Page 1

folhdabaixadapg@hotmail.com Praia Grande, sábado, 2 de junho de 2012, Ano 47 – Nº 1138 – Distribuição gratuita para toda a Baixada Santista – 10 mil exemplares

Moradores dizem que sem asfalto, não votarão em ninguém eles fizeram um protesto com faixa e tudo, porque cansaram de ouvir promessas

Página 3

Campeonato de Base chega às finais

Neste sábado, equipes como o Parceiros da Bola ECO disputam títulos nas categorias sub 10, sub 12 e sub 14

Página 9

Música para Neymar dá contrato a Maluquinho

Academiais põem todo mundo para dançar

Vendedor de flores e compositor nato emplacou com a ajuda de amigos e da Globo

Página 15

Página 16

Arraial de Praia Grande começa neste sábado

Evento será no Kartódromo, com abertura a partir das 18h

Página 15

E tem mais... início do Vlt prometido para um mês antes da eleição

butantan testa proteína que regenera tecidos

Pg cadastra doadores de medula

técnica usa hálito para ver o coração

Cursos, vagas e concursos

Cinema, teatro exposição

Página 4

Página 11

Página 13

Página 11

Página 12

Página 14

Santos pega o Fluminense sábado que vem

Com folga na tabela e tempo para treinar, toda a atenção está na primeira semifinal contra o Corínthians, dia 13, mas antes, o jogo pelo Brasileirão, na Vila

Página 10


2

Opinião

Folha da Baixada

Editorial

Mudanças e transformações A população de Praia Grande tem diante de si um cenário político hoje bem mais claro e um dilema já visto. Dilema, uma vez que é sabido que o grupo político hoje reinante estaria longe do Palácio São Francisco, se o resultado da última consulta popular - as eleições republicanas em Praia Grande - tivessem sido regulares, coisa que processo em andamento dirá. Para a observação política, a sociedade praiagrandense e o seu processo de auto regulação revela quase que psicanaliticamente, múltiplas cidades dentro de uma cidade maior, ou ainda, uma cidade aclamada e uma cidade que se ouve à “boca pequena”, que sussurra. Esta, entre a população, na voz do comerciante, do funcionário público, do cidadão comum. Uma sociedade que teme e sente desconforto quando o tema beira a política. Uma cidade amordaçada. Muitos creem que é chegada a hora de romper esta dinâmica. Entrevistas, reportagens, artigos e informações neste periódico buscam mostrar esta cidade, que se constrói e a forma como se constrói, como se organiza, como são direcionados os impulsos e os

recursos para o desenvolvimento nesta valorizada área do litoral paulista, com um fluxo de pessoas que chega constantemente. Têm sido temas neste espaço, a velocidade das transformações, a direção do investimento, a ótica sócio-urbana, a mobilidade, o ponto de vista do cidadão, a empregabilidade, a sustentabilidade, social, ambiental. Pretende-se uma sociedade com uma área urbana desenvolvida igualitariamente, valorizando o cidadão, criando uma harmonia social, contando com o emprego de programas e políticas públicas, assumindo o uso de recursos de todas as esferas de governo. A defesa de alguns valores tem sido constante, como a opção por uma política de cunho democratizante, com uma cidade abrangente, acolhedora e promotora de valores. Uma manifestação, ocorrida esta semana, em uma rua sem asfalto, mostra claramente como a população quer dar uma basta em velhas práticas, por exemplo, prometer e não cumprir. O cidadão brasileiro é cada dia mais crítico e exerce mais a sua liberdade, condição para mudanças e transformações.

José Marques Carriço José Marques Carriço é professor de Arquitetura e Urbanismo da UniSantos e da Unisanta, doutorado em Planejamento Urbano e Regional pela USP

Conselho aprova passarelas privativas em Santos Como já vimos alertando, os interesses privados falaram mais alto e o Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano (CMDU) aprovou, em reunião realizada esta semana, a possibilidade de construção de passarelas privativas sobre vias públicas, além da área portuária. O projeto de lei inicialmente apresentado pelo Executivo autorizava a construção onerosa de passarelas apenas sobre a Avenida Perimetral, atendendo pedido de empresas portuárias cujas áreas administrativas teriam sido apartadas das áreas operacionais, com a construção da via. Com a decisão, a proposta foi emendada, com apenas dois votos contrários, um deles do arquiteto Rafael Ambrósio, representante do Sindicato dos Arquitetos, no referido conselho. Desta forma, possibilitase que empreendedores imobiliários edifiquem passarelas sobre vias públicas em outras áreas da cidade. A possibilidade de que isto pudesse ser alterado, para atender outros interesses, estava clara desde o início das discussões do assunto no órgão, como vimos alertando seguidamente. Dito e feito, os desejos dos empreendedores imobiliários foram atendidos. Como informado, a desculpa do setor imobiliário era a preocupação com a “mobilidade urbana”. Mas ao longo das discussões os reais objetivos das tais passarelas ficaram mais evidentes, pois ficou claro que elas não poderão ser utilizadas pelo público em geral, que transita pelas ruas e avenidas onde poderão ser edificadas. A proposta aprovada na reunião do CMDU possibilita a construção dos passadiços, ligando empreendimentos com uso comercial e de prestação de serviços na área de abrangência do Parque Tecnológico (Valongo e Vila Mathias), em hospitais e nos imóveis com testada para os Corredores de Desenvolvimento e Renovação Urbana (CDRU).

Os CDRU são formados pelas seguintes vias: Avenidas Affonso Penna entre a Av. Conselheiro Nébias e a R. Cypriano Barata; General Francisco Glicério; Jovino de Mello; Nossa Senhora de Fátima entre a R. Dr. Pedro Paulo De Giovanni e a Av. Dr. Haroldo de Camargo; Rei Alberto I entre a R. Ministro Daniel de Carvalho e a Praça Gago Coutinho; dos Bancários; Dr. Epitácio Pessoa; Anna Costa; Conselheiro Nébias; Pedro Lessa entre a Av. Siqueira Campos e a R. Maria Máximo; Senador Pinheiro Machado; Siqueira Campos entre a Av. Pedro Lessa e a Av. Affonso Penna e entre a R. Conselheiro Lafaiete e a R. Bento de Abreu; Alm. Cóchrane, no trecho entre a Av. Bartolomeu de Gusmão e R. Francisco de Paula Ribeiro; Cel. Joaquim Montenegro, no trecho entre a Av. Bartolomeu de Gusmão e a R. Octávio Correia; Ruas Dr. Amilcar Mendes Gonçalves; Bento de Abreu; Azevedo Sodré; Dr. Carvalho de Mendonça entre a Av. Dr. Moura Ribeiro e a Av. Dr. Bernardino de Campos; Guaiaó; Conselheiro Lafaiete; Conselheiro Ribas. O projeto apresenta uma fórmula por meio da qual deverá ser calculado o valor mensal a ser pago pelos empreendedores, para o uso do meu e do seu espaço aéreo. Contudo, a fórmula, ao invés de levar em conta a valorização que a passarela trará aos imóveis interligados, baseia-se singelamente na Planta Genérica de Valores, que costumeiramente apresenta valores de m² defasados dos praticados pelo mercado, pois não é atualizada anualmente, como deveria. A proposta deve seguir para a Câmara, onde os interesses da iniciativa privada costumam ser atendidos, com uma regularidade impressionante. Portanto, o desfecho do episódio pode condenar nossa cidade à disseminação de passarelas, que somente alguns afortunados poderão utilizar. É a terra da fraternidade!

Samuel Lima Samuel Lima é docente da Faculdade de Comunicação da UnB, professor-visitante na UFSC e pesquisador do objetos

Entre a dissimulação e o avanço democrático A entrada em vigor da Lei de Acesso à Informação (LAI, nº 12.527/2011), em 16 de maio, suscita um debate altamente relevante sobre o direito à informação, inserido na ordem dos direitos humanos fundamentais às sociedades contemporâneas. A LAI é um poderoso e fecundo instrumento que pode ser usado pelo jornalismo investigativo, em benefício da sociedade e na perspectiva de maior transparência nos negócios que envolvem entes públicos e empresas privadas. Nos primeiros dez dias de vigência, segundo dados da Controladoria Geral da União (CGU), foram registrados 4.262 pedidos de informações no Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão (e-SIC). Desse montante, apenas 1.406 foram atendidos, ou seja, 33% dos pedidos. Os órgãos mais procurados foram a Superintendência de Seguros Privados (250 solicitações), Banco Central (246) e Ministério do Planejamento (225). Em reportagem publicada na edição de domingo (27/5, pág. A4), o Estado de S Paulo alerta: “Ministérios manobram para não cumprir Lei de Acesso e CGU adverte Executivo”. O texto de Alana Rizzo e Leonencio Nossa dá conta da “resistência” de órgãos públicos e autoridades em cumprir a LAI, não obstante a posição da presidente Dilma Rousseff: “a transparência é a regra”. Além disso, a nova lei não revogou os sigilos bancários, fiscal e comercial, que serão alegados sempre que

Expediente

houver indícios de irregularidades e/ou corrupção envolvendo entes públicos e privados. Implantação plena - Apesar das resistências e dissimulações verificadas nos primeiros dias de vigência, não resta dúvida de que a Lei de Acesso à Informação pode contribuir, decisivamente, para a criação de novos mecanismos de controle, transparência e regulação do Estado. No caso das concessões de serviços públicos – como, por exemplo, transportes coletivos e telecomunicações – deve se revelar os limites da cobertura da própria mídia e seus interesses, explícitos ou ocultos. Quando se fala em transporte coletivo, objeto de pauta em função de recentes greves em várias capitais, nenhuma informação relevante é repassada, a não ser o velho e surrado bordão ideológico de condenar a luta dos trabalhadores. Dados como o lucro das empresas, planilha de custos, subsídios pagos pelas prefeituras aos empresários, entre outros, são simplesmente ignorados pela mídia, sob a alegação de sigilo do negócio – não mais cabível na nova ordem legal. Das tensões entre a imprensa e os poderes, públicos e privados, na perspectiva de implantação plena da Lei de Acesso à Informação, pode resultar num país mais democrático cujo Estado cumpra, de forma mais competente e profissional possível, a defesa permanente dos interesses maiores da cidadania. A ver.

VatiCÍnio 1 Estava certa a coluna quando afirmou, na edição anterior, que a tese de um projeto de manutenção do poder em Praia Grande deveria se sobrepor a todas as outras razões na escolha do candidato da situação. O fraco desempenho do prefeito Roberto Francisco, aqui relatado, o tira da disputa. VatiCÍnio 2 Embora pudesse se candidatar à reeleição, o cacique maior do partido e seu criador político, o deputado Alberto Pereira Mourão, o tirou da concorrência. Atormentado por processo por formação de quadrilha e o fraco desempenho, Roberto, nas palavras do parlamentar, deixou realizações para o último ano, o que não mais é aceito em se tratando de política. dinheiro jogado fora Mostrou-se improdutiva e onerosa a contratação de uma agência de propaganda para elevar a popularidade do prefeito Roberto Francisco, a fim de que ele fosse o candidato. Articulada em seu gabinete, a campanha, que produziu o mote Eu curto Praia Grande, deu em nada. A decisão certamente deixou muita gente com dor de cabeça no Palácio São Francisco. franÇa em são ViCente Apesar do jogo de cena, com o pai, secretário estadual de Turismo, Márcio França, não participando da votação, o PSB de São Vicente escolheu o filho, Caio França, de 23 anos, como pré-candidato do partido à Prefeitura. Passarelas Já é dada como certa a aprovação pela Câmara de Santos, de projeto de lei que permite a criação de passarelas sobre ruas e avenidas, ligando edifícios. Em breve, serão várias as estruturas deste tipo, espalhadas pela cidade. E, não se trata de espaço público, mas sim, para o uso de poucos privilegiados. reCeita rePetida A proximidade das eleições de outubro traz com maior frequência, secretários estaduais e o próprio governador Alckmin à Baixada Santista. Ele anunciou investimentos e a reabertura da Unidade de Terapia Intensiva – UTI pediátrica do Hospital Guilherme Álvaro. No fechamento, contou-se a mentira de que o motivo era uma reforma. Passados os dias, descobriu-se que a demissão simultânea de cinco médicos, devido aos baixos salários, tinha sido o real motivo. aleXandre Cunha O pré-candidato do PT à prefeitura de Praia Grande, Alexandre Cunha, não mostrou-se surpreso com a decisão quanto ao candidato do PSDB ao paço. Em conversas de bastidores, disse sempre acreditar em que o candidato seria o ex-prefeito Alberto Pereira. PÁreo Levantamentos indicavam que Roberto Francisco perderia em uma nova votação para Alexandre Cunha. Daí, a decisão interna dos tucanos. “Vamos trabalhar com a mesma seriedade”, ouviu-se do outro lado.

Folha da Baixada, jornal semanal, é uma publicação da Grande Sol Editora Ltda – CNPJ 04.531.335/0001-97. Rua Honduras, 885, Sala 22, - Jd. Guilhermina – Praia Grande/SP. Telefone: 3371 3066. E-mail: folhadabaixadapg@hotmail.com. Leia também no Facebook: Folha da Baixada. Jornalista responsável: Maurici de Oliveira - MTb 21503. Fotos: Maurici de Oliveira, assessorias de imprensa e divulgação. Diagramação: Guilherme Horta. Impressão: Metromidiagrafica. Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal.


Política

Folha da Baixada

3

Sem asfalto, moradores prometem não votar nas eleições Donos de imóveis na Rua Paulo Setúbal fazem protesto contra a Administração pela ausência do asfalto Moradores de um trecho não asfaltado da Rua Paulo Setubal, no Jardim Esmeralda, decidiram fazer um protesto diferenciado. Eles estão decididos a não votar nestas eleições para prefeito, em outubro, se a via não receber pavimentação. “Não vamos votar em ninguém se eles não arrumarem”, deixa bem claro Neide dos Santos, 30, cuidadora de idosos. Na manifestação organizada com faixa e tudo, a moradora era uma das mais indignadas. “A gente tem dificuldade de levar os filhos na escola. As crianças faltam porque não têm como sair. Não tem nenhuma melhoria na

José Carlos Gomes dos Santos

rua, tem água correndo em vala, tem rato, é uma pouca vergonha para a política. Só procuram a gente em época de eleição”. José Carlos Gomes dos Santos, de 30 anos, cozinheiro, também se queixa da dificuldade de andar com as crianças. “Em dia de chuva, tem buraco e elas caem da bicicleta. Com as valas a céu aberto, elas ficam doentes o tempo inteiro. A gente não pode fazer nada. Estamos esperando eles resolverem esta situação. Em época de eleições eles voltam e falam quer vão fazer o trabalho e não fazem nada. Já passaram duas eleições e a gente esperando por eles”. Outro morador, Francisco Silva Rocha, 41 anos, motorista, suspeita de que a situação seja má vontade da Administração com aquele trecho da rua. “Eu queria saber dos políticos que vem aqui pedir voto, porque eles asfaltaram só a metade da rua. Asfaltaram para aquele lado, para o outro lado, e ali na frente, e deixaram três ruas sem asfaltar. O que eles têm contra esta rua? Não adianta passar pedindo voto, que ninguém vai votar mais. Eles já prometeram demais.

Mulher pede para crianças mostrarem feridas

Sempre tem medição, mas não fazem nada”, disse. Severina Herculano Guedes, dona de casa, 49 anos, moradora há 17 no local, diz que só viu a rua pior neste tempo. “Está cada vez pior. Precisa de melhorias. Toda eleição, quando passa, eles se esquecem da gente. Fizeram as outras e a rua da gente ficou. Quando chove, ninguém pode sair. Quem trabalha tem de sair descalço, correndo o risco de pisar em cobra, sapo, rato morto, caramujo... Estamos arriscados a todo tipo de coisa”. Como outros moradores, ela afirma que na Prefeitura, a rua consta como pavimentada. “Eu mesma já liguei para lá duas vezes. Eles falam que consta como rua asfaltada”. Mãe de duas crianças, Maria Araújo Cavalcante, 30 anos, vendedora, chama a atenção para as feridas nos pés e pernas das crianças. Ela arrisca uma análise sobre a situação. “Eles falam que é asfaltada porque eles pararam no meio do caminho. Para o lado de lá tem uma parte asfaltada. Talvez eles falem por causa disso, mas aqui não está e os problemas se acumulam”, cobra a moradora.

Severina Herculano Guedes

Francisco Silva Rocha

Maria Araújo Cavalcante

Neide dos Santos

Fórum da ONU constata redução da extrema pobreza A redução do número de pessoas em situação de extrema pobreza foi o tema que predominou na abertura do Fórum Ministerial de Desenvolvimento, vinculado ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). O encontro, de terça a quinta-feira, com a participação de 30 países da América Latina, do Caribe e da África, foi é realizado na sede da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Brasília. É a primeira vez que o fórum ocorre fora da sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York. No Brasil, em nove anos do Programa Bolsa Família, conforme relatou a ministra do Desenvolvi-

mento Social, Tereza Campello, 28 milhões de pessoas deixaram a faixa da extrema pobreza. Segundo ela, um país só é forte quando diminui as desigualdades socioeconômicas. “Só conseguimos tirar esses 28 milhões de pessoas [da extrema pobreza], não só graças ao crescimento econômico, mas porque o Estado brasileiro construiu políticas públicas que garantem, efetivamente, a inclusão [social] de milhões de brasileiros”, declarou Tereza Campello. Na abertura, a ex-ministra chilena do Planejamento Clarisa Hardy destacou que, na última década, 51 milhões de pessoas saíram da extrema pobreza na

América Latina – cidadãos com renda inferior a US$ 1,75. Por sua vez a ministra Campelo citou cinco pontos, que, de acordo com ela, merecem destaque no avanço das políticas públicas no Brasil: a redução das taxas de desemprego; o aumento do salário mínimo; o fortalecimento da agricultura familiar; a universalização dos serviços de saúde e educação; e a garantia de renda. Atualmente, mais de 43 milhões de famílias recebem benefícios do governo. “Temos [o governo] que chegar com renda, mas queremos levar serviços, melhorar e qualificar esses serviços para as populações mais pobres”, disse.

Mesa do 5º Fórum Ministerial de Desenvolvimento, em Brasília


4

Geral

Folha da Baixada

Obra do VLT começará em São Vicente Segundo a EMTU, a obra que vem sendo prometida há 20 anos, deve começar em setembro, um mês antes das eleições As obras de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) vão começar em setembro, a partir de São Vicente. A informação é do presidente da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), Joaquim Lopes, transmitida ao prefeito da cidade, Tercio Garcia. O trecho inicial será da Ponte dos Barreiros até o Porto de Santos. O VLT vai permitir o transporte diário de 45 mil pessoas, percorrendo o trecho Barreiros-Porto de Santos em 30 minutos, com 22 composições, que transportam 400 passageiros cada. O novo meio de transporte vai passar em intervalos de três minutos e meio. A velocidade máxima chega a 70 quilômetros por hora, mas a média no trecho deverá ser de até 35Km/h. Os passageiros vão poder embarcar em oito estações ao longo do trecho, pagando a

mesma tarifa dos ônibus intermunicipais. O VLT será interligado ao serviço de Transporte Municipal, operado pelas vans, possibilitando que a pessoa tome a lotação em qualquer bairro e chegue ao VLT rapidamente. O VLT será implantado num trecho de 11,3 quilômetros ocupando a hoje desativada linha férrea. Em São Vicente, o sistema vai sair de um terminal já denominado Barreiros, passar ao longo de toda a Linha Amarela e chegar ao Itararé, seguindo depois pelo túnel do José Menino até o Porto de Santos. O primeiro trecho terá a licitação realizada em julho. No momento, ocorre o processo de pré-qualificação das empresas interessadas em realizar a operação do sistema. Ao Governo do Estado caberá, com recursos próprios, construir as linhas, as estações, o pátio no porto e também

O presidente da EMTU, Joaquim Lopes comprar as 22 composições. A operação será terceirizada. Segundo o presidente da EMTU, o investimento, que

Aprovada a criação de mais 70 mil cargos para o MEC O Senado aprovou projeto de lei que autoriza o Ministério da Educação a criar mais de 70 mil cargos e funções a serem preenchidos até 2014. Como foi aprovado na Câmara e não sofreu modificações no Senado, a proposta segue agora para sanção presidencial. Segundo o governo, as vagas serão usadas no Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni) e no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec). Na justificativa da proposta encaminhada ao Congresso pela Presidência da República, o governo sustenta que a abertura dos cargos visa a promover a melhoria da educação nas universidades e nas

Presidente Dilma fala ao ex-ministro Haddad, da Educação, no lançamento do Pronatec escolas técnicas de ensino básico e médio. De acordo com o projeto de lei, serão criados 43.875 cargos de professor, dos quais 19.569 da carreira de magistério superior

e 24.306 do magistério do ensino básico, técnico e tecnológico. Ainda serão criados 27.714 cargos de técnico administrativo, além de 1.608 de direção e 3.981 de funções gratificadas.

Nível de emprego cresceu em abril A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) mostrou que em abril, na comparação com abril do ano passado, o nível de ocupação aumentou 6,3% no comércio, com 198 mil postos de trabalho criados e, no setor de serviços, o aumento foi 1,8%, com 195 mil novas vagas. O setor da construção civil criou 86 mil empregos, um aumento de 6,8%, mas caiu 1,2% na indústria, eliminando 37 mil postos de trabalho. Segundo a pesquisa mensal, divulgada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), entre abril de 2011 e abril de 2012, o nível de ocupação no

inclui também o segundo trecho que ligará a Avenida Conselheiro Nébias ao Valongo, é de R$ 850 milhões. A expectativa da EMTU

é começar o segundo trecho em janeiro ou fevereiro de 2013. Toda a obra deverá estar operando em 2014.

Começa campanha salarial nas empreiteiras da Usiminas Com o fim da greve de 12 dias dos trabalhadores da construção civil nas indústrias de Cubatão, começa a campanha salarial dos prestadores de serviços à siderúrgica Usiminas. São cerca de 6 mil trabalhadores em 15 empreiteiras. Com reajuste em agosto, uma assembleia prevista para a quinta-feira, definira a pauta de reivindicações. Na greve recente, de 14 a 25 de maio, cruzaram os braços cerca de 20 mil trabalhadores de 30 empreiteiras, com data-base em maio. A paralisação resultou em acordos coletivos com reajustes salariais de 9% a 10% e, segundo o presidente do Sintracomos, Macaé Marcos Braz de Oliveira, influenciará a campanha na Usi-

minas. “Não defendemos a greve pela greve. Preferimos a negociação para um bom acordo. Mas, se houver intransigência, a paralisação é um instrumento de luta”. O sindicalista afirma que os operários não reclamam apenas de baixos salários, mas também, de péssimas condições de trabalho. “Explosões, quedas, acidentes de trabalho, chefes mal resolvidos, longas filas para se trocar, tomar café da manhã, almoçar ou usar o sanitário fazem parte do cotidiano”. Ainda segundo ele, na saída, é normal os ônibus ficarem parados por longo tempo, aguardando a passagem de trens ou ordens superiores. “O pessoal perde aulas e outros compromissos”.

Emprego cresceu principalmente no comércio mercado como um todo cresceu 2,6%, com a criação de 513 mil empregos. Com isso, a taxa de desemprego passou de 11,1% para 10,8%. Na comparação entre os meses

de abril, houve elevação do nível de ocupação em Recife (6%), Salvador (4,8%), Belo Horizonte (3,2%), Fortaleza (2,8%), Distrito Federal (2,7%), São Paulo (1,8%) e Porto Alegre (1,7%).

Assembleia de trabalhadores no polo petroquímico de Cubatão


Geral

Folha da Baixada

5

95 casais se casam ao mesmo tempo em Santos Casamento comunitário foi realizado no ginásio esportivo Arena Santos Em um ambiente festivo, quase duas centenas de pessoas juraram se amar para sempre, em iniciativa da Prefeitura de Santos, que por meio da Secretaria de Defesa da Cidadania e parceiros, proporcionou a união matrimonial de 95 casais, com o casamento comunitário. O evento, realizado no último sábado, transformou a Arena Santos, na Vila Mathias. A cerimônia teve inicio com a entrada dos casais na quadra especialmente decorada pela Floricultura Gardênia. Um a um, seguiram por uma passarela, sendo direcionados para as cadeiras reservadas à frente do palco. Nos blocos de cadeiras atrás, já estavam acomodados os padrinhos. Nas arquibancadas, familiares e convidados. No palco, ao lado dos juízes de paz Wilson Roberto de Almeida, do Cartório de Registro Civil (1º subdistrito) e Nilton Justo (2º subdistrito) e respectivos auxiliares, Evandro Pereira e Patrícia Kern, o

prefeito João Paulo Tavares Papa agradeceu os parceiros que há três colaboram, sem custo, com a Administração e saudou os noivos desejando-lhes um futuro feliz. “Está é a mais importante festa dedicada à família que promovemos, e já está garantida por lei para ser realizada anualmente em maio. É focada no amor e na união. Aos noivos, desejo uma jornada feliz ao lado dos filhos e familiares”, disse Papa. Para Ana Carolina de Faria Aquino, de 23 anos, foi a oportunidade de conseguir o registro civil da união, que já existe há cinco anos, com Flávio Da Macena Cirino de Souza, (25). O casal tem duas filhas: Isabele, de três anos, e Júlia, de três meses. “É o dia mais feliz da minha vida”, confirmou. Durante as cinco horas que antecederam a cerimônia, o Sindicato dos Cabeleireiros da Baixada Santista, dispôs de profissionais que realçaram a beleza das noivas.

Casamento comunitário na Arena Santos

Praia Grande cria serviço para dependentes químicos Dentro de aproximadamente um mês, Praia Grande contará com importantes serviços de atendimento a pessoas com dependência química, o que vai estruturar a rede de assistência à saúde mental na Cidade. No bairro Boqueirão irão funcionar dois centros de atenção psicossocial adulto e infantil, denominadas CAPS Álcool e Drogas e Caps “I”. As obras estão em fase de conclusão e foram vistoriadas na segunda-feira pelos secretários de Saúde, Adriano Springmann Bechara, e de Serviços Urbanos, Denys dos Santos Fonseca. Os equipamentos vão atender a uma demanda de aproximadamente 2 mil pessoas. As unidades estão sendo instaladas na antiga sede da Casa do Menor. O Caps AD vai funcionar na Rua São Caetano e contará com equipe composta por psiquiatra,

médico clínico, psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional, enfermeiro e auxiliares de enfermagem, além de técnicos educacionais. Com instalações modernas e confortáveis, o local terá consultórios, salas de medicação, cozinha, área de convivência e de lazer, horta, refeitório, repouso e outros. De acordo com Bechara, o aumento do consumo de álcool e substâncias como cocaína e crack, principalmente entre crianças e adolescentes, é uma grande preocupação da Administração Municipal. “Esse é um mal que atinge todas as classes sociais e idades, desestruturando a família e sendo motivo de muitos crimes. O município está fazendo a sua parte visando minimizar o problema, oferecendo ajuda a quem quer deixar o vício, mas não encontra uma assistência adequada”, disse.

Cidade adota os CAPs para atender dependentes químicos O Caps “I” terá entrada pela Rua São Bernardo e contará com espaço maior, fazendo atendimento psicossocial diário a crianças e adolescentes gravemente comprometidos psiquicamente, bem como a seus familiares. O local também atenderá crianças e adolescentes vítimas de violência e de vulne-

rabilidade social, além de dependência química. Na rotina da unidade estão previstos atendimento individual, grupal e familiar, com visitas domiciliares, atividades de inserção social, oficinas terapêuticas, atividades socioculturais e esportivas, atividades externas e outras. Durante a assistência, os

pacientes ainda receberão refeição com café da manhã ou lanche da tarde. Segundo o médico responsável pela Atenção em Saúde Mental, Sérgio Paulo de Almeida Nascimento, atualmente o serviço de saúde mental do município possui um cadastro de aproximadamente 30 mil pessoas portadoras de transtornos mentais e dependência de álcool e drogas. “A implantação dos novos serviços é de suma importância porque prioriza o atendimento a dependentes químicos, problema que vem assumindo uma proporção importante em todo o País. Além dos danos causados ao organismo, álcool e drogas provocam estragos que muitas vezes são irreversíveis”, destacou. Os CAPs integram a política do Ministério da Saúde, mas não foi informada a origem dos recursos para os novos serviços.

Eleitos os novos conselheiros tutelares Ao todo, 10.480 moradores de Praia Grande foram às urnas no último domingo e escolheram os cinco novos representantes para o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA. Concorreram aos cargos 29 candidatos, que exercerão o mandato no triênio de 2012/ 2015. O candidato com maior número de votos foi Carlos Eduardo Barbosa (2.930). Em segundo, ficou Michele Correia Quintas (2.803), em terceiro, Jucíula Ferreira Cortês (2.534), em quarto, Marcos Ta-

deu Rossi Paula (2.218) e quinto, Fábio Luigi Meneghelo (1.841). Os suplentes são: Ana Cecília F. Simões da Cunha, Leste Batista da Silva, Daniel Tavares de Oliveira, Francisco Tadeu da Costa e Wilson Luiz Lica Costa. De acordo com a presidente do CMDCA, Renata Aparecida Pezzete, o pleito ocorreu com tranquilidade, assim como o trabalho de apuração. “A cada ano que passa a população conhece o trabalho realizado pelo Conselho Tutelar e se conscientiza da importância

de eleger pessoas que irão lutar e fazer o melhor através da função”, afirmou. Os conselheiros tutelares têm a função de atender às crianças e aos adolescentes sempre que houver ameaça ou violação dos direitos reconhecidos no Estatuto da Criança e do Adolescente, por ação ou omissão da sociedade ou do Estado, assim como por falta, omissão ou abuso dos pais ou responsáveis e em razão de sua conduta. Os ocupantes da função têm a remuneração de R$ 2.689,15.

Eleitora vota na eleição para o Conselho Tutelar


6

Folha da Baixada

Geral

Centro de Zoonozes não socorre animais comunitários Embora esteja na competência do Centro de Zoonoses da Secretaria de Saúde Pública – Sesap de Praia Grande, o “atendimento às notificações e denúncias”, o resgate de uma cadela gravemente ferida, noticiado na última edição, não foi realizado por ser o animal considerado comunitário. A informação é do setor, em resposta à reportagem publicada, em que moradores da Vila Antártica queixaram-se por não ter o pedido de resgate ao animal realizado pela equipe que foi ao local. Segundo a assessoria de imprensa, a equipe técnica esteve no local nos dias 2 e 9 de maio, fez orientação com a senhora que está tratando o animal e no dia 9 também contatou um senhor que disse estar fazendo tratamento no animal. “Trata-se de um cão comunitário com uma escoriação dorsal sem presença de infecção e parasitas recebendo tratamento e cuidados da população”, diz a nota enviada ao jornal. Quanto à captura de animais soltos, desde em 2008 foi sancionada a Lei 12.916 que dentre outra normas, estabelece que é

Apesar dos ferimentos já comprometidos por parasitas, equipe não socorreu o animal proibida a apreensão de animais para destino de sacrifício e reconhece os animais em três categorias: domiciliado, semi-domici-

liado e comunitário. “Animais comunitários, quando apreendidos, têm direito a castração, restabelecimento e posterior soltura

no mesmo local da apreensão”, diz o texto. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, o centro de

Zoonoses faz campanha diária de adoção de animais. “No município, temos um programa de castração implantado no Centro de Controle de Zoonoses, onde fazemos castrações diárias para a população, sempre visando o controle populacional. Essa questão de animais soltos realmente nos preocupa, pois através de medidas educativas de orientação, o retorno desejado é muito lento, e o abandono de animais é crime previsto no código penal brasileiro, no artigo 164 e a Lei 9.605/98”. Veja algumas das atribuições do setor: Desratização e desinsetização em próprios municipais e vias públicas; bloqueio em casos de leptospirose; vistorias para o controle e prevenção de morcegos, caramujos e todos os tipos de pragas urbanas; palestras educativas; controle de população animal; castração e exames com coletas de material para monitoramento de zoonoses; cartilha sobre posse responsável, vídeos de maus tratos e bem estar animal; captura e apreensão de animais errantes; atendimento às notificações e denuncias; além de outras.

Rua é pavimentada mas falta obra de contenção Uma obra na Avenida Saturnino de Brito, no Parque Prainha, em São Vicente, chega a um momento esperado e delicado. A Prefeitura está trocando os paralelepípedos por asfalto em toda a extensão. A obra é aguardada há anos pelos moradores, mas é apenas uma parte dos problemas locais. A construção de guias e sarjetas vai permitir o escoamento da água pluvial, evitando ou amenizando erosão e escorregamentos. Mas não é só. Hildebrando da Fonseca, 52 anos, marítimo, morador, afirma que isso é só uma parte. “O asfalto é o que nós estávamos esperando, mas a parte de contenção da encosta, que é muito importante ainda não aconteceu. Está programada para ser feita junto com esta obra também. O que foi combinado está sendo feito, que são as escadas com queda d´água, asfalto, guias, e esperamos que sai a outra parte”, afirmou. Ele avaliou que o asfalto é muito bom para o bairro porque facilita o acesso. “É uma área com valor turístico, entre a mata e o mar. É um pedaço de chão difícil de encontrar por aqui”. Ludmila Alves, 28 anos, mãe de 3 filhos, dona de casa, também saúda a obra. “A gente espera que melhore o escoamento da água e a circulação de pedestres e de veículos. A maio preocupação dos moradores era quanto ao escoamento das águas pluviais, porque aqui é área de morro, de encosta e é preocupante. Ficamos dois anos reclamando”. Ela não esquece a contenção da encosta. “Aqui caiu até a metade da rua, já foi aterrado e estava caindo novamente. Com a obra do asfalto, esperamos que resolvam esta parte também”.

Ludmila Alves caminha com os filhos na Av. Saturnino de Brito

Hildebrando, morador, cobra a obra de contenção logo à frente

Cãozinho recebe vacina anti-rábica

Vacina antirrábica foi retomada após dois anos suspensa Depois de dois anos suspensa no estado de São Paulo, a campanha de vacinação antirrábica foi retomada a partir de 21 de maio. Só na capital paulista, a meta é imunizar 1 milhão de cães e gatos. Serão 2.064 postos volantes montados, cada dia em um ponto estratégico, para levar o serviço até a população e outros 17 pontos fixos. A campanha vai até o dia 3 de junho. A raiva é uma doença transmissível tanto para animais como para o homem. A transmissão acontece pelo contágio direto, como mordidas, arranhões ou lambeduras de cães, gatos, morcegos ou outros mamíferos infectados. Em 2010, a campanha de vacinação foi suspensa em todo o país, depois de mortes e reações adversas em cães e gatos que haviam sido vacinados, principalmente no Rio de Janeiro e em São Paulo. De acordo com o Ministério da Saúde, foram notificadas 637 reações adversas, sendo 41,6% dos casos graves (morte ou reação alérgica que pode levar à morte). Em São Paulo, dois animais de estimação morreram, um na capital paulista e um no interior. O ministério informou ainda que, em 2011, a entrega da vacina foi priorizada para os estados que apresentaram circulação de vírus antirrábico canino. Os estados considerados como áreas de risco foram: Maranhão, Ceará, Pernambuco, Pará, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Bahia, Alagoas, Sergipe e Mato Grosso do Sul. Esses estados receberam todas as doses e já realizaram a vacinação em 2011. Foram distribuídos 22,9 milhões de doses da vacina para todo o país. As secretarias estaduais, junto com os municípios, são responsáveis pelas estratégias e organização das campanhas.


Geral

Folha da Baixada

7

Cubatão lança Coleta Seletiva na Semana de Meio Ambiente Várias atividades e ações foram programadas para o período de 1º a 5 de junho Lançamento do Programa de Coleta Seletiva, inauguração do Galpão de Reciclagem, apresentação de peças teatrais, visita a parques ecológicos, ciclo de palestras e exposição de trabalhos e produtos voltados à preservação. Essas são algumas das atividades e ações que será realizadas durante a 4ª Semana do Meio Ambiente de Cubatão, de 1º a 5 de junho. Na abertura, dia 1º (sexta-feira), às 9 horas, haverá a entrega do prêmio Mérito Ambiental nas categorias Indústria, Comércio, Personalidade e Instituição, além do anúncio do vencedor do concurso para a escolha da mascote da coleta seletiva. Será no Bloco Cultural Dr. José Edgard da Silva, na Praça dos Emancipadores, junto à Prefeitura. No mesmo local, das 9 às 16 horas, o público poderá conferir os trabalhos e produtos elaborados pelas instituições Sangari do Brasil, Projeto Cultivar (Cepema), Ecotintas, Fábrica da Comunidade e Secretaria Municipal de Turismo. No dia 2 (sábado), das 10 às 14 horas, no Parque Ecológico do Perequê, haverá a promoção de atividades de educação ambiental pelo Instituto Ecofaxina, Escola Técnica Estadual de Cubatão (Etec) e Secretaria Municipal de Saúde. O parque tem acesso a partir da Rodovia

Cônego Domênico Rangoni, km 10. No dia 3 (domingo), das 10 às 16 horas, os trabalhos e produtos expostos anteriormente no Bloco Cultural farão parte de uma mostra no Parque Novo Anilinas, na Avenida Nove de Abril, Centro. No dia 4 (segundafeira), os alunos do Centro Educacional Unificado (CEU) assistirão à peça teatral Jabuti Não Sobe em Árvore, das 10 às 11h30 e das 14 às 15h30. Durante o evento, realizado com apoio da empresa Braskem, haverá a distribuição de mil exemplares de livros infantis. O CEU fica na Rua Assembleia de Deus, 65, Centro. Dois grupos de estudantes participam de visita monitorada ao Parque Estadual da Serra do Mar. No dia 5 de junho (terça-feira), alunos do projeto PJ Mais/CepemaUSP, participam de palestra sobre Animais Peçonhentos, com o biólogo Guilherme Sechiero. No mesmo dia, às 14h30, ocorre o lançamento do Programa de Coleta Seletiva e a inauguração do Galpão de Reciclagem - Unidade Municipal de Triagem, na Rua Tenente Coronel Geraldo Aparecido Correa, s/nº, Sítio Cafezal. Estudantes participam ainda da ação Enriquecimento Ambiental, com o plantio de mudas de espécies nativas da Mata Atlântica, no Parque Ecológico Cotia-Pará.

Estudantes realizam o plantio de mudas no Parque Anilinas

Projeto Albatroz realiza mostra de audiovisuais

Os albatrozes, além de presos às linhas de pescadores, morrem por ingerir lixo jogado no mar

“Passageiros do Vento, Trabalhadores do Mar” é o curta-metragem que o Projeto Albatroz exibe na mostra de audiovisuais, na segunda-feira (4), no Teatro Guarany, em Santos. Também serão exibidos filmes do Projeto Tamar, conhecido pela proteção às tartarugas marinhas. A iniciativa marca a semana do meio ambiente e a defesa da conservação da biodiversidade marinha brasileira. O Projeto Albatroz foi criado em 1991 e tem o objetivo de reduzir a captura não intencional de aves marinhas pela pesca com espinhel em águas da costa nacional. O incidente acontece quando as aves seguem os barcos de pesca em busca de ali-

Entidade trabalha a defesa do portador do HIV Com o objetivo de promover ações de combate às violações de Direitos Humanos, sobretudo no campo da saúde, ou da não garantia de atendimento aos portadores do vírus HIV, da Aids, a Associação Santista de Pesquisa, Prevenção e Educação - ASPPE, realiza o ciclo de debates Ativismo e Aids, na terçafeira (5). O evento será sediado no auditório da Unimonte, na Rua Comendador Martins, 52, na

Vila Mathias, em Santos, das 14h00 às 18h00. O projeto da Asppe tem a parceria do Ministério da Saúde, pelo qual também já foram realizadas oficinas de capacitação para estudantes de Direito. A finalidade é preparar o futuro advogado para a defesa dos direitos dos pacientes, ainda bastante negligenciados, conforme, explica a direção da Asppe, uma organização não governamental. O evento é aberto à comunidade.

Paciente recebe coquetel anti HIV

mento e acabam fisgadas ao tentar comer as iscas. O projeto atua em monitoramento da captura incidental de albatrozes e petréis, e com educação ambiental. O Projeto Tamar exibe o vídeo "As Tartaurugas Marinhas e a Pescaria de Espinhel de Superfície". Pela credibilidade, ambos os projetos contam com Patrocínio da Petrobras. Após a exibição, haverá debate com os representantes das duas instituições. Os ingressos serão distribuídos gratuitamente, a partir das 18h00, no local do evento. Haverá o sorteio de kits promocionais. O Teatro Guarany fica na Praça dos Andradas, s/n°, no Centro Histórico.


8

Esporte

Folha da Baixada

Giovanna, 11 anos e o 3º lugar no Nacional de Saltos A amazona cubatense treina firme para disputar o Sulamericano O Concurso Nacional de Saltos (CSN), realizado entre os dias 25 e 27 deste mês, em Indaiatuba, serviu para mostrar mais uma vez a qualidade técnica da jovem amazona de Cubatão, Giovanna de Lara Freitas (Semes Cubatão/ Colégio Liceu São Paulo/Kuhlmann Surveyors & Consultants). Giovanna concluiu a participação na prova, em 3º lugar no geral e vice-campeã por equipes na competição, que serviu também como seletiva para o Campeonato Sulamericano de Hipismo, prevista para o período de 18 a 23 de setembro, no Rio Grande do Sul. No primeiro dia de prova, com a participação dos 24 melhores saltadores de 1,0 metro do Estado, entre meninos e meninas, a jovem amazona cubatense percorreu todo o percurso, desenhado com 11 obstáculos, especialmente para a prova, sem cometer nenhuma falta. Com isso, Giovanna conseguiu ficar entre

A jovem amazona de Cubatão, Giovanna de Lara Freitas os 14 melhores para o restante da competição.

No dia seguinte, ela acabou cometendo uma falta, e no último dia,

PG tem destaques do Estadual de Atletismo Três atletas da equipe de Praia Grande destacaram-se no Campeonato Paulista de Atletismo Caixa, categoria juvenil (18 e 19 anos), competição regida pela Federação Estadual (FPA) com chancela da Confederação Brasileira (CBAT). O torneio finalizado no último domingo (27), ocorreu na pista do Estádio Ícaro de Castro Mello, o Ibirapuera, em São Paulo. Nos 200 metros rasos, a praiagrandense Tayani Alves dos Santos obteve a quinta colocação, com o tempo de 25seg97. A atleta ficou atrás apenas de Nathalia Braga (São José dos Campos), 24seg50; Leticia Cherpe (Associação Desportiva Centro Olímpico), 24seg91; Jessica Santos (São José dos Campos), 25seg03; e Isabella Trimer (São Carlos), 25seg57. No lançamento do martelo, La-

Integrantes da equipe de atletismo de Praia Grande rissa Nogueira Pinto (Praia Grande) terminou na oitava posição, com a marca de 35m46cm. O título ficou com Ana Carolina Aparecida (Franca), 54m19cm, vicecampeonato para Larissa Câmara (ex-atleta de Praia Grande que foi contratada no início deste ano pela equipe de Santos), 53m68cm e medalha de bronze para Adrielle Rosa (Franca), 43m83cm.

No salto triplo, Déborah Sena da Silva (Praia Grande) encerrou a disputa na 13ª colocação, com a distância de 10m44cm. Os três primeiros lugares foram conquistados por Gabriele Sousa (FUNDACTE/Presidente Prudente), 12m74cm; Gabriela Brandalise (Instituto Memorial do Salto Triplo/SP), 12m26cm; e Ingrid Rodrigues (Barueri), 11m75cm.

ela voltou a zerar, o que lhe garantiu o 3º lugar no geral. O desempenho da garota ajudou também sua equipe, denominada “Dois”, a sagrar-se vice-campeã da prova, com quatro erros cometidos, perdendo apenas para a Equipe Um. Segundo Carlos de Freitas, pai de Giovanna, esta foi uma das provas mais difíceis em que a amazona participou. "Por se tratar de uma seletiva para o Sulamericano, os organizadores foram buscar o desenhador Carlos

Alberto Raposo Lopes, considerado um dos mais competentes em nível internacional, para desenhar o percurso da forma que sirva de teste mais forte para os competidores que disputarão o Sulamericano, que promete ser de alto nível técnico", disse. O próximo desafio será a CSN Copa São Paulo, de 13 a 17 próximos, na Sociedade Hípica Paulista, em São Paulo, e a CSN da Juventude, de 22 a 24 de junho, em Curitiba, no Paraná. Esta competição servirá também como Seletiva para o Sulamericano. Aos 11 anos, Giovanna, em sua primeira temporada pelo Mini mirim, está entre os 10 melhores saltadores do Brasil em sua categoria. Carlos de Freitas destaca que nos treinamentos realizados em Embu das Artes, Giovanna também vem saltando 1,25 metro, pois o objetivo, já no segundo semestre, é saltar nesta altura.

Basquete sub 19 de Itanhaém está invicta na Liga Paulista A categoria sub-19 da Associação de Basquete de Itanhaém (ABI) venceu no último domingo (27) mais uma partida e segue invicta na Liga Paulista de Basquete. A vitória veio em cima da equipe de São Sebastião, pelo placar de 80 X 37. A partida foi disputada em casa, no ginásio Benedito Calixto. A forte marcação imposta por Itanhaém minou qualquer tipo de

reação da equipe adversária, fechando a primeira metade do jogo em 40 X 17. Os destaques da partida foram os cestinhas André Júnior (23 pontos) e Nathan Cabrera (18). Os atletas que também marcaram por Itanhaém foram Felipe Fomm (16), Rian dos Santos (15), Michel Ribeiro (6), Igor Lastuchi (2), Cláudio Santana, Douglas Verssuti, Rafael Ribeiro e Vítor Cardoso.

Equipe sub 19 de basquete de Itanhaém

Torneio em Santos está nas quartas de final

O Brek, do Jabaquara, em Santos, pega o Sindicato dos Estivadores na próxima rodada

Pelo 4º Torneio da Amizade de Futebol Veterano – Dr. Oswaldo de Rosis, categoria 35 anos, em Santos, com os resultados da rodada do dia 26, o torneio chega às quartas de final. A rodada é neste sábado (2), em campo a ser definido. O Esporte Clube Fundão do Brek (1º da Chave A, com 10 pontos e saldo de 6 gols) encara o Sindicato dos Estivadores (3º colocado da Chave C, com

6 pontos e saldo de 3 gols); o Esporte Clube Rio Negro (1º da Chave C, com 9 pontos e saldo de 9 gols) enfrenta a Sociedade Esportiva e Cultural Vila Progresso (3ª da Chave A, com 7 pontos e sem saldo de gols); o Esporte Clube Serrano (1º da Chave B, com 6 pontos e saldo de 3 gols) encara o Esporte Clube Juventude (2º da Chave B, com 6 pontos e saldo de 3 gols); e o Esporte Clube Pirataria (2º

da Chave C, com 9 pontos e saldo de 3 gols) duela com o Largo São Bento Futebol Clube (2º da Chave A, com 7 pontos e saldo de 8 gols). O torneio é promovido pela Liga Desportiva Santista (Lidesan) e tem apoio da Secretaria Municipal de Esportes de Santos (Semes), da NET Cidade – Canal 10, do Restaurante Parrilla San Pablo, da Naza Sport e da Artfinal Comunicação Visual.


Folha da Baixada

Esporte

9

Campeonato da Base chega às finais Categorias sub 10, 12 e 14 jogam neste sábado, enquanto a sub 16 e sub 18 jogam dia 16. Este sábado é de dia de final do Campeonato de Base da Liga de Futebol Amador de Praia Grande. As categorias sub 10, sub 12 e sub 14 farão as finais no campo do Portinho, a partir das 8h15. No sábado (16), será a vez das categorias sub 16 e sub 18, que podem jogar no campo do Unidos, a confirmar e pela Liga e

a Secretaria Municipal de Esportes. Conforme o regulamento, na final não existe vantagem. No caso de empate, a decisão será nos pênaltis, com 5 cobranças para cada lado. Permanecendo o empate, serão realizadas cobranças alternadas, até que se tenha um vencedor. Às 10h30, pela sub 14, o elenco do Parceiros da Bola/ECO disputa o título com o Ocian Praia Clube (fotos de Edson Castellano).

Veja a tabela de jogos 2/6 8h15 Sub 10 – Parceiros/ECO X Ocian PC 9h30 Sub 12 - Parceiros/ECO X Dennys Soccer 10h30 Sub 14 – Ocian PC X Parceiros/ECO 16/6 11h45 Sub 16 – Magic Paula X V. Antártica 13h45 – sub 18 – Galo de Ouro X Capricho/OPC

Elenco sub 14 do Parceiros da Bola ECO

Seleção sub-21 de futebol vence amistoso Em amistoso no último sábado (26), no Campo do Portinho, a seleção masculina sub-21 de futebol amador de Praia Grande venceu, por 3 a 1, a equipe da Prefeitura de São Vicente. A seleção está em preparação para a disputa dos Jogos Regionais do Estado, com início em julho, em Santo André. O técnico Éber Luís da Costa comenta o preparatório. “Estes jogos amistosos nos dão a oportunidade de movimentar nossa equipe, avaliar formações táticas e forçar a parte física dos atletas. No começo do mês, fizemos uma partida contra o selecionado do exército de Praia Grande e ganhamos por 9 a 1. Mais do que o placar, o importante foi ver o rendimento dos garotos”. Além do técnico Lelê, integram a comissão técnica municipal os au-

xiliares Marcos César, Edson Silva (Dodô), Adriano Bezerra e Thamiris Santos; o coordenador Cláudio Camarão e o presidente da Liga de Futebol Amador, Jaime Guimarães. Atuam pelo time municipal: Francisco, Guilherme, Baiano, Teteu, Douglas, Geovane, Elivelton, Wanderson, Caio, Jhonatan, Willians, Filipe, Mathaus, Leonardo, Dener, Serginho, Vitor, Alexandre, Elias, Sol e Jeferson. A equipe praiagrandense sub-21 de futebol amador treina às terças e quintas-feiras, das 9h30 às 12h00 e das 14h30 às 17h00, no Campo do Oriental (Avenida Paris, 1.500, Bairro do Forte); e às quartas e sextas-feiras, nos mesmos horários, no Campo do Cesac (Rua Cíntia Giufrida, s/nº, Bairro Canto do Forte).

Ocian Praia Clube sub 14

Treino da seleção sub 21

Caratecas faturam 44 medalhas nas finais do Paulistão A equipe de caratê de Praia Grande conquistou 44 medalhas, 15 ouros, 9 pratas e 20 bronzes, nas finais do Campeonato Paulista Boys, categorias mirim, infantil, cadete, adulto e veterano (de 6 a mais de 35 anos). A competição promovida pela Federação Estadual (FPK) teve chancela da Confederação Brasileira (CBK). O evento, finalizado no último domingo (27), ocorreu no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A equipe da cidade é mantida pelas

Secretarias de Juventude, Esporte e Lazer e de Educação, Liga Municipal - LPK e Associação de Pais – APK. Segundo o professor e técnico Gledson de Paiva Rodrigues, Praia Grande foi a cidade que mais qualificou atletas para a disputa do Campeonato Brasileiro mirim, infantil e cadete, que será de 13 a 15 de julho, em Vitória, no Espírito Santo. “Esse resultado obtido no Paulistão demonstra mais uma vez a força do caratê praiagrandense”.

Equipe de caratecas de Praia Grande

Confira quem são os medalhistas Ouro (15) Katá Jéssica Vitória – mirim B - absoluto Barbara Chacon Cruz – infantil B - 3º Kyu e abaixo Gabriel Coelho – infantil B - 3º Kyu e abaixo Dayane Silva Gomes – infantil A – 3º Kyu e abaixo Bruna Rodrigues – juvenil - 2º Kyu e acima Kumitê Sabrina Gross – infantil B - 2º Kyu e acima – mais de 50 kg Stefany Monterrubio - infantil B - 3º Kyu e abaixo - mais de 40 kg Gabriel Andrade - infantil B - 3º Kyu e abaixo – menos de 35 kg Barbara Chacon Cruz – infantil B - 3º Kyu e abaixo – menos de 35 kg Rebeca Torquarto – infantil B - 2º Kyu e acima – menos de 50 kg Letícia Linardi dos Santos – infantil B - 3º Kyu e abaixo – mais de 50 kg Rilan Camargo Reis – infantil A - 2º Kyu e acima – menos de 45 kg Dayane Silva Gomes – infantil A – 3º Kyu e abaixo – menos de 45 kg Juliana Oliveira Menezes – infantil A - 2º Kyu e acima – mais de 45 kg

Gabriel Stankunas – juvenil - 2º Kyu e acima – menos de 45 kg Prata (9) Katá Ana Flávia Pereira – mirim B – absoluto Letícia Linardi dos Santos – infantil B - 3º Kyu e abaixo Vera Lucia – máster – 3º Kyu e abaixo Kumitê Aline Teixeira – infantil B - 2º Kyu e acima – menos de 35 kg Matheus Neves Santana – infantil B - 2º Kyu e acima – menos de 40 kg Alexandre Lemes Silva – infantil A - 2º Kyu e acima – menos de 50 kg Jéssica Linhares – juvenil - 2º Kyu e acima – menos de 45 kg Victória Evelly – juvenil - 2º Kyu e acima – mais de 54 kg Bianca Monterrubio – juvenil - 3º Kyu e abaixo – mais de 54 kg Bronze (20) Katá Amanda Consolo – mirim A – absoluto Natan Salas – infantil A - 2º Kyu e acima Jéssica Linhares – juvenil - 2º Kyu e acima Gabriel Santos – juvenil - 3º Kyu e abaixo Kumitê

Mirella Maria Ribeiro – mirim B – absoluto Mariana Vieira – mirim A – absoluto Kaique Gomes Silva – mirim A – absoluto Gabriel Valente – infantil B - 3º Kyu e abaixo – menos de 30 kg Mike Vinicius – infantil B - 3º Kyu e abaixo – menos de 45 kg Eric Passos – infantil B - 2º Kyu e acima – mais de 50 kg Gabriel Carvalho – infantil B - 2º Kyu e acima – menos de 40 kg Felipe Souza - infantil A - 3º Kyu e abaixo – menos de 35 kg Murilo Vasconcelos – infantil A - 2º Kyu e acima – menos de 40 kg Felippo Vasconcelos – infantil A - 2º Kyu e acima – menos de 50 kg Gabriel Arruda – juvenil - 3º Kyu e abaixo – mais de 70 kg Lucas Ramos – juvenil - 2º Kyu e acima – mias de 70 kg Solimar Arrais – juvenil - 2º Kyu e acima – menos de 54 kg Luiz Felipe Santos – juvenil - 2º Kyu e acima – menos de 52 kg Fabiana Deconti Ferreira – sênior - 2º Kyu e acima – mais de 68 kg Priscilla Sernoiotto – sênior - 2º Kyu e acima – menos de 55 kg


10 Folha da Baixada

Esporte

Santos pega o Fluminense no próximo sábado Equipe ganha tempo para se preparar em busca da vitória que ainda não aconteceu no Brasileirão deste ano Com folga na tabela do Brasileirão na semana e classificado para as semifinais da Libertadores, dias 13 e 20, o Peixe pode dar-se ao luxo de uma melhor preparação para o jogo do próximo sábado (9), quando pega em casa, o Fluminense. Com vários desfalques, o técnico do alvinegro, Muricy Ramalho, ganha tempo para se organizar. Recém saído da conquista do Paulistão, e em função das duas competições – Brasileirão e

Libertadores – o treinador vem utilizando uma equipe mista, com titulares e reservas. Os resultados não tem sido os melhores. Também não foi dos piores e o time ainda classificou-se para a Libertadores. As duas primeiras rodas, contra o Bahia, e o Sport, de Recife, os jogos não saíram do 0 x 0. Para a recepção ao Fluminense, na Vila, espera-se que a equipe reencontre o caminho do gol das vitórias.

Estrelas, Fred e PH Ganso, em Santos X Fluminense, em 2010 (Ricardo Saibun)

Campeão da Libertadores 2011, Zé Eduardo traz seu bom “humor”

Ze Love esteve no CT Rei Pelé durante a semana

Os jogadores do Santos FC receberam a visita de um ilustre vencedor no treino da terça-feira. Zé Eduardo, o Zé Love, atualmente no Genoa (Itália), deu as caras por lá. O atacante campeão da Copa Libertadores 2011, da Copa do Brasil 2010 e dos Campeonatos Paulistas 2010 e 2011 trouxe seu bom humor peculiar ao CT Rei Pelé e veio para dar boa sorte ao time santista para as finais da Copa Libertadores. Chegou com entusiasmo. “Vim aqui para abrilhantar o CT”, brin-

cou. “Brincadeiras à parte, é bom rever esses meus amigos, que fiz nesse tempo de Santos FC. Não tem como esquecê-los”, disse. Identificado com o clube e com a torcida, Zé Love, que chegou a Santos (SP) na noite de segundafeira, afirmou que um dos principais compromissos nas férias foi matar a saudade do dia-a-dia do Santos FC. “A primeira coisa que fiz quando cheguei foi vir aqui. Graças ao Santos FC e a meus amigos está tudo bem na minha vida. Não falo todo dia com eles.

Converso mesmo sempre com o Neymar, pelo chat do telefone”. O atacante campeão da América do Sul em 2011 garantiu que vem acompanhando o Santos FC na busca pelo tetra, mesmo que a torcida atrase sua noite de sono. “Eu estou na torcida pelos meus amigos. O Corinthians é uma equipe que tem que respeitar. Vou dormir quase 4h30 da manhã nos jogos do Santos FC e se Deus quiser serão duas grandes partidas, para que o Santos FC possa voltar à final para conquistar novamente este título”.

Ewerton Páscoa sonha jogar a Libertadores Credenciado pelo vice-campeonato do Paulistão pelo Guarani, o zagueiro Ewerton Páscoa inicia agora o grande desafio da carreira no Santos FC. Em sua apresentação, na terçafeira, no CT Rei Pelé, o defensor revelou que está se adaptando à função de volante e que já está começando a pegar gosto pelo meio-campo. “Sempre fui zagueiro, mas o Vadão me deu a chance de atuar como volante. Me sai bem e me senti muito bem. Hoje, prefiro até jogar como volante. Gosto de sair para o jogo, sou considerado rápido e tenho boa técnica. Isso me ajuda nessa posição”, disse o

zagueiro de 23 anos, que é vinculado ao Audax (SP) e assinou com o Peixe até dezembro deste ano. Apesar da apresentação formal nesta semana, o jogador polivalente já estreou com a camisa do Alvinegro Praiano, no empate de 0 a 0 com o Bahia, pela primeira rodada do Brasileirão. Em três semanas de Santos FC, Páscoa garantiu estar totalmente adaptado à nova realidade. “Na minha estreia me senti muito bem, pois o grupo me acolheu de forma muito positiva. Com poucos dias de casa, já me sinto muito bem adaptado. Foi a mudança da água para o vinho e

é muito gratificante para mim estar aqui”. Com o empréstimo de Vinicius Simon para o América (MG), Ewerton Páscoa tem também a oportunidade de ser inscrito na Copa Libertadores. E o defensor não escondeu a vontade de participar das semifinais do torneio sul-americano, diante do Corinthians. “Fico na esperança por essa vaga. É muito bom poder sair de um Campeonato Paulista, de uma Série B e ir direto para uma Libertadores. É o sonho de qualquer jogador e estou pronto para caso o Muricy opte por mim”.

Em treinamento, Ewerton Páscoa, por Ricardo Saibun

Veja quem está afastado por contusão no Peixe No empate de 0 a 0 com o Sport Recife (PE), no domingo (27), na Vila Belmiro, o Santos FC teve três baixas importantes para os próximos desafios do Campeonato Brasileiro. O lateral direito Rafael Galhardo e o meia Bernardo lesionaram-se e precisaram ser substituídos ao longo do confronto. O volante Arouca sofreu um estiramento na coxa esquerda durante o duelo e procura se recuperar a tempo de enfrentar o Corínthians, pela semifinal da Libertadores, dia 13. Rafael, que veio do Flamengo (RJ), fraturou o quinto metatarso do pé esquerdo e passaria por cirurgia na quinta-feira , no Hospital Albert Einstein, em São Paulo

Rafael Galhardo em partida oficial pelo Peixe, por Ricardo Saibun (SP). O médico Mauro Dinato fará o procedimento, com o acompa-

nhamento do médico do Santos FC, Rodrigo Zogaib.

Bernardo sofreu uma lesão no músculo adutor lombo da perna direita e já iniciou o trabalho de fisioterapia no CEPRAF (Centro de Excelência e Prevenção em Referência ao Atleta de Futebol). Ainda na partida contra o Sport Recife, o volante Arouca teve um estiramento no bíceps da coxa esquerda (região posterior) e também faz tratamento no CEPRAF. Outros desfalques – O meia PH Ganso recupera-se de uma artroscopia realizada na última sexta-feira (25), para tratar de uma sinovite no joelho direito. David Braz, que lesionou-se no último dia 20, tem uma lesão na coxa direita. O lateral direito Fucile segue o tratamento

de uma lesão no pé esquerdo. Já iniciou uma nova fase de recuperação e caminha sem imobilização. Com uma contusão em treinamento da última semana, o meia Pedro Castro trata de uma entorse no joelho direito. Em fase final de tratamento estão: Borges, Dimba e Crystian. O centroavante deve ser liberado para trabalho físico na próxima semana, após sofrer um estiramento no músculo adutor da coxa esquerda, no treinamento do último dia 23. O atacante revelado na base recupera-se de uma lesão na coxa. O lateral direito faz reforço muscular depois de passar por uma lesão no posterior da coxa direita.


Geral

Folha da Baixada 11

Butantan testa proteína que regenera tecidos humanos Lagarta fornece material para pesquisa inédita que prevê o tratamento de doenças degenerativas, diabéticos e queimados Uma proteína encontrada em lagartas promete trazer esperança a pacientes com doenças degenerativas, diabéticos, vítimas de queimaduras e asmáticos. Pesquisadores do Instituto Butantan, em São Paulo, descobriram que a substância Lopap, encontrada nas cerdas da lagarta Lonomia, contém um poderoso elemento com propriedade cicatrizante, que estimula a liberação de moléculas responsáveis

pela regeneração de alguns tecidos do corpo humano. Durante seis anos, um grupo de pesquisadores do Laboratório de Bioquímica e Biofísica do Instituto estudou a ação da proteína. O Butantan é uma unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo responsável por mais de 80% de soros e vacinas para uso profilático e curativo produzidos no Brasil. Ao longo da pesquisa, a plata-

forma foi aplicada em animais portadores de asma e úlceras diabéticas, para verificar como era a reação quanto à regeneração de tecidos. Os primeiros resultados mostraram a eficiência do medicamento na cicatrização do local afetado, além da superioridade, se comparado a medicamentos já existentes. O próximo passo da pesquisa vai testar a eficiência do medicamento em seres humanos.

PG realiza cadastro de doadores de medula Praia Grande está sendo integrada na busca por doadores de medula óssea. A primeira ação foi realizada no sábado (26), no Centro de Especialidades Médicas e Assistência Social – Cemas. A iniciativa é conjunto entre a Secretaria de Saúde Pública - Sesap e o Hemonúcleo de Santos, que cadastram candidatos a doadores. O cadastramento é enviado ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea - Redome, para que seja disponibilizado a receptores em todo o Brasil. “Este é um momento especial, tanto para a Cidade, quanto para quem tem a doação de medula como a única chance de vida. Quando falamos sobre doação de órgãos, estamos nos referindo a solidariedade, amor ao próximo, desprendimento e o mais importante, conscientização”, disse a chefe de Divisão de Especialidades da Sesap, Vera Lúcia Bontempi. Para o cadastramento, é necessária coleta de 4 ml de sangue e a apresentação de RG e dois telefones de pessoas de qualquer parte do País. Com as características cadastradas, será possível descobrir algum receptor compatível. No caso de se identificar um receptor, é realizada a extração da medula, que pode ser feita pela veia do braço, como na doação de sangue, ou por meio de punção do osso do quadril, com anestesia. O transplante de medula óssea é a única chance de vida para portadores de leucemia e outras doenças do sangue. A compatibilidade entre o doador e o receptor é o único problema, com uma chance de sucesso de compati-

Voluntária doa medula óssea bilidade de uma para cem mil casos. Qualquer pessoa com boa saúde pode ser doador. “Basta ter idade entre 18 e 55 anos incompletos. É um gesto que pode salvar muitas vidas”, disse a dirigente da Sesap. Só não pode ser doador quem já teve hepatite após os 10 anos de idade, quem já fez químio ou radioterapia e quem é dependente de insulina. Quem já fez o cadastramento anteriormente também não deve se cadastrar novamente. Projeto – “Há alguns meses, pro-

curei o secretário de Saúde, Adriano Bechara, em nome da Associação Instituto Joaninha, para apresentar o Projeto Joaninha Medula. Imediatamente ele se colocou à disposição para que fosse colocado em prática. Trata-se de marco para o Município”, destacou a voluntária da Associação, Elida Prates Turini Wiazowski. Para mais informações, basta acessar o site www.madula.com.br. O cadastro do doador fica registrado no site www.inca.gov.br/doador.

Lagarta Lonomia, uma das espécies mais perigosas estudadas pelo Butantan

Aberta licitação para reforma do Hospital dos Estivadores Já está aberto o processo licitatório para a contratação da empresa que fará a reforma parcial do antigo Hospital dos Estivadores, adquirido pela Prefeitura de Santos junto ao INSS. A primeira etapa prevê a recuperação de três dos dez andares do imóvel e está orçada em R$ 3,5 milhões, que serão custeados pelo município. A previsão é de que a licitação seja concluída em até 60 dias. A obra tem prazo estimado de quatro meses de duração. Com parte do prédio recuperado, a região contará até o final deste ano com 76 leitos para pacientes do SUS - Sistema Único de Saúde. “Desta forma, os pacientes que aguardam internação hospitalar nos prontos-socorros municipais de Santos contarão com atendimento mais adequado e humanizado, além de melhorar o funcionamento das unidades de urgência e emergência”, afirmou Maria Lígia Pereira, secretária de Saúde. A recuperação das demais áreas depende de repasse do governo estadual. Para isso, a SMS - Secretaria Municipal de Saúde assinará termo aditivo com a Secretaria de Estado da Saúde, para o recebimento de R$ 25 milhões. A Prefeitura também aguarda recursos do governo federal, de emendas parlamentares e também o interesse de entidades e empresas da região para equipar o futuro hospital. A administração ainda está em tratativas com as de-

mais cidades da região e governos estadual e federal para o custeio da unidade, estimado em R$ 5 milhões mensais para quando estiver em pleno funcionamento. O antigo Hospital dos Estivadores foi inaugurado em 2 de dezembro de 1970 pelo sindicato de trabalhadores. A unidade deixou de funcionar em outubro de 2010. Em 2008, devido a pendências previdenciárias do sindicato, a posse do imóvel foi transferida ao INSS. No ano seguinte, a Prefeitura manifestou o interesse em adquiri-lo e iniciou as negociações com o governo federal. O prédio de 11,3 mil m² foi adquirido por R$ 13 milhões, importância a ser quitada em 10 anos. As chaves foram entregues em agosto do ano passado em Brasília, com a presença do prefeito João Paulo Tavares Papa, do presidente do INSS e do ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho. Com 10 andares, o imóvel localizado à Avenida Conselheiro Nébias com a Rua João Guerra contará com 237 leitos, dos quais 144 de internação e 20 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), além de maternidade municipal com 73 leitos (sendo 27 de UTI neonatal). A unidade será integrada às redes Cegonha e de Atenção às Urgências e Emergências, do governo federal, que preveem, respectivamente, melhor atendimento às gestantes e aos pacientes em situação grave.

Poliomielite ainda é ameaça, alerta OMS

Vacinação contra a pólio no continente africano

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que os esforços para erradicar a poliomielite no mundo chegaram a um ponto crítico entre o sucesso e o fracasso. Segundo a organização, o aumento no registro de casos, que ocorreu recentemente em países que tinham sido declarados livres da doença, mostra a ameaça do ressurgimento da polio-

mielite na era da globalização. A OMS acrescentou que o sucesso na eliminação da doença na Índia mostrou que, com as verbas necessárias para vacinação, a erradicação está ao alcance dos países. A poliomielite ainda é considerada uma doença endêmica em países como o Afeganistão, Paquistão e a Nigéria.

Fachada do hospital, em foto de Tadeu Nascimento


Saúde

12 Folha da Baixada

Nova técnica usa o hálito para diagnosticar doenças cardíacas O exame é feito medindo-se o nível de acetona produzida pelo do corpo humano Uma técnica desenvolvida por pesquisadores do Instituto do Coração - InCor, do Hospital das Clínicas, faz o diagnóstico de insuficiência cardíaca de forma rápida, precisa e mais barata, por meio, apenas, do sopro. O exame é feito com um pequeno aparelho que mede o nível de acetona (substância de cheiro forte, produzida durante os processo de metabolismo do corpo) presente no ar expelido pelo paciente. Quanto maior o nível, mais elevado é o estágio da doença. A nova técnica pretende facilitar o diagnóstico principalmente em postos de atendimento que não são especializados em doenças do coração. Atualmente, a constatação da insuficiência é feita por um exame de sangue, que verifica a presença de uma substância chamada bnt. “O novo exame é tão preciso quanto o atual, pois observamos que o nível da acetona no ar exalado cresce de maneira proporcional ao nível do biomarcador bnt no sangue”, ressaltou o mé-

dico do InCor Marcondes Bacal. Além disso, o novo exame custará cerca de 30% do valor cobrado na análise do sangue. “O exame de sangue custa mais de R$ 100. A troca vai reduzir custo para o pacientes e até para o SUS [Sistema Único de Saúde]”, destaca o médico. Segundo Fernando Bacal, a insuficiência cardíaca é a etapa final de uma série de doenças que atingem o coração, como miocardites, doença de chagas, infartos. O órgão fica debilitado e passa a bombear o sangue com menos força. Isso causa retenção de líquidos, inchaços, acumulo de água no pulmão e principalmente falta de ar e cansaço excessivo aos esforços. “Cerca de 10% dos pacientes que atingem esse nível da doença necessitam de transplante e aproximadamente 50% correm o risco de morrer.” O médico disse que o estudo dessa nova técnica surgiu quando se observou que os pacientes em fase avançada da doença exalavam um forte

Hálito pode exalar forte cheiro de acetona indicando problema de saúde cheiro pela boca ao falar. “O hálito deles tem um odor peculiar, que chamou a atenção. A pesquisa investigou qual era esse elemento [que causava o cheiro] e identificou a acetona como um novo biomarcador da doença, capaz de confirmar a insuficiência cardíaca”, explicou o médico.

“A acetona não é produzida no dia a dia. Quando acontece é porque há alguma agressão. O corpo a produz para se sustentar e fazer energia de alguma maneira”, explica a também cardiologista do InCor, Fabiana Marcondes Braga, autora de uma tese de doutorado sobre acetona.

O médico, porém, destaca que a análise do sangue exige uma estrutura para ser feita. “No novo aparelho, atualmente pegamos o ar exalado, condensamos com um processo de resfriamento, levamos o líquido para o laboratório e o resultado sai em horas. Mas, com algumas evoluções, vamos conseguir com que o resultado saia imediatamente, no próprio aparelho. Isso vai possibilitar um encaminhamento mais imediato para o tratamento especializado.” O estudo tem a parceria do Instituto de Química da Universidade de São Paulo - USP e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Fapesp. Segundo Marcondes Bacal, o próximo passo é levar a pesquisa para outras universidades. “Vamos tentar aprimorar o aparelho de coleta do ar exalado e depois conseguir uma parceria com indústrias para o desenvolvimento tecnológico. Se tudo der certo, dentro de um ou dois anos a técnica já estará disponível.”

Glaucoma atinge de 1% a 2% da população acima de 40 O Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, comemorado em 26 de maio, serviu para um alerta para a necessidade do diagnóstico precoce da doença, considerada “silenciosa” por não apresentar sintomas. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a doença alcança de 1% a 2% da população acima dos 40 anos no mundo, o que corresponde a aproximadamente 2,9 milhões de pessoas. O dia foi instituído pela Lei nº 10.456/2002 para dar mais visibilidade à doença, que, sem diagnóstico, é tratada somente quando a percepção da perda parcial da visão já foi instalada. No caso da doença em estágio avançado, há comprometimento do campo visual e embaça-

Paciente de glaucoma passa por exame mento constante. A perda da visão é progressiva. Eduardo Safons, 55 anos, portador de glaucoma há seis anos, diz que leva vida normal, graças ao diagnós-

tico precoce. “Descobri meu glaucoma em exame de rotina. Todos devem fazer exames frequentes, pelo menos uma vez ao ano, para que, se houver alguma alteração, já se comece o tratamento”, disse. A única reclamação do paciente é em relação ao valor de mercado do colírio usado no tratamento. “O preço é um pouco salgado, mas vai sair mais caro comprar um labrador [cãoguia], treiná-lo, comprar uma bengala, contratar um motorista, porque daí eu estaria cego”, brincou. O dano causado no nervo ótico após a instalação da doença é irreversível, mas há como impedir a progressão da perda da visão, explica a oftalmologista especializada em

glaucoma, Carla Bastos. A médica destaca também que a associação entre a doença e pressão alta não é mais absoluta como costumava ser. De acordo com ela, o diagnóstico precoce é, de fato, o melhor tratamento. “A doença aparece dos 35 aos 45 anos e dos 55 aos 65 ou 75 anos. O fator idade, hoje em dia, é um tanto quanto relativo, não é muito determinante. Os fatores que mais chamam a atenção do portador da doença são os de risco”, disse a oftalmologista. Quem já tem casos da doença na família, usa corticoide, é diabético, negro, asiático ou míope deve prestar mais atenção, pois esses são fatores de risco para o aparecimento do glaucoma. “Hoje em dia, o diagnóstico

é feito no nervo ótico, mesmo que o paciente não tenha pressão alta. A pressão é individualizada, cada paciente tem um alvo”, explicou. Os tratamentos atualmente são diversos, podendo ser feitos por meio de comprimidos, colírio, lasers ou cirurgias. Segundo o Ministério da Saúde, 95% dos tratamentos de glaucoma são feitos em regime ambulatorial, com uso de colírio. O SUS oferece tratamento integral à doença desde 2011, quando o MS passou a distribuir colírios das três linhas previstas para o combate ao glaucoma (betabloqueadores, inibidores tópicos de anidrase carbônica e alfa-2agonistas, e análogos de prostaglandinas/prostamidas).

Governo quer mais médicos e melhor distribuição regional O governo federal estuda meios de aumentar a quantidade de médicos disponíveis para a população, incrementando o número de profissionais formados nas universidades brasileiras. De acordo com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a meta é aumentar em 4 mil vagas a capacidade do sistema de ensino até 2020, dois anos antes do Brasil completar 200 anos de Independência. Conforme o estudo Demografia Médica no Brasil, publicado em dezembro do ano passado pelo Conselho Federal de Medicina, há 1,95 médico por mil habitantes no Brasil. A proporção é inferior à de países com economia menor do que a brasileira como Cuba (6,39), a Grécia (6,04), Portugal (3,76), a Argentina (3,16) e o México (2,89). “Por sermos a sexta economia do mundo, pelo nosso PIB [Produto Interno Bruto] per capita

há um déficit de médicos”, admitiu Mercadante. O ministro calcula que, para chegar a 2,5 médicos por mil habitantes até 2020, é preciso abrir 9 mil vagas, "o que é absolutamente impraticável, porque vaga em medicina tem que abrir com segurança, tem que ter qualidade". "Não é só ter médico, mas ter bons médicos. Estamos lidando com as vidas das pessoas”, acrescentou. Mercadante destacou que “cada aluno de medicina tem que ter cinco leitos do SUS [Sistema Único de Saúde] para a sua formação, tem que ter hospital [para residência médica], tem que ter laboratório, tem que ter uma equipe médica docente, tem que ter estrutura". Para aumentar o número de médicos formados, Aloizio Mercadante prevê a expansão em 12% do número de vagas nas faculdades de medicina

das universidades federais; a criação de mais faculdades da rede pública estadual e da rede privada (com boa avaliação no Ministério da Educação), além da abertura de faculdades de hospitais de excelência, como o Sírio-Libanês e o Albert Einstein (São Paulo). “Estamos dialogando”, antecipou o ministro. O governo também irá instalar faculdades de medicina em quatro instituições de ensino superior que serão abertas nos próximos anos: Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará; Universidade Federal da Região do Cariri; Universidade Federal do Oeste da Bahia e Universidade Federal do Sul da Bahia. A necessidade de novas faculdades de medicina é questionada, no entanto, dentro da própria comunidade médica. Em artigo no site do Conselho Federal de Medicina o cirurgião

Ministro da Educação, Aloizio Mercadante oncológico Alfredo Guarischi, membro da Câmara Técnica de Oncologia do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro aborta o tema. “O Brasil só perde para a Índia no número de faculdades de medicina. Vencemos até os EUA”. Para Guarischi, o Brasil é reconhecido pela qualidade dos serviços prestados em algumas áreas. "O nosso maior problema está na desigualdade de oferta de serviços, entre as

regiões do país, em um mesmo estado, entre suas cidades ou mesmo em sua capital”. Aloizio Mercadante disse que o Ministério da Saúde está discutindo uma política que permita a melhor distribuição dos médicos, assim como estimule os profissionais a irem para regiões mais carentes. "Há um problema de fixação e um problema de oferta, esse segundo é problema do MEC”, disse.


Oportunidades

Folha da Baixada 13

PAT está com 45 vagas, inclusive para deficientes Entre os cargos estão operador de caixa, repositor e atendente de farmácia O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Praia Grande está com 45 oportunidades de trabalho esta semana. O destaque fica por conta dos cargos de operador de caixa, repositor e atendente de farmácia, que contam com vagas exclusivas para deficientes físicos (exceto

cadeirantes). Quem se interessar por uma das atividades deve comparecer ao PAT, que tem ainda vagas em outras diversas áreas. Ao todo, são 45 chances de emprego. O PAT agora divulga o nível de escolaridade exigido para cada cargo, o que facilita o atendimento e o

encaminhamento dos candidatos às vagas. O PAT fica na Secretaria de Relações de Emprego e Trabalho (Seret), na Av. Ministro Marcos Freire, 6.650, Quietude, próximo ao PS Quietude. Diariamente, são distribuídas 30 senhas para este tipo de atendimento.

Atendente de farmácia, uma das profissões com vaga no PAT

Curso prepara operador de empilhadeira

Procura é grande pelo curso na função que tem mão de obra escassa

Quase todas as vagas para o curso gratuito de operador de empilhadeira oferecido pela Prefeitura em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) foram preenchidas no primeiro dia de inscrições. No fechamento desta edição, restavam apenas 10 vagas disponíveis das 128 oferecidas. Para o secretário de Relações

de Emprego e Trabalho (Seret), Getúlio de Matos, o curso é uma oportunidade importante para quem está em busca de qualificação profissional. “É um curso importante. Trata-se de um segmento cuja mão de obra está em falta na região”. Para participar, os interessados devem ser alfabetizados e ter no mínimo, 18 anos. Além disso, para efetuar a inscrição, devem

apresentar RG, CPF, comprovante de residência e habilitação na categoria B para cima. Além das aulas teóricas, o curso conta também com aulas práticas em empilhadeiras. A carga horária do curso é de 32 horas. As 128 vagas serão divididas em oito turmas de 16 alunos, sendo quatro turmas no período da manhã, das 8h às 12h, e quatro à tarde, das 13h às 17h.

Professores devem ter concurso no segundo semestre Deve ser aberto no segundo semestre de 2012, um concurso público para a contratação de professor de educação básica (PEB) II. A confirmação é do secretário estadual de Educação de São Paulo, Herman Voorwald. A ideia, segundo ele, é suprir a demanda de professores diante do objetivo da pasta em reforçar a preparação de jovens para o mercado de trabalho. Serão priorizados o ensino médio técnico e cursos de lín-

guas. “O único meio de acesso ao cargo de professor público é pelo concurso, e só por ele”, afirmou o titular da pasta. O concurso foi antecipado pela Secretaria em abril, após repercussão na imprensa sobre notícia que apontava 32% das escolas da rede estadual com a falta de docentes. A pasta, entretanto, declarou que o déficit de professores é de 0,6% em todo o Estado. Ainda não foi divulgado o número de vagas.

Secretaria reconhece o déficit de docentes

Atendentes em unidade do Giraffas

Giraffas abre 420 vagas em várias regiões A rede de restaurantes Giraffas abriu processo de seleção visando à contratação de 420 profissionais em diversos cargos e setores para atender a demanda de suas unidades nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Sergipe, Maranhão, Ceará, Rondônia, além do Distrito Federal. As oportunidades estão distribuídas nas cidades de São Paulo/ SP capital e interior, Águas Lindas/GO, Alexânia/GO, Planaltina/ GO, Valparaíso/GO, Fortaleza/ CE, Aracajú/SE, Imperatriz/MA, São Luiz/MA, Araguari/MG, Cacoal/RO e Brasília/DF. Para cada unidade, serão abertas cerca de 30 vagas operacionais e cinco gerenciais. As ofertas operacionais estão divididas nos cargos de atendentes de balcão,

encarregado e gerente de unidade. Os interessados devem ter o ensino fundamental completo e será dada preferência às pessoas com disponibilidade de horário, inclusive aos finais de semana, que gostem de trabalhar com atendimento ao público e que sejam dinâmicas. Algumas oportunidades não exigem experiência na função, ampliando as chances aos jovens em busca do primeiro emprego ou profissionais almejando a reinserção ao mercado de trabalho. As vagas gerenciais necessitam que os candidatos tenham ensino médio completo e será dada preferência aos profissionais que tenham vivência no ramo de fast food, entretenimento, refeições coletivas ou varejo, conhecimento básico

de informática, disponibilidade de horário e, também aos finais de semana, dinamismo, organização e experiência com gerenciamento de equipes e estoques. Seleção – As etapas de seleção variam conforme o cargo e a localidade. No geral, constam testes de matemática, redação, informática, testes situacionais, dinâmicas de grupo e entrevistas individuais com gestores de recursos humanos e/ou coordenadores responsáveis pelo setor da vaga ofertada. A carga horária também é diferenciada por vaga, mas todas respeitam a convenção coletiva da categoria e são explicadas detalhadamente para os candidatos no processo. No sudeste, os interessados devem encaminhar currículos para vagassp@giraffas.com.


14 Folha da Baixada

Diversão e arte

Branca de neve e o caçador estreia nas telas

Outros filmes em cartaz Cinesystem do Litoral Plaza Os vingadores 3D (dublado) Aventura, 12 anos, 2h16 Madagascar 3 3D (dublado) Animação, livre, 1h30 Homens de preto 3 3D (dublado) Comedia, 10 anos, 1h46

Desde o ano passado foram realizadas várias adaptações do conto. Esta, a mais aguardada Uma das muitas adaptações lançadas a partir de 2011 sobre o mesmo tema, Branca de Neve e o Caçador era a mais aguardada . Traz um lado mágico do conto, ora respeitando, ora burlando o final feliz, mas sem perder o tom fantasioso e sombrio. Trata-se da narrativa em que uma madrasta manda um caçador matar uma princesa. As motivações e meios da tal Madrasta (Charlize Theron) vão além da conquista do primeiro lugar no quesito "mais bela". Suas motivações iniciais são vingança, poder e imortalidade. A beleza é a desculpa para toda a revolta. A trama leva os espectadores

a um reino sombrio e perigoso, mas com belas paisagens, bela fotografia e muito verde. Charlize Theron brilha e sua beleza fica mais evidente na tela, mesclando bruxaria e vingança. Kristen Stewart (Crepúsculo, a saga) é a princesa, e continua inexpressiva, ficando difícil acreditar que seja a mais bela, mas sua participação é intercalada com belas sequências. Completando o elenco, Chris Hermsworth (Thor), se desprende do deus do trovão, com um personagem muito semelhante ao anterior, e ainda assim, se destaca por sua interpretada do Caçador.

Kristen Stewart faz o papel da princesa perseguida

Peter Pan e Favela estarão no Palácio das Artes Peter Pan no Reino Encantado das Cores é a peça teatral infantil programada para o Palácio das Artes, em Praia Grande, em 16 de junho, com apresentação única às 16h00. Ingressos a R$ 30,00 (inteira), R$ 20,00 (adulto com bônus) e R$ 15,00 (meia entrada). À noite, a partir das 21h00, sobe ao palco a peça Favela, com Thalita Carauta, do Zorra Total da TV Globo. A história mostra o dia a dia de uma comunidade. Compõem a trama, Clarete, uma vendedora de calcinha barraqueira, Dona Santinha, uma pregadora suspeita, Fininho, o chefe da Favela, e a sedutora Janete, a radialista que dá dicas de sedução. A favela acorda e seria dia qualquer, não fosse a bendita festa oferecida por Fininho, que dá início à comédia. Ingressos a R$ 60 (inteira) - desconto de 50% para idoAtriz Thalita Carauta interpreta quatro personasos acima de 60 anos, professores e estudantes, desconto gens na comédia Favela de 30% assinantes do Jornal A Tribuna e desconto de 30% para funcionário público e acompanhante. Classificação indicativa: 14 anos. Informações pelo telefone 4062-0027 (Compreingressos.com). O Teatro Serafim Gonzalez, dentro do complexo cultural Palácio das Artes, fica na Avenida Costa e Silva,1.600, no Boqueirão, em Praia Grande. Música – Neste sábado (2), às 20h30, o Quarteto Tangata apresenta ao público um pouco da história do tango. A entrada é gratuita, porém os ingressos devem ser retirados antecipadamente na recepção. Mais informações pelo telefone (13) 3496-5715.

Aves marinhas ameaçadas estão em mostra na Pinacoteca Imagens inéditas e surpreendentes vão revelar os propósitos e as aventuras de uma organização que tem a missão de proteger albatrozes e petréis, aves marinhas ameaçadas de extinção. A mostra, na Pinacoteca Benedito Calixto, conta com 16 imagens em cor, feitas pelos fotógrafos Fabiano Peppes, que registrou as aves em pleno voo; Dimas Gianuca que flagrou a relação entre os pescadores e os pássaros; Guy Marcovaldi que apresenta fotos subaquáticas de captura; e Luciano Candisani, da National Geographic, que mostra

cenas da reprodução dos albatrozes de sobrancelha negra nas Ilhas Malvinas. A exposição pode ser vista até

24 de junho, de terça a domingo, das 9h00 às 18h00. A entrada gratuita. Av. Bartolomeu de Gusmão, 15, Boqueirão, Santos.

Albatroz, em foto de Luciano Candisani


Diversão e arte

Folha da Baixada 15

Música para Neymar rende contrato para seu criador O vicentino Maluquinho, vendedor de rosas, é contratado da Som Livre por cinco anos Ele fez das dificuldades da vida uma poesia ao escolher viver vendendo flores. Aos 58 anos, a competência e a sensibilidade, o olhar e o ouvido de artista foram recompensados. Maurício Carlos Pinheiro, o Maluquinho, como é conhecido, é autor de uma música em homenagem ao jogador Neymar, do Santos FC, que foi exibida na TV Globo e levada para a Europa. O tema rendeu a ele um contrato de cinco anos com a gravadora Som Livre. Neste período, o selo tem os direitos sobre suas criações. Feliz com a notícia, ele ainda comemora. “Foi tudo graças ao Thiago Leifert – apresentador do Globo Esporte. Ele pôs o Michel Teló para me arrastar pela Europa. Entra o Teló e depois entra a minha música. Agora, tenho que editar minhas músicas”, revela. Desde os 9 anos “enfiado” no estádio do Santos, na Vila Belmiro, Maluquinho conhece jogadores, dirigentes, ex-atletas e o mundo da bola. A música sempre lhe foi parceira. O tema Neymar, na verdade, foi criado para o ex-jogador Dema, em 84. “Na época, ele não estava bem, e eu fiz a música pedindo pra Deus pra ela estourar, pra ajudar o Dema a comprar um aparta-

mento”, relata. Com a ascensão de Neymar e do Santos, ele resolveu adaptar a letra. Segundo ele, aconteceram boas coincidências. “Era o aniversário da Monique (cantora) no Torto (bar no Canal 4, em Santos) e nós cantamos. O Kadu, videomaker, fez um clipe que foi para a internet e foi visto na Globo. Ai, alguém teve a ideia de fazer um CD dos 20 anos do Neymar. Um repórter da Globo pagou do bolso o estúdio e os músicos, para gravar. Ensaiaram com o Cláudio Mirra, cantor e compositor que tem duas músicas na trilha da novela Fina Estampa. Quando eu cheguei lá, a banda já estava ensaiada. Só passei a caminhada, o andamento e fizemos. Eles gravaram e é a primeira faixa do CD. Me levaram e me trouxeram em casa e deu uma boa duma matéria”. Maluquinho não abandonou as rosas e o público da noite, mas agora, tem o compromisso de exclusividade em suas composições. Por enquanto, comemora a propagação do seu trabalho. “Tá tocando bem na Inglaterra, na Espanha e no Japão. Tá todo mundo cantando. O Neymar ainda não chegou, mas a música já está lá, através da força da Globo e do Thiago Leifert”.

Maluquinho com suas rosas, ao lado de Tricia Pereira, em Praia Grande

Portinho faz festa pelos 23 anos com Gildo Os 23 anos da lanchonete do Portinho, em Praia Grande, sob o comando de Gildo Geraldo de Souza foram comemorados na

segunda (28), com quatro atrações e um público caloroso. Os bolos, com 23kg, foram servidos durante a festa, que contou

com os grupos e duplas Esculacha Muleque, Dois Ciganos, Reizinho e Netinho e Mania Musical.

Arraial começa neste sábado, no Kartódromo Será aberto neste sábado (2), às 18h00, e prosseguirá até 1º de julho, o Arraial de Praia Grande 2012. O evento será realizado todas as sextas, sábados e domingos, das 18h00 à meia noite. Este ano, as comemorações serão no Kartódromo da Cidade, em frente ao Terminal Rodoviário Tude Bastos. De acordo com a Secretaria

de Cultura e Turismo, a festa contará com apresentações musicais variadas, quiosques de comidas típicas e muitas outras atrações para munícipes e turistas. No ano passado, o evento foi realizado na Área de Lazer Ézio Dall’Acqua, mais conhecida como Portinho, e foi um sucesso de público, com a participação de aproximadamente 35 mil pessoas.

Gildo mostra nos dedos a idade do projeto pilotado por ele

Banda Express toca no Ocian Praia Clube A noite deste sábado, no Ocian Praia Clube, em Praia Grande, será animada com baile ao som da banda Express. Quem promove e convida é a Wana Produções. A casa recebe um público familiar e animado, que gosta de dançar. A opção de programa pode ser conferida das 20h00 até duas da manhã. Mesas podem ser reservadas a partir das 19h00 deste sábado, com Andreia, pelo telefone (13) 3021 7766,

Baile no clube do bairro Ocian ao valor de R$ 12,00. Os ingressos também custam R$ 12,00. O Clube

fica na Rua Comendador Carlos Otto Golanda, 80, em Ocian.

Dois anos consolidam dança de salão na Mal Mallet

Festa junina atrai principalmente a família

O MM Videokê, na Av. Mall Mallet, 1529, no Forte, em Praia Grande comemorou dois anos de dança de salão com a companhia Clube da Dança, na segunda-feira (28). Apesar do começo de sema-

na, a festa foi realizada com casa cheia. Projeto comandado por Marcelo e Nilza, o tradicional ponto de encontro de candidatos a cantores, agregou valor e deu novo vigor à segunda-feira.

Na festa do MM, Sueli Gambone, terapeuta corporal, que se identifica como cigana


Flashes

16 Folha da Baixada

Dança reúne academias no Clube de Praia São Paulo O salão do Clube de Praia São Paulo, no Aviação, celebrou no sábado (26), um dos maiores encontros da dança de salão de que se tem notícia recentemente. Ido Lima, professor na escola que leva o seu nome, reuniu várias academias, numa noite com muito ritmo. Professores, alunos, dançarinos e bailarinos, além dos DJs, fizeram todo mundo requebrar os quadris. O promotor da noite destacou a presença de Claudinho Nostalgia, que veio especialmente de São Paulo para a festa. “Aqui estão a minha academia, Ido Lima, a Aerodanças, a MB, a DançArte, e o Claudinho Nostalgia, considerado um mestre do samba rock no Brasil. Eu estou tentando fazer este trabalho pela união. É legal, porque tem espaço para todo mundo; cada um tem a sua metodologia, o seu jeito de trabalhar e o seu carisma, mas a dança de salão é uma só. Vamos unir para fazer um trabalho diferenciado e esperamos apoio de todas as academias”, afirmou Ido, que ministra aulas na Av. Presidente Kennedy, 4769, a Vila Tupi. Confira a animação do encontro que se repetirá outras vezes.

A animada enfermeira padrão aposentada, Clara

De Itanhaém, o professor de dança, JB, e a bailarina Viviana Rodriguez

Lele, do Clube da Dança, e Sandra, administradora

Deni Sampaio, cabeleireira, e Ido

Alan Tavares e Juliana, professores de dança

Luciana, auxiliar financeiro, e Silvio, segurança

Eduardo, administrador, e Roseli, estudante

Ido Lima, Janaína Catrina, professores, Simone, administradora, Wagner Marques, do Clube da Dança e Beth do Baile

Valter e Rúbia, professores de dança

Helena, estudante, e Welington, analista de suporte de TI

O salão de baile do clube de Praia São Paulo

Viviana Rodriguez, em coreografia


Edição 1138 - 2.6.12  

Notícias da Baixada

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you