Page 1

Manifesto Médico - Parte II (continuação - desdobramentos) À comunidade do Vale do Aço e cidades circunvizinhas, às autoridades públicas e privadas, aos Conselhos Municipais de Saúde, ao CRM, à Promotoria Pública de Timóteo, e a todos os cidadãos de bem e providos da capacidade de pensar

Após discussão inicial com a imprensa do Vale do Aço e após a repercussão nas mídias sociais, elaboramos a segunda parte do Manifesto Médico, trazendo à comunidade informações e propostas reais que objetivam adequada evolução e progresso de nosso Sistema de Saúde e melhor atendimento à população. Nossos anseios são: 1- Presença de um Cirurgião Geral compondo a equipe de plantonistas nos Plantões Noturnos, inclusive nos finais de semana, pois essa ausência é grave e compromete a segurança de nossa comunidade. 2- Presença de um Ortopedista compondo a equipe de plantonistas nos Plantões de Fim de Semana, pois essa ausência é grave e compromete a segurança de nossa comunidade. 3- Presença de mais um Pediatra em tempo integral, de segunda a segunda, dia e noite, compondo a equipe de plantonistas (02 pediatras de plantão), pois a ausência desse segundo plantonista pediátrico é grave e compromete a segurança das crianças de nossa comunidade. 4- Presença de mais um Clínico Emergencista (Médico Hospitalista) na equipe, de segunda a sexta-feita, de 13h00 às 19h00, para dar melhor atendimento e maior segurança aos pacientes internados nas enfermarias, corredores e sala de urgência. 5- Adequada estruturação de um serviço básico de Ortopedia na rede pública de Timóteo e igual conduta por parte da Prefeitura de Coronel Fabriciano, pois esse vazio assistencial na rede básica tem sobrecarregado os Hospitais, prejudicando profundamente a qualidade da assistência, e desperdiçando recursos preciosos que deveriam ser usados no atendimento aos pacientes gravemente enfermos. 6- O antigo Hospital Siderúrgica precisa ser reaberto o mais rápido possível e ele deve, obrigatoriamente, ter seu Próprio Serviço de Ortopedia, pois o Hospital Vital Brazil não dá, nunca deu, e não dará conta sozinho da demanda ortopédica de nossa microrregião. A ortopedia no Vale do Aço está um caos e sabemos que o número de acidentes está em progressão, com uma necessidade crescente de atendimentos ortopédicos.


7- Necessitamos adequar em número nossa equipe de Enfermagem e de Nutrição, pois esses profissionais estão exauridos e consumidos pela sobrecarga de trabalho, o que compromete a qualidade e a segurança do trabalho e, consequentemente, das pessoas por elas atendidas. 8- Solicitamos ao Governo do Estado que nos permita fazer, e que pague ao Hospital Vital Brazil os procedimentos de Alta Complexidade Vascular e Neurológico de URGÊNCIA, pois as tentativas de transferência dos pacientes não saem em tempo hábil e o burocrático SUS nos impede de salvar a vida das pessoas. Não concordamos e não pactuamos com essa lesiva falta de flexibilidade do sistema, e nesse sentido, argumentação puramente técnica não convence, pois a questão aqui é moral e ética – preceitos básicos da boa prática médica (justiça, beneficência, não-maleficência). 9- Solicitamos às Autoridades Públicas de Timóteo que mantenham o repasse previamente pactuado há anos, pois a súbita retirada ou redução desse aporte financeiro é o suficiente para agravar ainda mais a atual crise, pois essa atitude que julgamos imprudente já culminou em varias demissões, piorando ainda mais o atendimento. Acreditamos que tal redução ou retirada deve ser construída ao longo de alguns meses ou anos, não podendo ser algo tão rápido e imediatista. Em momento algum o Corpo Clínico do Hospital Vital Brazil aponta culpados – nosso foco é a solução dos problemas e não as pessoas envolvidas nos problemas. Precisamos de ajuda honesta – a comunidade anseia por isso. 10- Solicitamos ao Governo do Estado que pague fielmente o extra-teto de produção do Hospital Vital Brazil e que nos ajude a providenciar real aporte financeiro para executarmos as mudanças acima descritas, pois acreditamos ser do Estado o dever legal. Aos demais municípios recai o dever moral em ajudar, devendo também, e obrigatoriamente, estruturar suas redes básicas e nelas incluir atendimentos de ortopedia – caso contrário, devem sim pagar pelo que não são capazes de ofertar sem suas cidades. 11- Solicitamos à Promotoria Pública que atue como moderador nessa discussão, nos ajudando a cobrar as solicitações feitas, pois entendemos tratar-se de órgão dotado do dever legal de proteger a comunidade tanto da má prática médica quanto da má prática política. 12- À comunidade e cidadãos de bem agradecemos pelo apoio e compreensão, e solicitamos que continuem nos ajudando. Não mais aceitem ou se submetam a atendimentos medíocres. Apurem os motivos do caos e lembre-se que reclamar na porta do Hospital não resolve nada. Por fim, objetivamos também, desvincular a Prática Médica da Prática PolíticoPartidária. O corpo clínico do Hospital Vital Brazil deseja única e exclusivamente praticar uma medicina de qualidade e bem atender à comunidade. Acreditamos que


parte dessa histórica crise na Saúde do Vale do Aço deve-se ao equivocado envolvimento médico em questões político-partidárias e não mais pactuamos com tal prática – não apoiamos nenhum político ou partido, mas queremos e aceitamos a ajuda de todos. Julgamos como nosso dever primário e prioritário cuidar das pessoas em seus leitos de enfermidades, sendo nossa obrigação cobrar as condições necessárias para a boa prática médica, beneficiando assim nossa comunidade. Estamos dispostos a discutir com qualquer liderança política de forma unicamente técnica, ética e moral – totalmente embasados por princípios bioéticos. Não agiremos de forma imprudente e temos a paralisação dos serviços médicos como a última via de resolução, e acreditamos que chegar a esse ponto significa incompetência de todas as partes envolvidas. Atenciosamente,

Corpo Clínico do Hospital e Maternidade Vital Brazil Timóteo/MG - 03/07/12

Manifesto Médico Parte II - HVB Timóteo  

Manifesto Médico sobre a situação do Hospital e Maternidade Vital Brasil...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you