Page 1

Revista Fenauto | 1


2 | Revista Fenauto


EDITORIAL

Olá Caro Leitor.

D

amos as boas vindas a você, na primeira edição de nossa revista, aproveitando para desejar que seja um ano de grandes realizações para todos. E, para começar um novo ano, nada melhor do que pas-

sar ao mercado um panorama amplo sobre como o nosso

segmento vem se comportando nos últimos tempos, e quais são os planos e ideias da FENAUTO para marcar o ano de 2018 como um período especial. Buscamos passar, nesta edição, nosso otimismo e as perspectivas que enxergamos para este ano. Nesta edição, trazemos, também, muitas novidades, especialmente dedicadas ao grande evento realizado por nossa entidade, no ano passado, e que deverá se repetir este ano. Trata-se de mais uma edição, a sétima, do Congresso FENAUTO. Temos neste número uma série especial reunindo as impressões de grandes e importantes parceiros sobre o evento e as razões que fizeram com que decidissem participar e apoiar a edição deste ano. Os motivos, de forma geral, se concentram na alta qualidade do evento, nas apresentações realizadas, no grande afluxo do local, na fantástica exposição reunindo as principais marcas e produtos do mercado automotivo e, principalmente, a importância desse evento para o segmento. Todos concordam que nosso Congresso já se consolidou como o mais importante para profissionais que desejam obter sucesso e bons negócios no ramo de automóveis seminovos e usados. Portanto, com o compromisso de realizarmos uma nova edição, ainda mais completa e com muitas novidades para superar as expectativas, já iniciamos os trabalhos para estabelecermos a programação e tudo o que acontecerá para surpreender quem nos der o prazer de sua participação. Você terá a oportunidade de conferir quem já está com a presença definida para essa edição e, assim, já se programar para nos visitar. Agende-se e tenha a certeza de que será um excelente investimento em sua carreira. Espero que aprecie a leitura e que já se prepare para as surpresas e grandes novidades que estamos planejando para auxiliar você, profissional do setor. Boa leitura, bons negócios e nos vemos novamente em breve. Ilídio Gonçalves dos Santos Presidente FENAUTO

Revista Fenauto | 3


SUMÁRIO

08

10

06

28

O Brasil não é isso

Taxa média de participação do consórcio de veículos leves seminovos cresce 15% ao ano

VENDEDOR SNIPER

08

NOSSO MERCADO

Vendas de veículos seminovos e usados prossegue positiva

ABAC

30

MERCADO LIVRE

10

Reserva Online do Mercado Livre representa primeiro passo para a venda de veículos pela internet

Vale à pena investir na educação de funcionários em 2018?

31

18

O ano do SUV também no mercado de usados

Vem aí o 7º Congresso Fenauto

32

EDUCAÇÃO

CONGRESSO FENAUTO

27

TERMÔMETRO 2018, o ano do cão

4 | Revista Fenauto

OPINIÃO

EM FOCO

FENAUTO se reúne com Secretaria da Fazenda de São Paulo; FENAUTO com o DENATRAN; FENAUTO e Santander em Road Shows


CONSELHO EDITORIAL: Ilídio Gonçalves, Enilson Sales, Elis Maurício Siqueira, Maria Aparecida Smidt e Fáres Darwiche Editor e Jornalista Responsável: Jorge Luiz Mussolin (MTB 15.978) e-mail: mussa@fenauto.org.br Projeto Gráfico: be.érre design Impressão: Nywgraf Ltda Redes Sociais: Maná Publicidade Fotos: Arquivo FENAUTO / Divulgação

18 28

Av. Giovani Gronchi, 6195 - 10º andar - Conj. 1005 - Edificio GG Offices Center - Vila Andrade - CEP 05724-003 - São Paulo - SP www.fenauto.org.br - fenauto@fenauto.org.br Tel.: 11 - 4119.8586 / 11 2592.2326 As matérias assinadas nesta revista são de responsabilidade do autor não representando, necessariamente, a opinião da FENAUTO. Autorizada a reprodução total ou parcial das matérias, fotos e imagens sem assinatura, desde que mencionada a fonte. A reprodução de matérias e artigos assinados devem contemplar autorização prévia e por escrito do autor.

EXPEDIENTE:

12

CAPA Como será o amanhã Setor deve seguir com performance positiva

AGENCIAUTO/AL: VANDERLEI PRIETO AGENCIAUTO/AP: SOLANGE TEIXEIRA NUNES ASSOVEBA/BA: DANIELA PERES SINDIVEL/CE: JOSÉ EVERTON FERNANDES AGENCIAUTO/DF: PAULO HENRIQUE MAGALHAES POLI ARIVES/ES: MARCIO MENEGHIM AGENCIAUTO/GO: MATHEUS LIRA AGENCIAUTO/MA: RENATO DOMINICI SOARES AGENCIAUTO/MT: RICARDO JULIO JATHAY LAUB JR. SINDIVEL/MS: MARCELO ANDERSON MIRANDA ASSOVEMG/MG: GLENIO LEONARDO OLIVEIRA JR. ASSOVEPA/PA: MUDUALDO MONTEIRO DE OLIVEIRA ASSOVEPAR/PR: CESAR LUIZ LANÇONI SANTOS SINVEP/PB: WALDECK PINHEIRO COELHO ASSOVEPE/PE: ANTONIO GUEIROS SELVA AGENCIAUTO/PI: DOUGLAS ALEXANDRE M. LEITE AAVUR/RJ: ISIO KELNER SINDIREVE/RN: FRANCISCA VERÔNICA DA SILVA ASSOVESC/SC: RAFAEL SILVA ARVIESP/SP: LUIZ ANTONIO J. DE OLIVEIRA AVESE/SE: EDSON PRATA AGENCIAUTO/RS: RODRIGO DOTTO ALVA/SP: ÉCIO COSTA ARVEC/SP: LUIZ CARLOS MENDONÇA

Revista Fenauto | 5


VENDEDOR SNIPER

O Brasil não é isso (UMA MENSAGEM DE ESPERANÇA)

N

ão. O Brasil não é isso.

O Brasil somos eu e você, gente

sileiro que acredita que a vida

O Brasil não é esse

que acorda cedo e trabalha todos

pode ser melhor e não se cansa

congresso

corrupto,

os dias, porque sabemos que é

de ficar indignado. Você, meu

essa leva de prefeitos

assim que a vida se constrói. O

amigo, empresário, empreende-

descompromissados ou de de-

Brasil é dos professores que en-

dor, que viu seu segmento passar

putados, senadores e vereado-

sinam mesmo sem carteiras, ma-

por grandes baixas e que acre-

res atrás de salários e propinas.

terial e com salário atrasado, é

ditou que com o seu trabalho e

Não. O Brasil não é isso. O Bra-

dos garis que tomam três ônibus

determinação o processo iria se

sil tem a cara de quem acredita

para manter limpos os caminhos

reverteu e venceu, saiba que o

nesse país, que trabalha e faz de

de todos nós, é do empresário que

Brasil é isso. O Brasil é você e

seu negócio, de sua profissão,

aposta seu dinheiro para gerar

seu bom exemplo.

um exemplo de honestidade e

trabalho e renda num país incerto

Não se iludam nas próximas

de crença que a vida nesse país

cujo o governo trabalha contra ele.

eleições com os bandidos traves-

pode e deve ser melhor.

Precisamos parar de acreditar em

tidos de mocinhos, com velhos fin-

O Brasil é dos políticos e admi-

salvadores da pátria, boa parte da

gindo-se de novos, com o jovem

nistradores honestos, dos funcio-

podridão vem dessa crença nojen-

que acredita que a juventude é um

nários públicos e privados com-

ta de que esse ou aquele partido

valor em si mesmo. Ser jovem não

prometidos e podem acreditar que

vão nos salvar, enquanto traba-

quer dizer nada além disso. É pre-

eles existem sim. O Brasil não é

lhamos de sol a sol para construir

ciso ter um plano, acreditar nele

isso que a imprensa faz questão

uma vida digna.

e trabalhar. O brasileiro precisa

de mostrar todo dia. Esse país

O Brasil é das crianças que vão

aprender que a grande malandra-

podre da televisão é apenas um

para escola com fome, das mães

país sendo passado a limpo por

que esperam horas nas filas dos

A missão de cada brasileiro, a

gente que trabalha para melhorá-

hospitais, o Brasil é de cada bra-

tarefa de cada brasileiro é acredi-

gem é a honestidade.

-lo e se cansou de ver tanta roubalheira e podridão. O Brasil não é dos repartidos políticos, nem de um judiciário covarde, cheio de regalias e corporativista ou das estradas pedagiadas com sangue. O Brasil não é isso, podem acreditar. O Brasil não é das escolas que não ensinam, da saúde que causa doença, da segurança que nos amedronta ou de ladrões disfarçados de empresários para roubar seus clientes e seu país.

6 | Revista Fenauto

“Não se iludam nas próximas eleições com os bandidos travestidos de mocinhos, com velhos fingindo-se de novos, com o jovem que acredita que a juventude é um valor em si mesmo. Ser jovem não quer dizer nada além disso.É preciso ter um plano, acreditar nele e trabalhar. ”


tar. Sem essa crença não existe

mais desgraças que a televisão

que ter disposição para investir

esperança. Sem a esperança não

nos mostre todos os dias. Sai-

nessa estrela e transformar cada

existe futuro. Sem a visão de um

bam, meus amigos, o Brasil não é

um, a sua própria estrela, num

futuro melhor o mal terá vencido.

isso. O Brasil não é esse estado

grande sol de sucesso. E quando

E o mal não pode vencer. Aliás,

de desolação, essa podridão que

esse sol voltar a brilhar, transfor-

o mal não vence nunca, ele faz

parece não acabar, esse cinismo

má-lo no grande sol da felicidade.

estragos, mas nunca tem uma vi-

disfarçado de políticas públicas.

tória definitiva.

O Brasil é a força de sua multi-

O mal não venceu na primeira

plicidade racial, a beleza do sorri-

guerra, nem na segunda, nem com

so de sua gente, a disposição para

as mazelas comunistas da antiga

recomeçar

União Soviética ou da China ou

Cada brasileiro tem que se agarrar

as misérias terríveis criadas por

na menor esperança que tiver e

governos populistas, como o da

transformá-la numa arma contra o

Venezuela. O mal passa sempre

cansaço de tudo. Cada um de nós,

quando acreditamos que a vitória

como disse a poeta Helena Kolo-

pertence ao Bem. Por pior que os

dy, tem que se lembrar que nas-

tempos possam ter parecido, por

ceu com uma estrela na testa, tem

toda

segunda-feira.

Por Nailor Marques Jr é professor, escritor, palestrante, especialista em comunicação com o cliente e diretor do IMP-COACH. www.impcoach.com.br

Revista Fenauto | 7


NOSSO MERCADO

Vendas de veículos seminovos e usados prossegue positiva DADOS MOSTRAM QUE RESULTADO DE FEVEREIRO DESTE ANO FOI 4,4% SUPERIOR AO DO MESMO PERÍODO DO ANO PASSADO

A

FENAUTO divulgou ao

deste ano para veículos comercia-

fevereiro de 2018 com o mesmo

mercado os resulta-

lizados já está em 4,8% positivos.

mês de 2017.

dos da comercializa-

Em fevereiro foram comerciali-

O presidente da FENAUTO, Ilí-

ção de veículos se-

zados 986.346 veículos semino-

dio dos Santos, avaliou que o mo-

minovos e usados, no segundo

vos e usados contra 1.145.183 em

mento é positivo. Para ele, “apesar

mês de 2018.

janeiro. No acumulado de 2018, já

da variação natural dos números

Os dados comparativos do mês

são 2.131.529 os veículos que mu-

entre janeiro e fevereiro de 2018

de fevereiro de 2018, dão con-

daram de dono por todo o Brasil. A

(-13,9%), já que o período contou

ta de um movimento positivo em

maior procura ficou, novamente,

com menos dias úteis, acredita-

comparação ao mesmo período

por veículos com 9 ou mais anos

mos que os resultados deste ano

de 2017, alcançando o resultado

de uso. Esse índice atingiu 78,5%

deverão apresentar uma perfor-

positivo em 4,4%. O acumulado

de crescimento comparando-se

mance positiva gradativa.”

8 | Revista Fenauto


EVOLUÇÃO DAS VENDAS (Só Semi-novos e Usados) Segmento

Região

Tempo de Uso

Auto

Comerciais Leves

Revista Fenauto | 9


EDUCAÇÃO | VIVO APRENDENDO

Educação

Designa o processo de desenvolvimento e realização do potencial intelectual, físico, espiritual, estético e afetivo existente em cada ser humano. Diz respeito ainda à influência intencional e sistemática sobre o ser humano, com o propósito de formá-lo e desenvolvê-lo em uma sociedade. Aranha, 1996.

Vale à pena investir na educação de funcionários em 2018?

C

omeçamos um novo ano e as dúvidas de sempre para os empresários

continuam.

Será que este ano vai ser melhor? A economia vai melhorar? Como conseguir melhorar minhas vendas para meu empreendimento

10 | Revista Fenauto

Designed by Pressfoto / Freepik

crescer etc.


Logicamente, o cenário econô-

empreendimento e, assim, ofere-

uma pesquisa realizada nos Es-

mico atual, embora esteja apre-

cerem o que podem dar de me-

tados Unidos revelou que os cola-

sentando sinais de uma melhoria

lhor para atingir os objetivos que

boradores locais recebem 31h de

contínua (leve ainda), pode não

você determina a eles.

treinamento anual, enquanto que,

trazer muito entusiasmo para

O oferecimento de condições

no Brasil, esse total não chega a

para que eles busquem cada vez

16h/ano. Os americanos investem

Mas, mais do que nunca, preci-

mais desenvolver-se através da

perto de US$ 1208 anuais em trei-

samos pensar que o sucesso de

educação, que tenham perspecti-

namento de cada colaborador. Já

qualquer empresa, de qualquer

vas de adquirirem mais conheci-

no Brasil, esse valor não chega a

porte, não se baseia unicamen-

mento, aperfeiçoando seus atribu-

R$ 600,00 mesmo em empresas

te na perfeita coordenação dos

tos pessoais e profissionais, pode

de grande porte.

processos produtivos, vendas e

ser um grande atrativo para moti-

gerenciamento

var seus funcionários.

quem se faz essas perguntas.

das

atividades

É por isso que a FENAUTO coloca à disposição de todos os

para garantir a produtividade tão

Os consumidores, cada vez

profissionais de nosso setor uma

desejada. Baseia-se, também, e

mais, estão valorizando a aten-

oportunidade valiosa de cresci-

fundamentalmente, no desafio

ção, respeito e transparência com

mento. Trata-se do projeto Vi-

de manter seus colaboradores

que são recebidos nos comércios.

voAprendendo, uma plataforma

engajados e motivados com o

Por isso, investir em canais que

gratuita de treinamento e qualifica-

trabalho que executam, e os ob-

facilitem a educação e o treina-

ção profissional, com vídeos aulas

jetivos da empresa.

mento de seus funcionários, para

abrangendo áreas como lideran-

As pessoas têm uma forma de fu-

que aprimorem sua performance

ça, educação, vendas, gerencia-

gir da obsolescência: o aprendizado

profissional, pode ser uma boa

mento e muito mais.

contínuo – o autodesenvolvimento.

alavanca para a geração e concre-

Basta acessar o site, fazer o

As organizações também têm res-

tização de negócios em sua loja.

login e escolher o vídeo de seu

ponsabilidade e interesse no desen-

Com certeza, eles poderão reali-

interesse. Tudo é gratuito. Entre

volvimento das pessoas. Por isso,

zar suas funções de atendimento

no site da FENAUTO e comece

muitas investem em vários progra-

com mais facilidade, sintonizados

a desfrutar agora de todas es-

mas de desenvolvimento.

com o que há de mais atual no

sas vantagens.

assim,

Está esperando o quê para co-

sas vêm percebendo que ape-

Já há algum tempo as empre-

mais inovação e eficiência para a

meçar a preparar o seu futuro? Ele

nas oferecer bons salários e uma

realidade de sua empresa.

começa agora!

posição de destaque não é sufi-

mercado,

incorporando,

Como todo ser humano, precisam

EDUCAÇÃO É UMA ESTRATÉGIA CARA?

de desafios e perspectivas de

Infelizmente,

crescimento em outros sentidos

existe o mito de que oferecer um

da vida. Nos tempos atuais, é

programa de educação aos fun-

necessário colocar na mesa mui-

cionários é uma estratégia cara

to mais do que o lado financeiro

que onera as empresas. Para se

para que seus funcionários abra-

ter uma ideia de quanto ainda po-

cem as causas e objetivos do seu

deríamos investir nessa prática,

ciente para mantê-los motivados.

ainda

no

Brasil,

Por Cida Smidt, especialista em Business & Life Coaching e parceira da Fenauto.

Revista Fenauto | 11


CAPA

Como serรก o amanhรฃ? 12 | Revista Fenauto


Designed by Kues / Freepik

O

ano de 2018 começou e, com ele, as expectativas e previsões do que acontecerá? Quem é que ainda não se perguntou, neste começo

de ano, como será o amanhã? Embora o trecho da música escolhido para o título desta matéria não seja novidade, pois a música não é nova, ela sempre é lembrada quando passamos por momentos de incerteza. O cenário da nossa economia, um dos assuntos que mais preocupa os brasileiros atualmente, parece estar melhorando aos poucos. Segundo analistas de vários setores, tudo indica que a pior fase da tempestade já esteja se afastando, prenunciando um período mais favorável para a retomada do crescimento. Embora o desemprego ainda permaneça em patamares elevados, ele vem caindo aos poucos. Outro ponto favorável é que a inflação recuou. Enquanto que em 2015 a inflação oficial do País chegou ao alarmante patamar de 10%, o índice acumulado ficará abaixo dos 3% este ano. Com essas indicações positivas, a indicação é que o cenário da economia brasileira tende a melhorar em 2018, existindo até a perspectiva de que o Produto Interno Bruto (PIB) seja melhor em 2018. A expectativa registrada pelo Banco Central é de que o PIB tenha um crescimento de 2,7% neste ano. Para 2019, a projeção é que o PIB cresça 2,8%. Esses indicadores começam a provocar uma melhoria na confiança dos consumidores e, com isso, a possibilidade de um reaquecimento, mesmo que tímido e gradual, dos negócios em várias áreas. O que se vê com mais frequência, atualmente, é que o empresariado, em geral, já não está mais tão focado nas ques-

Revista Fenauto | 13


CAPA

tões de agenda macroeconômica, buscando ativar seus negócios cotidianamente, fazendo a economia girar. As boas notícias parecem estar retornando, também, ao setor automotivo em praticamente toda a sua cadeia produtiva. Acompanhamos, com interesse e satisfação os dados que a imprensa vem repercutindo nos últimos meses, mostrando um quadro mais otimista para este ano. No setor de produção de veículos, acompanhamos um crescimento de 15% no primeiro bimestre deste ano quando comparada ao volume de igual período de 2017. Os dados divulgados pela Anfavea, Associação dos Fabricantes, apontaram que as linhas de montagem entregaram pouco mais de 431,5 mil unidades, entre veículos leves e pesados. Na comparação com fevereiro de 2017, houve uma alta de 6,2%. O presidente da entidade, Antonio Megale, considerou positivo o fato de que a produção continua em curva ascendente na comparação anual. A entidade já havia divulgado, no começo deste ano, sua projeção para 2018, apontando uma produção de 3,05 milhões de veículos, traduzindo um aumento de 13,2% sobre os 2,7 milhões fabricados em 2017. Outra boa notícia divulgada pela entidade é

Acima, Antonio Megale, Anfavea: “É positivo o fato de que a produção continua em curva ascendente na comparação anual”

que a produção dos dois primeiros meses de 2018 ficou muito próxima da média dos últimos 10 anos. Entre o período de 2008 e 2017, a média foi de 443 mil unidades, com picos acima das 500 mil unidades em 2011, 2013 (ano excepcional com um recorde no setor) e 2014. Como consequência dessa notícia positiva, o número de pessoas empregadas também melhorou, ficando em 1,1% positivo comparando-se fevereiro com janeiro. Mas, a indústria automotiva ainda apresenta uma ociosidade que beira os 70% de sua capacidade total, o que mostra o imenso potencial que ainda existe para o crescimento desse setor e o retorno da normalidade.

14 | Revista Fenauto

Ao lado, Paulo Roberto Rossi, Abac: “A compra de veículo seminovos, via consórcio, foi bastante utilizada”


FINANCIAMENTOS, CONSÓRCIOS, IMPORTADOS, ZEROS E AUTOPEÇAS TAMBÉM REAGEM

parte de bancos e financeiras. Após seis anos de queda, o número de veículos zero quilômetro que foram adquiridos por meio de financiamento voltou a crescer em 2017.

As boas notícias não ficaram restritas apenas ao

Foram 1,8 milhão de unidades financiadas no

número de veículos fabricados, mas também ao

ano passado, uma alta de 3,5% em relação ao

crescimento do financiamento feito pelos bancos

resultado de 2016, conforme levantamento feito pela B3, que considera automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e motocicletas. Esse aumento nas vendas financiadas, segundo os analistas, é um reflexo da redução da taxa básica de juros, a Selic, e do fato de o desemprego ter começado a cair em 2017. As condições mais favoráveis, que reduzem o risco de calote, levaram o brasileiro a demandar mais crédito e diminuíram um pouco a restrição dos bancos em liberar o dinheiro. Pesquisas dão conta que o nível de aprovação de pedidos de financiamentos, que durante o período de retração do setor era de três a cada 10, subiu para quatro a cada 10 no segundo semestre do ano passado. Em 2012, quando as vendas bateram recorde, chegou a ser de sete a cada 10. De acordo com dados divulgados pela B3, o total de veículos financiados no Brasil cresceu 17,7% no primeiro bimestre de 2018, quando comparado com o mesmo período do ano passado. A boa notícia se expande quando se verifica o aumento no número de financiamentos

Acima, Alarico Assumpção Júnior, Fenabrave: “A venda de automóveis novos no Brasil cresceu 15,67% em fevereiro ante igual mês do ano passado, para 156,9 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus

de usados no primeiro bimestre do ano, com resultado positivo de 8,9%, passando de 505,8 mil unidades para 550,6 mil. O leitor poderá checar nesta mesma edição,

e instituições financeiras e aos carros comerciali-

que o presidente da Associação Brasileira das

zados, sejam eles novos ou seminovos e usados.

Administradoras de Consórcios - ABAC – Paulo

A Fenabrave computou seus dados no bimes-

Roberto Rossi, informa que a compra de veícu-

tre e anunciou que a venda de automóveis no-

lo seminovos, via consórcio, foi bastante utili-

vos no Brasil cresceu 15,67% em fevereiro ante

zada, como mostram os indicadores da B3 no

igual mês do ano passado, para 156,9 mil auto-

fechamento de 2017: ao partir da presença de

móveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

21,56% registrada em 2011 até os 50,49% do

Um dos motivos para essa retomada, além

ano passado, a taxa de crescimento avançou,

da confiança do consumidor que apresenta

em média, 15% ao ano ou quase 29 pontos

melhora, é a ampliação do financiamento por

percentuais no período analisado.

Revista Fenauto | 15


CAPA

Somando-se a essa boa informação, também

fevereiro deste ano dando conta que a receita

foram divulgados os dados da Associação Brasi-

líquida nominal do setor de autopeças em 2017

leira das Empresas Importadoras e Fabricantes

cresceu 22,1% sobre o registrado no ano ante-

de Veículos, Abeifa, que registrou nos dois pri-

rior. Houve crescimento em todos os segmen-

meiros meses de 2018, 5.002 carros emplacados

tos de mercado: 33% nas vendas para monta-

trazidos do exterior pelos associados da entidade.

doras; 20% nos negócios intrassetoriais; 9,3%

O Sindipeças (Sindicato Nacional da Indústria

na reposição; e 3,3% nas exportações medidas

de Componentes para Veículos Automotores)

em reais e 12,9%, em dólares. Os empregos no

e a Abipeças (Associação Brasileira da Indús-

setor continuam em expansão gradativa.

tria de Autopeças), divulgaram um relatório em

Se o mercado de quatro rodas continua retomando seus níveis de alguns anos, o de duas rodas também mostra reação positiva. A Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares - Abraciclo – também mostrou números animadores recentemente. A produção de motos cresceu em fevereiro, sobre janeiro, apesar do carnaval. O acumulado do bimestre revela quase 165 mil motocicletas montadas e alta de 10,7% sobre o mesmo período de 2017. As vendas no atacado, das fábricas para a rede,

Ao lado, Leandro Vilain, Febraban: “O setor de financiamentos de automóveis sempre foi um segmento interessante para os bancos”

alcançaram 146,8 mil motos e cresceram 8,4% sobre os dois primeiros meses do ano passado. No campo dos financiamentos, Leandro Vilain, diretor de Negócios e Operações da Federação Brasileira de Bancos – FEBRABAN – reconhece que “o setor de financiamentos de automóveis sempre foi um segmento interessante para os bancos e, com a estabilidade econômica e a redução das taxas de desemprego, o setor financeiro se sente mais confiante em oferecer linhas de crédito de mais longo prazo. O potencial do setor de veículos no Brasil ainda demonstra que podemos ter espaço para ofertas mais vantajosas para os clientes.” O executivo da entidade também destacou a importância do relacionamento com a FE-

Ao lado, Ilídio dos Santos, FENAUTO: “Acreditamos que os resultados deste ano deverão apresentar uma performance positiva gradativa”

16 | Revista Fenauto

NAUTO em diversas frentes, principalmente nos assuntos regulatórios, que oneram muito o


setor de veículos. Para ele, “a vantagem de

como resultado dos trabalhos implementados

tal parceria é buscar mútuo apoio para plei-

pelo planejamento desenvolvido pelos profis-

tos regulatórios e buscas de soluções para

sionais da entidade ao longo dos últimos anos.

problemas em comum. Estaremos sempre

“Vivemos um momento especial depois de

abertos a atuar em todas as frentes que as

amargar pelo menos dois anos e meio de mui-

entidades parceiras necessitarem.”

tas dificuldades e temos alguns fatores impor-

SEMINOVOS E USADOS ACOMPANHAM RECUPERAÇÃO

tantes que estão ajudando o segmento a se recuperar. Posso citar a gradual recuperação da economia, a volta da confiança dos consu-

Acompanhando esse movimento positivo de

midores, o intenso trabalho que estamos de-

praticamente todos os participantes da engre-

senvolvendo junto às Associações Estaduais e

nagem produtiva do setor automobilístico, o

lojistas, com encontros regionais para a troca

setor de veículos seminovos e usados também

de experiências e conhecimentos, a crescen-

mostrou sinais de uma recuperação gradual.

te visibilidade da FENAUTO na imprensa em

Segundo a FENAUTO, os resultados da co-

geral, o sucesso do Congresso FENAUTO e

mercialização de veículos seminovos e usa-

muitos outros motivos. Todas essas ações nos

dos, referentes ao segundo mês de 2018, dão

mostram que estamos no caminho certo para o

conta de um movimento positivo em compara-

fortalecimento constante da entidade”, conclui

ção ao mesmo período de 2017, alcançando o

o presidente.

resultado positivo de 4,4%. O acumulado des-

Um exemplo desse trabalho intenso desen-

te ano para veículos comercializados já está

volvido pela FENAUTO, já neste ano, foi o

em 4,8% positivos.

Road Show do Santander, realizado em São

Em fevereiro foram comercializados 986.346

Paulo, com grande sucesso. Para os próximos

veículos seminovos e usados contra 1.145.183

meses já estão agendados novos eventos,

em janeiro. No acumulado de 2018, já são

com o apoio de parceiros de peso.

2.131.529 os veículos que mudaram de dono

O mais importante, ressalta Ilídio dos Santos,

por todo o Brasil. A maior procura ficou, nova-

é “a nossa vontade de intensificarmos ainda

mente, por veículos com 9 ou mais anos de

mais os esforços para aumentar a participação

uso. Esse índice atingiu 78,5% de crescimento

da FENAUTO nas grandes decisões do setor,

comparando-se fevereiro de 2018 com o mes-

defender os interesses de nossos Associados,

mo mês de 2017.

criar condições para a realização de negócios

O presidente da FENAUTO, Ilídio dos

para fazer a economia girar. Trabalhando com

Santos, avalia que este momento é positi-

esse objetivo criaremos, assim, um clima favo-

vo. Para ele, “apesar da variação natural dos

rável e estável para que o segmento possa se-

números entre janeiro e fevereiro de 2018

guir adiante para atender as expectativas e os

(-13,9%), já que o período contou com me-

sonhos dos consumidores de adquirir seu car-

nos dias úteis, acreditamos que os resulta-

ro próprio. Com a realização da 7ª Edição do

dos deste ano deverão apresentar uma per-

Congresso Fenauto, em outubro, ampliaremos

formance positiva gradativa.”

ainda mais a troca de experiências e a possi-

Em sua avaliação, o momento vivido pelo

bilidade de geração de negócios para milhares

setor é resultado de uma série de fatores im-

de profissionais do nosso país. Esse sempre

portantes que vêm acontecendo naturalmente,

foi e será nosso objetivo principal. Esse deverá

com a acomodação natural do mercado, ou

ser o nosso amanhã.”

Revista Fenauto | 17


CONGRESSO FENAUTO

Congresso

FENAUTO E

le está de volta em 2018, novamente

grande

lizado no Espaço de Eventos Pro

estilo. Sim, prezado leitor,

Magno, em São Paulo, pelas ex-

em outubro, entre os dias

celentes condições que o local

16 e 17, você terá a oportunidade

ofereceu não só aos visitantes,

público participante e entre-

de conhecer as novidades que a 7ª

mas também aos organizadores e

vistado. O evento foi muito

Edição do Congresso FENAUTO

expositores.

bem avaliado, com uma

está preparando para você. E, cá

média geral de 4,79 – em

entre nós, serão muitas!

O 7º Congresso FENAUTO pode ser considerado um grande sucesso segundo o

em

Novamente o evento será rea-

Os planos para o 7º Congresso são ambiciosos. A nova edição

O planejamento e logística de

contará com uma área de exposi-

satisfação do público pre-

mais uma edição desse que é o

ção de 6.150m2, sendo 4.587m2

sente se deu tanto no aspec-

mais representativo e reconheci-

para estandes e espaços de divul-

to de organização como de

do evento do setor de automóveis

gação e circulação, e o restante

conteúdo, duração, horário

seminovos e usados já começou

(1.563m2) para a plenária, que

e qualidade das informações

desde o final de outubro passado,

terá uma capacidade para aco-

ali apresentadas.

mesmo antes de toda a estrutura

modar até 1.200 congressistas.

estar desmontada.

Como se pode perceber logo, os

uma escala de 5 pontos. A

18 | Revista Fenauto


vai uma dica para quem estiver interessado em participar da Ex-

O item “Organização” vem

poFENAUTO: reserve já o espaço

melhorando constantemen-

para seu estande, pois a procura

te na boa avaliação, supe-

está sendo grande e você corre o

rando as versões passadas

risco de ficar de fora.

do evento. Em uma escala

As avaliações registradas pelos

de 0 a 10, o 4º Congresso

participantes, em 2017, dão con-

obteve 9,62 pontos, o 5º

ta de um grau de satisfação rara-

Congresso, 9,67 e o 6º

mente encontrado em eventos e

Congresso, 9,76.

congressos. De um total de quase 800 visitantes que estiveram presentes nos dois dias de Congresso, recebemos o feedback positivo da grande maioria. Confira os principais pontos revelados pela pesquisa de satisfação realizada para o evento, nos boxes em azul, ao longo desta matéria.

os participantes na geração de negócios e na administração de suas revendas. Para manter esse padrão de qualidade, a FENAUTO adotou um sistema inédito, para o próximo Congresso, decidindo por escolher as palestras e palestrantes mais bem avaliadas em cada uma

As palestras com maiores

das edições anteriores do even-

médias positivas de ava-

to. Assim, quem ainda não teve

liação (4,87, 4,83 e 4,79)

a oportunidade de participar e

foram a de Leandro Karnal,

aproveitar todas as dicas apresen-

Paulo Storani e José

tadas por esses palestrantes, po-

Roberto Guimarães. Eles

derá fazê-lo, agora, nesta edição

visitantes terão uma ampla área

foram seguidos por Dado

de 2018.

para visitar os expositores de

Scheneider (4,74); Cláudio

Alguns desses profissionais que

produtos e serviços voltados ao

Tomanini (4,74), e Jean

marcaram época já estão confir-

segmento. A expectativa é prati-

Klaumann (4,53).

mados com palestras para a pró-

camente dobrar a quantidade de

xima edição. Confira quem já está

estandes que estiveram presentes

agendado como palestrante para

em 2017, em vista dos excelentes resultados que os expositores obtiveram na edição passada. E aqui Todos os tipos de palestras e palestrantes foram muito bem avaliados, pois todos tiveram médias acima de 4, em uma escala de 5 pontos como máximo.

PALESTRANTES DE RENOME

o 7º Congresso FENAUTO:

Clóvis de Barros Filho

Um dos pontos fortes mais bem

Clóvis de Barros Filho é doutor e

avaliados nos Congressos da FE-

livre-docente pela Escola de Co-

NAUTO, em todas as edições, é a

municações e Artes da USP, com

escolha de palestrantes altamen-

uma carreira de palestrante há

te qualificados. Todos, sem exce-

doze anos no mundo corporativo.

ção, sempre trazem apresenta-

Além disso, o profissional desen-

ções que contam com conteúdos

volveu, também, uma profícua

significativos que auxiliam muito

carreira como consultor e autor.

Revista Fenauto | 19


CONGRESSO FENAUTO

vis, Pompeu, Júlio. Somos todos

(Alemanha e Itália) e do FIA – Fó-

canalhas. Casa da Palavra, 2015

rum Internacional de Administra-

Barros Filho, Clóvis, Pompeu, Jú-

ção (México), sendo responsável

lio. A filosofia explica as grandes

pela abertura e encerramento

questões da humanidade. Rio de

dos maiores eventos empresa-

Janeiro: Casa da Palavra, 2013

riais do Brasil e presença cons-

Barros Filho, Clóvis, Praça, Sér-

tante nos principais congressos

gio. Corrupção: Parceria degene-

e fóruns de RH, Liderança, Coo-

rativa. Ed. Papirus 7 Mares, 2014

perativismo, Associativismo, Em-

Barros Filho, Clóvis, Cortella, Ma-

preendedorismo, Administração,

rio Sergio. Ética e vergonha na

Marketing e Vendas.

cara! Ed. Papirus 7 Mares, 2014

É autor das obras “Atitudes

Barros Filho, Clóvis, Meucci, Ar-

Vencedoras”,

apontado

thur. O Executivo e o Martelo: re-

uma das 5 melhores do gêne-

flexões fora da caixa sobre ética

ro, “51 Atitudes Essenciais para

nos negócios. São Paulo: HSM

Vencer na Vida e na Carreira” e

Editora, 2013.

“Revolucione

seus

como

Negócios”.

Recentemente, lançou o livro “Ati-

Carlos Hilsdorf

Clóvis de Barros Filho

tudes Empreendedoras”.

Carlos Hilsdorf é reconhecido

Colunista de importantes veícu-

pelo mercado empresarial como

los nacionais, Hilsdorf é referência

um dos melhores palestrantes do

em desenvolvimento humano no

Brasil. Ele é economista, pós-gra-

país. Milhões de pessoas são im-

duado em Marketing pela FGV,

pactadas todos os dias por seus

Entre os principais livros publi-

autor, consultor de empresas e

posts nas redes sociais, em que

cados por Clóvis de Barros Filhos

profundo conhecedor do compor-

conta com mais de um milhão e

estão as seguintes obras (tam-

tamento Humano.

meio de seguidores diretos.

bém em parceria com grandes

Já realizou diversas palestras

autores): Barros Filho, Clóvis,

para públicos da América Latina,

Lima, Adriano da Rocha. Inova-

Estados Unidos e Europa.

ção e Traição. Ed. Vozes, 2017

Inovou o mercado de educação

Barros Filho, Clóvis, Pondé, Luiz

corporativa com sua metodologia

Felipe. O que move as paixões.

pioneira, que trabalha, simultanea-

Papirus 7 Mares, 2017 Barros

mente, comportamento e negócios

Filho, Clóvis, Calabrez, Pedro.

e utiliza elementos lúdicos associa-

Em busca de nós mesmos. Cita-

dos à Andragogia (arte ou ciência

del Grupo Editorial, 2017 Barros

de orientar adultos a aprender,

Filho, Clóvis, Karnal, Leandro.

segundo a definição cunhada na

Felicidade ou Morte. Papirus 7

década de 1970 por Malcolm Kno-

Mares, 2016 Barros Filho, Clóvis,

wles), no ambiente empresarial.

Meucci, Arthur. A vida que vale a

Carlos Hilsdorf já participou

pena ser vivida. Petrópolis: Ed.

como palestrante dos Congres-

Vozes, 2011 Barros Filho, Cló-

sos Mundiais de Administração

20 | Revista Fenauto

Carlos Hilsdorf


Um marco na história da FENAUTO! Nós, que acompanhamos a Federação, e

que os processos de vendas fiquem mais se-

patrocinamos o congresso desde 2013, po-

guros e mais confiáveis para os consumidores,

demos afirmar que o último foi um marco na

para os revendedores e para os bancos.

história da FENAUTO.

O avanço da tecnologia e a necessidade de

Foi um sucesso, tivemos uma série de pa-

reciclagem constante transformam o congres-

lestras interessantes voltadas para o desenvol-

so em um momento único e fundamental para

vimento do mercado e expositores ávidos por

o crescimento e desenvolvimento de todos os

fazer negócios e trocar experiências com todos

envolvidos com o mercado de veículos usados.

os participantes. O local escolhido não poderia ter sido me-

Wilson José Assis Diniz Superintendente de Veículos

lhor, pois atendeu tanto em espaço quanto em comodidade, já que era de fácil acesso e amplo o suficiente para receber todos os expositores e visitantes, confortavelmente. É gratificante, para nós do Banco PAN contribuir e participar ativamente da evolução e do sucesso dessa Federação, que tem buscado, incansavelmente, oferecer conhecimentos, técnicas de vendas e de administração, além de patrocinar a integração entre os revendedores de veículos usados de todo o país. Entendendo a importância e a relevância do evento para a classe de revendedores e para nós, que “caminhamos de mãos dadas” com a FENAUTO, nós decidimos trazer todos os gerentes do país para usufruir de todo o conhecimento que foi oferecido nos dois dias do evento. Certos de que ganhamos muito com esta ação, faremos o mesmo movimento no próximo Congresso. Continuar apoiando a FENAUTO e o Congresso faz parte na nossa estratégia de atuação, pois nós acreditamos que uma Federação forte, e imbuída na busca do desenvolvimento da classe, garante

Revista Fenauto | 21


CONGRESSO FENAUTO

Estar próximo do setor de revendas de automóveis seminovos e usados é muito importante O Congresso FENAUTO e a ExpoFENAUTO,

nário atual e traçar tendências que beneficiem

mais uma vez, se notabilizou pela alta qualida-

todo o mercado, em especial o consumidor.

de dos palestrantes e do espaço de exposição.

Para a B3, estar próximo do setor de re-

Esta nova configuração facilitou a interação com

vendas de automóveis seminovos e usados é

todos os congressistas e nos deu a oportunida-

muito importante. Temos orgulho de oferecer o

de de apresentar a nossa nova marca, resultado

Sistema Nacional de Gravames (SNG), um hub

da fusão entre a BM&FBovespa e a Cetip.

privado de informações sobre restrições finan-

Na ocasião, conseguimos reafirmar nosso

ceiras que há mais de 20 anos vem ajudando

compromisso com o setor, compreender o ce-

a evitar fraudes sistêmicas e funcionando como um verdadeiro termômetro do mercado de crédito de veículos. Nossa parceria com o setor é antiga e rende bons frutos. O SNG é uma conquista de todo o mercado, pois garante a instituições financeiras, revendedores e ao consumidor segurança na hora de financiar um veículo. Sua maior vantagem é reunir, num único banco de dados, todas as informações dos veículos que são garantia nas operações de crédito – e são as próprias instituições financeiras as responsáveis pela atualização dos dados contidos no sistema. Isso proporciona total transparência ao mercado. Sem dúvida, o principal beneficiado com a implantação e o funcionamento do SNG são os consumidores. Com a eliminação das fraudes sistêmicas – ou seja, um veículo não pode mais ser dado como garantia em mais de uma operação financeira, o que ocorria antes do SNG. Com isso, o risco de conceder crédito caiu consideravelmente, movimento que arrastou para baixo as taxas de juros. Temos orgulho dessa trajetória e esperamos que os benefícios do SNG continuem a contribuir com o desenvolvimento do mercado de veículos. Iroilton Oliveira de Medeiros Diretor Comercial e de Produtos da Unidade de Financiamentos da B3

22 | Revista Fenauto


Uma parceria de grande valia! É com muita satisfação que o Itaú Unibanco

Assim como a FENAUTO, procuramos sem-

participará da 7ª edição do congresso anual

pre agregar valor para toda a cadeia automo-

da Federação Nacional das Associações dos

tiva e contribuir para os negócios. Pensando

Revendedores de Veículos Automotores - FE-

nisso, estamos sempre desenvolvendo ferra-

NAUTO, importante evento do setor de veícu-

mentas que aprimorem a eficiência do negócio

los seminovos e usados. Encontros como esse,

do lojista e ofereçam melhor experiência ao

que promovem palestras de profissionais re-

consumidor final para aquisição de veículos.

nomados sobre variados temas, mas com um

Continuaremos trabalhando para oferecer os

mesmo propósito, fazem a diferença nas ativi-

melhores produtos e serviços com valor agre-

dades do dia a dia e ajudam a driblar desafios.

gado para o lojista.

A troca de informações e experiências entre os participantes e a possibilidade de fazer ne-

Rodnei Bernardino de Souza, Diretor do Itaú Unibanco

gócios tornam o evento interessante e atrativo para empresas e profissionais do setor. O mercado de veículos vem enfrentando muitos desafios nos últimos anos. Felizmente, os números mostram recuperação e nos dão confiança para continuarmos em busca de melhores resultados. Estamos otimistas e acreditamos em um ritmo consistente para o segundo semestre de 2018, que deve acompanhar a melhora da economia. Já podemos perceber esse cenário no Itaú Unibanco. Em 2017, concedemos 10,5 bilhões de reais em crédito para que clientes pessoas físicas e jurídicas pudessem financiar seus veículos no Brasil. O número é 11,3% maior do que o valor destinado ao segmento em 2016. A parceria com a FENAUTO será de grande valia para fortalecer nossa presença no setor de veículos seminovos e usados. É mais um canal para nos aproximarmos dos profissionais dessa indústria e dividirmos conhecimentos e experiências. Participar de um evento com a FENAUTO é uma oportunidade para nos alinharmos e nos unirmos ainda mais diante de rápidas e constantes transformações.

Revista Fenauto | 23


CONGRESSO FENAUTO

Ter um parceiro como a FENAUTO é essencial para nós! O Congresso anual da FENAUTO vem se con-

essencial, além, obviamente de entender,

solidando como o grande evento do setor no

atender e surpreender o cliente, com muita

Brasil, com um público cada vez maior, e com

garra e vontade de fazer o cliente mais satis-

a presença de todos os participantes do mer-

feito e o negócio prosperar! Os palestrantes

cado automotivo. Os temas das palestras vêm

foram do mais alto nível e fiquei muito entu-

em um ótimo momento de mudança que vem

siasmado com a qualidade do conteúdo ex-

ocorrendo em toda a sociedade e, consequen-

posto no Congresso.

temente, no nosso mercado, principalmente na questão da digitalização.

A presença no setor de veículos seminovos e usados é estratégica para o Santander. Acre-

Com isso, o foco em vendas, tanto no mun-

ditamos muito na evolução do mercado do Bra-

do físico, quanto no mundo digital, se torna

sil e somos um banco que irá apoiar, cada vez mais, o lojista nas soluções do seu dia a dia, de forma inteligente, gerando mais negócios! A participação no Congresso é fundamental para estarmos próximos de nossos parceiros e colaborar com todo o ecossistema. Sem dúvidas, o Santander enxerga a parceria Banco X FENAUTO como uma oportunidade para a geração de negócios e fortalecimento do setor de veículos seminovos e usados. A FENAUTO é um parceiro muito importante, que vem apoiando a todos na compreensão e adaptação a essa grande revolução do mercado! Além disso, a organização do setor é algo muito saudável e será um grande impulsionador para os próximos anos. Acreditamos fortemente no crescimento sustentável do mercado e, sem dúvidas, diversas mudanças ainda ocorrerão. Ter um parceiro como a FENAUTO é essencial para nós! André de Carvalho Novaes Diretor Santander Financiamentos

24 | Revista Fenauto


Revista Fenauto | 25


CONGRESSO FENAUTO

ExpoFENAUTO Se você perdeu a oportunidade de

e satisfação dos expositores pela

importante manter a visibilidade

mostrar seus serviços e produtos

receptividade e feedback que ob-

de sua marca junto ao seu públi-

a um público altamente qualifica-

tiveram no evento. Todos os ex-

co. Se vai participar pela primeira

do, responsável pela geração de

positores tiveram a oportunidade

vez, pense na importância de co-

negócios no mercado de veículos

de atender um público interessa-

meçar a montar e gerenciar uma

seminovos e usados, uma nova

do em seus produtos e novidades

rede de profissionais interessan-

oportunidade está sendo colocada

ali apresentadas, em um clima de

tes para a geração de negócios

em suas mãos.

descontração e satisfação.

para sua empresa.

A edição 2018 da ExpoFENAU-

A ExpoFENAUTO, mesmo com

Portanto, se sua empresa tem

TO, a ser realizada concomitante-

poucas edições realizadas, já é

produtos ou serviços que interes-

mente ao Congresso FENAUTO,

reconhecida pelo mercado como o

sam a esse público que partici-

conta com muito mais espaço para

maior e mais bem montado evento

pará da 7ª Edição do Congresso

abrigar expositores que desejem

para a geração de negócios, troca

FENAUTO, aproveite agora para

potencializar seus negócios. O

de experiências e know-how entre

expô-los. Conhecendo o planeja-

número de expositores, para esta

os participantes, e muita interativi-

mento de marketing que foi idea-

nova oportunidade de negócios

dade. Por ser a extensão negocial

lizado para a edição deste ano,

deve, praticamente, triplicar.

do Congresso, que se pauta pela

você não terá o desejo de ficar de

A área para a montagem de es-

apresentação de grandes e impor-

fora e, com isso, ficar mais um ano

tandes, para essa que promete

tantes palestrantes, atraindo um

longe de seu público-alvo.

ser uma edição com uma abor-

público qualificado, se tornou um

Fale agora mesmo com a FE-

dagem totalmente inédita no seg-

absoluto sucesso de visitação e

NAUTO e descubra por que a

mento de automotivos, contará

realização de negócios.

ExpoFENAUTO é o evento que

com mais de 4.500 m2 por onde

Se você já participou de edi-

os convidados poderão circular.

ções anteriores, sabe o quanto é

mais combina com o perfil de seus clientes e com a sua empresa.

O local é um espaço incrível, de fácil acesso e toda a comodidade necessária para se realizar um evento de sucesso. A ExpoFENAUTO é a maior área de exposição já dedicada à apresentação de empresas voltadas para empresas que atuam no setor de veículos seminovos e usados, em qualquer evento do ramo automobilístico. E você não vai querer perder essa grande oportunidade, não é? A comercialização dos espaços para os estandes já começou ao final da Exposição em 2017, devido ao grande sucesso de público

26 | Revista Fenauto

A ExpoFENAUTO, mesmo com poucas edições realizadas, já é reconhecida pelo mercado como o maior e mais bem montado evento para a geração de negócios, troca de experiências e know-how entre os participantes, e muita interatividade.Por ser a extensão negocial do Congresso, se tornou um absoluto sucesso de visitação e realização de negócios.


TERMÔMETRO

2018, o Ano do Cão

N

o horóscopo chinês, o ano de 2018 é o

melhor composição de resultados e, sobretudo,

ano do Cão. Este será o ano da solida-

aprendemos a comprar melhor para obtermos

riedade. Para os que não acreditam em

melhores margens.

horóscopo, e muito menos em chinês,

Neste novo cenário de aprendizado, o lojista

que é o meu caso, resta-nos analisarmos as opor-

multimarca demonstrou sua versatilidade e ca-

tunidades de um ano de eleições majoritárias.

pacidade de reagir a novos desafios.

No passado, isto significava um ano de mui-

Durante toda a crise, enquanto setores mais

tas esperanças. Hoje, o empresário brasileiro

pujantes se debatiam em números vermelhos,

já sabe que o seu negócio depende exclusiva-

o setor de seminovos e usados superou os obs-

mente de sua estratégia de aproveitar as opor-

táculos. Não sem arranhões, mas com números

tunidades que se apresentarem, com muito tra-

que faziam inveja a quem vivia a se lamentar.

balho e competência. Enquanto o cenário político patina entre de-

Deu exemplos e foi seguido, indicando saídas nunca, ou pouco trilhadas.

lações, prisões, recursos e mais recursos, e

O Ano do Cão, revela uma perspectiva de re-

algumas tímidas tentativas de uma agenda

tomada e, se nada de catastrófico acontecer, o

minimamente positiva, a economia confirma

nosso setor deve crescer um pouco acima da

a tendência de ignorar solenemente o caos e

expectativa de crescimento do PIB. O que deve

segue dentro do que lhe é permitido crescer.

confirmar a competência dos que sobreviveram

Uma tentativa heroica do empresariado brasi-

e sobrevivem às turbulências advindas da pés-

leiro de resistir bravamente à incompetência,

sima gestão pública que esperamos superar

bagunça e trapalhadas do setor público. Com

nas próximas eleições.

raríssimas exceções.

Que venha o “Ano do Cão”.

O empresário brasileiro do pós-crise (se é que já podemos confirmar estes novos tempos), aprendeu à duras penas que, se ele não resolver seus problemas com uma ótima gestão, e com sacrifícios relevantes, nada o salvará da vala comum da quebradeira. Em nosso setor, aprendemos a gerenciar melhor os parcos recursos, enxugar tudo o que for supérfluo, ou pouco significativo para uma

Por Enilson Sales, Diretor Vice-Presidente da FENAUTO

Revista Fenauto | 27


Designed by ijeab / Freepik

ABAC

Taxa média de participação do consórcio de veículos leves seminovos cresce 15% ao ano

28 | Revista Fenauto


O

maior

conhecimento

do tem no momento da aquisição,

tores, dos quais 3,5 milhões de

da essência da Edu-

permite entender que o desejo

participantes de grupos de veícu-

cação

Financeira,

inicial por um modelo ou marca te-

los leves, possibilita o consumidor

bem como a convi-

nha mudado, inclusive na análise

escolher e adquirir os vários mo-

vência com a crise econômica nos

do preço versus estado ou equipa-

delos de automóveis, utilitários e

últimos anos, provocou mudanças

mentos dos veículos. Com isso, a

camionetas, novos e seminovos,

significativas no perfil do consu-

preferência por um seminovo mais

após a contemplação por sorteio

midor comprador de veículos. Ao

completo a um zero mais simples

ou por lance.

considerar o limite do orçamento,

é compreensível. Some-se ain-

apoiado em suas necessidades

da a possibilidade de uso de até

individuais ou familiares, a aquisi-

10% do valor do crédito para arcar

ção de veículos leves pelo consu-

com despesas referentes a tribu-

REGIÕES DO BRASIL MOSTRAM EXPANSÕES

midor passou a ser analisada com

tos, transferência de propriedade,

O maior registro de evolução

mais planejamento e adequado à

documentação e seguro. O mais

ocorreu na região Centro-Oes-

gestão de finanças pessoais.

importante, no geral, é o senti-

te com aumento de 31,29 pon-

Entre essas mudanças, a com-

mento de que o consorciado tem

tos percentuais, ao avançar de

pra de veículo seminovos via con-

por possuir condição semelhante

26,03%

sórcio foi bastante utilizada, como

a quem tem dinheiro no bolso, o

(2017). Paralelamente, a região

mostram os indicadores da B3 no

verdadeiro poder de compra, que

Sudeste ampliou sua presença

fechamento de 2017: ao partir da

o possibilita decidir pelo bem que

em 30,73 pontos percentuais,

presença de 21,56% registrada

mais lhe convier”.

ao saltar de 30,66% (2011) para

(2011)

para

57,32%

em 2011 até os 50,49% do ano

Com uma história de mais de 55

passado, a taxa de crescimento

anos, o Sistema de Consórcios,

Na sequência, a região Nordes-

avançou, em média, 15% ao ano

que começou junto com a indús-

te apresentou pouco mais do triplo

ou quase 29 pontos percentuais

tria automobilística na década de

de presença em sete anos. Depois

no período analisado.

61,39% (2017).

60, aprimorou-se e atualmente

de atingir 10,16% (2011), chegou

Portanto, nos últimos sete anos,

conta com quase de 7 milhões de

a 36,59% no ano passado, um au-

o comportamento do consorciado

consorciados ativos, sendo seis

mento de 26,43 pontos.

do setor automotivo vem se modi-

milhões só em veículos automo-

Os três estados que for-

ficando e dividindo a pre-

mam a região Sul, além de

ferência no momento da

mostrarem o maior percen-

compra de um automóvel

tual de participação com

zero km ou usado.

71,11% em 2017 contra

Segundo Paulo Roberto

54,19 em 2011, contabili-

Rossi, presidente execu-

zaram alta de 16,92 pontos

tivo da ABAC Associação

percentuais.

Brasileira de Administra-

Por último, porém tão im-

doras de Consórcios, “uma

portante como as demais, a

das principais caracterís-

região Norte sinalizou uma

ticas do Sistema de Con-

quase quadruplicação de

sórcios, que é ampla a li-

participação: enquanto em

berdade e flexibilidade de

2011 era de 6,53%, no ano

escolha que o contempla-

passado atingiu 21,52%.

Revista Fenauto | 29


MERCADO LIVRE

Reserva Online do Mercado Livre representa primeiro passo para a venda de veículos pela internet

LANÇADA NO ÚLTIMO CONGRESSO FENAUTO, A FERRAMENTA AUXILIA CLIENTES A RECEBER CONTATOS QUALIFICADOS E REALIZAR MAIS VENDAS PELA PLATAFORMA

O

O lançamento representa um

o posicionamento de seus anún-

grande passo para que no futu-

cios nas buscas. Outro benefício

ro a compra de um veículo seja

para os vendedores é a sinaliza-

completamente realizada dentro

ção do potencial de vendas de

da plataforma. Até então, só era

seus veículos, facilitando a gestão

possível visualizar o anúncio e

e a concretização dos negócios.

contatar o vendedor, realizando

Disponível desde o fim de 2017,

a compra diretamente, no mode-

o serviço de reserva já começa a

lo tradicional de classificados on-

ser recomendado pelos vendedo-

line e offline. Agora, basta pagar

res: “temos casos de clientes que

um sinal e depois combinar a en-

aumentaram o número de visitas

trega e o restante do pagamento

aos seus anúncios em 10 vezes

com o vendedor.

em função do número de reservas

Para os vendedores, a Reserva

bem-sucedidas. Com mais desta-

Online é fundamental para criar

que, a tendência é que o vendedor

seus índices de reputação no site

receba mais contatos de compra-

– outra inovação para o segmen-

dores, e haja mais conversões

to de classificados online. Quanto

de vendas”, explica Caio Ribeiro,

mais reservas bem-sucedidas o

Diretor de Operações de Classifi-

traz

vendedor tiver, melhor será a sua

cados na América Latina do Mer-

ao mercado latino-a-

reputação e, consequentemente,

cado Livre.

Mercado

Livre

mericano a Reserva Online, solução que

permite o pagamento de um sinal, dentro da plataforma, para a compra de carros, motos, caminhões e demais veículos. Lançada no último Congresso Fenauto, em outubro, e disponível gratuitamente, o sistema garante a reserva de forma rápida e segura, e pode ser feito em multiplataformas.

30 | Revista Fenauto

“Temos casos de clientes que aumentaram o número de visitas aos seus anúncios em 10 vezes em função do número de reservas bemsucedidas.Com mais destaque, a tendência é que o vendedor receba mais contatos de compradores, e haja mais conversões de vendas”,


OPINIÃO

O ano do SUV também no mercado de usados

Q

uase todas as montadoras e im-

mercado de novos que se expande no Brasil e

portadoras estão investindo no

no mundo.

segmento de utilitários esportivos, explorando uma procura cada vez

maior do consumidor.

ATENDIMENTO ANTES DE MARCA O estudo feito pela J.D. Power para saber o

Essa animação tem razão de ser: ocorre gra-

que leva o consumidor brasileiro a comprar

ças ao formidável desempenho desse segmen-

um carro é um alento ao comerciante de car-

to no mercado brasileiro. De cada dez carros

ros usados. As razões de compra, claro, são

vendidos no Brasil, dois são utilitários esporti-

muitas e variadas, mas a consultoria destacou

vos. Trata-se, portanto, de um mercado para

duas delas, que merecem ser analisadas:

lá de atraente. Só no ano passado foram 415 mil unidades e é o segmento que mais cresceu: aumento de 37% em 2017.

• A disponibilidade do veículo na configuração desejada; • O bom tratamento oferecido ao cliente.

No setor de importados o comportamento é o

A primeira razão (a disponibilidade), se aten-

mesmo: nada menos do que 13 dos 15 impor-

dida, produz uma lealdade de 50% dos clien-

tados mais vendidos são utilitários esportivos.

tes, quer dizer: com certeza o cliente vai com-

E essa tendência atinge o mercado de usa-

prar a mesma marca novamente. Isso é objeto

dos. Afinal, o consumidor de novos e usados

da montadora. Mas o segundo item, “o bom

é o mesmo no que se refere a desejo de com-

tratamento ao cliente”, garante fidelidade de

pra. A diferença pode ser a limitação financeira

47%. Aqui sim o mercado de usados pode ser

ou mesmo a opção pelo usado: assim como

beneficiado. Independentemente da marca e

há clientes ávidos por serem os primeiros a

modelo vendido hoje, o comprador pode voltar

comprar a novidade que surge no mercado, há

no ano que vem, na troca por um mais novo, ou

aqueles que preferem observar o lançamento

mesmo antes, na compra de outro carro para a

por algum tempo e comprar um ou dois anos

família, desde que ele se encante com o aten-

depois, o seminovo, já depreciado. Portanto, a

dimento que o lojista proporcionar.

um custo bem menor. Além disso, essa explosão de novidades no setor de SUVs começa a colocar no mercado secundário uma infinidade de opções para o comprador de usados. Soma-se a isso a tendência da troca mais rápida do novo, com a avalanche de novidades que surgem a cada dia. Assim, é de se supor que vai crescer ainda mais a procura por SUVs usados e seus assemelhados este ano, seguindo a tendência do

Por Joel Leite, jornalista. Diretor da Agência AutoInforme, responde pelos sites AutoInforme e EcoInforme. Apresenta o Boletim AutoInforme nas rádios Bandeirantes, Band News e Sulamérica Trânsito

Revista Fenauto | 31


EM FOCO

FENAUTO se reúne com Secretaria da Fazenda de São Paulo

A

Diretoria da FENAUTO par-

de veículos seminovos e usados,

ticipou de uma reunião com

de 95% para 90%. A Federação

somente no Estado de São Paulo,

representantes da Secretaria da

mostrou que esse Decreto esta-

congrega 12.500 lojas, empre-

Fazenda do Estado de São Paulo.

beleceu uma situação de enorme

gando diretamente perto de 80

disparidade entre lojistas do Es-

mil profissionais que estão sendo

presença de Ilídio dos Santos

tado de São Paulo e profissionais

afetados por essa nova situação.

(Presidente da FENAUTO), Ecio

O encontro contou com a

A FENAUTO mostrou que,

de outros Estados da União, já

Tendo a esperança de rever-

Costa (Presidente da ALVA), o

que, os aqui instalados, passa-

ter esse quadro aflitivo, e certos

Deputado Estadual Vaz Lima,

ram a arcar com o maior valor de

de que a nossa categoria já

Ney Faustini e Jorge L. Khalil

cobrança feito em todo o país.

contribuiu consideravelmente

(Diretores da ABRAC), João

Com essa situação que des-

para o reequilíbrio da arrecada-

B. Simão (Vice-presidente da

respeita a isonomia entre os

ção do Estado de São Paulo, a

Fenabrave), Marcelo Franciulli

profissionais da mesma atividade,

FENAUTO solicitou ao Secretário

(Diretor Executivo da Fenabra-

onerando demasiadamente os

da Fazenda que a decisão do

ve), Edson Zanetti (Inteligência

lojistas do Estado de São Paulo

aumento provocado pelo Decreto

de Mercado da Fenabrave) e a

com uma diferença brutal de

nº 62.246/2016 seja cancelada,

equipe Tributária da Secretaria

tributação, os lojistas do Estado

retomando-se o desconto original

da Fazenda, chefiada por Luiz

vêm amargando grandes prejuí-

de 95% aplicado anteriormente a

Claudio R. de Carvalho.

zos, com a consequente diminui-

esse Decreto.

Na ocasião, a entidade apre-

ção de investimentos em suas

Com essa decisão, a entidade

sentou sua preocupação com a

lojas, redução de empregos para

está certa de que os empresá-

alteração introduzida pelo Decreto

manter o negócio funcionando e

rios de nosso setor poderão vol-

nº 62.246/2016 (DOE-SP de

uma grande e clara injustiça fiscal

tar a investir e, assim, obterem

02/11), reduzindo o percentual a

quando comparada à situação

recursos para a manutenção de

base de cálculo sobre as vendas

dos outros Estados da União.

suas empresas.

32 | Revista Fenauto


Revista Fenauto | 33


EM FOCO

FENAUTO, Santander Financiamentos e Webmotors em Road Shows mercado, além de trocarem experiências e know-how, fortalecendo sua rede de contatos. A expectativa das entidades é de reunir, em todos os eventos programados, aproximadamente 2.500 profissionais. Confira na tabela abaixo as datas e cidades por onde o Road Show irá passar.

N

São Paulo

08 de março

Campinas

11 de maio

São José dos Campos

10 de maio

Ribeirão Preto

06 de abril

Blumenau

05 de abril

o dia 8 de março a FENAUTO,

o dia a dia, e facilitar a maneira de

Londrina

12 de abril

a Santander Financiamentos e

pilotar os negócios do segmento

Curitiba

20 de abril

de autos no Brasil.

Porto Alegre

19 de abril

Florianópolis

26 de abril

Belo Horizonte

13 de abril

Rio de Janeiro

04 de maio

Brasília

09 de abril

Salvador

17 de maio

a Webmotors iniciaram uma série de apresentações, no formato

O primeiro evento dessa série

Road Show, que irão abranger

aconteceu em São Paulo, com

diversas regiões do país, com o

a presença de 300 lojistas que

objetivo de divulgar, junto a lojistas

tiveram a oportunidade de conhe-

e profissionais do segmento, os

cer de perto, e em primeira mão,

Recife

25 de maio

as novidades e tendências do

Fortaleza

18 de maio

novos produtos que irão melhorar

FENAUTO com o DENATRAN Na foto, os participantes do encontro (da esquerda para a direita): Eduardo Sanches Faria (Assessor Técnico), Elis Siqueira (Conselho da FENAUTO), Waldeck Pinheiro Coelho (Presidente do Sindicato do Comércio dos Revendedores de Veículos do Es-

A

tado da Paraíba – SINVEP), Mau-

FENAUTO e o Departamento

de consolidar o relacionamento

rício José Alves Pereira (Diretor

Nacional de Trânsito – DE-

entre as duas entidades e discutir

do DENATRAN), Ilídio dos Santos

NATRAN - realizaram uma reu-

as ações em parceria a serem

(Presidente da FENAUTO) e João

nião, em março, com o objetivo

realizadas nos próximos meses.

Eduardo (Coordenador do CGIE).

34 | Revista Fenauto


Revista Fenauto | 35


36 | Revista Fenauto

Revista fenauto ed17  
Revista fenauto ed17  
Advertisement