Issuu on Google+

FOLHA EXTRA ALT AR

Á!

A1

OS

EN

HO

OM

EU

PA S

TO R

EN

AD AM

EF

Q U A R T A - F E I R A , 1 8 D E J U N H O D E 2 0 1 4 - E D. 1 1 5 8

10 anos

O JORNAL DO NORTE PIONEIRO

Diretor ALCEU OLIVEIRA DE ALMEIDA

18 DE junho DE 2014

QUARTA-FEIRA

acesse folhaextra.net

Nº 1158 ANO 10

R$ 2,50

Candidato a deputado federal, Ducci fala sobre Norte Pioneiro O candidato a deputado federal pelo PSB, Luciano Ducci, ex prefeito de Curitiba, revelou em entrevista à Folha Extra que, caso eleito, pretende atuar focado na região, carente de representatividade federal, em especial na área da saúde – até porque Ducci é médico. Na entrevista o pré candidato reafirmou suas intenções de trabalhar em prol do Norte Pionei-

ro, atualmente apenas com um deputado federal, no caso Abelardo Lupion (DEM), que não tentará a reeleição. Além de expor suas opiniões sobre problemas e soluções para a região, Ducci também deixou claro que não será de forma alguma candidato a deputado estadual. “Sou pré-candidato a deputado federal. PÁGINA A3 GUILHERME CAPELLO -folha extra

futuro de faculdade

Irregularidades forçam prefeitura a pedir devolução do terreno da Facibra Um dos assuntos que causou polêmica na sessão ordinária da câmara de vereadores de Wenceslau Braz nesta terça-feira (17) foi o projeto de lei 019/2014, oriundo do Executivo Municipal, que revoga a doação do terreno onde hoje está instalada a Faculdade de Ciências de Wenceslau Braz (Facibra). A complicação começou no ano de 2012, quando a instituição foi vendida para o professor Fabiano Teixeira da Luz, de Mina Gerais. PÁGINA A8 - Por Guilheme Capello

SANTANTA – ITAPORANGA

guilherme capello - folha extra divulgação

Ponte interditada continua gerando transtorno a moradores Já se passaram dois meses, e o prazo de entrega foi postergado para daqui a mais dois meses. Esse é o panorama da ponte interditada para reforma na Rodovia Vicinal Kazuyoshi Kurita, entre Santana do Itararé e Itaporanga (SP), no trecho paulista da rodovia, porém há poucos metros da divisa com o Paraná. PÁG. A5

PÁGINA A5

comoção

Provopar de Siqueira Campos encaminha donativos às vitimas de enchentes no Paraná

Pessuti apóia Richa O ex-governador Orlando Pessuti (PMDB) anunciou nesta terçafeira (17) o apoio à reeleição do governador Beto Richa (PSDB). Dessa forma, fortalece a provável aliança com o PSDB que será definida na convenção estadual da próxima sexta-feira, 20, em Curitiba. “Eu sempre disse que nós, do grupo PMDB para Todos, caminharíamos juntos.

O Provopar de Siqueira Campos enviou nesta semana os donativos arrecadados para ajudar as famílias de várias regiões do Estado do Paraná que estão em estado de emergência em função das fortes chuvas que provocaram enchentes e destruição. Em Siqueira Campos foram arrecadadas 60 calças femininas, 110 blusas femininas, 60 blusas infantis, 60 camisas masculinas, 110 pecas diversas masculinas e 60 cobertores. A presidente do Provopar e primeira dama de Siqueira Campos, Luciane da Luz Bueno, ficou sensibilizada com a campanha iniciada pela Amunorpi PÁGINA A4

PÁGINA A3

Devido ao feriado de amnhã (Corpus Christi), não haverá edição nesta próxima quinta-feira (19). A veiculação do jornal volta ao nornal, no entanto, na sexta-feira (20).

n


OPINIÃO A 2

Q U A R T A - F E I R A , 1 8 D E J U N H O D E 2 0 1 4 - E D. 1 1 5 8

O polêmico futuro da Facibra

C

omo tratar um assunto que envolve grana, poder, política e educação? Como proceder quando uma história de mais de 15 anos corre o risco de ir pelo ralo? Esse é o dilema pelo qual passa a classe política de Wenceslau Braz com relação à Facibra, única escola de ensino superior (presencial) do município e formadora de centenas de profissionais da região. A situação também não está nada fácil para a instituição, que desde o ano passado, amarga resultados negativos em número de matriculados e também no desempenho estatístico do MEC. Porém, longe do mal estar financeiro e pedagógico, a pedra no sapato da Facibra agora é o Ministério Público, que pede,

segundo ação impetrada este ano, a revogação da doação da estrutura concedida pelo município em 2004, na gestão da então prefeita Carolina Batistão de Souza (PMDB). De acordo com o apontamento do MP, as contrapartidas da faculdade não foram respeitadas, quando não houve os investimentos acordados na época, como novos cursos e aplicações sociais. Segundo o entendimento do MP da comarca de Wenceslau Braz, não há razão para que o terreno e o prédio, de propriedade original da prefeitura, ainda sejam concedidos para a faculdade que não detém influência suficiente para a sociedade como um todo, se tornando, portanto, desnecessária a concessão do espaço para o Cenebra – Centro Edu-

cacional de Wenceslau Braz, mantenedora da instituição. Agora, longe da base legal do posicionamento do promotor Joel Carlos Beffa, está a atual

pública e colaboradores oposicionistas. No entanto, observando o outro lado da moeda, a administração municipal seguiu o compasso do Minis-

A verdade é que existe de fato uma equivocada perspectiva diante do problema. A faculdade aponta a desapropriação como perseguição política, quando na verdade o município faz apenas seu papel de instituição pública vice-diretoria da Facibra, que aponta interferência da prefeitura e perseguição política por parte do prefeito. Os motivos poderiam ser dois: atual vicediretoria oposta à atual gestão

tério Público, quando apenas propôs a lei de desapropriação da faculdade. Quer dizer, o MP determinou e o município, gerido por Atahyde Ferreira dos Santos Junior, então vereador

em 2004 e um dos votos favoráveis ao mantimento da doação, acatou. A verdade é que existe de fato uma equivocada perspectiva diante do problema. A faculdade aponta a desapropriação como perseguição política, quando na verdade o município faz apenas seu papel de instituição pública. Em outras palavras a faculdade resume o problema como uma simples perseguição partidária, quando deveria observar outras questões em jogo, como o bem comum. Uma propriedade avaliada em milhões de reais, originalmente de propriedade pública, não deve servir de base para uma única instituição privada, com finalidades particulares e lucrativas, sem retornos para a sociedade. Para concluir, cabe destacar

que a instituição educacional passou por troca de donos em 2012, quando um grupo mineiro adquiriu a posse da faculdade, passando a ser dono da estrutura então doada inicialmente para diretores e proprietários brazenses. Cabe destacar que estes mesmos donos e diretores do passado, compostos pelo então diretor Wilson Nery e o atual prefeito de Siqueira Campos, Fabiano Lopes Bueno, venderam a estimada Facibra, sem que houvesse interferência do município. A partir de agora, enfim, o futuro da Facibra está nas mãos dos vereadores, que votarão na próxima terça-feira a permanência da faculdade no município e no cotidiano do povo brazense.

COMENTE O ASSUNTO. ACESSE WWW.FOLHAEXTRA.NET E DÊ SUA OPINIÃO.

Charge PATRIK ADAM'S - FOLHA EXTRA

Urgência na defesa da vida Por Mauri cruz Advogado socioambiental

A Droga não é remédio Por Osmar Terra Deputado federal

divulgação

D

efensores da liberação da maconha dizem haver uma molécula na droga com efeito medicinal, e por isso a droga é remédio e deveria ser liberada. Nada mais enganador! No cigarro de maconha existem mais de 400 substâncias que causam danos à saúde. Uma, o THC, causa transtornos mentais, desencadeia a esquizofrenia, incurável, e transtornos de humor como a

olha o que foi dito!

depressão, com risco maior de suicídio. É causa importante de interdição de adultos jovens. Reduz reflexos, memória, inteligência, e capacidade de trabalho. Seus usuários têm mais dificuldade de conseguir emprego e chegar ao curso superior. Quando conseguem, ficam entre os mais baixos salários (Ferguson, DM, 2013 _ Ferguson DM & Broden JM, 2008). Pesquisa do HC de Porto Alegre mostra que ela é a droga mais en-

volvida em acidentes de trânsito com vítimas fatais, o álcool fica em segundo lugar. Causa dependência química, e, quanto mais jovem o usuário, maior o risco (Inpad, 2012). A maconha usada hoje é uma variedade 10 a 20 vezes mais potente do que aquela de 15 anos atrás. Segundo a Undoc, órgão da ONU, 83% dos dependentes de crack e heroína começaram nas drogas ilícitas como a maconha. Estudos da Fundação Britânica de Pneumologia mostram que a erva causa mais câncer de pulmão nos seus usuários do que o tabaco. Achar que fumar maconha pode ser tratamento é um completo absurdo. Nada impede, porém, que uma molécula da planta, como o canabidiol, tenha efeito benéfico em alguma doença rara. Se comprovado, deverá ser isolada e utilizada para aquela finalidade espe-

“Quem está há tantos anos na área da saúde, como eu estou, sabe bem as dificuldades e as necessidades. A região já tem um Hospital Regional, que tem recebido investimentos, mas que precisa de mais” Luciano Ducci – Pré candidato a deputado federal

cífica. É muito diferente de fumar maconha. A morfina é uma substância derivada da papoula, a planta que produz a heroína. Porém, é utilizada em casos específicos de dor intensa. A bradicinina é uma substância com excelentes resultados em hipertensão arterial, vem do veneno da jararaca. Ninguém receita injeção de heroína para tratar dor, nem picada de jararaca para “pressão alta”. Uma coisa é usar determinada molécula de uma planta para fins medicinais, outra é usar isso como desculpa para se drogar. Usar drogas nunca foi nem será tratamento para qualquer doença, muito pelo contrário! COMENTE O ASSUNTO. ACESSE WWW.FOLHAEXTRA.NET E DÊ SUA OPINIÃO.

“Nós pagamos pelo espaço que teve seu valor estipulado em cima do valor da faculdade e o terreno nos interessava, pois queríamos desenvolver os cursos de Agronomia e Engenharia Civil”

Luis Guilherme Barbosa – Diretor acadêmico da Facibra

violência no trânsito cresceu 24,5% desde 2012, é o que conclui o Mapa da Violência 2014. O mapa indica que ultrapassamos 40 mil mortes por ano, uma média de 20 mortes para cada 100 mil habitantes. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica como epidemia qualquer índice superior a 10 mortes por cem mil habitantes. Seria falso dizer que o Brasil nada fez para reduzir estas mortes. Com a edição do Código de Trânsito Brasileiro, em 1997, foram estabelecidas novas políticas, como a integração entre os órgãos federais, estaduais e municipais na gestão e fiscalização do trânsito e, principalmente, a criação dos Centros de Formação de Condutores (CFCs) que qualificaram o processo de habilitação técnica dos novos motoristas. É preciso reconhecer que, sem essas medidas, teriam ocorrido muito mais mortes e a tragédia seria ainda maior. Mas a formação dos condutores, ainda carecia de uma evolução tecnológica. Neste sentido, é bem-vinda a determinação da utilização de simuladores para treinamento de direção veicular nos CFCs. A função dos simuladores na

divulgação

construção de uma percepção sobre a direção veicular é essencial. Ao se deparar com a sua própria imperícia frente às condições adversas simuladas pelo sistema, o aluno tem a real noção da sua incapacidade na condução de veículos em alta velocidade ou mesmo com sono ou sob efeito de bebidas alcoólicas. Vivenciando a experiência de dirigir o veículo em várias situações, o aluno aprende melhor e internaliza o conhecimento. É impossível criar essas condições sem riscos numa via pública, por isso a importância dos simuladores. Assim, a simulação em condições controladas tem eficácia pedagógica e resulta em maior segurança para todas as pessoas que circulam nas vias. Por produzirem efeitos benéficos à segurança no trânsito, eventuais custos não podem ser a tônica da avaliação sobre a pertinência de sua aplicação porque, afinal, estamos falando de salvar e proteger a vida dos gaúchos.

COMENTE O ASSUNTO. ACESSE WWW.FOLHAEXTRA.NET E DÊ SUA OPINIÃO.

“Mas o promotor disse que já havia entrado em acordo com os proprietários através do TAC e que eles concordaram com a devolução. Por isso, o Executivo Municipal recebeu a indicativa do MP para que apresentássemos formalmente o tal pedido”

Atahyde Ferreira dos Santos Júnior, o Taidinho – prefeito de Wenceslau Braz


Q U A R T A - F E I R A , 1 8 D E J U N H O D E 2 0 1 4 - E D. 1 1 5 8

foco na saúde

NORTE PIONEIRO

Candidato a deputado federal, Luciano Ducci fala sobre região

POLÍTICA A 3 Dois Tempos SEGURANÇA

Richa inaugura novo contorno da BR-277 em Campo Largo

Ex prefeito de Curitiba é pré candidato a deputado federal pelo PSB, desmentindo assim boatos que lançaria candidatura a deputado estadual: "chance é zero", afirma Ducci divulgação

DA REDAÇÃO Curitiba editorial@folhaextra.net

O candidato a deputado federal pelo PSB, Luciano Ducci, ex prefeito de Curitiba, revelou em entrevista à Folha Extra que, caso eleito, pretende atuar focado na região, carente de representatividade federal, em especial na área da saúde – até porque Ducci é médico. Na entrevista o pré candidato reafirmou suas intenções de trabalhar em prol do Norte Pioneiro, atualmente apenas com um deputado federal, no caso Abelardo Lupion (DEM), que não tentará a reeleição. Além de expor suas opiniões sobre problemas e soluções para a região, Ducci também deixou claro que não será de forma alguma candidato a deputado estadual. “Sou précandidato a deputado federal. Deputado estadual de forma alguma, não tenho pretensões a isso, a chance é zero”, diz, desmentindo assim os boatos de que poderia concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná. Como não poderia deixar de acontecer, a novela da vinda ou não do curso de Medicina para Santo Antônio da Platina também foi pauta. “Eu como médico apoio e muito a abertura

Ducci quer mais recursos para a Saúde Pública do Norte Pioneiro

realização da duplicação, o que é muito bom, mas com certeza esse assunto está entre as nossas prioridades para a região”, discursa. Por fim entra a questão da Saúde Pública. “Quem está há tantos anos na área da saúde, como eu estou, sabe bem as dificuldades e as necessidades. A região já tem um Hospital Regional, que tem recebido investimentos, mas que precisa de mais. Os hospitais da região são pequenos e também precisam de mais recursos, assim como as secretarias de Saúde. Enfim, nossa luta será principalmente voltada para esta área tão carente e delicada”, completa Ducci.

“Sou pré-candidato a deputado federal. Deputado estadual de forma alguma, não tenho pretensões a isso, a chance é zero”, diz, desmentindo assim os boatos de que poderia concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná.

de novos cursos, especialmente no interior, e o Norte Pioneiro precisa e muito deste curso. Certamente que se o curso for pra Cornélio também é um benefício impar para todo o Norte do Paraná, mas pela posição geográfica Santo Antônio da Plati-

na seria a cidade ideal para receber Medicina”, aponta Ducci. A tão esperada da duplicação da PR-092 também foi abordada pelo pré candidato. “É uma reivindicação geral, uma necessidade do Norte Pioneiro. O governo já sinalizou para a

COMENTE O ASSUNTO. ACESSE WWW.FOLHAEXTRA.NET E DÊ SUA OPINIÃO.

Pessuti apóia candidatura de Richa

O ex-governador Orlando Pessuti (PMDB) anunciou apoio à coligação com o governador Beto Richa (PSDB) divulgação

DAS AGÊNCIAS Curitiba editorial@folhaextra.net

O ex-governador Orlando Pessuti (PMDB) anunciou nesta terça-feira (17) o apoio à reeleição do governador Beto Richa (PSDB). Dessa forma, fortalece a provável aliança com o PSDB que será definida na convenção estadual da próxima sexta-feira, 20, em Curitiba. “Eu sempre disse que nós, do grupo PMDB para Todos, caminharíamos juntos. Chego à conclusão que o melhor caminho para o PMDB é o apoio à coligação com o governador Beto Richa e sendo assim, abro mão de disputar a indicação como candidato a governador para me somar à maioria do partido”, disse Pessuti. Além de Pessuti, apóiam a aliança com Beto Richa, os deputados Ademir Bier, Alexandre Curi, Artagão Junior, Caíto Quintana, Jonas Guimarães, Luiz Eduardo Cheida, Luiz Claudio Romanelli, Nereu Moura, Stephanes Junior, Teruo Kato, Waldyr Pugliesi, e o presidente estadual do PMDB, deputado Osmar Serraglio. Quintana, Serraglio, Pessuti e Artagão podem compor a vice na chapa tucana. SENADO Pessuti foi indicado pelos 11 deputados estaduais que apoiam a reeleição de Beto Richa para

divulgação

O novo contorno da BR-277 em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba, foi totalmente liberado nesta terça-feira (17/06). O trecho de 11 quilômetros, que desvia o tráfego pesado da área urbana, foi inaugurado pelo governador Beto Richa. A obra é uma das mais importantes do Estado porque resolve um dos maiores gargalos logísticos, agiliza o escoamento de mercadorias oriundas do interior em direção a Curitiba e ao Porto de Paranaguá e garante mais segurança aos usuários e moradores. “É uma importante obra na chegada de Curitiba, por onde passa o tráfego pesado para o Sul do País. Aliviamos também o movimento em Campo Largo, pois não eram raros os acidentes por causa do fluxo de veículos dentro da cidade”, afirmou o governador Beto Richa. Além da nova pista, o projeto do contorno de Campo Largo incluiu a construção de duas trincheiras, um viaduto, uma ponte e a modernização de dois viadutos. A obra foi feita em parceria do Governo do Paraná com a concessionária CCR Rodonorte, que investiu R$ 75 milhões. “Graças ao diálogo do governo com a empresa, a obra pode ser antecipada”, disse Richa. O contorno divide o trânsito entre os veículos leves e pesados que circulam pela região. Com isso, o fluxo ficou mais rápido para os usuários que seguem de todas as regiões do Paraná em direção à capital e ao porto. Diariamente 55 mil veículos utilizam a rodovia, entre Campo Largo e Curitiba.

INVESTIGAÇÃO

CPMI da Petrobras deve votar hoje mais de 370 requerimentos

ser o candidato do PMDB ao Senado, numa candidatura avulsa. “De forma consistente, recebi a manifestação de todos os deputados do grupo PMDB para Todos para ser o candidato do partido ao Senado. Juntamente com meu grupo político, a minha família e os meus amigos, estamos analisando se tenho condições de fazer este enfrentamento”, afirmou. Para o deputado Luiz Claudio Romanelli, o apoio do exgovernador Orlando Pessuti garante a vitória da coligação na convenção do partido na sexta-feira. “A adesão do Pessuti é muito importante. O PMDB indicará o vice na chapa do Beto e queremos que o exgovernador Pessuti seja o nosso candidato ao Senado. Ele tem

uma história política vinculada à defesa dos interesses do Estado. Queremos um senador do ‘sim’ porque estamos cansados dos senadores do não’. Pessuti é agregador, trabalhador e o melhor nome que temos para senador”, disse. BANCADA Pessuti ressaltou que sua decisão atende aos interesses do partido no Paraná e se contrapõe ao projeto personalista do senador Roberto Requião. “Desisto de apresentar a minha candidatura ao governo pelo PMDB porque a minha história política sempre foi pautada pelo interesse partidário”, disse Pessuti. “Procurei sempre servir ao partido. Nesse momento, é impor-

tante para o partido assegurar a candidatura à vice na chapa do governador Beto Richa e garantir uma grande bancada na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados”, completou. VITÓRIA Pessuti acredita que com a adesão de seu grupo, a coligação com o PSDB será vitoriosa na convenção. Pelos seus cálculos, a coligação terá 60% dos votos contra 40% do senador Roberto Requião. “Os deputados têm cerca de 30 a 35% dos votos, calculo que meu grupo reúne mais 25 a 30% dos votos. Essa união garantirá a derrota do projeto personalista de Requião, que não leva em conta o que é melhor para o partido, mas sim o interesse próprio”.

Apesar de o ritmo dos trabalhos da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras ter se reduzido com o início da Copa do Mundo, os deputados e senadores que integram o colegiado reúnem-se nesta quarta-feira (18) para apreciar mais de 370 requerimentos. Os parlamentares devem analisar pedidos de quebra de sigilo e de informação, entre outros. O número de pedidos é provisório e pode aumentar até o início da reunião, marcada para o início da tarde. Além de analisar as centenas de pedidos de informações, documentos e quebras de sigilo, os membros da CPMI deverão discutir procedimentos a serem adotados nas oitivas de testemunhas. Um dos pedidos trata da quebra de sigilo do exdiretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Preso no dia 19 de maio, Costa chegou a ser solto, mas foi preso novamente na semana passada, após o Supremo Tribunal Federal (STF) validar as provas da Operação Lava Jato e determinar que as ações penais oriundas da investigação fossem devolvidas à Justiça Federal. Na última quarta-feira (11), a CPMI ouviu a presidenta da Petrobras, Graça Foster. Falando pela quarta vez no Congresso nacional a respeito da compra da refinaria de Pasadena, Graça detalhou os procedimentos técnicos da empresa e a forma como os investimentos são feitos.


CIDADES A 4

Q U A R T A - F E I R A , 1 8 D E J U N H O D E 2 0 1 4 - E D. 1 1 5 8

Ibaiti terá palestra sobre cultivo de oliveiras

EmResumo ESPORTE

Entre os temas abordados estarão mercado nacional e internacional e manejo de azeitonas guillerme

DA ASSESSORIA Ibaiti editorial@folhaextra.net

A prefeitura de Ibaiti, através da secretaria de Agricultura, Pecuária, Meio Ambiente e Turismo, convida a todos os produtores e autoridades para participar da palestra sobre o cultivo de oliveiras no Brasil (azeitonas). O evento será realizado no Espaço Cultural Dini de Moura Fadel (antigo cinema), no dia 21 de junho às 9 horas. A palestra será ministrada pelo Engenheiro Agrônomo Fabrício Rezende Salomão, da Universidade Federal de Lavras – MG e

Consultor Técnico da Empresa Oliva Brasil. Entre os temas abordados estarão histórico da produção brasileira, mercado nacional e internacional, aptidão agrícola, formação do pomar, manejo das oliveiras (azeitona), colheita e pós colheita. De acordo com dados da secretaria de Agricultura, o Brasil importa 98% do óleo de oliva e 95% da azeitona, consumidos gastando em torno de R$300 milhões por ano em importação. Maiores informações na secretaria de Agricultura, Pecuária, Meio Ambiente e Turismo de Ibaiti, através do fone (43) 3546-1527.

divulgação

Palestra visa incentivar a produção de azeitonas na região

COMENTE O ASSUNTO. ACESSE WWW.FOLHAEXTRA.NET E DÊ SUA OPINIÃO.

Provopar de Siqueira Campos encaminha donativos às vitimas de enchentes no Paraná DA ASSESSORIA Siqueira Campos editorial@folhaextra.net

O Provopar de Siqueira Campos enviou nesta semana os donativos arrecadados para ajudar as famílias de várias regiões do Estado do Paraná que estão em estado de emergência em função das fortes chuvas que provocaram enchentes e destruição. Em Siqueira Campos foram arrecadadas 60 calças femininas, 110 blusas femininas, 60 blusas infantis, 60 camisas masculinas, 110 pecas diversas

masculinas e 60 cobertores. A presidente do Provopar e primeira dama de Siqueira Campos, Luciane da Luz Bueno, ficou sensibilizada com a campanha iniciada pela Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro) e mobilizou sua equipe para conseguir os donativos e apoiar as famílias que passam por este momento difícil. As doações com destino aos municípios atingidos pelas chuvas são centralizadas e separadas no barracão do Provopar, que fica no bairro Água Verde. O gerenciamento do envio dos donativos é feito pela Defesa Civil, que faz a distribuição de acordo com as solicitações dos municípios

guillerme

O Provopar de Siqueira Campos enviou nesta semana os donativos arrecadados para ajudar as famílias de várias regiões do Estado do Paraná que estão em estado de emergência em função das fortes chuvas que provocaram enchentes e destruição. Em Siqueira Campos foram arrecadadas 60 calças femininas, 110 blusas femininas, 60 blusas infantis, 60 camisas

masculinas, 110 pecas diversas masculinas e 60 cobertores. A presidente do Provopar e primeira dama de Siqueira Campos, Luciane da Luz Bueno, ficou sensibilizada com a campanha iniciada pela Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro) e mobilizou sua equipe para conseguir os donativos e apoiar as famílias que passam por este momento difícil. As doações com destino aos municípios atingidos pelas chuvas são centralizadas e separadas no barracão do Provopar, que fica no bairro Água Verde. O gerenciamento do envio dos donativos é feito pela Defesa Civil, que faz

A Seleção Brasileira de Master jogou no último domingo (15) em Tomazina contra um selecionado local, em evento que marcou a reinauguração do Estádio Moisés Chueire e a inauguração da Escolinha da Seleção Brasileira no município, que já conta com aproximadamente 100 atletas. O jogo terminou em 7x4 para a Seleção Brasileira Master, que em seu elenco tinha nomes como Marola, Lino, Antonio Carlos, Gilberto Costa, Dema, Axel,Serginho Chulapa, Papinha, Juarí, Odair, João Paulo, Vlademir, entre outros também com passagem por grandes times do Brasil e da seleção nacional.

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

Material arrecadado será enviado para o Sul do Estado atingidos. Luciane parabenizou a Amunorpi pela iniciativa e afirmou que “esta doação só foi possível graças ao sucesso de uma campanha realizada anterior-

mente no município onde foram arrecadadas milhares de peças e depois de atender a comunidade local agora podemos ajudar as famílias de outras regiões”.

3º Encontro de Carros Antigos de Ribeirão Claro começa no dia 21 DA ASSESSORIA Ribeirão Claro editorial@folhaextra.net

Brasil Master vence Tomazina em reinauguração de estádio

guillerme

a distribuição de acordo com as solicitações dos municípios atingidos. Luciane parabenizou a Amunorpi pela iniciativa e afirmou que “esta doação só foi possível graças ao sucesso de uma

campanha realizada anteriormente no município onde foram arrecadadas milhares de peças e depois de atender a comunidade local agora podemos ajudar as famílias de outras regiões”.

Lista de espera para crianças em escolas tem mais de 200 nomes O recadastramento para atendimento nos Centros Municipais de Educação Infantil de Santo Antônio da Platina realizado nos dias 24 e 25 de maio – e depois estendido até o dia 30 do mesmo mês - apontou uma fila de espera de 216 crianças de zero a quatro anos de idade. Esse número deve subir nos próximos meses por conta de novos interessados. A lista foi publicada no Diário Oficial e também está exposta na recepção da Secretaria Municipal da Educação. As matrículas vão obedecer a ordem de solicitação pela vaga. Segundo a secretária municipal da Educação Estela Garcia Noal e a coordenadora das Cmeis, Rosiléia Braga da Luz, o número de crianças na fila de espera era de 657 entre 2009 e 2014. “Não dá para precisar os motivos da redução, mas entre eles estão crianças que já saíram da idade de frequentar Cmeis, mudança de município e os atendimentos já ocorridos”, explicaram. Além desses motivos, os pais também podem ter deixado de comparecer à secretaria nos dias de recadastramento. “Isso não poderia acontecer diante da enorme divulgação que fizemos em todos os meios de comunicação e também através de carro de som. Fizemos plantão na secretaria até o no final de semana. Quem não compareceu pode ainda solicitar vaga, mas ficará no fim da fila”, orientou a secretária. A coordenadora Rosiléia acredita que depois do recadastramento, ficará mais fácil monitorar as vagas das Cmeis. “Agora temos os endereços atualizados e telefones para contato dos pais que cadastraram seus filhos. Dessa forma vamos nos organizando de maneira a atender o máximo possível de crianças obedecendo a ordem de solicitações”, disse.


Q U A R T A - F E I R A , 1 8 D E J U N H O D E 2 0 1 4 - E D. 1 1 5 8

SANTANTA – ITAPORANGA

RADAR A 5 PalavrasCruzadas

Ponte interditada continua gerando transtorno a moradores Interditada desde março, ponte que liga Santana do Itararé a Itaporanga (SP) segue obrigando motoristas que precisam usar essa rota a usar demorados desvios em estradas de terra guilherme capello - folha extra

DA REDAÇÃO Wenceslau Braz editorial@folhaextra.net

A previsão inicial era de pouco mais de um mês. Já se passaram dois meses, e o prazo de entrega foi postergado para daqui a mais dois meses. Esse é o panorama da ponte interditada para reforma na Rodovia Vicinal Kazuyoshi Kurita, entre Santana do Itararé e Itaporanga (SP), no trecho paulista da rodovia, porém há poucos metros da divisa com o Paraná. A rota, uma importante “fuga” de quem está no Paraná e precisa seguir para São Paulo ou outros estados e quer evitar pedágios mais caros, sofre desde o dia 3 de março, quando a ponte em questão foi interditava para um reforço estrutural. Desde então o trajeto entre Santana e Itaporanga, que

Placa em Wenceslau Braz avisa sobre interdição da ponte geralmente durava não mais que 20 minutos, passou a ter o tempo dobrado para ser percorrido, já que os desvios propostos aos motoristas são em estradas de terra. Uma passagem foi improvisada ao lado da ponte interditada, porém foi inundada com as fortes chuvas da semana passada. Além disso, independente

de variações climáticas, não oferecia maior segurança a quem trafegava por ali. “Isso é uma vergonha, chega a ser ridícula uma situação desta. Cavaram um buraco do tamanho do mundo, destruíram tudo em volta da ponte, aí largaram de qualquer jeito e não mexeram mais”, reclama o caminhoneiro José Aparecido

de Souza, que passa pelo local duas vezes por semana. “A gente vê na televisão que na China, no Japão, constroem pontes enormes em uma semana. Aqui para fazer uma obra de 30 metros de extensão é esse parto”, continua. Ao menos por hora, o novo prazo para entrega da ponte é em 10 de agosto.

SOBRESEXO

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

benefícios do sexo para a saúde

PM prende traficante com cocaína e balança de precisão DA REDAÇÃO Panto Antônio da Platina editorial@folhaextra.net

Policiais Militares realizaram a prisão de Rodrigo da Cruz Martins, 34 anos, acusado do crime de tráfico de drogas, nesta segunda-feira (16), em Santo Antonio da Platina. Os PMs levantaram provas contundentes sobre o envolvimento de Rodrigo com o narcotráfico, as quais foram levadas ao Poder Judiciário de Santo Antonio da Platina, resultando na expedição de um mandado de busca e apreen-

são na residência do suspeito. As equipes policiais chegaram à residência de Rodrigo, localizada na Rua Japão, Jardim Bela Vista e deram fiel cumprimento à ordem judicial. O suspeito foi abordado no interior da casa, onde os PMs apreenderam uma balança de precisão que Rodrigo confirmou que utilizava para pesar drogas, cocaína já embalada e preparada para venda, três tabletes e um envelope de maconha, além de cápsulas (comprimidos) que aparentavam ser entorpecentes. Rodrigo recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia de polícia local.

Melhora o sono

divulgação

O relaxamento que o orgasmo traz contribui para que você durma melhor, e não apenas no dias em que houver sexo. A reação tem efeito prolongado, devido a ação dos neurotransmissores que passam a agir no seu organismo com mais regularidade e numa quantidade maior.

Adeus calorias Segundo a Associação Americana de Educadores e Terapeutas Sexuais, a atividade sexual pode ser um ótimo exercício para o corpo. Isso porque meia hora de sexo queimam, em média, 85 calorias. Portanto, se você está sem paciência para ir à academia, que tal optar pelo plano B?

Alivia as cólicas da TPM

Traficante estava em posse de uma balança de precisão

COPA

O ginecologista Neucenir Gallani faz questão de reforçar que isso não é uma regra, mas acontece com algumas mulheres. Os movimentos realizados durante o sexo estimulam os órgãos internos, que ficam mais relaxados e, com isso, há diminuição das dores que incomodam seu bem-estar nos dias antes da menstruação. "Mas há mulheres que, na fase pré-menstrual, não têm disposição para o sexo e forçar a barra pode ser pior", diz o ginecologista.

divulgação

Melhora o aspecto da pele

O empate em 0x0 do Brasil com Copa do Mundo não desanimou a seleção mexicana pela segun- muitos brazenses que, mesmo da fase das classificatórias da após a partida, continuaram nas

ruas e bares da cidade, alguns assistindo ao jogo entre Rússia e Coreia do Sul, outros apenas

aproveitando o dia de jogo da seleção canarinho para dar uma alongada na festa.

Fazer sexo, principalmente no período da manhã, é um poderoso aliado da beleza para manter a juventude. Essa foi a conclusão de um estudo, realizado por cientistas da Universidade Queens (Reino Unido). De acordo com os pesquisadores, atingir o orgasmo aumenta os níveis de estrogênio, testosterona e de outros hormônios ligados ao brilho e a textura da pele e dos cabelos. Além disso, quando há o orgasmo, ocorre uma vasodilatação superficial dos vasos, até aumentando a temperatura em algumas pessoas. Com isso, a pele ganha uma aparência mais viçosa, e o brilho natural dela fica em destaque.


editais A 6

Q U A R T A - F E I R A , 1 8 D E J U N H O D E 2 0 1 4 - E D. 1 1 5 8

OUTRAS PUBLICAÇÕES

ARAPOTI PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000 CNPJ Nº 75.658.377/0001-31

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA O DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO DO VALE DO RIO CINZAS – “CIVARC”

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL PARA O DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO DO VALE DO RIO CINZAS – “CIVARC” CNPJ 08.976.528/0001-02

EXTRATO TERMO ADITIVO Contrato n°: 105/2014-PMA. Pregão n°: 09/2014-PMA. Contratante: Prefeitura Municipal de Arapoti. Contratada: S.T. Dos Santos & Cia Ltda. Objeto: O presente Termo Aditivo, objetiva a alteração contratual com vistas ao equilíbrio econômico financeiro sobre o valor do item relacionado abaixo, nos termos do § 1°, Inciso II do art. 65 da Lei nº 8.666/93. Item Descrição Marca Produto Valor Unitário Licitado Valor Total Aditivado 93 LEITE INTEGRAL TIPO A LACTO 1,93 2,26 Disposições finais: Permanecem inalteradas as demais cláusulas do Contrato Original a que se refere o presente Termo Aditivo. Data da Assinatura: 13/06/2014.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84.990-000 / FONE (43) 3512-3000 CNPJ Nº 75.658.377/0001-31 EXTRATO CONTRATO Contrato n° 157/2014. Processo de Dispensa n° 027/2014.

CNPJ 08.976.528/0001-02

RESOLUÇÃO N.º 002/2014 de 17/06/2014 RESOLUÇÃO N.º 001/2014 de 17/06/2014

O Presidente do CIVARC, WILSON RONALDO RONY DOS SANTOS, usando de suas atribuições legais resolve:

ART. 1º - NOMEAR para compor a Comissão Permanente de Licitação para julgamentos dos Processos Licitatórios no exercício de 2014, sob a presidência do primeiro e secretariado pelo segundo, os servidores: ELISANGELA HEIDDGER BENTO WATFE, brasileira, casada, servidora pública do município de Japira, residente e domiciliada na cidade de Ibaiti/PR, portadora do RG nº 7.306.067-2/PR, e do CPF nº 726.452.459-00; VIVIANE CHUEIRI, brasileira, solteira, engenheira agrônoma, residente e domiciliada na cidade de Ibaiti, portadora do RG nº 2.204.198-3/PR e do CPF nº 373.781.129-68, WALDEMAR ANTONIO VALENTINI JUNIOR, brasileiro, solteiro, médico veterinário residente e domiciliado na cidade de Ibaiti/PR, portador do RG nº 9.169.753-0 e do CPF nº 069.0660.519-85.

Contratante: Prefeitura Municipal de Arapoti. Contratada: Serviço de Apoio as Micro e as Pequenas Empresas do Estado do Paraná – SEBRAE/PR.

.

Objeto: Contratação de empresa para capacitação e treinamento em boas práticas de fabricação para atender as necessidades da Divisão de Indústria e Comércio.

ART. 2º - Os processos Licitatórios da Modalidade Convite serão julgados pela senhora ELISANGELA HEIDDGER BENTO WATFE, de acordo com o Art. 51, § 1º da Lei 8.666/93.

Valor Global: R$ 4.926,00 (quatro mil e novecentos e vinte e seis reais).

ART. 3º - Esta Resolução entra em vigor a

Dotação Orçamentária: 14.001.22.122.0017.2.071.3.3.90.39.0000. Prazo de Vigência: 60 (sessenta) dias. Data da assinatura: 13/06/2014.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPOTI - PR RUA PLACÍDIO LEITE Nº 148 CENTRO CÍVICO CEP 84990-000 FONE (043) 3512-3000 CNPJ Nº 75.658.377/0001-31

partir desta data. Cumpra-se, Registre-se, Publiquese.Gabinete da Diretoria do Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento do Território do Vale do Rio Cinzas- CIVARC, em Japira – PR, 17 de junho de 2014. WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS Presidente CIVARC

O Presidente do CIVARC, WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS, usando de suas atribuições legais, resolve:

ART. 1º - Designar Pregoeiro e Equipe de Apoio do CIVARC para exercício de 2014, como segue:

Pregoeiro: ELISANGELA HEIDGGER BENTO WATFE, brasileira, casada, servidora pública do município de Japira/PR, residente e domiciliada na cidade de Ibaiti, portadora do RG nº 7.306.067-2/PR e do CPF nº 726.452.459-00; Equipe de Apoio: VIVIANE CHUEIRI, brasileira, solteira, engenheira agrônoma, residente e domiciliada na cidade de Ibaiti, portadora do RG nº 2.204.198-3/PR e do CPF nº 373.781.129-68, WALDEMAR ANTONIO VALENTINI JUNIOR, brasileiro, solteiro, médico veterinário residente e domiciliado na cidade de Ibaiti/PR, portador do RG nº 9.169.7530 e do CPF nº 069.0660.519-85 e JOSÉ MARCELO PANGONE, brasileiro, casado, servidor público residente e domiciliado na cidade de Japira/PR, portador do RG nº 16.269.054/SP e do CPF nº 080.276.618-89.

ART. 2º - A atuação do Pregoeiro e da Equipe de Apoio e Comissão de Licitação do CIVARC abrange a coordenação de Pregões em todas as suas fases: na abertura de propostas, na promoção e disputas de lances, suspensão e reinício do certame, no processo decisório em questões surgidas no certame, no recebimento de recursos, a adjudicação do objeto da licitação e o exercício de todos os demais atos e procedimentos inerentes à atividade de Pregoeiro.

ART. 3º - A equipe de apoio terá todas as operações permitidas, relacionadas aos atos de assistência ao pregoeiro.

ADITIVO CONTRATUAL Contrato n°: 117/2013-PMA. Pregão n°: 040/2013-PMA. Contratante: Prefeitura Municipal de Arapoti. Contratada: Simone Angelita Rosa dos Santos. Objeto: O presente Termo Aditivo ficam reajustados os valores conforme índice do INPC – Índice Nacional de Preços ao Consumidor de 6,0786%, referente ao período junho de 2014. O valor mensal do CONTRATO passará de R$ 1.400,00 para R$ 1.485,10 (Hum mil Quatrocentos e Oitenta e Cinco Reais e Dez Centavos). Disposições finais: Permanecem inalteradas as demais cláusulas do Contrato Original a que se refere o presente Termo Aditivo. Data do Aditivo: 12/06/2014.

SALTO DO ITARARÉ EXTRATO DE CONTRATO: (ART. 61, § ÚNICO, DA LEI FEDERAL Nº 8.666/93, COM NOVA REDAÇÃO DADA PELA LEI FEDERAL Nº 8.883/94) CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO ITARARE CONTRATADA: DIAFER LTDA MODALIDADE: DISPENSA DE LICITAÇÃO (ART. 24, II, LEI Nº 8.666/93). OBJETO: Aquisição de material de proteção de segurança do trabalho para os funcionários do município de Salto do Itararé/PR. DATA DO CONTRATO: 17/06/2014 VALOR: R$ 4.377,17 (Quatro mil trezentos e setenta e sete reais e dezessete centavos). EXTRATO DE CONTRATO: (ART. 61, § ÚNICO, DA LEI FEDERAL Nº 8.666/93, COM NOVA REDAÇÃO DADA PELA LEI FEDERAL Nº 8.883/94) CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO ITARARE CONTRATADA: J MALUCELLI EQUIPAMENTOS S/A MODALIDADE: INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO (ART. 25, I, LEI Nº 8.666/93). OBJETO: Aquisição de peças e componentes elétricos do motor e mão de obra especializada para a motoniveladora CASE 845 B. DATA DO CONTRATO: 17/06/2014 VALOR: R$ 10.234,45 (Dez mil duzentos e trinta e quatro reais e quarenta e cinco centavos). EXTRATO DE CONTRATO: (ART. 61, § ÚNICO, DA LEI FEDERAL Nº 8.666/93, COM NOVA REDAÇÃO DADA PELA LEI FEDERAL Nº 8.883/94) CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE SALTO DO ITARARE CONTRATADA: JOÃO ELIAS ALVES MODALIDADE: DISPENSA DE LICITAÇÃO (ART. 24, II, LEI Nº 8.666/93). OBJETO: Aquisição de lajota sextavada para concertos em vias pública do município de Salto do Itararé/PR DATA DO CONTRATO: 17/06/2014 VALOR: R$ 1.125,00 (Mil cento e vinte e cinco reais).

a partir desta data. RUBENS SEBASTIÃO RIBEIRO torna público que requereu ao IAP, a Licença de Instalação, para Loteamento em Tomazina/PR. Não foi determinado estudo de impacto ambiental.

RUBENS SEBASTIÃO RIBEIRO torna público que recebeu do IAP, LICENÇA PRÉVIA n. 36841, com validade até 09/04/2016 para LOTEAMENTO no Município de Tomazina/PR.

ART. 4º - Esta Resolução entra em vigor Cumpra-se, Registre-se, Publique-se.

Gabinete da Presidência do Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento do Território do Vale do Rio Cinzas- CIVARC, em Japira – PR, 17 de junho de 2014. WILSON RONALDO RONY DE OLIVEIRA SANTOS Presidente CIVARC


Q U A R T A - F E I R A , 1 8 D E J U N H O D E 2 0 1 4 - E D. 1 1 5 8

WENCESLAU BRAZ DECRETO nº 045/14 SÚMUlA: Abre Crédito Especial – Anulação de dotação no Orçamento programa de 2014. O PREFEITO MUNICIPAl DE WENCESlAU BRAZ no uso de suas atribuições que lhe confere a lei Orgânica do Município de WENCESlAU BRAZ e autorização contida na lei Municipal n° 2636/13 de 11 de dezembro de 2013. DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto no corrente exercício Crédito no valor de R$ 100.000,00, para as seguintes dotações orçamentárias:

editais A 7

Críticas ao 13º Distrito

A trama desta refilmagem é praticamente idêntica à do original. DIVULGAÇÃO

05 - FUNDO MUNICIPAl DE SAÚDE 05.01 - SECRETARIA MUNICIPAl DE SAÚDE 05.01.10.301.0005.2.017-3.3.90.36.00.00.00.00 – 1303 - OUTROS SERvIçOS DE TERCEIROS PESSOA FÍSICA 200.000,00 05.01.10.301.0005.2.017-4.4.90.51.00.00.00.00 – 1303 - OBRAS E INSTAlAçÕES 12.804,39

Artigo 2º - Para atendimento da Suplementação que trata o artigo anterior serão utilizados recursos proveniente da anulação parcial da seguinte dotação orçamentária: 05 - FUNDO MUNICIPAl DE SAÚDE 05.01 - SECRETARIA MUNICIPAl DE SAÚDE 05.01.10.301.0005.2.017-3.1.90.11.00.00.00.00 – 1303 - vENCIMENTOS E vANTAgENS FIxAS PESSOAl CIvIl 112.804,39 05.01.10.301.0005.2.017-3.3.90.32.00.00.00.00 – 1303 - MATERIAl, BEM OU SERvIçO PARA DISTRIB. gRATUITA 100.000,00

Artigo 3º - Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogada as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Wenceslau Braz, em 11 de junho de 2014. ATAHYDE FERREIRA DOS SANTOS JÚNIOR Prefeito Municipal lei n.º 2.664/2014 Súmula: Denominam-se logradouros Públicos no perímetro Urbano do Município de Wenceslau Braz, Estado do Paraná e dá outras providências. O povo do município de Wenceslau Braz, por seus representantes na Câmara Municipal, aprovou e eu, Prefeito Municipal, Atahyde Ferreira dos Santos Júnior, sanciono a seguinte lei: Art. 1º. Fica denominada: RUA vEREADOR TEOFIlO JOSÉ TEIxEIRA, anteriormente titulada de Rua J, logradouro este localizado no Bairro vila velha, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Rua Amazonas e sem entroncamento final. Art. 2º. Fica denominada: RUA lONDRES, anteriormente titulada de rua “g”, logradouro este localizado no Bairro vila Formosa, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Avenida Nova York e tem seu final o entroncamento com a Avenida Osvaldo Pinto Ribeiro. Art. 3º. Fica denominada: RUA DEZENOvE DE DEZEMBRO, anteriormente titulada de rua “Sexta”, logradouro este localizado no Bairro vila velha, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, compreendida entre a Rua Oscar Azevedo e a Rua Marechal Deodoro. Art. 4º. Fica denominada: RUA NAgIBI JORgE MAlUF, anteriormente tituladas de rua Quarta e Quinta, logradouro este localizado no Bairro vila velha, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, compreendida entre a qual se inicia no entroncamento com a Avenida Pedro Boiczuck e tem seu final o entroncamento com as Ruas Oscar Azevedo e Rua Borrazópolis. Art. 5º. Fica denominada: RUA IRMãS KlOSIENSKI, rua anteriormente sem nome, logradouro este localizado no Bairro vila velha, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual compreendida entre a PR-092 e a Avenida Pedro Boiczuck. Art. 6º. Fica denominada: RUA vEREADOR JOSÉ DAllER, trecho de rua anteriormente denominada de Rua 13 de Maio, logradouro este localizado no Bairro vila velha, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, compreendida entre a Rua Marechal Deodoro e a PR-092. Art. 7º. Fica denominada: RUA PAUlO ZUB, rua anteriormente denominada de Rua Décima, logradouro este localizado no Bairro vila velha, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, compreendida entre a Rua Brazópolis e a Rua José Daller. Art. 8º. Fica denominada: RUA JOãO MARIA CUSTÓDIO, rua anteriormente denominada de Rua Projetada, logradouro este localizado no Bairro vila velha, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, compreendida entre a Rua Paulo Zub e a Rua José Daller Art. 9º. Fica denominada: TRAvESSA vEREADOR JORgE MIgUEl PIlOTO, rua anteriormente denominada de travessa C, logradouro este localizado na vila Formosa, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, compreendida entre a Avenida Nova York e a Rua veneza. Art. 10. Fica denominada: RUA JOãO lUIZ DOS SANTOS, rua anteriormente denominada de Rua B, logradouro este localizado na vila Formosa, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, compreendida entre a Rua veneza e a Rua Senador Souza Naves. Art. 11. Fica denominada: AvENIDA NOvA YORK, rua anteriormente denominada de Rua B, logradouro este localizado na vila União, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se constitui um prolongamento da Avenida com a mesma denominação. Art. 12. Fica denominada: TRAvESSA MICHEl HANNA ABOU SAAB, travessa anteriormente denominada de travessa 2, logradouro este localizado na vila Formosa, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, compreendida entre a Avenida Nova York e a Avenida Osvaldo Pinto Ribeiro. Art. 13. Fica denominada: RUA vICENTE RAMOS NOgUEIRA, rua anteriormente denominada de Rua E e Travessa A, logradouros estes localizado na vila Formosa, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Avenida Osvaldo Pinto Ribeiro e tem seu final o entroncamento com a Rua veneza. Art. 14. Fica denominada: RUA IDINIR KOPP, anteriormente denominada de Rua A, logradouro este localizado no Centro, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Rua getúlio vargas veneza e tem seu final o entroncamento com a Rua Barão do Rio Branco. Art. 15. Fica denominada: TRAvESSA vEREADOR SEIJI TAKII, anteriormente denominada de Rua D, logradouro este localizado na vila Formosa, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Rua veneza e tem seu final o entroncamento com a Rua Senador Souza Naves. Art. 16. Fica denominada: RUA ORlETE vIEIRA DOS SANTOS, anteriormente denominada de Rua Acesso 1, logradouro este localizado na Centro, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Rua getúlio vargas e tem seu final o entroncamento com a linha férrea da R.F.F.S.A. Art. 17. Fica denominada: RUA gERÔNIMO PAvOlAK, rua anteriormente denominada de Rua Acesso 2, logradouro este localizado na Centro, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Rua getúlio vargas e tem o seu final, o entroncamento com a linha férrea da R.F.F.S.A. Art. 18. Fica denominada: RUA SãO BENEDITO, rua anteriormente denominada de Travessa 1, logradouro este localizado na Centro, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Rua Nova York e tem o seu final, o entroncamento com a Avenida Osvaldo Pinto Ribeiro.

Art. 19. Fica denominada: RUA vEREADOR JAvERT BATISTA, rua anteriormente denominada de Rua A, logradouro este localizado na vila Novo Brasil, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Rua São Benedito e tem o seu final, o entroncamento com a Rua Miguel M. Oliveira. Art. 20. Fica denominada: AvENIDA OSvAlDO PINTO RIBEIRO, rua anteriormente denominada de Rua C, logradouro este localizado na vila Novo Brasil, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se constitui um prolongamento da Avenida com a mesma denominação. Art. 21. Fica denominada: RUA HIlARINO FRANCISCO DOS SANTOS, rua anteriormente denominada de Rua Sétima, logradouro este localizado na vila velha, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Rua Brazópolis e tem o seu final, o entroncamento com a Rua Oscar Azevedo. Art. 22. Fica denominada: RUA PEDRO PRESTES PONTES, rua anteriormente denominada de Rua f, logradouro este localizado na vila Formosa, no perímetro urbano da Cidade de Wenceslau Braz, Estado do Paraná, a qual se inicia no entroncamento com a Rua Nova York e tem o seu final, o entroncamento com a Avenida Oswaldo Pinto Ribeiro. Art. 23. Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. Wenceslau Braz - PR, 16 de junho de 2014. ATAHYDE FERREIRA DOS SANTOS JÚNIOR Prefeito Municipal

13º Distrito - FotoOutro ponto que chama a atenção é a conotação sexual dada às duas principais personagens femininas DA ASSESSORIA editorial@folhaextra.net

Lançado em 2004, B13 - 13º Distrito tinha um grande atrativo: as inusitadas cenas de luta estreladas por David Belle, inspiradas no le parkeur, que impressionavam por sua habilidade. Dez anos depois, o mesmo David Belle é protagonista desta refilmagem americana, que no Brasil também ganhou o título 13º Distrito (mesmo que, para tanto, tenha perdido completamente o sentido com relação à história da nova versão). Entretanto, como Belle é pouco conhecido até mesmo na França, seu país natal, os investidores americanos necessitavam de um nome forte para encabeçar o projeto. Assim chegou-se a Paul Walker, em alta graças à série Velozes & Furiosos. 13º Distrito - FotoA dupla até que funciona junta. Por mais que seu personagem guarde resquícios que lembram bastante Brian O’Conner, especialmente nas cenas em alta velocidade, Paul

Walker serve de contraponto legal à ideia de herói underground vivido por Belle. Inclusive, a década entre os dois filmes serviu para que Belle melhorasse seu lado ator, por mais que o filme não lhe exija muito neste sentido. Sua função na trama é seguir fazendo malabarismos nas cenas de luta, às vezes até mesmo lembrando Jackie Chan em seus bons tempos. Isso, ele cumpre muito bem. A trama desta refilmagem é praticamente idêntica à do original. Brick Mansions (o tal 13º distrito na versão francesa) é uma área abandonada à própria sorte, onde os índices de criminalidade são altíssimos. Quando uma bomba é levada para o local pela gangue de um poderoso traficante de drogas, a polícia logo chama um dedicado detetive ( Walker) para entrar no reduto e desativá-la. Para tanto ele conta com a ajuda de Lino (Belle), que há anos mora no local e tem contas a acertar com o tal traficante. As poucas mudan-

ças neste 13º Distrito em relação a B13 se devem à americanização do ambiente e dos personagens, especialmente os vilões, através das gírias utilizadas e do visual estiloso. 13º Distrito - FotoOutro ponto que chama a atenção é a conotação sexual dada às duas principais personagens femininas, uma se vestindo como se fosse uma colegial e outra com uma roupa sadomasoquista. As cenas entre elas beiram o trash, seja pelos momentos de luta ou pelo linguajar que tenta escancarar (ainda mais) o lado erótico. Da mesma forma, o longa traz incoerências nítidas de roteiro, especialmente quando se aproxima o momento de decidir o que fazer com a tal bomba. Ainda assim, 13º Distrito diverte pelas absurdas e bem elaboradas cenas de luta. É o típico filme de menino, que privilegia a ação em detrimento de todo o resto. Funciona, desde que você embarque no clima descerebrado.

Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert curtem coquetel antes do jogo do Brasil E os brasileiros seguem em clima de pura animação com a Copa do Mundo DIVULGAÇÃO

DA ASSESSORIA editorial@folhaextra.net

E os brasileiros seguem em clima de pura animação com a Copa do Mundo. Na tarde desta terça-feira (17), Fernanda Lima chegou com Rodrigo Hilbert e os filhos gêmeos, João e Francisco ao Beach Park de Fortaleza para um coquetel de recepção antes do jogo do Brasil, no Castelão.A família posou reunida na entrada do bufê, que foi decorado com balões verde e amarelo, e se encontrou com Gilberto Gil e sua família no local. É claro que a apresentadora do Superstar e o maridão não hesitaram ao posar com o ídolo da MPB e os filhos

e netos, que também marcaram presença no local.Quem não pode chegar para a partida foi Preta Gil, que lamentou sua ausência nas redes sociais: “Aí que amor! A Família em Fortaleza pra

assistir ao Jogo. Obrigada, Beach Park, pelo convite. Não pude ir dessa vez, mas Flora Gil, Gilberto Gil, Francisco Gil e Júlia Pfiffer estão representando!”.


Q U A R T A - F E I R A , 1 8 D E J U N H O D E 2 0 1 4 - E D. 1 1 5 8

destaque A 8

FUTURO DE FACULDADE

Irregularidades forçam prefeitura a pedir devolução do terreno da Facibra Prefeito Taidinho diz que a iniciativa foi do Ministério Público guilherme capello Wenceslau Braz editorial@folhaextra.net

Um dos assuntos que causou polêmica na sessão ordinária da câmara de vereadores de Wenceslau Braz nesta terçafeira (17) foi o projeto de lei 019/2014, oriundo do Executivo Municipal, que revoga a doação do terreno onde hoje está instalada a Faculdade de Ciências de Wenceslau Braz (Facibra). A complicação começou no ano de 2012, quando a instituição foi vendida para o professor Fabiano Teixeira da Luz, de Mina Gerais. De acordo com o diretor acadêmico da Facibra, Luis Guilherme Barbosa, na época da compra foi-lhes apresentado um documento por parte dos então proprietários Wilson Nery e Fabiano Bueno dizendo que havia a doação do terreno por parte da prefeitura, o que de fato aconteceu no ano de 2004. Na época da doação, além do terreno em que está o prédio da faculdade, também foi cedido o lote logo atrás da instituição.

“Nós pagamos pelo espaço que teve seu valor estipulado em cima do valor da faculdade e o terreno nos interessava, pois queríamos desenvolver os cursos de Agronomia e Engenharia Civil”, afirma Barbosa. Ele continua dizendo que no início deste ano, os gestores receberam uma notificação do Ministério Público (MP) pedindo a devolução do espaço ao município de Wenceslau Braz devido a irregularidades no contrato social. Porém, para que a instituição não fechasse as portas, o MP apresentou um Termo de Ajuste de Compromisso (TAC) que, entre outras imposições, pedia a devolução do terreno mediante um acordo de que a Facibra pudesse ficar por mais três anos e meio, até que todos os cursos fossem concluídos. “Nós aceitamos, em primeiro momento, só que na época em que o Fabiano (Teixeira da Luz) fez a compra, o Wilson Nery obrigou que ele fizesse a doação de parte do terreno como garantia de pagamento. Quando foi para fazer a devolução do lote, o promotor ( Joel Beffa) não aceitou sem

ALCEU JUNIOR - FOLHA EXTRA

essa parte, mas quem tem que devolver é o Nery”, explica Barbosa. Sendo assim, segundo ele, não houve assinatura do TAC. “Não temos como intervir uma vez que o terreno está sob responsabilidade do Nery”, continua. DEVOLUÇÃO Apesar da importância da matéria, os motivos pelos quais a prefeitura teria apresentado o PL ainda são obscuros para a maior parte da população da região. Para esclarecer a situação, a reportagem da Folha Extra conversou com o prefeito de Wenceslau, Atahyde Ferreira dos Santos Junior, o Taidinho (PSD), que explicou alguns pontos. Segundo Taidinho, no início deste ano houve uma reunião em que estiveram presentes, além dele, os membros do jurídico da prefeitura e o promotor Joel Beffa. O encontro foi marcado para que o MP apresentasse as irregularidades no contrato social da doação feita em 2004 e que a consequência deveria ser a devolução dos terrenos. “Mas o promotor disse que já havia entrado em

Prefeito diz que pedido de devolução partiu do MP acordo com os proprietários através do TAC e que eles concordaram com a devolução. Por isso, o Executivo Municipal recebeu a indicativa do MP para que apresentássemos formalmente o tal pedido”, conta. Ele criticou o fato de ninguém da instituição ter o procurado durante todo o processo e que pessoas dentro da Facibra estariam utilizando do momento para tirar vantagens políticas.

“Pessoas envolvidas com a educação deveriam ter mais educação e ética de virem conversar com prefeito, discutir o assunto e não usar da situação para fazer politicagem”, afirma Taidinho. O prefeito garante que, independente do fato do PL ser aprovado, a Facibra continua atuando nos prédios até a última turma se formar. “Nesse período, temos tempo para

oficializar um contrato de comodato”, aponta o prefeito. Segundo Taidinho, não há a menor intenção da administração em perder a Facibra, uma vez que ela traz desenvolvimento e conhecimento para a sociedade brazense. O promotor Joel Beffa foi procurado pela Folha Extra durante esta terça-feira, mas não foi encontrad para apresentar esclareciment


Folha extra 1158