Page 1

Ano 03 - Nº 06 - Julho 2015

FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ASSOCIAÇÕES DOS REVENDEDORES DE VEÍCULOS AUTOMOTORES

I ENCONTRO ESTRATÉGICO DAS LIDERANÇAS DO SETOR AUTOMOTIVO

SOLUÇÕES PARA SUPERAR A CRISE


kwarup.com

www.bancopan.com.br Facebook.com/BancoPan

Segurança, velocidade, inovação. O que determina a escolha do carro também vale para o parceiro de negócio. Escolha o Banco PAN.

O Banco PAN, que tem como acionistas o BTG e a CAIXA, é o parceiro ideal para potencializar suas vendas de seminovos. Com produtos desenvolvidos exclusivamente para o setor, taxas atrativas, atendimento diferenciado e estrutura dedicada, você tem todo apoio para aumentar as suas vendas, e seu cliente conta com mais facilidade para financiar um veículo. Tenha o Banco PAN e suas coligadas como parceiros e acelere seus negócios.

Entre em contato com o representante PAN Soluções Para Sua Vida* da sua região: São Paulo Capital e ABC: marcelo.mortatti@pansolucoes.com Interior de SP: marcelo.romeu@pansolucoes.com • luis.venancio@pansolucoes.com RJ, MG e ES: antonio.cunha@pansolucoes.com Regiões Centro-Oeste e Norte: hercilio.soares@pansolucoes.com Nordeste: gerson.biral@pansolucoes.com Sul: eduardo.bento@pansolucoes.com

Central de Atendimento Financeira Grandes Centros: 4002-1687 | Demais Localidades: 0800-775-8686 | SAC: 0800-776-8000 Deficiente Auditivo e de Fala: 0800-776-2200 | Ouvidoria: 0800-776-9595 *PAN Soluções Para Sua Vida é marca de PANSERV Prestadora de Serviços - CNPJ nº 13.258.615/0001-64, que é correspondente no país do Banco PAN S.A., nos moldes da Resolução CMN nº 3.954/11. Informações adicionais poderão ser obtidas por meio do site www.bancopan.com.br.


editorial

Encontro e Congresso imperdíveis.

Ilídio Gonçalves dos Santos

s desafios não cessam em um ano de ajustes severos da economia. Mas, em meio ao acúmulo de notícias pouco animadoras, não deixa de ser uma notícia promissora a de que houve uma evolução positiva de 2,3%, sobre o ano passado, no segmento de Seminovos e Usados. No entanto, é preciso destacar que compomos uma cadeia da economia com elos em que, quando um setor não vai bem, é certo que, cedo ou tarde, haverá consequências para os outros. Por essa razão, e para avaliar a situação de momento em toda a cadeia de comércio de veículos, buscando soluções para as questões que se apresentam, a FENAUTO integrou-se a outras importantes entidades do setor como a FENABRAVE, ANFAVEA e ABAC para realizar, em 31 de agosto, o “I ENCONTRO ESTRATÉGICO DAS LIDERANÇAS DO SETOR AUTOMOTIVO”. É certo que os assuntos e as decisões desse evento ecoarão no próximo CONGRESSO NACIONAL DOS SEMINOVOS E USADOS, na capital de SÃO PAULO, a ser realizado na sequência, de 31 de agosto a 02 de setembro de 2015. Portanto, o que há de mais importante para nossas estratégias de negócios se concentrará nesses dois eventos imperdíveis, e de presença obrigatória, e que são o destaque nesta edição de nossa Revista FENAUTO, além de outras novidades. De autoria de Enilson Sales, publicamos o primeiro artigo da seção “Termômetro” que, como explica o autor, se propõe a avaliar o momento do mercado e propor pequenas ações que possam servir de ajustes a uma boa política de compra e venda,resultando em benefícios para quem atua em nosso segmento. Buscando integrar e aproximar os profissionais e as Associações, contamos também com as seções que trazem reportagens biográficas e história de instituições, além daquela da própria FENAUTO, que continua a comemorar a passagem de seus 15 anos de existência, em lutas em prol da prosperidade de nossos negócios. Nessa linha editorial estreia a seção “Porta-Luvas” que conta a história de um lojista fora de sua vida profissional. O judô de Antônio Gomes. Nunca é demais relembrar que estamos trabalhando com afinco para estar a seu lado, seja com os eventos aqui informados, seja com dados sobre o mercado e outras informações básicas para os negócios, seja com a realização de parcerias estratégicas que buscam trazer bons frutos a todos. Boa leitura!

Ilídio Gonçalves dos Santos Presidente

FENAUTO – Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores.

Revista

editorial / 3


Conselho Deliberativo do QUADRIÊNIO 2013/2017 Presidente do Conselho: ILÍDIO GONÇALVES DOS SANTOS; 1º Vice-Presidente (SINDIVEL/CE): JOSÉ EVERTONFERNANDES; 2º Vice-Presidente, (AGENCIAUTO/PI): DOUGLAS ALEXANDRE MARTINS LEITE; Vice-Presidente Financeiro (AAVURJ/RJ): ISIO KELNER; Vice-Presidente Financeiro Adjunto (ARVIESP/SP): LUIZ ANTONIO DE OLIVEIRA; Vice-Presidente Administrativo (AVESE/ SE): JOSÉ AUGUSTO DOS SANTOS; Vice-Presidente Administrativo Adjunto (SINDIVEL/CE):ROBERTO JOSÉ TEIXEIRA; Vice-Presidente Secretário (ASSOVEPA): ANTONIO DOS SANTOS GOMES; Vice-Presidente Secretario Adjunto (SINDIVEL/ CE): JOSÉ AUGUSTO TÁVORA DA SILVA; Vice–Presidente de Marketing (AGENCIAUTO/DF): PAULO HENRIQUE MAGALHÃES POLI; Vice-Presidente de Marketing Adjunto (SINVEP/PB): WALDECK PINHEIRO COELHO; Vice-Presidente Assuntos Jurídicos (ASSOVEMG/MG): MARLON JOSÉ VIEIRA; Vice-Presidente Assuntos Jurídicos Adjunto (AGENCIAUTO/AL): VANDERLEI PRIETO; Vice-Presidente de Relações Públicas (AGENCIAUTO/DF): FERNANDO VILLELA TOLEDO; Vice-Presidente de Relações Públicas Adjunto (ASSOVEPAR/PR): SILVAN SABAINI DAL BELLO; Vice-Presidente de Assuntos Econômicos e Mercadológicos Adjunto (SINDIREVE/ RN): JOSÉ GEORGE GONÇALVES BARBOSA; Vice-Presidente de Assuntos do Quadro Associativo (AGENCIAUTO/MT): ISNEL LEITE ALMEIDA; Vice-Presidente de Assuntos do Quadro Associativo Adjunto (ASSOVEBA/BA): PAULO CESAR MASCARENHAS DE OLIVEIRA; Vice-Presidente de Relações Internas (ASSOVEMG/MG): SERGIO BATISTA COELHO; Vice-Presidente Relações Internas Adjunto (ARIVES/ES):PAULO CESAR MARTINELLI SEPULCRI; Diretor Executivo da FENAUTO: Fáres Darwiche.

S U M 06

14

Ano 03 - Nº 05 - Março 2015

FEDERAÇÃO NACIONAL DAS ASSOCIAÇÕES DOS REVENDEDORES DE VEÍCULOS AUTOMOTORES

Conselho Editorial: Ilídio Gonçalves, Enilson Sales, Elis Maurício Siqueira, Maria Aparecida Smidt e Fáres Darwiche. Editor e Jornalista Responsável: IRMOU R SSO CONF Marcelo Nicolósi (MTB: 20.959) º CONGROEE DO CONSUMIDO 3 O D O S e-mail: jornalistanet@terra.com.br SUCES ÇAS DE MERCAD MUDAN Projeto Gráfico: Reginaldo Coelho Serviços Gráficos: C&D Gráfica e Editora Ltda Criação de Capa: Felipe Nani | e-mail: fnani@ursomais.com Redes sociais: Maná Publicidade A FENAUTO NOVO ESPAÇO COMEMORA / Divulgação PARA INFORMAÇÕES Fotos: Arquivo FENAUTO 15 ANOS E TREINAMENTOS Endereço: R. Deputado João Sussumu Hirata, 940 Cj. 21 - The Hill Office - Vila Andrade - São Paulo, SP CEP: 05715-010 - www.fenauto.org.br fenauto@fenauto.org.br – Tel.: 11 - 4119.8586 e 2592.2326 www.facebook.com/revistafenauto As matérias assinadas nesta revista são de responsabilidade do autor não representando, necessariamente, a opinião da FENAUTO. Autorizada a reprodução total ou parcial das matérias, fotos e imagens sem assinatura, desde que mencionada a fonte. A reprodução de matérias e artigos assinados devem contemplar autorização prévia e por escrito do autor.

4 / expediente / sumário / Revista

18

32


Á R I O 06 GPS

Notícias em geral SINVEP, ASSOVEPAR...

10 IN MEMORIAM

37

Avelino Augusto Teixeira 48 anos no mercado

12 EDUCAÇÃO

Gestão no Tempo Tema de Cida Smidt (Business & Life Coaching)

30 TERMÔMETRO

14 ASSOCIAÇÃO EM DESTAQUE

ASSOVEPAR Estado do Paraná

31 CETIP

18 QUEM É QUEM

Décio Bonato

19 O NOSSO MERCADO

Venda em maio Usado cresce 3,5%

Enilson Sales O momento do mercado

Veículos usados Mais de 55% dos financiamentos

32 PORTA-LUVAS

O outro lado da vida do Lojista O judoca Antonio Gomes

34 LOJISTA EM DESTAQUE

22 LEILÕES

35 CONSÓRCIO

Saiba como funciona As vantagens e desvantagens

25 PARCERIA MAPFRE

FENAUTO-MAPFRE Seguros Uma parceria de sucesso

26 HISTÓRIA

15 anos de FENAUTO Contam Luciano Dantas e Roberto Roscitto

Adnilton Hebert Pinto Esteves

Parceria ABAC e FENAUTO

36 CAPA

I Encontro Estratégico das Liderenças do Setor Automotivo

37 4º CONGRESSO FENAUTO

Quarta edição do Congresso FENAUTO será realizada em São Paulo sumário / 5


GPS

OUSADIA E SUCESSO: CARACTERíSTICAS DOS ASSOCIADOS DE JOÃO PESSOA-PB Super Feirão de Seminovos com a parceria do Banco BV Financeira foi um sucesso. Veja os flagras.

nnn O SINVEP – Sindicato do Comércio de Revendedores de Veículos do Estado da Paraíba – realizou no período de 28 a 31 de maio, a 15ª edição de mais um Super Feirão de Seminovos. Desta vez com a parceria do Banco BV Financeira. O atual Presidente da Associação, Waldeck Pinheiro analisou que, mesmo com a crise “macroeconômica” arrolando o País, João Pessoa precisaria reagir e mostrar ao consumidor que é necessário seguir em frente, e junto com a Diretoria do BV – buscou obter taxas e facilidades que pudessem animar os associados e clientes. O evento, que já é esperado pela população periodicamente, aconteceu no Ginásio Esportivo Ronaldão – local caracterizado como o “point” dos FEIRÕES DE SEMINOVOS SINVEP. Sempre e exclusivamente contando com LOJAS SINDICALIZADAS. Mais uma vez com a capacidade máxima de lotação do espaço físico,

6 / gps / Revista

foi possível contar com 23 lojas, com média de 800 Seminovos no local. Para garantir esse sucesso, a Diretoria Sinvep investiu em uma forte mídia somada a uma estratégia de planejamento e organização por meio da sua assessoria de marketing. O resultado de tanta ousadia foi mais um sucesso em vendas. Os FEIRÕES DE SEMINOVOS SINVEP – que acontecem de três a quatro vezes ao ano – dão a oportunidade de parceria a todos os Bancos e parceiros do mercado de estarem presentes de forma alternada. Ao fim de mais um sucesso, acrescentou o Presidente do Sinvep - Sr. Waldeck Pinheiro: “Você nunca sabe que resultados virão da sua ação, mas se você não fizer nada, não existirão resultados.” (Fonte: Romeyka Campos - Asses. Com. e Mkt Sinvep).


GPS

ASSOVEPAR APOIOU MAIO AMARELO No mês de maio, aconteceu em todo o Brasil, o movimento Maio Amarelo, com o objetivo de chamar a atenção das pessoas para o alto índice de acidentes e vítimas no trânsito, e também promover a conscientização na formação de cidadãos mais responsáveis. nnn A ação, promovida pelo Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), contou com a parceria de diversas entidades dos mais variados segmentos do Paraná, entre elas, a Assovepar (Associação dos Revendedores de Veículos Automotores do Estado do Paraná).  Durante o mês, foram realizadas diferentes  ações voltadas para a segurança no trânsito, alertando aos cuidados, sejam na boa condução do automóvel, pessoas atravessando na faixa, a utilização de cinto de segurança, entre outras atitudes positivas em prol da vida. A Assovepar convidou todos os lojistas associados a participar da

ação divulgando o tom amarelo, seja trajando roupas, faixas nos estabelecimentos ou ainda iluminação. Também pediu para que os lojistas fizessem a difusão da campanha Maio Amarelo entre funcionários, parentes, amigos, vizinhos e clientes. Para o vice-presidente da Assovepar, Antonio Gilberto Deggerone, o mais importante é ajudar, de alguma forma, na divulgação da campanha, para que a cada ano a sociedade se mobilize a fim de diminuir o elevado número de acidentes no trânsito.  De acordo com o coordenador estadual do Maio Amarelo e diretor vicepresidente do ONSV, Mauro

Convenções FENAUTO

Gil Meger, o objetivo deste movimento é agregar e sensibilizar o maior número de pessoas e entidades, em torno do assunto segurança no trânsito, para ajudar a levar informação e buscar uma mudança de comportamento no trânsito. Ele comentou ter ficado muito satisfeito com o resultado. “Neste segundo ano, confesso estar extremamente feliz com o número de adesões de todos no movimento, como em 2014, a aceitação está acima do nosso esperado, não só pela quantidade, mas também pela qualidade e o compromisso firmado com estes apoiadores. Aproveito para agradecer o apoio da Assovepar na nossa caminhada”, finalizou.

pinas Eventos Cam

ador Eventos Salv

nnn Foram realizadas as 47a e 48a Convenções Nacionais da Fenauto na cidade de Campinas-SP e Salvador-BA nos dias 10 de abril e 19 de junho, cidades em que também ocorreram os Encontros Regionais, dia 11 e 18 respectivamente com apoio da Cetip e Banco Pan. Os eventos foram um grande sucesso com a participação de Presidentes de Associações e Lojistas locais.

ação nesta seção

Envie notícias sobre sua instituição afiliada à FENAUTO para public

8 / gps / Revista


in memoriaM

Perdemos um dos mais importantes representantes

48 anos no mercado

Avelino Augusto Teixeira Faleceu no último dia 29 de maio em São Paulo, Avelino Augusto Teixeira, aos 82 anos, natural de Portugal, comerciante de automóveis há mais de 48 anos.

A

o longo de sua extensa vida de comerciante de automóveis, por último pela TEIXEIRACAR, conquistou muitos amigos, admiradores e um grande prestígio. Num passado não muito distante, o Setor Automobilístico em São Paulo carecia de organização e estruturação capaz de personificar, dar forma à categoria econômica de Revendedores de Veículos para ser melhor representada e mostrar a sua força e a grandeza da qual o segmento era portador. Avelino Teixeira, em 1987, uniu-se ao esforço de 14 companheiros e fundaram e constituíram as Entidades ASSOVESP - Associação dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado de São Paulo e o SINDIAUTO – Sindicato dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado de São Paulo. Naquela época, iniciou como Vice-Presidente e após três anos, devido a um consenso de todos os lojistas, sabendo que o mesmo participou de todo o mo-

10 / in memoriaM / Revista

vimento de conscientização da criação das Entidades, em especial da ASSOVESP, e por demonstrar

sua total dedicação, onde ajudou a transformar as Entidades numa realidade promissora, cujo único propósito era ver o desenvolvimento da categoria, foi eleito Presidente. Ao longo desses últimos anos, esteve sempre junto a Diretoria que, mesmo diante de tantas mudanças no País, e tempos difíceis, nunca deixou de acreditar nas Entidades e no objetivo de se manterem fortes e representativas, dignas da força, grandeza e tradição de toda a classe. 

É com grande pesar que a Fenauto vem prestar seus sentimentos aos familiares e amigos do Sr. Avelino Augusto Teixeira.


Ser um Agente Correspondente de Financiamento de Veículo é bom. Ser um Agente Correspondente certificado pela FEBRABAN, principal entidade representativa do setor, é ainda melhor!

Só quem já certificou mais de 78.000 agentes correspondentes pode oferecer a melhor estrutura para sua certificação: Uma nova plataforma para exames on line em todo Brasil e conteúdos qualificados. O menor preço de exame do mercado, com pagamento individual Realização dos exames com a presença dos operadores dos bancos Número de Registro da Certificação disponível após a aprovação do exame Acesse www.certfbbonline.org.br, faça sua inscrição e torne-se um Agente Correspondente de Financiamento de Veículos certificado pela FEBRABAN.


EDUCAÇÃO

Gestão do tempo Por

Cida Smidt

Uma das grandes dificuldades na execução de atividades diárias e que compromete diretamente naquilo que planejamos é a definição de urgente e importante. Einstein costumava dizer que o tempo corre a uma velocidade de sessenta minutos por hora. Nessa corrida, você tem que colocar seu carro na pista certa, naquela que irá levá-lo a seus maiores objetivos e sonhos. Caso contrário, correrá quilômetros na estrada da vida e quando chegar ao final descobrirá, tarde demais, que pegou a pista errada e continuará reclamando que o tempo voa, pois não viveu seu tempo com coisas importantes para você. (BARBOSA, 2008)

N

essa interpretação do pensamento de Einstein percebemos a importância dessa organização e priorização das atividades. É essa visão de prioridades que permitirá alcançar os objetivos propostos e não chegará ao fim de modo frustrado por não ter concluído suas atividades. Mas como definir o que é urgente e importante e assim escalonar as prioridades?

Segundo o autor Stefen Covey, em seu livro “Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes” deverão classificar as atividades em o que é urgente/importante, urgente/não importante, não urgente/importante e não urgente/não importante, formando assim, uma matriz do gerenciamento do tempo, dividida em quatro quadrantes, como no exemplo ao lado. Em resumo, devemos aplicar esse método da seguinte forma:

12 / EDUCAÇÃO / Revista

cida smidt

URGENTE / IMPORTANTE

Quadrante do Stress. Você deve classificar as atividades mais críticas, os projetos que estão próximos de acontecer ou finalizar, e até as situações de imprevistos. Ou seja, são as atividades que precisam ser feitas rapidamente. Por isso, faça agora. NÃO URGENTE / IMPORTANTE

Quadrante da Qualidade. São as atividades que vão melhorar e inovar seus processos e procedimentos. Você precisa reservar um tempo para fazer antes que se transformem em urgentes. Por isso, o melhor é agendá-las para não perder nenhuma atividade importante. URGENTE / NÃO IMPORTANTE

Quadrante da Ilusão. É tudo aquilo que parece ser tão urgente, mas se parar para analisar não tem a importância que parece ter. Pode até ser importante para outras pessoas, menos para você. Por isso, analise se você é a pessoa que deve realizar uma atividade nesse critério. Por isso, diga não se estiver sem tempo. NÃO URGENTE / NÃO IMPORTANTE

Quadrante do Desperdício. São as atividades triviais, sem qualquer valor de produção relevante. Você até pode dedicar um momento para elas, desde que não interfira no resultado das outras atividades. Por isso, elimine e reduza o tempo gasto com a ociosidade.

Cida Smidt Especialista em Business & Life Coaching e parceira da FENAUTO.


Associação em destaque

ASSOVEPAR EM EVIDÊNCIA Associação dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado do Paraná (ASSOVEPAR) completa neste ano, 25 anos de atuação, com o objetivo de defender a união, resguardar os direitos dos lojistas e fortalecer o setor de Seminovos e usados no Estado.

E

stão à frente da entidade neste mandato o presidente Silvan Dal Bello, da Bello’s Car, seus três vice-presidentes: Cesar Lançoni Santos, da Cabral Automóveis, Antonio Gilberto Deggerone, da Exclusiva Veículos e Nedson A. de Oliveira, da N.A. Automóveis, além de outros lojistas que compõe o quadro da diretoria. A Assovepar é uma entidade de grande importância no Paraná, pois submete os lojistas associados ao Código de Ética e o de Conduta da entidade, que têm, em resumo, como princípios, o respeito ao consumidor e a realização de negociações transparentes, procedimentos que garantam a preservação de boas práticas de mercado, para que com credibilidade atraia o consumidor para as Revendas Associadas. A Associação contribui na preparação do mercado para as novas tendências de consumo, comportamento do consumidor e estratégias para o sucesso das vendas dos seus associados.  A Associação que tem sede na cidade de Curitiba foi fundada no dia 13 de agosto de 1990, e é uma das filiadas da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (FENAUTO).

silvan dal bello, presidente da assovepar

melhor o seu negócio. Desenvolvemos ações que priorizem a capacitação dos lojistas e de seus colaboradores, e isso tem sido um pilar da minha gestão”. No Estado, a Assovepar zela por parcerias com outras entidades que contribuam para o aumento da visibilidade do nosso setor, como a Associação Comercial do Paraná (ACP), da qual faz parte como conselheiro e coordenador do Conselho Deliberativo com o seu vicepresidente Antonio Gilberto Deggerone, composto por 30 empresários do Paraná,  e ainda diversos membros da diretoria da Assovepar compõe a Câmara Setorial de Veículos ACP, tendo como coordenador o Diretor Secretário Geral da Assovepar Hernani Navarrete de Andrade, da HN Veículos. 

Associativismo – A Assovepar está sempre em

busca de alternativas para o fortalecimento do segmento, e para isso reforça a importância do associativismo. O presidente Silvan Dal Bello comenta que para um setor crescer forte é necessária a união dentro do segmento e ainda reforça a ligação com as entidades de classes em âmbito nacional como a Fenauto. “Quanto mais lojistas integrarem a Associação, mais força o setor terá, e a Assovepar está em busca de melhorias para o segmento. Procuramos sempre ressaltar junto aos associados a importância do conhecimento, de aproveitar eventos como o Congresso da Fenauto para entender melhor o mercado e adotar estratégias que promovam

14 / Associação em destaque / Revista

Gilberto deggerone vice-presidente

césar lançoni santos vice-presidente


Associação em destaque

Outra força importante para o segmento é a representatividade que a Assovepar tem dentro do Sindicato do Comércio Varejista de Veículos, Peças e Acessórios para Veículos no Estado do Paraná (Sincopeças/PR), que faz parte da Federação do Comércio do Estado do Paraná (FECOMERCIO), através do vicepresidente da Assovepar, Cesar Lançoni Santos que também é coordenador da Câmara Setorial de Veículos do Sincopeças/PR.   Grande conquista – Em 2014, a Assovepar obteve uma importante vitória junto ao Detran-PR, possibilitando maior transparência nas negociações e na  defesa das lojas associadas. Atendendo a solicitação da

diversos lojistas puderam acompanhar uma explanação sobre o mercado digital, o novo perfil do consumidor, a representatividade da internet nas vendas, além de novas tendências deste mercado. No mês de junho, o Teatro Fernanda Montenegro reuniu o setor na palestra show “A Incrível Arte de Vender”, com uma apresentação desenvolvida especialmente para equipes de vendas da Associação. Ela é inédita e se desenvolve por meio de quadros inovadores e bem-humorados, inspirados em fatos reais, que retratam situações do cotidiano dos profissionais de venda e ilustram as dificuldades enfrentadas pela falta de preparo, principalmente no que diz respeito ao relacionamento humano e conhecimento do produto. A junção de música, arte e interpretações diversas são alguns dos diferenciais desta palestra, que transportam o espectador para um ambiente descontraído e divertido, motivando, assim, os profissionais e equipes para o sucesso em seus negócios. No final de junho, a Assovepar promoveu a primeira Semana Assovepar, um feirão on-line que teve como objetivo, levar ao consumidor milhares de veículos Seminovos de alta qualidade a preços especiais, visando o aumento de vendas das lojas associadas, aproveitando o bom momento do setor. Durante dez dias

workshop em parceria com o santander

Associação, o órgão determinou que veículos recuperados de sinistro com cadastrado no Detran-PR, fossem destacados no Certificado de Registro do Veículo. Desde o dia 15 de outubro de 2014, essa informação passa a ser observada no CRV/CRLV, através do código: MC 43 - Recuperado de Sinistro.   Pela frente – Anualmente, a Assovepar promove palestras e treinamentos em marketing e vendas, com o objetivo de qualificar as Revendas e capacitar os gestores e vendedores das lojas de Seminovos e usados, contribuindo na disseminação do conhecimento para alavancar as vendas dos seus associados. Também promove ações para que os revendedores tenham a oportunidade de alavancar as vendas. No mês de abril, a Associação realizou o curso “Domínio do Conhecimento Mecânico do Automóvel”, que foi um grande sucesso de participantes, promovido em parceria com a GestAuto Brasil.  Com a evolução da tecnologia nos carros da atualidade, está é uma  alternativa para treinar os vendedores das Revendas Associadas, a fim de profissionalizar ainda mais o setor e prestar atendimento diferenciado e de excelência ao consumidor.  A Assovepar promoveu em maio, em parceria com o Santander Financiamentos e WebMotors, um workshop sobre “A Internet como força para alavancar suas vendas”. Durante o evento,

16 / Associação em destaque / Revista

curso de mecânica, parceria com a gestauto

foram comercializados pelo hotsite “Semana Assovepar”, que segue o mesmo modelo do Liquida Carros Curitiba, reunindo automóveis Seminovos e usados em ótimo estado. O mercado de Seminovos e usados está em um momento favorável, pois, mesmo diante da crise em diversos setores econômicos, incluindo o setor automotivo do zero quilômetro, ele se mantém estável, destaca o presidente Silvan Dal Bello. “Diante deste cenário, podemos dizer que há otimismo em nosso setor. Se as condições se mantiverem, a tendência é que possamos ter um volume ainda melhor de vendas nos próximos meses. É nítido que esses reflexos positivos que temos sentido se dão em virtude da resposta do consumidor, que hoje se mostra muito mais consciente na hora de efetuar a compra e tem optado pelo seminovo e usado devido ao custo-benefício”, finalizou.


Rodobens Consórcio. Para os seus clientes, muito mais vantagens. Para o seu negócio, muito mais clientes. A Rodobens Consórcio é uma das maiores administradoras de consórcios do Brasil. Líder em seu segmento, tem mais de 48 anos de experiência e pioneirismo. Agora, ela propõe a você uma parceria comercial. Não deixe de aproveitar esta grande oportunidade de oferecer aos seus clientes a alternativa do consórcio, ampliando seus ganhos em um mercado que não para de crescer.

Sistema de consórcio em números: Mais de 6 milhões de consorciados ativos; Mais de R$ 47 bilhões em créditos comercializados em 2014; Cada vez mais consumidores interessados em adquirir bens e serviços de forma planejada e segura.

Ligue: (17) 2136-3666 – ramal 1715 rodobens.com.br/consorcio

Vantagens do consórcio para o seu negócio: Consórcio é uma venda adicional; Amplia e fideliza sua base de clientes; Uma excelente alternativa ao financiamento; Parcelas acessíveis e prazos variados; Isenção de pagamento de uma entrada.


QUEM É QUEM

Descendente de imigrantes italianos e nascido na cidade gaúcha de Muçum em 29 de fevereiro de 1956, Decio Bonato, reside há 40 anos na região metropolitana de Porto Alegre, na cidade de Canoas-RS, onde construiu sua história.

Décio Bonato e familiares.

Decio Bonato

F

ormado em Administração de Empresas, é casado há 26 anos com a Cirurgiã-Dentista Rejane e é pai de Bruno e Caroline, também bacharéis em Administração de Empresas. Decio é Sócio-fundador e Conselheiro da ADESCAN (Agência de desenvolvimento Econômico e Socioambiental de Canoas); Diretor de Veículos Seminovos e Usados do Sindicato do Comércio Varejista de Veículos e de Peças e Acessórios para Veículos do Rio Grande do Sul (Sincopeças) para o período de 2014-18, e Presidente da AGENCIAUTO-RS. Começou a trabalhar no comércio de automóveis na década de 90.

Associação Em 2009, sentindo necessidade de união da categoria dos revendedores de veículos usados, e visan-

18 / QUEM É QUEM / Revista

do crescimento e fortalecimento do comércio neste setor, iniciou pesquisa e coleta de informações sobre associações existentes em outras cidades. A partir daí, organizou encontros e reuniões com seus colegas até a criação da ARVEC (Associação dos Revendedores de Veículos de Canoas), com o objetivo de promoção de marketing cooperativo e parcerias com financeiras para incremento dos negócios, maior reconhecimento e credibilidade perante o poder público e clientela. Buscou apoio do SINCOPEÇAS-RS e da FENAUTO e, em 2013, foi criada a AGENCIAUTO-RS, unindo associações municipais da categoria, bem como representantes revendedores particulares de diversos municípios do RS. Presidida por Decio Bonato, desde então, a AGENCIAUTO-RS vem se mobilizando contra o aumento abusivo das taxas de transferência de propriedade de veículos no RS, entre outras reivindicações. Conseguiu-se uma Audiência Pública na Assembleia Legisla-

tiva do Estado, questionando porque com o valor de taxa pago no RS, é possível fazer a transferência de até 10 veículos em outros estados. Foram realizadas várias reuniões da AGENCIAUTO-RS com a diretoria do DETRAN e da Secretaria da Fazenda, muitas foram as promessas de revisão de valores. Na última reunião, em 20 de maio de 2015, foi informado que o projeto com as adequações atendendo as reivindicações da classe, estaria pronto para ser apresentado e entraria em vigor a partir de Janeiro de 2016. “Esperamos que sim e, apesar das dificuldades que enfrenta atualmente o comércio de veículos em nosso país, devido às frequentes mudanças econômicas, hora nas taxas de juros e inflação, hora nos impostos (redução de IPI, aumento de taxas de transferência), continuo otimista e cada vez mais convencido que somente a união e o associativismo levarão ao fortalecimento, reconhecimento e sucesso da categoria”.


o nosso mercado

Venda de Seminovos

mantém ritmo de crescimento Veículos com até 3 anos de uso se consolidam como a opção preferida dos consumidores

D

ados da FENAUTO mostram a evolução das vendas de veículos seminovos, durante o mês de Junho de 2015. Pelo relatório divulgado, o mercado de veículos seminovos manteve, no mês de Junho de 2015, um moderado crescimento, com um movimento 3,1% superior ao mês de Maio de 2015. Em relação ao mês de Junho de 2014, o aumento nas vendas foi de 18,5%. No acumulado dos primeiros seis meses deste ano, foram comercializados 6.415.118 veículos no país, representando um aumento de 4,8% em relação ao mesmo período de 2014. O segmento de veículos seminovos (entre 0 e 3 anos de uso), foi o que mais se destacou na evolução de vendas, com um crescimento de 65,9% em relação ao mês de Junho de 2014. O ritmo de comercialização vem se mantendo estável em pata-

mares positivos. Ilídio dos Santos, Presidente da FENAUTO, registra que a “entidade está satisfeita com os resultados obtidos, em meio a um cenário econômico difícil, enfrentado por praticamente todos os segmentos da Sociedade.”

Evolução das Vendas • Segmento (Só Semi-novos e Usados)

2015 Segmento Tipo de Veículo

Junho

2015 X 2014

Maio

Acum 2015

Acum 2014

661.281

3,9

687.115

590.117

16,4

3.898.380

3.786.094

3,0

170.846

164.014

4,2

170.846

136.397

25,3

919.737

835.652

10,1 0,1

Com. Pesado Motos Outros

Total Brasil Média por dia Útil

Fonte: Fenauto / Denatran

29.902

28.682

4,3

29.902

25.745

16,1

161.504

161.361

237.180

237.089

0,0

237.180

201.435

17,7

1.368.546

1.295.488

5,6

12.639

12.278

2,9

12.639

6.709

88,4

66.951

42.215

58,6

1.137.682

1.103.344

3,1

1.137.682

960.403 18,5

6.415.118

6.120.810

4,8

51.713

55.167

-6,3

51.713

53.459

50.171

6,6

48.020

7,7

Evolução das Vendas • Tempo de Uso (Só Semi-novos e Usados)

2015 Tempo de Uso

Junho

2015 X 2014

Maio

Junho de 2015

∆%

Junho de 2014

∆%

Acum 2015

Acum 2014

340.690

325.657

4,6

340.690

205.374

65,9

1.833.019

1.326.332

2/7

Usados Jovens (4 a 8 anos)

404.398

395.567

2,2

404.398

378.739

6,8

2.358.151

2.430.471

-3,0

Usados Maduros (9 a 12 anos)

137.147

134.361

2,1

137.147

128.559

6,7

790.248

820.650

-3,7

247.731

3,1

1.433.700

1.543.357

-7,1

960.403 18,5

6.415.118

6.120.810

4,8

Velhinhos (13 e + anos)

255.447

247.759

3,1

255.447

1.137.682

1.103.344

3,1

1.137.682

38,2

Modelos Mais Vendidos • Comerciais Leves (Só Semi-novos e Usados)

Fonte: Fenauto / Denatran

Junho de 2014

% s/ Total

Ranking

Junho de 2014

% s/ Total

89.941

13,09

1

STRADA

22.818

13,36

2

UNO

56.394

8,21

2

SAVEIRO

17.084

10,00

3

PALIO

50.151

7,30

3

ECOSPORT

12.733

7,45

4

CELTA

30.472

4,43 Total

4

S10

11.069

6,48

5

CORSA

28.156

4,10

5

HILUX

9.639

5,64

6

FIESTA

21.846

3,18

6

MONTANA

7.835

4,59

7

FOX

20.917

3,04

7

KOMBI

7.066

4,14

8

SIENA

19.001

2,77

8

FIORINO

5.182

3,03

9

CORSA SEDAN

15.093

2,20

9

RANGER

5.000

2,93

COROLLA

14.655

2,13

10

L200

4.965

Brasil

Modelo

4/7

2,91

Outros

340.489

49,55

Outros

67.455

39,48

Total

687.115

100,00

Total

170.846

100,00

Fonte: Fenauto / Denatran

Revista

∆%

Total Brasil Semi-novos (0 a 3 anos)

GOL

Modelo

∆%

687.115

1

10

Total Brasil

∆%

Comercial Leve

Modelos Mais Vendidos • Auto Ranking

Junho de 2014

Auto

Total Brasil

(Só Semi-novos e Usados)

Junho de 2015

∆%

Fonte: Fenauto / Denatran

5/7

Total Brasil

o nosso mercado / 19

6/7


Locadoras de Veículos e...

Venda sua frota de seminovos. Renove seus estoques. Conheça o Pátio Virtual WEB LOCADORAS, onde as Locadoras de Veículos anunciam seus seminovos à venda e as Revendas de Veículos podem adquirir seminovos de qualidade para a reposição de seus estoques. Um espaço exclusivo, criado pela ST Tecnologia em parceria com a ABLA e a FENAUTO, unindo os interesses destes dois importantes segmentos do mercado automotivo. Acesse agora: www.weblocadoras.com.br.


...Revendas de VeĂ­culos...

...se encontram aqui:

Entidades Parceiras ... se encontram aqui:


leilões

Batendo o martelo! Por

Jorge Mussolin

Atenta ao crescente aumento de empresas de leilões de veículos, no Brasil, a Revista FENAUTO procurou saber como esse mercado funciona, suas vantagens e desvantagens e como a prática pode auxiliar o lojista na realização de bons negócios.

A

té a década de 1980, os leilões realizados aqui no Brasil eram somente os judiciais, onde os bens de uma determinada empresa eram vendidos para cobrir eventuais prejuízos causados. Mas, em meados dessa mesma década, os moldes do processo mudaram um pouco. “Com a liquidação dos bancos Comind e Auxiliar, foi usada a ferramenta leilão para liquidar os bens do ativo e dentre eles os automóveis”, lembra Paulo Junqueira Arantes, Diretor do PortalAutoX. com. Com a expansão dos financiamentos a veículos, principalmente na década de 1990, começaram a surgir, também, os problemas de inadimplência e os processos de busca e apreensão desses bens. “Impulsionados por essa tendência, surgiram, também, as primeiras empresas de leilão e, entre as precursoras, a Milan Leilões”, lembra Arantes. Quem também lembra esse começo é Ronaldo Santoro, Diretor da Superbid, que acrescenta um dado importante a esse segmento. “Foi no final dos anos 1990 que as empresas começaram a usar o leilão como ferramenta de venda de suas frotas. No entanto, somente com os leilões online essa prática se propagou e a Superbid foi pioneira nesse mercado. Com a internet o processo de leilão ficou mais transparen-

22 / leilões / Revista

Tenha sempre em mente quanto quer pagar pelo veículo para que seu lance não ultrapasse a condição de bom negócio. te, o que fez com que as empresas confiassem mais nessa ferramenta. Os compradores entenderam que o processo online assegura igualdade de condições entre todos os participantes, na hora do encerramento dos lotes, fator básico para conferir a credibilidade do leilão”. Hoje a empresa contabiliza cerca de  750 mil usuários cadastrados em sua plataforma, comprovando a força que essa atividade atingiu em

pouco mais de 20 anos desde seu início. Tanto a Superbid quanto o PortalAutoX.com estão estabelecidas nesse mercado de leilões há muito tempo. A Superbid atua no segmento de leilões de automóveis desde a sua fundação,  em 1999, sempre com foco em frota e operando em nível nacional. Esses leilões são de empresas que estão renovando seus veículos e utilizam


a ferramenta para a venda dos ativos que serão substituídos. Mais recentemente a empresa também começou a atuar no mercado de leilões de concessionárias e locadoras. Já o PortalAutoX.com também conta com 30 anos de existência e atua também em nível nacional.

Dúvidas e precauções Sempre quando se fala em compra de veículos em leilões, muitas dúvidas surgem na mente dos interessados. Será realmente um processo seguro? Que garantias terei do bem que adquirir? Serei surpreendido com multas e outros débitos do veículo depois da compra? Quais as vantagens de se adquirir um veículo nessas condições? A recomendação é que todo interessado em participar desse tipo de compra, seja apenas uma pessoa física simples, ou mesmo um lojista, se cerque de cuidados. Estudar como a empresa atua no mercado de leilões, conhecer suas práticas, visitar suas instalações, tirar informações no mercado, procurar quem já comprou com ela e obter referências, sempre são boas dicas para não se surpreender no momento da compra. Santoro garante que “os automóveis leiloados pela Superbid são oriundos de grandes empresas que se preocupam com as revisões e manutenção durante o tempo de uso. Além disso, nós prezamos por um ambiente de leilão democrático e transparente. A Superbid é um intermediário na venda do ativo e faz todo o ‘meio de campo’ entre o vendedor e o comprador. Todos os automóveis ofertados por nós são checados quanto à eventual restrição, antes de ir a leilão e os débitos são informados na descrição detalhada de cada lote. O comprador deve ficar atento, pois algumas vezes os débitos correm por conta do vendedor e outras por conta do comprador”. O Diretor ainda ressalta que “outro ponto importante é que a Superbid checa todos os cadastros em órgãos de informações

Revista

jorge mussolin

cadastrais para verificar se o mesmo é consistente e, com isso, certificar-se de que todos participantes dos leilões, são pessoas ou empresas regulares”, finaliza. Arantes ressalta que “como em todo leilão, os veículos não têm garantia. Mas disponibilizamos o máximo de informações para que o comprador saiba exatamente o estado do veículo que está comprando. Não ofertamos veículos que não estejam aptos a transferir sua posse no ato da compra.” Mas, mesmo assim, do ponto de vista do comprador de um veículo em leilão, qual a segurança jurídica que ele tem (ou deveria ter)? Arantes sinaliza que “confiança é praticamente a única segurança que o comprador pode ter nesse mercado, já que ele não tem acesso prévio à documentação do veículo. Se for permitida a visitação nos dias pré-determinados, ele poderá anotar a placa dos veículos que a ele interessarem e fazer a sua própria pesquisa. Do contrário, é o que disse: confiança. A legislação que rege esse tipo de atividade é o Decreto Lei 21.981, de 19 de outubro de 1932, com as alterações introduzidas pelo Decreto Lei 22.427, de 1 de fevereiro de 1933. Caso o comprador, ao retirar o veículo comprado, constatar que alguma informação apresentada no catá-

logo não esteja em conformidade com a realidade do veículo, ele tem o direto de não retirar e ter de volta todo o dinheiro colocado, inclusive o da comissão do leiloeiro”, ressalta o Diretor do PortalAutoX.com. Santoro destaca que “o principal diferencial da Superbid é oferecer para os vendedores e compradores um ambiente democrático e transparente, sem nenhum vício. Como o leilão é online e com participantes de todo o país, a disputa é justa. Não é possível, por exemplo, que os participantes façam conchavos para combinar preços de lance, algo que costuma ocorrer em leilões presenciais e prejudica quem colocou o ativo à venda. Além disso, nos preocupamos em oferecer automóveis com procedência confirmada e checagem de toda a documentação. Vale ressaltar que trabalhamos com carros de frota de empresas, locadoras e concessionários, diferente de alguns leiloeiros que ofertam basicamente carros de seguradoras e bancos. Nós oferecemos informações detalhadas das condições mecânicas do veículo, como motor, câmbio e lataria. As informações podem ser encontradas no detalhamento de cada lote”, coloca o Diretor. Com relação à legislação, ele informa que “a Superbid atua com base na Lei do Leiloeiro Oficial. Essa lei garante obrigações tanto para o vendedor quanto para o comprador e para o leiloeiro e garante que elas sejam cumpridas.  Dentre as obrigações do comprador, está o pagamento do lote arrematado ou multa devido à desistência. Caso fique inadimplente, o comprador poderá ser executado e ter o seu cadastro com apontamentos nos órgãos de informações de crédito. Cada leilão possui um edital específico elaborado a partir desta lei. Nele são descritas as regras, como processo de visitação dos ativos, retirada do bem, entrega de documentos, forma de participação, condição de venda  e pagamento, entre outras  informações. É muito importante que esse edital seja prontamente verificado

leilões / 23


Se possível, foque seus lances em modelos com menor tempo de uso

leilões

pelas partes que participam do leilão”, reforça Santoro.

Saindo com o veículo Ao finalizar o lance, o comprador já pode sair com o veículo, desde que ele esteja em boas condições? Na verdade, não. O prazo de liberação da documentação de um veículo vendido em um leilão para que ele seja comercializado novamente varia e pode surpreender o comprador. Santoro explica que esse prazo “varia de empresa para empresa e é determinado pelo edital do leilão. Existem casos em que a documentação é entregue na ocasião da retirada do veículo e outras 30 dias após a retirada.” Já Arantes afirma que “o comprador recebe em sua casa o certificado de registro em seu nome, em até 30 dias úteis a contar da data da compensação da importância paga.  A transferência do emitente para o comprador é feita por nós.” Mas, e depois da compra do veículo em um leilão, essa informação ainda aparece no histórico do mesmo? Isso não desvaloriza o veí-

culo e pode causar dores de cabeça ao comprador final? A resposta para essa dúvida é clara para Santoro que afirma que “o objetivo do histórico é evitar fraudes relacionadas a veículos sinistrados. Como a Superbid trabalha com leilão de frota, que são automóveis que não sofreram sinistros, o processo de leilão não entra no histórico e não desvaloriza o ativo.” Arantes concorda com essa colocação afirmando que “o único veículo que deveria constar histórico de leilão deveria ser o veículo oriundo de sinistro. Os demais são veículos absolutamente normais sem problema algum.”

Vantagens e benefícios Uma boa pesquisa em sites de empresas de leilões de veículos pode revelar oportunidades de bons negócios, chegando a descontos de até 30% com relação aos preços praticados no mercado, sem falar na infinidade de modelos que estão disponíveis para arremate. Outra boa vantagem é o fato das empresas oferecem leilões via on-line, dispensando a presença do comprador no ato da venda. Basta

realizar o cadastro no site da empresa que está vendendo e concordar com os temas do edital. Mas cuidado, uma vez batido o martelo com um lance de arremate, é impossível desistir da compra (a não ser que como citado anteriormente, quando alguma informação apresentada no catálogo não esteja em conformidade com a realidade do veículo). A desistência pode gerar uma multa alta. Talvez a maior desvantagem seja a proibição de “dar a partida” no motor do veículo que interessa. A avaliação do veículo é feita por fotos ou presencialmente, mas sempre existirá a possibilidade de que o mesmo apresente danos no motor e câmbio. O comprador deve lembrar também que os custos com transporte do veículo são de sua responsabilidade.

Jorge Luiz Mussolin é Jornalista Profissional, formado pela PUC-SP, e conta com experiência em trabalhos para empresas como Grupo Real, Grupo Sílvio Santos e Credicard entre outros.

cuidados. ulo em leilão, tome algunspara Antes de comprar um veíc lojistas. servem tanto para um simples comprador como Aqui vão as principais recomendações que

n Um leilão é uma oportunidade de bons negócios, mas não se deixe seduzir pelos preços menores oferecidos. É importante ler atentamente o edital do mesmo e estar ciente das condições de compra e demais regras. Também recomendamos que, sempre que possível, visite o ativo que está à venda. n Verifique, antes de comprar, se sua seguradora pode recusar a cobertura do veículo adquirido. Além de toda a documentação do veículo perfeitamente legalizada, algumas exigem um laudo que comprove a inexistência de avarias que comprometam a segurança do motorista. n Tenha sempre em mente quanto quer pagar pelo veículo para que seu lance não ultrapasse a condição de bom negócio. E, se seu lance não for o vencedor, não fique aborrecido. n Se pretende revender o veículo em leilão, evite lances para os importados. Muitas vezes uma peça avariada nos mesmos (e que precisa ser substituída) pode por em risco toda a economia que você fez na compra. Além disso, muitas vezes a regularização da documentação do veículo importado pode ser mais difícil do que se imagina. n Se você não tem muita experiência em compra ou venda de carros, tente levar um mecânico de confiança para, junto com você, avaliar o modelo de seu interesse, para que o olho treinado dele possa oferecer melhores bases para sua decisão. n Se possível, foque seus lances em modelos com menor tempo de uso. Lembre-se de que veículos mais antigos sempre podem apresentar mais problemas para restauração e, com isso, diminuir sua margem de lucro.

Seguindo essas dicas e recomendações, esperamos que você faça um bom negócio!

24 / leilões / Revista


PARCERIA MAPFRE

Seguros FenautoMapfre Seguros Uma parceria de sucesso em benefício dos Associados e Clientes da FENAUTO, em conjunto com a maior Seguradora do País nos ramos em que atua a MAPFRE SEGUROS.

O

Seguro Automóvel MAPFRE, tem tudo o que você sempre quis e muito mais. São coberturas completas para seu automóvel, além de uma rede conveniada de serviços, para deixar você ainda mais tranquilo”, cita a Gerente Executiva de Produtos e Subscrição Automóvel Nise Caldas, responsável pela área Técnica de Auto da MAPFRE. A Mapfre Seguros dispõe de serviços de atendimento diferenciados e inovadores, como o Aviso de Sinistros com Perícia On-line. O serviço permite ao segurado, em caso de colisão, tirar fotos do veículo e postá-las na web junto com o aviso de sinistro, agilizando a liberação do reparo, para que ele possa ser iniciado assim que o carro chegar à oficina. Além disso, o segurado acompanha a evolução do processo de regulação do sinistro por meio de SMSs enviados pela seguradora para o seu celular.

Revista

Confira os Principais Diferenciais do Produto Seguro Auto • Desconto de até 40% na franquia;

nise caldas

• Extensão do Seguro para o carro reserva; • Carro reserva para o Segurado quando ele for terceiro em outra Seguradora; • Assistência Emergencial para Gestante; • Assistência AutoMais Casa - Gratuita; • Serviço de Help Desk; • AutoMais Casa - Proteção, Proteção Plus e Proteção Top Plus;

A Mapfre Seguros dispõe de serviços de atendimento diferenciados e inovadores nise caldas

Consulte seu corretor para mais informações.

• Danos exclusivos à pintura - Cobertura Exclusiva; • Seguros plurianuais parcelados em até 10 vezes sem juros.

TelS: (11) 99634-1041 (11) 3582-6863

PARCEria mapfre / 25


história

Os lojistas não sabiam a força e a importância que tinham A “FENAUTO - Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores foi fundada em 12 de agosto de 1999 e está comemorando seus 15 anos. A Revista FENAUTO publica a segunda série de depoimentos de personalidades que vivenciaram a história da FENAUTO e a evolução do mercado nesse período.

Luciano Dantas

n

Em 1994 iniciou sua participação comercial no mercado de automóveis: “a admiração e paixão sempre existiram”, ressalta. Após breve carreira como vendedor, assumiu a gerência comercial de uma concessionária, onde o ambiente de comercialização de novos e Seminovos são práticas cotidianas: “Desde então estou ligado de alguma forma a este mercado e, especificamente com o mercado de Seminovos e usados. Além da experiência com a FENAUTO e concessionárias, atuei como Su-

26 / história / Revista

perintendente no ASIG - Auto Shopping Internacional Guarulhos, valendo destacar que nesta gestão, o ASIG passa a ser o primeiro Auto Shopping do Brasil a ter todos os veículos certificados em sua origem e procedência. Este feito ocorre imediatamente após a realização do desenvolvimento do trabalho realizado na FENAUTO, valendo-me desta como fonte de inspiração, acesso e argumentos, culminando com o ASIG sendo eleito como destaque empresarial do ano pela ACE - Associação Comercial de Guarulhos”. Em 2004 fomos apresentados pelo ilustre Amos Lee ao Ilídio. O presidente da FENAUTO discorreu sobre a história, seus feitos e labutas, assim como, sobre as perspectivas e esperança em ver o mercado dos revendedores de veículos do Brasil unido, ao menos, por determinados e pontuais interesses. Na condição de consultores, analisamos o quadro e encontramos a FENAUTO presente precariamente em meia dúzia dos Estados Brasileiros e, diante a necessidade e potencial patente, prontificamo-nos a realizar um trabalho nacional de reforço, expansão e implan-

tação de associações nos demais estados brasileiros. Dentre as 27 capitais brasileiras, percorremos ao longo de dois anos 23 destas, com o apoio incondicional do ABN AMRO BANK, detentor da Aymoré Financiamentos. Neste período de 2005 a 2007 inauguramos associações que nasceram afiliadas à FENAUTO e reforçamos a participação das já existentes. Visitas e convites pessoais eram feitos aos lojistas revendedores de automóveis e, com o apoio do ABN, percorríamos as lojas e podíamos contar com a logística e organização dos eventos. Palestras foram realizadas elucidando os motivos que nos traziam à região e vivenciamos momentos inéditos de união e confraternização destes empresários, que nos trouxeram grande satisfação, emoção e excelentes resultados. Através deste trabalho renascem associações estaduais e afloram associações por todo Brasil. “Começamos a enxergar que as desejadas perspectivas e esperanças do Ilídio começam a tomar forma e conteúdo”.


histรณria

Revista

histรณria / 27


história

O PROJETO Após analisarmos os objetivos natos da Federação, histórias sobre os erros e acertos anteriores e o quadro atual, realizamos entrevistas com associados existentes, tanto pela perspectiva da Associação, quanto da visão de empresário; apuramos os anseios, necessidades e carências e apresentamos o projeto ao ABN. Neste projeto discorremos sobre os resultados obtidos nas pesquisas e contemplamos, junto com a instituição, os benefícios intrínsecos para toda a categoria e para a imagem da instituição sendo associada a este momento tão importante na história dos revendedores de veículos. Eram patentes e irrefutáveis as carências e a contrapartida em benefícios passíveis de serem suplantadas e implantadas pela FENAUTO. Fechado o contrato partimos para o embate pessoal. A estratégia adotada consistia em localizarmos um empresário local, formador de opinião e com perfil de liderança. Apresentávamos o projeto para iniciar e formar uma Associação estadual, com foco nos benefícios para todo o setor, incluindo de forma muito importante, os consumidores. Assim que obtínhamos a concordância, agendávamos a assembleia de constituição, via de regra para a quinta-feira de determinada semana. Nosso trabalho envolvia toda a semana no local e, a partir da segunda-feira disparávamos um cronograma de ações que tinha início com este empresário e, nesta reunião, agora pessoalmente, detalhávamos o projeto com todas as suas implicações, benefícios e obrigações. Em seguida procurávamos a imprensa local, apresentávamos o projeto e a chegada da FENAUTO na cidade para a inauguração da Associação no Estado e o consequente e natural benefício que isto

28 / história / Revista

Começamos a enxergar que as desejadas perspectivas e esperanças do Ilídio começam a tomar forma e conteúdo luciano dantas

provocaria para o empresariado e seus consumidores. Entendendo tratar-se de notícia de interesse público, matérias neste sentido, de informar e enaltecer a formação da Associação, abrindo e convidando os empresários do setor para a reunião de constituição e antecipando aos consumidores os benefícios que esta Associação lhes traria, tais como, qualidade comprovada dos veículos comercializados; mais um órgão a quem recorrer em caso de eventuais problemas; poder definir onde comprar a partir de uma lista de Revendas Associadas que, para tal, adotavam determinadas regras de conduta, entre outros benefícios, eram realizadas espontânea e gratuitamente. Tínhamos ampla cobertura de toda imprensa - jornais, televisão e rádio. O resultado deste apoio sempre contribuiu de forma significativa para o nosso sucesso. Realizada a visita inicial ao empresário formador de opinião e candidato a presidente, atraída a imprensa, o próximo passo eram as visitas ao maior número possível de empresários revendedores de automóveis, para convidá-los pessoalmente ao evento. Neste momento, importantes depoimentos eram colhidos sobre o setor e mais uma vez nos víamos diante de anseios e muito semelhantes cuja Associação e a FENAUTO teriam muito a contribuir.

Chega o momento do evento, realizado em confortáveis instalações, com toda infraestrutura necessária para tal, finalizando com coquetel e confraternização. Neste evento apresentávamos as vantagens e obrigações de uma Associação e seus associados. Discorríamos sobre tudo o que o setor comumente passava e apresentávamos as soluções que o modelo associativo lhes proporcionaria. A adesão era geral. Cabe repetir que estes eventos, além de atingir o seu objetivo original, proporcionou uma confraternização entre o empresariado jamais vista em qualquer outro momento. Isto por si só já teria valido a pena. Emocionante. Realizado o evento, em nosso último dia na cidade, retomávamos algumas visitas, sacramentando os objetivos e ações futuras. Missão cumprida. Instituição financeira, que nos apoiou e esteve presente em cada um destes momentos; empresários que vivenciaram um momento inédito em sua história; a FENAUTO que amplia suas fronteiras; os consumidores que passam a ser melhor amparados; é muito gratificante presenciar tudo isto. Ao fazer parte deste mercado, é possível vislumbrar quanta coisa é necessária e passível de ser realizada. Estávamos diante de uma situação única, onde os fatores necessários para sua realização estavam todos disponíveis, ao menos aparentemente. Entrelaçamos as oportunidades e circunstâncias e realizamos o projeto. Nossos objetivos se tornaram muito claros diante uma necessidade tão proeminente e os diversos fatores tornavam-se disponíveis à medida que avançávamos. Tudo isto é muito motivador. Construir e/ou reconstruir algo tão importante para uma sociedade foi nosso grande incentivador.


história

Quanto ao mercado, pelo meu ponto de vista, tudo mudou. “O vendedor de carro torna-se empresário; o veículo passa a ser certificado; os picaretas são apontados e destacados; as instituições agora conversam com grupos organizados; o mercado consumidor evidencia resultados; a FENAUTO assume definitivamente seu papel Federativo e nós sentimos um prazer imenso por tudo isto”.

Roberto Roscitto Roberto Roscitto

n

Formado em Administração de Empresas, na década de 80 era executivo do Sindicato Varejista de Veículos do Estado de São  Paulo, que congregava na época as Concessionárias de Veículos novos e também as lojas independentes de carros usados, cujos proprietários eram chamados de lojistas. Era também sócio-diretor de uma empresa de consórcios de automóveis,  a UNICOF Administradora de Consórcio Ltda. Na crise de l986, em que o carro usado atingiu valores muito altos de mercado, quase se igualando com  o de carros zero faltou financiamento, pois os bancos estavam criando muitas dificuldades para liberar e aprovar cadastro dos clientes. O mercado de usados    veio abaixo. Um grupo de lojistas

Revista

procurou o Sindicato e depois de muitas reuniões chegou-se a conclusão que deveriam ter uma Associação de classe exclusiva que os representasse. Fundamos a ASSOVESP e logo depois o SINDIAUTO, ambas    entidades voltadas somente para os lojistas do Estado de São Paulo. Verificou-se em seguida que ainda não bastava, era necessária uma entidade de caráter nacional para que se tivesse verdadeiramente representatividade junto às autoridades  do país. Procuramos o Banco Holandês na época   que se propôs a financiar uma entidade desse porte. Através desse banco trouxemos para São Paulo, os principais líderes do comercio de carros usados de todo o País e fundamos um Sindicato de caráter nacional que hoje se respalda pela Fenauto. De todas essas entidades citadas até aqui, eu fui o  seu primeiro presidente. O maior  e o mais duro desafio foi conscientizar os lojistas de todo o País da sua própria importância no cenário econômico Nacional (éramos chamados de picaretas do automóvel), e nós,  através de intenso trabalho conseguimos mudar isso, e   hoje   todos se sentem integrantes de uma grande e importante categoria econômica

nacional responsável pela distribuição de veículos automotores no Brasil, pois a indústria montadora deve muito a essa classe pelo progresso que teve neste país. Não fosse o escoamento de carros usados não seria possível a colocação dos carros novos. Os lojistas não sabiam a força  e a importância que tinham. Eram os gigantes com pés de anão. Quando começamos a mostrar os números ficaram escandalizados: número de empregados; número de veículos comercializados; montante de impostos pagos. Durante as minhas gestões nas entidades acima que presidi tivemos muitas conquistas. As mais importantes: conseguimos reduzir o ICMS incidente sobre o carro usado; e  emplacamento dos veículos; o pátio das lojas;   além é claro de conquistar mais respeito dos bancos; entidades governamentais  e consumidores de modo geral. “Não tenho elementos para falar do mercado atual, mas acredito que hoje o mercado é muito mais dinâmico com uma gama infinita de modelos de veículos de todas as infinitas marcas existentes no mercado oferecendo ao consumidor uma gama imensa de ofertas e oportunidades de negócio”.

história / 29


termômetro

O momento do mercado Este é o primeiro texto desta coluna e, portanto vale iniciar explicando o seu título. O Termômetro se propõe a avaliar o momento do mercado e propor pequenas ações que possam servir de ajustes a uma boa política de compra e venda que resultem em benefícios para o leitor.

A

o contrário do Termostato, que cuida de regular a temperatura dos sistemas, hora deflagrando um processo de aquecimento, hora de resfriamento. O Termômetro relata o fato ocorrido com a maior acuracidade possível, e, portanto não intervém e nem toma medidas corretivas. Quando muito, sugere. O objetivo de comentarmos sobre o mercado de veículos é desafiador, entre outras coisas, face à longa periodicidade de revista. Num mercado tão dinâmico, comentar suas oscilações num período razoavelmente longo, é um desafio e tanto. Mesmo assim tentaremos aqui ajudar, na medida do possível a você leitor a entender os fatos e tomar decisões adequadas para o bem de seu negócio.

Começaremos com dois fatos relevantes: O mercado de novos tem sofrido bastante com a desaceleração da economia e, sobretudo com a antecipação de vendas, fruto da política intervencionista do governo que inflou o giro através da redução do IPI. O mercado de usados tem girado mais rápido em unidades comercializadas, fruto da percepção do consumidor que o veículo seminovo é uma ótima opção levando em consideração a relação custo/benefício. Para “surfar esta onda”, o revendedor de usados tem que compreender duas coisas:

30 / termômetro / Revista

O crescimento nas vendas de usados só se traduz em lucro se o preço estiver bem calibrado. Explicando: O giro faz a diferença. É ganhar menos margem, mais vezes. Isto porque o que está crescendo é o giro e não os preços ou às margens. A retenção dos clientes é fundamental para garantir este giro. O ideal é que seu cliente volte sempre, mais vezes e com maior frequência. O fator mais importante desta equação é um contato constante e uma “sedução” via “ofertas personalizadas”. Se você sabe quem é o seu cliente. Sabe o seu perfil de compra. Sabe o carro que está usando e, sobretudo sua capacidade de pagamento, prepare “ofertas personalizadas” para cada um de seus clientes. Faça uma venda ativa. Não fique esperando que ele te procure. Até o próximo número. Enilson Sales Membro do Conselho da FENAUTO


cetip

Veículos usados representam mais de 55% dos financiamentos realizados no ano

D

e janeiro a maio deste ano, os financiamentos de veículos usados somaram 1.247.990 unidades. Este número representa 55,03% de todos os veículos, novos e usados, financiados no período. Esse levantamento, realizado pela Cetip com base no Sistema Nacional de Gravames (SNG), leva em consideração os automóveis de passeio e comerciais leves, motos e pesados. O SNG reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil e impede que o processo de financiamentos de veículos seja suscetível a fraudes sistêmicas. Além de representarem mais da metade de todos os financiamentos, os usados também sofreram menos com a retração da economia: enquanto as vendas financiadas de novos amargaram uma queda de 20,4% no acumulado do ano em relação ao ano passado, os usados, na mesma base de comparação, tiveram uma queda de 3,4%. “Em meio a um cenário de incertezas, com baixos índices de confiança do consumidor, os veículos usados vêm sendo uma alternativa para quem quer comprar um carro, mas não quer comprometer muito de sua renda”, afirma Marcus Lavorato, Gerente de Relações Institucionais da Cetip.

Revista

Autos Leves No acumulado dos últimos 12 meses (num período que vai de junho 2014 a maio 2015), as vendas financiadas de autos leves usados (automóveis de passeio e comerciais leves) totalizaram 2.929.540 unidades, crescimento de 0,3%, em relação aos 12 meses anteriores (junho 2013 a maio 2014). Entre janeiro e maio de 2015, considerando apenas os automóveis leves usados, os financiamentos somaram 1.146.949 unidades, queda de 3,1% na comparação com o mesmo período do ano passado. Apenas no mês de maio, as vendas financiadas de autos leves usados somaram 219.657 unidades, aumento de 0,3%, em relação a abril, e queda de 7,7% ante maio de 2014. O financiamento de carros de passeio usados foi impulsionado pela negociação de unidades com 4 a 8 anos de uso, que representaram 35% do total, alcançando 118,6 mil unidades no mês de maio.  Os chamados Seminovos (com até 3 anos de uso) registraram em maio 65,1 mil unidades financiadas. Os usados maduros e os velhinhos tiveram 23,5 mil e 12,6 mil unidades financiadas, respectivamente.

cetip / 31


porta-luvas

“Tento fazer minha parte, com as ferramentas que tenho.” A Vida de um lojista não é feita somente de trabalho, afinal ninguém é de ferro. Bem, talvez em linguagem figurada seja quase possível afirmar que Antônio dos Santos Gomes seja de ferro!

E

m sua vida profissional, Antônio Gomes é mais um lojista promissor, proprietário da Lourocar Veículos, empresa que atua no ramo de compra e venda de veículos Seminovos: “Estou nesse segmento há 43 anos e sempre digo que carros, judô e o Pará Clube são minhas grandes paixões”. Judô, então, é o outro lado da vida dele. Mas antes de falar disso, vamos apresentar a sua família e a sua cidade: “sou casado com a Rosa, minha amada, amiga e companheira de 44 anos. Tenho três filhos e cinco netos. Uma família que é meu alicerce”. Belém é para ele um prazer muito especial: “brincamos aqui que no verão chove todo dia e no inverno chove o dia todo. Mas esse clima faz de Belém a cidade morena. Temos uma diversidade cultural fantástica e uma culinária admirada no mundo. Como Católico, tenho orgulho de ter aqui a maior procissão do mundo: o Círio de Nazaré”. Agora sim o bicho vai pegar. Há 55 anos Antônio começou a fazer luta livre; “em 1971, quando entrei na UFPA um amigo, Antonio Braga, me incentivou a entrar no Judô e foi amor à primeira vista”.

32 / porta-luvas / Revista


procissão de círio de nazaré

Logo veio uma seletiva para formar a Seleção Paraense Universitária que iria disputar o Campeonato Brasileiro: “treinei três meses, ganhei a seletiva e representei o Pará no Brasileiro”. Gomes adverte, do alto de sua experiência e dedicação, que o Judô não é somente uma luta, é uma filosofia de vida, um estado de espírito: “só em adentrar no local de treinamento o stress já é quebrado. Sem falar nas amizades extraordinárias e na formação de cidadãos que só o ambiente esportivo é capaz de promover. Aliás, penso que o conhecimento e o esporte são as ferramentas imediatas mais transformadoras de uma sociedade”. Mas toda essa dedicação e foco nem sempre livram do imponderável, se assim podemos chamar: “em 1995, no Campeonato Mundial em Tóquio, me perdi no metrô. Andei, andei e não consegui encontrar o grupo. Totalmente perdido e sem falar japonês e nem inglês. Tentei me comunicar com as pessoas por gestos e sinais, mas até essa linguagem, pra eles é diferente. Parei um táxi e só sabia dizer “Judô” e “KodoKan”, que era o Centro Mundial de Judô. O motorista também não entendeu nada, mas me levou até um PM Box e dali fui monitorado até o “ KodoKan”.

Revista

Homenagens Antônio Gomes já fez história no judô. A Marinha do Brasil o homenageou em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Centro de Instrução Almirante Brás Aguiar (CIABA), destinada ao preparo profissional do pessoal da Marinha Mercante. Um navio escola, na margem do Rio Pará, pode atender a 400 alunos internos e cerca de 900 externos, por meio de vários cursos: “também recebi a Comenda Coronel Fontoura que é a mais importante da Policia Militar do Pará. A cada homenagem, a cada honraria que recebo é claro que fico lisonjeado. É o reconhecimento de uma vida dedicada ao esporte, ao trabalho e a valores morais que considero importante. Formando jovens, não só para o esporte, mas para vida. Mas na mesma medida que fico feliz aumenta ainda mais meu compromisso e minha reponsabilidade”. A homenagem foi realizada no Salão Nobre do 4º Comando Naval em Belém, onde Antônio Gomes foi agraciado por Ademir Sobrinho vice-almirante comandante do 4º Distrito Naval. Com homenagens emocionantes a Cia Athletica Belém inaugurou seu complexo que abriga as novas salas de artes marciais e dança. São 800 metros quadrados que incluem ainda espaço para realização de eventos, loja de artigos esportivos e sala de estudos para os professores. Parte dos espaços foi especialmente concebida para abrigar as aulas de artes marciais: judô, jiu-jitsu, muay-thai, capoeira e artes marciais mistas (MMA). Segundo divulgado na imprensa, a sala de judô, uma homenagem a Antônio dos Santos Gomes, foi projetada segundo os padrões da Federação Internacional de Judô (FIJ). Utiliza tatame olímpico antialérgico, climatização, paredes forradas com material que reduz o impacto e iluminação fotossensorial tudo de acordo com o conceito japonês da pratica do judô. O judoca conclui com um alerta para a vida de todos nós. Para Gomes, o Brasil vive uma inversão de valores que classifica de “impressionante”: “a corrupção é banal. A violência está na esquina. Então, dentro do meio raio de atuação, tento fazer minha parte, com as ferramentas que tenho. Sendo um empresário cumpridor dos meus deveres sociais e um desportista aplicado”.

porta-luvas / 33


lojista em destaque

Trabalho e público diferenciados

Adnilton Hebert Pinto Esteves

C

ebola é proprietário da Ponto Veículos na capital baiana: “nossa loja fica em um bairro bem localizado, com um bom fluxo e onde temos algumas Revendas Autorizadas, e varias Revendas de Seminovos”. Ele iniciou no ramo de venda de veículos no ano de 1992, como vendedor de uma grande Revenda de Seminovos de Salvador: “após três anos fui efetivado como gerente desta mesma loja e ganhei gosto pelo negocio”. Através de um cliente meu, no ano de 2000, fui convidado a abrir uma pequena loja de Seminovos: “de pronto aceitei o convite e parti para carreira solo”. Ele conta que tudo começou com uma loja em ponto bem pequeno onde só cabiam 12 carros: “após um ano de muito trabalho surgiu uma oportunidade e já passamos para uma loja maior, enfrentando mais este desafio e, graças a Deus as coisas foram dando certo”. No ano de 2008 adquiriram a loja atual. “Em nossa região houve uma época em que tínhamos muitas lojas de intermediação de veículo e de financiamento, e, como não é nosso perfil de trabalho,tivemos algumas dificuldades, porque tal situação

Pela internet

Adnilton Hebert Pinto Esteves, conhecido no mercado como “Cebola“ é casado, nascido em Salvador-BA, em 23 de Julho de 1973 e é formado Técnico em Contabilidade. acabava por tirar os clientes das lojas”, explica Cebola que complementa explicando a estratégia então utilizada: “passamos a adotar uma garantia diferenciada de quatro meses e seis meses a depender do ano do veículo e a trabalhar com carros de perfil diferenciado, saindo da linha popular para atender a um público diferenciado”.

34 / lojista em destaque / Revista

Ele relata que sempre acreditou na comercialização de veículos pela web “desde o início apostei neste filão de mercado, até que um dia vendi a um médico do interior do Rio de Janeiro um Audi A-4 que tínhamos no estoque somente por contato através da internet e por telefone, por onde ele tirou todas as dúvidas e efetuou o depósito total do carro, sem nem ver antes, pessoalmente, o que estava comprando”. A entrega do carro foi feita junto a uma transportadora local: “o cliente ficou bastante satisfeito com o carro e toda a negociação”. Para ele, essa situação, até pelo valor agregado, o motivou ainda mais a fazer um trabalho diferenciado no mercado. Adnilton “Cebola” é associado da Assoveba desde o início de suas atividades: “já a presidi por alguns anos e acredito bastante no associativismo, pois sei que juntos sempre seremos mais forte”. Até hoje participa das Convenções da FENAUTO sempre que possível.

Momento Para ele, o início de ano está bastante atípico em virtude dos problemas da política e da economia que fizeram o mercado parar como um todo: “o consumidor está com medo de gastar, esperando o mercado se acalmar, mas a expectativa que fica para o segundo semestre é a melhor possível, acredito que as coisas se acalmem e o consumidor volte gradativamente às compras, e pelos preços dos Seminovos estarem bastante atrativos, acho que vamos colher bons frutos”.


CONSÓRCIO

Parceria entre ABAC e FENAUTO completa vinte meses A cooperação objetivou maior uso dos créditos do consórcio por consumidores em veículos Seminovos e usados

O C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

aumento da comercialização dos veículos Seminovos e usados, paralelamente ao crescimento do Sistema de Consórcios nos últimos anos, mostrou que o acordo de cooperação entre a ABAC - Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios e a FENAUTO - Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores, assinado em outubro de 2013, foi relevante  para ambos os setores. O estímulo dado por meio da divulgação e conscientização foi um dos fatores que  incentivou consumidores a utilizar os créditos do consórcio como mecanismo de autofinanciamento de menor custo. Segundo Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC, “as ações conjuntas foram significativas para todos os envolvidos - administradoras de consórcios, revendedores de veículos e consumidores -, pois vem projetando a expansão de oportunidades de bons negócios e de crescimento setorial”.

Os consórcios crescem A ABAC - Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios, na qualidade de entidade de classe sem fins econômicos, representa 120 empresas autorizadas a atuar no Sistema de Consórcios em todo o território nacional. Fundada em junho de 1967, a instituição tem desempenhado papel essencial no aperfeiçoamento das normas e mecanismos do Sistema, atuando como interlocutora da classe perante autoridades competentes e consorciados.

Site: www.abac.org.br

2015

Atualmente, os consórcios somam 6,40 milhões de participantes, vários deles com a intenção de adquirir veículo – automóvel, caminhão, utilitário, camioneta – seminova ou usada por meio do consórcio.

Revista

CONSÓRCIO / 35


CAPA

I Encontro Estratégico das Lideranças do Setor Automotivo O mercado de veículos vive um de seus mais profundos desafios: a desaceleração de vendas, principalmente de zero-quilômetros. Embora seja certo que já houve momentos difíceis na história desse importante segmento, não há registro de uma freada tão brusca.

A

no, após ano, vinham sendo registrados recordes de produção e vendas, motivados pelo aumento do poder aquisitivo do consumidor, pelos baixos índices de desemprego e por crédito farto. Também contribuíram para o aumento dos volumes os subsídios governamentais, que reduziam o preço dos produtos. Entretanto, a situação mudou de uma hora para outra: os níveis de confiança do consumidor despencaram, o Ministério da Fazenda cortou todos os subsídios, os juros estão atingindo patamares altíssimos e os bancos puxaram o freio de mão. E o impacto fez sentir-se em todos os segmentos: automóveis, caminhões e motocicletas. Em todos eles, as quedas foram abruptas e fortes. Para avaliar os desafios que se apresentam e buscar soluções, quatro importantes entidades do setor, decidiram reunir-se e convidar todas as demais associações envolvidas com essa cadeia de valor: FENAUTO, FENABRAVE, ANFAVEA e ABAC realizarão em 31 de agosto o “I ENCONTRO ESTRATÉGICO DAS LIDERANÇAS DO SETOR AUTOMOTIVO”. “Precisamos nos mover, precisamos identificar os entraves que vêm ocasionando esse imenso impacto no mercado e – claro – buscar soluções”, diz Ilídio Gonçalves dos Santos, presidente da Fenauto. “Se estivermos todos juntos, pensando em formas de superar essa crise, teremos mais condições de implementar medidas que possam virar esse jogo.”

36 / capa / Revista

Com as engrenagens afetadas pela desaceleração da economia e pela escassez de crédito, o mercado automotivo terá que buscar soluções criativas e de impacto imediato. E o caminho passa por uma revisão de conceitos de controles e fluxos de distribuição. Neste debate também caberá a abordagem da burocracia que permeia cada passo do processo de compra e venda de veículos, concessão de crédito e formalização da garantia, bem como a fluidez dos processos de apreensão em caso de inadimplência e a própria gestão de infrações que ao invés de penalizarem o infrator, penaliza o bem e o coloca indisponível para negociação. Além de tudo isso, caberá o debate, ainda que num momento de arrocho fiscal, sobre o peso da carga tributária que se multiplica desde a aquisição de insumos para a fabricação e montagem, até a injusta cobrança de alíquotas confusas aos distribuidores, chegando a um insuportável peso no consumidor final. Temas como “Logística Reversa”, “Desburocratização” e “Simplificação” poderão aparecer na mesa  de debates, como solução ou paliativo para encarar os tempos difíceis do setor. “Esperamos que este evento seja um marco que indique que o setor está unido para enfrentar seus problemas e buscar as soluções”, conclui o presidente da Fenauto. “Afinal, como é de conhecimento geral, o nosso setor é importantíssimo para a Economia do país, com grande impacto no PIB, na geração de empregos, de renda e de tributos”.


MY

CY

CMY

K

4º congresso fenauto 2015

4º CONGRESSO FENAUTO Quarta edição do Congresso FENAUTO será realizada em São Paulo esmo com a aprovação das edições anteriores pelos participantes, serão muitas as novidades no próximo Congresso Nacional dos Seminovos e Usados, a começar pelo local de realização: após passar por Foz do Iguaçu, Campinas e Sauipe, o grande encontro da categoria ocorrerá na Capital de São Paulo, de 31 de agosto a 02 de setembro de 2015, no Novotel Center Norte. “Todo empresário sempre tem algum ponto de interesse em São Paulo: negócios, familiares, amigos”, lembra Ilídio Gonçalves dos Santos, presidente da entidade. “Dessa forma, estamos procurando facilitar ainda mais a adesão dos revendedores ao Congresso. E, neste ano, nosso evento estará colado a um encontro importantíssimo de todas as entidades do Setor Automotivo, em que se debaterão os desafios da cadeia e soluções para enfrenta-los. Esse encontro será inclusive no mesmo hotel. Portanto, quem participar do Congresso ficará sabendo em primeira mão os resultados desse importantíssimo debate”. Exatamente para poder colar o Congresso a esse outro evento é que ele será realizado de segunda a quarta-feira. Esse outro encontro reunirá, no dia 31 de agos-

Revista

to, as maiores entidades da cadeia automotiva: Anfavea, Fenabrave, Abac e outras 20 associações que definirão alguns rumos para a retomada dos negócios no setor e contará com ampla presença da imprensa especializada. No mesmo dia, ocorrerá o já tradicional Coquetel de Abertura da ExpoFENAUTO’2015, que reúne os melhores parceiros do Setor de Revendas. A seguir, a Cerimônia de Abertura, seguida do Jantar de BoasVindas. Na terça-feira, dia 1 de setembro, a programação será intensa. Atendendo a várias sugestões de congressistas, lançadas nos formulários de avaliação da edição de Sauipe, haverá apenas um roteiro que concentrará os melhores palestrantes que abordarão os temas mais

/ congresso fenauto / 37


MY

CY

CMY

K

4º congresso fenauto 2015

importantes para as Revendas. O Comitê Temático já começou a escolher os assuntos que devem entrar em pauta, bem como os melhores especialistas para abordá-los. Na quarta-feira, palestras pela manhã, seguidas de almoço de encerramento. Esse almoço será um tanto diferente, para fechar com chave de outro o Congresso: será ministrada, antes da refeição, uma palestra motivacional sensacional. A Comissão Organizadora do Congresso decidiu pelo enxugamento do programa – sem perder a qualidade – para permitir que o investimento do congressista seja reduzido de três noites de hospedagem, para duas, ou seja, um terço a menos no orçamento do participante. Outros aspectos importantes do encontro terão destaque, como o da confraternização e troca de experiências, além dos eventos sociais: o Coquetel de Abertura da ExpoFENAUTO’2015, o Jantar de Boas-vindas, ambos na segunda-feira, dia 31 de agosto, o Happy-hour ao final da jornada de trabalho na terça-feira, seguido de um show de humor. O almoço de encerramento também será um dos pontos altos. “A par de tudo o que o Congresso oferece para o desenvolvimento da empresa, São Paulo é um polo de atrações” registra o presidente da Fenauto. “Por isso

mesmo, estamos estimulando os empresários a trazerem suas famílias. Haverá uma tarifa especial para os que quiserem aproveitar o final de semana que antecede o nosso encontro.” O próprio hotel já é uma das atrações do evento: um dos melhores da Capital paulista oferece a seus hóspedes muito conforto e alto padrão de serviços. Está situado no Complexo CN, ao lado do Shopping Center Norte e Lar Center. Seu Centro de Convenções dispõe das melhores instalações para abrigar a 4ª Edição do Congresso FENAUTO. Além disso, a cidade oferece uma diversidade enorme de programas culturais, desportivos e de restaurantes para atender todos os paladares. Conheça algumas das atrações próximas do Novotel Center Norte: além do Shopping, o Mercado Municipal – o Mercadão – as ruas 25 de Março (variedades), Santa Efigênia (eletrônicos) e o Bom Retiro (roupas). Atrações culturais, também próximas, que valem a visita: Pinacoteca do Estado, Museu de Arte Sacra, Centro Cultural Banco do Brasil, Museu do Futebol e a Sala São Paulo. E, por falar em esportes, o estádio do Palmeiras – A Arena Allianz – é considerada um dos mais modernos do país e tem visitas guiadas.

Valores das inscrições TIPO DE INSCRIÇÃO

Valor

1ª Inscrição da empresa

R$ 630,00*

A partir da 2ª Inscrição

R$ 550,00*

Acompanhantes

R$ 230,00*

* Valores por pessoa, vigorarão por tempo limitado.

Pacote de hospedagem TIPOS DE APARTAMENTOS

Valor

SINGLE

R$ 1.171,80*

DOUBLE

R$ 901,00*

* 2 noites - dias 31 de agosto e 01 de setembro de 2015. Por pessoa pelo período. Valor por tempo limitado. Hospedagem sujeita à disponibilidade.

Diária extra pré-evento TIPOS DE APARTAMENTOS

Valor

SINGLE

R$ 335,00*

DOUBLE

R$ 220,00*

* Por noite por pessoa. (noites dos dias 28, 29 e 30 de agosto).

38 / congresso fenauto / Revista

Inscrições disponíveis pelo site www.congressofenauto.com.br e informações poderão ser obtidas na empresa organizadora, a Procópio Ferraz-Construção de Eventos, pelo e-mail: congresso@congressofenauto.com.br. Também as empresas interessadas em apresentar seus produtos e serviços na ExpoFENAUTO’2015 poderão entrar em contato.


SEGURANÇA PARA O CONSUMIDOR FINANCIAR E AGILIDADE PARA O EDUARDO COLHER RESULTADOS.

Os produtos e serviços da Cetip agilizam a liberação de crédito para as instituições financeiras. Com eficiência e segurança, o financiamento de veículos fica mais acessível, beneficiando o revendedor e o consumidor. A Cetip ajuda o Brasil a crescer para que negócios como o do Eduardo cresçam junto. Para conhecer esta e outras histórias, acesse o site: www.cetip.com.br/financiamentos

Revista fenauto 3ano6ed  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you