Issuu on Google+


PALAVRA DO PRESIDENTE

Marcos Borenstein - presidente do Grupo Marbor Indústria automobilística

Desde os idos anos da década de 1960, desempenho funções ligadas à indústria automobilística do Brasil. A primeira foi na concessionária Chevrolet de Mogi das Cruzes, empresa familiar, onde atuei na área comercial. A segunda e grande experiência foi no exercício da função de diretor do extinto Banco de Crédito Nacional (BCN) com responsabilidades diretas no desempenho da Financiadora BCN (CDC) e no BCN Leasing. Desde 1988, exerço a terceira, na Diretoria do Grupo Marbor, onde atuo principalmente na compra de veículos novos e venda dos carros usados, após o término dos contratos de locação, e na gestão do Hotel. Todas essas etapas ligadas a automóveis no Brasil fizeram com que notasse três fatores fundamentais para o desenvolvimento do mercado automobilístico, sendo que sempre um deles, naquele momento, estava a emperrar o mercado de forma pouco duradoura. Quais são esses três fatores, em qualquer ordem: produção, financiamento e compradores. O mercado automobilístico até agora sempre funcionou, mesmo que um dos fatores mostrasse enfraquecimento, pois, outros dois mantinham o mercado estável. Nos dias atuais, apenas um dos fatores está funcionando a pleno vapor: compradores ávidos pela aquisição de todo e qualquer tipo de veículo, em função da redução do IPI anunciada pelo Governo Federal, por duas vezes prorrogada, e que tem seu final anunciado para 31 de dezembro de 2012. Outro fator, a produção, não dá conta da demanda, segundo os fabricantes pela falta dos mais diversos componentes. Outro fator, os financiamentos bancários, está escasso, em virtude das exigências cadastrais necessárias para não haver nova onda de inadimplência. Até hoje, nunca tinha visto dois fatores juntos exercerem suas respectivas influências, fato que está quase que paralisando o mercado. Enfim, o dia 31 de dezembro está próximo e só a partir desta data é que poderemos saber se “já vimos este filme” ou se teremos um novo filme que esperamos que seja menos repleto de emoções. Vamos aguardar...

nossa gente Jéssica Cecília Louro Idade: 22 anos Local de nascimento: Poá - SP Estado civil: Solteira Apelido: Jé Hobby: Viajar Setor: Diretoria Qual é a sua maior qualidade? Perseverança. E o seu maior defeito? Guardar rancor. O que mais aprecia em seus amigos? A vontade e a paciência de ensinar. Onde já trabalhou? Recepção (Marbor), Contas a pagar (Marbor) e Diretoria (Marbor). O que mais gosta no seu ambiente de trabalho? A organização. Qual é o seu sentimento em relação à perspectiva da empresa? Eu me sinto muito feliz em fazer parte dessa história.

Qual é o seu momento preferido do dia? Quando eu chego à minha casa e ganho um super abraço da minha mãe. Uma mania... Apagar as luzes quando não tem ninguém no local. O que você considera a sua maior conquista? Formar-me na faculdade. Qual é o seu maior tesouro? A minha família. Qual foi a maior tristeza de sua vida? Graças a Deus, ainda não tive nenhuma tristeza que me marcasse. Qual é o seu maior medo? Ficar sozinha.

O que lhe dá segurança trabalhando na Marbor? A confiança que passam para mim.

Que dom gostaria de ter? Da cura.

Qual é a sua atividade preferida durante a sua rotina de trabalho? Fazer o “mapão” para o sr. Marcos Borenstein.

O que ou quem é o maior amor de sua vida? A minha família e o meu namorado.

Qual é a sua ideia de felicidade? Casar e ter filhos.

O que mais lhe irrita nas outras pessoas? A “cara de pau”.

E o que seria a maior das tragédias? Acabar o mundo.

Qual foi a coisa mais incrível que você já viu? O nascimento da minha sobrinha.

Qual é a sua palavra preferida? Amor.

Defina a Marbor em uma palavra.

O que mais detesta? Injustiça.

Escola.

Expediente

O MArbor em notícias é um informativo do Grupo Marbor | Dezembro de 2012 | www.grupomarbor.com.br Textos, edição e revisão: Katia Guimarães - KG Comunicação Corporativa Diagramação e editoração eletrônica: F | Martins Comunicação Integrada | www.agfmartins.com.br Fotos: Marbor e banco de imagens | Colaboração: Helio Borenstein II (página 8), Fernando Dante (página 5) e Cláudio Pinheiro (página 9). Caso não queira mais receber este informativo, entre em contato com veridiano@grupomarbor.com.br


Treinamento

Motoristas participam de capacitação Profissionais da Marbor Locadora fizeram um curso para aumentar a segurança deles no trânsito e melhorar a saúde

Os motoristas da Marbor Locadora participaram de um curso para melhorar o desempenho no trabalho e também para aumentar a segurança e o bem-estar. Nas aulas, realizadas pela Cepa Safe Drive, eles aprenderam sobre a legislação brasileira a respeito de direção e conhecem melhor o significado das placas de trânsito, além da maneira mais adequada de se portarem dentro e fora dos veículos para manterem a saúde em dia. De acordo com Edi Marcio Figueiredo, um dos motoristas da Marbor, o treinamento é de grande importância para os funcionários, já que os ensinamentos vão ficar para o resto da vida. “Nós aprendemos muitas coisas. Além da parte técnica, que envolve diretamente a nossa atividade diária nas ruas, nos ensinaram também a manter uma postura no carro que não prejudique a nossa coluna, por exemplo, já que passamos a maior parte do tempo sentados”, conta. Figueiredo, que tem 36 anos de idade e está há um ano na Marbor, também aproveitou o treinamento para interagir com os colegas. “Nós já nos conhecíamos, mesmo os que trabalham em filiais diferentes da Locadora, mas não temos muitas oportunidades de nos encontrar. Neste curso, conversamos e trocamos experiências e dicas”.

A expectativa de Figueiredo para os próximos anos é usar tudo o que aprendeu no curso em seu dia a dia profissional. “Aulas como essas que recebemos são sempre um incentivo a mais para querermos crescer com a empresa, que investe constantemente em cursos para todos os colaboradores”, diz. “Esta foi a primeira vez que participei de um treinamento voltado exclusivamente para a minha área, mas eu já havia acompanhado outros que servem para pessoas de todos os setores do Grupo. Isso é muito bom para os funcionários. Nós nos sentimos valorizados”, avalia o motorista, que nasceu e mora em Suzano, cidade vizinha a Mogi das Cruzes. Participaram do curso os seguintes motoristas: Evanny Nascimento, Edi Figueiredo, Márcia Carvalho, Allan dos Santos, Solange Navareno, Roberto Santos, Erickson Santos, Filipi Lemes dos Santos, Lourival Marçal e André Queiroz. Sobre a Cepa A Cepa é uma empresa especializada em prevenção de acidentes de trânsito e segurança viária. Fundada em 1987 no Uruguai, ela é líder na América Latina nesse setor e está no Brasil desde o ano 2000.

dezembro 2012 | mARBOR EM NOTÍCIAS | 3


Comércio de veículos

Até o último dia do ano, os brasileiros ainda poderão comprar carros e motocicletas com um valor final menor A prorrogação do prazo de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos termina no dia 31 de dezembro deste ano. Até lá, os brasileiros poderão comprar carros e motocicletas zero-quilômetro por um valor menor do que normalmente é cobrado pelas lojas do setor. Inicialmente, a redução do imposto terminaria em agosto, mas o período acabou sendo prorrogado até outubro e, depois, até dezembro. O Governo Federal descarta uma nova prorrogação, mas há motoristas com esperança de comprar veículos no ano que vem pelo mesmo preço que vem sendo oferecido pelas concessionárias hoje, já que, nas outras duas oportunidades em que houve o anúncio de diminuição de IPI, a presidente Dilma Rousseff (PT) também havia rejeitado a ideia de estender o prazo. As lojas de veículos comemoraram, porque, desde o início do segundo semestre de 2012, a venda no setor vem registrando altas e os lojistas estão aproveitando para queimar os estoques. Muitas marcas estão fazendo promoções de veículos com modelo 2012, além da redução de IPI. Os consumidores que fazem questão de obter modelos 2013 estão numa fila de espera que pode levar meses, até que o carro desejado chegue. As fabricantes de carros e motos que receberam esse incentivo 4 | mARBOR EM NOTÍCIAS | dezembro 2012

devem cumprir uma série de determinações do Governo Federal, como evitar demissões, especialmente em massa, e aderir a alguns programas sustentáveis. Recorde No mês de outubro, foi registrado um número recorde de vendas de veículos novos no Brasil. Foram 18,6% a mais que o volume vendido em setembro e 21,8% superior à quantidade de veículos vendidos no mesmo período de 2011, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Já em novembro, as vendas registraram queda de quase 0,5%, em relação a outubro. A expectativa é de que as vendas cresçam novamente em dezembro, por causa do pagamento do 13º salário, pago aos trabalhadores brasileiros entre 20 de novembro e 20 de dezembro. O volume licenciado no mês passado somou 341,7 mil veículos, elevando o total acumulado de janeiro a outubro em 5,7% sobre o mesmo período de 2011, para 3,13 milhões de unidades. Mesmo com a redução do IPI, a maior parte das empresas prefere locar frotas, por causa das vantagens de custo e de manutenção, além do aporte oferecido pela empresa locadora.


Mudanças

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) autorizou, por meio de um decreto publicado em outubro no Diário Oficial da União, que o valor do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (Dpvat) seja parcelado. A cobrança desse seguro, que todos os brasileiros devem pagar anualmente, é feita juntamente com o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), normalmente em janeiro. A nova regra deve começar a valer já em janeiro de 2013, mas o Denatran informou que ficará a critério de cada Estado aplicar ou não o decreto que autoriza o parcelamento. Já o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) afirmou que a medida poderá ser obrigatória. Essas definições só devem ser oficializadas no início do ano que vem.

O objetivo da alteração é aliviar o acúmulo de contas típico do início do ano que a grande maioria dos brasileiros tem, por causa das compras de Natal, das matrículas e do material escolares e outros tributos, como o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). O pagamento do Dpvat poderá ser feito em até três vezes.

Imposto

O Dpvat cobre casos de morte, invalidez permanente ou despesas com assistência médica e suplementares por lesões de menor gravidade causadas por acidentes de trânsito em todo o País. Quem se envolve em um acidente de trânsito pode solicitar o seguro. Em caso de morte, a família deve procurar um dos 4.740 pontos de atendimento oficiais em todo o Brasil num prazo de três anos, a contar da data do acidente.

informação legal

Uma pequena distração ou excesso de velocidade e pronto, eles acontecem. Os acidentes de trânsito são vistos diariamente nas vias públicas e, em muitos deles, sem vítimas feridas. O problema é que, após verificar se houve vítima, começa outra discussão: de quem foi a culpa? Quem vai arcar com os prejuízos? Com toda discussão ali em plena via pública, curiosos se aglomeram e, não havendo solução de fato, aí é que mora o perigo: o tumulto e a falta de atenção de quem passa pelo local podem causar outro acidente. De acordo com o artigo 178 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), para assegurar a fluidez e a segurança no trânsito, os envolvidos no acidente devem remover os veículos, sob pena de incidirem numa infração de natureza média. A orientação para as demais pessoas que passam pelo local do acidente, tanto a pé quanto de carro, é que evitem aglomeração,

para evitar que um acidente relativamente simples e sem vítimas se torne um com gravidade muito maior, inclusive com vítimas fatais. O Setor de Comunicação da Polícia Militar informou que, em casos de acidentes sem vítimas feridas, os condutores devem colocar o veículo em um local seguro, para que as partes conversem e se desloquem até a Companhia da Polícia Militar mais próxima para registrar a ocorrência. Já em casos de acidentes com vítimas, de acordo com o artigo 176 do CTB, quem não preservar o local do acidente está sujeito a uma infração gravíssima, multa multiplicada por cinco e suspensão do direito de dirigir. Segundo a PM, pela lei de trânsito, no caso de acidente com vítima, fica proibido remover o veículo do local. É preciso aguardar a chegada de uma autoridade policial e da perícia técnica. Fonte: Portal do Trânsito dezembro 2012 | mARBOR EM NOTÍCIAS | 5


Reconhecimento

Três primeiros colocados serão premiados no início de 2013 em cerimônia que será realizada no Hotel Marbor Falta pouco tempo para os nomes dos três melhores colocados na Avaliação de Desempenho (AD) do segundo semestre de 2012 do Grupo Mabor serem revelados. No dia 15 de janeiro de 2013, às 19 horas, a tradicional festa de premiação do programa será realizada no Hotel Marbor, onde todos os colaboradores da empresa conhecerão quem se saiu melhor ao longo da segunda metade deste ano. Ganharão os que acumularem o maior número de pontos, de acordo com as regras do programa de valorização de pessoal, sendo que apenas os que alcançarem os três maiores números serão premiados, mas todos podem

participar da festa, que sempre tem muitas brincadeiras e distribuição de brindes. A corrida pelos pontos envolve uma série de regras que os funcionários devem cumprir. São coisas simples, ligadas ao dia a dia de todos os profissionais, como cumprir bem as suas tarefas, tratar com respeito todos os colegas de trabalho, clientes e fornecedores, ter iniciativa, se envolver nas atividades da empresa e ter postura e comportamento adequados, por exemplo. O objetivo da Avaliação de Desempenho é melhorar o desempenho dos colaboradores, a produtividade e os resultados.

de frente com o presidente Na sua opinião, qual é a importância do Departamento de Recursos Humanos para o Grupo Marbor ? E qual é a sua visão sobre a influência do RH no dia a dia dos colaboradores? (Jéssica França - RH)

Jéssica França

É fato notório a importância do Departamento de Recursos Humanos para o desenvolvimento de qualquer empresa. Na Marbor, a função do RH tem mostrado sua real importância, fazendo com que mais e mais conquistas e benefícios sejam oferecidos a todos os funcionários do Grupo, sem distinção de cargos, pois todos estão sendo beneficiados, independentemente de suas funções. Com muito bons olhos, as atividades do RH são vistas pela Diretoria do Grupo Marbor. Desde a admissão, o novo funcionário recebe boas vindas e benefícios, criando um ambiente saudável e homogêneo, proporcionando socialmente a integração de todos, fato que resulta em trabalho produtivo, que leva ao crescimento da empresa.

Com tantas experiências e viagens, o senhor tem alguma ideia ou acha que precisa melhorar algo no Hotel? (Tatiane - Recepção Hotel)

É bem verdade que as experiências e as viagens conseguidas e realizadas na vida de qualquer indivíduo contribuem e muito nas análises, comparações e atitudes comerciais que podem ser aplicadas no desempenho de atividades correlatas. Também é verdade que todas as novidades e formas de trabalho observadas foram trazidas e implantadas no Hotel Marbor, graças à colaboração e ao entusiasmo por melhorias demonstrados por nossos competentes administradores. Vamos, se Deus quiser, acumular novas experiências e empreender novas viagens para trazer mais benefícios ao Hotel, para melhor atendimento aos nossos clientes.

Tatiane

Funcionamento da Marbor no fim de ano No dia 24 de dezembro, véspera de Natal , a Marbor terá expediente normal até as 13 horas. Já no dia 31 de dezembro, véspera de Ano Novo, a Marbor ficará fechada, exceto o Hotel Marbor. 6 | mARBOR EM NOTÍCIAS | dezembro 2012


Fim de ano

Hotel Marbor oferece espaço exclusivo para diversos eventos

Pessoas físicas e jurídicas podem alugar sala com total infraestrutura e capacidade para até 80 pessoas

O Hotel Marbor, que fica no centro de Mogi das Cruzes, tem disponível um espaço exclusivo para a realização de eventos. A sala é ampla, conta com total infraestrutura e pode ser alugada por pessoas físicas ou jurídicas. Neste fim de ano, se você precisa de um local para reunir grupos, conheça as instalações do Hotel. O auditório tem capacidade para 80 pessoas sentadas, mas também se adapta a menores quantidades de convidados, pois a sala pode apresentar diversos formatos. A sala conta com TV de 50 polegadas com conexão para notebook, DVD, climatizadores independentes, internet wi-fi para uso livre e gratuito, sistema de som completo, flip chart, tela de projeção com controle remoto, retroprojetor, datashow e microfones sem fio.

O Hotel Marbor tem amplo estacionamento e fica bemlocalizado, com todo tipo de estabelecimento comercial perto, como agências bancárias, restaurantes, lanchonetes, lojas e estações de ônibus e ferroviária, além de pontos de táxi. Para participantes que não moram em Mogi, o Hotel oferece condições especiais, acomodações confortáveis, TV a cabo, vários tipos de suíte, restaurantes, bar, lavanderia, academia e muito mais. Informe-se sobre a disponibilidade da sala de eventos e as taxas pelo telefone (11) 4735-7300. Ou visite pessoalmente o Hotel, na rua Juvenal Granado Nale, 35, Vila Hélio, em Mogi das Cruzes.

dezembro 2012 | mARBOR EM NOTÍCIAS | 7


Carreira

Max Gehringer, especialista em gestão empresarial, ensina aos jovens profissionais como entrar no mercado sem decepcionarem ou serem decepcionados

No mercado de trabalho, as coisas não são como a maioria das pessoas imagina quando sai das universidades. E muita gente tem dificuldade para se adaptar à realidade do mundo corporativo. Os chefes desses jovens profissionais e os professores universitários já perceberam isso e muitos não sabem o que fazer para mudar o comportamento dos recém-formados. Um desses professores pediu ajuda a um dos maiores especialistas em gestão empresarial do Brasil: Max Gehringer. Colunista da Rádio CBN, Gehringer diariamente divide com os ouvintes as milhares de dúvidas que ele recebe de pessoas de todas as partes do País. Recentemente, um professor pediu a ele dicas práticas para alunos do último ano de faculdade e que sejam válidas para toda a vida profissional. Max Gehringer deu cinco dicas, que, se forem seguidas à risca, devem tornar o ambiente de trabalho mais agradável e produtivo. Primeira: “Você vai conviver com 10% de pessoas que preferiria nunca encontrar na vida. Se na faculdade você consegue ignorar pessoas desse tipo, no trabalho, você terá de compartilhar com elas espaços, ideias e ações, por isso, tenha em mente que, ao ingressar em uma empresa, você passará a fazer parte de um mundo que não está sob seu controle e precisará aprender a se adaptar a ele”. 8 | mARBOR EM NOTÍCIAS | dezembro 2012

Segunda: “Não trate ninguém de uma forma que você não gostaria de ser tratado. E se você eventualmente não for bemtratado por alguém, não desconte a insatisfação em algum outro colega”. Terceira: “Aprenda a entender e a respeitar as características individuais de seus colegas. Há alguns que gostam de conversar enquanto trabalham e há outros que preferem trabalhar em silêncio. Nem todos eles respeitarão alguma característica que você tenha. E cabe a você indicar, educadamente, como deseja ser tratado”. Quarta: “O que é da empresa, não é seu. Não leve para casa nada que pertença à empresa, nem mesmo se for algo insignificante, que custe um centavo. Da mesma forma, não utilize para uso pessoal equipamentos da empresa, como telefones, computadores ou copiadoras”. Quinta: “Quando você receber uma promoção, lembre-se de tudo o que você esperava de um bom chefe. Infelizmente, o sucesso costuma causar alguns lapsos de memória na maioria dos promovidos. Em qualquer empresa, a parte técnica é fácil de aprender. O mais difícil é aprender a conviver bem com todos e com cada um”.


Mundo corporativo

Eles têm uma visão mais ampla sobre o mundo, criatividade e conhecimento, mas muitas vezes falham no comportamento

Empresas do mundo inteiro estão tomadas pela famosa geração Y. São jovens antenados, com valores morais definidos, preocupação com o meio ambiente e sede de transformação que estão deixando o ambiente corporativo muito diferente do que era alguns anos atrás. Com conhecimento, capacitação e criatividade, eles querem – e podem – mudar o mundo, mas talvez não da maneira como eles imaginam. O mercado empresarial, inicialmente, teve preconceito com esse grupo, talvez por ainda não saber lidar com essas características tão dinâmicas e até inconstantes, mas, com o tempo, aprendeu a valorizá-lo. Agora, resta à geração Y valorizar também as empresas. Muitos jovens profissionais, por falta de experiência ou por enxergar o trabalho de uma forma muito ampla, ainda não entenderam o seu papel nas companhias e acabam resistindo em aceitar que o principal objetivo é obter resultados. Se eles não conseguem proporcionar isso nem adaptar suas ideias à realidade do mercado, seus diferenciais, admirados pela maior parte dos empresários, acabam não servindo como ferramenta para o sucesso, nem dos profissionais nem da empresa.

É o novo dilema de Recursos Humanos, que corporações de todos os setores estão penando para resolver. Especialistas nessa área buscam a fórmula conhecida como “CHA” para chegar ao que consideram ideal. “CHA” é a sigla para conhecimento, habilidade e atitude. Porque não basta o profissional ter conhecimentos, obtidos em boas universidades, cursos no exterior ou experiência de vida ou em outras companhias – a maioria não tem, por causa da idade – se não souber aplicá-los no dia a dia. Os diretores das empresas têm dificuldades para explicar a essa geração que nem tudo o que eles aprendem na faculdade ou sonham fazer enquanto estão se preparando para a profissão que escolheram é possível fazer no mundo “real” das corporações. Um dos principais desafios das pessoas responsáveis pelo treinamento dos profissionais da geração Y quando eles chegam à empresa é fazer com que eles entendam que, apesar de bempreparados, falta experiência corporativa, que conta – e muito – no desenvolvimento do trabalho e nos resultados. Especialistas dizem, inclusive, que os cursos relacionados a comportamento e postura dentro das companhias passaram a ter mais procura depois do surgimento da geração Y. Os cursos são contratados porque, apesar dos obstáculos, os chefes desses profissionais reconhecem o talento técnico deles e não querem perdê-los por causa do comportamento, ao contrário, eles querem incentivá-los a não desistir diante das complicações. Agora, as empresas buscam, a todo custo, uma maneira de driblar a vaidade dos jovens, que sabem que são bem-preparados, mas não enxergam a realidade do mercado, que obriga todos que querem “sobreviver” nele a adaptar seu posicionamento às necessidades das corporações. Senão, os talentosos da geração Y podem acabar virando apenas promessas.

dezembro 2012 | mARBOR EM NOTÍCIAS | 9


saúde

Previna-se contra o câncer de pele A estação mais quente e esperada do ano tem seus perigos, mas é possível evitar uma das doenças mais temidas do mundo com cuidados simples

O verão está chegando e, com ele, o sol forte, que deixa os dias mais bonitos, mas a pele das pessoas muito mais vulnerável a várias doenças, inclusive o câncer de pele, que atinge mais de 120 mil brasileiros por ano, segundo dados do Ministério da Saúde. A boa notícia é que é possível aproveitar bem o verão e se prevenir contra essa doença ao mesmo tempo. O câncer de pele é um aumento incontrolável de células cutâneas anormais. Se a doença não for tratada, essas células cancerosas podem se espalhar para outros tecidos e órgãos. Existem diferentes tipos de câncer de pele. O carcinoma basocelular é o mais comum. O melanoma é menos comum, mas também é o mais perigoso. A regra básica para cuidar da sua pele é usar filtro solar diariamente, mesmo que não haja sol ou que seja inverno. Essa medida preventiva vale para o ano inteiro, independentemente de como será o seu dia e se você vai ou não ficar exposta aos raios solares, pois já foi comprovado cientificamente que até a luz promovida pelas lâmpadas pode ser prejudicial à pele, ou seja, ficar dentro de casa ou do escritório não significa que a proteção é dispensável. O filtro solar é recomendado para pessoas de todos os tipos de pele, mas as que têm a pele mais clara devem redobrar os cuidados – e o fator protetor também. O mínimo recomendado hoje pela maioria dos dermatologistas é FPS 20. Mas quem é mais claro pode aumentar até para FPS 60, já disponível em hidratantes diários próprios para o rosto. Alguns são livres de óleo, o que sempre foi um problema dos tradicionais protetores solares, especialmente para quem tem 10 | mARBOR EM NOTÍCIAS | dezembro 2012

pele oleosa. Esse cuidado é para o dia a dia e deve fazer parte da rotina de homens e mulheres de todas as idades. Já na praia ou no clube, ou em outro local de grande exposição solar, a recomendação dos especialistas é caprichar no filtro solar no corpo inteiro e aumentar o fator de proteção, além de fazer o retoque, no mínimo, a cada uma hora, entrando ou não na água. Os chapéus e os óculos de sol também são muito bemvindos, mas verifique se os óculos são certificados pelos órgãos reguladores, pois os seus olhos também precisam de proteção contra o sol, principalmente quem tem olhos claros. Então, nada de comprar óculos em locais de procedência duvidosa. E evite a exposição entre 10h e 16h, quando o sol é mais forte. Além dessas medidas, o ideal é passar por consultas preventivas pelo menos uma vez por ano com um dermatologista. Se identificar pintas ou manchas pelo corpo, não hesite em procurar a opinião de um especialista.

sintomas

Nem todas as pintas são cancerígenas. Existem as que não oferecem nenhum risco aos pacientes. Em geral, as pintas ou marcas que merecem mais atenção são as assimétricas, com bordas irregulares, maiores e que sangram ou não cicatrizam.

Grupos de risco

O câncer de pele é mais comum em pessoas de pele, cabelos e olhos claros e ter um histórico familiar de melanoma aumenta o risco de ocorrência desse câncer. A idade também influencia. O câncer de pele não melanoma é mais comum após os 40 anos. E a exposição solar e queimaduras do sol são o principal motivo para o desenvolvimento de câncer de pele.


receita

Ceia de Natal

Que tal preparar pratos que vão fazer sucesso com os seus convidados sem ter muito trabalho nem grandes investimentos? Anote a receita, que é composta por entrada, prato principal, acompanhamentos e sobremesa Entrada

Salada de muçarela de búfala e tomate seco Ingredientes

400g de muçarela de búfala 1 pé de alface 100g de tomate seco Croutons a gosto Molho: 1 colher (sopa) de mostarda 1 colher (sopa) de azeite Suco de 1 limão 1 pitada de orégano 1/2 xícara (chá) de água 1 pitada de salsa picada

Modo de preparo

Misture a muçarela cortada em rodelas, a alface cortada em tiras, o tomate seco cortado em rodelas e os croutons. Tempere com o molho e sirva.

Prato principal

Lombo de porco com purê de maçã Ingredientes para o lombo

1kg de lombo de porco em peça 2 dentes de alho amassados 1 colher (chá) de sal 1 colher (chá) de sálvia 1 lata de cerveja 1/4 de colher (sopa) de molho de soja (shoyu) 3 colheres (sopa) de óleo 1 e 1/2 xícara de água

Ingredientes para o purê 6 maçãs médias 1 limão 1/2 xícara (chá) de mel 1 pitada de canela 1/2 litro de água

Modo de preparo

Tempere o lombo com alho, sal, sálvia, cerveja e molho de soja. Deixe no tempero por 1 hora. Retire o lombo e reserve esse tempero. Coloque o lombo numa panela grande e, em fogo alto, frite com o óleo até dourar todos os lados. Regando com o tempero reservado, continue fritando até secar o molho. Acrescente a água, abaixe o fogo e tampe a panela. Quando secar a água, retire do fogo e fatie. Para o purê, descasque as maçãs, pique, transfira para uma panela e junte o suco do limão, o mel, a canela e cubra com água. Deixe cozinhar em fogo médio por 10 minutos, amassando as maçãs com um garfo até formar um purê.

Acompanhamento

Farofa

Ingredientes

100g de bacon picado 1 colher (sopa) de manteiga 1 colher (sopa) de cebola 1 cenoura ralada 1/2 xícara (chá) de uvas passas 1 lata de milho verde escorrido 1 pimentão vermelho picado 2 xícaras (chá) de farinha de milho 2 colheres (sopa) de água Sal a gosto 1/2 xícara (chá) de amêndoas torradas

Modo de preparo

Frite o bacon na própria gordura até dourar e reserve. Na mesma panela, coloque a manteiga, a cebola, a cenoura, as passas, o milho e o pimentão. Refogue por 3 minutos. Junte a farinha dissolvida na água e mexa bem. Retire do fogo, acrescente o bacon reservado, sal e as amêndoas picadas. Acrescente aos acompanhamentos uma porção generosa de arroz.

Sobremesa

Guirlanda Ingredientes

1 abacaxi em cubos 3 xícaras (chá) de açúcar 5 xícaras (chá) de água 2 envelopes de gelatina em pó sem sabor 6 colheres (sopa) de água 2 xícaras (chá) de chantilly 1 xícara (chá) de frutas cristalizadas 1 xícara (chá) de cerejas em calda escorridas Folhas de hortelã para decorar

Modo de preparo

Em uma panela, leve ao fogo o abacaxi, o açúcar e as xícaras de água por 15 minutos. Retire do fogo e adicione a gelatina hidratada na água restante e dissolvida em banho-maria. Misture bem e deixe esfriar. Acrescente o chantilly, misturando delicadamente, e despeje em uma fôrma de buraco no meio. Leve à geladeira por 3 horas. Desenforme, decore com as frutas cristalizadas, as cerejas e folhas de hortelã.

Curiosidade: A palavra “muçarela”, ao contrário do que a maioria dos brasileiros pensa, se escreve mesmo com “Ç”, e não com “SS”, como costumamos ver por aí. A Academia Brasileira de Letras também reconhece a versão “mozarela”, que é mais parecida com a original: “mozzarela”, que é italiana. Mas, nos dicionários, a forma considerada mais correta é a com “Ç”. dezembro 2012 | mARBOR EM NOTÍCIAS | 11



Marbor em Notícias 32