Issuu on Google+

GR Minuterie

Il mercato “Brasile”

30 Maggio 2013 FERRUCCIO PIAZZONI


Il bottone esiste dal 3.000 a.C. • O botão existe desde 3.000 a.C. e foi desenvolvido no Vale do Indo, como um amuleto de concha com dois furos. Mil anos depois, a Escócia e o norte da Inglaterra passaram a fabricar botões de azeviche. • Na Idade Média, eles reaparecem para dar sustentação e decorar as roupas, sempre de prata ou metal dourado. • Os verdadeiros fabricantes de botões iniciaram suas atividades no século 13, mas foi nos séculos 14, 15 e 16 que a indústria de botões foi implantada realmente na França. Segundo o livro pagina 2

Ferruccio Piazzoni


Storia dell’industria del bottone • Os verdadeiros fabricantes de botões iniciaram suas atividades no século 13, mas foi nos séculos 14, 15 e 16 que a indústria de botões foi implantada realmente na França. Segundo o livro • O Botão ao Longo dos Tempos, de M. Albert Parent, em meados do século 14 o botão já era um objeto útil, usado como ornamento. • No século 17, ele se tornou menos decorativo, devido à sobriedade do vestuário. Em 1735, os fabricantes de tecidos e retroseiros produziam botões forrados com tecido, mas, em 1736, a realeza interditou a fabricação. Em 1807, o dinamarquês Bertel Sanders inventou o botão de pressão, que servia para unir dois discos de metal. pagina 3

Ferruccio Piazzoni


Profilo del consumatore • Um em cada três brasileiros costuma comprar roupas mensalmente, a maioria não se informa sobre a origem do produto, e o dinheiro ainda é a principal forma de pagamento utilizada. • Estes resultados fazem parte da Pesquisa sobre Usos, Hábitos e Costumes do Consumidor Brasileiro de Vestuário, realizada pelo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e pela a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT). Foram ouvidas 1.900 pessoas que vivem nas principais capitais do país.

Ferruccio Piazzoni

pagina 4


Scenario industria confezioni • O objetivo foi compreender melhor o cenário atual da indústria têxtil e de confecção, que enfrenta a concorrência de produtos importados. O MDIC e a ABIT acreditam que, ao mapear os novos padrões de consumo, será possível traçar estratégias mais acertadas, o que possibilitará uma vantagem competitiva frente aos produtos vindos de outros países. •

Esta cadeia produtiva é considerada prioritária para o MDIC pelo seu impacto social, já que é intensiva em mão de obra e grande geradora de emprego e renda. O setor têxtil e de confecção brasileiro é o quarto maior do mundo na produção de vestuário, faturou US$ 60 bilhões em 2010 e emprega cerca de 1,7 milhão de trabalhadores diretos.

pagina 5

Ferruccio Piazzoni


Rafforzamento del settore tessile •

O estudo foi realizado em duas etapas. Na primeira, foi feita uma pesquisa qualitativa que levantou conhecimentos preliminares sobre o assunto. Foram entrevistados consumidores das cidades de São Paulo-SP e do Rio de Janeiro-RJ e formadores de opinião de São Paulo-SP. Na segunda etapa, foi realizada uma pesquisa técnica quantitativa, com dados conclusivos sobre o tema. Foram ouvidos consumidores das principais capitais do Brasil: São Paulo-SP, Rio de Janeiro-RJ, Belo Horizonte-MG, Brasília-DF, Curitiba-PR, Porto Alegre-RS, Recife-PE e Salvador-BA. O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, entende que o estudo é fundamental para aumentar a produtividade e a competitividade do setor. “Temos trabalhado pelo fortalecimento do setor têxtil, portanto, todas as ações que possam agregar valor ao setor terão o incentivo e o apoio do governo federal”.

pagina 6

Ferruccio Piazzoni


Intensificazione della concorrenza asiatica • Segundo Aguinaldo Diniz Filho, presidente da ABIT, uma das estratégias competitivas do setor é oferecer ao consumidor produtos e serviços que respondam aos seus anseios e necessidades de modo mais amplo e efetivo. “Este estudo tem por objetivo proporcionar informações a um dos segmentos industriais mais impactados pelo acirramento da concorrência asiática. Esta é uma ação conjunta do governo e da iniciativa privada para proporcionar à indústria nacional um ganho de competitividade”, explica. • As informações estão disponíveis nos sites do MDIC e da ABIT onde será possível ter acesso a diferentes informações por meio de filtros e obter os dados completos da pesquisa quantitativa.

pagina 7

Ferruccio Piazzoni


Crescita del segmento dei bottoni

• Com relação ao crescimento do segmento de botões no Brasil, Joannis é categórico: “Não acreditamos que o segmento esteja crescendo. O contrabando e as importações, tanto de aviamentos como de produtos prontos, como roupas, calçados, mochilas etc., estão minando a indústria brasileira de forma desleal, pondo em risco a sobrevivência das empresas e, por conseguinte, os empregos do setor”.

pagina 8

Ferruccio Piazzoni


Abitudini del consumatore • O estudo identificou os principais hábitos dos consumidores e a existência de uma forte relação deles com a moda. • Algumas características presentes nas peças de vestuário e artigos de moda foram consideradas muito importantes no momento da compra: conforto, bom preço, qualidade e durabilidade. • Também foi identificada uma grande demanda de consumo interno decorrente do crescimento econômico

pagina 9

Ferruccio Piazzoni


Acquisti via internet • A questão da aquisição de produtos têxteis e de confecção pela internet também foi trabalhada no estudo. • Veja abaixo alguns dos principais resultados:  apenas 27,1% dos entrevistados costumam olhar as etiquetas das peças de vestuário/artigos de moda para saber a origem do produto;  as mulheres são as maiores responsáveis, com participação de 84,6%, pela escolha de peças de vestuário/artigos de moda para si próprias ou para membros da família;  a frequência de compra de peças de vestuário/artigos de moda é de uma vez por mês para 37,7% dos entrevistados e a cada três meses para 30,4% dos consumidores;

pagina 10

Ferruccio Piazzoni


Acquisto dei prodotti: negozi di strada • As lojas de rua são o local preferido para compra de 56,2% dos entrevistados, sendo que quanto mais jovem o consumidor, maior a preferência pelas compras em shoppings; • O dinheiro ainda é a principal forma de pagamento utilizada para comprar vestuário/artigos de moda, com 56,4% das preferências, seguido de cartão de crédito, com 30,4%; • Somente 15,2% dos consumidores já compraram peças de vestuário/artigos de moda pela internet; pagina 11

Ferruccio Piazzoni


Spese abbigliamento su totale spese • No Brasil, a participação do gasto com vestuário no total de despesas das famílias é de 5,5%, sendo que a região Norte apresentou o maior índice: 7,4%; • 47,5% dos entrevistados já compraram produtos de moda por causa de propagandas. Este índice é maior entre as mulheres, com 52,7%. • 84,7% dos entrevistados costumam se informar a respeito de moda, sendo que a cidade que mais se destaca é Porto Alegre-RS, com 98,5%; a de menor participação é Belo Horizonte-MG, com 59%; pagina 12

Ferruccio Piazzoni


Le fiere non sono seguite

• Apenas 32,1% dos entrevistados acompanham as Semanas de Moda (São Paulo Fashion Week e Fashion Rio), sendo que as mulheres costumam acompanhar mais que os homens (40,4% e 22,9%, respectivamente); • A maneira de vestir das personalidades (artistas, modelos, cantores e jogadores de futebol) influencia 62,2% dos entrevistados, sendo que as mulheres são as mais influenciadas, com 70,7%;

pagina 13

Ferruccio Piazzoni


Gli aiuti di Stato • O Plano Brasil Maior beneficiou o setor de confecções com várias medidas, entre elas a desoneração da folha de pagamentos • A medida funcionará como projeto-piloto até 2014, período no qual poderá ser ampliada para outros setores. • As empresas de confecção também deverão ser incluídas entre as que se beneficiarão de margem de preferência de até 25% nas compras governamentais para produtos manufaturados e serviços nacionais que atendam às normas técnicas brasileiras pagina 14

Ferruccio Piazzoni


OS BOTÕES ACOMPANHAM AS TENDÊNCIAS DE MODA, AGREGAM VALORES ÀS PEÇAS E CHAMAM A ATENÇÃO DOS CONSUMIDORES

pagina 15

Ferruccio Piazzoni


Funzione del bottone oggi • O botão já teve diversos objetivos, mas hoje os principais deles são ajustar as roupas ao corpo e decorar as peças com irreverência. • Diante desse mercado, os produtores e comerciantes de botões estão inovando cada vez mais para acompanhar as últimas tendências da moda, que anda olhando para os botões com bons olhos. • Por isso cada vez mais temos que investir em produtos com alto valor agregado, aliando qualidade e preço justo”, reforça a supervisora. • As empresas de botões precisam acompanhar as tendências de moda para obter sucesso em suas vendas e, pensando assim,.

• pagina 16

Ferruccio Piazzoni


Richiesta di produzioni “esclusive” • A maioria das confecções trabalha com botões em suas produções, mas as mais beneficiadas pelo aviamento são as do segmento de jeanswear, já que o botão faz uma grande diferença nas peças, que podem ser trabalhadas com criatividade. • “No denim, botões e metais em geral têm um papel bastante significativo, portanto, a escolha dos modelos de botões, bem como o uso em cada peça, é um momento bastante importante e que demanda algum tempo e vários cuidados técnicos”,

pagina 17

Ferruccio Piazzoni


Cia dos Botões • Os botões passaram de itens funcionais para peças de design na criação”, ressalta Patrícia Nascimento, gerente da empresa. • Após as pesquisas realizadas pela Cia dos Botões, as cores do verão 2013 aparecem variadas, vibrantes, escuras ou brilhantes, com toque high-tech, deixando os metalizados em evidência. • Patrícia Nascimento acredita que a moda europeia antes era assistida pelos brasileiros, porém hoje os papéis se inverteram e os brasileiros conseguiram ocupar seu espaço no que diz respeito à criatividade, englobando os acessórios de moda. Para ela, esse é o principal motivo de o setor de botões estar crescendo no Brasil..

pagina 18

Ferruccio Piazzoni


Piter Pan • Outra empresa de destaque, a Piter Pan, iniciou suas atividades como confecção, entrou no negócio de aviamentos e acessórios em 1980 e desde 1995 trabalha exclusivamente com aviamentos. “A decisão de abandonar a confecção e nos manter nos acessórios e aviamentos foi por acharmos, na ocasião, que nessa atividade teríamos mais chances de crescimento”, explica Joannis Panayote Damilakos, sóciodiretor da Piter Pan. • Os pontos fortes da empresa são os diferenciais oferecidos em desenvolvimento de produtos e acabamentos diversos, como tingimento, pinturas, impressões tampográficas ou digitais, além de estonagens, aplicações de hot stamp etc., que dão aos produtos o aspecto de madeira, mármore, borracha, osso, terra, chifre etc. pagina 19

Ferruccio Piazzoni


Casa Ferro • Fundada em 1939, a Casa Ferro tinha suas atividades voltadas para o comércio de couros e calçados, mas, com o passar dos anos, introduziu alguns tipos de botões e artigos metálicos. No final dos anos 1970, o foco da empresa já estava voltado para os artigos de metal, botões e outros acessórios para o setor de confecção. “O mercado de botões sempre existiu. Lógico que sempre tem algum produto que em determinado momento é o mais procurado. As confecções procuram botões com qualidade e preços competitivos, além de novidades”, lembra Mário Sérgio Berlowitz, proprietário da Casa Ferro, que acredita que, com o aumento da renda e da população, o mercado de botões também crescerá. “

pagina 20

Ferruccio Piazzoni


A Assédio • A Assédio, de Maringá (PR), trabalha com peças de jeans e sarja, como calças, bermudas, shorts, saias e vestidos. “Buscamos oferecer produtos com linguagem de moda, sempre pautados em pesquisas de tendências, com foco em qualidade e durabilidade, por isso existe a preocupação de oferecer um mix variado de botões em nossas peças, com cores, banhos e formatos, que, prioritariamente, combinem entre si para harmonizar com os demais detalhes de cada modelo”, conta Roseli Cristina Rossi, proprietária da marca.

pagina 21

Ferruccio Piazzoni


Benchmark Directory • http://www.omelhordamoda.com.br/acessorios_bijoux.asp Esempi concorrenza • • • • • • • •

http://www.bonorindustrial.com.br/# http://metalcin.com.br/site/index.php?option=com_zoom&Itemid=6&catid=3 9 http://www.oesteaviamentos.com.br/botoes/&sid=97&cm1=3 http://www.novotempoaviamentos.com.br/1bmetal.htm http://www.botoesibb.com.br/ http://www.andreabotoes.com.br/produtos.html http://www.cardenas.com.br/ http://www.bonorindustrial.com.br/#

pagina 22

Ferruccio Piazzoni


Ferruccio Piazzoni ferruccio@piazzoni.com

pagina 23

Ferruccio Piazzoni


Gr Minuterie , i bottoni in Brasile