Issuu on Google+

em notícias

Ano 7 - nº 34 - abril de 2013

MARBOR FAZ LOCAÇÃO DE MÁQUINAS PARA MOVIMENTAÇÃO DE CARGA Empresa com excelência em aluguel de veículos de passeio, agora, também oferece equipamentos para transporte de produtos. Página 5 Veja as fotos do Amigo Chocolate 2013. Páginas 6 e 7

Colaboradores fazem atualização profissional em língua portuguesa. Página 8


PALAVRA DO PRESIDENTE

NOSSA GENTE

NILDA MACHADO DE ALMEIDA Idade: 31 anos Apelido: Não tem Local de nascimento: Maracas - BA Hobby: Ficar em casa Estado civil: Casada Setor: Gorvernança - Hotel

MARCOS

BORENSTEIN presidente do Grupo Marbor VOCÊ É UM EMPREENDEDOR OU UM SONHADOR? Um conjunto de características básicas faz de uma pessoa um líder e algumas delas distinguem os empreendedores dos sonhadores. A principal diferença entre uma coisa e outra é o comprometimento. Não se chega a lugar nenhum sem se comprometer com o que faz, com o que promete e com o que o grupo liderado por você espera. Isso significa que não basta sonhar com uma pequena, média ou grande empresa, com negócios bem-sucedidos, clientes fiéis, colaboradores dedicados e capacitados e resultados invejáveis para que tudo isso se torne realidade. Todas as pessoas têm o direito de sonhar e isso faz bem tanto para a vida profissional quanto para a pessoal, desde que sejam tomadas medidas precisas para que esses sonhos se tornem, de fato, realidade. É isso que um empreendedor faz. E é seguindo esse preceito que o Grupo Marbor trabalha desde a sua fundação, há mais de duas décadas. Para um empresário atingir seus objetivos, são necessários preparo, conhecimento, planejamento, investimento e muito comprometimento. Sem empenho e esforço, os desejos vão ficando cada vez mais distantes e o caminho para o crescimento mais difícil. Às vezes, leva a pessoa para um lugar diferente do que ela esperava. Só investimento não garante sucesso se não houver compromisso. No mundo empresarial, ao contrário do que garante o dito popular, as coisas não se resolvem sozinhas. Um bom empreendedor precisa de mais do que uma boa ideia, ele deve saber como executá-la de maneira objetiva e gastar menos tempo pensando e mais tempo fazendo, ou seja, não adianta ficar em casa ou no escritório imaginando como a sua ideia seria promissora e como você seria bem-sucedido se as pessoas a comprassem ou acreditar que ela será revolucionária sem ter embasamento para isso. Se o seu sonho é empreender, o primeiro passo é fazê-lo acontecer, porque ele não vai se autorrealizar.

EXPEDIENTE

Qual é a sua maior qualidade? E o seu maior defeito? O que mais aprecia em seus amigos? Onde já trabalhou? O que mais gosta no seu ambiente de trabalho? Qual é o seu sentimento em relação à perspectiva da empresa? O que lhe dá segurança trabalhando na Marbor? Qual é a sua atividade preferida durante a sua rotina de trabalho? Qual é a sua ideia de felicidade? E o que seria a maior das tragédias? Qual é a sua palavra preferida? O que mais detesta? Qual é o seu momento preferido do dia? Uma mania... O que você considera a sua maior conquista? Qual é o seu maior tesouro? Qual foi a maior tristeza de sua vida?

Ser honesta. Acreditar nas pessoas. A lealdade. Paradise Hotel e Mercure Hotel. Minha governanta, Rose Laura. Crescer. Meu trabalho bem-feito. Atender bem os hóspedes. Minha filha. Perder meus pais. Dinheiro (risos). Pessoas falsas. Chegar em casa. Olhar-me no espelho. A minha família. A minha filha. Até agora, foi perder a minha avó.

Qual é o seu maior medo?

Ficar inválida em cima de uma cama.

Que dom gostaria de ter?

O dom da paciência.

O que mais lhe irrita nas outras pessoas?

Mentira e injustiça.

O que ou quem é o maior amor de sua vida?

A minha filha, é claro.

Qual foi a coisa mais incrível que você já viu?

O nascimento da minha filha.

Defina a Marbor em uma palavra.

Muito trabalho.

O MARBOR EM NOTÍCIAS é um informativo do Grupo Marbor | Abril de 2013 | www.grupomarbor.com.br Textos, edição e revisão: Katia Guimarães - KG Comunicação Corporativa | Diagramação e editoração eletrônica: F | Martins Comunicação Integrada | www.agfmartins.com.br | Fotos: Marbor e banco de imagens


TRÂNSITO

LEI SECA FICA MAIS RÍGIDA E REDUZ ACIDENTES

Agora, não é mais preciso que o bafômetro indique a embriaguez do motorista para que ele seja preso, o próprio policial que fizer a abordagem pode fazer essa avaliação, prender o infrator e apreender o veículo, além de retirar a carteira de habilitação e aplicar multa

Desde o fim de 2012, a Lei Seca no Brasil está mais rígida. As regras passaram a ser mais enérgicas para evitar que os motoristas que dirigem embriagados escapem da fiscalização por não serem obrigados a fazer o teste do bafômetro e o exame de sangue que mostra o nível de álcool no organismo. Com a mudança, mesmo que a pessoa abordada pela polícia não aceite fazer o teste, o próprio policial pode fazer a avaliação da situação dela e, se constatar que ela está alcoolizada, pode levá-la presa para a delegacia e apreender o veículo. Além da avaliação da autoridade, também serão usados como provas vídeos e depoimentos de testemunhas e tudo será considerado pelo delegado na hora de prender e, posteriormente, pela Justiça, se o caso for levado a julgamento. A punição administrativa também mudou, passou de multa de R$ 957,70 para R$ 1.915,40. E o valor é dobrado caso o motorista seja reincidente num prazo de um ano. Antes dessas alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), sem os exames de sangue e do bafômetro, não era possível considerar crime o fato de o motorista ser flagrado embriagado, porque não havia nada concreto que comprovasse isso. E a maioria das pessoas se negava a fazer qualquer teste porque se valia de um direito constitucional: ninguém é obrigado a produzir provas contra si mesmo. O condutor era multado,

perdia a carteira e tinha o veículo apreendido, mas não respondia a nenhum processo.

TOLERÂNCIA ZERO

Além das mudanças na comprovação da embriaguez, a tolerância sobre quanto se pode consumir de álcool também ficou mais dura. Antes, a lei previa como proibido dirigir com mais de 6 dg/L (decigramas por litro) de álcool no sangue. Agora, passa a ser crime, segundo a regra, conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência. Isso significa que o limite de álcool passou a ser uma das formas de se comprovar a embriaguez, e não mais um requisito de punição. O objetivo da mudança é reduzir o número de mortes no trânsito no País, que hoje chega a 40 mil por ano, segundo dados do governo federal.

ACIDENTES

De acordo com um levantamento do Ministério da Saúde, a cada cinco acidentes ocorridos em todo o País, um foi causado por um motorista alcoolizado. O Brasil está em quinto lugar no ranking mundial de violência em ruas e estradas. ABRIL 2013 | MARBOR EM NOTÍCIAS |3


AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

COLABORADORES EVOLUEM NO PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS

Resultado da Avaliação de Desempenho de 2012 foi concluído e 14 pessoas foram contempladas com mudanças que começaram a valer em fevereiro e seguem até o mês de janeiro de 2014 O resultado da Avaliação de Desempenho (AD) de 2012, que contempla a evolução dos colaboradores da Marbor Locadora no plano de cargos e salários, foi finalizado e a aplicação dos benefícios começou a valer em fevereiro e segue até janeiro de 2014. O máximo de pontos no ano que um colaborador

poderia atingir importou 1.248 pontos, sendo o limite de 75% (936). Diante desse resultado, foram 14 contemplados. São eles: Vanessa Ferreira, Viviane Domingues, João Brito, Valter de Almeida, Sibila Piassa, Jéssica Costa, Jéssica Louro, Aurivan de Oliveira, Cláudio Pinheiro, Aurivanda de Oliveira, Edi de Figueiredo, Janaína Brito, Lourival Marcal e Fernando Dante.

VEJA OS DADOS COMPLETOS DOS 14 CONTEMPLADOS CPTS 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

Colaborador Vanessa Ferreira Viviane Domingues João Brito Valter de Almeida Sibila Piassa Jéssica Costa Jéssica Louro Aurivan de Oliveira Cláudio Pinheiro Aurivanda de Oliveira Edi de Figueiredo Janaina Brito Lourival Marcal Fernando Dante

1º Semestre 556 533 500 549 482 544 456 449 498 474 460 443 466 481

2º Semestre 568 563 568 514 548 466 536 541 489 510 522 535 492 473

% 90,02% 87,78% 85,54% 85,14% 82,49% 80,89% 79,45% 79,33% 79,05% 78,85% 78,69% 78,33% 76,76% 76,44%

Cargo Analista adm. pleno Assistente adm. Assistente de pátio Consultor técnico Coordenador loja Analista adm. pleno Assistente adm. Gerente adm. pleno Gerente adm. pleno Secretária Motorista jr. Assistente adm. Motorista jr. Advogado pleno

Anterior Step I Step II Step III Step I Step III Step I Step II Step III Step III Step II Step I Step II Step I Step II

Atual Step II Step III Analista operacional jr. - Step II Step II Gestor de loja - Step I Step II Step III Gerente adm. sênior - Step I Gerente adm. sênior - Step I Step III Step II Step III Step II Step III

MUNDO SUSTENTÁVEL

AS CONSEQUÊNCIAS DAS SACOLAS PLÁSTICAS Você usa sacolas plásticas para carregar as compras de supermercados, como saco de lixo ou como recipiente para guardar coisas em casa? Então, atenção para os riscos ao meio ambiente e, consequentemente, aos seres humanos. Esse popular material causa vários problemas na natureza. As sacolas plásticas comuns, dessas que usamos há décadas, em geral, depois de serem usadas, vão parar nas ruas, nos bueiros, nos rios e mares e outros locais que prejudicam a natureza e podem até gerar ou potencializar desastres naturais (que não são tão naturais assim), como enchentes. Quando chegam aos mares, elas podem até serem confundidas com alimentos por animais marinhos, que acabam se sufocando e morrendo. Esse material tem uma reciclagem complexa e, ao contrário de muitos itens que usamos no cotidiano, não desaparece no meio ambiente em alguns anos. Esse tipo de sacola leva mais de cem anos para se decompor, o que significa que ele fica todo 4| MARBOR EM NOTÍCIAS | ABRIL 2013

esse tempo contaminando o meio ambiente e passando por locais inapropriados, prejudicando o andamento natural do ecossistema. Para não fazer parte disso, não é preciso fazer grandes sacrifícios. Basta substituir essas sacolas plásticas pelas de tecido ou materiais menos danosos ao meio ambiente, como as biodegradáveis, as chamadas “verdes” ou as oxibiodegradáveis, que são menos poluentes. Em várias cidades brasileiras, uma lei que proibia a distribuição de sacolas plásticas nos supermercados gerou polêmica, muitos foram contra, porque os comerciantes não descontaram dos produtos os valores embutidos neles em relação às embalagens. Agora, em quase todos os locais, por meio de liminares, as sacolas plásticas voltaram a ser distribuídas. Mas, com ou sem lei, faça a sua parte! Leve de casa as sacolas retornáveis e deixe para seus filhos e netos um meio ambiente mais saudável.


LOCAÇÃO

MARBOR OFERECE VEÍCULOS PARA MOVIMENTAÇÃO DE CARGA

Empresas de todos os portes agora têm à disposição os melhores equipamentos e máquinas para diversos fins A Marbor Locadora já é marca conhecida e respeitada em todo o Brasil quando o assunto é locação de veículos de passeio e, agora, também oferece máquinas e equipamentos para movimentação de carga. Há veículos de diversos tipos e com diferentes objetivos para empresas de todos os portes e setores do País. Há equipamentos para movimentação de carga, empilhadeiras movidas a combustão e elétricas, de vários modelos, rebocadores e transpaleteiras. Além de oferecer um amplo portfólio, o novo segmento oferece suporte técnico, com uma equipe especializada para manutenção e reparos nos equipamentos e nas máquinas locados. Assim como ocorre com os veículos de passeio, os de transporte de carga têm ampla frota, com opções novas e seminovas e com renovação constante, além de manutenção preventiva e corretiva inclusa no serviço de locação, exceto em casos de avaria. Assim como todos os produtos do Grupo Marbor, a fiscalização da qualidade é rigorosa e a manutenção dos veículos é feita de acordo com o que indica o manual do fabricante, o que garante alta performance e excelente conservação. Os planos atendem a todos os tipos de necessidades.

Existem os imediatos e os sazonais, de acordo com o que os clientes precisam naquele momento. O prazo mínimo para locação depende da modalidade, tem de 30 dias e de 12 meses, dependendo de cada tipo, e todos os planos são customizados, conforme o objetivo da companhia que contratar o serviço da Marbor Locadora. As formas de pagamento são especiais e facilitadas.

CREDIBILIDADE

Independentemente do tipo de veículo, o cuidado da Marbor Locadora com seus clientes é o mesmo. Os serviços, que seguem um padrão de qualidade desde o primeiro atendimento até a concretização da locação, são oferecidos de maneira que a empresa contratante receba exatamente o que precisa e sem nenhuma preocupação. Foi esse conjunto que fez da Marbor uma referência no setor de locação de veículos, uma credibilidade construída em décadas de trabalho. Todos os funcionários são treinados para identificar as necessidades dos clientes e atendê-los da melhor maneira possível. Conheça esse novo serviço agendando uma visita à unidade de Mogi das Cruzes pelo telefone (11) 4727-5777 ou pelo e-mail equipamentos@grupomarbor.com.br. ABRIL 2013 | MARBOR EM NOTÍCIAS |5


PÁSCOA

COLABORADORES TROCAM OVOS NO AMIGO CHOCOLATE

Como em anos anteriores, toda a equipe do Grupo Marbor participou de um divertido encontro regado a muito chocolate Todos os anos, os colaboradores do Grupo Marbor se reúnem para celebrar a Páscoa. Durante o evento, com muitas brincadeiras, os funcionários trocam ovos de chocolate. Neste ano, para receber o agrado, cada um dos participantes teve de “pescar” os ovos numa piscina.Para ser mais divertido, todos estavam vendados no momento da “pesca”. Além disso, a equipe organizadora do evento preparou uma surpresa: uma pessoa disfarçada de “Coelho da Páscoa” circulou pela festa para que os colaboradores adivinhassem quem ela era.

6| MARBOR EM NOTÍCIAS | ABRIL 2013

Vários funcionários descobriram ao mesmo tempo que se tratava de Tobias Souza, que trabalha na Recepção do Hotel Marbor, por isso, para definir um vencedor, eles tiveram de responder à seguinte pergunta: Que outra atividade profissional Tobias exerce? O colaborador Vanderlei Ruiz acertou ao responder que Tobias também é ator. Por ter respondido corretamente, ele ganhou um ovo de Páscoa de colher. A comemoração foi no dia 21 de março. Confira as fotos!


ABRIL 2013 | MARBOR EM NOTÍCIAS |7


CRESCIMENTO PROFISSIONAL

MARBOR LOCADORA TEM NOVA COORDENADORA FINANCEIRA

Vencedora de três edições da AD, Vanessa Ferreira assume o desafio de comandar um departamento Vanessa Cristina Rodrigues Ferreira, de 27 anos, é daquelas pessoas que não desistem de seus sonhos. Se ela quer uma coisa, batalha até conseguir. Desde que entrou no Grupo Marbor, em dezembro de 2006, ela sempre deixou claro que queria crescer, aprender coisas novas e contribuir ao máximo com o desenvolvimento da empresa. E mostrava isso com as suas atitudes. No início do mês de março deste ano, veio a recompensa: Vanessa foi convidada pela diretoria da Marbor Locadora para ser a nova coordenadora financeira. “Embora eu sempre tenha me esforçado para aprender mais e, claro, sonhava com novas oportunidades dentro da empresa, o convite foi uma surpresa. Fiquei muito satisfeita e estou com várias ideias para aprimorar o departamento”, diz Vanessa. Ela começou na companhia como auxiliar de escritório, mas desde o início já se envolvia em outras tarefas, já com o objetivo de aprender novas funções, ter novas experiências e crescer profissionalmente. “Nessa época, eu já fazia faturamento, emissão de nota fiscal, cobrança e outras atividades que não tinham ligação direta com o meu cargo, mas, como gostava muito da área financeira, pesquisa sobre o assunto e observava minuciosamente os outros profissionais, que já tinham conhecimento no assunto, para conseguir aprender. E, em 2008, me tornei auxiliar de faturamento”. Vanessa também se envolveu em projetos paralelos ao dia a dia da empresa, como os eventos promovidos pela diretoria para integrar os colaboradores, como o tradicional Amigo Chocolate, as festas de Natal e outras datas comemorativas. “Eu gosto de fazer parte desses eventos, de ajudar a organizar e depois ter a satisfação de vê-los prontos, com todos os funcionários aproveitando”. Seu esforço sempre foi perceptível, Vanessa já venceu por três vezes a Avaliação de Desempenho, um programa de valorização de pessoal que premia quem acumula mais pontos positivos por bom desenvolvimento na empresa. “Em 2010, foi implantado o plano de cargos e salários e, por causa do meu desempenho, passei a ser analista de faturamento júnior”. Agora, à frente do novo cargo, Vanessa prepara um manual de trabalho e faz uma reorganização dos processos do setor. “Tudo já funcionava muito bem, mas acredito que sempre é possível melhorar, por isso, estou reunindo várias ideias que tenho para apresentar para a diretoria, tudo com o objetivo de tornar o processo mais moderno e funcional, tanto para a empresa quanto para funcionários e clientes”.

CAPACITAÇÃO

Vanessa, assim como os demais colaboradores do Grupo Marbor, participou de uma série de cursos oferecidos gratuitamente pela companhia. “Fiz muitos cursos, de temas variados, mas, neste momento, o conteúdo que eu mais estou 8| MARBOR EM NOTÍCIAS | ABRIL 2013

usando é o que aprendi nas aulas para coaching, realizadas no ano passado. Quando me chamaram para fazer este curso, eu fiquei muito feliz, mas não entendia o motivo, porque apenas pessoas do alto escalão da empresa estavam lá. Hoje, vejo que a Marbor já tinha planos para mim e isso me deixa muito motivada. Tudo o que foi ensinado nesse curso eu vou aplicar com a minha nova equipe”, comemora. Técnica em Contabilidade, a nova coordenadora financeira já havia feito cursos de especialização e pretende continuar fazendo. “Fiz o curso técnico por meio da bolsa de estudos oferecida pela Marbor e depois outros treinamentos gratuitos da empresa. Agora, quero fazer o curso superior de Gestão Financeira, que é a área em que atuo agora e com a qual sempre me identifiquei”. E ela não quer parar por aí: “Eu nunca desisto dos meus objetivos e o cargo que consegui conquistar foi desejado, eu batalhei por ele. E é essa mensagem que eu deixo para os demais profissionais, que nunca desistam, porque, com esforço e dedicação, tudo é possível”.


TREINAMENTO

Colaboradores da Marbor terão aulas de português

Atualização em Língua Portuguesa Para tornar o vocabulário e a comunicação entre funcionários e clientes ainda melhores, empresa proporcionará curso com uma professora particular especializada em conteúdo corporativo

A comunicação é uma das chaves do sucesso para qualquer negócio e o Grupo Marbor sabe disso. Por isso, além de investir em diversas ferramentas de comunicação, a empresa agora vai aprimorar a maneira como os seus colaboradores se comunicam entre si e com clientes e fornecedores por meio da fala e da escrita. Com a sofisticação dos meios de se comunicar, o princípio básico, que é falar e escrever, muitas vezes, fica em segundo plano. Pensando nisso, a direção da Marbor decidiu aprimorar os conhecimentos em língua portuguesa dos funcionários. Eles agora têm aulas uma vez por semana, das 7h30 às 8h30, de português, com uma professora particular especializada. Elaine Siqueira foi a profissional escolhida pela companhia para melhorar o desempenho dos colaboradores na hora de trocar ideias, fazer solicitações, emitir opiniões, explicar e oferecer serviços, enfim, no dia a dia da empresa, seja falando ou escrevendo um e-mail, um relatório ou uma ata, por exemplo. Com o aprimoramento, até as reuniões estão ficando

mais produtivas e os colaboradores estão recebendo um conhecimento que levarão por toda a vida profissional. Este curso especial compõe mais uma etapa da série de capacitações que o Grupo Marbor vem fazendo com todos os seus colaboradores, que contam com bolsas de estudos para frequentarem universidades e escolas técnicas, treinamentos ligados à liderança, a assuntos direcionados ao setor em que atuam – oferecidos gratuitamente pela Marbor – e a questões corporativas gerais. No caso das aulas de português, Elaine preparou conteúdos voltados especialmente para o perfil dos colaboradores da Marbor, de todos os escalões. “O programa desenvolvido para a Marbor cria condições para que cada um desenvolva sua competência comunicativa”, explica a educadora, que elaborou todas as aulas de acordo com as necessidades da empresa. Para saber mais sobre as aulas, os funcionários podem se informar no Departamento de Recursos Humanos ou tirar dúvidas com a própria professora durante as aulas.

ABRIL 2013 | MARBOR EM NOTÍCIAS |9


COLUNISTA CONVIDADO

A TAMANHO DA SUA RESPONSABILIDADE AO DECLARAR O IMPOSTO DE RENDA Todas as pessoas residentes no Brasil devem, todos os anos, declarar Imposto de Renda (IR). A cada ano, a Receita Federal vem aprimorando o seu sistema de cruzamento de dados e, com essa sofisticação, a chance de qualquer falha ser identificada é muito maior, por isso, a atenção do contribuinte deve ser redobrada. A Declaração anual de IR, a rigor, é um resumo de tudo o que aconteceu com o seu patrimônio no ano anterior e é muito importante que essa “confissão” de contas à Receita seja feita de forma muito criteriosa, pois qualquer dado incorreto ou diferente do real fará com que a sua declaração seja retida na tão temida “malha fina”, procedimento interno da Receita em que as declarações são analisadas detalhadamente, acarretando, com frequência, em “intimações” para prestação de esclarecimentos pelo contribuinte ou, ainda pior, “autos de infração”, que obrigarão o contribuinte a optar entre pagar o valor apurado ou, caso não concorde, a contratar assessoria jurídica para impugnar a cobrança, seja na esfera administrativa, seja na judicial; em outras palavras, haverá impacto

financeiro para o cidadão, em qualquer das alternativas escolhidas. Tudo o que o cidadão possui deve ser declarado, como carros, imóveis, objetos de arte, valores depositados em bancos e outros itens de seu patrimônio, no Brasil e/ou no exterior. Se o contribuinte “esquecer” de declarar qualquer um deles ou informar valores inconsistentes, mesmo que seja um erro simples, pode ser multado e até ter outras complicações, inclusive criminais.

CURIOSIDADES

OS MANDAMENTOS DO EMPRESÁRIO ÉTICO Um dos mais bem-sucedidos empresários gregos, George Koukis, proprietário da Temenos, multinacional suíça de software bancário, fez uma avaliação a respeito do empresariado brasileiro que deve servir como exemplo a ser seguido por todos, não necessariamente pessoas que sejam ou queiram ser donos de empresas. Veja abaixo os oito mandamentos criados por ele para ser ético e ter lucro sem exploração. 1 Divirta-se no trabalho; 2 A equipe é a chave do sucesso; 3 Os clientes são a única razão de uma empresa existir. Trate-os com respeito; 4 Lucratividade é uma consequência da felicidade do cliente; 5 Produtos devem atender a um propósito prático, por isso, a garantia deve ser eterna; 6 Para pensar internacionalmente, deve-se aproveitar ao máximo as diferenças; 7 Não tenha medo da mudança e da inovação; 8 Abrace os desafios e acredite que pode fazer o impossível. 10| MARBOR EM NOTÍCIAS | ABRIL 2013

Quem informa números que não são verdadeiros, mesmo que sem querer, terá dor de cabeça para resolver. Por isso, a melhor solução é fazer da maneira mais correta e precisa possível e, se você não sabe ou não pode fazer isso sozinho, não hesite em pedir ajuda. E essa ajuda, claro, para ser segura e eficiente, deve ser profissional. Se a sua declaração for aquela mais simples, é possível fazê-la sozinho, baixando um programa gratuito no site da Receita (www.receita.fazenda.gov. br). Mas, se não for o seu caso, busque consultoria de um especialista. É um investimento que vale a pena. E, para evitar problemas com falta de prazo, não deixe para fazer a sua declaração na última hora. Faça com tranquilidade e antecedência! Este ano, por exemplo, se você ainda não fez, não perca tempo, pois o prazo termina no dia 30 de abril.

Samir Choaib é sócio do escritório Choaib, Paiva e Justo Advogados Associados (São Paulo/Rio de Janeiro/Miami), fundado em 1992 Contato: samir@choaibpaiva.com.br


SAÚDE

APRENDA A LIDAR COM UMA CRISE CONVULSIVA E SALVE UMA VIDA

Ter convulsão é mais comum do que se imagina e pode acontecer com qualquer pessoa, não só com quem tem epilepsia Você sabe o que fazer quando alguém tem uma crise convulsiva? Em geral, as pessoas se desesperam e, em vez de ajudarem, acabam atrapalhando. Mas não é preciso muito para ajudar quem passa por uma situação como essa, basta manter a calma e seguir alguns passos básicos, que vão manter a pessoa com convulsão em segurança. Todos já devem ter ouvido falar que quando uma pessoa tem uma crise convulsiva quem está por perto deve forçar, com as mãos, que a boca de quem está com a crise se mantenha aberta e a língua fique esticada. Pois isso é exatamente o que não se deve fazer. Essas medidas são um mito, que se espalhou por todo o País e até hoje muita gente acha que realmente essa é a maneira de salvar a vida de quem tem uma convulsão. Mas o que é necessário fazer, na verdade, é colocar a pessoa deitada no chão, de lado, para que a língua não obstrua a passagem de ar, mantê-la afastada de objetos – principalmente os que podem gerar ferimentos, como itens cortantes, pedras e

móveis – e proteger a cabeça com uma almofada. Se ocorrer na rua, segure a cabeça de forma firme, mas tendo o cuidado de não machucar, para que a pessoa não bata a cabeça no chão. As crises costumam durar até dois minutos. Se passar disso, o ideal é chamar o serviço de emergência.

CRISE

A crise convulsiva se caracteriza por uma forte e involuntária série de contrações musculares, corpo se debatendo, lábios e dentes cerrados, salivação excessiva e pele arroxeada. Em geral, as pessoas perdem a consciência e, após a crise, podem ter dores de cabeça e confusão mental. Nem todas as crises convulsivas são geradas pela epilepsia. Pessoas comuns, que não são epiléticas, podem sim ter uma crise alguma vez na vida. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 10% da população do mundo passa por isso pelo menos uma vez ao longo da vida.

RECEITA

coa que a tradicional receita de ?Pás Que tal aprender umqua ano do ca épo er lqu você pode fazer em sou e as lojas não vendem mais essa r A data festiva já pas er em casa uma ainda melho delícia, mas você pode faz

Massa

130g de uvas-passas 180g de frutas cristalizadas

500g de farinha de trigo 100g de manteiga 100g de açúcar 5 gemas 40g de mel 1 colher de café de sal 40g de leite em pó 20g de fermento biológico ½ copo de água gelada Essência de panetone ou de laranja

Modo de fazer

Coloque o fermento em um pequeno recipiente e esfarele com as mãos. Adicione ao fermento duas colheres de farinha, quatro colheres de água e misture. Reserve essa pequena massa por 20 minutos, até que ela cresça. Em uma superfície de pedra ou bacia, junte a farinha de trigo, a massa de fermento, margarina, açúcar, sal, ovos, leite em pó e mel. Bata na batedeira e vá acrescentando, lentamente, a água.

Recheio

Cobertura

5 claras de ovos 250g de farinha de ca 200g de açúcar de coju nfeiteiro

Acrescente também duas colheres de sopa de essência de panetone ou de laranja. Bata a massa até chegar ao ponto de ser esticada. Acrescente as uvas-passas e as frutas cristalizadas e misture, ainda na batedeira. Tire e coloque sobre uma superfície de pedra. Sove por 20 minutos e divida a massa em partes, de acordo com o tamanho de colombas que pretende fazer. Separe formas de papel para colocar a massa. Já na forma, deixa a massa descansar

de 30 a 50 minutos, para crescer. Enquanto isso, prepare o recheio. Coloque em um recipiente a farinha de caju e metade do açúcar de confeiteiro. Em seguida, acrescente as claras e misture. Coloque a cobertura sobre a colomba. Antes de levá-la ao forno, jogue castanha de caju ou nozes e peneire a outra metade do açúcar de confeiteiro sobre a colomba. Leve a massa ao forno pré-aquecido (180ºC) por 30 minutos. ABRIL 2013 | MARBOR EM NOTÍCIAS |11


SUSTENTABILIDADE

HOTEL MARBOR INSTALA LÂMPADAS QUE PROTEGEM O MEIO AMBIENTE O Hotel Marbor iniciou no ano passado uma substituição de todas as lâmpadas de vapor de sódio por lâmpadas de LED, que são mais econômicas e protegem o meio ambiente contra a poluição do mercúrio, por exemplo, que é um dos componentes da lâmpada de vapor de sódio. Além do bem ambiental, a troca também é benéfica para os hóspedes e os funcionários, já que as unidades de vapor de sódio emitem UVA e UVB, isso mesmo, as radiações já conhecidas por todos nós quando falamos de sol. Pois esses componentes, que tanto fazem mal à pele, também estão presentes nas lâmpadas. Isso não acontece com as lâmpadas de LED, que têm uma iluminação diferenciada. Elas têm uma cor mais agradável aos olhos e iluminam com maior eficácia, sem contar que elas não precisam de cinco a 15 minutos para atingirem o seu grau máximo de iluminação, como ocorre com as de mercúrio. Isso também torna as novas lâmpadas mais econômicas e funcionais. De acordo com o gerente do Hotel Marbor, Filipe Le-

mos, a economia de energia elétrica no empreendimento chega a 400%. “Essas lâmpadas, na verdade, economizam numa série de coisas, porque são as chamadas lâmpadas ‘inteligentes’, que são mais modernas e adequadas para o meio ambiente”, afirma o gerente. Lemos também garante que a qualidade e a durabilidade do novo produto são muito superiores. “Quanto mais watts você usa, mais CO² (gás carbônico) você emite, por isso, com as de LED, a emissão é muito menor, porque se gasta uma quantidade muito inferior de watts do que as que usávamos antes. Também não é preciso ter reatores e as luzes não piscam ou falham, como acontece com as demais”. A substituição das lâmpadas faz parte de um processo de investimentos em prol da conservação do meio ambiente, que vem sendo feito no Hotel Marbor. O local já conta com sistema de reciclagem de papel, plástico e vidro e faz reaproveitamento da água, além de tratá-la e filtrá-la, depois de ser retirada de um poço próprio regulamentado do Hotel.

DE FRENTE COM O PRESIDENTE Qual é o principal desafio de se manter uma locadora na rota de crescimento e sucesso? (Samira - Locadora Mogi)

Samira Duran

Para se obter crescimento e sucesso em qualquer empresa, são imprescindíveis dois fatores: conhecimento profundo da atividade desenvolvida e muita vontade de trabalhar. Em uma locadora de veículos, como nosso caso, existe mais um fator decisivo: crédito bancário.

A união desses três fatores é determinante para se ter bons resultados. Também faz parte do sucesso a escolha de colaboradores dispostos a ter empenho e dedicação na execução dos serviços necessários para o bom andamento da empresa.

De onde surgiu a ideia de construir um salão de festas e qual é a sua visão de futuro para esse segmento? (Maura - Hotel) O Grupo Marbor ter um “salão de festas” para locação é um desejo antigo de uma de minhas filhas, que dizia: “Precisamos construir um salão de festas”. Ela sempre esteve coberta de razão, pois o “salão de uso múltiplo” que estamos construindo incluise perfeitamente dentro da nossa atividade principal, que é locar; além de completar as atividades do Hotel, que terá a oportunidade de oferecer um salão completo para palestras,

reuniões e outros eventos que necessitem de espaço para acomodar de forma confortável aproximadamente 250 pessoas. Será um local apropriado, bonito e moderno, com toda a infraestrutura necessária, elevador, arcondicionado central, equipamentos para reuniões e palestras, mesas e cadeiras, além de cozinha equipada e estacionamento. Com esse novo empreendimento, conseguiremos atender à demanda existente nesse segmento.

LOCADORA DE VEÍCULOS Curitiba - Av. Presidente Wenceslau Braz, 1.463 - Lindoia (41) 3076-6360 - locadoracuritiba@grupomarbor.com.br Mogi das Cruzes - R. Profº Flaviano de Melo, 313 - Centro

(11) 4727-5777 - locadora@grupomarbor.com.br

São Paulo - R. Fradique Coutinho, 240 - Pinheiros (11) 3816-8313 - locadorapinheiros@grupomarbor.com.br São José dos Campos - Av. Andrômeda, 3.390 - Bq. dos Eucaliptos (12) 3916-7666 - locadorasjc@grupomarbor.com.br

12| MARBOR EM NOTÍCIAS | ABRIL 2013

Maura da Silva

HOTEL R. Juvenal Granado Nale, 35 - Vila Hélio - Mogi das Cruzes (11) 4735-7300 ADMINISTRADORA R. Profº Flaviano de Melo, 313 - Centro - Mogi das Cruzes (11) 4727-5777 MARBOR EM NOTÍCIAS é um informativo bimestral do Grupo Marbor. Caso você não queira mais receber este informativo, entre em contato com veridiano@grupomarbor.com.br


Marbor em Notícias 34