Issuu on Google+

Ano VI - Nº 121 - 1ª Quinzena Junho 2013 Veiculação: 01 a 15/06

OR QUINZEN IL P A • 0M

• AGORA S ÃO S/A 9 ca

Nor este Lapa - Leopoldina - Pirituba - Freguesia do Ó - Jaraguá

90 mil Exemplares

Distribuição Gratuita

COTIDIANO (PG. 26) ertificado d mc et co

Folha

Sem-teto adotam a Leopoldina como lar

da Oesp g em rá ag fi ir

Sistema de acolhida se mostra ineficiente no combate à exclusão social

Com candidatura fortalecida, São Paulo avança na disputa pela Expo 2020

pág. 06

Comprometimento entre lideranças regionais e poder público é a aposta de Nádia Campeão contra o favoritismo de Dubai GASTRONOMIA (PG. 24)

No Dia dos Namorados, prepare um jantar especial para quem você ama Comidinha caseira é sucesso garantido na data mais romântica do calendário

REGIONAL (PG. 12)

CAT e Agência SP de Desenvolvimento são inaugurados em Pirituba

Espaço disponibiliza serviços exclusivos a empreendedores e trabalhadores em geral

CIDADE (PG. 18)

Operação Urbana Água Branca é tema de audiências públicas na Câmara População cobra que os recursos arrecadados com a operação sejam revertidos em qualidade de vida e infraestrutura

PG. 29 a 31

Imóveis & Classificados Mais de 100 oportunidades de negócios de imóveis


02

www.folhanoroeste.com.br

Folha

Nor este Expediente Diretor Responsável Edson Vieira Departamento Comercial Ricardo Lobo Jornalista Responsável Ronald Gimenez - MTB 23.373 Editora e Redatora Priscila Perez Jornalista e Redator Anderson da Silva Administrativo/Financeiro Rosângela Códolo Franco Diagramação Dorival Lopes Júnior Impressão: S.A. O Estado de São Paulo (Tel: 3856-2424/2401) Tiragem: 90.000 exemplares Tels: (11) 3904-7081 Comercial: 3902-2747 / 3904-7085 Site: www.folhanoroeste.com.br e-mail: contato@folhanoroeste.com.br

Curta nossa página www.facebook.com/folha.noroeste Artigos assinados são de responsabilidade de seus autores.

1ª Quinzena de Junho 2013

Editorial

QUANDO A MÚSICA MARCA

A

cada quinzena tratamos aqui, quase que invariavelmente, de temas relacionados com o nosso dia a dia. A falta de segurança, os desmandos políticos, as falcatruas de comerciantes, entre outras mazelas, sempre têm destaque neste espaço. De vez em quando sobra tempo para falar de algo positivo, ou que nos leve a pensar com otimismo. Há 3 anos recebi o convite para apresentar o programa Arquivo Musical, na Rádio Bandeirantes. Aceitei, claro. E isso não aconteceu de forma impensada por parte dos gestores da emissora. Trabalhei com música durante anos, seja na antiga e saudosa Musical FM - “A Rádio MPB” ou na primeira rádio online do Brasil, Musical MPB.com, entre tantos outros trabalhos. O motivo para tratar desse assunto nesta edição é apenas para lembrar como as canções são as marcas mais importantes na nossa

Ronald Gimenez é jornalista e editor-chefe da Rádio SulAmérica Trânsito ronald.gimenez@terra.com.br

linha do tempo. Perceber isso não é simples. Se perguntarem qual música marcou a sua vida em 1974, dificilmente você lembrará. Mas, se ao contrário, nós tocarmos uma canção dessa época, com certeza virão na sua mente lembranças especiais daquele momento. A música não marca apenas momentos felizes. “My Way”, com Elvis Presley, pode lembrar lindos momentos de um romance que começou, ou outro que terminou com espinhos para um dos lados. Apresentando o Arquivo Musical a gente percebe como as pessoas gostam de se lembrar de momentos mágicos, transformando em fato uma viagem impossível ao passado. Quando dezenas de pessoas pedem Charles Aznavour cantando “Que c’est triste Venise”, significa que esse som tem um significado histórico para um determinado grupo de pessoas. A música é a principal ferramenta para se con-

tar a trajetória de uma vida. E não estou falando aqui de “Musicoterapia”, algo confirmado em estudos como valioso no tratamento complementar de inúmeras doenças. Quero chamar a atenção para quando a música te traz coisas boas, mesmo quando você não está doente. Nós ficamos muito presos às músicas do momento e nos esquecemos de buscar as canções da nossa história. Por isso quero fazer a todos um convite. Usem a internet para uma grande viagem no tempo. Usem esses buscadores de áudio e vídeo, como o You Tube, para achar pérolas do seu passado. Por exemplo: se você buscar algo como “sucessos anos 70”, aparecerão centenas de referências musicais daquela época. É muito divertido. Mas isso pode trazer um efeito colateral: você passará horas e horas voltando ao passado. Prepare um lenço e divirta-se.


04

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Junho 2013

CONEXÃO NOROESTE-VEREADOR ELISEU GABRIEL

Em visita à Região Noroeste

No dia 26 de maio, Eliseu Gabriel esteve presente em vários eventos no bairro, entre eles na quermesse da Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora.

Solenidade de posse da Nova Diretoria Executiva da Distrital Noroeste

O Secretário Eliseu Gabriel prestigiou a posse da nova Diretoria Executiva e Conselho Diretor da Distrital Noroeste da Associação Comercial de São Paulo para o biênio 2013/2015, no último dia 23 de maio. “Parabenizo a nova gestão e desejo êxito para a jornada”, finaliza Eliseu Gabriel.

Lapa ganha mais um posto do Cat E Agência SP de Desenvolvimento Eliseu Gabriel inaugura no dia 3 de junho, na Praça de Atendimento da Subprefeitura da Lapa, mais um posto do CAT (Centro de Apoio ao Trabalho) que abrigará no local unidade piloto da Agência SP de Desenvolvimento, destinada a oferecer crédito aos microempreendedores. Os dois ficarão instalados na Rua Guaicurus, 1.000.

Oportunidades Para A Região CAT (Centro de Apoio ao Trabalho) Móvel no Conjunto Residencial Turístico do Jaraguá

Eliseu Gabriel, Secretário Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, acompanhou o trabalho do CAT Móvel instalado no Conjunto Residencial Turístico do Jaraguá, entre os dias 29 de abril e 10 de maio. O CAT Móvel atendeu 442 pessoas e a população pôde consultar vagas, habilitar seguro-desemprego, emitir carteira de trabalho, entre outros serviços.

Informe Publicitário

Eliseu Gabriel E-mail: vereador@eliseugabriel.com.br


1ª Quinzena de Junho 2013

www.folhanoroeste.com.br

por Priscila Perez

Cantareira ficará protegida contra impacto do Rodoanel Prefeitura estuda construir muros no entorno do parque Estadual da Cantareira

O

s possíveis impactos ambientais do Rodoanel Norte, a última etapa do anel viário Mário Covas hoje em construção, sobre o Parque Estadual da Cantareira, situado entre Caieiras, Mairiporã e Guarulhos, já preocupam a Prefeitura. Não à toa, o prefeito Fernando Haddad (PT) defende que o parque – considerado a maior reserva de Mata Atlântica em São Paulo, uma das maiores florestas urbanas do mundo e habitat de animais ameaçados de extinção - seja cercado com grades ou muros para impedir a ocupação irregular da área. Segundo ele, cabe a Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa) murar os 7,9 mil hectares do parque como contrapartida da obra – o que pode representar um custo adicional à concessionária. A ideia já conta com o apoio do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que promete avaliar a proposta. “É um investimento que, na minha opinião, seria de grande valia para a cidade de São Paulo e para a Região Metropolitana, em função do fato de que se trata de um patrimônio da humanidade”, afirma o prefeito.

Cerca de R$ 5,6 bilhões serão gastos na construção do Trecho Norte do Rodoanel, incluindo despesas com desapropriações e compensações ambientais. Para evitar danos à vegetação, a Dersa afirma que a rodovia não cortará o Parque Estadual, passando ao sul da Serra da Cantareira, e que realizará o plantio de 1,7 milhões de mudas de espécies nativas. Ainda segundo a concessionária, somente dois túneis cruzarão a área verde, sem resultar em prejuízos ao meio ambiente. Contudo, o próprio governador admite que a obra impactará a fauna e flora da Serra da Cantareira .”Tem impacto de ruído, de material particulado emitido por veículos. E tem acidentes com transportes de cargas perigosas que podem derramar”, enumera Alckmin. São esses fatores que justificam a polêmica criada em torno da construção do Trecho Norte do Rodoanel, que ficará pronto em 2016. Veja esta e outras matérias em nosso portal: www.folhanoroeste.com.br

17 05


06

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Junho 2013

Regional

Por Edson Vieira com colaboração de Ronald Gimenez

São Paulo se aproxima da grade final para sediar a Expo 2020 Dubai está investindo 170 milhões de dólares apenas na divulgação da candidatura Foto: Edson Vieira

Reunião entre a vice-prefeita Nádia Campeão e lideranças da região noroeste

A

Expo 2020 continua na pauta da região Noroeste e da Prefeitura da capital. A vice-prefeita Nádia Campeão, com grande capacidade de improviso, falou por quase duas horas para vários parceiros que estão envolvidos direta e indiretamente no projeto da Exposição Universal. Estiveram presentes nessa reunião o Subprefeito de Pirituba/Jaraguá, Carlos Eduardo Silva Diethelm; os superintendentes das Distritais Noroeste e Lapa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Valnoy Pereira Paixão e Dimitri Josif Gheorghiu, respectivamente; o presidente do Jaraguá Clube Campestre, Marcos Soares, o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Darcio Antiquera; o Diretor Acadêmico das Faculdades Integradas Rio Branco, Alexandre Ratsuo Uehara; bem como promotores

de feiras internacionais, representantes do setor hoteleiro e de outros segmentos da sociedade civil. Nádia Campeão relatou a visita da missão de inspeção feita no Brasil pelo BIE, Bureau of International Expositions, de 11 a 15 de março de 2013. Após a vistoria, a comitiva concluiu que o projeto é viável e está de acordo com as regras do Bureau. Recomendou ainda que o Comitê Executivo submeta a candidatura de São Paulo para 2020 à Assembleia Geral de aprovação. A vice-prefeita informou que as inspeções nos outros países candidatos a sede da Expo 2020 já foram concluídas. A missão vai sugerir na próxima assembleia que a Tailândia decline de sua candidatura, por falta de consenso entre seus governantes e falhas estruturais do país. Desse modo, sobram quatro candidatas

para a feira mundial: São Paulo, sas Alpargatas, Penalty e Caixa Econômica Izmir (Turquia), Dubai (Emirados Federal serão patrocinadores. Árabes) e Ekaterinburgo (Rússia). No dia 12 de junho, na cidade de Paris, A Turquia é forte candidata acontecerá a penúltima assembleia. A última a sediar os Jogos Olímpicos de será em novembro, para a indicação da cidade 2020, disputando com Japão e vencedora. Nádia Campeão sugeriu para o fiEspanha. Caso venha a receber o nal de julho uma nova reunião com o objetivo evento, cuja sede será escolhida de programar o simpósio para setembro, quanem setembro, o país deve desistir do São Paulo vai receber mais 120 delegados da Expo 2020. Istambul mostrou do Bureau of International Expositions. A ao Comitê Olímpico InternacioPrefeitura pretende realizar eventos para que nal que tem condições de ser os delegados possam conhecer melhor o prosede das Olimpíadas. Há 80% de jeto e a cidade que pleiteia sediar a Expo2020. apoio da população. Durante a reunião, o Subprefeito de PiriO gabinete da vice-prefeita tuba/Jaraguá, Carlos Eduardo Silva Diethelm, tem informações de que a missão ressaltou que “já está marcado um encontro de inspeção em Ekaterinburgo foi com as Distritais Noroeste e Lapa da Assofracassada. O frio era muito intenciação Comercial de São Paulo (ACSP), além so e as visitas ficaram restritas a de lideranças da região, para a realização de salas de hotel e ao avião. alguns seminários sobre o evento”. Se tudo isto for confirmado, a grande O Jaraguá Clube Campestre teve seus redisputa ficará entre São Paulo e Dubai, com presentantes participando atentamente da reuuma pequena vantagem para a  cidade mais nião. A vice-prefeita sugeriu ao presidente do populosa dos Emirados Árabes. O país está conselho do clube, Darcio Antiquera, que marinvestindo 170 milhões de dólares apenas na casse uma reunião com a diretoria, para juntos divulgação da candidatura. Já a publicidade assinarem um termo de cooperação. Todos os paulistana estaria acanhada. associados poderão estar preSegundo Nádia Campeão, sentes no ato. “O projeto é viável e a partir de 10 de junho, quanE mais uma vez Nádia do o Brasil fará em Paris a Campeão declarou que o muestá de acordo com segunda apresentação do pronicípio não irá desapropriar a as regras do Bureau” área. Questionado sobre a assijeto para o evento, um novo (Nádia Campeão) vídeo mostrará o potencial da natura do termo de cooperação, cidade. Haverá investimento o presidente do clube, Marcos em publicidade nos aeroportos durante a Copa Soares, considerou a proposta “positiva”. “Mas das Confederações, hotéis, revistas, jornais e será necessário nos reunirmos com a diretoria e, até na Jornada Mundial da Juventude, com a principalmente, com o conselho deliberativo. Tão presença do Papa Francisco. Além dos goverlogo isso ocorra, será solicitada uma nova reunião nos Municipal, Estadual e Federal, as emprepara alinharmos a questão”, garantiu.


1ÂŞ Quinzena de Junho 2013

www.folhanoroeste.com.br

17 07


08

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Junho 2013

Acontece na Região Noroeste Lapa

em programas habitacionais. Um muro foi construído para evitar novas invasões.  

Ponte dos Remédios tem novo nome

A proposta do vereador Toninho Paiva que acrescenta ao nome da Ponte dos Remédios uma homenagem à mãe do apresentador Milton Neves foi aprovada em 2ª discussão na Câmara Municipal e sancionada pelo prefeito Fernando Haddad (PT). A maioria dos moradores da região é contrária à mudança, pois a homenageada é de Minas Gerais. Como o projeto virou lei, a ponte passará a se chamar Carmem Fernandes Neves.  

Senhorita Júlia no Teatro Cacilda Becker

A montagem é baseada no texto de August Strindberg (1849-1912) que explora a disputa entre os sexos e as classes sociais em uma realidade repleta de contradições. A história retrata o embate entre uma jovem aristocrata e seu criado. Tudo o que acontece entre eles é acompanhado de perto pela cozinheira da família. QUANDO: de 7/6 a 14/7 – sextas e sábados, às 21h, e domingos às 19h. ONDE: Rua Tito, 295 – Lapa Ingressos a R$ 10.  

Pelezão oferece capoeira adaptada para a terceira idade

Pirituba/Jaraguá

Desde 2005, o Clube Escola Lapa realiza aulas adaptadas de capoeira para pessoas com mais de 60 anos. São duas aulas semanais dedicadas à terceira idade, onde os praticantes trabalham a motricidade e o condicionamento físico.  QUANDO: terças e quintas-feiras, às 8h30. ONDE: Rua Belmonte, 957 - Alto da Lapa. A atividade é gratuita.  

 4º Bate-papo sustentável debate o Casarão do Anastácio Encontro na Sabesp de Pirituba (17/5) teve como palestrante o antropólogo Edson Domingues, um dos responsáveis pelo tombamento do Casarão do Anastácio após 21 anos de luta para preservá-lo. A defesa do verde e do patrimônio histórico local foi motivada pela possível verticalização do bairro. Mesmo com o pedido de tombamento protocolado em 1992 e a compra do terreno pela construtora Tishman Speyer, o imóvel enfrentou anos de abandono. A empresa, por sua vez, promete transformar o Casarão em centro cultural, além de restaurá-lo - o projeto inclui também a construção de torres comerciais e shopping.  Após a ratificação do

Prédio na City Lapa é desocupado

Edificação localizada na Rua Princesa Leopoldina e paralisada há 17 anos por constar em área residencial foi desocupada no dia 13/5 pela Subprefeitura Lapa.  Os invasores que ocupavam o prédio de oito andares foram retirados do local com apoio da Polícia Militar e da Guarda Civil Metropolitana. Cerca de 78 núcleos familiares foram cadastrados

Fique sabendo... SP investe em tecnologia wi-fi

A Prefeitura está envolvida em projetos que visam disponibilizar wi-fi e tablets em diversos pontos da capital. A tecnologia, que já está sendo testada em ônibus, também passou a ser experimentada em dez táxis da cidade. Já os tablets serão distribuídos à população em praças e parques a partir de outubro, mediante a apresentação de RG – que ficará retido.  

Receba nosso informativo em seu e-mail, cadastre-se: folhanoroeste@folhanoroeste.com.br tombamento, a luta agora é pela abertura do Casarão à comunidade. ONDE: os bate-papos sustentáveis acontecem na Sabesp de Pirituba – Avenida do Anastácio, 2445.   Parque Taipas tem sistema de abastecimento de água precário

Há 30 anos a região não possui um sistema de abastecimento regular. Os moradores contam que a água chega às casas por meio de mangueiras alçadas por postes. É deste modo que as caixas d’água são cheias. Porém, nem sempre o abastecimento é garantido, pois as mangueiras furam por ficarem expostas ao tempo. Segundo a Sabesp, o fornecimento de água será regularizado até abril de 2014 devido às características topográficas do local que demandam quatro níveis de bombeamento e diversas intervenções.   Torneio de futsal mobiliza os moradores do Jaraguá

Será realizado no distrito do Jaraguá um grande torneio de futsal com o objetivo de integrar a juventude local ao esporte e afastá-la do mundo das drogas.  A iniciativa conta com o apoio da Polícia Militar, do Centro de Integração da Cidadania (CIC) Jaraguá, da Escola de idiomas Wizard e também do clube Tigres Futsal. QUANDO: dias 22 e 29 de junho/6 e 13 de julho. ONDE: Escola Estadual Oscar Blois/Rua Ângelo da Silva, 20 – Jaraguá.  

Freguesia/Brasilândia  Bispo Dom Milton visita o subprefeito Eduardo Peres Palia

No dia 14 de maio, o bispo diocesano da Região Noroeste, Dom Milton Kenan Júnior, esteve na Subprefeitura Freguesia/Brasilândia para assegurar o apoio do subprefeito Eduardo Peres Palia quanto às demandas das igrejas católicas da região. Durante o encontro, o bispo ressaltou a importância da regularização dos imóveis onde as igrejas funcionam. Segundo ele, os espaços são antigos, mas atendem às normas de segurança do Corpo de Bombeiros.  Para Januário Figueiredo de Almeida, chefe de gabinete da Sub, é necessário mudar a legislação.  CAT oferece cursos gratuitos do Pronatec

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) disponibiliza uma série de cursos gratuitos nas áreas administrativa, financeira, recursos humanos, corte e costura, moda, mecânica, elétrica de automóveis, solda, montagem e reparação de computadores, programação web, confeitaria, padaria, entre outras. Para participar basta comparecer à unidade CAT mais próxima com os seguintes documentos: CPF, Carteira de Trabalho e PIS. ONDE: Av. João Marcelino Branco, 95 - Vila Nova Cachoerinha.

Cidade terá duas megacentrais de triagem de material reciclável

Munícipes serão avisados sobre enchentes via SMS

Google poderá informar a velocidade dos ônibus da capital

Objetivo é aumentar a taxa de reciclagem na capital que não chega a 2% de tudo que é recolhido. Cada central terá capacidade para processar 250 toneladas de resíduos sólidos por dia. As concessionárias Loga e Ecourbis ficarão encarregadas pelo gerenciamento das unidades (Bom Retiro e Santo Amaro), cujas obras deverão ser concluídas até junho de 2014.

Caso o projeto do vereador Ricardo Young (PPS) seja sancionado pelo prefeito Fernando Haddad (PT), os paulistanos passarão a ser alertados via SMS sobre a iminência de desastres naturais, como enchentes e deslizamentos de terra. As mensagens de texto deverão ser enviadas com antecedência mínima de 24 horas e máxima de 2h aos celulares cadastrados.  

A Prefeitura de São Paulo está negociando com o Google a inclusão da velocidade dos ônibus municipais em seu site. Com esse serviço, o usuário do transporte público poderá calcular melhor qual linha e trajeto ele deverá seguir para chegar ao seu destino. Atualmente, o cálculo já é realizado para percursos feitos de carro, considerando o trânsito atual.  

 


www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Junho 2013

Os sinos soam tristes em Pirituba O grande empresário e cidadão piritubano Sérgio Marenco, que por décadas fabricou juntamente com seu sogro, Giácomo Crespi, milhares de sinos no bairro – estes considerados verdadeiras obras-primas de sonoridade -, faleceu no dia 6 de abril aos 82 anos. Sérgio Marenco desembarcou no Brasil na década de 50, vindo da Itália. Logo instalou-se no bairro de Pirituba, na fazenda Balthazar Fidelis, onde hoje se localiza o Jardim Santa Mônica, e construiu ali uma das mais antigas fábricas de sino do mundo. A tradição cultivada pela família nasceu em Crema, na Itália, onde o sobrenome Crespi era famoso desde 1498. No Brasil, Sérgio e seu sogro deram continuidade ao trabalho, contando com a experiência de Giácomo e a perícia de Marenco. Mais de 3 mil sinos foram fabricados no bairro de Pirituba nesses 50 anos pela família. Dentre eles, destacam-se o sino da Liberdade, de 1975, que está instalado na Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro do Ipiranga; os sinos confeccionados em homenagem à visita pastoral do Papa João Paulo ll ao Brasil – em 1980 - e, mais recentemente,

Foto: Arquivo da família

Empresário piritubano Sérgio Marenco falece aos 82 anos

os fabricados em parceria com seu filho, Roberto Marenco, que simbolizam o Marco da Paz, monumento idealizado por Gaetano Brancati Luigi. Estes exemplares, em especial, são encontrados no Pateo do Collegio, na Assembleia Legislativa de São Paulo e ainda na Avenida Mercedes, no bairro da Lapa.

Além de contribuir para o progresso de Pirituba, Sérgio Marenco participou de várias ações comunitárias, como as comemorações do Carnaval e festividades de 7 de setembro, e recebeu ainda diversas homenagens. Em 1982, durante o governo Paulo Maluf, foi homenageado por ingressar no Comércio Exportador. Já nos anos de 1995

e 1996, recebeu os títulos de cidadão honorário de São Paulo e cidadão piritubano do ano, respectivamente, e o “Diploma de Honra ao Mérito” pelo Lions Clube de São Paulo. Quatro anos depois, ele foi novamente homenageado com o troféu “Lupa Romana”, agora pela sua dedicação à comunidade italiana. O 4º Batalhão de Polícia Militar do Estado de São Paulo também o homenageou por diversas vezes, devido à sua representatividade local. A maior alegria de Sérgio Marenco era ouvir o toque do badalo que, dependendo do peso e do diâmetro do sino, ditava as notas musicais. Além dos sinos, ele amava o Pico do Jaraguá, tanto que sonhava em transformá-lo em ponto turístico. Para isso, pretendia instalar no local um teleférico, o maior sino a ser fabricado por ele e um museu para manter viva essa tradição, mas infelizmente a ideia não foi aceita pelos órgãos públicos. Em 2009, ele também esteve no programa do Jô Soares, onde conversou sobre sua trajetória de vida e os segredos de sua arte – transmitida de pai para filho. O piritubano Sérgio Marenco foi casado com Giuseppina Crespi e teve quatro filhos: Pier Giorgio, Roberto, Sérgio e Flávio. A Fabricação dos Sinos Crespi está localizada à Avenida Santa Mônica, 447. Hoje, cabe a Roberto Marenco manter viva a tradição.

Informe Publicitário

10

Anuncie: 3902-2747 | comercial@folhanoroeste.com.br


12

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Junho 2013

Por Priscila Perez

Pirituba recebe nova unidade do CAT

Foto: Edson Vieira

No mesmo local foi inaugurada a unidade piloto da Agência SP de Desenvolvimento

A

Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo inaugurou no dia 20 de maio a unidade Pirituba/Jaraguá do Centro de Apoio ao Trabalho (CAT). Instalado na Praça de Atendimento da Subprefeitura de Pirituba (Avenida Dr. Felipe Pinel, 12), o novo espaço disponibiliza aos trabalhadores locais diversos serviços voltados à inserção no mercado de trabalho, como emissão de documentos e cadastramento para vagas de emprego. No local também foi inaugurada a unidade piloto da Agência SP de Desenvolvimento, uma parceria entre a Caixa Econômica Federal e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) que prevê apoio jurídico, contábil e financeiro a empreendedores locais. “É uma espécie de Poupatempo do microempreendedor”, resume o prefeito Fernando Haddad (PT).

O objetivo é que todas as 31 subprefeituras da cidade tenham uma praça de atendimento como essa, com postos de instituições bancárias e de serviços exclusivos para micro e pequenos empresários. “Queremos que São Paulo saia do marasmo e não seja hostil ao empreendedorismo”, afirma o Secretário Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo Eliseu Gabriel. Segundo ele, o empreendedor terá acesso facilitado a cursos de qualificação, formalização de pequenos negócios e microcrédito – disponibilizado pela Caixa Econômica Federal no valor de R$ 15 mil. O CAT Pirituba funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na Praça de Atendimento da Subprefeitura Pirituba/Jaraguá. A nova unidade tem capacidade para atender 150 pessoas ao dia. Veja esta e outras matérias em nosso portal: www.folhanoroeste.com.br


1ª Quinzena de Junho 2013

www.folhanoroeste.com.br

Saúde

17 13

RADIOGRAFIA PANORÂMICA: CHECK-UP E PREVENÇÃO

Geos - Grupos de Estudos Odontológicos e Serviços crosp 3.692 Equipe de especialistas, mestres e doutores em todas as áreas da Odontologia Cd responsável: Prof. Dr. João Bausells crosp 4328. Reconhecido pelo MEC portaria 965 – DOU 15/10/07

A radiografia panorâmica é um dos mais importantes exames complementares que o Cirurgião Dentista lança mão durante um tratamento odontológico. A simplicidade da operação, a ampla cobertura de área examinada, a capacidade de projetar estruturas anatômicas, a baixa dose de radiação, além do baixo custo financeiro para o paciente, fazem dela um instrumento fundamental no consultório odontológico. A radiografia panorâmica possibilita a maior visualização do complexo maxilo-mandibular numa só tomada radiográfica. É bastante indicada na prática odontológica por permitir uma visão panorâmica e geral de muitas estruturas anatômicas de interesse do cirurgião-dentista, sendo a radiografia odontológica que mais permite o diagnóstico de ‘achados radiográficos”, que na odontologia significa: “diagnosticar uma determinada patologia sem imaginar que ela possa existir”. Sim, porque em grande número de casos de lesões ósseas e de tecidos moles, como cistos, lesões cancerígenas, dentes supranumerários, mesiodens, agenesia (falta do germe dentário), mau posicionamento de dentes do siso, lesões de ápice dentário, entre outros, o paciente relata nunca ter sentido ou percebido nada de diferente.

Basicamente a radiografia panorâmica pode: • Fornecer melhores subsídios radiográficos para procedimentos cirúrgicos • Avaliação inicial, progressiva e final do tratamento ortodôntico • Informações sobre crescimento e desenvolvimento em crianças • Visualização de lesões císticas ou tumores • Medições bidimensionais para implantodontia • Documentação histórica do paciente • Avaliação dos processos condilares (articulação têmporo- mandibular) • Presenças de corpos estranhos. Portanto, ao iniciar um tratamento dentário, o dentista deve ter o cuidado de solicitar esse exame tão importante. Lembramos a todos que aqui, no GEOS, temos um moderno aparelho de RX Panorâmico Digital, cujo resultado sai na hora, indo direto aos computadores dos dentistas em suas salas de atendimento. Isso facilita muito o tratamento e poupa o tempo do paciente que não precisa se deslocar para realizar o exame radiográfico. Fiquem atentos à sua saúde e lembrem-se que a prevenção é sempre melhor negócio!

Dra. Rosilaine C. P. Nassar Clinica-Geral Crosp: 65.899

Dr. Fabio Reginato Cirurgia Crosp: 75.017

Dente do siso provocando a destruição (reabsorção) da raíz do 2º molar

Informações e Consultas site: www.clinicageos.com.br e-mail: odontogeos@yahoo.com.br

Lesão cística na mandibula

Fonte: Hupp, James R. “Cirurgia Oral e Maxilofacial Contemporâneo” 2009

Rua Luiz Elias Attie, 489 - Parque São Domingos - São Paulo/SP - Fones/fax: 3904.4774 / 3906.0736 / 3904.6649


14

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Junho 2013

Distritais Lapa e Noroeste empossam novas diretorias

Fotos: Edson Vieira

perintendente o empresário Valnoy Pereira Paixão. A Diretoria Executiva da Distrital Lapa é formada também por Therezinha Penteado Oliveira (diretora 1ª vice-superintendente), Arlindo Galgaro (diretor 2º vice-superintendente), JácoDistrital Noroeste mo Spampinato Neto (diretor 1º secretário) e Edison de Nos dias 22 e 23 de maio, as Distritais Oliveira (diretor 2º secretário). Na DistriLapa e Noroeste da Associação Comer- tal Noroeste, Cipriano Gomes (diretor 1º cial de São Paulo (ACSP) reempossaram vice-superintendente), William Teotônio seus superintendentes para a gestão 2013- Alves (diretor 2º vice-superintendente), 2015.  Dimitrie Josif Gheorghiu e Valnoy Heitor Giamondo Júnior (diretor 1º secrePereira Paixão seguem à frente das regio- tário) e Edson Vieira (diretor 2º secretário) nais, bem como suas respectivas diretorias. compõem a diretoria. As solenidades foram realizadas nas sedes das distritais (Rua Pio XI, 418 – Alto da Lapa e Rua Luis Braille, 08 – Pirituba) com a presença de personalidades locais, entre políticos e autoridades da região noroeste. Em Pirituba, o coral composto por funcionários dos Correios embalou a Distrital Lapa cerimônia que reconduziu ao cargo de su-

Hospital da Brasilândia já tem novo endereço A falta de leitos hospitalares no distrito da Brasilândia é um problema já identificado pela administração pública. Na gestão Gilberto Kassab (PSD), embora a construção de um hospital municipal na região estivesse entre suas promessas de campanha, o problema ficou sem solução. Agora, é a vez de Fernando Haddad (PT) desengavetar o projeto e finalmente concretizá-lo. Logo quando assumiu a Prefeitura, o petista reiterou que pretende construir até o final de sua gestão três hospitais, sendo um deles na Brasilândia. “Esses hospitais estão nos esperando há

dez anos e não há sequer decreto de utilidade pública [DUP]”, disse o prefeito em visita a Parelheiros, que também deve ganhar um hospital. O decreto citado por ele naquela ocasião foi protocolado no Diário Oficial da Cidade em 10 de maio, declarando de utilidade pública uma área de 57 mil metros quadrados na Brasilândia para a implantação do hospital. No documento, entretanto, não há qualquer menção ao endereço que será desapropriado ou adquirido. Uma das possibilidades é a Rua Domingos Vega, onde já seria construída a unidade hospitalar.


Ensino

Espaço Canello Marques

Dia das Mães N

o dia 17 de maio, os alunos de 5º e 6º ano homenagearam as mães com apresentações teatral e musical. Logo após, as mães participaram de uma oficina junto com seus filhos. No dia 18 de maio, foi a vez dos alunos da Ed. Infantil e 1º ao 4º ano que dançaram, cantaram e encantaram as mamães presentes com músicas do Rei Roberto Carlos e teve a presença ilustre do “cover” do rei - representado pelo professor Daniel (Ed. Física). Esta homenagem foi apenas uma pequena forma de agradecer por vocês existirem em nossas vidas. Parabéns mamães!

Museu Catavento N o dia 22 de maio, os alunos dos 9 anos visitaram o museu Catavento que é localizado no palácio das Indústrias, antiga sede da prefeitura da cidade de São Paulo. Foram feitos os roteiros programados: Vida, Ecologia e Engenho, todos eles monitorados com explicações relevantes aos estudantes. Na área Vida, foram vistos animais marios

nhos e insetos, em Ecologia foram realizados jogos e bate-papo sobre a preservação do planeta e sustentabilidade e na sessão engenho foram realizados diversos experimentos de  Física. Isto sem contar com o pátio externo onde havia várias peças em exposição, como trens, vagões, aviões e até canhões navais, todos originais e que já estiveram em uso.

Sítio do Carroção N os dias 24, 25 e 26 de maio, os alunos de 1º ao 5º ano realizaram uma excursão ao Sítio do Carroção localizado na cidade de Tatuí-SP. Esta viagem proporcionou aos alunos o estudo do meio através de inúmeros projetos pedagógicos oferecidos pelo sítio, dentre eles: O Elo Perdido, Trilha do “Indiana Jo-

nes”, Bio Planeta, Spazukamonaring, Planeta Terra, Baby Zoo / Teleférico, O Enigma da Pedra e Náutico. Há seis anos o Colégio oferece a oportunidade dos alunos vivenciarem estas “aventuras” instrutivas que ficarão na mente deles por muito tempo.


O que significa errar?

S

empre tivemos a ideia distorcida sobre o erro. Os jovens têm medo de falhar, porque não os ensinaram que perder ou ganhar faz parte do processo. É preciso ter uma atitude diferente diante do erro. Na verdade, errar sempre  será uma característica  humana, e como tal, não pode ser tratada como incapacidade, deve ser vista como um caminho para o acerto, um momento de reflexão. É na frustração e no desconforto do erro que se fixa algo na memória, pois no momento em que se reconhece o erro e o aceita, automaticamente, busca-se uma nova alternativa para a superação, isto nos leva à compreensão e a um novo desafio. Neste momento, a ação deixa de ser meramente mecânica. Entendo que o erro deve ser encarado de pontos de vista distintos. Destaco, por um lado, a imposição da sociedade. Esta impõe que não se pode falhar, que não podemos errar e qualquer erro pode ser punido de forma exemplar. Não podemos, portanto, fracassar! Aprendemos isso desde pequenos. É natural olharmos o ato de errar como grave, ou passível de punições. Muitas vezes, nós adultos erramos e perante a sociedade não podemos admitir, pois aprendemos que admitir uma

falha é humilhação. Pedir desculpas é obrigação do outro, afinal, se não consigo assumir meu erro, por que tenho de pedir desculpas? Devemos ver o erro como uma tentativa de acerto, logo como fator de aprendizado. Sentimos, porém, a falta de alguém que nos oriente e nos ajude a organizar em nossa mente o que deve ser feito com o erro. Outra visão do erro é a educacional. Na sala de aula, o erro deve ser considerado como uma tentativa do aluno de chegar a um acerto em busca da construção do conhecimento, porque é do erro que surgem novas soluções. O ato de errar leva à aprendizagem, momento em que o aluno tem a liberdade para ter as suas próprias experiências. O importante é incentivar o aluno a responder, exercitar a atividade mental e a criatividade sem deixá-lo constrangido. Nesse momento, cabe ao professor ser mediador, caminhar junto com a turma levando à troca de informações e construção de conceitos importantes. Durante jogos em sala de aula, por exemplo, podemos perceber a resistência que os envolvidos com o jogo têm em relação à preocupação com o fato de perder e se expor perante o grupo. Neste momento, o professor deve atuar como mediador de uma reflexão e

parar para ouvir opiniões, fazendo com que os alunos possam refletir e mudar. Já numa situação de avaliação, o medo de errar é tanto que faz com que os estudantes transformem perguntas simples em verdadeiros enigmas. Quando somos exigidos em situação avaliativa, de maneira inconsciente, a pressão para estudar acontece somente na semana da prova. Isto ocorre por não se ter o hábito de estudo diário com revisões de conteúdo. Alunos enxergam a avaliação como um ato de punição e não como mais um momento de aprendizagem. É neste momento da avaliação que podem ocorrer erros e a partir deles é que o professor poderá refletir e rever suas estratégias, melhorando ainda mais as aulas e por consequência fazendo com que o aluno desperte a possibilidade de aprender com o erro. Algumas vezes os alunos se sentem pressionados por não quererem decepcionar os pais e com isso seus erros são acentuados, justamente porque o medo acaba bloqueando o aprendizado. É preciso tirar este rótulo e só conseguiremos isto com estudos e conversas diárias, fazendo com que as crianças entendam que precisam apenas fazer o melhor que

souberem, claro que com muita dedicação e responsabilidade que é bem diferente do medo de errar ou querer agradar. Hoje conseguimos ter uma visão mais aberta sobre o assunto e devemos trabalhar a proposta do aprendizado a partir do erro não só na educação escolar, mas também na educação dos nossos filhos para que estes não tenham medo de errar, mas sim consciência para assumir e corrigir um erro. Se bem trabalhado na infância, na fase adulta o erro deixará de ser apenas frustração, mas será a motivação para encontrar caminhos melhores, novas soluções, mais tolerância e menos desrespeito com o outro na vida em sociedade. “O único homem que está isento de erros é aquele que não arrisca acertar” Einsten

Angela Ceretti Professora de Ciências e Matemática do 5o ano do Ensino Fundamental Anos Iniciais do Colégio Canello Marques


18

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Junho 2013

por Priscila Perez

Prefeitura espera arrecadar R$ 2 bi com Operação Urbana Água Branca

EXPO 2020

Venda de potencial adicional de construção vai viabilizar a reurbanização local

As Comissões de Finanças/Orçamento e Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente da Câmara Municipal realizaram nos dias 16 e 22 de maio duas audiências públicas para debater o  Projeto de Lei 505/2012, que altera certos aspectos da Operação Urbana Água Branca.   Durante os debates, a Prefeitura assinalou que pretende arrecadar cerca de R$ 2 bilhões com a venda de potencial adicional de construção. Ou seja, o estoque local aumentaria em 650 mil m².  O texto, entretanto, foi novamente criticado por representantes do bairro por não detalhar as novas diretrizes da operação urbana. Segundo Lucila Lacreta, do Movimento Defenda São Paulo, não constam no projeto os custos e a prioridade com que serão executadas as obras. “Não será um bairro qualificado. Vai ser um bairro verticalizado e sem qualidade de vida”, rebateu a urbanista, referindo-se à ausência de equipamentos públicos no projeto. A população também questionou se o

montante será realmente revertido em qualidade de vida e infraestrutura aos moradores, pois até hoje somente 8% dos R$ 335 milhões arrecadados desde 1995 pela Operação Urbana Água Branca foram devidamente aplicados na região. Também nunca se investiu na construção de moradias populares, igualmente previstas no projeto original. A ideia agora é tirá-las do papel. Para os vereadores, deve-se garantir que sejam construídas habitações para diferentes faixas de renda, o que inclui as Habitações de Interesse Social (HIS), além da reurbanização de favelas e a oferta de apartamentos de 42 m². Entretanto, a valorização da região pode elevar o valor dessas edificações, limitando o acesso da população. O PL ainda precisa passar por nova votação na Câmara para ir à sanção do prefeito Fernando Haddad (PT). Veja esta e outras matérias em nosso portal: www.folhanoroeste.com.br

Estamos muito próximos da escolha da cidade sede da Exposição Mundial 2020, que se dará em novembro de 2013, em Paris. São Paulo está concorrendo com Dubai, nos Emirados Árabes; Ekaterinburgo, na Rússia; Izmir, na Turquia; e Ayuthaya, na Tailândia. Há rumores de que esta última candidata desistirá antes mesmo de novembro e, se isso acontecer, não significa vantagem para nenhuma das demais concorrentes, até porque sua rejeição já é tida praticamente como certa. No dia 10 de junho próximo, será oferecido em Paris um jantar festivo para vários convidados, onde estarão presentes os delegados dos países com direito a voto, possivelmente no belo e famoso Palais de Chaillot, com vista para a Torre Eiffel. No dia 12 de junho, ainda em Paris, será a vez da apresentação da cidade de São Paulo para os delegados presentes e outras autoridades. Já nos dias 19, 20 e 21 de setembro, são esperados para um simpósio em São Paulo pelo menos 110 dos 162 delegados dos vários países envolvidos. Sem dúvida alguma, esse é um grande momento para se fazer uma recepção organizada, bonita, calorosa e convincente, so-

bretudo porque as cidades concorrentes estão fortemente empenhadas na campanha para conquista de votos. São Paulo precisa dessa vitória, e Pirituba só tem a ganhar, não só pelo fato de lhe colocar no centro dos grandes acontecimentos, como também pela melhoria considerável na infraestrutura geral, no transporte, moradia, escola, saúde, emprego, inclusão social, meio ambiente e muito mais. Vale lembrar que, para tudo isso acontecer, o Centro de Convenções deverá estar construído, o que também é um equipamento de magna importância para a região e de extrema necessidade para São Paulo, cidade dos grandes eventos empresariais e de consagrada vocação para os negócios nos mais variados segmentos. Vamos apoiar esta causa, pensando em nosso futuro e, principalmente, no futuro das próximas gerações.

Valnoy Pereira Paixão Diretor superintendente Distrital Noroeste Rua Luis Braille, 08 Tel:. 3831-8454 / 3831-8336 / 3831-2369 E-mail: dnoroeste@acsp.com.br


1ª Quinzena de Junho 2013

www.folhanoroeste.com.br

17 21

por Priscila Perez

Rodízio cresce 240 km e abrange avenidas da periferia Projeto da CET tem como objetivo reduzir o trânsito em 20%

Q

ual seria a melhor alternativa para melhorar a eficiência do rodízio de veículos na cidade? Entre restringir a circulação de mais veículos diariamente ou aumentar a vigência do rodízio para dois dias, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) aposta em uma terceira alternativa: incluir 240 km de vias na zona de restrição. A solução foi obtida com a simulação de diferentes cenários na cidade, tendo como objetivo aumentar a fluidez no trânsito paulista. Segundo o estudo, os congestionamentos diminuiriam até 20% com a extensão do rodízio a avenidas que hoje não fazem parte do centro expandido, como Inajar de Souza e Washington Luís. Neste caso, o ganho na velocidade média dos veículos seria de 15%, passando de 17,3 km/h para 20 km/h. As vias que passariam a fazer parte do sistema são do tipo arterial, com duas ou mais faixas por sentido. O projeto, entretanto, ainda não tem data para sair do papel e só deve ser implantado na capital quando a oferta de transporte público for maior, garante a Prefeitura de

São Paulo. ”Preciso me debruçar nos estudos dos técnicos da CET para manter como está ou alterar o rodízio sem causar transtornos”, pondera o prefeito Fernando Haddad (PT). No entendimento da CET, as hipóteses de ter dois ou mais dias de proibição ou mais finais de placas “restritos” à circulação diária são consideradas menos efetivas, pois causariam desconforto aos motoristas sem reduzir o trânsito de forma significativa. “Embora as lentidões possam ser menores com quatro finais de placas proibidos, este tipo de rodízio tem um grau de desconforto muito maior para os usuários, na medida em que mais pessoas deixam de realizar viagens”, afirma a CET. Nas zonas norte e oeste, as seguintes avenidas poderão ser incluídas no rodízio: Brás Leme, Eng. Caetano Álvares, Inajar de Souza, Gen. Edgar Facó, Gen. Ataliba Leonel, Eliseu de Almeida, Prof. Francisco Morato, Lineu de Paula Machado, Escola Politécnica e Jorge João Saad. Veja esta e outras matérias em nosso portal: www.folhanoroeste.com.br

Anuncie: 3902-2747 comercial@folhanoroeste.com.br


22

www.folhanoroeste.com.br

e-mails do leitor

Envie para contato@folhanoroeste.com.br ou folhanoroeste@folhanoroeste.com.br com as seguintes informações: nome completo, telefone para contato e endereço.

Atendimento médico ao idoso

Veículo parado há dias no mesmo local

Em fevereiro deste ano, meu avô de 88 anos foi internado no Hospital Penteado. Passados mais de 20 dias, ele teve alta médica e voltou para casa com as sequelas dos problemas de saúde: sonda para alimentação e demência por conta do Mal de Alzheimer. Devido à gravidade do caso, buscamos a AMA Pereira Barreto, unidade que atende o nosso endereço. Consegui que um médico viesse visitá-lo após intervenção do jornal Agora, mas ele não pôde nos ajudar em muita coisa, já que na unidade na qual trabalha não existe o programa Saúde da Família. No dia 3 de abril, meu avô faleceu. Um dos motivos foi uma pneumonia que não conseguimos identificar. Agora, minha avó, uma senhora de mais de 90 anos, com sequelas de diversos AVCs e cadeirante, precisa de atendimento domiciliar. Em reunião no dia 8 de abril na AMA Pereira Barreto, soube que o principal problema da unidade é a falta de funcionários. Muitas vezes, o que ocorre é o acúmulo de função. Moro em Pirituba, onde a população de idosos é bem grande. O que devemos fazer para que eles recebam o devido atendimento de saúde? Precisaremos esperar por mais óbitos para que essa situação mude? Um tempo depois, minha avó foi atendida na unidade citada. Sabe o que o médico disse: “Rezem para que ela consiga esse atendimento”. Meus avós sempre trabalharam, pagaram impostos e ajudaram a construir o local onde eles moram. Tudo isso para terminarem a vida sem atendimento médico básico. Esse é o desabafo de uma neta que perdeu uma das pessoas mais importantes da vida dela e que logo vai perder mais uma. Márcia Batista

Quero em nome dos moradores da Rua Luiz Simões, no bairro do Piqueri, fazer uma denúncia. Há mais de um mês um veículo azul da marca Chevrolet encontra-se estacionado no mesmo local. Este carro estava em uma garagem próxima, o dono deixou de trabalhar no local e seu veículo foi colocado na rua citada. Acontece que ele já está na rua há dias e parece que foi abandonado, pois está se desmontando aos poucos. Os moradores já ligaram para a CET e Prefeitura, mas até o momento não foram atendidos. O veículo tem ratos dentro, que também estão invadindo as casas próximas – para desespero dos moradores. Maria Lúcia de Andrade

Resposta

Assessoria de Imprensa Secretaria Municipal de Saúde A Coordenadoria Regional de Saúde Norte (CRSN) informa que a paciente J.A.S. esteve na unidade no dia 6 de maio de 2013 e retira fraldas regularmente. Ela recebe visita domiciliar pela equipe de enfermagem a cada 15 dias, onde lhe é fornecido o material de curativos desde 25 de março de 2013. O esposo faleceu no fim do mês de abril. Histórico. Em 25/3, um médico clínico e uma enfermeira estiveram na residência do casal. Durante a visita, foi feito o cadastramento dos pacientes para o recebimento de fraldas e materiais para curativos. No dia 9/4, a paciente passou por consulta com psiquiatra para tratamento contra insônia. O transporte foi providenciado pela própria unidade. Cabe ressaltar que o médico e a enfermeira orientaram a família e os cuidadores, e se colocaram à disposição para eventuais dúvidas ou necessidades.

2ª Quinzena de Maio 2013

• Veja como enviar seu e-mail

Resposta

Assessoria de Imprensa Subprefeitura Pirituba/ Jaraguá Em atenção à solicitação, a Subprefeitura Pirituba/Jaraguá esclarece que o referido veículo foi removido do local em 18/04/2013.

Mais iluminação no bairro Estou indignado com o descaso dos órgãos competentes quanto à iluminação de rua. Moro há 56 anos em Pirituba, na rua Dr. João Batista Bernardes Lima – Chácara Inglesa, um dos primeiros bairros da região. O descaso é tamanho a ponto de até o momento não terem trocado as lâmpadas. Nas ruas secundárias da Chácara Inglesa e nos bairros vizinhos, como Jardim Líbano e Jardim Felicidade, o serviço foi devidamente efetuado. Vejo também que nesses bairros foram colocados cestos de lixo nos postes, mas na minha rua – que corta praticamente toda a Chácara Inglesa - nada foi feito. Gostaria de obter uma resposta digna de crédito! Na esquina onde moro, início da Rua Marcos Frankenthal, a lâmpada foi trocada pela amarela, mas ela vive mais apagada do que acesa. O problema tem anos e nunca fizeram o conserto. A equipe vem à noite, liga a lâmpada e cinco dias depois ela se apaga. Como se não bastasse, um imóvel em frente à minha casa está abandonado, destruído pelo tempo e depredadores de rua. O terreno baldio virou criadouro de ratos e mosquitos da dengue. Nem calçada tem! A escuridão à noite é medonha. Até quando vamos aguentar isso? Encaminhem esta reclamação para gente competente e que definitivamente resolva os problemas do nosso bairro!  Jurandir Devecchi

Resposta

Secretaria Municipal de Serviços (via Ilume) e Assessoria de Imprensa Subprefeitura Pirituba/ Jaraguá Em relação à Rua João Batista Bernardes Lima, na Chácara Inglesa, a Secretaria infor-

ma que será realizado um projeto de remodelação, com a substituição das 23 lâmpadas de mercúrio existentes por lâmpadas de vapor de sódio, que produzem mais luminosidade e gastam menos energia. Já a Subprefeitura Pirituba/Jaraguá esclarece que já consta ação fiscal em andamento referente à necessidade de serviços de manutenção do passeio e execução de limpeza do terreno citado, tendo sido o proprietário intimado e autuado quanto à realização dos serviços.

bancos no terminal e os assentos de concreto existentes não são confortáveis. As mensagens de horários no painel eletrônico também poderiam ser estáveis. À noite e nos finais de semana, nota-se uma demora dessas mensagens. Já a lotação Perus/Lapa poderia passar internamente pelo terminal, já que os pontos externos são distantes. Realizem pesquisas práticas com os usuários – eles certamente manifestarão boas ideias. Antonio Claudio Mininelli

Denúncia de irregularidades

ATENÇÃO: A FN tentou entrar em contato com a SPTrans (São Paulo Transporte), mas até a presente data não obteve resposta sobre o caso.

Quero destacar aqui algumas observações que tenho feito em meu bairro, a começar pela Rua Benedito Gama Ricardo, em Pirituba. As calçadas estão ocupadas por árvores que impedem a passagem de pedestres e os obriga a trafegar no meio da rua, o que não é permitido. Também há mesas e cadeiras de bares na rua, que ocupam as calçadas nos finais de semana, e carros de agências estacionados no local. A rua também está mal conservada, em péssimas condições. É vergonhoso! Senhores fiscais: em vez de fiscalizarem obras residenciais aqui em nosso bairro, vamos fiscalizar as ruas e calçadas. E de preferência nos finais de semana também! Mônica Souza

Resposta

Assessoria de Imprensa Subprefeitura Pirituba/Jaraguá A Subprefeitura Pirituba/Jaraguá esclarece que a rua citada será incluída no cronograma de vistorias da Supervisão Técnica de Fiscalização para serem providenciadas as ações fiscais necessárias quanto às calçadas e bares citados.

Desabafo de um cidadão Gostaria de dizer que a antiga Rua Pirituba está abandonada pela Subprefeitura. Existem vários postes sem iluminação ou com iluminação precária, além de um terreno mal cuidado próximo ao ponto final do Mangalot, com árvores sem poda que deixam parte da rua muito escura. Isso facilita que os marginais assaltem as pessoas e furtem carros estacionados no local. Eu mesmo há alguns meses fui furtado nessa rua. Levaram o estepe e meu som automotivo. Também soube que várias pessoas foram assaltadas na região. Rui Batista

Vamos dinamizar e renovar o terminal de ônibus de Pirituba As linhas 8008/Santa Mônica e 917h/ Vila Mariana, ao saírem, percorrem o mesmo trajeto por 2 km na Av. Mutinga. Por isso, poderiam ficar uma do lado da outra no Terminal Pirituba, proporcionando uma melhor opção para o usuário. É notável a falta de

Parque Pinheirinho D’água agoniza sem infraestrutura adequada Após denúncias, a reportagem da Folha Noroeste foi averiguar as condições de preservação do Parque Pinheirinho D’água, localizado no distrito de Jaraguá. Atualmente, o parque enfrenta falta de água, iluminação e segurança precária.

Resposta

Assessoria de Imprensa Secretaria do Verde e Meio Ambiente Em resposta à reportagem publicada pela Folha Noroeste, a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente informa que já foram providenciados a capinagem do mato, a regularização das ligações hidráulica e elétrica, além dos processos de reforma e manutenção do parque.

Ponto viciado Recebi a Folha Noroeste, como sempre faço, com alegria e interesse. Sobre a manchete de capa “Desinformação ou falta de cooperação?”, acredito que são as duas coisas. Falta de cooperação porque uma parcela da população não tem a mínima consideração pela cidade e desinformação porque não se vê por parte da Prefeitura uma campanha que leve ao conhecimento da população a existência dos Ecopontos. Nos pontos viciados, se vê uma placa de madeira com o aviso “É proibido jogar lixo – sujeito a multa”. Oras, e quem dá importância à placa? Ninguém. A minha sugestão é que coloquem uma placa maior com os endereços de todos os Ecopontos da região. Por exemplo, na Rua Dr. Teodolindo Castiglione, altura do nº 300, há uma placa com os mesmos dizeres, quando na verdade deveria existir outra com o endereço do Ecoponto à Rua Vigário Godói. Assim, teríamos alguns desses sujismundos sensibilizados e, quem sabe, eles passariam também a cooperar com a nossa cidade. Cezar Pezenatto


1ª Quinzena de Junho 2013

www.folhanoroeste.com.br

Começa o Festival de Sopas 2013 na Ceagesp O evento mais tradicional da cidade está de volta ao roteiro gastronômico paulista. No Festival de Sopas da Ceagesp, o visitante pode saborear uma infinidade de pratos quentes por apenas R$ 26,90, desde as famosas sopas de cebola e cebola gratinada – que estão disponíveis durante todo o evento – até os sofisticados Caldo  de Feijão com aroma de Cachaça e Creme de Alho-Poró com Queijo. Mas atenção: os sabores das sopas são

trocados a cada semana. Há ainda opções de vinhos, sucos, pães, queijos, refrigerantes e sobremesas, que são cobrados separadamente. O festival funciona as quartas, quintas e domingos, das 18h à meia-noite, e sextas e sábados, das 18h às 2h. QUANDO: até 18 de agosto. ONDE: Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina. Entrada pelo Portão 3. Mais informações pelo site www.festivaldesopasceagesp.com.br.

Governo investe R$ 852 mil no Parque Estadual do Jaraguá O Parque Estadual do Jaraguá, um dos mais tradicionais cartões postais da região, receberá ao longo dos próximos meses uma série de melhorias estruturais com o objetivo de revitalizá-lo. Segundo o secretário estadual do Meio Ambiente, Bruno Covas, o investimento previsto é de R$ 852 mil. Entre as melhorias previstas estão a ampliação dos postos de monitoria e vigilância, a atualização da sinalização

do parque e suas trilhas, a implantação de estações de ginástica, a recuperação da Trilha do Pai Zé, a ampliação do estacionamento, além da reforma da quadra poliesportiva, quiosques e churrasqueiras. Esta é a primeira fase das obras. ONDE: Rua Antônio Cardoso Nogueira, 539  - Vila Chica Luiza Dias e horário de funcionamento:  de segunda-feira a domingo, das 7h às 17h

17 23


24

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Junho 2013

Gastronomia

Veja mais sugestões de pratos para o Dia dos Namorados em nosso portal www.folhanoroeste.com.br; clique em cadernos – Culinária

Cuide bem do seu amor

From your valentine

No Dia dos Namorados, arrebate o coração de quem você ama com comidinhas caseiras de dar água na boca. O jantar promete fortes emoções

Frango sofisticado para dois

Crepe de chocolate com sorvete

Por Empório Manjericão

Ingredientes
 200 g de filé de frango orgânico Korin
 20 g de castanha de caju granulada
 200 g de batata em fatias grossas
 5 g de alecrim fresco
 15 g de manteiga de ervas (comum misturada com ervas finas) 
 100 ml de molho rôti (50 ml de caldo de carne e 50 ml de vinho tinto) 
 50 g de laranja
 10 g de mel
 Pimenta e sal a gosto



Conhecido como Valentine’s Day, o Dia dos Namorados é uma homenagem direta à história de São Valentim, que foi preso por desobedecer ao imperador romano Claudius II. Na prisão, o bispo que teimava em celebrar casamentos durante as guerras conheceu Asterius, a filha cega de seu carcereiro, e se apaixonou. A conhecida expressão “from your valentine” (do seu namorado) foi usada por ele em uma carta de despedida.

Ingredientes Modo de preparo


Tempere o filé de frango com sal, pimenta e azeite. Grelhe o frango de todos os lados, jogue a castanha de caju por cima e leve ao forno por cerca de 10 minutos. Cozinhe a batata com sal e, quando estiver cozida, retire do fogo. Em uma frigideira preaquecida, derreta a manteiga com ervas e refogue as batatas. Tempere com sal a gosto e finalize enfeitando com alecrim. Por último, esquente o molho rôti e cozinhe por 15 minutos com as laranjas pré-assadas no mel. Regue o frango com o molho e sirva com as batatas.

Dica do Chef No dia mais romântico do calendário, vale servir um bom espumante em substituição ao champanhe. Muitos nacionais apresentam a mesma qualidade dos tradicionais espanhóis e argentinos, além de serem mais baratos. A dica é apostar no proseco, mais leve e adocicado. E o melhor: combina muito bem com frutas secas e morango.

Crepe 100 g de farinha 1 colher (sopa) de açúcar 200 ml de leite 1 ovo 1 colher de sobremesa de manteiga 1 pitada de sal   Molho de chocolate 100 g de chocolate em pó 50 g de açúcar 1 colher de sopa de manteiga 150 ml de café forte Gelado de noz (ou outro que ligue bem com o chocolate)

  Modo de preparo

• Crepe: Misture a farinha com o açúcar e junte o leite, ligeiramente batido com o ovo.

Mexa bem para ligar os ingredientes. Adicione a margarina derretida e tempere com uma pitada de sal. Bata até obter um sumo liso e sem grumos. Deixe repousar pelo menos 30 minutos, para evitar que a massa fique elástica. Aqueça uma frigideira antiaderente e unte com manteiga. Quando estiver bem quente, deite um pouco de massa na frigideira, fazendo-a rodar de modo que a massa cubra todo o fundo numa película fina. Leve ao fogo e deixe cozer de um lado. Quando estiver dourado, volte o crepe para cozinhá-lo do outro lado.  Ao final,  coloque em um prato e repita as operações até acabar a massa. • Molho: Misture o chocolate em pó com o açúcar e dissolva-o com o café. Junte a margarina e mexa até estar derretida e bem dissolvida no chocolate. Sirva os crepes dobrados em quatro, com bolas de gelado regadas com o molho de chocolate quente.


1ÂŞ Quinzena de Junho 2013

c

Acesse nosso Portal

www.folhanoroeste.com.br

www.folhanoroeste.com.br

17 25


26

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Junho 2013

Cotidiano

Por Eduardo Fiora (Agência Território Noroeste)

pública, Michel Temer (PMDB), atua com o objetivo de propiciar a saída do morador em situação de rua da região e promover o retorno ao convívio da família e da comunidade. Nesse sentido, o trabalho desenvolvido é socioeducativo e consiste “na identificação, aproximação, escuta e encaminhamento das pessoas que aceitam para a rede de proteção social, como Centros de Acolhida, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Serviços de Acolhimento Institucional (Abrigos), além de Espaços de Convivência e Saúde”.

Sem-teto ainda aguardam por nova política social Leopoldina enfrenta grave problema de exclusão social. Parte da população em situação de rua critica o sistema de acolhida e prefere continuar ao relento

P

ben e os baixos do viaduto Mofarrej (proximidades da Ceagesp), a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) retira da gaveta um velho diagnóstico e aponta soluções imediatas que, ao longo dos últimos oito anos, se mostraram inadequadas. Em nota, a SMADS avalia que “a proxi-

midade da Ceagesp - que oferece a possibilidade de pequenos serviços e coleta de material reciclável - e a existência de uma Cooperativa no local são fatores que contribuem para a concentração da população de rua”. A secretaria, que tem como titular Luciana Temer, filha do vice-presidente da Re-

Críticas e mudanças

Foto: Eduardo Fiora

assados cinco meses do início da gestão Fernando Haddad (PT), o problema dos moradores em situação de rua na região da Subprefeitura Lapa continua sendo abordado com os mesmos instrumentos usados no governo anterior. Questionada sobre o quadro de exclusão social em áreas como a Rua Fro-

Exclusão social é ferida que ainda sangra nas ruas da Leopoldina

A receita nada tem de novo e, diante das mesmas ofertas, os sem-teto continuam dando a mesma resposta. A maioria critica os sistemas de acolhidas e boa parte prefere continuar nas ruas. “Não posso levar meu cachorro (para o albergue da Avenida Imperatriz Leopoldina) e não tenho onde deixar minha carroça. O jeito é dormir na rua”, diz um catador de material reciclável. Outros, que moram com mulher e filhos em barracos improvisados com lonas e sacos plásticos, se queixam da falta de um sistema de acolhida para a família. “O albergue (da Leopoldina) é só para homens. Mas o que queremos mesmo é uma casinha para morar”, afirma uma mulher desempregada. O quadro de exclusão, que agrava-se cada vez mais em áreas como a Rua Froben, pode mudar caso a região da Leopoldina seja beneficiada com ações do Comitê Intersetorial da Política da População em Situação de Rua, coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania, com a participação da sociedade civil. O objetivo é propor novos programas que ofereçam oportunidades para reinserção no mercado de trabalho e retorno ao convívio social. Uma dessas ações é o projeto Família em Foco, onde famílias recebem moradia, alimentação, vaga em creche ou escola, atendimento médico, capacitação profissional - por meio de uma parceria com o SENAI/SP e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) - e encaminhamento para emprego.


1ÂŞ Quinzena de Junho 2013

Anuncie: 3902-2747 | comercial@folhanoroeste.com.br

www.folhanoroeste.com.br

17 27


28

www.folhanoroeste.com.br

1ª Quinzena de Junho 2013

Câmara aprova projeto que facilita a liberação de obras em templos religiosos da cidade A mobilização da bancada evangélica em torno de um importante projeto do Executivo rendeu resultados: a obtenção de alvará para construções e reformas em templos religiosos, e não somente em residências, ficará mais simples. “Queríamos que os templos de qualquer religião pudessem ser contemplados com o Projeto Simplificado”, afirma Eduardo Tuma (PSDB), membro da Frente Parlamentar Cristã em Defesa da Família de São Paulo. O PL passou em segunda votação na Câmara, sendo aprovado por 43 vereadores, e segue agora à sanção do prefeito Fernando Haddad (PT). De acordo com

o projeto, as obras poderão ser autorizadas com a apresentação de um projeto simplificado na respectiva subprefeitura – facilidade que só existia para igrejas que reunissem menos de 500 pessoas. Agora, o benefício valerá para espaços de caráter cultural, social e esportivo, além de edifícios residenciais e comerciais com até 1,5 mil m². Apenas os polos geradores de tráfego continuam enquadrados na legislação atual. Para se ter ideia, o processo de obtenção de alvará pode levar até quatro anos para ser concluído. A Prefeitura, por sua vez, pretende reduzir esse prazo para, no máximo, 90 dias.

Tarifas de ônibus, trem e metrô sobem para R$ 3,20 Os paulistanos vão pagar mais caro a partir deste mês para utilizar o transporte público na capital. Reajustado em 6,67%, o preço das passagens de ônibus, trens e metrô subiu para R$ 3,20, valor abaixo da inflação e das expectativas do setor que acreditava que a tarifa chegaria a R$ 3,40. Esse aumento só foi possível com a desoneração de dois dos principais tributos pagos pelas empresas de transporte coletivo (PIS e Cofins), medida esta instituída pelo governo Dilma Rousseff (PT). Desta vez, o prefeito Fernando Haddad (PT) e o governador Geraldo Alckmin (PSDB) decidiram reajustar todas as tarifas em conjunto para um mesmo valor a fim de facilitar a integração do Bilhete Único. Haddad, no entanto, já admite que haverá um novo reajuste no ano que vem, mas ainda sem data definida.

Subsídios ao transporte público No caso dos ônibus, o último reajuste ocorreu em janeiro de 2011. De lá para cá, a Prefeitura de São Paulo, então adminis-

trada por Gilberto Kassab (PSD), teve que subsidiar as empresas de transporte coletivo para equilibrar as contas do setor, que não se sustenta apenas com a venda de passagens. E neste ano não será diferente: o repasse deverá atingir a marca de R$ 1,25 bilhão, contra R$ 960 milhões em 2012. Geralmente, quanto maior o repasse para os empresários e cooperados do sistema, menor a necessidade de tarifas mais altas. Mas o contribuinte não deixa de pagar a conta, pois os custos são diluídos nos impostos pagos anualmente. Para se ter ideia, essa fatia do orçamento municipal custeia uma cidade como São Caetano do Sul.


1陋 Quinzena de Junho 2013

Im贸veis & Classificados OPORTUNIDADES DE bons neg贸cios

www.folhanoroeste.com.br

17 29


30

www.folhanoroeste.com.br

Im贸veis & Classificados OPORTUNIDADES DE bons neg贸cios

2陋 Quinzena de Janeiro 2013


1陋 Quinzena de Junho 2013

Im贸veis & Classificados OPORTUNIDADES DE bons neg贸cios

www.folhanoroeste.com.br

17 31



Fn edi 121 web