Issuu on Google+

Beijos Enfeitiรงados em Nova Iorque


Gatos e chapéus de bruxa Era outono em Nova Iorque: os bordos, os carvalhos e os olmeiros de Central Park ostentavam com orgulho magníficos matizes cor de laranja, dourados e rubros. Amas com carrinhos de bebé de última geração, joggers ofegantes em ténis e calções, homens de negócios rumo aos seus escritórios e vendedores de cachorros-quentes animavam as grandes avenidas e os trilhos do parque. Os barcos a remos deslizavam plácidos sobre a superfície do lago, coroado, ao fundo, por arranha-céus. Alguém lia o jornal confortavelmente sentado num banco. As ruas da cidade estavam entupidas por imensas filas de táxis amarelos e autocarros barulhentos que se deslocavam a passo de caracol. De vez em quando, do alcatrão

7


levantavam-se nuvens de vapor. As calçadas estavam apinhadas de senhoras elegantes, carregadas de saquinhos de boutiques muito chiques, e de empregados e vendedores de pretzels quentes, libertando no ar aquele leve cheiro a fumo, tão típico de Nova Iorque. Ninguém buzinava com impaciência ou gritava para avançar. Estava um dia demasiado bonito. O céu encontrava-se azul e no ar límpido e fresco já se anunciava o outono. Tudo parecia perfeito… Mas, infelizmente, não era verdade: algo de sinistro estava a ocorrer. Numa casinha de arenito vermelho, num quarteirão respeitável e pacato de Manhattan, a senhora Rowena Oldbore, uma bruxa reformada que levava uma vida reservada na companhia de Alecrim, o seu gato preto, estatelou-se no chão da sua graciosa sala de estar. – Estamos perdidos… – disse a velha bruxa, com uma voz que ficava cada vez mais ténue. – Tenho de avisar… Mas era tarde de mais: a senhora Oldbore foi atravessada por um último espasmo, arregalou os olhos e assim ficou, imóvel, com o rosto sem cor virado para o teto, os olhos azuis a contemplar o vazio. O chapéu de bruxa, ligeiramente fora de moda, que

8


usava sempre com o seu conjunto de tweed verde-floresta, estava enfiado sobre o seu pé esquerdo, que calçava um confortável sapato de couro castanho, o preferido da senhora Oldbore. O pormenor do chapéu surpreendeu bastante a sua vizinha quando, preocupada com o miar desesperado de Alecrim, entrou no apartamento, depois de ter batido educadamente à porta, e a encontrou naquele estado. Quem poderia ser o responsável por tal gesto tão pouco digno para com uma velha e respeitável senhora como a senhora Oldbore?

9


Beijos Enfeiticados em Nova Iorque