Page 1

Folha de Itapetininga, Quinta-feira, 15 de março 2018

| Edição nº 7.079 |

ANO XLVIII / Nº 7.079 / 48 ANOS - COM ITAPETININGA E REGIÃO

Página 1

Itapetininga, Quinta-feira, 15 de março de 2018

Adolescentes assaltam mulher, levam o carro e provocam colisão em Itapetininga

Na noite desta última terça feira, na área central de Itapetininga, dois adolescentes, respectivamente de 15 e 16 anos de idade, assaltaram uma mulher que saia de uma lanchonete com seu filho pequeno e levaram seu carro. A vítima entrou em contato com a Polícia Militar e imediatamente um amplo cerco foi realizado na cidade. Na fuga, os assaltantes acabaram colidindo o veículo contra um muro, no Jardim Santa Inês. Foram conduzidos ao Plantão Policial e posteriormente encaminhados à Fundação Casa. Constatou-se que a arma utilizada era falsa.

Abertas inscrições para escolinha Começa hoje retirada de números de futebol do Programa e troca solidária para o “Correr e Atleta do Futuro Caminhar com Saúde”

Estão abertas as inscrições para participar da escolinha de futebol do Programa Atleta do Futuro, uma parceria entre a Prefeitura e o SESI de Itapetininga. O programa é destinado para crianças e adolescentes com idades entre 10 e 15 anos. Os interessados devem retirar sua ficha de inscrição das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira, na Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, localizada nas dependências do Ginásio Ayrton Senna da Silva, acesso pela avenida José de Moraes Terra, 2001, Marginal do Chá, Vila Barth. Mais informações pelo telefone (15)32717926. As aulas e treinamentos terão a orientação de um profissional capacitado e serão realizadas no campo

do SESI, que fica a rua Padre Antônio Brunetti, 1.360, na Vila Rio Branco, às segundas e quartas-feiras, nos seguintes horários: das 8h às 9h30 (idade entre 10 a 12 anos) e das 9h30 às 11h (de 13 a 15 anos). No período da tarde, das 14h às 15h30 (alunos de 10 a 12 anos) e

15h30 às 17h (de 13 a 15 anos). Estão abertas 30 vagas por faixa etária. O Programa Atleta do Futuro existe há mais de 25 anos e tem como objetivo principal promover a formação e a cultura esportiva, por meio da prática orientada e sistematizada.

Roda da Leitura será neste sábado (17) na Biblioteca de Itapetininga Estimular crianças à leitura. Esta é uma ação da Secretaria da Cultura e Turismo, por meio da Biblioteca Municipal com o projeto “Roda da Leitura”. Neste sábado (17), a partir das 10h, crianças vão se juntar para

lerem um livro escolhido por elas no próprio encontro. Durante o período de uma hora irão treinar a leitura junto aos colegas, interpretar o texto, discutir, tirar dúvidas sobre a obra escolhida, fazer novas amizades, aprender a

respeitar o próximo, vocabulário e tudo o que a leitura e os livros têm a oferecer. Então, não perca. Anote o endereço. A Biblioteca Municipal fica à rua Campos Salles, 175, no centro. A mediação será de Vanessa Milani.

A partir de hoje os inscritos para participar da 1ª etapa oficial do circuito “Correr e Caminhar com Saúde” deste ano poderão retirar

o kit (número de peito e o chip de cronometragem). Esta etapa contará com a participação dos 500 inscritos oficialmente, mas

o circuito está aberto para quem desejar praticar a caminhada ou a corrida.A prova será disputada no dia 18 de março (domingo)

Evento “Relações de Gênero e Sexualidade “não tem a participação da Prefeitura A Prefeitura de Itapetininga esclarece que não é responsável pelo evento “Relações de Gênero e Sexualidade – Interfaces entre Educação, Saúde e Direitos” que está marcado para o dia 22 de março e também não autorizou o uso do logotipo oficial da prefeitura

para a divulgação. A iniciativa é do Conselho Regional

de Psicologia e da Defensoria Pública.

Prefeitura e Sesi abrem inscrições para escolinha de futebol Pág 2


| Edição nº 7.079 |

Página 2

Folha de Itapetininga, Quinta-feira, 15 de março de 2018

Prefeitura e Sesi abrem inscrições para escolinha de futebol Estão abertas as inscrições para escolinha de futebol do Programa Atleta do Futuro, parceria entre a Prefeitura de Itapetininga e o SESI local. O programa será destinado para crianças e adolescentes na faixa etária dos 10 a 15 anos, com os interessados retirando sua ficha de inscrição das 9 às 17horas, segunda a sexta-feira, na Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, localizada nas dependências do Ginásio Ayrton Sen-

na da Silva, acesso pela avenida José de Moraes Terra, 2001, Marginal do Chá, Vila Barth. Maiores informações pelo telefone (15)32717926 As aulas e treinamentos tendo orientação de profissional capacitado serão realizados no campo do SESI, em Vila Rio Branco, às segundas e quartas, nos seguintes horários: no período da manhã, das 8h às 9h30 atendendo aos inscritos com idade entre 10 a 12

anos e das 9h30 às 11h, àqueles de 13 a 15 anos. Já no período da tarde, das 14h às 15h30, estarão em atividades os alunos de 10 a 12 anos e 15h30 às 17h, com idade de 13 a 15 anos. Estarão sendo disponibilizadas 30 vagas por faixa etária. O Programa Atleta do Futura existe há mais de 25 anos e tem como objetivo principal promover a formação e a cultura esportiva, por meio da prática orientada e sistematizada.

Pets idosos exigem cuidados e carinho redobrados Qualidade de vida do animal está ligada ao amparo familiar e acompanhamento veterinário Assim como o ser humano necessita de carinho e atenção, principalmente na terceira idade, os pets idosos também exigem uma atenção maior em relação a sua saúde. Embora cada animal tenha sua particularidade, a regra é basicamente a mesma para todos: acompanhamento veterinário rigoroso.

De acordo com o médico veterinário, Adelmo Guilhoto Miguel, que atua na área clínica e cirurgia de cães, gatos e animais silvestres na Clínica Espaço Veterinário, os pets atingem a maturidade sexual muito cedo. Ou seja, por volta dos 7 meses, cães e gatos já estão fisiologicamente aptos à reprodução. “Por isso, dizemos que o primeiro ano de um pet equivale a 15 anos de um ser humano. A partir daí, contamos em média 7 anos cani-

nos para cada ano vivido por eles”, explica. Para um cão ser considerado idoso deve ser levado em conta o porte e a raça do animal, pois quanto menor o tamanho, maior a expectativa de vida e consequentemente a fase de idoso será mais tardia. “Um pinscher, por exemplo, é considerado idoso a partir dos 8 anos. Já com um dogue alemão, isso ocorre por volta dos 6 anos”, exemplifica Adelmo, ressaltando que pets idosos

estão mais propensos a doenças cardíacas, renais e articulares. “Além disso, os tumores são uma realidade e representam grande desafio para nós, clínicos veterinários.” Com essa nova fase na vida do bichinho, a rotina deve ser mudada. Adelmo reforça a necessidade de exames preventivos regulares realizados pelo médico veterinário. “Eles detectam precocemente as doenças e melhoram o prognóstico relacionado à qualidade de vida dos nossos velhinhos.” Ele destaca que um dos exames mais solicitados é o SDMA, que detecta um quadro de insuficiência renal com aproximadamente 2 anos de antecedência, quando

comparado ao perfil renal tradicional solicitado hoje nas clínicas. Também é comum a avaliação de alterações cardíacas através dos exames de ecodoplercardiograma, eletrocardiograma e pressão arterial sistólica. Além disso, a alimentação deve ser balanceada para evitar o sobrepeso, que prejudica as articulações. “Pequenas caminhadas são bem-vindas, desde que não existam problemas articulares graves. Escadas e degraus que colaborem com doenças articulares e discopatias devem ser evitados”, aconselha. Já as brincadeiras dependem do estado geral do pet. “Aqueles com lesões articulares tendem a ser mais sedentários e evitam caminhadas e brincadeiras que requerem esforço físico.” Ambiente familiar

e chegada de um novo pet A pessoa que tem um pet deve ter a consciência de que o animalzinho passa a fazer parte da família, exigindo carinho e atenção, e quando o animal é idoso, um cuidado especial é necessário. De acordo com Adelmo, o apoio da família é essencial para que esse pet se sinta amparado. O veterinário ainda chama a atenção para um fato curioso que costuma acontecer com os animais mais velhos quando um novo pet chega à família. “Os cães são muito sociáveis e apreciam a companhia canina. Na maioria das vezes, nossos clientes relatam que o cãozinho idoso não só acolhe com muito carinho o novo morador como também se mostra mais disposto para brincar e se alimentar”, enfatiza Adelmo.


Folha de Itapetininga, Quinta-feira, 15 de março 2018

| Edição nº 7.079 |

Página 3

Ministério da Saúde quer vacinar 10 milhões de jovens e adolescentes contra meningite e HPV studo realizado em 2017 indica que prevalência estimada do HPV nas capitais do Brasil é de 54,3%. Campanha visa aumentar a cobertura vacinal dos adolescentes de 9 a 14 anos contra o HPV e Meningite C O Ministério da Saúde está convocando 10 milhões de jovens e adolescentes para se vacinar contra meningite e HPV (Papiloma Vírus Humano). Nesta terça-feira (13), o ministro Ricardo Barros lançou, em Brasília, a

Campanha Publicitária de Mobilização e Comunicação para a Vacinação do Adolescente contra HPV e Meningites. Deverão ser vacinadas contra o HPV, meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Neste ano, o Ministério da Saúde está ampliando a faixa etária da vacina meningite C, que agora passa a ser 11 a 14 anos de idade. No ano passado, estavam sendo vacinados contra a doença meninas e meninas de 12 a 13 anos.

“Esta campanha está completamente de acordo com a mudança de foco que estamos implantando no Ministério da Saúde, que é priorizar a prevenção. Estamos investindo na prevenção para evitar que as pessoas fiquem doentes. O recente lançamento das novas práticas integrativas no SUS vai na mesma direção, nossos foco é o processo de saúde e não a doença”, explicou o ministro Ricardo Barros, durante o lançamento da campanha.

Varejistas anunciam descontos para 15 de março, o ‘Dia do Consumidor’ Data foi criada para estimular consumo no mês de março; confira lojas participantes da ação Lojas de diversos setores anunciaram descontos especiais para esta quinta-feira (15), o Dia do Consumidor. A data, criada pelo setor para estimular as vendas em março, cai na semana de aniversário do Código de Defesa do Consumidor e começou nos Estados Unidos em 1962. A Via Varejo, grupo que reúne Casas Bahia e Pontofrio, vai realizar promoções para atrair clien-

tes. diretor-executivo de operações da empresa, Paulo Naliato, afirma que a data ainsa não chega a ter a relevância da Black Friday, mas está crescendo. Para este semestre, o setor espera turbinar as vendas de televisores e celulares por causa

da Copa do Mundo. Já na rede Carrefour,clientes cadastrados no programa de desconto ganham 10% no valor total da compra (no máximo de 75 reais de abatimento), exceto para eletrônicos, pneus e tabaco. Os postos da empresa também oferecem desconto de R$ 0,10 por litro em todos os combus-

tíveis, exceto no Rio de Janeiro. Já na loja virtual, as ofertas são de 5% a 10% de desconto em itens não-alimentares. A loja Casas Bahia terá a promoção “Compre e Ganhe” a t é o próximo sábado, 17 de março. Na compra de um item, o consumidor ganha outro produto selecionado. Por

exemplo, ao adquirir um televisor Samsung de 50 polegadas, o cliente leva um smartphone Galaxy j1 Mini. Já a rede de supermercados Extra anunciou o “Ofertaço do Consumidor”. Das 7h à meia-

noite do dia 15 haverá descontos de 20% a 50% em diversos produtos. Por fim, a Ponto Frio a n unciou ofertas e parcelamento em até 24 vezes sem juros com o cartão da loja e em produtos selecionados.


| Edição nº 7.079 |

Página 4

Folha de Itapetininga, Quinta-feira, 15 de março de 2018

tivos de preços para se capitalizar e realizar o plantio da safra 2018/19. Os trabalhos de campo, por sua vez, têm sido favorecidos pelas melhores condições climáticas. Pela sexta semana consecutiva, os preços médios da mandioca continuaram em queda. AGRIFUTURA. Cerca de 2,5 mil pessoas compareceram à primeira edição do AgriFutura, evento inédito com soluções tecnológicas e inovadoras voltadas ao agronegócio, que ocorreu nos dias 3 e 4 de março no Instituto Biológico, na capital paulista. Estudantes, produtores rurais e profissionais da área conferiram de perto o que há de mais moderno com a presença de start-ups apresentando novidades, dos órgãos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) do Estado de São Paulo expondo os resultados de pesquisas desenvolvidas, além de palestras com especialistas sobre diversos temas relacionados à inovação. SEMINÁRIO. O Instituto de Economia Agrícola (IEA) realizou a palestra: “Proposta para a Estimativa do PIB do Agronegócio Paulista”, ministrada por Vagner Bessa, mestre em geografia e gerente da Área de Indicadores Econômicos da Fundação Seade, e Regiane Lenardon, economista, também ligada à Fundação Seade. O evento faz parte do Ciclo de Seminários IEA com participação gratuita. PREÇOS. O índice dos preços recebidos

pelos produtores paulistas (IqPR) registrou alta de 0,44% em janeiro de 2018, na comparação com dezembro de 2017. Os produtos que apresentaram as maiores altas nas cotações do mês foram: feijão (24,89%), tomate para mesa (10,52%), milho (8,07%), algodão (6,23%) e amendoim (4,44%), informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

condições de acessibilidade. MANDIOCA. Mandiocultores consultados pelo Cepea estão mais ativos na comercialização da raiz na maioria das regiões acompanhadas. O maior interesse está relacionado à necessidade de liberação de áreas arrendadas e de aproveitar os patamares ainda atra-

MILHO. As cotações do milho continuam em alta no Brasil e no mercado externo. Segundo pesquisadores do Cepea, a restrição vendedora e as incertezas quanto à segunda safra nacional e à produção argentina impulsionam os preços de novos negócios. As elevações são observadas apesar do período de colheita da temporada

de verão e dos bons volumes ainda em estoque. Entre 2 e 9 de março, o Indicador do milho ESALQ/ BM&FBovespa (Campinas – SP) subiu expressivos 3,4%, fechando a R$ 41,42/saca de 60 kg na quinta-feira, 8, o maior patamar nominal desde 30 de setembro de 2016. ALFACES. Na semana (05 a 09/03), continuaram ocorrendo sobras de alfaces de todas as variedades acompanhadas pelo Hortifruti/Cepea nos boxes da Ceagesp. O clima favorável para a boa produção das folhosas nas roças está contribuindo para manter a oferta elevada nas roças, o que reflete em maior entrada

de folhosas na Ceagesp. As boas condições para cultivo também resultaram em uma melhor qualidade das alfaces comercializadas. Por esses motivos, os preços da crespa e da lisa caíram e ambas foram cotadas por R$ 11,03/cx com 24 unidades, queda de 4,55% frente à semana anterior. Já a crespa e lisa hidropônicas se desvalorizaram 8,87% e saíram por R$ 13,00/cx com 24 unidades. (Texto(s): CATI, Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de S.Paulo, Mapa, Cepea/ Esalq, HFBrasil) Email: mauricio.picazo. galhardo@hotmail.com.

URUPÊS. Os produtores rurais de Urupês (Região de São José do Rio Preto) terão à disposição um atendimento com mais conforto na Casa da Agricultura, que foi reformada e entregue à população pelo secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, e o prefeito do município, Alcemir Cássio Gréggio “Bica”, quinta-feira, dia (8). Ao reinaugurar o espaço, que atende cerca de 30 produtores por semana, o secretário destacou a qualidade da obra executada, que incluiu pintura das áreas externa e interna, troca de piso, ferragens e instalações elétricas, impermeabilização de telhas e instalação de rampa na entrada, para garantir

Armemo-nos para a paz

José Renato Nalini, secretário da Educação do Estado de São Paulo e docente da Uninove Se queres paz, arma-te

para a guerra. Essa a ordem longeva, que parece ter ressuscitado na América do Norte. Pois a receita para evitar chacinas como a da Flóri-

da, onde um exestudante matou dezessete alunos há algumas semanas, é fazer com que cada professor carregue uma arma. Carregue uma arma carregada, é claro. Não é crível que a resposta à violência seja a incitação a maior violência. Mas é o que acontece quando o setor armamentista consegue convencer os impulsivos, os raivosos, os que “não levam desaforo para casa”, a investir ainda mais na

fabricação desses instrumentos de morte. Sou radical em relação a isso. Arma não deveria sequer ser fabricada. Algo que existe para tirar a vida, não deveria existir. Quem é que não enxerga a realidade evidente: os homicídios que chocam a população, o assassinato de várias pessoas ao mesmo tempo, as “balas perdidas”, tudo isso não existiria se houvera abolição da arma de fogo.

O Brasil já se posicionou no tema. Votou o Estatuto do Desarmamento, ora sob ameaça. Como tudo o mais que é bom no País e que tende a ser mutilado ou a desaparecer. Em lugar de se investir na estrita observância do Estatuto do Desarmamento, pretende-se liberar o uso de arma de fogo. Quantas vidas ceifadas ainda serão necessárias até que o discernimento prepondere e se faça uma grande

apreensão de armas de fogo em nosso território? Quem possui arma, dia mais, dia menos, vai usá-la. No mundo da ira, da violência, do desentendimento, do estranhamento e do egoísmo, quem carrega um revólver, pistola ou fuzil, é um potencial utente desse instrumento de matar. Surreal a proposta ianque: armemo-nos para a paz. O mundo não anda bem e a consciência dos governantes menos ainda.


Folha de Itapetininga, Quinta-feira, 15 de março 2018

| Edição nº 7.079 |

Página 5

Aberto o 13º Fórum Econômico Mundial da América Latina

World Economic Forum on Latin America (WEF) deve reunir mais de 700 líderes de empresas, governos e a sociedade civil O governador Geraldo Alckmin participou nesta terça-feira, 13, da abertura oficial para imprensa do 13º Fórum Econômico Mundial da América Latina, que acontece no início desta noite, no Palácio dos Bandeirantes. O evento terá abertura oficial aos participantes na manhã desta quartafeira, 14. Alckmin comentou do bom momento da economia mundial e da recuperação econômica brasileira. “O Fórum Econômico Mundial aqui na América Latina vem em um momento muito especial. Primeiro, um bom momento da economia mundial. É raro você ter na economia um crescimento de quase 4%. 3,9% de crescimento do PIB mundial é excepcional, ninguém pode perder esse bom momento”, comentou defendendo o livre comércio como forma de expansão econômica e melhoria da qualidade de vida da população. “O Brasil sai de uma recessão e inicia um processo de recuperação econômica que deve ser mais vigorosa esse ano,

com isso temos muitos desafios. Nós defendemos o comércio, defendemos a abertura comercial que beneficia a sociedade, com competitividade, produtividade, oportunidade. Então é evidente que não podemos concordar com medidas protecionistas”, ressaltou. O WEF, também conhecido como “mini Davos”, volta para o Brasil após sete anos. Na última vez, em 2011, foi sediado na cidade do Rio de Janeiro. Seguem informações da organização do WEF: O 13º World Economic Forum on Latin America deve reunir mais de 700 líderes de empresas, governos e a sociedade civil para criar uma nova narrativa para a região, diante dos impactos significantes que o intenso ciclo eleitoral dos próximos dois deve ter na arena política e socioeconômica. Com o tema América Latina no Ponto de Inflexão: Criando uma Nova Narrativa, a reunião pretende aproveitar desse movimento para ajudar a criar uma nova narrativa, baseada na riqueza de recursos humanos e naturais que a região apresenta, com o foco principal em liderança responsável e

no bem-estar da população. O tema também aborda a tecnologia e inovação, que serão fatores importantes para a modernização das economias regionais, o aumento da produtividade e o progresso econômico para todos. Para as organizações, a reunião vai ajudar a navegar e influenciar as transformações econômicas, políticas e tecnológicas que estão por vir. Outro tema dos debates será como a Quarta Revolução Industrial pode ajudar a região a maximizar seu potencial e promover seu espírito empreendedor e ecossistema de start-ups. “A reunião regional de 2018 será, sem dúvida, um marco para a agenda da América Latina. Com a articulação de líderes dos setores público e privado e da sociedade civil, podemos exercer uma influência coletiva sobre a narrativa da região. A América Latina está iniciando um ciclo eleitoral decisivo, que representa uma oportunidade de abraçar a tecnologia e a inovação e, ao mesmo tempo, promover a criação de valor a longo prazo, fomentando o progresso econômico de maneira sustentável e inclusiva”, disse Marisol Argueta de Barillas,

Chefe de Estratégia Regional - América Latina e Membro do Comitê Executivo, do World Economic LLC. “A cidade de São Paulo sediou o primeiro World Economic Forum on Latin America pela primeira vez doze anos atrás, em 2006. Esse é um momento especial, uma reunião que representa uma grande honra para nosso país e uma oportunidade de trabalhar em conjunto com o Forum para abrir um diálogo e conscientizar as pessoas sobre os maiores desafios globais. A cidade de São Paulo recebe o Forum de braços abertos. Desejo a todos um Forum excelente”, disse Geraldo Alckmin, governador de São Paulo. “É uma grande satisfação para a cidade de São Paulo sediar o World Economic Forum on Latin America. A cidade é o maior centro de consumo da América Latina. Com a retomada do crescimento, o Brasil pode apoiar a expansão da economia regional. Para o investidor internacional, é uma ótima oportunidade para conhecer as várias oportunidades de negócios no Estado e na cidade de São Paulo”, disse João Doria, prefeito de São

Paulo. Os principais participantes regionais incluem: Michel Temer, presidente do Brasil; Isabel Saint Malo de Alvarado, vice-presidente do Panamá; Jorge Faurie, ministro de Relações Exteriores e Culto da Argentina; Cármen Lúcia Antunes Rocha, presidente do Supremo Tribunal Federal do Brasil; Henrique Meirelles, ministro da Fazenda do Brasil; Geraldo Alckmin Filho, governador de São Paulo, Brasil; João Doria, prefeito de São Paulo, Brasil; Mauricio Cardenas, ministro de Finanças e Crédito Público da Colômbia; Manuel A. Gonzalez, ministro de Relações Exteriores da Costa Rica; Roberto Azevêdo, diretor-geral, Organização Mundial do Comércio (OMC); Alicia Bárcena Ibarra, secretária executiva, Comissão Econômica das Nações Unidas para a América Latina e o Caribe (ECLAC), Santiago; Luis Alberto Moreno, presidente, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Washington DC; membro do Conselho de Administração do World Economic Forum; Ildefonso Guajardo Villarreal, secretário da Economia do México; Maria Soledad Nuñez

Mendez, ministra de Habitação do Paraguai; e Lieneke María Schol Calle, ministro de Produção do Peru. Os presidentes conjuntos do World Economic Forum on Latin America são: Candido Bracher, presidente, Itaú Unibanco, Brasil; Paul Bulcke, membro do Conselho, Nestlé SA; Maria Cristina Frias, membro do Conselho e Editora de Mercado Aberto, Grupo Folha, Brasil; Michael Gregoire, presidente, CA Technologies; Alejandro Ramirez, presidente, Cinepolis; Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente Executivo, Banco Bradesco, Brasil; Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho de Administração, Magazine Luiza SA; Ngaire Woods, reitora, Escola de Governo Blavatnik, Universidade de Oxford, Reino Unido. - O 13o World Economic Forum on Latin America será o ponto de encontro para mais de 700 líderes de mais de 40 países representando empresas, governos, o mundo acadêmico, a sociedade civil e as artes. - O tema da reunião é América Latina no Ponto de Inflexão: Criando uma Nova Narrativa

Milho do Vendas em Balcão será removido para quase todas as regiões O leilão de frete para remoção de cerca de 30 mil toneladas de milho para estados das regiões Norte, Nordeste, CentroOeste e Sudeste realizado hoje pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) foi quase todo negociado. Pela primeira vez, houve negociação para transportar as 10,8 mil toneladas de milho que está armazenado em Palmeira do Piauí, com destino à Teresina e Parnaíba, no estado, e cidades do Ceará. Nesta operação, só não houve transportadoras interessadas nos lotes de 1.700 toneladas de milho localizadas

em Porteirão/GO, que seriam enviadas para as cidades de Goiânia, Palmeiras de Goiás e Santa Helena de Goiás. No entanto, os lotes não negociados poderão ser incluídos nos próximos avisos. Estas remoções fazem parte da estratégia da Conab, por meio do Programa de Vendas em Balcão, para

abastecer regiões onde há falta do produto que é utilizado principalmente na ração de animais de pequenos criadores espalhados por todas as regiões brasileiras. Após a contratação do frete com as transportadoras, o milho deverá chegar às regiões a partir do final deste mês.

Falecimento

07/03/2018 – MARIA JOSE DA SILVA 06/03/2018 – JORGE ALBERTO FERREIRA 06/03/2018 – JOSE ANTONIO SUDARIO MENDES 06/03/2018 – ANTONIO LEME SOBRINHO


| Edição nº 7.079 |

Página 6

Folha de Itapetininga, Quinta-feira, 15 de março de 2018

Aberto o 13º Fórum Econômico Mundial da América Latina World Economic Forum on Latin America (WEF) deve reunir mais de 700 líderes de empresas, governos e a sociedade civil O governador Geraldo Alckmin participou nesta terça-feira, 13, da abertura oficial para imprensa do 13º Fórum Econômico Mundial da América Latina, que acontece no início desta noite, no Palácio dos Bandeirantes. O evento terá abertura oficial aos participantes na manhã desta quartafeira, 14. Alckmin comentou do bom momento da economia mundial e da recuperação econômica brasileira. “O Fórum Econômico Mundial aqui na América Latina vem em um momento muito especial. Primeiro, um bom momento da economia mundial. É raro você ter na economia um crescimento de quase 4%. 3,9% de crescimento do PIB mundial é excep-

cional, ninguém pode perder esse bom momento”, comentou defendendo o livre comércio como forma de expansão econômica e melhoria da qualidade de vida da população. “O Brasil sai de uma recessão e inicia um processo de recuperação econômica que deve ser mais vigorosa esse ano, com isso temos muitos desafios. Nós defendemos o comércio, defendemos a abertura comercial que beneficia a sociedade, com competitividade, produtividade, oportunidade. Então é evidente que não podemos concordar com medidas protecionistas”, ressaltou. O WEF, também conhecido como “mini Davos”, volta para o Brasil após sete anos. Na última vez, em 2011, foi sediado na cidade do Rio de Janeiro. Seguem informações da organização do WEF: O 13º World Eco-

nomic Forum on Latin America deve reunir mais de 700 líderes de empresas, governos e a sociedade civil para criar uma nova narrativa para a região, diante dos impactos significantes que o intenso ciclo eleitoral dos próximos dois deve ter na arena política e socioeconômica. Com o tema América Latina no Ponto de Inflexão: Criando uma Nova Narrativa, a reunião pretende aproveitar desse movimento para ajudar a criar uma nova narrativa, baseada na riqueza de recursos humanos e naturais que a região apresenta, com o foco principal em liderança responsável e no bem-estar da população. O tema também aborda a tecnologia e inovação, que serão fatores importantes para a modernização das economias regionais, o aumento da produtividade e o progresso econômi-

co para todos. Para as organizações, a reunião vai ajudar a navegar e influenciar as transformações econômicas, políticas e tecnológicas que estão por vir. Outro tema dos debates será como a Quarta Revolução Industrial pode ajudar a região a maximizar seu potencial e promover seu espírito empreendedor e ecossistema de startups. “A reunião regional de 2018 será, sem dúvida, um marco para a agenda da América Latina. Com a articulação de líderes dos setores público e privado e da sociedade civil, podemos exercer uma influência coletiva sobre a narrativa da região. A América Latina está iniciando um ciclo eleitoral decisivo, que representa uma oportunidade de abraçar a tecnologia e a inovação e, ao mesmo tempo, promover a criação de valor a longo prazo, fomentando o progresso econômico de maneira sustentável e inclusiva”, disse Marisol Argueta de Barillas, Chefe de Estratégia Regional - América Latina e Membro do Comitê Executivo, do World Economic LLC. “A cidade de São Paulo sediou o primeiro World Economic Forum on Latin America pela primeira vez doze anos atrás, em 2006. Esse é um momento especial, uma reunião que representa uma grande honra para nosso país e uma oportunidade de trabalhar em conjunto com o Forum para abrir um diálogo e conscientizar as pessoas sobre

os maiores desafios globais. A cidade de São Paulo recebe o Forum de braços abertos. Desejo a todos um Forum excelente”, disse Geraldo Alckmin, governador de São Paulo. “É uma grande satisfação para a cidade de São Paulo sediar o World Economic Forum on Latin America. A cidade é o maior centro de consumo da América Latina. Com a retomada do crescimento, o Brasil pode apoiar a expansão da economia regional. Para o investidor internacional, é uma ótima oportunidade para conhecer as várias oportunidades de negócios no Estado e na cidade de São Paulo”, disse João Doria, prefeito de São Paulo. Os principais participantes regionais incluem: Michel Temer, presidente do Brasil; Isabel Saint Malo de Alvarado, vice-presidente do Panamá; Jorge Faurie, ministro de Relações Exteriores e Culto da Argentina; Cármen Lúcia Antunes Rocha, presidente do Supremo Tribunal Federal do Brasil; Henrique Meirelles, ministro da Fazenda do Brasil; Geraldo Alckmin Filho, governador de São Paulo, Brasil; João Doria, prefeito de São Paulo, Brasil; Mauricio Cardenas, ministro de Finanças e Crédito Público da Colômbia; Manuel A. Gonzalez, ministro de Relações Exteriores da Costa Rica; Roberto Azevêdo, diretor-geral, Organização Mundial do Comércio (OMC); Alicia Bárcena Ibarra, secretária executiva, Comissão Econômica das Nações Unidas para a América

Latina e o Caribe (ECLAC), Santiago; Luis Alberto Moreno, presidente, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Washington DC; membro do Conselho de Administração do World Economic Forum; Ildefonso Guajardo Villarreal, secretário da Economia do México; Maria Soledad Nuñez Mendez, ministra de Habitação do Paraguai; e Lieneke María Schol Calle, ministro de Produção do Peru. Os presidentes conjuntos do World Economic Forum on Latin America são: Candido Bracher, presidente, Itaú Unibanco, Brasil; Paul Bulcke, membro do Conselho, Nestlé SA; Maria Cristina Frias, membro do Conselho e Editora de Mercado Aberto, Grupo Folha, Brasil; Michael Gregoire, presidente, CA Technologies; Alejandro Ramirez, presidente, Cinepolis; Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente Executivo, Banco Bradesco, Brasil; Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho de Administração, Magazine Luiza SA; Ngaire Woods, reitora, Escola de Governo Blavatnik, Universidade de Oxford, Reino Unido. - O 13o World Economic Forum on Latin America será o ponto de encontro para mais de 700 líderes de mais de 40 países representando empresas, governos, o mundo acadêmico, a sociedade civil e as artes. - O tema da reunião é América Latina no Ponto de Inflexão: Criando uma Nova Narrativa


Folha de Itapetininga, Quinta-feira, 15 de março 2018

SAÚDE

Acontece

DOR NO SEXO

Muitas mulheres não sentem prazer com o sexo por causa de dor ou desconforto durante o ato sexual. As causas são inúmeras e podem estar relacionadas com doenças ou ser de fundo psicológico. O ginecologista Carlos Alberto Politano, primeiro tesoureiro da SOGESP (Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo), nos ajuda a entender os motivos físicos e emocionais mais comuns: “Chamamos de dispareunia a dor ou o desconforto durante o ato sexual. Pode ser física ou psicológica e entre as causas físicas podemos citar infecções, tumores, ressecamento vaginal, endometriose (quando partes do endométrio saem do útero e se expandem a outras áreas da região pélvica gerando uma infecção) e até diabetes. As doenças sexualmente transmissíveis (DST’s) também estão entre as causas de dispareunia”. Uma causa corriqueira de dor é a falta de lubrificação vaginal na mulher. Segundo Politano, essa lubrificação é indispensável para evitar desconforto e também para o prazer na relação. Se por algum motivo, durante o sexo, a mulher não estiver lubrificada o suficiente, seja por falta de desejo, menopausa ou por algum incômodo no ato, é muito provável que haja dor. Existe quem acredite que o formato da vagina seja outro motivador, no entanto, Politano assegura que não. “Em alguns casos, quando o pênis se choca com o colo do útero, a mulher sentirá dor, mesmo sem que tenha algum problema físico. Se sofrer de endometriose, é provável que sinta dor, pois a mudança na anatomia pode levar a isso”. Politano afirma que em situações de dor pelo toque do pênis no colo do útero, uma mudança na posição pode resolver o problema, mas destaca que cada caso é diferente do outro e é preciso consultar um ginecologista para descobrir a origem da dor. Mas, a causa principal de descomodidade durante a relação sexual é mesmo psicológica. O ginecologista com especialização em sexologia é um dos profissionais que pode auxiliar. O pompoarismo (técnica que serve para melhorar e aumentar o prazer sexual durante o contato íntimo, através da contração e relaxamento dos músculos da região pélvica), outras ginásticas íntimas e ainda alguns tratamentos alternativos podem ser benéficos para a saúde sexual da mulher, quando com acompanhamento de profissional com capacitação adequada.

ESPAÇO MÉDICO

Participe do XVI Congresso Paulista de Medicina do Sono, nos dias 4 e 5 de maio

Pelo 16º ano consecutivo, a Associação Paulista de Medicina e a Sociedade Paulista de Medicina do Sono promovem o Congresso Paulista de Medicina do Sono. Este ano, o tradicional evento ocorre entre os dias 4 e 5 de maio, no Milenium Centro de Convenções. O Congresso abordará temas como novas drogas no tratamento da insônia, desafios no diagnóstico e tratamento dos distúrbios do ritmo circadiano, terapia miofuncional da apneia obstrutiva do sono, distúrbios do sono e aprendizado, entre outros. De caráter multidisciplinar, reúne os melhores palestrantes da área de atuação e atrai médicos de diversas especialidades, como neurologistas, psiquiatras, otorrinolaringologistas, pneumologistas, pediatras e clínicos gerais, além de outros profissionais da Saúde. O XVI Congresso Paulista de Medicina do Sono será presidido por Sônia Togeiro de Moura, também presidente do Comitê Científico de Sono da APM, e conta na Comissão Organizadora com Rosa Hasan, coordenadora Científica do Comitê; Fernanda Haddad e Maurício da Cunha Bagnato, respectivamente presidente e conselheiro da Associação Brasileira de Medicina do Sono; e Luciano Ribeiro Pinto Jr., coordenador da Revista Sono, da Associação Brasileira do Sono. Para se inscrever e obter mais informações sobre o evento, consulte o endereço eletrônico apm.org.br

APOIO

COLUNA SAÚDE ACONTECE Perguntas e sugestões podem ser enviadas para acontece@acontecenoticias.com.br ou para a Avenida Pompeia, 634, conj. 401 - São Paulo, SP - CEP 05022-000

| Edição nº 7.079 |

Página 7

Torneios leiteiros vão premiar qualidade, não quantidade

Propostas para definição de novas regras devem ser encaminhadas até 9 de maio. Objetivo é introduzir boas práticas e o bem estar animal na competição A Secretaria de Mobilidade e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), abriu consulta pública, pelo prazo de 60 dias, destinada à elaboração de regras que irão regulamentar os torneios leiteiros. O prazo para apresentação de propostas será encerrado no próximo dia 9 de maio. O objetivo das normas em discussão é estabelecer um padrão

mínimo para que o animal que apresentar efetivamente a melhor genética seja premiado, evitando doping, mortalidade de animais e outras situações que caracterizam maus tratos. O foco é a qualidade do leite e não a quantidade produzida. Atualmente, são exigidas as regras de saúde animal e as diretrizes gerais para realização de qualquer aglomeração de animais. Não há legislação específica para torneios leiteiros. A regulamentação dos torneios leiteiros foi uma demanda do setor produtivo, após sensibilização sobre as condições de trata-

mento dados às vacas participantes desses eventos. Entre as principais propostas estão a obrigatoriedade de ser mantido um responsável técnico específico para avaliar e monitorar a saúde dos animais e fazer o controle do uso de medicamentos. Também serão exigidos planos de destinação do leite, mudança da premiação por quantidade para premiação por qualidade do leite, condições de estrutura mínima para o conforto dos animais, apresentação de plano nutricional para cada animal participante. Também está sen-

do sugerido que o ingresso dos animais para o torneio deverá ocorrer no mínimo 48 horas antes da primeira ordenha do torneio; que seja comunicado no caso de óbito de animais, o serviço de defesa agropecuária local, a associação de criadores da raça ou o órgão responsável pela organização para providências legais ou sanções previstas em regulamentos internos; o intervalo mínimo entre as ordenhas deve ser de oito horas, cabendo aos organizadores a definição do número de ordenhas total do torneio.

Ministério das Cidades retoma mais de 6 mil obras paralisadas do Programa Crédito Solidário O Ministério das Cidades publicou nesta quarta-feira (14), no Diário Oficial da União (DOU), a Resolução Nº 216 que anuncia a retomada de 6 mil obras paralisadas em todo o país por meio do Programa Crédito Solidário. Ao todo, são 6.529 casas contratadas, entre 2004 e 2008, que terão as obras reiniciadas com investimento de até R$ 81,4 milhões. As moradias fazem parte de 56 empreendimentos habitacionais nos estados da Bahia, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, explica que a retomada do programa acontece com o objetivo de atender muitas famílias que ainda aguardam a conclusão das obras. “Mais de 6 mil famílias esperam pela realização do sonho da casa própria. Com a proposta apresentada e aprovada pelo Conselho Curador do Fundo de Desenvolvimento Social (CCFDS), iremos iniciar imediatamente o aporte para retomar as obras. Essas famílias po-

derão realizar esse sonho aguardado há muitos anos. A expectativa é de que mais de 26 mil pessoas sejam beneficiadas”, afirmou Baldy. Com a publicação da norma, o Fundo de Desenvolvimento Social assume as despesas com a retomada, legalização e conclusão de obras, cuja execução encontre-se paralisada, a partir de identificação em laudo de vistoria e parecer técnico de engenharia, ambos, emitidos pelo Agente Financeiro. PCS - O Programa Crédito Solidário (PCS) foi criado em

2004 com o objetivo de viabilizar acesso à moradia própria às famílias com renda mensal de até três salários mínimos, organizadas por Cooperativas ou Asso-

ciações. O programa prevê a produção de novas habitações, conclusão ou reforma de moradias existentes, mediante financiamento diretamente ao beneficiário final.


| Edição nº 7.079 |

Página 8

Folha de Itapetininga, Quinta-feira, 15 de março de 2018

Enxaqueca pode indicar doenças graves Dor atinge duas mulheres para cada homem e pode sinalizar graves doenças visuais. Saiba como identificar o risco e prevenir as crises. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) a dor de cabeça atinge cerca de metade da população global e 30% desta parcela têm enxaqueca. O levantamento também revela que a dor pulsante e unilateral que caracteriza a enxaqueca atinge todas as idades, mas é mais frequente dos 35 aos 45 anos na proporção de duas mulheres para cada homem. De acordo com o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto do Instituto Penido Burnier é uma queixa frequente no hospital e precisa de uma avaliação detalhada. “Tomar um analgésico por conta própria para aliviar crises de enxaqueca recorrentes pode tornar o desconforto crônico”, afirma. Isso porque, é uma dor multifatorial. Pode estar associada a alterações na visão, na circulação,

doenças neurológicas ou no sistema digestivo. “Nem sempre tem uma única causa. Por isso, após a primeira avaliação oftalmológica o paciente pode ser encaminhado para outra especialidade médica”, comenta. Como identificar o risco O oftalmologista salienta que até quando a enxaqueca vem acompanhada de sintomas visuais assustadores como a percepção de pontos escuros, flashes, diminuição do campo visual e perda temporária da visão pode ser apenas um mal passageiro. Para saber se a visão está correndo risco, recomenda ocluir um olho com a palma da mão durante a crise e depois o outro. Quando as alterações visuais acontecem em apenas um olho é uma intercorrência conhecida como enxaqueca oftálmica, mal passageiro que dura apenas alguns minutos sem deixar sequelas. “Se os sintomas atingem os dois olhos simultaneamente indica uma urgência oftalmo-

lógica”, ressalta. Isso porque, pode sinalizar arterite, inflamação das paredes internas das artérias temporais que pode levar à cegueira temporária ou definitiva. O diagnóstico da arterite é feito por ultrassom e o tratamento com esteroides que inibem a inflamação das artérias regulando o metabolismo do colesterol, cortisona, progesterona e testosterona. O especialista ressalta que quando os sintomas da enxaqueca oftálmica acontecem nos dois olhos também podem sinalizar falha na irrigação da retina que leva à retinopatia, ou escavação do nervo óptico, sintoma do glaucoma. Estas doenças, comenta, são importantes causas de cegueira irrecuperável e podem ser tratadas respectivamente com antiangiogênicos e uso contínuo de colírio para manter a pressão interna do olho sob controle. Prevenção “Mulheres têm o dobro de chance de ter enxaqueca porque tomam anticoncepcio-

nal, medicamento que favorece a formação de trombos”, afirma Queiroz Neto. Outro fator que contribui com a maior prevalência da enxaqueca entre elas, comenta, são flutuações dos hormônios sexuais. Independente do sexo, toda pessoa com mais de 35 anos deve fazer periodicamente exames de sangue. “É o primeiro passo, a um custo bastante baixo, para evitar graves doenças nos olhos e a hiperglicemia”, comenta. Para evitar crises de enxaqueca recomenda: - Incluir na alimentação banana, aveia, abacate e folhas verdeescuro como a couve e o espinafre por serem ricos em magnésio, substância que evita a contração involuntária dos músculos e outros tecidos. - Evitar o consumo excessivo de fermentados: vinho, queijo, iogurte e pães que con-

têm tiramina e por isso aumentam a chance de crises. - Evitar temperos industrializados, embutidos e outras fontes de glutamato monossódico e nitrato, outras duas

alavancas da enxaqueca - Selecionar adoçantes sem aspartame. - Praticar atividades físicas para aumentar a produção de serotonina

Folha de Itapetininga 15/03/2018  

O mais moderno jornal da região

Folha de Itapetininga 15/03/2018  

O mais moderno jornal da região

Advertisement