__MAIN_TEXT__

Page 1

FACULDADE DE ENGENHARIA Universidade do Porto

1 Universidade do Porto Faculdade de Engenharia


ÍNDICE UNIVERSIDADE DE CLASSE INTERNACIONAL FEUP - Escola com reconhecimento além fronteiras

4 5

PAIXÃO PELA ENGENHARIA

6

CENTRO DE INOVAÇÃO Parcerias na pesquisa científica

8 9

PONTES COM A SOCIEDADE Parcerias empresariais

10 11

UMA COMUNIDADE SUSTENTÁVEL

12

PORTO, DINAMISMO URBANO

13

Universidade do Porto Faculdade de Engenharia 2


CONSTRUIR CONFIANÇA O Plano Estratégico da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) assenta em três conceitos de fundo: qualidade com padrões internacionais; internacionalização do ensino e da pesquisa; cooperação com a Sociedade. Na economia de mercado, aberta e global, em que vivemos, na qual cooperação e competição convivem lado a lado, a nossa capacidade de cooperação depende de um requisito primário construir e ganhar a confiança dos parceiros e da sociedade. A confiança constrói-se com uma receita de qualidade e transparência. A qualidade tem que ser global - em meios humanos, em instalações, nomeadamente laboratórios e equipamentos, em oferta e atividade cultural. A transparência desenvolve-se, informando com rigor. Esta brochura pretende contribuir para o desenvolvimento de confiança. Nunca na sua história teve a FEUP tanto para oferecer aos jovens de todo o Mundo, em oferta de formação, em pesquisa e inovação e em ambiente cultural. Indicadores internacionais tornam claro que num grande número de áreas a nossa pesquisa se situa nos mais elevados níveis internacionais. Na educação somos a instituição nacional mais bem sucedida na procura interna e temos uma oferta para estudantes internacionais muito significativa. Culturalmente, os estudantes encontram na FEUP, na universidade e na cidade um ambiente recheado de oportunidades de ação e de convivência social. A FEUP é uma grande escolha para jovens com paixão estudarem e desenvolverem pesquisa em engenharia. Sebastião Feyo de Azevedo Diretor da FEUP


UNIVERSIDADE DE CLASSE INTERNACIONAL As universidades de classe internacional são instituições cuja qualidade científica e pedagógica permite oferecer respostas aos desafios de um mercado global em constante mutação; são universidades conscientes do seu lugar no atual mapa internacional do ensino superior, que enfrentam o paradoxo de uma competitividade crescente a par da necessidade de colaborarem entre si. A Universidade do Porto (U.Porto) tem uma forte presença em redes globais de excelência académica e científica, o que promove a transferência dos seus resultados de pesquisa científica a nível mundial. Afirmando-se como Universidade de Pesquisa, contribui de forma significativa para a produção científica do país. A U.Porto está também consciente do papel crucial que desempenha no desenvolvimento socioeconómico da região e do país através da interação com a sociedade em geral e o tecido produtivo em particular. Nesse sentido, aposta cada vez mais na valorização das suas atividades de pesquisa através da transferência de conhecimentos e tecnologias para a indústria e da criação de parcerias com empresas, das quais já resultaram inovações com sucesso comprovado nos mercados nacional e internacional. A U.Porto participa em vários programas europeus de educação que têm contribuído para a sua crescente atratividade junto do público internacional. O número de estudantes estrangeiros de

Universidade do Porto Faculdade de Engenharia 4

grau e de mobilidade tem aumentado significativamente, e com ele os acordos de mobilidade celebrados com as mais reconhecidas instituições de ensino superior. Também no terreno nacional a U.Porto é a instituição preferida pelos estudantes, o que faz com que todos os anos o número de candidatos seja muito superior às vagas de que dispõe; isto deve-se ao reconhecimento da qualidade da formação que oferece, que se traduz em índices de empregabilidade acima da média nacional. A U.Porto é uma instituição abrangente, com diversos domínios do saber em constante interação, e oportunidades de formação em todas as etapas da vida. Sendo sua missão a formação integral de cidadãos, oferece múltiplas atividades extra-curriculares em áreas tão diversas como o desporto, as artes, o empreendedorismo ou o voluntariado. O reconhecimento da U.Porto como instituição de excelência reflete-se no lugar que ocupa nos rankings internacionais, nos quais se posiciona entre as 100 melhores da Europa. Apresenta-se, assim, como grande universidade do espaço lusófono e ibero-americano, mantendo laços de cooperação privilegiados com países com os quais detém uma proximidade linguística ou histórica, e que reforçam o seu papel protagonista no cenário internacional.


FEUP - ESCOLA COM RECONHECIMENTO ALÉM FRONTEIRAS A afirmação da FEUP como escola internacional não se resume ao cada vez maior número de estudantes estrangeiros que todos os anos a elegem como instituição de destino, e para os quais são desenvolvidos programas de acolhimento e integração; nem aos muitos investigadores internacionais que enriquecem as atividades científicas na Faculdade, e tornam a atmosfera dentro do campus multicultural. A principal força de internacionalização da FEUP reside nas relações de cooperação que mantém com empresas e instituições de ensino superior de prestígio na Europa e no resto do mundo, com especial destaque para os EUA e o Brasil. Esta colaboração abrange aspetos tão diversos como a pesquisa aplicada à indústria, programas de estágio e de mobilidade, ou o estabelecimento de graus conjuntos. A FEUP tem vindo a alargar a sua base de

cooperação, participando nas principais redes internacionais e associações de Engenharia. A vasta rede de contactos que detém tem estimulado a organização de inúmeras conferências internacionais nas suas instalações, proporcionando a toda a comunidade a oportunidade de ver debatidos tópicos de interesse geral pelos melhores especialistas mundiais. O reconhecimento da qualidade da FEUP é também visível nos mais conceituados rankings internacionais de Engenharia, o que, associado à excelente formação integral dos seus estudantes, lhes tem proporcionado posições de destaque nos mercados de trabalho nacional e mundial.

5 Universidade do Porto Faculdade de Engenharia


PAIXÃO PELA ENGENHARIA

É a paixão por uma causa que conduz à dedicação e que, aliada ao talento, se traduz na conquista do sucesso. O dia-a-dia da FEUP é construído por estórias de sucesso que se vão replicando nas múltiplas esferas da vida desta academia. É inegável a qualidade dos recursos físicos à disposição dos estudantes, como laboratórios, salas de informática abertas 365 dias por ano, espaços de cultura, desporto e lazer. Porém, se os recursos constituem a base de uma instituição, é através das Pessoas que esta adquire o seu verdadeiro valor. Através de professores que dedicam toda uma vida ao ensino e à ciência, e cujo talento conduz a prémios de cariz internacional, ou a projetos que ultrapassam as fronteiras da academia pelo seu caráter empreendedor; de colaboradores especializados que dão tudo de si naquilo que fazem, apoiando o estudante desde a integração à chegada até à inserção no mercado de trabalho, ou disponibilizando os mais variados recursos informativos, bibliográficos e culturais; e através de estudantes com iniciativa, que fazem com que associações, grupos de música, de teatro e de voluntariado sejam uma realidade que enriquece e dinamiza todo o universo FEUP.

Universidade do Porto Faculdade de Engenharia 6

RICARDO GONÇALVES - ESTUDANTE E VOLUNTÁRIO Estava no quarto ano do meu mestrado e tinha muita vontade de começar a aplicar os meus conhecimentos académicos. Nada melhor do que aplicá-los numa associação de voluntariado, talhada para pessoas qualificadas, que permite participar diretamente em projetos de desenvolvimento em Portugal e Moçambique. Ofereci-me para colaborar com a EpDAH - Engenharia para o Desenvolvimento e Assistência Humanitária, cujo núcleo do Porto funciona na FEUP. Integrei uma equipa e, no final do quarto ano, tinha ajudado a entregar um projeto de engenharia, feito ótimos amigos e, acima de tudo, tinha contribuído para a construção de um internato feminino que irá ajudar 40 crianças desfavorecidas. De facto, nada é mais gratificante do que aplicar os conhecimentos que temos em prol do bem dos outros, ao mesmo tempo que a nossa experiência profissional e satisfação pessoal aumentam.


FERNANDO PEDROSA - ALUMNUS, TRABALHA NO CERN

MARCELO PETRY - BRASIL, ESTUDANTE DE DOUTORAMENTO

Após um período no estrangeiro através do programa Erasmus, regressei à FEUP para o último semestre do curso em Engenharia Mecânica. Foi aí que recebi um e-mail da área de Gestão de Carreira da FEUP sobre o programa ADI (Agência de Inovação) no CERN (Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear). Esta era uma oportunidade que não queria deixar escapar, e candidateime. Após dois anos no CERN através do programa ADI, fui contratado e sou hoje o responsável pela segurança da experiência ALICE. Graças à Área de Gestão de Carreira da FEUP, encontro-me hoje a desenvolver um interessante e desafiante trabalho num dos maiores e mais conceituados institutos de pesquisa do mundo. A formação adquirida na FEUP permitiu-me estar aqui hoje ao mesmo nível de engenheiros das mais prestigiadas universidades do mundo, como o MIT ou Oxford. A comunidade de alumni FEUP que trabalha no CERN é, aliás, prova da qualidade desta Faculdade.

Conheci a faculdade durante um programa de mobilidade internacional, onde tive a oportunidade de assistir a aulas inspiradoras, conhecer professores maravilhosos e desenvolver competências na área da engenharia que mais me fascina: a robótica. Assim, decidi estender por mais seis meses a minha estadia no Porto. Neste tempo extra, aproveitei para fazer a minha tese de mestrado e estreitar contactos com os professores e investigadores da área. Acabada a mobilidade, voltei ao Brasil mas nunca perdi o contacto com a FEUP. Um ano mais tarde estava de volta, desta vez para iniciar uma jornada mais longa: o doutoramento. Escolhi a faculdade com base nos seus elevados índices académicos, a prestigiada reputação internacional e a intensa interação com centros de pesquisa de excelência. Fazer parte da comunidade FEUP tem sido uma das melhores experiências da minha vida.

7 Universidade do Porto Faculdade de Engenharia


CENTRO DE INOVAÇÃO

Na atual sociedade globalizada, o processo de inovação é potenciado pela cooperação entre múltiplos atores, ao mesmo tempo que é mais competitivo, levando as organizações a procurarem obter uma posição estratégica na vasta rede da criação do conhecimento. A posição da FEUP no mapa das atividades de pesquisa científica, desenvolvimento e inovação é reforçada não só pelas redes internacionais de que faz parte, como também por toda a envolvente da sua localização, o Campus da Asprela. Aqui encontra-se instalado o Pólo Tecnológico do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC), estrutura que reúne mais de uma centena de empresas em incubação. Para além de outras faculdades da U.Porto, universidades e politécnicos, o Campus da Asprela alberga ainda um hospital central e um instituto de oncologia, assim como reconhecidos institutos de pesquisa nacionais e internacionais. Trata-se de um Campus iminentemente tecnológico, em que a forte presença das engenharias, das ciências da saúde e do empreendedorismo se revela altamente propícia ao processo de inovação. É neste ecossistema que surge o fervilhar favorável à constante (re)construção do conhecimento, constituindo a FEUP, assim, um autêntico “hub” da atual teia da inovação.

Universidade do Porto Faculdade de Engenharia 8

FRANCISCO GALINDO-ROSALES E LAURA CAMPO-DEÃNO - ESPANHA, INVESTIGADORES EM PÓS-DOUTORAMENTO Depois da experiência de pesquisa de pós-Doutoramento na Katholieke Universiteit Leuven (Bélgica), sentimos que precisávamos de ir mais longe na nossa formação enquanto cientistas. Apostámos em vir para a FEUP devido à excelência dos trabalhos desenvolvidos na área de mecânica de fluidos complexos e microfluídica do Centro de Estudos de Fenómenos de Transporte (CEFT). Desde o início, os colegas ajudaram à nossa integração e apoiaram-nos em tudo, inclusive na obtenção das bolsas de pós-doutoramento concedidas pelo governo português através da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). No plano pessoal, adaptamo-nos facilmente à vida no Porto e sentimo-nos como em casa, já que quer a cultura, quer o estilo de vida são muito parecidos com os de Espanha. Além disso, nós gostamos muito da cidade ao ponto de a considerarmos uma das mais encantadoras da Europa.


KRISTEN SCHELL - USA, ESTUDANTE DE DOUTORAMENTO

PARCERIAS NA PESQUISA CIENTÍFICA

Quando estava à procura de um projeto de pesquisa em engenharia de energia e sistemas, pensei logo em Portugal por ser tão avançado na área das energias renováveis. Há dois anos, foi-me atribuída uma bolsa para o projeto NODES, no INESC TEC, um instituto associado à FEUP. Após um ano de pesquisa, candidatei-me ao curso com duplo diploma do Programa Doutoral em Engenharia e Políticas Públicas (EPP), oferecido pela FEUP em conjunto com a Carnegie Mellon University. Este curso aplica conhecimentos técnicos profundos para resolver desafios de larga escala com impacto alargado. A FEUP é uma excelente instituição para o desenvolvimento deste tipo de pesquisa interdisciplinar, até pelo ambiente informal entre estudantes de doutoramento e professores. A força da FEUP como pilar da Engenharia reside na enorme contribuição para uma visão holística dos problemas estratégicos que o EPP procura resolver.

O estabelecimento de parcerias com entidades externas permite à FEUP não só enriquecer as suas atividades de pesquisa, através da partilha de ideias e experiências, como também procurar soluções adequadas para os atuais desafios globais. São inúmeros os projetos que demonstram a capacidade da FEUP em fazer inovação conjunta com os institutos de interface, que constituem uma plataforma de apoio à pesquisa na Faculdade. Assim, a pesquisa é potenciada em centros de competências especializados em áreas tão diversas como a Energia Sustentável, Robótica, Tecnologias de Produção e Materiais, “Smart Cities”, Tecnologias para a Saúde e “Ambient Assisted Living”. A área de “Ambient Assisted Living” é desenvolvida no Centro de Pesquisa para Soluções de Comunicação e Informação Assistivas (AICOS), que o Instituto Fraunhofer decidiu criar no Campus da Asprela. De acordo com a Fraunhofer Portugal (FhP) “… a colaboração com a FEUP tem sido benéfica para ambas as instituições: enquanto a FEUP permite à FhP aceder aos seus estudantes e investigadores altamente qualificados, a FhP prepara-os da melhor forma para um futuro emprego.”

9 Universidade do Porto Faculdade de Engenharia


PONTES COM A SOCIEDADE

A contribuição das universidades para a sociedade ultrapassa as fronteiras do ensino e da pesquisa científica. Na FEUP, promove-se a aplicação do conhecimento gerado na academia ao exterior, através da ligação ao tecido empresarial e industrial, abrindo portas ao estabelecimento de relações de confiança duradouras. O elevado potencial técnico-científico da Faculdade tem vindo a ser aplicado em inúmeros projetos de transferência de tecnologia. O conhecimento dos professores e investigadores contribui ainda para os serviços de formação e consultoria prestados aos setores público e empresarial, assim como para o estabelecimento de procedimentos normativos que garantam a qualidade e segurança de produtos e serviços. Não menos importante é a promoção do empreendedorismo, realizada através de formação avançada em inovação e empreendedorismo tecnológico, da divulgação de programas de incentivo, organização de iniciativas de aconselhamento como o “Consultório de Ideias”, e disponibilização de contactos de empresas de consultoria, business angels, capital semente e capitais de risco. Com o incentivo da UPTEC, uma parte significativa dos projetos empreendedores de professores e investigadores da FEUP dão origem a start-ups e spin-offs, contribuindo a FEUP desta forma para a inovação e dinamização do tecido empresarial, e firmando assim o impacto que exerce na sociedade.

Universidade do Porto Faculdade de Engenharia 10

PEDRO PACHECO - PROFESSOR E EMPREENDEDOR A história da BERD está intimamente ligada ao meu percurso académico na FEUP. Foi uma sequência de Projetos de Pesquisa em Organic Prestressing System (OPS), levados a cabo numa parceria entre a FEUP e a Mota-Engil, que conduziu ao desenvolvimento de um produto inovador a nível mundial e com elevado potencial devido às suas vantagens técnico-económicas. Constituindo-se como uma spin-off da FEUP, a BERD nasce como resposta a uma oportunidade de desenvolvimento e comercialização do sistema OPS, em 2006. Um projeto patenteado em dezenas de países, que começou por ser desenvolvido em Portugal, mas tem sido aplicado além fronteiras. Inúmeras teses têm sido realizadas na FEUP, sobre o sistema OPS, resultando em vários artigos científicos nas mais prestigiadas revistas mundiais, na área da Engenharia de Pontes. Um exemplo perfeito do “casamento” da faculdade com a indústria.


PARCERIAS EMPRESARIAIS A ponte que liga a FEUP ao tecido empresarial é construída através de parcerias que consubstanciam as relações de confiança estabelecidas entre os mundos académico e empresarial. O Pólo de Inovação da UPTEC, situado no Campus da Asprela, é um claro exemplo de cooperação entre estes dois mundos. Empresas como a CIN, a Sonae Indústria e a Efacec investem aqui em laboratórios onde se procura desenvolver ideias inovadoras com clara vantagem para ambas as partes. De acordo com a Efacec, que está a investir num inovador processo de desenvolvimento de células fotovoltaicas, “a FEUP é, desde há muito, um campo privilegiado de ação, onde várias iniciativas de cooperação têm vindo a ser concretizadas, garantindo o financiamento da pesquisa aplicada na universidade e a criação de novos produtos e soluções comerciais para a Efacec.”.

A IBM é também um bom exemplo de cooperação, tendo optado por instalar na FEUP o seu único Centro de Estudos Avançados (CAS) em Portugal, orientado para a pesquisa aplicada na Engenharia, Gestão e Ciência dos Serviços - Soluções para Smart Cities. “O CAS Portugal foi propositadamente instalado na FEUP pelo seu prestígio, know-how e dinamismo(…). A sua força assenta no ativo despoletado pela interação dos investigadores da UP com as equipas IBM de I&D e na sua tecnologia.”, destaca a IBM Portugal. A promoção da inovação e do empreendedorismo na FEUP é ainda visível pelas redes internacionais de que faz parte, como é o caso do Business & Innovation Network. Com esta plataforma de networking pretende-se cultivar relações de confiança e desenvolver parcerias internacionais que fomentem o estabelecimento de consórcios de Pesquisa e Desenvolvimento, a transferência de tecnologia e a

criação de empresas de base tecnológica. De acordo com o gestor do Centro de Inovação da Universidade de Sheffield, também parceira na rede, esta colaboração “poderá levar ao desenvolvimento de um ´acelerador de tecnologia´, proporcionando acesso a programas de apoio, aconselhamento e mentoring para ajudar a desenvolver as capacidades dos gestores das empresas, assim como apoio técnico para o desenvolvimento de produtos comercializáveis.” São vários os casos de sucesso de start-ups e spin-offs nascidas no seio da FEUP, e que aqui encontraram todo o apoio para a sua inovação. “Como lido com outras escolas de engenharia (…), posso, sem favor, afirmar que não conheço outro serviço que execute [o apoio à Pesquisa e Empreendedorismo] melhor (…)” diz Paulo Santos, CEO da Tomorrow Options, empresa spin-off FEUP/INESC TEC, que desenvolve e comercializa dispositivos médicos no mercado mundial.

11 Universidade do Porto Faculdade de Engenharia


COMUNIDADE SUSTENTÁVEL

Mais preciosa do que a valorização do património do passado é a preservação do presente e o investimento sustentável no futuro. A FEUP procura que cada novo minuto encerrado no seu passado seja resultado de uma lógica de sustentabilidade aplicada aos principais vetores em que atua. As políticas ecológicas e ambientais são visíveis, não só ao nível da poupança energética obtida pela gestão inteligente dos edifícios, mas também de iniciativas como o reaproveitamento das mais de 20 oliveiras condenadas a desaparecer no leito da barragem do Alqueva, e que vieram enriquecer os cerca de 23 000 m2 de espaços verdes da FEUP. Esta procura criar condições para a fruição desses mesmos espaços, tendo em vista o investimento no bem- estar da sua comunidade. As preocupações pelo desenvolvimento sustentável não se limitam, porém, às fronteiras da instituição. Os projetos de engenharia voltados para o exterior e com cariz marcadamente ecológico, ou o papel que desempenha na requalificação urbana e na construção das cidades do futuro, fazem da FEUP uma estrutura de intervenção na sociedade. Esta influência é ainda assinalável do ponto de vista económico, pelo crescente impacto que exerce na região Norte do país, e do ponto de vista social, pelo apoio prestado a instituições públicas e privadas, e pela promoção de projetos de voluntariado de intervenção local e mesmo internacional. Afinal, mais do que Engenheiros, a FEUP forma cidadãos para o mundo.

Universidade do Porto Faculdade de Engenharia 12


PORTO, DINAMISMO URBANO Quem visita o Porto pela primeira vez, sente imediatamente o pulsar caraterístico de uma cidade que é não só capital da região Norte do país, mas também o principal centro de comércio de todo o Norte peninsular. Tradicionalmente conhecida pelo negócio do Vinho do Porto, a região alberga atualmente grande parte do tecido industrial português, com destaque para os setores da madeira e mobiliário, têxtil e vestuário, calçado, e metalurgia e metalomecânica. A sua vertente comercial é favorecida por estruturas como o porto de Leixões, que representa 25% do comércio internacional do país, e o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, reconhecido como um dos melhores do mundo na categoria de tráfego até 5 milhões de passageiros, e cujas inúmeras ligações low cost à Europa têm trazido um dinamismo crescente à cidade. A beleza do seu centro histórico, elevado a Património Mundial pela UNESCO, em combinação com os edifícios modernos desenhados por aclamados nomes da arquitetura, como Siza Vieira, Souto Moura, ou Rem Koolhaas, conferem especial encanto à cidade do Porto. Também a agradável atmosfera, excelente gastronomia e oferta de atividades de cultura e lazer, a preços competitivos, tornam-na destino preferido na Europa e alvo de elogios por reputadas publicações internacionais, como a Lonely Planet ou o New York Times. Porto, cidade acolhedora onde cada uma das estreitas ruelas desagua no Rio Douro, esse que nasce no interior da vizinha Espanha e se estende até à Foz do Porto, para finalmente se expandir na imensidão do Oceano Atlântico.

13 Universidade do Porto Faculdade de Engenharia


Para mais informaçþes: Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Rua Dr. Roberto Frias, s/n 4200-465 Porto, Portugal T +351 22 508 1400 feup@fe.up.pt www.fe.up.pt

Universidade do Porto Faculdade de Engenharia 16

Profile for Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

Brochura Institucional  

Conheça o interior da nossa Faculdade.Saiba aquilo que nos move e faz crescer.

Brochura Institucional  

Conheça o interior da nossa Faculdade.Saiba aquilo que nos move e faz crescer.

Profile for feup
Advertisement