Issuu on Google+

Receba o frio!

1

Ano 1 l Edição 4 l Março de 2013 l Distribuição Gratuita


Direção: Flávia Peres e Vannine Anselmo Direção de Arte: Rafaela Azevedo Web Designer: Ranieri Trecha Fotografia: Rodrigo Nunes Revisão: Taís Brem Colunistas: Ana Luiza Soares, Camila Cardoso, Carolina Silveira, Catarina Loder, Eliza Andrade, Graziele Pacheco, Isabel Duarte Schuch, Ivan Pons, Gabriela Lugris, Larissa Braga, Manoela Nogueira Soares, Martha Papaleo, Marcelle Saraçol, Nádia Ferrari, Paula Blaas, Priscila Barboza, Simone Del Ponte. Consultora Editorial: Taís Barreto Assessora de Mídias Digitais: Graziele Pacheco Jornalista Responsável: Flávia Peres – flavia@revistababado.com.br Publicitária Responsável: Vannine Anselmo – vannine@revistababado.com.br Comercial: contato@revistababado.com.br Tiragem: 5.000 exemplares Gráfica Jacui Ltda. (51) 3722.9595 Cachoeira do Sul | RS

É pensando em propor algo autêntico e ousado a Pelotas que a Revista Babado foi lançada e consolida-se a cada mês com um número maior de leitores e colaboradores. Sabemos o quanto é difícil aceitar o improvável, o que é estranho ao conhecido e, principalmente, algo ousado. Para propor algo fora dos padrões estabelecidos, então, é preciso coragem. Da ideia de arriscar o novo, elevar a qualidade da informação de moda e dar visibilidade aos talentos locais, a Revista Babado traz na edição #4 o tema que dá sentido a sua existência. Novos talentos, novos lugares, novas cores, texturas, ideias e informações. Propomos aos nossos leitores uma nova experiência: ampliar os horizontes, adotar novos estilos, novas ideias e, até, comportamentos. PERMITAM-SE!

3

2

www.revistababado.com.br facebook.com/revistababado

Do Babado pg. 12 à 17

Viés pg. 8

Trend pg. 10

Alpha pg. 19

Badalo

Deixa eu te contar

pg. 22

pg. 30


Fique por Dentro! Fotos: Divulgação

Moda Cult

Camila Cardoso Estudante de Moda

ADEJO

do a paz à medida em que cuidavam de seus maridos e filhos, garantindo, assim, o repovoamento. Sua cintura voltou a ser apertada, não mais pelo uso do corset, mas dos charmosos e aparentemente inocentes cintos. As roupas evidenciavam suas formas e lembravam que a sua condição e o seu papel na sociedade eram diametralmente opostos ao do homem. Nos anos 1960, as mulheres queimaram sutiãs para demonstrar sua liberdade. Os corpos eram SEUS novamente e a roupa refletia essa transformação. Mas, Moda não é só roupa. Com o advento das novas tecnologias, as mulheres podem usar artifícios outros que não apenas o do vestuário. Estão “livres” para modificarem aquilo que não lhes agrada, frankensteinizando o corpo biológico. A Moda, assim como a liberdade, pode ser uma escolha. Basta saber se você se permite escolher...

BABUCHE

Espécie de chinelo marroquino, de vários formatos, com ou sem salto, aberto ou não e usado por homens, mulheres e crianças.

CALÇA CARGO

Calça com bolsos laterais. Originalmente masculina, hoje de diversos modelos na versão feminina também.

DHOTI

Traje masculino da Índia, não possuí nenhum tipo de costura. É apena um retângulo de tecido, que é transpassado nas pernas e preso na volta da cintura.

5

Certa vez uma amiga me fez a seguinte pergunta: Qual é a grande lição que a Moda tem para dar, a teu ver? Na hora fiquei um pouco atordoada com a questão, pois a complexidade dela me parecia algo como “de onde vêm os bebês?” para uma criança em “fase curiosa”. No entanto, no segundo seguinte, após pensar um pouquinho na relação que venho desenvolvendo com o assunto, respondi, sem hesitar: Para mim, o ensinamento da Moda é a capacidade incessante de transformação, seja pessoal, ou mesmo, nas sociedades. Sei que os mais céticos responderão: Mas, como algo tão fútil pode ter esse poder? Começaremos pelo âmbito mais “simples”, digamos assim: o individual. Essa parte do texto pode parecer um pouco – ou bastante – piegas, mas, acredite, o objetivo aqui não é escrever um monólogo de autoajuda, e, sim, contar uma experiência vivida que pode, obviamente, ser distinta para cada pessoa. Portanto, pega a pipoca e acompanha a historinha. Era uma vez, uma garotinha ruiva. Ela ia para a escola de meias rosa pink e sandálias. Todo mundo achava aquilo MUITO estranho. Mesmo suas amigas não a apoiavam. Diziam: “Puxa, Garotinha, não dava para usar nada menos esquisito, não?”. Ela ficava magoada e, durante algum tempo, só usava roupas “normais” – ou seja, a “tendência escolar” do momento. Mas, de vez em quando, ainda tentava combinações consideradas bizarras, pois assim ela se sentia mais… Ela. Ok, hoje em dia é bonito ser nerd, geek, freak, wathever, mas, nos anos 90, usar óculos já te tornava um E.T. Imagine isso acompanhado de meinhas pink e sandálias. A garotinha cresceu e, aos poucos, ela foi percebendo que aquilo fazia, de fato, parte da sua identidade. Deixou de ser uma guria tímida – ou talvez, nunca tivesse sido de fato, ela apenas estava procurando e experimentando suas múltiplas facetas – e deixou a vergonha de lado na hora de se vestir. Usava apenas o que queria, independentemente da vontade da mídia ou dos colegas. Hoje, ela se sente bem consigo mesma. Foi um caminho MUITO duro, mas ela sabe da importância daquele fator “fútil” na construção e transformação do seu Eu. Essa breve explanação psicanalítica serve apenas como exemplo individual acerca da questão proposta, passaremos, então, para o âmbito coletivo. Segundo esse raciocínio, a Moda, assim como os atos e as palavras, pode oprimir ou libertar um indivíduo. Desde que ficou estabelecido que não poderíamos andar nus perante os outros, a roupa passou a ser uma extensão do corpo e, com o passar do tempo, também, uma exteriorização da nossa identidade. As feministas do início do século XX, por exemplo, clamaram pelo fim do uso dos espartilhos e propuseram uma nova Moda, onde seus corpos podiam movimentar-se livremente, e, quiçá, também, seus pensamentos. Cortaram os cabelos e emanciparam-se, garantindo o direito do sufrágio. Com o fim da Segunda Guerra, as mulheres foram “convidadas” a retornar ao lar, restabelecen-

ELMO

Espécie de capacete que tinha como função proteger a cabeça dos cavaleiros que usavam as armaduras medievais.

ADEJO

Na moda, é o termo referente a tecidos leves e soltos, com movimento, dando uma sensação livre.

Fotos: Divulgação

4

Na moda, é o termo referente a tecidos leves e soltos, com movimento, dando uma sensação livre.

ÍNDIGO

Da planta Indigofera tinctoria, o índigo é um pigmento usado para tingir o jeans.

FASCINATOR

Menor que um chapéu, esse adorno de cabeça ficou conhecido após o casamento real.

BABUCHE

Espécie de chinelo marroquino, de vários formatos, com ou sem salto, aberto ou não e usado por homens, mulheres e crianças.

JATO DE AREIA

Efeito no jeans que dá aparência de desgaste, ele é obtido através de jatos de areia e água.

GHILLIE

Sem língua, esse sapato escocês, que foi criado para ser usado em regiões lamacentas e úmidas, hoje é usado pelos dançarinos da Escócia e Irlanda.

CALÇA CARGO

Calça com bolsos laterais. Originalmente masculina, hoje de diversos modelos na versão feminina também.

KALASIRIS

Usado somente pela classe alta egípcia, essa veste era nada mais que uma túnica larga e longa, presa no ombro. Era feito em tecido fino e transparente adornado com ouro e pedras preciosas.

HENNIN

Espécie de chapéu feminino do século XV, de forma cônica e pontuda, geralmente aparece com um véu na ponta. Seu nome é referente ao da família se sua criadora.

DHOTI

Traje masculino da Índia, não possuí nenhum tipo de costura. É apena um retângulo de tecido, que é transpassado nas pernas e preso na volta da cintura.

LESBIAN CHIC

Expressão referente nos atos e encenações das modelos em editorias onde elas fazem uma alusão ao sexo.


Bazar

SALTO COURO E BOTA DE A MARIA RIC 0 ,9 9 3 R$ 2 A MARIA RIC ERCIAL ZONA M O C CENTRO A 14B J O L , NORTE 3-0664 | (53) 322 PELOTAS

PRETO DE RENDA VESTIDO 0 R$ 420,0 DE DRA N A A ELIZ DENTRO , G MAR DE IN P P O H S L LARANJA LOJA 35 - 3) 9982-1565 | (5 PELOTAS

E mais uma rede social vem ganhando destaque e atenção no nosso dia a dia (e todo o nosso amor, também). Depois de Orkut, Facebook, Twitter e afins, é a vez do Instagram receber cada vez mais adeptos – desta vez, amantes da fotografia. Basta uma foto para expressar o momento, o sentimento, a novidade... a ROUPA. Dividindo espaço com os blogs e sites oficiais, o Instagram tornou-se um meio pelo qual as revistas divulgam seus bastidores e editoriais, as lojas divulgam seus lançamentos e coleções, e as “It Girls” divulgam seus guarda-roupas e estilo. Tudo através da fotografia. Tem “@arroba” para todos os gostos e “#hashtag” para todos os assuntos. As “It Girls” são meninas que ditam moda e servem de referência e espelho, mostrando o melhor do street style, seja durante o dia, na academia ou em uma festa de gala. Entre tantas adeptas ao #LookOfTheDay (expressão muito usada por elas na rede), estão Lala Rudge, Thassia Naves, Helena Bordon e Garotas Estúpidas. E, também, tem artista de televisão servindo de inspiração pra looks diários, como é o caso de Mariana Rios e Sabrina Satto. O Instagram chegou trazendo uma nova cara às redes sociais, onde uma imagem equivale a uma ideia, uma dica, um pensamento. O “Insta” é área para qualquer assunto. Quer maquiagem? @alicesalazaroficial. Está na dúvida do penteado para um casamento? @blogdopro. Ideias de comidinhas chiques? @luzaidan. Nem mesmo as dietas e exercícios físicos escapam dos cliques, com o @kilorias. Para estilistas, lojas e grandes marcas, o Instagram tornou-se uma ferramenta importantíssima, com grande poder de divulgação e resposta do público. São mostradas promoções, coleções e lançamentos, despertando o desejo consumista nos seguidores. Entre tantas marcas e lojas internacionais nesse universo do “Insta”, encontramos lojas do BABADO! Otros Aires (@otros_aires), My Shoes (@myshoespelotas), N. Concept (@lojanconcept) e a grife 3Gurias (@3gurias) também dão o ar da graça através das fotografias. Publicando fotos de editoriais, capas em primeira mão, coberturas de semanas de moda ao redor do mundo e o que será tendência nos próximos meses, as grandes revistas de moda acumulam leitores-seguidores. Dividindo espaço com a Vogue, Bazaar, Elle, entre tantas outras, a nossa BABADO também está lá (@revistababado). E o melhor: pensando no público que não tem acesso a iPhones e celulares com android, o Instagram permite que os não usuários deem uma espiadinha no que acontece por lá, sem precisar ser cadastrado. É só digitar instagram.com/@revistababado (e as demais @arrobas) e acompanhar as novidades. Conecte-se.

7

EL YUMARIM VESTIDO 0 4X R$ 54,9 INNOVA S E R O L O DEC BRO, 615 E NOVEM 567 D V X A U R 5-1 | (53) 330 A PELOTAS ECOLORESINNOV D : K O O FACEB

E mais uma rede social vem ganhando destaque e atenção no nosso dia a dia (e todo o nosso amor, também). Depois de Orkut, Facebook, Twitter e afins, é a vez do Instagram receber cada vez mais adeptos – desta vez, amantes da fotografia.

Fotos: Divulgação

6

ANA GATA BAK VESTIDO ,00 3X R$ 139 INA NT E L A V RIA, 855 A LOJ S DA PÁT IO R Á T N RUA VOLU 3) 3302-8417 | (5 PELOTAS

Conecte-se


Viés

Eliza Andrade

O coque pode ser uma ótima opção para os dias em que nosso cabelo não acorda de bem com a vida! A parka rosa claro suavizou a composição e a deixou mais delicada e fashion.

9

Na Moda, existe um fator incontestável: ela acompanha as mudanças que ocorrem no mundo com rapidez e maestria dignas de uma dança. É só parar um pouco para perceber que, desde a democratização da Internet, a informação de moda vem sendo facilmente espalhada por todas as camadas sociais. Sendo assim, além de receber informação, as pessoas são encorajadas a gerar conteúdo, expressar suas opiniões e, consequentemente, auxiliar na formação da opinião de outras pessoas. Nesse cenário, vimos que as grandes marcas já não possuem a mesma força ao ditar uma tendência e nos surpreendemos com o poder do streetstyle, onde os looks reais, encontrados nas ruas, são capazes de inspirar qualquer pessoa e qualquer estilista na criação de uma moda mais divertida e confortável. O olhar para a roupa e para o corpo sofreu uma mudança significativa. A partir disso, a moda esportiva ganhou um espaço importante nas coleções de várias marcas. Essa inspiração, que já havia ganhado as ruas por conta da sua praticidade e conforto, subiu às passarelas e ganhou novos ares nas suas composições. Hoje, podemos encontrar modelagens mais interessantes e tecidos sofisticados dentro desse estilo, permitindo uma mistura de peças, cores, texturas e referências que torna toda a composição mais interessante e cheia de informação de moda. O grande lema do estilo esportivo é justamente o conforto. A adequação da roupa com a nossa rotina é importante para termos um sentimento de bem estar durante o dia a dia. Dessa forma, podemos escolher qual referência esportiva vamos usar para a composição dos nossos looks. Uma das mais interessantes e apaixonantes é o ballet clássico, que consegue ser delicado ao mesmo tempo em que é forte e suave ao mesmo tempo em que é preciso. Além do mais, as referências visuais são femininas e não nos deixam com cara de quem acabou de sair da academia.

Babados e outros tipos de saias volumosas são perfeitos para deixar o look mais delicado. Para fazer o contraponto, que tal investir em texturas mais futuristas, como o plástico e o couro?

O casaco de tricot envelope deixa qualquer look mais feminino e dá certo com qualquer biótipo.

Prefere uma boa calça jeans? Não tem problema! É só adicionar uma camisa leve com uma sapatilha poderosa. Para finalizar, que tal um coque?

Fotos: Divulgação

8

Estilista


Trend

Coque Um costume comum é usar coques no topo da cabeça, sem prender muito. Fazendo o estilo bagunçadinho. A maioria é volumoso, principalmente na Irlanda, onde muitas mulheres usam mega hair.

11

10

anuncio vip

Meia calça + sapatilha

Gorro

Parkas

Botas over-the-knee Tendência para o inverno 13, as botas de cano alto já estão sendo usadas há algum tempo na Europa. O comprimento varia, mas o comum é na altura do joelho ou um pouco acima. Há quem se arrisque e use botas onde o cano vai até metade da coxa.

O militarismo é uma grande tendência para o inverno 13. Os tons de verde, bege escuro e estampas são muito vistos em todo o mundo. Mas a grande febre desta tendência são as Parkas, jaquetas pesadas que remetem as usadas pelos militares.

ulgação

Como as Europeias adoram meia calça, precisam investir em um super casaco para aguentar as temperaturas negativas. Muitos looks do street style das semanas de moda foram clicados com eles. São pesados e normalmente o seu comprimento oscila da metade da coxa ao joelho. Existem também as mais ousadas que investem no casaco longo.

Fotos: Div

Casaco

Sem a menor dúvida esta tendência é a unanimidade do inverno Europeu. Totalmente versátil, homens e mulheres apostam em diversos tons e modelos. Não existem muitas regras para usa-las. Nas semanas de moda foram vistos até aqueles modelos antiguinhos com pompom no topo da cabeça.

Marcelle Saraçol Estudante de moda

N

Quando você ouvir dizer que as Parisienses são elegantes, acredite. Mesmo em temperaturas negativas e com a neve caindo, a maioria das mulheres usam saias com meia calça fina e sapatilhas. Além disto, reparei que elas adoram um pretinho básico e muitas vezes se vestem dos pés a cabeça desta cor.

este verão troquei o calor do verão pelo frio da Irlanda. Como minha viagem foi somente para turismo, aproveitei para dar um pulo em outros lugares, como: Paris, Milão, Londres, Veneza, Roma e Dublin. Confesso que meus olhos não pararam um minuto de filtrar informações sobre o que estava sendo usado nas ruas Europeias. E, claro, que não poderia deixar de falar para vocês sobre tudo que vi. Então trago para a coluna deste mês as minhas meras observações para nos inspirarmos, já que o nosso inverno está chegando.


13

12

Permitir-se é um ato de ousadia, requer decisão, coragem, vontade, desejo. Para ousar, é preciso aprender, enfrentar e, muitas vezes, desafiar o estabelecido, o comum. Experimentar caminhos, lugares e pessoas inusitadas. Novas texturas, cores, formas, modelos e a mistura de todos eles. É ampliar conhecimento, é aplicar um novo estilo ao próprio e, ainda assim, ousado. Abra a sua mente e

Look Otros Aires Coleção Barrios Top Cropped: R$ 74,00 Saia: R$ 96,00 Blazer: R$ 176,00 Acessórios Authentical Brinco: R$ 109,80 Pulseira: R$ 29,90 Corrente: R$ 173,50


15

14

Look Otros Aires Coleção Barrios Camisa Poá: R$ 134,00 Saia: R$ 96,00 Brinco Authentical: R$ 17,90 Óculos Herchcovitch Chilli Beans: R$ 298,00

Look Look Otros Otros Aires Aires Coleção Coleção Barrios Barrios Vestido Vestido Estampado: Estampado: R$ R$ 194,00 194,00 Acessórios Acessórios Authentical Authentical Bracelete: Bracelete: R$ R$ 145,90 145,90 Brinco Brinco Pérola: Pérola: R$ R$ 19,90 19,90


Fotógrafo: Rodrigo Nunes Modelo: Antoniela Rodriguez Direção: Revista Babado Produção de Moda: Ampli – Letícia Pintado e Taís Barreto Agradecimentos: Madre Mia, Eduardo Souza e Igor Bastos.

17

16

Look Capa Camisa Otros Aires Coleção Barrios: R$ 134,00 Brinco Authentical: R$ 79,90 Óculos Chilli Beans: R$ 248,00

Look Otros Aires Coleção Barrios Camisa Preta: R$ 134,00 Calça Estampada: R$ 167,30 Acessórios Authentical Brinco: R$ 49,90 Anel: R$ 82,20 Bolsa Via Uno: R$ 329,90

Look Otros Aires Coleção Barrios Camisa Caveira: R$ 134,00 Saia: R$ 96,00 Acessórios Authentical Brinco: R$ 29,00 Anel Duplo: R$ 195,00 Peep Toe Via Uno: R$ 149,90 Bolsa Via Uno R$ 399,90


Alpha

Ivan Pons

19

Fotos: Divulgação

NÃO SABE O QUE USAR?

ANOTA AÍ:

Botas e Coturnos de couro ou camurça; Calças com corte Slim (sarja em tons terrosos ou jeans bem claros ou bem escuros); As camisas e polos são e sempre serão um clássico; Cardigans, tricots e blazers (também em tons terrosos ou marinho);

Fotos: Divulgação

O que nos vem a cabeça quando pensamos em outono? Para grande maioria, aquela clássica imagem das folhas caindo e secando no chão. Das árvores mais tristes e vazias. Realmente o outono é época de renovação e este fenômeno natural ocorre para que as árvores sobrevivam às próximas estações, pois se não as deixassem ir, as folhas queimariam com o frio do inverno e, assim, os ciclos de respiração das mesmas findariam-se bruscamente, o que resultaria no fim de sua vida. Se analisarmos o todo, notaremos que a natureza nos mostra mais uma vez, sua beleza e sabedoria, deixando uma dica preciosa de que é preciso entrega, é preciso deixar ir o que não soma mais, para proteger um bem maior. A coluna Alpha inspirou-se nesta estação para refletir e te convida, caro leitor, a fazer o mesmo: O que precisamos deixar ir? O que precisamos abrir mão para seguirmos firmes para os próximos ciclos? Afinal, o outono também é a estação do amadurecimento dos frutos. Sacrifique-se por um bem maior, mas pense no significado etimológico da palavra sacrifício: um sagrado ofício, um trabalho, uma ação que possui um caráter sagrado, para além do superficial, que transcende o banal, que tem um significado maior. Então, querido Alpha, mãos à obra. Nossa coluna, em sua essência, tem como objetivo maior, o link entre nosso lifestyle e a moda. Vêmos a moda como o reflexo externado de quem realmente somos. Acreditamos que a moda, que se renova tanto e tanto, seja muito mais que grandes coleções, desfiles hollywoodianos, editoriais em lugares paradisíacos e mega lojas. Moda é renovação, é entrega e ousadia, é paixão. Matemática simples, caro Alpha, moda mais outono, igual à versatilidade. Abuse desta nova estação. Aproveite este período de renovação e amadurecimento e entregue-se a novas experiências, de moda, gastronomia, lugares, enfim, entregue-se, sem medo. Faça uma boa limpa em seu guarda-roupa, abra mão do que não serve ou não favorece mais e vá às compras.

Fotos: Divulgação

18

Empresário


Papo X e Papo Y Camisa Xadrez

Bárbara Godinho

Idade: 25 anos Profissão: Advogado Acho que fica legal, mas depende de quão armada a blusa é embaixo. Tem umas que parecem que tão com um disco voador na cintura. Aí, acho que é forçar a barra demais. Também, acho que não fica muito bem nas “mulheres-melancia” da vida.

Idade: 22 anos Profissão: Estudante Não tem camisa melhor pra homem do que xadrez, na minha opinião. São bastante casuais e causam um estilo interessante devido às várias combinações que podem ser feitas. Acho interessante os que usam elas com alguma camiseta lisa por baixo, estando a camisa xadrez totalmente aberta ou só alguns botões. Não aposto muito nesse uso nos que estão com uns quilinhos a mais, uma vez que a estampa ressalta o volume.

Rafael Amaral de Souza Idade: 24 anos Profissão: Advogado Acredito que a tendência peplum vai contribuir sobremaneira para aquelas mulheres que gostam de se vestir bem, com estilo. É uma tendência que cairá muito bem para aqueles momentos mais formais, em que uma quebra no conservadorismo sempre será muito bem-vinda.

21

LUCAS MENDES

Thaíse Tietz Idade: 20 anos Profissão: Estudante Acredito que a camisa xadrez seja a queridinha da moda masculina e considero que todos ficam um arraso dentro delas! Porém, cuidado: um leve deslize na escolha da estampa e ela pode parecer com uma toalha de mesa de cantina italiana, causando efeito contrário em toda produção. Para mim, o requisito fundamental na hora de escolher a peça é nunca abrir mão da autenticidade e do bom gosto!

Fotos: Divulgação

20

Originário da Grécia Antiga, o Peplum é aquela sainha sobressaliente que pode ser vista em vestidos, blusas, jaquetas e saias. O modelo caiu no gosto de muitas mulheres e passou a ser visto tanto em festas como no dia a dia. Mas, e eles, o que acham disso?

Mais antiga do que muitos podem imaginar, a estampa xadrez já era usada na idade do ferro (700 a 50 a.C.). No norte da Europa, escavações arqueológicas descobriram-na em vestígios de sacrifícios humanos nos quais foi possível identificar as padronagens têxteis das roupas das vítimas. Verdadeira sobrevivente do tempo, a estampa continua sendo a queridinha de muitos, mas, muitos homens.

Fotos: Divulgação

Peplum


DIY

Gabriela Bosco Lugris Estilista

Fotos: Divulgação

O friozinho está chegando, looks mais pesados vão tomando conta do guarda-roupa, as tendências mudam de um ano para o outro e vem a grande dúvida: o que será que ainda posso aproveitar do outono/inverno passado? É óbvio que você, fashionista de plantão, já sabe de TUDO o que rolou nos últimos desfiles e quais tendências vão estar estampadas nas ruas e nas vitrines da cidade. Mas, o que você pode ainda não saber é que uma das mais marcantes delas pode ser adaptada à maioria dos looks que você já tem no guarda-roupa. Eu estou falando da tendência Barroca, um estilo artístico que floresceu entre o final do século XVI e XVIII na Itália e difundiu-se pelos países católicos da Europa e da América. Essa tendência não é nova, mas volta marcante na próxima estação. Na moda, o Barroco surge refletido no exagero de informações: crash de texturas, mix de estampas, hibridismo, exagero das proporções, sobreposições, peles, pelos, transparência, brilho – e, de preferência, no mesmo look. Peças com desenhos mais fortes, cores brilhantes, bordados metálicos e aplicações em pedras já dão o ar de luxo que esse estilo representa. E, não somente em vestidos e jaquetas, como, também, em camisas, bolsas, sapatos e acessórios. Que tal, então, pegar algumas peças básicas da estação passada e dar uma repaginada? Um vestido de mangas longas básico pode se tornar um “super luxo” se bordarmos a estampa com materiais nas cores que os desenhos se dispõem. Ou, então, podemos recortar as flores de uma peça de renda que já se usou bastante e aplicar em um blazer, em uma camisa e, até mesmo, em uma calça preta. O importante é carregar o look com muita informação, criatividade e referência barroca.

MATERIAL: Cardigã liso; Pedrarias ao gosto (aqui, eu optei por usar pérolas e miçangas, mas são bem-vindos chatons, strass ou, até mesmo, aplicações de pedrarias que têm para vender nessas lojas de aviamentos); Linha; Agulha; Tesoura; Fita métrica; Lápis;

23

Na próxima temporada Outono-Inverno 2013, o estilo Barroco promete invadir as passarelas e fazer muito sucesso nas lojas com suas cores e formas características em roupas e acessórios. Com tanta criatividade, muitas peças, em releituras mais “glamourosas”, surpreendem quando vista em fashionistas que costumam ditar moda, como a ícone Anna Dello Russo, que, como sempre, com muita irreverência, foi sinônimo de inspirações para diversas marcas. Aos poucos, o brilho, os bordados em pedraria e o dourado foram voltando ao gosto popular e conquistando a todos da cabeça aos pés (literalmente), presentes em detalhes em óculos de sol, camisas, cardigãs e até sandálias, sapatos de salto e os clássicos tênis. Hoje, vou mostrar uma forma simples de transformar um cardigã que tá ali, jogado no armário, sem muito uso, no must have da estação.

Foto: Juliano Kirynus

Fotos: Divulgação

22

Fotos: Divulgação

Badalo

Antes de começar, você deve decidir se quer bordar de forma simétrica ou aleatória. Caso queira fazer algo bem certinho, você deve medir a distância entre cada pérola usando fita métrica ou régua e marcando com giz para tecido.

Depois de decidir como você fará o bordado do seu cardigã, é hora de trabalhar! Com a agulha na linha, dê duas voltas em torno de cada pérola/miçanga e, no avesso da peça, faça um pequeno nó.

No meu bordado, procurei concentrar as pérolas e as miçangas nos ombros e ir aumentando a distância entre elas. A vantagem de bordar sem se preocupar com a simetria é poder ir preenchendo espaços e deixando o cardigã do seu jeito. Você também pode misturar pingentes, canutilhos ou outros penduricalhos.

PRONTO!! Você já possui uma das peças mais desejadas da próxima estação!

Priscila Barboza Designer


Make Nádia Ferrari Maquiadora

Em toda troca de estação enfrentamos o mesmo dilema: Mas, o que vai ser a sensação do momento?

Naturalidade A naturalidade irá reinar na próxima estação. O Inverno 2013 promete rostos limpos, com pele perfeita, com muita base, corretivo e pó e a boca apagada. Os tons, porém, serão neutros, mas, sem dispensar as várias camadas de máscara para cílios e uma singela camada de blush pêssego ou bronze, garantindo, assim, limpeza como foco da produção e mostrando que a beleza natural é que impera. Sempre, claro, mantendo tudo muito pálido! Em contrapartida, às divas que não gostam desse make “natureba”, a ordem é abusar da técnica Smokey “cat” Eyes! Para alegria de suas múltiplas adeptas, agora ela está de volta e melhorada, estilo “gata”! Trata-se de uma maquiagem de olhos altamente esfumaçados e borrados, somados ao delineador gatinho, o que deixa tudo moderno e sedutor. O grande segredo da técnica está em fazer um “puxado” do canto externo no fim do olho, seguindo em direção à ponta da sobrancelha e à raíz dos cabelos, sem esquecer da sombra rente aos cílios inferiores, juntando-se a parte superior, no cantinho externo dos olhos. Tá difícil de fazer este “puxado”? Então, aqui vai um truque infalível: cole uma fita do canto externo do olho até o final da sobrancelha, aplique a sombra e retire a fita. Para amenizar o traço marcado, aplique sombra cor da pele e esfume um pouquinho para dissolver o escuro e deixar mais natural. Pronto!

Fotos: Divulgação

Metalizado O brilho metalizado virá através das sombras pretas, azuis, douradas, cobres e roxas e, até mesmo, nos batons claros ou escuros. E, uma dica, para deixar assim aquele batom que você adora, mas não é metalizado: aplique sombra metalizada bem pigmentada por cima no centro dos lábios! O efeito fica muito bonito! Boca “louca”! Marcadíssima! Um dos pontos fortes será a boca, que virá com cores fechadas e escuras. Vinho, roxo, ameixa e, pasmem, preto, azul e verde são as cores predominantes. Se não quer errar, a maquiagem preferida é a que combina opostos “olhos tudo = boca nada” ou o contrário. Agora, se você quer ousar e se destacar, pode usar tudo junto e misturado! Experimente! Essas são algumas tendências de maquiagem que irão reger o “frio” de 2013, que espero que tenham inspirado vocês a arrasarem em suas makes! Agora, mãos à obra e até a próxima!

25

24

Já decoramos que, no verão, a make pede cores mais quentes e alegres e, no inverno, as coisas ficam mais “geladas”, então imperam as cores frias e escuras. Mas, toda estação tem seu “pulo do gato”, aquilo que vai ser o seu diferencial. E é disso mesmo que vamos falar nesta edição! As tendências que vão reger a maquiagem Outono Inverno serão a naturalidade – que pode ser definida como cores neutras, contando somente com uma pele perfeita e mórbida –, o brilho metalizado –inspirado no clima “Rock and Roll” – e o batom escuro – digo, escuríssimo. Além de muito preto nos olhos, agora, também, o teremos na boca. Será a estação do “8 ou 80”! Teremos, então...


Nail Art

Bem estar Larissa Braga

Carolina Silveira

Nutricionista CRN 7716P

Jornalista

O verão se vai e, com ele, a alegria das cores de esmaltes. Mentira! Elas continuam firmes e fortes neste outono. estação. Para o outono, vale optar pelos tons um pouquinho mais escuros e deixar os mais fechados para o inverno mesmo. Para escapar um pouco da dupla vermelho + cremoso, uma ideia é escolher outros acabamentos e, até mesmo, criar combinações. Esmaltes vermelhos com glitters ou com reflexos dourados ficam lindos, ainda mais se combinados, por exemplo, com uma “filha única” dourada. Falando em acabamentos, ressalto: nada de ficar só no esmalte cremoso, viram, meninas? Hoje em dia são tantas opções diferentes que têm no mercado, que também é divertido ousar. Uma opção ótima que é simplesmente ideal para o outono, mas é claro que pode ser usada tranquilamente nas outras estações, são os esmaltes metálicos. Eles ficam chiquérrimos e são bastantes versáteis, pois casam super bem para eventos sociais e, ainda assim, são muito aceitáveis no dia a dia. Se você ainda tinha alguma dúvida de opções de esmaltes para o outono, aí estão! São várias sugestões de cores e acabamentos, tudo para ficar com as unhas lindas e na moda.

METÁLICOS

Esmaltes metálicos são bastantes versáteis e a cara do outono Créditos Rodrigo Nunes

VINHOS

Fica show combinar um esmalte vinho com um batom no mesmo tom Créditos Divulgação

MARROM

O marrom é a escolha da personagem de Giovanna Antonelli em Salve Jorge e é tendência para o outono Créditos - Divulgação

ESMER ALDA

Verde esmeralda - A cor do ano! Créditos - Divulgação

Com a troca de estação e a chegada do frio, ficamos mais tentados a refeições quentes. Nessa época do ano, o chocolate quente torna-se atraente, voltamos a ter gosto pelo feijão quentinho no prato e por aí vai. O que não muda é a vontade de se manter dentro do peso ideal, ou, no caso de muitas mulheres, a necessidade de perder aqueles três quilos a

O QUE MUDA COM A CHEGADA DO FRIO? Bem, na verdade, o que nós não sabemos reconhecer é que com a queda de temperatura do ambiente, um reflexo fisiológico natural do organismo é aumentar a ingestão alimentar para proteger o corpo do frio. Isso mesmo: uma maneira de manter a temperatura corporal é aumentando as reservas de gordura do corpo, uma vez que a gordura armazenada no tecido subcutâneo atua como isolante térmico. Assim, o corpo pode manter-se aquecido mesmo sob temperaturas mais baixas. Nessa época do ano, sentimos necessidade de aumentar a ingestão calórica. Porém, cuidado para não exagerar nas refeições ou isso refletirá em aumento excessivo de peso. Devemos lembrar sempre da quantidade e da qualidade das refeições. Embora uma caneca generosa de mocaccino com chantilly seja mais apetitosa que um prato de sopa de legumes, nada substitui uma refeição saudável e rica em nutrientes essenciais para o nosso organismo. Além disso, com o frio, costumamos diminuir a prática de atividade física, pois damos preferência por lugares mais aconchegantes, o que diminui o gasto energético, que, combinado ao alto consumo de alimentos, pode promover o ganho indesejado de peso.

mais para ficar no peso certo. O “peso ideal”, segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS, é considerado aquele dentro dos pontos de corte recomendados de Índice de Massa Corporal, o popular IMC (entre 18,5 – 24,9 kg/m²).

DICAS! De modo geral, é importante cuidarmos da saúde tanto no verão como no inverno. A dica é: mantenham uma alimentação adequada independente da estação do ano, assim como a prática de exercícios, para, no verão, não precisar correr atrás do prejuízo e não sentir vergonha de usar biquíni na praia. Consumam vegetais cozidos e sopas, quentinhos, aproveitando, também, para ingerir chás, que não possuem calorias (sem açúcar). Existe uma grande variedade de vegetais, receitas e chás. Quanto maior a variedade, melhor.

27

acessórios e, é claro, nas unhas. Pode apostar sem medo! Já que o tópico é verde, a tendência militar também promete tomar conta, então vale muito tirar aquele verde militar do fundo da caixinha. Uma das unhas mais comentadas atualmente são a da delegada Helô, da novela Salve Jorge. A personagem, interpretada pela Giovanna Antonelli, frequentemente aparece na trama com as unhas em tom de marrom, que é uma das grandes apostas para a estação. Na novela, ela usa o esmalte “Ímpeto”, da sua própria linha de esmaltes, em parceria com a Hits Speciallità, mas vale o que você tiver nesse tom. Certas cores são sempre uma boa pedida para o outono. É o caso dos esmaltes roxos, principalmente aqueles que tendem para o vinho e para o ameixa. Fica show combinar um esmalte vinho com um batom no mesmo tom. Outra cor linda e que retornou com ainda mais intensidade nessa estação é o azul escuro. Não podemos esquecer nunca dos vermelhos, mais básicos impossíveis. Vermelho é aquela cor que não sai de moda nunca, mas nunca mesmo. Ele só varia o tom, de estação para

Fotos: Divulgação

26

O inverno até dá uma reduzida nas cores mais vibrantes e traz com ele os tons mais escuros, mas o outono é época de transição, então é a melhor estação para usar de tudo um pouco! Dá para abusar dos laranjas, que continuam super em alta, mas, também, vale apostar no coral e nos esmaltes em tom de pêssego, que são mais discretos. Falando em discrição, o nude está sempre na moda e no outono ele tem ainda mais força. É aposta certa quando se está sem muita inspiração ou simplesmente se quer algo mais clean e lindo. Os diversos tons de cinza – valem, também, os prateados – são tendência e mais uma alternativa para deixar as unhas neutras. É a literatura influenciando a moda esmaltística, por incrível que pareça. Já imaginou suas unhas pintadas de verde? Pois essa é a cor do ano! O verde esmeralda foi eleito pela Pantone, fornecedora profissional de padrões de cores para a indústria da moda e do design, como a cor de 2013 e já está dominando tudo. É verde esmeralda dando um toque na decoração, nas roupas, nos


Fotos: Divulgação

Que existe uma heroína dentro de cada mulher ninguém duvida. Só mesmo uma de nós para dar conta de tantas tarefas no dia a dia, cumprindo todas de maneira eficiente. Casa, família, trabalho, amigas, diversão... A maioria de nós quer o pacote completo e, de preferência, com o look perfeito para cada situação. Por que então não assumir seus super poderes também no visual? Uma tendência para este outono/inverno que, mesmo nos últimos dias de verão, já tomava as ruas, faz referência justamente a uma heroína que, convenhamos, é uma das nossas preferidas! Afinal, quem nunca teve vontade de ter os poderes, a força e vestir o modelito da Mulher-Maravilha? Se sair apenas de hot pants com estrelas brancas e corpete vermelho não está nos seus planos, invista nos acessórios da heroína! Depois da moda do pulseirismo, a tendência é que, agora, as mulheres abusem dos braceletes iguais, um em cada pulso, para dar um up na produção! Os nossos, é claro, não precisam ser de material indestrutível como os dela, mas, bem que podem desviar os “raios” de um dia ruim, em que nada parece melhorar a produção. A tendência é conhecida como cuffs (algemas, em inglês) e foi ditada pela primeira vez há muito tempo por ninguém menos que Madeimoselle Chanel. Depois de estarem presentes em vários desfiles de grandes marcas nas principais semanas de moda, os braceletes voltaram com tudo. Eles podem ser utilizados de várias formas, inclusive por cima das mangas, garantindo que as peças apareçam de verdade, mesmo com as roupas pesadas de inverno e deem um toque especial ao visual. Como nesse caso as pulseiras costumam ser largas, a principal dica é maneirar no restante dos acessórios. As opções de material para o uso de braceletes iguais são inúmeras. O destaque fica para os de metal – referência explícita da Mulher-Maravilha –, os de diferentes texturas – outra tendência da estação – e os que seguem o estilo boho chic, cheios de franjas e tons puxados para o marrom. A tendência é tão poderosa que eu garanto: mesmo sem a tiara e o laço mágico, você vai se sentir uma verdadeira Wonder Woman!

29

28

Acessorize-se


Manoela Nogueira Soares Jornalista

va mais um tempinho do meu lado, para fingir que era comportado. Eu não sou do tipo que gosta mais de bicho do que de gente. Acreditem: eu nunca sequer imaginei que viveria e que escreveria sobre isso. Mas, sabe o que acontece? Eu descobri, de novo, que todos os cães merecem o céu. Que enquanto as pessoas se matam, brigam por opção sexual, incentivam a homofobia e são cruéis; enquanto nosso país é governado por um bando de ladrões e a justiça inocenta milhões de assassinos; enquanto brigamos por dinheiro, afeto e tentamos passar uns por cima dos outros, lá estão eles, nos esperando chegar em casa para desfrutar da nossa simples companhia. Lá estão eles nos olhando com amor depois de cada puxão de orelha. Lá estão eles, voltando de cabeça baixa depois de pegar a enésima roupa do varal. Lá estão eles, porque eles, simplesmente, adoram estar lá, só para nos ver chegar. E hoje, parando para pensar, quem estava sempre esperando voltar pra casa pra reencontrá-lo de novo era eu. Porque ele fez de mim uma pessoa melhor! E se eu pudesse prometer uma coisa, seria que não passaria nem mais um dia sem retribuir tudo que ele me deu. É muito triste não saber onde está o seu melhor amigo. É muito triste não ter notícias dele e não saber se ele está comendo ou se está recebendo carinho. E, acreditem, é muito difícil voltar para a casa dele sem lembrar com muita saudade de tudo o que nós vivemos juntos!

"Todos os cães merecem o céu” foi escrito no dia 11 de março. No domingo, 17 de março, exatamente um mês depois de ter sumido, o Tchê foi devolvido para nós. Ele está em casa! Neste exato momento, ele está embaixo da mesa (onde esteve sempre, acompanhando nossas refeições e conversas). Não temos palavras para agradecer a força, os conselhos, as orações, o pensamento positivo, as buscas, o incentivo, as ligações, a preocupação, o cuidado, o amor e a atenção que nós recebemos durante esse mês inteiro sem ele. Agradecer é pouco! Desejo para cada um de vocês um amor tão verdadeiro quanto o que ganhamos do Tchê! E também desejo a todos, um cachorro tão legal quanto ele! Obrigada, obrigada, obrigada!

31

(quem lembra o que significa esse verbo levanta a mão) de novo, de novo e de novo. Lembro até hoje da capa, das músicas, das sensações que ele me despertava. O nome era “Todos os cães merecem o céu”. Nesse momento da minha vida, eu não poderia mesmo escrever sobre outra coisa. Eu sempre tive cachorro. É bem verdade que nunca consegui escolher o nome, porque sempre tinha alguém com uma ideia genial que passava na minha frente. Mas, não importava como os chamávamos, eles sempre vinham. Fizeram parte da minha infância, dos meus sonhos, da minha adolescência, de mim, desde sempre. Lembro de todos com uma certa nostalgia e uma pontinha de saudade. Todos foram protagonistas de cenas inesquecíveis. Todos foram muito amados e muito bem cuidados. Mas, esses dias, ouvi dizer que um homem só tem um cachorro de verdade. Pensando bem, pode ser. O Tchê foi quase que uma substituição. A mãe vai fazer doutorado em outro estado, os filhos vão ficar sozinhos em casa e, apesar de grandes, precisam de alguém. Ou de um cachorro. Escolhemos o maior filhote, o mais gordinho, mais “mordedor”, mais agitado. Levamos para casa e ele nos ganhou para sempre! O Tchê foi quem enfrentou junto comigo os piores medos que eu já tinha sentido. Foi quem veio pra perto quando meu choro não conseguia ser quieto. Foi quem sentou no meu colo toda vez que eu tentava sentar no chão. Foi

quem roeu todos os meus chinelos embaixo da mesa enquanto eu escrevia meu TCC. Foi quem alegrou os dias mais tristes e participou, junto, dos mais felizes. Apesar de ser só um cachorro, ele foi o meu cachorro! E por mais que eu tente pensar que existem coisas muito mais importantes com que me preocupar e que, acreditem, eu realmente me preocupo, não consigo parar de pensar no quanto eu o quero de volta em casa. Porque um dia ele foi dar uma voltinha na rua e não apareceu mais. Porque a casa está vazia e meus finais de semana estão cheios de saudade. Porque toda vez que saio tenho certeza que vou dar de cara com aquele “monstro” que transformou a minha vida para sempre. Outro dia mesmo, enquanto passeava com ele pela praia, me peguei pensando no quanto ele nunca teria noção do que representa pra nós. Como nos doía vê-lo mancando por ter um problema na pata. Como nos angustiava saber que ele poderia estar sentindo dor. Mas, lá estava ele, correndo pela praia, como se não existisse pata machucada. Ele abocanhava a água, corria feito louco e, depois, dava uma olhadinha para trás, para ver se eu ainda estava por perto. E passava por mim correndo, quase me derrubando e caminha-

Fotos: Divulgação

30

Q

uando eu era pequena, em algum momento, esse foi o meu desenho preferido. Daqueles que, quando acabava, eu pedia para rebobinar


LovePet

Simone Del Ponte Esteticista Pet

Isabel Schuch

Médica Veterinária

Animais de estimação criados dentro ou até mesmo fora de casa e com contato muito próximo do dono devem ter os mesmos cuidados de saúde que o homem para, juntos, desfrutarem da boa companhia de forma saudável. Daí a importância do banho, o qual deve ser visto como um hábito de

A TOSA É

POR QUÊ?

IMPORTANTE? Tosar um cão é um ritual que também requer cuidados especiais e acompanhamento regular do dono. Raças como Poodle, Schnauzer, Shih-tzu, Lhasa Apso e Cocker, entre outros, precisam ser tosados a cada 45 dias, no máximo. Após esse período, a pelagem começa a ficar disforme e fraca. Como em algumas raças o pelo nunca pára de crescer, a tosa deve ser feita com frequência. Assim, além do cão ficar mais bonito, terá uma pelagem mais saudável e a higiene estará mantida. Ao mesmo tempo, deve se escovar o animal frequentemente para retirar pelos mortos e poeira e verificar a presença de pulgas e carrapatos. Procure cuidar da pele e do pelo do seu amiguinho, afinal essa é a roupinha que a natureza lhe deu.

ção

O cão realmente precisa da ajuda de seu dono para manter-se limpo, diferentemente do gato, pois esse se limpa com frequência através da lambedura. Os banhos nos cães filhotes podem começar a partir do desmame, porém a frequência deve ser menor que nos cães jovens. Recomenda-se que esses primeiros banhos sejam dados em casa devido ao cão não ter todas as vacinas que o possibilite ter contato com outros animais ou ambientes que possam ter doenças infectocontagiosas.

QUAL A FREQUÊNCIA DE BANHOS? O ideal é que os animais tomem banho pelo menos a cada quinze dias, porém, dependendo da época do ano e da raça do animalzinho, há a necessidade de banhos semanais. Alguns donos não acham necessário levar seu cão num Pet Shop frequentemente por questões diversas, porem é importante ressaltar e alertar o proprietário que os nossos profissionais de Estética Canina sabem quais são os melhores e mais eficientes produtos a serem utilizados, como shampoos especiais, escovas, pentes, produtos para limpeza dos ouvidos e, principalmente, utilizam as procedências corretas, como a secagem do pelo, pois é a parte do banho que ajuda a evitar problemas como dermatite fúngica e bacteriana. Esses profissionais também estão aptos a identificar a temperatura certa e a distância do secador para não lesar a pele e o pelo de animais mais sensíveis. Mesmo com a dedicação do dono, principalmente se seu cão é de porte grande, o resultado será melhor se executado por um profissional qualificado para esse tipo de serviço. O Poodle, por exemplo, precisa se acostumar com o Tosador para que o profissional consiga um resultado com qualidade. Essa raça normalmente tem dificuldades para se adaptar com a tosa na parte das patinhas.

33

DAR BANHO,

Fotos: Divulga

32

higiene de suma importância para o bem estar do animal e de seu dono e, além disso, como forma de prevenção, tratamento e controle de várias doenças cutâneas, como alergias, dermatites e sarnas.


Por aí

Grazi Pacheco Figurinista

Olhando para o que as pessoas estão usando, eu consigo perceber que o verão realmente já ficou para trás (um pouco mais cedo do que eu esperava, certamente) e que, agora, o outono nos dá a oportunidade de investir em peças mais bacanudas, como o blazer, as meias coloridas e a mistura braços cobertos + pernas de fora! Ok, outono! Seja bem vindo e nos trate com carinho!

Bruna Gonçalves

Mateus Costa

Juliana Hax

Cadija Souza

Arquiteta

Taís Barreto

Andressa de Moura

34

Publicitária

Ivan Pons

Empresário

Vitória Neves Estudante

Fotos: Graziele Pacheco

Publicitária

André Guerra

Produtor de eventos

Publicitário

Renata Gastal

Publicitária

Jornalista de Moda

Estudante

35

Não sou muito experiente quando se fala de outono e inverno. Como boa carioca, não faço ideia de quando eles chegam e nem sinto a diferença das estações no meu armário. Bom, na verdade isso já faz parte do meu passado. Morando em Pelotas, já consigo sentir um pouco essas diferenças, até mesmo observando como as pessoas estão se vestindo. Já percebo casaquinhos, jaquetinhas, calças e botinhas. Muitos já estão usando até pashiminas.


37

Moda e arquitetura andam sempre juntas. Os dois assuntos exploram beleza, glamour, envolvem sonhos, dependem de muita criatividade, desenhos e imaginação. Assim como a roupa escolhida expressa a personalidade de cada um, a decoração da casa tem que ter o estilo próprio dos seus moradores. São tendências, materiais, estampas e cores que servem de referência aos estilistas, tornando-se inspirações aos arquitetos e designers de interiores. Leve para seus espaços um pouquinho das tendências do mundo fashion e faça seu estilo virar decoração. Para se entender um pouco mais dessa relação, separamos algumas inspirações aqui: _Vale usar e abusar dos tons degradês (também chamados de “ombré”); _ Apostar em estampas; _ Cair na tendência “color block”, que nada mais é do que cores lisas e chamativas conflitantes entre si;

Catarina Toaldo Loder Arquiteta CAU 118243-9

Fotos: Divulgação

36

Vista sua casa


O nome alusivo ao controle de um aparelho de som continua: Play agora é Next. A mudança ocorreu nesta temporada para justificar as novidades da casa que, agora, oferece mais do que música eletrônica. A mistura de diferentes ritmos musicais é a grande novidade da boate. A cada semana, o botão é ativado e as atrações se modificam. Além do Dj, a casa oferecerá ao público shows nacionais, como a banda Nego Joe, já confirmada para a temporada, e a banda exclusiva da Next, a H Mobile. “Trocamos o estilo para agregar um público maior, para dar aos nossos clientes mais opções dentro do gosto musical de cada um, porém teremos festas itinerantes com o estilo eletrônico que nos fez referência no cenário noturno da região”, afirma Manoel Neto, publicitário da casa. Além da mistura de ritmos, a Next sofreu alterações na estrutura. “Antes, pelo estilo musical, não se fazia necessário ter um palco na casa. Com a mudança, vimos a importância de criar um ambiente onde pudéssemos agradar uma fatia maior das pessoas que saem em Pelotas. Com isso, passamos o Dj para o mezanino dando um destaque especial a ele”, afirma o publicitário. Agora, na pista principal, foi montado um palco para receber as bandas que irão embalar a temporada. Outra mudança na festa é o sistema de pagamento. Para facilitar a saída de clientes, a casa não trabalha mais com consumação e, sim, com o sistema de tickets. Dessa forma, o cliente poderá realizar consumo durante a noite e não precisará enfrentar filas na hora da saída.

Por Revista Babado

A Boate Play, localizada na rua General Teles, no Centro de Pelotas, foi inaugurada em maio de 2012, com a proposta de oferecer à cidade o melhor da musica eletrônica. Durante um ano de funcionamento com esse conceito, a casa trouxe Djs premiados e residentes das casas noturnas mais famosas do país. Embora com o novo conceito adotado em 2013, engana-se quem pensa que a boate, agora Next, perdeu seu estilo. Todo o primeiro sábado do mês, os fãs da música eletrônica terão o momento nostalgia da Play. Nessas datas, a casa abrirá com atrações do cenário eletrônico.

REQUINTE EM DECORAÇÃO É UMA DAS MARCAS DA CASA

Fotos: Divulgação

Créditos: Marco Moscarelli

PALCO DA PISTA PRINCIPAL Créditos: Marco Moscarelli

ANÚNCIO PLAY

39

38

A genda Cultural

CASA LOTADA EM NOVA TEMPORADA Créditos: Marco Moscarelli


40

ANÚNCIO ÓTICA


Revista babado- Quarta edição