Page 1

Folha de Itapetininga, Terça-feira, 10 de setembro de 2019

| Edição nº 7.296 |

ANO XLVIII / Nº 7.296 / 50 ANOS - COM ITAPETININGA E REGIÃO

Página 1

Itapetininga, Terça-feira, 10 de setembro de 2019

Aprovado pela Câmara Municipal projeto revogando lei que proíbe rodeio e similares em Itapetininga

Com o Plenário Humberto Pellegrini totalmente lotado, a Câmara Municipal de Itapetininga, na noite de ontem , sob a presidência do Vereador Itamar José Martins e com a presença de todos os vereadores, após manifestações e debates, aprovou por 11 votos favoráveis e 7 contrários, o Projeto de Lei Complementar 17/2019, de autoria dos Vereadores Mario Carneiro Neto, Miguel Arcanjo Máximo de Jesus, e Sidnei Teixeira Barbosa, revogando a Lei Complementar 60, de 10 de junho de 2013, que proíbe a realização de rodeios, touradas, vaquejadas, farras do boi e eventos similares no Município de Itapetininga e dá outras providências. O projeto aprovado segue agora para sanção ou veto da Prefeita Municipal.

GCM de Itapetininga apreende homem vendendo crack perto de escola municipal Em patrulhamento pelas proximidades EMEF “Professora Evanilde Shirley”, entre as Vilas Arruda e Prado, a equipe da Guarda Civil Municipal, formada pelos guardas Paques, Oliveira e Renato, percebeu atitude suspeita de uma pessoa que estaria comercializando entorpecentes. Imediatamente, foi feita a abordagem de um homem de 33 anos. Durante revista, foram localizadas com ele, 11 pedras de crack e na carteira uma quantia em dinheiro. Aos GCMs ele alegou que vendia a droga.

Parceria leva capacitação a produtores da área rural de Itapetininga Foi realizado o terceiro encontro do curso de Gestão em Olericultura, no bairro Faxinal do Rio Acima, numa parceria da prefeitura de Itapetininga com o Sebrae. Na reunião foi apresentada a oficina “Custos para Produzir no Campo”,

com a presença analista de atendimento do Sebrae, Eduardo Mantovani. Na oportunidade os produtores receberam informações sobre a composição de custos, despesas e valor da margem bruta, compreendendo melhor os

seus custos para um maior controle dos gastos em sua empresa rural. O que é Olericultura? A olericultura é a área da horticultura que abrange a exploração de hortaliças e que engloba culturas folhosas, raízes, bulbos, tubérculos, frutos diversos e partes comestíveis de plantas.

Prefeita anuncia que diretores e supervisores da Rede Municipal de Itapetininga terão aumento de 5% no salário-base Pág 8

Associação de Apicultores de Itapetininga se reúne com a prefeita Simone Marquetto

Os integrantes da Associação de Apicultores de Itapetininga e Região Sul do Estado de São Paulo (Apis) se reuniram, na tarde de quinta-feira, dia 5, com a prefeita Simone Marquetto. No ano passado, a entidade ganhou um terreno para a construção da sede da instituição no passado. Neste período, a Apis finalizou o projeto arquitetônico. Após a conclusão, o prédio será utilizado para realização de cursos de qualificação. “É uma parceria importante para o produtor rural e para o fortalecimento do agronegócio de Itapetininga”, informou a prefeita Simone Marquetto. Segundo o presidente da Apis, Gerson Santana, a associação conta 27 associados, que possuem em sua maioria a atividade apícola como principal fonte de renda. Com 600 colmeias, a produção

anual atinge 15 toneladas por ano. A previsão do presidente, a médio prazo, é ampliar a colheita de mel, própolis, cera alveolada e produção de abelhas rainhas para melhoria genética. Também se busca a aproximação com a Klabin e a Citrusuco, que mantém uma longa extensão de plantio de frutas cítricas em Itapetininga e região. “A expectativa é mais que dobrar, caso avancemos nestas parcerias. A criação de abelhas traz benefícios, pois reduz o uso de agrotóxico no campo. No caso da laranja, é possível ampliar a colheita do fruto em até 40%”, afirmou o presidente. Atualmente, a Apis conta com uma parceria com a Fibria/Suzano e recentemente fechou acordo

com a Duratex. A prefeita Simone Marquetto disse que é possível conciliar a produção do agronegócio aliada com a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente. “É uma parceria estratégica de nossa gestão”, frisou. Itapetininga pode se tornar um dos principais produtores de mel do Estado de São Paulo. Estava presente na reunião o vereador Sidnei Teixeira Barbosa (Sid do Rechã). O resultado da reunião, de acordo com a advogada da entidade, Flávia Marcondes, é a realização do evento aberto para fomentar parcerias com empresários e produtores rurais. “Foi muito positiva a reunião”, apontaram o presidente da Apis e a prefeita Simone Marquetto.


| Edição nº 7.296 |

Página 2

Folha de Itapetininga, Terça-feira, 10 de setembro de 2019

Encerrado com sucesso o programa “Aprendizagem em Silvicultura ”pelo Sindicato Rural- FAESP / SENAR-AR no Centro de Apoio Social ao Adolescente Aconteceu no último dia 2 de setembro de 2019,com grande sucesso, o encerramento do curso do programa “Aprendizagem de Silvicultura”, com a conclusão de 42 participantes, no Centro de Apoio Social ao Adolescente (Projeto Casa), com a participação de diretores do Sindicato Rural de Itapetininga, da JFI Silvicultura e do próprio Centro. Para o entendimento dos leitores, é importante recordar que o Sindicato Rural de Itapetininga é filiado à FAESP-Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo, mantendo convênio com o SENAR-AR/SP

CAR. Foi aprovado, por unanimidade, o relatório do senador Irajá (PSD-TO), membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), sobre a Medida Provisória, que torna o Cadastro Ambiental Rural (CAR) um sistema permanentemente aberto a atualizações e novas inscrições, para possibilitar a inclusão de dados de propriedades rurais a qualquer tempo. PAGAMENTO. O plenário da Câmara dos Deputados aprovou com ampla maioria, o projeto de lei, que cria a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA). A prática já é adotada em estados como Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina, e acontece como forma de compensação por boas práticas agrícolas. O projeto segue agora para o Senado, e caso seja aprovado, irá para sanção presidencial. NÃO PREJUDICADO. O relator geral do Orçamento, deputado Domingos Neto (PSD-CE), participou, da reunião semanal da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Na ocasião, ele apresentou a agenda de trabalho da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização, formada por deputados e senadores. Ele afirmou que irá tratar com sensibilidade a questão dos recursos destinados ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e ao setor agropecuário. CONSENSO. Em agenda conjunta da Frete Parlamentar da Agropecuária (FPA) com o presidente da

desde 1994 para realização de cursos de formação profissional rural, de promoção social, programas e outros eventos destinados à participação gratuita de produtores, trabalhadores rurais e familiares. Para colocar em prática essas ações, o Sindicato Rural conta com importantes parcerias, destacando-se a Prefeitura Municipal de Itapetininga; o Centro de Apoio Social ao Adolescente, destacada entidade filantrópica com um trabalho de grande envergadura localizada no Bairro Chapadinha; e a atuante empresa J.F.I. Silvicultura Ltda, que colabora de forma

Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, líderes partidários e a Confederação da Agricultura Pecuária do Brasil (CNA), assuntos como licenciamento ambiental, pesticidas e a proposta prorroga por 10 anos o prazo do registro de ratificação de imóveis em áreas de faixa de fronteira, ganharam destaque na manhã de terça-feira (3). OBSERVATÓRIO. O presidente Jair Bolsonaro e a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) inauguraram quinta-feira (5), na sede do Ministério, o Observatório da Agropecuária Brasileira, ferramenta que dará a gestores amplo acesso a informações estratégicas para a tomada de decisões e elaboração de políticas públicas para o setor agropecuário. INFLUÊNCIA. Pesquisa da Embrapa Pecuária Sudeste (SP) sobre o perfil do consumidor brasileiro mostra que mulheres com mais de 50 anos, renda elevada e grau de escolaridade superior são as que mais se preocupam com práticas sustentáveis relacionadas à criação de animais na hora de comprar carne. Trata-se de um nicho de mercado que valoriza a qualidade do produto em detrimento do preço e dá alta atenção às informações contidas nos rótulos. EMBALAGENS. Os for-

decisiva com o transporte de mais de 100 jovens que participam do Programa “Jovem Agricultor do Futuro”. Fazendo um retrospecto desse trabalho de envergadura, vale recordar que no início de 2018, diretores da empresa J.F.I. Silvicultura Ltda mantiveram entendimentos com os membros da Diretoria Executiva do Sindicato Rural para ampliar a parceria no sentido de desenvolver um novo programa voltado à participação de jovens na aprendizagem da atividade de silvicultura. Prontamente o Sindicato Rural entrou em contato com o Sistema FAESP/SENAR-AR/

necedores de frutas e hortaliças de todo o mundo estão analisando detalhadamente as suas embalagens, não somente em termos de custos e materiais, mas também em relação às questões ambientais. De acordo com notícia do The Packer, ao que tudo indica, o caminho é quase único: todos querem reduzir o plástico e aumentar a capacidade de reciclagem. SUCESSÃO. Na edição de agosto, a revista Hortifruti Brasil (Cepea) conversou com 97 leitores e produtores de frutas e hortaliças, a fim de identificar como eles estão preparando seus sucessores para assumir os negócios da família. Algumas destas histórias foram selecionadas como “mitos da sucessão familiar” e analisadas por especialistas da área. EMPREGOS. O número de pessoas ocupadas (PO) no agronegócio brasileiro

SP para viabilizar essa nova e promissora parceria. No dia 21 de maio de 2018 foi realizada em São Paulo reunião com a participação de representantes do Sistema FAESP/SENAR-AR/SP, do Sindicato Rural de Itapetininga e da empresa J.F.I. Silvicultura Ltda para dar início aos estudos para formação de duas turmas do Programa “Aprendizagem em Silvicultura” no município de Itapetininga. Com a parceria bem encaminhada, no dia 20 de junho de 2018 representantes do SENAR-AR/SP estiveram em Itapetininga visitando a empresa J.F.I. Silvicultura para conhecer as

somou 18,37 milhões no segundo trimestre deste ano, 1,64% a mais que no trimestre anterior, de acordo com pesquisas realizadas pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a Fealq (Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz). ÉPOCA. Dando continuidade à série sobre alimentos da época, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo juntamente com a Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), começou o mês de setembro falando um pouco sobre os legumes. Abobrinha: possui em sua composição muita água e grande quantidade de fibra, vitaminas do complexo B e magnésio. Berinjela: é hipocalórica, contendo apenas 20kcal em 100g do alimento. Brócolis: Rico em vitamina C, cálcio, vitamina A, ácido fólico, potássio e fibras. Couve-Flor: é uma hortaliça tenra e delicada conquista o paladar de muitos. Email: mauricio.picazo. galhardo@hotmail.com

instalações da mesma e tratar de detalhes técnicos e operacionais para futura implantação do novo programa voltado à formação de jovens aprendizes. Na sequência dos trabalhos, foram abertas as inscrições que contaram com mais de 1.200 jovens inscritos de 18 a 24 anos para disputar as 46 vagas oferecidas. E no dia 20 março de 2019 teve início o programa com as duas turmas , ficando prevista a conclusão

para o mês de setembro de 2019. As aulas teóricas foram realizadas no Centro de Apoio Social ao Adolescente no Bairro Chapadinha e as aulas práticas na empresa J.F.I. Silvicultura Ltda., propiciando grande oportunidade para formação dos jovens do nosso município, preparando-os para o competitivo mercado de trabalho., numa área com perspectivas cada vez mais promissoras.


Folha de Itapetininga, Terça-feira, setembro  Sabado, 610 dede julho de 2019de | 2019

| Edição nº 7.296 |

Página 3 3 

| Edição nº 7.268 |

|

Defesado Civil de Itapetininga atende Chegada ar polar mobiliza precauções diversas chamadas durantecom chuva forte e pode afetar a agricultura geadas

O mês de setembro teve início com grande volume de chuva em Itapetininga. Somente nos 4 primeiros dias do mês o volume foi de 24 mm, enquanto no mesmo período do ano passado foi de apenas 15mm. O aplicativo reúne as funE nestesexistentes dias, a Decionalidades no site doCivil CAR do e tem por objefesa município tivo aprimorar a comunicarecebeu diversas chação com os produtores rurais madas durante a forte Com com o objetivo de aperchuva ventos que feiçoar a comunicação atingiu a cidade nocom úl-

timo fim de semana. Foram árvores que caíram, muros que desabaram, enfim, sinistros que geralmente ocorrem em decorrência as fortes rajadas de ventos. Vários bairros foram (CAR), atingidos como Rural realizado em Vila (DF), Carolina, Vila Brasília Até agora, a Central era Assem, Vila Popular, acessada pelo site Jardim somente Paulista, Vila do CAR. Vila A Central servee Prado, Piedade para queda o proprietário ou Portal Figueira. Em possuidor registre e receba alguns casos, houve

falta de energia elétrica, por conta da queda do poste. A concessionária de energia trabalhou intensamente junto à Defesa Civil para restabelecer o abastecimento o mais rapidamente possível. casos de chuva tro, Em receber mensagens e e ventos fortes, queatender às notificações do órgão competente, das de árvores,enviar desdocumentação comprobatómoronamento ou desria de informações declara-a lizamento de terra, das no CAR, retificar inpessoa deve ligar as para formações, aderir ao Progra153 ou 199.

Serviço Florestal lança aplicativo para acesso a dados do Cadastro Ambiental Rural

os proprietários e possuidores rurais, o Serviço Florestal Brasileiro lançou o aplicativo da Central do Proprietário ou Possuidor Rural do Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (SiCAR) para dispositivos móveis. O serviço foi lançado durante o VI Encontro de Implementação do Cadastro Ambiental

informações sobre seu cadastro. Com o aplicativo, os proprietários e possuidores rurais que fizeram o CAR poderão ter acesso a todas as funcionalidades do site, como, obter a segunda via do recibo de inscrição do imóvel rural, acompanhar as etapas de inscrição e análise do cadas-

ma de Regularização Ambiental (PRA) e solicitar a emissão de Cotas de Reserva Ambiental (CRA), estas quando forem implantadas.O aplicativo já está disponível na PlayStore, para sistema Android e, em breve, também estará acessível na Apple Store, para o sistema iOS.

Ministério da Agricultura lança programa Brasil Mais Cooperativo Além dessa iniciativa, ministra assinou duas medidas que vão beneficiar cerca de 1,6 mil cooperativas no país Para fortalecer o cooperativismo rural brasileiro, o ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento lançou nesta quinta-feira (4) o programa Brasil Mais Cooperativo. Além dessa iniciativa, foi assinada uma portaria que amplia o acesso das cooperativas à emissão da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) e uma proposta de decreto que cria o Selo Biocombustível Social. O objetivo é beneficiar cerca de 1,6 mil cooperativas em atividade no país. A ministra Tereza Cristina assinou as três medidas no fim da manhã e afirmou que esses incentivos são importantes para “tirar da pobreza, da desinformação, da falta de tecnologia os pequenos proprietários rurais do Brasil”. O texto que cria o Brasil Mais Cooperativo estabelece que a iniciativa apoie o cooperativismo rural brasileiro por meio da oferta de assistência especializada. O secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke, ressaltou que muitas cooperativas e associações ainda apresentam pou-

ca capacidade de planejamento de médio e longo prazos e baixos investimentos na modernização dos seus processos. “As cooperativas são grandes parceiras da agricultura familiar e nós vamos utilizar esse sistema para potencializá-la. Organizados cooperativamente, pequenos e médios agricultores passam a ter maiores vantagens em termos de escala de produção, redução de custos, logística, facilidade de acesso a insumos e tecnologias de produção”, afirmou. Outro foco do Brasil Mais Cooperativo é a ampliação do acesso, por cooperativas e associações, aos mercados privados, como redes supermercadistas, e aos mercados institucionais, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Para isso, realizadas parcerias e articulação de iniciativas com entidades governamentais e representantes do cooperativismo. DAP Outra portaria assinada pela ministra altera as regras para a emissão da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) para pessoas jurídi-

cas. A DAP é o documento que identifica e qualifica o público da agricultura familiar, inclusive suas organizações econômicas. De acordo com o texto, as cooperativas singulares e associações com quadro societário composto por mais da metade de agricultores familiares com DAP ativa terão direito à emissão do documento. Pela regra anterior, era necessário que ao menos 60% do quadro societário fosse composto por agricultores familiares com DAP ativa. Selo Biocombustível Social O decreto encaminhado para a Casa Civil propõe mudança do nome do Selo Combustível Social, que passa a ser Selo Biocombustível Social. Essa alteração permitirá que cooperativas agropecuárias que não detenham DAP Jurídica sejam habilitadas para comercializar matéria prima da agricultura familiar com as empresas produtoras de biodiesel. Segundo a Organização das Cooperativas do Brasil, isso vai possibilitar que mais de 40 mil pequenos produtores participem do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel. Para mais Informações: imprensa@agricultura.gov.br

Gasolina recua em 15 Estados, diz ANP; valor médio cai 0,12% no país Guarda Civil Municipal de Itapetininga localiza adolescentes desaparecidas

Após as intensas chuvas dos dois últimos dias, está prevista a chegada do ar polar, derrubando drasticamente as temperaturas, trazendo riscos à saúde, principalmente de crianças e idosos, mobilizando providências em relação a pessoas mal abrigadas ou totalmen-

O valor médio da gasolina vendido nos postos brasileiros recuou em 15 Estados na semana passada, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilad o s p e l o A E - Ta x a s . Houve alta em dez Estados e no Distrito Federal, e estabilidade em Sergipe. Na média nacional, o preço médio caiu 0,12% na semana sobre a ant e r i o r, d e R $ 4 , 3 0 3 para R$ 4,298.

Foram localizadas pela GCM de Itapetininga na manhã desta quinta-feira (04), por volta das 10 horas, duas adolescentes moradoras do bairro Taboãozinho, em Itapetininga, que estavam desaparecidas desde o dia 29 de junho.As menores foram encontradas no prédio

te desabrigadas como moradores de rua, e trazendo fortes probabilidades de afetar a agricultura. Culturas como trigo e cevada, por exemplo, em fase de florescimento, poderão ser afetadas, assim como o milho safrinha e outras culturas. A proteção aos animais é uma

Em São Paulo, maior consumidor do País e com mais postos pesquisados, o litro da gasolina recuou 0,34%, de R$ 4,087 para R$ 4,073, em média. No Rio de Ja-

de uma antiga faculdade na vila Barth. Em vistoria ao local, a equipe da Guarda Civil Municipal, formada pelos GCMs Souza, Bruna e Prestes, acompanhados pela secretária de Segurança Pública, Catarina Nanini, constatou que se tratava das menores , ambas de 13 anos, que

 

                   

outra importante providência. As probabilidades de ocorrerem geadas são fortes aqui na região de Itapetininga. No sul do Brasil poderá nevar. A previsão é de que as temperaturas voltem a subir a partir do início da próxima semana.

neiro, o combustível caiu 1,45%, de R$ 4,836 para R$ 4,766, em média. Em Minas Gerais, o preço médio da gasolina recuou 0,20%, de R$ 4,561 para R$ 4,552 o litro.

estavam em condições precárias no local.Foram levadas ao Plantão Policial para que fosse registrada a localização. Pais e o Conselho Tutelar foram acionados.Voltaram às suas casas, onde serão orientadas e acompanhadas pelo Conselho Tutelar de Itapetininga.



R. Lopes de Oliveira, 146 Itapetininga • SP

   

Matricula Grátis de 22 /07 a 20/09

15 - 3272.6436


| Edição nº 7.296 |

Página 4

Folha de Itapetininga, Terça-feira, 10 de setembro de 2019

Conab dispõe novos mapeamentos agrícolas de arroz irrigado e culturas de verão

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) acaba de disponibilizar, no site e no Portal de Informações Agropecuárias, novos mapeamentos das culturas agrícolas do arroz irrigado em Mato Grosso do Sul – Safra 2018/2019, e das Culturas de Verão de primeira e segunda safra, em praticamente todos os estados produtores, de anos-safra anteriores. Segundo as análises, o mapeamento do arroz irrigado em Mato Grosso do Sul auxiliou

na estimativa de área plantada e também no monitoramento agroclimático das culturas. Já os mapeamentos das Culturas de Verão de primeira e segunda safra são utilizados no monitoramento agrícola, por meio do acompanhamento da evolução do Índice de Vegetação ao longo do desenvolvimento das lavouras, com impacto na estimativa de produtividade. Os mapeamentos agrícolas gerados pela Conab estão entre as informações geradas

que poderão compor o novo Observatório da Agropecuária Brasileira, lançado nesta quinta-feira (6) pelo Presidente da República em cerimônia no Ministério da Agricultura, e que dará amplo acesso a informações estratégicas para a tomada de decisões e elaboração de políticas públicas para o setor agropecuário. Todos os mapeamentos estão disponíveis para visualização e download no Portal de Informações

Unesp abre inscrições para o maior vestibular de sua história A taxa de inscrição é de R$ 170. As inscrições para o vestibular 2020 da Universidade Estadual

Paulista (Unesp) estão abertas. Para participar, os estudantes devem acessar o site da Vunesp, fundação respon-

sável pela prova, até o dia 7 de outubro. (https:// www.vunesp.com.br). A taxa de inscrição é de R$ 170. Para cerca de 400 mil alunos que cursaram o terceiro ano do ensino médio na rede pública estadual, o valor é 75% menor, de R$ 42,50. O período para cadastramento desses candidatos é o mesmo da inscrição dos pagantes de taxa integral, de 9 de setembro a 7 de outubro. O vestibular ofere-

ce a maior quantidade de vagas na história da Unesp: 7.725, distribuídas por 136 cursos de graduação em 24 cidades paulistas. As provas da primeira fase da seleção serão realizadas no dia 15 de novembro, em 31 cidades paulistas e ainda em Brasília, Campo Grande, Curitiba e Uberlândia (MG). No ano passado, 98.435 vestibulandos se inscreveram no vestibular da Unesp.

Distribuição de va- (405), Bauru (1.085), gas Botucatu (600), DraceA Unesp destina na (80), Franca (410), 50% das vagas por cur- Guaratinguetá (310), so (total de 3.878 vagas Ilha Solteira (470), Itaentre as 7.725 do ves- peva (80), Jaboticabal tibular) ao Sistema de (280), Marília (475), Reserva de Vagas para Ourinhos (90), PresiEducação Básica Pú- dente Prudente (640), blica. O porcentual de Registro (80), Rio Claingressantes oriundos ro (490), Rosana (80), de escolas públicas no São João da Boa Vista vestibular 2019 foi de (80), São José do Rio 54,6%. Preto (460), São José As 7.725 vagas são dos Campos (120), São para as seguintes cida- Paulo (185), São Vicendes: Araçatuba (170), te (80), Sorocaba (80) e Araraquara (855), Assis Tupã (120).


Folha de Itapetininga, Terça-feira, 10 de setembro de 2019

| Edição nº 7.296 |

Página 5

Cresce a estimativa de casos de câncer colorretal em 2019

A doença é o segundo tipo de tumor mais letal, vitimando aproximadamente 15 mil pessoas por ano. Estima-se que 90% dos mais de 30 mil casos poderiam ser evitados com prevenção Considerado um dos tumores de maior incidência no Brasil e no mundo, o câncer colorretal, também conhecido como câncer do cólon ou do intestino, é a terceira maior causa de mortes por câncer no País, somando quase 15 mil óbitos por ano. Na frente estão apenas os cânceres de próstata, de mama e de pulmão. De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), a estimativa é de aproximadamente 36 mil novos casos da doença em 2019, sendo mais de 17 mil em homens e quase 19 mil em mulheres. Apesar dos números serem assustadores, é possível detectar o tumor em seus estágios iniciais, quando a possibilidade de cura chega a 90%. O câncer colorretal se dá pela presença de tumores que acometem o intestino grosso, mais precisamente o cólon e o reto. Segundo a Dra. Aline Angélica Porto, oncologista do Hospital Brasil, da Rede D’Or São Luiz, não existe uma única causa definida para o aparecimento deste tumor, mas há fatores como estilo de vida, idade ou herança genética que aumentam o risco de ocorrência. “Podemos dividir esses fatores entre aqueles que podemos mudar, como a obesidade, excesso de álcool, consumo excessivo de carne vermelha - principalmente processada, tabagismo e sedentarismo; e os que não po-

demos mudar, como a idade - a partir dos 50 anos, risco genético, diabetes e doenças inflamatórias intestinais”, alerta a especialista. Em sua grande maioria, os tumores são benignos na fase inicial e crescem lentamente, podendo levar anos até o estágio avançado da doença, quando aparecem os primeiros sintomas. Mesmo com o aumento no número de casos, o diagnóstico é simples, feito por meio de exames que avaliam a presença de sangue oculto nas fezes. Por ser uma doença silenciosa, esses exames devem ser realizados pelo menos uma vez por ano e, caso apontem anomalias, é indicado uma colonoscopia. Quando realizados de forma precoce podem garantir até 90% de chance de cura. “É recomendado que as pessoas com mais de 50 anos façam a colonoscopia. Em casos de suspeita clínica ou histórico familiar que sugira síndromes hereditárias, esses exames precisam ser feitos imediatamente, independentemente da idade”, explica a médica. A doença pode ser silenciosa ou manifestar-se através de mudança no hábito intestinal. É preciso estar atento há sinais como diarreia e sangramento nas fezes, que são os sintomas mais comuns dos tumores do lado esquerdo do intestino. Podem ocorrer ainda dores abdominais e até uma obstrução completa do intestino. Tratamento Segundo o Dr. Rogério Palma, cirurgião do aparelho digestivo Hospital Brasil, da Rede D’Or São Luiz, o tratamento deste tipo de

câncer varia de acordo com cada caso, levando em conta a localização do tumor, tamanho, extensão e o organismo do paciente. Quando localizado no reto, por exemplo, o tratamento adotado é chamado de neoadjuvante (antes da cirurgia) e pode ser realizado com radioterapia e quimioterapia antes de uma possível cirurgia. Já no colón, caso não tenha se espalhado para outros órgãos, adota-se um método chamado adjuvante (depois da cirurgia), no qual o tratamento cirúrgico é a principal opção, antecedendo a rádio e quimioterapia, reduzindo a probabilidade da recorrência da doença e aumentando as taxas de cura. “Existem estudos que apontam com otimismo o tratamento neoadjuvante no tumor do reto. Nesses casos, a administração da quimioterapia e da radioterapia antes dos procedimentos cirúrgicos apresentou a regressão completa dos tumores em 20% dos casos”, conta Palma. Além disso, o médico aponta outro tratamento

Receita abre consulta ao 4º lote de restituição do Imposto de Renda Segundo a Receita Federal, o dinheiro será depositado nas contas no dia 16 de setembro Aconsulta ao quarto lote de restituição do Imposto de Renda 2019 será aberta ontem (9), a partir das 9h. O crédito bancário será feito para 2.819.522 contribuintes, totalizando R$ 3,5 bilhões. Segundo a Receita Federal, o dinheiro será depositado nas contas no dia 16 de setembro. O lote também contempla restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018. A consulta para saber se a decla-

ração foi liberada pode ser feita acessando a página da Receita na internet. O contribuinte também pode ligar para o Receitafone 146 e informar o CPF e a data de nascimento. Se estiver incluído no lote, a situação da declaração será “crédito enviado ao banco”. Caso o valor não seja creditado, o contribuinte deve ligar nos telefones 40040001 (capitais), 0800729-0001 (demais localidades) ou ir a uma agência do Banco do Brasil para agendar

o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco. Os lotes de restituição são liberados mensalmente. O Fisco libera os pagamentos por ordem de chegada da declaração. Isso significa que quem entregou a declaração mais cedo, recebe a restituição primeiro. A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la pela internet.

que vem apresentando grandes resultados. “Em termos de cirurgias, os robôs vieram para revolucionar. Em pacientes obesos, por exemplo, as cirurgias robóticas, procedimentos minimamente invasivos, estão sendo cada vez mais frequentes, principalmente na retirada de tumores retais. Além disso, também temos a laparoscopia, que vêm mostrando excelentes resultados oncológicos. Ambas apresentam benefícios de melhor visualização e dissecção do tumor”, finaliza o especialista. Sobre o Hospital e Maternidade Brasil Adquirido pela Rede D’Or São Luiz em 2010, o Hospital e Maternidade Brasil é referência em assistência hospitalar com alto padrão de

qualidade em Santo André e região. Atualmente, conta com 350 leitos, 17 salas cirúrgicas, um completo Centro Médico, de diagnósticos e pronto atendimento adulto e infantil. Além disso, tem a Maternidade Brasil que possui 44 leitos distribuídos em um único andar, do berçário central à UTI Neonatal. Com serviços oferecidos desde a internação, a Maternidade coloca à disposição o que há de mais moderno em cuidados para a saúde da mãe e do bebê. Sobre a Rede D’Or São Luiz Fundada em 1977, no Rio de Janeiro, a Rede D’Or São Luiz é a maior rede de hospitais privados do Brasil com presença no Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco,

Maranhão e Bahia. O grupo opera com 39 hospitais, sendo 38 próprios e um hospital sob gestão. Possui 6 mil leitos operacionais e 6,6 mil leitos totais, e tem planos de chegar a 8,1 mil leitos em 5 anos. São, ao todo, 44,1 mil colaboradores e 87 mil médicos credenciados, que realizam cerca de 3,69 milhões de atendimentos de emergência, 220,5 mil cirurgias, 32,3 mil partos e 477 mil internações por ano, além de 4 mil cirurgias robóticas em três anos do início deste novo serviço. A Rede D’Or São Luiz também conta com a Oncologia D’Or e Onco Star, rede de clínicas especializadas em tratamento oncológico em sete estados brasileiros.


| Edição nº 7.296 |

Página 6

Folha de Itapetininga, Terça-feira, 10 de setembro de 2019

Governo estuda reestruturação da Embrapa A Embrapa não está entre as empresas públicas já incluídas no Plano Nacional de Desestatização Ogoverno federal estuda um plano para reestruturar a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento informou que o debate sobre a forma e o alcance da reestruturação ainda está no início. Há cerca de dois meses, uma consultoria contratada para contribuir com uma visão externa entregou ao ministério os primeiros resultados da auditoria nos processos e ferramentas de gestão da Embrapa. Agora, técnicos da pasta analisam as sugestões dos consultores. “Ainda não há definição sobre o tema”, acrescentou a assessoria da pasta, em resposta às perguntas da Agência Brasil. “Ressaltamos que a ministra Tereza Cristina, em ocasiões anteriores, declarou que o processo de modernização será debatido com a Embrapa e que a privatização não está em questão”, destacou a assessoria. Responsável por promover a reestruturação e a privatização de empresas estatais, a Secretaria de Desestatização, Desinvestimento e Mercados também se manifestou a favor da reestruturação da empresa. “A contribuição da secretaria pode

aproximá-la dos líderes globais de pesquisa e desenvolvimento, com a criação de valor a partir de evolução tecnológica, genética, melhor uso da superfície e de recursos”, detalhou a assessoria da secretaria em nota. A Embrapa não está entre as empresas públicas já incluídas no Plano Nacional de Desestatização. Representantes dos servidores da Embrapa ouvidos pela reportagem disseram não temer pela privatização da empresa, mas pedem para serem ouvidos sobre quaisquer mudanças. “Nós, empregados e sindicatos, somos os que menos sabemos a respeito do que vem sendo discutido”, afirmou o presidente em exercício do Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Instituições de Pesquisa Agropecuária e Florestal (Sinpaf), Edson Somensi. Ele lembrou que a reestruturação da empresa vem sendo discutida internamente há alguns anos. Ao assumir a presidência da Embrapa, em outubro de 2018, o pesquisador aposentado Sebastião Barbosa destacou a missão de preparar a empresa para os futuros desafios. “A partir de hoje começaremos a discutir com nossos gestores a continuidade do processo de reestruturação da Embrapa, com a participação das Unidades Descentralizadas de

pesquisa e de nossos parceiros”, anunciou Barbosa em seu discurso de posse. Em 2017 e 2018, a própria Embrapa criou grupos de trabalho para que fossem propostas readequações. A partir da análise das sugestões, a empresa optou por contratar uma consultoria externa. Com a mudança de governo, o plano de reestruturar a empresa voltou a ganhar força. Barbosa foi substituído pelo diretor de Pesquisa e Desenvolvimento, Celso Moretti, que assumiu a presidência interina da Embrapa em 17 de julho deste ano. “Um trabalho começou a ser feito pelo ex-presidente Sebastião Lopes que chegou a anunciar esta proposta pouco antes de ser exonerado, em julho deste ano, mas nós, empregados e sindicatos, somos os que menos sabemos a respeito do que vem sendo discutido. Estamos inclusive querendo conhecer o resultado da auditoria externa”, comentou Somensi, revelando esperar que, em algum momento, os servidores e seus representantes sejam convidados a contribuir com propostas. “A Embrapa precisa se renovar como qualquer outra empresa que, para sobreviver, tem que preservar sua relevância. Ela é estratégica, relevante e presta um serviço maravilhoso, mas esta-

mos atravessando uma fase de transição. Há, dentro da própria empresa, uma cobrança por ações mais imediatas, por resultados. Ao mesmo tempo, estamos passando por um processo de renovação dos empregados e de mudanças”, comentou Somensi, destacando que a Embrapa já teve 12 mil servidores e, atualmente, conta com pouco mais de 9,4 mil. Só este ano, mais de 1,3 mil empregados aderiram ao Plano de Desligamento Incentivado. Além do mais, a empresa, como outros órgãos públicos, enfrenta um momento de redução orçamentária e contingenciamentos – estimulando o debate sobre como reduzir sua dependência do orçamento público. O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) prevê redução do orçamento da Embrapa para 2020: de R$ 3.634 bi para R$ 1.981 bi.

Vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária na Câmara, o deputado federal Sérgio Souza (MDB-PR) afirmou que a entidade associativa criada para estimular a ampliação de políticas públicas para o desenvolvimento do agronegócio não está, até o momento, informada sobre a intenção de reestruturar a Embrapa. “Esta é uma iniciativa do governo federal, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da própria empresa, que, a princípio, não tem que passar pelo Poder Legislativo. Principalmente se tratar-se, exclusivamente,

de uma reestruturação organizacional. Se houver mudanças de natureza orçamentária e de competências, então procuraremos colaborar com nossas contribuições”, disse Souza. “A Embrapa ajudou o Brasil a ser o que é hoje em termos de agropecuária. Por isto, a empresa tem grande responsabilidade e pode continuar ajudando o país a se desenvolver. Para isto, é necessário assegurar que ela tenha cada vez mais fonte de recursos, achando inclusive um mecanismo que lhe permita comercializar suas pesquisas”, acrescentou o deputado.


Folha de Itapetininga, Terça-feira, 10 de setembro de 2019

| Edição nº 7.296 |

Página 7

Contratações do crédito rural nos dois primeiros meses da safra somam R$ 39 bilhões Dentre os programas de investimento, destaque para o Inovagro (Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária) O valor das contratações das operações de crédito rural nos dois primeiros meses da safra 2019/2020 (julho e agosto) foi de R$ 38,9 bilhões. As operações de custeio somaram R$ 24,8 bilhões (+ 2%), investimento, R$ 7,2 bilhões (+14%), comercialização, R$ 4 bilhões (+41%) e as de industrialização somaram R$ 2,9 bilhões (+40%). Os números fazem parte do Balanço de Financiamento Agropecuário Safra 2019/2020, divulgado nesta sexta-feira

(6) pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com base nos dados do Sistema de Operações do Crédito Rural e do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), do Banco Central. O custeio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) alocou R$ 5,9 bilhões (+28%). Esse montante de recursos corresponde a 37.356 contratos (+15%). Para o custeio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), foram financiados 148.367 contratos (-2%) equivalendo a R$ 4,4 bilhões

(+16%). As linhas de investimento tiveram performance bastante positiva, com o Pronamp alocando R$ 413 milhões (+71%), com 3.268 contratos (+38%) e o Pronaf com R$ 2,1 bilhões (+15%) e 160.083 contratos (-4%). Dentre os programas de investimento, destaque para o Inovagro (Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária), Programa ABC (Agricultura de Baixa Emissão de Carbono) e Moderinfra (financiamento para o desenvolvimento da agropecuária irrigada sustentável), respectivamente com variação de +109%, +55% e +45% superior à sa-

fra passada. Apesar de o crédito para a comercialização ter valor aplicado, nesta safra, inferior ao da safra passada, foram R$ 4 bilhões contra R$ 6,8 bilhões no período anterior, o número de contratos aumentou em 19%, somando 5.320 con-

Ministério da Saúde avalia atualização do protocolo clínico de diabetes no SUS

Consulta pública está aberta para a nova versão do documento, que inclui o uso da insulina análoga de ação prolongada, já incorporada ao SUS. Pacientes, profissionais de saúde e pesquisadores poderão

se manifestar até o dia 16/9 Está aberta a consulta pública sobre a proposta de atualização do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT), que norteia o tratamento do Diabetes

Mellitus tipo 1 (DM1). Nesta última versão, está incluída no documento a insulina análoga de ação prolongada, alternativa de tratamento incorporada ao SUS em março desse ano. Com a con-

sulta, médicos, outros profissionais da área de saúde, pesquisadores, pacientes, que fazem uso de insulina, e demais interessados podem se manifestar sobre a atualização do PCDT.

Medicamento para asma grave é avaliado para incorporação no SUS

Consulta pública analisará a necessidade de incorporação do medicamento. Sociedade e especialistas podem opinar até o dia 18 de setembro

No Brasil, estima-se que a prevalência de asma seja em torno de 10% da população, sendo que os casos de asma grave estão entre 5 a 10% do total dessa

prevalência. Em 2008 a asma foi a 3ª causa de internação hospitalar pelo SUS, com cerca de 300 mil hospitalizações ao ano. É para atender ainda melhor este público e evitar agravamento da doença, que o Ministério da Saúde, por meio da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), abriu consulta pública para avaliar a incorporação do medicamento omalizumabe. Ele é indicado para tratamento da asma alérgica grave em pacientes que não conseguiram o controle da doença apesar do tratamento preconizado.

tratos, o que representa atendimento a um maior número de produtores rurais com valores de contrato mais baixos. Em relação às fontes de recursos do crédito rural destacam-se a poupança rural controlada (R$ 14,7 bilhões; +38%), os

programas de investimento com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social/BNDES (R$ 2,9 bilhões; +16%), as Letras de Crédito do Agronegócio/LCAs (R$ 4,5 bilhões; +31%) e a poupança rural livre (R$ 1,2 bilhão; +143%).


Página 8

| Edição nº 7.296 |

Folha de Itapetininga, Terça-feira, 10 de setembro de 2019

Prefeita anuncia que diretores e supervisores da Rede Municipal de Itapetininga terão aumento de 5% no salário-base A educação municipal é novamente fortalecida. Nesta segunda-feira, dia 9, a prefeita Simone Marquetto anunciou o aumento salarial de 5% nos salários-base para diretores e supervisores das unidades escolares municipais. Ao longo da atual gestão, os diretores e supervisores já receberam 13,27% de aumento salarial. Com a aprovação do projeto de lei, o aumento chega a 18,27% nesta administração. Com a medida, o governo municipal garante novas conquistas na educação. “Nosso compromisso de valorização destas duas categorias está concretizando. Antes de iniciar nossa administração, tínhamos como meta alcan-

çar 20%. Por isso falta pouco”, disse a chefe do Executivo. O vereador Etson Brun, que também se empenhou na valorização do ensino, estava durante a assinatura do projeto de lei. A secretária da Educação, Mônia Scudeler, e representantes destes profissionais também participaram da assinatura.

Além do aumento salarial, as escolas municipais também estão contando com a presença do professor coordenador e os profissionais da educação, que atuam na zona rural tiveram um reajuste, por meio de um decreto, 50% na gratificação de transporte, que desde 2005 não tinha não recebia o reajuste.

Profile for Jornal Folha de Itapetininga

Folha de Itapetininga 10/09/2019  

O mais moderno jornal da região

Folha de Itapetininga 10/09/2019  

O mais moderno jornal da região

Advertisement