Issuu on Google+


EXPEDIENTE Uma publicação do Instituto Cultural Flauta Mágica, inscrito no CNPJ nº. 05.242.220/0001-45, organização não-governamental sem fins lucrativos.

DIRETORIA DO INSTITUTO CULTURAL FLAUTA MÁGICA Presidente ROBERTO MENDES DA SILVA Vice-Presidente ELAINE MENDES DA SILVA Primeira Secretária CAROLINA MENDES SANTOS SILVA Segunda Secretáro DENES SANDRO DE AZEVEDO Primeira Tesoureira NEUCI SOELI RABER Segundo Tesoureiro CREUSA RIBEIRO DE LIMA Titular Conselho FiscaL MÁRIO MÁRCIO CAMPOS Titular Conselho Fiscal ZILDENEY REZENDE SILVA CAMPOS Titular Conselho Fiscal WALDECY CESÁRIO DE ABREU SOBRINHO Suplente Conselho Fiscal MARLI MENDES DA SILVA Suplente Conselho Fiscal MARIA JOSÉ LEÃO Suplente Conselho Fiscal MARCELLO MOURA NEVES Redação Marinaldo Custódio Adriana Cristina Venturoso Aleixo Karin Elizabeth Rees de Azevedo Arte Gráfica Erly Miranda Fotos Acervo particular do Instituto Cultural Flauta Mágica


IDENTIFICAÇÃO DO INSTITUTO CULTURAL FLAUTA MÁGICA

Razão Social: Instituto Cultural Flauta Mágica CNPJ: 05.242.220/0001-45 ENDEREÇO: Rua 21 Qd. 37 L. 28 CIDADE: Cuiabá UF: MT País: Brasil CEP: 78055-795 Fone/fax: (065) 3641-6038 E-mail: institutoflautamagica@gmail.com EA: ONG Presidente: ROBERTO MENDES DA SILVA CPF: 153.568.176-49 RG: 8422.207 SSPSP Nacionalidade: Brasileira Naturalidade: MONTES CLAROS/MG Estado civil: Casado Profissão: ADVOGADO Cargo: Presidente do Instituto


5

Apresentação


NOSSA MISSÃO Garantir o ensino da arte a crianças, adolescentes e jovens por meio do desenvolvimento de tecnologia social, visando à inclusão sociocultural.

VISÃO DE FUTURO Ser reconhecida internacionalmente como instituição de excelência em Arte-Educação que agrega valores sociais, morais e éticos.

NOSSOS VALORES Compromisso: Garantir o ensino da arte com competência e qualidade. Caráter: Preparar cidadãos íntegros. Inovação: Promover ações inéditas voltadas para o ensino da arte. Ética: Atender os alunos nas mesmas condições de igualdade, respeitando a diversidade. Valorização: Incentivar a criança, o adolescente e o jovem a aprender a ser, aprender a saber, aprender a conhecer e aprender a fazer.

ÁREAS DE ATUAÇÃO l Educação l Cultura l Social

O Programa de Tecnologia Social desenvolvido pelo Instituto Cultural Flauta Mágica oferece ações socioeducativas, no contraturno escolar para crianças e adolescentes nas áreas de Cultura, Educação e Social.

6


7

A Instituição


APRESENTAÇÃO A Orquestra Flauta Mágica, fundada no ano de 1998, é a parte mais visível do trabalho desenvolvido pelo Instituto Cultural Flauta Mágica (ICFM), cuja sede se localiza no Jardim Vitória, bairro da periferia de Cuiabá-MT. Tendo como foco a música instrumental, destaca-se por apresentar sempre música de qualidade aos seus diferentes públicos, e com um toque de brasilidade inquestionável. Além de sua atuação local, em Mato Grosso e em todo o Centro-Oeste brasileiro, o Instituto prepara e realiza concertos em grandes centros culturais do país como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Minas Gerais e também no exterior, tendo se apresentado em importantes cidade do sul da França. “Viajar” até esses centros, na verdade, tornou-se um dos principais atrativos para os beneficiários e também fonte de divulgação das atividades desenvolvidas localmente, levando mundo afora o nome de seus colaboradores enquanto incentivadores da arte, bem como da aplicação da responsabilidade social que se tem com aqueles que estão inseridos em nossa proposta de trabalho. O Instituto Cultural Flauta Mágica (ICFM) desenvolve, por meio do seu Programa de Tecnologia Social, uma ação diferenciada, uma vez que se propõe a atender a comunidade em que está inserido e, efetivamente, promove transformação social levando cultura e educação musical a crianças, adolescentes e jovens alcançando assim resultados extremamente positivos no âmbito cultural, educacional e de cidadania. Atua com tecnologia social desenvolvida por meio da aplicação de uma metodologia leve e simplificada, pautada, especialmente, no prazer de tocar, cantar e dançar. Desse modo, os seus beneficiários, pelo fato de aprenderem com prazer, pela satisfação de “fazer arte em grupo”, têm um rápido desenvolvimento, chegando a ótimos resultados. Na prática, o ICFM atende a crianças e adolescentes ensinando conceitos e técnicas musicais e, mais particularmente, a tocar flauta doce. Nesse sentido, tem como complemento o Projeto Coral Flauta Mágica, no qual os alunos aprendem a música por meio do uso da voz. Há ainda o Projeto Dança Flauta Mágica, que tem no ensino do balé clássico, balé moderno e do hip hop uma forma de ensinar a arte da dança em diferentes abordagens. Tais atividades são um instrumento para o ganho de qualidade de vida de seus integrantes, diminuição da agressividade, melhor rendimento nas disciplinas curriculares, maior senso de responsabilidade, visão mais ampla do meio onde vivem, consciência crítica e cidadã, comprovados por meio dos depoimentos dos seus pais, familiares, professores e da comunidade em geral. A isto se chama buscar a preparação integral para a vida, fundamentada nos quatro pilares de educação propostos pela Unesco: Aprender a conhecer; Aprender a fazer; Aprender a saber; Aprender a ser. Para a concretização de sua finalidade, incluindo a promoção de arte, educação e cultura na luta contra a exclusão social, tem-se buscado estabelecer parcerias com instituições públicas e privadas que desenvolvam programas de qualificação profissional direcionados a jovens aprendizes. Todas as crianças e adolescentes assistidos pelo projeto são oriundos de famílias de baixa renda, em que o rendimento mensal familiar em média não ultrapassa dois salários mínimos. Acrescente-se, por outro lado, a revelação de dezenas de jovens cantores, bailarinos e instrumentistas como fruto do trabalho desenvolvido pelo Instituto nesses seus 13 anos de existência. Mirando o futuro, e depois da expansão obtida com as atividades de canto coral e balé, hoje objetivamos a criação de uma estrutura adequada para o funcionamento dessas atividades, e a adequação da sede do ICFM para funcionar como Centro de Capacitação a educadores de arte e monitores de outras comunidades e municípios, em um processo de reaplicação da tecnologia social pelo Instituto desenvolvida.

OBJETIVOS 8


OBJETIVOS OBJETIVO GERAL O Instituto Cultural Flauta Mágica tem por finalidade promover ações na área da arte, como instrumentos eficazes contra a exclusão social, por meio de educação, cultura e cidadania. OBJETIVOS ESPECÍFICOS lDesenvolver

um programa de tecnologia social em que o beneficiário possa adquirir habilidades e conhecimentos teóricos para atuar na Orquestra de Flautas, no Grupo Canto Coral e nos Grupos de Dança e assim manifestar suas potencialidades;

lPropiciar

aos beneficiários cursos complementares para formação pessoal como inglês, informática, curso pré-vestibular e outros, em parceria com instituições públicas e privadas, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida deles;

lDisponibilizar

tecnologia social para implantação do Projeto Flauta Mágica em outras comunidades, utilizando os alunos mais experientes como agentes multiplicadores;

lDurante as apresentações culturais da Orquestra, Coral e Balé, em eventos para o público em geral, estabelecer um canal de comunicação

com os empresários presentes, para encaminhamento dos jovens, com idade a partir dos 16 anos, para o primeiro emprego; lPropiciar educação musical para que os beneficiários possam adquirir habilidades e conhecimentos teóricos para atuar no ensino de música; lAmpliar a cultura musical dos beneficiários pelo contato com obras dos grandes compositores universais, objetivando o aprimoramento de

suas relações pessoais; lDifundir

a tecnologia social desenvolvida pelo Instituto Cultural Flauta Mágica para outras comunidades, bem como a aplicação dessa tecnologia no ensino regular da Rede Municipal e Estadual de Ensino;

lEstabelecer um canal de comunicação com a comunidade pela via das apresentações musicais; lDivulgar o desenvolvimento de tecnologia social por meio de um modelo de ensino pelo qual os seus integrantes passem a desfrutar de um

grande diferencial conjugando educação, cultura e cidadania.

INSERÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO 9


INSERÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO O Instituto Cultural Flauta Mágica, ao longo desses seus 13 anos, tem conseguido inserir jovens participantes do projeto no mercado de trabalho. Quando das apresentações da Orquestra e Coral Flauta Mágica, esses jovens são vistos por diretores e outros representantes de empresas como pessoas com valores e competências desenvolvidos pelo ensino da música e aptos para atuar em outras áreas, principalmente do ponto de vista profissional. Afinal, é fato notório que a aprendizagem musical no ICFM se faz também com a agregação de valores e competências como respeito ao próximo, comprometimento, concentração, disciplina e senso de trabalho em equipe. Desse modo, algumas empresas parceiras têm contratado alunos e ex-alunos do Instituto Cultural Flauta Mágica por terem ciência da formação integral e humana deles, ressaltando-se ainda o fato de serem cidadãos conscientes do seu papel na sociedade em que vivem

TUDO COMEÇOU ASSIM... A formação do Instituto Cultural Flauta Mágica tem seu marco na apresentação de um projeto social e de educação musical pelo maestro Gilberto Mendes, em 1998, à Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá. Tal projeto destinava-se a trabalhar com alunos do Ensino Fundamental propondo uma formação consistente e bem fundamentada na teoria musical com ênfase em aulas de flauta doce. O foco era contemplar crianças de 8 a 12 anos, principalmente aquelas oriundas de famílias de baixa renda, ensinando música como elemento de desenvolvimento cultural e, assim, possibilitando também a transformação social das comunidades envolvidas. Após análise e aprovação do projeto, a Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá autorizou a sua implantação na Escola Municipal Dejane Ribeiro Campos, localizada no bairro Jardim Vitória, periferia da cidade. O projeto, iniciado no primeiro semestre de 1998, no início do ano seguinte passou a contar com o apoio da professora Helen Luzi, graduada em Licenciatura em Música pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Nessa época, havia uma turma formada por 40 alunos que, com apenas seis meses de aulas teóricas e ensaios, já realizava apresentações públicas sob a denominação de Orquestra de Flautas. Com a entrada da professora Helen Luzi, as apresentações públicas da Orquestra de Flautas ganharam dinamismo em sua agenda de apresentações. Destacase que após a realização de várias apresentações em Cuiabá, a Orquestra recebeu convite para participar da Noite Cultural realizada anualmente em Sinop, cidade situada no norte de Mato Grosso. Pode-se dizer que aquele convite abriu as “portas do mundo” para a Orquestra de Flautas. A ideia de viajar para outras localidades trouxe mais ânimo para todos e empenho nos ensaios, além de um enorme salto de qualidade da Orquestra que revelou o quanto isto poderia ser aproveitado como motivação.

10


11

Beneficiรกrios


Beneficiários e Equipe Técnica ATIVIDADES PÚBLICO-ALVO

BALÉ

CORAL

STREET DANCE

FLAUTA TOTAL DOCE

Crianças ( de 0 a 7 anos)

24

10

-

03

37

Crianças (de 7 a12 anos)

44

43

21

57

144

ATIVIDADES PÚBLICO-ALVO

FLAUTA TOTAL DOCE

BALÉ

CORAL

STREET DANCE

Adolescentes ( de 12 a 18 anos)

19

36

03

65

120

Jovens (de 18 a 29 anos)

-

05

-

10

15

Outros Total

87

89

24

125

325

NÚMERO E DESCRIÇÃO TOTAL DE BENEFICIÁRIOS Diretos – 316 alunos nas modalidades de Coral, Flauta Doce, Street Dance e Balé Indiretos – Aproximadamente 250 famílias, com média de 3 membros além do beneficiário direto, num total de cerca de 750 beneficiários indiretos Total – Aproximadamente 1.000 beneficiários diretos e indiretos PROFISSIONAIS ENVOLVIDOS Quantidade 01

02

12

Função

Breve Descrição das Atividades

Coordenador de arte

Músico com experiência comprovada em regência de coro e orquestra, arranjo de partituras, articulação de ensaios gerais, apresentações informais e concertos

Educação musical

Profissionais com formação universitária e experiência em educação nas áreas de teoria musical, canto coral e flauta doce para ministrar aulas teóricas e práticas


Beneficiários e Equipe Técnica PROFISSIONAIS ENVOLVIDOS 02

Professora de balé

Profissionais com experiência em balé clássico, balé moderno, jazz e street dance para ministrar aulas teóricas e práticas

02

Monitoria

Músicos com experiência em orquestra e canto coral para serviço de apoio aos educadores

01

Gerência administrativa

Profissional com experiência em serviços de secretaria escolar, gerência de pessoal, de contas a pagar e a receber e outros afins

02

Serviços gerais

Profissional com experiência em manutenção, limpeza em geral e apoio à gerência

02

Office boy

Serviços externos e apoio à gerência

VOLUNTÁRIOS ENVOLVIDOS Quantidade

Função

Breve Descrição das Atividades

01

Presidente

Responder juridicamente pela instituição e exercer suas prerrogativas estatutárias

02

Vice - Presidente

Atuar nos impedimentos do presidente conforme estatuto

02

1º Secretário

Responsável por atas, relatórios e arquivos em geral

2º Secretário

Auxiliar o 1º secretário e atuar em caso de impedimento deste

01

1º Tesoureiro

Manter as contas da instituição atualizadas e em ordem e demais funções conforme o previsto no estatuto

01

2º Tesoureiro

Auxiliar o 1º tesoureiro e atuar em caso de impedimento deste

03

Conselho Fiscal

Analisar e apreciar as contas apresentadas pela Tesouraria

_

03

Suplência do Cons. Fiscal Atuar em caso de impedimento dos conselheiros titulares

13


15

Açþes Complementares


PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARTICIPATIVO Anualmente é realizado o planejamento estratégico com a participação efetiva de professores, alunos, comunidade, pais de alunos e membros do Conselho Diretor, para que todos discutam e busquem soluções para manutenção e continuidade dos projetos.

PARTICIPAÇÃO EM REDE O Instituto Cultural Flauta Mágica participa da Rede de Tecnologia Social de forma virtual a fim de ter acesso constante a informações para encaminhamento de projetos a instituições financiadoras.

PARTICIPAÇÃO EM CONSELHOS O Instituto Cultural Flauta Mágica está inscrito no Conselho de Direitos da Criança e do Adolescente.

PARTICIPAÇÃO EM EVENTO Fóruns lConferências lSeminários lEventos Culturais

16


17

Apresentações


PRIMEIRAS APRESENTAÇÕES NACIONAIS Em 2002, já constituído juridicamente como Instituto Cultural Flauta Mágica e contando com a importantíssima parceria das empresas Rede Cemat e DMD Comunicação para a sua sobrevivência, a Orquestra foi convidada a se apresentar em um encontro nacional de educadores na cidade de Santos (SP). Os responsáveis pela organização do evento tiveram conhecimento do Projeto Flauta Mágica por meio do livro publicado pela Unesco. Tal convite e o fato de poder tocar no belíssimo teatro do Sesc-Santos e viajar para fora de Mato Grosso representava motivo de muita animação e empenho dos alunos nos ensaios. A imponência do teatro lotado com mais de 800 educadores, o enorme palco com suas grossas e imensas cortinas e o refinamento do ambiente remeteram a uma profunda reflexão sobre a condição de orquestra de flauta doce de um bairro pobre da periferia de Cuiabá tocando em tão sofisticado teatro, para um público formado por educadores de todas as partes do Brasil. Ao final da apresentação, o aplauso entusiasmado do público foi um presente inesquecível para todos. De volta ao local do encontro de educadores, uma professora de Contagem, município interligado a Belo Horizonte (MG), falou de um encontro de orquestras que aconteceria naquela cidade no ano seguinte. De posse do contato dos organizadores do encontro e com o apoio do Sebrae-MT, o sonho efetivamente virou realidade com a participação no Encontro de Orquestras de Jovens do Brasil, em 2003.

18


PRIMEIRA APRESENTAÇÃO INTERNACIONAL No encontro de orquestras de Contagem ouvimos falar daquele que é, na verdade, o “pai” da versão brasileira: o Encontro de Orquestras de Jovens da Europa - Orchestrades Universseles, que acontece anualmente em Colombier, cidade próxima de Bordeaux, sul da França. Buscamos o contato com a diretoria do evento francês, através da Symphonie des Orchestres de Jeunes D'Europe (S.O.J.E.), empresa responsável pela organização do evento, e fomos convidados para dele participar em sua versão 2004. A viagem para a França se concretizou em agosto daquele ano, após uma verdadeira via-crúcis para se obter a verba necessária e os passaportes. A parte mais difícil, a dos recursos financeiros, foi obtida junto ao Ministério da Cultura e à Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso, por intermédio da Rede Cemat que viabilizou projeto aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura do Governo do Estado. O grupo que viajou à França era composto do maestro Gilberto Mendes, da professora Helen Luzi e de 40 crianças, e adolescentes e jovens do Jardim Vitória, integrantes da Orquestra e Coral Flauta Mágica. . Em termos profissionais, aquela primeira excursão à Europa marca uma nova fase do projeto, com grande repercussão na mídia nacional e internacional.

19


21

As Flautas Mรกgicas


Fonte: Arquivo Particular do ICFM. Foto: Wagner Mendes

Orquestra e Coral Flauta Mágica gravando na Sala Cecília Meireles - RJ

Fonte: Arquivo Particular do ICFM. Foto: Rai Reis

A imagem ao lado ficou congelada na memória dos moradores do Bairro Jardim Vitória como um acontecimento histórico social e inédito, pois foi realizado um grandioso concerto para lançamento do primeiro CD As Flautas Mágicas, contando com público de mais 4.000 (quatro) mil pessoas. No momento dessa apresentação, estavam todos os projetos do Instituto Cultural Flauta Mágica dividindo o mesmo palco, tornando o espetáculo um acontecimento social que marcou para sempre a vida de alunos, pais e professores do Instituto. Com essa ação, o Instituto Cultural Flauta Mágica levou para a periferia de Cuiabá um concerto que muitos moradores, de acordo com a realidade local, nunca imaginavam presenciar. E, assim, as ações ganharam mais credibilidade perante a comunidade local, propiciando maior ênfase na reaplicação da tecnologia social para mais crianças, adolescentes e jovens.

22


25

A Tecnologia Social


A TECNOLOGIA SOCIAL A integração das diferentes áreas em um só programa de tecnologia social, pautado no desenvolvimento integral das crianças, adolescentes e jovens participantes do projeto, demonstra a sua proposta inovadora ao levar para a área da arte musical a participação coletiva no processo de organização, desenvolvimento e implementação de novos conhecimentos.

Educação Integral do Ser Humano Habilidade Cultural

Atitude Cidadã Competência Educacional

O Programa de Tecnologia Social do Instituto Cultural Flauta Mágica tem como foco a arte voltada para a educação musical e enfatiza três grandes áreas de desenvolvimento que se inter-relacionam: cultural, educacional e de cidadania. Esses três aspectos se transformam em projetos que integram o Programa de Tecnologia Social na medida em que são reaplicáveis na comunidade do Jardim Vitória, como se pode demonstrar pelos resultados alcançados ao longo dos 11 anos de existência do Instituto, propiciando o desenvolvimento social em grande escala. Para exemplificar, abaixo colocamos um diagrama que representa a estruturação do Programa de Tecnologia Social Flauta Mágica, que se desdobra nos oito projetos desenvolvidos pertencentes aos três núcleos de atuação: Educação, Cultura e Social.

PROGRAMA

NÚCLEO EDUCAÇÃO

CANTO CORAL

26

DANÇA

MÚSICA INSTRUMENTAL

NÚCLEO CULTURA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

CONCERTOS E APRESENTAÇÕES CULTURAIS

NÚCLEO SOCIAL

Cineclube

Comunitário

Inclusão Digital


Programa: Método de Tecnologia Social Flauta Mágica Educação integral do ser humano O programa de tecnologia social desenvolvido pelo Instituto Cultural Flauta Mágica tem por objetivo propiciar a seus beneficiários uma educação integral na formação do ser humano, preparando-os para a vida em um sentido pleno.

NÚCLEO EDUCAÇÃO Projeto Canto Coral Responsável: Prof.ª Helen Luzi Projeto de desenvolvimento do canto coral, dividido em duas frentes de atuação: a) Canto Coral Infantil – atende crianças de 5 a 12 anos, no qual as técnicas do canto são associadas a atividades lúdicas e de lazer. b) Canto Coral Juvenil – Atende adolescentes e jovens a partir dos 12 anos, no qual as técnicas do canto coral são desenvolvidas sob criteriosos parâmetros de excelência, preparando os beneficiários para atuar no Coral Flauta Mágica.

Projeto Música Instrumental Responsáveis: Maestro Gilberto Mendes e Prof.ª Helen Luzi O Projeto de Flauta Doce também é dividido em duas etapas: a) Turma de Iniciantes – Nessa fase, os alunos recebem aulas de teoria musical e flauta doce, de modo a desenvolver habilidades para a execução do instrumento e leitura de partituras até atingir um determinado nível técnico que os habilitem a ingressar na Orquestra Flauta Mágica. b) Orquestra de Flautas – Ao ingressar na Orquestra Flauta Mágica, os beneficiários entram em um ritmo de ensaios de naipes e ensaios gerais com toda a Orquestra de Flautas, preparando repertório para as apresentações públicas e realização de concertos formais.

27


Projeto Dança Responsável: Alessandra Peixoto Meireles Soardis Dois segmentos constituem o Núcleo de Dança:

b) Balé Clássico – Crianças e jovens, também segmentados por faixas etárias, estudam o Balé Clássico dentro dos parâmetros técnicos desenvolvidos pela Royal Academy of Ballet and Dance de Londres. c) Jazz Dance – O Instituto Cultural Flauta Mágica mantém um Corpo de Baile que, além das aulas de Balé Clássico, atua também na modalidade de Balé Moderno, mais especificamente dentro dos conceitos do Jazz.

Projeto Educação Ambiental Responsável: Marilene Mendes Tem por foco a proposição e a realização de ações na área ambiental, procurando conscientizar os alunos e suas famílias da importância de preservar e de bem utilizar os recursos naturais.

NÚCLEO CULTURA Projeto Concertos e Apresentações Culturais Responsável: Maestro Gilberto Mendes O Projeto Flauta Mágica tem por objetivo as apresentações das turmas formadas nas diferentes áreas do ICFM em eventos nacionais e internacionais. Projeto Cineclube Responsável: Joaquim Souza Ribeiro Objetiva exibir filmes e documentários para a comunidade, compensando em parte a falta de acesso a este tipo de arte/entretenimento.

NÚCLEO SOCIAL 28


Projeto Inclusão Digital Responsável: Wagner Mendes Prates Objetiva dar oportunidade para que as pessoas da comunidade atendida tenham acesso a computadores e à internet, inclusive com aulas de informática, de modo a também compensar em parte a grande carência desse tipo de serviço no local.

Projeto Comunitário Responsável: Wagner Mendes Prates Dois segmentos constituem o Projeto Social: AÇÕES COM AS FAMÍLIAS O Instituto Cultural Flauta Mágica desenvolve ações com as famílias das crianças e dos adolescentes participantes dos projetos: ŸEstimula a participação das famílias nos projetos oferecidos pelo

ICFM; ŸOrienta e atende as famílias; ŸRealiza oficinas e palestras com temas de interesse das famílias; ŸEstimula a família a acompanhar o processo educativo da criança, do adolescente e do jovem;

ARTICULAÇÃO COM AS ESCOLAS ŸNenhuma criança ou adolescente atendido pelo projeto está fora da escola. ŸO projeto acompanha a frequência e o desempenho escolar das crianças, adolescentes e jovens atendidos. ŸO projeto tem a informação de escolas onde estão matriculadas as crianças, os adolescentes e jovens integrantes do

projeto.

29


TIPOS DE ARTICULAÇÃO DO PROJETO COM AS ESCOLAS

Nº de Escolas

Divulgação do projeto na escola

34

Envolveu acompanhamento de frequência e desempenho das crianças e adolescentes atendidos

34

A equipe do projeto e/ou seus atendidos utilizaram o espaço da escola com o intuito de levar apresentações musicais e dança

2

Realização de atividades conjuntas para um público comum. O projeto e a escola realizaram festas, reuniões e outros

1

30


31

Prêmios ao Mérito


O Instituto Cultural Flauta Mágica, representado pela Orquestra Flauta Mágica, tem o reconhecimento da Unesco como projeto de inclusão social, tendo recebido prêmios por sua atuação, conforme exposto abaixo:

Homenagem da Assembleia Legislativa MT - 2003

Prêmio Cultivando Vidas Desarmando Violências, UNESCO - 2001

Homenagem da Câmara Municipal de Cuiabá - 2003

Homenagem do Rotary Clube - 2003

32

Mérito pela valorização da vida - 2011 SECRETARIA NACIONAL DE POLÍTICAS SOBRE DROGAS


Prêmio Darcy Ribeiro de Educação - 2005

Troféu Pantanal Homenagem Governo de Mato Grosso - 2005

Apoio Criança Esperança, Rede Globo/UNESCO - 2005/2006/2009/2010

Edição especial da UNESCO - 2010 “ORQUESTRA PÉ NO CHÃO”

Certificado de Tecnologia Social Banco do Brasil - 2009

33


35

Parceiros


INSTITUIÇÕES PARCEIRAS NOS ÚLTIMOS ANOS

INSTITUÇÕES PARCEIRAS DAS AÇÕES EM 2011

Açofer Indústria e Comércio de Produtos Siderúrgicos

Rede Modelo de Supermercados

Associação Matogrossense de Magistrados Associação dos Produtores de Soja de Mato Groso - APROSOJA Congresso Nacional Brasileiro – Câmara dos Deputados Criança Esperança/Rede Globo

Serviço Social da Indústria SESI/MT

DMD Comunicação Empresa Pantanal de Transportes Urbanos Empresa Pantanal de Energia Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT - campus Cuiabá)

Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso

Ministério da Cultura – Governo Federal Ministério da Cultura do Governo Federal Ministério Público do Trabalho 23ª Região OSCIP Instituto Creatio Rede Modelo Rede Cemat Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso Todimo Construção e Acabamento Unesco Universidade Federal de Mato Grosso Vivo Celulares Instituto Egrégora

36


37

Níveis de Satisfação


PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO INSTITUTO CULTURAL FLAUTA MÁGICA A pesquisa realizada para auferir o nível de satisfação com o trabalho do Instituto Cultural Flauta Mágica mostra todo o universo dos integrantes dos três grupos (professores, alunos e comunidade) diretamente envolvidos. Observando os gráficos com as respostas apresentadas – por professores, alunos e pessoas da comunidade atendida –, é possível se verificar claramente o grau de satisfação de todos eles com o projeto. Em geral, a aprovação às atividades e ao seu alcance artístico e social passa de 90% e, em alguns casos, como quando se perguntou aos professores como avaliam todos os programas desenvolvidos (Orquestra, Coral e Dança), a aprovação bateu em 100%! Também chama especial atenção o envolvimento da comunidade, quando 96% dos seus integrantes afirmam que eles (pais, parentes e amigos dos alunos) foram diretamente beneficiados pelas ações realizadas.

Veja os gráficos a seguir:

ALUNOS: Você está regularmente matriculado na escola?

95%

Quanto tempo você participa das atividades do projeto? 22% 21%

16%

O projeto trouxe benefício para você?

seis meses

6 anos

1 ano

7 anos

2 anos

8 anos

3 anos

9 anos

4 anos

10 anos

5 anos

11 anos

92%

14% 11%

7%

Sim

8%

3%

5%

2%

1% 1% 1%

0%

Não

Sim

Você participa das reuiniões para saber das atividades do Instituto Flauta Mágica?

79%

Da lista abaixo, selecione o principal item que você considera mais importante em relação à aprendizagem:

37%

responsabilidade

trabalho em equipe

obediência

crescimento pessoal

disciplina

Não

Da lista abaixo, selecione o que você considera importante para sua vida:

53%

respeito

dignidade

caráter

autoestima

38% 22%

13%

12%

26%

16% 12%

18% 3%

sempre

38

às vezes

nunca participei


O projeto orienta e atende a sua família?

sim

83%

Você está satisfeito com as atividades que o Instituto Cultural Flauta Mágica desenvolve?

98%

Avaliando todos os projetos (orquestra, coral e dança) desenvolvidos, você se considera: muito satisfeito satisfeito

sim

não

não

68%

pouco satisfeito insatisfeito

31% 17% 2% 0%

2%

COMUNIDADE: Em que ano estuda?

O Projeto trouxe benefício para você?

1 ano

5 ano

2 ano

6 ano

1 ano Ens. Médio

3 ano

7 ano

2 ano Ens. Médio

4 ano

8 ano

3 ano Ens. Médio

13%

9 ano

Você participa das reuniões para saber das atividades do Instituto Flauta Mágica? sempre

sim

96%

não

às vezes

57%

nunca participei

13% 12%

12%

10% 9% 9%

32%

8% 6% 4%

11%

3%

4%

1%

Você participa das atividades de planejamento do Instituto? sempre

33%

às vezes

33%

O projeto orienta e atende a sua família?

nunca participei

O Instituto Cultural Flauta Mágica estimula a participação das famílias no projeto?

sim

33%

não

83%

17%

sim não

87%

13% 39


O Instituto Cultural Flauta Mágica realiza oficinas e palestras com temas de interesse das famílias?

O Instituto Cultural Flauta Mágica estimula a família a acompanhar o processo educativo da criança e do adolescente?

sim não

66%

sim

95%

Você está satisfeito com as atividades que o Instituto Cultural Flauta Mágica desenvolve?

sim

99%

não

não

34% 5% Que nota você atribui a essas atividades? 1

4

7

2

5

8

3

6

9

10

1%

Como você avalia o rendimento escolar de seu filho no ano de 2008?

60%

ótimo bom

46% 45%

regular péssimo

17%

6%

1%

1% 0% 1% 0% 0% 2%

Avaliando todos os projetos (orquestra, coral e dança) desenvolvidos, você se considera:

50%

muito satisfeito satisfeito

40%

pouco satisfeito insatisfeito

9% 40

0%

ótimo bom

50%

regular

40%

péssimo

9%

8%

13%

Como você avalia o rendimento escolar de seu filho no primeiro bimestre de 2009?

1%


41

Publicações


LIVRO, CDs e VÍDEOS Livro Magia da Arte: Lançado no primeiro semestre de 2009, o livro Magia da Arte Transformando Vidas: Metodologia de Educação Musical oferece uma panorâmica da história do Instituto Cultural Flauta Mágica em 11 anos, destacando, em palavras e imagens, os primeiros tempos, os fatos marcantes da trajetória, as lembranças mais caras e as conquistas mais significativas. E também projeta o futuro, na certeza dos muitos bons frutos que esta caminhada ainda nos reserva. Criança Esperança: O trabalho desenvolvido pelo Instituto Cultural Flauta Mágica também foi destaque no livro Criança Esperança – Mobilizando Pessoas, Transformando Vidas. A obra, que celebra a 400ª edição da Unesco no Brasil, traz projetos que se destacaram em nível nacional dentre aqueles patrocinados pelo Criança Esperança / Unesco. Sob o título de “Orquestra Pé no Chão”, a matéria que aborda a Orquestra e Coral Flauta Mágica traz um pouco de nossa história e de nossas proposições, além do registro oral e fotográfico de momentos e personagens envolvidos nessa trajetória, o que muito nos gratificou.

CDs Os CDs As Flautas Mágicas Vol I e II foram gravados respectivamente em 2007 na Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro e em 2011, em Cuiabá, contando com participações da pianista Ruth Serrão e renomados músicos. No repertório, a diretriz adotada pelo Instituto Cultural Flauta Mágica de mesclar o erudito ao popular, apresentando de um lado peças de Brahms, Bach, Mozart, Villa-Lobos e outros compositores clássicos, e, de outro, canções da MPB de autoria de artistas como Tom Jobim, Toquinho, Milton Nascimento e outros.

cional

stitu Vídeo In

pouco a você umtas: es sendo

1998; 004; 2005; ança em . 05 al em 20

42

Vídeos trocínio:

o e Pa

Realizaçã

No vídeo institucional editado em 2003, faz-se a apresentação do Instituto Cultural Flauta Mágica desde a sua implantação, destacando concertos até então realizados e matérias publicadas em jornais e revistas tanto locais quanto de circulação nacional. Outro vídeo registra a Orquestra Flauta Mágica interpretando o Hino de Mato Grosso.


43

Cronologia


AÇÕES REALIZADAS EM 13 ANOS DE ATIVIDADES £ £ £ £ £ £ £ £ £ £ £ £ £ £

44

1998 - Criação do projeto Orquestra de Flautas e início das atividades 1999 - Estruturação da orquestra e diversas apresentações no município 2000 - Apresentações fora do município 2001 - Reconhecimento da Unesco (Cultivando Vidas, Desarmando Violências) 2002 - Viagem a Santos 2003 - Viagem a Minas Gerais 2004 - Viagem à França 2005 - Participação no projeto “Criança Esperança” e apresentação no programa “Domingão do Faustão” 2006 - Participação no projeto “Criança Esperança” 2007 - Gravação do CD As Flautas Mágicas 2008 - Elaboração do projeto da turnê para Europa e projeto para “Criança Esperança” 2009 2009 - Execução do projeto “Criança Esperança” e elaboração de projeto para “Criança Esperança” 2010 2010 - Execução do projeto “Criança Esperança” 2011 - Gravação e lançamento do CD “As Flautas Mágicas Vol. II”


Nesses 13 anos de caminhada, além da fé e da certeza dos objetivos em foco que sempre nos nortearam, tem sido imprescindível para nós a cooperação dos parceiros – da área pública e da iniciativa privada – para a manutenção do Instituto Cultural Flauta Mágica e de todos os projetos que desenvolvemos. Por isso, seja nosso parceiro. Tanto para os que já estão conosco quanto para todos os outros que queiram vir somar com o ICFM, fica a certeza de que o trabalho artístico visando à inserção social e ao exercício pleno da cidadania sempre compensa e os frutos não tardam a aparecer. Seja nosso parceiro e ajude-nos a compor esta bela melodia!

46


Apoio: Ministério da Cultura

Patrocínio: SEC

Secretaria Estadual de Cultura


Nosso Portfólio