Issuu on Google+

CASTRO MARIM

(1998-2013)


O presente catálogo foi elaborado no âmbito das comemorações do Dia do Município de 2013 e o seu conteúdo foi objeto de apresentação na palestra proferida pela Vice-Presidente enquadrada na sessão solene. Castro Marim Uma Terra com História

Castro Marim, Junho de 2013


ÍNDICE PATRIMÓNIO DIAS MEDIEVAIS EM CASTRO MARIM

07 09

REQUALIFICAÇÃO DO PATRIMÓNIO NOVOS ESPAÇOS CULTURAIS

11

PATRIMÓNIO RELIGIOSO PATRIMÓNIO IMATERIAL DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO ASSOCIATIVISMO INFRAESTRUTURAS ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SANEAMENTO REQUALIFICAÇÃO DOS ESPAÇOS PÚBLICOS LIMPEZA URBANA E AMBIENTE AÇÃO SOCIAL EDUCAÇÃO CULTURA E LAZER DESPORTO PLANEAMENTO E ORDENAMENTO TURISMO MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA PROTEÇÃO CIVIL AS PESSOAS

19 21 23 29 33 37 43 47 51 53 57 63 65 73 78 79 85 87

02


03

vista aĂŠrea da Praia da Alagoa - Altura


Castro Marim é um concelho que encerra em si, mar, serra, rio e sapal. As praias de areal branco e limpo, são hoje referência para qualquer guia turístico. Os aglomerados rurais dispersos são singulares pelas vivências das nossas gentes. As ribeiras e barragens são determinantes para a paisagem e para o desenvolvimento da região. O Rio Guadiana, linha de fronteira, é um valor inigualável e importante marca na história deste território.

04


Como dizia o poeta “Deus quer, o Homem sonha e a obra nasce”. De uma forma muito telegráfica, assumindo o risco de ficar muito aquém de uma apresentação que dignifique essa obra,apresentam-se algumas imagens daquilo que acreditamos ter contribuído para o engrandecimento da autoestima local das nossas gentes e para a projeção de Castro Marim além fronteiras, como concelho dinâmico, moderno e na senda do desenvolvimento.

05


06

Colina do Revelim de Santo Ant贸nio


PATRIMÓNIO

07 Castro Marim uma terra com história, é um passado presente, rico em património construído, natural, material e imaterial. O Castelo de Castro Marim, guardião da paisagem é o mais emblemático património erguido do concelho, é aí que se tem redescoberto a história, com sucessivas campanhas de escavação arqueológica, que trazem ao século XXI elementos importantes para compreender as suas raízes, desde o ressurgimento de sepulturas pré-históricas, às cerâmicas áticas. Algumas das peças, merecedoras de conservação e restauro e estão hoje expostas no Núcleo Museológico do Castelo, inaugurado em 2007. A sede da Ordem de Cristo, marca forte da história de Portugal, mas em particular de Castro Marim, irá merecer lugar de destaque no grande projecto de consolidação e requalificação daquela estrutura amuralhada e sua envolvente, que depois um caminho tortuoso de gestão de soluções e consensos, encontra condições para a sua aprovação final. Ali, ir-se-á instalar o Centro de Interpretação da Ordem de Cristo, um centro de artes e ofícios e uma estrutura melhorada para refeições e banquetes.


08

N煤cleo Museol贸gico do Castelo


DIAS MEDIEVAIS EM CASTRO MARIM

09 Os Dias Medievais em Castro Marim, são um regresso ao majestoso passado histórico deste importante território, outrora linha de combate, porto comercial e de fronteira. São uma marca nacional do Castro Marim de hoje, à semelhança do marco histórico do Castro Marim medieval. Em quatro dias, trazem a Castro Marim mais de 90 mil pessoas e eternizam na memória de muitos mais o nome desta vila, que se orgulha de ser uma referência na recriação histórica. São uma marca, são 16 edições, são 16 anos… muitas imagens, muitos momentos… que dispensam outras apresentações. Desde o grafismo, peças de arte criadas autenticamente para cada ano, às participações de artistas italianos, franceses, espanhóis e britânicos, ao envolvimento dos mais de 800 figurantes, de quase todas as colectividades do concelho e estabelecimentos da vila, muito tem contribuído para a grandiosidade do evento.


10


REQUALIFICAÇÃO DO PATRIMÓNIO

11 A requalificação do património construído e abandonado, teve o seu início no Forte de São Sebastião, estrutura militar do século XVII, que pelo seu índice de derrubes, nalgumas zonas superiores a oitenta por cento, onde só uma arrojada determinação permitiria vir reergue-lo, e hoje, orgulha todos os que respeitam o seu passado e a sua história. Daquelas ruínas reemergiu o imponente monumento, este ano, reconhecido como Monumento Nacional.


12

Forte de São Sebastião após requalificação


13 O Revelim de Santo António, abandonado na sua altaneira colina, beneficia de uma profunda intervenção iniciada em 2005. Passou a ser ponto de visita e regozijo, com o seu anfiteatro informal ao ar livre, palco para variados espetáculos, o seu jardim andaluz, o moinho de vento recuperado e o importante Centro Interpretação do Território, onde o visitante poderá compreender de forma tecnologicamente avançada todo o território de Castro Marim e também todo o Baixo Guadiana.


14

Centro de Interpreta莽茫o do Territ贸rio no Revelim de Sto. Ant贸nio


Na igreja de Santo António no Revelim, e já em 2011, foi feita uma intervenção profunda na recuperação dos seus altares. Hoje genuinamente visitável, ostenta painéis e retábulos na sua forma original, conseguidas com a colaboração da prestigiada Fundação Ricardo Espírito Santo.

15


16

Igreja de Santo Ant贸nio


Castro Marim vila, tem merecido uma particular atenção naquilo que são as suas zonas especiais de proteção, em muito demarcadas pelos monumentos mencionados. Na sua paisagem urbana, limpa do ruído das centenas de antenas de televisão (intervenção realizada entre 2008 e 2012), vão florescendo reconstruções de iniciativa pública e particular, que contribuem para essa identidade que lhe é muito própria, casario branco e com sobranceiras platibandas. O próprio Pólo Incubador de Empresas, a erguer no espaço do antigo edifício da Banda Musical Castromarinense, num edifício construído de raíz, mas no maior respeito pela traça dominante no casco velho da vila.

17

Projeto do Pólo Incubador de Empresas


18

Castro Marim sem antenas de televis達o


NOVOS ESPAÇOS CULTURAIS

19 O Moinho das Pernadas, a Escola das Furnazinhas, a Casa de Odeleite, são outros exemplos de intervenção no património, que preenchem o roteiro de quem nos visita, geradores de emprego e indutores de desenvolvimento, nestes casos, em espaço rural. Adquirida em 1999, a Casa de Odeleite foi, nas primeiras décadas do século XX, um importante comercial e a casa mais rica da freguesia. Objecto de uma profunda obra de recuperação e adaptação, foi aberta ao público em junho de 2012. O edificado e os mais de 3 mil itens que hoje integram o seu centro de documentação, foram objecto de estudo e sustentam o catálogo do programa museológico, que conta muito da história da casa, para além daquelas paredes, mas também do território.


20

Casa de Odeleite


PATRIMÓNIO RELIGIOSO

21 O património religioso enquanto espaço de culto e visita, numa estratégia integrada para a sua valorização e na sua aproximação às necessidades da sociedade atual, tem merecido desde o apoio à recuperação de imagens sagradas, à destacada construção de uma nova, a Igreja de Altura, cuja comunidade se vê merecedora da sua recente elevação a Paróquia. Foram feitos investimentos sucessivos na ampliação do cemitério de Castro Marim e construída uma nova Casa Mortuária no Azinhal, no maior respeito àqueles que partem desta vida terrena.


22

Casa Mortuรกria no Azinhal


PATRIMÓNIO IMATERIAL

23 Tem sido manifesto e intenso o apoio à dinamização do património cultural imaterial, para que resistam e se revitalizem atividades autênticas do território. Desde a valorização das técnicas da construção tradicional, às rendas de bilros, à cestaria, à doçaria, à empreita, aos jogos tradicionais, à poesia e cantares populares, entre outros, quer através do estímulo à participação em feiras e certames, quer através do apoio direto aos artesãos e algumas coletividades, quer à promoção da edições literárias e educação pelo património às crianças e jovens do concelho.


24

Banda Musical Castromarinense


Neste campo há ainda que destacar a construção de novos equipamentos, como exemplo da Casa da Música, Centro Multiusos do Azinhal e a Biblioteca Municipal, que são palcos de importantes vivências e oportunidades de afirmação dos saberes e conhecimento. A Biblioteca Municipal ímpar na sua arquitetura, espaço que se assume “para além do conhecimento” recebe todos os dias dezenas de crianças, jovens e adultos, que ali convivem, aprendem ou partilham conhecimento.

25


26

Biblioteca Municipal de Castro Marim


27 Estrategicamente no interior do concelho, o Centro Multiusos no Azinhal, é uma aposta no desenvolvimento rural. Dotado de excelentes condições físicas, integra uma queijaria, uma área de museu e exposição, e umas dezenas de pequenos espaços multifuncionais, valorizado por todo o espaço exterior e centralidade rural, é inegavelmente um factor de atracção de visitantes ao nordeste algarvio. O elemento inspirador para a sua criação fora a Cabra de Raça Algarvia e a necessidade de um espaço para a sua valorização, pela riqueza dos seus derivados, em especial o queijo fresco, mas também pelo facto da cabra algarvia, raça autóctone da região, caminhar para a extinção. Aqui temos tido como parceiro privilegiado a ANCRAAL – Associação Nacional de Cabra de Raça Algarvia. No Centro Multiusos promove-se a feira «Terra de Maio», feira que pretende afirmar-se como evento referência na região, na promoção daquilo que de bom a terra cria e o homem recria e que de forma criativa procura aproximar o litoral ao interior, sempre na defesa daquilo que nos é mais genuíno e autêntico.


28

Queijaria Artesanal do Centro Multiusos do Azinhal


DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO

29 Não esquecendo a importância da ligação do concelho ao mar e ao rio e às suas actividades artesanais, Castro Marim investiu em vários apoios de pesca e equipamentos de apoio, dimensionados às suas necessidades, também utilizados de suporte ao movimento da pesca associativa e desportiva. Em termos comerciais estas pequenas economias locais associadas à serra, ao rio e ao mar, em muito prejudicadas pela tendência global do seu abandono e por falta de competitividade no preço, beneficiam de um mercado municipal embora remodelado, agora com um importante projecto de refuncionalização, objecto de candidatura já aprovada, para a promoção de produtos de excelência do território e das diferentes regiões do país. Por outro lado, o mercado de Altura, com um projecto de remodelação aprovado e com financiamento assegurado será objecto de uma intervenção que lhe permitirá incrementar uma maior procura e dinamismo.


30

Mercado Municipal de Castro Marim Projeto de refuncionalização do Mercado Municipal de Castro Marim


31 A viagem por esta curta passagem na longa história de Castro Marim, não pode esquecer a Reserva Natural do Sapa de Castro Marim e Vila Real de Sto. António, primeira reserva natural a ser reconhecida em Portugal, hoje distinguida por vários estatutos internacionais, que além da sua beleza e encantamento, de enormes espelhos de água, reúne nas suas lagoas inúmeras espécies de aves e peixes. É também, palco provavelmente da mais atividade económica mais ancestral de Castro Marim: a salinicultura. Este núcleo de mercado tem sido muito apoiado pela ação municipal, quer: no impulso à criação da TRADISAL; à recuperação da grande Salina Félix; no apoio aos vários cursos de formação profissional; à elaboração de estudos e planos de intervenção; incluindo o próprio processo de geminação com a vila de Guérande (França), cujo projecto de geminação assenta em dois elementos fortes de similitude e aproximação: o sal tradicional e a recriação histórica do período medieval.


Hoje, o Sal e a Flor de Sal Tradicional de Castro Marim são mais do que uma identidade, são um produto escoado para mercados gourmet internacionais com elevado valor acrescentado. O caminho para a sua revitalização começou há meia dúzia de anos e só agora oferece os primeiros frutos, sendo sem dúvida já uma referência e um centro de oportunidades para a criação de novos empregos. Crente na qualidade dos seus produtos, a Câmara Municipal lançou uma campanha promocional, denominada “Castro Marim, o melhor Sal do Mundo” a par de umas dezenas de restaurantes da região. Devido ao potencial destes produtos e por motivos lúdico-turísticos, ainda em 2006, desenhou-se o projecto da Casa do Sal, agora com as suas obras retomadas, em muito prejudicadas por um processo de falência do empreiteiro que a conduzia. Impulsionou-se também o início do processo para o pedido de Denominação de Origem Protegida, único produto, que ao alcançar tal distinção, será o primeiro desta subregião.

32


ASSOCIATIVISMO

33 A baixa densidade populacional do concelho de Castro Marim, predominantemente rural, não invalida um dinâmico movimento associativo, desportivo e cultural, que por todo o território, em colaboração com a Câmara Municipal, constroem espaços de convívio, promovem planos de atividades enriquecedores, fatores de atração para muita gente. Têm sido variadíssimos os apoios às construções das suas sedes, aquisição de equipamentos e viaturas e ao desenvolvimento das suas atividades. Foram apoiadas novas construções, requalificados os seus espaços envolventes, comodatados edifícios municipais, a um conjunto alargado de clubes e associações culturais recreativas e desportivas, mas também às associações de caça e pesca, que têm igualmente desempenhado um importante papel na manutenção e ordenamento dos habitats do mundo rural.


34

Sede do Campesino Recreativo Futebol Clube


35 Em 1998, foram Castro Marim, Alcoutim e Vila Real de Santo António, pioneiros na constituição de uma associação intermunicipal para o promoção do desenvolvimento rural, ação merecedora de registo bibliográfico, por tão ilustres personalidades: a Associação ODIANA. Através da criação de um centro de Apoio ao Desenvolvimento Rural que integra a rede regional apoiada no Algarve, foi possível recuperar um importante edifício histórico de Castro Marim e afectá-lo à ação desta também importante estrutura associativa. Hoje, dispõe Castro Marim e o Baixo Guadiana de uma estrutura jovem, catalisadora de muitos financiamentos para os municípios, mas também uma associação promotora de ações inovadoras e integradas, que afirmam o território no contexto do Algarve e do País.


36

Sede da Associação ODIANA


INFRAESTRUTURAS

37 Promover o desenvolvimento sustentável, significa integrar valores e potenciar recursos, na melhor harmonia entre o Homem e a natureza. A câmara municipal pelas acções enunciadas e por outras, tem feito um grande esforço na redução da assimetria, por forma a conferir condições mínimas de habitabilidade e acessibilidade a quem teima resistir ao facilitismo e conforto de uma sociedade moderna e concentrada no litoral, mantendo vivo e atractivo o seu interior. Com um investimento na ordem dos 15 milhões de euros em acessibilidades, agora com mais 270 km de estradas reperfiladas, pavimentadas e sinalizadas, destaca-se a Estrada Municipal de Altura às Furnazinhas, que se traduz num importante eixo de penetração ao nordeste algarvio, aproximando localidades tão interiores como as Furnazinhas, Fortes ou Monte da Estrada ao litoral, eixo viário em conclusão, com a construção do último troço, em Abril consignado, com um investimento na ordem dos 4 Milhões de Euros e com co-financiamento comunitário aprovado.


38


39 Criando sinergias, acoplou-se à rede de infraestruturas rodoviárias, uma rede de transportes municipais ao serviço diário da comunidade em geral, das colectividades e da comunidade estudantil em particular. Com a instalação de dezenas de abrigos para passageiros, e com a garantia de rotas e percursos por todos os concelhos, hoje todos os munícipes têm a mobilidade melhorada. Na projeção destas novas vias tem havido um claro respeito pelas localidades que atravessa e pelas localidades que serve, com pequenos jardins nas suas rotundas, sinalética direcional e iluminação pública reforçada.


40

Avenida Gerenal Lino Miguel, nova entrada de Castro Marim


Como medida de apoio à atividade agrícola e ainda em matéria de acessibilidade, com recurso a meios próprios, tem-se assegurado a construção de dezenas de quilómetros de caminhos rurais, contribuindo assim para um melhor acesso às propriedades agrícolas, por parte de maquinaria mais moderna, muito distante das pequenas alfaias agrícolas de tração animal de outros tempos.

41


42

Construção de estradas e abertura de caminhos rurais


ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SANEAMENTO BÁSICO

43 Mas o investimento sem precedente feito em Castro Marim, superior a 20 milhões de Euros, tem sido com o alargamento do abastecimento de água e tratamento de esgotos a dezenas de localidades do concelho, desde a freguesia de Altura, agora com um nível de atendimento de cem por cento, às freguesias de Castro Marim, Azinhal e Odeleite. Estão desenhadas e projetadas redes que garantem o abastecimento de água à totalidade do concelho. Em 2010, foi aprovado cofinanciamento para a globalidade desse investimento, a uma taxa de oitenta por cento não reembolsável, mas que, por força das novas formas de cálculo do endividamento municipal e o não excecionamento previsto na Lei das Finanças Locais para a contrapartida nacional desse investimento, vimos goradas todas as expetativas e um trabalho estratégico de muitos anos. Neste momento, está adjudicada a empreitada para a execução das obras da 1.º Fase do Sistema Central que engloba os aglomerados das Murteiras, Piçarral, Sentinela, Portela Alta de Cima, Portela Alta de Baixo, Quebradas, Choça Queimada, Casa Branca, Brenhosa e Corujos.


44 Esta obra da 1ª Fase orça 5 milhões de Euros, tendo uma candidatura apresentada ao Programa Operacional de Valorização do Território. Está prevista a execução prioritária de saneamento básico e abastecimento de água, designadamente para as zonas envolventes à Junqueira (Montes Castelhanos, Casinhas, Cabeço da Junqueira) e também o reforço de abastecimento de água e tratamento de águas residuais do Rio Seco e área envolvente. São intervenções complexas que conferem àqueles aglomerados a possibilidade de inversão da tendência demográfica dos últimos 60 anos, garantindo o tratamento da água enquanto bem indispensável nos tempos modernos, mas também a valorização de todo o espaço público. Valorização feita através da pavimentação dos seus arruamentos, de intervenções de fundo com o enterramento das infraestruturas aéreas, reforço da iluminação pública e aumento das áreas de lazer, com a introdução de mobiliário urbano, encaminhamento de águas pluviais e repavimentação com materiais mais nobres, com a utilização de pedras calcárias e xistos, como são exemplo as intervenções levadas a cabo nas aldeias ribeirinhas de Almada D'ouro e Foz de Odeleite.


45 A construção do sistema intercetor de esgotos de Altura e Castro Marim a Vila Real de Santo António permitiu desactivar algumas estações de tratamento de esgotos, ainda de lagoas, como seja Altura e Castro Marim, melhorando a qualidade ambiental dos maiores aglomerados populacionais e dotando o território de maior capacidade de instalação. Trouxe como inovação a capacidade de reutilização de águas tratadas para rega dos campos de golfe, nomeadamente Corte Velho, Almada D' Ouro e Quinta do Vale.


46


REQUALIFICAÇÃO DOS ESPAÇOS PÚBLICOS A acompanhar o crescimento urbanístico dos principais aglomerados urbanos, aumentam também os espaços de lazer e fruição. Requalificaram-se áreas públicas e criaram-se zonas de estada, para quem vive e para quem passa. Planearam-se e criaram-se arruamentos que favorecem o fluxo de pessoas entre os espaços, reconfiguram-se passeios e repavimentam-se áreas degradadas.

47


48

Zona de Lazer em Altura


A exemplo da valorização urbanística, a entrada poente de Castro Marim oferece hoje jardins, espaço de convívio e sombreamento numa terra a quem o verão muito aquece e que até há poucos anos atrás, vivia apenas da frescura das sombras das suas casas.

49


50

Largo do Parque em Monte Francisco


LIMPEZA URBANA E AMBIENTE

51 A limpeza urbana tornou-se outra prioridade para quem geriu este espaço público que para bem da sua população vai crescendo e melhorando. É diário o esforço de manutenção e limpeza dos jardins e arruamentos do concelho que se quer limpo e aprazível. São centenas os equipamentos de deposição de resíduos sólidos e separação de lixo, instalados por todo o concelho, desde o Fernão Gil e Tenência, às praias do Cabeço, Verde, Retur e Alagoa, com o seu limpo areal, fruto da tarefa diária em cada verão, as torna merecedoras do galardão de ouro atribuido QUERCUS. A Recolha de Resíduos Sólidos e Urbanos e a Limpeza Urbana são duas áreas funcionais para as quais se alocam muitos recursos financeiros, operacionais e humanos e cujo retorno é o reconhecimento de que temos um concelho mais limpo, mais harmonioso e mais sensível às questões ambientais, quer estejamos na serra, no barrocal ou no litoral.


52


AÇÃO SOCIAL

53 É também um concelho com uma Política Social e de Saúde de proximidade, atenta aos problemas dos seus habitantes. A Loja Social, a Unidade Móvel de Saúde, o Serviço Telealarme, implementado de modo pioneiro no país, os apoios às intervenções às cataratas (do qual usufruíram 107 beneficiários), o programa de apoio aos Aparelhos Auditivos (133 beneficiários), os rastreios enquanto medida de prevenção (a exemplo, os 683 munícipes que realizaram rastreios dermatológicos em 2012), os apoios na aquisição de medicamentos, o apoio domiciliário «Castro Marim Amigo», são medidas tão importantes como uma politica social de Habitação. Para realojar os que mais precisam, foram contruídos os loteamentos Cercado Poço da Ordem em Castro Marim e a Urbanização das Laranjeiras em Altura e ainda beneficiadas as habitações daqueles que de uma maneira ou outra ganham vantagem na recuperação da sua habitação.


54

Urbanização das Laranjeiras em Altura


55 Foram atribuídos cerca de 400 cartões do idoso. Foram alojadas 80 famílias e recuperadas umas dezenas de casas. Têm sido realizadas cerca de 700 intervenções ano através do «Castro Marim Amigo», desde a reparação de portas, reparação de torneiras, ou simplesmente a substituição de uma lâmpada. O “Castro Marim Mais Perto”, ação que permite às populações desprovidas de rede regular de transporte público, beneficiar a custo zero de transporte público municipal, em seis meses de funcionamento registou mais de 3 mil utilizações, é outro exemplo de política social de proximidade. O apoio à natalidade, ainda no capítulo da ação social, assume um peso significativo, provavelmente um dos investimentos mais promissores desta política social. Muito deste trabalho, tem sido partilhado no seio da Rede Social, lançada em 2002, e no caso especifico das crianças e jovens em risco, na recém criada Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Castro Marim .


Numa ação mais indireta, tem sido largo o auxílio material e financeiro, na melhoria e implementação de uma rede de equipamentos de apoio à terceira idade, designadamente: ao Lar e Centro de Dia de Altura, ao projeto do Lar e Centro de Dia de Odeleite, à emergente Unidade de Cuidados Continuados do Azinhal, à Santa Casa da Misericórdia de Castro Marim. Em parceria com a administração central foi também construída a Extensão Centro Saúde do Azinhal.

56


EDUCAÇÃO

Na convicção de que é nas crianças e jovens que assenta o futuro de Castro Marim, a área da educação mereceu desde sempre uma particular atenção, o que nos trouxe o reconhecimento de concelho timoneiro na modernização das suas escolas: a escola primária de Odeleite, Azinhal, Junqueira, São Bartolomeu, Barrocal e Castro Marim.

57


Construi-se e apetrechou-se o novo Centro Escolar de Altura ao nível do melhor que há no país. Foi gerada uma relação muito estreita e de proximidade com as instituições de ensino, que tem contribuído para a otimização de recursos e uma maior aproximação da comunidade escolar aos valores de Castro Marim.

58


A todas as crianças são facilitados programas culturais, férias ativas, programas desportivos, intercâmbios escolares, sempre assentes no princípio da gratuitidade. São atribuídas bolsas de estudo a quem mais precisa, e aos melhores alunos são anualmente, desde 1998, atribuídos prémios de mérito, com uma viagem que contribua para o seu enriquecimento pessoal. Os nossos jovens já visitaram Barcelona, Paris, Madrid, Lisboa, Guimarães - Capital Europeia da Cultura, Málaga e Bilbao.

59


Abrindo um pequeno parêntesis, dos muitos que todas estas ações justificariam, com o Programa das Férias Ativas, implementado em 2009, acredita-se ter contribuído para a gestão familiar do período de férias dos seus filhos, mas acima de tudo para o desenvolvimento psicossocial das nossas crianças, oferecendo-lhes oportunidades de aprendizagem únicas. São desenvolvidas várias atividades, desde o xadrez, à canoagem, à vela, ao golfe, à equitação, entre outras. Têm vivido esta experiência entre as férias da Páscoa e do Verão mais de 1370 crianças do nosso concelho..

60


61 Nestes 16 anos, os nossos jovens têm tido um berço melhorado, com melhores condições de ensino, com apoios a visitas diversas, com a abertura de novos espaços de cooperação e geminação, com apoios através das bolsas no ensino secundário e universitário regular e também nas bolsas de investigação. Desfrutam hoje da possibilidade de aprender música, dança, praticar desportos, mas têm sido também os prioritários na monitorização das atividades de verão na praia e nas Férias Ativas. Os muitos Estágios Profissionais e medidas de inserção de emprego promovidas e apoiadas pela Câmara Municipal, foram uma porta aberta à integração de jovens na instituição, assim como, nas suas entidades participadas, como seja a Associação ODIANA e a Empresa Municipal Novbaesuris, mas também no setor empresarial local. Relembra-se o Programa REDE e os jovens quadros que permitiu enquadrar nas empresas. No capítulo da animação cultural direcionada para camadas mais jovens da população, tem-se procurado uma oferta mais diferenciada, a exemplo as noite de animação no Revelim de Santo António e na Praia de Altura.


62

Noites Jovens no Revelim


CULTURA E LAZER

63 Castro Marim oferece hoje um riquíssimo programa cultural e desportivo, a pensar na sua promoção mas acima de tudo no bem estar e saúde da sua população. Festas e Romarias, de carácter pagão e religioso, serões de acordeão, excursões, convívios de seniores, convívio de pequenos e graúdos, são motivos que mobilizam milhares de locais e atraem muitos mais a Castro Marim, concelho que se quer vivo e com identidade própria. O baile da pinha, os convívios de natal, as subidas de barco no Rio Guadiana, são referências para quem vive no concelho e são momentos de felicidade para quem participa. Momentos memoráveis para muitos de quem nunca foi possível ao longo de uma vida de trabalho, aceder-lhe.


64

ProcissĂŁo em Honra de Nossa Senhora dos MĂĄrtires


DESPORTO

65 A piscina e o pavilhão desportivo, inaugurados em 1999 e 2000, desenvolvem anualmente aulas para todas as faixas etárias, e para utilizadores com necessidades especiais, para as quais a Câmara Municipal garante também os transportes. O sucesso é visível no exemplo das actividades de hidroginástica ao Ritmo dos 60, onde participam uma centena de seniores que assiduamente 3 vezes por semana ali se deslocam, fazem desporto e acima de tudo convivem, requisitando transporte nos dias livre para na biblioteca aprenderem e ensinarem as suas artes. Em 2012, a piscina municipal registou 1367 utilizadores e o pavilhão municipal 34 800 utilizadores. No pavilhão têm decorrido atividades de alta competição e grande reconhecimento nacional, de carácter esporádico, como seja o aeromodelismo, artes marciais, futsal, patinagem artísticas, exposições de colecionismo, jantares e outros.


66

Programa ao Ritmo dos 60


67 Castro Marim integrou a agenda nacional do BTT, num quadro único, que tem utilizado as encostas virgens e centenárias do Forte de São Sebastião, para as competições daquela modalidade, que tem trazido centenas de atletas e familiares a estas terras do reino encantado. O Parque Aventura e a Barragem de Odeleite, hoje aguardando apenas a publicação em Diário da Républica, do Plano de Ordenamento da Barragem, são outros instrumentos com um enorme potencial instalado para a prática desportiva e que já começa a fazer eco lá fora. O desporto é um pelouro quem têm envolvido um sem fim de atividades, desde provas de partidas e chegada da Volta ao Algarve, a provas de atletismo ou orientação.


68

Parque Aventura de Odeleite


69 No capítulo do desporto ou da cultura, têm sido vividas neste concelho experiências irrepetíveis, pela sua unicidade, para as quais têm sido adaptadas estruturas e emprestadas paisagens e sol de verão, como são exemplo os programas de televisão em direto Verão Total, o Carnaval de Verão, o Campeonato de Futebol de Praia ou o Concerto de Paco de Lucia.


70

Concerto de Paco de Lucia em Castro Marim


71 Muito haveria para mostrar e falar das centenas de actividades lúdico – desportivas e culturais, promovidas ao longo de 16 anos, o que não é possível no propósito desta palestra, no entanto, gostaríamos de deixar aqui um destaque para a Universidade do Tempo Livre, enquanto projeto assegurado exclusivamente por verbas municipais. Pelo seu significado, tem merecido esse esforço, para que possa decorrer de forma descentralizada, desde, Alta Mora, Furnazinhas, Odeleite, Azinhal, Rio Seco, Junqueira, São Bartolomeu, Castro Marim e Altura, com uma vasta oferta formativa. Envolve em cada ano mais de uma centena de pessoas, que desde grupos etnográficos e corais, aprendem e ensinam várias artes. Materializou-se no seu seio, o Atelier Medieval, atividade que tem prestado um bom contributo aos figurantes dos Dias Medievais, aquilo que chamamos de aproveitamento de sinergias territoriais.


72


PLANEAMENTO E ORDENAMENTO

73 Castro Marim é hoje um concelho projetado para o futuro, está capacitado por um conjunto de instrumentos de ordenamento, planos de pormenor e urbanização aprovados, para acolher novas famílias e uma equilibrada rede de equipamentos públicos digna de um concelho de vanguarda, com a sequente valorização do património individual de quem cá vive e de quem cá investe. O número de alvarás de utilização emitidas desde 1998, para fins habitação, é significativo, que a acrescentar os alvarás para os estabelecimentos comerciais no geral e os alvarás de loteamento, refletem a dinâmica privada do lado da procura, compreensivelmente muito estimulada pelo investimento público. Da iniciativa pública, foi grande o esforço em ordenar e (re)ordenar, desde as aldeias ao coração do concelho, desde a vila Castro Marim, à urbe de Altura. Esta última crescia sem planeamento, sem vias de penetração, sem capacidade de carga para os arruamentos que dispunha, hoje com alguns problemas estruturais de difícil resolução.


O Plano Pormenor da Zona Poente de Castro Marim, já aprovado, irá conferir à vila uma nova centralidade. Contempla a criação de uma praça central, na zona do atual campo de futebol e no topo o novo edifício dos Paços do Concelho, sendo envolvida por edifícios de habitação coletiva. A necessidade de salvaguardar e valorizar a encosta sul da Fortaleza e de dotar a vila com uma nova zona desportiva, com um novo campo e bancadas, veio justificar o Plano de Pormenor da Zona de Lazer de Castro Marim e permitirá também a renaturalização das antigas das lagoas da ETAR, agora desativada. Em harmonia e contíguo, teremos a urbanização Nova Baesuris, com novos fogos habitacionais, unidades hoteleiras e equipamentos de lazer e desportivos, a instalar na sua maioria em terrenos já domínio municipal.

74


Em Altura destaca-se o Plano de Pormenor n.º 1, implantado numa área de 35 hectares, que veio tornar possível e real uma construção ordenada, numa área que não era mais do que o emaranhamento de parcelas, algumas sem acessos próprios. Só assim, também foi possível a construção do novo Centro Escolar confinado aos demais equipamentos da freguesia ali construídos, em construção e para ali projetadas, designadamente o novo Pavilhão Desportivo, agora apenas dependente da consignação de receitas.

75


76


A piscina de Altura, já fora da área do plano, é outro equipamento que em conjunto com a requalificação da Rua da Alagoa e de toda a sua frente mar, irá configurar a freguesia mais turística do concelho, numa localidade ainda mais aprazível para se viver e para se estar.

77


TURISMO Castro Marim é um concelho cujo desenvolvimento, em muito, passa pelo sucesso empresarial dos empreendimentos turísticos em construção e aprovados, que articulados com a nova plataforma logística Área de Negócios do Sotavento, representam mais de 90 hectares de suporte para centena de novos postos de trabalho. Estes projetos pela complexidade que envolvem, nem sempre se desenvolveram no horizonte desejado, mas hoje estão no seu pleno, aprovados.

78


MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

79 A acompanhar a dinâmica do concelho e da região, durante estes 16 anos desenvolveu-se uma contínua política de qualificação da organização, através da sua modernização e da adesão às novas tecnologias. Os Paços do Concelho foram requalificados e ampliados, os serviços reestruturados em função da própria dinâmica do concelho, com a criação de novas unidades orgânicas e qualificação dos seus recursos humanos. Foram criadas novas linhas de comunicação, o Gabinete de Apoio ao Munícipe, e espaços de acesso à Internet na sede do concelho, Altura e Monte Francisco.


80

Espaรงo Internet no Monte Francisco


81 A revista municipal «Notícias de Castro Marim», hoje na sua 16.º edição, retrata um pouco da história recente deste concelho e procurou em cada edição chegar a todos os castromarinenses e a muitos que nos visitaram. Hoje, como registo para memória futura, estão disponíveis em suporte digital na página do Município A fim de facilitar o acesso à informação à comunidade em geral, em 2003 foram instalados 80 suportes de informação, os mupis, onde ainda hoje é colocada toda a informação e materiais de comunicação produzidas.. Mas porque a história merece vir ao prelo, muitas edições literárias foram financiadas e apoiadas pelo município, desde a sabedoria popular, aos livros científicos.


82

Apresentação do Livro Infantil «Esta Terra tem História»


83 Quase a terminar e porque não menos importante, há que fazer uma referência à gestão financeira do município, que embora sofrendo desde 2007, uma descida anual de 5% das transferências do estado, e só no último ano um descréscimo de 18% dos impostos directos e de 78% das receitas por via dos impostos directos, e atentos às dificuldades conjunturais, os projectos em curso têm garantia de continuidade. Muitas destas obras e projectos, são agora amplamente apoiados e dinamizados pela Empresa Municipal Novbaesuris, cujo início de actividade ainda muito recente, 2010, com um objecto estatutário bastante amplo, cumpre já todos os rácios necessários à sua sustentabilidade. Tem potencial de crescimento e assegura já umas dezenas de postos de trabalhos de homens e mulheres de Castro Marim. Assumem as refeições nas escolas, a dinamização dos quiosques «Patrimónios de Castro Marim», desenvolvem grande parte dos Dias Medievais, dinamizam equipamentos municipais entre outras actividades de justo destaque.


84


PROTEÇÃO CIVIL

85 Das competências e ações diretas da Câmara Municipal, muito mais mereceria destaque. No entanto, mostra-se importante referenciar o labor municipal na área da Proteção Civil. A Comissão Municipal da Proteção Civil, nos seus projetos e ações, incluem os cautelosos investimentos na prevenção de fogos florestais, através da aquisição de equipamentos, da gestão de faixas de combustível e contratação de equipas de sapadores, que todos os anos, em articulação com outras entidades locais, reúnem dispositivos de prevenção e intervenção.


86


AS PESSOAS Como forma de reconhecimento àqueles que mais se têm distinguido e contribuído para o engrandecimento de Castro Marim, desde o ano 2000, que através de uma Comissão de Condecorações, presidida pelo Sr. Presidente da Câmara, e de uma forma simbólica, instituíram-se as distinções municipais, desde então, momento alto de cada nobre Dia do Município. Muitos mais merecerão essa elevada distinção e reconhecimento pela sua amizade a Castro Marim e pelo seu contributo para a projeção do seu bom nome, desde os executivos municipais, aos funcionários das Câmaras Municipais, às Juntas de Freguesia, aos professores, aos dirigentes associativos, às empresas, aos atletas e a todos os munícipes no geral.

87


Castro Marim é um concelho onde a tradição se cruza com a inovação, e pela força da sua história longínqua e recente, tem um futuro promissor traçado. «O homem sonha e a obra nasce». Nesta curta viagem à grande obra destes 16 anos, existe uma marca e uma assinatura que a distingue...

José Fernandes Estevens Muito obrigada, por nos ter dado esta oportunidade de crescer consigo nesta sua obra.

88


89


89


Castro Marim Uma Terra com Hist贸ria


Catalogo19982013