{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

INFORMATIVO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ITAJUBÁ 2º Semestre - 2017 FEPI assume Farmácia da Santa Casa de Misericórdia de Itajubá Mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá – FEPI, o Centro Universitário de Itajubá é uma instituição sem fins lucrativos, logo, tem como objetivo prestar serviços para a comunidade e oferecer cursos de qualidade. Por essa razão, a FEPI assumiu a responsabilidade pelo recurso humano da Farmácia da Santa Casa de Misericórdia [...]

Página 29

Prêmio Mahle reconhece alunos destaque nos cursos de Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção A cerimônia de premiação aconteceu no dia 11/12 no auditório do bloco 100 onde os alunos do 10º período, Pietro Olegário da Silva e Adríllys Mauro dos Santos Del-Ducca dos cursos de Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção, receberam respectivamente, o prêmio Mahle, que visa reconhecer os melhores alunos [...]

Página 55

I Seminário de Pós-Graduação abordou a ética e habilidades para o prossional do futuro O Centro Universitário de Itajubá – FEPI, por meio da Diretoria de Pós-Graduação, promoveu, no dia 05/07 o 1º Seminário de Pós-Graduação, cujo tema foi “o conhecimento em foco”. [...] Página 53


EDITORIAL Prezados Leitores, Com muito orgulho, apresentamos mais uma edição do nosso informativo. Agora, para apresentar algumas das atividades desenvolvidas no primeiro semestre de 2017, pela comunidade do Centro Universitário de Itajubá. Devemos mesmo nos orgulhar, pois foram atividades de muita qualidade, muito bem planejadas e organizadas, que contribuirão para boa complementação de conhecimentos de nossos alunos, professores e funcionários. Aproveitamos esta oportunidade para agradecer a todos os membros da nossa Comunidade Universitária, pela dedicação e comprometimento. Sejam felizes e boa leitura! Profª. Ma. Cidélia Maria Barbosa Lima

Reitora do Centro Universitário de Itajubá - FEPI


EXPEDIENTE Direção Geral Profª Ma. Cidélia Maria Barbosa Lima

Coordenação Rosi Alkmin

Projeto Gráco Pedro Brito

Diagramação Alexandre Gomes Ribeiro Pedro Brito

Jornalista Responsável Stela Gonçalves / MTB - 61802

Endereço | Contato Av. Dr. Antônio Braga Filho, 687 Bairro Varginha - Itajubá - MG Telefone: (35) 3629-8400 comunicacao@fepi.br


Ciên

as g ic

s Bioló cia

FEPI

Parceria entre FEPI e Laboratório Nacional de Astrofísica é mostrada em reportagem da EPTV

Professor e alunos do curso de Ciências Biológicas foram entrevistados pela EPTV - Sul de Minas no último final de semana (26/08). O objetivo da entrevista foi mostrar o que é realizado entre o LNA - Laboratório Nacional de Astrofísica em parceria com o Centro Universitário de Itajubá – FEPI que tem estudado a fauna e flora da reserva no Observatório Pico dos Dias gerenciado pelo – LNA, integrou a reportagem. O Professor Flávio de Vasconcelos Camargo salientou a importância da visibilidade da mídia a favor dos estudos científicos, “é importante que as pessoas saibam o que tem sido realizado na região, nós do curso de Ciências Biológicas da FEPI ficamos orgulhosos em poder dar nossa retribuição a comunidade e ajudar os futuros biólogos a trilhar o caminho da ciência”. O professor realiza as pesquisas no local acompanhado pelos alunos Nathan Matias e Renan Conde, orientandos de iniciação científica. Ele salientou que essa é uma das muitas áreas em que o biólogo pode atuar: “a biologia

possui mais de 60 áreas de atuação, temos alunos que vão para as áreas ambientais, alguns vão para áreas acadêmicas, outros optam pelos laboratórios e até mesmo alguns se tornam cientistas naturalistas. O programa de estudos no Observatório do Pico dos Dias está apenas no seu início, pois a área apresenta um enorme potencial a ser explorado o que a torna um laboratório vivo e muito rico para estudos.

XIII SEBIO trata da biodiversidade e preservação do meio ambiente A Semana Acadêmica do Curso de Ciências Biológicas do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, que esse ano aconteceu nos dias 30/08 a 01/09, chegou em sua 8ª edição celebrando a biodiversidade. Na abertura o Vice-Reitor da FEPI prof. Erwin Rolf Mádisson Júnior destacou: “As semanas dos cursos são importantes pois trazem possibilidades de aprendizado únicas, permitindo acesso a assuntos que não são do cotidiano da sala”. E ele destacou também: “A biodiversidade é um assunto importantíssimo, estamos passando por um período difícil economicamente

04

falando, muitas vezes o meio ambiente é deixado de lado e em tempos assim, considero o tema muito adequado pois mesmo em recessão nós temos que ter os olhos voltados para a diversidade que temos no nosso país para, principalmente, lutarmos pela sua preservação”. O aluno Guilherme Henrique, membro da Comissão organizadora, relatou que organizar um evento desses é um desafio, mas a semana foi realizada com muito cuidado e empenho; “Agradecemos o auxílio dos professores, é uma oportunidade ímpar de adquirirmos novos conhecimentos, sem dúvidas foi muito proveitoso”.


“A SEBIO é um evento organizado pelos alunos, com apoio da coordenação e traz conhecimentos novos, informações que para nós são inéditas, o que nos enriquece muito” acrescentou o aluno Renato Rauni de Oliveira do 8º período. O cuidado com os temas escolhidos foi reiterado pelo Prof. Flávio Vasconcelos, que salientou que os conteúdos visam moldar os alunos para melhor, fomentando reflexões, discussões, o aprofundamento em áreas que se familiarizam e conhecimento sobre áreas novas. “Vivemos em uma época de muitas

transformações, por essa razão trouxemos temas específicos para que possam aplicar no dia a dia e, com isso, transformar nossa sociedade” concluiu o professor. O programa de estudos no Observatório do Pico dos Dias está apenas no seu início, pois a área apresenta um enorme potencial a ser explorado o que a torna um laboratório vivo e muito rico para estudos.

05


Alunos de Ciências Biológicas participam de palestra sobre formação e futuro profissional No dia 19/10 os alunos do curso de Ciências Biológicas do Centro Universitário de Itajubá - Fepi assistiram a palestra “Biólogo: formação e futuro profissional”, ministrada pela professora e coordenadora do curso Laiz Furlan Balioni, e em seguida, participaram de um coffee break. A coordenadora esclareceu que desenvolvimento do tema da palestra teve o objetivo de esclarecer aos alunos sobre a situação atual da pesquisa científica no cenário nacional, o aumento considerável do número de publicações internacionais com autoria e coautoria de brasileiros e, as principais áreas de atuação do biólogo em ciência e tecnologia.

brasileiros cujos trabalhos são reconhecidos internacionalmente, dentre eles, o do biólogo Marcelo Szpilman fundador do AquaRio, um grande centro de pesquisas, sendo o maior aquário marinho da América do Sul, com capacidade para até 8.000 animais, de 350 diferentes espécies. Ao final, a palestra levou os alunos a conhecerem as várias possibilidades de atuação profissional no campo da biologia.

De forma descontraída, a palestrante procurou mostrar aos alunos a importância de se dedicarem aos estudos e buscarem participar da pesquisa científica para obter sucesso no campo profissional. Como ilustração, foram apresentados exemplos de Biólogos

Alunos de Ciências Biológicas realizam visita técnica monitorada ao Aterro Sanitário de Tremembé – SP No dia 28 de outubro de 2017, os alunos do curso de Ciências Biológicas fizeram a visita técnica monitorada ao aterro sanitário de Tremembé – SP, acompanhados pelos professores Laiz Furlan Balioni, Pamela Duarte dos Santos e Gustavo Rodrigo Thomazini. Dirigido pela empresa ESTRE, o aterro recebe e trata o lixo doméstico e outros resíduos industriais advindos de várias cidades do Estado de São Paulo, garantindo que o material de descarte perigoso não ofereça risco à saúde pública. A área destinada para a captação destes resíduos tem dimensão aumentada ao logo dos tempos e a cada dia é ampliado o número de empresas e

06

entidades públicas que utilizam dos serviços. Os alunos puderam conhecer o sistema de impermeabilização do solo de uma célula de aterro devidamente licenciadas pela Cetesb - Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental, que foi desenhada especificamente para receber resíduos classe I (perigosos). O local de depósito dos resíduos inclui compactação e utilização de geomembranas de PEAD (polietileno de alta densidade) e possui estrutura técnica e operacional para tratamento de resíduos que


necessitem de adequação físico-química para a disposição correta dos mesmos. A visita possibilitou além do conhecimento técnico, a reflexão acerca da quantidade gigantesca de resíduos tóxicos nocivos ao meio ambiente e à saúde,

que são diariamente produzidos e necessitam de destino correto. Os alunos conscientizaram-se de que a gestão de resíduos, desde sua geração até o destino final, com o mínimo de impacto ao ambiente natural é uma das ações do Biólogo dentro das empresas preocupadas com a manutenção dos recursos naturais.

Alunos de Ciências Biológicas realizam visita técnica monitorada ao Aterro Sanitário de Tremembé – SP No último sábado do mês de outubro, os alunos do Curso de Ciências Biológicas realizaram a visita ao Museu de História Natural de Taubaté - SP, acompanhados pelos professores Laiz Furlan Balioni, Pamela Duarte dos Santos e Gustavo Rodrigo Thomazini. Os alunos foram honrados com a monitoria do professor e pesquisador Herculano M.F. Alvarenga Presidente do Conselho Superior da Fundação Parque Zoológico de São Paulo, Diretor-Presidente da Fundação de Apoio à Ciência e Natureza (FUNAT) e do Museu de História Natural de Taubaté. Autoridade no assunto, o pesquisador conhecido mundialmente, descobriu, restaurou e estudou o esqueleto do dinossauro, que o próprio batizou de Paraphysornis brasiliensis, uma

gigantesca ave fóssil, encontrada na cidade de Tremembé, a menos de 8 km de distância do Museu. A visita ao museu de História Natural de Taubaté proporcionou uma viagem através dos tempos passados, desde o começo da vida no planeta, contemplando todas as Eras e Períodos geológicos até a atualidade. O acervo reúne milhares de peças interessantes que puderam ser observadas. Dentre elas, as espécies fósseis de grandes dinossauros, de pequenos invertebrados e grandes vertebrados. Referente ao Pleistoceno, época das grandes glaciações, existe a mostra dos gigantes deste período: macrauquênia,

07


toxodonte, preguiça gigante, mastodonte, tigre-dentede-sabre e seus contemporâneos. Sobre o período atual, o Holoceno, podemos observar as ricas coleções de aves, mamíferos e répteis preservados pela técnica de taxidermia e ainda, os esqueletos das espécies. Não passou despercebida a linda coleção de insetos com

exemplares do mundo todo. Também, muito interessante foi ver a coleção de crânios de hominídeos onde se pode observar a evolução do homem no planeta. Enfim, a visita ao Museu proporcionou aos alunos uma tarde de aprendizado e contato com o conhecimento científico.

Visita à Central de Geração Hidrelétrica Salto dos Cravos, Delfim Moreira-MG No dia 18 de novembro de 2017, os alunos do 8º período do curso de Ciências Biológicas acompanhados do professor Leopoldo Uberto Ribeiro Junior e do engenheiro Plinio Marcos Bernardo de Souza, analista de planejamento e controle da empresa GMW Engenharia Ltda, estiveram no bairro do Salto na zona rural de Delfim Moreira, em uma visita técnica às obras de construção da Central de Geração Hidrelétrica Salto dos Cravos (CGH Salto dos Cravos), onde puderam observar impactos ambientais previstos e apresentados no Relatório de Controle Ambiental (RCA), bem como medidas de controle e mitigação constantes do Plano de Controle Ambiental (PCA).

08

A CGH Salto dos Cravos será implantada em um trecho de corredeiras e quedas naturais do Ribeirão dos Cravos, pertencente a sub-bacia do Rio Grande no Município de Delfim Moreira, com potência de 2,0 MW a ser instalada


Alunos de Ciências Biológicas realizam visita técnica para avaliar impactos ambientais No dia 26 de Agosto, os graduandos do 8º período do curso de ciências biológicas estiveram no município de Maria da Fé, acompanhados pelos professores Leopoldo Uberto Ribeiro Junior e Flávio de Vasconcelos Camargo. A visita técnica foi dividida em duas partes, sendo que a primeira teve como objetivo avaliar os possíveis impactos oriundos da implantação de um aterro controlado que se encontra desativado. A etapa seguinte contou com uma visita a Central Geradora Hidrelétrica Maria da Fé (CGH Maria da Fé), onde os alunos puderam acompanhar as obras de instalação do empreendimento que terá 3 MW de capacidade instalada e está na fase final de construção, com previsão para entrar em operação até o final deste ano.

A visita a CGH, foi acompanhada pelos profissionais Plínio Marcos Bernardo de Souza, Analista de Planejamento e Controle e Aloíso Silva dos Santos, Encarregado Geral da empresa de engenharia GMW Engenharia Ltda. Durante a visita, os alunos puderam observar todos os impactos ambientais e as medidas de controle do empreendimento”.

Alunos do curso de Ciências Biológicas guiam trilha ecológica no Observatório do Pico dos Dias (OPD) No dia 26 de Agosto, os graduandos do 8º período do curso de ciências biológicas estiveram no município de Maria da Fé, acompanhados pelos professores Leopoldo Uberto Ribeiro Junior e Flávio de Vasconcelos Camargo. A visita técnica foi dividida em duas partes, sendo que a primeira teve como objetivo avaliar os possíveis impactos oriundos da implantação de um aterro controlado que se encontra desativado. A etapa seguinte contou com uma visita a Central Geradora Hidrelétrica Maria da Fé (CGH Maria da Fé), onde os alunos puderam acompanhar as obras de instalação do empreendimento que terá 3 MW de capacidade instalada e está na fase final de construção, com previsão para entrar em operação até o final deste ano.

A visita a CGH, foi acompanhada pelos profissionais Plínio Marcos Bernardo de Souza, Analista de Planejamento e Controle e Aloíso Silva dos Santos, Encarregado Geral da empresa de engenharia GMW Engenharia Ltda. Durante a visita, os alunos puderam observar todos os impactos ambientais e as medidas de controle do empreendimento”.

09


Aline Castro Rita é aprovada em mestrado na UFLA

A aluna Aline Cristina Castro Rita, da turma do 8º período do Ciências Biológicas do Centro Universitário de Itajubá - FEPI foi aprovada no programa de mestrado em Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares, linha de pesquisa Cultivo e Manejo Sustentável de Plantas Medicinais, na UFLA (Universidade Federal de Lavras) após um rigoroso processo seletivo. Aline contou que quando ingressou na FEPI não pensava em fazer mestrado e nem doutorado, sua única aspiração era conseguir o diploma e um emprego. “Eu estava passando por um momento muito difícil na minha vida pessoal e precisando me sentir livre, então o diploma seria uma forma de conseguir a liberdade financeira que eu queria. Conheci a Professora Liliana, comecei a trabalhar com ela e as coisas foram acontecendo naturalmente. Eu acho que o mestrado foi uma consequência de 4 anos de trabalho árduo, mas muito prazeroso”. A respeito da conquista, Aline exclamou: “Estou muito feliz! O mestrado vai abrir portas para que eu nunca pensei que eu pudesse alcançar. Na minha família creio que sou uma das primeiras mestrandas, são poucos os que tem o curso universitário”. Ela relatou que a trajetória foi de sacrifícios, porém, muito compensadora: “Eu só entrei para a faculdade porque eu consegui o ProUni de 100% se não fosse assim eu não teria condições. Tenho que agradecer muitas pessoas, meus pais, meus filhos, meu marido, todos os meus professores, principalmente Profª Liliana Pasin, Amanda Faria e Flávio Vasconcelos, e a FEPI que dá um suporte incrível para os estudantes”. Essa conquista é especial, sobretudo, para o curso de Ciências Biológicas como citou a coordenadora

10

do curso, Laiz Furlan Balioni “O processo seletivo para o ingresso na pós-graduação está cada vez mais concorrido, com a maior exigência por especialização em um mercado de trabalho a cada dia mais disputado, o número de candidatos nos processos seletivos é cada dia maior. O desafio da universidade hoje é formar indivíduos capazes de buscar conhecimentos e de saber utilizá-los. Para isto, as atividades, curriculares ou não, voltadas para a solução de problemas e para o conhecimento da nossa realidade, tornam-se importantes instrumentos para a formação dos nossos estudantes, esse é o objetivo do curso de Ciências Biológicas da Fepi. O sucesso profissional da Aline é recompensador para nós professores do curso, nos sentimos imensamente orgulhosos pela linda trajetória de estudos dela, coroada com esse ingresso na pósgraduação stricto sensu, um grandioso início profissional. ” O Centro Universitário de Itajubá – FEPI, o Núcleo de Pesquisa Institucional, a coordenadora do curso professora Laiz Furlan Balioni e o corpo docente parabenizam a aluna Aline e sua orientadora professora Liliana Auxiliadora Pereira Pasin e lhes desejam um futuro promissor na nova etapa que se inicia!


Alunos do curso de Direito têm Aula Magna sobre Positivismo Penal Os calouros e veteranos do curso de Direito do Centro Universitário de Itajubá - FEPI receberam o coordenador em Direito Penitenciário da ESA - Escola Superior de Advocacia, Dr. Adilson Rocha, em uma aula magna com o tema “Positivismo Penal”. O palestrante discorreu sobre a importância do direito penal para a garantia dos direitos humanos, criticou a falta de seriedade com Constituição Federal. “O Direito Penal poderia ser mais útil se fosse aplicado de forma correta, o Estado teria que ser o primeiro a dar o exemplo, e não ser o bandido a quem combate. Muito do que vemos é reflexo do baixo investimento na educação, o ensino por pior que seja, inibe a violência” disse o palestrante que destacou que em sua visão, o crime começa com o desrespeito à Constituição e às leis ordinárias.

DIREITO

F E P I

diversas áreas, inclusive a economia, afinal, ninguém decidirá investir onde não há respeito às leis. E concluiu: “A paz que tanto queremos é fruto da justiça”. A coordenadora do curso salientou que a vinda do Dr. Adilson Rocha coroa o dia do advogado, comemorado no dia 11 de agosto de 2017, e também concretiza a preocupação que a Escola Superior de Advocacia tem com o aperfeiçoamento e estudo de nossos profissionais advogados e com isso, estendemos aos nossos alunos, que serão, futuros advogados.

Adilson Rocha alertou para o fato de que a insegurança jurídica em que o país se encontra afeta

Assédio contra a mulher no transporte público é tema do II Debate Jurídico do curso de Direito da FEPI

Com o tema sobre “A dogmática da dignidade sexual: uma análise jurídica do assédio contra a mulher no transporte público”, que é um assunto polêmico e bastante atual, o Curso de Direito – FEPI do Centro Universitário de Itajubá – FEPI realiza o seu II Debate Jurídico que aconteceu no dia 28/09. Mediaram o debate a Coordenadora do curso de Direito, Profª Maria Rosilene dos Santos Coura, a Profª Ana Cristina Gorgulho Magalhães, Prof. José Carvalho dos Reis Júnior e o Prof. Rodrigo Ferrini da Rocha Costa

que expuseram sobre a temática e seus pontos de vista, concordando que os atos cometidos e noticiados pela mídia são repugnantes, que é errôneo culpar a vítima e que há uma clara deficiência legislativa em relação ao assunto, ou seja, as punições são superficiais ou severas além do limite em casos que não chegam a ser enquadrados como crimes hediondos. Como citou a Profª Ana Cristina, “condutas erradas não podem ser ignoradas, é necessário lutar para o estabelecimento de leis mais específicas,

11


atualmente, não há clareza quanto à fixação das penas em relação a esse tipo de crimes em que a vítima sobre abuso, porém, sem uso da violência propriamente dita”. O professor José Carvalho defendeu o ponto de vista de que tem que haver um distanciamento emocional para tratar questões desse gênero. “Não podemos nos distanciar da moral e a emoção não pode tomar conta num debate jurídico, é necessário que seja feita a justiça. Propor uma saída técnica jurídica, não emocional, afinal julgamento não é vingança”. Os alunos puderam participar enviando as perguntas a serem debatidas, via WhatsApp. E como confirmou a aluna do 7º período, Rosangela Balbino “o tema foi perfeito, muito atual; os professores debateram muito bem, nos levaram a importantes reflexões sobre a

legislação que ainda tem muito que ser questionada. Gostei muito e acredito que esse tipo de evento é fundamental para todos os alunos tanto do 1º quanto do 10º período. A coordenadora do curso de Direito, Profª Maria Rosilene dos Santos Coura concluiu frisando que este novo projeto do curso de Direito FEPI tem como objetivo central reunir temas de grande relevância e de atualização no mundo jurídico-acadêmico, comungado assim com uma metodologia ativa em que há interação dos alunos e professores sobre tal temática. Com isso, nosso curso proporcionou por meio deste II Debate Jurídico, uma aula diferente e enriquecedora a todos os envolvidos. Parabéns a todos pelo sucesso deste evento!

Curso de Direito realiza últimas Oficina Jurídicas do semestre No mês de novembro aconteceram as últimas Oficinas Jurídicas do Curso de Direito do semestre. No dia 11, aconteceu a palestra do professor Me. Tiago de Souza Fuzari, que teve como tema o objeto de pesquisa de sua obra: "Constituição Dirigente e Ação Estatal". No dia 18 ocorreram audiências simuladas (Ação de usucapião e Ação de indenização), sob a coordenação da Profa. Isabel e organizada com as turmas dos 6º Períodos “A” e “B”. Os alunos tiveram a experiência de simular a prática real por meio de um aprendizado de alta potencialidade e direcionada.

12


Prof. Dr. Antônio Suerlilton publica texto em livro: Tópicos em Gestão da Produção O Prof. do curso de Direito, Dr. Antônio Suerlilton Barbosa da Silva teve seu texto publicado na Editora Poisson. O texto está inserido no livro "Tópicos em Gestão da Produção" no capítulo 11, (Mensurando os índices de concentração: a Industria do Estado do Espírito Santo sob análise) entre as páginas 99 e 106.

Segunda edição dos Jogos Jurídicos do curso de Direito Com o intuito de promover uma atividade cultural e de lazer aos alunos do Curso de Direito FEPI – foi realizada na data de 21 de outubro de 2017, no bloco 700, o evento intitulado “II Jogos Jurídicos do Curso de Direito”. Organizado pela coordenadora do curso professora Maria Rosilene dos Santos Coura com auxílio dos alunos do 2º período do Curso, utilizou-se da experiência de cultura e lazer para promover maior conhecimento jurídico dos discentes.

as e Língu Curso d EPI da F

Invista em você! Aprenda Inglês no CLIF FEPI Matrículas Abertas Preço e Qualidade Excelentes

Curta CLIF FEPI no Facebook e acompanhe nossos projetos Secretaria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

INFORMAÇÕES

clif@fepi.br | pos.diretoria@fepi.br Tel.: (35) 3629-8434 | Whatsapp: 98802-1348


Com temas variados e atuais curso de Educação Física realiza Semana Acadêmica No período de 30/08 a 01/09 os alunos do curso de Educação Física puderam prestigiar a semana acadêmica do curso. As atividades foram realizadas no FEPI Eventos e a cerimônia de abertura contou com a presença da Pró-Reitora Acadêmica do Centro Universitário de Itajubá-FEPI, Profª Ma. Magda Cristina Nascimento Rochael, do representante do CREF6/MG, Rui Martins Alves Pereira, do coordenador do Curso de Educação Física Prof. Dr. Alexandre de Souza e Silva e do nutricionista Alexandre Marcos de Castro Salles que ministrou a primeira palestra do evento. “Nutrição para Cutting e Bulking” foi o primeiro tema abordado, Alexandre Salles frisou que o foco não deve ser na perda de peso simplesmente, mas no resultado, a respeito disso ele salientou. “A melhor maneira de ganhar músculo, é não o perder em dietas erradas, comer corretamente é fundamental” disse o palestrante que advertiu; “suplemento não substitui alimento, somos profissionais da saúde, não podemos gerar doenças, é preciso definir metas e estabelecer prioridades para alcança-las”. A segunda palestra foi sobre treinamento funcional, com Marcio Pereira Alvarenga, que falou sobre sua experiência na área e informando sobre a origem da modalidade MMT - Mixed Modality Training, que em tradução literal quer dizer Treinamento de Modalidade Mista. Na ocasião um pequeno circuito foi montado e os alunos puderam vivenciar um pouco do que é exigido na modalidade. Outro tema que ganhou espaço na Semana do Curso foi “Treinamento em Alto Rendimento no Esporte Coletivo”. Clóvis Haddad contou sua experiência da Seleção Brasileira de Basquete Feminino. Um dos destaques de sua palestra foi a reflexão que proporcionou acerca da importância do esporte quanto agente transformador da sociedade e o quanto os profissionais de Educação Física podem colaborar nesse quesito. Posteriormente, Alex Arcanjo ministrou a

14

palestra “Administração e Gerenciamento de Academias”, ele citou que há duas carreiras, dos líderes e os técnicos. “O líder faz com que as pessoas sejam maiores que ele, a equipe flui bem mesmo quando ele não está presente, ele é implacável quanto aos resultados e, ao mesmo tempo é humilde” concluiu. Dentro da programação, houve também uma mesa redonda com a corredora Rosangela Faria (exaluna do curso), a triatleta Tatiane Pina e o lutador Douglas Plata, todos atletas de alta performance. Cada um contou de sua trajetória no esporte, os maiores desafios e conquistas, celebrando um ponto em comum: o amor incondicional pelo esporte e os benefícios que ele pode proporcionar. E encerrando a semana, Alexandre Neri Furtado falou sobre “Crossfit” e demostrou alguns dos movimentos básicos da modalidade. Na visão da Pró-Reitora Acadêmica Profª Magda Rochael "a Educação Física é uma prática que engloba um amplo campo de atividades expressivas e está comprometida com a saúde global, isto é, o desenvolvimento corporal, intelectual e cultural do ser humano, bem como a sociedade em que esse indivíduo


está inserido. E o curso de Educação Física da FEPI assegura para o aluno uma formação generalista, humanista e crítica, qualificadora da intervenção acadêmico-profissionalfundamentada no rigor científico, na reflexão filosófica e na conduta ética, tudo para promoção da saúde, o bem-estar e a qualidade de vida da população".

Ao final do evento, o coordenador fez um balanço do evento: “A IX Semana do Curso de Educação Física do Centro Universitário de Itajubá-FEPI foi um sucesso. Quero parabenizar os alunos e o Prof. Me. Sílvio César Cristóvão pela dedicação e envolvimento na organização do evento”. O retorno dos alunos, ex-alunos e profissionais que participaram do evento foi positivo.

Para a aluna do 4º período, Gabrieli Sayure Oda Lima: “Foi uma experiência diferente, a cada ano temos contato com algo novo e é sempre muito produtivo. Como ano que vem nossa turma será responsável pela organização da semana, observamos o que foi feito visando sempre o aperfeiçoamento”.

Publicações do Curso de Educação Física - 2017 Adquirir novos conhecimento por meio da pesquisa acadêmica é uma das prioridades do curso de Educação Física do Centro Universitário de Itajubá – FEPI e no ano de 2017 foi intensa a produção científica. Na visão do coordenador do curso, a pesquisa é importante para formação dos alunos e atualização dos professores. Os docentes que publicam novos conhecimentos passam a ser referência na sua área, além de contribuir para formação dos alunos, pois para elaboração de um artigo científico devemos ter um

conhecimento profundo e manter-se sempre atualizado. Para os alunos é a possibilidade de publicar o seu trabalho de conclusão de curso e demonstrar todo esforço e dedicação, além de um incentivo para futuros pesquisadores. A pesquisa científica é importante para o ensino superior e nós apresentamos apenas os artigos científicos publicados, sendo uma parte da produção de revistas internacionais, com fator de impacto e indexada nas melhores bases de dados. Por fim, queremos agradecer a reitoria pelo apoio incondicional nos projetos de pesquisa do curso e aos alunos e docentes pelo trabalho e dedicação.

Confira a listagem de publicações: - Influence of Carbohydrate Mouth Rise on Sprint Performance: A Systematic Review and Meta-Analysis. Professores: José Jonas de Oliveira, Alexandre de Souza e Silva, Ronaldo Júlio Baganha, Alex Harley Crisp, Carolina Gabriela Reis Barbosa e Rozangela Verlengia. Publicado no Journal of exercise physiology online. v. 20, p. 88-99, 2017. - Effect of Postactivation Potentiation on Short Sprint Performance: A Systematic Review and Meta-Analysis. Professores: José Jonas de Oliveira, Alexandre de Souza e Silva, Ronaldo Júlio Baganha, Alex Harley Crisp, Carolina Gabriela Reis Barbosa e Rozangela Verlengia. Publicado no Asian Journal Of Sports Medicine, v. In Press, p. e14566, 2017.

15


- Efeitos do treinamento em jogos reduzidos com inferioridade numérica no futebol. Pelos alunos: Victor Hugo de Siqueira Montalvão, Guilherme Pascoal Mereu. Professores: Alexandre de Souza e Silva, Fábio Vieira Lacerda, Jasiele Aparecida de Oliveira Silva, Ronaldo Júlio Baganha e Luís Henrique Sales Oliveira. Publicado na Revista Brasileira de Medicina do Esporte. v. 23, p. 42-45, 2017. - Parâmetros imunológicos e infecções do trato respiratório superior em atletas de esportes coletivos. Professores: Ronaldo Júlio Baganha, Rodrigo Dias, Fabricio Cieslak, Kleverton Krinski, Nathália Ferreira Camarço, Rozangela Verlengia, Charles Ricardo Lopes, Jonato Prestes, Carlos Alberto da Silva e Cláudia Regina Cavaglieri. Publicado na Revista Brasileira de Medicina do Esporte. v. 23, p. 66-72, 2017. - Incidência de gols na copa do mundo de futebol de 2014. Pelos alunos: Anna Gabriela Silva Vilela Ribeiro e Lucas Ricardo Teodoro. Professores: Alexandre de Souza e Silva, Ronaldo Júlio Baganha, José Jonas de Oliveira e Fábio Vieira Lacerda. Publicada na Revista Brasileira de Futsal e Futebol. v. 9, p. 160-164, 2017. - A influência da plataforma vibratória na melhora do equilíbrio e prevenção de quedas de uma mulher pós-menopáusica com osteopenia: estudo de caso. Pelos alunos: Ferdinando Tadeu Gomes Moreira, Anna Gabriela Silva Vilela Ribeiro. Professores: Alexandre de Souza e Silva, Fábio Vieira Lacerda, Ronaldo Júlio Baganha e Luís Henrique Sales Oliveira. Publicada na Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício, v. 16, p. 70-76, 2017. - Exercício Aeróbio vs. o de Força na Qualidade de Vida em Mulheres Idosas. Pelas alunas: Bárbara da Silva Marcolino Professores: Alexandre de Souza e Silva, José Jonas de Oliveira, Jasiele Aparecida de Oliveira Silva, Carolina Gabriela Reis Barbosa e Ronaldo Júlio Baganha. Publicado na Revista Científic@ Universitas. v. 10, p. 88-99, 2017. - Influência do gênero no equilíbrio dinâmico de crianças com idade escolar. Pela aluna: Taís Cristiane Silva. Professores: Alexandre de Souza e Silva; Jasiele Aparecida de Oliveira Silva, José Jonas de Oliveira e Magda Cristina Nascimento Rochael. Publicado na Revista Mineira de Educacao Fisica (UFV). v. 24, p. 94-102, 2017. - Análise eletromiográfica do membro inferior parético espástico de pacientes pós-acidente vascular encefálico submetidos à estimulação elétrica neuromuscular. Pela aluna: Paloma Modena Guimarães. Professores: Fábio Vieira Lacerda, José Jonas de Oliveira, Luís Henrique Sales Oliveira e Marta Maria Delfino. Publicado na CIPPUS - Revista de Iniciação Científica da Unilasalle. v. 7, p. 31-40, 2017.

16


- Variação da Saturação de Oxigênio, Pressão Arterial, Frequência Cardíaca e Respiratória em Pacientes com Pneumonia Submetidos a uma sessão de Fisioterapia Respiratória por meio da Oscilação Oral de Ala Frequência. Pela aluna: Ana Clara de Oliveira. Professores: Fernanda Cortez Moraes e Luís Henrique Sales Oliveira. Publicado na Coleção Pesquisa em Educação Física. v. 16, p. 131-138, 2017. - Efeitos do exercício físico e sua influência na doença renal crônica sobre a força muscular, capacidade funcional e qualidade de vida em pacientes submetidos à hemodiálise. Professores: Fernanda Cortez Moraes, Luís Henrique Sales Oliveira e Pâmela Camila Pereira. Publicado na Revista Científic@ Universitas. v. 10, p. 64-87, 2017. - Treinamento de força para idosos na prevenção da osteoporose. Pelo aluno: Everson Pablo Nogueira Pereira. Professor: Hugo Politano. Publicado na Lecturas Educación Dísica y Deportes. v. 230, p. 1-1, 2017. - Variações agudas na contagem leucocitária após aula de ciclismo indoor. Professores: Alexandre de Souza e Silva; Luís Henrique Sales Oliveira; Jasiele Aparecida de Oliveira Silva; José Jonas de Oliveira, Ronaldo Júlio Baganha, Lívia Vieira Modesto; Aline Aparecida Pereira; Gabriel Ferreira Souza e Santos e Rozangela Verlengia. Publicado na ConScientiae Saúde. v.16, n.2, p.243-240, 2017. - Perfil dermatoglífico em judocas. Pelo aluno: Celso Ricardo de Souza. Professor: Hugo Politano. Publicado na Lecturas Educación Física Y Deportes, 2017. - Variação da Hidratação e Temperatura Corporal após a Prática do Jiu-Jitsu. Professores: Alexandre de Souza e Silva, Jasiele Aparecida de Oliveira Silva, Jose Jonas de Oliveira, Luís Henrique Sales Oliveira, Ronaldo Júlio Baganha, Aline Aparecida Pereira, Jeferson dos Santos Silva, Gabriel Ferreira Souza e Santos. Publicado na Revista Científic@ Universitas. 2017. - Indicadores técnicos das equipes vencedoras e perdedoras da liga dos campeões 2014/2015. Pelos alunos: Anna Gabriela Silva Vilela Ribeiro e Nidelberto Avelar Rosa Junior. Professores: Alexandre de Souza e Silva, Jasiele Aparecida de Oliveira Silva, José Jonas Oliveira, Ronaldo Júlio Baganha e Carolina Gabriela Reis Barbosa. Publicado na Revista Brasileira de Futsal e Futebol. 2017.

17


Aluna Rayane Goulart Braga do curso de Engenharia Civil tem trabalho publicado em Revista Internacional A discente, Rayne Goulart Braga, graduanda do curso de Engenharia Civil, juntamente com seu orientador, professor Dr. Leopoldo Uberto Ribeiro Junior, publicaram um artigo na revista International Journal of Civil & Environmental Engineering, volume 17, no mês de outubro de 2017. O trabalho intitulado: “Technical and Economic Viability for Low-Cost Graywater Treatments: Comparison Between Worm Humus Filter and Wetland”.

econômica, sendo que o filtro biológico foi o mais economicamente viável. “Parabenizamos a graduanda Rayne G. Braga por mais uma conquista, o que só vem a confirmar seu excelente desempenho acadêmico durante os cinco anos de graduação” disse o coordenador do Curso de Engenharia Civil, Demarcus Werdine.

O trabalho teve o objetivo reduzir o consumo de água potável em residências unifamiliares, através da reutilização das águas cinzas provenientes do lavatório, chuveiro e máquina de lavar roupas, para uso não potável nos vasos sanitários e lavagem de pisos. Sendo assim, buscou analisar a viabilidade técnica e econômica utilizando o tratamento com húmus de minhoca e wetlands, objetivando obter a melhor solução que atenda os fatores técnicos, econômicos e ambientais. O sistema de filtro biológico apresentou reduções nos parâmetros analisados, porém, não atingiu o mínimo disposto nas normas vigentes. Enquanto o sistema de Wetland apresentou resultados mais satisfatórios se comparado com o filtro biológico. Os dois sistemas analisados apresentaram viabilidade

FEPI recebe Ciclo de palestras sobre Engenharia Pública No dia 17 de agosto, às 9h, foi realizado no Centro Universitário de Itajubá – MG o ciclo de palestras sobre Engenharia Pública. O evento visa esclarecer sobre a grande demanda existente nos serviços públicos para que a profissionais e estudantes da área, possam contribuir para o desenvolvimento econômico e social da comunidade onde estão inseridos.

18

A palestra foi coordenada pelo Engenheiro Civil, Bernardo Abraão Lopes, presidente da Associação dos ex-alunos da Escola de Engenharia da UFMG, Conselheiro da Câmara Civil CREA-MG e Coordenador da Comissão Permanente de Educação – CREA-MG, e contou com a colaboração do Engenheiro Civil Dirk Gerhard Aguiar Bovendorp. O Engenheiro Bernardo citou que as necessidades


humanas geram demandas como: energia elétrica, lixo, alimentação, segurança, alimentação, transporte, habitação, urbanização, mobiliário urbano, esgoto, manutenção, abastecimento de água, emprego (desenvolvimento econômico), educação, obras específicas (erosões, drenagens), cultura, lazer, esportes, turismo. E completou dizendo: “Nós engenheiros temos que ser mais ativos e ampliar o mercado, ter em mente nossas atribuições e esclarecer que a engenharia civil não está relacionada apenas à construção de casas, isso é limitar muito a profissão”. Ao longo de sua explanação o palestrante mostrou exemplos de infraestrutura ideias, aplicação de novas tecnologias e pontuou que um dos grandes desafios atuais são as situações reais de ocupação desordenadas, reiterando que há muito trabalho pela frente.

sucesso! Todos gostaram muito e o objetivo foi alcançado. O tema abordado foi muito pertinente, veio a reforçar o que já é discutido em sala de aula: a área de atuação do Engenheiro Civil é muito ampla, não se restringe apenas a construções de casas e prédios, isso é muito pouco diante da gama de conhecimento que nossos alunos recebem durante o curso”. Finalizando o ciclo de palestras a Reitora da FEPI, Profª Ma. Cidélia Maria Barbosa Lima salientou “Nossa responsabilidade é muito grande e a engenharia pública é um meio para cumprirmos nosso papel de contribuirmos para melhorias na qualidade de vida das pessoas”.

A palestra foi organizada pela coordenação do curso de Engenharia Civil. O Prof. Me. Demarcus Werdine, coordenador do curso, ficou extremamente satisfeito com o resultado do evento: “A palestra foi um

Engenharia Civil na perspectiva de José Mauri, ex-aluno FEPI com 44 anos dedicados a profissão Para escolher uma profissão ou simplesmente buscar motivação para seguir em frente quando aparecem percalços no caminho, ouvir quem já passou pelo caminho e presenciou diversas mudanças ocorrerem pode ajudar. Por essa razão, ouvimos com alegria um aluno especial, o engenheiro José Mauri da Costa, que fez parte da primeira turma do curso de Engenharia Civil. Carreira. Com um currículo de peso, José Mauri iniciou sua carreira em 1983 na Enersul, Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. Ao longo de toda vida profissional desenvolveu projetos de Estruturas de Concreto e Aço para o Setor Energético tais como Subestações, Linhas de Transmissão e Pequenas

19


Centrais Hidrelétricas. Foi Engenheiro Fiscal da Usina Hidrelétrica de Paraíso; Engenheiro da Unidade de Projetos Civis de Subestações; Gerente da Divisão de Planejamento Elétrico e Energético; Engenheiro da Divisão de Projetos de Subestações e Usinas; Gerente da Divisão de Projetos Civis; Engenheiro da Divisão de Obras Civis. Engenheiro Civil Assistente de Execução e Montagem Subestação de Eletricidade e Linha de Transmissão Elétrica na SBE, Sociedade Brasileira De Eletrificação LTDA. Engenheiro Civil e Assistente de Obra Civil. Soma Engenharia LTDA. Engenheiro Civil, responsável Técnico e execução de Obra Civil na Sotegel, Sociedade Técnica de Engenharia Civil LTDA. Pouso Alegre, MG. Além disso, soma diversas experiências na docência tendo lecionado no SENAI, Araraquara, SP e na UNIDERP em Campo Grande- MS. - Como foi fazer parte da 1ª Turma do Curso de Engenharia Civil na FEPI? Com os conhecimentos acadêmicos adquiridos graças a respeitada instituição Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá - FEPI nos cursos de matemática

(1969-1973) e na primeira turma de engenharia civil (1973-1977), completados os 40 anos da formatura, perpassa na minha cabeça cenas vividas com uma alegria ainda maior. Saudades daqueles dias. Lembranças que carrego comigo. Como jovem e acadêmico, à época, não tinha a noção de como seria importante cada passo da minha turma, a primeira da instituição FEPI. Hoje consigo dimensionar a ansiedade da coordenação e dos professores, pois tratava de um protótipo, a primeira

20

experiência. A ansiedade em cumprir o ofício de forma coerente e sensata. Creio que os acadêmicos não tinham a menor noção do quão importantes eram tais experiências. Hoje, graduado e maduro, volto ao passado naquelas primeiras lições e posso mensurar os sentimentos dos professores da primeira turma de engenharia civil da instituição. Saudosismo é pouco. Sem o peso de ter experimentado inconscientemente tais ansiedades, sinto o dever cumprido ao Brasil como membro da família FEPI. O princípio de um projeto de uma nova era. De tudo o que vivi - de intenso e sincero, da terna e transbordante alegria a mais amargura e tristeza-, a maior parte foi dentro da FEPI. Fragmentos inesquecíveis de uma história feliz. De um calor gostoso no encontro de amigos, professores, alunos e funcionários na trajetória e busca de uma Faculdade de reconhecimento no seu aniversário de 45 anos! - Como é ver o crescimento da instituição e saber que faz parte dessa história? Sinto que a Engenharia Civil entrou em minha alma e, em qualquer lugar por onde passar, carregarei todos os conhecimentos, os quais transformei em sabedoria ao aplicar em projetos e obras desenvolvidos. Revendo as fotos dos colegas e companheiros, a cronologia e a história bate uma saudade imensa daqueles velhos e outros tempos. Sinto-me orgulhoso de ter sido aluno dessa instituição audaciosa, persistente em ser referência e ter o reconhecimento merecido. É gostoso saber que grandes e verdadeiras amizades surgiram e permaneceram na instituição e sou um cara feliz. Fiz a escolha certeira da profissão e da instituição, FEPI, onde não só tive lições das ciências exatas, mas de cidadania. Parabéns, FEPI! Sempre terei orgulho de ter te escolhido e de fazer parte de sua trajetória.


Alunos de Engenharia Civil assistem palestra sobre Empreendedorismo Nos dias 09 e 10/11 e o artista plástico, Leonardo Bueno, ministrou a palestra Empreendedorismo e Desafios Profissionais. Este evento potencializou o conhecimento dos alunos na disciplina de Empreendedorismo, ministrada pelo Prof. Vinicius Montgomery.

profissionais podem contribuir na formação de nossos alunos e alertá-los para o interesse do mercado de trabalho” disse o coordenador do curso, Prof. Me. Demarcus Werdine.

Na ocasião o palestrante contou um pouco sobre sua experiência profissional e também esclareceu pontos importante a serem desenvolvidos pelos futuros engenheiros. “Palestras como essa são sempre bem-vindas! Acredito que o conhecimento e as experiências de

Lucas Ramon é aprovado em programa de Mestrado da Unifei O aluno do curso de Engenharia Civil do Centro Universitário de Itajubá- FEPI, Lucas Ramon Roque da Silva, comemora a aprovação no Programa de Mestrado da Universidade Federal de Itajubá – Unifei.

diferencial. Posso afirmar que todos esses conteúdos foram trabalhados nas aulas durante a graduação do curso de Engenharia Civil da FEPI, então tive todo suporte teórico para realizar o processo seletivo” relatou Lucas.

O aluno concorreu com cerca de 100 candidatos e conquistou uma das 10 vagas disponíveis, sendo aprovado em terceiro lugar. O coordenador do curso destacou que “essa conquista alcançada com muita garra e força, vem comprovar o comprometimento, competência e dedicação de Lucas durante os cinco anos de graduação. “O processo seletivo foi a aplicação de um exame sobre as ciências dos materiais, química básica, sólidos cristalinos e imperfeições nos sólidos e cálculo

21


ENGENHARIA

DE PRODUÇÃO

Aula prática de Química Geral do 2º período de Engenharia de Produção

Importante para todas as engenharias, a química permite que os alunos entendam a composição dos materiais que utilizarão a vida toda em seus empregos e também, as reações químicas importantes para o desenvolvimento de novas tecnologias, como por exemplo: composição química de cimentos e agregados; a interação de gases e líquidos corrosivos com materiais; a composição específica das tintas para proteger estruturas metálicas, de madeira ou plástico etc. Veja um pouco do que acontece nas aulas práticas de Química geral com a Profª Drª Amanda N. de Faria.

Características necessárias para construção de uma carreira de sucesso é destaque na IV SEPROD Do dia 30/10 a 01/11 foi realizada a IV SEPROD Semana do curso de Engenharia de Produção do Centro Universitário de Itajubá – FEPI. Os alunos, ex-alunos e convidados tiveram acesso a palestras ministradas por diversos profissionais da área que apresentaram inovações tecnológicas, possibilidades de atuação e ampliaram o debate sobre do futuro profissional. Nesta edição, o enfoque do evento foi para temas que instigaram os alunos a investirem na carreira profissional, conscientizando-os sobre as expectativas do mercado em relação aos profissionais que estão sendo formados, as novas tecnologias, tais como: “Indústria 4.0”, que tem o objetivo de tratar a complexa conectividade com a otimização dos fluxos de produção de bens e serviços; ferramentas de aperfeiçoamento e gestão da qualidade, como: Lean Six Sigma. Também foram abordados os temas: Carreira acadêmica;

22

Consultoria; Engenharia de Produção na área hospitalar; Empreendedorismo; e disponibilizados minicursos sobre Plataforma Lattes e LinkedIn, Coaching Profissional, MS Project. Para a aluna Mariane Coimbra, a SEPROD foi muito significativa: “foi possível aprimorar e desenvolver ainda mais conhecimentos sobre o curso. As palestras e minicursos auxiliaram em relação às escolhas que


teremos que fazer enquanto graduandos e depois de formados. Enfim, foi de extremo proveito, pessoal, profissional e sem dúvidas, agregou grande valor para cada aluno”. Na visão do coordenador do curso a Semana do Curso de Engenharia de Produção, Prof. Danillo Nunes, o evento desse ano foi um sucesso pois contou com grande adesão dos alunos, tanto na organização quanto na participação. “A proposta de expandir os horizontes da Engenharia de Produção trouxe aos alunos a possibilidade de olhar pra novos rumos e traçar novas rotas em relação ao futuro profissional. Sem dúvida foi um grande evento que tende a ser melhor ainda no próximo ano” concluiu o coordenador.

FEPIBOTS garante a 1ª, 2ª e 4ª colocação no Sumô de Lego da FINIT Tour – Itajubá 2017 A equipe FEPIBOTS, participou da FINIT LEGO CUP que ocorreu no Teatro Municipal Christiane Riêra, no dia 26 de agosto de 2017, sendo parte do evento FINIT Tour realizado em Itajubá/MG pelo governo do estado de Minas Gerais e pelo Instituto Campus Party.

Rafael Rander Messala Coimbra (Engenharia de Produção), Fabrício da Silva Jr. e Ana Letícia Ribeiro (Engenharia de Produção), Rodrigo Moallem (Engenharia de Produção) que contam a orientação do professor Thiago Pouza Mussolini.

A competição de sumô de robôs contou com a participação da equipe FEPIBOTS do Centro Universitário de Itajubá - FEPI e mais duas equipes da UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá, UAI!RRIOR e ROBOK. A equipe da FEPI obteve os primeiros lugares na categoria “Sumô Lego 1 kg autônomo”, com três robôs, conquistando a 1ª, 2ª e 4ª colocação e, sendo que, a final foi realizada entre os robôs da própria FEPIBOTS.

Para o professor orientador, a colaboração da direção da FEPI e dos coordenadores dos cursos de Engenharia de Produção e Engenharia Mecânica, Danillo Lopes Nunes e Márcio de Oliveira, foram essenciais para a participação da equipe na FINIT LEGO CUP. Além disso, o professor ressalta que a participação em outras competições ao longo do ano de 2017 foram importantes para o aprimoramento e amadurecimento da equipe, e assim, proporcionando a 1ª colocação na categoria em que participaram.

A FINIT Tour contou com a participação de demais eventos além da competição de sumô de robôs. Entre eles estão: uma edição da Campus Night, Demoday, Campeonato de eSPORTS, palestras e painéis em tecnologia. A feira foi aberta ao público da cidade de Itajubá e região com o propósito de divulgar negócios, inovação e tecnologia. A equipe da FEPI é composta pelos alunos Gabriela Junqueira Fonseca (Engenharia Mecânica);

FINIT Tour. A FINIT Tour, edição itinerante da FINIT2017, integra e acelera o processo de desenvolvimento das 17 regiões dos Polos de Inovação de Minas Gerais. O evento acontecerá em seis cidades, que terão oportunidade de criar e inspirar empreendedores, chamando atenção para ações que acontecem em Belo Horizonte.

23


ENGENHARIA ELÉTRICA

Curso de Engenharia Elétrica realiza Semana Acadêmica

Foi promovido no Centro Universitário de Itajubá – FEPI, dos dias 27 a 29/11, a Semana do curso de Engenharia Elétrica. O evento contou com a participação de alunos, ex-alunos, professores do curso e profissionais do setor elétrico. Na abertura, a Reitora da FEPI, Profª Cidélia Maria Barbosa de Lima enfatizou o comprometimento dos alunos e professores na organização da semana acadêmica. “Atividades como estas são fundamentais, o curso regular promove uma base sólida, e com isso vocês conseguirão assimilar quaisquer outros conhecimentos, tecnologias e inovações. Estas atualizações tecnológicas, no entanto, são apresentadas em oportunidades como essa”. “O panorama da energia elétrica no Brasil” foi o tema da primeira palestra, ministrada pelo Eng. Saulo Ribeiro Silva, da EPE – Empresa de Pesquisa Energética. Ele falou dos principais acontecimentos do setor elétrico brasileiro, discorreu sobre Política Energética Nacional, a estrutura do setor eletroenergético no Brasil, e sobre as possibilidades relacionadas às fontes alternativas de geração de energia. “Temos o desafio permanente de atender a demanda de energia elétrica, que é crescente, e com a oferta adequada” destacou Saulo. No segundo dia, o Dr. Nery de Oliveira Júnior, da empresa Nery Engenharia falou sobre sua trajetória, sua experiência empreendedora na criação da empresa, suas áreas de atuação, e o comprometimento com estudo e pesquisa, frisando a importância do autoconhecimento na tarefa de trilhar uma carreira de sucesso, sempre respeitando nossas origens. O Prof. Dr. Luís Henrique de Carvalho Ferreira, da Unifei – Universidade Federal de Itajubá, encerrou a semana dividindo com o público sua experiência na indústria eletrônica, apresentando também, os desafios para a área nos próximos anos. Ele citou alguns

24

expressivos avanços da tecnologia nanoeletrônica, como: radares, robótica, processamento de imagens, área biomédica, etc. Falou também das inúmeras possibilidades que a nanotecnologia proporciona e concluiu: “Estamos aprendendo hoje para ter condições de aprender amanhã”. Para o coordenador do curso de Engenharia Elétrica, Prof. Tiago Rodrigues, a semana acadêmica tem um importante papel de colocar os discentes em contato com profissionais do setor, estreitar a relação ensinoindústria. Na visão do aluno Bruno Rangel: “Esse ano foi bem produtivo, por estar no sexto período, pude participar de três semanas da engenharia elétrica, e pude perceber que está cada vez melhor. O coordenador está fazendo com que os alunos interajam mais, e que nós mesmos organizemos o evento. As palestras trouxeram para nós um pouco de cada área, e inovações tecnológicas que serão utilizadas nos próximos anos”. Também, ao longo da semana da Engenharia Elétrica, foram oferecidos os minicursos: MATLAB; KiCAD – software para projetos de placas eletrônicas; Excel para engenheiros; e NRs – Normas Regulamentadoras do Ministério do MTE – Ministério do Trabalho.


Ex-aluna do curso de Engenharia Elétrica é aprovada em Mestrado Formada em dezembro de 2016 a ex-aluna do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, Andresa Lemes, comemora a aprovação no mestrado em Engenharia Elétrica na Universidade Federal de Itajubá – UNIFEI onde irá aprofundar os estudos na área de Sistemas Elétricos de Potência. Andresa contou que sua motivação para ingressar no mestrado foi a possibilidade de melhor se preparar para o mercado de trabalho e destacou a contribuição da FEPI no que diz respeito ao incentivo para investir em sua carreira profissional: “Ter sido aprovada em uma época de alta procura por esse tipo de oportunidade, me mostrou o quanto minha base foi boa e o quanto a amizade e atenção dos professores fizeram diferença, tive contato com muitos professores atualizados e dedicados que me serviram de inspiração” salientou a ex-aluna que concluiu: “Agradeço a nova coordenação do curso, que tem se dedicado muito para fazer do curso o que tem se tornado e, em especial, à grande professora e amiga, Suzana Silva, por ter me incentivado e me inspirado”.

Lemes sempre foi muito dedicada aos estudos, procurando aperfeiçoamento além do conhecimento trabalhado em sala de aula. “Com certeza, este tipo de atitude que a tem levado ao sucesso”, disse o Prof. Tiago Rodrigues. “Nosso curso conta com ótimos professores e laboratórios, uma infraestrutura que permite aos alunos o desenvolvimento das competências que o mercado de trabalho exige. Os excelentes resultados que temos alcançado são frutos de uma administração responsável e principalmente do empenho de nossos alunos e professores” complementou o coordenador.

Segundo o coordenador do curso de Engenharia Elétrica Prof. Tiago Rodrigues, Andresa

Alunos dos cursos de Engenharia Elétrica e de Produção fazem visita técnica à PCH Ninho da Águia No dia 07 de outubro de 2017, os graduandos do curso do curso de engenharia Elétrica e Engenharia de Produção, acompanhados do Professor Dr. Leopoldo Uberto Ribeiro Junior, fizeram uma visita técnica à PCH – Pequena Central Hidrelétrica Ninho Águia (capacidade nominal de geração de energia de 10 MW/hora), empreendimento construído no Rio Santo Antônio, afluente do Rio Sapucaí, localizado no município de

Delfim Moreira - MG. Durante a visita, os alunos puderam identificar as principais alterações que ocorrem nos meios físico, biótico e socioeconômico, desde a formação do reservatório até a restituição do curso natural do rio, a jusante de casa de máquinas, sendo possível sensibilizar os discentes sobre a importância dos estudos ambientais para viabilizar os projetos de engenharia de uma maneira sustentável.

25


Alunos do curso de Engenharia Elétrica participam da Feira Internacional da Industria Elétrica - FIEE No dia 27/07/2017 alunos do curso de Engenharia Elétrica participam da 29ª Feira Internacional da Industria Elétrica, Eletrônica, Energia e Automação, em São Paulo – SP. O evento contribuiu para a formação dos alunos sobretudo por apresentar modelos de gestão e características estruturais particulares e complexas do setor, além de soluções, produtos, serviços, equipamentos mais recentes tecnologias e lançamentos para atender às necessidades dos mais diversos segmentos e aplicações. A 29ª FIEE foi uma oportunidade única dos alunos entrarem em contato com diversas empresas que são referência e conhecerem equipamentos de ponta. Esse tipo de evento visa colaborar para que definam suas preferências e norteiem seu futuro profissional. Na visão do coordenador do curso, Prof. Tiago Rodrigues este tipo de atividade aproxima o aluno do mercado de trabalho. Os discentes podem conhecer empresas e profissionais do ramo, bem como tendências tecnológicas, além de participar de palestras de renomados profissionais do setor. Para o aluno, João Paulo Coura de Castro, ter participação na FIEE foi muito significativo; ele mencionou que pode conhecer novos fabricantes de componentes elétricos e eletrônicos, assistir a uma palestra sobre fonte de energia alternativa. “Incentivo a todos os estudantes de engenharia a aproveitarem essas oportunidades, pois a troca de experiência com outros profissionais é muito importante para o crescimento. Trabalho numa pequena empresa do setor eletrônico em Itajubá, consegui o contato de novos fabricantes de componentes eletrônicos e encontrei por lá alguns estandes que já são nossos fornecedores de componentes, possibilitando a oportunidade de reduzir o custo de fabricação de placas” relatou o aluno.

26

Mercado em potencial. O crescimento da demanda per capita por eletricidade e a expansão da economia (PIB) deverão demandar mais investimentos em geração de energia elétrica. Para se ter uma ideia, nos últimos 47 anos o consumo de energia elétrica cresceu a uma média de 6,4% ao ano (a.a.), enquanto o PIB, a 4,4% a.a., conforme informações publicadas no Prospecto de Distribuição Pública de Cotas da Primeira Emissão do Fundo de Investimento em Participações em Infraestrutura FIP-IE BB Votorantim Energia Sustentável III. O Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE 2023), publicado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), estima investimentos de R$ 223,1 bilhões na expansão da geração, no período de 2014 a 2023, dos quais 52,1% em energias renováveis (eólica, solar, PCH e biomassa), 38,4% em hidrelétricas e 9,5% em termelétricas. No total, o PDE 2023 calcula investimentos de R$ 301 bilhões no período de 2014 a 2023, sendo R$ 223 bilhões na geração e R$ 78 bilhões na transmissão. Prevê a adição de 77 GW de capacidade instalada de geração total, 70 mil quilômetros de linhas de transmissão e 163 GVA em subestações. (Fonte: Análise Setorial de Energias Renováveis – Valor Econômico).


Aluno do curso de Engenharia Elétrica apresenta trabalho em Congresso de Química na Unifei No dia 26/11 o aluno do 6º período do curso de Engenharia Elétrica do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, Bruno Rangel, participou XXXI ERSBQ - Encontro Regional da Sociedade Brasileira de Química na Universidade Federal de Itajubá – Unifei. Bruno expôs os resultados de sua pesquisa e explicou que a maioria das tintas condutoras existentes no mercado são muito caras, então, substituiu o material base da tinta, tirando a prata, e colocando grafeno no lugar. “O grafeno por sua vez, por ser um semimetal, só consegue conduzir a partir de determinadas concentrações, através da teoria de percolação que explica todo processo para se conduzir. São nessas variações de massa de grafeno que estou trabalhando no momento, para saber qual a mais adequada na produção de tinta, levando em consideração custo e benefício”.

Segundo o Prof. Tiago Rodrigues, coordenador do curso de Engenharia Elétrica, são através de experiências extracurriculares como estas que são criados os diferenciais tão procurados pelo mercado. Ele destacou que é, muito importante que os alunos, ao longo da graduação, participem de atividades de iniciação científica, congressos e seminários técnicos-científicos, iniciativas de voluntariado, enfim, atividades científicas e de extensão universitária em geral. Por fim, frisou o coordenador: “Esta pesquisa desenvolvida pelo aluno Bruno Rangel é uma forma de destacar e enriquecer o currículo acadêmico, além de possibilitar o contato com materiais e tecnologias de ponta” concluiu.

A respeito da experiência o aluno que é bolsista da FAPEMIG e orientando da Profª. Drª. Lidiane Gomes da Silva, citou: “Foi muito gratificante, apresentar por meu trabalho de iniciação cientifica; pude adquiri novos conhecimentos e também, representar o nome da instituição, e do curso que estou fazendo”.

MBA EXECUTIVO EM GESTÃO AMBIENTAL Público Alvo O curso destina-se aos graduados que desejam especializar-se nas áreas de gestão ambiental. Investimento 24 parcelas de R$ 379,90 Carga Horária 360 horas

MATRÍCULAS ABERTAS MAIS INFORMAÇÕES Secretaria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão @ pos.diretoria@fepi.br

(35) 3629-8434 (35) 9 8802-1341 fepicentrouniversitario www.fepi.br fepi_itajuba Av. Dr. Antônio Braga Filho, 687 Bairro Varginha - CEP: 37.501-002 Itajubá - MG


Desafios da Engenharia Mecânica no futuro foram trazidos na Semana Acadêmica do curso Com o intuito de melhor preparar os alunos para os desafios que enfrentarão no futuro, temas bastante atuais foram trazidos na Semana Acadêmica do Curso de Engenharia Mecânica do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, que aconteceu dos dias 04 a 06/10 no Auditório Antônio de Oliveira Rosa. Na abertura do evento o Vice-Reitor do Centro Universitário de Itajubá –FEPI, Prof. Erwin Rolf Mádisson Junior, compartilhou um pouco de sua experiência, visto que também é engenheiro mecânico, contando que no início de sua carreira recebeu uma boa oportunidade de trabalho em uma área que, inicialmente, não era de sua preferência. “Temos que estar preparados para o que a vida nos oferece, nem sempre iremos trabalhar exatamente com o que queremos, ou seja, é fundamental que dediquem-se em todas as matérias; acabei gostando muito do trabalho que realizei e foi muito válido para minha carreira profissional. Espero que perguntem, estudem antes de ir para aula, afim de esclarecerem dúvidas, aprofundem-se” incentivou o Vice-Reitor que concluiu encorajando os alunos: “Os indicadores apontam para uma retomada do crescimento, o que significa mais empregos, oportunidades, estejam preparados para elas. Quem vai determinar o sucesso que terão, são vocês mesmos”. “Industria 4.0” foi o tema da palestra de abertura, o Eng. Fábio Martins Fernandes da Bosh Rexroth explicou do que se trata essa que pode ser chamada de Quarta Revolução Industrial, engloba algumas tecnologias para automação e troca de dados, utiliza conceitos de Sistemas ciberfísicos, Internet Computação em Nuvem etc. “Conectando tudo a todos, processamento de dados, armazenamento, cliente e fornecedor etc, com isso os custos serão reduzidos, as chances de erros serão cada vez menores e, consequentemente, o custo cairá, isso será exigido dos engenheiros, essa será a realidade daqui pra frente, já somos seres ciberfísicos”. Em seguida o Prof. Dr.

28

Leopoldo Uberto Ribeiro Junior, falou a respeito da Sustentabilidade para a Engenharia, destacando a importância de, além de pensar nos números, otimização de processos, ter a consciência da eficiência atrelada à sustentabilidade. Nos demais dias do evento, foram realizados os minicursos: Elementos Finitos, Introdução a Simulação de Sistemas – CREO, Introdução a Soldagem, Introdução ao Marlab, Introdução ao CNC, N12 e Software para instalações elétricas. Para o aluno Christian Machado declarou “gostei muito da semana acadêmica desse ano, especialmente da palestra Industria 4.0 e os minicursos, sem dúvidas acrescentou muito a nossa formação”. O coordenador do curso, Prof. Dr. Márcio de Oliveira agradeceu a presença de todos, em especial dos professores que apoiaram o evento. “A semana trouxe assuntos importantes, e especialistas em tecnologias recentes, em breve teremos muitas mudanças e os profissionais que formaremos precisam estar inteirados delas”.


Alunos do curso de Farmácia fazem visita técnica e experimentos no Laboratório de Análise Química da UNIFEI Os alunos do 6° período do curso de Farmácia, acompanhados pela professora Maria Luiza de Carvalho Noronha realizaram na quinta-feira, 28/09, uma visita técnica à UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá. A visita teve como objetivo conhecer o laboratório de Análise Química Instrumental do Instituto de Física e Química da UNIFEI e realizar análises de infravermelho dos materiais sintetizados no laboratório da instituição, pelos alunos do curso de Farmácia.

purificação dos materiais sintetizados em aulas práticas, pelos alunos do laboratório de Química do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, foram realizados com sucesso. Gostaríamos de agradecer ao professor Dr. Maurício Saraiva pela recepção e auxílio durante todo o processo, o qual contribuiu imensamente para o crescimento pessoal e profissional de nossos alunos.

A técnica de infravermelho estuda as interações da radiação com a matéria, sendo utilizada para a determinação de grupos funcionais de um dado material. Cada grupo absorve em frequência característica de radiação na região do infravermelho, assim, num gráfico de intensidade de radiação versus frequência, o espectro de infravermelho permite caracterizar os grupos funcionais de um padrão ou de um material desconhecido. Observou-se na análise que a síntese e

FEPI assume Farmácia da Santa Casa de Misericórdia de Itajubá Mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá – FEPI, o Centro Universitário de Itajubá é uma instituição sem fins lucrativos, logo, tem como objetivo prestar serviços para a comunidade e oferecer cursos de qualidade. Por essa razão, a FEPI assumiu a responsabilidade pelo recurso humano da Farmácia da Santa Casa de Misericórdia de Itajubá a partir do dia 01/09. E desde julho tem feito as contratações e treinamentos para assumir esta missão. Conforme contou a coordenadora do projeto e do curso de Farmácia, Profª Drª Amanda Moraes, foi uma iniciativa da FEPI oferecer esse serviço para a comunidade. “A FEPI como uma Instituição de Ensino

Superior séria, trabalha com o retorno para a sociedade prestando um serviço de qualidade. O curso de farmácia irá proporcionar este retorno através da Farmácia-Escola da Santa Casa de Misericórdia de Itajubá. A Farmácia Hospitalar visa proporcionar melhores cuidados à saúde do paciente”. A missão da Farmácia-Escola será de gerenciar tudo o que se refere ao medicamento, desde sua seleção até sua dispensação e, além disso, participar de comissões internas na Santa Casa, como Comissão de Fármaco e Terapêutica, Comissão de Infecção Hospitalar, etc.

29


Com a gerência da FEPI, a farmácia da Santa Casa continuará funcionando 24h como já funcionava e “agora ela contará com um farmacêutico durante 24h, o que não acontecia antes. Dessa forma, fica ainda mais garantido o serviço de qualidade da farmácia hospitalar” esclareceu a coordenadora. A equipe é composta por Professores farmacêuticos, farmacêuticos, auxiliares administrativos que desempenham atividades de auxiliares da farmácia, e estagiários do curso de farmácia. A coordenadora salientou que o desafio foi recebido com muito entusiasmo e expectativa por parte de todos e que são muitas tarefas para adequar uma farmácia já existente em uma farmácia modelo. “É uma tarefa que exige muita responsabilidade e comprometimento. Nossa expectativa é proporcionar um serviço de ótima qualidade para a Santa Casa de Misericórdia de Itajubá e para a comunidade de Itajubá e região, além de claro, proporcionar aos alunos do curso de Farmácia a oportunidade de aprimorar o conhecimento teórico. Nossos alunos irão conhecer a realidade profissional de uma farmácia hospitalar, observando a dinâmica de funcionamento, organização, atendimento ao público e fornecendo elementos que possam subsidiá-los em sua escolha profissional”.

30

Na visão da Reitora do Centro Universitário de Itajubá, Profª Cidélia Maria Barbosa Lima: “Esse é um passo significativo para os acadêmicos do curso de Farmácia, que poderão vivenciar uma das várias atuações do Farmacêutico, desenvolvendo competências necessárias para seu exercício profissional. Além do fato que a atividade demanda muita concentração e organização, qualidades essenciais para os profissionais de todas as áreas. Sem sombra de dúvida, a atuação do Centro Universitário de Itajubá na Farmácia da Santa Casa de Misericórdia de Itajubá será benéfica para ambas as instituições e suas comunidades” disse a Reitora. O presidente da FEPI e Vice-Reitor do Centro Universitário de Itajubá, Prof. Erwin Rolf Mádisson Júnior reiterou o compromisso da FEPI com a comunidade: “Nós, da FEPI, sentimos um orgulho genuíno quando podemos disponibilizar recursos humanos e financeiros em benefício da comunidade de Itajubá e região. Temos certeza que poderemos proporcionar para a Santa Casa e para todos que necessitam de atenção hospitalar em serviço digno e correto. Hoje com o curso de Fisioterapia e Farmácia atuando diretamente em benefício dos cidadãos estamos cumprindo nossa missão. Acreditamos que nossos alunos, professores e funcionários farão o possível para mostrar que, nós brasileiros somos muito melhores do que os que hoje nos envergonham no noticiário” concluiu.


Alunos formandos do curso de Farmácia participam de metodologias ativas de Ensino-Aprendizagem Entendendo que a dramatização pode ser utilizada como estratégia para vivência da profissão os alunos do Curso de Farmácia do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, alunos formandos do curso de Farmácia da FEPI participaram de aulas que utilizaram desse método. Em uma das aulas, os alunos vivenciaram situações profissionais do cotidiano, tendo, por meio de encenações teatrais, experimentado os dilemas ético e morais relacionados às áreas específicas da profissão, como por exemplo a Pesquisa e Desenvolvimento de Novos Produtos (P&D), a Dispensação e a Representação Farmacêutica.

O prof. Valdomiro Vagner, responsável pela disciplina, salienta a importância desse tipo de atividade para a formação profissional. "Nessa fase, é comum para os estudantes formandos ou em fase de escolha da profissão, se depararem com dúvidas acerca do que os espera. As atividades dinâmicas, como a dramatização e o contato entre eles podem aliviar essa pressão e tornar o processo menos árduo. Desafios sempre vão existir e deverão ser enfrentados. As atividades proporcionaram para todos nós uma oportunidade de diálogo sobre a profissão Farmacêutica." Disse o professor que agradeceu a FEPI e a coordenação do curso, pelo apoio.

Outra atividade objetivou a vivência da Gestão e o Marketing Farmacêutico. Assim, os alunos se organizaram em grupos. Cada grupo, orientado pelo professor Valdomiro Vagner de Souza, ficou responsável pelo planejamento, estruturação, viabilidade e logística relacionados ao objetivo: Divulgação da Profissão Farmacêutica e do curso de Farmácia da FEPI para estudantes secundaristas (especialmente em fase de pré-vestibular). Tal atividade, de forte caráter extensionista, também teve o objetivo de auxiliar estudantes da comunidade quanto a escolha da profissão. Ao mesmo tempo, possibilitou a esses alunos conhecer a FEPI e seus cursos de graduação.

31


Curso de Fisioterapia é conceito 4 no Enade MEC

Aline

Letícia

Bianca

Lucas

Cynthia

Taciana

Fernanda

Izabela

Talita

4

Alunos do curso de Fisioterapia apresentam trabalho em forma de vídeos e paródias Os alunos do 2º período de Fisioterapia arrasam com paródias referentes aos assuntos aprendidos em sala de aula. Muita criatividade, bom humor e capricho. Grandes talentos!!

Fisioterapia com café Alunos do curso de Fisioterapia puderam prestigiar a 2ª edição do Fisioterapia com Café. O professor Robson Massi falou sobre Biomecânica dos membros inferiores.

32


Profª Giuliana Capistrano do curso de Letras conquista grau de doutora com tese sobre divulgação científica

No dia 18/10 a Profª Giuliana Capistrano, do curso de Letras, defendeu a tese de doutorado intitulada “A divulgação científica no contexto organizacional para a democratização do saber e legitimação das unidades de pesquisa”. A pesquisa que conferiu à professora o grau de doutora foi desenvolvida na Universidade Metodista de São Paulo sob a orientação do Prof. Dr. Wilson Bueno da Costa, uma das maiores autoridades acadêmicas em pesquisas sobre comunicação no Brasil. O trabalho contribui para o arcabouço teórico sobre os estudos de divulgação da ciência e analisa ações que contribuem para o letramento científico da sociedade brasileira. O curso de Letras do Centro Universitário de Itajubá – FEPI parabeniza a professora Giuliana, desejando-lhe muito mais sucesso!

LEITURA, PRODUÇÃO E REVISÃO DE TEXTOS: TEORIA E PRÁTICA Público Alvo Graduados em qualquer área do conhecimento, interessados no estudo da Língua Portuguesa: uso, norma, leitura, produção e revisão de textos.

Carga Horária 360 horas

Investimento 24x de R$ 329,90

MATRÍCULAS ABERTAS MAIS INFORMAÇÕES Secretaria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão pos.diretoria@fepi.br (35) 3629-8434 (35) 9 8802-1341 fepicentrouniversitario www.fepi.br fepi_itajuba Av. Dr. Antônio Braga Filho, 687 Bairro Varginha - CEP: 37.501-002 Itajubá - MG


MEDICINA VETERINÁRIA

Alunos do curso de Medicina Veterinária publicam trabalho na Revista V&Z em Minas

A Revista V & Z em Minas - publicou no mês de novembro dois artigos de alunos do Centro Universitário de Itajubá – FEPI. Um deles é o da ex-aluna, médica veterinária Amanda Ribeiro de Souza Andrade, na área de Microbiologia a partir da Bovinocultura Leiteira; e o outro do aluno Igor Santos Freitas, do 8º período, na área de Clínica Médica Equina.

toda equipe envolvida no processo principalmente aos alunos que são e serão diferenciais no mercado de trabalho” finalizou.

O coordenador do curso de Medicina Veterinária, Prof. Leonardo José Rennó Siqueira destacou que a busca pelo conhecimento nunca é demais e por meio da pesquisa, a construção do conhecimento se faz de forma mais intensa e é um forte instrumento, o qual consolida a teoria na prática, encontra-se espaço para o novo, traz mudanças e melhorias. “Motivo de orgulho, fato que nos leva a perceber que estamos contribuindo com a literatura dessa ciência, que os alunos enxergam a importância de serem agentes pesquisadores e desenvolverem conhecimento” declarou o coordenador. E em nome do curso, o Prof. Leonardo agradeceu “Expresso minha gratidão e parabenizo à

Caique Ribeiro aluno do curso de Medicina Veterinária apresenta trabalhos no VII SINDIV em Salvador – BA O crescimento dos trabalhos de pesquisa realizados por alunos do Centro Universitário de Itajubá – FEPI tem sido comprovada inclusive, pela participação dos alunos em congressos, simpósios e conferências. No dia 15 e 17/11 o aluno do curso de Medicina Veterinária, Caique Ribeiro, apresentou quatro trabalhos no VII SINDIV - Simpósio Internacional de Diagnóstico por Imagem Veterinário, que ocorreu em Salvador – BA.

34

É a segunda vez que o acadêmico participa do evento. No ano passado foram apresentados quatro trabalhos no VI SINDIV que ocorreu em Florianópolis SC. Neste ano apresentou os trabalhos intitulados: - Aspectos Ultrassonográficos da Dioctofimose Renal Canina - Relato de Caso. - Síndrome do Cão Nadador Associada à Espinha Bífida em um Cão - Relato de Caso.


- Hiperostose Esquelética Idiopática Difusa Canina Relato de Caso. E também, um trabalho de pesquisa intitulado: Colangiografia Transcolecística Percutânea em Cães e Gatos. Cujos autores foram: Caique Augusto Ribeiro Gomes), Prof. MSc. Thiago Pires Anacleto, Prof. MSc. Lucas de Moura Sampaio e Profa. Dra. Ângela Akamatsu. Caique relatou que foi um enorme prazer poder participar mais uma vez deste evento que atualmente é considerado um dos maiores voltado ao diagnóstico por imagem veterinário no país, abrindo portas e facilitando contatos dentro da área. Que a oportunidade de apresentar trabalhos e ser questionado e reconhecido por profissionais renomados da área proporciona experiência e desenvolvimento pessoal, além de exibir o potencial de produção acadêmica e científica da instituição. Agradeço ao coordenador do curso Prof. Leonardo José Rennó Siqueira por todo o apoio, ao Prof. Lucas de Moura Sampaio pela confiança a mim depositada para a elaboração dos trabalhos e ao Prof. Thiago Pires Anacleto pelos anos de orientação assídua e ensinamentos, possibilitando a execução das pesquisas com qualidade”.

O coordenador do curso de Medicina Veterinária, Prof. Leonardo José Rennó Siqueira, salientou: “O aluno Caique já é um diferencial e tem um futuro brilhante pela frente, dedicado e pró ativo. É uma honra ter um aluno nosso participando do SINDIV com quatro trabalhos apresentados, ou seja, um pesquisador que agrega na literatura. Eventos como esse são muito importantes para ter contato com a Medicina Veterinária a nível mundial; além disso, é possível estabelecer relações com profissionais renomados, adquirir muito conhecimento e ainda é uma excelente forma de enriquecer o currículo. Ao Caique, meus parabéns, desejo todo o sucesso e fico sempre à disposição, agradeço todos os envolvidos nesse processo” concluiu o coordenador.

Hospital Veterinário completa 9 anos Os professores e funcionários do Hospital Escola de Medicina Veterinária, também conhecido como Hospital Veterinário da Fepi, comemoraram 9 anos de sua inauguração. "Parabéns a todos os professores, funcionários, alunos, a reitoria e demais colaboradores pelos anos de dedicação ao nosso espaço acadêmico. São 9 anos de muito aprendizado e constantes melhorias, comentaram os professores Leonardo José Rennó Siqueira e Rodolfo Malagó."

35


Curso de Medicina Veterinária realiza 12ª edição da SEMEV Com profissionais que são referências em suas áreas de atuação a SEMEV – Semana do Curso de Medicina Veterinária desse ano expos, dos dias 04 a 06 de setembro, diferentes possibilidades de atuação, proporcionou importantes reflexões e a possibilidade de conhecer e aprimorar técnicas. Foram três dias intensos, com palestras no período da manhã e ao todo, seis minicursos a tarde. Sendo que a palestra de abertura foi ministrada pelo Prof. Dr. Francisco Palma Rennó que falou a respeito de aditivos na alimentação de vacas leiteiras. Expondo o que de novo tem sido pesquisado, tal como óleos funcionais substituindo a monensina, substância mais utilizada atualmente, porém, proibida em alguns países. Ele explicou a necessidade de haver muito critério na manipulação desses aditivos, conhecendo os efeitos de cada componente para então, alcançar a eficiência desejada. Na palestra “Diagnóstico diferencial de prurido em cães” com o Médico Veterinário Ricardo Valente Passanezi alertou sobre a importância de atentar aos sinais que o animal apresenta e realizar exames complementares para tratamentos mais pontuais, mostrando exemplos desses exames clínicos, as raças com maior incidência do problema e os tratamentos adequados. Novas possibilidades de mercado foram apresentadas como na palestra “Atuação do Médico Veterinário em biotério” com a Medica Veterinária Erika Fruhvald que justificou a necessidade da atuação do profissional para controle sanitário, manejo correto e, principalmente, evitar o sofrimento dos animais. Posteriormente, na palestra “Princípios da odontologia equina” com o Médico Veterinário Álvaro Paiva, foram relatados estudos de casos que mostraram a importância de priorizar a saúde bucal dos animais e intervir ao diagnosticar problemas.

36

No último dia do evento Bruno de Carvalho Silva contou sobre sua experiência na palestra: “Atuação do Médico Veterinário gestor em bovinocultura”. Ele dividiu com os alunos os bons resultados que tem obtido, destacando as características de um bom gestor e os ganhos ao implementar um modelo de gestão que encare a fazenda como uma empresa. Em seguida o Prof. Dr. Délcio Bueno da Silva, falou sobre “os reflexos do leite a2 na cadeia do leite”, explicando sobre como se dá a intolerância a lactose, o que não ocorre na ingestão de leite a2, que promete ser uma tendência forte no mercado. E por fim, o Médico Veterinário Paulo Abílio Varella Lisboa falou sobre como se dá o colapso de traqueia, como diagnosticar, tratar e quando se deve usar prótese extraluminal. Por meio de vídeos e radiografias, ele mostrou como é feito todo o procedimento e sua eficácia. Para o aluno Caique Ribeiro a Semana Acadêmica do Curso de Medicina Veterinária se destaca pela eficiência em proporcionar conhecimento de qualidade e principalmente em integrar os alunos de diferentes períodos. “A inclusão das ligas acadêmicas do curso de Medicina Veterinária na comissão organizadora da SEMEV resultou em uma significativa


contribuição para a diversificação dos temas abordados nas palestras, tornando o evento mais atrativo para os alunos, que apresentam interesses individuais em áreas distintas da Medicina Veterinária” disse o aluno que destacou também, que os minicursos apresentados ofereceram uma oportunidade única para obtenção de conhecimento prático. “As ligas acadêmicas e a coordenação do curso merecem todo o reconhecimento pelo excelente trabalho que vem sendo demonstrado pelo aumento da qualidade do evento a cada edição”.

espaço para aprenderem assuntos importantes em um outro cenário e tem espaço para colocar em prática ensinamentos mais específicos, como por exemplo, nos minicursos que as Ligas Acadêmicas ofereceram, em que os alunos puderam ter mais contato com prática. Enfim, é um evento muito rico em conhecimento.

O coordenador do Curso, Prof. Leonardo José Rennó Siqueira destacou que o envolvimento dos alunos é o que faz valer a pena. É um evento muito engrandecedor e que trabalha diretamente com a parte motivacional dos alunos, em que eles tem espaço para sanarem suas dúvidas com especialistas das áreas, tem

LACME promove a palestra “Principais enfermidades em Asininos e Muares Auditório lotado na Palestra sobre “Principais enfermidades em Asininos e Muares” promovida pela LACME - Liga Acadêmica de Clínica Médica Equina no dia 29/08. Ministrada pela Profª Mariana Herman, a palestra contextualizou os presentes sobre as principais diferenças entre asininos e muares, seu comportamento, suas principais características tais como: grande resistência, grande capacidade de conversão alimentar e de hidratação; demonstração de dor diferente dos cavalos, geralmente não demonstram claramente etc. Ela esclareceu ainda, que esse é um mercado em ascensão, logo, de muitas possibilidades tendo em vista que há poucos estudos voltados a esses animais. E falou das principais enfermidades, suas causas, tratamentos e o manejo adequado.

família, serem parecidos tem comportamentos muito distintos, a suscetibilidade a doenças é diferente também. Nos surpreendemos com o grande público, esse mercado está em ascensão, então há mais pessoas interessadas e isso é muito bom”. 4º período Lucymary Santana Lima. Na visão do coordenador do curso, Prof. Leonardo Renó, essa parte de Asininos e Muares é uma área de bastante curiosidade por parte dos alunos sendo um diferencial neste evento, foi uma palestra bastante didática e esclarecedora. O curso de Medicina Veterinária é bastante amplo, é fundamental prepararmos nossos alunos para os mais diferentes cenários que irão enfrentar no mercado de trabalho.

“Como mulas e muares são equídeos, precisamos estudá-los para saber as principais diferenças e então, poder prestar um atendimento de qualidade. Apesar de fazerem parte de uma mesma

37


Relato inédito de doença rara feito por aluno e professores do curso de Medicina Veterinária é publicado em revista científica O primeiro relato de caso da literatura nacional da rara doença de cães: Hiperostose Esquelética Idiopática Difusa Canina (Doença de Forestier), que até então não havia sido diagnosticada e relatada em cães no brasil foi publicado na revista Clínica Veterinária. O trabalho realizado pelos Professores Ângela Akamatsu, Lucas de Moura Sampaio, Thiago Pires Anacleto, Luan Gavião Prado e o aluno do 8º período Caique Augusto Ribeiro Gomes do 8º Período do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, Presidente da Liga Acadêmica em Clínica Médica Equina - LACME e membro da Liga Acadêmica em Clínica Médica e Cirúrgica de Cães e Gatos. Caique explicou que o trabalho publicado é muito relevante dentro da Medicina Veterinária pois relata e descreve o primeiro caso da doença no Brasil, contribuindo para a obtenção do diagnóstico de possíveis futuros casos dessa enfermidade na rotina clínica veterinária nacional. Segundo o aluno, o diagnóstico da doença foi obtido por meio de radiografia convencional, sendo a avaliação das imagens e o estabelecimento do diagnóstico discutidos entre ele e os professores Lucas de Moura Sampaio e Thiago Pires Anacleto. O artigo intitulado "Hiperostose Esquelética Idiopática Difusa Canina - Relato de Caso" foi publicado na edição nº 130 de setembro/outubro de 2017 da revista Clínica Veterinária que saiu na última semana. A revista possui versão digital e impressa, sendo acessível na íntegra apenas para assinantes, porém, o resumo do trabalho pode ser acessado através do link: http://www.revistaclinicaveterinaria.com.br/edicao/2017 /setembro-outubro.html “O sentimento de satisfação é imenso, principalmente por poder contribuir com novas informações para a classe médica veterinária, sobretudo

38

na área de diagnóstico por imagem que tanto me fascina. Agradeço ao Prof. Lucas de Moura Sampaio por proporcionar a oportunidade dessa publicação e transmitir conhecimento com prazer e paciência, e ao Prof. Thiago Pires Anacleto pela orientação assídua, ensinamentos inigualáveis e incentivos a trilhar o caminho do diagnóstico por imagem” disse Caique. Para o coordenador do Curso de Medicina Veterinária, Leonardo José Rennó Siqueira, presenciar o desenvolvimento do aluno e o comprometimento com pesquisas acadêmicas é muito satisfatório, ele relata que o aluno tem realmente um potencial enorme e se destaca no que diz respeito à dedicação, esforço e responsabilidade. “É um orgulho termos um aluno como o Caique, sabemos que está plantando um futuro brilhante! Que ele continue assim e que no que depender de nós daremos todo o apoio necessário” concluiu.


Tratamento da dor é tema de palestra do ciclo sobre Cuidados Paliativos em Medicina Veterinária Sabemos identificar quando estão felizes, bravos, com medo, porém, nem sempre são nítidas as expressões de dor dos animais, o que não significa que são imunes a ela como se acreditava antigamente. Levando em conta isso, o curso de Medicina Veterinária, por meio da Liga Acadêmica em Clínica Médica e Cirúrgica de Cães e Gatos promoveu a palestra intitulada “Controle da dor em pacientes na terapia oncológica” no dia 21/08, ministrada pelo Prof. Dr. Tarso Felipe Teixeira. “Reconhecer a dor é algo subjetivo pois nossos pacientes não falam, precisamos ter a sensibilidade e conhecimento para identifica-las” disse Prof. Tarso discorrendo sobre definições de dor e os tipos de dor: visceral, fisiológica, dor aguda, neuropática etc.

Para a aluna Verônica Ferreira, é fundamental esse tipo de abordagem pelo curso. “É muito válido trazer para discussão temas como esse, levar em conta o bemestar do animal no tratamento é muito importante, afinal, essa é nossa função, não apenas realizar procedimentos, mas procurar faze-los da melhor forma possível”. O coordenador do curso, prof. Leonardo José Rennó Siqueira salientou que atualmente os animais, principalmente os de estimação, tomaram um lugar bastante expressivo na vida das pessoas. Com isso, a responsabilidade dos Médicos Veterinários só aumentou, portanto é preciso que tenhamos a sensibilidade e a preocupação em dar qualidade de vida para esses animais.

Prof. Tarso trouxe aos professores, alunos, exalunos e profissionais, relatos de casos reais e as intervenções necessárias, várias delas realizadas com sucesso, aumentando a expectativa e qualidade de vida dos pacientes. Esclareceu mitos relacionados a medicamentos relacionados ao controle da dor, tratamentos alternativos, apresentando algumas novidades do mercado, citando também, o que já é usado com sucesso em alguns casos, além de orientar quanto às dosagens.

Compreendendo o tutor do animal doente é tema de palestra do ciclo – Cuidados Paliativos Ninguém gosta de perder e dificilmente estará de fato preparado para isso. Levando em conta o considerável aumento do número de animais e o lugar que têm ocupado na vida das pessoas, sendo considerados como parte da família, faz-se necessário preparar o tutor e o próprio médico veterinário, para o momento da morte desses animais, seja por causas naturais ou devido a alguma doença.

Entendendo que a despedida de um animal de estimação é um momento difícil, o curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário de Itajubá – MG inaugurou esse ano o 1º Ciclo de Palestras sobre Cuidados Paliativos que traz, uma vez por mês, palestras sobre o tema.

39


No dia 08/08 o Médico Veterinário Alexandre Bastos Baptista falou sobre como compreender melhor o tutor do animal doente e os reflexos no consultório veterinário. Ele citou casos reais que presenciou ao longo de sua carreira, exemplos práticos sobre como dar más notícias, falou das habilidades necessárias em momentos delicados: explicar com clareza um mal prognóstico, procurar entender o cliente, a importância de dar alternativas para o tutor sendo honesto e claro. “Ser um bom ouvinte auxiliando o cliente na tomada de decisões, muitas vezes seremos a voz do animal, mas essa voz não é de juiz, é de empatia” falou Alexandre. Outro ponto bastante discutido na palestra foram: Fadiga por compaixão e Burnout que são o esgotamento devido ao outro e ao sofrimento do outro, respectivamente, males comuns entre os profissionais de saúde, sobretudo Médicos Veterinários. Alexandre frisou a importância de cuidar de si, resgatando hobbies, impondo limites e alertou que, quando a profissão pesar, o prudente é dividir, compartilhar e pedir ajuda “o compartilhamento da dor minimiza o sofrimento” disse o médico veterinário. Ao longo de toda a palestra foi possível ter uma ideia melhor da complexidade da relação das pessoas com os animais e da importância do profissional. “É uma relação que merece um cuidado muito grande, identifique os medos, ouça, coloque-se no lugar do outro” concluiu o Médico Veterinário.

40

Na visão da aluna Letícia Ramos Domingues Pinto aluna do 6º período, a palestra foi excelente: “Os temas abordados fazem parte da nossa rotina no estágio, e uma das dificuldades do profissional é lidar com pessoas, o que é imprescindível por acabamos lidando com pessoas e animais quase na mesma proporção”. Para o Prof. Rodolfo Malagó, é fundamental trazermos profissionais de fora que tem atuado mais rotineiramente nessa questão de cuidados paliativos na prática profissional. “É muito significativo que os alunos criem essa cultura e o hábito de encarar essa realidade e poder aplicar esse conhecimento prévio. Aprender com a rotina profissional é mais difícil então, proporcionar isso na graduação, enriquece a formação profissional e pessoal dos alunos” concluiu. O Coordenador do Curso, Prof. Leonardo José Rennó Siqueira, acrescentou: “No decorrer da graduação os alunos têm contato com os mais diversos conteúdos técnicos e os casos clínicos vão se tornando parte do cotidiano deles. E por mais natural que seja para nós Médicos Veterinários cuidarmos de uma enfermidade ou outra dos animais, para os tutores dos animais isso pode ser muito doloroso, portanto é necessário que saibamos lidar com o sentimento dessas pessoas e poder agregar isso a formação dos alunos é importantíssimo”.


Alunos de Medicina Veterinária fazem visita técnica à COOPERITA Os alunos do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário de Itajubá - FEPI, acompanhados pelo Professor Aécio Silveira Raymundy visitaram, no dia 17/10, as instalações da COOPERITA na cidade de Santa Rita do Sapucaí - MG.

Com a visita técnica, os alunos da disciplina de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal do Curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário de Itajubá - FEPI, vivenciaram o dia a dia de uma indústria de produtos de origem animal, observando e colocando em prática a teoria estudada na matéria sobre produção de leite e seus derivados.

Alunos do curso de Medicina Veterinária participam de projeto de Integração Acadêmica Os alunos de Medicina Veterinária participaram da Oficina para a construção de um relato de experiência durante o Projeto Atividades de Integração Acadêmica. Na ocasião, os alunos assistiram a palestra proferida pela professora Magda Rochael com o tema Interdisciplinaridade e puderam participar coletivamente da atividade em grupo com uso de metodologia ativa de aprendizagem.

41


PEDAGOGIA

Jornada Universitária de Pedagogia – JUPED aborda os desafios do Ensino

Importantes reflexões sobre o universo do ensino e aprendizagem foram realizadas na Jornada Universitária de Pedagogia – JUPED que aconteceu dos dias 02 a 04/10 e reuniu alunos, ex-alunos e professores do curso de Pedagogia do Centro Universitário de Itajubá - FEPI. O comprometimento dos alunos, que lotaram o Auditório Antônio de Oliveira Rosa, foi citado pela Reitora da FEPI em seu pronunciamento na abertura do evento: “É sempre um enorme prazer estar com vocês, agradeço o comprometimento de sempre em todas as ações do Centro Universitário, tudo isso é refletido nas boas avaliações do curso. Agradeço o carinho com o curso e com a instituição, vocês só têm a ganhar, estão agregando valor a formação de vocês” disse a Reitora que os encorajou: “Permaneçam assim principalmente porque serão licenciados, o que traz uma responsabilidade grande pois irão formar outros profissionais”. A palestra de abertura foi ministrada pela Profª. Gizelda Raymunda da Silva Oliveira e teve como tema: “Educar para quê”. A partir de sua vasta experiência na área, ela falou das diversas fases do aprendizado e como superou os desafios. “Expus minhas dificuldades, me coloquei numa posição que deixava claro aos alunos meu interesse em cooperar. Muitas vezes a falta de acolhimento em casa acarreta em um comportamento violento e indisciplinado na escola, precisamos acolher para conseguir, de alguma forma, intervir, educar humanizando” disse a professora que frisou a importância de disponibilizar-se a aprender sempre. No segundo dia, vivenciamos o que Paulo Freire disse, ressaltou a Prof. Ana Carolina: “Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção”. Assim, num espaço de construção coletiva do conhecimento, de confronto e troca de experiências,

42

foram realizadas as oficinas pedagógicas, em que ministrei o minicurso: Dobradura: a magia do papel; Histórias em quadrinhos como recurso para produção textual, com a Profª Elizabeth da Silva; Leitura de propaganda impressa na sala de aula, com a Profª Alba Caldas; Estética na educação, com Profª Marina Fernandes e Jogos para intervenção psicopedagógica, com a Profª Rosana Mohallem”. "A JUPED sempre nos traz algo positivo satisfatório. Em meu segundo ano tive a oportunidade de participar de oficinas e palestras com excelentes profissionais que nos trazem novos aprendizados e grande motivação." Disse o aluno Thiago Marques Dias, do 4º período. A Pró-Reitora Acadêmica do Centro Universitário e Professora do curso de Pedagogia Profa. Magda Cristina Nascimento Rochael complementou: "As demandas atuais da educação merecem discussões específicas, com o objetivo de fortalecer o processo ensino aprendizagem. É por isso que realizamos a semana do curso, evento que auxilia na formação dos alunos".


Alunos do curso de Psicologia conhecem o Museu da Loucura No dia 29 de junho, os alunos do Curso de Psicologia acompanhados pela professora Camila nogueira de Sá Boaventura estiveram no Museu da Loucura em Barbacena - MG. O Museu da Loucura tem como objetivo mostrar a história do Hospital Colônia de Barbacena, uma casa psiquiátrica criada no ano de 1922 para acolher pacientes com transtornos mentais. Com o passar do tempo o manicômio sofreu com a superlotação e a segregação da sociedade, pois tornou-se um depósito de pessoas excluídas e muitos não tinham qualquer problema mental.

movimento que criou o fim gradual dos manicômios e que deu origem ao Dia Nacional de Luta Antianicomial (18 de maio). O Curso de Psicologia agradece a professora Camila Nogueira de Sá Boaventura por proporcionar aos alunos essa rica experiência.

A viagem ao Museu da Loucura foi muito importante para os alunos do Curso de Psicologia que puderam conhecer de perto toda a origem da história do

Regina Daniele Torres ex-aluna do curso de Psicologia conclui mestrado em Educação No dia 07 de julho a ex-aluna do curso de Psicologia Regina Daniele Ribeiro Torres finalizou seu mestrado em educação, defendendo a dissertação intitulada: “Relação entre os níveis de ansiedade e o desempenho escolar em alunos do ensino fundamental” na UNIVAS - Universidade do Vale do Sapucaí. Sua banca foi composta pela coordenadora do curso de Psicologia do Centro Universitário de Itajubá FEPI, Profª. Dra. Rosana Maria Mohallem Martins, por sua orientadora Profa. Dra. Sandra Maria Sales de Oliveira, que já ministrou aula na FEPI, e pela Profa. Dra Neide Pena Cária – docente na UNIVAS. Além da banca, estiveram presentes a professora Jasiele Aparecida Oliveira Silva, também professora da FEPI.

Ao longo de sua vivência profissional Regina Daniele tem acumulado uma rica experiência, trabalhou na Saúde Mental em Brasópolis/MG, na APAE – Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais, de Sapucaí Mirim/MG e, atualmente integra a equipe da Secretaria de Educação de Brasópolis/MG, além de ministrar aulas em um curso técnico de Paraisópolis – MG. O curso de Psicologia parabeniza a ex-aluna pelas conquistas em sua carreira.

43


Professora Jasiele Silva representou a FEPI no Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia em Portugal A Professora Jasiele Aparecida de Oliveira Silva representou o Centro Universitário de Itajubá - FEPI no XIV Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia nos dias 06, 07 e 08 de setembro de 2017 na Universidade do Minho em Braga, Portugal, apresentando o trabalho: “Variáveis socioemocionais no desempenho acadêmico e chance de evasão”.

Curso de Psicologia da FEPI desenvolve projeto de apoio a homens agressores em parceria com TJMG Além de cuidar da mulher que sofre uma agressão, é fundamental buscar formas de combater esse crime, cuidando e tratando também, do agressor; é isso que visa o Projeto Conviver, promovido por meio de uma parceria entre o Curso de Psicologia do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Ministério Público do Estado de Minas Gerais, Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais, Superintendência Regional de Ensino de Itajubá, CREAS - Centro de Referência Especializado de Assistência Social de Itajubá e CAPS Ad - Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e drogas. O projeto que teve início no começo desse ano, objetiva trazer novas formas de lidar com casos de violência contra a mulher em Itajubá e no Sul de Minas, criando e aplicando políticas públicas dentro da perspectiva de que a real mudança nesse contexto não é possível quando se trabalha exclusivamente com a vítima. Assim, são realizados trabalhos com os homens autores de violência contra as mulheres; encaminhandoos a grupos de caráter socioeducativos, conduzidos por estagiários do curso de Psicologia do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, com a supervisão da Coordenadora da Clínica-Escola e de Estágios, Profª. Ma. Regina Célia Teixeira.

44

O trabalho estimula a participação desses homens no processo de responsabilização de suas atitudes e na compreensão de fatores históricos e culturais que contribuem para a sua atuação violenta. A Profª Regina explicou que são trabalhados dois grupos por ano; as reuniões semanais têm duração de 01h30 e são conduzidas por três estagiários do 5º e 6º período do Curso de Psicologia, sob sua supervisão. “É um grupo de reflexão que é realizado por meio de oficinas temáticas que proporciona aos participantes um contexto propício para que cada um possa adquirir uma postura reflexiva em relação ao seu cotidiano, rever suas atitudes, sobretudo em relação a violência doméstica e familiar, além de possibilitar o fortalecimento na rede pessoal e social”. Os temas trabalhados são: “O que significa ser homem, relacionamentos interpessoais, papel da comunicação e a solução de conflitos, agressividade X assertividade X não assertivo, violência (física, psicológica, sexual, moral, verbal e patrimonial), papeis familiares e sociais, repensando a violência e, como conclusão, o feedback. Ao final de cada ciclo é enviado ao juiz responsável, um relatório individual com parecer psicológico e a frequência dos participantes.


“Os alunos demonstram motivação e interesse na aprendizagem do conhecimento científico da Psicologia e atividades desenvolvidas junto à comunidade, bem como o desenvolvimento da relação entre compromisso social e exercício profissional. Eles começaram aprender a discernir o pessoal (julgamentos e raiva dos agressores), com o profissional (o ser humano que precisa de ajuda)” salientou a Profª. Regina Célia. Os resultados do projeto têm sido muito positivos conforme relatou a Psicóloga Judicial, Marize Bustamante Monti: “Dos agressores reincidentes encaminhados e que cumpriram o ciclo de palestras, até a presente data não tivemos notícias de novos atos de agressão contra a mulher”. Ela relatou ainda “Em um caso a assistida, vítima, compareceu e informou que não mais precisaria das medidas, a não ser a obrigação do agressor participar das palestras, já que após seu início no projeto conviver a melhora se mostrou bastante significativa, a ponto de acreditar não serem mais necessárias as proibições de aproximação e contato”. Os maiores desafios, segundo Marize, são: “Desconstruir estereótipos que há anos vem sendo passados de geração em geração e que associam a masculinidade a um modo de ser guerreiro, violento, controlador. Pois estes estereótipos criam uma conivência para perpetuação de comportamentos agressivos e à minimização desses atos como algo negativo. Como se ao homem fosse permitido ser agressivo”. A respeito dos frutos que o projeto tem gerado a psicóloga judicial, salientou: “É satisfatório vislumbrar a possibilidade de uma reconstrução familiar, uma vez que quando não há o uso de drogas e álcool, a grande parte destes agressores são bons pais, honestos e trabalhadores e que mantêm bom relacionamento com suas famílias de origem, apesar da violência que estão cometendo”.

proporcionando além do desafio, a possibilidade de vivenciar nossa escolha profissional e aprender muito mais”. “O grupo Conviver foi de grande experiência e agregou muito conhecimento. A insegurança e o medo se fizeram presentes no início, porém ao me deparar com minhas capacidades, conhecimentos sobre o assunto acredito ter chegado ao objetivo dentro do grupo que foi de poder ajudar os participantes de alguma forma a repensarem seus atos e serem pessoas melhores dentro de suas casas e também permitiu para que eu soubesse a forma de atuar profissionalmente discutindo assuntos de reflexão com os participantes”, disse Cristina Oliveira Ventura. No primeiro semestre foram encaminhados 08 participantes somente 04 concluíram. No segundo semestre foram encaminhados 07 homens e 05 concluíram. “Este é mais um projeto de estágio do Curso de Psicologia que busca articular a teoria e a prática, contribuindo para a formação de nossos alunos, e, além disso atende a demanda da comunidade” complementou a coordenadora do curso de psicologia da FEPI, Profa. Drª. Rosana Maria Mohallem Martins. A elaboração do Projeto foi realizada pelo Setor de Estudos Técnicos do TJMG – Comarca de Itajubá, integram a equipe, a Psicóloga Judicial, Marize Bustamante Monti; a Assistente Social Judicial, Mayla Martins Costa e a Assistente Social Judicial, Raquel Cardins Girão.

Na visão da aluna Julia Saia Fernandes a vivência no Projeto conviver tem sido muito válida: “Para mim, a experiência nesse estágio é uma oportunidade única e desafiadora. Nossos erros, acertos, dúvidas, angústias, expectativas se materializam na prática,

45


Curso de Psicologia realiza primeiro encontro do GEPSI – Grupo de Estudos sobre a Teoria Psicanalítica No dia 15/09 foi realizado o primeiro encontro do GEPSI – Grupo de Estudos sobre a Teoria Psicanalítica, do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, organizado pelos alunos do 8º. período, Adriano Ruan, Guilherme Resende e Sandra Miyazima com a orientação da Professora Camila Nogueira. O tema discutido foi o tratamento psíquico/anímico, conteúdo de um texto do volume VII das obras de Freud. Estiveram presentes alunos de todos os períodos. Os organizadores apresentaram e discutiram o tema, tendo como contribuição da professora Camila Nogueira com esclarecimentos e exemplos de casos clínicos.

Professora Kamila Vilela representa a FEPI no XII Congresso Brasileiro de Orientação Profissional e de Carreira A professora do Curso de Psicologia Kamila Costanti Vilela esteve nos dias 19, 20 21 e 22 de setembro em Campinas representando a FEPI no XIII Congresso Brasileiro de Orientação Profissional e de Carreira (Congresso da ABOP). Kamila participou na Mesa Redonda: LIDERANÇA E ATITUDE APLICADAS À PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL coordenada pela profa Dra. Ana Paula Porto Noronha. O título do seu trabalho foi Construção e Validação da Escala de Atitude em Relação ao Trabalho (EAT).

46


Semana do curso de Sistemas de Informação

SI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - FEPI -

A Semana Acadêmica do Curso de Sistemas de Informação do Centro Universitário de Itajubá – FEPI é um evento pensado e organizado para que estudantes do curso e ex-alunos tenham acesso a palestras e minicursos que agreguem conhecimentos relacionados às suas áreas de atuação, além de possibilitar que estreitem relacionamentos profissionais com professores e palestrantes.

O aluno do curso, Pedro Brito mencionou que “a semana do curso sempre traz temas atuais, esse ano trouxe uma excelente palestra sobre inteligência artificial que explicou melhor o conceito e deixou bem claro como ela realmente funciona, além disso ofereceu minicursos com temas que complementam as disciplinas ministradas em salas de aula e que nos proporciona um diferencial no mercado de trabalho”.

A edição desse ano contou com os temas: Tendências Tecnológicas e Inteligência Artificial, Empreendedorismo Digital abordados nas palestras que aconteceram no primeiro dia (27/09). E os minicursos: Conceitos básicos de Processamento de imagens Digitais em Object Pascal, Desenvolvimento de Jogos com API Allegro, Introdução a C# e Spring Boot foram realizados nos dias 28 e 29/09. As palestras aconteceram no Auditório Antônio de Oliveira Rosa e os minicursos nos laboratórios de Tecnologia da Informação.

Para o coordenador do curso Prof. Dr. Marcio de Oliveira a semana acadêmica desse ano trouxe aos alunos temas que enriqueceram o conhecimento deles. ”A inteligência artificial é um tema que está sendo explorado e pesquisado pelas empresas implementarem em suas soluções para clientes aumentando a competitividade dos produtos. Isto exige do profissional domínio destas áreas e consequentemente surgem melhores oportunidades” concluiu o coordenador.

Marcelo Honório do curso de Sistemas integra equipe vencedora de Hackathon A equipe que ganhou em 1° lugar o Hackathon do aplicativo "Tá de Pé?", promovido pelo Google.org, Pandô Apps e Transparência Brasil, teve como um de seus integrantes, Marcelo Honório, aluno do 6º período do curso de Sistemas de Informação do Centro Universitário de Itajubá - FEPI.

47


Alunos recém-formados aqui na FEPI desenvolvem sistema online para procura de empregos em cidades do Sul de Minas A proposta Felipe Aparecido de Lima e Rodrigo Antônio Mendes Melo alunos recém-formados no curso de Sistemas de Informação do Centro Universitário de Itajubá – FEPI é facilitar a procura de empregos especificamente em cidades do Sul de Minas, centralizar os currículos em uma única plataforma na web. O projeto está em fase de testes e tem o início programado para 2018.

uma das cidades ao redor de Itajubá, que é o polo universitário daquela microrregião, fortalecendo a economia nas pequenas cidades.

O projeto teve início em 2015, mas no começo do ano passado que a ideia foi colocada em prática. De acordo com Felipe, a ideia é lançar o sistema em cada

PÓS-GRADUAÇÃO

DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR LICENCIADOS E BACHARÉIS DE TODAS AS ÁREAS DE CONHECIMENTO Aulas quinzenais aos sábados Carga horária de 360 horas

24x de R$ 329,90 MATRÍCULAS ABERTAS MAIS INFORMAÇÕES: Secretaria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão | pos.diretoria@fepi.br fepicentrouniversitario www.fepi.br (35) 3629-8434 (35) 9 8802-1341 Av. Dr. Antônio Braga Filho, 687 - Bairro Varginha - CEP: 37.501-002 - Itajubá - MG

fepi_itajuba


ESTÉTICA

Alunas de Estética fazem treinamento sobre disfunções capilares

BELEZA

SAÚDE

Foi realizado no dia 25 de Novembro o curso de “Tratamentos Estéticos nas Disfunções Capilares” oferecido pelo curso de Estética e Cosmética da FEPI. O curso contou com a participação das alunas do 6º período do curso, e ministrado pela Profª. Débora Parreiras, biomédica pela Metrocamp de Campinas.

Público Alvo Prossionais de Engenharia, Arquitetura, Agronomia ou Geologia, bem como outras áreas vinculadas ao sistema CREA - CONFEA

Investimento 24x R$489,90

Carga Horária 608 horas

INFORMAÇÕES: Secretaria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão (35) 3629-8434

(35) 9 8802-1348

posgraduacaoenafepi.fepi

www.fepi.br

fepi_itajuba

Av. Dr. Antônio Braga Filho, 687 - Bairro Varginha - CEP: 37.501-002 - Itajubá - MG

49


O V I T E O L V E I S T E O L S E S S E O C O S PPRROCES DDEE VERÃO 8 I P 1 E F 0 a ç 2 a F #

O Ã R E V Ciências Biológicas Educação Física Engenharia Civil Engenharia de Produção Engenharia Elétrica Engenharia Mecânica Farmácia Fisioterapia Letras Pedagogia Psicologia Sistemas de Informação Tecnologia em Estética e Cosmética

Acesse www.fepi.br e faça sua inscrição Inscrições até 17/01/2018 Prova: 20/01/2018 - 09h (35) 3629-8400

(35) 9 8862-1006

fepicentrouniversitario

fepi_itajuba

vestibular@fepi.br


Presidente da FEPI participa do 19ª Fórum Nacional do Ensino Superior Particular – FNESP Diretores e afiliadas da AFEESMIG - Associação das Fundações Educacionais de Ensino Superior do Estado de Minas Gerais participaram no dia 28/09, da 19ª edição do Fórum Nacional do Ensino Superior Particular - FNESP, realizado em São Paulo. O debate proposto no 19º FNESP Sistema de Ensino Superior: como inspirar um ambiente criativo, que transforme as instituições de ensino superior (IES), teve como objetivo nortear caminhos para a construção de um sistema de educação que inspire a cultura da inovação e transforme as IES em organizações predispostas ao aprendizado institucional e a cooperação nacional e internacional.

Júnior declarou: “O FNESP é com certeza o maior encontro de lideranças do ensino superior particular do nosso país. Além da riqueza de conhecimentos trazidas pelos palestrantes o networking é vital para preparar nossas instituições para os desafios do futuro. E esses desafios cada vez mais exigem profissionais administrando instituições de ensino”.

A respeito do fórum, o Presidente da AFEESMIG, Presidente da Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá - FEPI e Vice-reitor do Centro Universitário de Itajubá: Professor Erwin Rolf Mádisson

Projeto “Medida Certa – FEPI” incentiva colaboradores a terem mais qualidade de vida A primeira edição do Projeto Medida Certa – FEPI foi concluída e no dia 16/11, cerca de 30 funcionários da instituição receberam os relatórios com os resultados das avaliações realizadas durante o projeto. O Projeto Medida Certa, nasceu da preocupação da Reitoria com a saúde dos seus funcionários. Segundo dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS) mais da metade da população brasileira está com sobrepeso e a obesidade já atinge a 20% das pessoas adultas.

Ciente da seriedade do assunto o curso de Educação Física da FEPI implantou desde 2016, o Projeto Medida Certa, que objetiva melhorias na qualidade de vida. A ideia desse projeto é que todos os funcionários da FEPI que queiram participar de um programa regular de exercícios físicos possam desfrutar dos benefícios relacionados a eles, sendo uma delas, a perda de peso. Os integrantes do projeto foram avaliados por 12 semanas e os resultados mostraram que tanto o exercício aeróbio quanto a musculação são eficientes, na melhoria do quadro global da saúde.

51


Para o Prof. Ronaldo Baganha os resultados foram positivos, pois o primeiro grande desafio da Educação Física é convencer as pessoas de que a atividade sedentária e a inatividade física são condições indesejáveis e incompatíveis a saúde. Segundo o Prof. Ronaldo Baganha, o projeto “Medida Certa” da FEPI, abstraiu os voluntários da condição de inatividade física, favorecendo a qualidade de vida e a saúde. Por fim, o Prof. Ronaldo Baganha destacou que “exercitar é levar o corpo em direção ao possível sonho de viver bem”. A Reitora, Profª. Cidélia Maria Barbosa Lima, parabenizou os participantes e os professores pelo empenho no projeto frisando que “é muito importante sair da zona de conforto, e que a meta agora, é estender o projeto aos professores e continuar promovendo mais saúde à comunidade FEPI”.

pessoas abandonem o que é nocivo à saúde e vivam melhor”. Complementou o Vice-Reitor. Após receberem uma explicação a respeito dos resultados do projeto, os “formandos” receberam um presente da FEPI, contendo uma pasta com os resultados individuais e material para utilização em academia. Um dos relatos dos participantes foi o da Sandra Pinheiro, coordenadora do Suporte ERP. “Para mim o Medida Certa foi muito válido, é notória a melhoria da disposição, e das dores que eu tinha no joelho, pretendo continuar e agradeço a iniciativa da instituição”. A FEPI parabeniza a todos os professores e funcionários pelo êxito do projeto.

Além dos benefícios na saúde dos funcionários, o projeto colaborou com trabalhos de conclusão de curso e dissertações de mestrado como citou o vice-reitor da FEPI, Prof. Erwin Rolf Mádisson Junior. “Foram muitos os frutos do Medida Certa, pretendemos continuar com esse projeto por entender a importância dele. Nosso objetivo é incentivar a mudança de hábitos e, que cada vez mais

Presidente da FEPI participa do 10º Encontro Paulista de Fundações O Presidente da FEPI, Vice-Reitor e Pró-Reitor Administrativo do Centro Universitário de Itajubá, Prof. Erwin Rolf Mádisson Junior, participou do 10º Encontro Paulista de Fundações, na manhã de ontem (29/08), no Espaço Sociocultural – Teatro CIEE em São Paulo-SP. O tema deste ano foi: “ÉTICA E INTEGRIDADE PARA UM NOVO BRASIL – COMPLIANCE: Como enfrentar os riscos do ambiente regulatório e contribuir para a criação de novas práticas institucionais no País”. Prof. Mádisson também é Presidente da AFEESMIG - Associação das Fundações Educacionais de Ensino Superior do Estado de Minas Gerais.

52


VIII Congresso de Iniciação Científica mostra crescimento de pesquisas realizadas na FEPI O VIII Congresso de Iniciação Científica do Centro Universitário de Itajubá realizado no dia 18/10 no período diurno e noturno comprovou o crescimento das produções científicas realizadas na instituição. E conforme informou um dos coordenadores do NUPI – Núcleo de Pesquisa Institucional, o Prof. Dr. Leopoldo Uberto Ribeiro Júnior, esse ano foram 41 trabalhos a mais em relação ao evento do ano passado; ao todo foram 249 pesquisas apresentadas nas modalidades: apresentação oral e banner. Instituído com o intuito de divulgar o resultado dos trabalhos de Iniciação Científica realizados na FEPI, o congresso visa também, despertar nos alunos um caráter reflexivo sobre a educação e a pesquisa voltada à prática profissional. As produções têm aumentado de forma qualitativa e quantitativa atraindo crescente interesse do corpo docente, discente e de pesquisadores e alunos externos, conforme relatou o Prof. Fábio Vieira Lacerda, que conduziu a abertura do evento. Foi informado aos alunos que lotaram o FEPI Eventos, que a instituição possui um programa de bolsas próprio, bem como bolsas concedidas por agências de fomento, como por exemplo a FAPEMIG – Fundação de Amparo à Pesquisa de MG - que apoiou a realização do congresso, além da possibilidade do desenvolvimento da pesquisa voluntária. “Dentre os principais impactos do programa de iniciação científica da FEPI, destaca-se a preparação para pós-graduação, a capacidade de resolver problemas que a realização desse trabalho proporciona aos que querem destacar-se no mercado de trabalho, afinal, esse tipo de experiência é um instrumento valioso para o desenvolvimento do aluno e a construção de seu currículo. ” Concluiu o Prof. Fábio Lacerda.

no número de trabalhos realizados, como destacou a Reitora da FEPI, Profª Ma. Cidélia Maria Barbosa Lima: “Tivemos esse aumento expressivo no número de trabalhos pois acreditamos que temos que investir. Disse a Reitora colocando-se à disposição dos alunos que se interessam em pesquisar. Ela parabenizou ainda, os que mesmo sem receber bolsas de incentivo, entendem a importância de pesquisarem e têm produzido com empenho e qualidade. “Vocês estão de parabéns, muitos estão desenvolvendo trabalhos sem receber nenhum tipo de bolsa, mas tenham certeza de que estão ganhando muito, no mínimo novos conhecimentos e possibilidades de descobrir novas técnicas novos procedimentos e experiências que serão muito úteis na vida de vocês” disse a Profª Cidélia Lima, que parabenizou também, os coordenadores do NUPI pelo evento e por todo trabalho que têm desempenhando. “O objetivo do congresso é reunir os alunos despertando neles cada vez mais o interesse pela pesquisa. Esperamos com esse congresso conscientizar os alunos da importância da pesquisa tanto para o mercado de trabalho, quanto para a formação acadêmica deles” complementou a Profª Drª

Embora o país esteja em recessão e os investimentos em pesquisas têm sido reduzidos, a FEPI não parou o investimento e comemora o aumento de 20%

53


Adriana Diacenco que faz parte da equipe que coordena o NUPI – Núcleo de Pesquisa Institucional. Ela citou ainda, que a FEPI conta com uma revista científica da FEPI para que os alunos possam divulgar seus trabalhos. Para a aluna Vivian Fernandes Costa, 6º período de Ciências Biológicas, o evento desse ano superou a edição anterior. “O Congresso está mais movimentado esse ano, pudemos notar mais pesquisas inclusive do meu curso. Fico feliz pois, mesmo estando em uma faculdade particular, nada nos impede a pesquisar e podemos contar com a FEPI que tem investido e nos incentivado” finalizou. O congresso acontece anualmente e, esse ano, contou com um público maior, o que pode ser notado na abertura do evento, com o FEPI Eventos lotado, bem como as salas e auditórios onde os trabalhos foram apresentados. As apresentações dos banners foram feitas nos corredores do bloco 400 e 500 e superou a expectativa dos organizadores.

Associação da Fundações Educacionais de Ensino Superior de MG Convite da Presidência do INEP, a Diretoria da AFEESMIG participou do Seminário Internacional “Avaliação da Educação Superior: características e perspectivas”, realizado em Brasília, em comemoração aos 80 anos do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). O objetivo foi apresentar as especificidades dos processos vigentes e despertar novas reflexões no que tange às avaliações, exames, pesquisas e ofertas e devolutivas inerentes à qualidade da Educação Superior Brasileira. O seminário foi realizado nos dias 30 e 31 de outubro, com o apoio do PNUD, no Royal Tulio Brasília Alvorada.

54


I Seminário de Pós-Graduação abordou a ética e habilidades para o profissional do futuro O Centro Universitário de Itajubá – FEPI, por meio da Diretoria de Pós-Graduação, promoveu, no dia 05/07 o 1º Seminário de Pós-Graduação, cujo tema foi “o conhecimento em foco”. O evento foi uma oportunidade para a discussão e troca de experiências entre todos os participantes e, como salientou a Reitora da FEPI, Prof. Cidélia Maria Barbosa Lima, “é uma chance única dos alunos, pesquisadores e docentes trocarem experiências, além de terem contato com o que a Pós-Graduação tem produzido”. No período da manhã, foi ministrada a palestra “Ética em Pesquisa – A identidade da Ciência”, pelo Prof. Dr. Luís Henrique Sales Oliveira. Ele falou sobre o crescimento de publicações, levando à reflexão sobre o que de fato é relevante para a sociedade; instigou os presentes sobre as responsabilidades éticas e morais imprescindíveis sobretudo para um pesquisador e explicou as competências do comitê de ética e sua importância. O debate mediado pela Profª Ana Carolina Carneiro Lopes, no período da tarde focou nas “7 habilidades críticas para o profissional do futuro”. Participaram da mesa redonda, o Diretor de PósGraduação, Prof. Rafael Colucci; o Prof. Bruno Nadai; a Profª. Patrícia Caldeira e o Prof. Rodolfo Malagó, que discorreram sobre o tema proposto e compartilharam um pouco de suas experiências profissionais.

formação no mestrado e doutorado eu nunca tive contato com o exercício da docência, ser professor é uma atividade de muita responsabilidade e eu não me sentia qualificada para dar aulas, achei que seria pertinente investir nessa parte pedagógica e o curso tem me acrescentado muito”. O sucesso do evento foi confirmado Prof. Rafael Colucci. “Foi a primeira vez que organizamos um evento direcionado exclusivamente para os alunos de PósGraduação e o objetivo foi trazer conhecimentos que complementem a já sólida formação que eles têm, levando em conta as individualidades de cada curso”. E ele complementou: “Trouxemos algo que pudesse unir todos os alunos e mostrar que, a partir de redes de colaboração, liderança por influência, pensar fora da caixa, serem criativos, eles conseguiriam talvez transpor as dificuldades que o mercado apresenta e complementar a formação que possuem, foi bem positivo concluiu o professor. A Pró-reitora Acadêmica Prof. Magda Rochael enfatizou também, que estamos na era do conhecimento, e não existe mais data para encerrar os estudos como acontecia antigamente. Hoje é preciso estar em constante atualização pois o mercado de trabalho exige profissionais cada vez mais qualificados. E os cursos de pós-graduação da FEPI têm esse objetivo de capacitar e garantir empregabilidade aos profissionais.

Sobre do evento a aluna do curso de PósGraduação em Docência no Ensino Superior, Marília Jobom Sartori exclamou: “Achei interessante reunir os alunos de pós-graduação para tratar de assuntos que são comuns a todos. Achei ótima a contribuição dos professores na mesa redonda, especialmente sobre a leitura com a Profª Patrícia Caldeira”. Ela falou também, da importância do curso de pós: “Durante toda a minha

55


IV Mostra de Profissões é sucesso de público A Mostra das Profissões do Centro Universitário de Itajubá - FEPI é realizada desde 2014 e tem o objetivo orientar futuros universitários em suas escolhas profissionais, apresentando os cursos oferecidos pela instituição. O evento desse ano aconteceu nos dias 23 e 24/10 no período da manhã e à noite. Os visitantes puderam conhecer a estrutura da FEPI, conversar com alunos, professores e coordenadores nos estandes, aprendendo mais sobre as respectivas áreas. Além do conhecimento, a Mostra de Profissões proporcionou, momentos culturais com apresentações musicais, danças, sorteio de brindes, pipoca, picolé, algodão doce, cabine de fotos e, no primeiro dia do evento, o ator Guilherme Leicam marcou presença interagindo com os presentes. “A escolha profissional é uma das primeiras decisões que o jovem precisa fazer ao adentrar na vidaadulta. A escolha de uma profissão é um momento de grande tensão. Por isso, o Centro Universitário de Itajubá, apresenta na Mostra de Profissões seus cursos e seus laboratórios, ajudando os alunos do ensino médio na sua escolha” disse a Pró-Reitora Acadêmica. Sobre a importância do Evento o Prof. Dr. Felipe Augusto Fonseca dos Santos destacou: “A Mostra de Profissões da FEPI é uma grande vitrine dos cursos de graduação da Instituição. A edição deste ano foi um sucesso, cerca de 1.044 alunos do ensino médio visitaram a IV Mostra de Profissões e, como o evento é aberto à comunidade, acredito que o número de visitantes foi superior a 1200 pessoas”. A estudante do 3º ano do ensino médio, Jéssica Santos, da Fundação Bradesco contou: “Foi a primeira vez que eu fui à mostra de profissões da Fepi e adorei! Foi uma forma de conhecer mais um pouquinho do curso que quero fazer (Letras), e também uma oportunidade de conhecer mais sobre os outros cursos que a instituição oferece. Daqui pra frente estarei presente em

56

todas! Também fiz minha primeira inscrição para o vestibular, sei da qualidade da instituição e não vejo a hora de estar aqui dentro realizando meu sonho”. Na Mostra de Profissões os visitantes tiveram a oportunidade de fazer a inscrição no Processo Seletivo da FEPI. Quem ainda não se inscreveu pode acessar o site e efetuar a inscrição até o dia 14/11. A prova será aplicada no dia 18/11.


Prêmio Mahle reconhece alunos destaque nos cursos de Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção A cerimônia de premiação aconteceu no dia 11/12 no auditório do bloco 100 onde os alunos do 10º período, Pietro Olegário da Silva e Adríllys Mauro dos Santos Del-Ducca dos cursos de Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção, receberam respectivamente, o prêmio Mahle, que visa reconhecer os melhores alunos, levando em conta o coeficiente de rendimento escolar. Os alunos escolhidos receberam um certificado e um vale brinde surpresa. A Reitora do Centro Universitário de Itajubá – FEPI, Profª. Cidélia Maria Barbosa Lima falou da honra que é para a instituição ter alunos recebendo esse prêmio que, conforme citou, é um símbolo muito forte. “O fato de se dedicarem, buscarem ser melhores, só irá acrescentar na carreira de vocês. Parabenizo os premiados e aos demais, pois a diferença de pontuação foi muito pequena. Desejo muito sucesso a todos. Agradeço à Mahle por essa parceria tão bem-sucedida que existe há anos”. Representando a Mahle, o Gerente de Recursos Humanos - Carlos Roque Busnardo, fez uma breve apresentação da empresa, frisou a importância do estágio e de ações feitas por eles para dar oportunidade para que novos talentos ingressem no mercado, e ressaltou o sucesso da parceria com a FEPI. “Decidimos convidar a FEPI para participar dessa premiação com o objetivo de integrar empresa e universidade, afinal, muitos dos estagiários que nos ajudam, são daqui, bem como vários funcionários, e isso é muito satisfatório para nós. Então esse prêmio é uma forma de, também, motivar os alunos a darem seu melhor”.

conseguiria. Estou muito feliz pois daqui a alguns meses eu serei um engenheiro de produção formado aqui na FEPI, para mim é um orgulho muito grande”. Emocionado o aluno Pietro declarou: “Gostaria de agradecer minha esposa por todo apoio e incentivo; não foi fácil, trabalhar e estudar foi um desafio, a gente sacrifica muito tempo de lazer, de sono, mas vale a pena. Agradeço à Mahle por essa iniciativa incrível, espero que outras empresas se inspirem. Agradeço a Fepi pela oportunidade de cursar um sonho, estou muito feliz, espero que a instituição cresça cada vez mais, e quem sabe um dia volto como professor, esse é meu sonho”. O Prêmio Mahle acontece anualmente, e nessa edição, contou com a presença da Pró-Reitora Acadêmica da FEPI, Profª Magda Cristina Nascimento Rochael, demais professores, familiares e colegas dos alunos premiados. Ao fim da premiação a Mahle ofereceu um coffee break para todos que prestigiaram o evento

O aluno Adríllys ressaltou sua alegria em conquistar o prêmio. “Estou muito feliz por ter ganho, agradeço aos meus pais que sempre incentivaram a estudar, minha namorada, meu irmão, os colegas e professores, é um prêmio que dedico a todos os meus amigos que auxiliaram nessa trajetória, sozinho eu não

57


(35) 3629-8400

(35) 9 8862-1006

fepicentrouniversitario

www.fepi.br

fepi_itajuba

Av. Dr. AntĂ´nio Braga Filho, 687 - Bairro Varginha - CEP: 37.501-002 - ItajubĂĄ - MG

Profile for Centro Universitário de Itajubá - FEPI

Informativo FEPI - 2º Semestre 2017  

Informativo FEPI - 2º Semestre 2017  

Advertisement