Page 1

COMENTÁRIO À REGRA DA

MILITIA SANCTÆ MARIÆ - Brasil - Capítulo de maio de 2014 –

COMO DEVE SER O CAVALEIRO DE SANTA MARIA” (III, 1) Aquele que entrou na Ordem de Santa Maria tomou a Cruz e fez a Cristo o sacrifício de sua, aceitando de antemão os combates, as contradições, as humilhações e a morte que o Senhor Jesus, no seu imenso amor para com todos os homens, se dignou tomar sobre Si e partilhar com os seus amigos. Recebe por lei o Código de Honra Cavaleiresca, expressão de sua absoluta fidelidade a Deus: I - O Cavaleiro combate por Cristo e pelo Seu reino. II - O Cavaleiro serve a sua Dama a Virgem Maria. III - O Cavaleiro defende a Santa Igreja até ao sangue. IV - O Cavaleiro mantém as tradições dos seus antepassados. V - O Cavaleiro combate pela Justiça, pela Ordem Cristã e pela Paz. VI - O Cavaleiro trava contra o mundo e o seu Príncipe uma guerra sem trégua nem descanso. VII - O Cavaleiro honra e protege os pobres, os fracos os deserdados. VIII - O Cavaleiro despreza o dinheiro e os poderes deste mundo. IX - O Cavaleiro é humilde, magnânimo e leal. X - O Cavaleiro é puro e cortês, ardente e fiel. _______________________________________________________________________ Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Providencialmente, hoje celebramos a recepção de cinco novos Servos de Nossa Senhora dentro da Militia Sanctae Mariae. Sim, devemos parabenizá-los e levá-los em nossos corações, mantendo-os em nossas orações. Porém, também devemos nos recordar que, através da consagração de nós mesmos a Jesus por Maria, somos todos servos de Nossa Senhora. Servos no sentido latino, somos servi, somos seus escravos e, assim, irmãos em correntes.

Comentário à Regra da Militia Sanctae Mariae, Brasil, maio 2014  
Comentário à Regra da Militia Sanctae Mariae, Brasil, maio 2014  

Comentário à Regra da Militia Sanctae Mariae, Brasil, maio 2014

Advertisement