maiores de fiscalização que os demais

Entidades criticam contratação de médicos estrangeiros Em resposta ao pronunciamento feito ontem (21) pela presidenta Dilma Rousseff, diversas entidades ligadas à categoria de médicos do país divulgaram hoje (22) nota onde criticam a intenção do governo em trazer médicos estrangeiros para atender a regiões carentes desses profissionais, localizadas no interior do país. Na carta, dirigida à população brasileira, as entidades lembram que a presidenta foi "vítima de grave problema de saúde", e que fez tratamentos em "centros de excelência do país e sob a supervisão de homens e mulheres capacitados em escolas médicas brasileiras". E acrescenta: "O povo quer acesso ao mesmo [tipo de tratamento] e não quer ser tratado como cidadão de segunda categoria, tratado por médicos com formação duvidosa e em instalações precárias". Durante o pronunciamento, a presidenta disse que, entre as medidas estudadas pelo governo, está a de "trazer de imediato milhares de médicos do exterior para ampliar o atendimento do SUS [Sistema Único de Saúde]". Assinada pelas associações Médica Brasileira (AMB), Nacional de Médicos Residentes (ANMR), pelo Conselho Federal

de Medicina (CFM) e pela Federação Nacional dos Médicos (Fenam), a carta diz que as entidades usarão "todos os mecanismos possíveis para barrar a decisão, inclusive na Justiça". Segundo as entidades, a "importação" de médicos simboliza uma "vergonha nacional". De acordo com as entidades, a medida submeteria a parcela mais vulnerável da população "à ação de pessoas cujos conhecimentos e competências não foram devidamente comprovados", escondendo "os reais problemas" que afetam o Sistema Único de Saúde (SUS). Contatado pela Agência Bra-

sil, o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Roberto d'Ávila, se disse decepcionado com o anúncio feito pela presidenta. "Ela tinha prometido, em audiência que tivemos, que não tomaria qualquer medida sem antes conversar com as entidades, e que instituiria, antes, um GT [grupo de trabalho] para discutir assunto", disse o médico.

Auto Escola CFC A E CFC B

CÉU AZUL ALIMENTOS LTDA

CONTRATA Pessoas portadoras de necessidades especiais Os candidatos devem procurar a empresa na Rodovia Raposo Tavares, km 177, ou pelos e-mails: marcio.beneton@ceuazul.ind.br samuel.oliveira@ceuazul.ind.br

...35 anos de tradição Curso para renovação de carteira de habilitação diurno e noturno Av. Francisco Válio, 438 - Centro- Itapetininga - SP Fone: (15) 3271-2273

Internet gratuita WI-FI Venha conferir!


FOLHA DE ITAPETININGA Terça-feira 25 de junho de 2013

página 5

Edição nº 6.402

Dilma diz que receberá manifestantes e anuncia pacto com governadores A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta sexta-feira (21), durante pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV, que vai elaborar um Plano Nacional de Mobilidade Urbana que privilegie o transporte público. Ela também disse que receberá "líderes das manifestações pacíficas" e que conversará com governadores e prefeitos das principais cidades para elaborar um pacto para a melhoria dos serviços públicos. O pronunciamento é uma resposta à série de manifestações desta semana em mais de 140 cidades do país. Dilma passou o dia discutindo com ministros e assessores a conveniência de fazer o pronunciamento, gravado no final da tarde (saiba como foi a repercussão no meio político). "Vou convidar os governadores e os prefeitos das principais cidades do país para um grande pacto em torno da melhoria dos servi-

ços públicos. O foco será: primeiro, a elaboração do Plano Nacional de Mobilidade Urbana, que privilegie o transporte coletivo; segundo, a destinação de 100% dos recursos do petróleo para a educação; terceiro, trazer de imediato milhares de médicos do exterior para ampliar o atendimento do SUS". Asseguro a vocês: vamos manter a ordem." A presidente afirmou que se reunirá com as lideranças das manifestações e com representates de movimentos sociais. "Anuncio que vou receber os líderes das manifestações pacíficas, os representantes das organizações de jovens, das entidades sindicais, dos movimentos de trabalhadores, das associações populares. Precisamos de suas contribuições, reflexões e experiências. De sua energia e criatividade, de sua aposta no futuro e de sua capacidade de questionar erros do passado e do presente."

24/06/2013 –ALCEU DA SILVA DATA/LOCAL DO FALECIMENTO: 24/06/2013 AS 08:30 HS EM ITAPETININGA IDADE: 71 ANOS PROFISSÃO:APOSENTADO ESTADO CIVIL: CASADO COM A SRª MARIA CONCEIÇÃO DA SILVA FILHO DE : JOSÉ DA SILVA E ELVIRA DO NASCIMENTO DEIXA OS FILHOS : IRINEO, JOÃO CARLOS, SERGIO, SOLANGE, ROSANGELA E VANDERLEIA VELÓRIO :NA RESIDENCIA SEPULTAMENTO: 25/06/2013 AS 09:00 Hs CEMITERIO: SÃO JOAO BATISTA EM ITAPETININGA 24/06/2013 –MARIA JOSÉ MARIANO CAMARGO DATA/LOCAL DO FALECIMENTO: 24/06/2013 AS 09:50 HS EM ITAPETININGA IDADE: 66 ANOS PROFISSÃO:PENSIONISTA ESTADO CIVIL: VIUVA DO SRº BENEDICTO CAMARGO FILHA DE : JOSÉ MARIANO BUENO E MARIA SIMBRINA MARIANO DEIXA OS FILHOS : NIVALDO, RAQUEL, FRANCISCO, JOSÉ, MARIA, APARECIDA, CLEUSA E SARA VELÓRIO :CENTRAL DA EMPRESA FUNERARIA CAMARGO DE ITAPETININGA SALA 05 SEPULTAMENTO: 25/06/2013 AS 10:00 Hs CEMITERIO: SÃO JOÃO BATISTA EM ITAPETININGA 24/06/2013 –MARIA JOSÉ DA SILVEIRA MELLO DATA/LOCAL DO FALECIMENTO: 24/06/2013 AS 10:45 HS EM ITAPETININGA IDADE: 89 ANOS PROFISSÃO:APOSENTADA ESTADO CIVIL: SOLTEIRA FILHA DE : JOÃO DA SILVEIRA MELLO E JUVENTINA VIEIRA DE MELLO DEIXA O FILHO : ALEXANDRE JOSÉ VELÓRIO :CENTRAL DA EMPRESA FUNERARIA CAMARGO DE ITAPETININGA SALA 01 SEPULTAMENTO: 25/06/2013 AS 12:00 Hs CEMITERIO: SÃO JOÃO BATISTA EM ITAPETININGA 24/06/2013 –JOSÉ ROBERTO FOGAÇA DATA/LOCAL DO FALECIMENTO: 24/06/2013 AS 12:10 HS EM ITAPETININGA IDADE: 69 ANOS PROFISSÃO:APOSENTADO ESTADO CIVIL: CASADO COM A SRª ANA MARIA CORREA FOGAÇA FILHO DE : MANOEL FOGAÇA NETO E MARIA DE LOURDES NERI FOGAÇA DEIXA AS FILHAS : MARIANA, MANOELA E MARIA DE LOURDES VELÓRIO :CENTRAL DA EMPRESA FUNERARIA CAMARGO DE ITAPETININGA SALA 04 SEPULTAMENTO: 25/06/2013 AS 11:00 Hs CEMITERIO: JARDIM COLINA DA PAZ EM ITAPETININGA 24/06/2013 – JOSÉ JORGE MEIRA DATA/LOCAL DO FALECIMENTO: 24/06/2013 AS 16:30 HS EM ITAPETININGA IDADE: 76 ANOS PROFISSÃO:APOSENTADO ESTADO CIVIL: CASADO COM A SRª ANA MARIA MORELLI DE OLIVEIRA FILHO DE : ARGEMIRO MEIRA DA SILVA E LUIZA MEIRA DA SILVA DEIXA OS FILHOS : MICHEL, ALINE, ANNI, MARCO, JUNIOR E GISELE VELÓRIO :CENTRAL DA EMPRESA FUNERARIA CAMARGO DE ITAPETININGA SALA 06 SEPULTAMENTO: 25/06/2013 AS 15:00 Hs CEMITERIO: SÃO JOÃO BATISTA EM ITAPETININGA

Violência No pronunciamento, a presidente condenou o vandalismo e as depredações registradas em várias das manifestações e criticou a "minoria violenta e autoritária" que danificou prédios públicos. "O governo e a sociedade não podem aceitar que uma minoria violenta e autoritária destrua o patrimônio público e privado, ataque templos, incendeie carros, apedreje ônibus e tente levar o caos aos nossos principais centros urbanos", afirmou Dilma. Segundo ela, essa violência "envergonha o Brasil", é resultado da ação de uma "pequena minoria" e não pode "manchar um movimento pacífico e democrático". Eu quero repetir que o meu governo está ouvindo as vozes democráticas que pedem mudança. Eu quero dizer a vocês que foram, pacificamente, às ruas: eu estou ouvindo vocês! E não vou transigir com a violência e a arruaça." "Todas as instituições e órgãos de segurança pública devem coibir, dentro dos limites da lei, toda forma de violência e vandalismo", determinou. "Com equilíbrio e serenidade, porém, com firmeza, vamos continuar garantin-

do o direito e a liberdade de todos." A presidente reiterou que o governo está ouvindo as "vozes" das ruas, mas não vai transigir com a violência. "Asseguro a vocês: vamos manter a ordem". "Eu quero repetir que o meu governo está ouvindo as vozes democráticas que pedem mudança. Eu quero dizer a vocês que foram, pacificamente, às ruas: eu estou ouvindo vocês! E não vou transigir com a violência e a arruaça." Corrupção Sobre corrupção, um dos temas mais frequentes nos cartazes de manifestantes nos protestos, a presidente afirmou que o país necessita de "formas mais eficazes" para combater o problema. "A mensagem direta das ruas é pacífica e democrática. Ela reivindica um combate sistemático à corrupção e ao desvio de recursos públicos. Todos me conhecem. Disso eu não abro mão", declarou. Ela disse que Lei de Acesso à Informação, que obriga governos e órgãos públicos a fornecer informações solicitadas pelos cidadãos, deve ser expandida. "A Lei de Acesso à Informação, sancionada no meu governo, deve ser ampliada para todos os poderes da República e

instâncias federativas. Ela é um poderoso instrumento do cidadão para fiscalizar o uso correto do dinheiro público. Aliás, a melhor forma de combater a corrupção é com transparência e rigor. Copa do Mundo A presidente justificou os gastos com a Copa do Mundo, um dos principais motivos de protesto dos manifestantes, que reivindicavam a aplicação em saúde e educação do dinheiro gasto com a construção de estádios. "Em relação à Copa, quero esclarecer que o dinheiro do governo federal, gasto com arenas, é fruto de financiamento que será devidamente pago pelas empresas e governo que estão explorando estes estádios. Jamais permitiria que esses recursos saíssem do orçamento público federal, prejudicando setores prioritários como a saúde e a educação", afirmou. É um equívoco achar que qualquer país possa prescindir de partidos e, sobretudo, do voto popular, base de qualquer processo democrático. Temos de fazer um esforço para que o cidadão tenha mecanismos de controle mais abrangentes sobre os seus representantes."

Reforma política A presidente classificou de "equívoco" a palavra de ordem dos manifestantes contra a presença de representantes de partidos políticos nas manifestações: "Sem partido". Nesta sexta, o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria Geral da Presidência) já havia afirmado que "sem partido, no fundo, é ditadura". "Quero contribuir para a construção de uma ampla e profunda reforma política, que amplie a participação popular. É um equívoco achar que qualquer país possa prescindir de partidos e, sobretudo, do voto popular, base de qualquer processo democrático. Temos de fazer um esforço para que o cidadão tenha mecanismos de controle mais abrangentes sobre os seus representantes", disse. Segundo ela, "é a cidadania, e não o poder econômico, quem deve ser ouvido em primeiro lugar". "Precisamos oxigenar o nosso sistema político. Encontrar mecanismos que tornem nossas instituições mais transparentes, mais resistentes aos malfeitos e acima de tudo mais permeáveis à influência da sociedade", afirmou.

Economistas veem inflação e dólar mais altos em 2013 e PIB menor Economistas de instituições financeiras elevaram a perspectiva para a inflação e o dólar neste ano e veem um crescimento menor tanto em 2013 quanto em 2014, ao mesmo tempo em que mantiveram inalteradas as perspectivas para a Selic. A pesquisa Focus do BC divulgada nesta segunda-feira mostra que, mesmo com a expectativa de aperto monetário e com o BC reforçando o discurso de combate à inflação, os economistas veem o IPCA mais alto neste ano, a 5,86 por cento, ante 5,83 por cento na pesquisa anterior. Para 2014, a projeção foi mantida em 5,80 por cento. Já a projeção para a

inflação nos próximos 12 meses foi ligeiramente reduzida a 5,66 por cento, ante 5,69 por cento anteriormente. Na sexta-feira, o IBGE informou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) desacelerou a alta em junho a 0,38 por cento favorecido pelos pre-

ços de remédios e alimentos, mas ainda assim estourou o teto da meta do governo em 12 meses. A preocupação com o alto nível da inflação aumentou no último mês devido à contínua valorização do dólar e seu impacto sobre os preços num momento vacilante da

economia. No Focus, os economistas voltaram a elevar a expectativa para o dólar no final deste ano, a 2,13 reais ante 2,10 reais anteriormente. Na sexta-feira, a moeda norte-americana interrompeu uma série de cinco altas e fechou em queda ante o real, a 2,2445 reais na venda.

DESP ACHANTE POLICIAL DESPACHANTE Competência e R esponsa bilidade Responsa esponsabilidade Transf erência, licenciamento ansferência, licenciamento,, 1º emplacamento emplacamento,, reno vação de CNH, IPV A, m ultas enov IPVA, multas ultas,, etc etc..

Financiamento em até 12x. O mais completo escritório de despachante da EM NOVO ENDEREÇO: RUA Capitão José Leme, n º 258 região. Telefones: 3271-9155 e Telefax: 3271-8084


página 6

Edição nº 6.402

FOLHA DE ITAPETININGA Terça-feira 25 de junho de 2013

Folha nos Esportes Custo de aeroportos da Copa aumenta R$ 1,6 bi; estádios sobem R$ 600 mi O custo da reforma dos aeroportos para a Copa do Mundo de 2014 aumentou R$ 1,6 bilhão de acordo com o Ministério do Esporte. Nesta segunda-feira, o secretário-executivo do órgão, Luis Fernandes, revelou novos dados da chamada Matriz de Responsabilidades do torneio e informou que o valor das obras em terminais aéreos passou de R$ 6,8 bilhões para R$ 8,4 bilhões –alta de 24%. "Esse aumento é de investimentos privados que estão sendo feitos em aeroportos do país", complementou ele, em

entrevista no Rio de Janeiro. A Matriz de Responsabilidades da Copa do Mundo enumera todos os investimentos em curso visando ao Mundial. Em julho, o governo deve lançar uma versão atualizada do documento, com novos valores. A versão atual da matriz é de abril. No novo documento, o custo da reforma e construção dos estádios para a Copa será R$ 600 milhões maior que o atual. Na matriz de abril, o governo informa que as obras custarão pouco mais de R$ 7 bilhões. Após o reajus-

te no custo do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, e do Maracanã, no Rio, esse custo já atingiu os R$ 7,6 bilhões. No geral, conforme o já havia informado, o custo de todos os projetos ligados à Copa já é de R$ 28,1 bilhões –cerca de 10% a mais do que os R$ 25,5 bilhões anunciados em abril. No primeiro plano de investimentos do governo para o Mundial, a previsão era que seriam gastos R$ 33 bilhões. A maior parte dos investimentos ainda é em obras de mobilida-

de urbana em cidadessede do torneio. Em abril, elas já custavam R$ 8,5 bilhões. Hoje, de acordo com o Ministério do Esporte, já chegam a R$ 8,9 bilhões. Os outros investimentos em portos, telecomunicações, segurança e turismo permanecem praticamente estáveis desde abril. Juntos, eles correspondem a R$ 3,2 bilhões. Ainda de acordo com o secretário-executivo do ministério, no próximo balanço do andamento das obras da Copa do Mundo de

Inter não fica satisfeito com exame médico e desiste de contratar Adriano Reviravolta no novo capítulo de carreira de Adriano Imperador. Depois de enviar médicos ao Rio de Janeiro, para examinar o antigo camisa 10 do Flamengo, o Internacional decidiu se retirar das negociações. Justamente pelo resultado dos testes realizados, que apontaram a necessidade de um tempo considerável para o excamisa 9 da seleção brasileira entrar em campo. A desistência do Colorado foi informada pelo diretor de futebol Luís César Souto de Moura, que falou com o médico Paulo Rabelo – presente nos exames desta segunda-feira, e citou o tempo de preparação para o Imperador voltar a atuar como motivo. “Mandamos nosso di-

retor médico e fisiologista ao Rio de Janeiro fazer testes com o jogador. A avaliação deles é que o jogador evoluiu muito na condição física, mas o tempo que ele precisa para praticar o futebol em nível competitivo o Inter não teria”, disse à Rádio Bandeirantes de Porto Alegre o dirigente. Além do aspecto clínico, o Colorado cita um desacerto financeiro com partes envolvidas na negociação para encerrar as tratativas com o jogador. "O problema do acerto financeiro não é com o jogador, mas entre as partes envolvidas. Tem o jogador, tem seu procurador e um agente de negócios", contou. "Eu estava muito otimista e estou um pouco frustrado com este desfe-

cho, sim", completou. O nome de Adriano chegou a mesa do Inter pouco mais de um mês atrás, quando foi levado por um escritório de advogados de Porto Alegre. A oferta incluía um contrato de risco, até dezembro, e salário inferior a R$ 100 mil. Em um primeiro momento, o presidente Giovanni Luigi não se empolgou com a proposta, mas o departamento de futebol consultou Dunga e Paulo Paixão e decidiu investir em um acerto. Na última semana, in-

tegrantes da direção do Inter já haviam mostrado descontentamento com os relatos de alguns dos envolvidos na negociação. A insatisfação era com a versão de que o contrato estava pronto e que a chegada em Porto Alegre era questão de dias. Aos 31 anos, Adriano está sem clube desde o início de novembro de 2012. Após faltar a treinos, o jogador foi dispensado pelo Flamengo sem nem sequer reestrear. Antes disso, ele também deixou o Corinthians pelo mesmo motivo.

2014, o governo federal deve informar quanto comprometeu com isenções e subsídios para a preparação do torneio, inclusive com as dos estádios. A divulgação desse valor foi uma determinação do TCU (Tribunal de Contas da União), que já estimou os custos desses benefícios concedidos pela União. De acordo com o órgão, a participação do governo federal da Copa do Mundo inclui R$ 329 milhões em isenção de impostos federais às construtoras que trabalham nos estádios e R$ 189 mi-

lhões que o BNDES abriu mão para oferecer financiamentos a juros abaixo do mercado para quem tocava obras para o Mundial. Ao contrário do que afirmou a presidente da República, Dilma Rousseff, em pronunciamento na sexta-feira, há sim dinheiro federal em obras de estádios da Copa de 2014. E não é pouco. Somados os incentivos fiscais, subsídios em empréstimos e até participação em arenas, a União já comprometeu cerca de R$ 1,1 bilhão com os locais para jogos do Mundial.

Ministro vê interessados na Copa, mas Fifa diz que não há plano B Baseado em notícias de jornais, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, afirmou que viu interessados em tomar o lugar do Brasil como sede da Copa-2014 quando houve ameaça de cancelamento pela Fifa da Copa das Confederações por conta dos protestos no Brasil. Mas a entidade reafirmou que não há plano B e que a competição será no país. "A simples especulação já gerou candidatas. Li em publicações dos senhores e das senhores que outras se apresentaram. Do Ministério do Esporte, sabemos que há um interesse da China de organizar um Mundial [no futuro]", afirmou o ministro. "Imediatamente, as candidatas se apresentaram. EUA, Japão, Alemanha, China. China tem procurado apoio para estruturar o futebol chinês para um dia receber a Copa. Argentina e Uruguai querem receber o Mundial em 2030." A Fifa, no entanto, res-

saltou que não houve nenhuma oferta de outros países para substituir o Brasil no posto de organizador da Copa. A entidade repetiu o discurso de que nunca se pensou em cancelamento da Copa das Confederações ou um plano B. "A final da Copa das Confederações será jogada no Rio. E a Copa será jogada no Brasil. Para deixar claro, não há plano B. Não nenhuma oferta de outro país", afirmou o secretáriogeral da Fifa, Jérôme Valcke. Ao contrário do que afirmou a presidente da República, Dilma Rousseff, em pronunciamento na sexta-feira, há sim dinheiro federal em obras de estádios da Copa de 2014. E não é pouco. Somados os incentivos fiscais, subsídios em empréstimos e até participação em arenas, a União já comprometeu cerca de R$ 1,1 bilhão com os locais para jogos do Mundial.

Vende-se 7 galoes de defensivo Agricola GLIZ MAX fone: 96204484 Vende-se 30 novilha Nelore 96204484


FOLHA DE ITAPETININGA Terça-feira 25 de junho de 2013

página 7

Edição nº 6.402

Pupunheira: tecnologia inédita reduz em 30% a podridão Pesquisa de órgão da Secretaria de Agricultura do Estado será apresentada em evento nos dias 11 e 12/6 O Polo Regional Vale do Ribeira da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), realiza em 11 e 12 de junho o “Curso sobre Sistema de Produção de Pupunheira para Palmito”, em Pariquera-Açu. Durante o evento será apresentada uma pesquisa inédita sobre a eficiência do fertilizante fosfito de potássio no controle da podridão da base do estipe em pupunheiras, que pode matar a planta e reduzir a produtividade em até 50%. Os estudos comprovaram que o uso do fosfito reduz em até 30% a incidência da doença. A podridão é causada por dois fungos de solo e uma bactéria, chamados Fusarium

spp, Phytophthora sp e Erwinia sp, respectivamente. A doença incide em plantas jovens e adultas de pupunheira e é frequente em viveiros e plantios com até um ano de idade. “São sintomas característicos da doença as murchas e amarelecimento da folha bandeira, seguido do amarelecimento e a seca das demais folhas, provocando a morte da planta”, afirma o pesquisador Eduardo Jun Fuzitani. “Em viveiros da Bahia, mais de 70% das plantas foram infectadas e mortas. As plantas doentes encontravam-se distribuídas esparsamente nos plantios. A podridão é ainda comum na Costa Rica, principalmente em áreas mal drenadas”, explica Fuzitani. A pesquisa testou como modo preventivo a aplicação do fosfito de potássio, um fertilizante comercializado na formulação líquida e

que atua como fonte nutricional para as plantas. Originalmente, ele é aplicado no controle de doenças do abacaxi e dos citros. O trabalho teve o objetivo de avaliar a eficiência no controle das doenças nas mudas de pupunha. O resultado é a redução de 30% na severidade da doença na planta, com a inibição do crescimento micelial e a esporulação de patógenos. O fosfito tem ainda função de fornecer fósforo e potássio à planta. Ainda não existem variedades de palmito pupunha resistentes a doenças, mas a Apta estuda o desenvolvimento de novos materiais, por meio do melhoramento genético. Sobre o evento - O curso tem como objetivo capacitar produtores para a produção do palmito pupunha com o uso de tecnologias e do cultivo sustentável. Serão divulgadas novas in-

formações sobre a cultura e novas técnicas de produção. O público-alvo é composto por produtores rurais, engenheiros agrônomos, técnicos agrícolas, estudantes e demais interessados. As palestras serão ministradas por pesquisadores dos Polos Regionais da Apta, dos institutos Agronômico (IAC) e de Tecnologia de Alimentos (ambos também ligados à Apta), da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati/SAA), da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Palmito pupunha - O produto é considerado uma excelente alternativa para os produtores rurais da região do Vale do Ribeira, onde se estima que existam quatro mil hectares cultivados e a produção está em franca expansão. A cul-

tura tem crescido também em outras regiões do Estado e na Bahia. O histórico de produção de palmito tem suas raízes no do Vale do Ribeira, com a utilização da palmeira juçara. Porém, o corte indiscriminado dessa planta nativa levou à quase extinção da espécie, levando à migração para a Região Norte, também sustentada na extração predatória. Na década de 1990 começou a produção de palmito a partir de plantas cultivadas, em especial a pupunheira, a principal atualmente. O Vale do Ribeira volta a ter expressão, incluindo o aspecto da geração de empregos, conforme afirma o pesquisador da Apta Erval Rafael Damatto Junior. O bom desenvolvimento da cultura na região deve-se ao clima propício, à quantidade adequada de

chuvas e à existência de solos já abertos, ociosos ou com culturas de áreas degradadas, não havendo a necessidade de desmatamento para o plantio, com excelente aptidão para o desenvolvimento. “Além disso, a região do Vale tem localização geográfica privilegiada, entre os dois maiores centros consumidores de palmito em conserva, São Paulo e Curitiba”, diz o pesquisador. Segundo Damatto Junior, como a região tem tradição de produção de palmito em conserva, já existem indústrias tradicionais no ramo em processo de expansão. O palmito e seus frutos são ricos em carboidratos, proteínas, cálcio, fósforo, ferro e vitaminas A, B1 e C. O fruto da pupunha é muito consumido na região amazônica, utilizado como farinha, bolos, biscoitos e pães.

INDICADOR PROFISSIONAL ADVOGADOS MÉDICOS Ginecologia DR. DAVID CAVALHEIRO SALEM JR. Clínica Geral CRM 27291 R. CEL: AFONSO, 422 - ITAPETININGA-SP FONE: 3271-8810 - CONSULTA C/HORA MARCADA CONVÊNIOS UNIMED, IAMSPE

Cardiologia • Cardiologia • Clínica Médica • Cardiogeriatria

Dr. Luiz Antonio Orsi Bernardes CRM 44559

Dentista

Adriana Quintella Ozi advogada R. Vicente Eugênio Piedade, 230 - Vila Barth CEP 18205-610 - ITAPETININGA -SP e-mail: adrianaozi@aei.com.br

(15) 3272-4447 LUIZ GONZAGA LISBOA ROLIM SEPTIMIO FERRARI FILHO Direito Família - Criminal - Trabalhista - Tributário Justiça Federal - Sustentação Oral nos Tribunais

Rua Major Fonseca, 85 SL 1-2 e 3 Sobreloja CONSULTAS COM HORA MARCADA E PARECERES - ESTACIONAMENTO PRÓXIMO

Fones: 3271-1331 Fax: 3272-5128 José Hércules Ribeiro de Almeida Uedney Junqueira do Amaral ADVOCACIA GERAL Escrit. Av. Domingos José Vieira, 1561 - fone/fax 3271-3062 Resid. R. Leonor A. Camargo, 166 - Fone: 3272-5437 CEP: 18200-000 - ITAPETININGA/SP

DR. VITOR CAMARGO HOLTZ MORAES OAB Nº 134.223

Advocacia Cívil, Criminal e Trabalhista e-mail: vitorholtz@ig.com.br R. Adolfo Arruda Melo, 210 - Jd. Italia Fone/Fax: (15) 3272-9300 / Cel. 9715-4602

Itapetininga -SP CEP 18201-750


página 8

Edição nº 6.402

É GOVERNO, SOU CONTRA Desgraça e inflação eleva preços e audiência de televisão. A onda dos protestos e crimes em São Paulo melhorou e bastante a audiência dos programas de televisão que usam e abusam da violência urbana como atração, pois bombas explodem e audiência também. O Brasil do PT, esta mostrando uma faceta diferente de outrora, pois tem democracia, hipocrisia e autoritarismo ao mesmo tempo, se não vejamos um tópico interessante: passeata de protesto querendo catraca livre dos ônibus coletivos urbanos que tiveram aumentos abaixo da inflação, por pessoas que segundo informações nunca andaram de ônibus, segundo a classe social que per-

tencem. Já tem pessoas entrando em fila para saber do que se trata. Esse pessoal da passeata está querendo mostrar a cara para o mundo, e esse intento já conseguiu. Será que passeata virou rotina pois todo dia está marcada uma. Agora o objetivo de tudo isso é melhorar a vida dos trabalhadores ou as suas? Quem vaiou a presidenta Dilma no estádio em Brasília, não foi o povo pobre não, pois pobre pode pagar ingressos ao custo de RS 500,00? Essa vaia seria válida se ao invés de comprar ingressos, arrecadassem e distribuíssem para os pobres. Sem querer fazer trocadilhos, será que os pobres de Brasília são os mesmos de Paris? Devemos tomar muito cuida-

do com essas manifestações de povo disfarçado de povo, pois toda a multidão em protesto, pode gerar pancadarias, vandalismo enfim os direitos entram em conflitos. Tudo tem limite e quando a boiada estoura ninguém segura. Quem vai pagar os ônibus incendiados, prejuízos das lojas comerciais? Claro o povo que não participou, e que perdeu tempo de descanso para voltar para a casa. Hoje o Brasil está me lembrando do costume do povo Espanhol, Tu és governo, sou contra. Vamos organizar melhor esta masturbação coletiva, pois é impossível fazer omelete sem quebrar o ovo. Orlando Camargo

OS CINCO JOÃO BATISTA Prof.Dirceu Campos AJORI – 440 Crendice Popular ou lendas de São João Batista contadas pelos antigos,atravessaram gerações até nossos dias.Entre as muitas destacamos a lenda da lavagem de São João à meianoite,véspera de 24 no riacho ou córrego. Devotos reúnem-se na casa para rezar o terço ao Santo Milagroso; depois,em procissão, seguem até ao riacho onde o padrinho recebe das mãos da madrinha a imagem sagrada,lavando os pés,rosto e as mãos do Santo e pede uma graça,devolvendo-a, e esta,por sua vez,a enxuga com toalha.Diz ainda a lenda que se a pessoa olhar no rio iluminada pela luz da vela da procissão e não ver a sua imagem ou de São João refletida nas águas, ela não estará viva ano seguinte para contar os milagres. Uma senhora nos contou que a família tinha tanta fé no Santo milagreiro que o avô,pai e irmão chamavam-se João Batista e ela,por sua vez,desde a infância,tinha devoção ao Padroeiro. Solteira, como todas as outras de sua idade, desejavam um noivo,rico,honesto,compreensivo e sincero para passar os dias de sua jornada aqui na Terra. A jovem de predicados morais com formosura tamanha, embora procurasse a alma gêmea,não atingia seu objetivo. Anos passavam e cada vez mais velha e nada de encontrar o homem de sua vida e para não ficar solteirona,na noite de 24 de junho, estava chovendo muito,mas valia a pena pedir uma graça ao Santo de sua devoção.Tinha certeza de que seria

atendida,não pensou duas vezes,com as amigas,em procissão, foram banhar a imagem sagrada.O pedido era de casamento; se fosse atendida daria o nome ao seu primogênito de João Batista. No ano seguinte,na festa de São João promovida pela família, ao servir quentão aos convidados deparou com um jovem que,por coincidência, chamava-se João Batista.Ao vê-lo, seu coração balançou,apaixonada,pois acabava de encontrar o moço de seus sonhos.São João havia atendido o seu pedido.Esse amor transformou-se em namoro,noivado e,finalmente,casando-se no ano seguinte no dia do Santo Padroeiro. E, no outro ano, véspera de São João, a zero hora nasceu o filho esperado,recebendo o nome do santo de sua devoção,formando assim a família dos cinco João Batista. De acordo com a crendice popular se desejar uma graça é só lavar a imagem sagrada no rio à meia-noite,véspera de 24, e pedir com devoção e só aguardar. Vale a pena tentar ! Na foto, a imagem de São João Batista.

24 HORAS

AUTO POSTO PAQUETÁ

Seu carro na melhor forma!

FONE: 3271-8011

FOLHA DE ITAPETININGA Terça-feira 25 de junho de 2013

O erro de acreditar cegamente no que "ouviu na esquina" As pessoas precisam aprender a buscar e selecionar as informações. O processo de conscientização é lento e gradativo, mas deve ser permanente. Ninguém pode mais acreditar em algo, simplesmente porque ouviu isto ou aquilo "na última esquina". Uma iniciativa indispensável é intensificar o hábito da leitura. E ir além. P r o c u r a r l e r, além, de notícias, também comentários divergentes. Aprender, com o tempo, a enxergar dois, três ou mais ângulos de

Silas Gehring Cardoso Ajori - 033

uma mesma questão. Há um ditado que diz precisamos tomar muito cuidado com o homem que só leu um único livro, porque estará enxergando as coisas pelo único ângulo apontado por aquela obra. Em linguagem popular, estará "bitolado". É preciso tomar muito cuidado com as sugestões tendenciosas e mesmo com artigos aparentemente ino-

fensivos, mas que trazem nas entrelinhas, mensagens claramente tendenciosas. É preciso questionar mais, sabatinar mais, exigir mais. Só Deus é absoluto. O resto é relativo. E aí é preciso uma análise ponderada, para verificar se as opiniões que estamos abraçando não constituem preconceitos de terceiros. Temos inteligência para exercita-la. Temos raciocínio analítico para utilizalo. Muitas vezes, o ser humano falha por pura preguiça mental, por acomodação e p o r a b s o r v e r, sem questionamento, todas as informações que recebe. Silas Gehring Cardoso é redator chefe dos jornais Folha de Itapetininga e Tribuna Popular e presidente da AJORI Associação dos Jornalistas e Radialistas da Região de Itapetininga.

ROUPAS E CALÇADOS INFANTIS MODA GESTANTE JOVEM E ADULTO SETOR DO BRANCO PARA QUEM USA BRANCO NO DIA A DIA

Folha 25/06/2013  

O mais moderno jornal da região.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you