Page 1

Folha

Folha

QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019 1

QUINTA-FEIRA | Cachoeirinha, 6 de junho de 2019 | ANO VII | Edição 1549 | DIÁRIO | Venda avulsa: R$ 1,00 Divulgação/PMC

OPERAÇÃO TRABALHADOR É LANÇADA Objetivo da ação é dar mais segurança aos moradores que estão se deslocando das 4h às 7h da manhã, inibindo o furto e o roubo a pedestres, passageiros e ônibus Divulgação

PÁGINA 9

Comerciante cobra finalização da obra de Praça na Vila Anair 9

Futsal: Onze enfrenta o Sporting por vaga na final do Municipal 10

Homicídios de mulheres cresceram acima da média nacional

10


22

QUINTA-FEIRA, 66 DE de junho 2019 QUINTA-FEIRA, JUNHOdeDE 2019

Folha

Variedades Variedades

OPINIÃO

FIM DA VINCULAÇÃO ORÇAMENTÁRIA A desvinculação orçamentária seria uma mudança muito bem-vinda. Uma verdadeira e benéfica transformação na gestão dos recursos brasileiros. Atualmente, mais de 90% do Orçamento da União estão automaticamente comprometidos. Cada área tem seu percentual do bolo. A saúde, por exemplo, recebe uma parte e tem o orçamento indexado à receita. Já a educação recebe outra cota, porém, tem seu orçamento indexado à inflação. Neste caso, o reajuste dos recursos segue, portanto, a taxa inflacionária do ano anterior. Assim como educação e saúde, outras áreas recebem seus respectivos recursos, como o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), para arcar com

O fim da desvinculação e desindexação orçamentária é necessário porque considera o Brasil de hoje, não o Brasil do ano passado as aposentadorias dos trabalhadores da iniciativa privada, e o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), para a aposentadoria do funcionalismo público. Esse modelo “engessado” de gestão orçamentária em que a receita já tem despesas pré-determinadas é ineficiente. Se funcionasse, o Brasil estaria em melhor situação. Basta avaliar a educação pública do país. Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Brasil destina 6% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação pública. Trata-se de um índice superior ao de países desenvolvidos, como os Estados Unidos (5,4%), e de Nações da América Latina, como Argentina (5,3%), Colômbia (4,7%), Chile (4,8%) e México (5,3%). Porém, apesar de investir mais que a média dos países da OCDE (5,5%), o Brasil está nas últimas posições em avaliações internacionais de desempenho escolar. Ainda segundo a própria organização, em 2018, apenas 2,1% dos alunos carentes no país aprenderam ciências, matemática e leitura em níveis aceitáveis. Esse índice é inferior ao de países mais pobres que o Brasil, como Trinidad e Tobago, Colômbia e Costa Rica. Já o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA) aponta que, entre 70 países, o Brasil está na 59.ª posição em leitura, na 63.ª posição em ciências e na 66.ª posição em matemática. A OCDE também divulgou o estudo Um Olhar sobre a Educação, que contem-

pla os 36 países filiados e outros 10 países parceiros da entidade, que correlacionou o baixo nível de aprendizado com a maior desigualdade de renda. Não foi surpresa para ninguém: o Brasil tem o segundo mais elevado nível de desigualdade de renda entre os 46 países estudados. Esses dados conferem mais força ao argumento de que a falta de recursos não é necessariamente o problema. O problema é a falta de boa gestão. Não adianta ter um mar de recursos quando o dinheiro é mal utilizado. Orçamento requer análise de prioridades. Apenas dessa forma é possível ter alocação de recursos públicos que faça sentido e traga resultados. Se a desvinculação se tornar realidade, o Congresso Nacional passará a administrar o Orçamento. A capacidade dos parlamentares para tal atribuição pode até ser questionada, mas cuidar do destino do dinheiro público é o que lhes cabe. Afinal, lá estão porque, doa a quem doer, foram escolhidos pelo voto popular. Com a possível desvinculação dos recursos, o Legislativo, assim como os Estados e os Municípios, poderá abandonar a lógica orçamentária tradicional e ‘engessada’ utilizada atualmente e fazer uso de uma abordagem para planejamento e orçamentação muito mais eficaz e que se assemelha ao modelo chamado orçamento base zero, no qual cada item do orçamento precisa ser explicitamente aprovado, e não apenas feitas alterações em relação ao ano anterior. Sua metodologia tem alto impacto na redução de custos, pois a alocação de recursos é adequada às necessidades do momento. Se, por exemplo, são precisos mais recursos para educação basta retirar parte dos recursos de outras áreas para suprir essa necessidade. Se a saúde precisa de mais recursos, os governantes têm a liberdade de alocar de outras áreas, invés de faltar onde precisa e sobrar onde não é fundamental. O fim da desvinculação e desindexação orçamentária é necessário porque considera o Brasil de hoje, não o Brasil do ano passado, o Brasil da velha maneira de fazer política. É necessária porque atende à demanda de um eleitorado que pede mais cuidado na administração do dinheiro público. É disso que o país precisa: gestão inteligente dos recursos. É o mínimo de respeito que se exige com o contribuinte que trabalha quase seis meses do ano para pagar os seus impostos.

PREVISÃO DO TEMPO

Fonte: ClicTempo

RADAR O americano Charles Jackson Jr., 66, acaba de ficar multimilionário. Na terça-feira (4), ele foi buscar o prêmio de US$ 344,6 milhões (cerca de R$ 1,33 bilhão) que ganhou na loteria Powerball. E há um detalhe: ele apostou os números com base em um biscoito da sorte que recebeu da neta. Charles, que é varejista aposentado na Carolina do Norte, escolheu receber o pagamento do prêmio de uma

vez só, e vai levar para casa US$ 223 milhões (cerca de R$ 860 milhões). Ele afirmou, segundo a agência de notícias Associated Press, que vai doar parte do dinheiro para instituições de caridade e dar US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,85 milhões) ao irmão, para cumprir um acordo que fizeram. O prêmio do aposentado é o maior já ganho na Carolina do Norte em um único bilhete. G1

Antonio Tuccílio

presidente da Confederação Nacional dos Servidores Públicos (CNSP)

NAS REDES Você tem a obrigação de cuidar bem de si até para ensinar aos outros como deve ser. Fabrício Carpinejar. Poeta.

ACESSE 2MNOTICIAS.COM.BR

Americano ganhou mais de R$ 1,3 bilhão na loteria — Foto: Travis Long/AP


Folha

Cidade Cidade

QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019 3 QUINTA-FEIRA, 6 DE JUNHO DE 2019 3

SEGUNDO PESQUISA

MAIORIA DAS PESSOAS PRETENDE GASTAR ATÉ R$ 100 COM O PRESENTE DE DIA DOS NAMORADOS ESTUDO ELABORADO PELO SINDILOJAS E PELA FACULDADE CNEC OUVIU MAIS DE 400 PESSOAS DE QUATRO REGIÕES DE GRAVATAÍ. DATA SERÁ COMEMORADA NA PRÓXIMA QUARTA Rodrigo Cassol

que o frio permaneça. As pessoas já podem começar a comprar peças de roupa mais quentes, pois ainda temos todo o inverno pela frente”, lembrou.

Rodrigo Cassol Uma pesquisa de intenção de compra para o Dia dos Namorados divulgada recentemente pelo Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas) de Gravataí mostrou que a maioria dos entrevistados (54,2%) pretende gastar até R$ 100 com o presente. No estudo, elaborado em parceria com o Núcleo de Pesquisas da faculdade CNEC, 432 consumidores foram ouvidos durante o mês de maio. A pesquisa foi realizada nos bairros Centro, Morada do Vale I e Parque dos Anjos, além da região da Parada 66. A faixa etária predominante no estudo ficou entre 26 e 45 anos (42,1%). Para o autônomo Robson Tuszynsky, de 25 anos, que passará seu primeiro Dia dos Namorados ao lado da atual companheira, o presente para esta ocasião não poderá ser muito barato. “Ainda estou com dúvidas e, por isso, não defini o que vou

Movimentação vai além do comércio, diz economista

comprar. Porém, terei de gastar um pouco mais para agradá-la, visto que é a primeira vez que vamos passar a data juntos”, disse ele, que pretende gastar entre R$ 150 e R$ 200 na compra. Segundo a pesquisa, o maior número de presentes que serão distribuídos são de artigos de vestuário, representando 40,3%. Na sequência, aparecem os itens

de perfumaria (16,4%), seguidos de passeios e gastronomia (13%). De acordo com 72,9% dos entrevistados, a ideia é realizar a compra dos presentes no município de Gravataí. Também em seu primeiro Dia dos Namorados, a estudante Miriam Oliveira Batista, de 16 anos, disse que já garantiu o presente. “Comprei uma camisa polo no valor

de R$ 100 para o meu namorado. Porém, acho que ainda vou comprar mais alguma coisa, mas ainda não decidi”, contou a jovem.

Esperança para o comércio

De acordo com o presidente do Sindilojas da Aldeia, José Rosa, a cada data comemorativa as esperanças do comér-

cio são renovadas. “O Dia dos Namorados traz bons motivos para que as pessoas troquem presentes. Por isso, nossa esperança é de que as vendas sejam boas, pois os comerciantes estão se preparando para isso”, disse Rosa. Segundo ele, o mercado anda “meio devagar”, e as baixas temperaturas podem inverter este cenário. “Estamos torcendo para

Para o economista Gustavo Moraes, a data traz movimentações em outros serviços além do comércio. “O Dia dos Namorados movimenta bares, restaurantes e motéis e gera circulação de pessoas nesses locais”, explicou. Como dica para os namorados, o economista citou a economia compartilhada. “Os aplicativos são a face mais visível disso. Um exemplo é o app Airbnb, no qual o casal pode encontrar uma hospedagem, já pensando em um pacote mais completo, que inclui jantar e outras atividades. O detalhe é que, muitas vezes, isso pode ser feito na própria cidade onde as pessoas residem”, lembrou.

AUTORIZADA A MUNICIPALIZAÇÃO DE TRECHO DA 020 A Câmara de Gravataí aprovou na sessão de terça-feira (4/6) o projeto de lei do Executivo nº 31/2019, que autoriza a municipalização de um trecho da ERS020. O trecho contemplado pelo projeto vai do Km 1,45 até o Km 3,4 da rodovia. Os quase dois quilômetros são de área urbana e é informado que a municipalidade tem interesse direto na administração do segmento, devido à sua relevância

para a mobilidade urbana da cidade. O projeto autoriza que o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER/RS) transfira a titularidade do trecho ao município. A municipalização se justifica pela “necessidade de alterações fundamentais no acesso da Morada do Vale II e da UPA em construção, que faz frente à ERS 020, e pela dificuldade que o Estado tem demonstrado em

realizar manutenção no referido trecho”, de acordo com o Executivo Municipal. O projeto estabelece ainda que “a assinatura da transferência ora autorizada deverá ser feita mediante a garantia de que o município não assumirá quaisquer compromissos financeiros ou acordos pendentes anteriores a este ato”. Aprovado por unanimidade pelos vereadores, o texto vai agora para sanção do prefeito.


4

Folha

Política

QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019

Pelos bastidores da política

L. Pimentel

“Existem momentos na vida da gente, em que as palavras perdem o sentido ou parecem inúteis e, por mais que a gente pense numa forma de emprega-las, elas não parecem servir. Então a gente não diz, apenas sente”! Sigmund Freud

SESSÃO “DEIXA QUE EU CHUTO” Foi uma das sessões mais longas e acaloradas dos últimos tempos. A terça-feira (4) por certo ficará gravada na história da Câmara Municipal pelos elogios, pontos e contrapontos que se estenderam por quase quatro horas de duração. . No primeiro round, Paulo Remi (MDB) deixou a bola quicando ao reclamar do governo gaúcho o não cumprimento na distribuição pelo Estado dos leites especiais que compõem as dietas de crianças e idosos. Paulinho criticou o governo pela falta do produto. Disse que as pessoas vão às farmácias e a resposta é sempre a mesma: o leite ainda não chegou. O vereador (que é farmacêutico) disse saber de todas as dificuldades que o País e Estado estão passando, mas “estamos falando de insumos vitais para a vida das pessoas, especialmente das mais carentes”. Citou ainda outros medicamentos que também estão em falta, que são extremamente necessários para manter vivas muitas pessoas. Disse que tanto o Estado quanto a União estão fazendo a escolha de Sofia (Sofia foi uma sobrevivente do holocausto), mas que isso não atende às necessidades das pessoas. Com a bola quicando à sua frente, o vereador Dimas Costa (PSD) agradeceu o passe, solidarizou-se com Paulo Remi ao afirmar que ele estava coberto de razão, mas aproveitou para destilar um pouco de veneno ao afirmar que em seus seis anos como vereador teve que passar por situações idênticas em relação ao governo municipal. “O senhor está sentindo na

carne o que nós da oposição sentimos”! Cortesmente Paulinho contestou Dimas dizendo que ele estava dando outro rumo para a prosa. Daí pra frente o assunto foi ganhando corpo e outros vereadores se posicionaram favoráveis ao apelo do emedebista. Demétrio Tafras (PDT) disse estar de acordo. Alex Peixe (PDT) também citou que a reclamação era nobre, mas que é preciso refletir sobre fatos que também ocorrem por aqui, disse, referindo-se ao governo municipal. Rosane Bordignon (PDT) única mulher entre os 21 parlamentares, afirmou que não comenta sobre más ações. Que estas devem ser julgadas pelo judiciário. Criticou de leve alguns de seus pares que fazem caridade e depois publicam no Facebook. Este é um bom debate, mas temos que refletir mais. Paulinho disse que tem 30 anos que faz esse tipo de trabalho, sempre na mesma linha. Já o vereador Nadir Rocha (MDB), hoje o mais antigo da Casa, salientou

que cada um trabalha à sua maneira. Rebateu algumas colocações ao afirmar que Gravataí não tem até hoje uma UTI Neo-Natal. Cada um faz sua própria política, apesar de todos quererem o melhor para a comunidade. Disse que o mínimo que temos que fazer é atender quem vai aos gabinetes dos vereadores em busca de atenção. Temos que fazer nosso trabalho crítico, sejamos situação ou oposição. Por exemplo, lutamos por mais de dois anos por um hospital público em Gravataí, e o que fez o então governador Tarso Genro? Neri Facin, que é tucano como Eduardo Leite, garantiu que tão logo tome conhecimento do problema, o governador resolverá o problema. É esperar pra ver! Na sessão de terça o ex-vereador e ex-presidente do Legislativo Municipal (2003), Élio Bitelo (PSB) assumiu a cadeira de Paulo Silveira, afastado à pedido por 15 dias. Ele foi cumprimentado por todos e muito elogiado, mas desse assunto falaremos na coluna de amanhã.

COMEÇAM AS ARTICULAÇÕES O cidadão gravataiense sabe que a mais de um ano das eleições municipais de 2020, o cenário político da cidade, como era de se esperar, ainda está indefinido. Nos bastidores, entretanto, fervilham as conversas e as costuras já começam a ser feitas. O atual prefeito Marco Alba (MDB) não poderá mais disputar a reeleição por já ter sido reeleito no último pleito. Além disso, tem uma grande dor de cabeça a resolver: são vários os postulantes de seu partido que querem a vaga para concorrer ao cargo máximo da cidade. Alguns deles podemos citar aqui sem medo de errar: Nadir Rocha, Alan Vieira, Jean Tormann, Luiz Zaffalon, Paulinho da Farmácia, e a própria primeira-dama Patrícia Bazotti que finalmente entrou firme para a política e recentemente assumiu a presidência do MDB/Mulher/RS. Isto sem falar no nome mais provável do partido, o do ex-deputado federal Jones Martins, que não esconde de ninguém sua intenção de ir à luta mais uma vez. Por outro lado, os demais partidos também já se articulam e pelo menos três a quatro deles terá candidato a prefeito nas eleições do próximo ano. Dimas Costa (PSD) é um deles. O PDT, agora com a filiação da professora Anabel Lorenzi, ou ainda com a vereadora Rosane Bordignon deve vir forte para a disputa. Evandro Soares (DEM), que anda muito bem entrosado com o Chefe da Casa Civil do Governo Bolsonaro deve (se o taco não pifar) ser o nome do partido a tentar a sorte em 2020. Nos bastidores, comenta-se sobre outros nomes batidos na política, e também despontam nomes novos ou relativamente novos que citaremos em próximo comentário. Até agora, porém, tudo é especulação. Definir um nome depende de potencial eleitoral, de vontade do candidato, e de um grupo de apoio – com poder e com dinheiro, principalmente – porque apesar das frequentes reformas eleitorais, disputar uma eleição ainda é bem caro. O apoio de deputados federais e estaduais aos candidatos a prefeito também será muito importante. E eles virão, aliás, já estão vindo, especialmente porque para 2022 eles próprios estarão de olho nos mais de 180 mil votantes do município. Por enquanto tudo ainda está na especulação, mas como diz o ditado, onde há fumaça há fogo. Como parlam os italianos: buona fortuna a tutti!

Gastos com publicidade A Câmara aprovou por unanimidade na sessão de terça-feira (4) o projeto de lei n° 9/2019, de autoria do vereador Dilamar Soares (PSD) que obriga a divulgação de gastos com publicidade dos poderes Legislativo e Executivo no Município. O texto estabelece que em anúncios publicitários dos dois poderes, devem constar as seguintes informações: o custo total da peça ou do anúncio ao erário municipal e o nome do órgão ou entidade pública do qual provém a verba do custeio; a quantidade de exemplares ou de inserções, no caso de veiculação impressa; o valor do

* Os textos assinados são de responsabilidade de seus autores e não emitem a opinião do jornal Diretor geral: Moacir Menezes Departamento Comercial: Adilson Mendes Filiado:

51- 3497.1078

pimentel.ddc@gmail.com

Folha

Diagramação: Jacson Dantas e Filipe Foschiera Redação: Filipe Foschiera

www.2mnoticias.com.br

folhadecachoeirinha@gmail.com

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, nº 6125 - São Vicente

patrocínio, no caso de matérias de eventos patrocinados; e o número da lei. Anúncios de órgãos e entidades do poder Executivo, bem como de concessionárias de serviços públicos, também se enquadram no projeto. Na justificativa, Dilamar Soares ressaltou que “é dever do Poder Legislativo criar mecanismos para que a gestão de todos os órgãos e entidades municipais seja o mais transparente possível, possibilitando o controle pela sociedade”. Para ele, “trata-se de uma necessidade do povo gravataiense ter conhecimento da aplicação dos recursos públicos”. O projeto vai agora para o Executivo municipal, para sansão ou veto texto.

Diário Publicação da empresa Jornal Diário Oficial dos Municípios Ltda ME CNPJ nº 08.070.493/0001-48 Registro nº 39987 do livro A-4 Fundação: 15 de janeiro de 2013


Geral Geral

PLENÁRIO DA CÂMARA APROVA PEC DO ORÇAMENTO IMPOSITIVO O plenário da Câmara aprovou nesta quarta-feira (5/6), em dois turnos, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Orçamento Impositivo. Pelo texto, o governo federal fica obrigado a liberar a verba de emendas parlamentares de bancada para ações previstas no Orçamento. As chamadas emendas de bancada são as apresentadas por deputados e senadores de cada Estado para ações específicas naquela unidade da Federação. O substitutivo apresentado pelo relator, deputado Carlos Henrique Gaguim (DEM-TO), manteve o texto aprovado no Senado em abril e, dessa forma, segue para promulgação do Congresso. Pelo texto, será aplicado percentual de 0,8% da receita corrente líquida (RCL) em 2020, em vez de 1%, como aprovado pela Câmara. Somente a partir do

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

segundo ano (2021) após a promulgação da norma, será de 1% da RCL. Metade dos recursos será obrigatoriamente destinada a obras estruturantes. Os compromissos de anos anteriores ainda não pagos, os chamados restos a pagar, poderão ser considerados para fins de cumprimento da execução

das emendas, mas agora sem limite definido – o Senado aprovou até 0,5% da RCL, mas o substitutivo da comissão especial não cita números. “A nova abordagem do papel do orçamento público implica o compromisso de devolução à sociedade de bens e serviços, em contrapartida à tributação,

cabendo sua aplicação plena às programações que integram programas temáticos ou finalísticos”, justificou o relator da proposta na Câmara. As emendas impositivas de bancadas estaduais são amparadas desde 2016 pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que muda todos os anos. O Orçamento deste ano destinou R$ 169,7 milhões por bancada, a serem distribuídos em até seis emendas de execução obrigatória. As emendas parlamentares são recursos do Orçamento que o Congresso direciona para obras e benfeitorias nas cidades brasileiras. Em geral, os deputados e senadores direcionam esses recursos para suas regiões de origem. Hoje as emendas individuais já são consideradas impositivas. O que a PEC faz é estender essa obrigação para as emendas das bancadas estaduais e do Distrito Federal. ABr

ESTADOS TERÃO DE CORTAR GASTOS E AUMENTAR RECEITAS PARA RECEBER AJUDA As unidades da Federação (UF) que aderirem ao Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal (PEF), pacote de ajuda da União, terão de cumprir pelo menos três de oito medidas de ajuste definidas como pré-requisitos. Enviado terça-feira (4/6) ao Congresso Nacional, o pacote tem o potencial de atender a até 12 estados e o Distrito Federal, que recebem nota C (a segunda pior) na classificação das contas locais. As iniciativas abrangem privati-

zação de empresas locais, redução de incentivos fiscais, retirada de benefícios ao funcionalismo local não previstos para os servidores da União, teto local de gastos corrigido pela inflação ou pela receita corrente líquida, eliminação de vinculações nos orçamentos locais não previstas na Constituição Federal, centralização da gestão financeira no Poder Executivo local, abertura do mercado de gás canalizado e contratação de serviços de saneamento básico

por meio de concessões. Dessas oito ações, o governo local deverá escolher pelo menos três. Essas unidades da Federação, explicou o Tesouro, têm baixo endividamento, mas estão com as finanças comprometidas por causa de elevados gastos com pessoal. Esses governos não conseguem se credenciar para pegar dinheiro emprestado em bancos (públicos e privados) com garantia da União, prerrogativa dos estados com notas A e B. ABr

QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019 5 QUINTA-FEIRA, 6 DE JUNHO DE 2019 5

CAIXA REDUZ JUROS DOS FINANCIAMENTOS IMOBILIÁRIOS Os mutuários da Caixa Econômica Federal vão contrair financiamentos para a casa própria com juros menores. O banco anunciou nesta quarta-feira (5/6) a redução dos juros do crédito imobiliário e igualou as taxas do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) para as operações contratadas a partir da próxima segunda-feira (10/6). A taxa mais alta cobrada pelo banco caiu de 11% ao ano mais a Taxa Referencial (TR, atualmente em zero) para 9,75% ao ano mais a TR. A taxa mais baixa, paga pelos correntistas ou quem tem algum tipo de relacionamento com a Caixa, passou de 8,75% ao ano mais TR para 8,5% ao ano mais TR. A Caixa concentra cerca de 70% do crédito imobiliário no país. O banco unificou as taxas do SFH e do SFI. O SFH é voltado para os financiamentos de imóveis de menor valor e tem parte das unidades financiadas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O SFI é destinado a imóveis com valor acima de R$

1,5 milhão sem cobertura do FGTS. Por abranger unidades mais caras, tradicionalmente o SFI cobrava juros mais altos que o SFH. As novas taxas valerão não apenas para a aquisição de imóveis novos, mas também para o financiamento de imóvel usado, a compra de terreno para construção, a construção em terreno próprio, além de ampliações e reformas.

Renegociação

O banco também anunciou a renegociação de dívidas imobiliárias de pessoas físicas. O devedor poderá pagar uma entrada à vista e incorporar as parcelas atrasadas nas prestações seguintes. O mutuário também poderá abater das prestações o saldo do FGTS ou mudar a data de vencimento das parcelas. Segundo a Caixa, o cliente também poderá procurar uma agência para tentar um acordo personalizado. O banco está disposto a perdoar multas em alguns contratos. Conforme a Caixa, a renegociação beneficiará 600 mil famílias devedoras, com potencial de alcance de 2,3 milhões de pessoas.

Gustavo Mansur/Palacio Piratini

Folha


6

QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019

Cultura

Folha

RUBEL TRAZ AO TEATRO DO SESC TURNÊ DE NOVO ÁLBUM “CASAS” Divulgação

APRESENTAÇÃO ACONTECE 10 DE AGOSTO NO TEATRO DO SESC E JÁ POSSUI INGRESSOS À VENDA, A PARTIR DE R$ 30 No mês de agosto, Rubel chega a Gravataí com a turnê de seu novo álbum “Casas”. O show em formato voz e violão está marcado para o dia 10/08, às 20h, no Teatro do Sesc (Anápio Gomes,1241). Os ingressos já estão disponíveis à venda pelo site https://maisshows.com/rubel-em-gravatai, por valores a partir de R$ 30. No segundo álbum, o músico traz um repertório autoral que passeia pela música popular, samba, hip hop e R&B. Algumas de suas canções contaram com a participação de grandes nomes do rap nacional, como Emicida e Rincon Sapiência. No show, serão apresentadas os novos trabalhos, mas também sucessos do primeiro álbum, como “Partilhar”. Rubel viu sua carreira acontecer devido à internet, sem produtoras ou outros artistas por trás. O cantor e compositor do Rio de Janeiro, hoje com dois álbuns no currículo, tornou-se um dos mais requisitados da nova música brasileira, emplacando faixa em supersérie da Globo (Onde Nascem os Fortes), sendo executado nas rádios de maior prestígio e conquistando críticas positivas nos principais veículos do país. Seu primeiro álbum foi lançado em 2013 com o nome de “Pearl”. Confira mais sobre trabalho do artista em facebook.com/rubelresponde/.

4º CAMPEONATO DE CUBO MÁGICO TEM INSCRIÇÕES ABERTAS EM GRAVATAÍ O Sistema Fecomércio-RS/ Sesc realiza, nos dias 08 e 09 de junho, em Gravataí, o 4º Campeonato de Cubo Mágico. O evento tem reconhecimento da Associação Mundial de Cubo Mágico (WCA) e os resultados serão considerados nos rankings oficiais. Cubistas de todo o Estado podem se inscrever, até o dia 06 de junho, pelo site www.worldcubeassociation.org/competitions/ SESCGravatai2019/register, mediante pagamento da taxa única de R$ 20. Crianças menores de 12 anos de idade devem estar acompanhadas pelos pais ou responsáveis. As disputas ocorrerão das 08h às 19h, no Sesc Gravataí (Rua Anápio Gomes, 1241). Mais informações podem ser adquiridas pelo telefone (51) 3497-6174, no site www.sesc-rs.com.br/gravatai e na página www.facebook.com/ sescgravatai. Com o objetivo de criar um ambiente propício para o encontro dos melhores competidores do Rio

Grande do Sul, em disputas de diversas modalidades de resolução de cubo mágico, a competição também busca quebrar recordes nacionais, sul-americanos e mundiais e proporcionar a troca de informações, métodos, marcas

e modelos entre os inscritos. As modalidades disputadas serão 2×2, 3×3, 4×4, 5×5, Blindfolded, Fewest Moves, One-handed, Feet, Skewb, Square-1, Megaminx, Pyraminx, 4×4 Blindfolded, 5x5 Blindfolded e Multi-Blindfolded.

Serginho Moah lança carreira solo em show no Opinião

Serginho Moah, vocalista que por mais de duas décadas esteve à frente do icônico Papas da Língua, irá lançar a sua primeira turnê solo em Porto Alegre. O cantor gaúcho, que deixou sucessos do tamanho de “Eu Sei”, “Lua Cheia”, “Vem Pra Cá” gravados na história da música pop brasileira, se apresenta no Opinião no dia 12 de junho, em um show especial no Dia dos Namorados, interpretando canções inéditas, composições autorais lançadas há pouco tempo e releituras de grandes hits da música nacional e internacional. Com muito carisma e sua voz sempre marcante, Serginho vai deixar o amor invadir o nosso palco, embalando o público e os casais apaixonados ao som das suas faixas mais recentes, “Esperando por Você” e “Muito Estranho”, essa última uma versão cheia de romantismo de um clássico original de Nando Reis. Além dessas e de outras composições que estarão no seu primeiro EP individual, previsto para sair ainda em 2019, o vocalista não deixará de fora do repertório as canções que fazem parte da sua história com o Papas da Língua, cantadas sempre com a ajuda de toda a plateia.


Folha

COM VISITAS E TRABALHO FECHADO, COLORADO TREINA PARA PEGAR O VASCO

FUTSAL: ONZE ENFRENTA O SPORTING POR VAGA NA FINAL DO MUNICIPAL O campeonato Municipal de Futsal Série Ouro de futsal 2019 chegou na reta final. Na noite desta sexta-feira, dia 7, no Ginásio Municipal da Fátima, Onze Unidos e Sporting decidem quem vai para a grande final. A partida está marcada para às 21h. Antes, às 20h, também pela semifinal, se enfrentam, RL Futsal e Guaíra. O Onze Unidos, do técnico Charles Martinez, busca o bicampeonato e promete muita raça em quadra. A torcida do Onze Unidos promete comparecer em grande número para empurrar a equipe rumo a mais uma final.

COPA DO MUNDO FEMININA

MENINAS DO BRASIL VIAJAM PARA A ESTREIA NA FRANÇA A espera acabou! Nesta quarta-feira (5), a Seleção Brasileira embarcou rumo à França para a disputa da oitava edição da Copa do Mundo Feminina. Logo pela manhã, às 7h (Horário de Portugal), a equipe deixou Portimão, cidade da região do Algarve, e seguiu de ônibus para o Aeroporto Internacional de Lisboa. Em seguida, às 14h05 (Horário de Portugal), comissão técnica e jogadoras embarcaram em um voo para Lyon. O trajeto até Grenoble será feito via terrestre e terá duração de 1h30. A previsão de chegada à cidade da estreia no Mundial era de 19h (Horário da França). DESTINO FINAL: FRANÇA! Durante a Copa do Mundo, o Brasil seguirá o planejamento da Fifa. O time fará todas as viagens de mudanças de cidades-sede um dia após os jogos. Os hotéis são denominados pela entidade máxima do futebol. Para preservar o gramado, serão feitos apenas reconhecimentos de campo, sendo assim, não haverá treinos oficiais nos estádios das partidas. ROTEIRO Em Grenoble, cidade da estreia diante da Jamaica, no dia 9, os treinamentos serão no Stade Paul Bourgeat. No dia seguinte ao jogo da primeira rodada (10 de junho), a Seleção seguirá de ônibus para Montpellier. Na cidade do sul da França, os treinos serão realizados no Complexe Sportif (Stade) Roger Bambuck. Já para o terceiro jogo, em Valenciennes, a estada da Seleção será em Lillie. No dia 14 de junho, a equipe deixará Montpellier em um voo fretado. A ida para a cidade do jogo está prevista para às 17h30

CBF

A preparação para o próximo duelo no Campeonato Brasileiro segue forte no Colorado. A equipe tem dias de trabalho forte para encarar o Vasco da Gama no Rio de Janeiro. E no segundo treinamento da semana, o técnico Odair Hellmann optou por um trabalho fechado no estádio Beira-Rio. Com somente os primeiros minutos abertos à imprensa, o treinador teve privacidade para trabalhar com o grupo e testar o time que entrará em campo na próxima rodada. Duas novidades apareceram na atividade colorada e não foi dentro de campo. O lateral William e o meia-atacante Otavinho, que atuam, atualmente, na Europa, visitaram o Clube, reencontraram funcionários ex-companheiros, além de acompanharem de perto o treinamento. Odair, que trabalhou com os dois nas categorias de base do Inter, recebeu os atletas no gramado e colocou a conversa em dia. Depois da atividade, o lateral-direito Zeca concedeu entrevista coletiva e falou o que esperar do confronto contra o clube carioca. "Temos que ter atenção, são onze contra onze. Será um grande jogo, muito difícil, cada um buscará seu espaço. Vamos lutar bastante para conquistar os três pontos", afirmou. O grupo colorado tem mais um treinamento pela frente antes de embarcar para o Rio de Janeiro. A partida está marcada para sexta-feira (7/6), às 20h30, em São Januário, pela oitava rodada do Brasileirão.

QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019 7

Esporte

(Horário da França). Ao final do duelo, o Brasil retorna para o hotel em Lillie. Os treinos serão no Stade Jean Jacques.

agradecer muito a Portimonense pelo suporte", analisa Marco Aurélio Cunha, Coordenador de Seleções Femininas da CBF.

Ainda em terras lusitanas, a equipe comandada pelo técnico Vadão ajustou os últimos detalhes para a estreia no Mundial diante da Jamaica, no dia 9 de junho, em Grenoble. Foram quinze dias de preparação na cidade da região do Algarve. Nesse período, a Seleção contou com uma estrutura impecável para o período de aclimatação antes da disputa da Copa do Mundo da França 2019. Além de um hotel cinco estrelas, o Portimonense Sporting Club recebeu o Brasil com muito carinho. O time cedeu toda a estrutura como estádio, centro de treinamento e salas de academia para a preparação do elenco brasileiro. "Tivemos a melhor alimentação possível, hospedagem impecável com deslocamentos curtos, o clima foi excelente, gramado perfeito, tudo colaborou para uma boa preparação. Nós tivemos três campos para treinar, só podemos

ERIKA, LUANA E MARTA: PROCESSO DE TRANSIÇÃO Neste período, o comandante da equipe, o técnico Vadão, priorizou ajustar o time brasileiro com treinos táticos e físicos para a disputa da Copa do Mundo. Ao longo da preparação, a comissão técnica também focou na recuperação de algumas atletas que se lesionaram. Erika e Luana já estão em processo de transição, já Marta iniciou os trabalhos em campo na terça-feira (4), após doze dias da lesão. "Lamentamos a desconvocação da lateral Fabiana, por uma lesão muscular que não teria tempo para recuperação. Que seja bem-vinda a Poliana, convocada pelo técnico Vadão. Mas, apesar das lesões, tivemos recuperações importantes. Ainda é precipitado falar do retorno da Marta para o primeiro jogo diante da Jamaica, mas ela já está correndo no campo. O Dr. Nemi já avaliou, o exame de imagem foi muito positivo com a cicatrização da área lesada. A Erika teve uma entorse grave, alguns dias antes de viajar (para Portugal), e já está começando a trabalhar com bola. A Luana teve um início de um processo inflamatório já recuperado", explica Marco Aurélio. A Seleção Brasileira Feminina estreia na Copa do Mundo da França, neste domingo (9), diante da Jamaica, às 10h30 (Horário do Brasil), em Grenoble. Na sequência do Grupo C, o Brasil terá pela frente a Austrália, no dia 13, às 13h, em Montpellier. Pela última rodada da fase de grupos, a Itália, no dia 18, às 16h, em Valenciennes.


8 8

Folha

Economia

QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019 QUINTA-FEIRA, 6 DE JUNHO DE 2019

Segurança

DETIDO COM 13 PINOS DE COCAÍNA NO JARDIM DO BOSQUE Um jovem de 18 anos foi detido com 13 pinos de cocaína, um celular e R$ 111,60 em dinheiro na tarde da última segunda-feira, em Cachoeirinha. O rapaz, identificado como R.G.B.A foi abordado na Rua Cerejeiras, no bairro Jardim do Bosque.

EM GRAVATAÍ

DOIS SUSPEITOS DE DIVERSOS ROUBOS A ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS SÃO PRESOS

A Polícia Civil, na tarde de terça-feira (4/6), por meio da 1ª Delegacia de Polícia de Gravataí, prendeu dois homens, suspeitos de diversos roubos a estabelecimentos comerciais no município. A ação foi decorrente do cumprimento de mandado de prisão preventiva. Segundo o delegado Márcio Zachello, os roubos ocorreram no final do mês de maio, entre os dias 27 e 30. "Os indivíduos foram identificados através de imagens de câmeras de segurança instaladas em alguns estabelecimentos e por reconhecimentos pessoais realizados pelas vítimas. Um dos presos

POLICIAIS AUXILIAM GESTANTE EM TRABALHO DE PARTO Na madrugada desta quarta-feira (5/6), por volta das 4h40, policiais do 26º BPM foram acionados na Rua Capão da Canoa, no Jardim Betânia. Segundo informações da Sala de Operações, no local havia uma gestante em trabalho de parto. Ao chegarem à residência, eles acionaram a SAMU e auxiliaram no nascimento do menino Arthur. “Um menino grande e saudável”, descreveu a corporação em nota encaminhada à redação. Bastante emocionada, os policiais ficaram ao lado da gestante até a chegada da ambulância do SAMU para a realização dos procedimentos médicos complementares necessários. Eles ainda acompanharam o recém-nascido e sua mamãe até o Hospital Padre Jeremias onde presenciaram a alegria de todos funcionários e familiares pela dádiva recebida.

foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo, e antes que fosse paga a fiança, o mandado foi cumprido, evitando sua liberação", relatou o delegado. "O segundo suspeito foi preso em um sítio no interior do bairro Capão Grande, em Gravataí. No local, foram apreendidas uma espingarda calibre 12, munições e três veículos, utilizados na prática dos delitos. Diligências ainda estão sendo realizadas com o intuito de responsabilizar os demais participantes dos crimes investigados. As ações visam a redução de roubos a estabelecimentos comerciais ocorridos no município", concluiu Zachello.

dos, resultando na prisão de dois foragidos. Os dois possuem antecedentes por dano, ameaça e assédio sexual, entre outros. Ambos foram presos em virtude de descumprimento de medida protetiva. A ação faz parte da estratégia de enfrentamento aos crimes de feminicídio no município de Gravataí.

PC/Divulgação

Na terça-feira (4/6), a Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Gravataí, desencadeou a Operação Mulher Segura. O objetivo é cumprir mandados de prisão relacionados a crimes de violência doméstica. No total, foram cumpridos três manda-

Fotos PC/Divulgação

DUPLA É PRESA POR DESCUMPRIMENTO DE MEDIDAS PROTETIVAS

ANUNCIE A SUA MARCA AQUI Ligue 3423.1792 ou 3421.3381 Folha 2mnoticias.com.br

ou 9 9983 4594


Folha

QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019 9

Cidade

SEGURANÇA: MUNICÍPIO LANÇA A OPERAÇÃO TRABALHADOR OBJETIVO DA AÇÃO É DAR MAIS SEGURANÇA AOS MORADORES QUE ESTÃO SE DESLOCANDO DAS 4H ÀS 7H DA MANHÃ, INIBINDO O FURTO E O ROUBO A PEDESTRES, PASSAGEIROS E ÔNIBUS Na manhã desta quarta-feira, 05 de junho, o município de Cachoeirinha, através da Secretaria de Segurança e Mobilidade, lançou a Operação Trabalhador. O objetivo da ação é dar mais segurança aos moradores que estão se deslocando das 4h às 7h da manhã, inibindo o furto e o roubo a pedestres, passageiros e ônibus. A Operação consiste em rondas preventivas nas rotas e paradas de ônibus, de segunda a sexta-feira, realizada pela Guarda Municipal. No lançamento da Operação Trabalhador, o prefeito Miki Breier lembrou que a segurança é um compromisso do governo com a comunidade. “Com esta ação, vamos oferecer mais segurança às pessoas, àqueles que saem para o trabalho antes mesmo das 5h da manhã”, destacou. Conforme o titular da Segurança e Mobilidade, Joaquim Fortunato, o munícipe trabalhador é o foco da Operação. “O

Divulgação/PMC

efetivo realizará um serviço diferenciado e preventivo, visando garantir a segurança destes trabalhadores de forma gentil e amigável”, aponta o secretário.

A Operação Trabalhador terá caráter permanente nos bairros do município. Vale ressaltar ainda que a Operação Trabalhador está

identificada com a filosofia de policiamento comunitário, que traz como um dos pilares a integração e a participação da comunidade. Os resultados

esperados com a Operação são, além da diminuição dos crimes de furto e roubo, a aproximação entre a Guarda Municipal e a população.

COMERCIANTE COBRA FINALIZAÇÃO DA OBRA DA PRAÇA CEUS O Presidente da Câmara Municipal, vereador Fernando Medeiros (PDT), recebeu na tarde desta segunda-feira, dia 3, a visita do comerciante Cleomar Campos Moraes, que veio pedir apoio da casa na busca pela finalização da Praça CEUs (Centro de Artes e Esportes Unificados), que fica no antigo campo do Estrela, na Vila Anair. Conforme o morador, a obra está parada há vários anos e o local está virando ponto de

drogadição, depósito de entulhos e lixos, e muita insegurança. Cleomar que reside há 34 anos na cidade cobra medidas por parte da Prefeitura Municipal. “Pelo menos o cercamento do local poderia ser feito para dar mais segurança aos moradores da região”, frisa o morador. O Presidente Fernando Medeiros mostrou apoio a reivindicação e encaminhou a demanda para a Prefeitura Municipal.

ACESSE JÁ

2MNOTICIAS.COM.BR Folha

OU LIGUE:

(51 )3497-1078 whatsapp da FOLHA

PUBLICAÇÃO LEGAL

CASAMENTOS

EDITAL Nº 25/2019

CLAUDIO FAGUNDES DA ROCHA - Oficial do Registro das pessoas naturais, faz saber que se habilitaram para se casar nesse cartório Arcionilo Ferreira Ribeiro e Luciane Pereira Fonseca Alex Brito de Mello e Andrea Mello Bezerra dos Santos Vinícius Kopriva Negrete e Ritiele Dedesma Nunes André Luís Durand da Silva e Eunice Teresinha Martins Daniel Dutra Ribeiro e Andressa Giovana Rodrigues Martins Jefferson da Costa Pacheco e Michelle Riella

51 99415 3122

QUEM TIVER ALGUM IMPEDIMENTO, ACUSE-O NA FORMA DA LEI Avenida Flores da Cunha, nº 4251, Bom Principio - Fone: 51-3470-7900

Cachoeirinha, 6 de junho de 2019 Se preferir, envie sua sugestão para o nosso e-mail: folhadecachoeirinha@gmail.com

CLAUDIO FAGUNDES DA ROCHA - Oficial de Registro


10

QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019

Folha

Geral

JUNHO VERMELHO: CAMPANHA DESTACA A IMPORTÂNCIA DA DOAÇÃO DE SANGUE O mês de junho é tipicamente o período que as temperaturas começam a cair, propiciando aumento da incidência de infecções respiratórias, além da temporada de provas em universidades, escolas e do início das férias escolares. Por isso é o período em que se costuma registrar quedas significativas nos estoques dos bancos de sangue, públicos e privados. Para destacar a importância da doação de sangue nesse momento do ano, começou no último sábado (1º) a campanha Junho Vermelho. A campanha iluminará com a cor vermelha, durante todo o mês, instituições públicas e privadas, prédios históricos e monumentos em diferentes localidades do país. Serão feitas ações especiais durante a semana do Dia Mundial do Doador de Sangue, que é comemorado no dia 14 de junho. Lançada no estado de São Paulo, a campanha Junho Vermelho ganhou status de lei estadual em 15 de março de 2017 (nº 16.386) e passou a ser promovida em todo o país. Segundo a fundadora do Eu Dou Sangue, Debi Aronis, a ideia de criar o movimento veio depois de seu pai precisar de sangue devido a uma doença delicada e de perceber que o período estava com estoques baixos nos hemocen-

tros e hospitais. “Somente aqueles que enfrentam uma dificuldade e precisam da doação para que familiares ou amigos possam sobreviver sabem da importância desse ato. É um pequeno gesto, individual e gratuito, mas com consequências expressivas”. Debi explicou que o fato de as pessoas estarem menos propensas a sair de casa não diminui, e por vezes até aumen-

ta, a rotina dos hospitais que atendem desde vítimas de acidentes de trânsito e da violência urbana até os portadores de doenças que requerem transfusões sanguíneas como câncer, anemia falciforme e outras patologias, incluindo os procedimentos cirúrgicos de alta complexidade, como transplantes e cirurgias cardíacas. "É importante ressaltar que a demanda de sangue permanece inalterada,

apesar da redução da oferta nos estoques dos hemocentros". De acordo com uma pesquisa feita em 2017 pelo Eu Dou Sangue em parceria com o Instituto Datafolha, cerca de 92% dos brasileiros disseram não ter doado sangue entre junho de 2016 e junho de 2017. De acordo com o levantamento, além do recesso e do clima mais frio, feriados e dias chuvosos também impactam negativamente os hemocentros, que costumam registrar queda de 30% em seus estoques no período. Os dados também mostraram que 39% dos brasileiros admitem não saber qual é seu tipo de sangue. O estudo, que ouviu 2.771 entrevistados em todo o país, mostrou que o desconhecimento é maior entre os homens (44%) do que entre as mulheres (35%). Assim como a maioria dos jovens (52%), na faixa dos 16 aos 24 anos, também desconhecem esse aspecto de seu próprio corpo. A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é de que cada país tenha, entre 3% e 5% de sua população doadora de sangue frequente. No Brasil, o índice fica em 1,8%, enquanto em alguns países da Europa, cerca de 7%.

Homicídios de mulheres cresceram acima da média nacional A edição do Atlas da Violência deste ano mostra que a taxa de homicídio de mulheres cresceu acima da média nacional em 2017. O estudo feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública revela que, enquanto a taxa geral de homicídios no país aumentou 4,2% na comparação 20172016, a taxa que conta apenas as mortes de mulheres cresceu 5,4%. Apesar disso, o indicador continua bem abaixo do índice geral (31,6 casos a cada 100 mil habitantes), com 4,7 casos de mortes de mulheres para cada grupo de 100 mil habitantes. Ainda assim, é a maior taxa desde 2007. Em 28,5% dos homicídios de mulheres, as mortes foram dentro de casa, o que o Ipea relaciona a possíveis casos de feminicídio e violência doméstica. Entre 2012 e 2017, o instituto aponta que a taxa de homicídios de mulheres fora da residência caiu 3,3%, enquanto a dos crimes cometidos dentro das residências aumentou 17,1%. Já entre 2007 e 2017, destaca-se ainda a taxa de homicídios de mulheres por arma de fogo dentro das residências que aumentou em 29,8%.

O Ipea mostra ainda que a taxa de homicídios de mulheres negras é maior e cresce mais que a das mulheres não negras. Entre 2007 e 2017, a taxa para as negras cresceu 29,9%, enquanto a das não negras aumentou 1,6%. Com essa variação, a taxa de homicídios de mulheres negras chegou a 5,6 para cada 100 mil, enquanto a de mulheres não negras terminou 2017 em 3,2 por 100 mil. "A gente tem o crescimento da violência contra a mulher e todas estão sendo atingidas, mas as mulheres negras estão sendo atingidas com uma força muito maior", disse Samira Bueno, diretora executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. NEGROS De cada quatro pessoas assassinadas no Brasil em 2017, três eram negras, segundo os dados do Ipea. A taxa de homicídios para esse grupo da população chegou a 43,1 para 100 mil habitantes, enquanto a dos não negros fechou o ano em 16 por 100 mil. O Instituto aponta que houve uma piora na desigualdade racial nesse aspecto entre 2007 e 2017, já que a taxa cresceu 33,1% para os negros e 3,3%

para os não negros. Apenas entre 2016 e 2017, a taxa de homicídios de negros no Brasil cresceu 7,2%. Em números absolutos, o país registrou 49.524 assassinatos de negros em 2017, um aumento de 62,3% em relação a 2007 e de 9,1% ante 2016. Quando são analisados os não negros, os números absolutos tiveram queda de 0,8% em relação a 2016 e alta de 0,4% perante 2007, fechando 2017 em 14.734 mortes. O coordenador da pesquisa, Daniel Cerqueira, chamou a atenção para o fato de que a desigualdade de crimes sofridos entre negros e não negros está aumentando. "A gente tem no Brasil uma desigualdade na letalidade por raça que é escandalosa", disse ele, afirmando que esse dado não chega a ser novo. "E essa boca [distância entre os números no gráfico] continua se alargando". LGBTI+ O Ipea incluiu pela primeira vez no atlas a violência contra a população de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e intersexuais. A avaliação é de que a situação tem se agravado e que a população sofre de invisibilidade na produção

oficial de dados e estatísticas. Para o estudo, foram usados dados das denúncias registradas no Disque 100 e de registros administrativos do Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde. "Existe um verdadeiro apagão estatístico no Brasil sobre violência contra a população LGBTI", disse Daniel Cerqueira. O número de homicídios denunciados ao Disque 100 subiu de 5 em 2011 para 193 em 2017. Já as lesões corporais aumentaram de 318 em 2016 para 423 em 2017, passando por um pico de 783 casos em 2012. Para o Ipea, o aumento não se deve apenas à maior divulgação do Disque 100, porque não foi verificado comportamento semelhante nos dados de outras minorias que buscaram o serviço, como idosos, moradores de em situação de rua e crianças e adolescentes. Já os dados do Ministério da Saúde apontam que entre 2015 e 2016 aumentou o número de episódios de violência física, psicológica, tortura e outras violências contra bissexuais e homossexuais, sendo a maioria das vítimas solteiras e do sexo feminino. Já em rela-

ção aos autores das violências, 70% eram do sexo masculino. Ao todo, foram notificadas 5.930 situações de violência contra a população LGBTI+. PERFIL DAS VÍTIMAS Outro dado sobre as vítimas de homicídio que consta no Atlas é o nível de escolaridade. Segundo o Ipea, 74,6% dos homens e 66,8% das mulheres assassinadas entre 2007 e 2017 tinham até sete anos de estudo. A pesquisa também mostra que 68,2% dos homens foram mortos em ruas ou estradas, enquanto 15,9% foram assassinados em suas residências entre 2007 e 2017. No caso das mulheres, 44,7% morreram na rua/estrada e 39,2% foram mortas em casa. Os meses do ano com mais homicídios são dezembro, janeiro e março, enquanto junho e julho têm o menor número de registros. Em relação aos dias da semana, de acordo com o estudo, o sábado requer maior atenção ao policiamento preventivo. Para os homens, é mais provável a ocorrência de homicídios entre 18h e 2h da manhã, enquanto para mulheres os casos se distribuem de forma mais uniforme ao longo do dia.


Variedades Entretê

www.coquetel.com.br

CAÇA-PALAVRA

© Revistas COQUETEL

Procure e marque, no diagrama de letras, as palavras em destaque no texto.

Pedra do Castelo A cerca de 190 km de Teresina está o PARQUE Nacional da Serra do CASTELO, no município de Castelo do Piauí. O lugar encanta pela BELEZA natural e pelo seu principal atrativo, uma formação ROCHOSA que lembra um castelo MEDIEVAL. Por fora, é possível visualizar uma FORTALEZA de PEDRA com passagens em arco que levam ao seu interior. Lá dentro há treze compartimentos, ou SALÕES, onde se podem admirar os altos PAREDÕES de ARENITO onde se encontram pinturas RUPESTRES. Além disso, o local é considerado SAGRADO, pois dizem que ali houve uma aparição de Nossa Senhora. Fiéis vêm de várias partes cumprir PROMESSAS feitas à santa. Há, até mesmo, uma sala de ex-votos. O parque possui outras ATRAÇÕES, como TRILHAS, CAVERNAS e RIACHOS, além de mais de 50 sítios ARQUEOLÓGICOS já catalogados. Entretanto, como não há fiscalização, os visitantes e os MORADORES da região interagem com esse PATRIMÔNIO, colocando em risco a sua existência. T T C A R E N I T O N A N G E

R N O D A R G A S T L Y T C T

I C N N P A T R I M O N I O T

L A V E I D E M N B T F C H E

H L F S E R O D A R O M D D M

A S M E R T N D S C S B C N O B R A C D F Z I R N E G T F L O M D A L L S T O L A R E M L O U N Õ F Q G E C R T S L A D

R P G H P F S E Õ D E R A P D

D A R A R C D C M H T D T D N

N R N S O N F B E L E Z A T M

S Q D O M B C H T G T D G B R

R U P U E R D G F H C O E S S Y L L C A S A G T V C A E R L R L A N C T A C G S F T S O H

E N L R A D T F F C T B G C C

S M C T S T E R N P C N N C A

T R E S C L S E D C C Õ L L C Ç E L D A T N C R L O D T D F T A L B B L S R L D E L N N D D A T D L R N C Y L A I R D D 35

Solução O D A R G A S

T R I L H A S A V E I D E M

A R E N I T O P A T R I M O N I O

S E R O D A R S O A M L Õ E S A Z E L A T R O F

S O C I G O L O E U Q R A B E L E Z A

R U P E S T R E S P A R Q U E E Õ A S O H C O R Ç P R O M E S S A S A R C A S T E L O T A A V E P R E N D A R S A S O H C A I R

S E Õ D E R A P

HORÓSCOPO A vida doméstica e familiar vivencia um dia de pressão com Marte, Lua e Nódulo Lunar em Câncer sob a tensão de Saturno e Plutão em Capricórnio.

Planos de negócios e projetos profissionais vivenciam pressão com Marte, Lua e Nódulo Lunar em Câncer sob a tensão de Saturno e Plutão em Capricórnio.

Desentendimentos podem ocorrer. Procure a ajuda de um advogado se estiver às voltas com a assinatura de um novo contrato.

Surge a necessidade de conexão profunda com o Sagrado interior e exterior com Marte, Lua e Nódulo Lunar em Câncer sob a tensão de Saturno.

Pagamentos podem atrasar. Para a sua segurança, nos próximos dias não realize novos investimentos. A vida financeira precisa ser organizada.

Surge a necessidade de intimidade e introspecção com Marte, Lua e Nódulo Lunar em Câncer sob a tensão de Saturno e Plutão em Capricórnio.

O dia é de pressão. A prática da meditação promete ser boa aliada. Investigue o que causa angústia e reclusão em sua vida.

As relações vivenciam pressão. Uma sociedade pode ser reavaliada neste período. Um namoro ou casamento pode passar por dificuldades.

Surge a necessidade de se afastar das conversas vazias e das atividades sociais com Marte, Lua e Nódulo Lunar em Câncer sob a tensão de Saturno.

A vida profissional vivencia intensidade e dificuldades com Marte, Lua e Nódulo Lunar em Câncer sob a tensão de Saturno e Plutão em Capricórnio.

É preciso estar mais próximo dos amigos íntimos com Marte, Lua e Nódulo Lunar em Câncer sob a tensão de Saturno e Plutão em Capricórnio.

O dia pede introspecção. Aproveite para dedicar a um projeto criativo. A intimidade será priorizada, sobretudo se tiver filhos.

QUINTA-FEIRA, 6 DE JUNHO DE 2019 11 QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019 11

EM BUSCA DE UM NAMORADO, ANA MARIA BRAGA FAZ PERFIL FAKE EM APLICATIVO DE NAMORO: 'SOLIDÃO TERRÍVEL' A fama tem um preço alto e Ana Maria Braga tem sentido isso cada vez mais forte. Em uma participação no ‘Conversa com Bial’, exibido na noite da última terça-feira (4/6), a culinarista de 70 anos falou sobre a dificuldade de encontrar um companheiro sendo famosa. “Qualquer bonitinho que convido para jantar, ou vai no quiosque na praia, senta do meu lado, acabou a vida dele. Você não tem o direito de paquerar, experimentar. É uma solidão emocional”, reclamou a global. Ana ainda contou que já tentou paquerar em aplicativos de namoro, mas precisou usar um nome e uma foto falsa para esconder a sua identidade, o que acabou fazendo a conversa perder todo o sentido. “É legal aquilo, mas eu não podia responder a verdade. Tinha cada cara legal, mas a conversa terminava. Como eu ia explicar o inexplicável? Não podia, não dá. É uma solidão terrível, não pode nem usar aplicativo. É uma bomba atômica”, disse. Outro problema, segundo ela, é precisar dormir tão cedo para estar na Globo antes de entrar ao vivo no ‘Mais Você’, de segunda a sexta, às 9h. “Tem que ter noites para isso, coisa que não tenho,

TV Globo/Reprodução

Folha

pois durmo com as galinhas”, avaliou. Mesmo com todas as dificuldades, a veterana deixou claro que não desiste do amor e acredita que ainda vai arrumar um namorado para dividir experiências. “Não interessa a idade ou condição social, o que se constrói na vida de verdade é você com sua família. Não que eu não goste de sexo, mas você tem que admirar e gostar de conversar. Se você tem um companheiro que tem o que dizer e receber algo de volta, é o grande milagre da vida, o amor", filosofa. YC


12

QUINTA-FEIRA, 6 de junho de 2019

Folha

Veículos

CARRO ELÉTRICO DA CHEVROLET COMEÇA A SER VENDIDO EM OUTUBRO NO BRASIL A principal atração da Chevrolet na última edição do Salão do Automóvel de São Paulo já tem data para estrear comercialmente no Brasil. Outubro é o mês previsto para o início das vendas do Bolt EV, o primeiro carro elétrico da marca no país. O modelo 100% elétrico da Chevrolet chega por R$ 175 mil e será ofertado no país na versão Premier, a mais tecnológica e sofisticada da gama. A estratégia comercial, que inclui a data do início das entregas do produto aos consumidores, por exemplo, está em fase final de definição e será divulgada oportunamente. “O Bolt EV revolucionou o mundo por ser o primeiro carro 100% elétrico a combinar preço e autonomia semelhantes ao de um carro médio a combustão igualmente bem equipado. ”, destaca Hermann Mahnke, diretor de marketing da GM Mercosul. Segundo o executivo, o Bolt EV vai chegar em um momento de busca por novas soluções de

mobilidade, que passam pela conectividade, sustentabilidade e eletrificação, além da forma como as pessoas interagem com os automóveis. O Bolt EV é o modelo com maior autonomia em sua faixa de preço, transpondo inclusive elétricos de categoria superior. O Bolt EV é capaz de rodar 383

quilômetros com uma carga pelo padrão norte-americano EPA – os números podem variar nos padrões europeus de teste. O modelo ainda conta com sistema regenerativo que aproveita a energia dissipada em frenagens e desacelerações para ampliar sua autonomia e garantir tranquilidade ao usuário em

viagens mais longas. A recarga das baterias é feita em tomadas e há opções que combinam com diferentes necessidades de deslocamento do usuário. No caso de um carregador semirrápido, uma hora garante 40 km de autonomia. Já em carregadores rápidos, encontrados em eletropostos,

bastam 30 minutos para transitar mais 145 km. Vale ressaltar que o brasileiro roda, em média, 40 km em seus deslocamentos diários. Além de mais limpa, a energia elétrica gera economia para o motorista do Bolt EV. Hoje, o custo estimado por quilômetro rodado do elétrico da Chevrolet é cerca de quatro vezes inferior ao de um modelo do mesmo porte movido a gasolina. O Bolt EV ainda oferece 203 cv de potência com um alto torque de 36,7 kgfm disponíveis de maneira imediata. Arrancadas de 0 a 100 km/h podem ser feitas na casa dos 6,5 segundos. Dentre as principais tecnologias embarcadas no modelo, estão o sistema regenerativo dos freios, visão panorâmica de estacionamento e Driver Information Center customizável com tela de 10,2 poleadas, no qual é possível acompanhar o desempenho energético do veículo. O Bolt EV é um dos onze lançamentos da Chevrolet previstos para este ano.

Profile for Folha de Cachoeirinha

Quinta-feira | Cachoeirinha, 6 de junho de 2019 - ANO VII | Edição 1549  

Quinta-feira | Cachoeirinha, 6 de junho de 2019 - ANO VII | Edição 1549  

Advertisement