Page 60

Pesca industrial em

Municípios com maior produção

157,2 mil t

Navegantes 37,4 mil toneladas Itajaí 92,9 mil toneladas

SANTA CATARINA

Captura marítima

de trabalho e o despreparo da equipe de tran- Conservação do Atum do Atlântico. Já são quatro sição”, afirma o secretário Souza, que admite não anos de lacunas, sem o envio total das informater havido mapeamento dos processos realiza- ções necessárias e a não participação em reunidos no antigo ministério, mas que agora a casa ões. Além disso, o País está inadimplente com a está sendo organizada. entidade há dois anos. A raiz da crise que afeta a indústria, no entanO atum é um dos mais importantes itens da to, é mais profunda. Na avaliação de Agostinho indústria pesqueira catarinense, composta por Peruzzo, da Câmara da FIESC, nunca houve uma cerca de 450 empresas e 3,3 mil trabalhadores. política de gestão do setor pesqueiro no Brasil. Uma frota de 600 a 700 barcos responde pela “A situação é caótica, a começar pelo Governo maior produção de pesca extrativa marinha do Federal, que não faz a governança do setor, não Brasil: 157,2 mil toneladas em 2012, conforme o organiza seus elos e não investe em pesquisa”, último registro oficial, o maior volume dos últidiz Paulo Ricardo Pezzuto, do Grupo de Estudos mos 22 anos. O levantamento foi suspenso por Pesqueiros da Universidade do Vale do Itajaí. As falta de recursos, mas, segundo Pezzuto, nas safras empresas, cujas frotas têm idade média de mais seguintes a produção teria caí­do para algo entre de 40 anos, não conseguem 100 mil e 140 mil toneladas. se adaptar a novas exigênNa indústria, a crise afeta cias, como a que diz respeito especialmente quem trabaà conservação do pescado lha com pescado congelado. em­ barcado. Há programas Duas grandes empresas enfederais para atender a essas contram-se em processo de demandas, mas, para os emrecuperação judicial: a Learpresários, há excessiva burodini Pescados, de NaveganSão dois dos mais importantes cracia nos processos. tes, e a Pioneira da Costa, de itens da indústria pesqueira catarinense A indústria corre até mesPorto Belo. Além da redução mo o risco de não poder exde oferta de matéria-prima portar nem importar atum, pelas limitações de captura, porque o Brasil não cumpre pesa a concorrência com os com suas obrigações junto à importados. “O pescado imComissão Internacional para portado chega a um preço

Atum e Sardinha

SHUTTERSTOCK

FREEPIK

PESCA

60 Santa Catarina > Novembro > 2016

Revista Indústria e Competitividade - FIESC 11° Edição  

A 11° edição traz como destaque o Capital Humano nas empresas, a exportação de industrializados e ainda destaques dos setores moveleiro e pe...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you