Issuu on Google+

FILIPE SCOTTI

A experiência do Movimento indica que não basta haver oferta de ensino, mas ele precisa ter qualidade. Neste quesito, o Brasil ocupa as últimas colocações em avaliações internacionais e, por consequência, fica no lado de baixo da tabela de competitividade global. Na edição de 2016 do ranking do Fórum Econômico Mundial, que avalia 138 países, o Brasil ficou

em 81º lugar, caindo seis Seminário para qualificação posições em relação ao ano de gestores educacionais anterior. De acordo com a Fundação Dom Cabral, que coordena a pesquisa no Brasil, a “qualidade humana deficiente” é uma das principais causas do mau desempenho, juntamente com infraestrutura precária e marco regulatório atrasado.

CLEBER GOMES

unidade de operações-piloto, onde poderá sem ampliado o atendimento a reabilita-

balha na Whirlpool, de Joinville, há sete anos. Ela se dirigia para a empresa quando se en-

dos. As ações já acontecem

volveu num acidente automo-

em

localidades,

tivo e fraturou duas vértebras

como Capinzal, no Oeste do

da coluna. A recuperação, len-

Estado, envolvendo agroin-

ta, exigiu que ficasse um ano

dústrias. Em Joinville, inicia-

e oito meses afastada. “Contei

tivas visam à requalificação

com apoio da assistência so-

profissional dos afastados,

cial e do médico consultor da

pois nem todos são capazes

empresa para poder voltar”,

de desempenhar as mesmas

diz. Ela foi remanejada da li-

algumas

funções de antes. “Pessoas reabilitadas são reinseridas

Cristiane sofreu acidente e voltou ao trabalho, em outra função

na sociedade, voltam a pro-

nha de produção para a área administrativa,

tornando-se

assistente de educação cor-

duzir e se completam como cidadãos. E o INSS

porativa. Bem adaptada às novas funções,

deixa de ter um gasto adicional”, afirma Leonar-

Cristiane dá um novo passo pelo crescimento

do Gadelha, presidente do INSS.

dela e da companhia. “Graças ao incentivo da

É o caso de Cristiane Gonçalves, que tra-

empresa, estou cursando Direito.”

Indústria & Competitividade 41


Revista Indústria e Competitividade - FIESC 11° Edição