Page 1

Nor este

Folha

www.folhanoroeste.com.br

PompÉia - Leopoldina - Lapa - Pirituba - Freguesia do Ó - Jaraguá

Ano VI Nº 127 1ª quinzena Setembro 2013

Av. Matarazzo

Cidade (PG. 20)

Operação Urbana Água Branca se aproxima da reta final Além de itens incluídos em momento de finalização, polêmicas e visões opostas circundam projeto

Meio Ambiente

Lei carioca contra descarte de lixo pode ser exemplo para São Paulo

Expo2020 (PG. 12)

SP irá recepcionar delegados internacionais em Simpósio da Expo 2020 Durante os dois dias do encontro, os delegados poderão avaliar os elementos mais importantes do projeto Regional (PG. 05)

Viaduto que liga Santo Elias a Vila Piauí é motivo de mortes Acidentes no local é o anúncio de uma tragédia ainda maior

Mais de 100 oportunidades de negócios de imóveis

pág. 06

Lei já existe na capital, porém os paulistanos desconhecem, porque não existe fiscalização

• AGORA S ÃO S/A 9 ca

Imóveis & Classificados

90 mil Exemplares

Distribuição Gratuita

da Oesp g em rá ag fi ir

PG. 24 a 27

ertificado d mc et co

OR QUINZEN IL P A • 0M


02

www.folhanoroeste.com.br

2ª Quinzena de Agosto 2013 Editorial

Expediente Diretor Responsável

Edson Vieira

SEM MEDO

Ronald Gimenez é jornalista e editor-chefe da Rádio SulAmérica Trânsito ronald.gimenez@terra.com.br

Departamento Comercial

Ricardo Lobo

Jornalista Responsável

Ronald Gimenez - MTB 23.373 Editora e Redatora

Priscila Perez

Jornalista e Redator

Anderson Silva

Administrativo/Financeiro

Rosângela Códolo Franco

Diagramação

Dorival Lopes Júnior

Impressão:

S.A. O Estado de São Paulo (Tel: 3856-2424/2401) Tiragem:

90.000 exemplares Tels: (11) 3904-7081 Comercial: 3902-2747 / 3904-7085 Site: www.folhanoroeste.com.br e-mail: contato@folhanoroeste.com.br Curta nossa página www.facebook.com/folha.noroeste Artigos assinados são de responsabilidade de seus autores.

S

e há uma raça corajosa neste país, é aquela composta por Deputados Federais. Após as manifestações de junho, muitos donos de cargos em Brasília enfiaram o rabo no meio das pernas e passaram a votar projetos engavetados e de interesse popular. Foi assim com a PEC 37, que se fosse aprovada daria o poder de investigação criminal exclusivamente para as polícias federal e civis, retirando esta atribuição de alguns órgãos e, sobretudo, do Ministério Público. Os covardes iriam aprovar o projeto, mas voltaram atrás com temor de perderem o couro. Mas dois meses após o “medinho” coletivo, eles resolveram mostrar a cara novamente. Livraram da cassação o Deputado Natan Donadon (sem partido-RO), que está encarcerado no presídio da Papuda, no

Distrito Federal, após ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal por desvio de dinheiro público. Imagine que o plenário da Câmara dos Deputados, suposta “casa da democracia”, entendeu que um parlamentar que cumpre pena após ser condenado por um crime não precisa ser cassado. Foi um show; uma combinação sem precedentes. Dezenas de deputados simplesmente não apareceram para votar em plena quarta-feira, dia de trabalho (risos) em Brasília. Outros se esconderam atrás do nojento voto secreto. O argumento da Secretaria-Geral, principal órgão de assessoramento da presidência da Câmara, é o de que a Constituição de 1988 reserva ao Congresso Nacional, em seu artigo 55, a palavra final sobre o destino dos réus, incluindo-se nesse

bolo, os mensaleiros condenados. Digo “condenados”, por que os parlamentares recebem dinheiro em troca de votos há décadas e todo mundo sabe disso. Os nossos funcionários, conhecidos como Deputados Federais, estapearam o eleitor. E vem mais por aí. Nas próximas semanas será a vez de outro condenado a regime fechado, João Paulo Cunha (PT-SP). Logo na sequência, vem aqueles do regime semiaberto, José Genoino (PT-SP), Pedro Henry (PP-MT) e Valdemar Costa Neto (PR-SP). Não consigo imaginar outra coisa, senão a não cassação de todos. Esses parlamentares não têm medo. É por isso que, cada vez mais, o cidadão precisa se preparar para o próximo ano. Cada vez mais acredito que ninguém merece o meu voto. Diante disso, só resta uma opção. Pensem.


www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Setembro 2013

CONEXÃO NOROESTE – VEREADOR ELISEU GABRIEL

CAT móvel na Região Noroeste

Eliseu Gabriel E-mail: vereador@eliseugabriel.com.br

Piqueri

Lapa

Eliseu Gabriel, na chegada do CAT (Centro de Apoio ao Trabalho) móvel, no dia 26 de agosto, na Vila Zatt.

Os moradores de Pirituba e região tiveram a disposição, o CAT Móvel (Centro de Apoio ao Trabalho) da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, com os principais serviços das unidades fixas, facilitando o acesso de todos à emissão de carteira de trabalho, busca por emprego, habilitação do

Da direita para esquerda: Dona Olivia, Rosa, Denanci, Maria Beltrão, Firmina e Deise

seguro-desemprego, formalização para microempreendedor individual e inscrição para o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Atendendo à solicitação dos moradores, o problema da árvore, que ameaçava a estrutura do local da reunião, foi resolvido.

Eliseu Gabriel na Distrital Lapa, da Associação Comercial de São Paulo, no 8º. Encontro com Líderes, no último dia 19 de agosto, dialogando sobre a importância dos médios e pequenos empresários no desenvolvimento da região.

Informe Publicitário

04


1ª Quinzena de Setembro 2013

www.folhanoroeste.com.br

Regional | Por Ronald Gimenez

Mais uma morte no Viaduto da Anhanguera É preciso que as autoridades revejam retorno. Acidentes no local é o anúncio de uma tragédia

A

Prefeitura de São Paulo relutou demais. Esperou quase dois anos para fazer mudanças no acesso da Avenida Mutinga para o Viaduto que liga o Santo Elias a Vila Piauí. Após criar um recuo para conversão à esquerda, de quem vem da Rodovia Anhanguera, jamais voltou a observar o fluxo daquela região. O Viaduto acumula acidentes, principalmente colisões frontais. Motoristas provenientes do lado da Siemens, quando acessam o Viaduto, são iludidos pela má sinalização e invadem a faixa no sentido contrário. Na última semana, um novo acidente e mais uma pessoa morreu. “Já foi feito abaixo assinado. Todos os moradores assinaram e já foi entregue à CET. Já fomos na Prefeitura e ao próprio CET, porém, não tivemos respostas até o momento”, disseram Ana e Adriana Campos de Almeida Ramos, moradoras do condomínio Sítios Anhanguera.

Existe a necessidade absoluta de uma segregação das faixas. O motorista que entra no Viaduto, após sair da Anhanguera sentido São Paulo, pode bater de frente com aqueles que invadem a faixa. “Tem muitos caminhões. Se você ficar aqui em um curto período consegue identificar as infrações. A CET deveria rever o anel que foi feito. É um risco iminente para todos que estão próximos a essa região, principalmente por ter crianças que transitam aqui. É raro o dia que não tem acidente”, disse o morador do condomínio Washington Santos. Ou a CET promove alguma mudança radical na sinalização, ou deveremos crer que essa empresa pública é dolosamente omissa com a segurança dos motoristas e motociclistas que passam por ali. Veja esta e outras matérias em nosso portal: www.folhanoroeste.com.br

17 05


06

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Setembro 2013

Cidade Por Grace Kelly Teixeira

cobrado é pouco, porque alguns jovens que ganham um salário mínimo, por exemplo, e não tem consciência, compram um moletom de marca e pagam cerca de R$ 350. Para educação o valor é pouco” disse Luciana Lara, empresária. Já nos bairros da capital paulista houve opiniões diferentes. “Essa lei é muito boa e deveria estar em vigor em São Paulo há muito tempo. Acho que o valor da multa para início é muito alto. Para educar deveria cobrar um valor mais simbólico e começar dando um prazo ao infrator. Na primeira vez ser notificado e aí duos, ou seja, tanto faz se é um papel de bala, sim, a partir da segunda notificação, multar”, uma latinha ou um saco de entulho. O probleenfatizou Maria Rosa Vieira, comerciante. ma é como multar o transeunte infrator, aquela Na região Oeste da capital algumas pespessoa que está andando pela rua e descarta soas são contra. Elas argumentam que já pauma bituca de cigarro. Art. gam muito impostos e que 162 - É proibido lançar o governo poderia investir ou atirar, nas vias, pra- A falta equipamento o dinheiro em educação e ças, jardins, escadarias e conscientização da popuque permite a quaisquer áreas e logralação. “Jogar lixo na rua é douros públicos resíduos emissão de boletos um hábito antigo do braside qualquer natureza”, na hora, como leiro e isso pode ser mudaargumentou a assessoria do com programas de consde imprensa da Prefeitura acontece no RJ cientização”, afirmou José de São Paulo. dificulta a aplicação Elias Soares, aposentado. De acordo com pesA Prefeitura de São quisas, a maioria da popu- de multas, informou Paulo deveria seguir o lação é a favor da lei, pois a assessoria da exemplo do Rio de Janeiexiste a clareza de que ro, investir e aprimorar a o benefício é coletivo, e Prefeitura lei já existente, para que a geralmente as pessoas não compactuam com o população tome consciência que a lei “Lixo comportamento de quem joga lixo na rua. Zero” poderá gerar bons frutos no futuro. O No centro da cidade a opinião foi unânime. primeiro deles é a diminuição de enchentes “O povo tem que ter educação e eu acho o valor na metrópole.

Lei Lixo Zero aplicada no Rio de Janeiro deveria servir de exemplo a São Paulo Foto: Divulgação

Lei semelhante existe desde 2002 na capital paulista. Porém, a população desconhece tal legislação por não haver fiscalização e logo autuação

A

Contraste entre o lixo e as ruas da capital

lei “Lixo Zero” que entrou em vigor no último dia 21, na cidade do Rio de Janeiro, está dando o que falar em todo o Brasil. Outras cidades querem implantar a mesma legislação. O foco dos cariocas é manter a cidade limpa. De acordo com pesquisas, só no primeiro dia de vigência da lei, mais de 120 pessoas receberam multas entre R$ 157 e R$ 3 mil. Algumas dessas pessoas condenaram o mau hábito de jogar lixo na rua. O projeto conta com um efetivo de mais de 600 profissionais, composto por agentes de fiscalização da Companhia Municipal de Lim-

peza Urbana (Comlurb), guardas municipais e policiais militares. A operação de fiscalização começou no Centro da cidade e está expandindo-se pelos bairros cariocas. Outro bom exemplo é a cidade de Santiago no Chile, que é considerada a cidade mais moderna e limpa da América Latina. Apesar de estarem em uma cidade populosa, os chilenos se preocupam em manter a cidade limpa e não possuem o hábito de jogar lixo no chão. Esse é mais um dos motivos, que leva Santiago a receber milhões de turistas por ano. Na cidade de São Paulo existe uma lei semelhante a do “Lixo Zero”, desde 2002, porém, um dos motivos de não haver fiscalização intensa é a falta de equipamentos que permitam a emissão do boleto na hora. As multas variam entre R$ 69,61 e R$ 596,10 em São Paulo. No entanto, os paulistanos desconhecem tal lei. “A legislação em São Paulo diz de forma genérica que é proibido lançar e descartar resí-


1ÂŞ Quinzena de Setembro 2013

www.folhanoroeste.com.br

17 07


08

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Setembro 2013

Acontece na Região Noroeste Pirituba/Jaraguá Pré Conferência Municipal de Saúde é abordado pela UBS Vila Pirituba A ONG de Idosos do Jardim Líbano recebeu o Conselho Gestor da UBS Vila Pirituba, que falou da construção dos Planos Municipais de Saúde e da importância da participação popular. A unidade também realizou uma palestra sobre as importâncias do momento vivido pela Saúde regional e convocou a população a participar da Pré Conferência Municipal de Saúde, que aconteceu em 25 de agosto, das 9h às 17h, no CEU Pera Marmelo. Cata-Bagulho prossegue recolhimento A Operação Cata-Bagulho Pirituba/Jaraguá, organizada pela subprefeitura da região,

caminha para alcançar seu objetivo maior: o recolhimento e descarte adequado para todo material – e até móveis - que as pessoas não utilizam mais. Em 14 de setembro, a operação passará pela Vila Zatt, São José, Regina, Renato, Jardim Vitória e Paquetá. Mais a frente, no dia 21, a ação será executada na Vila Nossa Senhora do Retiro e Vila Mirante.

Lapa Amarante, do Los Hermanos, se apresenta no Sesc Pompeia A choperia do Sesc Pompeia recebe Rodrigo Amarante, do Los Hermanos, que fará três shows com o objetivo de lançar seu primeiro trabalho solo, batizado de Cavalo. Gravados em Los Angeles, o álbum possui 11 músicas inéditas de composição

Fique sabendo... Policiais federais realizaram manifesto em frente à sede do órgão A Superintendência Regional da Polícia Federal, na Lapa, recebeu no dia 20 de agosto uma manifestação de cerca de 100 policias federais, que reclamaram da degradação das condições de trabalho, perseguições internas e assédio moral. Também pediram reestruturação do órgão. Por volta do meio-dia, uma das faixas da ponte do Piqueri ficou travada pelo bloqueio dos manifestantes.

Parque do Ibirapuera estará aberto 24hrs O prefeito Haddad agiliza um plano de segurança que possibilite manter o Parque do Ibirapuera aberto 24 horas do dia. Os secretários envolvidos já realizaram reunião para acertar os últimos detalhes da proposta. O início do projeto-piloto está prevista para o dia 28 de setembro, após a Virada Esportiva que acontecerá entre os dias 21 e 22 de setembro.

Audiência pública sobre concessão de parques estaduais “Abre alas que na Fuvest alguém é aprovada A liberação para a realização de quer passar” audiências públicas para o debate do Já está aberta o período de inscrições PL 249/2013, de autoria do governador para o vestibular Fuvest 2014. O processo Geraldo Alckmin (PSDB), será realizado na direcionará 11.057 candidatos para a USP e Assembleia Legislativa do Estado de São 100 para o curso de Medicina da FCMSCSP. Paulo, caso ele continue recebendo votos A USP oferece, atualmente, 249 cursos favoráveis nas responsáveis comissões. de graduação divididos em oito campos espalhados pelo estado. A inscrição, no valor Na terça-feira (27/8), o requerimento foi aprovado na Comissão de Meio Ambiente e de R$ 130, deve ser feita exclusivamente aguarda posteriores sanções. pela internet. (www.fuvest.com.br/)

Receba nosso informativo em seu e-mail, cadastre-se: folhanoroeste@folhanoroeste.com.br do próprio cantor. A produção ficou por conta de Noah Georgeson. Rodrigo Barba, Gabriel Bubu, Gustavo Benjão e Lucas Vasconcellos acompanham Amarante no palco de sua apresentação. QUANDO: 26, 27 e 28 de setembro. ONDE: Choperia do Sesc Pompeia. Rua Clélia, n°93. QUANTO: de R$ 6 a R$ 30. “Coração Bandoleiro” se apresenta no Cacilda Becker “Milionária cardíaca, às portas do terceiro enfarte, decide comprar o coração de um doador suicida por 1 milhão de dólares. E aí o coração mostra seu lado bandoleiro. Sim, o velho coração humano, quando tocado pelo amor, todos nós sabemos o que ele apronta. Veja quem tem olhos para ver. Ouça quem tem ouvidos para ouvir. E divirta-se quem aprecia um espetáculo que faz rir e pensar.” QUANDO: de 30/8 a 13/10. Sexta e sábado às 21h e domingo às 19h. ONDE: Teatro Cacilda Becker. Rua Tito, 295 – Lapa. QUANTO: R$ 20.

Freguesia do Ó/Brasilândia Comemorando o aniversário A Freguesia do Ó completou neste mês de agosto seus 433 anos. Com a realização da Prefeitura de São Paulo e da Subprefeitura da região, o bairro recebeu comemorações de 29 de agosto a 1° de

setembro. Entre as atrações presentes na festividade estão apresentações musicais, ballet, futebol, desfiles, shows, bailes e exposições. Os eventos aconteceram em conhecidos pontos da Freguesia, como o Largo da Matriz e a Casa de Cultura Salvador Ligabue. Na sexta-feira (30/8), também houve sessão solene na Câmara Municipal com o objetivo de homenagear a região aniversariante. O vestibular se aproxima A Universidade São Francisco oferece curso preparatório para os vestibulares de ingresso nas universidades brasileiras. As aulas são direcionadas a conhecimentos gerais e atualidades, em aulas gratuitas e abertas à comunidade. O curso é ministrado em módulos, com aulas que durarão até o final de novembro. O público-alvo do projeto são estudantes que desejam estudar sob a supervisão de professores qualificados, que visam interar os alunos sobre os atuais conteúdos que rondam as principais avaliações de universidades do país. QUANDO: de 28/8 a 30/11. Calendário completo em www.usf.edu.br/vestibulando . ONDE: Rua Antonieta Leitão, 129 – Freguesia do Ó. QUANTO: Gratuito. INFORMAÇÕES: (11)3411-2950


1ÂŞ Quinzena de Setembro 2013

www.folhanoroeste.com.br

17 09


Ensino

Espaço Canello Marques

Comemoração do Dia dos Pais

N

o dia 17 de agosto aconteceu a comemoração do Dia dos Pais. Os alunos de Educação Infantil e do Ensino Fundamental de 1º ao 6º ano homenagearam seus pais no teatro da unidade II com apresentações de dança e canto e no final assistiram juntos ao vídeo preparado pela equipe do colégio. Muitos pais saíram emocionados abraçados aos seus filhos e, logo após, se dirigiram às quadras onde participaram de diversos jogos e brincadeiras criadas pelos professores de Educação Física. O tema este ano foi baseado na paixão nacional: o Futebol! E todos estiveram presentes com as camisas do time do coração e juntos mostraram que é possível se divertir e respeitar o próximo, independente do time que torcem. Os jogos e brincadeiras desenvolvidos pelos professores como tema do futebol foram o divertido pebolim humano, onde pais e filhos disputaram uma partida de futebol como jogadores de pebolim, e também tivemos jogos de tabuleiro, como futebol de botão e futebol de dedo. Foi um dia muito gostoso no qual a equipe do Colégio Canello Marques conseguiu demonstrar aos pais como é importante a presença deles na vida de seus filhos e no convívio do colégio. Parabéns papais e a toda a família CCM!

Visita da Fundação Dorina Nowill

A

Feira Cultural do CCM está chegando e um dos compromissos do colégio, além de incentivar os pequenos pesquisadores, é fazer com que eles vivenciem a proposta intensamente. Este ano o projeto com os alunos dos 5os anos tem como tema “Usando os senti-

dos” e para abrir com chave de ouro no dia 19 de agosto recebemos em nosso colégio uma representante do Centro de Memória da Fundação Dorina Nowill para cegos. Este projeto com certeza mexerá com todos nossos sentidos. Primeiramente a representante falou com os alunos de maneira breve enfocando o aprendizado de uma criança deficiente visual, trouxe ainda alguns recursos utilizados durante este processo como livro falado e o livro impresso em Braille. E para finalizar, propôs uma atividade em dupla onde os alunos fizeram uma dobradura, sendo um deles com os olhos vendados e o outro auxiliando este. Completando este projeto os alunos dos 5ºs anos também realizarão uma visita na Fundação Dorina Nowill no final de setembro, onde poderão ampliar muito mais este conhecimento. Com certeza foi uma experiência única, divertida e prazerosa!

Formatura do curso Técnico

C

om orgulho tivemos no dia 23 de agosto a Formatura dos Cursos Técnicos de Administração, Informática, Radiologia e Segurança do Trabalho. Parabéns aos novos técnicos do Brasil!

Visita do escritor Ricardo Filho

F

oi com grande satisfação que recebemos no dia 29 de agosto o escritor Ricardo Filho, autor de entre outras obras, do livro “João Bolão”, que os alunos dos 5os anos leram. Este veio para um bate papo literário sobre o tema do livro que é Bullying.


A importância da Sustentabilidade e a Educação

O

conceito de sustentabilidade conjuga, ao mesmo tempo, aspectos ambientais, sociais, econômicos, éticos, étnicos, políticos, comportamentais, entre outros, suas inter-relações e desdobramentos na busca por um mundo melhor. A expressão desenvolvimento sustentável está na moda. Tem tudo a ver com as nossas perspectivas de vida saudável. Por isso mesmo, o papel da educação neste processo, é fundamental. No momento em que em uma aula de ciências, discute-se a quantidade de animais ameaçados de extinção, como é o caso das ararinhas azuis, que não se encontram mais na natureza, só em cativeiros. Na verdade, estamos preparando o espírito dos nossos futuros executivos para a necessidade inadiável de respeito aos limites do planeta. É de extrema necessidade educar e conscientizar todas as gerações, pois estamos degradando a Terra em alta velocidade. Essas alterações, a que se soma a perda da biodiversidade, sacrificam a sustentabilidade. O abate de uma árvore na Amazônia pode ser causa de uma inundação na Índia, assim como queimar carvão na China, que ainda utiliza este combustível fóssil em larga escala, pode causar uma grande onda de frio na Europa. O clima é interligado no planeta, pensar que uma atitude isolada não afetaria ao outro é ilusão, seja para o bem ou para o mal. As variações climáticas são intercorrências naturais, quando não se tem o cuidado elementar

de respeitar tais fatores, pode-se levar a humanidade ao retrocesso em relação ao seu conforto e sobrevida. O que pode a educação fazer para a implementação deste processo de desenvolvimento? Tudo, diríamos nós, pois é na escola que se deve mostrar aos alunos, em idade adequada, os malefícios da falta de cuidado com a natureza. Basta o exemplo do desmatamento para convencer os céticos de plantão. Nos parâmetros curriculares nacionais, prevê-se a existência de matérias transversais, como é o caso da educação ambiental. Dar maior valor a isso é passo decisivo para a criação de verdadeira e inadiável consciência ecológica no espírito dos nossos estudantes. Educar para o bem viver é a arte de viver em harmonia com a natureza. Desta maneira se faz necessário para cada cidadão propor-se a repartir de maneira equilibrada com os demais seres humanos os recursos da cultura e do desenvolvimento sustentável. O desenvolvimento sustentável tem um grande componente educativo: a preservação do meio ambiente, este depende de uma consciência ecológica e a formação da consciência de cada indivíduo depende da educação. O educador tem a função de mediador na construção de referenciais ambientais e deve saber usá-los como instrumentos para o desenvolvimento de uma prática social centrada no conceito da natureza. Acreditamos que o educador e a escola têm que garantir que o educando é o ator

principal, criando espaços para que o acertar e errar sejam apenas uma parte de sua experiência, guiando-os no desenvolvimento de uma postura crítica por meio da reavaliação das informações disponíveis, bem como de seus próprios valores e comportamentos. Desta forma, estes cidadãos em construção se sentirão peça fundamental em um quebra-cabeça que só terá solução quando cada um desempenhar de forma responsável seu papel. “Preparar para a vida” significa possibilitar que se crie uma visão individual e ao mesmo tempo coletiva de mundo. O objetivo principal é que cada um de nós possa agir de maneira a respeitar e transformar a sociedade com sua participação. Quanto mais jovem ocorre à consciência da sustentabilidade, mais cedo uma criança aplicará práticas que possibilitarão um consumo consciente. Seja em atitudes simples, como descarte adequado de latas, plásticos, vidro ou metal em lugares adequados, seja na conscientização de utilizar materiais reciclados ou que possam ser reciclados. Não podemos esquecer que esta criança que começa a ter atitudes sustentáveis já na infância será além de um praticante um reprodutor de conhecimentos para sua comunidade ou família. Há vários exemplos de famílias que, começaram a separar seu lixo para reciclagem ou simplesmente mudaram seus hábitos de consumo para uma forma mais sustentável devido à influência de seus filhos. Estes começaram a cobrar de seus pais uma atitude diferenciada.

Nestes tempos em que a informação assume um papel cada vez mais importante, e esta recebe influência dos recursos multimídia e redes sociais, a educação para a cidadania representa a possibilidade de motivar e sensibilizar as pessoas para transformar as diversas formas de participação na defesa da qualidade de vida. Nesse sentido cabe destacar que a educação ambiental assume cada vez mais uma função transformadora, na qual a responsabilidade dos indivíduos torna-se essencial para promover um novo tipo de desenvolvimento – o desenvolvimento sustentável. A educação ambiental, nas suas diversas possibilidades, abre um estimulante espaço para repensar práticas sociais. Portanto, o papel dos professores como mediadores e transmissores de conhecimento é fundamental e necessário. Estes possibilitarão que os alunos adquiram uma base adequada de compreensão essencial do meio ambiente global e local, dos problemas e soluções e da importância da responsabilidade de cada um para construir uma sociedade com maior igualdade e ambientalmente sustentável.

Claudia Santaroza V. Cleto Professora do 2º e 3º Ano do Fundamental Anos Iniciais do Colégio Canello Marques


12

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Setembro 2013

CIDADE | Grace Kelly Teixeira

São Paulo recebe comitê da Expo 2020 a partir do próximo dia 19 Nesses dois dias os delegados poderão avaliar os elementos mais importantes do projeto, como seu tema, projeto arquitetônico e legado

F

alta menos de um mês para a chegada do comitê internacional, que vai avaliar a candidatura da cidade de São Paulo a sede da Expo 2020. A recepção será entre os dias 19 e 21 de setembro. O comitê conta com 161 delegados internacionais, dos quais aproximadamente 60 estão confirmados. Estão previstas visitas técnicas ao bairro de Pirituba, na região Noroeste da cidade, local onde deverá ser construído o novo pavilhão de exposições, para a realização do evento em 2020. Durante os dois dias do simpósio, os delegados poderão avaliar os elementos mais importantes do projeto, como seu tema, projeto arquitetônico e legado. Assim, o Simpósio “São Paulo: Força da diversidade” trará a visão de especialistas brasileiros e internacionais acerca do mundo que se pretende construir. O simpósio terá três eixos centrais: políticas públicas, economia e cooperação.

A feira internacional tem duração de seis meses e pode trazer até 30 milhões de visitantes à capital paulista. Essa conquista é muito significativa para a metrópole, tendo em vista que a nível internacional, o evento é considerado o terceiro mais importante do mundo, depois da Copa do Mundo e das Olimpíadas. De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, a programação oficial não será divulgada, por se tratar de um processo de concorrência. Por questão de estratégia para que o evento não seja minado antes da hora por concorrentes, a programação será divulgada somente na semana que antecede a exposição. Entre as cidades que estão concorrendo, Dubai, é a de maior peso, pois tem um orçamento de US$ 150 milhões para defender sua candidatura a sede da Expo. Veja esta e outras matérias em nosso portal: www.folhanoroeste.com.br

IMPOSTÔMETRO DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE SÃO PAULO O impostômetro da Associação Comercial de São Paulo – ACSP registrou nesta terça-feira, 27/8, às 12h20 a marca de R$ 1 trilhão em impostos federais, estaduais e municipais pagos por todos os brasileiros desde o dia 1º de janeiro de 2013, tendo uma estimativa para fechar o ano em 1,62 trilhão. Tomando como base o montante arrecadado até agora, notamos facilmente que o retorno à população é pífio, é muito aquém da necessidade e expectativa do pagador de imposto, sendo esse um dos motivos da explosão das manifestações que ocorreram recentemente em todos os quadrantes do Brasil. Quando se fala em R$ 1 trilhão a pessoa enxerga o número 1 acompanhado de uma fileira de zeros, mas normalmente não imagina o que seria possível adquirir ou fazer com tal quantia, mas só para ilustrar o assunto, vão aqui alguns comparativos: R$ 1 trilhão daria para se contratar 75 milhões de professores de ensino fundamental; daria para construir mais de 28 milhões de casas populares, ou seja, 1 casa para cada 6,7

brasileiros; 37 milhões de carros populares, ou ainda, 872 mil quilômetros de asfalto, o correspondente ao asfaltamento de uma estrada de ida e volta à Lua e mais 3 estradas paralelas em torno do nosso Planeta Terra. Portanto, nós pagadores precisamos ficar de “Olho no Imposto”, que resultou na Lei 12.741/2012 (grita da ACSP) que exige a discriminação dos impostos nas notas fiscais de produtos e serviços, cujo objetivo é alertar os cidadãos para tomarem conhecimento da quantidade e do valor que pagam em impostos e, assim, poder cobrar o retorno em serviços públicos de qualidade. Em breve será instalado o “Gastômetro”, também da Associação Comercial de São Paulo, que vai nos permitir saber onde o nosso dinheiro está sendo gasto.

Valnoy Pereira Paixão

Diretor superintendente Distrital Noroeste Rua Luis Braille, 08 Tel:. 3831-8454 / 3831-8336 / 3831-2369 E-mail: dnoroeste@acsp.com.br


14

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Setembro 2013

Saúde Na última edição vimos as grandes vantagens que as próteses sobre implante têm em relação às próteses convencionais, sendo que as principais são a proteção dos dentes remanescentes e a estabilidade incomparável das próteses implanto-suportadas.

Mas afinal, o que são implantes dentários?

Geos - Grupos de Estudos Odontológicos e Serviços crosp 3.692 Equipe de especialistas, mestres e doutores em todas as áreas da Odontologia Cd responsável: Prof. Dr. João Bausells crosp 4328. Reconhecido pelo MEC portaria 965 – DOU 15/10/07

Informações e Consultas site: www.clinicageos.com.br e-mail: odontogeos@yahoo.com.br

De uma forma bem simples e direta, implantes dentários nada mais são do que “raízes artificiais”. São pinos metálicos de diversos tamanhos que são instalados no osso da mandíbula ou das maxilas e que ajudarão a reter as próteses dentárias. Os implantes dentários metálicos são utilizados há muitas décadas, mas somente após a década de 1980 é que os implantes dentários confeccionados em titânio e com um formato bem parecido com a raiz do dente natural possibilitaram um tratamento com taxas de sucesso superiores a 90%. Os primeiros implantes dentários utilizados no Brasil até o final da década de 1990 eram importados da Europa e Estados Unidos, tornando o tratamento com implante extremamente caro. De lá pra cá, algumas empresas começaram a produzir os implantes dentários aqui no Brasil, utilizando a mesma tecnologia e um alto padrão de qualidade. Com isso, os custos destes implantes baixaram e, consequentemente, permitiram que um número maior de pessoas tivesse acesso a este tratamento. Atualmente, a instalação dos implantes dentários é muito simples e rápida, semelhante às extrações dentárias. Para que isso aconteça, entretanto, é necessário analisar muito bem cada caso através de radiografias, de tomografias e de um bom exame clínico. O tratamento com implantes dentários é indicado quando o paciente perdeu um ou mais dentes, mas não será necessário um implante para cada dente perdido. Cada caso deve ser analisado individualmente, pois existem inúmeras formas de reabilitar um paciente: podemos instalar 1 implante e 1 prótese por dente perdido; podemos fixar 3 implantes para repor 5 dentes; podemos colocar 4 implantes para fixar uma prótese total sobre implantes (dentadura); podemos instalar 6 implantes para fixar 12 dentes juntos; entre outras. Existem atualmente muitas empresas que produzem

diversos modelos de implante e diferentes conexões entre o implante e a prótese, cada qual com suas vantagens e desvantagens. Entre elas, há empresas com excelente controle de qualidade de seus produtos e empresas que apenas se preocupam em vender um produto mais barato. Agora me diga: Você colocaria na boca de seu filho, de sua mãe ou em sua própria boca um produto de qualidade duvidosa? Venha conversar conosco e tirar todas as suas dúvidas sobre os implantes e as próteses suportadas por eles

Dr. Rodrigo Elias de Oliveira CROSP 62209 Coordenador do curso de implantes dentários NEODENT – GEOS

Palestras gratuitas serão ministradas na Clínica GEOS para esclarecer suas dúvidas a respeito dos implantes. Para quem tiver interesse em ser atendido durante nosso curso de atualização de implantes, ligue e faça seu cadastro.

Rua Luiz Elias Attie, 489 - Parque São Domingos - São Paulo/SP - Fones/fax: 3904.4774 / 3906.0736 / 3904.6649


16

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Setembro 2013

Gastronomia

Veja outras receitas de banana em nosso portal www.folhanoroeste.com.br; clique em cadernos – Culinária

De nanica tem apenas o nome, pois de possibilidades ela é um gigante

Origem:

Receitas de banana envolvem desde a brasilidade da fruta ao prazeroso e costumeiro chá da tarde inglês SONHO DE BANANA

BOLO DE BANANA RÚSTICO

por Empório Manjericão

Fotos: Divulgação

por Chef Del Filho

O cultivo de bananas pelo homem teve início no sudeste da Ásia. Existem muitas espécies de banana selvagem na Nova Guiné, Malásia, Indonésia e Filipinas. Indícios arqueológicos e paleoambientais sugerem que a banana já é cultivada de 5 a 8 mil anos a.C, nessas regiões.

Ingredientes Manteiga e açúcar de confeiteiro o suficiente 3 bananas nanicas descascadas e cortadas em rodelas Canela em pó e açúcar de confeiteiro para polvilhar a gosto 6 colheres (sopa) de farinha de trigo integral peneirada 5 colheres (sopa) de açúcar demerara orgânico 1 pitada de sal 1 ovo inteiro 4 gemas 2 colheres (sopa) de manteiga derretida 200 ml de leite quente 4 claras batidas em neve com uma pitada de sal

Modo de Preparo: Num refratário untado com manteiga, distribua as bananas, polvilhe canela em pó e açúcar de confeiteiro a gosto. Reserve. Numa tigela coloque a farinha de trigo, o açúcar e uma pitada de sal. Junte um ovo inteiro, as 4 gemas, a manteiga derretida e misture bem com auxílio de um batedor de arame. Adicione o leite quente em fio, sem parar de mexer. Junte as claras em neve e envolva delicadamente na massa. Distribua a massa no refratário que havia sido reservado e leve ao forno pré-aquecido a 180º C por volta de 30 minutos. Decore a gosto e sirva imediatamente com sorvete de sua preferência.

Ingredientes 4 ovos 2 xícaras de açúcar 1 xícara de óleo 2 xícaras de farinha de trigo 1 colher de sopa de fermento em pó 5 bananas nanicas. Modo de Preparo: Coloque os ovos, o óleo e o açúcar. Bata muito bem. Em uma tigela,

coloque as bananas cortadas em rodelas, a massa batida, o fermento e a farinha aos poucos, e vá mexendo até a massa se misturar bem. Unte uma forma de buraco no meio e coloque a massa. Antes de levar o bolo ao forno, misture ¼ de xícara de açúcar com 2 colheres de canela em pó, e polvilhe por cima do bolo. Leve ao forno por cerca de 40 a 50 minutos. Para eventos e gastronomia, entre em contato com: delfilho@me.com

Dica do Chef Apesar de ser desprezada, a casca da banana é rica em benefícios. Contém diversos nutrientes, açucares naturais como a glicose, sacarose e minerais. Pode (e deve) ser aproveitada no consumo alimentício. Além de poder ser usada nos bolos, a casca da banana pode ser usada no brigadeiro de casca de banana, farinha da casca, bife empanado de casca de banana e muitos outros.


1ÂŞ Quinzena de Setembro 2013

www.folhanoroeste.com.br

17


18

www.folhanoroeste.com.br

Cidade | por Gabriel Cabral

Empresas de até 1.500 m² poderão ter regulamentação facilitada Projeto aprovado dispensa o Habite-se e exige apenas duas liberações: de um engenheiro e do Corpo de Bombeiros. PL também facilita funcionamento de empresas maiores até correta regulamentação

A

Câmara dos vereadores aprovou na cessiva burocratização. “Com essa lei a gente quarta-feira (21/8), o Projeto de Lei consegue trazer para São Paulo uma legisla238/2013, de autoria da bancada do PMDB, ção passível de ser aplicada. Hoje, mais de que dispensa os estabelecimentos comerciais 90% do comércio da cidade não consegue tirar com até 1.500 m² da aprea licença de funcionamento” sentação do Habite-se para O PL também beneficia “Hoje, mais de 90% do obter a licença de funcioos imóveis com até 5 mil m², comércio da cidade não namento junto à Prefeitura. pois possibilitará, caso seja consegue tirar a licença De acordo com a proaprovado pelo Executivo de funcionamento”, disse (PT), a obtenção do alvará positura, as empresas terão Ricardo Nunes (PMDB) facilidade na regularização condicionado, que permite da documentação para sua ao estabelecimento funcionar “abertura de portas”, já que, será obrigatória por dois anos enquanto busca a regularização. apenas a apresentação de um laudo, que poderá ser assinado por um engenheiro, de haAlvará condicionado bitabilidade e um auto de vistoria do Corpo A Câmara já havia aprovado no início do de Bombeiros. ano, a prorrogação do prazo de obtenção do O líder do PMDB, Ricardo Nunes, afiralvará condicionado, que poderá ser solicitado mou que a mudança é um grande passo para até março de 2014. facilitar a abertura de novos negócios na cidaVeja esta e outras matérias em nosso portal: de e combater a corrupção decorrente da exwww.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Setembro 2013


1ÂŞ Quinzena de Setembro 2013

www.folhanoroeste.com.br

17 19


20

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Setembro 2013

Regional Por Eduardo Fiora e Grace Kelly Teixeira

Sob pressão, Operação Urbana Água Branca tem momento decisivo Nos próximos dias, o Projeto Lei Substitutivo da Operação Urbana Consorciada Água Branca será finalizado e encaminhado para a votação do plenário Legislativo Paulistano

A

tarefa, no entanto, não é fácil, com vários fatores interferindo diretamente na redação do texto final. Uma das principais dificuldades é avaliar uma série de artigos do Substitutivo à luz das recomendações formalmente protocoladas Av. Francisco Matarazzo faz parte da Operação Urbana Água Branca pelo promotor Roberto Carramenha (Promotoria de Habitação e Urbanismo do Ministério Pressão da comunidade Público do Estado de São Paulo). Uma das reivindicações comunitárias ainAs assessorias técnicas dos vereadores resda não atendidas vem da Associação Amigos ponsáveis intensificam o ritmo do trabalho de da Vila Pompeia, entidade que há quase vinte modo que uma nova Audiência Pública possa anos luta por melhorias viárias, ambientais e ser convocada nos próximos dias para apresende drenagem na região. Trata-se da construção tar à população a consolidação do Substitutivo. de uma transposição para pedestres (passare-

la) ligando os dois lados da Avenida Francisco Matarazzo, na altura do Shopping West Plaza. “Essa não é uma reivindicação de melhoria para a Pompeia. É, sim, uma obra para a cidade de São Paulo, em particular para milhares de pessoas que, saindo da Estação Barra Funda do Metrô, queiram se dirigir para a futura Arena Palmeiras, palco de partidas de futebol e de grandes shows”, afirma Maria Antonietta de Lima e Silva, presidente da Associação Amigos da Vila Pompeia.

a obra seja uma demanda comunitária tendo por objetivo a mitigação de impactos advindos da futura Arena Palmeiras e que, portanto, “os custos dessa compensação devem ser arcados pelo empreendedor gerador do impacto (WTorre)”. Segundo o promotor, independentemente da “pertinente revisão da Certidão de Diretrizes da CET para este empreendimento, e da pertinência de tal intervenção, recomenda-se que esta intervenção não seja incluída no plano de intervenções da Operação Consorciada Água Branca”.

CT’S do São Paulo e Palmeiras

Outro assunto polêmico é o projeto que visa a desapropriação dos terrenos referentes aos Centros de Treinamento (CTs) do São Paulo e Palmeiras, ambos localizados na Avenida Marquês de São Vicente, na Barra Funda. O projeto foi apresentado no auditório do Memorial da América Latina, no último dia 19, juntamente com as revisões da Operação Urbana Água Branca. Foi discutida também, a possibilidade de serem inseridos nesta opeVisões opostas ração mais quatro bairros, são eles: Freguesia A líder comunitária entende que essa do Ó, Limão, Casa Verde e Bom Retiro. transposição deva ser paga com o dinheiro da O objetivo da inclusão é evitar que a Água atual Operação Urbana em vigor desde 1995. Branca vire um “bolsão” de infraestrutura, Já os vereadores da Comissão de Política Urcercado de uma região sem benefícios. Ao bana defendem que o custeio todo são 160 mil m² e a ideia da obra seja feito a partir de é colocar um parque no local. verbas que serão arrecadas Operação Urbana A região da Avenida Marno âmbito na nova Operação Água Branca visa quês de São Vicente é vista Urbana Água Branca. por alguns urbanistas como a desapropriação Mas ainda há nessa quesa próxima Avenida Brigadeitão um outro fator compli- dos terrenos dos ro Faria Lima da capital. Por cado: o posicionamento do CTs do São Paulo essa crescente movimentação Ministério Público, que re- e Palmeiras imobiliária da região, os parcomenda a não inclusão da lamentares da cidade viram construção da passarela no Substitutivo da a necessidade de instalar novas áreas verdes Operação Urbana Consorciada Água Branca. para agregar qualidade de vida aos novos moO promotor Roberto Carramenha admite que radores que a região receberá.


22

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Setembro 2013

e-mails do leitor O SUS funciona? Em dezembro de 2012, fui encaminhado à unidade AMA (Assistência Médica Ambulatorial) da Vila Zatt para uma consulta com endocrinologista. Fui muito bem atendido pela médica Dra. Mônica, que solicitou alguns exames de rotina. Depois, fui informado que deveria agendar o meu retorno na recepção, pois quando tentei agendar pela internet não havia sistema. Voltei em janeiro de 2013 para agendar o meu retorno com a nova endocrinologista, a Dra. Andressa. E o meu retorno ficou para o dia 10/6 de 2013, depois de seis meses. Minhas receitas já venceram e eu estou sem remédios porque não posso pegá-los sem receita. Como pode? Esse é o sistema de saúde que nós temos no Brasil? Temos que acabar com essa burocracia. Carlos Alberto Schitini

Resposta Assessoria de Imprensa Subprefeitura Pirituba/Jaraguá A Subprefeitura Pirituba/Jaraguá esclarece que a área foi vistoriada, atendendo à solicitação de munícipes com referência a sua conservação. O local recebeu serviços de limpeza e remoção de grandes objetos entre 24 e 27/06/13. Já estamos providenciando a verificação da situação dos imóveis ali existentes, sendo prevista ainda a recomposição do cercamento da área.

• Veja como enviar seu e-mail Resposta Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) Em atenção à solicitação do leitor, a CET informa que foi desenvolvido projeto de sinalização horizontal prevendo manutenção na Avenida Mutinga, contemplando o cruzamento com a Rua Maestro Arturo de Angelis, visando melhorar as condições de segurança e fluidez. O projeto será implantado seguindo o cronograma de serviços da empresa.

Absurdo dos absurdos Todos os meses eu ligo para a Prefeitura solicitando a limpeza e poda de um terreno municipal na Rua Frederico Lecor, altura do número 100. Em 14/6, executaram a limpeza parcial, recolheram os entulhos e limparam somente as calçadas, deixando para trás a sujeira que estava visível dentro do local (a menos de 3 metros de onde limparam). E o absurdo de tudo isso é que não limpam porque não podem entrar no terreno da Prefeitura. Quer dizer, é aquela velha história: empurrar a sujeira para debaixo do tapete. Não entendo o porquê contratam empresas para limparem, se não podem limpar por completo. Já liguei na Inova e não adiantou. Já liguei várias vezes na Prefeitura e também não adiantou. Quer dizer, nós moradores temos que nos conformar com a sujeira porque ninguém assume nada. Mauricio Rossi

As faixas de pedestres ficarão apagadas até quando?

Resposta Assessoria de Imprensa Subprefeitura Pirituba/Jaraguá

Gostaria de saber por que a CET não faz a pintura de faixas de pedestres na Avenida Mutinga, na altura do número 585, exatamente no cruzamento com Rua Maestro Arturo de Angelis, em Pirituba? Adriano Fernandes

Em atenção à solicitação do leitor, a Subprefeitura Pirituba/Jaraguá informa que a Rua Frederico Lecor recebeu serviços de limpeza e manutenção entre 24 e 28/06/13. Além disso, uma nova intervenção no local já se encontra programada.

Envie para contato@folhanoroeste.com.br ou folhanoroeste@folhanoroeste.com.br com as seguintes informações: nome completo, telefone para contato e endereço.

Mais iluminação Venho reclamar sobre a tremenda dificuldade dos órgãos responsáveis em manter iluminada a Rua Silva Dutra, em Pirituba, em sua totalidade. Esta rua tem aproximadamente 100 metros e apenas quatro luminárias, sendo que apenas duas ficam acesas. Nunca acende a da esquina com a Rua Dr. Luís Barreto Filho, que fica sempre às escuras, proporcionando condições muito favoráveis à ação de marginais. Solicito ajuda no contato com os responsáveis pelo serviço. Antonio Carlos Fernandes Pacheco

Resposta Assessoria de Imprensa Secretaria Municipal de Serviços (via Ilume) A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Serviços, por meio do Departamento de Iluminação Pública - ILUME, informa que uma equipe técnica esteve na Rua Silva Dutra, em Pirituba, e constatou que a iluminação local está em ordem, com o padrão de lâmpadas de 150 watts de vapor de sódio, que, em comparação com as de vapor de mercúrio, produzem mais luminosidade e economizam energia. A equipe também esteve na Rua Doutor Luís Barreto e não constatou oscilação nas lâmpadas.  Estamos à disposição para mais esclarecimentos.

Leopoldina e as calçadas Já que a Secretaria Municipal de Assistência Social não pode fazer nada mais do que já faz para tirar os moradores de rua da Vila Leopoldina, deveríamos apelar para a lei das calçadas. Afinal, eles estão obstruindo a passagem. Se quisermos passar, temos que andar pelas ruas disputando espaço com os carros, ônibus e caminhões. Alguns exemplos podem ser vistos nas ruas Baumann, Froben e Hassib Mofarrej. O mais triste é que se essas

ruas forem visitadas pessoalmente hoje, estarão do mesmo jeito ou pior. Priscila Ota

Resposta Assessoria de Imprensa Subprefeitura Lapa A Subprefeitura Lapa informa que são feitas ações diárias no local em conjunto com a Polícia Militar e Guarda Civil Metropolitana, onde são feitas varrições, retirada de entulho e lavagem com caminhão e detergente, a fim de retirar os fortes odores do local.

Retorno proibido Já reclamei junto a CET seis vezes sobre um retorno proibido na Av. Jerimanduba, defronte ao número 22. Até já bateram na traseira do meu carro porque tive que frear rápido, devido a esse retorno. Tenho até os números dos protocolos de atendimento e a CET até agora não tomou nenhuma providência. Acho que a colocação de cones fixos deva resolver o problema. O local fica próximo ao viaduto sobre a linha férrea, sentido Pico do Jaraguá. Há também uma placa de proibido retornar. Luiz Bau

Resposta Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) A CET informa que a Avenida Jerimanduba está sinalizada com pintura de solo zebrada ordenando o sentido de circulação dos veículos no sentido centro, ou seja, em direção à Pirituba, e placa de regulamentação de sentido único obrigatório em frente à Rua Juinamirim, a cerca de 30 metros da Rua Camocim de São Félix. Diante da reclamação, a CET vai intensificar a fiscalização no local, com o objetivo de coibir o desrespeito à sinalização existente e proporcionar mais segurança aos usuários.


1ÂŞ Quinzena de Setembro 2013

www.folhanoroeste.com.br

17 23


24

www.folhanoroeste.com.br

Im贸veis & Classificados

1陋 Quinzena de Setembro 2013


1陋 Quinzena de Setembro 2013

Im贸veis & Classificados

www.folhanoroeste.com.br

17 25


26

www.folhanoroeste.com.br

Im贸veis

1陋 Quinzena de Setembro 2013


1ツェ Quinzena de Setembro 2013

Imテウveis

Grandes Oportunidades de Negテ田ios e empregos

www.folhanoroeste.com.br

17 27


Fn edi 127 web  
Advertisement