Page 1

Folha de Itapetininga, Terça-feira, 8 de outubro de 2019

| Edição nº 7.308 |

ANO XLVIII / Nº 7.308 / 50 ANOS - COM ITAPETININGA E REGIÃO

Página 1

Itapetininga, Terça-feira, 8 de outubro de 2019

Vôlei UM Itapetininga vence o São Judas Voleibol na última rodada da fase e garante o quarto luga

A equipe do Vôlei UM Itapetininga venceu bem, 3 sets a 0 (20x25, 21x25 e 22x25) e agora aguarda o jogo deste sábado para definir o adversário podendo ser Atibaia ou Ribeirão Pre-

to. O time que vem de duas vitórias consecutivas (São José e São Judas) volta às quadras na quarta-feira fora de casa às 21 horas. O adversário dependerá do jogo de hoje (05/10) en-

tre São José e Ribeirão. O segundo jogo das quartas de final o time de Itapetininga decide em casa no sábado (12) as 21 horas. Para próxima partida a equipe do Vôlei UM espera

Simone Marquetto recebe dos Governos Federal e Estadual um ônibus escolar do “Programa Caminho da Escola”

Itapetininga foi um dos municípios beneficiados nesta segunda-feira (7), durante solenidade em São Paulo. O Governo do Estado de São Paulo e o Governo Federal entregaram 180 ônibus escolares que serão utilizados para

o transporte escolar de 144 municípios em todo o Estado. Os investimentos fazem parte do “Programa Caminho na Escola”. A prefeita Simone Marquetto, acompanhada do presidente da Câmara de Itapetininga, vereador Ita-

mar Martins, estava com o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, do Deputado Federal Capitão Guilherme Muraro Derrite e do Secretário de Educação do Estado de São Paulo, Rossieli Soares da Silva. “Agradeço ao Deputado Federal Capitão Derrite pelo trabalho junto ao Ministério da Educação que contemplou o Estado com ‘Programa Caminho da Escola’ e hoje entregou para Itapetininga um ônibus adaptado de 44 lugares”, destacou a prefeita de Itapetininga, Simone Marquetto. No evento, o Vice-Governador, Rodrigo Garcia, falou da parceria com Ministério da Educação e disse que os ônibus são para as cidades que já tem convênio no transporte escolar. “Agradeço também ao Deputado Estadual Carlos César que reforçou a indicação à Itapetininga”, frisou Simone.

poder contar novamente com o central Thales que fez uma ótima partida e também com o oposto Gabriel que foi o maior pontuador do time (9 pontos).“Agora é de extrema impor-

tância que o time tenha na lembrança os melhores momentos até aqui, mas mantendo a tranquilidade, principalmente nos momentos decisivos. É sempre bom ven-

cer, porem essa tranquilidade é muito importante para podermos ganhar ainda mais confiança, buscar a classificação para a semifinal”. disse o técnico Pedro Uehara (Peu).

1º Encontro Família Nação Agro mobilizou lideranças rurais e teve a participação do Sindicato Rural de Itapetininga

Projeto de reforma na unidade escolar municipal de Itapetininga é discutido

Pág 6

Nova Baixada, 2ª Divisão, e Associação Bela Vista, 3ª Divisão, são campeãs do Municipal de Futebol de Itapetininga

Pág 8

Pág 2

Feira da Lua será amanhã, quarta-feira, em Itapetininga

Pág 6

Secretário de Estado dos Transportes concede coletiva à imprensa de Itapetininga hoje às 11.30 h no Paço Municipal

O secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, fará nesta terça-feira (08) uma vistoria técnica às obras rodoviárias da região de Itapetininga.A comitiva sairá do ponto de encontro na Rodovia

Raposo Tavares, Km 180, sentido Itapetininga a Angatuba, e fará a visita às obras de faixa adicional e pátio de vigas, entre os Km

180 e 200.O secretário João Octaviano irá atender a imprensa, a partir das 11h30, na Prefeitura de Itapetininga.


| Edição nº 7.308 |

Página 2

Folha de Itapetininga, Terça-feira, 8 de outubro de 2019

1º Encontro Família Nação Agro mobilizou lideranças rurais e teve a participação do Sindicato Rural de Itapetininga

No último dia 28 de setembro, no Canarim Hall,, em Bauru, a FAESP/SENAR realizou, juntamente com o Canal Rural, o evento denominado 1º Encontro Família Nação Agro. O evento, que teve a participação do Sindicato Rural de Itapetininga, apresentou e debateu temas de grande importância para o setor rural , ocorrendo também o lançamento do programa Integra Agro do Sebrae SP.

O Presidente do Sistema FAESP/SENAR, Dr. Fábio Meirelles demonstrou enorme entusiasmo com os resultados alcançados. Em seu discurso, destacou que “são planos efetivos que deram certo e que geram condições favoráveis de orientar as próprias áreas de governo”. Lembrou do gigantesco esforço realizado, tendo sido percorridos 60 Sindicatos Rurais, mostrando o trabalho do produtor ru-

ral. Destacou a construção de uma grande família do agronegócio e do enorme legado que está sendo transmitido a todo setor. Entre os importantes temas apresentados e debatidos no Encontro, destaque especial mereceu a iniciativa empreendedora, a segurança no campo e o desenvolvimento de ações específicas que permitam a agregação econômica. Foi elaborada na ocasião, a

“Carta de Bauru, com as principais reivindicações e necessidades, paralelamente ao manifesto para uma nova parceria entre o setor e as autoridades. O Diretor Dr. Tirso Meirelles enfatizou a somatória de forças extremamente positiva, com a presença maciça dos Sindicatos , Federação, SENAR, trazendo um conjunto de ideias, para que o homem do campo tenha o estímulo necessário e

permaneça no campo. O Sindicato Rural de Itapetininga teve participação ativa no Encontro, através do Presidente Amauri Elias Xavier, e diretores

Roberto Kenkiti Ueno, Décio Albino de Oliveira Júnior, Celso Idney Salatta Júnior, Ronaldo César Nunes, Hélio Carvalho de Barros, e José Boletini Sobrinho.

“Para universalizar saneamento, é preciso planejamento”, defende presidente da Apecs

Setor prevê investimentos na ordem de R$ 600 bilhões para o alcance das metas estabelecidas pelo Plansab O Congresso Nacional retomou a discussão sobre o novo marco legal do saneamento. Dados revistos do Plansab (Plano Nacional de Saneamento Básico) apontam que a universalização dos serviços dessa área necessitam de investimentos de aproximadamente R$ 600 bilhões. “Só alcançaremos a meta por meio de um planejamento detalhado, que vai beneficiar tanto as companhias públicas de saneamento como as empresas privadas interessadas em investir”, defende o engenheiro Luiz Pladevall, presidente da Apecs (Associação Paulista de Empresas de Consultoria e Serviços em Sane-

amento e Meio Ambiente) e vice-presidente da ABES/SP (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental). Para o dirigente, a discussão entre os líderes do parlamento brasileiro tem mostrado que algumas questões ainda estão distantes da realidade do país. “A proposta apresentada deixa perguntas a serem respondidas como, por exemplo, de quem será a responsabilidade pelos estudos de viabilidade econômica”, aponta o presidente da Apecs. Segundo ele, o país precisa ainda olhar os exemplos de outras nações que privatizaram o saneamento para tirar lições do que já ocorreu no passado. “Os estudos de engenharia precisam estar presentes na proposta em discus-

são no nosso parlamento. Como elaborar estudos de viabilidade, que têm a responsabilidade de definir a tarifa, sem informações precisas de valores de investimentos e dos custos operacionais dos sistemas a serem implantados? Estas informações só serão obtidas através de estudos de engenharia detalhados e com a qualidade necessária. Uma visão técnica vai contribuir para garantir maior equilíbrio na participação da iniciativa privada, com regulação adequada, que resultarão em tarifas justas para o consumidor”, avalia Pladevall. Na avaliação do dirigente, uma das prioridades do governo deve ser a centralização dos empreendimentos de saneamento. Segundo ele, as cidades acima de 50 mil habitantes

(12% dos municípios do país), são atendidas pela Secretaria de saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional e o restante, 88% das localidades, é gerido pela Funasa (Fundação Nacional de Saúde), ligada ao Ministério da Saúde. O presidente da Apecs defende ainda a realização de auditorias para traçar um diagnóstico preciso do setor, ao contrário do que ocorre hoje, com dados do SNIS (Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento). “Esses levantamentos são elaborados a partir das declarações dos próprios representantes dos municípios brasileiros. A maioria dessas localidades sequer conta com especialistas para conduzir a elaboração de um plano municipal de saneamento e, provavelmente, fornecem infor-

mações inconsistentes para o SNIS”, esclarece Pladevall. Pladevall defende ainda a adoção de operações regionalizadas do saneamento, estruturadas por bacias hidrográficas ou regiões administrativas: “Isso permitirá o subsídio cruzado com os municípios maiores e superavitários, contribuindo para o atendimento das demandas das cidades menores e deficitárias. Essa medida contribui para aumentar a produtividade das prestadoras de serviços, permitindo a conquista de padrões eficientes aos operadores”.

Histórico A Apecs foi fundada em 1989 e congrega atualmente cerca de 30 das mais representativas empresas de serviços e consultoria em Saneamento Básico e Meio Ambiente com atuação dentro e fora do país. Essas empresas reúnem parte significativa do patrimônio tecnológico nacional do setor de Saneamento Básico e Meio Ambiente, fundamental para o desenvolvimento social e econômico brasileiro, estando presente nos mais importantes empreendimentos do setor.


Folha de Itapetininga, Terça-feira, 8 de outubro de 2019

| Edição nº 7.308 |

Página 3


| Edição nº 7.308 |

Página 4

Folha de Itapetininga, Terça-feira, 8 de outubro de 2019

Vasectomia e Reversão no Planejamento Familiar: o que é preciso saber *Dr. Marco Lipay A vasectomia é um procedimento cirúrgico simples que promove a esterilidade masculina, visando o planejamento familiar definitivo. A sua indicação ocorre de acordo com a Lei Brasileira do Planejamento Familiar (9.263/96), que determina a realização da cirurgia em homens maiores de 25 anos e com dois filhos vivos, desde que observado o prazo mínimo de 60 dias após a manifestação expressa do desejo e aconselhamento por equipe multidisciplinar, a fim de desencorajar a esterilização precoce. Durante a consulta, o Urologista deve lembrar a existência de outros métodos anticoncepcionais como: DIU (dispositivos intrauterinos), pílulas anticoncepcionais, implantes, preservativos, entre outros. A cirurgia só deve ser realizada na certeza absoluta de que a família está completa; caso o homem tenha alguma dúvida ou incerteza, o mesmo

deve ser desencorajado ou proceder a um maior tempo de reflexão. Sabe-se que não há método anticoncepcional 100% seguro, mas a vasectomia encontra-se entre os mais seguros. A esterilização não traz riscos de câncer de próstata, testículos; não aumenta a chance de desenvolver hipertensão arterial, doenças cardíacas ou demências. A vasectomia não altera a produção dos níveis hormonais (testosterona); do prazer sexual (orgasmo) ou da libido. O ejaculado estará presente na mesma forma e volume, só não conterá mais os espermatozoides. O procedimento pode ser realizado sob anestesia local e a avaliação pré-operatória (exames laboratoriais e consulta com cardiologista) nem sempre se faz necessária, sendo decidida pelo urologista após avaliar o paciente. A cirurgia leva aproximadamente 40

minutos e consiste em abordar os deferentes, interrompendo a passagem dos espermatozoides dos epidídimos para as vesículas seminais. Os espermatozoides formados serão reabsorvidos e as células germinativas (produtoras de espermatozoides) vão diminuindo a sua produção por aumento de pressão dentro dos deferentes após o procedimento. A vasectomia é uma cirurgia como outra qualquer e requer cuidados no pós-operatório, tais como: limitar esforço físico, não praticar esporte ou atividades sexuais nos primeiros dias, cuidados com a incisão cirúrgica, entre outros. As complicações são raras (menos de 1 % dos casos), mas existem e podemos citar algumas: hematomas (coleção de sangue), recanalização dos deferentes, inflamações, infecções, dor crônica, acúmulo de água no escroto (hidrocele). A liberação para

SEGURANÇA PÚBLICA

+550%

APREENSÕES DE ENTORPECENTES

GCM

atividade sexual segura será feita após a realização do espermograma que deve mostrar ausência de espermatozoides. Normalmente, essa amostra de sêmen será coletada após 20 - 30 ejaculações, que ocorrem num período previsto de 8 a 16 semanas. Antes disso, os métodos anticoncepcionais devem ser mantidos. Pode ser necessário colher mais de uma amostra para a confirmação da esterilização. Em raríssimas situações, faz-se necessária uma reabordagem cirúrgica diante da presença de um ducto deferente acessório, duplicidade de deferente não identificado no ato cirúrgico ou até mesmo o realinhamento espontâneo do deferente. Vale lembrar que a vasectomia é uma forma eficaz de controle da natalidade, mas não protege o homem de doenças sexualmente transmissíveis (DST), como uretrites, síndrome da imunode-

ficiência adquirida (AIDS), hepatites, sífilis, herpes, entre outras. Por esse motivo, deve-se usar preservativos, como forma de prevenir as DST. A reversão da vasectomia é possível e trata-se de um procedimento mais complexo e elaborado (será necessária uma anestesia mais ampla, além do uso de microscópio e instrumental de microcirurgia). O tempo cirúrgico será maior, além dos custos serem muito mais elevados. Vale lembrar que, quanto maior o tempo entre a vasectomia e a reversão, menor será a probabilidade de sucesso. Homens que realizaram a vasectomia em até 5 anos tem uma probabilidade de aproximadamente 80% para engravidar a parceira; já para um período entre 5 e 10 anos, as chances serão de 50%; e de 20-30% quando esse período for maior que 10 anos. De modo geral, a vasectomia é um procedimento bastante

seguro, com alto índice de satisfação e com baixa taxa de complicação ou arrependimento, quando realizada de forma consciente e planejada.

*Dr. Marco Aurélio Lipay é Doutor em Cirurgia (Urologia) pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), Titular em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia, Membro Correspondente da Associação Americana e Latino Americano de Urologia e Autor do Livro “Genética Oncológica Aplicada a Urologia”


 Sabado, 68de de 2019 | Folha de Itapetininga, Terça-feira, dejulho outubro de 2019

| Edição nº 7.308 |

 3 Página 5

| Edição nº 7.268 |

|

Chegada do ar mobiliza Saúde mental nopolar trabalho: existe precauções prevenção? e pode afetar a agricultura com geadas

O que é mesmo saú- mo de mental? Em primeiro Em um dia típico de lugar, é bom lembrar que trabalho, é comum acorsaúde mental não sig- dar cedo, passar o dia nifica apenas a ausên- inteiro entre uma atividacia de doença mental. A de e outra e chegar em própria OMS (Organiza- casa exausto, sem se ção Mundial da Saúde) atentar a alguns alertas realça que o conceito que o corpo ou a mente de saúde mental não se possam estar emitindo, limita à ausência de do- como uma dor na lomença ou enfermidade. bar, uma tensão musAbrange, na verdade, o cular no pescoço, ou alO aplicativo as fun- Rural em conjunto das reúne atividades gum (CAR), assuntorealizado que anda cionalidades existentes no Brasília (DF), que promovem o bem- preocupando, uma senAté agora, a Central era site do eCAR e tem por obje- sação -estar permitem o equide baixa energia somenteSomente pelo site tivo aprimorar a comunicalíbrio dinâmico entre di- acessada se arrastando. ção com os produtores rurais do CAR. A Central serve ferentes esferas da vida: quando sentimos algo Com o objetivo de aper- para que o proprietário ou social, física, espiritual, mais intenso é que corfeiçoar a comunicação com possuidor registre e receba econômica, emocional... remos ao fisioterapeuta, sobre seu caos proprietários e possuido- informações E o dia 10 de outubro, ou recorremos a algum res rurais, o Serviço Flores- dastro. Dia Mundial da oSaúde para ajudar tal Brasileiro lançou aplica- remédio Com o aplicativo, os pro-a Mental, é uma excelente relaxar e a dormir. tivo da Central do Proprietá- prietários e possuidores rurio ou Possuidor Rural Sis- raisPor que fizeram o CAR oportunidade para do falarque não agir pode tema Nacional de Cadastro derão ter acesso a todas as mos de prevenção, ou forma preventiva e não Ambiental (SiCAR) do site, seja, comoRural detectar as funcionalidades curativa? Tome umcomo, tempara dispositivos móveis. O obter a segunda via do reciprimeiras falhas nesse po para si mesmo, para serviço foi lançado durante o bo inscrição do imóvel ruequilíbrio sutil que é a sedeauto-observar e perVI Encontro de Implementa- ral, acompanhar as etapas de saúde mental. Existem ceber esses sinais. Esse ção do Cadastro Ambiental inscrição e análise do cadasformas simples e acessí- momento pode ser uma veis de monitorar alguns caminhada, uma mediaspectos no dia a dia, tação, ou uma simples em particular no traba- pausa de alguns minulho. tos para respirar profunFaça regularmente o damente. Aproveite esde planejaAlém dessa mi- ca check-in cominiciativa, você messescapacidade minutos para avaliar

os diferentes aspectos do seu equilíbrio e, num segundo tempo, elabore um plano de ação para tratar na raiz esses sintomas. Dívida com os seus colegas, amigos ou familiares a sua situação e saiba pedir ajuda. Tenha uma estratégia de gerenciamento do estresse O estresse é uma tro, receber mensagens reação inerente ao sere atender às notificações do humano, um elemento órgão competente, enviar evolutivo central na sodocumentação comprobatóbrevivência da nossa esria de informações declarapécie: não tem como elidas no CAR, retificar as inminar completamente o formações, aderir ao Prograestresse da nossaAmbivida, ma de Regularização até porque, às vezes, ental (PRA) e solicitar é a um elemento e emissão de Cotaspositivo de Reserajuda em um momento va Ambiental (CRA), estas quando foremaimplantadas.O específico estar alerto aplicativo já está e acordado. O disponível que está na PlayStore, para alcance sistema dentro do nosso Android e, em breve, tamé estabelecer uma estrabém estará acessível na Aptégia de gerenciamento ple Store, para o sistema do estresse, para evitar iOS. que ele se torne uma condição crônica e vire uma verdadeira ameaça à nossa saúde. Um pré-requisito essencial antes de tudo: saiba identicas. DAP é ogatilhos, documento ficarAos seus as

Serviço Florestal lança aplicativo para acesso a dados do Cadastro Ambiental Rural

Ministério da Agricultura lança programa Brasil Mais Cooperativo

nistra assinou duas medidas que vão beneficiar cerca de 1,6 mil cooperativas no país Para fortalecer o cooperativismo rural brasileiro, o ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento lançou nesta quinta-feira (4) o programa Brasil Mais Cooperativo. Além dessa iniciativa, foi assinada uma portaria que amplia o acesso das cooperativas à emissão da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) e uma proposta de decreto que cria o Selo Biocombustível Social. O objetivo é beneficiar cerca de 1,6 mil cooperativas em atividade no país. A ministra Tereza Cristina assinou as três medidas no fim da manhã e afirmou que esses incentivos são importantes para “tirar da pobreza, da desinformação, da falta de tecnologia os pequenos proprietários rurais do Brasil”. O texto que cria o Brasil Mais Cooperativo estabelece que a iniciativa apoie o cooperativismo rural brasileiro por meio da oferta de assistência especializada. O secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke, ressaltou que muitas cooperativas e associações ainda apresentam pou-

mento de médio e longo prazos e baixos investimentos na modernização dos seus processos. “As cooperativas são grandes parceiras da agricultura familiar e nós vamos utilizar esse sistema para potencializá-la. Organizados cooperativamente, pequenos e médios agricultores passam a ter maiores vantagens em termos de escala de produção, redução de custos, logística, facilidade de acesso a insumos e tecnologias de produção”, afirmou. Outro foco do Brasil Mais Cooperativo é a ampliação do acesso, por cooperativas e associações, aos mercados privados, como redes supermercadistas, e aos mercados institucionais, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Para isso, realizadas parcerias e articulação de iniciativas com entidades governamentais e representantes do cooperativismo. DAP Outra portaria assinada pela ministra altera as regras para a emissão da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) para pessoas jurídi-

que identifica e qualifica o público da agricultura familiar, inclusive suas organizações econômicas. De acordo com o texto, as cooperativas singulares e associações com quadro societário composto por mais da metade de agricultores familiares com DAP ativa terão direito à emissão do documento. Pela regra anterior, era necessário que ao menos 60% do quadro societário fosse composto por agricultores familiares com DAP ativa. Selo Biocombustível Social O decreto encaminhado para a Casa Civil propõe mudança do nome do Selo Combustível Social, que passa a ser Selo Biocombustível Social. Essa alteração permitirá que cooperativas agropecuárias que não detenham DAP Jurídica sejam habilitadas para comercializar matéria prima da agricultura familiar com as empresas produtoras de biodiesel. Segundo a Organização das Cooperativas do Brasil, isso vai possibilitar que mais de 40 mil pequenos produtores participem do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel. Para mais Informações: imprensa@agricultura.gov.br

situações que causam estresse em excesso. Num segundo momento, instaure uma rotina que favoreça a regularização do seu nível de estresse: uma conversa com uma Após as intensas chuvas pessoa atenciosa, uma dos dois últimos dias, está caminhada. A prática preda vista a chegadaedo dermeditação dear polar, mindfulrubando drasticamente temness (conjunto de as técniperaturas, trazendo riscos à cas práticas, possíveis e saúde, principalmente de criancientificamente comproças e idosos, mobilizando provadas que ajudama pessoa fovidências em relação car no momento presenas mal abrigadas ou totalmente, sem deixar o passado ou o futuro te afetarem, tornando sua mente mais desperta e saudável, sendo sua aliada) são ferramentas comprovadamente eficientes para abaixar o nível de estresse, diminuir a frequência cardíaca e pressão arterial, e, de forma geral, aumentar a sensação de bem-estar. Pratique a atenção plena Evitar olhar os e-mails de trabalho em casa, ou cuidar de assuntos pessoais pelo celular durante uma reunião de trabalho são apenas exemplos de situações em que a nossa cabe-

ça está em um lugar e a mente em outro. Esse comportamento, muito favorecido pela presença das tecnologias no nosso dia a dia, prejudica de várias formas te comomental: moradoa desabrigadas nossa saúde res de rua, e trazendo atrapalha a nossa fortes conprobabilidades afetar a proagricentração e de a nossa cultura. Culturas como trigo dutividade no trabalho,e cevada, por exemplo, em fase criando mais estresse de florescimento, poderão ser e potenciais frustrações afetadas, assim como o milho e baixo desempenho, safrinha e outras culturas. A ameaçando o pilar éemoproteção aos animais uma cional e econômico do equilíbrio que compõe a saúde mental. Em situações de socialização, trazer questões de trabalho, por exemplo, lendo os seus e-mails, põe em perigo a sua capacidade de criar, manter e fortalecer vínculos com amigos e familiares, escutar e ser escutado de volta, ameaçando o pilar social tão importante da sua saúde mental. Pratique a benevolência consigo mesmo e com os seus colegas Criar um ambiente de trabalho onde é fácil pedir ajuda, fazer uma pausa, realizar uma atividade de relaxamento é

a base para fomentar a saúde mental. Aproveite as iniciativas propostas pela sua empresa (massagem, ginástica laboral, meditação, yoga corporativo...) e seja também outra importante providência. protagonista! Não seja As probabilidades de perfeccionista e reavalie ocorrerem geadas são fortes as suas expectativas em aqui na região de Itapetininrelação aos seus colega. No sul do Brasil poderá gas. Isso ajuda a evitar nevar. A previsão é de que frustrações e estresse as temperaturas voltem a em subirexcesso. a partir do início da próArmelle xima semana. Champetier é diretora da Yogist no Brasil, que tem como objetivo levar o yoga às empresas, com foco na saúde e bem-estar das equipes, combatendo o estresse no trabalho e os distúrbios osteomusculares. Sobre a Yogist: Fundada na França, em 2015, a Yogist tem o objetivo de levar o yoga às empresas, com foco na saúde e bem-estar das equipes, combatendo o estresse no trabalho e os distúrbios osteomusculares. A empresa desenvolveu um método exclusivo que pode ser praticado em qualquer ambiente

Foram localizadas pela GCM de Itapetininga na manhã desta quinta-feira (04), por volta das 10 horas, duas adolescentes moradoras do bairro Taboãozinho, em Itapetininga, que estavam desaparecidas desde o dia 29 de junho.As menores foram encontradas no prédio

de uma antiga faculdade na vila Barth. Em vistoria ao local, a equipe da Guarda Civil Municipal, formada pelos GCMs Souza, Bruna e Prestes, acompanhados pela secretária de Segurança Pública, Catarina Nanini, constatou que se tratava das menores , ambas de 13 anos, que

estavam em condições precárias no local.Foram levadas ao Plantão Policial para que fosse registrada a localização. Pais e o Conselho Tutelar foram acionados.Voltaram às suas casas, onde serão orientadas e acompanhadas pelo Conselho Tutelar de Itapetininga.

Guarda Civil Municipal de Itapetininga localiza adolescentes desaparecidas

 

                   

R. Lopes de Oliveira, 146 Itapetininga • SP

   




Página 6

| Edição nº 7.308 |

Folha de Itapetininga, Terça-feira, 8 de outubro de 2019

Projeto de reforma na unidade escolar municipal de Itapetininga é discutido

A EMEI “Profª Angelina Geraldi da Silva Martins” atende alunos do Rechã, em Itapetininga. A secretária de

Educação, Mônia Scu- projetos de reforma. deler fez uma vistoria Com isso, garantir no local, acompanha- melhor atendimento da do vereador Sid do aos alunos da UnidaRechã, para avaliar de Escolar.

Na Feira da Lua, localizada à praça do Rosário, centro de Itapetininga, há barracas de artesanatos e ali-

mentos orgânicos e naturais, que resgatam as tradições de nossa sociedade e incentivam a Economia Criativa lo-

Feira da Lua será amanhã, quarta-feira, em Itapetininga

cal. Venha participar deste lindo evento que celebra a cultura Itapetiningana!


Folha de Itapetininga, Terça-feira, 8 de outubro de 2019

| Edição nº 7.308 |

Página 7

Hipertensão arterial em crianças: um mal silencioso

Relacionada à má alimentação, a pressão alta pode desenvolver consequências graves, como lesões nos rins, coração, cérebro, entre outros, tanto em adultos quanto em crianças e adolescentes A hipertensão arterial, conhecida popularmente como pressão alta, é uma das doenças mais comuns nos dias de hoje. E não é só no Brasil. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esta é a causa de 51% das mortes por Acidente Vascular Cerebral e por 45% das mortes por problemas cardíacos em todo o mundo. A hipertensão arterial também é responsável pelo desenvolvimento de outras doenças cardiovasculares, como diabetes, obesidade, colesterol elevado e também doenças renais. Mas você sabia que crianças e adolescentes também podem ser afetados por este mal? Dados divulgados em 2013 pela Sociedade Brasileira de Cardiologia mostravam que a pressão alta atingia 6% da população infanto-juvenil, ou seja, cerca de 5 milhões de crianças e adolescentes. A maioria dos casos está relacionada à má alimentação, ao consumo de alimentos industrializados e fast foods. Segundo a nutricionista Mayara Olikszechen, da Fundação Pró Renal, para que as crianças tenham uma alimentação saudável, regrada e balanceada e evitem o consumo de alimentos prejudiciais à saúde é necessário o incentivo dos pais. “Sempre procurar oferecer alimentos

in natura, evitando hambúrgueres, batatas fritas, nuggets e sanduíches em geral que, além de conterem sódio em excesso, possuem glutamato monossódico, substância que confere maior sabor, mas que é excitatória do sistema nervoso central, podendo causar enxaquecas, câncer, hipertensão arterial sistêmica e outras doenças crônicas”, aconselha. A ingestão de açúcares não é recomendada, principalmente até os dois anos de idade. “Depois disso, é importante evitar ter alimentos açucarados em casa e evitar oferecê-los a todo tempo quando estiver fora também. Inevitavelmente a criança irá consumir na escola ou em festas de aniversário, por exemplo”, explica a nutricionista. O consumo eventual e moderado não é o problema, e sim o consumo diário e em grandes quantidades. Os carboidratos simples, como doces e guloseimas em geral, também devem ser evitados. “O indicado é optar por carboidratos integrais, como arroz e pão, e incluir batata doce, inhame e outros carboidratos cheios de fibras na alimentação também é interessante”, indica Mayara. O consumo de água e a prática de exercícios físicos também devem ser incentivados pelos pais ou responsáveis, pois são atitudes que ajudam a prevenir o desenvolvimento desta doença, considerada pela OMS como um mal silencioso por não apresentar nenhum sinal até que as consequências sejam graves, como

lesões no coração, cérebro, rins, entre outras. Se não tratada, a hipertensão arterial pode causar problemas sérios à saúde das crianças e adolescentes, como o aparecimento de doenças renais. A nutricionista da Fundação Pró Renal aconselha os pais a observarem se a criança apresenta inchaço nas pernas e pés, se tem mais sede e se a coloração da urina está mais escura. “São sinais de que algo não está indo bem com os rins. Nem todo indivíduo hipertenso terá a doença renal crônica. A hipertensão arterial sistêmica é fator de risco, por isso, mudanças na alimentação e estilo de vida podem prevenir a doença renal”, afirma. Proteínas em excesso também são fatores de risco para o desenvolvimento de uma doença renal, mas em medidas certas não há problema, explica Mayara. “Não se restringe proteínas na infância e adolescência para não afetar o crescimento e o desenvolvimento, a não ser que a criança ou o adolescente apresente a doença renal crônica, sendo avaliado individualmente”, explica. Crianças a adolescentes que tenham insuficiência renal/doença renal crônica devem ser acompanhadas por um nefrologista que indicará o melhor tratamento. OBESIDADE — A obesidade é o principal fator relacionado ao desenvolvimento de hipertensão arterial. Dados da Federação Mundial da Obesidade, publicados em 2017 pela BBC, indicam que em 2025 o Brasil terá 150 mil crianças e jovens com diabetes tipo 2. Os dados são ainda mais alarmantes quando se trata da pressão arterial alta: 1 milhão é estipulado pela Federação. Alimentos industrializados e fast foods são os responsáveis por tais números. Em relação aos dados apresentados, Mayara Olikszechen, nutricionista da Fundação Pró Renal, acredita ser possível desacelerar esse cenário. “Porém, o que se percebe como pontos negativos é a influência da mídia sobre a alimentação, além do acesso mais

barato a produtos industrializados. Hoje em dia é mais barato comer um sanduíche no shopping do que um prato de comida de verdade”. Crianças e adolescentes são mais vulneráveis à influência midiática, que utiliza, por exemplo, personagens, super-heróis e cultura pop para chamar a atenção sobre determinado produto. A nutricionista explica que os pais devem ser exemplo para seus filhos quando se fala em alimentação saudável. “A criança começa a formar personalidade e hábitos alimentares desde a primeira infância, com auge entre os cinco e sete anos. Neste período, é necessário ter todo o cuidado com a alimentação”, garante. A criança come o que lhe é oferecido, explica a nutricionista, por isso “oferecer alimentos muito doces ou muito salgados vai fazer com que a criança sempre procure consumir produtos muito doces e muito salgados”. Mayara também fala sobre outro ponto interessante. “Para evitar sobrepeso, obesidade e doenças crônicas na fase adulta, a mãe deve ter uma programação da gestação saudável e sempre que possível manter aleitamento materno exclusivo até o sexto mês”. SINTOMAS — Sinais clínicos e físicos como aparecimento de inchaço, urina de coloração escura e/ou cheiro mais forte e febre podem ser sintomas de doença re-

nal crônica ou de outras doenças. “Por isso, exames de sangue e de imagem são devem ser realizados para confirmar diagnóstico após os sinais físicos”, aconselha a nutricionista. Sobre a Pró-Renal Criada em 1984 por iniciativa do médico Dr. Miguel Carlos Riella, a Fundação Pró-Renal é uma entidade beneficente que assiste pacientes renais crônicos e pacientes em tratamento conservador.

Atualmente, atende cerca de 15 mil pacientes por ano e desenvolve campanhas educativas nas empresas, escolas e comunidade para a prevenção das doenças renais. Também presta atendimento integral humanizado aos pacientes ambulatoriais, em diálise e em pré-transplante, fornecendo o apoio necessário para o aumento da sobrevida e melhora na qualidade de vida. www. pro-renal.org.br.


| Edição nº 7.308 |

Página 8

Folha de Itapetininga, Terça-feira, 8 de outubro de 2019

Nova Baixada, 2ª Divisão, e Associação Bela Vista, 3ª Divisão, são campeãs do Municipal de Futebol de Itapetininga Dos títulos decididos nos pênaltis e a conquista do título de campeã para Nova Bai-

xada e Associação Bela Vista. Assim foram as finais do Campeonato Municipal de Futebol

Adulto de Itapetininga, realizadas no domingo (06), no Estádio José Ravacci Filho, campo da Associação Atlética, na Vila Maria. Na 2ª Divisão, a torcida e jogadores e torcedores da Nova Baixada festejaram após vencer por 4 a 3 o TOP Botafogo nos pênaltis. No tempo normal a partida terminou empatada em um a um. A equipe ainda dois atletas premiados: Vitor Rodrigues, como o goleiro menos vazado e o artilheiro da divisão, Leonardo Ferreira. Já a Associação Bela Vista ergueu o

troféu na 3ª Divisão com uma vitória pelo placar de 4 a 2 sobre o Rio Branco, após empate de zero a zero no tempo normal. Já o goleiro Rafael Pires, que defendeu dois pênaltis na decisão foi o menos vazado, enquanto que o artilheiro foi Fabrício Silveira, do Rio Branco Para encerrar a competição, ainda será realizada a semifinal entre Jardim Brasil e Conexão do Morro, válida pela 1ª Divisão. O vencedor irá disputar a decisão contra o já classificado XV de Novembro.

Profile for Jornal Folha de Itapetininga

Folha de Itapetininga 08/10/2019  

O mais moderno jornal da região

Folha de Itapetininga 08/10/2019  

O mais moderno jornal da região