Page 56

Bella J anela

lá 220 empregos. Temos, também, um fornecedor que produz em Campo Belo do Sul e, agora, estamos abrindo uma filial em Lages, onde já temos um produtor terceirizado fabricando nossos itens. A concorrência chinesa chegou? Nós temos a necessidade de importar os tecidos para sermos competitivos. Mas o produto acabado do nosso setor não está sofrendo tanto quanto o segmento de cama, mesa e banho. A cortina não é como o jogo de lençol, que tem padrão definido. Ela muda muito. Na oferta para o Brasil estamos bem à frente da China. O que mais reduz a capacidade de competitividade do segmento? O que mais pesa são os encargos sociais. A principal medida para reduzir o Custo Brasil, na minha opinião, seria desonerar a folha de pagamento. A Bella Janela é beneficiada com o incentivo do Pró-Emprego? O Pró-Emprego, do governo do Estado, conseguiu dar uma sobrevida para muita gente da área têxtil. O incentivo ajuda o crescimento da nossa empresa. Boa parte das matérias-primas que importamos, especialmente tecidos, tem o incentivo do Pró-Emprego. Uma parte dos tecidos que usamos é produção própria. Compramos fio de algodão e uma empresa de Americana, São Paulo, tece e tinge para nós. São usados teares largos. As tecelagens daqui têm teares estreitos, mais para produtos de cama. O marketing tem maior atenção? Como somos líderes, pretendemos reforçar nossa marca. Quando se fala em cama, mesa e banho, há pelo menos 10 marcas conhecidas no Brasil. Mas, de cortinas, não tem nenhuma. A Bella Janela investe para ser forte referência. Usamos várias mídias, inclusive TV e redes sociais. Quando se fala em cortinas, queremos que pensem na Bella Janela.

54

LIVRO_ESTELA.indd 54

ESTELA BENETTI

07/05/2015 21:09:32

Ebook A Visão da Indústria - Estela Benetti  

Depoimentos de empresários do setor industrial com o objetivo de resgatar importantes relatos e experiências dos empreendedores.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you