Issuu on Google+

Liderança articulada

Guilherme Renaux, vice-presidente de Celso Ramos, assume a presidência da FIESC.

O industrial Celso Ramos é eleito presidente da FIESC.

Inauguração do Palácio da Indústria, sede da FIESC localizada na Rua Felipe Schmidt, na Capital.

Entra em operação o Departamento Regional do SESI/SC.

Fundação da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC).

1950

1951

Criação do SENAI/SC.

FIESC inicia o Seminário Socioeconômico, com questionários e eventos regionais, como em Brusque (foto), finalizado em 1960, na Capital, criando bases ao desevolvimento do Estado.

Guilherme Renaux é reeleito presidente da FIESC.

Celso Ramos é novamente eleito presidente da FIESC.

1952 1953 1954 1955 1956 1957 1958 1959 1960 1961 1962 1963 1964 1965 1966

CELSO RAMOS

GUILHERME RENAUX

Filho de Vidal Ramos Júnior e irmão de Nereu Ramos, dois dos mais influentes políticos catarinenses, Celso Ramos exerceu diferentes cargos públicos, como deputado estadual, superintendente de Lages, vice-governador e governador do Estado. Ao fundar a FIESC, em 1950, reforçou sua liderança entre os industriais, que o elegeram para presidir a entidade por 10 anos consecutivos. Em 1960, disputou com Irineu Bornhausen o governo do Estado, vencendo as eleições. Ao final do mandato, voltou à presidência da FIESC por alguns meses de 1966, quando foi eleito senador. Encerrou a vida pública em 1974. Faleceu aos 98 anos, em 1996.

Filho de um dos pioneiros da indústria catarinense, o cônsul Carlos Renaux, Guilherme Renaux nasceu em 1896 e testemunhou o desenvolvimento econômico do Estado ao longo do século XX. Foi um dos fundadores da FIESC em 1950 e assumiu a presidência da entidade em 1961, quando Celso Ramos licenciou-se para ocupar o governo do Estado. Eleito em 1962, permaneceu à frente da instituição até 1966. Formado em Agronomia, realizou pesquisas para o desenvolvimento de novas linhagens de algodão, que tiveram impacto direto na indústria têxtil. Foi membro do Conselho da Administração da Fábrica de 55 Tecidos Carlos Renaux até aposentar-se. Faleceu em 1981, aos 85 anos.

(Presidente entre 1950 e 1960)

(Presidente entre 1961 e 1966)


Ebook FIESC 65 anos