Page 1


PROFISSÕES GUIA GUIA DE

PROFISSÕES PROFISSÕES

DA INDÚSDA INDÚSTRIA

Entrevista

Fala Galera

Guia de

Profissõesda

Um app para mapear futuros

PÁG

2

M

entalize um aplicativo de mapas, rotas e lugares. Agora, imagine que o mapeamento, os caminhos e os destinos são do seu futuro profissional. Esse é o Guia de Profissões da Indústria 2015 que você consulta nas próximas páginas e também nas próximas edições da its.

GLOSSÁRIO

Por indústria você pode pensar em fábricas com pésdireitos altos onde roupas são confeccionadas, alimentos embalados, pisos produzidos e carros montados. Você está certo, e se essas imagens vêm fácil à cabeça é porque Santa Catarina é a 4ª maior força industrial do país. Trabalhar nela é participar desses setores conhecidos, mas é também criar softwares, programar jogos digitais, entender de gestão ambiental, abrir um negócio ou dominar comunicação visual. Na Alemanha, uma das economias mais sólidas da Europa, um a cada dois dos jovens frequenta cursos técnicos. No Brasil, aproximadamente um a cada sete, mas o total vem crescendo rápido a cada ano. Percorrendo o conteúdo deste manual, você logo vai entender o porquê.

Números do setor

61 é o total de unidades do SENAI no estado, distribuídas em 45 cidades

658 é o total de laboratórios do SENAI em SC

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

765% foi o aumento da procura por cursos superiores de tecnologia no Brasil entre 2003 e 2013*

Apresentação

* Fonte: Ministério da Educação (2015)

CT

Cursos Técnicos

CD

Cursos de Curta Duração

EM

Ensino Médio

AI

Aprendizagem Industrial

GT

Graduação Tecnológica

PG

Pós-Graduação

Cada relógio preenchido representa um ano de curso

E

scolher de forma assertiva a carreira é um desafio para os jovens, diante das dúvidas sobre as profissões e as perspectivas de trabalho. Para ajudar os jovens nessa importante etapa, a FIESC lança, por meio do SENAI/SC, a publicação Guia das Profissões da Indústria. O fortalecimento das profissões industriais é, inclusive, uma das bandeiras defendidas pelo Movimento A Indústria pela Educação. A iniciativa estimula o setor a investir na qualificação dos trabalhadores e amplia a oferta de serviços educacionais. No Brasil, 1,3 milhão de estudantes deixaram a escola em 2014, de acordo com o último censo escolar. Além disso, quase 9% dos jovens catarinenses entre 15 e 29 anos não trabalham e nem estudam e cerca de 40% dos estudantes do ensino médio não concluem o curso, o que prejudica o seu acesso à educação profissional. Na indústria catarinense, 25% dos

jovens de até 24 anos de idade não têm escolaridade básica completa. O Guia das Profissões da Indústria, editado pelo SENAI/SC em parceria com a Revista Its, do Grupo RIC, traz detalhes sobre as carreiras profissionais em 19 segmentos, além de listar os cursos oferecidos pelo SENAI/SC. São 70 mil exemplares mensais que circularão nas escolas públicas e privadas, além das unidades do SESI/SC e do SENAI/SC. Em seus 60 anos de profícuas atividades, o SENAI/SC já realizou mais de 2,2 milhões de matrículas. Somente em 2014, a entidade atingiu 197,4 mil matrículas. No Brasil, são 4 milhões de matrículas ao ano. Além dos cursos de aprendizagem industrial, técnicos e graduação tecnológica, os jovens encontram no SENAI boas oportunidades em pós-graduação e formações complementares. Aproveitem!

Glauco José Côrte,

Presidente da FIESC

PÁG

3


Diferenciais SENAI

CD Curta Duração

Q

PÁG

4

uem faz o melhor design gráfico ou a melhor manutenção de um veículo? É quem mais domina a mecatrônica ou o serviço de manutenção industrial? Bem-vindo ao WorldSkills, a maior competição de educação profissional do mundo, que é realizada em um país diferente a cada dois anos e, neste ano, acontecerá em São Paulo, onde são esperados mais de 200 mil visitantes. O evento está aos cuidados do SENAI e é a primeira vez (em 43 edições) que será realizado na América Latina. Os alunos vêm de mais de 50 países em mais de 45 ocupações. Para chegar nessa elite do conhecimento profissional, o aluno participa antes da Olimpíada do Conhecimento, que têm etapas escolares, estaduais e nacional. O SENAI coordena esses eventos e representa o Brasil na WorldSkills. Outro evento que coloca o conhecimento profissional no palco é o Mundo SENAI 2015, que em dois dias concentra dezenas de exposições e atividades de aprendizados imperdíveis. Em Santa Catarina, o evento se espalha por 21 cidades.

Mundo SENAI: veja a programação e saiba como participar: mundosenai.com.br Worldskills e Olimpíadas do Conhecimento: descubra mais sobre esses eventos sc.senai.br/oc2015

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

QUALIFICAÇÃO RÁPIDA E DINÂMICA

CT

Cursos Técnicos

DO LABORATÓRIO PARA O MERCADO Os cursos são planejados de acordo com as necessidades da indústria. A metodologia das aulas é baseada no desenvolvimento de projetos que os alunos elaboram semestralmente, como, por exemplo, com desfiles de moda, desenvolvimento de jogos educacionais, site institucional ou um projeto arquitetônico. As aulas são focadas em atividades práticas em modernos laboratórios didáticos, com excelente infraestrutura e equipamentos de última geração. Uma pesquisa realizada com formandos do SENAI/SC mostrou que 40% deles ganham entre R$ 1,6 mil e R$ 2,4 mil, e um terço deles um salário acima de R$ 2,4 mil.

Disponível em 42 unidades do SENAI em Santa Catarina Lista completa dos cursos: http://senai.sc/CursosTecnicos2015

O mercado exige respostas rápidas e as habilidades mais específicas que se possa imaginar: design gráfico, desenho de produtos gráficos web, programação Java, desenvolvimento de jogos digitais, robótica, desenho de moda ou de calçados, metrologia, design de interiores, projeto de móveis, análises físico-químicas e microbiológicas. Para esses e muitos outros casos existem cursos rápidos e práticos. São opções para iniciar uma profissão, melhorar seu currículo e se inserir no mercado de trabalho.

Ingresso por inscrição, cursos de valores variados

Disponível nas unidades do SENAI em Santa Catarina

4 a cada 5 alunos empregados

Inscrições por ordem de chegada

Indicado tanto para conseguir uma vaga de emprego como para subir de posto

Lista completa de opções: http://senai.sc/CurtaDuracao2015

Assista vídeos sobre alguns cursos: Automação industrial: http://senai.sc/AutomacaoIndustrial2015 Mecânica: http://senai.sc/TecnicoMecanica2015 Segurança do trabalho: http://senai.sc/TecnicoSegurancaTrabalho2015 Vestuário: http://senai.sc/TecnicoVestuario2015

CT

Tempo médio Faixa etária

Destinado a quem já terminou o Ensino Médio ou está pelo menos no 2º ano

CD

Tempo médio Faixa etária

Para maiores de 14 anos e com o Ensino Fundamental completo

PÁG

5


EM Ensino Médio SABERES SOMADOS Nesta opção o aluno amplia suas possibilidades e oportunidades. Ao complementar a formação do Ensino Médio com a de um Curso Técnico, ele pode entrar no mercado de trabalho e na faculdade. O contato prévio com experiências profissionais também ajuda na escolha de uma área depois do fim dos estudos. Para se formar no Ensino Médio mais Curso Técnico, as aulas ocorrem paralelas, de manhã e à tarde. Esse modelo vem se fortalecendo no Brasil e na União Europeia já é realidade de 50% dos alunos.

PÁG

6

Disponível nas unidades do SENAI em Santa Catarina: http://senai.sc/EnsinoMedio2015 Preparação para o ENEM e outros vestibulares 1º ano

Ensino Médio + Iniciação Profissional

2º ano

Ensino Médio + Curso Técnico

3º ano

Ensino Médio + Curso Técnico

EM

AI

Para quem já concluiu o Ensino Fundamental

FOCO NAS MATÉRIAS CERTAS

PARA COMEÇAR A TRABALHAR Conhecimentos tão diferentes como programação web, desenho de moda, fabricação de alimentos, mecânica industrial, processos de usinagem, entre outros, são oferecidos nas aulas repletas de prática e teoria dos cursos de Aprendizagem Industrial. O aluno, que deve estar estudando ou ter concluído o ensino médio e ter entre 14 e 24 anos, vivenciará situações reais de trabalho na indústria e disciplinas fundamentais para começar na profissão. Quem quer ser programador de computador, por exemplo, aprende desenho e animação, web design, programação, inglês aplicado à informática e muitas outras disciplinas alinhadas à profissão.

Ingresso por processo seletivo ou pela indicação de uma indústria contribuinte do SENAI/SC que queira contratar aprendizes Lista completa de cursos: http://senai.sc/Aprendizagem2015

AI GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

PG Pós-graduação

Aprendizagem Industrial

Disponível em 51 unidades do SENAI em Santa Catarina

Tempo Médio Faixa etária

Faculdades SENAI

Tempo médio Custo Faixa etária

(Gratuito) 14 a 24 anos (incompletos)

GT

Graduação Tecnológica

VALORIZAÇÃO DA PRÁTICA Estudar com foco no mercado de trabalho sem abrir mão das competências humanas é a vantagem de se escolher os Cursos de Graduação Tecnológica do SENAI/SC. Em Santa Catarina, as faculdades do SENAI estão alinhadas com as demandas da indústria. Essa proximidade com as áreas industriais do estado ampliam as chances de ingresso dos formandos no mercado de trabalho. São cursos na área de automação industrial, moda, fabricação mecânica, alimentos, processos gerenciais, têxtil e vestuário, redes de computadores, análise e desenvolvimento de sistemas e mecatrônica. As Faculdades de Tecnologia SENAI estão em Blumenau, Jaraguá do Sul, Joinville, Florianópolis e Chapecó. Lista completa de cursos: http://senai.sc/CursoSuperior2015

GT

Tempo Médio Faixa etária

Para quem já concluiu o Ensino Médio

Imagine poder estudar as matérias em que você tem interesse! Isso acontece com quem escolhe uma Pós-Graduação no SENAI/SC. Seja um recém-formado buscando uma especialização lato sensu ou alguém com experiência buscando um MBA, o aluno encontra as disciplinas específicas certas. O conhecimento é dinâmico para ser revertido em vantagens no mercado de trabalho. Nos cursos são desenvolvidos projetos com a indústria e a metodologia é baseada em cases e aulas práticas, ideais para aprimorar conhecimentos e se diferenciar no mercado. Os cursos de Pós-graduação SENAI são oferecidos como presencial ou a distância (EaD) em diferentes áreas em parceria com as indústrias do estado.

Lista completa de cursos: http://sc.senai. br/cursos-senai/pos-graduacao

PG

Tempo Médio Faixa etária

Para quem já terminou o Ensino Superior

PÁG

7


Jaraguá do Sul

Itajaí

Joinville

Instituto de Tecnologia em Eletroeletrônica

Instituto de Inovação em Sistemas de Manufatura

Instituto de Tecnologia em Logística

Instituto de Inovação em LASER

Institutos SENAI

Principais setores da INDÚSTRIA CATARINENSE

17%

10%

9%

Ciência e tecnologia

potencializadas Institutos se aliam a indústrias, universidades e empreendedores para melhorar resultados

PÁG

8

Leia Os Inovadores, de Walter Isaacson, um livro sobre as décadas de ideias e pesquisas que fizeram surgir os computadores e a internet, e você descobrirá que os institutos norte-americanos tiveram um papel fundamental nessa história. Nem sempre lembrados pelas pessoas, os institutos são lugares que, além de acelerar o conhecimento científico e tecnológico, interagem com indústrias, universidades e grandes ou pequenos empreendedores, gerando resultados visíveis para o desenvolvimento de um país. Ou seja, os institutos tornam a indústria brasileira mais competitiva. Neles, produtos e processos são testados, melhorados e desenvolvidos. Tendências tecnológicas são antecipadas e problemas complexos são resolvidos. Em Florianópolis, por exemplo, existe o Instituto de Inovação de Sistemas Embarcados, aqueles sistemas que se tornam microprocessadores com tarefas específicas, como um roteador. É uma tecnologia presente em aviões, automóveis e reatores nucleares. Ajudar a garantir a qualidade de algo tão importante é uma das tarefas do instituto. Já o Instituto de Alimentos e Bebidas, em Chapecó, se ocupa de produtos de alto valor nutricional e destinado a consumidores específicos, além de segurança e processamento dos alimentos. Ao todo, Santa Catarina tem dez institutos em seis cidades.

44 mil

é o total empresas em SC, que, apesar da baixa econômica, foi o estado que mais contratou na indústria brasileira este ano

Chapecó

Instituto de Tecnologia em Alimentos e Bebidas

Florianópolis

Instituto de Tecnologia em Automação e TIC

NÚMEROS DA INDÚSTRIA

88

%

dos formados em cursos técnicos conseguem emprego no estado

811

mil

trabalhadores da indústria catarinense

Mais de

R$

3,9

mil

é o que ganham 27% dos formados em Cursos Superiores de Tecnologia; 41,5% deles ganham entre R$ 2,4 mil e R$ 3,9 mil

253

é o total de cursos técnicos oferecidos pelo SENAI no estado

Criciúma

Instituto de Inovação em Sistemas Embarcados

Instituto de Tecnologia em Materiais

Blumenau

Instituto de Tecnologia Têxtil, Vestuário e Design

7

Fontes: CNI, Fiesc e SENAI (2015)

Institutos SENAI de Tecnologia em Santa Catarina

3

Instituto de Tecnologia Ambiental

Institutos SENAI de Inovação em Santa Catarina

A que mais contrata A força industrial catarinense é um motivo a mais para escolher este caminho profissional. É a indústria com o maior percentual de trabalhadores com carteira assinada entre todos os estados brasileiros e, em 2015, apesar de também acusar a retração econômica, foi a que mais contratou. Trabalhar no segmento têxtil e vestuário é uma das boas opções. Em maio, 4,5 mil pessoas foram contratadas para trabalhar nesse setor. Procurando o SENAI/SC, são muitas as opções para entrar nesse universo: há cursos de curta duração, técnicos, de graduação tecnológica e de pós-graduação ligados a diversos pontos da indústria – do design de calçados à produção têxtil, dos negócios do vestuário, entre outros. Assim funciona também com os demais setores. Seja para trabalhar com carros, alimentos, informação, segurança, meio ambiente, gestão, logística, plástico, madeira, construção e assim por diante, são múltiplas as portas de entrada oferecidas pelos cursos com diferentes propostas e durações do SENAI/SC.

Alimentos

Vestuário e acessórios

Máquinas, aparelhos e materiais

36,7

%

dos empregos com carteira assinada em Santa Catarina estão na indústria. É o estado brasileiro onde a indústria representa o maior percentual de emprego

Para filtrar a busca Além de escolher um tipo de curso e uma área profissional, muitas vezes é preciso decidir também uma subárea – dentro da Tecnologia da Informação, por exemplo, programar jogos é bem diferente de trabalhar com redes de computadores ou analisar e desenvolver sistemas. Para filtrar o que prefere, entre na apresentação de cada curso (sc.senai.br/cursos2015) e confira com atenção a lista das matérias oferecidas, pensando na afinidade entre elas e o que você mais gosta. Pode parecer óbvio, mas muita gente não reflete o suficiente sobre o conteúdo do que vai estudar.

PÁG

9


INDÚSTRIAS

3.346

41% dos novos Setores

trabalhos da Indústria da Transformação em Santa Catarina, em 2015, foram gerados pelo setor

Obs.: dados sobre número de indústrias e empregados dos setores obtidos na publicação Santa Catarina em Dados 2014, da Fiesc. www.fiescnet.com.br

INICIAÇÃO PROFISSIONAL Corte e Desossa de Carne Suína, Bovina e de Aves (16h) Corte e Desossa de Frangos (20h) Corte e Desossa de Suínos (12h)

Puxando para cima

Corte e Desossa e Industrialização de Carne Bovina (24h) Higiene para Manipuladores de Alimentos (8h) Limpeza e Sanificação na Indústria de Alimentos (8h) Magarefe de Aves (56h) Magarefe de Suínos (40h)

COM DESTAQUES COMO AGRONEGÓCIO, MARICULTURA E VINHOS DE QUALIDADE, ÁREA FAZ SUBIR OS ÍNDICES DE EMPREGO NO ESTADO PÁG

10

Em tempos de retração do mercado, a área de alimentos e bebidas tem puxado para cima os índices de emprego no Estado, sendo responsável por 41% dos novos postos de trabalho da Indústria da Transformação (aquela que transforma materiais, substâncias e componentes em produtos novos) no primeiro semestre de 2015. Por suas características, além de empregados o setor comporta muitos autônomos e empreendedores individuais. Gigantes multinacionais como Bunge, BRF – Brasil Foods, Seara, Aurora e Perdigão tornam o estado um dos maiores exportadores do país. Investimentos constantes em tecnologia, manutenção de qualidade, sanidade e criação de novos produtos demandam profissionais de todos os níveis, da aprendizagem industrial à pós-graduação. Oeste, meio-oeste e extremo oeste são as regiões de destaque da agroindústria. De Florianópolis a Itajaí se concentra a forte indústria da pesca e da maricultura, que tem aumentado a produção de moluscos e gerou mais de três mil empregos nos últimos dois anos. A produção de vinhos e cervejas tem qualidade internacional e é um mercado bastante promissor, com destaque para os vinhos de altitude da serra e a nova geração de cervejas no Vale do Itajaí.

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

103,3 mil

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO

ALIMENTOS E BEBIDAS

O setor é o segundo que mais emprega em Santa Catarina. A agricultura forte é baseada em minifúndios rurais, que dividem espaço com um parque industrial atuante. O agronegócio catarinense é reconhecido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) como segundo mais competitivo do país, sendo o maior produtor brasileiro de cebola, pescados, suínos, ostras e mariscos, e o segundo em aves, arroz, fumo e maçã.

EMPREGADOS

Noções Básicas de Laboratório (32h) APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Análises Físico-químicas em Carnes e Derivados (24h) Análises Físico-químicas em Leites e Derivados (24h) Análises Físico-químicas em Mel (8h) Análises Microbiológicas em Alimentos e Água (40h) Análises Microscópicas em Alimentos e Bebidas (32h) Análises Sensoriais em Alimentos e Bebidas (32h) Boas Práticas de Fabricação na Indústria de Alimentos (20h) Boas Práticas de Laboratório (16h)

GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA E PÓS-GRADUAÇÃO Chapecó

• GT em Alimentos • Pós-Graduação em Tecnologia e Inovação em Alimentos

Florianópolis

• MBA em Gestão para Segurança de Alimentos - EaD

Confeitaria Artística (45h) Confeitaria Básica (60h) Confeitaria Fina (60h) Elaboração do Manual de Boas Práticas de Fabricação (16h) Fabricação de Geléias e Compotas (40h) Fabricação de Leites Fermentados (12h) Fabricação de Queijos (24h)

CURSO TÉCNICO Alimentos

Boas Práticas na Produção e Extração de Mel (16h)

Capinzal, Chapecó, São Lourenço do Oeste, São Miguel do Oeste e Videira

Implantação do Sistema de Análise de Perigo e Pontos Críticos de Controle (36h) Industrialização de Carne de Frango (24h) Industrialização de Carne Suína (32h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL

Industrialização de Frutas e Hortaliças (40h)

Chapecó

• Controle de Qualidade em Produtos Cárneos

Industrialização de Pescados (24h)

Chapecó e Videira

• Fabricação e Conservação de Alimentos

Legislação e Controle de Alimentos de Origem Animal (24h)

Criciúma

• Padeiro e Confeiteiro

Panificação (45h)

Itajaí

• Operador de Processos na Indústria de Alimentos

Jaraguá do Sul

• Química de Fabricação e Conservação de Alimentos

São Lourenço do Oeste

• Fabricação de Biscoitos e Massas Alimentícias

São Miguel do Oeste

• Operador de Processamento de Leites e Derivados

Industrialização do Palmito (40h) Leitura e Interpretação da NBR IS0 22000:2006 (16h) Panificação e Confeitaria (105h) Sistema de Gestão da Qualidade Para Indústria de Alimentos (40h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Cervejeiro (200h) Confeiteiro (200h) Operador Industrial de Alimentos (160h) Padeiro (200h) Mais informações: www.sc.senai.br

PÁG

11


AUTOMOTIVO Setores

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Trabalho

essencial

PÁG

12

RESPONSÁVEL POR MAXIMIZAR PRODUÇÃO COM O MENOR CONSUMO DE ENERGIA, O PROFISSIONAL DA ÁREA É INDISPENSÁVEL NO MUNDO GLOBALIZADO A automação está diretamente ligada ao futuro. O mundo globalizado mira cada vez mais a eficiência de seus processos, e o profissional de automação industrial tem um papel essencial. É ele que busca maximizar a produção com o menor consumo de energia, matérias-primas e emissão de poluentes. Para isso, gerencia e acompanha o desempenho da linha de produção, criando e instalando sistemas digitais para programar e automatizar os equipamentos. Com conhecimento bastante específico, é um profissional especializado que pode gerar grandes economias às empresas, e por isso é bastante valorizado. O extenso e diverso parque industrial catarinense está sempre se modernizando. Os profissionais da área podem atuar em campos tão diversos como a petroquímica, a logística, a agroindústria ou máquinas e equipamentos. Também há trabalho nas empresas que desenvolvem e fornecem os equipamentos e os softwares de automação. O aluno precisa ser dinâmico, estar ligado à inovação e ao empreendedorismo. E não tem jeito: precisa gostar das ciências exatas, já que o curso é uma união de matemática, física, mecânica, eletroeletrônica e informática.

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

Valorizado, o profissional pode atuar em campos como a petroquímica, logística, agroindústria ou máquinas e equipamentos GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA E PÓS-GRADUAÇÃO Blumenau, Florianópolis e

• GT em Automação Industrial

Jaraguá do Sul Blumenau, Florianópolis e Joinville

• Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Industrial

Florianópolis

• Pós-Graduação em Engenharia de Automação

Jaraguá do Sul

• Pós-Graduação em Automação Industrial

Joinville

• Pós-Graduação em Engenharia Mecatrônica Industrial

Blumenau

• Pós-Graduação em Engenharia Mecatrônica

CURSOS TÉCNICOS Automação Industrial

Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Concórdia, Florianópolis, Joinville Norte, Lages, Luzerna, Rio do Sul, São Bento do Sul, São José, São Miguel do Oeste e Tubarão

Automação Industrial – EaD

Florianópolis

Mecatrônica

Chapecó, Jaraguá do Sul, Joinville Norte, Lages e Rio do Sul

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL CLP Associado a Eletro-Hidro-Pneumática Proporcional (40h)

CURSOS TÉCNICOS

Um novo polo no país GRANDES MULTINACIONAIS JÁ SE INSTALARAM EM SANTA CATARINA, E ESTUDOS ESTRATÉGICOS PLANEJAM ATRAIR OUTRAS

Comandos Hidráulicos e Pneumáticos (80h) Controlador Lógico Programável – Avançado (42h) Controlador Lógico Programável – Básico (35h)

Blumenau, Capivari de Baixo, Joinville Sul, Lages, Palhoça e Schroeder

Manutenção de Aeronaves – Aviônicos

São José

Manutenção de Aeronaves

São José

Manutenção de Aeronaves –Grupo Moto Propulsor

São José

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO INICIAÇÃO PROFISSIONAL

Esta área oferece oportunidades de trabalho para todos os níveis de formação, desde o técnico até a pósgraduação, em todos seus setores. A recente instalação das montadoras multinacionais BMW, General Motors, LS MTron e Sinotruk lançou o estado como um novo polo automotivo no país, e há outras montadoras estudando a possibilidade de abrir fábricas por aqui.

Alinhamento e Balanceamento de Rodas (20h)

Isso aqueceu o mercado a ponto da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) desenvolver o estudo Rotas Estratégicas Setoriais 2022 – Indústrias emergentes, que traça metas de desenvolvimento para que o setor cresça tanto quanto ou até mais que os mais consolidados da economia catarinense. O relatório enfatiza a necessidade de profissionais qualificados.

Caixas de Mudanças Veículos Leves, Médios, Semipesados e Pesados (32h)

As montadoras estão vindo por diversos motivos, e um deles é o forte segmento de autopeças do estado, com inúmeros fornecedores e prestadores de serviço. Os formados na área também podem atuar na ampla cadeia de pós-venda e na manutenção automotiva, que inclui concessionárias, oficinas independentes e assistências técnicas.

Comandos Eletro-hidropneumáticos (80h) Comandos Eletro-pneumáticos (40h)

Manutenção Automotiva

INDÚSTRIAS

397

EMPREGADOS

16,4 mil

Mecânica Básica de Automóveis (100h) Mecânica Básica de Motocicletas (100h) Mecânica Básica de Motores Náuticos (45h) Mecânica Básica para Condutores (8h) Mecânico de Manutenção em Veículos Pesados – Rodoviário (80h) APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Auxiliar de Mecânico de Motores de Popa 2 e 4 Tempos (30h)

Eixos Traseiros – Veículos Médios, Semipesados, Pesados e Extrapesados (30h) Eletricidade Automotiva (100h) Eletricidade e Eletrônica para Motores Diesel Eletrônico (40h) Eletrônica Veicular – Básico (40h) Instalador de Som Automotivo Básico (80h) Mecânico de Freios ABS, Controle de Tração e Programa Eletrônico de Estabilidade (40h) Mecânico de Injeção Eletrônica de Automóveis ( 80h) Mecânico de Injeção Eletrônica de Motocicletas (40h) Mecânico de Manutenção de Airbag (40h) Mecânico de Motor de Combustão Interna Ciclo Otto – Básico (40h) Multímetro Automotivo (40h) Reparação e Regulagem de Motores Diesel Eletrônico (40h) Sistema de Freio Pneumático I (32h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Eletricista de Automóveis (160h) Eletricista de Automóveis – EaD (220h) Eletromecânico de Automóveis (360h)

Manutenção de Condomínios (88h)

Instalador de Acessórios Automotivos (200h)

Pneumática Básica (40h)

Mecânico de Automóveis Leves (400h)

Programação Básica de IHM e Configuração de Redes Industriais utilizando Protocolo PROFINET (12h)

Mecânico de Manutenção de Motores Marítimos (180h)

Robótica Industrial Básica (40h)

Mecânico de Motores a Diesel (160h)

ScadaBR (16h)

Mecânico de Motores Ciclo Otto (160h)

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Mecânico de Motores de Popa (160h)

Eletricista de Automação Residencial e Predial ( 170h)

Preparador, Pintor e Polidor Náutico e Automotivo (160h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Rio do Sul

• Mantenedor de Sistemas de Automação Industrial

Mais informações: www.sc.senai.br

Mecânico de Motocicletas (300h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Blumenau, Criciúma, Joinville e Schroeder

• Mecânico de Automóveis e Caminhões

Mais informações: www.sc.senai.br

PÁG

13


Investimento industrial na área deve ser a

terceira maior Setores

do ano no estado

25 milhões de pares de calçados, aproximadamente, são produzidos por ano em SC

CALÇADOS

O desafio de surpreender MESMO COM A RETRAÇÃO ECONÔMICA NO PAÍS, O SETOR CONTRATOU, NO PRIMEIRO SEMESTRE DESTE ANO, EM SANTA CATARINA, MAIS DO QUE NO MESMO PERÍODO EM 2014

PÁG

14

Na Bienal Brasileira de Design 2015, em Florianópolis, os visitantes ficavam surpresos diante de sandálias que mudavam de look com a troca de tiras. Assim é o universo dos calçados, sempre desafiado a surpreender as consumidoras. Elas são o maior foco da produção catarinense do setor, que tem marcas de destaque como Zatz, Século XXX, Lia Line, Bárbara Krás e Raphaella Booz, com produtos vendidos no restante do Brasil e, em alguns casos, em outros países. Por ano, cerca de 25 milhões de pares são produzidos no nosso estado. O destaque são os calçados femininos de couro. Entre 12 atividades industriais pesquisadas, o de calçados foi o que apresentou melhor desempenho no primeiro semestre de 2015, criando mais vagas do que no ano passado. Além do design, a costura, a montagem e a modelagem dos calçados são parte do cotidiano da fabricação. Os conhecimentos exigidos, portanto, vão desde uma maior intimidade com o mundo da moda até o domínio das etapas seguintes, que exigem estudo de materiais e recursos, entre outros.

CURSOS TÉCNICOS Calçados

São João Batista

Design de Calçados

São João Batista

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO INICIAÇÃO PROFISSIONAL Desenho Técnico para Calçados – Básico (60h) APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Corte de Calçados (75h) Costura para Calçados (90h) Modelagem de Calçados Avançada (60h) Modelagem para Calçados – CAD 2D (60h) Preparação de Calçados (52h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Costureiro de Calçados (160h) Desenhista de Calçados (160h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL • Confeccionador de Calçados

Mais informações: www.sc.senai.br

INDÚSTRIAS

507

Novas possibilidades NECESSIDADE DE APERFEIÇOAMENTO PARA DIMINUIR IMPACTO AMBIENTAL PODE AUMENTAR O CAMPO DE TRABALHO NA ÁREA Ainda que as possibilidades digitais apontem uma tendência na diminuição do uso do papel, a utilidade do papel, do papel-cartão e do papelão é maior do que se imagina. Na indústria e no consumo geral, é utilizado desde a produção no setor primário até uma imensa variedade de embalagens de produtos no supermercado. Como um todo, o setor tem, no estado, previsão de crescimento. Mais do que nunca, é uma área que deve se preocupar com sustentabilidade e as questões ambientais. As indústrias planejam alcançar a maior produtividade com o reflorestamento, também para preservar os habitats naturais de plantas e animais. Isso pode aumentar o campo de trabalho na área. O profissional pode trabalhar em viveiros, na criação de mudas e no manejo de florestas, mas também na produção e desenvolvimento de novos produtos. A produção catarinense está principalmente no Planalto Norte e Planalto Serrano. Segundo a FIESC, os empresários pretendem aplicar R$ 217,3 milhões em 2015, fazendo do setor o terceiro em investimento industrial do estado.

Modelagem de Calçados Básica (90h)

São João Batista

CELULOSE E PAPEL

EMPREGADOS

10,5 mil

CURSO TÉCNICO Celulose e Papel

Caçador, Canoinhas, Lages e Videira

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Microscopia – Análise de Fibras Vegetais (16h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Operador de Processo em Fabricação de Embalagens de Papelão Ondulado (200h) Operador de Processo em Fabricação de Papel (240h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Caçador e Canoinhas

• Operador de Máquinas de Fabricar Papel

Mais informações: www.sc.senai.br

INDÚSTRIAS

410

EMPREGADOS

20,2 mil

PÁG

15


28,6%

foi o aumento da produção brasileira de cerâmica entre 2008 e 2015

Setores

CERÂMICO

Fonte: Anfacer

Diversificado e

crescente PRODUTOS CERÂMICOS GANHAM CADA VEZ MAIS APLICAÇÕES, E BRASIL É HOJE O SEGUNDO MAIOR PRODUTOR MUNDIAL

INDÚSTRIAS

EMPREGADOS

675

19,6 mil

Fonte: FIESC (2014)

PÁG

16

PÁG

No Brasil, que é o segundo maior consumidor

ou louça sanitária, servir de isolante elétrico ou para fins

Santa Catarina tem um papel de destaque: aqui

químicos, térmicos e mecânicos. Desdobra-se, ainda,

estão as principais empresas brasileiras (Portobello,

no segmento de cerâmica vermelha, de telhas, tijolos e

Eliane, Cecrisa e outras) e uma exportação que segue

blocos de construção. Com uma grade bem planejada,

para mais de cem países, perdendo apenas para

os cursos de cerâmica do SENAI/SC contemplam essas

a de São Paulo. As empresas catarinenses se

diversas possibilidades, oferecendo os conhecimentos

destacam por design e marca, trabalhando com faixas de preços mais altas. A cerâmica é o material artificial mais antigo produzido pelo homem, e seus objetos muitas vezes nos contam a história de povos remotos. Não surpreende, portanto, que se trate de uma indústria consolidada e cada vez mais variada. A cerâmica reveste não apenas pisos e paredes das casas, mas também fachadas de prédios.

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

Pode ser usada artisticamente, tornar-se louça de mesa

e produtor de revestimentos cerâmicos do mundo,

e as habilidades exigidas para se trabalhar com elas. Saiba mais: sc.senai.br

CURSO TÉCNICO Cerâmica

Criciúma e Tijucas

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Ceramista (800 h) Mais informações: sc.senai.br

17


CURSO TÉCNICO Edificações

Setores

CONSTRUÇÃO CIVIL

À procura de

profissionais especializados

PÁG

18

1,9 mil

novos postos de trabalho foram criados no primeiro semestre de 2015 Fonte: FIESC (2015)

Balneário Camboriú, Blumenau, Chapecó, Concórdia, Jaraguá do Sul, Joinville Norte e Palhoça.

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO INICIAÇÃO PROFISSIONAL Mosaísta (40h) Assentador Cerâmico (40h) Organização de Canteiro de Obras (20h) Instalador Hidráulico Predial – Básico (100h) Programa Competências Transversais – Desenho Arquitetônico EaD (14h) APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Assentador de Porcelanato (40h) Carpinteiro de Formas para construção civil (100h) Composição de Ambientes (45h)

TECNOLOGIA DINAMIZA CONSTRUÇÃO CIVIL E EXIGE FORMAÇÕES MAIS ESPECÍFICAS

Desenho para Design de Interiores (60h)

Imagine controlar uma casa a distância pelo smartphone. Imagine uma máquina de rebocar paredes. Essas são só duas entre muitas realidades geradas pela tecnologia na construção civil em anos recentes. Nesse cenário, há uma demanda por trabalhadores cada vez mais especializados – o sistema que automatiza a casa precisa de quem o instale, a máquina que reboca de quem a opere, e assim por diante.

Leitura e Interpretação de Projetos da Construção Civil (80h)

A construção civil tem deve ser “priorizada em todas as regiões do estado”, diz um estudo da FIESC, pois se trata de um setor que pode “gerar efeitos positivos em cadeia sobre as diferentes atividades econômicas”. A construção de edifícios absorve praticamente metade dos trabalhadores em Santa Catarina. Portanto, as cidades que mais crescem geram muitos empregos na área: Balneário Camboriú, Navegantes, Palhoça e São José são alguns exemplos. Itapema é outro: apesar de ter apenas 52 mil habitantes, tem hoje quase 3 mil trabalhadores na construção civil. Além de curso técnico em sete cidades destacadas no setor, o SENAI oferece especialização em diversos setores da área.

Armador de Ferragem (200h)

Saiba mais: sc.senai.br

Gestão da Construção Civil (96h) Leitura e Interpretação da Norma de Desempenho – ABNT NBR 15575:2013 – Desempenho das Edificações Habitacionais (16h) Leitura e Interpretação de Esquemas Elétricos (32h) Manutenção Predial (100h) Montador de Andaimes (40h) Operador de Máquinas da Construção Civil (16h) Orçamentista de Obras (60h) Pedreiro de Alvenaria – Básico (100h) Revestidor de Obras (40h) Manutenção em Redes e Ramais de Abastecimento de Água (32h) Vidraceiro – Básico (80h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Aplicador de Revestimento Cerâmico (160h) Auxiliar de Manutenção Predial (180h) Carpinteiro de Esquadrias (160h) Carpinteiro de Obras (200h) Desenhista da Construção Civil (200h) Encanador Instalador Predial (200h) Instalador Hidráulico Residencial (200h) Mestre de Obras (300h) Pedreiro de Alvenaria (200h) Pedreiro de Alvenaria Estrutural (160h) Pedreiro de Revestimento em Argamassa (160h) Pintor de Obras (200h) Vidraceiro (160h) Desenhista Técnico de Edificações – EaD (160h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Desenhista Arquitetônico (800h) Oficial de Edificações (800h) Pedreiro de Edificações (850h) Mais informações: sc.senai.br

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

PÁG

19 13


18%

da produção brasileira de máquinas, aparelhos e materiais elétricos está em Santa Catarina

Setores

ELETROELETRÔNICO

INDÚSTRIAS 1

Atuação requisitada

e variada

PÁG

20

1,9 mil

EMPREGADOS 1

78,3 mil

Fonte: FIESC (2014) 1 - Os totais somam indústrias de máquinas, equipamentos e indústrias de máquinas, aparelhos e materiais elétrico

CURSO TÉCNICO Eletrônica

Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Concórdia, Jaraguá do Sul, Joinville Norte, Luzerna, Rio do Sul e São José

Eletroeletrônica – EaD

Jaraguá do Sul

Eletrotécnica

Blumenau, Brusque, Caçador, Campos Novos, Canoinhas, Chapecó, Concórdia, Curitibanos, Florianópolis, Fraiburgo, Guaramirim, Indaial, Itajaí, Itapiranga, Jaraguá do Sul, Joinville Norte, Lages, Luzerna, Mafra, Maravilha, Otacílio Costa, Rio do Sul, Rio Negrinho, São Bento do Sul, São José, São Miguel do Oeste, Schroeder, Tijucas, Timbó, Tubarão, Videira e Xanxerê

PÁG

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Controladores Lógicos Programáveis Básicos (40h) Eletricista de Automação Industrial (100h) Eletricista de Automação Predial (80h) Eletricista de Manutenção Industrial (60h) Eletrônica Avançada (100h) Eletrônica Básica (100h) Eletrônica de Potência (100h) Programação de Microcontroladores PIC (60h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Automação industrial (160h)

PROFISSIONAIS DE ELETROELETRÔNICA SÃO NECESSÁRIOS PARA O DESENVOLVIMENTO DE OUTROS SETORES INDUSTRIAIS

Eletricista Industrial (200h) Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão (200h) Eletricista Naval (200h) Instalador de Sistemas Eletrônicos de Segurança (200h)

A tecnologia eletroeletrônica é indispensável no nosso cotidiano e na indústria. Trabalhar na área é se envolver com atividades tão variadas quanto o funcionamento elétrico de um prédio, a automação de uma fábrica ou a produção de máquinas, aparelhos e materiais elétricos – que responde, em Santa Catarina, a 18% da produção total brasileira no setor. A fabricação específica de geradores, transformadores e motores elétricos se destaca ainda mais, assim como a de eletrodomésticos de linha branca (cada uma delas responsável por 27% da fabricação nacional).

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

Além de desenvolver e produzir equipamentos e sistemas eletroeletrônicos, o profissional deve dominar a sua instalação, acionamento, controle e manutenção. Como toda indústria demanda esse tipo de serviço, trata-se de um trabalho muito requisitado e exercido em setores variados. As empresas de eletroeletrônica estão entre as que mais investem em pesquisa e a área está em expansão. Jaraguá do Sul e Joinville são as duas cidades que mais empregam profissionais de eletroeletrônica no estado. Saiba mais: sc.senai.br

Montador de Painéis Elétricos (160h) Reparador de Circuitos Eletrônicos (280h) Eletricista Industrial – EaD (380h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Eletricista de Manutenção (800h) Manutenção Industrial (800h) Montador de Equipamentos Elétricos (Transformadores) Eletricista de Instalações Industriais (800h) Eletricista de Instalações Prediais (800h) Mais informações: sc.senai.br

21


CURSOS DE CURTA DURAÇÃO INICIAÇÃO PROFISSIONAL Capacitação Básica em Lean Manufacturing (16h) Conferente (30h) Fundamentos de Marketing (52h) MASP/PDCA (20h)

Setores

Negociação em Compras (20h) Planejamento Estratégico (20h) Programa 5s (16h) Qualidade no Atendimento ao Cliente (16h) Recrutamento e Seleção (20h)

GESTÃO

Técnicas Administrativas para Faccionistas (52h) Programa Competências Transversais – Propriedade Intelectual – EaD (14h)

Especialista em resultados SABER SE COMUNICAR E SE RELACIONAR BEM, LIDAR COM PRAZOS E DESAFIOS, ORGANIZAR PROCESSOS E CRIAR ESTRATÉGIAS ESTÃO ENTRE AS HABILIDADES NECESSÁRIAS

PÁG

22

Sem um gestor, os problemas, imprevistos e improvisos de uma empresa ou indústria tendem a se acumular e a gerar prejuízos. O gestor é especializado em evitar que isso aconteça. É um profissional que aprende a obter o melhor resultado possível com o tempo, os recursos e os profissionais disponíveis. Alguém que pode transformar uma simples lanchonete em uma cadeia de supermercados. São muitas as variáveis de emprego na área. Há trabalhos no setor de recursos humanos, gerenciando pessoas; nas áreas logística, financeira, produtiva, operacional, de marketing; ou na administração geral de uma empresa. Saber se comunicar e se relacionar bem, lidar com prazos e desafios, organizar processos e criar estratégias estão entre as habilidades necessárias. O SENAI oferta cursos na área de gestão, desde a iniciação profissional aos MBAs e pós-graduações, com opções que atendem as necessidades do setor (consultoria empresarial, gestão industrial, de projetos, integrada do meio ambiente, entre outras). E também opções, quem oferecem habilidades específicas indispensáveis para quem quer ser bem-sucedido na área. São muitas as variáveis de emprego. Pode-se trabalhar gerenciando pessoas; nas áreas de logística, financeira, produtiva, operacional, de marketing; ou na administração geral de uma empresa. Saiba mais: sc.senai.br

GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA Blumenau

• GT em Gestão Ambiental • Pós-Graduação em Gerenciamento de Águas e Efluentes • Pós-Graduação em Moda e Gestão • Pós-graduação em Gestão da Segurança da Informação

Florianópolis

• MBA em Gestão de Projetos – EaD • MBA em Gestão de Obras de Edificações • MBA em Consultoria Empresarial – EaD • MBA em Gestão de Serviços Compartilhados – EaD • MBA em Gestão Estratégica de Instituições de Educação Profissional e Tecnologia – EaD

Joinville

Programa Competências Transversais – Finanças Pessoais – EaD (14h) Programa Competências Transversais - Legislação Trabalhista – EaD (14h) Programa Competências Transversais – Empreendedorismo – EaD (14h) APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

Administração da Produção (140h)

Gestão de Frota (16h)

Administração Financeira (40h)

Gestão de Processos (20h)

Analista da Qualidade (130h)

Gestão de Projetos (20h)

Aperfeiçoamento para Supervisores do Vestuário (880h)

Gestão de Recursos Humanos (60h)

Auditor interno da ISO 14001 – 2004 (24h)

Gestão de Transporte (40h)

Controle de Qualidade Industrial (30h)

Inspetor de Linha de Produção (45h)

Controle de Qualidade na Indústria Têxtil e Confecção (35h)

Lean Office (16h)

Controle do Processo Produtivo (30h)

Legislação Trabalhista (21h)

Controle Estatístico do Processo (CEP) (16h)

Leitura e Interpretação da NBR ISO/IEC 17025:2005 (16h)

Custos Industriais (15h)

Leitura e Interpretação da Norma ISO 9001:2008 (16h)

Departamento Pessoal (44h)

Leitura e Interpretação da OHSAS 18001:1999 (16h)

Desenvolvimento de Coordenadores de Treinamento (24h)

Liderança em Gestão de Processos (74h)

Diagnóstico e Solução de Problemas (12h)

Modelo de Excelência da Gestão (16h)

Ferramentas da Qualidade para Equipes de Melhoria (20h)

Noções Básicas de Produção Mais Limpa – P + L (32h)

Formação de Auditores Ambientais Internos (24h)

Produção Têxtil Sem Estoque – JIT e Kanban (16h)

Formação de Auditores do Programa 5s (16h)

Técnicas de Negociação (8h)

Formação de Auditores Internos da ABNT NBR ISO 22000:2006 (24h)

Técnicas de Vendas (30h)

Formação de Auditores Internos da NBR ISO 9001:2008 (24h) Formação de Auditores Internos PBQP-H com leitura e interpretação da norma SiAC (24h) Formação de Auditores OHSAS 18001:2007 (24h) Formação Gerencial (16h) Gestão Ambiental (75h)

• MBA em Gestão Industrial

Gestão Aplicada de Custos e Formação de Preços (8h)

• MBA em Gestão para Excelência – EaD

Gestão Competitiva Através da Qualidade Total (42h)

• MBA em Gestão Integrada do Meio Ambiente

Gestão da Performance Estratégica com Aplicação do Balanced Scorecard (24h)

• MBA em Lean Manufacturing

Gestão de Armazenagem (16h)

• Pós-graduação em Gestão da Segurança da Informação

Gestão de Custos e Formação de Preço de Venda (20h)

• Pós-graduação em Gestão de Processos Industriais

Recursos Humanos

Agente de Inspeção de Qualidade (160h) Alimentador de Linha de Produção (160h) Assistente de Controle de Qualidade (180h) Assistente de Planejamento e Controle de Produção (160h) Auxiliar Administrativo (160h) Controlador e Programador de Produção (160h) Almoxarife – EaD (160h) Assistente Administrativo – EaD (160h) Assistente de Recursos Humanos – EaD (160h) Inglês Técnico para Pilotos e Controladores de Tráfego Aéreo – EaD (160h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Assistente Administrativo Industrial (800h)

CURSO TÉCNICO Qualidade

Gestão para Liderança em Processos (60h)

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Auxiliar Administrativo (1600h) Blumenau, Caçador, Florianópolis, Indaial, Rio do Sul, São Bento do Sul e Timbó

Assistente de Planejamento e Controle de Produção (400h)

São José e Tubarão

Controle dos Processos da Qualidade (800h)

Inspetor de Análise da Qualidade Processos da Qualidade em Metalurgia

Mais informações: sc.senai.br

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

PÁG

23


40%

Setores

de aumento de salário para o especialista em logística, no Brasil, foi o previsto em um levantamento feito este ano

LOGÍSTICA

Profissional estratégico

Fonte: Page Group (2015)

ATUANTES NA ÁREA SÃO CADA VEZ MAIS IMPORTANTES NO MERCADO

PÁG

24

Para quem compra um videogame online, são algumas teclas digitadas e a espera pelo carteiro tocando o interfone. Para que isso seja possível, porém, existe um processo complexo por trás, que inclui o envio de matérias-primas até a fábrica do videogame e o longo caminho, cheio de armazenamentos, que o equipamento faz entre um país distante e a porta da sua casa. É com a organização desse tipo de fluxo que lida o profissional de logística, que trabalha em portos, aeroportos, transportadoras, fábricas, comércio virtual, atacado, varejo ou nas próprias empresas especializadas em logística. Entre as suas tarefas está a de lidar com a preservação e distribuição de produtos, atender clientes, organizar estoques e entender os sistemas de transporte – tendo sempre em vista a redução de custo e tempo. Levantamento feito no Brasil por uma grande empresa internacional de consultoria, a Page Group, incluiu o especialista de logística entre os nove profissionais mais buscados no início de 2015 no país, ressaltando a importância estratégica do setor e prevendo nele um aumento de salário de 40%. Saiba mais: sc.senai.br

CURSO TÉCNICO Logística

Blumenau, Concórdia, Itajaí, Joinville Sul, São José e Tijucas PÁG

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO INICIAÇÃO PROFISSIONAL Programa Competências Transversais – Fundamentos de Logística – EaD (14h) APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Auxiliar de Comércio Exterior (40h) Gestão Operacional Terminal de Cargas (21h) Leiautes para Armazenagem (16h) Logística (135h) Logística de Suprimentos e Compras (16h) Logística Empresarial (28h) Monitoramento de Contêiner Reefer (16h) Operador de Portâiner (100h) Operador de Transpaleteira (8h) Operador de Transtâiner (100h) Vistoriador de Container (30h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Almoxarife (160h) Assistente de Operação de Logística Portuária (160h) Operador de Empilhadeira (160h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Assistente de Operações Logísticas (800h) Mais informações: sc.senai.br

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

25


2.155

Setores

MADEIRA E MOBILIÁRIO

Profissão e vendas em alta

foi o saldo positivo de novos empregos no primeiro semestre de 2015. A venda de peças de madeira aumentou 6,5% em comparação com o mesmo período de 2014 Fonte: FIESC (2015)

SETOR CRESCE MESMO EM MOMENTO ECONÔMICO DIFÍCIL E VALORIZA QUALIFICAÇÃO

PÁG

26

Mesmo com a retração da economia em 2015, o setor de madeira e mobiliários teve crescimento das vendas em Santa Catarina. Especialistas explicam o resultado pelo aumento das exportações e pela valorização dos móveis catarinenses. A indústria, no estado, é uma das mais importantes do país, tendo quase dobrado o total de trabalhadores entre 2005 e 2015. As cidades que mais empregam são Caçador, Rio Negrinho e São Bento do Sul – essa última exportadora de mais de 50% dos móveis confeccionados em pinus no Brasil. É nela que fica o curso técnico de Design de Móveis do SENAI, um dos conhecimentos mais valorizados na área, pois permite diferenciar os produtos no mercado e fazer empresas despontarem. Seja no segmento de produtos de madeira, desdobramento de madeira ou de fabricação de móveis, uma das prioridades é valorizar a qualificação dos profissionais, ajudando Santa Catarina a se tornar modelo no setor. O momento econômico fez com que houvesse menos contratações este ano que nos dois últimos, mas ainda assim o setor teve, no estado, um saldo positivo de 2.155 novos empregos no primeiro semestre. Saiba mais: sc.senai.br

CURSO TÉCNICO Design de Móveis

São Bento do Sul

Móveis

São Bento do Sul

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Preparador e Aplicador de Material de Acabamento com Pistola (20h) Processos de Serraria (24h) Programador CNC Madeira (40h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Desenhista de Móveis (160h) Design de Interiores (210h) Estofador de Móveis (160h) Marceneiro (280h) Montador de Móveis (160h) Operador de Máquinas de Marcenaria (160h) Projetista de Móveis (220h) Prototipista de Móveis (200h) Tecnologia da Madeira (326h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Marceneiro (800h)

INDÚSTRIAS

5,4 mil

Fonte: FIESC (2014)

EMPREGADOS

68,8 mil

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

Aprendizagem Industrial em Prototipista (800h) Desenhista Industrial de Móveis (800h)

Mais informações: sc.senai.br

PÁG

27


Setores

GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA Blumenau

MEIO AMBIENTE

• GT em Gestão Ambiental • Pós-Graduação em Gerenciamento de Águas e Efluentes

Florianópolis

• MBA em Gestão Integrada do Meio Ambiente

CURSO TÉCNICO

Competitividade com sustentabilidade PÁG

28

ATUANTE NA ÁREA PRECISA CONCILIAR DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E PREOCUPAÇÕES AMBIENTAIS Atuando em um mercado em expansão, o gestor ambiental tem o desafio de conciliar o desenvolvimento econômico e as crescentes preocupações com o meio ambiente. Não é por acaso que o Programa de Desenvolvimento Industrial Catarinense, o PDIC 2022, da FIESC, tem como slogan “competitividade com sustentabilidade”: as exigências da legislação e dos consumidores apontam que o futuro está no equilíbrio entre esses dois fatores. Para buscá-lo, o profissional da área pode trabalhar com educação, assessoria e consultoria ambientais, programas de reciclagem, otimização de recursos naturais, controle de emissões e resíduos, certificações, avaliação de impactos, recuperação de áreas degradadas, marketing e elaboração de políticas do meio – especialistas apontam. Por exemplo, uma falta de técnicos em gestão ambiental nas prefeituras brasileiras. A atuação na área combina conhecimentos de biologia, ecologia e gestão, sendo que visão empreendedora, dinamismo e espírito conciliador são algumas das qualidades desejadas. É meta do PDIC ampliar os programas de formação em sustentabilidade, acompanhando as expectativas da sociedade em relação ao tema. Saiba mais: sc.senai.br

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

Técnico em Controle Ambiental

Blumenau e Chapecó

Técnico em Meio Ambiente – EaD

Blumenau

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO INICIAÇÃO PROFISSIONAL Aspectos e impactos ambientais (8h) Tratamento de Águas (16h) Programa Competências Transversais – Educação Ambiental – EaD (14h) APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Análises de Laboratório para Monitoramento de Águas e Efluentes (24h) Controle Operacional de Sistemas de Tratamento de Águas (40h) Controle Operacional de Sistemas de Tratamento de Esgotos (40h) Dimensionamento e Seleção de Hidrômetros (24h) Gerenciamento de Resíduos Sólidos (16h) Licenciamento Ambiental (16h) Medidas de Redução de Perdas de Água em Redes de Abastecimento (40h) Microbiologia de Lodos Ativados (16h) Saneamento Básico com Ênfase em Construção e Manutenção de Sistemas de Distribuição de Água (12h) Saneamento Básico com Ênfase em Construção e Manutenção de Sistemas de Tratamento de Esgoto (12h) Tratamento Anaeróbio de Efluentes (20h) Tratamento de Efluentes Industriais (20h) Tratamento Físico Químico de Efluentes (20h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Auxiliar de Laboratório de Saneamento (160h) Operador de Tratamento de Águas e Efluentes (160h) Mais informações: sc.senai.br

PÁG

29


CURSOS DE CURTA DURAÇÃO

Setores

METALMECÂNICO

Lideranças e investimentos COM DESTAQUES NACIONAIS EM PRODUTOS FABRICADOS PELO SETOR, SANTA CATARINA GANHA FÁBRICAS IMPORTANTES EM IÇARA E ARAQUARI

INICIAÇÃO PROFISSIONAL

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Ajustador Serralheiro (100h)

Ajustador Mecânico (160h)

Leitura e Interpretação de Desenho de Tubulações Industriais (40h)

Artífice de Estrutura de Obras e Metalurgia (360h)

Metrologia Dimensional (30h)

Caldeireiro (160h)

Tratamento Térmico Aplicado aos Aços (32h)

Desenhista Mecânico (160h)

Soldador naval – Básico (60h)

Encanador Industrial (160h)

APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

Fresador Mecânico (200h)

Alinhamento de máquinas rotativas industriais (16h)

Manutenção de Máquinas Industriais (200h)

Análise de falhas de máquinas (16h)

Manutenção em Máquinas de Costura Industrial (360h)

CAD - Autodesk Inventor (40h)

Mecânica Geral (390h)

CAM para Torno e Centro de Usinagem (60h)

Mecânico de Máquinas de Usinagem (300h)

Comandos Hidráulicos (40h)

Mecânico de Máquinas Industriais (300h)

Conformação Mecânica (80h)

Mecânico de Tear (160h)

Cortador e Soldador no Processo Oxiacetilênico (40h)

Mecânico de Usinagem Convencional (360h)

Defeitos de Fundição (8h)

Montador de Estruturas Metálicas (200h)

Desenhista Projetista de Máquinas (200h)

Operador de Fresadora com Comando Numérico Computadorizado (200h)

Desenhista Técnico (197h) Desenho 2D e 3D (80h) Desenho em CAD – 2D (48h)

PÁG

30

Com a maior variedade de cursos ofertados pelo SENAI, o setor metalmecânico é um dos mais consolidados no estado e está ganhando novos investimentos importantes: a líder nacional da fabricação de porcas e parafusos, Ciser, está construindo fábrica em Araquari, e a empresa italiana Cimolai, em Içara – dois investimentos que, juntos, vão gerar mais de mil empregos diretos. O setor tem também outras fábricas de destaque em Santa Catarina, como Docol, Embraco, Tuper, Tupy e WEG. A maioria dos empregos na área fica em Joinville. Além de trabalhar nas linhas de produção, os profissionais de metalmecânica também podem desenvolver tecnologias, projetar novos produtos ou se envolver com a assistência técnica e a venda de máquinas, peças e equipamentos. O estado lidera nacionalmente a fabricação de produtos tão diferentes quanto troféus e medalhas, cubas, pias e tanques de aço inox e vasos de pressão industriais. Saiba mais: sc.senai.br INDÚSTRIAS

3,9 mil

EMPREGADOS

57,6 mil

GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA

Desenho em CAD – 3D (60h) Leitura e Interpretação de Desenho Técnico (40h)

Operador de Máquinas de Usinagem com Comando Numérico Computadorizado (200h) Operador de Máquinas de Usinagem Convencionais (300h) Operador de Torno com Comando Númérico Computadorizado (200h)

Blumenau, Chapecó, Jaraguá do Sul e Joinville

GT em Fabricação Mecânica

Chapecó

CST em Manutenção Industrial

Leitura e Interpretação de Normas Técnicas Voltadas à Soldagem (40h)

Joinville

Pós-Graduação em Engenharia de Manutenção Industrial

Manutenção de Bombas Industriais (16h)

Projetista de Máquinas (180h)

Manutenção de Redutores de Velocidade (16h)

Pós-graduação em Gestão da Manutenção Industrial

Mecânico de Manutenção de Filatório (120h)

Soldador - Básico (Eletrodo Revestido, MIG, MAG, TIG e Oxigás) (160h)

Mecânico de Manutenção de Maçaroqueira (120h)

Soldador Naval (160h)

Mecânico de Manutenção de Máquinas de Costura Industriais Eletrônicas e Especiais (100h)

Soldador no Processo Eletrodo Revestido Aço Carbono e Aço Baixa Liga (160h)

Mecânico de Manutenção de Passador (80h)

Soldador no processo MIG/MAG (160h)

Mecânico de Manutenção de Retorcedeira (80h)

Soldador no processo TIG em aço (160h)

Mecânico de Manutenção em Carda (90h)

Torneiro Fresador (400h)

Mecânico de Tear de Pinça m3 e m5 (80h)

Torneiro Mecânico (160h)

Florianópolis

Leitura e Interpretação de Desenho Técnico Mecânico (100h)

CURSO TÉCNICO Construção Naval

Itajaí

Eletromecânica

Blumenau, Brusque, Caçador, Canoinhas, Capivari de Baixo, Chapecó, Concórdia, Curitibanos, Fraiburgo, Guaramirim, Itajaí, Itapiranga, Jaraguá do Sul, Joinville Sul, Lages, Otacílio Costa, Pomerode, Rio do Sul, São Bento do Sul, São Lourenço do Oeste, São Miguel do Oeste, Tijucas, Timbó, Tubarão, Videira e Xanxerê

Fabricação Mecânica

Joinville Norte e São Bento do Sul

Mecânica

Blumenau, Brusque, Caçador, Canoinhas, Capinzal, Chapecó, Concórdia, Fraiburgo, Guaramirim, Indaial, Ituporanga, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville Norte, Joinville Sul, Lages, Luzerna, Mafra, Palhoça, Pomerode, Rio do Sul, São Bento do Sul, Schroeder, Timbó, Videira e Xanxerê

Fonte: FIESC (2014)

Metalurgia

Blumenau, Rio do Sul, Schroeder e Tubarão

Processos de Geração de Energia Elétrica

Capivari de Baixo

Operador em Usinagem Convencional com Introdução a CNC (180h) Preparador e Operador de Máquinas CNC (300h)

Mecânico para Malharia (72h) Montador e Soldador de Tubulações - Processo Eletrodo Revestido (80h) Montagem e desmontagem de rolamentos (16h) Planejamento e controle de manutenção (16h) Programador de Torno CNC (60h) Programador e Operador de Centro de Usinagem (100h) Programação Avançada de Centro de Usinagem (80h) Retificação (32h) Soldador - Avançado (Eletrodo Revestido, MIG/MAG e TIG) (120h) Soldador Eletrodo Revestido - Básico (40h) Soldador MIG e TIG - Básico (40h) Soldador MIG/MAG - Básico (40h) Soldador TIG - Básico (40h) Soldador e Montador de Estruturas Metálicas (100h) Solidworks Avançado (40h) Solidworks Básico (40h) Solidworks Chapas e Estruturas (40h) Supervisor de Soldagem (96h)

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

Artífice Mecânico (360h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Ajustador Mecânico Caldeireiro Montador Naval Controlador de Processos Mecânicos Desenhista Mecânico Ferramenteiro Mecânico de Manutenção de Máquinas em Geral Mecânico de Produção Veicular Mecânico Montador de Implementos Rodoviários Operador de Máquinas de Usinagem Torneiro Mecânico Mais informações: sc.senai.br

PÁG

31


Setores INDÚSTRIAS

964

EMPREGADOS

39,9 mil Fonte: FIESC (2014)

PLÁSTICO E POLÍMEROS

Em constante evolução INVESTIMENTOS EM NOVAS TECNOLOGIAS E QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL SÃO PRIORIDADES PARA GARANTIR O CRESCENTE DINAMISMO DO SETOR

PÁG

32

A evolução dos produtos é também a evolução do uso do plástico. Se nas primeiras décadas do século XX, o material era empregado em itens como telefones fixos, agora compõe livros eletrônicos, telas plásticas flexíveis e 100% da carcaça de um Boeing 787. No futuro, afirma a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), a previsão é a de carros sem condutores quase inteiramente construídos com peças plásticas. Santa Catarina é hoje o segundo estado que mais emprega no setor (11,4% do total brasileiro) e nele tem uma produção per capita equivalente à de países desenvolvidos, com grandes empresas bem distribuídas pelas regiões. Entre

os destaques estão as produções de embalagens de alimentos, eletrodomésticos, peças de equipamentos eletrônicos, produtos da construção civil, produtos descartáveis e autopeças. O setor deve apostar cada vez mais em novas tecnologias, matérias-primas de fontes renováveis e valorização da reciclagem na cadeia produtiva. Para acompanhar essas tendências, a formação e capacitação de profissionais serão valorizadas. A regulamentação de estágios obrigatórios em empresas na região sul e no Vale do Itajaí é uma das metas. Saiba mais: sc.senai.br

128%

foi o aumento das exportações de produtos diversos do setor entre 2007 e 2013 no estado. Fonte: FIESC (2014)

CURSO TÉCNICO P lástico

Criciúma, Joinville Norte e São Bento do Sul

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Tecnologia em Processamento de Polímeros (35h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Moldador de Plástico por Extrusão (160h) Operador de Injetora e Extrusora de Plástico (160h) Operador de Injetores para Termoplásticos (192h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Moldador de Plásticos por Injeção Processos de Produção de Produtos de Borracha Transformador de Resinas Plásticas Mais informações: sc.senai.br

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015


Setores

Contratar profissionais qualificados para promover PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) é uma prioridade de curto prazo no estado

Quem atua na área pode trabalhar por conta própria, em oficinas especializadas em assistência técnica, comercializando equipamentos ou até em grandes indústrias

Fonte: FIESC (2014)

Fonte: FIESC (2014)

QUÍMICO

PÁG

34

REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO

Em todas as indústrias

Em crescimento

NENHUM SETOR PRESCINDE HOJE DA QUÍMICA, E LIDAR COM RESPONSABILIDADE AMBIENTAL É UMA DAS FUNÇÕES EM ALTA

MANTENDO TENDÊNCIA DE ANOS RECENTES, PROFISSÃO TEVE SALDO POSITIVO DE EMPREGO NOS ÚLTIMOS 12 MESES

A possibilidade de atuar em diversas áreas é um dos diferenciais da carreira. Como destaca um estudo da Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM), é possível afirmar que “nenhum setor de atividade prescinde da química atualmente”. Ela está nas indústrias de alimentos, cosméticos, tintas, borracha, cerâmica, medicamentos, têxtil, petroquímica, agroquímica e assim por diante. O técnico em química ajuda a desenvolver produtos e a monitorar processos nesses diferentes setores. O Brasil tem o 9º maior faturamento da indústria química mundial. Santa Catarina, especificamente, destacase em tintas, vernizes, esmaltes, solventes e nos corantes e insumos necessários nas indústrias cerâmica e têxtil. O setor é considerado estratégico para o futuro industrial do estado e a contratação de profissionais qualificados para promover PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) é uma prioridade de curto prazo. Saiba mais: sc.senai.br

CURSO TÉCNICO Química

Blumenau, Chapecó, Jaraguá do Sul e Joinville Norte

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Métodos Analíticos em Análises Bacteriológicas e Físico-Químicas (40h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Operador de Processos Químicos Industriais (200h)

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Controlador dos Processos da Qualidade na Indústria dos Plásticos Química Industrial – Tintas e Vernizes

Mais informações: sc.senai.br

CURSO TÉCNICO Refrigeração e Climatização

528

EMPREGADOS

9,7 mil

São José

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO INICIAÇÃO PROFISSIONAL Operador de Sala de Máquinas de Refrigeração (48h) Operador de Sistema de Refrigeração Industrial por Amônia (40h) Refrigeração Comercial (90h) Refrigeração Industrial – Básica (60h) APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Instalador de Split System (28h) QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Instalador de Refrigeração e Climatização Doméstica (160h) Mecânico de Refrigeração e Climatização Industrial (160h) Mecânico de Refrigeração Residencial e Comercial (160h)

Saiba mais: sc.senai.br INDÚSTRIAS

Fonte: FIESC (2014)

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

Enquanto o momento é de diminuição das contratações, o emprego para quem faz a manutenção e a instalação de aparelhos de refrigeração e climatização aumentou no último ano, concluiu um levantamento do SENAI divulgado em agosto. O setor, especialmente na última década, beneficiou-se do crescimento na construção civil e do aumento do conforto nos lares brasileiros. Nesse cenário, os profissionais qualificados são cada vez mais necessários. Quem atua na área pode trabalhar por conta própria, em oficinas especializadas em assistência técnica ou comercializando equipamentos. Há também trabalho nas grandes indústrias, otimizando os sistemas de refrigeração.

Mais informações: sc.senai.br

PÁG

35


Setores

SEGURANÇA DO TRABALHO

Múltiplas atividades

CURSO TÉCNICO Segurança do Trabalho

Araquari, Balneário Camboriú, Blumenau, Brusque, Caçador, Canoinhas, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Florianópolis, Indaial, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville Norte, Pinhalzinho, Porto União, São Francisco do Sul, São José, São Lourenço do Oeste, São Miguel do Oeste, Seara, Taió, Tijucas, Timbó, Videira e Xanxerê

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO INICIAÇÃO PROFISSIONAL Brigada de Emergência (28h) Noções de primeiros socorros e combate a incêndio (8h) Operador de Elevadores de Obra – Guincheiro (16h) Operador de Empilhadeira de Pequeno Porte (20h) APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL NR 10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade Básico - EaD (40h) NR 10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade Básico - Reciclagem (8h) NR 10 - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade Básico - Reciclagem - EaD (20h)

PÁG

36

NR 10 - Segurança no Sistema Elétrico de Potência (SEP) e em suas Proximidades - Complementar (40h) NR 10 - Segurança no Sistema Elétrico de Potência (SEP) e em suas Proximidades - Complementar - EaD (40h) NR 10 - Segurança no Sistema Elétrico de Potência (SEP) e em suas Proximidades - Complementar - Reciclagem - EaD (24h) NR 10- Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade Básico (40h) NR 11 - Operador de Empilhadeiras de Grande Porte (40h) NR 11 - Operador de Ponte Rolante e Talha Elétrica (12h) NR 11 - Segurança na Operação de Empilhadeira de Pequeno Porte (16h) NR 12 - Segurança na Operação de Máquinas Automotrizes ou Autopropelidas (16h)

TER INICIATIVA É FUNDAMENTAL PARA GARANTIR A QUALIDADE DO TRABALHO DOS FUNCIONÁRIOS Analisar riscos para prevenir acidentes e preservar a saúde de trabalhadores é a principal tarefa do técnico em segurança do trabalho. Para cumprir essa tarefa, ele realiza muitas atividades: acompanha funcionários em campo para conhecer detalhadamente o que fazem, promove campanhas

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

NR 12 - Segurança na Operação de Máquinas Injetoras de Plásticos (8h)

educativas, divulga normas de segurança e saúde, estuda estatísticas de acidentes, sugere medidas de prevenção e participa de perícias. Lugares tão diferentes como a indústria alimentícia ou metalúrgica, hospitais e companhias de eletricidade contratam esses profissionais, em número que varia de acordo com o total de funcionários e o grau de risco das funções em questão. Outra opção a ser considerada é a de trabalhar como consultor na área. No curso técnico do SENAI, oferecido em diversas cidades catarinenses, o aluno aprende a fazer tudo na prática. Para o cumprimento da legislação, o SENAI oferece diversos cursos de aperfeiçoamento, tanto presenciais quanto a distância. Saiba mais: sc.senai.br

NR 12 - Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos (8h) NR 13 - Treinamento de Segurança na Operação de Caldeiras (40h) NR 13 - Treinamento de Segurança na Operação de Unidades de Processo (40h) NR 33 - Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados Supervisores de Entrada (40h) NR 33 - Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados Trabalhadores Autorizados e Vigias (16h) NR 35 - Segurança no Trabalho em Altura (8h) NR 35 - Trabalho em Altura - Supervisores (40h) NR20 - Segurança e Saúde no Trabalho com Inflamáveis e Combustíveis - Básico (8h) Operador de Máquinas Pesadas (20h) Segurança na Operação de Máquinas - Guindauto (12h) Segurança na Operação de Máquinas Florestais (16h) Mais informações: sc.senai.br

PÁG

37


R$ 4.114 é o salário médio, em SC, dos analistas de sistemas de computação que completam a graduação na área

Setores

Fonte: Fiesc (2014)

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PÁG

38

Ao usar um smartphone ou fazer uma compra virtual, estamos lidando com Tecnologia da Informação. Esses são dois entre incontáveis avanços dessa área que se ocupa do armazenamento, restauração, transmissão e uso de dados em computadores e aparelhos de telecomunicação. Se os resultados da TI tomaram nosso cotidiano, fica fácil entender por que o setor cresce mais rápido que outros, com taxas entre 15% e 20% ao ano em Santa Catarina – um resultado que deve se repetir em 2015, mesmo com a crise econômica, segundo a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate). Isso representa criação constante de empregos e salários crescentes. Florianópolis, como muita gente sabe, tornou-se uma referência nacional de empresas de TI (aqui estão as empresas de maior porte e a maioria dos postos de trabalho), mas Joinville e Blumenau também começaram a despontar na área. Não é por acaso que o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação é visto como estratégico para o futuro da indústria catarinense e a meta é torná-lo competitivo mundialmente. Os cursos do SENAI trabalham com capacitações variadas e em todos os níveis – a Graduação Tecnológica em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, oferecido justamente nas cidades citadas, é um dos mais promissores. Para acompanhar um mercado tão dinâmico, quem opta pelo curso precisa estar disposto a se qualificar e aperfeiçoar em todas as etapas da carreira. Saiba mais: sc.senai.br

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

Florianópolis

Photoshop Básico (40h) Programa Competências Transversais – Lógica de Programação (14h) Programa Competências Transversais – Tecnologia da Informação e da Comunicação (14h) APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Administração de Redes Linux (32h)

Illustrator Básico (40h)

Administração de Sistemas Linux – Intermediário (60h)

Indesign Básico (24h)

Administrador de Aplicações de Rede e Segurança em Sistemas Red Hat (80h)

Introdução aos SGBD com SQL (32h)

After Effects Básico (40h) Animação em Stopmotion (8h) Arduino Básico (44h)

Motion Graphics (7h) MS Project (24h)

• GT em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

CISCO CCNA 4 (80h)

Pintura Divgital (40h)

• GT em Redes de Computadores

Cisco CCNA Security (100h)

Programação de Banco de Dados (80h)

• Pós-graduação em Gestão de Segurança da Informação

Cisco CCNP Route (80h)

Programação Java (80h)

Cisco CCNP Switch (80h)

Programação Java Intermediário (120h)

• CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Cisco CCNP TSHOOT (80h)

Programação Java WEB (48h)

• CST em Redes de Computadores

Corel Draw Básico (20h)

Programação Java WEB Avançado (40h)

• Pós-Graduação em Engenharia de Software

Desenhista de Histórias em Quadrinhos (40h)

Programador DELPHI – Básico (40h)

• MBA em Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação

Desenho e Criação de Cenários e Ambientes (40h)

Programador DELPHI – Multicamadas com DATASNAP (40h)

• Pós-Graduação em Sistemas Web e Dispositivos Móveis

Desenho e Criação de Personagens (40h)

Protocolo IPV6 – Módulo Básico (40h)

Desenvolvimento de aplicações web de acesso multiusuário com PHP (60h)

Roteiro (40h)

Desenvolvimento de Aplicativos para Smartphones (30h)

Sketchup – Modelagem 3D (40h)

Desenvolvimento de Sites em PHP com MySQL (40h)

CURSO TÉCNICO Informática

Desenvolvimento Web (60h) Blumenau, Caçador, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Jaraguá do Sul, Joinville Norte, Luzerna, Mafra, São João Batista, São José e Timbó

Excel Avançado (20h)

Informática para Internet

Florianópolis, Jaraguá do Sul, Joinville Sul, Lages, Rio do Sul, São José, São Miguel do Oeste e Tubarão

IBM – Analista de Suporte Técnico (96h)

Manutenção e Suporte em Informática

Blumenau, Caçador, Campos Novos, Canoinhas, Capinzal, Concórdia, Florianópolis, Fraiburgo, Itajaí, Joinville Norte, Lages, Luzerna, Maravilha, Rio do Sul, São Bento do Sul, São Bento do Sul II, São José, São Miguel do Oeste, Schroeder, Seara, Tijucas, Timbó, Videira e Xanxerê

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Manutenção e Suporte em Informática – EaD Redes de Computadores Redes de Computadores – EaD

Manutenção de Computadores – IT ESSENTIALS (92h)

CISCO CCNA 3 (80h)

• CST em Redes de Computadores

Excel Básico (20h) Flash (20h)

Administração e Suporte de Redes Linux (160h)

39

Storyboard (40h) Técnicas de Pintura para Ilustração Manual (40h) Usabilidade de Software (20h) VOIP: Utilizando Solução Baseada em Software Livre – Módulo Avançado (40h) VOIP: Utilizando Solução Baseada em Software Livre – Módulo Básico (40h)

Montador e Reparador de Computadores (160h)

Assistente de Produção Cultural (160h)

Operador de Computador (160h)

Auxiliar em Administração de Redes (200h)

Operador de Edição de Áudio (160h)

CISCO CCNA R&S 1 e 2 (160h)

Programador de Dispositivos Móveis (200h)

CISCO CCNA R&S 3 e 4 (160h)

Programador de Sistemas (200h)

Desenhista de Produtos Gráficos Web (160h)

Programador WEB (200h)

Blumenau, Brusque, Canoinhas, Chapecó, Jaraguá do Sul, Mafra, São José, São Miguel do Oeste, Tijucas e Tubarão

Desenvolvedor de Jogos Eletrônicos (240h)

Desenhista de Produtos Gráficos Web – EaD (180h)

Florianópolis

Editor de Animação (200h)

PÁG

Segurança em Redes de Computadores (60h)

Administrador de Banco de Dados (200h)

Florianópolis

20 mil

Fonte: FIESC (2014)

Lógica de Programação e Orientação a Objetos em Java (100h)

CISCO CCNA 2 (80h)

• CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

EMPREGADOS

Introdução ao Geoprocessamento (12h)

Metodologia DEIP – Desenvolvimento Estratégico Integrado de Produtos (5h)

• Pós-graduação em Segurança da Informação Joinville

1,8 mil

Editor de Vídeos – Básico (32h)

CISCO CCNA 1 (80h)

GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA Blumenau

INDÚSTRIAS

INICIAÇÃO PROFISSIONAL

Administrando Sistemas Linux (48h)

Referência nacional CADA VEZ MAIS FORTE, MERCADO CATARINENSE DE TI MANTÉM CONTRATAÇÕES EM ALTA E VEM AMPLIANDO SALÁRIOS NOS ÚLTIMOS ANOS

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Programador de Computador

Editor de Vídeo (160h)

Instalador e Reparador de Redes de Computadores – EaD (220h)

Suporte e Manutenção em Microcomputadores e Redes Locais

Instalador e Reparador de Redes de Computadores (200h)

Montador e Reparador de Computadores – EaD (160h)

Desenhista de Animação

Operador de Computador – EaD (160h)

Programador de Sistemas de Informação Mais informações: sc.senai.br


Setores

TÊXTIL E VESTUÁRIO

Contratando a todo vapor PÁG

40

O planejamento futuro do setor têxtil e vestuário em Santa Catarina inclui medidas como a criação de programas de trainee e estágio, valorização de planos de carreira e criação de novos cursos técnicos voltados às demandas do mercado. Brusque, Blumenau e Gaspar são as cidades catarinenses com mais empregados no setor. Saiba mais: sc.senai.br

GUIA DE PROFISSÕES DA INDÚSTRIA 2015

• GT em Produção de Vestuário • GT em Design de Moda • GT em Produção Têxtil • Pós-Graduação em Negócios do Vestuário – EaD • Pós-Graduação em Moda e Comunicação • Pós-Graduação em Moda e Gestão

Jaraguá do Sul

Analista da Qualidade Têxtil e Confecção (160h)

Alfaiataria: Modelagem Industrial Plana Feminina (60h)

Assistente de Produção na Confecção de Roupa (160h)

Análise de Tecido de Malha (40h)

Confeccionador de Lingerie e Moda Praia (160h)

Análise de Tecido Plano e Padronagem (30h)

Costureiro (160h)

Análise e Desenvolvimento de Malhas (40h)

Costureiro Industrial do Vestuário (200h)

Assistente de Laboratório Químico (30h)

Desenhista de Moda (160h)

Assistente Técnico em Malharia (90h)

Estampador de Tecido (160h)

Assistente Técnico em Tinturaria (78h)

Estilista (200h)

CAD para Confecção (60h)

Modelista (160h)

CAD para Confecção – Avançado (32h)

Operador de Máquinas de Fiação de Algodão (160h)

Camisaria Plana Feminina (24h) Colorimetria (30h)

Operador de Máquinas de Linha de Abertura, Cardas e Preparação de Fiação (160h)

Conceito de Moda e Imagem (56h)

Operador de Processos da Indústria Têxtil (160h)

Corel Draw para Moda (52h)

Tecelão de Malhas (160h)

Corte e Costura em Alfaiataria (60h)

Tecelão de Tecidos Planos (200h)

Corte e Costura para Camisaria (60h)

Tecnologia Têxtil Aplicada (180h)

Corte e Montagem de Lingerie (60h)

GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA Blumenau

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Adobe Photoshop para Moda – Ênfase em Arquivos Digitais (62h)

Corte e Costura para Tecido Plano (60h)

ENTRE MARCAS TRADICIONAIS E RECÉM-CRIADAS, SETOR INOVA E CRESCE, EM SANTA CATARINA, ACIMA DA MÉDIA NACIONAL Entre empresas centenárias e recém-criadas, o setor têxtil e do vestuário catarinense, o segundo maior do país, reinventa-se e vem crescendo acima do mercado nacional. Há desde marcas como a joinvilense Döhler, que chegou aos 135 anos dobrando recentemente o número de funcionários, até novas marcas como a florianopolitana Korova, que investindo forte em mídias sociais, e-commerce e conceito aumentou as vendas e também está contratando a todo vapor. Para acompanhar um setor tão ágil, que evolui rápido seus processos de produção e acompanha o dinâmico universo da moda, quem atua na área precisa ser criativo, versátil e dominar conhecimentos de modelagem, matéria-prima, estamparia, costura, tinturaria e tendências. Ciente disso, o SENAI oferece, além de cursos técnicos, superiores e pós-graduações na área, uma grande quantidade de cursos de aperfeiçoamento e qualificação profissional.

APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

• CST em Produção de Vestuário • CST em Design de Moda

CURSO TÉCNICO

Confeccionador de Moldes e Roupas

Cronometragem (42h)

Desenhista de Produto de Moda

Custos Industriais para Confecção (32h)

Operador de Máquinas Têxteis

Desenho e Ilustração de Moda (90h)

Costureiro Industrial do Vestuário

Desenvolvimento de Artes Gráficas para Estamparia – Corel Draw e Adobe Photoshop (65h) Design Estratégico (28h) Estratégia de Administração do PPCP (49h) Ficha Técnica (40h) Ilustração Gráfica para Moda (60h) Modelagem Avançada (100h) Modelagem de Calças e Shorts Femininos (32h)

Mais informações: sc.senai.br

3.521 pessoas contratadas pelo setor

Modelagem Fitness (50h)

no primeiro semestre de 2015, um resultado melhor que o de outros 11 setores pesquisados

Modelagem Industrial Em Alfaiataria e Malha (148h)

Fonte: FIESC (2015)

Modelagem de Casacos Femininos (28h) Modelagem de Saias (28h) Modelagem de Vestidos Femininos (28h) Modelagem em Tecido de Malha (80h) Modelagem em Tecido Plano (80h)

Têxtil

Blumenau, Brusque, Jaraguá do Sul e Joinville Norte

Vestuário

Blumenau, Brusque, Capivari de Baixo, Criciúma, Guaramirim, Indaial, Jaraguá do Sul, Joinville Norte, Lages, Mafra, Pomerode, Rio do Sul e São Bento do Sul

Produção de Moda

Balneário Camboriú, Blumenau, Brusque, Capivari de Baixo, Criciúma, Jaraguá do Sul, Joinville Norte e Rio do Sul

Moulage Avançada (16h)

Modelagem do Vestuário

Blumenau, Brusque, Criciúma, Jaraguá do Sul e Rio do Sul

PPCP para Área Têxtil (42h)

CURSOS DE CURTA DURAÇÃO

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL

Cronoanálise para Confecção (40h)

Modelagem Moda Praia Infantil (30h) Modelagem Plana Masculina (28h) Montagem de Bolsas – Arte com Tecidos (28h) Moulage para Confecção do Vestuário (32h) Operador de Máquina de Costura Industrial (120h) PPCP para Confecção (32h) Preparação de Pastas para Estamparia (56h) Projeto de Moda – Pesquisa, Criação e Desenvolvimento de Coleção (90h)

INICIAÇÃO PROFISSIONAL

Redução do Desperdício na Indústria Têxtil Através do Kaizen (16h)

Costura Básica (60h)

Técnicas de Criação – Desenvolvimento de Produto de Moda (30h)

Desenhista de Moda – Básico (48h)

Técnicas de Estamparia (50h)

Normas para Etiquetagem de Produtos Têxteis (16h)

Técnicas de Modelagem em Miniaturas (16h)

Pesquisa de Moda (40h)

Vitrinista – Básico (60h)

PÁG

41

Guia de Profissões da Indústria 2015  

Para ajudar os jovens na importante etapa de escolher de forma assertiva sua carreira, diante das dúvidas sobre as profissões e as perspecti...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you