Page 28

M E I O A M B I E N T E

Ocupação Inadequada do Solo e Seus Efeitos

C u i d a n d o , e l e f i c a i n t e i r o .

secundárias (indústria) e terciárias (serviços). A cidade subordinou o campo e com ele estabeleceu uma relação de trabalho pelo qual ele fornece alimentos e matérias primas e em troca, recebe produtos industrializados e tecnologia. Entretanto, a cidade não é autosuficiente (novas regras). Sua sobrevivência depende do campo. A urbanização pode ser entendida como um fenômeno de crescimento e de expansão de uma cidade, necessitando de um desenvolvimento planejado que proporcione uma qualidade de vida satisfatória à comunidade (água, esgoto, gás, energia, educação, saúde, comunicações, transporte, vias de acesso e de circulação). A encosta é uma superfície natural inclinada ligando, geralmente, uma superfície elevada (o topo de um morro ou serra) a um vale inferior. O comportamento de uma encosta só pode ser observado, acompanhado e compreendido a partir da identificação de suas características físicas, geológicas e ambientais, tais como a base rochosa, o solo, a cobertura vegetal, o clima e os processos erosivos que atuam sobre ela. Os vários processos erosivos se iniciam pelo impacto direto da chuva sobre as partículas do solo, se propagam e se intensificam com o escoamento superficial das águas. Os principais fatores naturais dos processos erosivos são: • O volume de água que atinge o terreno e sua distribuição no tempo e no espaço, determinantes da velocidade com que as águas escoam sobre ele; • O tipo de solo e sua suscetibilidade à ação erosiva da água (erodibilidade) e das características das partículas que compõem o solo (areia, argila, entre outros). • A presença ou não de cobertura vegetal capaz de reduzir o impacto direto da chuva e, principalmente, de dificultar o escoamento das águas, diminuindo a sua velocidade; • Declividade do terreno, induzindo a uma maior ou menor velocidade das águas e, portanto, da erosão do solo; A dinâmica das encostas é controlada por agentes naturais (calor, vento, chuva) ou induzida pela ação humana, ou por ambas, e compreende dois processos: • O transporte de materiais ou massas é provocado fundamentalmente pela ação erosiva das águas das chuvas sobre a superfície do solo e resulta em diferentes processos de erosão (arraste de solo para outras áreas): laminar, em sulcos e voçorocas; • O movimento gravitacional de massas (de cima para baixo) Para refletir produz fenômenos destrutivos, A urbanização eficiente e ordenada depende c o n h e c i d o s c o m o da elaboração e aplicação de um planejamento escorregamentos e corridas de urbano, da regulamentação e da fiscalização da massas. São os mais perigosos e ocupação do solo urbano e rural. M e re c e m d e sta q u e e s ã o fo co d e de maior impacto ambiental, não só por modificarem de forma p re o c u p a ç õ e s : o c re s c i m e n t o u r b a n o violenta e muito rápida as (especialmente quando desordenado) e os encostas e superfícies próximas, desafios de sua expansão. O Brasil tem um mas por causarem perdas de elevado grau de urbanização, com 80% da população vivendo em cidades. vidas humanas, quando ocorrem em áreas habitadas.

2 8

cartilha_solo  

SOLO C u i d a n d o , e l e f i c a i n t e i r o C a r t i l h a s s é r i e Cartilha 3 C a r t i l h a s s é r i e M e i o A m b i e n t...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you