Issuu on Google+

SEM QUERER COITADINHA!

‘Bem-dotado’

manda namorada ao hospital

HORA EXTRA

NEWS

Ú N I C O J O R N A L C O N F I ÁV E L D O M U N D O Os seres alienígenas continuaram a segurar-me e, evidentemente, conversavam a meu respeito. Quando digo “conversaram” é bom frisar que aquilo que ouvi não teve sequer a menor semelhança com sons humanos. Tampouco, posso imitar a sua fala. De repente, pareciam ter chegado à uma decisão, concluiu Gumercindo de Souza.

Hora Extra - Ano 5 / Edição 68 Setembro 2013 jornalhoraextra@hotmail.com O Hora Extra publica notícias extraídas de diferentes fontes. Além de notícias reais, publica sátiras, notícias humorísticas, fictícias que não deve ser levadas a sério ou servir de fonte de informação. Nomes são inventados em suas histórias, exceto em casos de figuras públicas quando estão sendo satirizada. Qualquer semelhança com o uso de nomes reais é mera coincidência.

AMERICANENSE SEQUESTRADO POR EXTRATERRESTRES COMPROU FRANGO E MORREU NO DIA DO ANIVERSÁRIO

CACHORRO FAZ MAL À MOÇA


... DEU NO JORNAL

Entre Aspas

Embalos do nada

Coluna de Raimundo Padilha

O pãozinho, coitado, virou bagulho de padaria Na França, uma ‘boulangerie’ só pode vender pães e bolos. ... por aqui uma padaria vende até brinquedos e outras bobagens, e acho que padaria com cara de praça de alimentação é uma porcaria. Na “nova” padaria, o pão é coadjuvante. Hoje, as padarias viraram verdadeiros centros de alimentação, servindo pizza, comida por quilo, sopas e até sushi. O pão é um detalhe mal produzido nas padarias, nem de longe se igualam com as antigas padarias, onde o padeiro fazia sua própria massa, hoje o pão é comprado pronto, congelado e somente vai ao forno para assar e ainda por cima é vendido mal assado. O pão que servem é abjeto, ruim e para pessoas que adoram comida alienígena. Saudades dos velhos padeiros, como Benjamin Abrahão com o “toque brasileiro” ao fazer pães conquistou vários países como Rússia, Filipinas, Alemanha, onde ministrou cursos. Vivemos tempos fúnebres de pensamento em massa, crença em massa, sentimentos em massa, tudo padronizado, terrivelmente ruim, como todos os produtos saindo do forno ou não destes estabelecimentos comerciais. No Hora Extra.

Anevio Moraes Bueno Filho

A Câmara Municipal de Americana esta sendo uma das piores de todos os tempos nesta cidade, hoje a população tem representatividade de nada, ninguém defende o interesse da população, eles defendem apenas os seus salários. São vereadores sanguessugas, parasitas, e carrapatos, que mamam na teta do cofre público, e por isso não fazem nada por ninguém, apóiam o prefeito em todas as incoerências possíveis, para desespero, do bolso do munícipe. Que os vereadores da base aliada do prefeito não fazem nada todo mundo sabe, mas a esperança eram nos novatos, que são piores, esses mesmos que não fazem coisa nenhuma, eles não tem experiência de nada, são garotos de recado, são pau mandados, basta dar apenas um docinho para eles, que parecem pintos na merda. As seções são as piores, não se vê, nada com nada, eles só falam besteiras, a Câmara não tem poder de nada, hoje é a privada da Prefeitura, cadê aquele poder independente, hoje não apresenta nenhuma significância. Outro símbolo de decadência da casa são os gestos dos vereadores da base aliada em agradar e bajular o prefeito. Hoje a Câmara é comandada por Paulo Chocolate (PSC) como gosta de ser chamado, que se preocupa só em aparecer e dar uma de bom samaritano, fazendo capa nos locais públicos, não tem bom senso com nada, nem com os próprios colegas. Ele esta sendo considerado um dos piores que já passaram naquela casa de leis, sendo apontada como casa das maldades. Por não fazerem nada com nada estão se beneficiando, com o leite no final do mês e, empregos a parentes e amigos na prefeitura. Os únicos não envolvidos com esta ‘trupe’ de traidores do povo seriam os vereadores da oposição. Existe uma explicação por que o vereador Paulo Chocolate (PSC) apareceu neste texto: Uma avaliação sobre o trabalho do presidente na Câmara Municipal de

Americana junto a um grupo de freqüentadores da casa de leis, apresentou o resultado esperado, o vereador Paulo Chocolate foi avaliado como péssimo, chegou à porcentagem 70% de rejeição, inclusive entre seus colegas, demonstrando desta forma o reflexo de sua competência de fazer coisa nenhuma. Tudo que obteve sob seu comando foi transformar as sessões das quintasfeiras em embalos do nada. Chama-lo de aventureiro não é uma definição cabível, afinal foi eleito por pessoas desatentas e suicidas que não reconheceram qual calamidade seria esta pessoa no cargo de vereador. Não sei se estarei enfatizando demais se disser que se trata do mais espantoso erro cometido pelos eleitores depois do desacerto de terem reeleito o atual prefeito de Americana.

Charge

EXPEDIENTE

HORA EXTRA Editor Anevio Moraes Bueno Filho MTB 40832/SP

E-mail jornalhoraextra@hotmail.com Telefone: 19 - 3406-7370 - Americana - SP Os artigos assinados não refletem, necessariamente a opinião do jornal, sendo de inteira responsabilidade de seus autores.

O Hora Extra é um jornal de variedades. Além de notícias reais, publicamos sátiras, notícias humorísticas, fantasiosas, fictícias, que não dever ser levadas a sério ou servir de fonte de informação!

2

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

THE END


Na tarde de 22 de agosto de 2013, Antônio Gumercindo de Souza prestou o seguinte depoimento, na cidade de Cosmópolis, no consultório médico do Dr. Fontes e na presença do representante comercial João Martins, testemunha. Eis a transcrição: “Meu nome é Antônio Gumercindo de Souza, tenho 35 anos, nascido em Americana, sou agricultor, vivo com a minha família numa fazenda, de nossa propriedade, situada nas imediações da cidade de Cosmópolis, Estado de São Paulo, perto dos limites de Limeira e Americana”. Tenho dois irmãos e três irmãs, todos eles morando na vizinhança: outros dois irmãos meus já falecera. No entanto, considerei meu dever relatar os acontecimentos extraordinários nos quais fui envolvido. Farei de bom grado tudo quanto os senhores acharem que devo fazer e também prontifico-me a depor perante autoridades civis e militares. ‘Uma luz forte’ Tudo começou na noite de 5 de agosto de 2013. Naquela noite, tivemos visita, razão pela qual fomos dormir somente lá pelas 23 h, bem depois da hora de costume. Eu estava no meu quarto, em companhia do meu irmão João. Fazia bastante calor naquela noite e, por isso, abria a janela, que dá para o terreiro, quando lá vi uma luz brilhante, que iluminava todo o ambiente. Era uma luz bem mais clara do que aquela do luar e não consegui saber de sua procedência. Mas, evidentemente, deveria ser refletida de lá, bem em cima, pois me deu a impressão de holofotes dirigidos para baixo e iluminado a nossa fazenda toda. Porém, lá no céu, eu não pude distinguir coisa alguma. Chamei por meu irmão, para ele também ver aquela luz, mas, recatado e comodista como ele só, não se incomodou e achou melhor dormimos. Em seguida, fechei as venezianas e ambos fomos dormir. No entanto, aquela luz não me saía da cabeça e nem me deixava pregar os olhos de modo que, sentindo uma curiosidade imensa, tornei a levantar-me e a abrir as venezianas, para ver o que se passava lá fora. A luz continuava inalterada, no seu lugar. Fiquei de olhar fixo naquela luz quando, de repente, se deslocou para perto da minha janela. Assustado, bati as venezianas, com tamanho barulho que acordei meu irmão que entrementes tinha adormecido. Dentro do quarto escuro, ele e eu acompanhamos a luz que entrava pelas venezianas; passou em direção ao telhado, de onde penetrou, então, pelas frestas entre as telhas. Por fim, a luz desapareceu e não voltou mais. O contato No dia seguinte, 6 de agosto, trabalhei sozinho com o trator. Foi uma noite fria e o céu noturno, claro, estava salpicado de estrelas. Precisamente à 1 h vi uma estrela vermelha, de aparência igual à de uma daquelas grandes estrelas bem claras. No entanto, percebi logo que não se tratava de uma estrela, pois aumentou progressivamente de tamanho e parecia aproximar-se de mim. Dentro de alguns instantes, ficou um objeto brilhante, da forma de um ovo e com velocidade incrível. A sua aproximação era tão veloz que já estava sobre o trator, antes que eu pudesse pensar o que deveria fazer. De repente, o objeto ficou parado e desceu até uns 50 m acima da 3

Caso Gumercindo de Souza, o americanense abduzido por extraterrestres

minha cabeça. O trator e o campo ficaram iluminados, como mergulhados em plena luz do dia. A luz dos faróis do meu trator ficou completamente ofuscada por aquele brilho penetrante, vermelho-claro. Senti um medo horrível, pois não podia fazer idéia do que aquilo seria. Eu queria fugir com o trator, mas, em comparação com a velocidade daquele objeto, a sua marcha era lenta demais e foram inúteis todos os meus esforços para acelerá-lo. Outrossim, pular do trator e tratar de fugir a pé, correndo na terra recém-lavrada, tampouco me teria adiantado qualquer coisa; ademais, desse jeito, eu me teria arriscado a fraturar a perna. Enquanto eu fiquei lá, uns dois minutos, hesitante, sem saber o que fazer, a luz tornou a deslocar-se e parou a uns 10 a 15 m à frente do meu trator, para, então, lentamente, pousar no solo, alguns metros, o motor parou e os faróis apagaram. Eu não sabia por que, pois o motor estava ligado e os faróis estavam acesos. Dei partida, mas o motor não pegou. Em vista disso, pulei do trator, detrás do objeto e corri. Porém, logo mais, um minúsculo ser estranho, que mal chegava a altura dos meus ombros, pegou no meu braço. A espaçonave Por fim, me deixaram em um pequeno recinto quadrado. A luz brilhante do teto metálico refletia-se nas paredes, de metal polido; era emitida por numerosas lâmpadas quadradas, embutidas debaixo do teto, ao redor da sala. Deixaram-me em pé, no chão. A porta de entrada, junto com a escada recolhida, levantou-se e fechou. O recinto estava iluminado como se fosse pela luz do dia, mas, mesmo nessa luz brilhante, não se percebia o lugar da porta que, depois de fechada, ficou totalmente integrada à parede; somente a escada metálica indicava o lugar, onde ela deveria achar-se. Um dos cinco seres presentes apontou com a mão para uma porta aberta e me fez compreender que eu deveria segui-lo

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

para aquele recinto contíguo. Obedeci, já que não havia outro jeito. Os exames Os seres alienígenas continuaram a segurar-me e, evidentemente, conversavam a meu respeito. Quando digo “conversaram” é bom frisar que aquilo que ouvi não teve sequer a menor semelhança com sons humanos. Tampouco, posso imitar a sua fala. De repente, pareciam ter chegado à uma decisão. Todos os cinco, juntos, começaram a despir-me. Eu me defendi o melhor que pude, gritei, xinguei. Eles pararam, me olharam e tentaram fazer-me compreender que queriam passar por gente educada. No entanto, mesmo assim, continuaram a despir-me, até que fiquei completamente nu, não obstante os meus protestos violentos, debatendo-me fortemente durante todo aquele processo, não chegaram a machucar-me, nem a rasgar qualquer peça de minha roupa. Por fim, lá estava eu, completamente pelado e com um medo horrível, pois não sabia o que fariam em seguida. Um dos meus seqüestradores aproximouse de mim, segurando algo na mão que me parecia uma espécie de esponja, com a qual passou um liquido em todo meu corpo. Era uma esponja bem macia, não uma daquelas esponjas comuns, e o líquido bem claro e inodoro, porém mais viscoso que água. Sofri por ficar despido, mas sofri ainda mais, depois de me terem passado aquele liquido e tremi como varas verdes, de tanto frio que senti. No entanto, o liquido secou logo e, pouco mais tarde, já não senti mais nada… Sexo dentro da espaçonave No meu entender, passou-se uma verdadeira eternidade, quando então um ruído na porta interrompeu minhas meditações. Virei-me para lá e vi uma moça aproximando-se. Lentamente, ela veio ao meu encontro. Estava totalmente nua, descalça – como eu. Essa moça aproximou-se de mim, em silêncio; fitou-me com seus olhos grandes,

expressando expectativa, dizendo que estava esperando algo de mim. De repente, ela me abraçou e começou a esfregar o rosto dela contra o meu, enquanto apertava o corpo dela contra o meu. Tinha a pele alvíssima das nossas mulheres louras e os braços cheios de sardas. Senti somente o cheiro de seu corpo, tipicamente feminino, sem nenhum perfume na pele ou nos cabelos. Só sei que não consegui mais refrear o meu apetite sexual. Jamais isto me aconteceu. Enfim, acabei não pensando em mais nada, peguei a moça e retribui as suas carícias. Era um ato normal e ela comportou-se como qualquer outra mulher, mesmo após várias repetições do ato. Depois, ela ficou cansada e respirou com dificuldade. Eu ainda continuei em estado de forte excitação, mas ela recusou o meu amor. Fiquei um tanto zangado, mas não mostrei emoção alguma, pois, apesar de tudo, tive uma experiência bastante agradável. Exame médico, realizado pelo Dr. Olavo Fontes: – Dados pessoais: Antônio Gumercindo de Souza, branco, solteiro, fazendeiro, residente em Cosmópolis, São Paulo. – Ficha Clínica: Conforme o seu depoimento, ele deixou a máquina em 6 de agosto de 2013, às 5 h e 30 m. O seu estado físico era bastante fraqueza, pois nada tinha comido, desde da véspera e, enquanto estava na máquina, vomitou diversas vezes. Em resumo, o Dr. Fontes tornou a salientar que, logo no início dos exames, soube que Antônio não tem qualquer disposição psicopática. Ao prestar o seu depoimento, nem por uma só vez, ele caiu em contradições ou perdeu o autocontrole. Outrossim, quando, por algumas ocasiões, hesitou em responder a uma pergunta, revelou comportamento normal de um indivíduo que não quer responder a determinadas perguntas, sobre circunstâncias fora do comum. Sempre quando isto aconteceu, ele disse, simplesmente: “não sei” ou “não sei explicar isto”, mesmo sabendo que tais evasivas poderiam pôr em dúvida a credibilidade do seu relato. Aliás, Antônio disse ao médico que se sentiu sem jeito para falar de certos detalhes, quanto à extraterrestre. Tampouco, Antônio revelou inclinações para a superstição, o misticismo; ele não considerou os tripulantes do objeto como anjos, super-homens ou demônios, mas, sim, achou que se tratava simplesmente de homens, provenientes de outras regiões, de um outro planeta. Ou simplesmente extraterrestres.


Hora Extra conquista fãs na internet com seu estilo pulp fiction O Jornal Hora Extra conquista leitores na internet por apresentar um novo conceito editorial, noticiando fatos reais, fantasiosos e fictícios, o que tem agradado internautas e blogueiros. Seguindo o formato da mídia norte-americana o formato tablóide é prático de manusear com notícias objetivas e fáceis de ler. Com bom designer gráfico, o que permite mais qualidade as fotos e textos, o jornal vem com 16 páginas que atende o leitor mais exigente. Destaque no Facebook

Destaque no blog Canibuk Matheus Souza me enviou um jornal sensacionalista editado na cidade de Americana/SP (em 1998 lembro de ter ido assistir um show da banda Joe Coyote nesta cidade) que é uma delícia. Seu nome: “Hora Extra”, já está no quinto ano e conta com distribuição gratuita. Jornais impressos meio que perderam sua razão de existir pós internet (já que os textos dos novos jornalistas são, geralmente, muito ruins e copiados/colados de sites da net). “Hora Extra” lembra os bons tempos do “Notícias Populares”, jornal paulista cheio de imaginação. Aqui no exemplar que tenho em mãos, o número 67, a imaginação do editor está afiada: Matérias sobre o “Bebê-Diabo” de Santa Bárbara d’Oeste, que bate carteiras dos operários; décimo primeiro mandamento que foi encontrado em Americana e que após traduções revelou-se: “Não roubaras os munícipes”; entrevista com o Wanderley Cardoso; artigo sobre o peixe Drácula que enfeitiça mulheres na praia dos namorados (com um bom uso de stills do clássico “Creature From the Black Lagoon/O Monstro da Lagoa Negra” (1954) de Jack

4

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

Arnold); proteção do além ou como usar o Preto Velho como segurança na sua loja; o novo pandeiro do Império Serrano; como usar o Bolsa Família para pagar prostituta e um pequeno relato sobre avistamento de OVNI com a chamada de abertura do programa televisivo “The Twilight Zone/ Além da Imaginação” (1959), criado pelo produtor Rod Serling. Agora, o must das matérias é o textinho de conspiração política que afirma que o site Wikileaks tem informações de que a presidente Dilma é um disfarce biológico (desenvolvido pela NASA) usado pelo Luiz Inácio Lula da Silva para continuar no comando do Brasil. Hilário! Sem esquecer que o jornal também divulga produções independentes, como neste número que dá o caminho para aquisição do livro “O Homem que Não Amava a Mulher com Tatuagem de Coelhinho” escrito pelo Matheus Souza. Para conseguir seus exemplares do “Hora Extra”, mande e-mail para jornalhoraextra@hotmail.com e se divirta com as asneiras bem humoradas de seu editor.

http://canibuk.wordpress.com/


Cidade Nua

Comprou frango e morreu no dia do aniversário Pensava em passar o aniversário com a filha Fim do mistério. Carlos dos Santos está morto, morreu só, em pleno aniversário, um ataque cardíaco fulminante enquanto dormia, deitado de barriga para baixo, coberto com lençol, na casa (2 quartos, sala, cozinha, banheiro) na Vila Galo. Tinha 68 anos. Baiano de Itabuna, Carlos entrou sozinho na residência pela última vez dia 24 de julho de 2013. Levava uma sacola de supermercado com bananas e frango. Pensava em passar o aniversário com a filha, que mora em Campinas. “Depois desse dia ele não saiu mais”, confirma a vizinha Jacira Jesus da Silva, baiana de 58 anos, vizinha do número 136 da mesma rua. “A gente começou a achar estranho o cheiro que vinha da casa.” As moscas varejeiras aos montes também chamaram a atenção. No dia 30, o fedor do corpo em putrefação ficou insuportável. Dava pra sentir o cheiro de longe. Chamaram a polícia. “Quando os bombeiros arrombaram a porta, alguns passaram mal, saíram com a mão no nariz”, recorda Faustino de Oliveira Gama, americanense de 66 anos, aposentado, vizinho de Carlos. “Um mês antes de morrer, ele terminou

uma reforma na casa em que gastou um dinheirão”. Nunca recebia visitas. Não falava com ninguém, era fechado. Só abria a boca para reclamar: falava mal da pessima conservação da cidade. Ao ser localizada pela reportagem do Hora Extra, a filha única de Carlos dos Santos, a pedagoga Fátima Barbosa, de 42 anos, se emocionou com a possibilidade de falar sobre o pai. Ainda hoje é difícil puxar pela memória. “Nós esperávamos meu pai para a noite do seu aniversário, mas ele não apareceu.” Depois, não liguei... Pensei que ele estava fazendo algum trabalho. Não pudemos fazer velório. Ele foi enterrado no Cemitério da Paz, no Parque Gramado. “ Fátima conta que era próxima ao pai. Falavam-se pelo telefone.” “Ele e minha mãe Maria Luiza, de 73 anos, paranaense de Irati moravam separados, mas continuavam casados.” A paixão da vida dele era a netinha, Bárbara, minha filha de sete anos. Adorava ler histórias para ela. “Só percebi a importância dele na minha vida depois que ele faleceu”, revela Fátima, assistente de diretor de uma escola municipal e estudante do quarto ano de Direito. Outra

paixão de Carlos era o Rio Branco Esporte Clube. Gostava também de assistir desenho animado na televisão, ler, fumar de três a quatro maços de cigarro diariamente e tomar banhos de uma hora antes de sair para qualquer serviço. Existem milhares de histórias nesta cidade... esta foi apenas uma delas.

Dava pra sentir o cheiro de longe. Os vizinhos chamaram a polícia.

Veja 5 sabores estranhos de pizza Alguns sabores de pizza bem diferentes e exóticos. Você arriscaria? Pizza de hot dog Melhor do que pizza e hot dog só os dois juntos. O sabor que contém mozzarella, salsicha, purê e batata palha, pode ser encontrado em alguns locais dentro do Brasil. Em São Paulo, a Pizza 510 oferece essa pizza em seu rodízio, que conta ainda com outros sabores exóticos como picanha e salmão. Outra opção para provar o sabor é a Arquitetos da Pizza, empresa que organiza rodízios de pizza em sua casa ou evento, disponível em Campinas (SP), Jundiaí (SP), Ribeirão Preto (SP) e Joinville (SC) Pizza de coração de frango Apesar de diferente, este sabor já ga5

nhou espaço no cardápio de algumas pizzarias como a Tutti Fratelli, em Toledo (PR), Don Peppone, em Blumenau (RS) e Dom Feliciano, em São Paulo. Geralmente o coração de frango vem coberto com mussarela, podendo conter outros ingredientes Pizza de estrogonofe Mozzarella, estrogonofe de carne e batata palha. Esses são os ingredientes de um dos destaques da Giro Pizza, em Curitiba, que ainda contém outros sabores exóticos como a Nachos Calientes, com molho bolonhesa, cheddar, pimenta calabresa e doritos. A pizza de estrogonofe também pode ser encontrada em outros lugares

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

como a Cheiro da Pizza, em Salvado Pizza de sushi Em mais uma intersecção entre culinárias diferentes surge a pizza da Churrascaria e Pizzaria Jardim do Lago, que leva mozzarella, tomate, sushi, molho shoyo e orégano. Além de também oferecer pizza de estrogonofe, tanto de carne quanto frango, o estabelecimento ainda tem mais sabores exóticos como picanha de ovelha, picanha ao molho madeira, siri e maminha ao molho de nata Pizza de rosas É no cardápio de pizzas doces que a Avenida Paulista Pizza Bar, presente em

Curitiba e Brasília, surpreende. A pizzaria oferece um sabor feito com pétalas de rosas importadas, e é servida com farofa crocante e sorvete. Além de exótico, o sabor também tem um toque romântico. diz o dono da pizzaria. Será?


Cidade reage contra o Bebê-Diabo Matéria no Hora Extra sobre aparecimento do Bebê-diabo em Santa Bárbara d’Oeste arranca opiniões do povo na cidade

“Só mesmo a imprensa pode publicar assunto como o do bebê-diabo”, disse o padre Baltazar Vicente Benito da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Lapa , ao ser perguntado sobre o assunto. Disse ainda que essa história não passa de fruto da imaginação de determinadas pessoas, e segundo suas palavras: “o Diabo existe, mas não encarna nas pessoas como dizem, isso de pessoas serem tomadas pelo demônio são interpretações distorcidas de algum distúrbio proveniente de problemas psicológicos, fora disso não há outras explicações, sendo que essas notícias, que surgem em jornais, não passam de manchetes para aumentar a venda e chamar atenção”. Já que afirmou que o Diabo não encarna nas pessoas, então porque da prática do exorcismo por padres? Padre Baltazar diz que “As ciências ocultas sempre existiram, e quanto à prática do exorcismo é muito rara, necessitando para isso uma série de provas e autorizações. São realmente muitíssimo raras”. continua a dúvida: se o diabo não encarna nas pessoas, então porque o exorcismo? Para o pastor Benedito Bruneli, da Igreja Evangélica Assembléia Divina em Santa Bárbara d’Oeste, a existência do diabo é ponto pacífico. “E tanto é verdade, que Jesus se sacrificou para nos salvar das garras demoníacas. E tão real quanto a existência do Sol e da Lua, pois para sabermos que o sol é realmente necessário, precisamos conhecer a lua, e vice-versa, mas esse caso do bebê-diabo que é esca6

broso Acredito mesmo que o diabo possa se apoderar de uma pessoa de idéia fraca, pois essas pessoas são verdadeiras portas abertas aos espíritos das trevas. Somente assim se explica a encarnação do demônio, pois como relatou o apóstolo Paulo, a luta dos crentes em Deus é contra as potestades, contra os príncipes das trevas, contra as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais”. Interpelada sobre o provável nascimento desse bebê-diabo, dona Sebastiana, do Centro Espírita Santa Bárbara, disse que: “Acredito que tenha nascido uma criança desse jeito sim, pois nesse mundo tudo pode acontecer, o que nos parecia fora do comum há alguns anos, hoje já é encarado normalmente. O Satanás existe, e ele pode fazer muita coisa para provar sua existência, até mesmo dar a entender aos homens da sua inexistência, e ele pode encarnar nas pessoas, nas de espírito fraco, porque naquelas que acreditam realmente em Deus e têm fé, jamais o Satanás chegará perto, pois a força dele não é tão forte quanto a de Deus, mas com relação a esse homem aqui de Cubatão que foi assaltado pelo bebêdiabo, eu não acredito, assim como também não acredito em outras histórias sobre o que essa criança-monstro anda fazendo, tudo isso deve ser uma grande perturbação, ou uma brincadeira de muito mau gosto”. Já o soldado Souza diz que não acredita em hipótese alguma sobre essa criança. Segundo ele: “O que deve ter acontecido foi ter nascido uma criança anormal, mas com aspecto de diabo nunca. Eu não acredito no

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

diabo, muitos acreditam, todo o boato tem um fundo de verdade, mas chegar a ser assaltado pelo diabo: Para que ele iria querer dinheiro:” O pastor José Marques, da Igreja Batista da Vila Nova, diz que há muito mais provas da existência do diabo, provas essas mais concretas, pois presenciamos diariamente as manifestações do demônio, através desse desamor que abala atualmente a humanidade, esses crimes que se cometem, esse desespero em viver tudo de uma só vez, portanto essas manifestações são mais evidentes da existência do mesmo, do que esse bebê-diabo que andam dizendo que nasceu, e isso pode ir longe, pois as coisas ruins se propagam facilmente”. Para dona Nazir, do Bairro Cidade Nova, o diabo existe, o bebê não, disse que se um dia vir em sua frente algo parecido com o demônio,

morreria só de susto. “Imagine ver um bebê assim, é claro que o diabo pode tomar conta de uma pessoa”. O Chicão, com mais de 50 anos vividos em Santa Bárbara d’Oeste e com mais de 70 anos de idade, diz não acreditar em nada disso, pois “ainda não se encontrou com o diabo, ‘só acredito nessa de bebê-diabo se eu puder ver com os meus próprios olhos, e puder segurar o bicho pelos chifres, caso contrário..., digo isso porque desde antes de Cristo já existiam os espertalhões em matéria de propaganda e que faziam a vida através da credulidade dos outros. Quanto ao que dizem nos jornais, como posso acreditar, está só escrito no papel, isso não prova nada”. “Eu sei que o diabo existe, tem até poderes dados por Deus, mas essa coisinha que dizem que nasceu com chifre, nunca. O que pode ter acontecido foi uma anedota bem inteligente, afinal a Medicina está tão adiantada, não é mesmo?”.


O MAIOR ROUBO DO SÉCULO 20

Assaltante do trem pagador virou celebridade no Brasil Um dos assaltos mais famosos do mundo, o do trem pagador da Inglaterra, aconteceu há 50 anos. Entre os participantes da ação estava o inglês Ronald Biggs, que conseguiu escapar da polícia e refugiouse no Brasil, onde casou e teve um filho. Em 2001, num acordo com a Justiça britânica, ele retornou à Grã-Bretanha, onde finalmente foi cumprir a pena pelo assalto. O roubo. Em 8 de agosto de 1963 15 ladrões, entre eles Ronald Biggs, roubaram o trem postal que fazia a rota entre Glasgow, na Escócia, e Londres, na Inglaterra. O assalto rendeu ao bando 2,6 milhões de libras esterlinas e foi considerado na época pela imprensa britânica como “roubo do século”. “Trem-correio assaltado na Inglaterra: roubado um milhão de esterlinas”, noticiou o Estado no dia seguinte, ainda com poucas informações recebidas das agências de notícias internacionais. Após o roubo, que durou cerca de 20 minutos, os ladrões fugiram para uma granja sem deixar rastro. Lá dividiram o dinheiro, e só foram identificados dias depois porque deixaram impressões digitais. Desafio à polícia. Após o assalto, a polícia inglesa começou a receber inúmeros telefonemas de detetives amadores interessados no caso, além de pistas falsas sobre o local do esconderijo dos ladrões. Ronald Biggs, embora não estivesse entre os chefes da quadrilha, foi o único a virar celebridade entre os assaltantes. Foi preso um ano depois e condenado a 30 anos de prisão, mas conseguiu fugir da prisão. Depois de ficar quatro meses escondido nos arredores de Londres, o assaltante, com nome falso, conseguiu viajar para a Bélgica e, em seguida, para a França, onde fez uma operação plástica no rosto. Lá, Biggs obteve novo passaporte falso, e viajou para a Austrália, a Argentina e, em 1970, chegou ao Brasil. No Rio de Janeiro viveu como turista e marceneiro. Conheceu a dançarina brasileira Raimunda de Castro, com quem se casou e teve um filho. Foi descoberto no Brasil pela Scotland Yard em 1974, mas, de acordo com as leis brasileiras por ter um filho brasileiro, tinha permanência no País garantida. Celebridade. O ex-ladrão ficou famoso 7

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

Em 8 de agosto de 1963 15 ladrões, entre eles Ronald Biggs, roubaram o trem postal que fazia a rota entre Glasgow, na Escócia, e Londres, na Inglaterra

e passou, então, a se integrar à vida carioca, e até artística. Sem o dinheiro do roubo, que alegou ter gastado em fugas, subornos e na operação plástica, soube ganhar dinheiro dando entrevistas exclusivas à imprensa e um esquema publicitário que transformou seu nome em grife. Após vários pedidos - sem efeito - do governo britânico, pedindo a extradição do criminoso, em 2001 Biggs decidiu por

vontade própria se entregar à polícia de seu país. Ele viajou à Inglaterra em um avião fretado pelo tabloide The Sun que teria pago cerca de R$ 1 milhão para ter exclusividade na cobertura de seu retorno. Ronald Biggs, hoje com 84 anos, está doente. Em 2009 teve liberdade concedida por compaixão das autoridades britânicas, devido a seu delicado estado de saúde.


Caso Adriano da Silva

– o serial killer de Passo Fundo Paranaense, apontado como assassino de 12 meninos, foi condenado por nove assassinatos e ficou preso em Charqueada (RS) A primeira criança que ele teria assassinado foi Ederson Leite, de 12 anos, em Lagoa Vermelha. O garoto vendia rifas para ajudar seu time de futebol. A última vítima foi o vendedor de picolé Daniel Bernardi Lourenço, de 13 anos, em Sananduva. Silva confessou que só atacava crianças de origem humilde e usava sempre a mesma estratégia: oferecia dinheiro ao garoto em troca de um pequeno trabalho. Seguia então para um lugar deserto, onde usava golpes de muay thai (boxe tailandês) para nocautear a vítima, que depois era estrangulada com uma corda de nylon. Em ao menos quatro casos, o criminoso também violentou o cadáver. Para não deixar pistas, ele usava luvas e um lenço. Nos três meses que antecederam sua prisão, ele chegou a ser detido quatro vezes. Na primeira, ele estava em um prédio abandonado. A segunda foi pelo furto de um par de botas. A terceira, por portar uma faca e, por fim, quando denunciado pelo avô de uma das vítimas. Porém, era liberado pois a polícia gaúcha não sabia que ele era foragido. Nas quatro vezes, ele apresentou a carteira de trabalho de seu irmão. Mesmo se a mentira não funcionasse e ele fosse identificado, nada teria acontecido, pois a polícia de Santa Catarina não tinha atualizado o sistema nacional de informações sobre foragidos. Silva finalmente foi preso quando uma testemunha disse que o viu com a sua última vítima. Como ele confessou 8

e forneceu detalhes sobre os 12 crimes, a polícia acreditou que ele seria o autor das mortes, apesar de outros suspeitos terem sido presos antes dele pelos mesmos assassinatos. Sobre as confissões em casos que a polícia dava como solucionados, o criminoso disse que “gente inocente” havia sido presa. Ele também foi reconhecido por cinco vítimas que conseguiram fugir Com o tempo, Silva passou a dizer que havia matado apenas um garoto – o último - e teria assumido as outras onze mortes em razão de ameaças. No entanto, o sêmen de Silva foi encontrado em um dos meninos que ele diz não ter assassinado. Ele diz que o estuprou, mas que não chegou a matar. Ao ser preso, ele também indicou a localização exata de onde havia enterrado o cadáver de outra criança e participou de ao menos seis reconstituições. O criminoso foi julgado por nove assassinatos que lhe renderam uma pena de mais de 200 anos de prisão. Silva ficou detido na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas. Até ser assassinado. Questionado sobre os motivos para cometer tais crimes, Silva falou de “uma vontade íntima, de um vício” e que sentia prazer ao fazê-lo. Disse ainda que “uma outra pessoa tomava conta” do corpo dele no momento dos assassinatos. De acordo com sua confissão, “uma bobeira” o impedia de evitar as mortes, embora soubesse que estava cometendo um crime.

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

Usando luvas, ele estrangula o menino com um fio de nylon

Silva deixa o corpo no local e vai embora caminhando


Americana – O Peixe Drácula, que já atacou mulheres em Ubatuba, voltou! Detetives do 38º DP informaram que o Peixe Drácula não era visto em todo o mundo há mais de 50 anos, quando atacou pela última vez em Ubatuba (SP) na área da praia do Afonsinho. O Dracula aquático é um peixe vampiro, isto é metade humana, metade peixe. Ele é um ser translúcido que aparece fora da água somente à noite. O Peixe Drácula surgiu pela primeira vez na Romênia no inicio de 1940, mas desde então foi visto em várias partes do mundo. As fotografias desta reportagem são da década de 1950, feitas pelo Daily Report da Inglaterra. “Várias mulheres que foram mordidas pelo Peixe Drácula descrevem o agressor da mesma forma, um humano com uma cabeça de peixe, parecendo com um bagre, mas com o corpo quente e com uma mordida que suga o sangue!, disse o detetive Herlon Fraz da Scotland Yard com exclusividade para o jornal Hora Extra.” O Peixe Drácula tem 2 metros de altura, pesa 180 Kg. Sua cabeça é grande, com cerca de 50 centímetros de largura e cerca de 60 centímetros. A sua cabeça de peixe parece inofensiva e calma quando sua boca está fechada e não aparecem as presas afiadas, que vão até o fundo de sua mandíbula. O Peixe Drácula segundo relatos de testemunhas de Americana afirmam que durante a noite ele surge na região da Praia dos Namorados. Ainda segundo as testemunhas, dizem que a noite ele volta e dorme num caixão no fundo da represa. As mulheres da região da Praia dos Namorados são aconselhadas a ficar longe do Peixe Drácula. “O perigo é que o Peixe Drácula é muito charmoso. Mesmo que ele tenha uma cabeça de peixe, as mulheres parecem ser atraídas para ele”, disse o detetive Francisco Caiado. “Ele é um verdadeiro cavalheiro. O homem mais gentil que eu conheci em anos”, disse Marlene Silva, que foi mordida várias vezes pelo Peixe Drácula no dia 5 de julho. . “Eu pensei que ele ia me beijar, na verdade eu estava esperando que ele fosse me beijar e então... ele me mordeu. Foi terrível, mas eu adoro isso de alguma forma. “, declarou Marlene, toda extasiada. “Esse é o perigo”, disse Caiado. “As mulheres se apaixonar por seu charme e, em seguida, serem mordidas. É muito perigoso.” As mulheres que estão sendo mordidas não se transformam em um vampiro ou peixe. Elas apenas sofrem dores de cabeça e depressão. “Ele coloca um feitiço sobre elas. Muitas mulheres, depois de serem mordidas, voltam na orla da Praia dos Namorados, procurando loucamente por ele.”, conclui Carlos Sampaio morador da região que deixa um alerta: — Mulheres, por favor, se você encontrar o Peixe Drácula, não se aproxime do monstro, fuja e procure ajuda.

9

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

PEIXE DRÁCULA ENFEITIÇA MULHERES NA PRAIA DOS NAMORADOS

. “Eu pensei que ele ia me beijar, na verdade eu estava esperando que ele fosse me beijar e então... ele me mordeu. Foi terrível, mas eu adoro isso de alguma forma. “, declarou Marlene, toda extasiada.


10

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013


11

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013


Deu A Louca No Mundo SEM QUERER QUERENDO

Coitadinha! ‘Bem-dotado’ manda namorada ao hospital Mulher diz que atacante colombiano tem ‘pênis fora do comum’ Artilheiro do Cagliari, da Itália, o atacante colombiano Victor Ibarbo mandou à namorada, Valeria D., para o hospital. Mas o motivo não foi nenhuma agressão física. Pelo menos nenhuma proposital... Após uma noite de amor com o atleta, a moça deu entrada na emergência do hospital San Giovanni Di Dio sentindo fortes dores internas, pois o jogador, muito bem-dotado, teria machucado a gata durante a relação sexual. “A jovem teria contado aos médicos que o jogador colombiano tem um pênis exagerado, e por isso foi ao hospital: por causa da dor que sentiu durante as relações sexuais”, noticiou o site italiano Calcio Web. O fato ocorreu na noite do último dia 21 de julho, mas só agora veio a público. Moradora da região de Olbia, Valeria, que tem 23 anos, precisou ficar hospitalizada e relatou com detalhes todo o caso aos médicos e enfermeiras, que confirmaram as lesões em relatório médico. Ainda segundo o site Calcio Web, o relatório detalhava que “a menina teve uma série de problemas de saúde que a obrigaram a fazer a desagradável visita ao hospital por causa do tamanho, provavelmente, fora do comum do pênis do homem com quem ela teve relações sexuais”. Atacante de muita força física, Victor Ibarbo, de 23 anos, tem 1,88m, pesa cerca de 90 kg e já fez quatro partidas pela seleção de seu país. Ele foi revelado pelo Atlético Nacional em 2007 e, em 2011, se transferiu para o Cagliari. Ele é considerado uma das maiores promessas colombianas caso o país se classifique para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. A imprensa, inclusive, o comparam a outros ex-craques do futebol colombiano, como Freddy Rincón e Faustino Asprilla.

Dilma pedirá a canonização de Lula ao Papa Francisco

Bancada do PT torce para que o Lula seja canonizado e vire um santo

Durante a visita do Papa Francisco ao Brasil, a Presidente Dilma Rousseff aproveitou para pedir a canonização e transformar o ex-presidente Lula em um santo. A bancada petista vibrou com a idéia, pois para muitos petistas, Lula já é tido como um santo. Se o Papa aceitar o pedido de Dilma --- o que é difícil --- Lula passará a ser chamado de São Lula. (g17) 12

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

ISTO É INCRÍVEL!

Ataque telepático pode estar por trás de mortes no Brasil

Um relatório da Comissão de Inspeção do Gabinete da Presidência da Republica do Brasil chegou à conclusão de que as mortes de quatro engenheiros que trabalhavam para uma indústria de defesa nacional podem ter sido provocadas por ataque telepático. De acordo com o documento, uma ação telepática pode ter levado os quatro funcionários da Brasil Estrelar a cometer suicídio, de acordo com reportagem do “Hurriyet Daily News” que não foi revelada pela Rede Globo. Benedito de Almeida, José do Nascimento, Carlos Eduardo Correia e Vinicius Pimenta de morreram em condições misteriosas entre 2009 e 2010. Inicialmente, um relatório apontou suicídio. Entretanto, familiares dos mortos afirmavam que os engenheiros não tinham

Na ficção, o Professor Xavier usa a telepatia como arma/Marvel

qualquer motivo para tirar a própria vida. O governo reabriu o caso no ano passado e chegou à teoria do ataque telepático, cometido para que os engenheiros desenvolvessem uma grave depressão que os levaria ao suicídio. Segundo Aderbal Nazareno, psicólogo que conduziu a investigação, as vítimas podem ter sido alvo de intervenção telepática a até 1,5 quilômetros de distância.


WWw

Notícias Populares

Salário do brasileiro já dura menos que bateria de celular, veja estudo Com a alta da inflação, o salário do povo brasileiro está durando menos que uma bateria de celular, aponta estudo feito por universitários de São Paulo. A dona de casa Maria Mariângela, disse que se a inflação continuar subindo nem dona de casa ela será mais: “Vou pra rua, ser dona de rua”, disse. Mariângela disse também que para se sustentar precisa de dois cartões do Bolsa Família. O funcionário público Manoel Mariano de Moura, 36 anos, com 110 kg, disse que usou todo o seu salário para fazer as compras para o mês inteiro, no entanto, consumiu tudo que comprou em apenas 3 dias e agora não tem mais dinheiro para se sustentar o resto do mês. O estagiário Carlinhos Caveira – apelido por ser magro demais – disse que usou o primeiro salário para ir fazer compras no Shopping. “Em meia hora o dinheiro acabou, enquanto que a bateria do meu celular continuava com 30% de carga”, disse. O economista Ludovico Lunhóis disse que a tendência, se não houver uma fúria do gigante sobre o governo, é que a inflação continue a subir e o dinheiro a sumir antes mesmo que a bateria do celular chegue aos 99%. “A bateria do celular pode ser carregada varias vezes ao dia, mas o salário não, este só vem uma vez por mês”, disse o economista. (g17)

Estudo mostra que o salário do povo brasileiro vai embora mais rápido que uma bateria de celular.

Cachorro faz mal à moça A jovem Kelen da Silva passou mal apos ter comido um cachorro-quente na carrocinha de lanches Vivo Sabor, no Bairro do São Roque. Atendida no posto médico, Kelen afirmou ter traçado tal merenda acompanhado de um copo do refrigerante D’Lycia, bem geladinho. O cachorro-quente, também conhecido por hot-dog, é um sanduíche de pão e salsicha que se transforma em inúmeras versões, incrementado com diversos ingredientes como maionese, molho de tomate, mostarda, pimentão, cebola, batatas-palha, ervilhas, milho, purê de batatas, bacon, queijocheddar, requeijão, entre outros. Um novo relatório pela organização sem fins lucrativos Comitê de Médi-

13

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

cos para uma Medicina Responsável (PCRM) diz que a carne processada em cachorros quentes carrega um risco de câncer tão grande quanto o de cigarros, de acordo com o USA Today. Apesar de cachorros-quentes definitivamente não serem um lanchinho gourmet para a vanguarda que cuida da saúde, e carreguem um monte de sódio, o que todos os médicos concordam que é perigoso, a maioria dos médicos ainda acha que consumir o lanche com moderação não tem muito problema. Como a maioria das outras coisas que fazem mal para você. Kelen afirmou querer de volta seus R$ 1, 70, referentes à conta paga da deteriorada merenda.


Histórias Extraordinárias

PASSAGEIROS

FANTASMAS “Muito se relata em todo o mundo sobre o avistamento de estranhas e misteriosas criaturas, as quais surgem do “nada” e aterrorizam quem as avista, desaparecendo misteriosamente da mesma forma como surgiram. De onde vem essas terríveis criaturas, as quais de acordo com os relatos, não se assemelham com nada que conhecemos em nosso mundo, para onde vão e quais seriam seus objetivos?”

“HA UMA quinta Dimensão ALÉM daquelas conhecidas Pelo Homem E UMA Dimensão Tão Vasta Quanto o Espaço e Tão desprovida de ritmo Quanto o infinito E o Espaço Intermediário Entre a luz e a sombra, Entre a Ciência e a superstição;.. E se Encontra Entre o abismo Dos temores fazer Homem E O Cume DOS SEUS Conhecimentos. è uma Dimensão da fantasia. Uma Região do Além da Imaginação. “ 14

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013

“Gostaria de dividir com os leitores desta sessão, uma história que é, de longe, a mais sinistra que já ouvi, que é a seguinte:”

A

proximadamente por volta do ano de 1997 residia eu em Campina Grande na Paraíba (Coordenadas GPS [Latitude / Longitude] 7°14’16.92”S, 35°53’12.44”W), onde fui testemunha de tudo o que passo a relatar. Existe uma estrada de rodagem que liga aquela cidade à de Patos (Coordenadas GPS [Latitude / Longitude] 7° 1’55.88”S, 37°16’59.80”W), com uma distância aproximada de 140 km. A viagem por essa estrada é longa e bastante arriscada, principalmente entre Juazeirinho e Patos, ligadas pela Serra da Viração, onde se encontra a passagem mais perigosa do percurso, ou seja, um despenhadeiro de mais de 200 metros. Nesse local já ocorreram mais de 200 desastres fatais. Certa vez, pelas 9 e meia da noite, achava-me em companhia de amigos tomando umas cervejas no “Bar Petrópolis”, situado na praça de Campina Grande e bem defronte do ponto onde estacionavam os carros de aluguel, quando nossa atenção foi despertada por um automóvel que chegava em grande velocidade, freando bruscamente em frente ao estabelecimento. Imediatamente o carro ficou cercado de curiosos motoristas de praça, freqüentadores do bar e outras pessoas. Vimos então que seu motorista estava transfigurado e que alguma coisa de anormal lhe acontecera, pois além de sua palidez, o homem não conseguia articular uma só palavra. Foi carregado para o bar, onde lhe deram um pouco d’água, mas só depois de longo tempo se reanimou. Com dificuldade, a princípio, e dando mostras de grande pavor, o motorista passou a contar o que lhe sucedera, tal como reproduzo abaixo: - Foi uma coisa terrível! Eu peguei uma família que queria ir até Patos e para ali segui muito bem. Deixei os fregueses e providenciei para regressar o mais cedo possível, já pensando na travessia da serra, à noite. Jantei no hotel, depois mandei encher o tanque de gasolina e, às 18 horas, como não aparecia passageiro algum para a volta, resolvi vir sozinho. Ao chegar à descida do Morro da Viração, o motor parou, de repente. Desci e fui ver o que havia: era uma das velas que estava frouxa. Reparado o defeito, entrei novamente no carro. Mal bati a porta, senti duas pancadinhas no ombro direito. Virando-me, vi dois homens altos e vestidos de branco. Tomei um susto tremendo, pois não tinha visto pessoa nenhuma na estrada, onde tudo estava deserto. Pediram então que os levasse para Campina Grande, pois estavam ali já a muito tempo e não conseguiam transporte. Entraram no carro, e quando olhei para trás, um daqueles passageiros me disse, com voz fanhosa, cujo som ainda tenho gravado nos ouvidos: - Siga a toda velocidade sem olhar pra trás, pois temos que chegar a Campina Grande antes das 10 horas! É fácil imaginar como arranquei a toda velocidade, vindo por aí feito um doido... Nem sei como não rolei num barranco. Suava frio e nem coragem tinha de olhar pelo espelho, para certificar-me se os dois cavalheiros permaneciam sentados. Só aqui, na estrada de Campina Grande, foi que arrisquei uma olhadela, para constatar com espanto que não havia vivalma no banco de trás! Vim “tocando” pela estrada, a mais de 100 km por hora, não me lembrando de mais nada, nem de como parei aqui. Aquele motorista, pelo que soube, jurou nunca mais atravessar sozinho, quer de dia, quer de noite, o assombrado trecho da Serra da Viração e, decerto, cumpriu sua promessa! Geraldo Quirino - Destrito Federal - Brasil


15

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013


16

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013


Indicador Comercial

17

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013


18

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013


19

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013


20

Hora Extra - Americana, 01 a 31 de Agosto de 2013


Hora Extra Digital - Ed. 68 - Setembro 2013