Issuu on Google+

SISTEMAS DE Vテ好EO Instrutor : Claudio Younis


VÍDEO Sequência de imagens exibidas em uma determinada velocidade de modo que nosso sistema visual (olho, retina, nervo óptico e cerébro) reconstrua o movimento original durante o processo de captação


Do filme a televisão Em filme captamos cada quadro na película e a medida que reproduzimos estes quadros recontruímos a imagem em movimento. Em televisão passamos a fazer o mesmo de forma eletrônica.


TELEVISÃO A televisão foi fruto do trabalho de diversos inventores que contribuiram para seu desenvolvimento. Incialmente a televisão transmitia somente em P&B, formado somente por diferenças de brilho e contraste conhecido como luminância. Cada ponto da imagem (pixel) é representado por um nível de tensão, obtido através de um processo de conversão durante a captação (câmera).


TELEVISÃO ii O conjunto de pixels que representa a imagem completa em um dado instante forma um Quadro A sequência de quadros é transmitida em uma determinada frequência (que é determinada pelo canal). Na televisão analógica utilizamos uma Modulação em Amplitude. Ou seja o sinal sempre é transmitido na mesma frequência mas com intensidades distintas ao longo do tempo


TELEVISÃO iii Em 1953 foi realizada a primeira transmissão da TV a cores. Este sinal precisaria ser transmitido pelos transmissores existentes e ser decodificado (ainda que em P&B) pelos televisores existentes. A informação de cor deveria ser transmitida dentro do mesmo sinal, logo foi modulada “In-Band” em uma subportadora de alta frequência.


TELEVISÃO iv Cada cor é representada por uma fase da subportadora: • Amarelo = 15 • Vermelho = 75 • Magenta = 135 • Azul = 195 • Ciano = 255 • Verde = 315 • Referência = 0


NTSC National Television Systems Committee (1953): • 30 quadros por segundo • Entrelaçado (60 campos por segundo) • Atrelado a frequência da rede -> 60 Hz • 525 linhas (vídeo em apenas 480 linhas) • Resolução = 640 x 480 Aspecto = 4:3 • Calibração de cor necessária no receptor


PAL Phase Alternating Lock: • 25 quadros por segundo • Entrelaçado (50 campos por segundo) • Atrelado a frequência da rede -> 50 Hz • 625 linhas (vídeo em apenas 576 linhas) • Resolução = 704 x 576 Aspecto = 4:3 • Fase de cor invertida a cada linha permitindo que o receptor se autocalibre para a cor correta


VGA DDC2 connector pinout:

Entrelaçamento Campo 1 = linhas ímpares Campo 2 = linhas pares


VGA DDC2 connector pinout:

Progressivo Campo 1 = todas linhas Campo 2 = todas linhas


VGA DDC2 connector pinout:

Progressivo x Entrelaรงado


FORMATOS ANALÓGICOS 1. Vídeo composto 2. YC 3. Vídeo componente a) RGB b) YUV c) YPbPr 4. RGBHV


FORMATOS ANALÓGICOS FORMATO

FIOS

CONECTORES

RGBHV

5

5 BNC / 1 HD15

RGBs

3

3 BNC / 3 RCA

YPbPr

3

3 BNC / 3 RCA

YUV

3

3 BNC / 3 RCA

YC

2

2 BNC / 2 RCA / 1 DIN-4

VC

1

1 BNC / 1 RCA

RF

1

1F


RGB 1. 2. 3. 4.

R = Vermelho G = Verde B = Azul RGBs/RGsB/RsGB


YPbPr 1. Y = Lumin창ncia 2. Pb = B-Y 3. Pr = R-Y


YC ou S-video 1. Y = Lumin창ncia 2. C = Cromin창ncia 3. Conector Mini-DIN


Vídeo composto 1. Y + C = Luminância + Crominância 2. Conector BNC ou RCA


VĂ­deo composto


Video Formas de Onda Comparativo: RGB YPbPr YC Composto


VGA DDC2 connector pinout:

RGBHV 1. R / G / B – cores 2. H – sincronismo horizontal 3. V – sincronismo vertical


Resolução


VGA DDC2 connector pinout:

Digital Por que digitalizar o vídeo? Principalmente pela imunidade a ruídos permitindo uma transmissão e reprodução perfeita do sinal de vídeo


VGA DDC2 connector pinout:

Quantização Conversão de um sinal analógico em digital através da amostragem no tempo.


VGA DDC2 connector pinout:

Erro de quantização


VGA DDC2 connector pinout:

Bit Rate Sem compress達o: Maior no. bits = Maior qualidade = Maior banda


VGA DDC2 connector pinout:

Digitalização A digitalização da televisão acontece em diversas etapas a medida que cada parte da cadeia da geração a transmissão foi sendo digitalizada. CAPTAÇÃO -> GRAVAÇÃO -> TRANSPORTE -> PROCESSAMENTO -> TRANSMISSÃO -> RECEPÇÃO


VGA DDC2 connector pinout:

Codificação Representação de um sinal analógico em digital. Etapas: 1. YCbCr 2. Chroma sub-sampling 4:4:4/4:4:0/4:2:0/4:1:1 3. Downsampling temporal e espacial

-> Compressão


VGA DDC2 connector pinout:

Serialização Transmissão do sinal de vídeo através de um único cabo coaxial


VGA DDC2 connector pinout:

Televisão Digital no Mundo ATSC (Advanced Television Systems Committee) DVB (Digital Video Broadcasting) ISDB (Integrated Services Digital Broadcasting) SBTVD (Sistema Brasileiro de Televisão Digital) Codificação: MPEG4 / AAC-HE Transporte: MPEG2-TS Modulação: COFDM-BTS


VGA DDC2 connector pinout:

Televisão Digital no Brasil Assinatura do decreto: 2006 Lançamento comercial: 2007 Publicação da norma: 2009 ISDB-T -> SBTVD -> ISDB-Tb Brasil Peru Argentina Chile Venezuela Ecuador Costa Rica Paraguay Philipinas Bolivia Nicaragua Uruguay


VGA DDC2 connector pinout:

Televis達o Digital no Brasil SD (Standard Definition): 480i/480p HD (High Definition): 720p/1080i 16x9 1-SEG: 320x240 GINGA (JavaDTV)


HOME EXPERT VIDEO 01 2012