Page 1

| Edição nº 7.116 |

| página 1 |

eti nin ga

| FOLHA DE ITAPETININGA| Quinta-feira, 14 de junho de 2018

ANO XLVIII / Nº 7.116 / 48 ANOS - COM ITAPETININGA E REGIÃO

Itapetininga, Quinta-feira, 14 de junho de 2018

Preso também o autor do assalto à médica na saída do Posto de Saúde

Em Itapetininga, a eficiência das Polícias Militar e Civil tem sido muito grande no esclarecimento de crimes, assaltos,inclusive assaltos a bancos, etc e prisão dos autores. Na edição de anteontem, a Folha de Itapetininga noticiou a prisão dos integrantes de uma quadrilha que estava ater-

rorizando proprietários de casas comerciais, com assaltos seguidos. E hoje está noticiando também a prisão, pela PM, do assaltante quue rendeu a médica na saída do Posto de Saúde de Vila Rio Branco, levou seu carro e a deixou em um canavial. Segundo as informações, é um foragido do sistema prisional.

Formatura do Proerd em Itapetininga reuniu centenas de alunos

Biblioteca de Itapetininga oferece oficina “Colorindo Vidas”

“Colorindo Vidas”, ministrada pela fisioterapeuta Miriam de Jesus Dias. Será dia 23, sábado, a partir das 10h, na Biblioteca Municipal “Dr. Júlio Prestes de Albuquerque”. Corra se inscrever e participe. AS VAGAS SÃO LIMITADAS!

tap

Nada como ter um momento de interação entre pais e filhos, ainda mais com muita arte, música e aconchego. Para viver bons momentos em família e fortalecer vínculos, a Secretaria de Cultura e Turismo de Itapetininga e a Biblioteca Municipal prepararam a Oficina

Uma cerimônia emocionante marcou a Formatura das Turmas do Proerd – Programa Educacional de Resistência às Drogas nesta terça-feira (12), na Quadra Poliesportiva da EMEF “Profª Rosa Badin Vieira”, no Jardim Shangrilá.Centenas de alunos, acompanhados de seus professores, diretores e supervisores ouviram atentamente as instruções e orientações dadas pelos integrantes da Polícia Militar e pelos representantes da Prefeitura de Itapetininga.( detalhes- última página)

Fo lha d

O Espaço da Melhor Idade em Itapetininga funciona como um centro de convivência. 350 frequentadores, com idade acima de 60 anos, cadastrados no programa, participam de várias atividades, realizadas de segunda a quinta-feira, nos períodos da manhã e da tarde.Uma delas é a aula de alongamento que apresenta benefícios como: flexibilidade, força, coordenação e equilíbrio.

eI

Aulas de alongamento são ministradas no Espaço da Melhor Idade em Itapetininga

Projeto “Inverno Solidário” do Samu realiza sua primeira entrega de agasalhos

Folha de Itapetininga no ritmo da Copa da Russia 2018

Na pagina 3 você encontra uma tabela com a fase de grupos da copa com horarios e tudo mais, baixe e divirta-se. Vai Brasil !!!!

Foi entregue a primeira remessa de doações do projeto “Inverno Solidário”, idealizado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Itapetininga. Entregues, aproximadamente, 200 quilos de donativos, entre roupas,

cobertores e calçados que serão distribuídos às famílias da área rural cadastradas nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de Itapetininga. “Nossa ação continua. Pretendemos

Escolas Estaduais não terão aulas durante os jogos do Brasil na Copa do Mundo As escolas da rede estadual de ensino não terão aulas nos períodos em que acontecerem os jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia. A determinação é baseada em decreto do governador Márcio França publicado no Diário Oficial de terçafeira (12/06) sobre o funcionamento das repartições públicas durante os jogos do Brasil. Segundo o decreto, nos dias em que os jogos da seleção acontecerem na parte da manhã, o expediente nas repartições públicas do estado terá

início a partir das 14h. Já nos dias em que os jogos se realizarem no período da tarde, o expediente se encerrará às 12h. Ainda de acordo com a determinação, os servidores deverão compensar as horas não trabalhadas de acordo com a respectivas jornadas de trabalho. No caso das escolas estaduais, as respectivas Diretorias de Ensino deverão acompanhar e validar a elaboração dos planos de reposição das aulas não realizadas durante os jogos a fim de cumprir o cronograma previsto para o ano letivo.

Copa do Mundo deve movimentar mais de R$ 20 bilhões no país

Pág 2

arrecadar muito mais para ajudarmos na Campanha do Agasalho 2018 do Fundo Social. A população pode continuar doando em nossa base”, afirmou o coordenador de enfermagem do Samu, Rafael Caputo.

Vendas no varejo brasileiro avançam 1% em abril, diz IBGE

Pág 8


| FOLHA DE ITAPETININGA| Quinta-feira, 14 de junho de 2018

| Edição nº 7.116 |

| página 2 |

eti

trevistados que pretendem acompanhar ao evento. Os entrevistados poderiam optar por mais de uma resposta. Segundo a projeção, o foco da maior parcela de gastos está ligado ao consumo de alimentos e bebidas para o acompanhamento das partidas nas próprias residências dos torcedores, como tira-gostos (56%), pipocas (37%), salgados (39%), cerveja (74%), refrigerantes (72%), água (69%) e itens para churrasco (49%). Esses gastos representam 91% dos entrevistados. Outros serviços que serão fonte de gasto dos torcedores na Copa serão as idas em bares e restaurantes para assistir as transmissões da Copa – um total de 62% dos entrevistados. As compras de adereços, decoração e acessórios representam, respectivamente, 61%, 54% e 48% do foco de consumo, segundo o levantamento realizado. A pesquisa indica ainda que 46% dos consumidores

participarão de bolões, 38% irão adquirir serviços de internet para smartphone e 21% pretendem contratar pacotes de TV. Apesar de toda essa movimentação financeira, metade dos consumidores entrevistados não pretendem realizar as compras nos horários de transmissão dos jogos. Segundo o levantamen-

to, os principais locais de compra serão os supermercados (68%), lojas de rua (35%) e camelôs (28%). A média de gastos para quem vai acompanhar as partidas na casa de amigos ou parentes (44%) será de R$ 119, enquanto os que pretendem ir à bares ou restaurantes (22%) terão uma média de R$ 128. Para 35% dos entrevistados, a

tap

Maior parcela de gastos está ligado ao consumo de alimentos e bebidas para o acompanhamento das partidas ma pesquisa realizada nas capitais brasileiras pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) projeta que cerca de 60 milhões de consumidores brasileiros devem gastar com produtos ou serviços relacionados à Copa do Mundo. Apenas 25% dos entrevistados na pesquisa não devem consumir produtos ligados ao Mundial. Segundo o estudo, os jogos do Mundial devem movimentar cerca de R$ 20,3 bilhões nos setores de comércio e serviços em todo o país. A pesquisa ouviu 1.061 consumidores de ambos os gêneros, de todas as classes sociais, acima de 18 anos e em todas as capitais para detectar o percentual de quem vai assistir e acompanhar a Copa do Mundo. Depois, a pesquisa se aprofundou a partir de 843 en-

nin g

a

Copa do Mundo deve movimentar mais de R$ 20 bilhões no país

prioridade na escolha do estabelecimento está relacionada principalmente ao preço acessível das bebidas, e atrás estão questões como ‘qualidade do serviço’ (30%), ‘presença de amigos ou familiares (27%), e o ‘tamanho do telão’ em que os jogos serão exibidos (27%). Em 17% dos casos, a empresa onde o entrevistado trabalha pretende liberar

os funcionários durante os jogos da seleção brasileira. Os trabalhadores que garantem ter um horário flexível de trabalho ou que irão fazer uma pausa no expediente durante as partidas, ambos representam a parcela de 14%. Apenas 6% disseram que os funcionários irão trabalhar regularmente e sem pausa durante as partidas.

Ampliação do saque do PIS/Pasep vai gerar aporte de R$ 39,3 bi do PIS/Pasep até 28 de setembro O Ministério do Planejamento estima que a ampliação do público que poderá sacar recursos das contas do PIS/Pasep vai injetar R$ 39,3 bilhões na economia, o que poderá gerar impacto potencial de 0,55 ponto porcentual no Produto Interno Bruto (PIB). A ampliação do público que poderá sacar os recursos será formalizada em cerimônia que ocorre nesta quarta-feira, 13, no Palácio do Planalto. Com a ampliação do programa, todos

os trabalhadores independentemente da idade - que tiveram emprego formal entre 1971 e 1988 poderão sacar recursos das contas do PIS/Pasep até 28 de setembro. A partir dessa data, terão prioridade aqueles com idade superior a 60 anos e todos os que já poderiam retirar os recursos nas condições anteriores. Tr a b a l h a d o r e s poderão consultar canais de atendimento do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal que serão criados especialmente para o

de I

mal entre 1971 e 1988 poderão sacar recursos das contas

Fo lha

Todos os trabalhadores que tiveram emprego for-

programa. Estimativa do Ministério do Planejamento indica que, na média, cada conta do PIS/Pasep registra valor médio de R$ 1.000. Segundo o Minis-

tério do Planejamento, as atuais condições do programa de saque do PIS/Pasep já acumulava saque de R$ 5 bilhões por 3,6 milhões de trabalhadores.


| FOLHA DE ITAPETININGA| Quinta-feira, 14 de junho de 2018

| Edição nº 7.116 |

| página 3 |

ing

tin

publicações mais apreciadas são do século 19 e em menor grau as obras do início do século 20 ou os livros modernos”, ressalta o professor, lembrando que os autores mais populares entre os brasileiros são Fiódor Dostoiévski e Liev Tolstói. Para ele, o brasileiro gosta de temas profundos da condição humana e de experimentar emoções a partir dos dramas contidos na literatura russa, envolvendo casos de amor, ódio, assassinato, vingança, traição, sofrimentos e conflitos ideológicos. “Já as obras do século 20 são mais inventivas no que diz respeito à linguagem, o tema às vezes fica soterrado pelo burilamento formal e nem todo leitor está disposto a enfrentar textos assim”, diz. Em contrapartida, o educador conta que os russos são apaixonados por Paulo Coelho. “O escritor já teve cinco de seus livros na lista dos dez mais vendidos na Rússia”, lembra. O professor destaca ainda o gosto dos russos pelas novelas brasileiras. “No início dos anos 1990, Escrava Isaura se tornou um grande sucesso no país inteiro. Diante de tantos problemas com as transformações políticas e econômicas, as pessoas encontraram uma distração ao acompanhar o drama da pobre moça brasileira.” No ano passado, Haja Coração também virou um fenômeno na internet e formou um fã-clube com mais de 35 mil pessoas na Rússia. Copa do Mundo Quando o assunto é a paixão pelo futebol, Vaz explica que os russos ainda são iniciantes no tema. “Embora estejam animados com a realização do mundial, o futebol não é o

esporte mais famoso na Rússia”, conta. “Como se trata de um país frio, eles preferem as modalidades mais adequadas a esse tipo de clima, como o hóquei no gelo. Por isso, acho que teremos uma certa vantagem sobre eles durante a Copa”, brinca. Confira outras curiosidades listadas pelo professor: – O café sempre foi um dos produtos brasileiros mais notáveis nas prateleiras de supermercados, principalmente durante a União Soviética. Hoje, os russos importam carnes, açúcar, café, soja e outros itens primários. – Os brasileiros são grandes importadores de produtos químicos russos, especialmente fertilizantes, além de materiais siderúrgicos. – Há projetos de colaboração entre os dois países nas áreas de tecnologia nuclear e pesquisas aeroespaciais. – O Brasil foi o primeiro país a ter uma filial do ballet Bolshoi. A escola fica em Joinville e foi fundada em 2000. Até hoje recebe professores russos. – Os russos gostam muito dos brasileiros e nos acham um povo alegre, principalmente por causa do carnaval

do Rio de Janeiro, considerado “luxuoso e libertário”. – Os imigrantes russos chegaram ao Brasil em diferentes momentos, particularmente durante as revoluções e as guerras, em 1905, 1917, 1949 e 1965. Para os Estados de Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul seguiram imigrantes interessados na agricultura. São Paulo e Rio de Janeiro foram escolhidos por russos

pe

leiro’, contornando os obstáculos nas formas mais criativas possíveis mas nem sempre politicamente corretas”, afirma. Como exemplo, ele cita um caso noticiado recentemente, em que um milionário foi flagrado dirigindo uma ambulância falsa em Moscou. “Quando a polícia vistoriou o carro, ficou surpresa: nada de equipamentos médicos. Lá dentro havia sofás luxuosos e até uma televisão. Ao ser indagado sobre o porquê daquilo, o motorista disse apenas que era uma maneira de furar o trânsito”, conta. Literatura Vaz destaca que houve uma corrida nos últimos dez anos por publicações de escritores russos. “Os brasileiros amam a literatura da Rússia. Nunca se vendeu e traduziu tantas obras no Brasil”, ressalta. “O curioso é que as

intelectualizados devido às universidades e grandes orquestras. Quando cientistas, pesquisadores e intelectuais saem da Rússia, eles dão a esse fenômeno o nome de “fuga de cérebros”. al

Foto: Arquivo Pesso-

Valteir Vaz em visita a São Petersburgo, segunda maiorcidade da Rússia e uma das sedes da Copa do Mundo

de

Ita

Doutor em literatura e cultura russa, Valteir Vaz conta que há mais semelhanças do que se pode imaginar entre russos e brasileiros Apesar da longa distância e das temperaturas distintas, Brasil e Rússia reservam muito mais características culturais em comum do que as pessoas imaginam. Diante da expectativa para a primeira Copa do Mundo realizada naquele país, o professor de línguas do Centro Paula Souza (CPS), Valteir Vaz, doutor em literatura e cultura russa, conta sobre curiosidades, costumes e semelhanças marcantes entre os dois povos. “Quando a situação complica, dizemos que a ‘coisa tá russa’, mas a verdade é que nas práticas cotidianas, extremamente burocráticas por sinal, eles apresentam um comportamento muito parecido com o famoso ‘jeitinho brasi-

a

Copa do Mundo: professor do CPS aponta curiosidades da cultura russa

Fo lha

Folha de Itapetininga na Copa da Russia 2018 Tabela da Copa fase de Grupos


PLANO AGROPECUÁRIO. Com redução de 1,5 ponto percentual nas taxas de juros do crédito rural, o presidente Michel Temer anunciou, na quarta-feira, (06-06) no Palácio do Planalto, junto com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, R$ 194,37 bilhões para

a

eti

ELETRICIDADE RURAL. Os Estados Unidos estão investindo através da Secretaria de

dos caminhoneiros, as cotações em Ibiúna (SP) subiram levemente na semana (04 a 08/06) em relação à semana do dia 21 ao dia 25/05 (primeira semana de manifestações), devido à reposição dos estoques que estavam desabastecidos. Por outro lado, com a baixa comercialização resultante da greve a oferta se manteve alta. (Texto(s): Secretaria de Agricultura e Abastecimento, Mapa, USDA, Hfbrasil)

nin g

financiar e apoiar a comercialização da produção agropecuária brasileira. Mas os produtores estão reclamando dos juros altos.

paulistano. As frutas foram comercializadas, na semana (04 a 08/06), à média de R$ 3,23/kg para a palmer e de R$ 3,41/ kg para a tommy, altas respectivas de 4% e 8% em relação à semana anterior à paralisação. Ao contrário, este comportamento não se verificou na roça, deixando-os em dúvida sobre o motivo da valorização, uma vez que não houve MANGA. A volta aumento do preço das vendas de man- aos produtores. ga, pós-greve, trouxe consigo mudanças ALFACE. Após o no preço no atacado fim da paralisação

tap

DIA DO CITRICULTOR. No dia 8 de junho foi comemorado o Dia do Citricultor, figura responsável por produzir os cítricos que o brasileiro adora consumir, so-

bretudo a laranja e o limão. Você sabia que a cada cinco copos de suco de laranja consumidos no mundo, três são com a fruta cultivada no Brasil? Para garantir que o Estado de São Paulo mantenha o protagonismo no parque citrícola, a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), permanece ao lado do produtor com orientações, linhas de crédito e programas para que ele produza alimentos saudáveis e com qualidade.

Agricultura, USDA, US$ 309 milhões em 16 projetos, para melhorar a infraestrutura elétrica rural em 12 estados. Os empréstimos ajudam a financiar projetos de geração, transmissão e distribuição; melhorias no sistema; e projetos de conservação de energia em comunidades com 10.000 habitantes ou menos.

de I

MAIS LEITE. Uma meta ambiciosa: dobrar a captação de leite no Estado de São Paulo nos próximos 10 anos, por meio da adoção de boas práticas de gestão e produção, que impactam no aumento da qualidade e produtividade, o grupo gestor do Mais Leite Mais Renda - Plano de Desenvolvimento da Bovinocultura Leiteira Paulista - implementado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, em julho de 2016, se reuniu dia, 06 de junho, na sede da Pasta, para difundir os objetivos do trabalho e dar início a próxima fase, que é a elaboração dos projetos regionais.

| FOLHA DE ITAPETININGA| Quinta-feira, 14 de junho de 2018

| Edição nº 7.116 |

| página 4 |

Setor supermercadista sinaliza alta de preços com o estabelecimento de tabela de frete dígitos de aumento. Aliado a isto, com a alta do dólar, não só a produção nacional, mas também produtos importados ou que levem matériaprima importada no processo de fabricação sofrerão impactos nos preços. Como o setor supermercadista é o último elo da cadeia de abastecimento da população, a APAS alerta que, apesar dos esforços dos supermercados em sempre buscar alternativas para oferecer melhores produtos e serviços aos consumidores,

com a conjuntura apresentada será impossível segurar o repasse de preços, cujos percentuais serão ajustados à medida que o setor receber as novas tabelas vindas dos produtores e da indústria. Sobre a APAS – A Associação Paulista de Supermercados representa o setor supermercadista no Estado de São Paulo e busca integrar toda a cadeia de abastecimento. A entidade tem 1.467 associados, que somam 3.294 lojas.

Fo lha

A APAS – Associação Paulista de Supermercados – alerta que os preços nos supermercados serão fortemente impactados, reduzindo o poder de compra da população, em consequência do estabelecimento de tabela com preços mínimos para o transporte de cargas pelo governo. Os setores produtivo e industrial já sinalizaram que a variação para maior na logística de entrega encarecerá as mercadorias em percentuais que podem chegar a até dois


| FOLHA DE ITAPETININGA| Quinta-feira, 14 de junho de 2018

| Edição nº 7.116 |

| página 5 |

e suas alterações (517/2012, 687/2015 e 786/2017). A cooperação terá vigência pelo prazo de cinco anos. Geração Distribuída São consideradas mini ou microgeração distribuída a produção de energia elétrica a partir de pequenas centrais que utilizam fontes renováveis conectadas à rede de distribuição por unidades consumidoras. Microgeração possui potência instalada menor ou igual a 75 quilowatts (kW), enquanto que

a minigeração distribuída tem potência instalada superior a 75 kW e menor ou igual a 3 megawatts (MW) para a fonte hídrica e 5 MW para as demais fontes. O modelo de geração distribuída que mais cresce em São Paulo é a solar fotovoltaica em casas, comércios e indústrias. O Estado conta atualmente com mais de 5 mil empreendimentos de micro e minigeração distribuída com potência instalada de mais de 36 MW.

ing

da, ampliar a segurança energética e simplificar o modelo regulatório para reduzir os custos da energia para a população. Esse é o desafio”, explica o subsecretário de Energias Renováveis, Antonio Celso de Abreu Junior. Para acessar a linha de financiamento da Desenvolve SP o projeto deve estar adequado à resolução normativa 482 da Aneel - Agência Nacional de Energia Elétrica, de 17/04/2012

tin

compra, a instalação de equipamentos para produção de energia renovável, como placas solares, aerogeradores, caldeiras a biomassa, equipamentos para pequena central hidrelétrica, biogás de aterro, entre outros itens. A taxa de juros parte de 0,17% ao mês (+Selic) e o prazo é de até 10 anos, incluso o período de carência. O Governo do Estado quer popularizar a energia solar fotovoltaica e para isso vem fomentando a instalação de novos sistemas pela indústria, comércio e principalmente pela população em suas residências. A instalação desses sistemas permite a substituição da energia elétrica adquirida das concessionárias de distribuição e pode propiciar uma economia considerável devido a sua vida útil de 15 a 20 anos em média. “Popularizar a geração distribuí-

pe

produtiva da indústria solar e agora dá mais um passo no fomento à geração fotovoltaica no Estado”, destaca o secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles. Com o suporte da equipe da subsecretaria de Energias Renováveis, a Desenvolve SP espera ampliar a geração de energia solar no Estado. “São Paulo importa de outros estados cerca de 60% da energia elétrica que consome. Com essa parceria, queremos diminuir essa dependência ajudando as empresas paulistas a adaptarem seus sistemas e a gerarem ao menos parte da sua própria energia, tornando-as mais eficientes e competitivas”, diz Álvaro Sedlacek, presidente da Desenvolve SP. Para projetos de eficiência energética, a instituição oferece a Linha Economia Verde, que financia, além da

Ita

Convênio visa expandir a mini e microgeração distribuída por meio de financiamento para pequenas e médias empresas A Secretaria de Energia e Mineração e a Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP) firmaram nesta terça-feira, 12 de junho, um acordo de cooperação que irá facilitar o acesso das pequenas e médias empresas ao financiamento de longo prazo para projetos de geração de energia solar fotovoltaica no estado de São Paulo. A partir de agora a Secretaria será responsável pela análise e orientação técnica dos projetos que a Desenvolve SP receber para a implantação de sistemas de mini e microgeração distribuída e de energia fotovoltaica. “As fontes renováveis são as energias do futuro. O Governo de São Paulo já isentou a cadeia

a

Secretaria de Energia e Mineração e Desenvolve SP assinam acordo para incentivar projetos de geração de energia solar

xima de 1,5 mil e prazo de 12 meses para o pagamento. A plataforma, que já gerou mais de R$1 milhão em empréstimo aprovado desde o seu lançamento, pode ajudar os mais de 2,6 milhões de MEIs e MEs que todo mês buscam crédito no mercado a comparar e contratar a melhor oferta dos

Fo lha

Microempreendedores de todo o Brasil já fizeram mais de 100 mil simulações de crédito na ferramenta gratuita e digital do Serasa Empreendedor, o que representa uma busca de financiamento por minuto. Na média, o valor do empréstimo procurado é de R$15 mil, com parcela má-

de

Plataforma da Serasa para microempreendedor tem uma simulação de crédito por minuto e já atingiu R$1 milhão em empréstimo aprovado parceiros da plataforma de acordo com a necessidade e possibilidades de pagamento. A maioria dos empreendedores que buscou crédito na ferramenta da Serasa pretende utilizar o dinheiro para investir na companhia: 24% compra de equipamentos, 20% expansão e 20% fluxo de cai-

xa. Já 16% devem quitar dívidas, 15% fazer estoque e 5% reformar o negócio. “O acesso ao crédito é fundamental para a manutenção e o crescimento de uma companhia. O novo canal digital pretende facilitar e agilizar essa busca, já que concentra no mesmo ambiente empresas que estão dispostas a fazer uma análise individual e oferecer propostas personalizadas de acordo com o perfil de quem solicitou, estimulando inclusive, o crédito consciente”, diz o vice-presidente de Micro, Pequenas e

Médias Empresas da Serasa Experian, Victor Loyola. Na ferramenta, a simulação do empréstimo é feita com financeiras que investem no segmento de MEIs e MEs. Atualmente, o serviço de acesso a crédito do Serasa Empreendedor conta com fintechs, como Nexoos, Biz Capital, Biva e Tutu Digital. Parcerias com outras fintechs, cooperativas de crédito e bancos já estão em negociação. O acesso é totalmente gratuito e conta com orientação ao usuário

durante todo o processo de simulação para que ele aumente as chances de conseguir o crédito. Para fazer a simulação, é necessário que o empreendedor se cadastre na plataforma do Serasa Empreendedor, com CNPJ, nome completo, e-mail, celular e CPF. Segundo o Indicador da Serasa Experian, a busca geral por crédito das micro e pequenas empresas cresceu 6,0% no primeiro quadrimestre deste ano, na comparação com mesmo período do ano passado.


| Edição nº 7.116 |

| página 6 |

| FOLHA DE ITAPETININGA| Quinta-feira, 14 de junho de 2018

Falecimento

Programa oferece bolsa de 50% para universitários atuarem como educadores nas unidades da rede estadual aos finais de semana dentro do Programa Escola da Família Termina na próxima quinta-feira (14/06) o prazo de inscrições para o Programa Bolsa Universidade, da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. O programa é um convênio com instituições de ensino superior que oferece bolsa para estudantes universitários que se disponham a atuar como educadores aos finais de semana em escolas estaduais integrantes do Programa Escola da Família. A bolsa equivale a 50% do valor da mensalidade do curso, até o limite de R$ 500,00. Os interessados deverão preencher o formulário de inscrição disponível no site do Programa Escola da Família (http://escoladafamilia.fde.sp.gov. br), optando por uma única Diretoria de Ensino e fazendo a escolha das escolas da mesma diretoria. Após preencher o formulário, o candidato tem até o dia 18 de junho para levar a documentação comprobatória de sua condição socioeconômica e acadêmica à Diretoria de Ensino da região onde pretende atuar conforme o cronograma de inscrições vigente. Os candidatos aprovados pela Diretoria de Ensino participarão do processo classificató-

lha

13/06/2018–NAIR PINTO MOREIRA DATA/LOCAL DO FALECIMENTO : 13/06/2018 ÀS 01:50 HS EM ITAPETININGA IDADE : 86 ANOS PROFISSÃO : APOSENTADA ESTADO CIVIL : VIUVA DO SRº SANTINO VAZ MOREIRA FILHA DE : ABILIO PEREIRA PINTO E JUVENTINA LOPES DE ALBUQUERQUE DEIXA OS FILHOS: JOÃO, JOSÉ, CELIA, JOEGE E RITA VELÓRIO : DA EMPRESA FUNERARIA CAMARGO UNIDADE DO GRAMADINHO EM ITAPETININGA SALA 01 SEPULTAMENTO : 13/06/2018 ÀS 16:00 HS CEMITÉRIO : DO GRAMADINHO EM ITAPETININGA 12/06/2018 – NATALICIO FERREIRA DA SILVA DATA/LOCAL DO FALECIMENTO : 12/06/2018 ÀS 21:20 HS EM ITAPETININGA IDADE : 92 ANOS PROFISSÃO : APOSENTADO ESTADO CIVIL : CASADO COM A SRª ANDRELINA DOS SANTOS SILVA FILHO DE : ANTONIO FERREIRA DA SILVA E MARIA DOS PRAZERES DEIXA OS FILHOS: EUNICE, ABILIO, JOSÉ CARLOS, CLEIDE JANE E CLEILTON VELÓRIO :CENTRAL DA EMPRESA FUNERÁRIA CAMARGO EM ITAPETININGA SALA: 05 SEPULTAMENTO : 13/06/2018 ÀS 15:00 HS CEMITÉRIO : SÃO JOÃO BATISTA EM ITAPETININGA

pelo Santos Fagner, nasceu em São Paulo e atua pelo Corinthians Miranda, passagem pelo São Paulo Marquinhos, nasceu em São Paulo e atuou pelo Corinthians Pedro Geromel, nasceu em São Paulo, passando por Portuguesa e Palmeiras Casemiro, passagem pelo São Paulo Paulinho, nasceu em São Paulo, atuou por Pão de Açúcar, Bragantino e Corinthians Renato Augusto,

passagem pelo Corinthians Willian, nasceu em Ribeirão Pires e passou pelo Corinthians Gabriel Jesus, nasceu em São Paulo, jogou por Anhanguera e Palmeiras Neymar, nasceu em Mogi das Cruzes e atuou pelo Santos Técnico Tite – como jogador atuou por Portuguesa e Guarani. Como treinador passou por São Caetano, Corinthians, e Palmeiras

Inscrições para o Programa Bolsa Universidade terminam nesta quinta-feira (14/06)

de

13/06/2018 – JOÃO RIBEIRO VAZ DATA/LOCAL DO FALECIMENTO : 13/06/2018 ÀS 10:03 HS EM ITAPETININGA IDADE : 83 ANOS PROFISSÃO : APOSENTADO ESTADO CIVIL : CASADO COM A SRª ALICE RODRIGUES VAZ FILHO DE : EMILIANO RIBEIRO VAZ E CANDIDA PINTO DE ARAUJO DEIXA OS FILHOS: LAURI, LAIS, AMAURI, ARI, CLEIDE, ROSELI E CÉLIA VELÓRIO :CENTRAL DA EMPRESA FUNERÁRIA CAMARGO EM ITAPETININGA SALA: 06 SEPULTAMENTO : 14/06/2018 ÀS 11:00 HS CEMITÉRIO : SÃO JOÃO BATISTA EM ITAPETININGA

Fo

porte, mudando a realidade de pessoas em todas as regiões do Estado. Boa sorte aos atletas paulistas e a todos que vão representar o Brasil em mais uma Copa do Mundo”, concluiu o secretário. Confira abaixo a listagem de todos os atletas da Seleção Brasileira que têm alguma relação com o Estado de São Paulo: Cássio, atualmente no Corinthians Ederson, nasceu em Osasco e jogou pelo São Paulo Danilo, passagem

tin

e instalações para atletas, integrantes das comissões técnicas e torcedores. O secretário de Esporte, Lazer e Juventude do Estado, Cacá Camargo, valoriza a participação paulista na Copa do Mundo e em todos os torneios esportivos internacionais. “A gestão do Governo de São Paulo permite que também em grandes eventos tenhamos diversos atletas que tenham alguma ligação com o Estado. Nosso foco é proporcionar mais oportunidades no es-

pe

da reportagem para a série #SPnaRussia, promovida pela Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo (SELJ). O técnico Tite também tem passagem de destaque por São Paulo, já que como atleta atuou por Portuguesa e Guarani, além de ter trabalhado como treinador no São Caetano, Corinthians e Palmeiras. O estado também colaborou ativamente nas duas Copas sediadas no Brasil (1950 e 2014) não apenas com estádios que sediaram partidas, mas também com alojamentos

Ita

Seleção Brasileira conta com 13 atletas que nasceram e/ou atuaram pelo Estado entre os 23 convocados, além do técnico Tite O Estado de São Paulo conta com grande participação na Copa do Mundo de 2018, que começa na quinta-feira (14/6), na Rússia. Dos 23 convocados para representar o Brasil, 13 nasceram ou passaram por equipes do Estado de São Paulo, o que contabiliza uma participação de 56% do Estado, o que leva a esta segun-

ing

a

Estado de São Paulo tem forte presença entre os convocados para a Copa do Mundo

rio, que prioriza alunos com maior dificuldade em custear seus estudos no ensino superior privado. Para isso, é definida uma pontuação que servirá como ordem de chamada, sendo os candidatos convocados para atuar unidades conforme a quantidade de vagas disponíveis. Os que não forem convocados entrarão numa fila de espera que terá validade de 12 meses, ao fim dos quais o candidato não contemplado poderá realizar nova inscrição. A lista dos documentos necessários, assim como das universidades conveniadas, pode ser conferida no site do Programa Escola da Família. Quem pode participar? Podem se candidatar a uma vaga no programa universitários que estejam regularmente matriculados em cursos de graduação presenciais em instituições de ensino superior privadas que possuam convênio com a Secretaria da Educação por meio do Programa Escola da Família. Os candidatos, no entanto, não podem ser beneficiários de bolsa de estudos, financiamento universitário

ou similares provenientes recursos públicos. Também não podem concorrer candidatos que já tiverem sido beneficiados pelo Bolsa Universidade (exceto os que tiverem entrado na lista de espera). Como educador no Programa Escola da Família, o universitário deverá cumprir uma carga horária de 8h (considerando o horário de abertura das escolas aos sábados e domingos, das 9 às 17 horas), desenvolvendo projetos para atendimento da comunidade escolar que levem em consideração a proposta da unidade escolar e as diretrizes do Escola da Família, centradas nos eixos: trabalho, saúde, cultura e esporte. Também deverá elaborar relatórios mensais das atividades desenvolvidas, que serão entregues ao responsável pelo acompanhamento do Programa na Unidade Escolar. Sobre o Programa Escola da Família Grande ferramenta de transformação social e cultural, o programa estimula as escolas a abrirem seus espaços para a comunidade aos fins de semana realizando atividades volta-

das ao esporte, saúde e cultura. O programa oferece bolsas para universitários, que atuam junto com os voluntários. Para participar o aluno deve estar regularmente matriculado em um curso de graduação em uma das 150 instituições de ensino superior conveniadas à Secretaria. Pelo trabalho, a SEE custeia 50% do valor da mensalidade do curso até o limite de R$ 500,00. O restante é assumido pelas instituições de ensino superior parceiras. Os voluntários são responsáveis por organizar ou participar de reformas e mutirões de limpeza na escola, gincanas e eventos, campanhas, atividades educativas, como contar histórias para crianças, entre outros projetos. Atualmente, o Programa Escola da Família está presente em 594 municípios nas 91 Diretorias de Ensino. São 2,2 mil escolas estaduais e 77 escolas municipais que contam com a participação de 2,2 mil educadores, 81 mil universitários bolsistas e cerca de 8,8 mil voluntários.


| FOLHA DE ITAPETININGA| Quinta-feira, 14 de junho de 2018

| Edição nº 7.116 |

| página 7 |

Contratação de crédito rural até maio soma R$ 131,6 bilhões

HIPERTENSÃO NA GRAVIDEZ: PERIGO PARA MÃE E BEBÊ

com valores maiores. As finalidades de industrialização e de comercialização tiveram incrementos percentuais semelhantes, na faixa de 35%. O investimento também apresentou variação positiva de 28,6% em relação ao mesmo período da safra passada, sendo a segunda finalidade a demandar maior volume de recursos, com R$ 27,2 bilhões. As operações de investimento representaram 20,6% das contratações do período, sendo que os programas de investimento específicos participaram com mais da metade do total (55,5%) e tiveram desempenho superior em 15,1% comparativamente à safra passada. Os programas específicos de investimento, como o Moderfrota (Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras), o Pronamp (Programa

Ita

A hipertensão na gestação é um problema de saúde que atinge 10% das grávidas no Brasil. Segundo a Sociedade Internacional de Estudos sobre Hipertensão na Gravidez, no mundo, mais de 75 mil mães e 500 mil bebês morrem anualmente devido à pressão alta. Mulheres que já sofrem com a doença devem redobrar os cuidados com a saúde nesse período, informando ao médico a sua condição para que ele recomende um tratamento adequado. Já aquelas que nunca tiveram o problema, podem desenvolver hipertensão arterial durante a gravidez. O aumento da pressão compromete a saúde tanto da mãe quanto do feto e exige cuidados. “A hipertensão pode causar quadros de pré-eclâmpsia e eclâmpsia, que são próprias da gravidez, e aparecem após o quinto mês de gestação. Na pré-eclâmpsia, a pressão arterial materna aumenta e a mulher elimina proteínas pela urina ou apresenta lesão no rim, fígado, sistema de coagulação, pulmão ou cérebro”, explica Ricardo Cavalli, presidente da Comissão Nacional Especializada em Hipertensão na Gestação da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo). A doença pode evoluir para eclâmpsia e comprometer a vida da mãe e do bebê, pois pode, ainda, causar convulsões e inchaços, além de antecipar o parto, fazendo com que o bebê nasça prematuramente. As causas da hipertensão na gravidez são várias, entre elas estão problemas nos vasos sanguíneos, obesidade, alteração do colesterol ou dos triglicérides e doença renal. Os sintomas da hipertensão gestacional são dores de cabeça, inchaços, dificuldade para respirar, visão embaçada ou sensação de luzes piscando. O tratamento é feito com medicamentos, mas é necessário que a gestante faça o controle da pressão arterial e se alimente de forma correta. “As mulheres obesas, diabéticas, com doenças renais, hipertensas antes da gravidez, grávidas de gêmeos e as que já tiveram eclâmpsia na gravidez anterior possuem um risco maior de desenvolver a doença. Por esse motivo, elas devem prestar mais atenção na saúde”, alerta o médico. As mães que desenvolveram hipertensão gestacional podem deixar de ser hipertensas após o parto, pois a pressão arterial diminui com a eliminação da placenta. “É importante lembrar que a mulher deve ser avaliada por um médico porque do mesmo modo que a pressão pode voltar aos níveis normais, a hipertensão pode se tornar crônica. Além disso, elas correm o risco de apresentar mais problemas cardiovasculares e renais no futuro, então devem fazer exercícios físicos e manter uma dieta balanceada pelo resto da vida”, alerta Cavalli. As mulheres que já sofreram com pré-eclâmpsia na gravidez têm risco maior de ter pressão alta na próxima gestação. “O que recomendamos é que ela use medicamentos preventivos (AAS e Cálcio) que irão diminuir as chances da doença acontecer novamente. Não elimina as chances, mas diminui”, lembra o médico. “Para diminuir os óbitos devido à doença, é importante que as mães saibam o que é a hipertensão gestacional, como evitar e o que ela pode causar. Depois, é preciso orientar os médicos para tratar adequadamente a paciente e é necessário também ter um bom atendimento tanto no posto de saúde quanto no sistema hospitalar”, finaliza Cavalli.

Valor destinado a investimentos aumentou 15% sobre a safra anterior A contratação do crédito rural por médios e grandes produtores rurais atingiu R$ 131,6 bilhões, em onze meses, de julho do ano passado a maio deste ano. O montante equivale aproximadamente ao total do volume contratado em toda a safra 2016/17. Os dados constam do Relatório de Financiamento Agropecuário de liberação de recursos da atual safra, divulgado pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A finalidade de custeio é a de maior destaque. Alcançou, no período, R$ 72,2 bilhões (aumento de 2% no valor das contratações), com aumento do valor médio das operações de custeio, ou seja, operações

Fo

A Academia Brasileira de Neurologia (ABN) realizou pesquisa para mapear como os neurologistas tentam sensibilizar parlamentares em defesa de políticas públicas de saúde e de valorização profissional. Um questionário online foi encaminhado à base dos associados, entre 11 de abril a 22 de maio. Retornaram para a ABN 431 neurologistas. Destes, 79,81% afirmam ter votado nas últimas eleições para o Legislativo, enquanto 20,19% disseram que não. Na questão se “o neurologista busca sensibilizar o candidato para atuar em benefício de melhores práticas em medicina e na assistência ao paciente?”, apenas 34,57% disseram que sim e 65,43% revelaram que não. A decepção com a atual representação no Congresso Nacional é gigante. Prova disso é que 79,58% responderam não conhecer um só parlamentar que defenda as causas da medicina e da saúde.

APOIO

COLUNA SAÚDE ACONTECE

Perguntas e sugestões podem ser enviadas para acontece@acontecenoticias.com.br ou para a Avenida Pompeia, 634, conj. 401 - São Paulo, SP - CEP 05022-000

superior à safra passada. As fontes de recursos como Recursos Obrigatórios, Poupança Rural Controlada, LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) com Taxa Favorecida, Poupança Rural Livre e Fundos Constitucionais participam, sequencialmente, com 30,0%; 26,5%; 8,1%, 8,1% e 7,2% do volume total de financiamentos. Em relação ao mesmo período da safra passada, 73,1% das contratações do crédito rural foram provenientes de fontes controladas (taxas de juros favorecidas) e 26,9% de fontes não controladas (taxas de juros de mercado). A atividade agrícola continua com a maior contratação do crédito e obteve desempenho 15,1% superior à safra 2016/17, com R$ 91,7 bilhões. A atividade pecuária representa 30% do valor contratado e registra aumento de 9,7%.

Projeto piloto do novo crediário deve ser lançado em breve

Bancos já oferecem a opção de financiamento de compras no cartão de crédito com juros, em casos em que o lojista deseja vender apenas à vista A Abecs (associação da indústria de cartões) prevê que o parcelado com juros mo cartão de crédito deverá ser lançado no último trimestre do ano, como um projeto-piloto. A implantação em maior escala ocorreria apenas em 2019. Para o presidente da Abecs, Fernando Chacon, o produto deve ser lançado com taxas de juros baixas, próximas às cobradas em linhas de créditos com spreads baixos, para que seja competitivo, mas não citou qual poderia ser esse percentual. Ele falou nesta quartafeira (13) no Ciab, evento de tecnologia bancária promovido pela Febraban (federação de bancos). Hoje os bancos já oferecem a opção de financiamento de compras no cartão de crédito com juros, em casos em que o lojista deseja vender apenas à vista. As taxas giram em torno de 3% ao mês. Segundo Chacon, o problema é a falta de padronização na oferta desse crédito na maquininha. Esse é o trabalho que está sendo feito pelas empresas

de

lha

ESPAÇO MÉDICO

Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural) e o ABC (Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura) foram os mais demandados pelos médios e grandes produtores rurais. Enquanto o Pronamp e o ABC tiveram crescimento em torno de 50%, o Moderfrota teve variação positiva de 5,3%, em relação à safra 2016/17. Os programas Moderagro (Programa de Modernização da Agricultura e Conservação de Recursos Naturais) e Pronamp estão com a aplicação dos seus recursos próxima dos limites programados, com 96,8% e 92,7%, respectivamente. Da mesma forma, o PCA (Programa para Construção e Ampliação de Armazéns) e o Prodecoop (Programa de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária), apresentam desempenho 113,3% e 98,6%

pe

Acontece

tin ing

a

SAÚDE

do setor. O parcelamento com juros é criticado pelo comércio porque eliminaria o parcelado sem juros, que tem forte apelo junto ao consumidor. “Esses produtos podem e devem conviver”, defendeu Chacon. Para ele, o produto com juros seria mais utilizado pelos pequenos comerciantes, que têm menor acesso à crédito e portanto têm mais dificuldade de parcelar compras do cliente. Em fevereiro, a Folha de S.Paulo informou que a alternativa ao parcelamento sem juros estudada pelo setor de cartões prevê a adoção de taxas diferenciadas de acordo com o perfil de risco do cliente, segundo executivos que participam das conversas sobre o assunto com o Banco Central. O crediário, a proposta dos emissores de cartões para concorrer com o parcelado sem juros, seria

uma linha de financiamento ao consumo com o uso do cartão. Os emissores dos cartões utilizariam seus próprios modelos de avaliação de risco e o histórico que possuem do consumidor para estabelecer a taxa oferecida no crediário. Pessoas com bom histórico de pagamento teriam juros menores, enquanto maus pagadores poderiam pagar mais no parcelamento mensal. O lojista não participaria dessa análise de crédito. Segundo fontes que participam das discussões, as empresas trabalham

com um juro de cerca de 3% ao mês, semelhante ao do crédito consignado. É também próximo da taxa cobrada pelos adquirentes (donos de maquininhas de pagamento) para realizar as operações. A decisão de tomar o crediário -com mais prazo para pagar- ou optar pelo parcelamento sem juros ficaria a critério do cliente. O setor já estaria trabalhando em uma infraestrutura que permitiria que, na hora do pagamento, o consumidor conseguisse comparar qual a melhor alternativa, com simulações que incluiriam os cenários com e sem juros e prazos diferentes.


| Edição nº 7.116 |

| página 8 |

| FOLHA DE ITAPETININGA| Quinta-feira, 14 de junho de 2018

tin

Secretaria da Educação e destacou o trabalho dos instrutores do Proerd. “É uma alegria ver tantas crianças aqui. Parabenizo a todos e espero que todos utilizem os ensinamentos aprendidos para levar ao longo de suas vidas”, enfatizou em seu discurso. Diversos alunos foram homenageados com medalhas pelo destaque durante o curso. Finalizando a cerimônia, o mascote do Proerd, o Leão Daren fez a festa com a criançada e após cantar com todos o Hino do Proerd, realizou uma sessão de fotos.

pe

truções e orientações dadas pelos integrantes da Polícia Militar e pelos representantes da Prefeitura de Itapetininga. Estiveram presentes, representando a prefeita Simone Marquetto, o viceprefeito, Josué Alvares Pintor, além do Secretário da Educação, Jefferson Farpella, do Capitão PM Éder Bueno, e representando a Derita, professora Coordenadora da Delegacia de Ensino, Roberta Nazareth de Proença, pais e familiares. Durante sua fala, o vice-prefeito, Josué Alvares Pintor, enalteceu o trabalho da Polícia Militar e da

Ita

Ação da Polícia Militar em parceria com a Secretaria da Educação de Itapetininga traz orientações aos alunos sobre prevenção às drogas Uma cerimônia emocionante marcou a Formatura das Turmas do Proerd – Programa Educacional de Resistência às Drogas nesta terça-feira (12), na Quadra Poliesportiva da EMEF “Profª Rosa Badin Vieira”, no Jardim Shangrilá. Centenas de alunos, acompanhados de seus professores, diretores e supervisores ouviram atentamente as ins-

ing

a

Formatura do Proerd em Itapetininga nesta terça (12) reúniu centenas de alunos na quadra poliesportiva da EMEF “Profª Rosa Badin Vieira”

Vendas no varejo brasileiro avançam 1% em abril, diz IBGE

Fo

lha

de

A expectativa em pesquisa da agência Reuters era de alta de 0,6% na comparação mensal e de avanço de 0,55% em relação a abril de 2017 As vendas do varejo avançaram 1% na passagem de março para abril e subiram 0,6% sobre um ano antes, na

série com ajuste sazonal, informou o IBGE nesta quarta-feira (13). A expectativa em pesquisa da agência Reuters era de alta de 0,6% na comparação mensal e de avanço de 0,55% em relação a abril de 2017. De acordo com a PMC (Pesquisa Mensal de Comércio), a maioria das atividades analisadas registrou aumento nas vendas, com exceção de artigos de uso pessoal e doméstico, que ficaram estáveis. Mais informações em breve.

Folha de Itapetininga 14/06/2018  

O mais moderno jornal da região

Folha de Itapetininga 14/06/2018  

O mais moderno jornal da região

Advertisement