Page 1

DIRETORIA - TRIÊNIO 95/98 FEDERAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS SURDOS. ANTÔNIO CARLOS DE ABREU DIRETOR PRESIDENTE ANTÔNIO MÁRIO DE SOUZA DUARTE DIRETOR VICE-PRESIDENTE DAS ASSOCIAÇÕES DE SURDOS FERNANDO DE MIRANDA VALVERDE DIRETOR VICE-PRESIDENTE DOS PROFISSIONAIS DA ÁREA HELENA DALE COUTO DIRETORA VICE-PRESIDENTE DAS ASSOCIAÇÕES DE PAIS E AMIGOS GERALDA EUSTÁQUIA FERREIRA DIRETORA ADMINISTRATIVA JOÃO CARLOS CARREIRA ALVES - (Afastado - 11/97) LÚCIA COSTA SEVERO DIRETOR(A) ADMINISTRATIVO ADJUNTO KLÊBER COSTA BORGES DIRETOR FINANCEIRO MAX AUGUSTO CARDOSO HEEREN DIRETOR FINANCEIRO ADJUNTO


CARLOS ALBERTO GOES CONSELHO DE REPRESENTANTES DO RIO GRANDE DO SUL CÉLIA MARIA BURATTO MARIÂNGELA ALVES DE LIMA SÃO PAULO WALCENIR SOUZA LIMA GILMAR LOPES JOÃO RIGUEIRA LIMA GILSON TOSTE BORBA ANA MARIA PORTUGAL LUIZ C. F. DE CARVALHO CONSELHO FISCAL TITULARES SUPLENTES

ÍNDICE

Apresentação Introdução Memória Organização da FENEIS Trabalho Realizado Balanço Anual Parecer do Conselho Fiscal Agradecimentos


APRESENTAÇÃO

A FENEIS, como uma instituição que busca o resgate da cidadania da pessoa surda, que persegue a união das entidades na procura conjunta em superar os obstáculos ligados à surdez, cumpriu, mais uma vez, ao longo do ano que se passou, seu dever. O seu dever de atuar junto aos surdos e ouvintes que se envolvem em convívio, auxílio, orientação, educação, trabalho, assistência, interpretação, comunicação e demais situações de integração da comunidade surda na sociedade brasileira. Reafirmamos nossa total oposição ao paternalismo que a certas ocasiões nos condenam. Buscamos a superação das `diferenças' sem os olhares piedosos e às vezes surpresos com que fazemos. Há muito ainda a que se conquistar. Hoje, encerrado mais um ano, temos a certeza que estamos no caminho certo, e por isso contamos com nossos antigos colaboradores e quem mais vier, para, juntos e igualitariamente, alcançarmos uma sociedade justa e despida de preconceitos. Somos só agradecimentos. A todos.


INTRODUÇÃO AOS SURDOS, CUJA EXISTÊNCIA NOS EDUCA E FAZ AMPLIAR NOSSA LIGAÇÃO COM A VIDA DO TRABALHO E DA INTEGRAÇÃO... ÀQUELES COM OS QUAIS COMPARTILHAMOS UTOPIAS E SONHOS DE TRABALHO E INTEGRAÇÃO... AOS QUE AINDA TÊM ESPERANÇAS DE UM MUNDO MAIS SOLIDÁRIO E JUSTO... DEZEMBRO/97 A DIRETORIA da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos, FENEIS, acredita que só a integração poderá ser a base do trabalho em prol dos surdos. Primeiro, por considerar a organização de um plano de obras que retrate a capacidade e a identidade de sua clientela e segundo, por se amparar na defesa da língua enquanto fenômeno que une e congrega pessoasa de uma mesma "gente". Neste caso, a integração por caridade deixa lugar para uma luta de poder que é encabeçada pelo próprio surdo, dono de sua "voz"e de seu direito enquanto cidadão. O surdo não se colocou acomodado esperando de braços cruzados a ajuda de órgãos governamentais ou não governamentais em busca de um ato caridoso. Sujeito de sua própria ação, ele não se sentiu coitado e partiu para a luta com suas próprias armas em busca de uma real integração e da satisfação de suas reais necessidades de comunicação. Esta luta é travada dia a dia com profissionais, pais e outros segmentos sociais, já que seu objetivo visa a derrubada do muro que separa surdos e ouvintes. Esta tem sido a grande meta nestes dez anos de existência (1987 - 1997). A história da FENEIS não nos deixa mentir. O hoje é mais do que a soma dos "ontens". O hoje é conquista e organização. O


progredir torna-se tarefa sine qua non que nos faz vivos. Nesta década de trabalho e integração foram implantados os escritórios regionais de Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul, espaços que como a matriz são abertos à participação e à informação constantes. Este relatório pretende ser um estímulo à reflexão dos envolvidos com a causa do intercâmbio de informação sobre tarefas realizadas, enfim à troca de experiências e conhecimentos entre todos aqueles que militam na área da surdez e que crêem no potencial da comunidade surda brasileira que está à frente de movimentos de trabalho e de integração. Este poderá ser entendido como uma contribuição para a proliferação de atitudes que se colocam diante daqueles que se aventuram a atuar numa área tão envolvente quer como empresa ou como profissional que acredita no "diferente". Muito Obrigado, Antônio Campos de Abreu Diretor-Presidente

MEMÓRIA


A Associação Brasileira de Surdos - Mudos foi fundada por um grupo de surdos em 1930, no Rio de Janeiro. Os surdos tiveram uma dificuldade de integração, sendo que as escolas especializadas par surdos não faziam esta parte e ignorava a Língua de Sinais. Sendo que o problema principal era a comunicação. A Associação Brasileira de Surdos - Mudos tem seu conhecido histórico e se encontra na Biblioteca Nacional, onde há informações e acontecimentos sobre o histórico de sua existência. Foi desativada por dificuldades várias, inclusive falta de apoio. Em 1971, o grupo de surdos em São Paulo, retomou a Associação Brasileira dos Surdos, presidia pelo Monsenhor Vicente de Paula Penido Burnier. A Associação Brasileira dos Surdos era filiada a Federação Mundial dos Surdos, mais tarde foi também desativada pelo mesmo motivo. Com interesses dos profissionais na área de Deficiência Auditiva, foi fundada em 1973, por pessoas ouvintes, a Federação Nacional de Educação e Integração do Deficiente Auditivo - FENEIDA. Sendo desconhecida pelas pessoas surdas e somente através da Comissão de Luta pelos Direitos dos Surdos em 1983, o grupo de surdos ficou sabendo da existência da FENEIDA. A FENEIDA não conseguiu filiação de entidades em número suficiente para sua continuação, sendo que a mesma não contava com a participação e nem apoo dos surdos. Numa Assembléia Geral, realizada no dia 16 de maio de 1987, sendo convocadas as entidades filiadas, sendo comparecido os representantes de cada entidade, foi colocado em pauta a realização de FENEIDA, sendo que foi discutido em relação da própria pelos presentes, visto que não havia Associações e Entidades filiadas e não pagamento pelas mesmas e falta de apóio da sociedade em geral. Decidido pelos presentes, encerrar as atividades da FENEIDA, com acordo dos presentes, foi votado a criação após a extinção da FENEIDA. Foi criado a FENEIS - Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos. A FENEIS conseguiu uma grande vitória, sendo hoje uma Federação conhecida e que trabalha a favor da sociedade surda. A FENEIS, com todas as dificuldades, lutou por um espaço melhor com resultados em sucessos. A FENEIS foi fundada pelas entidades fundadoras como: Associação de Pais e Amigos do Deficiente da Audição - APADA (Niteroi - RJ), Associação dos Surdos de Minas Gerais (MG), Associação dos Surdos do Rio de Janeiro (RJ), Associação Alvorada; Congregadora dos Surdos (RJ), Associação dos Surdos de Cuiabá (MT), Associação dos surdos do Mato


Grosso do Sul (MS), Instituto Londrinense de Educação de Surdos (PR), Escola Estadual Francisco Salles (MG), Instituto Nossa Senhora de Lourdes (RJ), Associação de Pais e Amigos dos Surdos - APAS (PR), Associação de Pais e Amigos do Deficiente de Audiocomunicação - APADA (Marília - SP), Centro Educacional de Audição e da Fala (DF), Verbo Tonal Suvag (Recife - PE), Associação Bem Amado dos Surdos do Rio de Janeiro (RJ) e Associação de Pais e Amigos do Deficiente Auditivo - APADA (DF). A FENEIS luta e segura a bandeira "Brasilencioso", trabalhando para a integração na sociedade sem discriminação, promovendo encontros em todos os estados do Brasil. (Relatório Anual de 1987)

COMEMORAÇÃO DOS DEZ ANOS DE FUNDAÇÃO DA FENEIS O Instituto Nacional de Educação de Surdos, no Rio de Janeiro, empresta novamente seu espaço, desta vez para as solenidades de comemoração dos dez anos de fundação da FENEIS. A DIRETORIA homenageou colaboradores com placas comemorativas que foram distribuidas para todos aqueles que atuaram durante estes anos em prol da comunidade surda brasileira. Instrutores surdos, intérpretes, pais, profissionais e Entidades filiadas foram os homenageados da festa que contou com o apóio de 200 participantes. "CELEBRAR DEZ ANOS DE TRABALHO NÃO É APENAS TER CONSCIÊNCIA DA REALIDADE... É CONTINUAR SEMEANDO NOVAS POSSIBILIDADES. A TODOS QUE, AO LONGO DESTA CAMINHADA, SE FIZERAM SENTIR E QUE, PRESENTES OU NÃO, INFLUÍRAM NO PROCESSO DE INTEGRAÇÃO DA COMUNIDADE


SURDA BRASILEIRA."

ORGANIZAÇÃO DA FENEIS O QUE É FENEIS? A FENEIS - Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos, é instituição de direito privado, sem fins lucrativos, constituída no país com o fim exclusivo de servir desinteressadamente às pessoas surdas, tendo caráter educacional, assistencial e sóciocultural. Pretende com isso, o acesso mais rápido às necessidades e reinvindicações da comunidade em todo Brasil e, na medida do possível, atendê-las e/ou encaminha-las aos orgãos oficiais de apoio com acompanhamento. Fundada em 16 de maio de 1987 com sede no Rio de Janeiro, a FENEIS tem como finalidade: Promover e Acessorar a educação e a cultura dos indivíduos surdos; Incentivar o uso dos meios de comunicação social apropriados à pessoa surda, especialmente em LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais; Apoiar e colaborar com as filiais, as Associações de Surdos, de Pais e Amigos de Surdo, escolas e clínicas especializadas, objetivando uma ação conjunta no sentido de melhorar os recursos educativos e de integração dos surdos; Incentivar a criação e o desenvolvimento de novas instituições, nos moldes das modernas técnicas de atendimento, visando o diagnóstico, a prevenção, a estimulação precoce, a educação, a profissionalização e a integração da pessoa portadora de surdez;


Estender o seu âmbito de ação às organizações nacionais e internacionais, para maior troca de experiências e ampliações de recursos técnicos e materiais; Apresentar sugestões aos órgãos oficiais e poderes públicos, visando o aperfeiçoamento do atendimento da pessoa portadora de surdez, servindo, inclusive, como orgão de assessoramento; Organizar e participar de Congressos, Seminários, Cursos ou Correlatos, a nível Internacional, Nacional, Regional, estadual ou Municipal, com fins de promover o intercâmbio e aprimoramento dos assuntos que envolvem a problemática da pessoa portadora de surdez; Estimular a realização de pesquisas, estudos e estatísticas referentes à surdez, favorecendo a formação e o aperfeiçoamento de recursos humanos especializados; Realizar convênios com entidades públicas e/ou privadas, escolas técnicas, artísticas e artesanais e outras instituições no sentido de promover a profissionalização da pessoa surda dentro dos padrões (modernos e atuantes) de eficiência; Promover defesa e postulação pela substituição procensual de interesses difusos e coletivos pertinentes à deficiência. A FENEIS divulgou, através de veículos de comunicação de massa, ou de periódicos, para conhecimento de pais, educadores, empregadores, autoridades e do público: A importância da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), como meio natural de comunicação de pessoas surdas; As possibilidades da pessoa portadora de surdez na educação escolar formal, com o uso de linguagem oficial, na estruturação oral, escrita e da leitura, atrav's do ensino específico, seja em escolas especializadas ou classes especiais de escolas regulares, públicas ou privadas; A plena capacidade laborativa da pessoa portadora da surdez; Experiências e resultados de trabalhos de instituições afins, de obras específicas nacionais e estrangeiras, normas federais, estaduais e municipais, que abordem


a problemática da surdez; Além disso a Federação não mede esforços para planejar a publicação de obras e trabalho relativos à integração social, em sua amplitude, da pessoa portadora de surdez.

INSTITUIÇÕES A FENEIS é composta de Instituições / Entidades Filiadas (Associações de surdos e Pais de surdos, Escolas e Clínicas especializadas e outras do gênero), cuja finalidade é o intercâmbio de informações e o apoio às ações de defesa dos direitos da comunidade Surda Brasileira. Para ser filiada, a Entidade precisa conhecer e estar de acordo com o estatuto da Federação e obedecer às implicações dessa filiação. É cobrada uma taxa anual de filiação em 50% do salário mínimo vigente. Atualmente, a Federação conta com 88 Entidades filiadas.

FILIAÇÃO DA FENEIS A FENEIS é filiada a Federação Mundial dos Surdos, que tem sede administrativa em Helsinki - Finlândia. A FMS, Entidade máxima representativa dos Surdos tem como meta básica a defesa dos direitos linguísticos e culturais dessa população. Tem relação direta com a ONU - Organização das Nações Unidas, UNESCO Organização Educacinal, Científica e Cultural das Nações Unidas, ECOSOC - Conselho social Econômico, OMS - Organização Mundial da Saúde, OEA - Organização dos Estados Americanos e OIT


- Organização Internacional do trabalho no sentido de juntas garantirem esses direitos em todos os continentes e, por isso, tem, como corpo de filiadas, um total de 110 Instituições/Federações, distribuídas na Ásia, África, Europa, Américas e Oceania. A FENEIS mantém intercâmbio constante com a FMS, de onde recebe informações de todas as áreas.

PARA FILIAÇÃO Para filiação a FENEIS estabelece nos artigos 8º e 9º do Estatuto que: Art. 8º - Serão admitidas como instituições filiadas, em número ilimitado, a critério da diretoria, as instituições que atuem na integração social da pessoa portadora de surdez, sejam associações, escolas, clínicas e outras congêneras; Art. 9º - Para filiação, as instituições deverão apresentar documentação de acordo com a legislação vigente, constando de: I - Requerimento de sua filiação ao Diretor Presidente, declarando aceitar expressamente o Estatuto da FENEIS; II - Anexando ao requerimento: - Cópia do estatuto, contrato social ou documento análogo, registrado em cartório; - Cópia da Ata da Assembléia Geral que elegeu sua atual Diretoria, com relação nominal dos seus Diretores, e prazo de mandato; - Relatório de atividades, e, na ausência do mesmo, para entidades novas, o plano de trabalho para o exercício. PARÁGRAFO ÚNICO - As propostas de admissão serão aprovadas pela diretoria da FENEIS.


ESTATÍSTICAS DE INSTITUIÇÕES NO BRASIL a) REGIÕES: Região Sudeste .............................. 41 Região Sul .............................. 28 Região Nordeste .............................. 10 Região Centro-Oeste .............................. 08 Região Norte .............................. 01 Total .................................... 88 b) INSTITUIÇÕES FILIADAS POR ESTADOS DO BRASIL: Minas Gerais .......................... 16 Rio de Janeiro .......................... 14 Rio Grande do Sul .......................... 15 São Paulo .......................... 08 Paraná .......................... 05 Santa Catarina .......................... 08 Distrito Federal .......................... 03 Maranhão .......................... 02 Espirito Santo .......................... 02 Mato Grosso do Sul .......................... 02 Alagoas .......................... 02 Bahia .......................... 01 Ceará .......................... 01 Paraíba .......................... 02 Sergipe .......................... 01 Goiás .......................... 02 Mato Grosso do Norte .......................... 01 Amazonas .......................... 01


Rio Grande do Norte .......................... 01 Pernambuco .......................... 01 Total .......................... 88

c) TIPOS DE INSTITUIÇÕES: Associações de Surdos .......................... 29 Associações de Pais e Amigos de Surdos ................ 10 Escolas para Surdos .......................... 16 Clínicas .......................... 18 Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais ...... 14 Federações .......................... 01 Total ........................... 88 * Estados onde não há Entidades filiadas á FENEIS: Acre, Rondônia, Roraima, Piauí, Pará e Amapá.

TRABALHO REALIZADO PRINCIPAIS CONTATOS


Os contatos realizados pela FENEIS e seus escritórios, através da diretoria e representantes regionais abrangem Rondônia, Piauí, Espirito Santo, Pernambuco, Paraíba, Pará, Maranhão, Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais e constatamos a importância do Intercâmbio de informações para uma troca de experiências positivas no que tange a educação e a integração dos surdos. Esperamos novos contatos para o próximo ano, inclusive com as entidades as quais não tivemos oportunidade de visitar. Dentre os temas mais abordados pelos profissionais envolvidos percebemos o crescente interesse pelas modalidades de integração do aluno surdo no sistema regular de ensino. Após meses de pesquisas, estudos, possibilitados por tais contatos, notamos uma grande lacuna no que se refere aos serviços e experiências positivas existentes à disposição no âmbito educacional. Vimos a necessidade de levar aos pais e profissionais experiências concretas que possam subsidiar futuros projetos. Percebemos, ainda, grande demanda de interesse sobre as questões linguísticas que envolvem o surdo, bem como sobre as adaptações curriculares que devem responder as necessidades educativas deste. Todo o trabalho realizado durante estes contatos, visou somente levantar alguns problemas relativos à educação dos surdos, necessitando portanto de análises dos dados coletados junto à comunidade surda, profissionais e pais. A divulgação da análise poderá funcionar como elemento enriquecedor de conteúdos relacionados aos temas. Contudo, novos intercâmbios serão almejados para o próximo ano. COORDENADORIA DO CURSO DE LIBRAS OBJETIVO A sua finalidade é divulgar a Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS, através de cursos, tais como o curso de LIBRAS para o público e o curso para Instrutores de LIBRAS. Desenvolve o trabalho de conscientização junto à sociedade quanto ao direito dos surdos exercerem a sua cidadania com liberdade e respeito. Difunde a Língua Basileira de Sinais - LIBRAS, buscando a sua defesa e valorização.


GRUPO DE PESQUISA DE LIBRAS E CULTURA SURDA Atividades Desenvolvidas: • Lançamento e divulgação do kit "LIBRAS EM CONTEXTO" ( livro do professor, livro do estudante e fita de vídeo) resultante dos trabalhos de pesquisa sobre Metodologia de Ensino de LIBRAS para ouvintes; • Reuniões da Equipe de Pesquisadores com a Diretoria da FENEIS com o Coordenador de Cursos de LIBRAS e com instrutores de LIBRAS; • Preparação e envio para o MEC de PROJETO solicitando apoio financeiro para aquisição de equipamentos e capacitação de pessoal para dar continuidade aos trabalhos de pesquisa sobre ensino de LIBRAS; • Organização e Desenvolvimento de Curso de Capacitação e Instrumentalização de Instrutores de LIBRAS/Agentes Multiplicadores com um total de 25 vagas, iniciando em setembro de 1997 e com previsão de encerramento em abril de 1998; • Contratação de Secretária para organização de materiais, divulgação das informações e contato entre os membros da equipe e demais pessoas envolvidas nas atividades de pesquisa; • Elaboração da Proposta para criação do Centro Nacional de Pesquisa de LIBRAS e cultura da FENEIS; • Colaboração com a COOLIB na reformulação dos seguintes documentos: - Curso de LIBRAS para ouvintes - Regulamentação da Atuação dos Instrutores de LIBRAS - Código de Ética dos Instrutores de LIBRAS - Regime Interno da COOLIB


• Colocação na organização da Home Page da FENEIS; • Intercâmbio com estudantes e pesquisadores; • Contatos com MEC para acompanhar andamento do Processo com solicitação de apoio que possibilite andamento das atividades de pesquisa sobre Metodologia para Ensino de LIBRAS a pessoas ouvintes; • Levantamento de dados que viabilizem a produção da 2ª Edição do Kit "LIBRAS EM CONTEXTO" para atendimento da demanda de procura.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INTÉRPRETE DA FENEIS OBJETIVO É um órgão Nacional que coordena o registro de Intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e zela pelo direito da comunidade surda de ter acesso a qualquer tipo de informação através deste profissional. E tem como finalidades: 1 - O reconhecimento de LIBRAS; 2 - A valorização e reconhecimento do profissioanl Intérprete;

3 - O registro dos Intérpretes de LIBRAS; 4 - Fazer cumprir o Código de Ética do Intérprete de LIBRAS. TAREFAS DESTE DEPARTAMENTO Foi promovido pela primeira vez, na FENEIS/Matriz Rio de Janeiro, o curso de Capacitação Profissional de Intérprete de LIBRAS com durção de 80 horas/aula, distribuídas em carga horária específica de prática e teoria. O curso contou com valiosas participações de docentes de alto nível técnico que atuam na área. Foi interessante notar, no decorrer do mesmo, que profissionais que já atuam como intérpretes têm buscado com afinco aperfeiçoamento de suas tarefas a


fim de serem realmente úteis onde quer que estejam atuando. Cerca de 16 alunos concluíram o módulo I e receberam seus certificados. Esse encontro entre docentes e discentes veio ampliar conhecimentos e favorecer o desempenho de tarefas de forma profissional, técnica e ética. ASSESSORIA JURÍDICA OBJETIVO Composta de um profissional de Direito, com atuação em todas as áreas para orientar e assessorar a entidade nos convênios de prestação de serviços mantidos com a empresa e órgãos governamentais (federal e municipal), bem como dar respaldo jurídico aos atos, ações, contratos, convênios e qualquer situação que envolva o aspecto legal e jurídico. É função deste setor também orientar, através de seus conhecimentos, a comunidade dos surdos. SETOR DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS SETOR DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Composto por um profissional, tem por objetivo proporcionar o bem-estar do corpo funcional (administração e prestadores e serviços) e intervir nas situações sociais, sejam de ordem pessoal ou da comunidade, que possam interferir direta ou indiretamente nas relações do trabalho. SETOR DE PESSOAL OBJETIVO Setor encarregado de toda a administração de pessoal da própria entidade e dos convênios de prestação de serviços, composto por dois profissionais. Realiza todas as admissões e demissões, cálculos de férias, rescisão de contrato de trabalho, aquisição e distribuição de vale transporte e vale refeição, cadastrando na UNIMED e desligamento de funcionários, anotações em CTPS, preparo de todas as guias de encargos sociais que foram pagas, das folhas de pagamento dos convênios e elaboração dos repasses.


SETOR DE CONTABILIDADE OBJETIVO Setor que controla todo o movimento financeiro/fiscal da própria entidade e do gerenciamento dos convênios de pestação de serviços. É gerido pela assessoria jurídica, administração de pessoal e Diretoria Financeira da entidade. Confere todos os pagamentos para elaboração do balanço mensal e anual, balancete patrimonial, demonstrativo de recursos no ativo e passivo, e também mantêm o controle de pagamento e frequência do curso de LIBRAS. Realiza todos os pagamentos quando autorizado, recebe todas as receitas, faz o controle dos saldos bancários diariamente para manter os saldos atualizados. SETOR DE PROGRAMAS SOCIAIS • Realizamos durante o ano diversos contatos, a maioria com pessoal d mídia para divulgação de nossas atividades e da Comunidade Surda; • Enviamos ofícios e cartas para entidades e pessoas físicas a maioria com envio de material de divulgação, tabela de anúncio e formulário de assinatura do JORNAL DA FENEIS, esclarecimento sobre o número de surdos no país, agradescimento pela prestação de algum benefício aos surdos, envio de projetos de leis referente a LIBRAS e a carreira de Intérprete. Os estados que mais solicitaram informações foram SP, RS, MG e outros, interessante notar que entre eles estão os estados em que a FENEIS mantém Escritórios Regionais, prestamos assim a todos a informação de que haviam tais escritórios nestes estados e acreditamos que para o próximo ano as solicitações advindas destes estados tendem a diminuir, o que permitirá maior e melhor atendimento aos estados do nordeste e norte menos favorecidos de informações de informações, pessoal e material. Atividades 1 - Criamos o Boletim Interno - RIOSURDO circulando na FENEIS/RJ com a sugestão para os Escritórios; 2 - Continuamos realizando gravação de fitas de vídeo; 3 - Ministramos palestras em Universidades do RJ; 4 - Recepciomamos visitantes na sede da FENEIS com a devida explicação de nossas atividades, apresentação das instalações e demais informações solicitadas por


cada grupo ou pessoa; 5 - Colaboramos com todos os setores internos, ora com interpretação, ora com digitação de documentos ou através de assessoria; 6 - Realizamos exposições em locais públicos com distribuição do JORNAL DA FENEIS na rua; 7 - Refoumulamos a biblioteca e o material de pesquisa; 8 - Colaboramos com o "Curso de Implantação de Central de Telefonia para Surdos" junto à TELERJ e assessoramos as ocasiões de filmagem das redes de televisão que acompanharam o andamento das atividades;

9 - Acompanhamos todas as reportagens de que tivemos notícia realizando gravação, solicitando a rede de TV ou a alguém que tenha realizado gravação; 10 - Prestamos assessoria concernente a instalação de TTD's públicos; 11 - Tivemos envolvimento direto nas atividades de organização na festa de "10 Anos da FENEIS". SETOR DE INTÉRPRETES - SEINT O SEINT (Setor de Intérprete), tem desenvolvido suas atividades atendendo solicitações feitas pelos surdos nas mais diversas áreas. O Intérprete desenvolve um papel importantíssimo e em muitos casos sua presença é fundamental. O setor de Intérprete realizou o primeiro curso de capacitação Profissional do Intérprete de LIBRAS que contou com a presença de vários profissionais da área (surdos e ouvintes). Foi uma experiência gratificante, pois através desse curso, os Intérpretes tiveram oportunidade de ampliar seus conhecimentos na área de surdez e também no que se diz respeito a postura que devem ter como profissionais.


ESCRITÓRIO REGIONAL DA FENEIS MINAS GERAIS A FENEIS Escritório Regional MG através do Programa "MINASSURDO", executou importantes projetos nas áreas da educação, mercado de trabalho, cultura, LIBRAS, educação especial e reabilitação em parceria com o Centro Verbo Tonal de MG. Os laboratórios e cursos oferecidos segundo Metodologia Verbo Tonal foram voltados para profissionais da área, pais e parentes de surdos. Em trabalho conjunto com a Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa Deficiente - CAADE, Secretaria de Estado do Trabalho, da Assistência Social da Criança e do Adolescente - SETASCAD e o apoio do Ministério do Trabalho, através do Fundo de Amparo ao Trabalhador - FAT, foi possível a realização de Cursos de Capacitação Profissional para pessoas surdas, Office Boy/Girl, Instrutores de LIBRAS, Informática módulo 1, Informática módulo 2, Auxiliar de Escritório, Intérprete de LIBRAS, este último, visando aprimoramento deste profissional tão necessário à comunidade surda. • No mercado profissional a FENEIS continua seus contatos com empresas públicas e privadas para a inserção do surdo, contando hoje com várias empresas conveniadas onde os surdos desempenham suas tarefas com louvores. Em seu cadastro de solicitação de empregos dispõe de centenas de surdos com mão-deobra qualificada aguardando uma oportunidade. • Para o interior do estado a FENEIS continua enviando representantes periodicamente, para a realização de palestras de esclarecimentos, laboratórios, oficinas, cursos de LIBRAS e apoio e orientação para a Fundação de Associações de Surdos. • Com o apoio da Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais - SEE/MG e parceria com Escolas Estaduais a FENEIS realizou Curso de LIBRAS


na sede da escola para os profissionais que lidam com os alunos surdos, visando diminuir as barreiras de comunicação e aumentando a capacidade de assimilação das informações por parte dos alunos. ESCRITÓRIO REGIONAL DA FENEIS SÃO PAULO Quando iniciamos nossas atividades no ano de 1997, pensávamos que a vinda da FENEIS para São Paulo seria um acontecimento de grande importância para nossos surdos, que careciam de atendimento de um modo geral, próprio e seguro. Claro, numa cidade como São Paulo, onde tudo é executado de modo perfeito dentro do parâmetro legal, a primeira dificuldade encontrada foi o problema de Locação do Imóvel. . . Isso porque a FENEIS tem sua Matriz na cidade do Rio de Janeiro, com Regionais no Rio Grande do Sul e Minas Gerais e não tinha nenhuma atividade própria e atuante em São Paulo. Faltava a Legalização de documentação e reconhecimento público, para iniciar as atividades, agora bem desenvolvida em São Paulo. . . Com muito esforço e determinação a incessante luta era que a Regional/SP, fosse aceita e respeitada. Desde a inauguração, nossos trabalhos continuam grandemente reconhecidos e recebemos convites constantes para palestras, cursos de LIBRAS para ouvintes, inclusão junto a conselhos municipais de portadores de deficiência, participações especiais em seminários, encontros e debates, como cidades e municípios do Estado. A grande luta foi pela aprovação do Projeto de Lei para que LIBRAS fosse reconhecida nas comissões de Saúde, Trabalho e Assistência de São Paulo, aguardando somente a aprovação na Comissão da Educação. Obtivemos apoio no Projeto - Lei para que a profissão de Intérprete seja reconhecida oficialmente, também ficamos orgulhosos com a comemoração do Dia do Surdo em São Paulo. Como podemos observar a atuação à frente da Regional FENEIS/SP, tem sido de luta constante, o que nos envaidece tanto, pelo apoio como pelo reconhecimento em todas as esferas sociais e educativas.


ESCRITÓRIO REGIONAL DA FENEIS RIO GRANDE DO SUL ATIVIDADES DESENVOLVIDAS: Apresentamos um pequeno histórico sobre as atividades do escritório regional da FENEIS no Rio Grande do Sul. A FENEIS-RS participou da Conferência Municipal de Assistência Social; do NUPES - Núcleo de pesquisa e Estudo da Surdes junto à Universidade Federal do Rio Grande do Sul, do Movimento de Apoio ao Surdo Vestibulando, entre outros. Se faz necessário salientar que os surdos no Rio Grande do Sul, nunca participaram ativamente dos movimentos que poderiam lhe trazer algum benefício. Hoje com a FENEIS-RS a história é diferente, tanto para surdos quanto para a cidadania, porque as pessoas e os poderes públicos em geral estão assustados e surpresos com tanto movimento. Nunca antes tinham visto um indivíduo surdo com seus intérpretes reivindicando direitos e oportunidades! INAUGURAÇÃO: Na inauguração da FENEIS-RS contamos com a presença de várias autoridades do Município e do Estado, entidades filiadas como a APADA, as Sociedades de Surdos da capital e do interior, escolas de surdos e muitos outros colaboradores, além da Diretoria da FENEIS, representada pelo Presidente e Vice. O encerramento oficial deu-se com a grande confraternização da comunidade surda. A ESCOLA PARA SURDOS O resultado concreto de toda esta mobilização que envolveram muitas discussões e muitas plenárias de debates foi que conseguimos sensibilizar a Prefeitura que inúmeras crianças e adolescentes surdos estavam sem escola no município porque não podiam pagar as mensalidades de escolas particulares. Chegou-se a formalizar uma lista com nome de pessoas surdas que além de não terem escola, não estavam nem ao menos alfabetizadas.


A Prefeitura, portanto, aceitou criar uma turma de alfabetização exclusiva para jovens e adultos surdos. Esta turma começará suas atividades em março/98 e para tanto, conta com o apoio pedagórico da Universidade Federal do Rio Grande do sul, através do NUPES - Núcleo de Pesquisa e Estudos da Surdêz, com a presença de um Doutor em Educação de Surdos. A Prefeitura também já deslocou para esta turma uma professora que é Mestre em Educação de Surdos e também conhece LIBRAS. Em contrapartida, outros foruns também foram criados e mais uma vez a FENEIS-RS esteve presente. Dentre os mais importantes, destacam-se as conferências Estaduais e Municipais de Direitos Humanos, onde pela primeira vez no Rio Grande do Sul, estão sendo elaboradas teses que digam respeito à comunidade surda, suas dificuldades, a discriminação e a indiferença da sociedade, além da total falta de políticas públicas que reconheçam o surdo como cidadão. Foi criado também, pelo Governo do Estado um forum permanente de apoio aos portadores de necessidades especiais, onde a FENEIS-RS mantém uma conselheira, uma suplente e ainda, uma intérprete para todas as plenárias. CENTRAL DE INTÉRPRETES Os intérpretes já estão devidamente identificados pela FENEIS-RS. Depois de realizarmos um curso intensivo de formação, formamos agora uma central de intérpretes da FENEIS-RS. CONVÊNIOS COM EMPRESAS: Muitas são as atividades da FENEIS-RS e no que diz respeito a convênios com empresas, conforme relatório já apresentado. Todas as primeiras tentativas já foram feitas. Tanto na visita quanto na divulgação do material da FENEIS para um grande número de empresas da cidade e da região metropolitana, além de um cadastramento de todos aqueles surdos que estejam fora do mercado de trabalho. O trabalho que a FENEIS apresenta tem agradado e superado todas as nossas expectativas, pois muitas empresas se interessaram pela nossa forma de trabalho com o surdo, com assistência integral na empresa e pela forma simplificada de contratação. Notamos que já conseguimos avançar muito na colocação desta mão-de-obra em algumas empresas, pois já realizamos muitas reuniões, debates e aguardamos para breve alguns contratos.


FEDERAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS SURDOS BALANÇO PATRIMONIAL CONSOLIDADO 31/12/97 31/12/96 ATIVO ATIVO CIRCULANTE

CAIXA ...................................................... BANCOS CONTA MOVIMENTO .............. POUPANÇA ........................................ APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE CURTO PRAZO ADIANTAMENTOS E CRÉDITOS DIVERSOS ... IMPOSTOS A RECUPERAR .....................

893.175,96

9.802,90

893.175,96

3.076,68

21.681,22

4.056,51

473.324,48

213.625,48

158.725,79

167.672,17

204.917,46

168.062,98

24.724,11

0,00


TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE

ATIVO PERMANENTE TOTAL DO ATIVO PERMANENTE

87.290,26 4,87

4,07

5.944,27

5.944,27

70.789,60

32.492,65

9.119,94

2.580,80

1.421,55

1.247,55

TOTAL DO ATIVO PASSIVO

980.455,22

PASSIVO CIRCULANTE TRIBUTOS A RECOLHER ................................. SALÁRIOS A PAGAR.......................................... ADIANTAMENTO E DÉBITOS DIVERSOS. TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE IMÓVEIS DE USO ..................................... IMÓVEIS - BENFEITORIAS ....................... MÓVEIS E UTENCÍLIOS ........................ LINHA TELEFÔNICA .................................. BIBLIOTECA .........................................

42.270,14

599.564,96

28.020,33 96.958,79 65.798,80 79.144,41 15.618,35 34.575,54 109.437,48210.678,74


PROVISÕES INDENIZAÇÕES TRAB. FÉRIAS E 13 SALÁRIO

738.666,57

PASSIVO NÃO LEGÍVEL ................................... PATRIMÔNIO LÍQUIDO......................................

379.553,60

119.543,74

98.828,88

12.805,71

10.503,74

109.332,62 132.352,17 980.455,22

FUNDO DE RESERVA........................................

599.564,96

132.352,17

PATRIMÔNIO LÍQUIDO TOTAL DO PASSIVO

RESULTADO DE EXERCÍCIO DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO CONSOLIDADO RECEITA

RECEITA DE CONVÊNIOS ................................... RECEITAS SOCIAIS............................................... RECEITA FINANCEIRA..........................................

31/12/97

31/12/96

0,00 721.134,50 107.819,87

538.884,84

555.402,35

17.575,58

56.001,59

22.608,90

1.830,69579.068,72 RECEITA NÃO OPERACIONAL ............................ TOTAL DESPESA

DESPESAS DE CONVÊNIO

20.611,24 693.114,95


................................. DESPESAS ADMINISTRATIVAS...........................

0,00

457.730,34

605.131,73

41.119,07

50.992,17

3.756,09

2.995,60

2.174,80

18.717,80

1.144,23

ENCARGOS SOCIAIS............................................ ENCARGOS TRIBUTÁRIOS .................................

20.228,65 526.535,77 DESPESAS FINANCEIRAS .................................. DESPESAS NÃO OPERACIONAIS ...................... SOMA

FUNDO DE RESERVA ...........................................

2.301,96

5.253,29

20.717,59 47.279,66 SUPERAVIT PATRIMONIAL ................................... TOTAL 721.134,50 579.068,72 RIO DE JANEIRO, 31 DE DEZEMBRO DE 1997.

ANTÔNIO CAMPOS DE ABREU KLEBER COSTA BORGES DIRETOR PRESIDENTE DIRETOR FINANCEIRO

VERA LÚCIA NASCIMENTO SILVA Téc. Cont. - CRC/RJ 0319331-0 CPF: 268.183.377-91


PARECER DO CONSELHO FISCAL Os abaixo assinados, membros do Conselho Fiscal da FENEIS, sito à rua Major Ávila, 379, nesta cidade, declaram ter examinado os documentos relativos às contas do Exercício de 1997, tendo encontrado tudo na mais perfeita ordem, pelo que são de parecer que sejam as mesmas aprovadas pela Assembléia Geral, como também o respectivo balanço levado a efeito em 31 de dezembro de 1997. Rio de Janeiro, 05 de Março de 1998. Walcenir Souza Lima Conselho Fiscal Presidente João Rigueira Hissa Conselho Fiscal Membro Gilson Toste Borba Conselho Fiscal Suplente


AGRADECIMENTOS

Às Instituições Filiadas, por acreditarem no trabalho integrado... Aos Funcionários que atuam para e com a comunidade surda... Às Empresas conveniadas po investirem na mão de obra cansada de esperar por uma oportundade... À Comunidade Surda Brasileira que apoia, desafia e espera resultados... Aos Órgãos governamentais e não governamentais que de alguma forma integram-se à luta dos surdos... Às Famílias que aprendem a sentir orgulhos de seus filhos surdos... Enfim, aos que crêem em possibilidades...

Feneis Relatório 1997  
Advertisement