Page 1

NEWSLETTER - NEQAAUAV Outubro 2013 Núcleo de Estudantes de Química da Associação Académica da Universidade de Aveiro

1ª festa do NEQAAUAv : Festa do Pijama

DATAS A RETER: 1ª festa do NEQAAUAv: Festa do Pijama 23. Outubro CICECO e Fábrica Centro da Ciência Viva de Aveiro Havíamos de falar disso … Palestra: … do amor Oradores: Paulo R. Claro e Sérgio Godinho Data: 5 Novembro Hora: 18:15 Local: Fábrica Centro da Ciência Viva de Aveiro ENTRADA LIVRE

Depois de uma semana intensiva do Integr@-te 13, o NEQAAUAv está de volta com mais um evento, que tem como tema “Festa do Pijama” que irá ser realizado no dia 23 de Outubro, no bar “Omega” que está localizado em plena praça do peixe. O dress code da festa é, indubitavelmente, o pijama e os seus respectivos adereços. Relembramos para aqueles que querem participar teremos cartões de descontos, tais como: cartões de 6 finos = 4 €, cartões de 6 shotes = 6 € e as tequilas 1 €. Estes podem ser adquiridos junto dos membros do NEQAAUAv .

24 H DesIntegr@-te - Torneio Desportivo No passado dia 24 de Setembro decorreu, no Pavilhão Aristides Hall, mais um torneio desportivo do NEQAAUAv. As 6 equipas participantes disputaram entre si as modalidades de Voleibol (4x4), Basquetebol (3x3) e Fustal (3x3). Os Mercenários, equipa vencedora do Torneio, contabilizaram um total de 112 pontos nas três modalidades. Este torneio serviu não só para incentivar a prática desportiva mas também o convívio entre os estudantes dos cursos do Núcleo de Estudantes de Química. O NEQAAUAv agradece a todos os que participaram neste torneio tornando-o um evento a repetir.

IV Torneio de Docentes do DQ vs. Alunos O IV Torneio Convívio de Futsal, organizado pelo NEQAAUAv, reuniu no passado dia 19 de Setembro as equipas do Núcleo de Estudantes de Química e a equipa de Docentes, numa demonstração de desportivismo e espírito académico. A equipa de Bioquímica foi declarada vencedora.

Taça UA De que estás à espera para apoiar os teus colegas na Taça UA? Terminaram no dia 8 de Outubro as inscrições das equipas nas modalidades colectivas, e os cursos do NEQAAUAv vão marcar presença! Equipas de Química:  Futsal Masculino;  Voleibol. Equipas de Bioquímica:  Futsal Masculino e Feminino;  Voleibol. Equipas de Biotecnologia:  Futsal Masculino;  Voleibol;  Basquetebol.

3ª Edição


Desenvolvimento da Área de Alimentos na Universidade de Aveiro O desenvolvimento da área de Alimentos, seja na sua vertente formativa como de investigação acompanhou a evolução das políticas de Educação Superior, assim como os progressos decorrentes do aumento do financiamento da investigação em Portugal. No ano lectivo de 1985/86 existia na Licenciatura em Química – Ramo Química Analítica a disciplina de Análise de Alimentos, a qual funcionou até 1994. O Ramo de Química Alimentar da Licenciatura em Química foi implementado no ano lectivo 1987/88. Em 1993/94 houve mudança de planos de estudo na Licenciatura em Química, com a separação das componentes teóricas e laboratoriais das disciplinas e a introdução dos Laboratórios integrados como disciplinas autónomas. Coincidindo temporalmente com esta modificação, o Ramo em Química Alimentar da Licenciatura em Química mudou para Bioquímica e Química Alimentar. No ano lectivo de 2002/03 foi dado início à Licenciatura em Bioquímica e Química Alimentar, ao tempo que desapareceram os Ramos da Licenciatura em Química. Esta mudança obedeceu à diminuição do interesse geral por parte dos candidatos ao ensino superior pelos cursos em Química, acompanhando as tendências verificadas em muitos países onde muitos cursos de Química desapareceram e inclusivamente Institutos/Escolas inteiras mudaram o seu enfoque ou foram anexadas com outros com

uma vertente mais biológica, do tipo Bioquímica, Ciências Biológicas ou Ciências da Saúde. Com a implementação do Processo de Bolonha em 2006/07 as Licenciatura em Bioquímica e Biotecnologia foram implementadas e a vertente Alimentar da formação na Universidade de Aveiro foi relegada para a pós-graduação. A pós-graduação em Alimentos tinha sido iniciada no âmbito do Mestrado em Química de Produtos Naturais e Alimentos (1995/962001/02), tendo tido continuidade com o Mestrado em Química e Qualidade dos Alimentos e os Cursos de especialização associados (2002/03-2005-2006). Com o início do processo de Bolonha o Segundo Ciclo em Bioquímica e Química dos Alimentos funcionou entre 2006/07 e 2008/2009. Quando os primeiros alunos do Primeiro Ciclo de Bolonha começaram a finalizar o seu curso em 2009/10, deu-se início aos mencionados Segundos Ciclos de continuidade em Bioquímica e Biotecnologia com especialidade em Alimentos. No corrente ano, a Agência de

Avaliação e Acreditação do Ensino Superior – A3ES autorizou o funcionamento de um Programa Doutoral conjunto entre as Universidades do Minho, Católica Portuguesa (Escola Superior de Biotecnologia, Sede Porto) e Aveiro em “Ciência e Tecnologia dos Alimentos e Nutrição”, o qual espera-se que te-

nha início em Janeiro de 2014. Em relação à investigação, os inícios não foram fáceis. Nos finais dos anos 80 a investigação era financiada pelo Instituto Nacional de Investigação Científica (INIC) que apoiava Centros de Investigação estabelecidos e não tinha muito espaço para acolher pequenos grupos em formação. Os pri-

meiros trabalhos de investigação foram realizados em imobilização de enzimas (1986). As condições eram bastante precárias por falta de verbas, mas em contrapartida o entusiamo era grande. Foram imobilizadas -

amilase e ascorbato-oxidase enriquecida a partir de extractos de curgete. O suporte para a imobilização foi quitina prepara e purificada de cascas de camarão fornecidas por um restaurante amigo. Os resultados foram encorajadores, visto a ascorbatooxidase e a quitina preparados “em casa” terem mostrado melhor comportamento que os reagentes de marca, muito mais caros. Depois de alguma pesquisa para encontrar áreas de investigação a desenvolver, em que não tivéssemos sempre a desvantagem de estar a concorrer com grupos mais numerosos e já estabelecidos, foram escolhidos como tópicos o estudo da composição da

parede celular vegetal e a espectroscopia de infravermelho, como técnica analítica. Estes


tópicos foram escolhidos durante uma visita ao Institute of Food Research em Norwich, UK, que tem sido ao longo dos anos um excelente parceiro de investigação. Em 1990 o INIC, em reconhecimento ao pioneirismo do tópico em Portugal, financiou um projecto de investigação “Isolamento e ca-

racterização de fibras dietéticas de algumas variedades de azeitona com expressão económica para Portugal “o qual serviu para a realização, em parceria com o instituto em Norwich, do primeiro doutoramento desenvolvido na área alimentar em Aveiro. Em 1990 a JNICT (Junta Nacional para a Investigação Científica e Tecnológica) lançou o Programa de Criação de Infraestruturas Nacionais de Ciência, Investigação e Desenvolvimento (CIENCIA), através do qual a Universidade de Aveiro, de uma forma estratégica, adquiriu um parque instrumental significativo e avançado, que marcando a diferença deu o impulso definitivo à investigação realizada na UA. No caso do grupo de Bioquímica e Química dos Alimentos entre outros equipamentos foi comprado em 1992 o espectrómetro de Infravermelho de Transformadas de Fourier, necessário para alavancar à linha de investigação em desenvolvimento. Os primeiros artigos sobre aplicação do FTIR foram publicados em 1994 no âmbito da Acção Concertada nº1 do Programa comunitário FLAIR sobre

“Técnicas espectroscópicas, NIR, NMR, FTIR para a avaliação rápida da qualidade de alimentos”. O trabalho em espectroscopia de infravermelho criou a necessidade de tratar os espectros por análise multivariada para extrair a informação. Neste contexto e com o apoio da Embaixada Francesa em Lisboa e ao abrigo da Acção Concertada Luso-Francesa e com co-finamento do Programa COMETT foi realizado o projecto

"Desenvolvimento de software para a análise estatística multivariada de dados espectroscópicos aplicado ao controlo de qualidade de produtos alimentares" com o Laboratório de Química Analítica do "Institut National Agronomique", Paris. O estudante português envolvido nesta colaboração doutorou-se em Quimiometria em Paris, desenvolveu o software de Análise Multivariada CATS e é actualmente membro do Grupo de investigação de Bioquímica e Química Alimentar. Em 1997 juntou-se ao grupo um docente na área da reologia para aumentar a capacidade de compreensão do comportamento dos sistemas alimentares, em relação às suas características funcionais, textura e viscosidade, com particular relevância para os polissacarídeos, que já eram um dos nossos pontos fortes. É de realçar

o nosso grupo de investigação é uma referência nacional na área dos que

polissacarídeos. Em 1999 deu-se início a uma colaboração com a empresa Champcork, tendo sido realizado um estudo dos compostos voláteis da cortiça relacionados com o processamento e o defeito denominado “gosto a rolha” associado à presença de 2, 4, 6tricloroanisol. Decorrente destes trabalhos iniciais em voláteis o passo normal a seguir foi o estudo da fracção volátil do

vinho e o desenvolvimento de metodologias rápidas para a sua análise. Destacamse a detecção electrónica de aromas (nariz electrónico) e a técnica de micro-extracção em fase sólida (SPME), prévia à análise por GC-MS. Simultaneamente começaram estudos de análise de sumos de frutos por Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear e Infravermelho médio. Em 2001 participamos no primeiro projecto financiado pela Comunidade Europeia com África sobre a utilização de sorgo como alimento básico da alimentação na África austral. Com isto entramos no estudo de proteínas de cereais, tendo sido desenvolvidos também estudos de proteínas do trigo por RMN. Em 2003 chegou ao grupo um colaborador cujo interesse se centrava na utilização de alta pressão na modulação da actividade enzimática.


Ao longo dos anos fomos realizando trabalhos em que as diferentes competências dos membros do grupo de investigação foram dando origem a projectos mais ambiciosos: um projecto europeu coordenado por nós, participação em vários outros como parceiros, diversos projectos nacionais da FCT e do Programa Agro. Mais recentemente vários projectos QREN com a participação da indústria.

A produtividade, por cabeça, dos docentes do grupo é de 5-6 artigos por ano em revistas internacionais com arbitragem científica, com tendência a aumentar. Actualmente aprofunda-mos a nossa capacidade de intervenção nas diversas vertentes de investigação, com toda a experiência acumulada ao longo dos anos e com o auxílio de equipamentos mais modernos. Contamos para isto com o excelente equipamento de NMR para sólidos e líquidos e os espectrómetros de massa do Departamento de Química e a colaboração dos colegas a eles directamente associados. Dentre o novo equipamento do próprio grupo podemos mencionar um

sistema de electrofiação para

produzir nanopartículas, nanofibras e membranas nanofibrosas para aplicações tecnológicas e médicas. Também contamos com um sistema de cromatografia bidimensional abrangente acoplado a um espectrómetro de massa por tempo de voo. Este foi o primeiro aparelho desta natureza em Portugal, existindo actu-

ção aplicada em consórcio e a prestação de serviços.

almente um segundo no Laboratório de Análises de Dopagem em Lisboa. Por último e na sequência do trabalho desenvolvido nesta área,

Ivonne Delgadillo (Professora Associada com Agregação)

está a ser constituída uma plata-

forma tecnológica em alta pressão que terá 3 equipamentos (100 mL, 2 L e 55 L). A alta pressão é uma tecnologia que permite a pasteurização a frio de produtos alimentares, alongando o seu tempo de prateleira e mantendo as características organolépticas do produto fresco, a esterilização a baixas temperaturas, a modificação de texturas, a modulação enzimática e muitas outras aplicações na Biotecnologia e na Saúde.

Esta é uma grande aposta da Universidade de Aveiro na aproximação às empresas com o objectivo de incentivar a investiga-

Contactos Núcleo de Estudantes de Química neq@aauav.pt www.facebook.com/NEQaauav

Departamento de Química, Universidade de Aveiro Campus Universitário de Santiago 3810-193 Aveiro, Portugal

Nl edição 3  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you