Issuu on Google+

F L AV I A GIL DE SIGNE R C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O C U R R I C U L U M V I TA E PORTFOLIO


2/3

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

FLAVIA GIL é designer gráfica graduada na UNEB em Salvador (BA). Atuou no mercado soteropolitano entre 2005 e 2011 como profissional independente em parceria com Francisco Sampaio, arquiteto e urbanista. Juntos estavam à frente de um pequeno estúdio chamado F2AD Arquitetura e Design. O desejo desta dupla era consolidar essa empresa na capital baiana, entretanto, após seis anos de experiência, os dois decidiram adiar um pouco esse desejo em detrimento de uma nova experiência profissional no Rio de Janeiro.

FLAVIA trabalha na SRCOM desde 2011 como designer. Atendeu clientes como a Prefeitura do Rio, TIM, Coca-Cola, Petrobras, além do Comitê Rio 2016. Em Salvador (BA) atendeu clientes como Caixa Cultural, Concept3D (EUA), Estácio FIB, ER-CAS/SECULT, CONDER/SEDUR. Tem experiência na coordenação projetos, bem como na sua concepção, desenvolvimento e execução. Atua na área de design editorial, design promocional, design de ambientes e identidade visual. É filha de um designer de interiores e de uma arquiteta, assim sendo foi inevitável adquirir também experiência nessas áreas, principalmente no setor comercial (lojas), bem como em design de mobiliário, maquetes, modelagem 3D, plantas humanizadas e painéis/pranchas arquitetônicas, especialmente após ter começado a trabalhar em parceria com Francisco. No segundo semestre de 2010 optou por fazer uma viagem de três meses passando por nove países europeus. Programou a viagem de acordo com o calendário de festivais, bienais e exposições de arquitetura e design, cujo roteiro incluiu também visitas a museus e centros ligados a estas áreas. Alguns deles foram: London Design Festival 2010, Victoria and Albert Museum, Design Museum London, The Lighthouse - Scotland’s Centre for Architecture Design and the City, Danish Design Center, La Biennale di Venezia - Architettura, La Triennale di Milano Design Museum, entre outros. Essas visitas ampliaram, no sentido do detalhe, seu conhecimento sobre o panorama do design europeu quanto à história e tendências.

|

2 0 14

NOME COMPLETO Flavia Lacerda Gil da Rocha

IDADE 32 anos

E - mail flavialgil@gmail.com

SKYPE flavialacerdagilrocha

P O R T F O L I O e c u rr í c u lo O N L I N E br.linkedin.com/in/flaviagil cargocollective.com/flaviagil issuu.com/flavia.gil/docs/portfolio

FORMAÇÃO ACADÊMICA 2002-2006

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA Graduação em Desenho Industrial com habilitação em Programação Visual

1999-2001

FACULDADE RUY BARBOSA Graduação incompleta em Ciência da Computação

IDIOMAS INGLÊS compreende, lê, fala e escreve razoavelmente ESPANHOL compreende e lê razoavelmente

COMPETÊNCIAS TÉCNICAS

ººººº SOF T WARES **** InDesign **** Illustrator **** Photoshop **** SketchUp *** AutoCad *** VRay *** Acrobat Pro ** Lightroom ** Corel Painter ** Corel Draw ** Pacote iWork ** Pacote Office

ººººº PL ATAFORMAS **** Mac OS ** Windows

INFORM AÇÕES COMPL EMEN TA RES 1º LUGAR do Concurso do Colegiado de Desenho Industrial da UNEB para Design Promocional para o evento Design em Conserto.


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL 2014 -2011 (atual)

SRCOM produção cultural (RJ) Criação e aplicação de identidade visual para eventos - Design de livros - Design para exposição - Design de mobiliário Design gráfico para ativações de marca, encontros, entre outros. Principais trabalhos: » Casa Brasil | London 2012, design para exposição sobre o projeto dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016; » Copacabana Réveillon 2013, criação da identidade visual do evento; » Coca-Cola Espetacular - FIFA Confederations Cup, design para instalação urbana. Outros trabalhos: - Eventos Pré-jogos Rio 2016, criação e/ou desenvolvimento de peças gráficas; - Estação Rio, design para ativação promocional da TIM; - Entrega do Navio José Alencar Transpetro, desenvolvimento da identidade visual em material gráfico do evento; - Salve 2014, proposta de identidade visual para o réveillon de Salvador; - Copacabana Réveillon 2012, design de livro, convite e etiqueta.

E X P E R I Ê N C I A P R O F I S S I O N A L i n d e p e n d e n t e a f r e n t e d a F 2 A D ( principais trabalhos [»] ) 2011

JACARANDÁ produtos e serviços ambientais (BA) Painéis de apresentação de projeto urbanístico

2011

INTERAGE engenharia de gerenciamento (BA) Criação de marca para empreendimento imobiliário - Design promocional - Mapas - Plantas humanizadas Modelagem 3D

2011

» RED’S calçados [varejo calçadista] (BA) Design de interiores/mobiliário - Projeto executivo

2010

JEANS STORE [varejo de vestuário] (BA) Design de interiores/mobiliário - Projeto executivo

2009

ER-CAS/SECULT-BA escritório de referência do centros antigo de salvador (BA) Redesign do Mapa de Investimentos Públicos e Privados do Plano de Reabilitação do Centro Antigo de Salvador

2009

» PUNK MODAS [varejo de vestuário] (BA) Programa de identidade visual - Design de interiores - Projeto executivo

2009 -2006

» ATALHO produções culturais (BA) Identidade visual, sinalização expositiva, peças promocionais e catálogos para exposições - Design de livro Principal trabalho: Exposição Mario Cravo Junior Revisitado

2008

CONDER companhia de desenvolvimento urbano da bahia (SEDUR-BA) (BA) Modelagem 3D do projeto de reforma do Estádio Roberto Santos (Pituaçu)

2008 -2005

» ESTÁCIO FIB centro universitário estácio da bahia (BA) Design de revistas - Design de livros - Design de publicações diversas - Design promocional Principal trabalho: Livro Nagô

2008

» CONCEPT3D (Colorado/EUA) Sessão fotográfica do Estádio Manoel Barradas (Barradão) com o objetivo de captura de textura para aplicação em modelo 3D disponibilizado no Google Earth (camada Construções em 3D)

2007-2006 UNEB universidade do estado da bahia (BA) Design de revistas - Design promocional para eventos - Design de calendário 2007-2005

ANTÔNIO VIEIRA colégio (BA) Design de agendas personalizadas

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL estágio 2007

Atelier Artístico Mario Cravo Junior Elaboração de maquetes físicas e eletrônicas - Estudo para projeto gráfico de livro - Estudo para interface de website

2005 -2004

Centro de Estudos e Assessoria Pedagógia (CEAP) Identidade visual e design promocional para eventos - Design promocional institucional

2004 -2003

Pró-Reitoria de Extensão da Universidade do Estado da Bahia Diagramação de projetos no Núcleo de Desenvolvimento de Projetos de Extenção

3/3


P OR T F OL IO


6

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

LINGUAGEM VISUAL COPACABANA RÉVEILLON 2013

Projeto Copacabana Réveillon 2013 Categoria Linguagem visual Local Rio de Janeiro/RJ cliente Prefeitura do Rio de Janeiro EMPRESA SRCOM Produções Ano 2012

Com o tema Mais Motivos para Sorrir, a comunicação do evento abordou o título de patrimônio cultural da humanidade, concedido pela UNESCO ao Rio de Janeiro em julho de 2012. No projeto gráfico criado, o tema se manifestou através de uma paleta de cores alegre nas quais foram estampados ícones da cidade, como os Arcos da Lapa, o Morro do Pão-de-Açúcar, o Morro do Corcovado e o Calçadão de Copacabana. Considerado o melhor do mundo segundo o Guia World Travel Guise, o réveillon de Copacabana reúne cerca de 2 milhões de pessoas ao longo de 4km de orla.

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

7


8

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

9


10

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

LIVRO COPACABANA RÉVEILLON 2013 MELHORES MOMENTOS

Projeto Copacabana Réveillon 2013 Categoria Design editorial Local Rio de Janeiro/RJ cliente Prefeitura do Rio de Janeiro EMPRESA SRCOM Produções Ano 2013

Com o objetivo de entregar ao patrocinador um produto final do investimento feito, o livro Copacabana Réveillon 2013 - Melhores Momentos é produzido contendo todo o registro do evento, desde os dias que antecedem a festa, com a divulgação, chegando ao dia 31, com o detalhamento da festa, até os dias posteriores, com os resultados de mídia.

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

11


12

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

PRESS KIT COPACABANA RÉVEILLON 2013 Estojo para tablet Projeto Copacabana Réveillon 2013 Categoria Design de produto e estampa Local Rio de Janeiro/RJ cliente Prefeitura do Rio de Janeiro EMPRESA SRCOM Produções Ano 2012

A coletiva de imprensa é o ponto de partida para o evento Copacabana Réveillon. Para marcar esta data foi elaborado um produto especial para presentear os jornalistas, ao invés de apenas oferecer um brinde promocional. O PRODUTO: um estojo para tablet, feito com tecido reciclado e confeccionado por uma cooperativa de inclusão social. A assinatura da empresa é apresentada em uma pequena etiqueta de metal. Seguindo o tema do evento, o estojo foi estampado com representações de ícones da paisagem carioca.

13


14

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

ESPETACULAR FCC

PAINEL DE LATINHAS COCA-COLA


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

15

INSTALAÇÃO URBANA ESPETACULAR FCC PAINEL DE LATINHAS COCA-COLA

Projeto Espetacular FIFA Confederations Cup Categoria Design de mobiliário Local Rio de Janeiro/RJ CLIENTE Coca-Cola e FIFA EMPRESA SRCOM Produções Ano 2013

Campanha Vamos Juntos Colorir O Brasil, da Coca-Cola para a Copa das Confederações. Cada cidade-sede das Copas do Mundo e das Confederações recebeu um painel com uma paisagem em sua homenagem feito com a edição especial da latinha da Coca-Cola, coloridas em verde, azul e amarelo.


16

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

LINGUAGEM VISUAL SALVE 2014 Proposta para linguagem visual do réveillon de Salvador

Projeto Salve 2014 Salvador No Ritmo da Virada Categoria Linguagem visual Local Rio de Janeiro/RJ cliente Prefeitura de Salvador EMPRESA SRCOM Produções Ano 2013

Concebido especialmente para valorizar a cultura local, a linguagem visual foi inspirada em ornamentos afro, patuás e na arte gráfica local, contando com cores representativas para o povo baiano, como os tons do dendê e o azul presente na bandeira de Salvador.

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

17


18

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

EXPOSIÇÃO PAIXÃO E TRANSFORMAÇÃO Casa Brasil nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Londres 2012 Projeto Exposição Paixão e Transformação (Casa Brasil) Categoria Designexpositivo Local Londres - INGLATERRA EMPRESA SRCOM Produções Ano 2012

Durante os Jogos Olímpicos de Londres 2012, na tradicional Somerset House, a Casa Brasil foi um espaço dos Comitês Olímpico e Paralímpico Brasileiros, do Comitê Rio 2016 e do Governo Federal para promover a cultura, o esporte, o turismo e o comércio do Brasil, além de divulgar a cidade do Rio de Janeiro como sede dos Jogos de 2016. A exposição Paixão e Transformação mostra o Rio de Janeiro e seu percusso desde o anúncio da conquista da sede dos Jogos de 2016, passando pelos projetos urbanos e sociais, pelo projeto da marca Rio 2016, pelos projetos do COB e CPB, até chegar ao projeto do Parque Olímpico Rio 2016.

|

19


20

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

21


22

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

mezzanino

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

2 0 14

|

23


24

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

LIVRO e Material gráfico COPACABANA RÉVEILLON 2012

Projeto Copacabana Réveillon 2012 Categoria Design editorial Local Rio de Janeiro/RJ cliente Prefeitura do Rio de Janeiro EMPRESA SRCOM Produções Ano 2011/2012

O livro, a etiqueta do press kit e o convite do evento Copacabana Réveillon 2012 foram desenvolvidos com a linguagem visual daquele ano. Com o objetivo de entregar ao patrocinador um produto final do investimento feito, o livro Copacabana Réveillon 2012 é produzido contendo todo o registro do evento, desde os dias que antecedem a festa, com a divulgação, chegando ao dia 31, com o detalhamento da festa, até os dias posteriores, com os resultados de mídia.

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

25


26

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

identidade visual Promotor autorizado Coca-Cola Ativação de marca no Copacabana Réveillon Projeto Promotor Autorizado Coca-Cola Categoria Identidade Visual Local Rio de Janeiro/RJ CLIENTE Coca-Cola EMPRESA SRCOM Produções Ano 2011

Vendedores Coca-Cola personalizados com colete, crachá e isopor adesivado. Criação de identidade visual e desenvolvimento de material gráfico para divulgação, sinalização e kit do promotor. Cartaz, cartilha, folheto, banners, crachá e adesivo de isopor.

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

27


28

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto O Banquete Sagrado

Local Salvador/BA

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Categoria Design editorial

Cliente Atalho Produções

|

2 0 14

|

29

Ano 2009


30

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

31

ABERTURA

05 de setembro de 2006 VISITAÇÃO

06 de setembro a 15 de outubro de 2006 segunda-feira a domingo de 9 às 18h PROGRAMA EDUCATIVO

agendar 71 3322 0958

entrada franca CAIXA CULTURAL SALVADOR rua Carlos Gomes 57 Centro Salvador BA CEP 40 060 330 tel 71 3322 0219/0228 remaiba@caixa.gov.br www.caixa.gov.br

Projeto Mario Cravo Jr Revisitado

Local Salvador/BA

Categoria Design para exposição

Cliente Atalho Produções

Ano 2006


32

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Nagô

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Local Salvador/BA

Categoria Design editorial

|

Cliente Estácio FIB

2 0 14

Ano 2005


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

33


34

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

nze Br o  Bronze 3 20 0 nze á r i s  o r B  ze eP 20 0 4 Br on od II  t I n o 005  i e Tr  2 m I aI ga Jul nackerian Va e  B ro nz Tr io II  20 03 Trio I

2002

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Kislansky

Local Salvador/BA

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Categoria Design para exposição

Cliente Atalho Produções

|

2 0 14

|

35

Ano 2007


36

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Anais Internacional

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Local Salvador/BA

Categoria Design editorial

|

Cliente Estácio FIB

2 0 14

Ano 2007


F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Temas Contemporâneos

Local Salvador/BA

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Categoria Design editorial

Cliente Estácio FIB

|

2 0 14

|

37

Ano 2006


38

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Textos & Contextos

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Local Salvador/BA

Categoria Design editorial

Cliente Estácio FIB

|

2 0 14

Ano 2006/2007


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

39


40

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Punk Modas

Local Salvador/BA

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ăƒ O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Categoria Programa de identidade visual e Design de interiores

Cliente Punk Modas

|

2 0 14

|

41

Ano 2009


42

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Vários

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Local Salvador/BA

Categoria Identidade visual

Cliente Vários

|

2 0 14

Ano 2007/2009


F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

43


44

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Red’s Calçados

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Local Salvador/BA

Categoria Design de interiores

|

2 0 14

Cliente Red’s Calçados

Ano 2011


F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Jeans Store

Local Salvador/BA

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Categoria Design de interiores

Cliente Jeans Store

|

2 0 14

|

45

Ano 2010


10,88m2

SOBE

QUARTO 1

17,96m2

LIVING

DESCE

3,38m2

9,98m2

QUARTO 2

|

PAVIMENTO SUPERIOR 29,61m2 *

6,75m2

SERVIÇO

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

SANIT.

2,36m2

HALL

6,50m2

2,74m2

SANIT.

COZINHA

1,19m2

LAVABO

|

5,60m2

F L AV I A G I L D E S I G N E R

VARANDA

|

PAVIMENTO TÉRREO 44,06m2 *

46 2 0 14


F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Costa Leste Residence

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Local Salvador/BA (Itaparica/BA)

Categoria Marca / Design promocional / Perspectiva eletrônica / Planta humanizada / Mapa

Cliente Interage

|

2 0 14

|

47

Ano 2011


48

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Estádio Barradão

Série de fotografias do Estádio Manoel Barradas (Barradão) com o objetivo de captura de textura para aplicação em modelo 3D disponibilizado no Google Earth (camada Construções em 3D). O modelo é de propriedade da Google e foi desenvolvido baseado nas fotografias desta série, que também contemplou imagens do contexto para que a arquitetura do estádio fosse compreendida.

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Local Salvador/BA

Categoria Fotografia

|

2 0 14

Cliente concept3D (EUA)

Ano 2008


F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Estádio de Pituaçu

Local Salvador/BA

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Categoria Perspectiva eletrônica

Cliente CONDER (SEDUR-BA)

|

2 0 14

|

Ano 2007

49


50

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Mapa de Investimentos - CAS

Redesign do Mapa de Investimentos Públicos e Privados para compor o prospecto do Plano de Reabilitação do Centro Antigo de Salvador.

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Local Salvador/BA

Categoria Perspectiva eletrônica

|

2 0 14

Cliente ER-CAS / SECULT-BA

Ano 2009


F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Parque Atlântico

|

Local Salvador/BA

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Categoria Painel de apresentação

Concepção e desenvolvimento de painéis de apresentação de plano estratégico para projeto urbanístico de parque urbano. Solicitante: Aeroclube Shopping & Office.

INEXISTÊNCIA DE INTERLIGAÇÃO

|

2 0 14

Cliente Jacarandá Produtos e Serviços Ambientais

ZONA CENTRAL

PONTOS DE ÔNIBUS/ACESSOS

Completa falta de interligaçao com o Aeroclube Plaza Show. O antigo projeto tinha uma ligação deficiente e problemática e o novo projeto proposto (Aeroclube Shopping & Office) continua com o mesmo perfil deficiente e com importância irrisória para um fluxo sadio entre os dois equipamentos. Esta ligação deve existir justamente para agregar o valor ambiental ao empreendimento comercial.

|

Totalmente abandonada por motivo de embargo da obra do parque. Extremamente degradada com antigos pórticos em ruínas e grande movimentação de terra não concluída (seguindo o projeto não concluído). Partes de antigas construções e depósito ilegal de resíduos oriundos de demolições. Presença de atividades ilegais, como uso de drogas e pequenos furtos. Péssimo estado de conservação. Pavimentação: inexistente Vegetação: diversas forrações, pequenos arbustos, coqueiros e outras sem muita relevância.

Atualmente está inutilizado por falta de fluxo e sem nenhuma indicação do antigo parque para o transeunte. O pórtico de entrada do parque fica próximo a este ponto de ônibus, porém a sinalização é inexistente.

51

Ano 2011

ÁREAS UTILIZADAS P/ EMPINAR PIPA

ESTACIONAMENTO/ ACESSOS

Extremamente utilizada para empinar pipa, vocação espontânea desta área em estudo, atraindo pessoas de diferentes faixas etárias e sendo um ponto de lazer muito ativo. Tem grande potencial, porém casos de atropelamento de crianças que atravessam a avenida para pegar suas pipas e, principalmente, o uso de "cerol" que causam grandes problemas para motoqueiro, transeuntes e os próprios praticantes da atividade, ofuscam este potencial.

Estacionamento com grande número de vagas, usado para aulas de trânsito e alguns raros eventos. Estado de conservação regular. Pavimentação: paralelepípedo Vegetação: inexistente, área extremamente árida.

COLÉGIO MUNICIPAL IMEJA Falta de articulação e interligação de atividades com o colégio municipal tanto no parque antigo como no projeto proposto.

AEROCLUBE PLAZA SHOW O empreendimento estava passando por reformas estruturantes quando no ano de 2008 as obras sofreram uma ação de embargo, paralisando completamente o processo de revitalização e requalificação do empreendimento que agora deverá se chamar Aeroclube Shopping & Office. No projeto de revitalização, a proposta de ligação com o parque não fica definida, apenas por uma ligação à praia que se conecta com empreendimento pelo passeio público.

PONTOS DE ÔNIBUS/ACESSOS Sem nenhuma indicação do antigo parque para o transeunte. O parque não possue um acesso definido próximo a este ponto, sinalização inexistente. Possível ponto de conexão com o futuro centro olímpico (projeto proposto pela Prefeitura Municipal de Salvador para a Sede de Praia do Esporte Clube Bahia e adjacências).

TOPOGRAFIA E ATERRO A criação de uma nova topografia está presente desde o primeiro projeto do Parque Atlântico, quando foi também construído o Aeroclube Plaza Show em 1999. Neste primeiro projeto que foi concluído, estavam presente dois pequenos morros com variação de 5m em média. No projeto que estava sendo implantado, seria adicionado outros morros com variações de até 9m, com o objetivo de criar na zona central do parque um ambiente isolado da praia e da Avenida Otavio Mangabeira.

CONTENÇÃO E ACESSOS À PRAIA

CICLOVIA E PISTA

PASSEIO PÚBLICO E CIRCUITO DE COOPER

Muitas partes da contenção que sustenta o passeio apresentam deterioração. Também não existem acessos adequados à praia que permitam pessoas portadoras de necessidades especiais circularem em segurança e com independência.

Estado de conservação ruim, com problemas de drenagem, sem sarjeta e meio-fio. Ao separar o passeio público e pista de cooper da ciclovia, esta não é mais utilizada por questão de insegurança dos ciclistas e por problema já relatado (drenagem). Pavimentação: ciclovia (concreto), pista (asfalto).

Como a prática de pipa, o passeio público junto com a pista de cooper são utilizados com frequência por pessoas de diferentes faixas etárias. Potencial de acréscimo de usuários, principalmente em dias de semana, após o pôr-do-sol. Estado de conservação regular. Pavimentação: Paralelepípedo (passeio público), Concreto pintado (pista de cooper) Mobiliário: Equipamentos de ginástica para jovens e adultos (mobiliário padrão da DESAL), bancos em concreto armado, base para guarda municipal e salvamar, postes de iluminação recém-instalados.

8

Com o possível apoio do Instituto dos Cegos da Bahia, a iniciativa já implantada em outros parques brasileiros tem como objetivo principal a integração de pessoas portadoras de necessidades especiais com vegetação de restinga, explorando o sistema sensorial do visitante. O objetivo é atrair um público diverso, mesmo aqueles que não possuem necessidades especiais podem participar da experiência utilizando uma venda.

Criação de um percurso lúdico/interativo com o propósito de estimular e transmitir o conhecimento do cenário pré-existente: dunas e a vegetação de restinga. Despertar a curiosidade e atenção dos visitantes para a importância desta área verde para o equilíbrio do meio ambiente, sempre aguçando os sentidos dos mesmos. Este é um equipamento com potencial ecoturístico, temática com demanda crescente, que atrairá turistas de outras partes do Brasil e do exterior se for divulgado em sites, guias e outros meios de divulgação turística em Salvador. A trilha é dividida em três partes para possibilitar percursos breves e longos, adaptando esta a todos os tipos de visitantes. Placas ao longo do percurso disponibilizarão informações sobre a vegetação de restinga que poderão funcionar também como uma forma de “jogo” no qual a criança utilizasse uma cartilha, atraindo assim o público infantil também. Esta trilha, assim como o jardim sensorial citado abaixo, têm sido implantados com sucesso em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Brasília e Manaus.

Principal ponto de intervenção deste projeto.

Restaurar a paisagem pré-existente é imprescindível para o sucesso desta iniciativa. Esta ideia contrapõe-se a onipresença do coqueiro, espécie estrangeira, que vai de encontro a todos os benefícios aos quais esta proposta se apoia, alguns deles são: baixa manutenção da área de vegetação, já que espécies nativas são ajustadas ao clima; instrumento para educação ambiental, já que a população terá o privilégio de conhecer a flora nativa. A reconfiguração do relevo é a medida inicial desta transformação. A terra deverá ser redistribuída no local para reduzir a cota de altura dos morros. Aproximadamente metade da área útil deve ser destinada à restauração de vegetação e servirá de cenário para a atividade da trilha interpretativa.

ACESSOS E SINALIZAÇÃO

8

4

Áreas de esporte e recreação são importantes para um uso saudável e constante do parque, além de beneficiar a população. Estes espaços podem ser pistas de skate, patins e bicicleta, espaços para jogos (dominó, xadrez, tênis de mesa), que funcionam não apenas como espaço de diversão, mas também como cenário para difusão dos esportes envolvidos através de eventos e campeonatos de rua, atraindo desta forma os meios de comunicação e consequentemente patrocinadores. Espaços como uma biblioteca e brinquedoteca livre, parque infantil e Academia da terceira idade (ATI) também devem estar presentes. Esta última tem sido implantada com sucesso em diversas cidades brasileiras, haja vista sua exploração não só pelos idosos no cuidado com a saúde, mas por estudantes de fisioterapia como fonte de pesquisa.

7

3

3

Edificações serão projetadas para minimizar tanto o custo de implantação quanto o de uso e manutenção. A área nº 7 deve ser destinada à recepção dos visitantes, administração, depósito para materiais de limpeza e manutenção do parque, com espaços também para palestras e aulas, além de um pequeno espaço cultural com acervo de memória do local. A área nº 3 deve abrigar oficinas de pipa e brinquedos de material reciclável que terão função educativa e profissionalizante, além de abrigar também um ponto de aluguel e manutenção de bicicletas. Também deve ter um ponto de recebimento de material reciclável. Ambas as áreas devem possuir sanitários públicos. Todas estas atividades previstas são possíveis geradoras de renda para a comunidade.

4 7 7

LAGOA

6

3 1

9

5

8

7

2 QUADRO DE ÁREAS (ZONEAMENTO)

1

66.700m2

ÁREA VERDE RESTINGA TRILHA INTERPRETATIVA

4

315m/665m/1065m 3.100m2

ÁREA DA LAGOA

700m

BANCO CONTÍNUO

2.070m

CIRCUITO DE CICLOVIA E PISTA DE COOPER

ACESSOS E SINALIZAÇÃO 5

Os quatro pontos de ônibus que servem ao parque devem ser adaptados para possibilitar a acessibilidade a todos. Pisos táteis e rampas, além de uma boa comunicação visual e tátil, são imprescindíveis para todos os acessos, inclusive para a interligação entre o Aeroclube e o Parque.

1

ÁREA DE PIPA “O VENTO É O REI”

10.510m2

2

ÁREA DE EVENTOS

2.000m2

3

OFICINA DE PIPA E DE BRINQUEDO MANUTENÇÃO E ALUGUEL DE BICICLETA

CIRCUITO DE COOPER e CICLOVIA As atividades de cooper e ciclismo já são praticadas no local. Para aproveitar esta vocação da área, será criado um circuito ao redor do parque com aproximadamente 2km de extensão, potencializando a atividade e ao mesmo tempo criando um fluxo constante de pessoas. O ponto de manutenção e aluguel de bicicletas estará atuando em paralelo com este equipamento, dando suporte e atraindo mais praticantes.

PASSEIO PÚBLICO e BANCO CONTÍNUO

ESPAÇOS para EVENTOS Na área nº 5 é proposta a criação de um anfiteatro “verde” para apresentações ao ar livre, funcionando também como arquibancada de contemplação. Nesta área há também a possibilidade de implantação de um equipamento voltado para pesquisa e instrução marítima, a exemplo de um oceanário ou aquário. Um outro espaço, resultado da apropriação de parte do estacionamento na área nº 2, também poderá ser utilizado para receber eventos como exposições de arte e feiras ao ar livre.

ÁREA DE PIPA “O VENTO É O REI” A pipa é uma vocação espontânea do local, atividade já bastante praticada em dias ensolarados. Este elemento do parque é vital para a receptividade do novo projeto pela população do local, que é a protagonista da atividade. A ideia é criar um espaço referência nessa atividade, no qual a oficina de pipa promoverá a boa prática desta, sinalizando para o perigo da utilização do “cerol” e atraindo eventos e apresentações.

ESTACIONAMENTO/ ACESSOS Redução do estacionamento com o intuito de criar uma área para receber pequenos eventos como exposições ao ar livre. Modificação da diagramação das vagas para permitir a criação de canteiros com vegetação de médio porte. Criação de vagas especiais para carros pequenos, para coleta seletiva e um bicicletário. Permanência do percurso interno de veículos, com a retirada da camada asfáltica, para interligar as duas novas áreas de serviço do parque. Criação de um pequeno estacionamento próximo ao acesso principal do Aeroclube.

860m2

4

PISTA DE SKATE, PATINS E BICICLETA ESPAÇO DE JOGOS

3.000m2

5

ANFITEATRO

4.100m2

6

JARDIM DOS SENTIDOS

4.600m2

7

ADM MEMORIAL DO LOCAL DML AUDITÓRIO

1.550m2

8

RECREAÇÃO INFANTIL ACADEMIA DA MELHOR IDADE BIBLIOTECA LIVRE

3.375m2

9

MIRANTE

2

O passeio público terá mudanças no formato atual, para deixar o percurso menos monótono e mais atrativo. Ao longo dele ou próximo às áreas de lazer será implantado um banco contínuo, com formas orgânicas que receberão um acabamento final com obra de algum artista baiano. Obras de artistas plásticos e de rua estarão dispostas próximo ao passeio público para a apreciação dos visitantes. Além disso deverá ser feita uma recuperação e melhoria da contenção que sustenta o passeio existente e criação de acessos padronizados para praia.

01

PARQUE ATLÂNTICO

4

CENTROS DE INSTRUÇÃO E SERVIÇO

Os quatro pontos de ônibus que servem ao parque devem ser adaptados para possibilitar a acessibilidade a todos. Pisos táteis e rampas, além de uma boa comunicação visual e tátil, são imprescindíveis para todos os acessos, inclusive para a interligação entre o Aeroclube e o Parque. Esta última deverá ser fora de nível (passarela) para enfatizar e concentrar o trânsito de pessoas entre os dois equipamentos, além de funcionar como um mirante, tornando-se um atrativo. A passarela também é uma opção mais segura de acesso para crianças e adolescentes em meio a um estacionamento de veículos motorizados.

junho 2011

PROJETO: JACARANDÁ PRODUTOS E SERVIÇOS AMBIENTAIS E UNIDUNAS

8

ATIVIDADES/ RECREAÇÃO

TRILHA INTERPRETATIVA

RESTAURAÇÃO DA VEGETAÇÃO RESTINGA

JARDIM DOS SENTIDOS

8

ANÁLISE

516m2

PASSEIO PÚBLICO

1.200m

ESTACIONAMENTO

6.300m2

PROPOSTA junho 2011

02

PARQUE ATLÂNTICO

PROJETO: JACARANDÁ PRODUTOS E SERVIÇOS AMBIENTAIS E UNIDUNAS


52

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

Projeto Museu do Mar

Local Salvador/BA

Categoria Maquete

AUTOR DO PROJETO Francisco Sampaio Arquiteto

Ano 2008

Projeto Residência Unifamiliar

Local Salvador/BA

Categoria Maquete

AUTOR DO PROJETO Francisco Sampaio Arquiteto

Ano 2004


F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Escultura Braskem

Local Salvador/BA

CATegoria Maquete

AUTOR DO PROJETO Mario Cravo Junior

Ano 2007

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

53


54

|

F L AV I A G I L D E S I G N E R

Projeto Trabalhos acadêmicos

01 02 0 3

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

Local Salvador/BA

Categoria Progamação visual

|

2 0 14

Cliente -

Ano 2005/2006

CISNEL - Programa de identidade visual - Projeto final de graduação. UNEB, 2006. Design em Conserto - Design de Cartazes - 1º LUGAR do Concurso do Colegiado de Desenho Industrial, 2005. Revista Design em Foco - Design de Capa - Proposta para quarta edição da revista, 2006.

01 LO G O M A R C A |

Esta é a marca da Cisnel Comércio e

A pr e s en t ação

4

Vers ão Princ ipal

Insdústria de Sisal Nordeste Ltda. Seu símbolo é uma estilização do sisal, planta que ser ve de matériaprima para produção de fibras naturais. No símbolo, o sisal foi representado por um asterisco, o sinal de referência (*). devido a semelhança entre as formas, já que o sisal possui folhas pontiagudas. O asterisco está em negativo e teve suas ex tremidades sangradas sobre a forma de um círculo. Além disso teve o seu centro deslocado para baixo sob o eixo ver tical. Seus logotipos foram dispostos em caixa baixa pois dessa forma a mancha gráfica é identificada com mais facilidade.

Sis a l

Vers ão Horizont al

U N E B - D e se n h o I n d u st r ia l - P V | D e se n v o lv im e n t o d o Pr o je t o d e Pr o g r a m a ç ã o Visu a l I V | M a n u a l d o S ist e m a de I d e n t ida d e C o r p o r a t iv a C I S N E L | E la b o r a d o p o r F L AV I A G I L | 2 0 0 6 .1 | S a l v a d o r / B A

LO G O M A R C A |

Pr e to e br a n c o

12

LOG OM A R C A |

N e g at i v o

14

PA P E L A R I A | E n v e l o p e t i p o 1

E M B A L A G E N S | Ti p o e x p o r t a ç ã o

18

LO G O M A R C A | Em caso de limitação quanto

Deve-se sempre dar preferência

a utilização de cor em um

ao uso da marca na cor VERDE

determinado processo de

INSTITUCIONAL em fundo CINZ A

impressão ou gravação, podem ser

INSTITUCIONAL. No entanto,

empregadas as versões em escala

ela também poderá ocorrer em

de cinza e preto da marca.

negativo.

Para tanto, o verde deverá ser

Quando houver necessidade da

sub s tituído p or pr e to a 70 % ou

aplicação de fundo em materiais

p r e to a 10 0 % .

impressos em escala de cinza, o

A pr e sen t ação

20

5

Aqui é demonstrado o processo de criação da logomarca, mostrando sua

fundo utilizado deverá ser cinza

evolução e simplificação, obser vadas

(pr e to 70 %). Além da versão negativo em preto

a partir da redução do número de

e branco.

folhas e sua estilização.

U N E B - D e s e n h o In d u s t r i a l - P V | D e s e n v o l v i m e n t o d o Pr o j e t o d e Pr o g r a m a ç ã o Vi s u a l IV | M a n u a l d o S i s t e m a d e Id e n tidade C o r p o r ativa C IS NEL | Elabo r ado p o r FL AVIA G IL | 2006.1 | S alvado r / B A

U N E B - D e s e n h o I n d u s t r i a l - P V | D e s e n v o l v i m e n t o d o Pr o j e t o d e Pr o g r a m a ç ã o Vi s u a l I V | M a n u a l d o Si s t e m a d e Id e n t i d a d e C o r p o r a t i v a C IS N E L | E l a b o r a d o p o r F L AV IA G IL | 2 0 0 6 . 1 | S a l v a d o r / B A

LO G O M A R C A |

Fu n dos c olor idos

13

PA P E L A R I A | Cart ão d e v i s i t a

A logomarca Cisnel só deverá

Na papelaria são sugeridos o papel

ser utilizada sobre fundo CINZ A

R EC I C L AT O p a r a o c a r t ã o d e v i s i t a ,

INSTITUCIONAL. Sempre que for

papel timbrado e bloco de notas, e o

necessário aplicar a marca sobre

e n v e l o p e s a c o K R A F T N AT U R A L p a r a

fundos que prejudiquem de alguma

os envelopes, .

U NEB - D es en h o In du s tr ial - PV | D es en vo lvimen to do Pr o jeto de Pr o gr amaç ão Vis u al IV | M an u al do S is tema de Iden tidade C o r p o r a t i v a CI SN E L | E l a b ora d o p or F L AV I A G I L | 2 0 0 6 . 1 | Sa l v a d or/BA

U NEB - D es en h o In du s tr ial - PV | D es en vo lvimen to do Pr o jeto de Pr o gr amaç ão Vis u al IV | M an u al do S is tema de Iden tidade C o r p o r ativa C IS NEL | Elabo r ado p o r FL AVIA G IL | 2006.1 | S alvado r / B A

15

PA P E L A R I A | E n v e l o p e t i p o 2

E M B A L A G E N S | Ti p o e c o n ô m i c a

19

21

forma a sua leitura — cores que não sejam as institucionais ou o cinza —, o melhor recurso será a utilização de um box ou tarja com opacidade de 85% da cor institucional de forma a preser var a sua leitura. As medidas do box ou tarja obedecem às mesmas características das descritas na

CISNEL

p á gin a 10, r e la ti v a s a m ar g e m d e segurança.

U N E B - D e se n h o I n d u st r ia l - P V | D e se n v o lv im e n t o d o Pr o je t o d e Pr o g r a m a ç ã o Visu a l I V | M a n u a l d o S ist e m a de I d e n t ida d e C o r p o r a t iv a C I S N E L | E la b o r a d o p o r F L AV I A G I L | 2 0 0 6 .1 | S a l v a d o r / B A U N E B - D e s e n h o I n d u s t r i a l - P V | D e s e n v o l v i m e n t o d o Pr o j e t o d e Pr o g r a m a ç ã o Vi s u a l I V | M a n u a l d o Si s t e m a d e Id e n t i d a d e C o r p o r a t i v a C IS N E L | E l a b o r a d o p o r F L AV IA G IL | 2 0 0 6 . 1 | S a l v a d o r / B A

LO GO M A RCA |

A consolidação de uma marca requer

M a l ha c ons t r ut i va

8

U N E B - D e s e n h o In d u s t r i a l - P V | D e s e n v o l v i m e n t o d o Pr o j e t o d e Pr o g r a m a ç ã o Vi s u a l IV | M a n u a l d o S i s t e m a d e Id e n tidade C o r p o r ativa C IS NEL | Elabo r ado p o r FL AVIA G IL | 2006.1 | S alvado r / B A

VEÍ C ULO S |

C aminhão

U NEB - D es en h o In du s tr ial - PV | D es en vo lvimen to do Pr o jeto de Pr o gr amaç ão Vis u al IV | M an u al do S is tema de Iden tidade C o r p o r ativa C IS NEL | Elabo r ado p o r FL AVIA G IL | 2006.1 | S alvado r / B A

UN I F O RMES

22

U NEB - D es en h o In du s tr ial - PV | D es en vo lvimen to do Pr o jeto de Pr o gr amaç ão Vis u al IV | M an u al do S is tema de Iden tidade C o r p o r a t i v a CI SN E L | E l a b ora d o p or F L AV I A G I L | 2 0 0 6 . 1 | Sa l v a d or/BA

24

KIT PROM OCIONAL

Vers ão Pri nci p al

sempre a utilização correta de todos

��������

26

������������ ������

os seus elementos. A malha construtiva estabelece proporções que impedem a �����

reprodução da logomarca de forma equivocada.

Vers ão Hori zontal

������

U NE B - D e se n h o I n d u st r i a l - P V | D e s e n v o l v i m e n t o d o Pr o j e t o d e Pr o g r a m a ç ã o Vi s u a l I V | Ma n u a l d o S i s t e m a de I de n t idade Corp orat iv a CI S NE L | E laborado p or F L AV I A GI L | 2 0 0 6 . 1 | S alv ador/BA

LO GO M A RCA |

U s os i nc or r e t os

9

U N EB - D e s e n h o In d u s tr i a l - PV | D e s e n v o l v i m e n to d o Pr o j e to d e Pr o g r a m a ç ã o Vi s u a l IV | Ma n u a l d o Si s te m a d e Id e n ti d a d e Co r po r a ti v a CISN EL | El a b o r a d o po r F L AVIA G IL | 2 0 0 6 .1 | Sa l v a d o r / B A

UNE B - D e se n h o I n du st rial - P V | D e se n v olv im e n t o do Proje t o de Program ação Visu al I V | M an u al do S ist e m a de I den ti d a d e Co r po r a ti v a CISN EL | El a b o r a d o po r F L AVIA G IL | 2 0 0 6 .1 | Sa l v a d o r / B A

VEÍ C ULO S | Fur g ão

S I N ALI ZAÇ ÃO EXT ERN A

23

���

U N EB - D e s e n h o In d u s tr i a l - PV | D e s e n v o l v i m e n to d o Pr o j e to d e Pr o g r a m a ç ã o Vi s u a l IV | Ma n u a l d o Si s te m a d e Id e n ti d a d e Co r po r a t iv a C I S N E L | E la b ora d o p or F L AV I A G I L | 2 0 0 6 . 1 | S a lv a d or/ B A

25

KIT PUBLICITÁRIO E DESIGN EDITORIAL

A logomarca não deve ser alterada,

Peça gráfica INSTITUCIONAL de

seja na sua forma ou nas suas cores.

apresentação da empresa.

Ao lado são exemplificados alguns

27

C A PA

Aborda seu produto, campo de

e r r o s q u e p o d e m v i r a a c o n t e c e r.

atuação, resposabilidades, etc.

Abaixo estão as formas e cores corretas para que possa ser feita a comparação.

������������ ���������������������

������������ ���������������������������������������

������������ ���������������������������

������������ ���������������������

������������ �����������������������������������������

������������ ���������������������

��������

M e d i da s e m m m

C O N T R A - C A PA

U NE B - D e se n h o I n d u st r i a l - P V | D e s e n v o l v i m e n t o d o Pr o j e t o d e Pr o g r a m a ç ã o Vi s u a l I V | Ma n u a l d o S i s t e m a de I de n t idade Corp orat iv a CI S NE L | E laborado p or F L AV I A GI L | 2 0 0 6 . 1 | S alv ador/BA

UNE B - D e se n h o I n du st rial - P V | D e se n v olv im e n t o do Proje t o de Program ação Visu al I V | M an u al do S ist e m a de I den ti d a d e Co r po r a ti v a CISN EL | El a b o r a d o po r F L AVIA G IL | 2 0 0 6 .1 | Sa l v a d o r / B A

U N EB - D e s e n h o In d u s tr i a l - PV | D e s e n v o l v i m e n to d o Pr o j e to d e Pr o g r a m a ç ã o Vi s u a l IV | Ma n u a l d o Si s te m a d e Id e n ti d a d e Co r po r a ti v a CISN EL | El a b o r a d o po r F L AVIA G IL | 2 0 0 6 .1 | Sa l v a d o r / B A

U N EB - D e s e n h o In d u s tr i a l - PV | D e s e n v o l v i m e n to d o Pr o j e to d e Pr o g r a m a ç ã o Vi s u a l IV | Ma n u a l d o Si s te m a d e Id e n ti d a d e Co r po r a t iv a C I S N E L | E la b ora d o p or F L AV I A G I L | 2 0 0 6 . 1 | S a lv a d or/ B A


F L AV I A G I L D E S I G N E R

02

03

|

C A R TA D E A P R E S E N TA Ç Ã O, C U R R I C U L U M V I TA E E P O R T F O L I O

|

2 0 14

|

55


F L AV I A GIL DE SIGN E R skype

flav ialac er dagilr o cha e-mail flav ialgil@ gmail.c om issuu issuu.com/flavia.gil/docs/por t folio cargo c a r g o c o l l e c t i v e . c o m / f l a v i a g i l

LinkedIn


Flavia Gil DESIGNER | PORTFOLIO