Issuu on Google+


Produzido por Bóbi Marlei, Yodair José e José Mojica Marins Mixado nos Estúdios Disney, Bagdad. Re-mixado no Studio A, Marginal Tietê, São Paulo, Paraguay. © 2075 EPA Discos Ltda. Fabricado por El Barba Negra Ind. CNPJ 666.666.666-666. Avenida de Los Piratas 1313, Tortuga, República del Paraguay. Distribuído por Fernando Beira-Mar Produções Culturais S.A. “Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução, execução pública ou na privada e locação desautorizadas sob as penas, pêlos e escamas da Lei.” DENUNCIE Ä PIRATARIA: opirataurgente@apdif.org.polosul. www.epadiscos.com.br

Tamanho da caixa: 14 cm X 19 cm Berço do CD: 26 cm X 18 cm (aberta)


Tutti Frutti It’s now or never, come hold me tight Kiss me my darling, be mine tonight Tomorrow will be too late, it’s now or never My love won’t wait. Wop-bop-a-loom-a-boombam-boom tutti frutti Au rutti tutti frutti au rutti tutti frutti Au rutti tutti frutti au rutti tutti frutti Au rutti wop-bop-a-loom-bop-aboom-bam-boom I Got a girl named Sue She knows just what to do She rocks to the east She rocks to the west She’s the gal I love best I got a girl named Daisy She almost drives me crazy She knows how to love me

When I first saw you with your smile so tender My heart was captured, my soul surrendered I’d spend a lifetime waiting for the right time Now that your near the time is here at las It’s now or never, come hold me tight Kiss me my darling, be mine tonight Tomorrow will be too late, it’s now or never My love won’t wait. Just like a willow, we would cry an ocean If we lost true love and sweet devotion Your lips excite me, let your arms invite me For who knows when

Well, since my baby left me, I found a new place to dwell. It’s down at the end of lonely street at Heartbreak Hotel. You make me so lonely baby, I get so lonely, I get so lonely I could die. And although it’s always crowded, you still can find some room. Where broken hearted lovers do cry away their gloom. You make me so lonely baby, I get so lonely, I get so lonely I could die. Well, the Bell hop’s tears keep flowin’, and the desk clerk’s dressed in black. Well they been so long on lonely street They ain’t ever gonna look back. You make me so lonely baby, I get so lonely, I get so lonely I could die. Hey now, if your baby leaves you, and you got a tale to tell. Just take a walk down lonely street to Heartbreak Hotel.


Saia dessa. Vรก de


Identidade Visual

Concurso oferecido pela ABD.

1 - Apresentação do logo ABD- Associação Brasileira de Designers de Interiores -

O logo foi desenvolvido com o princípio de enaltecer as curvas e as formas geométricas das letras que o formam. O estilo adotado nas siglas, remete a um projeto idealizado e posteriormente concretizado por um designer de interiores. São apresentadas duas formas de utilização, ora com massa em algumas curvas e ora sem massa, irá depende de onde for aplicado, para se embasar qual a melhor solução. Como já há uma brincadeira com as curvas, a cor verde foi adotada para não sobrecarregar as siglas, pois se trata de uma cor neutra e harmônica sobre as outras cores nas mais variadas aplicações.


São Paulo Quarta-feira, 23 de junho de 2010

P.O. BOX 2618, Dubai-UAE ’Mob: + 971 50 8436325 E-mail: zixyon@gmail.com link: zixyon.2ya.com

Nome Completo Carlos Alberto de Souza

Cargo diretor financeiro

Foto

Departamento

Matrícula 111-111

Carlos Alberto Souza diretor financeiro Matrícula: 111-111

RG. 32.1287.931-2


P.O. BOX 2618, Dubai-UAE ’Mob: + 971 50 8436325 E-mail: zixyon@gmail.com link: zixyon.2ya.com


Cia. Hering CGC 42.42424242-42 Rua Hermann Hering, 1790 Blumenau — SC www.hering.com.br

IndĂşstria Brasileira El Barba Negra (011) 666-1313 Made in Brazil


23 cm

8 cm

35 cm

35 cm

Tipo de material: Papel Supremo com brilho


Lote: Reserva Especial 2005 Exportación - Export Produzido e engarrafado por: Adega Barba Negra Ltda. Avenida de Los Piratas 1313, Assunción, Estado del Paraguay, Brasil. CNPJ 666.666.666-666. Registro do produto no Ministério da Agricultura Penhores e Jogo de Truco Nº PA 666.1313-13. Indústria Brasileira Composição: Destlilado de cana-de-açúcar, acidulante Irídio 98, anticoagulante Urânio 56 e conservador Césio 145. Vãlido por 2.247 anos após a abertura, sempre que conservado em lugar fresco, seco e ao abrigo da luz e de radiação nuclear. Evite o consumo excessivo de álcool.


+ Logotipo da Revista


Número 1. A Hekatom no I. beion de 7.981 IR$ 127,8 9

A revista

que queb

ra mas nã

o cai


Editorial CLASHING nasceu de um estado de coisas, por causa de uma série de coisas, no meio das quais outras coisas se acumularam e, do jeito que as coisas são, nos deixaram com um monte de coisas pra falar e na mão. Ora, e por que então, não falar de tantas coisas? Cada coisa a seu modo já nos alerta e mostra de maneira clara e objetiva, que as coisas sempre trazem uma coisa por dentro e outra coisa por fora. Não é de se admirar que cada coisa seja vista como uma coisa, indissolúvel das circunstâncias que as faz, de modo que, para cada coisa que vem ou que passa, outra coisa acaba seguindo-a. Em resumo: aonde a coisa vai, outra coisa vai atrás. Mas então por que demoramos tanto a falar dessas coisas, já que elas existem e (por dedução) não podem passar despercebidas por outras coisas e vistas como simples coisas sem que percam seu significado e aspecto sígnico ou mesmo icônico ou lácteo? Porque nem sempre todas as coisas estão em seus lugares, e cada coisa é uma coisa distinta de outra, ao mesmo tempo em que outra coisa tem uma significação e característica que a distingue de qualquer outra coisa. A melhor definição de uma coisa é sua própria antítese. Algo que à primeira vista, parece muito simples, dados os deslocamentos e as multi-interpretações de seu aspecto meramente semântico do resto dos elementos que a compõem. Em outras palavras, é a relevância do aspecto difracionário que remete uma coisa ao seu estado de coisa, e vice-e-versa. Antes de se estabelecer um conceito tão simples e lógico, as coisas tinham por definição a singularidade aleatória entre o estar e o não estar como sua virtude semiológica definitiva. As coisas, enfim, estão por aí, e cabe a nós falar sobre elas de uma maneira tão simples como elas próprias. As coisas são o cerne das coisas. “As coisas não tem paz”… Jorge Padilha Editor Irresponsável

18. BALADA Sambapunk. Fugindo do circuito comercial, novas bandas abrem espaços alternativos para o novo estilo da moda. Por Ébrio de Souza. 24. MÚSICA The Clash. O punk errou? Por Oscar Wilder. 26. CULTURA Quanto pior melhor. Gore, explotaition, zumbis, carnifcinas: o filme trash e seus adeptos. Por Maria Inocente da Silva. 36. ECOLOGIA URBANA A Extinção dos Bichos-Grilos. A espécie mais ameaçada da selva urbana. Por Steven Spielburg. 40. CIÊNCIA Ferveção Global. Seus hormônios e o aquecimento global dos celulares. Por Rin Ting Tim. 56. COMPORTAMENTO. São Paulo, à noite, de skate.O circuito do skate noturno na Paulicéia, da Paulista ao Ibirapuera. Por Aírto Sem. 64. RADICAL Geração Perdida. Baladas sem álcool, sem sexo e sem rock’n roll Por Euphemia Lúdice. 74. CINEMA Monstros no Cinema Do fundo do mar ao espaço sideral, ninguém está livre deles! Por Baulério Lugosi 76. OCULTO Tarot Sabedoria oculta ou enganação new age? Por Leviathan de Luxis. 82. OUTRA MÚSICA Leve-me ao seu Líder! Guia de tribos e convivência com gostos estranhos. Por Deoclésio Rasputin.


perfeito F茅rias no nordeste brasileiro, aventura e romance em um s贸 lugar


Revista / Briefing Mulheres Adolescentes


O projeto gráfico do livro infantil “ Os três porquinhos” , conta a história de um modo um pouco diferente, brincando com tipografia. Atinge o perfil de crianças de 4 a 7 anos de idade, onde os personagens são desenhados juntamente com seus nomes. O livro também é bastante colorido e os porquinhos e o lobo-mau viram adesivos para a diversão e contribuição do aprendizado da garotada.


sa ir am

s

.


Pedrinho, meu filho de dois anos.


Primeira ideia

Evolução

Trabalho desenvolvido para um site de entrega de mensagens.


Alguns dos quadros que pintei quando ainda desconhecia a profissรฃo de designer grรกfico, mas jรก amava a arte de desenhar e pintar. (2002-2007)



Portfolio fernanda issuu